P. 1
Acento indicador de crase

Acento indicador de crase

|Views: 358|Likes:
Publicado poratitudeunderground
Teoria e exercícios sobre um dos assuntos mais cobrados nas provas de concurso.
Baixe outros materiais em www.profjorge.com.br
Teoria e exercícios sobre um dos assuntos mais cobrados nas provas de concurso.
Baixe outros materiais em www.profjorge.com.br

More info:

Published by: atitudeunderground on Jul 27, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/05/2014

pdf

text

original

Uso do acendo indicador de crase

Prof. Jorge Jr. www.profjorge.com.br ___________________________________________________________________________ Crase é palavra de origem grega e significa "mistura", "fusão". Nos estudos de língua portuguesa, e o nome que se dá à fusão de duas vogais idênticas. Tem particular importância a crase da preposição a com o artigo feminino a(s), com o pronome demonstrativo a(s), com o a inicial dos pronomes aquele(s), aquela(s), aquilo e com o a do relativo a qual (as quais). Em todos esses casos, a fusão das vogais idênticas é assinalada na escrita por um acento grave. O uso apropriado do acento grave, ou acento indicador de crase, depende essencialmente da compreensão desse fenômeno. Aprender a colocar o acento consiste em aprender a verificar a ocorrência simultânea de uma preposição e um artigo ou pronome. Verificar a existência de uma preposição é, antes de mais nada, aplicar os conhecimentos de regência verbal e nominal que você acaba de obter. Observe: Conheço a diretora. Refiro-me à diretora. No primeiro caso, o verbo é transitivo direto (conhecer algo ou alguém), portanto não existe preposição e não pode ocorrer crase. No segundo caso, o verbo é transitivo indireto (referir-se a algo ou a alguém) e rege a preposição a, portanto a crase é possível, desde que o termo seguinte seja feminino e admita o artigo feminino a ou um dos pronomes já especificados. Para verificar a existência de um artigo feminino ou de um pronome demonstrativo após uma preposição a, podem-se utilizar dois expedientes práticos. O primeiro deles consiste em colocar um termo masculino de mesma natureza no lugar do termo feminino a respeito do qual se tem dúvida. Se surgir a forma ao, ocorrerá crase antes do termo feminino. Observe: Conheço o diretor. Conheço a diretora. Refiro-me ao diretor. Re firo-me à diretora. Prefiro o quadro da direita ao da esquerda. Prefiro a tela da direita à da esquerda. O outro recurso prático é substituir o termo regente da preposição a por um que reja outra preposição (de, em, por). Se essas preposições não se contraírem com o artigo, ou seja, se não surgirem as formas da(s), na(s) ou pela(s), não haverá crase. Observe: Refiro-me a você. - Gosto de você. Penso em você. Apaixonei-me por você. Começou a gritar. - Gosta de gritar. Insiste em gostar. Optou por gritar. Tome muito cuidado com esses "macetes". Não se esqueça de que é preciso olhar para os dois lados. Não basta provar que existe a preposição a, ou que existe o artigo a. É preciso provar que existem os dois. A crase obviamente não ocorre diante de palavras que não podem ser precedidas de artigo feminino. Observe: dos substantivos masculinos: Tenho um fogão a gás. Não compro a prazo. Fui a pé. Assisti a jogos memoráveis. Dos verbos: Disponho-me a colaborar. Cheguei a insistir.

países. a crase. e os substantivos estão sendo usados em sentido genérico. Voltei à casa de meus pais. de Porém. a crase estará confirmada. Observe: Refiro-me a minha velha amiga. sentido Observe: Os astronautas voltaram à Terra. (ao mesmo homem) à própria Luisa. Estou na Bahia. Isso não interessa a ninguém. . A aeromoça chegou à terra de seus pais. A aeromoça está na terra de seus pais. estados. Compare as frases seguintes: O estudo não se aplica a pessoas de índole nervosa. Nesses casos. a alguns amigos. aceita-se a crase. Os poucos casos de pronomes que admitem artigo podem ser facilmente detectados pela aplicação dos métodos descritos há pouco. deve-se fazer a verificação da ocorrência da crase por meio da troca do termo regente. O estudo não se aplica às pessoas de que estávamos falando. ou seja. Parabéns a você. (ao senhor Sílvio) IMPORTANTE: Antes dos possessivos. Pôs-se a gritar. a qualquer pessoa. então. . quando possuir o planeta. No caso de a palavra terra estiver especificada. ocorrera. Observe: Voltamos à terra de meus avós. /Estou na Itália. ocorrerá a crase. caso esteja especificada. Diante da palavra “terra” quando significar “terra firme” e não estiver especificada. Refiro-me à minha velha amiga.Vim da Itália.Começou a chorar. o artigo definido é optativo. Observe: Após viajarmos voltamos a terra. passam a ser precedidos do artigo as. O prêmio só foi concedido a cantoras estrangeiras. Vou à Itália. Da maioria dos pronomes: Mostre a ela. Observe: Estou-me referindo à mesma pessoa. É um assunto relativo a jornalistas especializadas. Você está se referindo a secretárias? Você está se referindo às secretárias desta empresa? Com as expressões adverbiais de lugar formadas por nomes de cidades. Disse a mim. Vim da Bahia. Quero falar a todos. Observe: Vou à Bahia. (ao próprio Luís) Informe o preço à senhora Sílvia. Quando são usados em sentido específico. Observe: Fui à casa de meus avós. Detalhe importante: Se a palavra “casa” vier determinada por adjunto adnominal. Voltou a casa. /Refiro-me ao meu velho amigo. Quero falar a poucas pessoas. Refiro-me a Vossa Excelência. a essas poucas pessoas. De palavras femininas no plural precedidas de um a: A pesquisa não se refere a mulheres casadas. Casos especiais Observe com atenção o comportamento das palavras casa e terra nestas expressões: Diante da palavra “casa” quando esta não estiver especificada Observe: Foi a casa. o a é preposição. /Refiro-me a meu velho amigo. muito pelos mares.

sem crase. à chave. à noite. Observe: à meia-noite. Atrevia-se a escrever à (moda Drummond. à direita. Regra prática – Substitua a hora por "meio-dia": se der "ao meio-dia". A ocorrência da crase com os pronomes aquele(s). Não confunda com as indicações não especificadas. EXPRESSÕES: Merece destaque a expressão à moda de. Observe: cara a cara. à luz. à imitação de. às avessas. Nesses casos. à uma hora. Observe: Pedimos uma pizza à moda da casa. às três e quarenta. A crase não ocorrerá se o nome de pessoa for usado em situação formal. Os portões serão fechados após as 7h30. Observe: (Verbos transitivos diretos não pedem preposição) de) A expressão adverbial que indica as horas recebe acento indicador de crase: Observe: "das 8 às 10 da manhã". às duas horas. Envie a proposta a Sílvio de Araújo. Fez referências elogiosas a Machado de Assis. porque O erro foi identificado pela reportagem após o meio-dia de ontem. Estarei lá daqui a uma hora. . à proporção que. A sessão estava marcada para as 20h. que pode estar subentendida. Mas: O erro foi identificado pela reportagem após as 19h de ontem. Fui até as últimas consequências. porque A transmissão começa ao meio-dia. "desde". Enviei as flores ao Pedro. esqueça a crase. com crase. Vou até a escola. Incluem-se nessas expressões as indicações de horas especificadas. Fui até às últimas consequências. Fez referências elogiosas a Clarice Lispector. não se usa artigo. mesmo sendo femininas. "entre" e "para". não há crase nesse "a" que acompanha horas: quando antes dele há as preposições "até". Não ocorre crase nas expressões formadas por palavras repetidas. à medida que. à força de à frente de. às turras. porém. Observe: A transmissão começa às 6h30. às claras. desde que o termo antecedente reja preposição a: Enviei as flores a Sílvia. Observe: à tarde. à deriva. O consumo de álcool está liberado desde a 0h de segunda-feira. frente a frente CASOS FACULTATIVOS A crase é facultativa diante dos nomes próprios femininos e após a preposição até que antecede substantivos femininos. face a face. às escondidas às moscas. Observe: Isso acontece a qualquer hora. aquela(s) e aquilo depende apenas da verificação da presença da preposição que antecede esses pronomes. "após". Enviei as flores à Sílvia. Observe: Envie a proposta a Sílvia de Araújo. às vezes.à beira de à sombra de. ATENÇÃO Em cinco casos. à procura de. se não der. à exceção de . à escuta. nas locuções prepositivas e conjuntivas de que participam palavras femininas. às ordens às ocultas. ou se se tratar de personalidade pública. Vou até à escola.O acento indicador de crase é usado nas expressões adverbiais. à revelia à beça. Pedimos arroz à (moda) grega. gota a gota. à esquerda à larga. há crase. Enviei as flores a Pedro. à semelhança de. à toa. Veja: Os ingressos serão vendidos até as 18h.

. CRASE COM PRONOMES RELATIVOS Para usar crase com pronomes relativos. 6 .... e) O governador nada pode fazer a curto prazo. f) Não nego minha contribuição a cultura brasileira.... Compre aquela casa.. g) Fui a Teresina e depois a Fortaleza..A mulher cuja mudança foi notável está fora de si.... 2 Este exercício é semelhante ao anterior. PALAVRA OCULTA Entenda-se por palavra oculta aquela que está subentendida para evitar repetição desnecessária. OUTROS CASOS 1.. não é mais virgem 5 ... 7 .. etc.. cuja.... b) Refiro-me à moça da esquerda. não à da direita..Gosto de bife a cavalo.. c) Nunca disse nada a respeito disso. as quais – Admitem crase (porque aceitam artigo).. a crase acontece.Ana Maria. d) Sempre evitei comprar a crédito.. .. mulher à qual me referi. 2. (Verbos transitivos preposição) Refiro-me àquele jardim.. indiretos pedem 3 . depois à de Santo Antônio. ATIVIDADES Coloque o acento indicador de crase quando for necessário.. “bife à portuguesa” (à moda de Portugal).. a) Transmita a cada um dos presentes as instruções necessárias a continuidade da sessão.. g) O atendimento a pacientes conveniados está suspenso.. REFLITA SOBRE ESSES CASOS: 1 . cujas – Jamais admitem crase (porque não admitem artigo)..... b) Envie dinheiro a estas instituições beneficentes.Prefiro a moça velha à moça nova 8 ..Refiro-me à moça da esquerda e não à da direita. chegamos a Florianópolis das quarenta e duas praias. depois vou à de Santo Antônio... “bife à Camões” (à moda de Camões).. como é o caso de “bife à milanesa” (à moda de Milão)... 2 .Veja aquele monumento.. b) Não vou a festas.. quem. Por isso. . Usa-se crase quando se pode entender “à moda de”. i) Finalmente..... Observe que a palavra “moça” está subentendida antes da expressão “da direita”. Estou fora de moda. Por isso.. h) Fui a Natal das praias inesquecíveis.. h) Não há mais nada a fazer. BIFE A CAVALO. temos de dividi-los em dois g rupos: a) Que.. a crase acontece.. b) A qual. j) Diga a Sua Excelência que não tenho nada a acrescentar as palavras que já disse.... c) Diga as pessoas que me procurarem que tive de sair.Vou à Igreja de Santo Amaro. cujos.... 4 . Veja os exemplos: a) Vou à igreja de Santo Amaro. d) Vamos a sua casa ou a minha? e) Vamos a Bahia ou a Santa Catarina nas próximas férias? f) Fui a Europa e depois a Ásia..Prefiro bife à milanesa.. À MILANESA BIFE A CAVALO – Sem crase..Prefiro a moça velha à moça nova. quando regidos por um verbo (ou substantivo) que exija preposição “a”.. i) Direi a vocês o que sei... cujo.. não assisto a novelas e não aspiro a grandes posses. Observe que a palavra “igreja” está subentendida antes da expressão “de Santo Antônio”. 3. a) Comunique nossos preços as empresas interessadas.....

as. g) Permanece à distância. Soube que ele esteve ( ) beira de uma crise nervosa ( ) menos de cinco dias do vestibular. há c) àquele. a. "Mostrouse submisso as decisões do chefe. a) Chegou à noite.a. a) aquele. d) Devolveu as provas àquela aluna. à. a. a b) a. f) Fez seu trabalho à máquina." Nessa frase. a c) à. há 08 (F. QUESTÕES DE APROFUNDAMENTO 01 (ACAFE-SC) Assinale a alternativa que completa a frase. c) regência nominal.à 03 (UNIMEP-SP) "( ) dois meses que não vejo Paulo.à.j) Cheguei a casa tarde da noite ontem. à. c) Voltou à minha casa. marcavam a paisagem familiar.a 04 (UFV-MG) Indique a alternativa em que o sinal indicativo de crase é facultativo. e) concordância verbal. A conclusão do inquérito foi prejudicial ( ) toda categoria. há.a. à d) a. a. 5. ( ) tão pouco tempo. Chegou a noite. As vencedoras enviaram felicitações.à e) A. à. Este prêmio foi atribuido ( ) melhor aluna do curso." a) a. hão. à.à.à. Faço restrições ( ) ter mais elementos no grupo.à.a b) à. a. Trouxe (a) mensagem (a) Vossa Senhoria e aguardo (a) resposta. b)Saiu à francesa. m) Fui a velha casa onde passei minha infância. e) Voltou às pressas. à. à. a. Mostrou-se insensível ( ) qualquer argumentação. à. a b) àquele.à c) a. nenhum de seus moradores se lembrará mais das casinhas que. Permanece a distância.a . ( ) coisas mais simples na vida e que valem mais que a posse momentânea de certos postos de relevo ( ) que tantos ambicionam por amor ( ) ostentação.à. a b) a.a.à. a d) à. à. há. e) À indústria nacional prejudicou o acordo.a c) Há. a d) a. à. A indústria nacional prejudicou o acordo. d) As vencedoras enviaram felicitações. a. d) regência verbal.à. 05 (FGV-SP) Leia a frase abaixo. Chagas-BA) O fenômeno ( ) que aludi é visível ( ) noite e ( ) olho nu. a 02 (UFSCar-SP) Leia as frases abaixo. a." A alternativa que preenche corretamente as lacunas é: a) Há. a.a.a. Explique a diferença de sentido entre as frases seguintes. l) Os pescadores queriam chegar a terra antes do entardecer. a.a 07 (FUVEST-SP) O progresso chegou inesperadamente ( ) subúrbio. Saiu a francesa. a. ele se desinteressou de chegar a ocupar cargo tão importante. Parecia agradável a primeira vista. b) pontuação. C. 06 (FUVEST-SP) De ( ) muito. uma falha de acentuação gráfica denuncia um erro de: a) colocação pronominal.a. à b) há. Indique a alternativa que. b) Chegou às três horas. na seqüência. à d) A. c) Parecia agradável à primeira vista.à c) à. à. Daqui ( ) poucos anos. a. a. n) Preciso ir a terra dos meus antepassados.a.à e) há. a. a) a. há e) aquele. preenche as lacunas acima corretamente. a) a. a.a b) Há.à e) a. à. à. à.a.à. à e) à.a c) há. a d) à. a) a. (a) fim de levar (à) pessoa que me enviou. a. à e) à. a) Voltou à casa do juiz. à d) àquele. Fez seu trabalho a máquina. a.à.

c) / 05 . à que.com.c) / 09 . II. 10 (PUCC-SP) ( ) hora. à que. Não digo aquilo que me disse.a) / 03 . Dia a dia a empresa foi crescendo. deduzimos que: a) apenas a sentença III não tem crase. a) Àquela.c) / 07 .profjorge.b) / 10 . à qual d) Àquela.br . b) as sentenças III e IV não têm crase. c) todas as sentenças têm crase. Não fale tal coisa as outras. A vista disso. a que. a qual c) Aquela.d) / 08 . a qual b) Aquela. IV. à.b) / 04 . 01 . 09 (ITA-SP) Analisando as sentenças: I.e) www. a. ( ) chegasse primeiro se entregaria ( ) condecoração ( ) fizera jus.a.d) / 02 . a. III. à qual e) n. devemos tomar sérias medidas. a. d) nenhuma sentença tem crase.c) / 06 . à que.d.e) apenas a sentença IV não tem crase.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->