Você está na página 1de 1

RESUMO IMUNOLOGIA

(baseado no livro: Imunologia Celular e Molecular 6Ed Abbas)


SUGESTO PARA ESTUDO: Leia primeiramente o captulo original do livro para depois fazer uso deste resumo, pois necessrio o conhecimento prvio sobre imunologia para melhor entender os conceitos utilizados neste resumo.

SISTEMA COMPLEMENTO
Funes: promover a opsonizao de micro organismos (componente C3b) para fagocitose mediada pelo receptor do complemento presente nos fagcitos (CR1-3), promover a inflamao (fragmentos C5aC3aC4a) e a lise de micro organismos (complexo MAC), remoo de clulas em apoptose, tambm pode funcionar como 2 sinal para ativao de LB na produo de anticorpos. Vias ativao das etapas iniciais do complemento: Clssica: Iniciada pela ligao do componente C1 presente no plasma ao complexo antgeno-anticorpo, o que leva a produo das convertases C3 e C5 ligadas a superfcies onde o anticorpo est depositado. A C5 convertase cliva C5 e inicia a fase tardia da ativao do complemento. Alternativa: Ligao do componente C3b (que foi formado pela clivagem espontnea de C3 no plasma) em superfcies microbianas, aps este processo ocorre ligao do fator B e formao da C3 convertase, que cliva mais C3b e forma C5 convertase, iniciando a fase tardia da ativao do complemento. Lectinas: Inicia-se pela ligao de polissacardeos microbianos a lectinas solveis no plasma (como a MLB), formando um complexo similar a C1 que leva a formao de C3 e C5 convertase, iniciando a fase tardia da ativao do complemento. Etapas tardias da ativao do complemento: A convertase C5 cliva C5 em C5a e C5b, C5b se liga a convertase, que cliva C6 e C7 sequencialmente. O complexo C5bC6C7 formado e se insere diretamente dentro da membrana, seguido pela insero de C8 e C9 que se polimerizam e forma o complexo MAC de ataque membrana, criando poros que levam a lise celular.