P. 1
COMO CALCULAR OS DESCONTOS NO PAGAMENTO A AUTÔNOMO

COMO CALCULAR OS DESCONTOS NO PAGAMENTO A AUTÔNOMO

5.0

|Views: 10.992|Likes:

Descreve de forma simplificada o cálculo para descontos de contribuição previdenciária e imposto de renda retido na fonte de contribuintes autônomos, quando do recebimento de fonte pagadoras juridicas. IMPORTANTE: os valores não estão atualizados; verificar as tabelas de desconto de INSS e de IRRF no site da receita federal.

Descreve de forma simplificada o cálculo para descontos de contribuição previdenciária e imposto de renda retido na fonte de contribuintes autônomos, quando do recebimento de fonte pagadoras juridicas. IMPORTANTE: os valores não estão atualizados; verificar as tabelas de desconto de INSS e de IRRF no site da receita federal.

More info:

Published by: Fabio Nardelli Soares on Aug 20, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial
Preço de Lista:$0.99 Comprar agora

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
See more
See less

09/18/2015

$0.99

USD

pdf

text

original

COMO CALCULAR OS DESCONTOS NO PAGAMENTO A AUTÔNOMO INSS É descontado de todo trabalhador pessoa física, com vínculo empregatício ou prestador

autônomo. Incide sobre o valor bruto mensal, sendo descontado 20% do rendimento do autônomo, até um limite de R$ 643,78 por mês. Usado, teoricamente, para custear a aposentadoria do trabalhador. IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) É descontado dos trabalhadores pessoa física, de acordo com o valor bruto mensal, descontada a contribuição do INSS. É um IMPOSTO e como tal carece de explicação de sua finalidade. Não existe limite de contribuição, mas alíquotas são variáveis, conforme tabela abaixo (a base de cálculo refere-se ao valor bruto menos o desconto do INSS). Quanto mais se trabalha, mais imposto se paga (alguns chamam isso de “transferência de renda”).
Tabela Progressiva para o cálculo mensal do Imposto de Renda de Pessoa Física para o exercício de 2010, ano-calendário de 2009. Base de cálculo mensal em R$ Até 1.434,59 De 1.434,60 até 2.150,00 De 2.150,01 até 2.866,70 De 2.866,71 até 3.582,00 Acima de 3.582,00 Alíquota % 7,5 15,0 22,5 27,5 Parcela a deduzir do imposto em R$ 107,59 268,84 483,84 662,94

Fórmula para Cálculo do Valor Líquido Valor Líquido = [(Valor Bruto – INSS) x (100 – alíquota IR)/100] + parcela a deduzir
Onde: valor líquido: salário a ser recebido efetivamente valor bruto: somatório de toda a produção do mês INSS: valor retido para o INSS (observar limite de contribuição) alíquota IR: de 7,5 a 27,5%, conforme a base de cálculo (valor bruto – INSS) parcela a deduzir: de R$ 107,59 a R$ 662,94, conforme a base de cálculo

Exemplos
Plantonista autônomo que trabalhou seis plantões de 12 hs (valor bruto = 3000 reais) Valor Líquido = [(3000 – 600)] x (100 – 15)/100] + 268,84 = R$ 2308,84 (note-se que foi descontado 20% de INSS e 15% de Imposto de Renda) Plantonista autônomo que trabalhou dois plantões de 12 hs (valor bruto = 1000 reais): Valor Líquido = [(1000 – 200)] x (100 – 0)/100] + 0 = R$ 800,00 (note-se que foi descontado 20% de INSS e nada de Imposto de Renda, pois estava na faixa de isenção, abaixo de R$ 1434,59) Plantonista autônomo que trabalhou catorze plantões de 12 hs (valor bruto = 7000 reais): Valor Líquido = [(7000 – 643,78)] x (100 – 27,5)/100] + 662,94 = R$ 5271,19 (note-se que foi descontado o máximo de INSS, e não 20%, além de 27,5% de Imposto de Renda)

Fontes: www.receita.fazenda.gov.br e www.previdencia.gov.br

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->