Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Fechamento de arquivos
Fechamento de arquivos
Fechamento de arquivos
E-book127 páginas1 hora

Fechamento de arquivos

Nota: 0 de 5 estrelas

()

Ler a amostra

Sobre este e-book

Os temas relevantes à etapa de fechamento de arquivos estão presentes nesta publicação. O livro aborda a linguagem de descrição de páginas, os tipos de formatos de arquivos, a classificação das extensões de arquivos, os métodos de envio, a análise das imagens e os gerenciadores de fontes. São estudados a função da sangria e dos links, a escalas de cores, os tipos de trapping e como fazer a adequação de arquivos digitais à impressão offset, flexográfica e rotográfica.
IdiomaPortuguês
Data de lançamento27 de set. de 2017
ISBN9788583936022
Fechamento de arquivos
Ler a amostra

Relacionado a Fechamento de arquivos

Ebooks relacionados

Artigos relacionados

Avaliações de Fechamento de arquivos

Nota: 0 de 5 estrelas
0 notas

0 avaliação0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

A avaliação deve ter pelo menos 10 palavras

    Pré-visualização do livro

    Fechamento de arquivos - Rodrigo Venturini Soares

    1. Linguagem de

    descrição de páginas

    Linguagem PCL (Printer Communication Language)

    Linguagem PostScript

    Linguagem de descrição de página é a forma como os aplicativos, ao enviar o arquivo para impressão, irão descrevê-lo para que a impressora os imprima.

    As duas linguagens de descrição de página encontradas no mercado gráfico são:

    linguagem PCL (Printer Communication Language);

    linguagem PostScript.

    Linguagem PCL (Printer Communication Language)

    A linguagem PCL foi desenvolvida pela Hewlett-Packard e tornou-se padrão na maioria das impressoras com tecnologia laser e jato de tinta.

    É uma linguagem de descrição de página que possui limitações, por isso não é utilizada como padrão no mercado gráfico.

    Suas limitações são:

    •não suportar arquivos com extensão EPS (Encapsulated PostScript);

    •não possuir confiabilidade de cores na sua impressão;

    •imprimir o que está na tela sem estabelecer qualidade na reprodução das cores ou na sua possível impressão em dispositivos de saídas profissionais.

    Linguagem PostScript

    A linguagem PostScript foi desenvolvida pela Adobe e tornou-se padrão das impressoras de alta definição utilizadas na área gráfica.

    É uma linguagem de descrição de página que transforma todos os elementos das páginas (textos, ilustrações, fotografias) em textos e coordenadas, que, depois, são interpretados pelos dispositivos de saída e impressos.

    A Adobe lançou três versões dessa linguagem:

    PostScript nível 1 – A versão original da linguagem possuía uma linguagem básica de descrição de página.

    PostScript nível 2 – A segunda versão da linguagem possuía suporte para diferentes formatos de páginas, melhor qualidade de impressão das cores dos arquivos e definição de espaços de cor utilizados.

    PostScript nível 3 – A versão mais recente da linguagem possui suporte para maior quantidade de fontes, gerenciamento de cores, arquivos em PDF e maior velocidade de processamento.

    As impressoras que possuem esse tipo de linguagem de descrição de página, para imprimir as páginas de um trabalho, utilizam:

    driver de impressão;

    PostScript Printer Description (PPD).

    Driver de impressão

    Driver de impressão é um programa ou software utilitário responsável por operar um dispositivo de impressão que pode ou não estar conectado ao computador.

    A principal função do driver de impressão é fazer a comunicação entre o software gráfico, o sistema operacional do computador e a impressora em que o trabalho será impresso.

    Quando um trabalho é enviado para ser impresso, os dados contidos no software gráfico são encaminhados por meio do driver para o sistema operacional que, por sua vez, processa essas informações e se comunica com a impressora para enviar esses dados.

    É por meio do driver de impressão que o sistema operacional identifica se a impressora está ligada ou desligada, se o papel acabou, qual a quantidade de tinta ou se o toner está disponível para impressão.

    PostScript Printer Description (PPD)

    PPD é um arquivo digital composto por textos que trazem informações das características de uma determinada impressora PostScript, por exemplo:

    formato máximo e mínimo de página para impressão;

    resolução máxima e mínima da impressora;

    disponibilidade de fontes;

    espaço de cor;

    nível do PostScript;

    recursos de acabamento.

    É pelo PPD que o arquivo que está sendo enviado para a impressora é transformado em linguagem de descrição de página, ou seja, é convertido em um arquivo PostScript que é interpretado pelo dispositivo de saída.

    Toda impressora possui seu PPD. Dessa forma, deve-se sempre utilizá-lo para que não ocorram problemas de incompatibilidade de informações entre a impressora e o arquivo PostScript gerado.

    Observação

    Sempre solicitar ao birô ou à gráfica que irá realizar a impressão do trabalho o envio do driver de impressão e do PPD da impressora que ele utiliza, pois sem eles não há como gerar o arquivo PostScript de forma correta.

    2. Formatos de arquivos digitais

    Tipos de formatos de arquivos

    Formato de arquivo digital é a maneira como os computadores para codificam as informações presentes nos arquivos digitais e as salvam em seu disco rígido.

    Ele é utilizado por todos os tipos de softwares para salvar imagens, textos, desenhos, sons, músicas e animações.

    Na área gráfica, existem dezenas de formatos de arquivos, alguns muito conhecidos e outros nem tanto, pois podem ter sido desenvolvidos para um equipamento ou software específico.

    Tipos de formatos de arquivos

    Os tipos de formatos de arquivo mais utilizados na área gráfica

    Está gostando da amostra?
    Página 1 de 1