Aproveite milhões de eBooks, audiolivros, revistas e muito mais

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Pericia Judicial Do Trabalho

Pericia Judicial Do Trabalho

Ler a amostra

Pericia Judicial Do Trabalho

Duração:
314 páginas
2 horas
Lançados:
9 de mai. de 2022
Formato:
Livro

Descrição

PERICIA JUDICIAL DO TRABALHO - Material indispensável para os estudantes e profissionais das áreas de Saúde e Segurança no Trabalho, do Direito, Administração de RH, contadores e administradores de Pessoa. A obra descreve, de uma maneira simples todos os passos da Perícia Judicial do Trabalho - Na Justiça do Trabalho - com pedidos de Adicional de
Lançados:
9 de mai. de 2022
Formato:
Livro

Sobre o autor


Relacionado a Pericia Judicial Do Trabalho

Livros relacionados

Artigos relacionados

Amostra do livro

Pericia Judicial Do Trabalho - Odemiro J Berbes

Odemiro J. B. Farias

Advogado especialista em Direito do Trabalho e Direito Previdenciário – Técnico em Segurança do Trabalho – Consultor de Empresas – Professor do Curso de Formação de TST – Palestrante – Formador do Curso de Perícia Judicial e Assistente Técnico em Perícia Judicial do Trabalho

PERÍCIA JUDICIAL DO TRABALHO

MANUAL PRÁTICO DE ELABORAÇÃO

PERITO & ASSISTENTE TÉCNICO

Insalubridade – Periculosidade

Acidente e Doença do Trabalho

Curitiba – 2014

Dedico esse Manual de Perícia a todos os profissionais das áreas de Saúde e Segurança do Trabalho que, de alguma forma, me apoiaram na sua elaboração, frequentando os treinamentos que deram origem a esse trabalho auxiliando na sua concretização.

Odemiro

AGRADECIMENTOS


Agradeço a Deus sobretudo, a minha família, em especial a minha esposa Angelita que sempre me apoiou nos treinamentos e na elaboração desse manual.

APRESENTAÇÃO


Inicialmente quero esclarecer que esse trabalho tem por finalidade complementar nossas aulas e servir de material didático nos cursos de formação de PERITO JUDICIAL DO TRABALHO e ASSISTENTE TÉCNICO EM PERÍCIA JUDICIAL DO TRABALHO além dos Vídeos Aulas de Assistente Técnico em Perícia Judicial.

Da mesma forma servir de instrumento de direcionamento aos profissionais de Saúde e Segurança do Trabalho que pretendem atuar na área da Perícia Judicial.

Nas ações trabalhistas com pedidos de adicionais de insalubridade, periculosidade e indenização por Acidentes ou Doenças do Trabalho, por força dos artigos 195 da CLT (Decreto-Lei nº 5.452/1943), e artigos 145 e 420 do Código de Processo Civil – CPC (Lei nº 5.869/1973), o Juiz desconhecedor das normas técnicas de Saúde e Segurança do Trabalho, nos casos dos adicionais de insalubridade e periculosidade e, da mesma forma, nas indenizações por acidentes e doenças que requerem a análise da saúde e da integridade física do trabalhador, socorre-se no auxílio dos profissionais das áreas de saúde e segurança do trabalho, quais sejam: Os Engenheiros de Segurança do Trabalho, Médicos do Trabalho, Fonoaudiólogos, Terapeutas Ocupacionais, dentre outros profissionais que, com seus conhecimentos técnicos e científicos, atuando na condição de auxiliares da justiça, informam ao Juiz da causa, através do competente Laudo Pericial, na condição de prova técnica, as informações dos fatos, para a convicção do magistrado ao prolatar a sentença.

Nas atividades da militância na Justiça do Trabalho por muitos anos, observamos a dificuldade que os juízes do trabalho têm no momento da nomeação do perito para a inspeção dos locais de trabalho ou do corpo do trabalhador, para a realização da Perícia Judicial.

As partes têm a mesma dificuldade para a nomeação dos assistentes técnicos.

Da mesma forma, observamos as dificuldades que parte dos ilustres peritos nomeados pelos juízes do trabalho encontra para a realização das diligências e na elaboração do Laudo Pericial. Dificuldades nas questões jurídicas que envolvem a perícia – processual trabalhista – e nos aspectos técnicos de coleta de amostragens e avaliações quantitativas e qualitativas dos agentes de riscos ambientais.

O magistrado, para entregar a justiça ao jurisdicionado, deve ter à sua disposição profissionais técnicos competentes nas áreas de engenharia de segurança do trabalho, com conhecimentos específicos em higiene laboral para a realização de suas inspeções e que, assim sendo, emitam o Laudo Pericial dentro das normas técnicas que são exigidas pela legislação, considerando os critérios internacionais, seja nas coletas das amostragens, nas quantificações dos produtos químicos agressivos à saúde do trabalhador em seu local de trabalho; na quantificação dos riscos físicos em suas manifestações através do ruído, do frio, do calor, das radiações não ionizantes, da umidade ou das vibrações; das avaliações qualitativas necessárias para a definição da existência de atividade perigosa, tudo nos termos da legislação prevencionista.

Considerando que essa dificuldade advém da escassez de profissionais técnicos preparados para o exercício dessa nobre função de auxiliar da justiça, desenvolvemos esse manual que faz parte do material didático que utilizamos em nossos treinamentos na formação de Peritos Judiciais Trabalhistas e Assistentes Técnicos em Perícias Judiciais.

Odemiro Farias

SUMÁRIO


Agradecimentos

Apresentação

I A Prova Técnica no Processo do Trabalho

1 A Injustiça Técnica Pericial causada pela ausência de Assistência Técnica

2 Os Assistentes Técnicos Periciais

2.1 Da Falta dos Assistentes Técnicos

2.2 Do Despreparo dos Advogados

2.3 Do Despreparo dos Peritos

2.4 Das Designações Equivocadas pelo Juiz

3 Conclusão

II Acórdão TRT – Os Limites Perscrutáveis da Perícia

III A Justiça do Trabalho

1 As Instâncias da Justiça do Trabalho

1.1 Primeira Instância

1.2 Instância Intermediária

1.3 Instância Superior

1.4 O Supremo Tribunal Federal

2 As Partes no Processo do Trabalho

2.1 Reclamante – Empregado

2.2 Reclamada(o) – Empresa – Empregador

2.3 A Formação da Ação

2.4 O Perito

2.5 O Assistente Técnico

3 A Justiça Federal

3.1 Ações de Aposentadoria Especial x INSS

3.2 Ações Regressivas do INSS

4 Os Pedidos no Processo do Trabalho

4.1 Insalubridade

4.2 Periculosidade

4.3 Acidente e Doença do Trabalho – Indenização

4.3.1 Acidente do Trabalho – Conceito Previdenciário

4.3.2 Doença do Trabalho – Conceito

4.3.3 Indenização por Acidente ou Doença do Trabalho

5 A Responsabilidade Civil

5.1 A Culpa – O Dolo

5.2 Das Responsabilidades do Empregador

5.2.1 Responsabilidade in vigilando

5.2.2 Responsabilidade in eligendo

5.2.3 Nexo Causal

6 Legislações Pertinentes

6.1 Legislação Previdenciária

6.2 Código Civil – Indenização por Ato Ilícito

IV O Processo do Trabalho

1 Petição Inicial

Autuação

2 Contestação – Resposta da Empresa

3 Audiência

Os Tipos de Audiência

4 Provas no Processo do Trabalho

4.1 Do Ônus da Prova

4.2 Depoimento das Partes

4.3 Provas Documentais

4.4 Provas Testemunhais

4.5 Provas Periciais

V A Perícia – O Perito – O Assistente

1 A Perícia Judicial

1.1 Objetivo da Prova Pericial

1.2 Tipos de Perícias

1.2.1 Perícia Extrajudicial

1.2.2 Perícia Arbitral

1.2.3 Perícia Obrigatória

1.2.4 Perícia Facultativa

1.2.5 Perícia Indireta

1.2.6 Perícias nas Ações Trabalhistas

1.3 Classificação das Perícias

1.4 Estrutura da Perícia Judicial

1.4.1 Fase Preliminar

1.4.2 Fase Operacional

1.4.3 Fase Final

1.5 Os Quesitos

1.5.1 Tipos de Quesitos – Principal

1.5.2 Tipos de Quesitos – Suplementar – Complementar

1.6 Quesitos de Esclarecimentos

1.7 Roteiro da Perícia – Fluxograma

1.8 Quesitos – Dicas – Fluxograma

2 O Perito Judicial

2.1 Conceito

2.2 Função

2.3 Deveres

2.4 Quem pode ser Perito

2.5 Direitos Deveres

2.5.1 Direitos

2.5.2 Deveres

2.6 Local de Trabalho

2.7 Impedimento e Suspeição

2.7.1 Impedimento

2.7.2 Suspeição

3 O Assistente Técnico em Perícia Judicial

3.1 Quem pode ser Assistente Técnico

3.2 As Funções do Assistente Técnico

3.3 Direitos

3.4 Parecer Técnico Pericial

4 Diferenças entre Perito e Assistente

4.1 Perito

4.2 Assistente

VI O Laudo Pericial

1 Objetivo

2 O Laudo Pericial e os Pedidos na Justiça do Trabalho

3 A Forma do Laudo Pericial do Trabalho

4 Natureza Jurídica do Laudo Pericial

5 Meio de Prova

6 Características do Laudo

7 Estrutura do Laudo Pericial

8 Introdução do Laudo Pericial

9 Qualificação das Partes

10 Exposição dos Pedidos Formulados pelo Autor

11 Entrevista com as Partes – Autora – Reclamada – Assistentes

12 Descrição das Observações Quantitativas e Qualitativas

12.1 Das Avaliações Qualitativas

12.2 Das Avaliações Quantitativas

13 Respostas aos Quesitos

14 Conclusão

15 Documentação

VII Aspectos Técnicos e Jurídicos na Perícia Judicial do Trabalho

1 Dos Princípios do Processo Legal e do Contraditório

2 O Perito e o Assistente Técnico nas Diligências Periciais

3 Aspectos Técnicos da Perícia Judicial do Trabalho – Higiene Ocupacional

3.1 Das Regras Técnicas na Perícia Judicial

3.2 Recomendação

3.3 A Higiene Ocupacional

3.4 Áreas de Interação da Higiene Ocupacional

3.5 Conceitos da Higiene em Algumas Referências

3.6 Conceito do Limite de Tolerância / Limite de Exposição

3.7 A Higiene – CLT – Normas Regulamentadoras

3.8 A Fundamentação Legal dos Riscos Ambientais

A Norma Regulamentadora nº 15

VIII Vocabulário Jurídico

IX Outros Processos de Atuação do Perito e dos Assistentes Técnicos

1 Nexo Técnico Epidemiológico

1.1 Nexos Técnicos Previdenciários.

1.2 Nexo Técnico Profissional ou do Trabalho

1.3 Nexo Técnico por Doença Equiparada a Acidente de Trabalho

1.4 Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário (NTEP)

1.5 Impugnação dos Nexos Técnicos Previdenciários

1.6 Nexo Técnico por Doença Equiparada a Acidente de Trabalho ou Nexo Técnico Individual

1.7 Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário (NTEP)

1.8 Documentação Probatória para Demonstrações Ambientais

2 Ações Regressivas Acidentárias

2.1 Pressupostos

2.2 Quais as implicações legais e econômicas do NTEP para as empresas?

2.3 Embasamento Legal do NTEP

3 Ações de Aposentadoria Especial em Face do INSS

A aposentadoria especial

X Modelos

Modelo 1 – Petição Inicial

Modelo 2 – Ata Audiência – Designação do Perito

Modelo 3 – Quesitos

Modelo 4 – Pedido de Juntada de Laudo

Modelo 5 – Laudo – Apresentação

Modelo 6 – Impugnação do Laudo

Modelo 7 – Pedido de Escusa

Modelo 8 – Definição de Data e Horário da Perícia

Referências

Notas

I

A PROVA TÉCNICA NO

PROCESSO DO TRABALHO


A escassez de peritos preparados, técnica e juridicamente, ocasionam em prejuízo para alguma das partes litigantes no processo trabalhista quando dependem de produção de prova técnica.

1 A Injustiça Técnica Pericial Causada pela Ausência de Assistência Técnica

De início quero esclarecer que, nas ações trabalhistas com pedido de adicional de Insalubridade e Periculosidade, os artigos 145 e 420 do Código de Processo Civil – CPC, aplicáveis no processo do trabalho, estabelecem que o ambiente de trabalho deverá ser analisado por um perito judicial, nomeado pelo Juiz do trabalho.

Na mesma audiência em que o Juiz do trabalho nomeia o perito judicial ele garante às partes, patrão e empregado, o direito de nomear o assistente técnico pericial, com fundamento no artigo 420 do Código de Processo Civil.

As partes têm o prazo comum de cinco dias para indicarem os seus respectivos assistentes técnicos e apresentarem os quesitos que deverão ser respondidos pelo perito nomeado pelo Juiz.

2 Os Assistentes Técnicos Periciais

Os Assistentes Técnicos são os profissionais das áreas de saúde e segurança do trabalho, de confiança das partes, nomeados para elaborarem os quesitos técnicos, com o objetivo de direcionar as atividades periciais na condução correta, técnica e juridicamente, de todas as diligências na execução da perícia.

O assistente técnico tem o direito de acompanhar a perícia na data e hora designadas, elaborar quesitos principais antes da perícia e os complementares no momento da execução das diligências periciais, tudo nos termos do artigo 429 do CPC; o assistente técnico pode utilizar de todos os meios necessários para o seu melhor desempenho, ouvir pessoas, solicitar documentos, plantas, projetos, fotografar e filmar os locais de trabalho e usar de todos os meios que julgar necessários para a produção da prova técnica.

Os quesitos direcionados ao perito têm como objetivo principal direcionar os atos periciais dentro dos padrões técnicos exigidos; seja na quantificação dos riscos físicos ou na coleta de amostras dos riscos químicos, as quais serão enviadas ao laboratório para posterior quantificação, de acordo com as regras da NR-15 e nas análises qualitativas na verificação das condições perigosas nos termos da NR-16.

Assim deveria ser a correta condução da produção da prova técnica pericial nas ações com pedidos de adicional de insalubridade e periculosidade. Mas, não é o que acontece na realidade.

No texto intitulado Perícia Digital, o Engº Vendrame[1] relata a situação da produção da prova pericial que ocorre sem a devida avaliação do ambiente de trabalho, meramente embasada em documentos apresentados pela empresa na fase de defesa ou por solicitação do perito no momento da perícia, Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), Programa de

Você chegou ao final dessa amostra. Cadastre-se para ler mais!
Página 1 de 1

Análises

O que as pessoas acham de Pericia Judicial Do Trabalho

0
0 notas / 0 Análises
O que você achou?
Nota: 0 de 5 estrelas

Avaliações do leitor