Aproveite milhões de e-books, audiolivros, revistas e muito mais, com uma avaliação gratuita

Apenas $11.99 por mês após o período de teste gratuito. Cancele quando quiser.

Mini História Da Música Popular Brasileira
Mini História Da Música Popular Brasileira
Mini História Da Música Popular Brasileira
E-book81 páginas32 minutos

Mini História Da Música Popular Brasileira

Nota: 0 de 5 estrelas

()

Ler a amostra

Sobre este e-book

O livro Mini História da Música Popular Brasileira faz uma síntese dos principais gêneros e ritmos que predominaram ao longo da História da música no Brasil, desde suas origens até os dias atuais, passando pelo samba, bossa nova, Tropicalismo, entre muitos outros.
IdiomaPortuguês
Data de lançamento18 de abr. de 2018
Mini História Da Música Popular Brasileira
Ler a amostra

Relacionado a Mini História Da Música Popular Brasileira

Ebooks relacionados

Artigos relacionados

Categorias relacionadas

Avaliações de Mini História Da Música Popular Brasileira

Nota: 0 de 5 estrelas
0 notas

0 avaliação0 avaliação

O que você achou?

Toque para dar uma nota

A avaliação deve ter pelo menos 10 palavras

    Pré-visualização do livro

    Mini História Da Música Popular Brasileira - José Fernando Monteiro

    ÍNDICE

    1. MODINHA

    2. LUNDU

    3. CHORO

    4. TANGO BRASILEIRO

    5. MAXIXE

    6. SAMBA

    7. ERA DO RÁDIO

    8. BAIÃO

    9. BOSSA NOVA

    10. ERA DOS FESTIVAIS

    11. CANÇÃO DE PROTESTO

    12. JOVEM GUARDA

    13. TROPICALISMO

    14. ANOS 1970

    15. BROCK

    16. MODA DE VIOLA

    17. AXÉ MUSIC, FORRÓ ELETRÔNICO, TECNOBREGA E OUTROS

    18. FUNK CARIOCA

    19. RAP NACIONAL

    20. ANOS 1990

    21. NOVO MILÊNIO

    1. MODINHA

    A modinha é um gênero musical que tevegrande sucesso na corte e sociedade portuguesa do século XVIII e também no Brasil entre o século XIX e início do XX. A modinha é caracterizada pela docilidade e pelo romantismo, mas suas tonalidades menores também lhe conferem uma melancolia muito marcante.

    Embora seja geralmente repetitiva e monótona, a modinha foi muito apreciada e entoada por horas nos saraus dos palácios e salões portugueses e brasileiros e também no sereno das noites enluaradas por populares, boêmios e seresteiros.

    O maior representante da modinha foi o poeta mulato Domingos Caldas Barbosa, que, nascido no Rio de Janeiro, migrou ainda jovem para Portugal, onde teve a proteção de nobres e difundiu a modinha na corte de D. Maria I.

    1

    Antes de obter sucesso em Portugal, a modinha esteve presente no Brasil onde se fundiu com o lundu e adquiriu feições próprias, o que lhe conferiu o nome de modinha brasileira. Em Portugal a modinha incorporaria um outro gênero, em voga na Europa, a ópera italiana. Isso tornou a modinha uma música com mais apuro e rebuscamento, uma verdadeira ária de corte, como afirma Mozart de Araújo.

    Depois de longa estada na metrópole portuguesa a modinha retornou ao Brasil junto com D. João VI e a família real, em 1808, sendo repatriada pelas elites, mas logo caindo no gosto popular, deixando os pianos dos salões para acompanhar os violões seresteiros, transitando frequentemente entre o erudito e o popular. Os maiores modinheiros desse período foram Joaquim Manoel da Câmara e Cândido Inácio da Silva, mas se conta que o Imperador D. Pedro I também adorava compor modinhas.

    2. LUNDU

    2

    O lundu é um gênero musical e uma dança que foi muito praticada no Brasil durante o período colonial. Tem suas origens nos batuques africanos, trazidos para o Brasil pelos negros escravizados que aqui chegaram durante a colonização.

    O lundu, enquanto dança, se configura como uma dança de roda, na qual dois dançarinos ficam ao centro enquanto os outros, em roda, aplaudem e tocam instrumentos, em geral de percussão, mas também instrumentos de corda, além de palmas e batidas de pé. A dança do lundu também se caracteriza pelo tradicional gesto da umbigada, que

    Está gostando da amostra?
    Página 1 de 1