Você está na página 1de 1

Tudo começa num lindo dia,

no qual eu encontro
uma arca perdida.
Lá de dentro espreitavam-me
vários livros,
de grande medida
páginas amarelas e capa em couro.
Meu pensamento
foi: Isto vale ouro!
Mas, como sou honesto
E sempre o serei,
minha mente mudou,
à esquadra os levarei.

Quando entrei na esquadra,


eu nem imaginava,
o grande problema,
que me esperava.
Pus a arca ao balcão,
e minha história contei
e para meu espanto, então,
um guarda fardado,
de voz aguçada
me diz que o baú,
por mim encontrado,
só poderia ter sido roubado,
pois ele pertence
a um velho museu!
Assustado gritei: O ladrão não sou eu!!!
Um velho fardado,
que com desconfiança,
me olhou de lado e disse:
quero este homem já algemado!
Dei um pulo para trás,
bati num calendário,
e de esguelha reparei no dia marcado
1 de Abril!!! Gritei eu.
E riu-se toda a esquadra…
Foi tudo uma brincadeira,
que embora sem piada,
deu pra rir de verdade,
à pura desgarrada!