P. 1
edital TJ - RO

edital TJ - RO

|Views: 903|Likes:
Publicado porUemen Formiga
edital do concurso do TJ de Rondônia 2012
edital do concurso do TJ de Rondônia 2012

More info:

Published by: Uemen Formiga on Aug 21, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/17/2013

pdf

text

original

DJE. N.

138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO ESTADO DE RONDÔNIA PODER JUDICIÁRIO

1

Poder Judiciário N. 138/2012

DIÁRIO DA JUSTIÇA ELETRÔNICO
Data da divulgação: Segunda-feira, 30 de julho de 2012. Porto Velho - RO

PRESIDENTE Desembargador Roosevelt Queiroz Costa VICE-PRESIDENTE Desembargador Raduan Miguel Filho CORREGEDOR-GERAL Desembargador Miguel Monico Neto SECRETÁRIO JUDICIÁRIO Bacharel Jucélio Scheffmacher de Souza SECRETÁRIO ADMINISTRATIVO Contador José Miguel de Lima DIRETOR DA DIGRAF Administrador José Delson Ribeiro

ao Quadro de Pessoal Permanente do Poder Judiciário, para exercer a função gratificada de Chefe de Seção, FG-4, de Análise e Cálculos, com efeitos retroativos a 07/05/2012. Portaria N. 0655/2012-PR Considerando o que consta no Ofício n. 04/2012, datado de 16/07/2012, protocolo n. 35296-45.2012, R E S O L V E: Nomear a senhora KEILA BREDA SANCHES MODESTO, cadastro 204929-5, para exercer o cargo comissionado de Assistente Jurídico, DAS-3, do 2º Departamento Judiciário Especial, em substituição à titular THAIANNE COSTA TOLENTINO VASCONCELOS XAVIER, cadastro 205683-6, pertencente ao Quadro de Pessoal do Poder Judiciário, no período de 16/07/2012 a 22/12/2012. Publique-se. Registre-se.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PRESIDÊNCIA ATOS DO PRESIDENTE
O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 155, II, do RITJ/RO, Portaria N. 0653/2012-PR Considerando o que consta no Ofício n. 27/2012/Gab. 1ª V.C, protocolo n. 31904-97.2012, R E S O L V E: Designar o servidor EDEONILSON SOUZA MORAES, cadastro 204388-2, Técnico Judiciário, padrão 07, pertencente ao Quadro de Pessoal Permanente do Poder Judiciário, para exercer o cargo em comissão de Diretor de Cartório, DAS-3, da 1ª Vara Cível da comarca de Vilhena/RO, com efeitos retroativos a 25/06/2012. Portaria N. 0654/2012-PR Considerando o que consta na C.I n. 054/2012-DIDEP/ DRH/TJ, datada de 15/06/2012, protocolo n. 29753-61.2012, R E S O L V E: Designar a servidora JÉSSICA GUERREIRO BANDEIRA, cadastro 205399-3, Técnico Judiciário, padrão 01, pertencente

Cumpra-se. Porto Velho, 27 de julho de 2012. Des. RENATO MARTINS MIMESSI Presidente em exercício

TERMO DE RATIFICAÇÃO Ratifico a contratação direta com a Professora Dra Maria Hercilia Rodrigues Junqueira, no valor R$ 6.000,00, para ministrar a disciplina de Relações Interpessoais no Curso de Formação para Ingresso na Carreira da Magistratura, no período de 01/08/2012 a 02/08/2012, conforme Termo de Referência juntado às fls. 05 a 17, com fundamento no art. 25, II c/c art. 13, VI, da Lei n. 8.666/93, a qual foi justificado no processo 3416013.2012 (processo financeiro 0311/1020/2012). Publique-se. Porto Velho/RO, 26 de julho de 2012. (a)Des. Renato Martins Mimessi Presidente em exercício /TJRO

Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

2

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA NOS CARGOS DE ANALISTA JUDICIÁRIO E DE TÉCNICO JUDICIÁRIO EDITAL Nº 1 – TJRO, DE 27 DE JULHO DE 2012 O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA (TJRO), tendo em vista o disposto na Constituição do Estado de Rondônia, na Lei Complementar nº 68, de 9 de dezembro de 1992, no Regimento Interno do Tribunal de Justiça e na Lei Complementar nº 568, de 29 de março de 2010, torna pública a realização de concurso público para provimento de vagas e formação de cadastro de reserva nos cargos de Analista Judiciário e de Técnico Judiciário, mediante as condições estabelecidas neste edital. 1 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1 O concurso público será regido por este edital e executado pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CESPE/UnB). 1.2 A seleção para os cargos de que trata este edital compreenderá as seguintes fases: a) provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, para os cargos de Analista Judiciário e de Técnico Judiciário, de responsabilidade do CESPE/UnB; b) avaliação de títulos, de caráter classificatório, para o cargo de Analista Judiciário, de responsabilidade do CESPE/UnB. 1.3 As provas objetivas e a entrega de títulos serão realizadas nas cidades de Ariquemes/RO, Cacoal/RO, Guajará-Mirim/RO, Ji-Paraná/RO, Rolim de Moura/RO, São Francisco do Guaporé/RO, Porto Velho/RO e Vilhena/RO. 1.3.1 A perícia médica dos candidatos que se declararem com deficiência será realizada na cidade de Porto Velho/RO. 1.3.2 Havendo indisponibilidade de locais suficientes ou adequados nas cidades de realização das provas, essas poderão ser realizadas em outras localidades. 1.4 Os candidatos nomeados estarão subordinados ao Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis do Estado de Rondônia, das Autarquias e das Fundações Públicas Estaduais (Lei Complementar nº 68, de 9 de dezembro de 1992) e suas alterações. 1.5 Os candidatos aos cargos/especialidades do presente concurso ficarão sujeitos à carga horária de 40 (quarenta) horas semanais, na forma do art. 55 da Lei Complementar nº 68/1992 e suas alterações ou o previsto em lei/regulamento próprio. 2 DOS CARGOS 2.1 NÍVEL SUPERIOR CARGO 1: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ADMINISTRADOR REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Administração, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no órgão de classe. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: planejar, organizar e supervisionar os serviços técnico-administrativos, a utilização dos recursos humanos, materiais, financeiros e outros, estabelecendo princípios, normas e funções, para assegurar correta aplicação, produtividade e eficiência dos referidos serviços, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 2: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SISTEMAS – DESENVOLVIMENTO REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior na área de Tecnologia da Informação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: analisar e estabelecer a utilização de sistemas de processamento automático do TJRO, estudando as necessidades, possibilidades e métodos referentes aos mesmos, para assegurar a exatidão e rapidez dos diversos tratamentos de informação, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 3: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SISTEMAS – SUPORTE REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior na área de Tecnologia da Informação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: prestar suporte técnico aos usuários do Poder Judiciário, no que se refere aos sistemas operacionais, equipamentos de comunicação, banco de dados, segurança, equipamentos de rede, abrangendo os recursos de hardware e software, a fim de atendê-los satisfatoriamente e manter o desempenho adequado dos sistemas e da rede e evitar paralisações nos serviços, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 4: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ANALISTA PROCESSUAL REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: desenvolver atividades em todos os campos do direito, envolvendo a análise de processos administrativos e judiciais, elaboração de pareceres técnicos, despachos, peças processuais, editais, minutas e modelos de contratos, respostas e consultas internas sobre matéria jurídica, pesquisa, seleção e processamento de legislação, doutrina e jurisprudência, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 5: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ARQUITETO REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Arquitetura, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.
Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

3

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: elaborar plano e projetos associados à arquitetura em todas as suas etapas, definindo materiais, acabamentos, técnicas, metodologias, analisando dados e informações; bem como fiscalizar as obras e serviços relacionadas às atividades de sua competência, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 6: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ASSISTENTE SOCIAL REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: prestar serviços de âmbito social a indivíduos e grupos, identificando e analisando problemas e necessidades materiais, psíquicas e de outra ordem, aplicando métodos e processos básicos do serviço social, para prevenir ou eliminar desajustes de natureza biopsicossocial e promover a integração ou reintegração desses à sociedade, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 7: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: BIBLIOTECONOMISTA REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Biblioteconomia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: organizar, dirigir e executar trabalhos técnicos relativos às atividades biblioteconômicas, desenvolvendo um sistema de catalogação, classificação, referência e conservação do acervo bibliográfico, para armazenar e recuperar informações de caráter específico e colocá-las à disposição de usuários, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 8: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: CONTADOR REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Contabilidade, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: organizar e dirigir os trabalhos inerentes à contabilidade, planejando, supervisionando, orientando sua execução e participando dos mesmos, de acordo com as exigências legais e administrativas para apurar os elementos necessários a elaboração orçamentária e o controle da situação patrimonial e financeira da Instituição, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 9: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ECONOMISTA REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Economia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: realizar planejamento, estudos, análises e previsões de natureza econômica, financeira e administrativa, aplicando os princípios e teorias da economia no tratamento de assuntos referentes à produção, incremento e distribuição de bens, a fim de formular soluções e diretrizes para os problemas relacionados à área econômica, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 10: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ENFERMEIRO REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Enfermagem, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: realizar atividades relacionadas à enfermagem empregando processos rotineiros e/ ou específicos para a promoção e a recuperação da saúde individual e coletiva, bem como desenvolver ações para promoção de saúde e de qualidade de vida de magistrados e servidores e executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 11: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ENGENHEIRO CIVIL REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Engenharia Civil, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: elaborar, executar e dirigir projetos de engenharia civil relativos à estrutura de grandes edificações, estudando características e especificações, preparando plantas, orçamentos de custo, técnica de execução e outros dados para possibilitar e orientar a construção, manutenção e reparo de obras e assegurar os padrões técnicos exigidos, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 12: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ENGENHEIRO ELETRICISTA REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Engenharia Elétrica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: elaborar e dirigir estudo e projetos de engenharia elétrica, estudando características e especificações e preparando plantas, técnicas de execução e recursos necessários, para possibilitar e orientar as fases de construção, instalação, funcionamento, manutenção e reparação de instalações, aparelhos e equipamentos elétricos, dentro dos padrões técnicos exigidos, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 13: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ENGENHEIRO MECÂNICO REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Engenharia Mecânica, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.
Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

4

DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: elaborar e dirigir estudo e projetos de engenharia mecânica, estudando características e especificações e preparando plantas, técnicas de execução e recursos necessários, para possibilitar e orientar as fases de construção, instalação, funcionamento, manutenção e reparação de máquinas, equipamentos mecânicos e eletromecânicos, dentro dos padrões técnicos exigidos, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 14: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ESTATÍSTICO REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Estatística, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: desempenhar atividades relativas ao levantamento, coleta de dados, organização das informações e análises das informações coletadas, planejando, dirigindo e participando de sua execução, de acordo com os critérios científicos e éticos, para apurar os elementos necessários à elaboração e controle de metas, bem como à melhoria dos processos de trabalho, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 15: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: FISIOTERAPEUTA REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Fisioterapia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: realizar atividades relacionadas à prevenção, habilitação e reabilitação de pacientes utilizando protocolos e procedimentos específicos de fisioterapia, bem como realizar ações para a promoção da saúde e qualidade de vida dos servidores e magistrados e executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 16: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: MATEMÁTICO REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Matemática, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: executar trabalhos que consistem na aplicação prática dos princípios e técnicas matemáticas, realizando análises lógicas de problemas da direção; e elaborar modelos matemáticos dos problemas suscetíveis de programação e solução, por meio do computador, validando, documentando, implementando e refinando esses modelos, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 17: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: MÉDICO CARDIOLOGISTA REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Medicina com especialização na área, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: realizar atividades relacionadas à assistência médica preventiva e curativa, no ramo específico e em clínica geral; analisar documentos e examinar paciente para emissão de pareceres e desenvolver ações para promoção de saúde e de qualidade de vida, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 18: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: MÉDICO CLÍNICO GERAL REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Medicina com especialização na área, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: realizar atividades relacionadas à assistência médica preventiva e curativa, no ramo específico e em clínica geral, analisar documentos e examinar paciente para emissão de pareceres e desenvolver ações para promoção de saúde e de qualidade de vida, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 19: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: OFICIAL DE JUSTIÇA REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: executar citações, notificações, intimações, penhores e outras tarefas similares, baseando-se em diretrizes específicas, para cumprir determinações judiciais, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 20: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: PEDAGOGO REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Pedagogia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: realizar atividades relacionadas com o planejamento, elaboração, execução e avaliação de atividades pedagógicas, elaborando programas, projetos, planos de ação, pareceres técnicos, laudos, relatórios e outras informações técnicas da área de atuação, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 21: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: PSICÓLOGO REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: executar atividades relacionadas com assistência psicológica no âmbito da Justiça, fornecendo subsídios ao processo judicial, e/ou no âmbito organizacional, atuando no planejamento e execução de políticas de gestão de pessoas, bem como executar outras atividades da área de atuação.
Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

5

VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). CARGO 22: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: REVISOR REDACIONAL REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior em Letras Português, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: executar tarefas relativas à conferência de dados processuais, bem como revisar documentos diversos sob as normas da gramática culta, considerando clareza, estilo, conteúdo, para garantir autenticidade ao texto, bem como executar outras atividades da área de atuação. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 4.675,45 (quatro mil, seiscentos e setenta e cinco reais e quarenta e cinco centavos). 2.2 NÍVEL MÉDIO CARGO 23: TÉCNICO JUDICIÁRIO REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau), expedido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES: prestar apoio técnico judiciário ou administrativo pertinente às atribuições das unidades organizacionais; executar tarefas de apoio à atividade judiciária ou administrativa; arquivar documentos; efetuar tarefas relacionadas à movimentação e à guarda de processos e documentos; atender ao público interno e externo; classificar e autuar processos; realizar estudos, pesquisas e rotinas judiciárias ou administrativas; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade, bem como executar outras atividades do cargo. VENCIMENTO BÁSICO: R$ 2.599,54 (dois mil, quinhentos e noventa e nove reais e cinquenta e quatro centavos). 3 DOS REQUISITOS BÁSICOS PARA A INVESTIDURA NO CARGO 3.1 Ser aprovado no concurso público. 3.2 Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do § 1º do artigo 12 da Constituição Federal. 3.3 Estar em dia com as obrigações eleitorais e, em caso de candidato do sexo masculino, também com as militares. 3.4 Possuir os requisitos exigidos para o exercício do cargo, conforme item 2 deste edital. 3.5 Ter idade mínima de dezoito anos completos na data da posse. 3.6 Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, comprovada por inspeção médica. 3.7 Cumprir as determinações deste edital. 3.8 O candidato deverá declarar, na solicitação de inscrição, que tem ciência e aceita que, caso aprovado, deverá entregar os documentos comprobatórios dos requisitos exigidos para o cargo/especialidade por ocasião da posse. 4 DAS VAGAS 4.1 As vagas para os cargos/especialidades de que trata o item 2 deste edital estão distribuídas por comarcas, conforme o Anexo I deste edital. 5 DAS VAGAS DESTINADAS AOS CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA 5.1 Das vagas destinadas a cada cargo/especialidade/comarca e das que vierem a ser criadas durante o prazo de validade do concurso, 10% (dez por cento) serão providas na forma da Lei nº 515, de 4 de outubro de 1993, e do § 2º do artigo 8º da Lei Complementar nº 68, de 9 de dezembro de 1992. 5.1.1 O candidato que se declarar com deficiência concorrerá em igualdade de condições com os demais candidatos. 5.2 Para concorrer a uma das vagas reservadas, o candidato deverá: a) no ato da inscrição, declarar-se com deficiência; b) encaminhar cópia simples do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório), emitido nos últimos doze meses, atestando a espécie e o grau ou nível da deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), bem como à provável causa da deficiência, na forma do subitem 5.2.1 deste edital. 5.2.1 O candidato com deficiência deverá enviar a cópia simples do CPF e o laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório) a que se refere a alínea “b” do subitem 5.2 deste edital, via SEDEX ou carta registrada com aviso de recebimento, postado impreterivelmente até o dia 20 de agosto de 2012, para a Central de Atendimento do CESPE/UnB – Concurso TJRO/2012 (laudo médico) – Caixa Postal 4488, CEP 70904-970, Brasília/DF. 5.2.1.1 O candidato poderá, ainda, entregar, até o dia 20 de agosto de 2012, das 8 horas às 19 horas (exceto sábado, domingo e feriado), pessoalmente ou por terceiro, a cópia simples do CPF e o laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório) a que se refere a alínea “b” do subitem 5.2 deste edital, na Central de Atendimento do CESPE/UnB – Universidade de Brasília (UnB) – Campus Universitário Darcy Ribeiro, Sede do CESPE/UnB – Asa Norte, Brasília/DF. 5.2.2 O fornecimento do laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório) e da cópia simples do CPF, por qualquer via, é de responsabilidade exclusiva do candidato. O CESPE/UnB não se responsabiliza por qualquer tipo de extravio que impeça a chegada dessa documentação a seu destino. 5.2.3 O laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório) e a cópia simples do CPF terão validade somente para este concurso público e não serão devolvidos, assim como não serão fornecidas cópias dessa documentação. 5.3 O candidato com deficiência poderá requerer, na forma do subitem 6.4.9 deste edital, atendimento especial, no ato da inscrição, para o dia de realização das provas, indicando as condições de que necessita para a realização dessas, conforme previsto no artigo 40, §§ 1º e 2º, do Decreto nº 3.298/1999 e suas alterações. 5.3.1 O candidato com deficiência que necessitar de tempo adicional para a realização das provas deverá indicar a necessidade na solicitação de inscrição e encaminhar ou entregar, até o dia 20 de agosto de 2012, na forma do subitem 6.4.9, justificativa
Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

6

acompanhada de laudo e parecer emitido por especialista da área de sua deficiência que ateste a necessidade de tempo adicional, conforme prevê o § 2º do artigo 40 do Decreto nº 3.298/1999 e suas alterações. 5.4 A relação dos candidatos que tiveram a inscrição deferida para concorrer na condição de pessoa com deficiência será divulgada na Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012, na ocasião da divulgação do edital informando a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização das provas. 5.4.1 O candidato disporá de um dia para contestar o indeferimento na Central de Atendimento do CESPE/UnB – Universidade de Brasília (UnB) – Campus Universitário Darcy Ribeiro, Sede do CESPE/UnB – Asa Norte, Brasília/DF, pessoalmente ou por terceiro; ou pelo e-mail atendimentoespecial@cespe.unb.br, restrito apenas a assuntos relacionados ao atendimento especial. Após esse período, não serão aceitos pedidos de revisão. 5.5 A inobservância do disposto no subitem 5.2 deste edital acarretará a perda do direito ao pleito das vagas reservadas aos candidatos com deficiência e o não atendimento às condições especiais necessárias. 5.6 DA PERÍCIA MÉDICA 5.6.1 Os candidatos que se declararem com deficiência, se não eliminados no concurso, serão convocados para se submeter à perícia médica oficial promovida por equipe multiprofissional de responsabilidade do TJRO, formada por seis profissionais, que verificará sobre a sua qualificação como deficiente, nos termos do artigo 43 do Decreto nº 3.298/1999 e suas alterações e da Súmula nº 377 do Superior Tribunal de Justiça (STJ). 5.6.1.1 A perícia médica dos candidatos que se declararem com deficiência será realizada na cidade de Porto Velho/RO. 5.6.2 Os candidatos deverão comparecer à perícia médica, munidos de documento de identidade original e de laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório) que ateste a espécie e o grau ou nível de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), conforme especificado no Decreto nº 3.298/1999 e suas alterações, bem como à provável causa da deficiência, de acordo com o modelo constante do Anexo III deste edital, e, se for o caso, de exames complementares específicos que comprovem a deficiência física. 5.6.3 O laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório) será retido pelo TJRO por ocasião da realização da perícia médica. 5.6.4 Os candidatos convocados para a perícia médica deverão comparecer com uma hora de antecedência do horário marcado para o seu início, conforme edital de convocação. 5.6.5 Perderá o direito de concorrer às vagas reservadas às pessoas com deficiência o candidato que, por ocasião da perícia médica, não apresentar laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório) ou que apresentar laudo que não tenha sido emitido nos últimos doze meses, bem como o que não for qualificado na perícia médica como pessoa com deficiência ou, ainda, que não comparecer à perícia. 5.6.6 O candidato que não for considerado com deficiência na perícia médica, caso seja aprovado no concurso, figurará na lista de classificação geral por cargo/especialidade/comarca e por cargo/especialidade. 5.6.7 A compatibilidade entre as atribuições do cargo e a deficiência apresentada pelo candidato será avaliada durante o estágio probatório, na forma estabelecida no § 2º do artigo 43 do Decreto nº 3.298/1999 e suas alterações. 5.6.8 O candidato com deficiência que, no decorrer do estágio probatório, apresentar incompatibilidade da deficiência com as atribuições do cargo será exonerado. 5.7 O candidato que, no ato da inscrição, se declarar com deficiência, se for qualificado na perícia médica e não for eliminado do concurso, terá seu nome publicado em lista à parte e figurará também na lista de classificação geral por cargo/especialidade/ comarca e por cargo/especialidade. 5.8 As vagas definidas no subitem 5.1 deste edital que não forem providas por falta de candidatos com deficiência aprovados serão preenchidas pelos demais candidatos, observada a ordem geral de classificação por cargo/especialidade/comarca e por cargo/especialidade. 6 DAS INSCRIÇÕES NO CONCURSO PÚBLICO 6.1 TAXAS: a) Analista Judiciário: R$ 90,00 (noventa reais); b) Técnico Judiciário: R$ 70,00 (setenta reais). 6.2 Será admitida a inscrição somente via Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012, solicitada no período entre 10 horas do dia 3 de agosto de 2012 e 23 horas e 59 minutos do dia 20 de agosto de 2012, observado o horário oficial de Brasília/DF. 6.2.1 O CESPE/UnB não se responsabilizará por solicitação de inscrição não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como por outros fatores que impossibilitem a transferência de dados. 6.2.2 O candidato poderá efetuar o pagamento da taxa de inscrição por meio de boleto bancário. 6.2.3 O boleto bancário estará disponível no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012 e deverá ser, imediatamente, impresso, para o pagamento da taxa de inscrição após a conclusão do preenchimento da ficha de solicitação de inscrição online. 6.2.3.1 O candidato poderá reimprimir o boleto bancário pela página de acompanhamento do concurso. 6.2.4 O boleto bancário pode ser pago em qualquer banco, bem como nas casas lotéricas e nos Correios, obedecendo aos critérios estabelecidos nesses correspondentes bancários. 6.2.5 O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até o dia 6 de setembro de 2012. 6.2.6 As inscrições efetuadas somente serão efetivadas após a comprovação de pagamento da taxa de inscrição ou o deferimento da solicitação de isenção da taxa de inscrição.
Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

7

6.3 O comprovante de inscrição do candidato estará disponível no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/ tj_ro_2012, por meio da página de acompanhamento, após a aceitação da inscrição, sendo de responsabilidade exclusiva do candidato a obtenção desse documento. 6.4 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SOBRE A INSCRIÇÃO NO CONCURSO PÚBLICO 6.4.1 Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá conhecer o edital e certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos. No momento da inscrição, o candidato deverá optar pelo cargo/especialidade/comarca a que deseja concorrer e por uma cidade de realização de provas. Uma vez efetivada a inscrição, não será permitida, em hipótese alguma, a sua alteração. 6.4.1.1 Para o candidato, isento ou não, que efetivar mais de uma inscrição em cargos/especialidades/comarcas em que hajam sobreposição entre os períodos de aplicação das provas desses cargos/especialidades/comarcas, será considerada válida somente a última inscrição efetivada, sendo entendida como efetivada a inscrição paga ou isenta. Caso haja mais de uma inscrição paga em um mesmo dia, será considerada a última inscrição efetuada no sistema do CESPE/UnB. 6.4.2 É vedada a inscrição condicional, a extemporânea, a via postal, a via fax ou a via correio eletrônico. 6.4.3 É vedada a transferência do valor pago a título de taxa para terceiros, para outros concursos ou para outro cargo. 6.4.4 Para efetuar a inscrição, é imprescindível o número do CPF do candidato. 6.4.5 As informações prestadas na solicitação de inscrição serão de inteira responsabilidade do candidato, dispondo o CESPE/ UnB do direito de excluir do concurso público aquele que não preencher a solicitação de forma completa e correta. 6.4.6 O valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma, salvo em caso de cancelamento do certame por conveniência da Administração Pública. 6.4.7 O comprovante de inscrição ou o comprovante de pagamento da taxa de inscrição deverá ser mantido em poder do candidato e apresentado nos locais de realização das provas. 6.4.8 DOS PROCEDIMENTOS PARA PEDIDO DE ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO 6.4.8.1 Não haverá isenção total ou parcial do valor da taxa de inscrição, exceto para os candidatos amparados pela Lei nº 1.134, de 10 de dezembro de 2002, regulamentada pelo Decreto nº 10.709, de 12 de novembro de 2003. 6.4.8.2 O candidato amparado pela legislação acima e que desejar isenção de pagamento da taxa de inscrição deverá entregar, pessoalmente ou por procurador, nos endereços listados no subitem 6.4.8.2.1 deste edital, no período de 3 a 13 de agosto de 2012 (exceto sábados, domingos e feriados), das 8 horas às 12 horas e das 14 horas às 17 horas (horário local da cidade de Porto Velho/RO), os seguintes documentos: a) requerimento de isenção, devidamente conferido e assinado (pelo candidato ou pelo procurador), disponibilizado na Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012, por meio da página de inscrição; b) cópia autenticada de documentos em que conste o número de identidade e o CPF do candidato; c) original ou cópia autenticada em cartório ou cópia simples acompanhada da original de declaração confirmatória expedida pelas Unidades da Hemorrede Pública do Estado de Rondônia, de que o candidato doou sangue, no mínimo, quatro vezes nos últimos 24 meses que antecedem o término da inscrição no concurso. 6.4.8.2.1 A documentação citada no subitem anterior deverá ser entregue nos endereços listados a seguir. Cidade/UF Local/endereço Ariquemes/RO EEEFM Migrantes – Travessa Godofredo, nº 2.714 – Setor 1 Cacoal/RO Amigo Wirtual – Rua Ana Lúcia, nº 1.950 – Novo Cacoal Guajará-Mirim/RO EEEF Paul Harris – Avenida Leopoldo de Matos, nº 2.102 – Tamandaré Centro de Estudos Flor da Amazônia (CEFA) – Rua Manoel Franco, nº 338 (entre as ruas Ji-Paraná/RO T3 e T4) – Nova Brasília Rolim de Moura/RO EEEFM Coronel Aluízio Pinheiro Ferreira – Avenida Maceió, nº 4.665 – Centro São Francisco do Guaporé/RO Escritório Mosaico – Avenida São Francisco, s/nº – Cidade Baixa Centro de Formação dos Profissionais de Educação de Porto Velho – Rua José do Porto Velho/RO Patrocínio, nº 512 – Centro Departamento Acadêmico de Ciências Contábeis da UNIR – Campus de Vilhena – Av. Vilhena/RO Rotary Clube, nº 14.551 – Setor Chacareiro 6.4.8.3 As informações prestadas no requerimento de isenção e a documentação apresentada serão de inteira responsabilidade do candidato, podendo responder este, a qualquer momento, por crime contra a fé pública, o que acarreta sua eliminação do concurso, aplicando-se, ainda, o disposto no parágrafo único do artigo 10 do Decreto nº 83.936, de 6 de setembro de 1979. 6.4.8.4 Não será concedida isenção de pagamento de taxa de inscrição ao candidato que: a) omitir informações e/ou torná-las inverídicas; b) fraudar e/ou falsificar documentação; c) pleitear a isenção, sem apresentar qualquer um dos documentos previstos no subitem 6.4.8.2 deste edital; d) entregar a solicitação de isenção sem assinatura do candidato ou de seu procurador; e) não observar os locais, o prazo e os horários estabelecidos no subitem 6.4.8.2 e 6.4.8.2.1 deste edital. 6.4.8.5 Não será permitida, após a entrega do requerimento de isenção, acompanhada dos documentos comprobatórios, a complementação da documentação. 6.4.8.6 Não será aceita solicitação de isenção de pagamento de valor de inscrição via fax, via correio eletrônico ou, ainda, fora do prazo. 6.4.8.7 Cada pedido de isenção será analisado e julgado pelo CESPE/UnB. 6.4.8.8 A relação provisória dos candidatos que tiveram o seu pedido de isenção deferido será divulgada, até a data provável de 24 de agosto de 2012, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012.
Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

8

6.4.8.8.1 O candidato disporá de dois dias para contestar o indeferimento do seu pedido de isenção de taxa de inscrição, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012. Após esse período, não serão aceitos pedidos de revisão. 6.4.8.9 Os candidatos que tiverem o seu pedido de isenção indeferido deverão, para efetivar a sua inscrição no concurso, acessar o endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012 e imprimir a boleto bancário, por meio da página de acompanhamento, para pagamento até o dia 6 de setembro de 2012, conforme procedimentos descritos neste edital. 6.4.8.10 O candidato que não tiver o seu pedido de isenção deferido e que não efetuar o pagamento da taxa de inscrição na forma e no prazo estabelecidos no subitem anterior estará automaticamente excluído do concurso público. 6.4.9 DOS PROCEDIMENTOS PARA A SOLICITAÇÃO DE ATENDIMENTO ESPECIAL 6.4.9.1 O candidato que necessitar de atendimento especial para a realização das provas deverá indicar, na solicitação de inscrição disponibilizada no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012, os recursos especiais necessários a tal atendimento. 6.4.9.1.1 O candidato que solicitar atendimento especial na forma estabelecida no subitem anterior deverá enviar cópia simples do CPF e laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório), emitido nos últimos doze meses, que justifique o atendimento especial solicitado. 6.4.9.1.2 A documentação citada no subitem anterior poderá ser entregue até o dia 20 de agosto de 2012, das 8 horas às 19 horas (exceto sábado, domingo e feriado), pessoalmente ou por terceiro, na Central de Atendimento do CESPE/UnB, localizada na Universidade de Brasília (UnB) – Campus Universitário Darcy Ribeiro, Sede do CESPE/UnB – Asa Norte, Brasília/DF, ou enviada via SEDEX ou carta registrada com aviso de recebimento, para a Central de Atendimento do CESPE/UnB – Concurso TJRO/2012 (atendimento especial) – Caixa Postal 4488, CEP 70904-970, Brasília/DF, até a data prevista acima. Após esse período, a solicitação será indeferida, salvo nos casos de força maior e nos que forem de interesse da Administração Pública. 6.4.9.2 O fornecimento da cópia simples do CPF e do laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório), por qualquer via, é de responsabilidade exclusiva do candidato. O CESPE/UnB não se responsabiliza por qualquer tipo de extravio que impeça a chegada dessa documentação a seu destino. 6.4.9.3 O laudo médico (original ou cópia autenticada em cartório) e a cópia simples do CPF valerão somente para este concurso e não serão devolvidos, assim como não serão fornecidas cópias dessa documentação. 6.4.9.4 A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas, além de solicitar atendimento especial para tal fim, deverá encaminhar, para a Central de Atendimento do CESPE/UnB, cópia autenticada em cartório da certidão de nascimento da criança, até o dia 20 de agosto de 2012, e levar, no dia das provas, um acompanhante adulto que ficará em sala reservada e será o responsável pela guarda da criança. A candidata que não levar acompanhante adulto não poderá permanecer com a criança no local de realização das provas. 6.4.9.4.1 Caso a criança ainda não tenha nascido até a data estabelecida no subitem 6.4.9.4, a cópia da certidão de nascimento poderá ser substituída por documento emitido pelo médico obstetra que ateste a data provável do nascimento. 6.4.9.4.2 O CESPE/UnB não disponibilizará acompanhante para guarda de criança. 6.4.9.5 A relação dos candidatos que tiveram o seu atendimento especial deferido será divulgada no endereço eletrônico http:// www.cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012, na ocasião da divulgação do edital informando a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização das provas. 6.4.9.5.1 O candidato disporá de um dia para contestar o indeferimento, na Central de Atendimento do CESPE/UnB – Universidade de Brasília (UnB) – Campus Universitário Darcy Ribeiro, Sede do CESPE/UnB – Asa Norte, Brasília/DF; pessoalmente ou por terceiro, ou pelo e-mail atendimentoespecial@cespe.unb.br, restrito apenas a assuntos relacionados ao atendimento especial. Após esse período, não serão aceitos pedidos de revisão. 6.4.9.6 A solicitação de atendimento especial, em qualquer caso, será atendida segundo os critérios de viabilidade e de razoabilidade. 7 DAS FASES DO CONCURSO 7.1 As fases do concurso e seu caráter estão descritos conforme os quadros a seguir. 7.1.1 ANALISTA JUDICIÁRIO – Todas as especialidades PROVA/TIPO ÁREA DE CONHECIMENTO NÚMERO DE QUESTÕES CARÁTER (P1) Objetiva Conhecimentos Básicos 20 ELIMINATÓRIO E (P2) Objetiva Conhecimentos Específicos 40 CLASSIFICATÓRIO (P3) Avaliação de títulos – – CLASSIFICATÓRIO 7.1.2 TÉCNICO JUDICIÁRIO PROVA/TIPO ÁREA DE CONHECIMENTO NÚMERO DE QUESTÕES CARÁTER (P1) Objetiva Conhecimentos Básicos 20 ELIMINATÓRIO E (P2) Objetiva Conhecimentos Específicos 30 CLASSIFICATÓRIO 7.2 As provas objetivas para o cargo de Analista Judiciário – Todas as especialidades terão a duração de 3 horas e 30 minutos e serão aplicadas na data provável de 30 de setembro de 2012, no turno da manhã. 7.3 As provas objetivas para o cargo de Técnico Judiciário terão a duração de 3 horas e serão aplicadas na data provável de 30 de setembro de 2012, no turno da tarde. 7.4 Na data provável de 21 de setembro de 2012, será publicado no Diário da Justiça Eletrônico do Estado de Rondônia edital informando a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização das provas.
Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

9

7.4.1 O candidato deverá, obrigatoriamente, acessar o endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012 para verificar o seu local de provas, por meio de busca individual, devendo, para tanto, informar os dados solicitados. 7.4.2 O candidato somente poderá realizar as provas no local designado pelo CESPE/UnB. 7.4.3 São de responsabilidade exclusiva do candidato a identificação correta de seu local de realização das provas e o comparecimento no horário determinado. 7.4.4 O CESPE/UnB poderá enviar, como complemento às informações citadas no subitem anterior, comunicação pessoal dirigida ao candidato, por e-mail, sendo de sua exclusiva responsabilidade a manutenção/atualização de seu correio eletrônico, o que não o desobriga do dever de observar o disposto no subitem 7.4 deste edital. 7.5 O resultado final nas provas objetivas para os cargos de Analista Judiciário – Todas as especialidades e de Técnico Judiciário e a convocação para a avaliação de títulos para o cargo de Analista Judiciário – Todas as especialidades serão publicados no Diário da Justiça Eletrônico do Estado de Rondônia e divulgados na Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/ concursos/tj_ro_2012, na data provável de 24 de outubro de 2012. 8 DAS PROVAS OBJETIVAS (para os cargos de Analista Judiciário – Todas as especialidades e de Técnico Judiciário) 8.1 As provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, valerão 60,00 pontos para o cargo de Analista Judiciário – Todas as especialidades e 50,00 pontos para o cargo de Técnico Judiciário e abrangerão os objetos de avaliação constantes do item 13 deste edital. 8.2 As questões das provas objetivas serão do tipo múltipla escolha, com cinco opções (A, B, C, D e E), sendo uma única resposta correta, de acordo com o comando da questão. Haverá, na folha de respostas, para cada questão, cinco campos de marcação: um campo para cada uma das cinco opções A, B, C, D e E, sendo que o candidato deverá preencher apenas aquele correspondente à resposta julgada correta, de acordo com o comando da questão. 8.3 Para obter pontuação na questão, o candidato deverá marcar um, e somente um, dos cinco campos da folha de respostas, sob pena de arcar com os prejuízos decorrentes de marcações indevidas. 8.4 O candidato deverá transcrever as respostas das provas objetivas para a folha de respostas, que será o único documento válido para a correção das provas. O preenchimento da folha de respostas será de inteira responsabilidade do candidato, que deverá proceder em conformidade com as instruções específicas contidas neste edital e na folha de respostas. Em hipótese alguma haverá substituição da folha de respostas por erro do candidato. 8.5 Serão de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos do preenchimento indevido da folha de respostas. Serão consideradas marcações indevidas as que estiverem em desacordo com este edital e/ou com as instruções contidas na folha de respostas, tais como marcação rasurada ou emendada ou campo de marcação não preenchido integralmente. 8.6 O candidato não deverá amassar, molhar, dobrar, rasgar, manchar ou, de qualquer modo, danificar a sua folha de respostas, sob pena de arcar com os prejuízos advindos da impossibilidade de realização do processamento eletrônico. 8.7 O candidato é responsável pela conferência de seus dados pessoais, em especial seu nome, seu número de inscrição e o número de seu documento de identidade. 8.8 Não será permitido que as marcações na folha de respostas sejam feitas por outras pessoas, salvo em caso de candidato a quem tenha sido deferido atendimento especial para a realização das provas. Nesse caso o candidato será acompanhado por fiscal do CESPE/UnB devidamente treinado. 8.9 O CESPE/UnB divulgará a imagem da folha de respostas dos candidatos que realizaram as provas objetivas, à exceção daqueles que sejam eliminados de uma das formas previstas no subitem 12.24 deste edital, no endereço eletrônico http://www. cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012, após a data de divulgação do resultado final das provas objetivas. A referida imagem ficará disponível até quinze dias corridos da data de publicação do resultado final do concurso público. 8.9.1 Após o prazo determinado no subitem anterior, não serão aceitos pedidos de disponibilização da imagem da folha de respostas. 8.10 DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DAS PROVAS OBJETIVAS 8.10.1 Todos os candidatos terão suas provas objetivas corrigidas por meio de processamento eletrônico. 8.10.2 A nota em cada questão das provas objetivas, feita com base nas marcações da folha de respostas, será igual a: 1,00 ponto, caso a resposta do candidato esteja em concordância com o gabarito oficial definitivo das provas; 0,00, caso a resposta do candidato esteja em discordância com o gabarito oficial definitivo das provas, caso não haja marcação ou haja mais de uma marcação. 8.10.3 O cálculo da nota em cada prova objetiva, comum às provas de todos os candidatos, será igual à soma das notas obtidas em todos as questões que a compõem. 8.10.4 Para o cargo de Analista Judiciário – Todas as especialidades, será reprovado nas provas objetivas e eliminado do concurso público o candidato que se enquadrar em pelo menos um dos itens a seguir: a) obtiver nota inferior a 10,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Básicos P1; b) obtiver nota inferior a 20,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Específicos P2; c) obtiver nota inferior a 30,00 pontos no conjunto das provas objetivas. 8.10.5 Para o cargo de Técnico Judiciário, será reprovado nas provas objetivas e eliminado do concurso público o candidato que se enquadrar em pelo menos um dos itens a seguir: a) obtiver nota inferior a 10,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Básicos P1; b) obtiver nota inferior a 15,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Específicos P2; c) obtiver nota inferior a 25,00 pontos no conjunto das provas objetivas. 8.10.6 O candidato eliminado na forma dos subitens 8.10.4 e 8.10.5 deste edital não terá classificação alguma no concurso público.
Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

10

8.10.7 Os candidatos não eliminados na forma dos subitens 8.10.4 e 8.10.5 serão ordenados por cargo/especialidade/comarca de acordo com os valores decrescentes da nota final nas provas objetivas, que será a soma das notas obtidas nas provas objetivas P1 e P2. 8.11 DOS RECURSOS DAS PROVAS OBJETIVAS 8.11.1 Os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas serão divulgados na Internet, no endereço eletrônico http://www. cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012, a partir das 19 horas da data provável de 2 de outubro de 2012, observado o horário oficial de Brasília/DF. 8.11.2 O candidato que desejar interpor recursos contra os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas disporá de dois dias para fazê-lo, no horário das 9 horas do primeiro dia às 18 horas do último dia, ininterruptamente. 8.11.3 Para recorrer contra os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas, o candidato deverá utilizar o Sistema Eletrônico de Interposição de Recurso, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012, e seguir as instruções ali contidas. 8.11.4 Todos os recursos serão analisados, e as justificativas das alterações/anulações de gabarito serão divulgadas no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_ro_2012, em data a ser informada no edital de resultado final nas provas objetivas. Não serão encaminhadas respostas individuais aos candidatos. 8.11.5 O candidato deverá ser claro, consistente e objetivo em seu pleito. Recurso inconsistente ou intempestivo será preliminarmente indeferido. 8.11.6 O recurso não poderá conter, em outro local que não o apropriado, qualquer palavra ou marca que o identifique, sob pena de ser preliminarmente indeferido. 8.11.7 Se do exame de recursos resultar anulação de questão integrante de prova, a pontuação correspondente a essa questão será atribuída a todos os candidatos, independentemente de terem recorrido. 8.11.8 Se houver alteração, por força de impugnações, de gabarito oficial preliminar de questão integrante de prova, essa alteração valerá para todos os candidatos, independentemente de terem recorrido. 8.11.9 Não será aceito recurso via postal, via fax, via correio eletrônico ou, ainda, fora do prazo. 8.11.10 Em nenhuma hipótese serão aceitos pedidos de revisão de recursos ou recurso de gabarito oficial definitivo. 8.11.11 Recursos cujo teor desrespeite a banca serão preliminarmente indeferidos. 9 DA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS (para o cargo de Analista Judiciário – Todas as especialidades) 9.1 Serão convocados para a avaliação de títulos os candidatos ao cargo de Analista Judiciário – Todas as especialidades aprovados nas provas objetivas e classificados de acordo com o Anexo II deste edital. 9.1.1 Os candidatos não convocados para a avaliação de títulos serão eliminados e não terão classificação alguma no concurso. 9.2 A avaliação de títulos valerá 10,00 pontos, ainda que a soma dos valores dos títulos apresentados seja superior a esse valor. 9.3 Somente serão aceitos os títulos abaixo relacionados, expedidos até a data da entrega, observados os limites de pontos do quadro a seguir. QUADRO DE ATRIBUIÇÃO DE PONTOS PARA A AVALIAÇÃO DE TÍTULOS VALOR DE VALOR MÁXIMO ALÍNEA TÍTULO CADA TÍTULO DOS TÍTULOS Diploma de curso de pós-graduação em nível de doutorado (título de doutor) na especialidade a que concorre. Também será aceito A certificado/declaração de conclusão de curso de Doutorado na 2,50 2,50 especialidade a que concorre, desde que acompanhado de histórico escolar. Diploma de curso de pós-graduação em nível de mestrado (título de mestre) na especialidade a que concorre. Também será aceito B certificado/declaração de conclusão de curso de Mestrado na 1,50 1,50 especialidade a que concorre, desde que acompanhado de histórico escolar. Certificado de curso de pós-graduação em nível de especialização, com carga horária mínima de 360 h/a na especialidade a que concorre. Também será aceita a declaração de conclusão de pósC graduação em nível de especialização na especialidade a que 0,75 1,50 concorre, desde que acompanhada de histórico escolar. Para os cargos/especialidades cujo requisito é possuir especialização, será pontuada a partir da segunda especialização. Exercício de atividade profissional de nível superior na Administração 0,50 por ano Pública ou na iniciativa privada, em empregos/cargos na completo, sem especialidade a que concorre. sobreposição de tempo TOTAL MÁXIMO DE PONTOS

D

4,50 10,00

Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

No caso do cargo de Analista Judiciário – especialidades de Arquitetura e de Engenharia. No caso do cargo de Analista Judiciário – especialidades de Arquitetura e de Engenharia.10. de cada título entregue.1 Caso o certificado não ateste que o curso atende às normas da Lei nº 9394/1996. para efeito de pontuação. o candidato deverá incluir o Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) ou antiga Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) . 9. 9.2 Para comprovação da conclusão do curso de pós-graduação em nível de especialização.8. N. no qual conste o número de créditos obtidos.9 Na impossibilidade de comparecimento do candidato serão aceitos os títulos entregues por procurador. via fax e/ou via correio eletrônico. mediante apresentação do documento de identidade original do procurador e de procuração simples do interessado.1.7 Em nenhuma hipótese serão recebidos os documentos originais.10. se for o caso).394. as disciplinas cursadas com as respectivas menções e a comprovação da apresentação e aprovação da monografia. no prazo.DJE. como também. para efeito de pontuação. do CNE ou está de acordo com as normas do extinto CFE. 9. as cópias não autenticadas em cartório. 9.3. será aceito o diploma.tj. 9.2 Para as especializações que foram realizadas na forma de residência. contendo o seu nome e o do responsável (ou responsáveis) pela obra. que informe o período (com início e fim. expedido por instituição reconhecida pelo MEC.html sob o número 138 Ano 2012 .3 Para receber a pontuação relativa ao exercício de atividade profissional. e 2 – declaração/certidão de tempo de serviço.1 Para curso de doutorado ou de mestrado concluído no exterior. emitida pelo setor de recursos humanos da instituição.1. 9. 9. do CNE ou está de acordo com as normas do extinto CFE. acompanhada de cópia legível do documento de identidade do candidato.2. conforme o caso. e 3 – declaração do empregador com o período (com início e fim.10. os emitidos via fax.6 No ato de entrega dos títulos. 9. 9. no qual indicará a quantidade de folhas apresentadas. 9.10.1 Serão de inteira responsabilidade do candidato as informações prestadas por seu procurador no ato de entrega dos títulos.2.10 DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS À COMPROVAÇÃO DOS TÍTULOS 9.gov. registro do empregador que informe o período (com início e fim.2 Outros comprovantes de conclusão de curso ou disciplina não serão aceitos como os títulos referentes ao mestrado e ao doutorado.10. 2 – cópia da carteira de trabalho e previdência Social (CTPS) contendo as páginas: identificação do trabalhador.1 Não serão aceitos documentos ilegíveis. os títulos que sejam requistos para investidura no cargo/especialidade.419/06.2.9.10. nos termos do subitem 9.3. o candidato deverá atender a uma das seguintes opções: a) para exercício de atividade em empresa/instituição privada: são necessários a entrega de três documentos: 1 – diploma do curso de graduação conforme o estabelecido no requisito do cargo/especialidade a que concorre a fim de se verificar qual a data de conclusão do curso e atender ao disposto no subitem 9. Juntamente com esse formulário deverá ser apresentada uma cópia autenticada em cartório. 9. Também será aceito certificado/declaração de conclusão de curso de doutorado ou mestrado. Também será aceita declaração de conclusão de pós-graduação em nível de especialização acompanhada do respectivo histórico escolar no qual conste a carga horária do curso. bem como documentos gerados por via eletrônica que não estejam acompanhados com o respectivo mecanismo de autenticação.10.394/1996. desde que acompanhado do histórico escolar do candidato. 9. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. expedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . deverá ser anexada uma declaração do responsável pela organização e realização do curso atestando que este atendeu a uma das normas estipuladas no subitem 9.10. devidamente registrado. contendo o seu nome e o do responsável (ou responsáveis) pela obra. o candidato deverá preencher e assinar o formulário a ser fornecido pelo CESPE/UnB. a espécie do serviço realizado e a descrição das atividades desenvolvidas.4 Receberá nota zero o candidato que não entregar os títulos na forma. quando há mudança na razão social da empresa. se for o caso) e qualquer outra página que ajude na avaliação. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 138/2012 . de 20 de dezembro de 1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação). o candidato deverá apresentar certificado de residência expedido por instituição reconhecida pelo MEC e devidamente registrado na Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) ou na Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde (CNMRS). Os documentos apresentados não serão devolvidos.1 deste edital.5 Não serão aceitos títulos encaminhados via postal. o resultado dos exames e do julgamento da tese ou da dissertação. desde que revalidado por instituição de ensino superior no Brasil e traduzido para a língua portuguesa por tradutor juramentado.ro.1 deste edital. o candidato deverá incluir o Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) ou antiga Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). nem serão fornecidas cópias desses títulos.10. conforme o caso. atestando que o curso atende às normas da Lei nº 9.1 Para a comprovação da conclusão do curso de pós-graduação em nível de doutorado ou de mestrado.10.1 Não serão consideradas.2. Caso o histórico ateste a existência de alguma pendência ou falta de requisito de conclusão do curso. do Conselho Nacional de Educação (CNE) ou está de acordo com as normas do extinto Conselho Federal de Educação (CFE). até a data da expedição da declaração).8 Não serão considerados. será aceito apenas o diploma.br/autenticacao/validaDiario. será aceito certificado atestando que o curso atende às normas da Lei nº 9. o certificado/declaração não será aceito.6. 9.segunda-feira.RO 11 9.11 deste edital. no horário e no local estipulados no edital de convocação para a avaliação de títulos. endereço: https://www2.2 deste edital. a espécie do serviço realizado e a descrição das atividades desenvolvidas para o cargo/emprego. por exemplo. arcando o candidato com as consequências de eventuais erros de seu representante. b) para exercício de atividade/instituição pública: são necessários a entrega de dois documentos: 1 – diploma do curso de graduação conforme o estabelecido no requisito do cargo/especialidade a que concorre a fim de se verificar qual a data de conclusão do curso e atender ao disposto no subitem 9. bem como a entrega dos títulos na data prevista no edital de convocação para essa fase. as áreas em que foi aprovado e as respectivas menções. 9. 9.

conforme o caso.RO 12 c) para exercício de atividade/serviço prestado por meio de contrato de trabalho: será necessária a entrega de três documentos: 1 – diploma de graduação conforme o estabelecido no requisito do cargo/especialidade a que concorre a fim de se verificar qual a data de conclusão do curso e atender ao disposto no subitem 9. contendo o seu nome e o do responsável (ou responsáveis) pela obra.10. não sendo aceitas abreviaturas. conforme o caso. encaminhando mensagem pelo fax de número (61) 3448-0110 ou enviando e-mail para o endereço eletrônico sac@cespe. postando correspondência para a Caixa Postal 4488.14 DOS RECURSOS DA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS 9. e 3 – declaração do contratante/beneficiário que informe o período (com início e fim. se não eliminados no concurso e qualificados como pessoa com deficiência.3.1 deste edital. terão seus nomes publicados em lista à parte e figurarão também na lista de classificação geral por cargo/especialidade/comarca e por cargo/especialidade.2.10. no endereço eletrônico http://www.3. 12.2 Para efeito de pontuação referente à experiência profissional.br/autenticacao/validaDiario. 10. conforme artigo 27. por exemplo. a declaração deverá conter o nome do órgão por extenso. por meio do telefone (61) 3448-0100.10. 12. e 3 – declaração do contratante que informe o período (com início e fim.2. ressalvado o disposto no subitem 12.3. o candidato deverá incluir o Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) ou antiga Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) .1 Quando o órgão de pessoal possuir outro nome correspondente.3 O candidato poderá obter informações referentes ao concurso público na Central de Atendimento do CESPE/UnB.unb. 12. de 1º de outubro de 2003 (Estatuto do Idoso). se for o caso).unb. 9.cespe.14. 9. d) para exercício de atividade/serviço prestado como autônomo: será necessária a entrega de três documentos: 1 – diploma de graduação conforme o estabelecido no requisito do cargo/especialidade a que concorre a fim de se verificar qual a data de conclusão do curso e atender ao disposto no subitem 9. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. da Lei nº 10. se for o caso). endereço: https://www2.5 deste edital. somente será considerada a experiência após a conclusão do curso superior.3 deste edital deverá ser emitida por órgão de pessoal ou de recursos humanos.unb. 2 – contrato de prestação de serviço/ atividade entre as partes. Brasília/DF. 9.1. arredondando-se para o número imediatamente superior se o algarismo da terceira casa decimal for igual ou superior a cinco.1 O candidato que desejar interpor recursos contra o resultado provisório na avaliação de títulos disporá de dois dias para fazê-lo.4 O candidato que desejar relatar ao CESPE/UnB fatos ocorridos durante a realização do concurso deverá fazê-lo junto à Central de Atendimento do CESPE/UnB. até o último dia de inscrição neste concurso.cespe.3. Sede do CESPE/UnB – Asa Norte. 11 DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE 11. CEP 70904-970. localizada na Universidade de Brasília (UnB) – Campus Universitário Darcy Ribeiro.5 Todos os cálculos citados neste edital serão considerados até a segunda casa decimal. parágrafo único.4 Os candidatos que. o candidato e o contratante. observados os critérios de desempate deste edital. Brasília/DF. neste edital e em outros a serem publicados.html sob o número 138 Ano 2012 .1.ro.3 Os candidatos serão ordenados por cargo/especialidade/comarca e por cargo/especialidade de acordo com os valores decrescentes das notas finais no concurso. 9. editais e comunicados referentes a este concurso público publicados no Diário Oficial do Estado de Rondônia e/ou divulgados na Internet. a autoridade responsável pela emissão do documento deverá declarar/certificar também essa inexistência. 10.10. bem como os que excederem o limite de pontos estipulados no subitem 9. a nota final no concurso será a nota final nas provas objetivas.10.br/concursos/tj_ro_2012. no ato da inscrição.segunda-feira. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . No caso do cargo de Analista Judiciário – especialidades de Arquitetura e de Engenharia.12 Cada título será considerado uma única vez. Não havendo órgão de pessoal ou de recursos humanos. se declararem com deficiência.3. 12 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS 12.3.1 Em caso de empate na nota final no concurso. contendo o seu nome e o do responsável (ou responsáveis) pela obra. 9. na seguinte ordem: a) tiver idade igual ou superior a sessenta anos. 10.2.2 É de inteira responsabilidade do candidato acompanhar a publicação de todos os atos.1 A declaração/certidão mencionada na letra “b” do subitem 9. conforme procedimentos disciplinados no respectivo edital de resultado provisório. terá preferência o candidato que.1 Para o cargo de Analista Judiciário – Todas as especialidades. 10 DA NOTA FINAL NO CONCURSO 10.419/06.1 Persistindo o empate. sendo pelo menos o primeiro e o último recibos do período trabalhado como autônomo.13 Os pontos que excederem o valor máximo em cada alínea do Quadro de Atribuição de Pontos para a Avaliação de Títulos.DJE.3 deste edital serão desconsiderados.br/concursos/tj_ro_2012. 2 – recibo de pagamento autônomo (RPA). o candidato deverá incluir o Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) ou antiga Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).1 Para efeito de pontuação de experiência profissional. No caso do cargo de Analista Judiciário – especialidades de Arquitetura e de Engenharia.1 deste edital. terá preferência o candidato com maior idade.br.10. 9. a espécie do serviço realizado e a descrição das atividades. 9. 10.11 Todo documento expedido em língua estrangeira somente será considerado se traduzido para a Língua Portuguesa por tradutor juramentado. a nota final no concurso será o somatório da nota final nas provas objetivas e da pontuação final na avaliação de títulos. 9. ou seja. 138/2012 .gov. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. b) obtiver a maior nota na prova objetiva de Conhecimentos Específicos P2.741. N. no endereço eletrônico http://www.tj. não serão consideradas fração de ano nem sobreposição de tempo.2 Para o cargo de Técnico Judiciário. ou via Internet. Controle de Divisão de Pessoas (CPD). 11. a espécie do serviço realizado e a descrição das atividades.10.1 A inscrição do candidato implicará a aceitação das normas para o concurso público contidas nos comunicados.

noventa dias. Sede do CESPE/UnB – Asa Norte. livros. passaporte brasileiro. 12. boné. exceto sábado. O candidato deverá observar rigorosamente os editais e os comunicados a serem divulgados na forma do subitem 12. locais e horários de realização das provas.html sob o número 138 Ano 2012 . máquina fotográfica. na Central de Atendimento do CESPE/UnB..ro.gov. lapiseira/grafite. 12. agendas eletrônicas ou similares.16 O candidato que se retirar do ambiente de provas não poderá retornar em hipótese alguma. contendo cópia autenticada em cartório dos documentos que contenham os dados corretos ou cópia autenticada em cartório da sentença homologatória de retificação do registro civil.10 Por ocasião da realização das provas. não identificáveis e/ou danificados. marca-texto e/ou borracha durante a realização das provas. 12. smartphones. 12. nem protocolo do documento. pessoalmente ou por terceiro. telefones celulares. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . for surpreendido portando aparelhos eletrônicos. no mínimo.13 Não será admitido ingresso de candidato no local de realização das provas após o horário fixado para seu início. do comprovante de inscrição ou do comprovante de pagamento da taxa de inscrição e do documento de identidade original. para a Central de Atendimento do CESPE/UnB – Concurso TJRO/2012 – Caixa Postal 4488. 12. 12.9 deste edital. instruído com cópia do documento de identidade e do CPF. 12. pelos Institutos de Identificação e pelos Corpos de Bombeiros Militares. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. domingo e feriado. deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial expedido há. por motivo de perda. conselhos etc. fabricada em material transparente. tais como chapéu. 12. documento de identidade original.7 deste edital. pelas Secretarias de Segurança Pública. 12. data ou horário diferentes dos predeterminados em edital ou em comunicado. carteiras de estudante. Brasília/DF. anotações. lápis. mp3 ou similar. pendrive. durante a realização das provas. 12. réguas de cálculo. N. endereço: https://www2. observado o subitem 12. roubo ou furto. 12. que contenham os dados corretos. domingo e feriado).8 O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização das provas com antecedência mínima de uma hora do horário fixado para seu início. gorro etc.18 Não haverá. carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (ordens. 138/2012 . ocasião em que será submetido à identificação especial. o candidato que não apresentar documento de identidade original. uma hora após o início das provas. carteiras de motorista (modelo sem foto).4 deste edital. lapiseira/grafite. ininterruptamente. no dia de realização das provas.9. Brasília/DF. consequentemente. 12. ainda. fax ou e-mail. e.1 Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento. localizada na Universidade de Brasília (UnB) – Campus Universitário Darcy Ribeiro. títulos eleitorais. 12. tablets. inclusive códigos e/ou legislação. no horário das 8 horas às 19 horas.9. ao candidato cujo documento de identificação apresente dúvidas relativas à fisionomia ou à assinatura do portador. controle de alarme de carro etc. 12. ainda que autenticada.15 O CESPE/UnB manterá um marcador de tempo em cada sala de provas para fins de acompanhamento pelos candidatos. 12.11 Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar. ipod®. 12.RO 13 12.6 O candidato poderá protocolar requerimento. gravadores.14 O candidato deverá permanecer obrigatoriamente no local de realização das provas por. carteira de trabalho.21 Será eliminado do concurso o candidato que.12 Não serão aplicadas provas em local.14. qualquer receptor ou transmissor de dados e mensagens. via SEDEX ou carta registrada com aviso de recebimento.2 Não será aceita cópia do documento de identidade. 12. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.).1 O candidato poderá.20 Não serão permitidas. por qualquer motivo.1 O candidato poderá ainda enviar requerimento por meio de correspondência. palmtop. 12. CPF. não poderá fazer as provas e será automaticamente eliminado do concurso público. entregar das 8 horas às 19 horas (exceto sábado. relativo ao concurso.9 Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares. 12. carteira nacional de habilitação (somente o modelo com foto).tj.11. carteiras funcionais sem valor de identidade. a eliminação do candidato do concurso público. walkman. na forma definida no subitem 12. o requerimento de solicitação de alteração de dados cadastrais. na forma estabelecida no subitem 12.DJE.17 O candidato somente poderá retirar-se do local de realização das provas levando o caderno de provas no decurso dos últimos quinze minutos anteriores ao horário determinado para o término das provas.5 Não serão dadas por telefone informações a respeito de datas. 12.segunda-feira. por lei federal. durante a realização das provas. Não será permitido o uso de lápis. valham como identidade. bip.2 deste edital. certificado de reservista.7 O candidato que desejar corrigir o nome ou CPF fornecidos durante o processo de inscrição deverá encaminhar requerimento de solicitação de alteração de dados cadastrais.1 A identificação especial será exigida. CEP 70904-970. compreendendo coleta de dados e de assinaturas em formulário próprio.br/autenticacao/validaDiario. à disposição do candidato na Central de Atendimento do CESPE/UnB. prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas em razão do afastamento de candidato da sala de provas. tais como: máquinas calculadoras. ainda. notebook. óculos escuros. carteiras funcionais expedidas por órgão público que. nem documentos ilegíveis.7. protetor auricular ou quaisquer acessórios de chapelaria.419/06. O requerimento poderá ser feito pessoalmente mediante preenchimento de formulário próprio. O não comparecimento a estas implicará a eliminação automática do candidato. munido somente de caneta esferográfica de tinta preta. marca-texto e/ou borracha.6. 12. bem como relógio de qualquer espécie. também. no máximo. impressos ou qualquer outro material de consulta. a comunicação entre os candidatos e a utilização de máquinas calculadoras e/ou similares.19 Não haverá segunda chamada para a realização das provas. 12.1 A inobservância do subitem anterior acarretará a não correção das provas e.

por meio eletrônico. abrangendo compreensão. incorrendo em comportamento indevido. por meio de requerimento a ser enviado à Central de Atendimento do CESPE/UnB. portando a folha de respostas.RO 14 12. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.30 Os casos omissos serão resolvidos pelo CESPE/UnB e pelo TJRO.25 No dia de realização das provas. g) afastar-se da sala. com as autoridades presentes ou com os demais candidatos.html sob o número 138 Ano 2012 . visual.1 O CESPE/UnB recomenda que o candidato não leve nenhum dos objetos citados no subitem anterior no dia de realização das provas. 12. conhecimentos conforme descritos a seguir.1.2. 12.1. e) fizer anotação de informações relativas às suas respostas no comprovante de inscrição ou em qualquer outro meio que não os permitidos. além de habilidades. salvo se listada nos objetos de avaliação constantes do item 13 deste edital. 138/2012 .21. máquinas de calcular ou equipamento similar. informações referentes ao seu conteúdo e/ou aos critérios de avaliação e de classificação. d) faltar com o devido respeito para com qualquer membro da equipe de aplicação das provas. 13.23 No dia de realização das provas. grafológico ou por investigação policial. 13. o) for surpreendido portando qualquer tipo de arma durante a realização das provas.7 deste edital. N. na forma dos subitens 12. 12. 13. síntese e avaliação. 12.6 ou 12.28 O prazo de validade do concurso esgotar-se-á após dois anos.tj.gov.1 Os questões das provas poderão avaliar habilidades que vão além do mero conhecimento memorizado. a fim de impedir a prática de fraude e de verificar se o candidato está portando material não permitido. endereço: https://www2. 12. podendo ser prorrogado. aplicação. a qualquer tempo.22 Não será permitida a entrada de candidatos no ambiente de provas portando armas. dicionário. 3 Domínio da ortografia oficial. corredores e banheiros. i) descumprir as instruções contidas no caderno de provas ou na folha de respostas. 12. por qualquer membro da equipe de aplicação dessas e/ou pelas autoridades presentes. notas ou impressos que não forem expressamente permitidos ou que se comunicar com outro candidato. ter o candidato se utilizado de processo ilícito. k) utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos ou ilegais para obter aprovação própria ou de terceiros em qualquer etapa do concurso público. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final. 12.br/autenticacao/validaDiario.24 Terá suas provas anuladas e será automaticamente eliminado do concurso público o candidato que durante a sua realização: a) for surpreendido dando ou recebendo auxílio para a execução das provas.21. f) não entregar o material das provas ao término do tempo destinado para a sua realização. for constatado. l) não permitir a coleta de sua assinatura.2 Cada questão das provas poderá contemplar mais de um objeto de avaliação.1 Nas provas. não serão fornecidas. n) for surpreendido portando anotações em papéis que não os permitidos. com o intuito de valorizar a capacidade de raciocínio. h) ausentar-se da sala. estatístico. 12. a qualquer tempo. 12. de qualquer modo. q) recusar-se a transcrever o texto apresentado durante a aplicação das provas para posterior exame grafológico. suas provas serão anuladas e ele será automaticamente eliminado do concurso público.26 Se. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais.2 CONHECIMENTOS 13. 12. j) perturbar. tais como os listados no subitem 12.32 A legislação com entrada em vigor após a data de publicação deste edital.2 O CESPE/UnB não ficará responsável pela guarda de quaisquer dos objetos supracitados. constituindo tentativa de fraude. análise. sem o acompanhamento de fiscal. a qualquer tempo. ainda que não mencionadas nos objetos de avaliação constantes do item 13 deste edital. e perante o TJRO após homologação do resultado final. conforme o caso.1 HABILIDADES 13. b) utilizar-se de livros.2.segunda-feira. o CESPE/UnB poderá submeter os candidatos ao sistema de detecção de metal nas salas. 12.21. uma única vez.33 Quaisquer alterações nas regras fixadas neste edital só poderão ser feitas por meio de outro edital.2 CONHECIMENTOS BÁSICOS PARA OS CARGOS DE ANALISTA JUDICIÁRIO E DE TÉCNICO JUDICIÁRIO LÍNGUA PORTUGUESA (exceto para o cargo 22: Analista Judiciário – especialidade: Revisor Redacional): 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados.419/06. 12. bem como as alterações em dispositivos legais e normativos a ele posteriores não serão objeto de avaliação. c) for surpreendido portando aparelhos eletrônicos e/ou outros objetos. a ordem dos trabalhos. O candidato que estiver armado deverá se encaminhar à Coordenação antes do início das provas para o acautelamento da arma. desde que aprovado. 12. p) recusar-se a ser submetido ao detector de metal. 13 DOS OBJETOS DE AVALIAÇÃO (HABILIDADES E CONHECIMENTOS) 13.DJE.ro. São de exclusiva responsabilidade do candidato os prejuízos advindos da não atualização de seu endereço. m) for surpreendido portando caneta fabricada em material não transparente.31 As alterações de legislação com entrada em vigor antes da data de publicação deste edital serão objeto de avaliação.27 O descumprimento de quaisquer das instruções supracitadas implicará a eliminação do candidato. 12. por igual período.3 O CESPE/UnB não se responsabilizará por perdas ou extravios de objetos ou de equipamentos eletrônicos ocorridos durante a realização das provas nem por danos neles causados. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . serão avaliados.29 O candidato deverá manter atualizado os seus dados pessoais e seu endereço perante o CESPE/UnB enquanto estiver participando do concurso público.21 deste edital.

138/2012 . 9.1 Princípios. 5. 10.2 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração.2 Sistemas de informações gerenciais. 7 Processo de ocupação e expropriação indígena na área do Beni. 2 Licitações e contratos (Lei nº 8.4 Equilíbrio econômico-financeiro. sistema dos máximos-mínimos.3 Sanção administrativa.1 conceitos.2 Emprego/ correlação de tempos e modos verbais. 2.9 Liderança. 2.5 Emprego do sinal indicativo de crase. Google Chrome e similares).7 Zoneamento socioeconômico e ecológico.2 Emprego da acentuação gráfica.5 Receita corrente líquida. 10.7 Geração da despesa e despesa obrigatória de caráter continuado. 3. ferramentas. 8 Mão-de-obra para os seringais do Alto Madeira.11 Aprendizagem organizacional.3 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA O CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIO CARGO 1: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ADMINISTRADOR TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO E DAS ORGANIZAÇÕES: 1 Teorias administrativas: principais escolas.2 Aspectos orçamentários e financeiros da execução do contrato. 2.2 Receita e despesa pública: conceito. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA: 1. firewall. métodos. 5. 7. obrigatoriedade.3 Anexo de metas fiscais. 3 Submissão do indígena e resistência escrava. 1.2 Adequação do formato do texto ao gênero. 5. finalidade. 3. princípios. 8.1 Aspectos gerais.6 Cultura organizacional. fundamentos. treinamento e desenvolvimento. MRP. 10.3 Programas de correio eletrônico (Outlook Express. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. substituição e repetição. métodos. características básicas e contribuições.7 Computação na nuvem (cloud computing). objeto.4 Setores produtivos da agropecuária. sistemas e métodos. 5 Contratos administrativos. 2. níveis.320/1964).2 Limitação de empenho e movimentação financeira.5 Grupos de discussão. worms e pragas virtuais.2 Ciclo orçamentário. 5. 2. 5 Segurança da informação. 10.tj.3 Aplicativos para segurança (antivírus. ferramentas. eficiência. 5.1 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 5. ocupação e colonização da Amazônia.2 Noções de vírus. 10.2 Estratégias de RH. classificação. 4 Conceitos de organização e de gerenciamento de informações.1 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. características. antispyware etc. 5. 9 Território Federal do Guaporé e criação do Estado de Rondônia. 3 Planejamento estratégico: conceitos. qualidade.ro. benefícios. 6 Exploração e colonização do Oeste da Amazônia.1 Procedimentos de segurança. 3 Pregão presencial e eletrônico (Lei nº 10. 4 Gestão de projetos: conceitos. 3. aplicativos e procedimentos de Internet e intranet. 1.1 Objetivos. estoque mínimo. sistema das revisões periódicas. 9. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 2. 9. 6 Reescritura de frases e parágrafos do texto. 3.1 Conceitos. 9. questão acreana e construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré. 3.5 Gestão estratégica de pessoas por competências.6 Renúncia de receita. 2 Edição de textos. 13.7 Clima organizacional.DJE. 9.6 Sistemas de controles de estoques: sistema duas gavetas. pastas e programas. planilhas e apresentações (ambientes Microsoft Office e BrOffice). N.2 Retextualização de diferentes gêneros e níveis de formalidade.6 Área e população. componentes. procedimentos. 4. 9 Gestão de Pessoas. evolução da administração pública e a reforma do Estado. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. objetivos. 4 Sistema de registro de preços.6 Redes sociais. Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei nº 101/2000). 5.7 Prorrogação do prazo de vigência e de execução. linha e assessoria.gov.4 Lei orçamentária anual. 1. modalidades. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.6 Colocação dos pronomes átonos. conquista. 10. cargos e salários dos servidores do poder judiciário do Estado de Rondônia (Lei Complementar nº 568/2010). arquivos. 9.1 Conceito.4 Procedimentos de backup. 9. formalização e fiscalização do contrato. cálculos para o estoque mínimo. 2 Mercantilismo e políticas de colonização dos vales do Madeira e Guaporé. 6.1 Emprego das letras. objetivos.2 Programas de navegação (Microsoft Internet Explorer. LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA: 1 Código de Organização e Divisão Judiciária do Estado de Rondônia – COJE. 1. 5. 5. 10 Geografia do Estado de Rondônia. indicadores.4 Classificação ABC. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .segunda-feira. Just-in-Time/ Kanban. 5 Abertura do Rio Amazonas à navegação internacional. 3. objetivo e campo de aplicação. Mozilla Firefox. centralização e descentralização.2 Limites.br/autenticacao/validaDiario.4 Anexo de riscos fiscais. 7 Processo decisório.4 Restos a pagar. gestão por resultados e controle na administração pública. 5.1 Exploração.3 Evolução político-administrativa e econômica.5 Plano plurianual. 5. 2.8 Motivação. 5.1 Adequação da linguagem ao tipo de documento.8 Descentralização de créditos orçamentários e recursos financeiros. Noções de contabilidade pública.10 Gestão de conflitos.520/2002). anulação e revogação. 4 Plano de carreiras. 10. Orçamento público (Lei nº 4. 7 Correspondência oficial (conforme Manual de Redação da Presidência da República).3 Estrutura programática adotada no setor público.3 Avaliação dos níveis de estoque: curva dente de serra. 4 Navegação no Rio Madeira. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: 1 Administração pública no Brasil: origens conceituais e aspectos históricos.5 Armazenamento de dados na nuvem (cloud storage). 3. 3 Regime jurídico dos servidores públicos civis do Estado de Rondônia (Lei Complementar nº 68/1992).419/06. funções e políticas de estoque. giro do estoque. 10.1 Conceitos básicos.4 Sítios de busca e pesquisa na Internet. 9.2. 10. HISTÓRIA E GEOGRAFIA DO ESTADO DE RONDÔNIA: 1 História do Estado de Rondônia. 2. objetivos e efeitos no planejamento e no processo orçamentário. 8 Organização. 9. 1.666/1993): conceito. inexigibilidade e vedações.5 Suprimentos de fundos. 1. NOÇÕES DE INFORMÁTICA (exceto para os cargos 2 e 3 – Analista Judiciário – especialidades: Analista de Sistemas – Desenvolvimento e Analista de Sistemas – Suporte): 1 Noções de sistema operacional (ambientes Linux e Windows). 9. 2 Constituição do Estado de Rondônia. eficácia. 3.html sob o número 138 Ano 2012 .1 Conceito e princípios orçamentários e características do orçamento tradicional. 7.). 5. sanções. Gestão patrimonial e de estoque.1 Poder Judiciário. 3.5 Garantia contratual. endereço: https://www2. 3 Redes de computadores.RO 15 3. 3.5 Hidrografia. métodos. ciclo de vida. 1. 5. delegação. características.7 Programação orçamentária e financeira. benefícios. ferramentas.1 Estrutura organizacional: departamentalização.5 Lote econômico. 2 Funções da administração: conceitos básicos de administração: organização. de conectores e outros elementos de sequenciação textual. 10. 1. 10. categoria econômica e estágios. 4. 3. Mozilla Thunderbird e similares).4 Gestão de desempenho: conceitos. dispensa. 3. 5.3 Lei de diretrizes orçamentárias. do orçamento de desempenho e do orçamento-programa.3 Seleção. tempo de reposição (ponto de pedido). 5.1 Emprego de elementos de referenciação. 2.3 Emprego dos sinais de pontuação. 10. 10. administração pública gerencial. 1. 5. 10.4 Concordância verbal e nominal.6 Alteração do objeto. 5 Gestão de Processos: definições. 3. 9. etapas. MRP II. 6 Gestão da qualidade: conceitos. 3.6 Créditos adicionais: conceito e classificação.2 Princípios do controle de estoques. 6. do orçamento de base zero. princípios. efetividade. 8.

3 Projeto e implantação de SGBD relacionais. 3. 7 QOS e segurança em ambiente WAN. 3. 3. 3. 1.10 Monitoração e otimização de desempenho. 3.3 Projeto e implantação de SGBD relacionais. Linux. DHCP. processos e objetivos de controle.1 e v. 3 Sistemas de gestão de conteúdo. 32 Deduplicação. 3.2 Requisitos da informação. 5. 2.DJE. 3. HYPER-V). 3. 3. 1. 3 Ataques a redes de computadores: prevenção e tratamento de incidentes. 3. 13 Configuração.6 Integridade.2 Pesquisa de dados.3 Operações básicas sobre estruturas.2 Administração. 3 Ataques a redes de computadores: prevenção e tratamento de incidentes. 2.4 Classificação de dados e tipos abstratos de dados. estrutura e objetivos. 3. 28 Virtualização (VMWARE.1 Conceitos básicos. 2.4 Processos. 2 Sistemas operacionais Windows. 3. 1.1 Tipos básicos de estruturas: árvores. 2. JSP e Ajax. Javascript.9 Tolerância a falhas e continuidade de operação. JBoss Seam. 3. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.html sob o número 138 Ano 2012 .RO 16 CARGO 2: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SISTEMAS – DESENVOLVIMENTO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS: 1 Sistemas transacionais. implantação e gestão de políticas de segurança e auditoria.2 Processos e funções de estratégia. 1. CARGO 3: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SISTEMAS – SUPORTE SUPORTE TÉCNICO: 1 Ferramentas automatizadas de gestão de infraestrutura.1 Conceitos básicos. 10 Ferramentas de gerenciamento de rede.1 Arquitetura de informação: conceitos básicos e aplicações.2 Portais corporativos: conceitos básicos. 3. GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI: 1 Gestão estratégica. NBR 27002:2005 . SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: 1 Gestão de segurança da informação. OSPF e BGP.1 Conceitos.13 Ferramenta de desenvolvimento para oracle : PL/SQL Developer.5 Controle de proteção.tj. 30 Sistemas de armazenamento: conceitos básicos. 5.3 Plano de continuidade de negócio. 3. BANCO DE DADOS: 1 Estruturas de informação. UDDI. 2.3 Recursos de tecnologia da informação. padrões de disco e de interfaces. 6 Tecnologias de roteamento: switches layer 3 e roteadores. Linux e BSB. 33 Storage.10 Monitoração e otimização de desempenho.9 Tolerância a falhas e continuidade de operação.2 Técnicas de modelagem e otimização de bases de dados multidimensionais. 3. Olap e data mining.Gestão de Riscos de Segurança. 2. roteadores. N.x e superior. controles de acesso.Gestão de Riscos de Segurança. Unix. 4 Protocolos de roteamento: RIP v. identificação e análise de riscos. 1. 3. 18 Backup/restore.7 Concorrência e bloqueio de transações. 25 Administração de ativos de rede (switches. 3. 1.1 Desenvolvimento de aplicações web.4 Workflow e gerenciamento eletrônico de documentos. 3.1 Conceitos. concentradores).Código de Boas Práticas em Segurança da Informação. implantação e gestão de políticas de segurança e auditoria. 5 Qualidade de software (CMMI).3 Alinhamento estratégico entre TI e negócio. 1.1 Normas NBR 15999:2007 e ABNT NBR 15999-2:2008 . 3. RSS. Fitoteca. 3.Sistema de Gestão de Segurança da Informação. 2.12 Ferramentas de SGBD: Oracle e Microsoft Sql Server.1 Normas NBR 15999:2007 e ABNT NBR 15999-2:2008 .Código de Boas Práticas em Segurança da Informação. 3. 3. desenho. FTP.br/autenticacao/validaDiario. XSLT. 1. 2 Sistemas operacionais Windows. 2 Sistemas de suporte à decisão. 3 Banco relacional.2 Projetos e a organização.3 Ciclo de vida de projeto e ciclo de vida do produto. estrutura e objetivos. CIFS e NFS.3 Arquitetura e-Ping. 1. grupos de processos e áreas de conhecimento.419/06.2 Classificação e controle de ativos de informação.facelets. 1. 4.3 Definição.2 Oracle 10.1 Conceitos básicos. 9 Firewall e segurança de perímetro. Linux e BSB. 2. 2. 24 RAID. 3. 2. 3. transição e operação de serviços.4 Processos e categorias de processos. identificação e análise de riscos. 4 Governança de TI (COBIT). 3. arquiteturas e aplicações de datawarehousing. XML/XSD. 138/2012 .Gestão de Continuidade do Negócio e NBR 27005:2005 . CSS. HTML. estrutura e objetivos. JPA.2 Administração. 22 Servidor de arquivos.2.3 Operações básicas sobre estruturas. e-Mag. 20 Antispam. 3. ATM e MPLS. 14 Infraestrutura de rede ethernet. RAID. 21 Servidor de aplicação.12 Ferramentas de SGBD: Oracle e Microsoft Sql Server.5 Controle de proteção.2 Pesquisa de dados. 2.8 Backup e restauração de dados. 26 Administração de aplicação para monitoramento de servidores e serviços.3 ferramentas CASE. 1.4 Classificação de dados e tipos abstratos de dados. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.2 Recomendações W3C. 1.1 Desenvolvimento de aplicações web.3. 3 Aplicações web. 29 Clusterização: balanceamento de carga e alta disponibilidade. DNS. 17 Servidores de correio eletrônico. 11 Estrutura SNA e protocolos para implantação de serviço SNA. 1.2 Padrões XML.4 Gerenciamento de usuários e perfis de acesso.4 Gerenciamento de usuários e perfis de acesso.11 Linguagem de definição e manipulação de dados (SQL). 15 Protocolo TCP/IP. 2 Sistemas operacionais Windows. NBR 27002:2005 . 4. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . 4. 1. controles de acesso. 2. portlets. 5 Programação e tecnologias Java. 2. 31 Tecnologias de backup. Microsoft Active Directory.gov. 2. 2. pilhas e grafos. 1. 4. 16 Infraestrutura para servidores. 3 Banco Relacional. WSDL e Soap. 27 Administração de unidades de fita LTO.1 Conceitos básicos. 3.6 Integridade.Sistema de Gestão de Segurança da Informação.3 Acessibilidade na web. 4.1 Planejamento estratégico de negócio. WEBVPN etc.Gestão de Continuidade do Negócio e NBR 27005:2005 . aplicações. 3. 5. 3.segunda-feira. 4.3 Frameworks JSF e Hibernate.3 Níveis de capacidade e maturidade. 1. 8 VOIP e VPN nas modalidades de acesso remoto LAN to LAN. 4.1 Normas ABNT: NBR 27001:2005 . 3.3 ferramentas CASE. 1. 3. pilhas e grafos.1 Normas ABNT: NBR 27001:2005 .2 Planejamento estratégico de TI.8 Backup e restauração de dados. ETL. BANCO DE DADOS: 1 Estruturas de informação. frame-relay.2 Planejamento.13 Ferramenta de desenvolvimento para oracle: PL/SQL Developer. 12 Cabeamento estruturado e rede Sem Fio. DHTML. 1. endereço: https://www2. 2. 1.1 Conceitos básicos. 1.2 Desenvolvimento web: servlets.1 Tipos básicos de estruturas: árvores. 3. 5. JDBC. 2.3.1 SOA e web services: conceitos básicos e aplicações. segurança de ambientes físicos e lógicos.2 Oracle 10. 3. 2 Gerenciamento de projetos (PMBOK). 19 Antivírus.x e superior. 5 Tecnologias ethernet.3 Definição.2 Classificação e controle de ativos de informação. 3 Gerenciamento de serviços (ITIL v3). 2 Gestão de riscos. 2. 23 Radius.11 Linguagem de definição e manipulação de dados (SQL).ro. administração e gerenciamento de serviços de rede Windows e Linux: serviço de compartilhamento de arquivos SAMBA. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: 1 Gestão de segurança da informação. estrutura e objetivos.7 Concorrência e bloqueio de transações. JNDI.1 Conceitos básicos.1 Arquitetura e padrões de projeto JEE. 2 Gestão de riscos.3 Plano de continuidade de negócio. segurança de ambientes físicos e lógicos.4 Domínios.2 Disciplinas e formas de representação. 4 Interoperabilidade de sistemas.2 Planejamento.

legalidade. 6. 2. 21.6 Bem de família.3 Exibição e produção antecipada de provas. 15. obrigações de meio. nomeação à autoria. 21.245/1991 e suas alterações).3 Capacidade. destituição de tutela.4 Nome. 3.1 Execução para entrega de coisa. 12 Atos unilaterais. 2 Aplicação da lei penal. 2. 21 Execução de ações coletivas. 3.11 Analogia. 25. 4.3 Confissão.2 planejamento estratégico de TI. 12. 13.3 Domicílio. 2.6 Desconsideração da personalidade jurídica. penalidades civis.5 Obrigações divisíveis e indivisíveis.4 Sociedades de fato. a termo e modais. 18 Liquidação e cumprimento da sentença.4 Provas documental e testemunhal.2 Conflito das leis no tempo.4 Inventário e partilha. 3.015/1973 e suas alterações). ação civil pública.1 Princípios da legalidade e da anterioridade. invalidade e nulidade do negócio jurídico.069/1990). 7.3 Servidões.1 Noções gerais. 3. CARGO 4: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ANALISTA PROCESSUAL DIREITO CIVIL: 1 Lei de introdução às normas do direito brasileiro. 11 Procedimento ordinário.6 Pena cumprida no estrangeiro. 12 Resposta do réu. 23.1 Conciliação.1 Disposições gerais. 19. 19.5 Termo.7 Eficácia da sentença estrangeira. 10. 138/2012 . 3. 17.6 Habitação. 3. de resultado e de garantia.2 Deveres e substituição das partes e procuradores. 10 Processo e procedimento.2 Prazos.7 Responsabilidade. DIREITO PROCESSUAL CIVIL: 1 Jurisdição e ação. 11. 23 Direito das relações de consumo (Lei nº 8. 2. 10. 1. 2. 5.segunda-feira. 22.2 Competência funcional e territorial. 25 Registro de imóveis (Lei nº 6. processos e objetivos de controle.1 Conceitos básicos. 20. 23 Procedimentos especiais. 10.13 Conflito aparente de normas penais. 3. 2. 19 Recursos.3 Comunicação dos atos. 11 Contratos. interpretação e integração das leis. 27.DJE.1 Contratos em geral. 1.1 Sucessão em geral.6 Obrigações solidárias. 3. 2.8 Validade.1 Procedimentos ordinário e sumário. 2.9 Tutela.2 Classificação e interpretação. 1. 22 Direito das sucessões. 27 Locação de imóveis urbanos (Lei nº 8.2 Execução das obrigações de fazer e de não fazer. 10.2 Obrigações de dar. 6. 15 Preferências e privilégios creditórios. 11. 3 Pessoas jurídicas. ação de improbidade administrativa. 16 Audiência.3 Extinção. sequestro. perda e suspensão do poder familiar. 3. grupos despersonalizados. 5.3 Eficácia da lei no espaço.3 Tempo e lugar do crime. 5. 17 Direito de empresa.2 Processos e funções de estratégia. busca e apreensão). 10. 2.3 Alinhamento estratégico entre TI e negócio.2 Extinção. 22.4 Domínios.4 Relação de causalidade. 10. 6. 2.1 Diferentes classes. 16 Empresário. 20. 3.4 Processos e categorias de processos.1 Classificação dos crimes. 2. 6.10 Curatela.2 Requisitos. 3. direitos fundamentais.13 Agravação pelo Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .741/2003). 6. nulidades. instrução e julgamento. 19. 5 Qualidade de software (CMMI).4 Obrigações alternativas.1 Planejamento estratégico de negócio.2 Projetos e a organização. locação não residencial.7 Crime consumado e tentado.5 Territorialidade e extraterritorialidade da lei penal.1 Fato e ato jurídico. 26 Estatuto do Idoso (Lei nº 10. 3 Gerenciamento de serviços (ITIL v3). 7 O juiz. 28 Direitos autorais. 22. 22. 2. 1. 3.12 Transmissão das obrigações. exceções e reconvenção.3 Ciclo de vida de projeto e ciclo de vida do produto.5 Uso. 4. 2.11 Crime impossível. 10. 21. 1.2 Depoimento pessoal.9 Frações não computáveis da pena.4 Espécies de contratos regulados no Código Civil. 9 Formação. à ordem e nominativos. 3.5 Sociedades. natureza e características.6 Relevância da omissão.1 Conceitos básicos.7 Ausência. 2.2 Disciplinas e formas de representação. 1. 10. 22.2 Diversas espécies de execução.1 Conceitos básicos.1 Casamento.4 Nulidades. 4 Bens. 3.6 Encargo. 2. 6.4 Usufruto e administração dos bens de filhos menores.766/1979 e suas alterações). estrutura e objetivos.2 Relações de parentesco. prioridade.11 Obrigações principais e acessórias. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. 5 Ato jurídico. 4. 6.8 Obrigações de execução instantânea.078/1990 e suas alterações). 10.10 Arrependimento posterior. transcrição.9 Desistência voluntária e arrependimento eficaz.6 Proteção contratual. 10.1 Existência. 21. 25. 5.1 Características.1 Propriedade.9 Simulação.3 Regime de bens entre os cônjuges. 10.2 Procedimentos cautelares específicos (arresto. 4 Intervenção de terceiros. 2. 21. 3. 1. especialidade.1 Princípios aplicáveis ao direito penal.3 Modificações de competência e declaração de incompetência. 6.7 Obrigações civis e naturais. 18 Posse.7 União estável. 6. 3 Litisconsórcio e assistência.8 Contagem de prazo. 19.7 Defeitos do negócio jurídico. garantias locatícias.1 Vigência. 4.2 Requisitos da informação. 10. 22.2. 2.6 Domicílio.1 Forma dos atos. sublocações. 3. produto e serviço. 17 Sentença e coisa julgada. 7 Atos jurídicos.7 Direito do promitente comprador. estrutura e objetivos. 6.1 Contestação. transição e operação de serviços. 21. continuidade.12 Irretroatividade da lei penal. 19.1 Conceitos básicos. 4 Governança de TI (COBIT). DIREITO PENAL: 1 Fontes do direito penal. 8. 19.1 Disposições gerais. colocação em família substituta. 2 Partes e procuradores. 23.3 Recursos de tecnologia da informação. condicionais. deveres do locador e do locatário. 11.1 Locação em geral. 2. 16. 8. 24 Parcelamento do solo urbano (Lei nº 6. 2. 2. 4. 10. 8 Prescrição e decadência.tj. 23. 6.1 Disposições preliminares. 11. endereço: https://www2. 23.3 O fato típico e seus elementos. 14 Julgamento conforme o estado do processo. locação para temporada.1 Disposições gerais. benfeitorias. 9 Prova. aplicação. 23. prevenção e reparação dos danos.1 Petição inicial. 11. 13 Títulos de crédito. desenho. culposo e preterdoloso. 3. 19. 3 Crime.3 Obrigações de fazer e de não fazer.1 Conceito.1 Em razão do valor e da matéria. 6 Negócio jurídico.12 Crime doloso.2 Superfície. ação popular.gov.2 Procedimento de dúvida.1 Estabelecimento.2 Fornecedor.4 Lei penal excepcional.br/autenticacao/validaDiario. 2. 20. 21. direito de preferência.8 Pena da tentativa.1 Disposições gerais.1 Mandado de segurança. 22. 3. medidas de proteção.4 Usufruto.1 Lícitos e ilícitos.2 Sucessão legítima. suspensão e extinção do processo. 3.10 Interpretação da lei penal. 10.9 Obrigações puras e simples. 22 Processo cautelar e medidas cautelares.14 Inadimplemento das obrigações. 15. 29 Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8. 10.5 Estado. registros. 13 Revelia. 3.10 Obrigações líquidas e ilíquidas. aluguel. 15.5 alimentos. 3.html sob o número 138 Ano 2012 . 2 Pessoas naturais. locação residencial. fundações. especial e temporária.13 Adimplemento e extinção das obrigações. 2.5 Práticas comerciais.2 Teorias do crime.4 Qualidade de produtos e serviços. 4.3 Sucessão testamentária. 6.4 Processos. 21 Direito de família.3 Níveis de capacidade e maturidade. 14 Responsabilidade civil.8 Concubinato. 8. 20 Processo de execução. 20.419/06.ro.2 Disposições gerais.4 Representação e condição. 23.1 Constituição. 29. 23. 2. presunção de fé pública. 6 Competência. 8. 19 Direitos reais.3 Direitos básicos do consumidor. N. associações. inscrição e averbação.2.5 Superveniência de causa independente. pedido e indeferimento. estrutura e objetivos.RO 17 GESTÃO E GOVERNANÇA DE TI: 1 Gestão estratégica. 3. 8 Atos processuais. denunciação à lide e chamamento ao processo.1 Ônus da prova. 15. 2 Gerenciamento de projetos (PMBOK).2 A lei penal no tempo e no espaço.1 Capacidade processual e postulatória. 15 Provas. 11.1 Execução em geral. 2.2 Títulos ao portador. 1. grupos de processos e áreas de conhecimento. estrutura e objetivos.7 Direitos da personalidade. 20 Direitos reais de garantia. 21.2 Condições da ação. 2. 10 Obrigações. 1. 2. 19. prevenção. 2. 5.3 Elementos.1 Oposição. 5 Ministério Público. 21.2 Personalidade.1 Consumidor. 13. diferida e continuada. 21.

3. 16 Lei Maria da Penha (Lei nº 11.5 Dimensionamento e programação. 3.2.6. 12 Citações e intimações. 8. as três projeções e os cortes.28 Crimes contra o sentimento religioso e contra o respeito aos mortos. 3.2.6 Efeitos da condenação.1 Tipos de representação do projeto de arquitetura: NBR nº 13.1 Aço.3 Aplicação da pena. coletores solares.2 Cominação das penas. 17 Nulidades.7 Conforto ambiental. 14 Lavagem de dinheiro (Lei nº 9.7.209-2:2005. 8.960/1989). 9 Leitura e interpretação de projetos complementares para edifícios. zona de conforto.3 Instalações hidrossanitárias.419/06.766/1979.3 Cabeamento estruturado de dados e voz. 3. aço e pré-moldados.4 Modulação e racionalização da construção. 6.36 Crimes resultantes de preconceitos de raça ou de cor (Lei nº 7. 3 Planejamento e projeto urbano. 7 Medidas de segurança. 3.503/1997 e suas alterações) 4 Imputabilidade penal. 4 Sustentabilidade urbana. 10. 5 Ação penal. 2. 4.6.605/1998 e suas alterações) 3. 8. 5 Concurso de pessoas. 1. 3. 8 Projetos de arquitetura para edifícios.24 Crimes contra a pessoa. 9.1 Teorias. 9.2 Implantação. 3.1. 4. 9.1 Assistentes e auxiliares da justiça. 9.7.2 Mobiliário urbano.18 Erro sobre a pessoa.2.39 Crimes contra o meio ambiente (Lei nº 9. 2. 10 Lei Antidrogas (Lei nº 11. estudo e relatório de impacto ambiental (EIA/RIMA). intensidade sonora. DIREITO PROCESSUAL PENAL: 1 Fontes do direito processual penal.077:2001.2 Processos especiais.2 Especificações e caderno de encargos.25 Crimes contra o patrimônio. 3.7 Topografia. 3.5 Tipos de processo penal. licenciamento ambiental.31 Crimes contra a incolumidade pública.2 Iluminação artificial. 9.1.6 Sistemas de infraestrutura urbana. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. 11 Abuso de autoridade (Lei nº 4.582:1988. 6. procedimento e relação jurídica processual. 2. 22 Disposições gerais do Código de Processo Penal.069/1990.068:1987.br/autenticacao/validaDiario. 13 Sentença e coisa julgada. 9. NBR nº 10.7.3 Subsistema de abastecimento de água. 3. 10 Edifício. 10 Juiz. NBR nº 6. 6.4. 9. absorção e isolamento.034/1995 e suas alterações).7 Reabilitação.7 Instalações especiais.4 Croquis à mão e sketch-up.23. 8.2 Períodos da história da arquitetura e do urbanismo. 17 Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.21 Ilicitude e causas de exclusão.3 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 19 Habeas corpus e seu processo.072/1990 e suas alterações).716/1989 e suas alterações).2 Concreto. 6 Penas.1 Execução das medidas de segurança. 13 Código de Proteção e Defesa do Consumidor (Lei nº 8. curvas de nível e movimento de terra. 3. 8 Ação penal. 8.RO 18 resultado.6.6.4 Estatuto da Cidade (Lei nº 10.257/2001).1. 4. N.2 Formas do procedimento. 3.7. 8.7.3 Revestimentos.5 Divisão espacial e leiaute de ambientes.1 Características.8 Execução das penas em espécie e incidentes de execução.067:1995.296/1996). 8.1 Interceptação telefônica (Lei nº 9. 7 Competência. 6.1 Elementos identificadores da relação processual.7.099/1995 e Lei nº 10.1.4. 2. 3.1. 14.19 Erro sobre a ilicitude do fato (erro de proibição). 10. instrumentos econômicos e administrativos.1 Concreto.1 Noções básicas de acústica: reverberação. 11. 9.2 Instalações elétricas.32 Crimes contra a paz pública. 8. 3.6. 8. 3.3 Geometria descritiva básica: os diedros. 12 Estatuto do Desarmamento (Lei nº 10.5. 8. 8.7. elementos e causas de exclusão.2.6 Desenho técnico: NBR nº 8.3 Ventilação e exaustão. 9.17 Erro determinado por terceiro. 6. no espaço e em relação às pessoas. 14 Processos em espécie. 1. 3.23 Culpabilidade.1 Projeto de detalhamento.gov.7. 8.2 Perspectiva cônica e desenhos isométricos. 2. 9.40 Crimes de trânsito (Lei nº 9.1 Aspectos bioclimáticos: clima.tj.34 Crimes contra a administração pública. princípios e contagem. 4.1 Noções de poligonais. 3.DJE. 8.4 Auditórios. NBR nº 10.7. 8. 6. 3. dimensionamento.ro.1 Conforto térmico. 4.3 Madeira.531:1995 e NBR nº 13.3 Conforto acústico.1.html sob o número 138 Ano 2012 . 2. 10.33 Crimes contra a fé pública.1 Espaços livres: praças e parques.22 Excesso punível.038/1990). Noções de sistema cartográfico e de georreferenciamento.2 Conforto luminoso.6 Ar-condicionado.1 Cálculo estrutural. 3. geometria e pavimentação.826/2003 e suas alterações). 9.2 Telecomunicações/telefone.1 Noções básicas. ambiental e arquitetônico. 3. 16. reflexão.7 Subsistema de comunicações.4 Pretensão punitiva. 8. 8.6. 10.4 Conceitos fundamentais em arquitetura e urbanismo. 3.5 Livramento condicional. 9.1 Alarmes e para-raios. 1. 8.2.5 Elevadores. 6. 8. 3.3 Gestão urbana e instrumentos de gestão: plano diretor. 3. 10. 9 Punibilidade e causas de extinção.4. 9. eco.7. 3.1 Princípios aplicáveis ao direito processual penal.259/2001 e suas alterações).7. 9. 6.7.7. 2. 3.2 Sistemas de baixo impacto ambiental: cisternas. 1.1 Uso do solo. 10. 18 Disposições constitucionais aplicáveis ao direito penal 19 Entendimento dos tribunais superiores acerca dos institutos de direito penal.126:1987 (versão corrigida em 1998).7.38 Crime organizado (Lei nº 9. 3. 3. 15 Convenção americana sobre direitos humanos (Pacto de São José e Decreto n.37 Crimes de tortura (Lei nº 9. desenho de brises. 3. 3.1 Processo comum. NBR nº 10. fotocélulas.2 Saída de emergência: NBR 9. 4.343/2006).196:1999 e NBR ISO nº 10.2. 8.3 Normas procedimentais para os processos perante o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o Supremo Tribunal Federal (STF) (Lei nº 8. 3.4 Subsistema de esgotamento sanitário. métodos e técnicas de desenho. 6 Ação civil. 8. 9.2 Visibilidade.5 Subsistema de resíduos sólidos: coleta e destinação.1 Disposições preliminares do Código de Processo Penal. 21 Relações jurisdicionais com autoridade estrangeira. 3.6 Jurisdição.532:1995. 3.2 Atos de terceiros. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . 24 Entendimento dos tribunais superiores acerca dos institutos de direito processual penal. 20 Execução penal (Lei nº 7. 4 Processo.29 Crimes contra a dignidade sexual. 2. 7. 3. 3 Inquérito policial. 3. 3.1 Forma e volume (metro quadrado de ar).340/2006).2 Coberturas e impermeabilizações.1 Prisão temporária (Lei nº 7. 5 Comunicação visual no edifício e na cidade.078/1990).3.492:1994.1 Equipamentos públicos e comunitários.404:1984. 8.5.403:1984.613/1998). 14.4.2 Subsistema de drenagem pluvial. 3. 3.6 Subsistema energético. NBR nº 8.3 Patrimônio cultural. 23 Disposições constitucionais aplicáveis ao direito processual penal. 6 NBR nº 9.1 Sistema construtivo e estrutural. 7.1 Iluminação natural.7.35 Delitos hediondos (Lei nº 8.1 Subsistema viário: hierarquização.27 Crimes contra a organização do trabalho. 7 Paisagismo. acusado e defensor.16 Descriminantes putativas. 2 Aplicação da lei processual no tempo.3 Programas complexos: circulações e áreas restritas.4 Suspensão condicional da pena. 8.1 Agenda Habitat e Agenda 21.6 Ergonomia.7.15 Erro sobre elementos do tipo.4.210/1984 e suas alterações).2 Parcelamento do solo urbano: Lei Federal nº 6. endereço: https://www2.6. 2 Representação.7. 15 Juizados especiais criminais (Lei nº 9. 4. 7. NBR nº 8.4 Prevenção contra incêndio. 138/2012 . 9 Prova.3 Princípios gerais e informadores do processo. 3. 3.898/1965).20 Coação irresistível e obediência hierárquica. 678/1992).segunda-feira.050:2004 (versão corrigida de 2005).30 Crimes contra a família. ministério público. transmissão e reflexão térmica. CARGO 5: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ARQUITETO ARQUITETURA E URBANISMO: 1 Teoria da história da arquitetura e urbanismo. 3.26 Crimes contra a propriedade imaterial. 14. 3. 18 Recursos em geral. 3.7. 10.4 Absorção. 4. 3.2 Espaços vinculados à edificação: jardins. 1. 11 Prisão e liberdade provisória.5 Desenho técnico e AutoCAD.455/1997) 3.1 Evolução urbana.1 Programa de necessidades/fluxograma. 16 Prazos.7.2 Insolação: uso da carta solar. 8 Questões e processos incidentes.1 Espécies de penas.14 Concurso de crimes. 9. NBR nº 10.4.1.

passivo e patrimônio líquido). 17 Bibliografia: conceituação. N. 8. trabalho com grupos.282/2010). 11. objetivo. atuação na equipe interprofissional (relacionamento e competências). O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. CARGO 8: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: CONTADOR CONTABILIDADE GERAL. sumário. 3. 3.3. 5. 8 Efeitos inflacionários sobre o patrimônio das empresas. 5.3 Pinturas e revestimentos. técnica de entrevista. 3.17 Trabalho infanto-juvenil. instrumentos e técnicas de intervenção: sindicância. 18 Tributos recuperáveis.2. métodos e técnicas qualitativas e quantitativas.000. preparação de guias de bibliotecas. 2. formato US MARC. 1.3 Uso de recursos institucionais e comunitários. as grandes áreas funcionais da biblioteca.4 Estratégias. 3 Políticas sociais. 6 Alternativas para a resolução de conflitos: conciliação e mediação. 9 Avaliação e contabilização de itens patrimoniais e de resultado de investimentos societários no país. fontes de informação.4.6 Intersetorialidade. resumos. redes e sistemas.2 Piso. 1.1 Alvenarias. abordagem individual.2 Contexto atual e o neoliberalismo.4 Análise vertical e horizontal. 15 Estudo de usuário.1 Instrumental de pesquisa em processos de investigação social: elaboração de projetos e programas sociais. processo jurídico e psicossocial. 17 Consolidação de demonstrações contábeis. 11 Centros de documentação e serviços de informação: planejamento. 7. 3. 3. 1.8 Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA (Lei nº 8.segunda-feira.3. 2.2. 2 Biblioteconomia e ciência da informação: conceitos básicos e finalidades. 6.3 Demonstração do resultado do exercício. áreas e limites de atuação do profissional de serviço social. marketing. entradas e cabeçalhos.2 Orçamento e cronograma físico-financeiro.5 Política Nacional da Assistência Social – PNAS (2004). 4.2 Escadas e corrimãos (dimensionamento).4 Acompanhamento e fiscalização de obras e serviços.741/2003). 11.000 e ISO 14. planejamento e gestão de projetos sociais integrados. 10. atualizada pela Resolução CFC nº 1. projetos e atividades de trabalho. 4 Legislação de serviço social.gov. 3. teorias. 3.html sob o número 138 Ano 2012 .3 Políticas de seguridade e previdência Social. 11 Custos para avaliação de estoques. 3.2 Esquadrias. 10.2 Indicadores de rentabilidade. 15 Elaboração de demonstrações contábeis pela legislação societária.1 Apuração de resultados.742/1993). 8.1 Demonstração do fluxo de caixa (métodos direto e indireto). 12 Desenvolvimento de coleções: políticas de seleção e de aquisição. histórico e objetivos.7 Política Nacional do Idoso: Estatuto do Idoso (Lei nº 10. com famílias. 5 Indexação: conceito. processos e tipos de indexação. 3. 2. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .DJE. 15. 4. 1. campo de atuação da contabilidade governamental. 2 Estratégias de trabalho institucional. 10.3. 3 Noções de informática para bibliotecas: dispositivos de memória.4 Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS (Lei nº 8.378/2010. objeto. 9 Catálogos: tipos e funções. 15. 5 Novas modalidades de família: diagnóstico. planejamento da automação.3 Indicadores de lucratividade. 19 Controle de estoques: PEPS.2 Balanço patrimonial. 138/2012 .18 Lei Nacional da Pessoa com Deficiência (Lei nº 7. 7 Balanço social.9 A defesa de direitos da criança e do adolescente. planos. 12 Legislação profissional. atendimento ao usuário.RO 19 Vedações. 11. 10 Organização e administração de bibliotecas: princípios e funções administrativos em bibliotecas. entrevista.3 Responsabilidade técnica.1 Sistemas de contas. 3. 3 Variações patrimoniais: variações ativas e passivas Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. definição.1 Organização e projeto do canteiro de obras.16 Trajetórias delinquenciais e o papel da família e da Justiça. 7 Análise econômico-financeira. 3. alumínio e madeira. avaliação de coleções. 2 Princípios fundamentais de contabilidade (aprovados pelo Conselho Federal de Contabilidade.2 Catalogação de multimeios: CD-ROM.br/autenticacao/validaDiario. 10. programas. 16 Fusão. classificação. 3.2. 7.1 Lei nº 12. 2 Conceito. banco de dados.2 Propostas de intervenção na área social: planejamento participativo. por meio da Resolução do CFC nº 750/1993. 7. em redes.1 Indicadores de liquidez. 3 Patrimônio: componentes patrimoniais (ativo. 3. centros de defesa e delegacias. Diário da Justiça.15 Delinquência infanto-juvenil: visão psicológica.1 Conceitos de instituição.3. 8 SA 8. 2. centros de informação e de documentação. 1 Lei nº 6. 10.10 O papel dos conselhos. 4 Fatos contábeis e respectivas variações patrimoniais. abreviação de títulos de periódicos e publicações seriadas.419/06.3 Avaliação e gestão de programas e políticas sociais.1 Especificações e quantitativos.320/1964 e suas alterações.5 Diagnóstico. 14 Estudo da relação custo versus volume versus lucro. 3. CONTABILIDADE GOVERNAMENTAL: 1 Lei Federal nº 4.404/1976. melamínico. 10.1 Pronunciamentos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC).1 Relação Estado/sociedade. 3. especificação e cotagem. 11.tj. 3. 4 Normas técnicas para a área de documentação: referência bibliográfica (de acordo com as normas da ABNT — NBR n. 1. abordagem sistêmica e estratégias de atendimento e acompanhamento. 12. 6 Resumos e índices: tipos e funções. 12 Custos para tomada de decisões.12 Combate à violência contra crianças e adolescentes.ro. de entrada e saída de dados. 13 Estrutura e características das publicações: Diário Oficial da União (DOU). 10 Destinação de resultado. 2.3. linguagens. 6 Funções e estrutura das contas. fitas de vídeos e fitas cassetes. endereço: https://www2. cultural e sociológica. 11 Obra e fiscalização. descritores. CARGO 7: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: BIBLIOTECONOMISTA BIBLIOTECONOMIA: 1 Documentação: conceitos básicos e finalidades da documentação geral e jurídica. base de dados. paredes e forro.2 Estrutura brasileira de recursos sociais. 13 Sistemas de custos e informações gerenciais.1 Catalogação descritiva.4 Redação de correspondências oficiais: laudo e parecer (sociais e psicossociais).6 Norma Operacional Básica – NOB/Sistema Único da Assistência Social – SUAS (2005). 1. 7 Classificação Decimal Universal (CDU): estrutura. principais sistemas de informação automatizados nacionais e internacionais. 1.13 Formas de violência contra crianças e adolescentes: maus tratos.4. estrutura organizacional. 8 Catalogação (AACR-2). 15. 3. 14 Serviço de referência: organização de serviços de notificação corrente (serviços de alerta). suas alterações e legislação complementar.1 Revestimentos: cerâmico.11 A adoção e a guarda: normas. estudo de caso. negligência e abandono.14 Prostituição infanto-juvenil. 10. 16 Automação: formato de intercâmbio. 3. Disseminação Seletiva da Informação (DSI) — estratégia de busca de informação. abuso sexual. 10.1 Níveis. 15.023/2002).2 Plano de contas.4 Detalhes executivos: representação.4 Demonstração do valor adicionado. 10. pelos princípios fundamentais da contabilidade e pronunciamentos contábeis do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). princípios e índices principais e emprego das tabelas auxiliares.1 Esquadrias: aço. adoção à brasileira e adoção internacional. abordagem coletiva. planejamento e etapas de elaboração. cisão e incorporação de empresas.2 Ética profissional. preparação de índices de publicações. informação e avaliação social. 7. 5 Contas patrimoniais e de resultado.069/1990. CARGO 6: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ASSISTENTE SOCIAL ASSISTENTE SOCIAL: 1 Ambiente de atuação do assistente social.843/89). UEPS e média ponderada móvel.

1.2 Equilíbrio do consumidor.3 Dinâmica de determinação de preços e margem de lucro. inflação e desemprego. 4.5 Alteração do objeto.10 Agregados monetários. 8. 3 Economia do setor público. 1. 8. inexigibilidade e vedações. 4.12 Suprimento de fundos. princípios. 2.1 Salários.1 O Estado e as funções econômicas governamentais. AUDITORIA: 1 Controle Interno: conceito.4.4 Políticas fiscal e monetária. 4. modalidades.2 Mudanças estruturais da economia brasileira a partir da aceleração dos processos de industrialização e urbanização.6 Prorrogação do prazo de vigência e de execução.8 Estrutura tributária brasileira.2 Outras estruturas de mercado. 4. 8 Contribuição de intervenção no domínio econômico (CIDE).1 Concorrência perfeita. dispensa.18 Fluxos financeiros internacionais e mercados de capitais.1 As contas do sistema monetário. 1.16 Blocos econômicos. concorrência imperfeita.9 Normas legais aplicáveis. obrigatoriedade. obrigatoriedade.6. restos a pagar e contas com função precípua de controle (contratos. 2 Macroeconomia. 4.DJE. equilíbrio da firma. 4. 1. 2 Contribuição social sobre o lucro. 3. restrição orçamentária. formalização e fiscalização do contrato.3.15 Tomadas e prestações de contas.2. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. convênios e instrumentos similares).6 Prorrogação do prazo de vigência e de execução. 4. 8. 8.7 Sustentabilidade do endividamento público. 4. 1. 4 Noções básicas de auditoria interna e externa.4 Principais características e os resultados dos planos de estabilização a partir da década de 80 do século XX.4 Estruturas de mercado.5 Fatores de produção. 3. 2.13 Relações entre inflação.14 Relações entre o nível de atividade e o mercado de trabalho. 4.4 Elasticidade da procura. contas de controle.4.7. 3.br/autenticacao/validaDiario. passivo. cauções.666/1993): conceito. 4. despesa. 4 Contratos administrativos. inexigibilidade e vedações.4 Contas nacionais no Brasil.8 Métodos. resultado aumentativo. 8. 2.1 Elaboração.1 Formas de organização da atividade econômica. 8.2 Créditos adicionais.520/2002). 2.8 A teoria keynesiana. fontes.8 Custos de produção no curto e longo prazos. 2.1 Economia do bem-estar.7 Perfil demográfico brasileiro. 4 Economia brasileira.4 Equilíbrio econômico-financeiro. 138/2012 .ro. 8.11 Despesa pública: categorias. 1.10. 4. médios e marginais.1 Outras políticas econômicas. ilimitados e suplementares. 1. 2.tj. 9 Imposto sobre serviços (ISS). 1. características das contas.13 Restos a pagar. 1. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . 1.6. isoquantas e curvas de isocusto. demanda de mercado. o papel dos preços.10 Estrutura orçamentária e a evolução do déficit e da dívida pública brasileira. 2.2.12 Câmbio. NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: 1 Licitações e contratos (Lei nº 8.1 Câmbio. estrutura das contas. 4.1 Conceitos fundamentais.1 Aspectos gerais do comportamento recente da economia brasileira e das políticas econômicas adotadas pelos últimos governos. 4. características. 3 Sistema de registro de preços. ativo. reservas e relações comerciais e financeiras do Brasil com o resto do mundo. 5 Balancete: características. conteúdo e forma.14.4 Equilíbrio econômico-financeiro.2. crescimento e redistribuição. 2.6.5 Evolução da participação do setor público na atividade econômica.6 Produtividade média e marginal.2 Dívida ativa.3 Dívida pública.2 Resultados nominal. 4 Plano de contas único do Governo Federal: conceito. 9 Lei Complementar nº 101/2000 (Lei de Responsabilidade na Gestão Fiscal).2.5 Alteração do objeto. estágios. 1. 1. 1. 4. 1. 8. cotas.1 Conceitos. 8. custo de oportunidade. curvas de custo. 2. fator de produção e fronteiras das possibilidades de produção.9 Custos totais.5 Indicadores do desenvolvimento econômico e social brasileiro contemporâneo. estrutura básica. 5 Parecer de auditoria: conceito e tipos. 8. 8.3.html sob o número 138 Ano 2012 . 8 Orçamento público.4. acompanhamento e aprovação.10. 2.4. NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: 1. 4.5 Princípios orçamentários. utilidades cardinal e ordinal. 1.1 Curvas de indiferença.6 Desigualdades pessoais e espaciais de renda e de riqueza.9 Competitividade e estratégia empresarial. fixação e execução da despesa. 2. N.12 Políticas fiscal e monetária. sanções.3 Sistema de contas nacionais. 8. 2.15.4 Projeto de Lei Orçamentária Anual: elaboração.5 Análise de competitividade. 1.6 Diretrizes orçamentárias. curvas de Engel.7 Processo orçamentário.666/1993): conceito.gov. 1. 3 Sistema de registro de preços.8 Financiamento do déficit público a partir dos anos 80 do século XX. 6 Programas de integração social e de formação do patrimônio do servidor público (PIS/PASEP). 2. CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA: 1 Imposto de renda pessoa jurídica (IRPJ).14 Despesas de exercícios anteriores. finalidade.2. 3 Prestação de contas e tomada de contas especiais.2. 1. oligopólio. dispensa. 4 Imposto sobre circulação de mercadorias e serviços (ICMS). 5 Participações governamentais.15 Comércio exterior.8 Cadeias e redes produtivas.2. teoria da produção. 2 Pregão presencial e eletrônico (Lei nº 10. 3. anulação e revogação.segunda-feira. 6 Demonstrações contábeis: balanço orçamentário e balanço financeiro. monopólio. 3. juros e o resultado fiscal. 2.17 Globalização e organismos multilaterais. objetivos e finalidades. CARGO 9: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ECONOMISTA ECONOMIA: 1 Microeconomia. 2 Controle das contas públicas. acompanhamento e fiscalização. 8.3 Sanção administrativa.2.1 Conceitos. procedimentos.2 Ótimo de Pareto. procedimentos. 8. 1. operacional e primário. equilíbrio de curto e de longo prazos. curvas de produto e produtividade. 3. extraordinários. 3. Licitações e contratos (Lei nº 8. 2. 2.4. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. 3.11 A previdência social e suas perspectivas. 3. estágios.4. 4. funções de produção e suas propriedades. tarifas.7 Vantagens competitivas. 7 Balanço patrimonial e demonstração das variações patrimoniais. 8. 7 Contribuição para o financiamento da seguridade social (COFINS).4. características. receita.1 NFSP. finalidade. 4. 1. 2. 4. 8. 4 Contratos administrativos.4 Padrão de concorrência.3 Efeitos preço. princípios.6 Análise de indústrias e da concorrência.1.419/06. 1. equilíbrio do consumidor e funções demanda. previsão e execução da receita. acordos internacionais e retaliações.10.2 Identidades macroeconômicas básicas. resultado diminutivo. 3. 4.7 Lei dos rendimentos decrescentes e rendimentos de escala. 2. 2.RO 20 orçamentárias e extra-orçamentárias. partes integrantes.1 Categorias. 1. 4.2 Determinação das curvas de procura.3 Teoria do consumidor.1 Principais agregados macroeconômicos. 3. 4. 8.6 Balanço de pagamentos. 2. especiais. 4. técnicas e instrumentos do orçamento público. 1.2 Aspectos orçamentários e financeiros da execução do contrato.520/2002).3 Sanção administrativa.1 Estabilização. 1.3 Plano Plurianual. 4.3 Estado regulador e produtor.2 Aspectos orçamentários e financeiros da execução do contrato.5 Conceitos de déficit e dívida pública.2 As necessidades públicas e as formas de atuação dos governos.3 Os planos de desenvolvimento mais importantes desde a segunda metade do século XX.6 Contabilidade fiscal. 1. renda e substituição. 3. 3 Imposto de renda retido na fonte (IRRF).9 Inflação e crescimento. objeto.10 Receita pública. 2. formalização e fiscalização do contrato. anulação e revogação.9 Oferta e demanda agregadas. fixos e variáveis. sanções. 2 Pregão presencial e eletrônico (Lei nº 10. endereço: https://www2.2.11 Modelo IS-LM.4.7 Papel do governo na economia. modalidades. objeto.4. subsídios. 3.4. 2. 4.9 O mercado de trabalho e as condições de emprego e renda.

3 Sistemas e métodos viários. 18 Atuação da enfermagem em procedimentos e métodos diagnósticos.1 Planejamento estratégico e normativo. 23. 16. grandes estruturas. 6. legislação e normas regulamentadoras (NR) do ministério do trabalho. 5.1 Planialtimetria.2. financeiros.1 Proteção ao meio ambiente.1 Taxonomias de diagnósticos de enfermagem. 25. auditoria. estruturas especiais.4 Reprodutiva.2 Terminais modais e multimodais.3 Renal e do trato urinário. abuso de drogas.666/1993 e alterações. comunicação terapêutica. 1. 16. métodos e processos de construção civil. 4. insuficiência respiratória e ventilação mecânica.5 Atendimento na parada cardiorrespiratória. 15.5 Terraplenagem.1 Hidráulica e hidrologia aplicadas.7 Técnica e economia dos transportes.1 Hospital-dia.6 Neurológica.1 Quimioterapia.8.2 Doenças e agravos não-transmissíveis. pontes.9 Ações e programas do SUS.8 Resistência dos materiais de construção civil. 12. 23.4 Níveis progressivos de assistência à saúde.8 Trânsito. 1. pareceres e laudos periciais.segunda-feira.tj.10 Logística.1 Estabilidade das estruturas — concreto. 3 Geotecnia. 21 Pressupostos teóricos e metodológicos da pesquisa em saúde e enfermagem. 12 Engenharia de segurança do trabalho. 10. 4. metrovias.2 Precaução-padrão e precauções por forma de transmissão das doenças.1 princípios.ro.12 Instalações. 7 Avaliação de imóveis urbanos.7 Direitos dos usuários do SUS.2 Sistemas.7 Tecnologia dos materiais de construção civil. 16.2 Medidas de proteção cabíveis nas situações de risco potencial de exposição. 1. 8.419/06. 10.3 Processo de trabalho de gerenciamento em enfermagem. 1. 5. 12. 12. 16. 1.1 Violência. 2. 13 Informática e programas computacionais de engenharia. de gás. metal.1 Programas de prevenção e controle de doenças transmissíveis prevalentes no cenário epidemiológico brasileiro. 20 Gerenciamento dos resíduos de serviços de saúde.4 Prevenção e controle de riscos em máquinas.1 Custos. Excel e programas computacionais usuais para projetos de engenharia. tratamento. materiais e humanos. 5.10 Recuperação das construções.3 Programa Nacional de Imunizações. outros materiais. recrutamento e seleção. 19 Agravos à saúde relacionados ao trabalho. endereço: https://www2. N. 17. 14 Legislação profissional pertinente (sistema CONFEA-CREA).RO 21 CARGO 10: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ENFERMEIRO ENFERMAGEM: 1 Sistema Único de Saúde (SUS). O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. 6 Saneamento básico.1 Hidráulica e hidrologia aplicadas ao saneamento. comunicação. 3.2 Metabólica e endócrina.10 Legislação básica do SUS.2 Prática de enfermagem na comunidade. 4.7 Doação. 1. 5 Hidrotecnia.1 Insuficiência renal e métodos dialíticos. diretrizes.5 Tegumentar. estrutura e organização.6 Serviço de transporte. liderança. 16. 1.6 Assistência de enfermagem ao paciente crítico com distúrbios hidroeletrolíticos. 12. 5 Assistência de enfermagem ao adulto portador de transtorno mental. 6. 4. 12.7 Ergonomia. 22. 16.2 Processos de esterilização de produtos para saúde. 15. 15 Assistência de enfermagem à criança sadia. avaliação de desempenho.1 AutoCAD. 22 Central de material e esterilização. ácido-básicos. proteção contra incêndio e explosões. métodos e processos de saneamento urbano e rural.6 Prevenção e proteção à saúde e segurança ocupacional e do meio ambiente.1 Estrutura organizacional do serviço de emergência hospitalar e pré-hospitalar. 4. assistência domiciliar. 1. 17.gov. 7 Assistência de enfermagem ao paciente oncológico nas diferentes fases da doença e tratamentos. supervisão. 3. ferrovias.1 Dimensionamento. 1. madeira. 7. 25. 11 Assistência de enfermagem aplicada à saúde sexual e reprodutiva da mulher com ênfase nas ações de baixa e média complexidade.6. 1.2.6. 10 Princípios de planejamento e de orçamento público. CARGO 11: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ENGENHEIRO CIVIL ENGENHARIA CIVIL: 1 Construção civil. 13 Assistência de enfermagem ao recémnascido. 8 Licitações e contratos. 17.6 Sistema de planejamento do SUS. 10.2 Avaliação da qualidade nos processos de trabalho. 10.html sob o número 138 Ano 2012 . 3 Modalidades assistenciais. 17 Gerenciamento de enfermagem em serviços de saúde. 17.2 Cuidado nas doenças prevalentes na infância (diarreicas e respiratórias). 13.3 Estratégia da saúde da família.1 Crescimento.2 Suporte básico de vida em emergências. de prevenção e combate a incêndio). 1.6. aleitamento materno.1.11 Equipamentos. captação e transplante de órgãos. 10.1 Digestiva e gastrointestinal. 13. 2 Vigilância epidemiológica e vigilância em saúde.2 Insuficiência hepática.1 Definição. desenvolvimento. 4. 1. 16 Atendimento a pacientes em situações de urgência e emergência. 1. 16.1 Processamento de produtos para saúde. 10. 22. 4. 5. 6.1 Relacionamento interpessoal. 16.DJE.9 Sinalização. emergências ambientais.1 Risco biológico e medidas de precauções básicas para a segurança individual e coletiva no serviço de assistência à saúde. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.4 Edificações.2 Associações de classe e órgãos de fiscalização do exercício profissional.3 Avaliação de consciência no paciente em coma. 138/2012 . 8 Procedimentos técnicos em enfermagem. 1. radioterapia e cirurgias.8 Enfermagem em urgências. 23. 1. 17.1 Legislação em enfermagem.8 Participação e controle social. 10.3 Emergências relacionadas a doenças do aparelho respiratório. 3.1 Higiene do trabalho. 3. hidrovias). 6 Assistência de enfermagem em gerontologia. psicopatologias. 8.2 Políticas de saúde.2 Instrumentos de intervenção de enfermagem em saúde mental. 1. 14 Assistência de enfermagem à mulher no climatério e menopausa e na prevenção e tratamento de ginecopatias.9 Patologia das construções. 10 Assistência de enfermagem a pacientes com alterações da função cardiovascular e circulatória. 4 Teorias e processo de enfermagem.5 Políticas públicas do SUS para gestão de recursos físicos. relações de trabalho e processo grupal. centro de atenção psicossocial e hospital psiquiátrico. 1. 16. métodos e processos de aproveitamento múltiplo de recursos hídricos.3 Sistemas. pré-moldados. 12.2. do aparelho circulatório e psiquiátricas. 5. 5. 9 Perícia e elaboração de relatórios técnicos.2 Sistemas. aerovias.3 Sistemas.1 Infraestrutura viária (rodovias. 1. 4. 24 Controle de infecção hospitalar.2. 16. 1. 4. 9 Assistência de enfermagem perioperatória. 4 Transportes.2 Doenças profissionais e doenças do trabalho.1 Legislação específica para obras de engenharia civil.7 Músculo esquelético. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . 12 Assistência de enfermagem à gestante.1 Unidades de atenção à saúde mental. 11 Elaboração de orçamentos.4 Atendimento inicial ao politraumatizado.6. indicações de uso e recursos materiais. 2.6. dispositivos e componentes (hidrossanitários. 2.1 Modelos de atenção ao recém-nascido que compõem o programa de humanização no pré-natal e nascimento. 23 Práticas de biossegurança aplicadas ao processo de cuidar. trabalho de grupo.3 Avaliação e controle de riscos profissionais. 25 Código de ética dos profissionais de enfermagem. acreditação. 4. 1.1 Cuidado de saúde familiar. 23. educação continuada. métodos e processos de abastecimento.1 Ambulatório de saúde mental. 16.2 Lei nº 8. alimentação.1 Gerenciamento de recursos humanos. intoxicações. 16. 2.1. psicofarmacologia. reservação e distribuição de águas. 1.2. 1. 2 Sistemas estruturais.5 Tráfego.3 Controle de qualidade e validação dos processos de esterilização de produtos para saúde. 12.4 Operação. 12.6 Estradas. 1. parturiente e puérpera.5 Equipamentos e instalações.2 Infraestrutura territorial.br/autenticacao/validaDiario.3 Estrutura e funcionamento das instituições e suas relações com os serviços de saúde. 22. 4.

3.2 Hidrodinâmica. 4 Materiais e processos de fabricação. CC-CA.6 Reflexão e refração de ondas planas. 2. métodos de energia. 2. 9.1.1 Conceitos básicos. 3.2 Polarização em dielétricos.br/autenticacao/validaDiario. 11. 1.2. 7. 1.1 Análise e síntese de sistemas lineares escalares.1.2. 2. equações aplicadas a bombas e turbinas. 138/2012 .3 Máquinas de indução. 11. 8. dinâmica de sistemas de partículas. equilíbrio de estruturas.5 Ondas TEM. rotações críticas de eixos. 6.2. 10 Circuitos trifásicos e análise de faltas em sistemas de energia elétrica. 7.2. 12 Fiscalização.419/06.7 Materiais polifásicos: diagramas de equilíbrio ou de fases: interpretações e relações qualitativas e quantitativas entre composições e quantidades de fases.1 Principais componentes. materiais não cristalinos.1 Princípios de conversão eletromecânica de energia.1. frequências e modos naturais.1 Transferência de calor por condução.1. volumes de controle inerciais. 10. 1. geometria da célula unitária. escoamentos externos.3 Campos elétricos em meio material: propriedades. endereço: https://www2.5 Polímeros lineares e tridimensionais: deformação e estabilidade dos polímeros.2 Dinâmica de máquinas. covalentes e metálicas) e secundárias (Van-der-Waals).3 Métodos de análise nodal e das malhas. aceleração de partícula. 1. 3.1 Motores elétricos de indução e diagramas de comando. nitretação. 4. força hidrostática sobre superfícies curvas e planas.4 Componentes simétricos e faltas simétricas e assimétricas. 9 Subestações e equipamentos elétricos.5 Relés e suas funções nos sistemas de energia. 7 Princípios de ciências dos materiais.9 Corrosão: corrosão química Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.2. misturas de gases ideais e psicrometria. convecção natural.3 Sistemas operacionais. escoamentos em dutos.1 Chaves e disjuntores.1. 4. 8. conservação da quantidade de movimento.5 Conversão analógica-digital e digital-analógica.2 Máquinas síncronas. potência. 8. sistemas de potência a gás.1. isolantes. 2. problemas bidimensionais.5. 10. 2. 6 Teoria de controle. troca de calor entre superfícies cinzas. 4. segunda lei da termodinâmica. diferença de temperatura média logarítmica (DTML). estabilidade de corpos flutuantes. malhas de terra e sistemas auxiliares. 3.DJE. 3.2 Cristalinidade: cristais cúbicos e hexagonais.2. 13 Legislações profissionais pertinentes (sistema CONFEACREA). contínuos e discretos.RO 22 CARGO 12: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ENGENHEIRO ELETRICISTA ENGENHARIA ELÉTRICA: 1 Circuitos elétricos lineares. balanceamento de rotores. condições de fronteira em meios diferentes.5 Transformadores.1.1 Fundamentos da análise de escoamentos: campos de velocidade.2 Controle de execução de obras e serviços.1. troca de calor entre superfícies. efeito giroscópico em elementos de máquinas.3 Representação de sistemas lineares por variáveis de estado.4 Conversores CC-CC.1 Estrutura dos materiais: ligações primárias (iônicas.3 Segurança em instalações elétricas. emissão de fatura etc.5 Princípio da superposição e equivalentes de Thévenin e de Norton. equação da continuidade.1 Materiais de construção mecânica. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. gás perfeito e equação de estado. 3.2 Leis de Kirchhoff. sistemas de refrigeração e bombas de calor.1 Termodinâmica. 11. força de contato em um fluido confinado. propriedades radioativas de superfícies. 3. 12. processamentos. 5.1 Características e propriedades dos materiais condutores. 3.1.2 Transferência de calor por convecção.2 Tensão. e fator de potência em circuitos equilibrados e desequilibrados.2 Acionamentos elétricos.1 Princípios e características de operação. 8. análise do sistema. 9. 3.3 Sistemas digitais. 8.tj. 1.2 Transferência de calor. 8 Máquinas elétricas. 1.4 Máquinas CC.). 5. 4. 9.1 Tipos de ligação de cargas.1. fator de forma.html sob o número 138 Ano 2012 .3 Magnetização em materiais. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .3 Análise dinâmica de sistemas mecânicos com vários graus de liberdade. alotropia. 11 Instalações elétricas em baixa tensão. propriedades termodinâmicas.2 Leis básicas para sistemas e volume de controle: conservação da massa.7 Quadripolos.1.1. CA-CC e CA-CA. 4.4 Forças devido aos campos magnéticos e momentos magnéticos. 2.2 Comutação analógica e digital. 6.gov. teoria de camada limite.ro.5 Análise de vibração para o diagnóstico de defeitos em máquinas rotativas. 3. direções e planos cristalinos.2. nos domínios do tempo e da frequência. comportamento mecânico dos materiais cerâmicos. 1.6 Materiais cerâmicos: estrutura dos materiais cerâmicos.1 Comunicações analógicas e digitais. 1. 2. 11.2 Métodos de análise de estabilidade. 6. lei da viscosidade de Newton. coeficiente global de troca de calor. escoamentos uni e bidimensionais.1 Projeto de instalações prediais e industriais. 4.2 Organização.1 Arranjos típicos.1.1 Circuitos analógicos e dispositivos eletrônicos. troca de calor entre superfícies negras. 1. 2 Mecânica dos fluidos.2 Transmissibilidade: movimento de base. sistemas de potência a vapor.2 Campos eletrostático. 5 Microcomputadores.8 Tratamentos termoquímicos: cementação. digital e de potência.4 Trocadores de calor: tipos. 1. 1.segunda-feira. 2. CARGO 13: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ENGENHEIRO MECÂNICO ENGENHARIA MECÂNICA: 1 Mecânica dos sólidos.2. 4. distâncias interatômicas e números de coordenação. processos reversíveis e potenciais termodinâmicos. equação de Bernoulli.1. leis básicas e derivadas para meios contínuos. 9. princípios dos trabalhos virtuais e da energia potencial. 10. esforços internos. 3. problemas unidimensionais e aletas. 3 Termociências. 1.3 Transferência de calor por radiação. corrente.2.2. 4. lei de flutuação. primeira lei da termodinâmica. tipos básicos. 5.1 Equilíbrio de corpos rígidos. 4.3 Representação de sistemas em “por unidade” (pu).1 Acompanhamento da aplicação de recursos (medições. 7. relações termodinâmicas. 1.2 Famílias de circuitos lógicos. 1.3 Para-raios.2 Equipamentos de manobra em alta tensão.1 Princípios gerais.6 Solução de circuitos no domínio do tempo e da frequência. 9.4 Noções de processamento de sinais. 3. 4 Princípios de comunicações. 6. e magnéticos.2 Estática dos fluidos: variação de pressão em fluido estático incompressível.1 Hidrostática. 2. desbalanceamento de massa rotativa e isolação da vibração. magnetostático e eletromagnetostático.2 Aplicações a máquinas térmicas.2 Cinemática de corpos rígidos.1 Elementos de circuitos. 3. 10.3 Desordem atômica nos sólidos: impurezas.1 Estática e dinâmica dos corpos rígidos. 4.2. conservação de energia. 4. 9.4 Análise de circuitos em CC e em CA (regime permanente).2. sistemas e volumes de controle.4 Transformador de potencial e de corrente.1 Vibrações livres e forçadas em sistemas mecânicos com um grau de liberdade: sem e com amortecimento. análise do sistema e análise do volume de controle. dinâmica da máquina alternativa.1 Propriedades e natureza dos fluidos: dimensões e unidades.4 Ligas metálicas: deformações elásticas e plásticas. 1. 2.1. 9. 2. 1. N. cianetação. 2 Eletromagnetismo. 3 Eletrônica analógica.4 Energia de vibração. imperfeições nos cristais. 12. dinâmica de corpos rígidos. 2. comportamento dos metais policristalinos a frio e a quente. soluções sólidas. 4.2.

7. câmaras frigoríficas. fluxo. 8 Manutenção. psicrometria de processos de condicionamento de ar. 4.5. válvulas de controle direcional. 138/2012 .6 Medição de força.1 Trocadores de calor com e sem mudança de fase.1 Estrutura dos sistemas de medida. N. torres de resfriamento e condensadores evaporativos.2. 6 Sistemas fluidomecânicos. influência do clima sobre pessoas e materiais.5 Bombas volumétricas ou de deslocamento positivo: classificação e características.4 Erros de carregamento em sistemas de medição: circuito equivalente de Thevenin.html sob o número 138 Ano 2012 .2. galvanoplastia. 6. curva da banheira. 6. 4. rotativas e especiais. circuitos fluidoelétricos para controle a relés.000. sistemas de volume variável de ar. prevenção e controle de riscos em máquinas. 9. potência. transmissões por cabos. tungstênio. ganhos por conduçãoconvecção. 6.3 Engenharia de manutenção. junções parafusadas. tipos de células galvânicas. 8. fatores gerais de influência na seleção de materiais. 4. desumidificação e umidificação. sistemas ventilador-serpentina.6 Qualidade total na manutenção: conceitos. 7 Sistemas termomecânicos. terotecnologia. 7. aquecimento e resfriamento sensível.2 Refrigeração por absorção. freios e embreagens. fontes e efeitos de ruído. controle da manutenção. controle e proteção.1 Ventilação: conforto térmico. elementos construtivos. 5. equação fundamental das máquinas de fluxo. ergonomia.1.4 Equipamentos para climatização: sistemas de distribuição de ar. mancais de escorregamento e de rolamento. resposta em randômicos.2 Carga térmica: condições internas de conforto e de projeto.1. carga térmica de verão. endereço: https://www2.2 Instrumentação. cálculo de carga térmica. 6. atuadores especiais.1 Engenharia de segurança do trabalho: higiene do trabalho. métodos de dimensionamento de dutos. ganhos com infiltração e ventilação. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. falha. torque.3 Turbinas hidráulicas: tipos.4 Acionamento elétrico: componentes do circuito elétrico e sensores.4 Psicrometria. eixos e árvores. fluidos refrigerantes. 4. funcionamento.2. 9 Segurança no trabalho. técnicas de redução de erro.1. perdas. 6. rejeição de calor de condensadores.5 Ventilação e ar-condicionado. vanádio. métodos para identificação das características dinâmicas.3 Simbologia: normas internacionais. principais materiais metálicos e não metálicos de uso industrial e respectivas indicações e contra-indicações ao uso. características estatísticas (repetibilidade. ganhos internos. metais e ligas especiais: molibdênio. fluxo de informação como fluxo de potência. gestão estratégica da manutenção. características de funcionamento das máquinas hidráulicas. tipos de semelhança.1. análise de modos de falhas (FMEA). Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. manutenibilidade e disponibilidade. quadros de comando.2 Funcionamento e dimensionamento dos principais elementos de máquinas: engrenagens. 7. modelo generalizado. vibração e som. 6. escadas e esteiras rolantes. 5.1. análise dimensional e semelhança.2 Prevenção e proteção à saúde e segurança ocupacional e do meio ambiente: proteção ao meio ambiente.3 Características dinâmicas de sistemas de medida: função de transferência. características estáticas. motores hidráulicos. 9. tolerância). deslocamento. 8. condensadores resfriados a ar.DJE. normas ISO série 9.tj. componentes e controles de sistemas de refrigeração. pressão. ventilação forçada. calibração. leitura de plantas. 8. tubo de sucção e altura de sucção.ro. ciclo de refrigeração por compressão de vapor.4. 7.2 Tipos de manutenção: corretiva. doenças profissionais e doenças do trabalho. escoamento de ar em dutos. controle e prevenção da corrosão.segunda-feira. monta-cargas. molas mecânicas. deformação. 6.RO 23 e eletroquímica. torres de arrefecimento. pares galvânicos. 6.1 Máquinas hidráulicas: classificação. bombas alternativas. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . 4. grandezas relativas e unitárias.1. sistemas multizona. potências.5 Sistemas de ar-condicionado: sistemas de expansão direta e indireta. elementos cinemáticos básicos. 8. proteção contra incêndio e explosões.11 Metalurgia do pó: mecanismo de sinterização. condições do ar exterior.1 Metodologia de projeto e dimensionamento de componentes de máquinas.4 Turbobombas: classificação. conceitos de função. detectiva. tubulações de água gelada.1. 6. 4. 4.4 Sistemas de refrigeração. climatizadores de ar.1. aços sinterizados. resposta transiente. taxa de corrosão. radiação térmica em superfícies exteriores. velocidade.1 Classificação e princípio de funcionamento. sistemas duto duplo.10 Metais não ferrosos: cobre.4. canalização e acessórios. características sistemáticas. perda de carga em dutos e equipamentos. condensadores evaporativos. falha funcional e modo de falha.2. leis do ventilador. cavitação. 8. 6. filtros de ar. 8. centrais resfriadoras de água. 7. erros dinâmicos de medição e técnicas de compensação. ventilação natural. análise das causas raízes de falha (RCFA). tensão. 7. rendimentos. variáveis potenciais e de fluxo. metais e ligas de baixo ponto de fusão e materiais antifricção. 5. titânio. curvas características.2. velocidade específica. 6. correias e correntes. equipamentos e instalações.1 Conceitos básicos da manutenção. equação da circulação.4. preditiva.419/06. descrição. rendimento. padrões e procedimentos. alumínio.5. 4. 7. legislação e normas regulamentadoras (NR) do Ministério do Trabalho.3 Operação e projeto de máquinas de elevação e transporte: elevadores. 7. pré-dimensionamento. 8.2.br/autenticacao/validaDiario. manutenção produtiva total (TPM). serpentinas e lavadores de ar.3 Bombas de calor.5. 7. características gerais.2.1 Máquinas de fluxo.2 Componentes: atuadores cilíndricos.4 Manutenção centrada na confiabilidade (RCM): confiabilidade.6 Associação de bombas e turbinas hidráulicas. válvulas reguladoras de pressão e vazão. fator de segurança e confiabilidade. rebitadas e soldadas.3 Processos psicrométricos: propriedades fundamentais da mistura ar-água.1. 6.5 Métodos de manutenção: o programa 5S. equações fundamentais. bombas e compressores. 4. equipamentos de controle e economia de energia. avaliação e controle de riscos profissionais.1. tipos.5.7 Eletrotécnica: princípios de funcionamento de geradores e motores elétricos. zinco e suas ligas. polivalência ou multiespecialização.12 Ensaios destrutivos e não destrutivos de materiais. plataformas.2.gov. preventiva.13 Seleção de materiais. reservatórios.5 Sinais e ruído: sinais determinísticos e randômicos e sua caracterização.5.2 Sistemas hidráulicos e pneumáticos. equipamentos específicos para portadores de necessidades especiais.2. 4. 7. caracterização estatística de um sistema com elementos não ideais. 7. velocidades. 5 Sistemas mecânicos.2 Ventiladores. equação da impulsão. 4.4. critérios de desempenho.2. caracterização do comportamento dinâmico de um elemento. método para redução de ruído e interferência. formas de organização dos serviços de manutenção nas empresas. potência e rendimento.2 Precisão de sistemas de medida em regime estacionário: erro de medida de um sistema com elementos ideais. zircônio e outros.

5.2 Funções exponencial e logarítmica em Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 9 Fisioterapia em pneumologia: gasometria arterial. 2. 6. 2. 5 Fisioterapia em pediatria. função modular.1 Comprimento.1 Conceito.1 Proporcionalidade. geriatria e neonatologia. ARIMA e SARIMA.2 Estimação por intervalos: intervalos de confiança. transformações lineares. 10 Assistência fisioterapêutica domiciliar. 6.3 Testes de hipóteses: hipóteses simples e compostas. 5 Análise de regressão linear. 7 Estatística computacional. 7. decimais periódicos. 9. massa. 3. 3 Números reais: correspondência entre números reais e pontos da reta. desmame da ventilação mecânica.DJE. 4 Fisioterapia em ginecologia e obstetrícia. 3 Fisioterapia em traumatologia. 9 Análise multivariada. da parábola e da hipérbole. máximo divisor comum. capital. 9 Geometria analítica. 2 Fisioterapia aquática. 8 Próteses e órteses: reabilitação de amputados. modos de ventilação mecânica. 6 Técnicas de amostragem: amostragem aleatória simples. 138/2012 . AVALIAÇÃO FISIOTERÁPICA: 1 Fisioterapia geral: técnicas.segunda-feira.4 Teoria de filas. níveis de significância e potência. dispositivos práticos de divisão.1 Mastectomias. produto escalar e produto vetorial. da elipse. estudo analítico da circunferência.2 Transformação de unidades de medida.gov.3 Inferências sobre os parâmetros do modelo. 8.4 Avaliação fisioterápica de paciente crítico. funções elementares. 7 Polinômios e equações polinomiais: operações e propriedades operacionais. cinesioterapia. taxas de juros e montante.1 Fisioterapia respiratória: fisioterapia pulmonar . 8 Fisioterapia em pneumologia. 2 Números racionais: frações. distância entre dois pontos. 9. CARGO 15: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: FISIOTERAPEUTA FISIOTERAPIA GERAL: 1 Efeitos fisiológicos.3 Teoria de renovação. massoterapia. teste quiquadrado. 12 Ética e legislação profissional. 10. translação de gráficos. 13 Análise combinatória.1 Conceito de ergonomia. estimadores bayesianos. 7. desigualdades.1 Análise descritiva de séries temporais.2 Gráficos. 2. 10. 3. médias aritmética. 2. 8 Sequências numéricas. matrizes e determinantes. 2. práticas preventivas no ambiente de trabalho. 8.1 Distribuição normal multivariada.11 Funções geradoras de momentos. tempo. 9 Geometria diferencial. 10 Funções. 9. diagramas. pesquisa de máximos e mínimos de funções. 7. 11 Análise de algoritmos.1 Coordenadas cartesianas. 8. estudo do trinômio do 2º grau. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .2 Insuficiência respiratória aguda e crônica. ângulo e arco. 2. assimetria e curtose).5 Função de probabilidade. 9.2 Estimadores de razão e regressão. 5.8 Distribuições especiais. eletroterapia e manipulação vertebral.2 Infecção do aparelho respiratório.1 Tamanho amostral. representação decimal dos números racionais. ortopedia e reumatologia. paralelismo e perpendicularismo de retas. indicações e contra-indicações de eletrotermofototerapia. endereço: https://www2.3 Variáveis aleatórias discretas e contínuas. 2.4 Função de distribuição.4 Análise de correspondência. 5.3 Estimação por métodos computacionais. propriedades fundamentais.419/06. 10.1 Insuficiência respiratória aguda e crônica. indicações e contra-indicações de termoterapia. função afim. tabelas. MATEMÁTICA II: 1 Números naturais e inteiros: operações fundamentais. intervalos de credibilidade. 8. 8.5 Desmame da ventilação mecânica. efeitos fisiológicos. N. juros simples e compostos. 4 Fisioterapia em neurologia. 2. área.2 Análise de componentes principais. operações com números racionais. 11 Assistência fisioterápica domiciliar. 6. 2 Cálculo numérico.vias aéreas artificiais: indicações da ventilação mecânica. sistemática e por conglomerados. práticas preventivas no ambiente de trabalho.7 Esperança e momentos. 5.12 Transformação de variáveis. geométrica e ponderada.2 Estacionariedade. 8. 8.3 Infecção do aparelho respiratório.14 Teorema central do limite. 2 Fisioterapia em traumatologia.2 Modelos de regressão linear. 9. 10 Análise de séries temporais. bijetora.5 Cadeias de Markov em tempo contínuo. álgebra dos números complexos.gasimetria arterial.3 Avaliação fisioterápica de paciente crítico.6 Processos Gaussianos. 9. 7 Teoria dos números. hidroterapia.10 Esperança condicional. 9. domínio e imagem. doenças ocupacionais relacionadas ao trabalho. 4 Métodos não-paramétricos: testes não-paramétricos e regressão não-paramétrica. 3 Equações diferenciais ordinárias.17 Distribuições amostrais. fatores primos. fatoração. 2.1 Espaços vetoriais de dimensão finita. valor absoluto.6 Análise de conglomerados. tabelas.16 Estatísticas de ordem. 8. massoterapia. 6 Álgebra.5 Ventilação mecânica . 7 Amputação: prótese e órteses.3 Modelos ARMA. CARGO 16: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: MATEMÁTICO MATEMÁTICA I. doenças ocupacionais relacionadas ao trabalho. 3 Fisioterapia em neurologia.1 Critérios de mínimos quadrados e de máxima verossimilhança. 8.2 Porcentagem. 9. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.ro. função inversa. 8. propriedades dos estimadores.br/autenticacao/validaDiario. 9 Fisioterapia na saúde do trabalhador.2 Processos de Poisson.html sob o número 138 Ano 2012 . 5 Álgebra linear. estudo analítico da reta. 5 Sistemas de unidades de medidas. 5. 5 Fisioterapia em ginecologia e obstetrícia. 10. 2. regras de três. estratificada. 4 Números complexos: representações. 8. 10. ordem. 9. 2. 9. 7.5 Análise discriminante. 9. fototerapia. 8 Processos estocásticos.2 Probabilidade condicional e independência. 2. mínimo múltiplo comum. cinesioterapia. 2 Probabilidade. e manipulação vertebral. 6 Fisioterapia em doenças cardiovasculares. 2. divisibilidade.1 Cadeias de Markov em tempo discreto. 5.1 Geração de números aleatórios. 9. 6 Noções de matemática financeira. medidas descritivas (posição.5 Análise de resíduos. 5. 4 Números complexos e funções de variável complexa. teste-t de Student. 12 Introdução à programação linear.1 Definições básicas e axiomas. 9. dispersão. tempo. métodos de integração e de diferenciação. 2. 8 Geometria. 11 Ética e legislação profissional. equações e inequações. suficiência. 6. função linear. correspondência com pontos em um sistema de coordenadas cartesianas. 3 Inferência estatística. função quadrática. variáveis. progressões aritméticas e geométricas. 10.3 Análise fatorial.2 Métodos para simulação de variáveis aleatórias. 7 Fisioterapia em doenças cardiovasculares. 2.6 Função de densidade de probabilidade. 1 Cálculo diferencial e integral para uma e várias variáveis. 2.RO 24 CARGO 14: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ESTATÍSTICO ESTATÍSTICA: 1 Estatística descritiva e análise exploratória de dados: gráficos. função injetora. representações de uma função.15 Amostras aleatórias. 10 Probabilidade e estatística. 10 Fisioterapia na saúde do trabalhador: conceito de ergonomia. divisão de grandezas em partes proporcionais.13 Leis dos grandes números. 5.tj. 2. 9. volume. ortopedia e reumatologia.1 Estimação pontual: métodos de estimação. geriatria e neonatologia. 3. pesquisa de raízes.4 Análise de variância.4 Análise espectral. sobrejetora.4 Ventilação mecânica. operações. 6 Fisioterapia em pediatria.9 Distribuições condicionais e independência.

11. 2. 10. 6. 12 Matrizes. 2.3 Domicílio.7 Direitos da personalidade.2 Personalidade.3 Trigonometria. 8.br/autenticacao/validaDiario.1 Diferentes classes.2 Ecocardiografia. invalidade e nulidade do negócio jurídico. 7 Doenças endócrinas. 27 Avaliação pós-infarto do miocárdio pelo teste ergométrico. 19 Trabalho em equipe em unidade coronariana. CARGO 18: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: MÉDICO CLÍNICO GERAL CLÍNICA GERAL.3 Medicina nuclear.5 Equilíbrio ácido-base.3 Miocardiopatias.6 Domicílio. 1. 2. 4. 2. transformação de somas em produtos.4 Rinite alérgica.4 Obrigações alternativas. 2. variância e desvio padrão.3 Capacidade. teorema de Pitágoras. gráficos.2 Obrigações de dar.1 Úlcera péptica. 5 Abordagem das queixas comuns em serviços de urgência. 3. 11. 7.2 Classificação. propriedades e cálculo de determinantes. 3. 2.5 Ressonância magnética. média.RO 25 diferentes bases. 9.1 Vias aéreas e ventilação. 5.8 Intoxicações.DJE. N. cone e esfera.1 Princípios fundamentais da contagem.4 Hemodinâmica. funções pares e funções ímpares. 25 Avaliação da resposta cronotrópica ao esforço no teste ergométrico.1 Fato e ato jurídico.html sob o número 138 Ano 2012 .8 Terapia antibiótica: princípios gerais. 11.12 Hipoglicemia e hiperglicemia. equações exponenciais e logarítmicas. interpretação e integração das leis. 4. 1 Cuidados gerais com o paciente em medicina interna. 6. cálculo dos valores notáveis. 11. 11. 6 Doenças renais. lei dos cossenos.2 Glomerulonefrites. aspectos históricos da trigonometria.1 Eletrocardiografia.2 Áreas e volumes de cilindro.1 Disposições gerais. 1. 4. 3 Pessoas jurídicas.6 Distúrbios das glândulas suprarrenais. 5. 13 Endocardite infecciosa. estudo do triângulo. resolução de sistemas lineares.6 Pancreatite.5 Termo. 2. propriedades operacionais.2 Definição.7 Herpes simples e zooster. 6. 11. 8.1 Reta. 13. 7. permutações. farmacologia. 21 Metodologia do teste ergométrico.3 Síndrome nefrótica. principais grupos de antibióticos. 9.3 Colagenoses. 11.gov. 1. 2.6 Desconsideração da personalidade jurídica. 4.6 Doenças sexualmente transmissíveis. 9 Insuficiência cardíaca congestiva. 4. 3 Doenças pulmonares.5 Arritmias cardíacas.2 Posições relativas de retas e planos no espaço. 5.4 Prevenção e detecção precoce da aterosclerose. resolução de triângulos. 8 Doenças reumáticas. congruências de figuras. 4 Bens.2 Insuficiência cardíaca. 11 Análise combinatória e probabilidade.8 Validade. 13. 2. CARGO 19: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: OFICIAL DE JUSTIÇA DIREITO CIVIL: 1 Lei de introdução às normas do direito brasileiro. circunferência e círculo.5 Hemorragia digestiva. 1.5 Sociedades.1 Asma brônquica. 7 Valvulopatias. conceitos de probabilidade.3 Embolia pulmonar.cor pulmonar . associações. fundações. áreas de figuras planas. 6.3 Eficácia da lei no espaço.infecções pulmonares. 2. 11 Arritmias cardíacas.ro. 2. 2.2 Ressuscitação cardiopulmonar. 5 Isquemia miocárdica. 6 Negócio jurídico. 10.9 Simulação.1 Artrite reumatóide. cálculo de probabilidades. 4. 11. 3. 3. 9 Prova. 10 Exames complementares invasivos e não invasivos de uso frequente na prática clínica diária. 2 Métodos diagnósticos. aspectos históricos da geometria. grupos despersonalizados. lugares geométricos. 9. 6. 11. lei dos senos. 9. 2 Pessoas naturais. 10. 8 Miocardiopatias. 12.7 Distúrbios das glândulas paratireóides. 2. 26 Avaliação pós-cirurgia de revascularização miocárdica e pós-angioplastia pelo teste ergométrico. 1.7 Anafilaxia. 11 Emergências clínicas. 6. distribuição de freqüências. 7. adição.5 Candidíase.3 Urticária e angioedema. funções trigonométricas. 4 Hipertensão arterial. doses e duração do tratamento.2.3 Introdução aos fenômenos aleatórios. combinações. 12. ângulos.1 Conceito de matriz.6 Encargo.7 Hepatites virais.7 Responsabilidade. 11. volumes e áreas de sólidos.segunda-feira.6 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.7 Fatores predisponentes à formação e instabilização da placa aterosclerótica. 18 Operação de equipamentos/aparelhos básicos de unidade coronariana.3 Infecções estafilocócicas. 11. tipos de matrizes. 10. 7 Atos jurídicos. 9. 5.1 Características. 1. 7.7 Ausência. 10.4 Pneumonias e abcessos pulmonares. 6. 16 Patologias sistêmicas e aparelho cardiovascular.2 Endocardite infecciosa. equações e inequações trigonométricas. 13.4 Sociedades de fato. polígonos. 2.2 Extinção.4 Valvulopatias. 138/2012 . 15 Embolia pulmonar hipertensão pulmonar .5 Cefaleias.4 Crise hipertensiva. 11.9 Crise convulsiva.5 Obrigações divisíveis e indivisíveis. variáveis contínuas e discretas. 7.9 Síndromes disabsortivas. 4. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . poliedros regulares. 6.4 Litíase renal. identidades trigonométricas. mediana.6 Estados de choques. 6.6 Síndromes isquêmicas coronárias. 2.1 Existência. periodicidade das funções trigonométricas. 10. 10. 3. 10 Obrigações. 17 Reabilitação cardiovascular. 6. 20 Fisiologia do exercício aplicada no teste ergométrico.5 Estado.1 Lícitos e ilícitos. 4. 24 Avaliação da resposta tensional ao esforço no teste ergométrico. moda. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. subtração. 2.4 Representação. condição.8 Insuficiência hepática crônica. 3. endereço: https://www2. 3.2 Obesidade.1 Diabetes melito.1 Insuficiência renal aguda e crônica. 5.7 Defeitos do negócio jurídico.2 Espondiloartropatias. 2. 2. segmentos.4 Gota.3 Prevenção e detecção precoce do câncer. 4. 11. 9 Infectologia. 12 Marca-passos artificiais.4 Endemias nacionais.4 Diarreia. 8.5 Tireoidite e nódulos tireoidianos. 3.3 Equações lineares.2 Doença do refluxo gastroesofágico. 8 Prescrição e decadência. 23 Interpretação dos distúrbios do ritmo e da condução durante o teste ergométrico.2 Rinossinusopatias. 3.1 Hipertensão arterial. 6.2 Doença pulmonar obstrutiva crônica.1 Síndrome da imunodeficiência adquirida. 3. 10. sistemas de equações lineares. 12.4 Equações e inequações de 1º e de 2º graus. 6. 29 Avaliação funcional pelo ergoespirometria de indivíduos sadios (atletas) e cardiopatias. 11.6 Radiologia.2 Hidratação. 2. gráficos. 5 Ato jurídico. 7. 6. 9. 3. aspectos históricos da geometria espacial. aplicação. arranjos.1 Semiologia do aparelho cardiovascular. 5. 28 Avaliação funcional dos pacientes portadores de miocardiopatia e doença oravalvar.419/06. 14 Doenças do pericárdio e doenças da aorta.2 Binômio de Newton. 4 Doenças gastrointestinais e hepáticas. 3 Cardiopatias congênitas cianóticas e acianóticas. 2. 6 Doença reumática.3 Doenças intestinais inflamatórias e parasitárias. 10 Doença de Chagas. duplicação e bissecção de arcos.tj. interpretação. 9.10 Acidente vascular encefálico. teorema de Thales. 2.1 Tontura e zumbido. 13. 22 Interpretação do eletrocardiograma frente no teste ergométrico.4 Nome.3 Edema agudo pulmonar. 7. 6. 4. 11.5 Colelitíase e colecistite.11 Alterações do estado de consciência. 1. 14 Noções de estatística: população e amostra.1 Constituição. 2 Doenças cardiovasculares. sólidos de revolução. CARGO 17: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: MÉDICO CARDIOLOGISTA CARDIOLOGIA: 1 Anatomia e fisiologia do aparelho cardiovascular. 13 Geometria plana e geometria espacial.3 Síndrome metabólica. 7.1 Nutrição.1 Prismas e pirâmides. 8.3 Obrigações de fazer e de não fazer.2.1 Vigência. regra de Cramer. 9.4 Hipotireoidismo e hipertireoidismo. semi-reta.3 Elementos. determinantes e sistemas lineares. 1.2 Conflito das leis no tempo.

40 Crimes de trânsito (Lei nº 9. 3.1 Disposições preliminares. prevenção e reparação dos danos. 25.1 Espécies de penas. 23.3 Exibição e produção antecipada de provas.ro. 21. culposo e preterdoloso. 3.2 Procedimento de dúvida.33 Crimes contra a fé pública. 20. 22.766/1979 e suas alterações). 2. 9.29 Crimes contra a dignidade sexual. 2.3 Direitos básicos do consumidor.2 Superfície.716/1989 e suas alterações).2 Procedimentos cautelares específicos (arresto.419/06.4 Nulidades.4 Provas documental e testemunhal. 10.2 Competência funcional e territorial. 6.38 Crime organizado (Lei nº 9. 3. 3.7 Reabilitação. 3.1 Princípios da legalidade e da anterioridade. 3. 22 Direito das sucessões. 23.17 Erro determinado por terceiro. 2.32 Crimes contra a paz pública.36 Crimes resultantes de preconceitos de raça ou de cor (Lei nº 7. 2. 2.015/1973 e suas alterações).2 Títulos ao portador. 22.3 Tempo e lugar do crime. 7 Medidas de segurança.5 Superveniência de causa independente. 11. 2.2 Execução das obrigações de fazer e de não fazer. 19.37 Crimes de tortura (Lei nº 9. 6. 20. 16 Audiência. 10. 6. 10. especialidade. 23. 3. 10.1 Contratos em geral.1 Procedimentos ordinário e sumário. 29 Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8. 21.5 Práticas comerciais.072/1990 e suas alterações). 13 Revelia. 3.11 Crime impossível. 23. 8. 23. 10. 22. 2. 16. 2.1 Oposição.23.27 Crimes contra a organização do trabalho. 15 Provas. endereço: https://www2.503/1997 e suas alterações) 4 Imputabilidade penal. 6.18 Erro sobre a pessoa.3 Comunicação dos atos.2 Relações de parentesco. 28 Direitos autorais. 15 Preferências e privilégios creditórios. 19.3 Aplicação da pena.1 Teorias. 3. 4 Intervenção de terceiros.2 Teorias do crime. 10.1 Em razão do valor e da matéria.10 Arrependimento posterior. exceções e reconvenção.21 Ilicitude e causas de exclusão.12 Transmissão das obrigações. 11 Abuso de autoridade (Lei nº 4. 22. 6 Competência. locação para temporada.2 Prazos. 6. 2.2 Sucessão legítima. 10. medidas de proteção. 6.6 Bem de família. 21.2 Deveres e substituição das partes e procuradores. 19 Direitos reais. 13.10 Curatela. 3. garantias locatícias.3 Regime de bens entre os cônjuges. 6. 15.8 Concubinato.4 Lei penal excepcional. transcrição.1 Ônus da prova.7 Crime consumado e tentado.2 Diversas espécies de execução.12 Irretroatividade da lei penal.1 Disposições gerais. 17 Sentença e coisa julgada.8 Pena da tentativa. 23. 3.2 A lei penal no tempo e no espaço. 26 Estatuto do Idoso (Lei nº 10. 8 Ação penal.6 Pena cumprida no estrangeiro. 11. 21. 3.19 Erro sobre a ilicitude do fato (erro de proibição). 23 Direito das relações de consumo (Lei nº 8. 19. 3. 27 Locação de imóveis urbanos (Lei nº 8. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .segunda-feira. 6. 6 Penas. 23 Procedimentos especiais.2.1 Disposições gerais. 12 Estatuto do Desarmamento (Lei Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 2.23 Culpabilidade. direitos fundamentais. sequestro. 18 Liquidação e cumprimento da sentença.24 Crimes contra a pessoa. 138/2012 . ação popular.1 Execução das medidas de segurança. 3 Crime.34 Crimes contra a administração pública.DJE. 3. 7 O juiz.245/1991 e suas alterações).16 Descriminantes putativas. 11.1 Noções gerais.1 Disposições gerais.tj. 15. elementos e causas de exclusão. natureza e características.5 Territorialidade e extraterritorialidade da lei penal. 21. 19.4 Inventário e partilha. 2.1 Forma dos atos.7 Obrigações civis e naturais.1 Petição inicial.6 Proteção contratual.1 Classificação dos crimes. destituição de tutela.9 Desistência voluntária e arrependimento eficaz. aluguel. 19. 5 Concurso de pessoas. registros. 11 Procedimento ordinário.35 Delitos hediondos (Lei nº 8.605/1998 e suas alterações) 3. 3.8 Contagem de prazo. 11.39 Crimes contra o meio ambiente (Lei n. ação de improbidade administrativa.2 Condições da ação. 4. 15.8 Obrigações de execução instantânea.2 Depoimento pessoal. 3. 27. 8. 22. 5 Ministério Público. 3.4 Qualidade de produtos e serviços.078/1990 e suas alterações). N. 19. locação residencial. 3.1 Capacidade processual e postulatória. 29.1 Execução em geral. instrução e julgamento.2 Fornecedor. de resultado e de garantia. à ordem e nominativos. nulidades. 21. 12. 3. inscrição e averbação.1 Sucessão em geral.2 Disposições gerais. 2.2. 3.034/1995 e suas alterações). legalidade. penalidades civis. 6. 12 Atos unilaterais. 10 Lei Antidrogas (Lei nº 11. 3.br/autenticacao/validaDiario.RO 26 Obrigações solidárias. 13 Títulos de crédito.13 Conflito aparente de normas penais.069/1990).5 Livramento condicional. 22 Processo cautelar e medidas cautelares.7 União estável.9 Obrigações puras e simples.1 Locação em geral.12 Crime doloso. perda e suspensão do poder familiar.898/1965). 3.741/2003). benfeitorias.4 Espécies de contratos regulados no Código Civil. 3. condicionais. 24 Parcelamento do solo urbano (Lei nº 6.343/2006). 11. 6. ação civil pública. 3 Litisconsórcio e assistência.8 Execução das penas em espécie e incidentes de execução. pedido e indeferimento. sublocações. 21. 6. 21 Direito de família.1 Propriedade. 13. 3.3 Sucessão testamentária. 3.4 Usufruto.html sob o número 138 Ano 2012 . 12 Resposta do réu. 2 Partes e procuradores. 3. 1. 10 Processo e procedimento.1 Casamento. 3. especial e temporária. 21.31 Crimes contra a incolumidade pública. 22. 3.3 O fato típico e seus elementos.13 Agravação pelo resultado.13 Adimplemento e extinção das obrigações.7 Eficácia da sentença estrangeira. 2 Aplicação da lei penal. 10.1 Contestação. 20. denunciação à lide e chamamento ao processo.11 Analogia. a termo e modais.11 Obrigações principais e acessórias. 21. 3. direito de preferência.1 Consumidor.1 Estabelecimento. 25 Registro de imóveis (Lei nº 6.2 Cominação das penas. 3. 17 Direito de empresa.4 Relação de causalidade.3 Servidões. 21 Execução de ações coletivas. 15. 10.1 Execução para entrega de coisa.5 alimentos. 20 Direitos reais de garantia. DIREITO PENAL: 1 Fontes do direito penal. 22.gov.9 Frações não computáveis da pena. 20 Processo de execução. 9 Formação. 3.1 Princípios aplicáveis ao direito penal. 3. 11. 2. 3.6 Efeitos da condenação. deveres do locador e do locatário.3 Extinção. 9 Punibilidade e causas de extinção. 21. continuidade. 3. busca e apreensão). 14 Julgamento conforme o estado do processo. 14 Responsabilidade civil.30 Crimes contra a família. nomeação à autoria.10 Interpretação da lei penal.5 Uso.6 Habitação.2 Requisitos.4 Suspensão condicional da pena. 1.20 Coação irresistível e obediência hierárquica. DIREITO PROCESSUAL CIVIL: 1 Jurisdição e ação. 2. 19. 3. 3. prevenção. colocação em família substituta.3 Modificações de competência e declaração de incompetência. presunção de fé pública. diferida e continuada. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.1 Mandado de segurança.28 Crimes contra o sentimento religioso e contra o respeito aos mortos. 1. 23. prioridade.7 Direito do promitente comprador. locação não residencial.22 Excesso punível. produto e serviço.1 Conceito. 8 Atos processuais.1 Conciliação.10 Obrigações líquidas e ilíquidas.3 Confissão.455/1997) 3. 7.26 Crimes contra a propriedade imaterial. 19 Recursos. 8.14 Concurso de crimes. 20. 8.6 Relevância da omissão. suspensão e extinção do processo.25 Crimes contra o patrimônio. 17. 18 Posse. 3. 2. 25.4 Usufruto e administração dos bens de filhos menores.14 Inadimplemento das obrigações. 3. 2. 16 Empresário.15 Erro sobre elementos do tipo.9 Tutela. 19. obrigações de meio. 11 Contratos.

1 Disposições preliminares do Código de Processo Penal.2 Ferramentas de gestão e estilos de liderança. 1. 6. 5.3. 4 Política de promoção e planos de carreira: avaliação de cargos e salários. 3. 19 Habeas corpus e seu processo.7 Psicologia de grupo e equipes de trabalho: fundamentos teóricos e técnicos sobre grupos. terapêuticas.038/1990). 5 Processo de ensino-aprendizagem.4 Projeto político-pedagógico da escola. 2. 2.2 Liderança e relações humanas no trabalho: tipos de liderança. 9.3 Política de avaliação de desempenho individual e institucional. acusado e defensor. 11.2 Bases legais da educação nacional: Constituição da República. redes de Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 23 Disposições constitucionais aplicáveis ao direito processual penal. 5 Vitimologia: estratégia de diagnóstico. 4.gov.960/1989). 2. 1.259/2001 e suas alterações).6 Jurisdição. 8 Questões e processos incidentes.6 Educação continuada dos profissionais da escola.2 Formas do procedimento.4. 16 Prazos. conflitos no grupo e resolução de problemas. 7 Competência.1.1 Relação professor/aluno.2 Métodos e técnicas.419/06. 5.2 Bases psicológicas da aprendizagem. 3. 5 Ação penal. 5. 14 Processos em espécie.1 Relação educação e sociedade: dimensões filosófica.1 Atuação dos profissionais de recursos humanos junto às equipes multidisciplinares e interdisciplinares voltadas para a saúde do trabalhador dentro e fora do mundo do trabalho.1 Gestão do conhecimento e gestão por competências. 18 Recursos em geral.2 Escola: comunidade escolar e contextos institucional e sociocultural.3 Processo de planejamento: concepção. CARGO 20: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: PEDAGOGO PEDAGOGIA: 1 Fundamentos da educação.4. 5 Ética do psicólogo organizacional. 3 Avaliação e gestão de desempenho.1 Novos conceitos. 3.5 Práticas grupais. acompanhamento e avaliação. 16 Lei Maria da Penha (Lei nº 11.1 Um caminho entre a teoria e a prática. 1. 4 Currículo e construção do conhecimento.3 Princípios gerais e informadores do processo. 2. 3. 4. 15 Juizados especiais criminais (Lei nº 9. 3. 4 Penas alternativas e ressocialização. visita. 3.3 Multimídia educativa e avaliação educacional.3 Desenvolvimento histórico das concepções pedagógicas. sociocultural e pedagógica. endereço: https://www2. 1. 14 Lavagem de dinheiro (Lei nº 9. 8 Atendimento sociopsicopedagógico. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.2 Processos especiais.1 Elementos identificadores da relação processual.3 Normas procedimentais para os processos perante o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o Supremo Tribunal Federal (STF) (Lei nº 8. A organização curricular por projetos. 2. 4 Processo. Programas e projetos de inclusão social. DIREITO PROCESSUAL PENAL: 1 Fontes do direito processual penal.1 Concepção e prática. 1.4 Gerenciamento da pluralidade nas empresas. 2.3 Ergonomia da atividade e psicopatologia do trabalho. 5.4 Relação entre trabalho.5 Tipos de processo penal. 10. 1. 17 Nulidades.DJE.2 Interdisciplinaridade e globalização do conhecimento. princípios e eixos norteadores. 16.1 Características. análise funcional.segunda-feira. 2. 2. 3. 17 Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8. 1. 1.4. 5. 18 Disposições constitucionais aplicáveis ao direito penal 19 Entendimento dos tribunais superiores acerca dos institutos de direito penal.3.html sob o número 138 Ano 2012 . 2. 5.1.078/1990).5 Clima e cultura organizacional.1.826/2003 e suas alterações). LDB (Lei nº 9. 5.RO 27 nº 10. ministério público. 3. 4. mecanismos de participação. 12 Citações e intimações. 1.br/autenticacao/validaDiario. CARGO 21: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: PSICÓLOGO PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: 1 Gestão de pessoas nas organizações. 5.6 Comunicação e interação grupal no processo de planejamento: constituição de equipes.ro. processos de subjetivação e processos de saúde e adoecimento relacionado ao trabalho. laudos e relatórios. 14.2 Atos de terceiros. no espaço e em relação às pessoas. aplicação de critérios na distribuição de tarefas. 21 Relações jurisdicionais com autoridade estrangeira.2 Distinção entre administração de pessoal. 20 Execução penal (Lei nº 7. 2 A supervisão. 2.2 Planejamento estratégico da gestão de pessoas. aprender e pesquisar. dimensões e níveis. 14. 2 Psicopatologia e criminalidade. 22 Disposições gerais do Código de Processo Penal.6 Atuação do psicólogo na interface saúde/trabalho/educação.394/1996) e Parâmetros Curriculares Nacionais. 3. problemas e potencialidades no cotidiano escolar em sua relação com a sociedade concreta. 13 Código de Proteção e Defesa do Consumidor (Lei nº 8. 2 Aplicação da lei processual no tempo. construção. importância. 2.4 Metodologia de projetos. 10 Juiz. N. PSICOLOGIA E JUSTIÇA: 1 A atuação do psicólogo na área judicial. 3.296/1996). 14. 11 Prisão e liberdade provisória.2.2 Gestão educacional decorrente da concepção do projeto político-pedagógico.3 Competência interpessoal. 138/2012 .3. 7. 5.tj. 9 Instrumentos técnico-operativos: entrevista.3 Planejamento de ensino em seus elementos constitutivos.1 Sistemas modernos de gestão de recursos humanos. constituição de grupos de estudo. 1.1 Normas e formas organizativas facilitadoras da integração grupal. elaboração de pareceres técnicos. princípios e contagem. 5.4.1 Assistentes e auxiliares da justiça. capacitação de pessoal para o planejamento.099/1995 e Lei nº 10. 1.210/1984 e suas alterações).2. 4. 24 Entendimento dos tribunais superiores acerca dos institutos de direito processual penal. 3 Psicologia do crime e do criminoso.4 Gerenciamento de conflitos. 4.5 Análise de dificuldades. 4.1 Função sociocultural da escola 3.1 Processo comum.1 Princípios aplicáveis ao direito processual penal. 3 Inquérito policial. encontros e avaliações sistemáticas.069/1990. 2 Psicodinâmica do trabalho e prevenção de saúde do trabalhador. 2. 15 Convenção americana sobre direitos humanos (Pacto de São José e Decreto nº 678/1992). 10. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . 1. 6 Ação civil. 2.1. procedimento e relação jurídica processual. 5.3 Pesquisa participante como instrumento de inovação e de avaliação do ensinar e aprender.4 Pretensão punitiva. abordagens e ferramentas. 13 Sentença e coisa julgada.1 Interceptação telefônica (Lei nº 9.1 Organização do trabalho na escola pública: articulação da ação supervisora com as diferentes instâncias e agentes educativos na construção da cidadania e na melhoria da qualidade do ensino.613/1998). articulação com outros grupos sociais.1 Concepção.1 Prisão temporária (Lei nº 7. administração de recursos humanos e gestão social.340/2006). 9 Prova.3 A negociação no contexto organizacional.1 Objetivos e conteúdos de ensino. 1.2 Prevenção da saúde dos trabalhadores nas organizações.5 Planejamento participativo: concepção. 3 Papel político pedagógico e organicidade do ensinar.

2 Ministério público. classificações. dispensa e inexigibilidade. 1. curatela. 4 Administração pública: disposições gerais. 1. acentuação e pontuação gráfica. linguagem rebuscada. 6 Decadência.5 Estado. padronização.segunda-feira. 1. classificação e espécies.2.2 Uso e abuso do poder.2 Expressões e vocabulário jurídicos. 4. 1. 8 Abordagem sistêmica em situações de conflito na família. verbosidade. 5 Prescrição: disposições gerais. 1. estados. 1. 2. acusado e defensor. 2 Pessoas naturais.4 Nome. 1. 3. 2.DJE.1 Existência.11 Analogia. 3. 2. do psicólogo e da justiça.2. especial e temporária. 1.12 Irretroatividade da lei penal. advocacia e defensoria públicas. regulamentar e de polícia. 3 Organização político-administrativa: União.1 Disposições gerais. DESEMBARGADOR ROOSEVELT QUEIROZ COSTA Presidente do TJRO Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 4 Crimes contra a administração pública.1. 3 Crimes contra o patrimônio. 5. 1.1. 6 Funções essenciais à justiça: ministério público. 2. 7. correção gramatical e domínio do tema. abandono. 6 Licitação.1. 2 Ação penal. endereço: https://www2. O verbo na linguagem jurídica. 3. 1. interpretação e integração das leis. criminalidade.1. 5 Processo e procedimento: disposições gerais. dos tribunais estaduais e dos juízes estaduais. 4 Competência penal do STF. 3 Violência familiar. publicação. estratégia de atendimento e acompanhamento. direitos sociais.br/autenticacao/validaDiario.1 Acepções e regimes.4 Lei penal excepcional. 4 Atos processuais. Distrito Federal. 3.13 Conflito aparente de normas penais. 1.6 Domicílio. 3.3 Conselho Nacional de Justiça (CNJ): composição e competência. NOÇÕES DE DIREITO PENAL: 1 Aplicação da lei penal. INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA: 1 Delinquência. coesão. 5. NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL: 1 Partes e procuradores. ministério público. 5 Poderes administrativos. frases e períodos muito longos. 1. 3. 1. 2 Violência e drogas. 3.7 Eficácia da sentença estrangeira. N. coerência.gov. servidores públicos.2. processo jurídico e atuação do psicólogo.html sob o número 138 Ano 2012 .2 Modalidades. 4. 3. 3 Ato administrativo: conceito. 8 Estatuto da Criança e do Adolescente. 9 Trabalho em equipe interprofissional: relacionamento e competências. 5. 10 Alternativa para a resolução de conflitos: conciliação e mediação. interdição. 7 Atos jurisdicionais: despachos. 2 Crimes contra a pessoa. partidos políticos.5 Coerência textual: meta-regras da repetição. NOÇÕES DE DIREITO CIVIL: 1 Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro.419/06. trajetória delinquências e o papel da família. intimações e notificações. 6 Citações.4 Coesão textual: anafóricos e articuladores. atributos. 2.1. 3 Produção de textos. uso exagerado de chavões ou clichês.1 Capacidade processual.7 Direitos da personalidade. tempo e lugar. 4 Agentes públicos: espécies e classificação. 2. 6 Direitos humanos. 7.2 Personalidade. 6 Crimes hediondos.3 Capacidade. 6 Procedimento ordinário. centralizada e descentralizada.4 frágil argumentação.1 Qualidades de harmonia. 1.2 Responsabilidade civil do Estado. decisões interlocutórias e sentença (conceito. 5 Atos processuais: forma.ro.4 Regência verbal e nominal. efeitos). 3 Pessoas jurídicas. 3.tj.2 A lei penal no tempo e no espaço.4 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA O CARGO DE TÉCNICO JUDICIÁRIO CARGO 23: TÉCNICO JUDICIÁRIO NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO: 1 Noções de organização administrativa.2 Emprego das classes gramaticais.8 Contagem de prazo. 1.3 Parágrafo-padrão e tópico frasal. concisão. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.3 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais.3 Procuradores. 8 Juizados especiais cíveis e criminais.1. 4. 2.2 Órgãos do poder judiciário: competências.4 Domínio da estrutura morfossintática do período. 7 Novas modalidades de família: diagnóstico. 3. 1. 5 Poder Judiciário. 5 Adoção e guarda. do STJ. 2. 1. CARGO 22: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: REVISOR REDACIONAL REVISÃO REDACIONAL: 1 Língua Portuguesa. 5 Disposições constitucionais aplicáveis ao direito penal. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .3 Associações e fundações.1 Estruturas lingüísticas e elementos semânticos do texto.1 Princípios.3 Concordância verbal e nominal. 2. 6.2. 4 Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).1 Disposições gerais. 1. 13.2 Coordenação e subordinação.1 Frase. 5. 2. 2 Direitos e garantias fundamentais: direitos e deveres individuais e coletivos.1 Ortografia. 4 Bens públicos. judicial e legislativo.2 Aspectos intrínsecos (conteúdo e essência) e extrínsecos (forma e estilo) do texto.2 Vícios de prolixidade. NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL: 1 Inquérito policial. emprego e função públicos.2 Domicílio.1 Elementos estruturais do texto. não-contradição e relação. cidadania. 3. 3. normalização em textos oficiais e atos oficiais administrativos. 3.2 Deveres das partes e dos seus procuradores.10 Interpretação da lei penal. disciplinar.5 Colocação dos pronomes átonos. 7 Processo de execução.1 Hierárquico. separação e divórcio. princípios fundamentais. municípios e territórios.3 Pensamento superficial. 1. cargo. 3 Juiz. 3.1 Vigência. 7 Controle e responsabilização da administração.2.3 Tempo e lugar do crime. progressão. Redação Oficial: a linguagem nos textos oficiais.2 Conflito das leis no tempo. 2. 7 Abuso de autoridade.RO 28 assistência e famílias de alto risco. 1.3 Eficácia da lei no espaço. nacionalidade.1 Princípios da legalidade e da anterioridade. NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL: 1 Constituição: conceito. oração e período. 138/2012 .9 Frações não computáveis da pena. 6. 5.5 Territorialidade e extraterritorialidade da lei penal. 5.2 Texto e contexto: análise de textos comparada a elementos sócio-político-culturais do Brasil de ontem e de hoje. 3 Órgãos judiciários e dos auxiliares da justiça. 1. 2 Compreensão e Interpretação e análise crítica de textos. 1.1 Controles administrativo. 2 Administração direta e indireta. requisitos. 8 Juizados especiais cíveis e criminais. 1. objetividade e clareza. assistentes e auxiliares da justiça. aplicação. direitos políticos.6 Pena cumprida no estrangeiro.

419/06.gov. N.ro. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.html sob o número 138 Ano 2012 .RO 29 ANEXO I Quadro de vagas Candidatos com deficiência (*) (*) (*) 1 (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) Cargo/especialidade Cargo 1: Analista Judiciário – Especialidade: Administrador Cargo 2: Analista Judiciário – Especialidade: Analista de Sistemas – Desenvolvimento Cargo 3: Analista Judiciário – Especialidade: Arquiteto – Suporte Cargo 4: Analista Judiciário – Especialidade: Analista Processual Cargo 5: Analista Judiciário – Especialidade: Arquiteto Cargo 6: Analista Judiciário – Especialidade: Assistente Social Comarca Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Presidente Médici São Francisco do Guaporé Cerejeiras Guajará-Mirim Jaru Porto Velho Geral 4 2 2 9 1 1 1 1 1 1 1 1 2 2 1 1 1 1 1 1 2 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 Total 4 2 2 10 1 1 1 1 1 1 1 1 2 2 1 1 1 1 1 1 2 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 Cargo 7: Analista Judiciário – Especialidade: Biblioteconomista Cargo 8: Analista Judiciário – Especialidade: Contador Cargo 9: Analista Judiciário – Especialidade: Economista Cargo 10: Analista Judiciário – Especialidade: Enfermeiro Cargo 11: Analista Judiciário – Especialidade: Engenheiro Civil Cargo 12: Analista Judiciário – Especialidade: Engenheiro Eletricista Cargo 13: Analista Judiciário – Especialidade: Engenheiro Mecânico Cargo 14: Analista Judiciário – Especialidade: Estatístico Cargo 15: Analista Judiciário – Especialidade: Fisioterapeuta Cargo 16: Analista Judiciário – Especialidade: Matemático Cargo 17: Analista Judiciário – Especialidade: Médico Cardiologista Cargo 18: Analista Judiciário – Especialidade: Médico Clínico Geral Cargo 19: Analista Judiciário – Especialidade: Oficial de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Alta Floresta Alvorada do Oeste Costa Marques Machadinho do Oeste Nova Brasilândia Santa Luzia do Oeste São Francisco do Guaporé São Miguel do Guaporé Ariquemes Cerejeiras Colorado do Oeste Espigão do Oeste Jaru Ouro Preto do Oeste Pimenta Bueno Rolim de Moura Vilhena Ji-Paraná Porto Velho Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.DJE. endereço: https://www2.br/autenticacao/validaDiario. 138/2012 . 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .tj.segunda-feira.

138/2012 . N. endereço: https://www2. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.gov.html sob o número 138 Ano 2012 . sendo mantido o cadastro de reserva.419/06.RO Porto Velho Tribunal de Justiça 1 2 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 13 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 2 (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) 2 (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) (*) 1 2 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 15 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 2 30 Cargo 21: Analista Judiciário – Especialidade: Psicólogo Buritis Costa Marques Nova Brasilândia Presidente Médici São Miguel do Guaporé Ariquemes Cerejeiras Colorado do Oeste Espigão do Oeste Guajará-Mirim Jaru Ouro Preto do Oeste Pimenta Bueno Rolim de Moura Vilhena Porto Velho Tribunal de Justiça Alta Floresta Alvorada do Oeste Buritis Costa Marques Machadinho do Oeste Nova Brasilândia Presidente Médici Santa Luzia do Oeste São Francisco do Guaporé São Miguel do Guaporé Ariquemes Cacoal Cerejeiras Colorado do Oeste Espigão do Oeste Guajará-Mirim Jaru Ouro Preto do Oeste Pimenta Bueno Rolim de Moura Vilhena Ji-Paraná Porto Velho Cargo 22: Analista Judiciário – Especialidade: Revisor Redacional Cargo 23: Técnico Judiciário (*) Não há reserva de vaga para candidato com deficiência para provimento imediato.br/autenticacao/validaDiario. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.segunda-feira. 30 de julho de 2012 Cargo 20: Analista Judiciário – Especialidade: Pedagogo Tribunal de Justiça .DJE.tj.ro.

ro. 138/2012 .tj.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.DJE. N.html sob o número 138 Ano 2012 .segunda-feira. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . endereço: https://www2.br/autenticacao/validaDiario.RO 31 ANEXO II Quantitativo de candidatos para a convocação para a avaliação de títulos Cargo/especialidade Cargo 1: Analista Judiciário – Especialidade: Administrador Cargo 2: Analista Judiciário – Especialidade: Analista de Sistemas – Desenvolvimento Cargo 3: Analista Judiciário – Especialidade: Arquiteto – Suporte Cargo 4: Analista Judiciário – Especialidade: Analista Processual Cargo 5: Analista Judiciário – Especialidade: Arquiteto Cargo 6: Analista Judiciário – Especialidade: Assistente Social Comarca Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Presidente Médici São Francisco do Guaporé Cerejeiras Guajará-Mirim Jaru Porto Velho Cargo 7: Analista Judiciário – Especialidade: Biblioteconomista Cargo 8: Analista Judiciário – Especialidade: Contador Cargo 9: Analista Judiciário – Especialidade: Economista Cargo 10: Analista Judiciário – Especialidade: Enfermeiro Cargo 11: Analista Judiciário – Especialidade: Engenheiro Civil Cargo 12: Analista Judiciário – Especialidade: Engenheiro Eletricista Cargo 13: Analista Judiciário – Especialidade: Engenheiro Mecânico Cargo 14: Analista Judiciário – Especialidade: Estatístico Cargo 15: Analista Judiciário – Especialidade: Fisioterapeuta Cargo 16: Analista Judiciário – Especialidade: Matemático Cargo 17: Analista Judiciário – Especialidade: Médico Cardiologista Cargo 18: Analista Judiciário – Especialidade: Médico Clínico Geral Cargo 19: Analista Judiciário – Especialidade: Oficial de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Tribunal de Justiça Alta Floresta Alvorada do Oeste Costa Marques Machadinho do Oeste Nova Brasilândia Santa Luzia do Oeste São Francisco do Guaporé São Miguel do Guaporé Ariquemes Cerejeiras Colorado do Oeste Espigão do Oeste Jaru Ouro Preto do Oeste Pimenta Bueno Rolim de Moura Vilhena Ji-Paraná Porto Velho Geral 18 9 9 27 4 4 4 4 4 4 4 4 9 9 4 4 4 4 4 4 9 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 9 Candidatos com deficiência (*) 2 1 1 3 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Total 20 10 10 30 5 5 5 5 5 5 5 5 10 10 5 5 5 5 5 5 10 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 10 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.gov.

N.gov.tj.RO Porto Velho Tribunal de Justiça 4 9 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 40 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 5 5 10 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 45 32 Cargo 21: Analista Judiciário – Especialidade: Psicólogo Buritis Costa Marques Nova Brasilândia Presidente Médici São Miguel do Guaporé Ariquemes Cerejeiras Colorado do Oeste Espigão do Oeste Guajará-Mirim Jaru Ouro Preto do Oeste Pimenta Bueno Rolim de Moura Vilhena Porto Velho Cargo 22: Analista Judiciário – Especialidade: Revisor Redacional Tribunal de Justiça (*) Caso não haja candidatos com deficiência aprovados.DJE. CID-10 ________________.ro. que o(a) Senhor(a)___________________________________________ é portador(a) da(s) doença(s). ____ de _________ de 20__. que resulta(m) na perda das seguintes funções _________________________ ___________________________________________________________. 138/2012 .br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012 . ANEXO III MODELO DE ATESTADO PARA PERÍCIA MÉDICA (candidatos que se declararam com deficiência) Atesto. 30 de julho de 2012 Cargo 20: Analista Judiciário – Especialidade: Pedagogo Tribunal de Justiça . endereço: https://www2.419/06. Assinatura e carimbo do Médico Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. as vagas reservadas a esses candidatos serão revertidas para os candidatos da ampla concorrência.segunda-feira. Cidade/UF. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. para os devidos fins.

RITJ/RO. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . II. 138/2012 . para participar de evento no Conselho Nacional de Justiça. do RI/TJRO.segunda-feira. V. RENATO MARTINS MIMESSI Presidente em exercício ATO Nº 614/2012-CM O PRESIDENTE. Publique-se. II. a fim de tratar de assuntos de interesse deste Tribunal de Justiça. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 155. Auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça.J.2010. Considerando o constante do Processo digital nº 853057. Cumpra-se. (a)DES. II. 52. Cumpra-se.html sob o número 138 Ano 2012 . Cumpra-se. 27 de julho de 2012. II.2009. nos termos do artigo 52 . Publique-se.E. Publique-se. Registre-se. titular da 1ª Vara Cível da Comarca de Porto Velho.22. II. bem como passagens aéreas ao Juiz de Direito RINALDO FORTI DA SILVA. nos dias 29 e 30/7/2012. 27 de julho de 2012. Membro 1ª Câmara Criminal deste Poder. Publique-se. fls. 27 de julho de 2012. em virtude de seu deslocamento à Comarca de Vilhena.8. do RI/TJRO. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 155. nos termos do art. 7/8. DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA. 103. § 1º do COJE-RO. EM EXERCÍCIO. RESOLVE: CONCEDER ao Desembargador VALTER DE OLIVEIRA. afastamento no período de 6 a 8 de agosto de 2012.br/autenticacao/validaDiario. Considerando constante do Processo digital Nº 3603870.419/06. 03/8. II. do RI/TJRO. Considerando a decisão do egrégio Tribunal Pleno em Sessão Administrativa Ordinária realizada em 27/7/2012. nos termos do artigo 52 .ro. ocorrido no período de 11 a 13 de julho de 2012. V. 27 de julho de 2012.J. endereço: https://www2. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. do RI/TJRO. Lei Complementar 94/93 c/c art.RO 33 CONSELhO DA MAGISTRATURA ATOS DO PRESIDENTE ATO Nº 610/2012-CM O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA. 103. 27 de julho de 2012.22.2011. Registre-se. (a)DES. 12/15. 27 de julho de 2012. face a aposentadoria do Desembargador FRANCISCO PRESTELLO DE VASCONCELLOS. bem como passagens aéreas ao Juiz de Direito GLODNER LUIZ PAULETTO.1111. RENATO MARTINS MIMESSI Presidente em exercício ATO Nº 615/2012-CM O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA. em virtude de seu deslocamento à cidade de Brasília/DF. 04/05.22. Juíza de Direito de 3ª Entrância da Comarca de Porto Velho-RO. Cumpra-se. 154/155. (a)DES. RENATO MARTINS MIMESSI Presidente em exercício ATO Nº 611/2012-CM O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA. Publique-se. Registre-se. Cumpra-se. N. RESOLVE: CONVOCAR o Juiz de Direito JORGE LUIZ DOS SANTOS LEAL. a fim de tratar de assuntos de interesse deste Poder. Porto Velho. às fls. Porto Velho. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 155. RESOLVE: CONCEDER uma diária e meia. a partir de 1º/8/2012. disponibilizada no D. II. para atuar na 1ª Câmara Especial. nº 110 de 17/06/2010. RESOLVE: CONVALIDAR o afastamento da Magistrada SILVANA MARIA DE FREITAS. titular da Vara Única da Comarca de Alta Floresta D’Oeste. Lei Complementar 94/93 c/c art. Registre-se. Porto Velho. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 155.2010.gov.2012.8. Registre-se. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 155. até a posse do novo Desembargador. (a)DES. Considerando o que consta na Resolução 017/2010-PR.tj. RITJ/RO.E. EM EXERCÍCIO. nº 110 de 17/06/2010.1111 às fls.DJE. (a)DES. Registre-se. (a)DES. no dia 27/7/2012. Cumpra-se. Considerando o que consta na Resolução 017/2010-PR. DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA. do RI/TJRO. Considerando constante do Processo nº 52317-68. Considerando constante do Processo digital Nº 005109939. RESOLVE: CONCEDER meia diária. RITJ/RO. Publique-se. RENATO MARTINS MIMESSI Presidente em exercício ATO Nº 613/2012-CM O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA. Porto Velho. RENATO MARTINS MIMESSI Presidente em exercício Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. titular da Vara de Delitos de Tóxicos da Comarca de Porto Velho. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 155. RESOLVE: CONVALIDAR o afastamento do Juiz de Direito ELI DA COSTA JÚNIOR. I. RENATO MARTINS MIMESSI Presidente em exercício ATO Nº 612/2012-CM O PRESIDENTE. Porto Velho. II. ocorrido no período de 25 a 29 de junho de 2012. às fls. disponibilizada no D. Porto Velho. Considerando constante do Processo digital Nº 006690517.8.1111 às fls.

Atas de Correição. 95/97.gov. as custas e as informações das movimentações dos processos no Sistema de Automação Processual (SAP). caso outro não tenha sido mencionado nos próprios anexos. Ficam. ainda. os processos identificados como sendo da Meta “2” dos anos de 2009 e 2010 do Conselho Nacional de Justiça.E. em exercício CORREGEDORIA-GERAL ATA DE CORREIÇÃO Poder Judiciário do Estado De Rondônia Corregedoria-Geral da Justiça ATA DE CORREIÇÃO ORDINÁRIA REALIZADA NA 2ª VARA CRIMINAL DA COMARCA DE PORTO VELHO/RO. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . os processos ativos mais antigos das diversas classes e os paralisados por mais de 30 dias. V – Processos analisados e VI – Sistemas do Conselho Nacional de Justiça – CNJ. ainda. Porto Velho. As determinações deverão ser cumpridas no prazo de sessenta dias. Valdeci Castellar Citon . Iniciados os trabalhos.ro. 138/2012 . às fls. Nº 110 de 17/06/2010. presentes o Juiz Auxiliar da Corregedoria. III – Prazo médio.br/autenticacao/validaDiario. RENATO MARTINS MIMESSI Vice-Presidente. publicada no DJE n.tj. em virtude de seu deslocamento à cidade de Brasília/DF. IV – Processos da meta 2 de 2009 e 2010. endereço: https://www2. Publique-se. II – Ofícios de justiça em geral. os Ofícios de Justiça em geral. seguindo-se o seguinte caminho: página inicial. RESOLVE: CONCEDER meia diária. 177/2012-CG. de 12/06/2012. vai assinada pelos acima nominados. 27 de julho de 2012. Sérgio William Domingues Teixeira. para participar da Cerimônia de entrega de 14 aeronaves para uso compartilhado entre 11 tribunais brasileiros e as Forças de Segurança Pública. Todas as sugestões.J. Considerando constante do Processo nº 14304-68. depois de lida e achada conforme. O Cartório deveria poder gerenciar no SIGEP a opção AR mão própria. no Aeroporto Internacional de Brasília. lavrou-se a presente ata que. O Cartório deveria ter autorização para realizar consulta no 2º JIJ. Considerando o que consta na Resolução 017/2010-PR. Judiciais. Inexistência de treinamento ao servidor que trabalhará na CEM. depois de realizar reunião com os servidores e o magistrado para explicar os procedimentos a serem utilizados durante a correição. a fim de que só receba processo arquivado. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. aos vinte e seis dias do mês de julho de dois mil e doze (26/07/2012). bem como passagens aéreas.Funções administrativas do magistrado.2009. para verificar certidão negativa. Inexistência de um filtro no relatório de remessa de processo ao arquivo geral. Registre-se. consignadas as reclamações do Diretor do Cartório: Lentidão dos sistemas SIGEP e PROJUDI (principalmente nas sextasfeiras). Nada mais havendo. no dia 30/7/2012.html sob o número 138 Ano 2012 .DJE. 106 de 13/06/2012. na 2ª Vara Criminal da Comarca de Porto Velho. Cumpra-se. o Juiz Auxiliar. Livro de registro de sentença deveria estar diretamente relacionado ao livro de baixa de fiança. Foram verificados. no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 155. uma vez que são livros diferentes. Presidente deste Poder. o Diretor de Cartório Kauê Alexsandro Lima. Aos vinte e cinco dias do mês de julho de dois mil e doze (25/07/2012). menu Corregedoria. Fica consignada a observação do juiz quanto à lentidão do sistema SAP. ao Desembargador ROOSEVELT QUEIROZ COSTA.RO 34 ATO DO VICE-PRESIDENTE ATO Nº 609/2012-CM O VICE-PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA. os mandados distribuídos aos oficiais de justiça bem como a produtividade paga a estes.segunda-feira. RITJ/ RO. designada pela Portaria n. II. os prazos médios. (a)DES. Sérgio William Domingues Teixeira Juiz Auxiliar da Corregedoria Valdeci Castellar Citon Juiz de Direito Kauê Alexssandro Lima Diretor de Cartório da 2ª Vara Criminal Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. procedeu-se à CORREIÇÃO ORDINÁRIA. o Juiz de Direito titular da Vara. disponibilizada no D. N. das guias de execução à VEPEMA que são encaminhadas manualmente e que a ata da correição anterior não foi lançada no livro de vista e correição porque o sistema não aceitou a formatação do arquivo. Os referidos anexos encontram-se disponíveis na página do Tribunal de Justiça. recomendações e determinações foram realizadas nos seguintes anexos: I .419/06. passou a examinar as funções administrativas do Magistrado.

......... n.ro......................662/1993........... VIII – Recurso Ordinário em Habeas Corpus........................ DE 20/07/2012....................................................... salvo quanto se tratar de reclamação por usurpação de competência............ no uso de suas atribuições.....................137..........162.....................30 VI – Reclamação sobre os processos a que se refere esta Tabela e a Anterior.................................................................................................74 Parágrafo único.........................................................................................................................42 II – Recurso Extraordinário................................................... CF – Petição – Ação Cautelar – Suspensão de Liminar – Suspensão de Tutela Antecipada).RO 35 SECRETARIA JUDICIÁRIA A BELª...........................................30 V – Mandado de Segurança: a) um impetrante..................69................ 102.........54.............................................................. DE 24/03/2008..........................................................................137.............137....................................419/06...................................... MAGDA CHAUL BARBOSA AIDAR PEREIRA.............................DJE....... Art.............. 1º As Tabelas de Custas do Supremo Tribunal Federal passam a vigorar com os seguintes valores: T A B E L A “A” RECURSOS INTERPOSTOS EM INSTÂNCIA INFERIOR Valor em R$ I – Recurso em Mandado de Segurança …............42 b) mais de um impetrante (cada excedente).................................................. II – Ação Originária...................................................................................35 IV – Embargos de Divergência ou Infringentes.................................69.............. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL...................................br/autenticacao/validaDiario.... III – Ação Rescisória....................................................................................... DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA..... tendo em vista o que consta do Processo Administrativo nº 188...................................Ação Originária.............. IX – Recurso Ordinário em Habeas Data.................42 III – Editais e Mandados: a) primeira ou única folha …......................62 b) por folha excedente …................. 276.................... VII – Petição........ 138/2012 ............................................... É necessária a apresentação de contrafés para os seguintes feitos: I – Ação Cível Originária............................... DA PRESIDÊNCIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL........74 II – Despesas de transporte nas citações................... VI – Inquérito (Queixa-crime).............. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia........................... N... X – Recurso Ordinário em Mandado de Segurança......... RESOLUÇÃO Nº 491....69................................................ SECRETÁRIA JUDICIÁRIA.. DE 20 DE JULHO DE 2012 Dispõe sobre as Tabelas de Custas e a Tabela de Porte de Remessa e Retorno dos Autos e dá outras providências...................................... V – Habeas Data............................30 VII – Revisão Criminal dos processos de Ação Penal Privada ….gov...... art....tj................. CONFORME DISPÕE A RESOLUÇÃO Nº 009/2008 – PR-TJRO....... R E S O L V E: Art................................................... EM EXERCÍCIO......................... 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .137....................42 III – Ação Rescisória ….....................................................segunda-feira. 2............................ I..............35 II – Ação Penal Privada …...................................... 2º A Tabela de Porte de Remessa e Retorno dos Autos permanece com seus valores inalterados: Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.... IV – Ação Originária Especial................................ FAZ PUBLICAR OS VALORES REFERENTES AO PREPARO E AOS PORTES DE REMESSA E RETORNO DOS AUTOS............0.........................................................................19 b) nas cidades satélites.................... intimações e notificações: a) no Plano Piloto............................. NO USO DAS ATRIBUIÇÕES QUE LHE SÃO CONFERIDAS....137....42 Valor em R$ I – Ação Cível (Ação Cível Originária ....................42 T A B E L A “C” ATOS JUDICIAIS E EXTRAJUDICIAIS PRATICADOS PELA SECRETARIA Valor em R$ I – Carta de Ordem e Carta de Sentença (por folha)................ EM FACE DO DISPOSTO NA RESOLUÇÃO Nº 491..................................... endereço: https://www2..........................276.........html sob o número 138 Ano 2012 T A B E L A “B” FEITOS DE COMPETÊNCIA ORIGINÁRIA ..0...

RS 80.00 46.tj.00 146. MA.40 233. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.80 198.00 133.00 519.40 724.00 307.00 194.20 79.80 125.60 526.40 57.00 73.20 AC.20 259.80 215.20 502.80 578.60 92.60 141.00 240.segunda-feira.20 30.60 94.60 86.20 415.80 103.gov. N.60 455.60 227.419/06. PB.80 502.80 323. SP 58.20 432.80 437. MG.80 49.40 216.20 299.20 631.00 185.20 41.60 80.00 111.60 52.60 36.40 90.80 267.00 135.00 120.40 386.40 235.40 291.00 64.40 572.00 163.80 203.80 781.00 74.40 165.20 148.80 47.80 412.60 551.20 314.20 87.20 280.00 175.80 359.40 157. 138/2012 .80 463.00 93.80 397.20 39. SC.00 329.80 186.20 342.20 307.00 534.60 363. SE 71. PR.80 BA.60 64.20 339.80 476.80 378.80 204.20 253.60 306. PI.20 133. RN.00 686.40 109.20 191.00 228.60 275.40 487.80 83.60 126.00 168.00 376.00 59.80 212.40 743. TO 43.00 205. MS.40 194.00 705.00 64.00 548.40 615.60 234.20 254. RO 87. AM.60 563.40 139.20 474.00 252.20 459.80 398.20 188.20 417.40 361.60 78.60 345.ro.40 456.DJE. endereço: https://www2.40 84.80 450.00 156.00 330.40 283.80 153.00 261.00 282. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .60 360.80 269.20 MT.80 140.00 234.60 171.80 298.60 72.80 300.00 104.00 246.00 102.60 224.80 479.20 93.60 535.60 489.20 433.80 222.60 174.60 88.40 385.80 156.00 504.80 239.00 72.00 170.40 139.60 AL.20 314.00 69.40 252.40 583.80 596.40 55.60 287.3 kg) 55 a 180 (1kg) 181 a 360 (2kg) 361 a 540 (3kg) 541 a 720 (4kg) 721 a 900 (5kg) 901 a 1080 (6kg) 1081 a 1260 (7kg) 1261 a 1440 (8kg) 1441 a 1620 (9kg) 1621 a 1800 (10kg) 1801 a 1980 (11kg) 1981 a 2160 (12kg) 2161 a 2340 (13kg) 2341 a 2520 (14kg) 2521 a 2700 (15kg) 2701 a 2880 (16kg) 2881 a 3060 (17kg) 3061 a 3240 (18kg) 3241 a 3420 (19kg) 3421 a 3600 (20kg) 3601 a 3780 (21kg) 3781 a 3960 (22kg) 3961 a 4140 (23kg) 4141 a 4320 (24kg) 4321 a 4500 (25kg) 4501 a 4680 (26kg) 4681 a 4860 (27kg) 4861 a 5040 (28kg) 5041 a 5220 (29kg) 5221 a 5400 (30kg) DF 29. ES.br/autenticacao/validaDiario.RO 36 TABELA “D” REMESSA E RETORNO DOS AUTOS ORIGEM – DF Nº FOLHAS /PESO (kg) até 54 (0.40 77. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.40 267.40 283.40 79.60 124.80 667.00 609.40 94.80 335.40 44. RR 103.60 647.60 628.20 178.00 84.60 762.60 444.80 476.80 409.80 113.00 378. PA.60 112.20 96.80 FONTE: EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS.00 193.00 398.40 112.40 197. CE.40 599.60 214.40 567.80 AP.20 GO.20 324.60 251.80 437.20 171.00 549.html sob o número 138 Ano 2012 . RJ.80 33.20 98.00 121.60 320.80 503.40 67.40 62.80 209.00 55.60 519.60 244.00 424.00 93.40 489.80 154.20 222.40 86. PE.

tj. será recolhido ao erário local o valor correspondente à metade do valor da tabela. na forma por ele disciplinada. 6º Fica revogada a Resolução nº 479. Art. sem utilização dos serviços da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). emitida no sítio eletrônico do Supremo Tribunal Federal. a GRU não puder ser emitida no sítio eletrônico do Supremo Tribunal Federal. 4º O porte de remessa e retorno dos autos previsto na Tabela gD h não será exigido quando se tratar de: I – recursos interpostos junto aos tribunais sediados em Brasília. Art. emitida no sítio eletrônico do Supremo Tribunal Federal. apenas de remessa. O peso excedente deverá ser somado ao peso máximo da tabela para cobrança (Ex.segunda-feira. 61 do RISTF) II – nos processos de natureza eleitoral. Art. pelos seguintes canais de comunicação: atendimento@stf. endereço: https://www2. salvo aqueles em que o Relator requisitar os autos físicos. quando deferido em outra instância. (art. Art. 7º Esta Resolução entra em vigor 90 dias após a data de sua publicação. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . 3º Haverá isenção de custas e do porte de remessa e retorno dos autos (Tabela gD h) nos seguintes casos: I – nos processos criminais. II – interposição de Agravo de Instrumento. por feito. juntando-se os comprovantes aos autos: I – custas.DJE. na forma disciplinada pelo órgão estadual.br ou (61) 3217 – 4465. II – porte de remessa e retorno dos autos: a) mediante Guia de Recolhimento da União – GRU.ro. O beneficiário da assistência judiciária gratuita deverá comprovar a concessão do benefício. 27 de janeiro de 2012.419/06. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. do tipo eCobrança f – Ficha de Compensação. por meio de cópia de decisão judicial. b) quando o Tribunal de origem for do Poder Judiciário Estadual e arcar com as despesas: 1. (Lei nº 1060/50) Parágrafo único. ˜ 2º Quando. 138/2012 .: 35kg – cobrar o valor de 30kg + o valor de 5kg). e 2. salvo comprovada má-fé.html sob o número 138 Ano 2012 . 5º Os valores constantes desta Resolução deverão ser recolhidos na rede bancária da seguinte forma. (Lei nº 9265/96) III – nas Ações Civis Públicas e nas Ações Populares. será recolhido ao erário local o custo total da tabela. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. de seu advogado ou do responsável pela emissão da guia. N. com seu número de cadastro de pessoas físicas ou jurídicas.gov. na forma indicada nas alíneas ga h e gb h deste inciso. III – recursos interpostos por meio do processo eletrônico. (Lei nº 7347/85) IV – aos amparados pela assistência judiciária gratuita. de remessa e retorno. o recolhimento das custas poderá ser feito na forma orientada pela Central de Atendimento do STF.jus.RO 37 Parágrafo único. ˜ 1º No formulário eletrônico para emitir a Guia de Recolhimento da União – GRU do tipo eCobrança f. de Ministro AYRES BRITO Este texto não substitui a publicação oficial.br/autenticacao/validaDiario. Art. o campo de dados pessoais deve ser preenchido com o nome completo ou razão social da parte do processo. mediante Guia de Recolhimento da União – GRU. salvo os de natureza privada. e ao erário federal a outra metade (porte de retorno). do tipo eCobrança f – Ficha de Compensação. por problemas técnicos.

48). Leal Vistos. 0001735-65.22. a interpretação teleológica dos arts. Todavia. Desembargador Renato Martins Mimessi Vice-Presidente em exercício Vice-Presidência Despacho DO VICE-PRESIDENTE Correição Parcial nrº 0010687-67. Tendo em vista que o processo antecedente já foi julgado e haver ocorrido a aposentadoria do Desembargador Francisco Prestello de Vasconcellos (em 19/07/2012). N. julgo deva ser mantida a distribuição realizada. Ofertada a defesa preliminar por todos os réus.419/06. 27 de julho de 2012. Dias Comércio Madeiras e Artefatos M E Advogada: Iracema Martendal Cerrutti(OAB/RO 2972) Advogado: José Marcondes Cerrutti(OAB/RO 3106) Impetrado: Secretaria de Estado de Meio Ambiente .0000. dentre os componentes do órgão julgador do qual o aposentado fazia parte. presumo existente a divergência jurisprudencial ao assunto tratado. Em conformidade com decisão proferida pelo Vice-Presidente. a recomendar a distribuição livre deste processo. Cumpra-se.ro. 27 de julho de 2012.22. Encaminhe-se ao eminente Relator sorteado. do art. porquanto há necessidade de ‘unificação de jurisprudência criminal’. pois a correição parcial não está no rol da competência das Câmaras Reunidas (art.SEDAM Interessado (Parte Passiva): Estado de Rondônia Procurador: Procuradoria Geral do Estado de Rondônia( ) Relator:Juiz Jorge Luiz dos S.” Posto isso. Desembargador Renato Martins Mimessi Vice-Presidente em exercício TRIBUNAL PLENO Tribunal Pleno Despacho DO RELATOR Ação Civil Pública nrº 0010750-92. que ficou preventa ao conhecer dos fatos.html sob o número 138 Ano 2012 .RO Relatora:Desª Zelite Andrade Carneiro Vistos. para as providências pertinentes.2012. mas da câmara isolada (letra ‘c’ do inciso I.RO. em substituição regimental.8. Porto Velho.gov.0000 Autor: Ministério Público do Estado de Rondônia Réu: Leandro da Costa Gandolfo Advogada: Maracélia Lima de Oliveira(OAB/RO 2549) Réu: Marcelo Lincoln Guidio Advogado: Armando Otávio Marcondes Guidio(OAB/MT 2. Publique-se. e determino a redistribuição. Ivanira Feitosa Borges.DJE. Assim sendo.22. Francisco Prestello de Vasconcellos (fl. dê-se vista ao autor.356) Advogada: Neuza Maria Bento Guidio(OAB/RO 3884) Réu: Ivan Salame Advogado: José de Almeida Júnior(OAB/RO 1370) Advogado: Carlos Eduardo Rocha Almeida(OAB/RO 3593) Réu: Fernandes Salame Advogado: José de Almeida Júnior(OAB/RO 1370) Advogado: Carlos Eduardo Rocha Almeida(OAB/RO 3593) Ré: Idodete Izabel da Cruz Salame Advogado: José de Almeida Júnior(OAB/RO 1370) Advogado: Carlos Eduardo Rocha Almeida(OAB/RO 3593) Ré: Construtora Medianeira Ltda Advogado: José de Almeida Júnior(OAB/RO 1370) Advogado: Carlos Eduardo Rocha Almeida(OAB/RO 3593) Ré: Construtora Pião Fela Ltda Advogado: José de Almeida Júnior(OAB/RO 1370) Advogado: Carlos Eduardo Rocha Almeida(OAB/RO 3593) Relator:Juiz Francisco Borges Ferreira Neto Vistos. 137 do RITJ/RO). para trâmite no âmbito das Câmaras Reunidas.RO 38 DESPAChOS VICE-PRESIDÊNCIA Vice-Presidência Despacho DO VICE-PRESIDENTE Mandado de Segurança nrº 0006607-26. entendo haver-se rompido o vínculo lógico que determinaria a distribuição por prevenção. Porto Velho . Cumpra-se.8. O presente feito foi distribuído por sorteio em 11/07/2012 para o e. Publique-se. nos autos do processo n.2011. 352 e 359 do Regimento Interno deste Tribunal reforça a conclusão exposta no parágrafo anterior. Porto Velho .8. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Des. não há documentos novos. o presente caso comporta reconhecer a prevenção da e.2011. Juiz Jorge Luiz dos Santos Leal. endereço: https://www2.2011. Des.RO. Diante de tais circunstâncias. nada obstante a distribuição terse realizado antes da aposentação. o qual manifesta o entendimento de que o feito deveria ter sido distribuído por prevenção ao Des. determino o encaminhamento dos autos ao Dedist.2012. por prevenção à Des. 001084270. 23 de julho de 2012. Assim. a sua redistribuição para as Câmaras Reunidas respectiva. embora não estando cotejado neste feito.0000 Impetrante: L. Juiz Francisco Borges Ferreira Neto Relator Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.22. relatora deste feito. uma vez que este relatou o processo n.22. 136 do RITJ/RO). 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Ivanira Feitosa.8.0000 Corrigente: Ministério Público do Estado de Rondônia Corrigido: Juízo de Direito da 3ª Vara Criminal da Comarca de Porto Velho .8. Para tal desiderato é imperativo a instauração de “incidente de uniformização de jurisprudência”. A decisão mencionada possui o seguinte teor: “Indica a Des.0000. ad cautelam. Raduan Miguel Filho. cujo objeto é o mesmo ora apreciado.segunda-feira. Ivanira Feitosa Borges. Publique-se.br/autenticacao/validaDiario.tj. 138/2012 . mantendo- se a relatoria.

que lhe fora delegada. Decido. impetrou mandado de segurança. Atribui impertinência à justificativa utilizada ao desmembramento. Decisão de acordo com a jurisprudência dominante do STJ.0001 . já que não fora instaurada a relação processual com a citação dele.RO Agravado: Relator do Agravo de Instrumento nº 000064097.22. decorreu da Lei n. sob pena de extinção e arquivamento (fls. 267. além de que vem cumprindo rigorosamente com suas obrigações. Sansão Saldanha Revisor(a) : Des.771/2012. Moreira Chagas Decisão MONOCRÁTICA Apelação. Juiz Francisco Borges Ferreira Neto Relator Tribunal Pleno Despacho DA RELATORA Agravo Regimental nrº 0003198-42. Após.2. como. para que.ro.8. AgRg no REsp 1142636 / RS. parece ser o caso.2008. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . A sentença está de acordo com a jurisprudência do STJ e deste e. no prazo de 48 horas. tanto quanto na Carta da República. Trata-se de recurso de apelação interposto por Cia Itauleasing de Arrendamento Mercantil em face de Antônio Fernando Rodrigues Coutinho de Andrade contra a sentença que julgou extinto o processo. c/c § 1º.DJE. do CPC. Intimação pessoal da parte autora. pedindo liminar.22. Art. malgrado a iminência de prejuízo ao impetrante.016/2009. Relatei.0000 Agravante: Gilzélio Alfredo Resende Fabri Advogado: Fábio José Reato(OAB/RO 2061) Advogado: Aírton Pereira de Araújo(OAB/RO 243) Agravado: Juízo de Direito da 1ª Vara Cível da Comarca de Costa Marques . Desembargadora Marialva Henriques Daldegan Bueno Relatora 1ª CÂMARA CÍVEL 1ª CÂMARA CÍVEL 0285790-98. Tribunal.8.8. por lhe retirar a titularidade do Cartório do 2º Ofício.8.0000 Impetrante: João Ferreira Gouvea Advogado: Lupércio Pedrosa da Silva(OAB/RO 4233) Advogado: Lupercio Pedrosa da Silva Junior(OAB/RO 1511) Impetrado: Presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia Relator:Juiz Francisco Borges Ferreira Neto Relatório João Ferreira Gouvea.RO 39 Despacho DO RELATOR Mandado de Segurança nrº 0006642-83. pessoalmente. 240/STJ. querendo.22. Assim. que.001/2012/PR facultando-lhe fazer opção.segunda-feira. publicação do edital n. intimação da parte para que se manifeste em 48 horas (§ 1º do art. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. 26 de julho de 2012. com fundamento no art. endereço: https://www2. O requerimento do réu. a petição de fls. 2ª Turma. com apoio na Lei n. consequentemente. 138/2012 . nos autos da ação de reintegração de posse – arrendamento mercantil.html sob o número 138 Ano 2012 .2012. A rigor.2012. afirmado pelo impetrante. Para extinção do processo por abandono da causa é imprescindível o atendimento a três requisitos: inércia do autor por mais de 30 dias (inc.79/81). cujo pedido indefiro.82). violando direito garantido na lei.001/2012/PR. enviando-lhe cópia da inicial sem documentos. sob pena de indeferimento e desentranhamento. 557 do CPC. nos termos do inciso II do art.0001 Porto Velho / 4ª Vara Cível Apelante : Cia Itauleasing de Arrendamento Mercantil Advogado : Luciano Mello de Souza (OAB/RO 3519) Advogado : Celso Marcon (OAB/ES 10990) Advogada : Lia Dias Gregório (OAB/SP 169557) Advogado: Carlos Alessandro Santos Silva (OAB/ES 8773) Apelada: Antônio Fernando Rodrigues Coutinho de Andrade Relator(a) : Des. para promover o regular andamento ao feito. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. no caso. III do art. sem resolução de mérito. haja vista a impossibilidade de presumir que este tenha interesse na continuidade do feito.8. na pessoa de seu representante legal. N.22. inaplicável a Súmula 240 do STJ.Apelação Origem : 0285790-98.0000 Relatora:Desª Marialva Henriques Daldegan Bueno DESPACHO Intime-se o advogado do agravante a assinar. a priori. Publique-se Porto Velho.Inaplicabilidade da Súmula n.gov. 267 do CPC). publicou o edital n. no prazo de 05 dias. 267 do mesmo diploma) e requerimento do réu. Publique-se.419/06. quando formada a relação processual. ingresse no feito. alteração de serventias pressupõe lei em sentido formal e material. Quer a suspensão dos efeitos do edital. Notifique-se a autoridade dita coatora a fins de informações e dê-se ciência do feito ao órgão de representação judicial da pessoa jurídica interessada. Extinção do processo sem julgamento do mérito. 27 de julho de 2012. contra ato dito ilegal atribuído ao Presidente deste Tribunal de Justiça.12. é dispensado. se a serventia objeto do desmembramento sequer possuía o maior volume de serviços.771/2012. notário titular do Cartório de Registro de Imóveis do 2º Ofício.2. Vistos. Abandono da causa. não vislumbro a verossimilhança do direito alegado a justificar a concessão de liminar. II.br/autenticacao/validaDiario. 7º da Lei n.2008. redefinindo circunscrição de serventias. se o ato. sobremodo o financeiro. facultando-lhe opção.2012. aliás. conforme dispõe a Súmula 240 do STJ. Precedentes: 1) STJ. Porto velho. 223/226. redefinindo circunscrição de serventias.tj. Salienta a irregularidade do ato se decorre de processo administrativo do qual não participou como interessado. tendo em vista a inércia da parte autora. A autora/apelante fora intimada.22. mas não se manifestou (certidão fls. Diz que o ato lhe importa prejuízo. Intiem-se. vista à Procuradoria Geral de Justiça.

uma vez que não se configura o instituto da confusão entre credor e devedor.0000.” Porto Velho. nego provimento ao presente recurso.22.Apelação Origem : 0002715-38. endereço: https://www2.8. (e-sig) Desembargador Sansão Saldanha Relator 1ª Câmara Cível ABERTURA DE VISTA Recursos Especial em Apelação nrº 0004617-65.6. 543-C do Código de Processo Civil. Porto Velho. Rg. pois. apresentar contrarrazões ao Recurso Especial. j.2010. (Ag. 001/2001-PR. Porto Velho.EPP Advogado : Sérgio Antônio Bergamin Júnior (OAB/RO 4728) Advogado : Alex André Smaniotto (OAB/RO 2681) Apelada : Laine Cristine Santos da Silva Dentale Curador : José da Silva Messias (OAB/RO 59B) Relator(a) : Des.8. Apelação n. no Ag 1153022).tj. O presente recurso comporta julgamento monocrático.br/autenticacao/validaDiario. 138/2012 .. No Resp 1.22. no recurso Especial nº 1.html sob o número 138 Ano 2012 .419/06. 2) TJRO.2012. Apelação n.8.0001 (processo digital) Recorrente : Banco BMG S. j.8.] “Nos termos do Provimento n. do CC/02). do ponto de vista da relação jurídica base. j.Rg. Ministro Mauro Campbell Marques.22.22.0000 Recorrente: Claudécio Almeida dos Santos Advogado: Luiz Valdemiro Soares Costa (OAB/MA 9487A) Advogado: Reginaldo Ferreira Lima (OAB/RO 2118) Recorrente: Jefson Milhomem da Silva Advogado: Luiz Valdemiro Soares Costa (OAB/MA 9487A) Advogado: Reginaldo Ferreira Lima (OAB/RO 2118) Recorrente: José de Assis de Souza Advogado: Luiz Valdemiro Soares Costa (OAB/MA 9487A) Advogado: Reginaldo Ferreira Lima (OAB/RO 2118) Recorrente: Nivaldo Amancio Rodrigues Advogado: Luiz Valdemiro Soares Costa (OAB/MA 9487A) Advogado: Reginaldo Ferreira Lima (OAB/RO 2118) Recorrente: Elenice Aparecida de Jesus Souza Advogado: Luiz Valdemiro Soares Costa (OAB/MA 9487A) Advogado: Reginaldo Ferreira Lima (OAB/RO 2118) Recorrente: Jaime José Rodrigues Advogado: Luiz Valdemiro Soares Costa (OAB/MA 9487A) Advogado: Reginaldo Ferreira Lima (OAB/RO 2118) Recorrente: Francisco Carlos Caetano Advogado: Luiz Valdemiro Soares Costa (OAB/MA 9487A) Advogado: Reginaldo Ferreira Lima (OAB/RO 2118) Recorrente: Fabiana Barroso Advogado: Luiz Valdemiro Soares Costa (OAB/MA 9487A) Advogado: Reginaldo Ferreira Lima (OAB/RO 2118) Recorrente: Maria Aparecida Colombari Justi Advogado: Luiz Valdemiro Soares Costa (OAB/MA 9487A) Advogado: Reginaldo Ferreira Lima (OAB/RO 2118) Recorrente: Maria da Gloria Dias dos Santos Advogado: Luiz Valdemiro Soares Costa (OAB/MA 9487A) Advogado: Reginaldo Ferreira Lima (OAB/RO 2118) Recorrida: Federal de Seguros S.ro..8. a sentença que reconheceu a prescrição para a cobrança de dívida consubstanciada numa nota promissória. (e-sig) Desembargador SANSÃO SALDANHA Relator 1ª CÂMARA CÍVEL 0002715-38. Ademais. no caso.” (a) Belª Ciraneide Fonseca Azevedo Diretora do 1DEJUCIVEL 1ª Câmara Cível ABERTURA DE VISTA Recurso Especial em Agravo de Instrumento nrº 0001301-76.09. nos termos do art. TJRO.2010. 206.701RS). 0040072-98.22. Intime-se. Tema submetido ao regime do art. querendo. pois segundo a jurisprudência do STJ “É cabível a condenação em honorários advocatícios quando a Defensoria Pública logra êxito no patrocínio de demanda ajuizada contra ente federativo diverso. Rel.273.108. fica o(a) recorrido(a) intimado(a) para. Porto Velho-RO.0014 Vilhena / 1ª Vara Cível Apelante : Magazine Minozzo Ltda . apresentar contrarrazões ao Recurso Especial. Portanto. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . 1ª Câmara Cível. O entendimento do STJ é no sentido de que “o lapso prescricional da demanda monitória fundada em título executivo está vinculado à prescrição do direito base” (Ag. está de acordo com a jurisprudência do STJ.2010.A.segunda-feira.2009. 05 de julho de 2012. Desembargador Moreira Chagas.013/RJ. Moreira Chagas Vistos. 07/10/2010. 557 do CPC. Assim. N. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Advogado: Felipe Gazola Vieira Marques (OAB/MG 76696) Advogado: Israel Algusto Alves Freitas da Cunha (AOB/RO 2913) Advogado: Jonathas Coelho Baptista de Mello (OAB/RO 3011) Advogado: Vinicius Pereira Barbosa (OAB/MG 106966) Recorrida: Maria Vanuzia Amorim de Sales Advogado: Ivon José de Lucena (OAB/RO 251B) Advogada: Suely Maria Sobreira de Lucena (OAB/RO 252B) “Nos termos do Provimento n. 25 de agosto de 2011. nego seguimento ao recurso. Rel.gov. não cabe acolhimento do pedido de anulação da condenação em honorários advocatícios em favor da Defensoria Pública.DJE. AgRg no Ag 1014710 / SP. No mesmo sentido são os precedentes: AgRg no Ag 1014710 / SP. Sendo assim. 27 de julho de 2012.A. Eliana Calmon. 1ª Câmara Cível. Dje de 22.0014 .22. 27 de julho de 2012 (a) Belª Ciraneide Fonseca Azevedo Diretora do 1DEJUCIVEL/TJRO Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.8. fica o(a) recorrido(a) intimado(a) para. Advogada: Débora Oliveira Barcellos (OAB/RS 43524) Advogada: Rosangela Dias Guerreiro (OAB/RJ 48812) Advogada: Sibele Sena Campelo (OAB/RJ 65112) [. de 13/9/2001.RO 40 Rel. a pretensão para a cobrança da dívida já estava prescrita quando da propositura da ação de cobrança (04/03/2010). 23/11/2010. 001/2001-PR. querendo. 23/11/2010. pois está em confronto com a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça. Sansão Saldanha Revisor(a) : Des. §5º.0010 Apelação. Já havia transcorrido o prazo de 05 anos (art.2010. de relatoria da Min. I. Desembargador Sansão Saldanha. 0010187-35. de 13/9/2001. com vencimento em 28/02/2005.

constrangimento ou humilhação que possa justificar indenização. MERO ABORRECIMENTO. não podendo prosperar a alegação da parte de que desconhecia o seu teor.0001 . uma vez constatada sua ocorrência.2007. 557. remetam os autos à origem.0005 Ji-Paraná / 3ª Vara Cível Apelante : Trip Linhas Aéreas S/A Advogada : Carla Denes Ceconello (OAB/MT 8840B) Advogado : Itallo Gustavo de Almeida Leite (OAB/MT 7413) Advogada : Claudete Solange Ferreira (OAB/RO 972) Apelado : Gilson Sydnei Daniel Advogado: Gilson Sydnei Daniel (OAB/RO 2903) Relator(a) : Juiz José Torres Ferreira Revisor(a): Vistos.0005 . Posto isso.8. apenas o fazendo em datas subseqüentes.0001 Porto Velho .Recurso especial não conhecido. de 13/9/2001. A autora apelante alega que realizou contrato de empréstimo consignado em folha de pagamento.2011.Apelação Origem : 0001198-03.] “Nos termos do art. desconto na conta do correntista. 16. §1º. justificada pelo horário bancário. Houve apenas percalço. mas no caso teve seu salário comprometido em face do desconto de R$ 156. do Provimento n. DJ 21/06/2004. O inconformismo da autora reside na improcedência do pedido de dano moral.22. A sentença afastou o dano moral. 26 de julho de 2012. do CPC. Nesse sentido: CIVIL.22. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. no mês em que houve o desconto indevido. N. não teve o nome inscrito por nenhum fato correlato ao valor descontado. entretanto. por meio da qual neguei seguimento aos embargos infrigentes protocolizado de forma física. requerido às fls. 2 . ficha financeira da apelante. durante todo o ano. 26 de julho de 2012.A. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos. Porto Velho. 229) Posto isto.8.8. Contrarrazões pugnando pelo não provimento do recurso. Examinados.A simples omissão do estabelecimento bancário em não efetuar.99.100/PB. contraminutar o Agravo e juntar documentos. sob o argumento de que o reconhecimento da má prestação do serviço em si já implica na indenização. visto que não fora interrompido por culpa do juízo.. julgado em 01/06/2004. querendo.22. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Assim. 1º.. fica o(a) Agravado(a) intimado(a) para. Porto Velho/RO. Rel. vale frisar que a Instrução que regulamenta os procedimentos referentes à implementação do SDSG é do ano 2010. p. QUARTA TURMA. em valores superiores.22. da parte contrária ou por problema no Sistema Digital do Segundo Grau –SDSG. se observar nos autos o documento de fl.segunda-feira. Indefiro o pedido de restituição do prazo para oposição dos embargos infringentes.2011. 115/117 (processo digital). 138/2012 . Ministro FERNANDO GONÇALVES.Fórum Cível / 4ª Vara Cível Apelante : Jaqueline Costa Pimentel Advogado : Wilson Raimundo José (OAB/RO 4625) Advogado : Felippe Idak Amorim Santos (OAB/RO 4822) Advogado : Luis Clodoaldo Cavalcante Neto (OAB/RO 529E) Apelado : Banco BMG S. Transitado em julgado. decido. 1 . A autora não demonstrou que o valor descontado indevidamente tenha lhe causado infortúnio maior que um mero aborrecimento.” Porto Velho. Requer a reforma da sentença para condenar o apelado ao pagamento de dano moral a ser arbitrado. 111/112. sendo que após o desconto da última parcela. não se traduz em vexame. não ultrapassa a esfera do mero aborrecimento. endereço: https://www2. DANO MORAL.8. JOSÉ TORRES FERREIRA Juiz Convocado/Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0001198-03. sobretudo quando se trata de advogado atuando em causa própria. com fundamento no art. pois não teve devolvido cheque por ausência de fundos em sua conta corrente. Advogado : Felipe Gazola Vieira Marques (OAB/MG 76696) Advogado : Israel Augusto Alves Freitas da Cunha (OAB/RO 2913) Relator(a) : Des.99. como bem disposto na sentença tratou-se de descumprimento contratual por parte do apelado sem maiores repercussões. Jaqueline Costa Pimentel recorre as sentença proferida nos autos da ação de repetição de indébito c/c dano moral que julgou parcialmente procedente condenado o apelado a devolução em dobro do valor de R$ 156. Desembargador Alexandre Miguel Relator Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Ademais. mediante estorno em dobro das quantias excedentes.2011.br/autenticacao/validaDiario. Por outro lado. junho/2010. sobreveio mais um desconto no mesmo valor. traduzido na falta à aula para cuidar do assunto. que.gov. 001/2001-PR.Apelação Origem : 0007375-68. foi o mês em que o total líquido dos rendimentos dela foi maior. nego seguimento ao recurso. Publique-se. circunstância. nas épocas combinadas.tj. (REsp 598. não deixou de efetuar o pagamento de algum débito por ausência desse valor.ro.html sob o número 138 Ano 2012 .22. mantenho a decisão de fls. 27 de julho de 2012 (a) Belª Ciraneide Fonseca Azevedo Diretora do 1DEJUCIVEL/TJRO 2ª CÂMARA CÍVEL Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0007375-68. corrigida a falta. no prazo de 10 (dez) dias. e que por esse fato pleiteia dano moral e a repetição do indébito.8.DJE.419/06.2011. Publique-se. caput.0001 Agravante: Recol Representações e Comércio Ltda Advogado: José Ricardo Costa (OAB/RO 2008) Recorrida: Tapajós Famacéutica Ltda Advogada: Caroline Carranza Fernandes Arnuti (OAB/RO 1915) Advogado: Tadeu Fernandes (OAB/RO 79A) Advogada: Meirielen do Rocio Rigon Terra (OAB/RO 3401) Advogado: José Carlos Leite Júnior (OAB/PR 22224) [.RO 41 ABERTURA DE VISTA Agravo em Recurso Especial em Apelação nrº 1004323-98.

Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos. DANO MORAL. podendo a indenização ser estabelecida em valor maior ou menor.8. DJ 09/10/2006 p. em sede de recurso especial. Ministro HUMBERTO GOMES DE BARROS. EXTRAVIO DE BAGAGEM. Sustentam que não ficou comprovado o dano moral. CIVIL E PROCESSUAL. 138/2012 .html sob o número 138 Ano 2012 . I. moral e lucros cessantes que julgou parcialmente procedentes os pedidos iniciais e condenou-as solidariamente ao pagamento de R$ 4. julgado em 10/06/2008. . IV. o que não ocorre no presente caso. decido. Trata-se de ação indenizatória em que a apelada pretende a condenação das apelantes em face do extravio temporário de bagagem.145. e quando do recebimento faltavam 7.CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR E CONVENÇÃO DE VARSÓVIA . .28 pelos danos materiais. A apelada apresentou contrarrazões pugnando pela manutenção da sentença. TARIFAÇÃO NÃO MAIS PREVALENTE EM FACE DO CDC. CABIMENTO. as hipóteses de indenização por atraso de vôo não se restringem àquelas descritas na Convenção de Varsóvia. Examinados. II. afastando a indenização pleiteada.00 por dano moral. Ressaltam que caberia a apelada discriminar o valor da bagagem quando do seu transporte a fim de limitar o valor da indenização. 333. alternativamente. DANOS MORAIS. pelo fato de sequer existir nos autos prova de que as mercadorias tidas como extraviadas houvessem sido despachadas. deixou de demonstrar o fato constitutivo do seu direito. nos casos em que o valor fixado destoa daqueles arbitrados em outros julgados recentes desta Corte ou revela-se irrisório ou exagerado. 7 DESTA CORTE. a tarifação por extravio de bagagem prevista na Convenção de Varsóvia não prevalece. VALOR DA INDENIZAÇÃO. DJe 30/06/2008) AGRAVO REGIMENTAL. bem como esta Corte já firmaram entendimento de que o extravio de bagagem gera dano moral e material. ou que tenha sofrido qualquer dano. em que a apelada não considerou e assumiu o risco de despachar pertences que deveriam ser trazidos em bagagem de mão. não caracterizando hipótese de caso fortuito ou de força maior. A autora apelada em sua inicial afirma que teve sua bagagem extraviada quando do retorno da cidade do Rio de Janeiro para Porto Velho. estava com peso muito menor.Cabe indenização a título de dano moral pelo atraso de vôo e extravio de bagagem. CONVENÇÃO DE VARSÓVIA.8.0005 Ji-Paraná / 3ª Vara Cível Apelante : Gol Linhas Aéreas Inteligentes S/A Advogada : Marcia Rodrigues Dantas (OAB/RO 1803) Advogada : Laiana Oliveira Melo (OAB/RO 4906) Advogado : Bernardo Augusto Galindo Coutinho (OAB/RO 2991) Advogada : Luana Corina Medéa Antonioli (OAB/SP 181375) Advogado : Gustavo Franco Ferreira (OAB/SP 236811) Advogado : Márcio Vinícius Costa Pereira (OAB/RJ 84367) Apelante : VRG Linhas Aéreas S/A Advogada : Marcia Rodrigues Dantas (OAB/RO 1803) Advogada : Laiana Oliveira Melo (OAB/RO 4906) Advogado : Bernardo Augusto Galindo Coutinho (OAB/RO 2991) Apelada : Izabel Domingos Fahl Advogado : Dilney Eduardo Barrionuevo Alves (OAB/RO 301B) Advogada : Eurianne de Souza Passos (OAB/RO 3894) Relator(a) : Des.APELAÇÃO . A alteração dos valores arbitrados a título de reparação de danos extrapatrimoniais somente é possível. o que afasta a limitação tarifada.A ocorrência de problema técnico é fato previsível. EXTRAVIO DE BAGAGEM EM TRANSPORTE AÉREO INTERNACIONAL. Rel. Ministro ALDIR PASSARINHO JUNIOR. III. N. Reclamam do valor atribuído ao dano moral. RESPONSABILIDADE CIVIL OBJETIVA. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .2011. Requerem a reforma da sentença para julgar improcedentes os pedidos iniciais ou.291. R$ 2. Após o advento do Código de Defesa do Consumidor. Salientam que os lucros cessantes estão baseados em mera expectativa de direito. . demonstrando que vários objetos haviam desaparecido.PRETENDIDA REFORMA . QUARTA TURMA. O dano decorre da demora.SENTENÇA Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. As apelantes afirmam que não há qualquer comprovação de que a bagagem foi extraviada.REFORMA DA SENTENÇA . AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO DE INSTRUMENTO.22. do CPC). VEDADO. julgado em 25/09/2006. SÚMULA N.2011. endereço: https://www2.000.22. implicaria em reexame de matéria fático-probatória. entendendo ser excessivo para o caso. (AgRg no Ag 959.br/autenticacao/validaDiario.Em vôo internacional. 284) TRANSPORTE AÉREO . ATRASO. Aduzem que o Código Civil impõe observância à regulamentação específica da ANAC.419/06.3kg de mercadorias. O STJ. as quais seriam revendidas.403/RJ. onde passou 05 dias sem a mesma. a redução do dano moral. o que está obstado pela Súmula n. Questionam a condenação ao pagamento de dano material. I. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. o qual não ficou demonstrado. (AgRg no Ag 442487/RJ.segunda-feira.ATRASO DE VÔO E EXTRAVIO DE BAGAGEM . FATO PREVISÍVEL.0005 . IMPOSSIBILIDADE. . não se exigindo prova de tais fatores. VÔO INTERNACIONAL.DJE. REEXAME DE PROVA. sendo que este último baseado nos valores estipulados a cada item que constavam nela. a qual quando da sua devolução.Após o advento do Código de Defesa do Consumidor. Alteração do valor arbitrado. .RO 42 Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0008247-83.DANO MORAL . ARGUMENTAÇÃO INOVADORA. Rel.Vedado no regimental desenvolver argumento inovador não ventilado no especial. como não fez prova nesse sentido (art. APLICAÇÃO DO CDC.DANOS MATERIAL E MORAL FIXADOS EM PRIMEIRO GRAU .gov.RECURSO ESPECIAL .Apelação Origem : 0008247-83. justifica-se a obrigação de indenizar.78 a título de lucros cessantes e R$ 4. desconforto. se não foram tomadas todas as medidas necessárias para que não se produzisse o dano. TERCEIRA TURMA.ro. consoante a apreciação do Judiciário em relação aos fatos acontecidos. 7 desta Corte. AGRAVO IMPROVIDO. o qual não demonstra nos autos qualquer cálculo da pretensão.tj. no presente caso. aflição e dos transtornos suportados pelo passageiro. Agravo improvido. PROBLEMA TÉCNICO. Gol Linhas Aéreas Inteligentes S/A e VRG Linhas Aéreas S/A recorrem da sentença proferida nos autos da ação de reparação de danos material.

Discorrendo sobre o assunto. com peso total de 32kg. não se exigindo prova de tais fatores. sendo portanto. a título de dano moral. provido também em parte.html sob o número 138 Ano 2012 . DJ de 16/2/2004).0001 . DJ 08/10/2007. Min.000. da mesma forma os lucros cessantes. 10000720060139246. desconforto. Apelação n. 138/2012 . 02/08/2006). julgado em 20/09/2007. nego seguimento ao recurso. sobretudo. A matéria relativa ao arbitramento da condenação. 16/11/2011.00. e se afina aos precedentes desta Corte sobre o tema (Apelação n. DJ de 09/10/2006). Nos termos do artigo 944 do CC. logo comprovado que os objetos foram extraviados. o extravio da bagagem deu-se no retorno de viagem. o que implica em transtorno de relativa extensão. subsiste orientação da E. na cidade do Rio de Janeiro. 10000120030086859. Marcos Alaor Diniz Grangeia. correspondentes a metade do valor das mercadorias extraviadas.Prevalece o entendimento na Seção de Direito Privado “de que tratando-se de relação de consumo. este último decorrente do desconforto. Renato Martins Mimessi.487-RJ. que a fixação da indenização por dano moral deve atender a um juízo razoabilidade e proporcionalidade. Raphael de Barros Monteiro. 000330457. e quando do seu recebimento 05 dias depois. e outras circunstâncias mais que se fizerem presentes. está estabelecido em nosso direito que a indenização se mede pela extensão do dano. J. é aplicável à espécie o Código de Defesa do Consumidor. I . Extravio permanente de bagagem. com razoabilidade. Reg.gov. evidenciando que a fixação da indenização deve se dar de forma que seja eficaz para a prevenção da repetição de incidente como esse dos autos com outras pessoas. nessa extensão. proporcionalmente ao grau de culpa. Humberto Gomes de Barros. Provada a falha na prestação de serviço consistente no extravio de bagagem de passageiro. Rel. III . Segunda Seção. aflição e dos transtornos suportados pelo passageiro.br/autenticacao/validaDiario. ainda.685. tenho que o mesmo é insubsistente. (REsp 612817/MA. com uma mala. desconforto. Ministro HÉLIO QUAGLIA BARBOSA. Rel. Banco CSF S/A – Banco Carrefour S/A recorre da sentença proferida nos autos da ação declaratória de nulidade de título de crédito e indenizatória que julgou procedentes os pedidos iniciais e o condenou ao pagamento de R$ 6.ro. de modo que a indenização fixada em R$5.5Kg.DJE. em que a parte autora figura como destinatário final dos serviços de transporte aéreo. atende a razoabilidade e proporcionalidade. 287) Indenização. No Agravo n. 10000520040100729. do CPC.00. II . de acordo com o seu prudente arbítrio. a intensidade e duração do sofrimento experimentado pela vítima.90 e. Min. DJ de 09/10/2006). o valor arbitrado em primeiro grau não destoa de outros precedentes desta Corte sobre a matéria. e esses não tiveram impugnados seus valores.Recurso especial conhecido em parte e. Reg. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.8. Tratando-se de relação de consumo.De igual forma.419/06.22. na linha de que “a ocorrência de problema técnico é fato previsível. Apelação n. devidos. no Agravo n. caput. de minha relatoria. aflição e dos transtornos suportados pelo passageiro. No que diz respeito ao argumento de que não há comprovação do dano moral na espécie. Humberto Gomes de Barros. ressaltando-se. Dano moral. J. Apelação n. O dano decorre da demora. as condições sociais do ofendido.8. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . não se exigindo prova de tais fatores (Ag. 6ª Edição.RO 43 DE 1º GRAU RESTABELECIDA . QUARTA TURMA. Kiyochi Mori. não se exigindo prova de tais fatores” (Ag. situação em que há um desgaste natural e. J. 23/08/2005. 26 de julho de 2012. na qual adquiriu-se mercadorias para revenda. endereço: https://www2. Redução. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0245227-28. 25/04/2007. Rel. não havendo que se falar na tarifação indenizatória decorrente do Código Brasileiro de Aeronáutica ou da Convenção de Varsóvia. a relativa ao dano moral na quantia de R$5. Posto isto. Juiz João Luiz Rolim Sampaio. Transporte aéreo.2009. para restabelecer-se a sentença de primeiro grau. Rel. é no sentido de que cabe indenização a título de dano moral pelo extravio de bagagem e que o dano decorre da demora. 442. contudo. Na espécie.22. N. encontra-se com a jurisprudência sedimentada nesta Corte no sentido de que se deve operar com moderação.487-RJ. aflição e dos transtornos suportados pelo passageiro. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Des. 29/02/2012) Verifica-se que a apelada contava no embarque. é devida indenização por dano material e moral. p. de modo que “cabe indenização a título de dano moral pelo atraso de vôo e extravio de bagagem. valendo-se de sua experiência e do bom senso.Apelação Origem : 0245227-28. 00086682220108220001.0001 Porto Velho .0005. 442.2010.tj.000.22.2009. não caracterizando hipótese de caso fortuito ou de força maior”.RECURSO ESPECIAL CONHECIDO E PROVIDO EM PARTE. Rel. atualizáveis a contar da data da decisão do recurso especial. Porto Velho. Rel. seja compatível com a reprovabilidade da conduta ilícita. cabendo ao juiz orientar-se pelos critérios sugeridos na doutrina e na jurisprudência. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos. Fixação. 22/07/2008.Fórum Cível / 3ª Vara Cível Apelante : Banco CSF S/A Advogado : Gilberto Badaró de Almeida Souza (OAB/BA 22772) Advogado : Amaro Vinícius Bacinello Ramalho (OAB/RO 3212) Advogado : Rinaldo Renzo Okitoi (OAB/SP 183225) Apelada : Débora da Silva Advogado : Marcelo Maldonado Rodrigues (OAB/RO 2080) Relator(a) : Des.segunda-feira. fixada a indenização por dano material em R$194.000. (Apelação Cível N.00 a título de dano moral. Min. J. oportuna é a lição de Sérgio Cavalieri Filho em seu Programa de Responsabilidade Civil. 557. a capacidade econômica do causador do dano. Rel. já citada acima. Transitado em julgado. remetam os autos à origem. em que as autoras figuram inquestionavelmente como destinatárias finais dos serviços de transporte. No caso dos autos. Juiz Léo Antônio Fachin. pois a jurisprudência do STJ. Voo internacional. J. uma frustração pela perda desses bens. Apelação n. Internacional. por seu turno.8. Rel. J. Incidência do Código de Defesa do Consumidor. com fundamento no art. Des. aplicável é à espécie o Código de Defesa do Consumidor” (REsp 538. à capacidade econômica das partes. 10000120050203982. Publique-se. Editora Malheiros: Importa dizer que o juiz ao valorar o dano moral deve arbitrar uma quantia que. pesava 24.

0005 Ji-Paraná / 2ª Vara Cível Apelante : Joseli Dantas da Silva Advogado : Carlos Luiz Pacagnan (OAB/RO 107B) Apelado : Wiliam Madaleno da Silva Advogado : Antônio Fraccaro (OAB/RO 1941) Relator(a) : Des. nego seguimento ao recurso. Esta Corte já se manifestou inúmeras vezes acerca da responsabilidade por dano moral do fornecedor por ato praticado por terceiro estelionatário que se utiliza de dados de outrem para praticar fraude: apelações cíveis n. de modo que é evidente que o fornecedor incorreu em falha ou negligência interna em aceitar documentação falsificada e em razão disso. Ministro HÉLIO QUAGLIA BARBOSA.2008. Ministra NANCY ANDRIGHI.223/RJ. QUARTA TURMA. REsp 684. DJe 30/09/2008.2008.2011.2008.046/RN Relator Min.483/RJ. 100. o que lhe impediu de produzir provas no sentido de que o apelado tem condições de arcar com as despesas processuais.tj. encaminhar o CPF do consumidor ao banco de dados restritivos de crédito. REsp 625089/MS Relator Min. Rel.002411-2. Ministro MASSAMI UYEDA. Evidente que no fato jurídico em comento. Eliana Calmon. Por fim pede a redução do quantum indenizatório. REsp 710. inclusive imóvel.001.segunda-feira.2006. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Rel. o comprovante de que seu nome foi inscrito no órgão restritivo de crédito pelo apelante em 25/02/2009 (fl. julgado em 26/09/2006.001.ro.gov. Quanto ao valor do dano moral. eis que suportou a dívida contraída e mais a presente condenação.027440-0. que utilizou dados falsos do consumidor para contratação de negócio jurídico.959/MS Relator Min. Contrarrazões pela manutenção da sentença. não havendo que se perquirir sobre a culpa.22. A responsabilidade que decorre da relação de consumo é objetiva (art. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos. Sustenta que o apelado é policial militar.8. Barros Monteiro. O valor de R$ 6.ºs: 0107247-70.2007.2007.tem condições de arcar com as despesas processuais. mas mesmo assim teve seu nome negativado nos órgãos de proteção ao crédito.2011. salienta que outras inscrições em seu nome também estão sendo discutidas judicialmente por serem também indevidas. pois a outra inscrição anterior a discutida nos autos também está sendo analisada judicialmente por meio dos autos 0245226-43. 100. Requer a nulidade da sentença e no mérito o provimento do recurso para julgar procedente a impugnação. com fundamento no art.0005 (ação indenizatória).005. 100. Contrarrazões pugnando pela manutenção da sentença.8. 100. Em preliminar pugna pela nulidade da decisão sob o argumento de cerceamento de defesa ante o julgamento antecipado da lide. ademais ante a existência de outras inscrições em nome da autora apelada.001. mesmo estando este sob alienação fiduciária. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.0001.001. torna-se imperativo o julgamento antecipado da lide em atenção aos princípios de ordem pública. Examinados. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0010730-86. julgado em 17/12/2009. AgRg no REsp 690230 Relator Min.22. 100. bem como declaração de ajuste anual sobre a remuneração dele. 100.html sob o número 138 Ano 2012 .2008. se assim não entender.Apelação Origem : 0010730-86.22. a redução do quantum.021. Requer a reforma da sentença para julgar improcedente o pedido inicial ou. Nesse sentido também o STJ: REsp 987. DJe 02/02/2010.024500-4.8.2007.419/06. Apela dispondo que a culpa pelo suposto dano alegado pela apelada é de terceiro falsário.RO 44 A autora afirma em sua exordial que nunca contratou com o apelante. 310.014. REsp 1066287/PB.025011-3. competiam à autora. 557. N. tem-se que o ato ilícito causou transtornos presumíveis. REsp 808. DJ 30/10/2006 p. tendo renda e padrão de vida estável.2011. decido. Ministro JORGE SCARTEZZINI. tanto que trouxe cópia da certidão de inteiro teor de um imóvel em nome do apelado. há de ser afastada a sua aplicabilidade.985/RJ Relator Min. 14 do CDC). entendendo o juízo singular acerca da desnecessidade de outras provas para firmar o seu convencimento sobre a demanda.010227-0. No que diz respeito à aplicação da Súmula 385 do STJ não é o caso. Porto Velho.001. documentos comprobatórios de suas afirmações. O fato de pretender a produção de outras provas como certidão do DETRAN sobre a existência de veículos em nome do apelado.22. Examinados.2008.8. sendo que a condenação lhe implica em ônus excessivo. Jorge Scartezzini. Rel. Joseli Dantas da Silva recorre da decisão proferida nos autos de impugnação ao benefício da justiça gratuita que julgou improcedente o pedido. TERCEIRA TURMA. 248. A preliminar de nulidade da sentença por cerceamento de defesa não merece guarida.018615-8.001.22. Rel.688/ES.021543-1. Posto isto. o banco responde pelos resultados decorrentes da abertura e disponibilização de produtos e serviços a terceiros.411/RJ e REsp 782. julgado em 16/09/2008. o caso não demanda a concreta demonstração dos abalos subjetivos. pelo fato de que cabia a autora apelante trazer com a inicial. QUARTA TURMA. Publique-se.2005. portanto. A apelada trouxe aos autos. A autora nesta demanda afirma que o apelado – autor na indenizatória . DJ 12/03/2007 p. por entender excessivo para a causa ensejando enriquecimento indevido.2006. 100.DJE.2008. 22) permanecendo inscrito até a concessão da antecipação da tutela nestes autos em 01/10/2009 (fl. 38). ou seja. Cesar Asfor Rocha.008032-8. do CPC.016413-3. 26 de julho de 2012.001. 100. caput.br/autenticacao/validaDiario.0002. 138/2012 . e não ao juízo.023726-5. 100.2009. não preenchendo os requisitos para a concessão do benefício da gratuidade da justiça. o qual não passível de ser indenizado. Fernando Gonçalves. TERCEIRA TURMA. Assim. endereço: https://www2.8. 100.001.000. julgado em 13/02/2007.00 não ultrapassa os precedentes desta Câmara e do STJ para casos análogos: REsp 811. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.015370-0. decido. mantendo a gratuidade concedida ao apelado nos autos 0006315-60. AgRg no Ag 691. mas mesmo assim ela se concretizou. Reclama que a apelada passou por mero aborrecimento. 100. Ainda.0005 . Ressalta que tomou todas as medidas cabíveis para impedir a atuação do fraudador.

DJE. 1. Diante da interposição do presente incidente de impugnação a requerida. isto é. 7/STJ. Contrarrazões pugnando pela manutenção da sentença. I. não serve como prova de que o apelado tem condições de arcar com as despesas processuais. A apelada em sua inicial afirma que é beneficiária do INSS e teve indevidamente descontado de seu benefício parcelas referente aos contratos 820031718-1 e 820021481-8. e por descontar duas parcelas de uma única vez do benefício da apelada. bem como.0002 Ariquemes / 1ª Vara Cível Apelante : Banco Bonsucesso S. não desconstitui a presunção ora enfocada.0002 . Transitado em julgado. 3. decido.00 devidamente corrigido e R$ 8. nego seguimento ao recurso. afirma que o apelado tem condições de arcar com as despesas processuais. remetam os autos à origem. Portanto. 7º da lei 1.tj. ante o disposto na Súmula n. 1. Porto Velho. a cargo da outra parte. cada uma no valor de R$ 163. FALTA DE REQUISITOS. O negócio jurídico tem como um dos elementos constitutivos a declaração de vontade. DJe 02/05/2012) Posto isto. 19). No caso concreto. Banco Bonsucesso S.245/MG.22. DESPROVIMENTO. sem atingir o sustento seu e de sua família. Examinados. SÚMULA N. tal afirmação não é absoluta. a apelante não cumpriu com o que dispõe o art. no caso concreto. ou seja. ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA GRATUITA. na própria petição inicial. N. avaliar se a parte pode ou não despender as despesas judiciais. Compulsando os autos. merecendo ser reduzido. objetivamente. houve fraude. restituição de pagamento indevido e indenização por dano moral e material que julgou procedentes os pedidos iniciais. a impugnação a pedido de assistência judiciária. do CPC. 333 DO CPC. Trata-se de demanda indenizatória ajuizada pelo consumidor sob alegação de ter experimentado dano de cunho moral advindo de contratação de empréstimos consignados em aposentadoria. infere-se que a apelante não comprovou. recorre da sentença proferida nos autos da ação declaratória de inexistência de débito c/c anulação de título de crédito. É ônus do impugnante comprovar a suficiência econômicofinanceira do beneficiário da justiça gratuita. Nesse sentido: PROCESSUAL CIVIL.419/06.2011. por ato de terceiro estelionatário.000. a redução do quantum indenizatório.8. julgado em 24/04/2012. goza a declaração de hipossuficiência da parte requerente presunção relativa de veracidade.2011. 138/2012 . Reclama que o valor indenizatório arbitrado é excessivo. ora autora. Advogada : Tatiana Feitosa da Silveira (OAB/RO 4733) Advogado : Fábio Luiz de Oliveira e Ferreira (OAB/MG 63816) Advogada : Nara Patrícia da Silva (OAB/MG 109936) Advogado : Celso Henrique dos Santos (OAB/MG 110394) Advogado : Márcio Barroca Silveira (OAB/MG 74181) Apelada : Marina Tomie Ueda Advogado : Arlindo Frare Neto (OAB/RO 3811) Relator(a) : Des. para com isso ser-lhe revogado o benefício da assistência jurisdicional gratuita. do CPC. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. portanto. em qualquer fase da lide.22. o que é vedado em sede de recurso especial. financiado pela Caixa Econômica Federal (fl. finalmente. 2. nada tendo a ver a assistência judiciária com assistência jurídica integral prevista na Magna Carta. sem prejuízo próprio ou de sua família. A. que o apelado não é pobre na acepção jurídica do termo. que só pode ser desconstituída por prova robusta e cabal em sentido contrário. 333. Rel. tendo agido no exercício regular de um direito. QUARTA TURMA. sob pena de comprometer o apoio material necessário à subsistência familiar. A. Sustenta o apelante que não incorreu em ato ilícito. com fundamento no art. O ônus da prova não é daquele que pretende os benefícios. ART. não restou demonstrado o dano suportado pela apelada.” No entanto.html sob o número 138 Ano 2012 . mas sim daquele que impugna tal pedido. uma vez que a sua ausência torna o contrato inexistente de tal modo que não se pode nem lhe atribuir efeitos jurídicos. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos. IMPUGNAÇÃO.00. 7/STJ.” Dessa forma. 557.ro. mediante simples afirmação. AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.Apelação Origem : 0007316-89. Alega que a culpa é de terceiro e. se assim não entender. não podendo ser penalizado. de forma clara e inequívoca. Agravo regimental desprovido. a verificação das provas sobre a inexistência dos requisitos para a concessão do benefício da justiça gratuita demandaria o revolvimento do conjunto fáticoprobatório. sendo vítima. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .8. endereço: https://www2. caput.00 a título de dano moral.50m² de área construída. a teor do disposto no art. ÔNUS DA PROVA DO IMPUGNANTE. comprovado que os danos derivaram exclusivamente da conduta do apelante por não ter a cautela necessária na formação do contrato. Requer a reforma da sentença para julgar improcedente o pedido inicial ou. A Lei n.gov. consignados por terceiro em seu nome e sem sua anuência. não possui os requisitos para a concessão da gratuidade. ainda que seja afirmado nos autos pelo apelado que não se encontra em condições de pagar as custas do processo. de que não está em condições de pagar as custas do processo e os honorários de advogado. Anote-se. (AgRg no AREsp 27. PESSOA JURÍDICA. POSSIBILIDADE. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0007316-89. que por simplesmente ser policial militar e contar com um imóvel que lhe serve de residência de 38.segunda-feira. Dessa forma. 4º que: “A parte gozará dos benefícios da assistência judiciária.br/autenticacao/validaDiario.RO 45 Rejeito a preliminar. determinando a devolução de R$ 163. 26 de julho de 2012. por meio de outras provas e circunstâncias.060/50: “A parte contrária poderá. Ministro ANTONIO CARLOS FERREIRA.060/50 dispõe em seu art. requerer a revogação dos benefícios de assistência. cabendo ao magistrado. desde que prove a inexistência ou o desaparecimento dos requisitos essenciais à sua concessão.

Após o trânsito em julgado.0002. Nessa hipótese.000.010227-0.005.014. praticada por terceiro estelionatário. endereço: https://www2.008032-8.Apelação Origem : 0003351-43. N.015370-0. julgado em 13/02/2007. Contrarrazões pugnando pela manutenção da sentença. operando a redução quando se mostrar excessivo.001. 100. da CF.2007. 100. portanto.ºs: 0107247-70. Trata-se de demanda indenizatória ajuizada pelo consumidor sob alegação de ter experimentado dano de cunho moral advindo de inclusão indevida de seu nome em órgão restritivo de crédito.22.0002.2007. Rel.DJE. A autora em sua inicial afirma que teve o nome inscrito no cadastro de inadimplentes. em tese. 100. 100.html sob o número 138 Ano 2012 . que decorreu da contratação.001. TERCEIRA TURMA. Posto isto.001. DJe 02/02/2010.001. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0003351-43.001.22. Ministra NANCY ANDRIGHI. 138/2012 .046/RN Relator Min.gov.018615-8. tratando-se de responsabilidade objetiva.027440-0.0001 . No que tange a quantificação do dano moral arbitrado em R$ 8. o qual então verificado.175.001. julgado em 13/02/2007. Eliana Calmon. 248. Publique-se. 310. julgado em 17/12/2009. bem como o defeito na prestação do serviço. não havendo que se perquirir sobre a culpa. DJe 30/09/2008. DJ 12/03/2007 p. Porto Velho. REsp 808. Ministro MASSAMI UYEDA.021543-1.483/RJ.2005.2006.024500-4.2008. REsp 710.2007. julgado em 16/09/2008.001.8. REsp 1066287/PB. 100. Barros Monteiro. DJ 12/03/2007 p. independente de culpa. QUARTA TURMA. AgRg no REsp 690230 Relator Min. Ministro MASSAMI UYEDA.008032-8. QUARTA TURMA. REsp 684.002411-2.8. V e X. Ministro JORGE SCARTEZZINI. 100.tj. Prequestiona o art.2008. do CPC.001.015370-0. Rel. 21) permanecendo inscrito até a concessão da antecipação da tutela nestes autos em 23/02/2010 (fl.2006.021.ro. No mais. a empresa responde pelos resultados decorrentes da abertura e disponibilização de produtos e serviços a terceiros. 100.Fórum Cível / 7ª Vara Cível Apelante : Banco IBI S/A Banco Múltiplo Advogado : José Edgard da Cunha Bueno Filho (OAB/RO 4570) Advogado : Marcelo Estebanez Martins (OAB/RO 3208) Advogada : Saiera Silva de Oliveira (OAB/RO 2458) Advogado : Reynaldo Augusto Ribeiro Amaral (OAB/RO 4507) Advogado : Arnaldo Rodrigues Neto (OAB/SP 238946) Advogado : Paulo Barroso Serpa (OAB/RO 551E) Apelada : Silvania Silva de Oliveira Advogado : Raimundo Gonçalves de Araújo (OAB/RO 3300) Advogada : Patrícia Bergamaschi de Araújo (OAB/RO 4242) Relator(a) : Des. Rel. 310. 100.001.2008. julgado em 26/09/2006. há de ser afastada a sua aplicabilidade. REsp 808. 248.2008. julgado em 16/09/2008.2007.segunda-feira. TERCEIRA TURMA.2008.001. DJe 02/02/2010. QUARTA TURMA. O consumidor trouxe aos autos.010227-0. Sustenta o apelante que a apelada não comprovou suas alegações. Ministra NANCY ANDRIGHI.2008. 100. a redução do quantum indenizatório. DJe 30/09/2008. 23/24). 100. nego seguimento ao recurso. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos.br/autenticacao/validaDiario. Requer a reforma da sentença para julgar improcedente o pedido inicial ou.016413-3. dentre outros. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.483/RJ. 100.0001 Porto Velho .00. Ministro JORGE SCARTEZZINI. 100.021543-1. REsp 625089/MS Relator Min. QUARTA TURMA.688/ES.2010. encaminhar o CPF do consumidor ao banco de dados restritivos de crédito. 100.023726-5. 100.2007. consoante se observa dos seguintes julgados: REsp 811. Rel.00 a posição firmada é no sentido de fixar o valor do dano imaterial em patamar que atenda aos princípios da razoabilidade e proporcionalidade. 100.024500-4.2008. julgado em 17/12/2009. 100.985/RJ Relator Min.2008.411/RJ e REsp 782.RO 46 A contratação entre o terceiro e o banco demandado configura a prestação do serviço.22.023726-5.014. vez que nunca realizou qualquer negócio jurídico com o apelante.2005. DJ 30/10/2006 p. AgRg no Ag 691. 100. que utilizou dados falsos do consumidor para contratação de negócio jurídico. na expressão do § 3º. Cesar Asfor Rocha.2008.Banco Múltiplo recorre da sentença proferida nos autos da ação declaratória de inexistência de débito c/c indenização por dano moral que julgou procedentes os pedidos iniciais e condenou-o ao pagamento de R$ 8.688/ES. 26 de julho de 2012.018615-8.2008.001. 557. Ministro HÉLIO QUAGLIA BARBOSA. 100.001. REsp 1066287/PB.001.959/MS Relator Min. Fernando Gonçalves. comprovante de que seu nome foi inscrito no órgão restritivo de crédito em 15/09/2009 (fls. Rel.002411-2. 100. tendo sido procedente o pedido.2007.001.8. Rel.ºs: 0107247-70.2006. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Nesse sentido também o STJ: REsp 987.22. 100. Evidente que no fato jurídico em comento. 14 do CDC). Nesse sentido também o STJ: REsp 987. TERCEIRA TURMA.025011-3. do artigo 14 do CDC. com fundamento no art.2008. No que diz respeito à aplicação da Súmula 385 do STJ não é o caso. encaminhe-se o feito à origem. Jorge Scartezzini. Esta Corte já se manifestou inúmeras vezes acerca da responsabilidade por dano moral do fornecedor por ato praticado por terceiro estelionatário que se utiliza de dados de outrem para praticar fraude: apelações cíveis n.021.001.2010.223/RJ. responde o prestador pelo defeito relativo à prestação. A responsabilidade que decorre da relação de consumo é objetiva (art. Alega que não causou dano ao consumidor e que o valor indenizatório é excessivo. TERCEIRA TURMA.025011-3.2008. Esta Corte já se manifestou inúmeras vezes acerca da responsabilidade por dano moral do fornecedor por ato praticado por terceiro estelionatário que se utiliza de dados de outrem para praticar fraude: apelações cíveis n. DJ 30/10/2006 p. AgRg no Ag 691.8.016413-3. Rel.027440-0. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 100. a exclusão da responsabilidade do banco dá-se quando provar a culpa exclusiva do consumidor ou de terceiro. 100.419/06. se assim não entender. pois a outra inscrição anterior a discutida nos autos já foi analisada judicialmente. 5º. Ministro HÉLIO QUAGLIA BARBOSA. julgado em 26/09/2006.001. Rel. de modo que é evidente que o fornecedor incorreu em falha ou negligência interna em aceitar documentação falsificada e em razão disso. II.2006. indevidamente.223/RJ. o que não é o caso dos autos.005. caput. Banco IBI S/A . Examinados. decido.

DJ 27⁄06⁄2005. fornecendo os elementos necessários ao Juízo para possibilitar a formação da lide. que indeferiu a petição inicial e extinguiu o feito sem resolução de mérito (art. verifica-se que o feito tramita desde o ano de 2006 com várias tentativas de citação da parte ré.ro. Teori Albino Zavascki. Fernando Gonçalves. II.0001 . §1º-A do CPC.DJE. Recurso especial não conhecido. Pede a reforma da sentença para que o processo tenha normal seguimento. 267. do CPC. O sindicato autora apela às fls.411/RJ e REsp 782. sem sucesso. 3.22. parágrafo 1o. eis que o pressuposto básico a tanto . III. p. REsp 596. Quanto ao prequestionamento. Precedentes: REsp 704230⁄RS.8. AgRg no REsp 690230 Relator Min. (REsp 937. III.985/RJ Relator Min. Instada. Min. REsp 625089/MS Relator Min. REsp 74. o caso não demanda a concreta demonstração dos abalos subjetivos. O STJ já manifestou que a contumácia do autor.046/RN Relator Min. tal situação não determinava a extinção de plano do processo. 26 de julho de 2012. ABANDONO DA CAUSA. § 1º. Insurge-se contra a sentença de fls. por não ter sido procedida a citação da parte ré. Ministro ALDIR PASSARINHO JUNIOR. Incorreto. Trata-se de apelação cível interposta por Sindicato dos Servidores da Justiça do Trabalho nos Estados de Rondônia e Acre SINSJUSTRA. Demócrito Reinaldo.837/MT.398⁄MG. pois. Jorge Scartezzini. Assim. esclarecendo em que aspectos os dispositivos de lei foram desafeiçoados para possibilitar ao julgador o cotejo. 267. Veja-se: PROCESSUAL CIVIL. O fato de o recorrente deixar de providenciar a regularização do pólo passivo no prazo assinalado pela autoridade judicante não exclui a observância obrigatória do art. REsp 710.RO 47 Quanto ao valor do dano moral. FALECIDO. 267. Para dar validade a extinção do feito por não ter sido promovida a citação da parte passiva.98. PROCESSUAL CIVIL. É o relatório. Passo a decidir. sob pena de extinção do processo. aqui verificada.a integração do réu ao processo . REsp 448. Marcos Alaor Diniz Grangeia Vistos. ou seja. não houve intimação pessoal para dar andamento pessoal ao processo. Apreciando os autos. endereço: https://www2. Posto isto. Intimada pessoalmente a parte a promover os atos necessários ao andamento do processo. III. do que se extrai que a decisão recorrida esta em confronto com posição de Tribunal Superior.0001 Porto Velho . descabida é a invocação da Súmula n. consubstancia-se na inércia do autor em praticar ato indispensável ao prosseguimento da demanda. DJU de 31. ART. Barros Monteiro. O abandono de causa é impresumível. dentre outros.br/autenticacao/validaDiario. Recurso Especial provido. AÇÃO RESCISÓRIA. a extinção da lide é conseqüência da sua omissão. DJ 18/06/2007. SÚMULA N. NÃO EFETUADA. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Faz-se necessário esclarecer que o prequestionamento. Se a relação processual litigiosa não se instaurou porque verificou-se o falecimento do réu.html sob o número 138 Ano 2012 .gov. NECESSIDADE DE INTIMAÇÃO PESSOAL. evidenciando que o apelante. § 1º. AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MATERIAIS.2006. Herman Benjamin. exige a menção explícita aos preceitos de lei que se pretende malferidos e a motivação justificadora.tj. 138/2012 . O valor de R$ 8.12. afirmar que o protocolo de petição com matéria estranha à providência que fora determinada denota desinteresse no processamento da demanda – mormente quando o peticionário veicula pretensão de remessa dos autos ao STF. DJe de 31. porquanto gravemente sancionado com a extinção do feito sem resolução do mérito (art. contudo. Eliana Calmon. N. sempre que instado a promover o andamento do feito. III.959/MS Relator Min. do CPC. DJU de 05. Min. como pressuposto constitucional do recurso especial ou extraordinário. com base no reconhecimento judicial de incompetência absoluta para julgar a Ação Rescisória. com fundamento no artigo 557. nego provimento ao recurso.03. por meio de publicação no Diário da Justiça. tem-se que o ato ilícito causou transtornos presumíveis. Após o trânsito em julgado. CITAÇÃO DOS SUCESSORES. ABANDONO DE CAUSA. o teor dos artigos indicados como violados e a fundamentação do recurso (motivação). 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . REsp 684. QUARTA TURMA. Cesar Asfor Rocha. 240-STJ. 267. Rel. sem discorrer sobre a matéria discutida. mesmo sendo intimada a parte autora para tanto. Como dito acima.00 se adéqua aos precedentes desta Câmara e do STJ para casos análogos: REsp 811. 240 do STJ. 275) – destaquei.2006.897⁄RJ. encaminhe-se o feito à origem. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. ART. I e IV do CPC). contudo. INTIMAÇÃO PESSOAL DO AUTOR EFETUADA. pois os endereços fornecidos determinaram diligências negativas neste sentido. Rel.Fórum Cível / 7ª Vara Cível Apelante : Sindicato dos Servidores da Justiça do Trabalho nos Estados de Rondônia e Acre SINSJUSTRA Advogado : José Girão Machado Neto (OAB/RO 2664) Advogada : Vanêssa Azevêdo Macêdo (OAB/RO 2867) Apelado : Ailton Candido de Paula Relator(a) : Des.segunda-feira. 4. CPC. DJU de 11. julgado em 03/05/2007. 557.398⁄RJ. mas sim a providência da intimação pessoal.22. Segunda Turma. o STJ já sinalizou que é necessária a prévia intimação pessoal do autor. 193/195.2009) – destaquei. mas dificuldades em cumprir a citação em razão das esquivas do apelado.” (REsp 513.05. a promover a citação da ré no prazo de 10 (dez). 267. isto é.03.419/06. 197/200 aduzindo que não houve abandono da causa.Apelação Origem : 0237200-61. em contrapartida à revelia do réu. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0237200-61. HIPÓTESE DIVERSA. Rel.8. Min. Sálvio de Figueiredo Teixeira.175.8. ATO DA PARTE AUTORA. Min. do CPC. I. Ministro Luiz Fux. 267.05. nos autos da ação de cobrança que move contra Ailton Candido de Paula. com fundamento no art. 2. Rel. a intimação pessoal para que a falta seja suprida no prazo de 48 horas. do CPC). Publique-se. DO CPC. caput. § 1º. o apelante limitou-se a indicar dispositivos legais que entende terem sido contrariados. Rel. manifestar-se expressamente sobre os artigos é providência que não se justifica. quanto à citação da parte ré.378/PE. 1.está ausente. CITAÇÃO DO RÉU. incumbia privativamente à parte autora promover a citação dos sucessores. manifestou-se de forma útil. o apelante nada requereu. Rel. EXTINÇÃO. motivo pelo qual. Porto Velho. nos termos do art. sendo que a sentença não foi precedida de intimação pessoal para dar andamento ao feito e nem de requerimento da parte contrária.

V e X. Cumpra-se. Púb. Marcos Alaor Diniz Grangeia Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0004806-31.0005 Ji-Paraná / 1ª Vara Cível. do qual desconhece a sua origem. II. prevista em vários diplomas legais. os direitos nele incorporados” (REQUIÃO. responsável em verificar a certeza e liquidez do título para cobrá-lo e. que teria recebido o título por endosso-mandato. pois.DJE. ou seja. do CPC).Apelação Origem : 0004806-31. no Código Civil de 1916 e na Lei Uniforme de Genebra. logo era o legítimo credor.000. Assim. da CF. Curso de direito comercial. único legitimado a receber o valor nele contido e a dar quitação ao devedor. decido.0005 .419/06. entendendo ser excessivo para a demanda. p. Aldir Passarinho Júnior.RO 48 dou provimento monocrático ao recurso determinando o retorno do feito à origem que a apelante requeira o que entender de direito em termos de prosseguimento. agindo em interesse próprio e não como mero mandatário. Pede a reforma da sentença para julgar improcedente o pedido indenizatório ou. RESPONSABILIDADE. Questiona a condenação ao pagamento de dano moral.html sob o número 138 Ano 2012 . nesse sentido: Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. DUPLICATAS. pois em sua defesa trouxe a tese de ser mero mandatário. não abarca os vícios de forma do título. 927 a 945 e 267. Feitas as anotações e comunicações necessárias. como a emissão de duplicata simulada.ro. 2010.) a regra da inoponibilidade das exceções pessoais a terceiros de boafé. mas o juízo singular ao sentenciar o feito atribuiu a responsabilidade ao apelante em face da questão tratar-se de endosso translativo. que conduz à inexigibilidade da duplicata. Luis Felipe Salomão. remeta-se à origem. Rejeito a preliminar. A autora recorre adesivamente pleiteando a majoração do dano moral arbitrado para ao equivalente a 50 salários mínimos. O apelante abordou como tese de defesa o fato de ser mandatário da empresa credora. Sustenta que passou a ser o verdadeiro credor da quantia representada pelo título. extrínsecos ou intrínsecos. No mérito pede pelo não conhecimento e provimento do recurso de apelação.” (REsp 1213256/RS. recebida mediante endosso translativo. A afirmação de que agiu de boa fé atribuindo a responsabilidade a outra requerida.º 2. eventualmente. Reg. 07/02/08). em consequência. Os autos dão conta que as duplicatas emitidas pela empresa Verônica Andrade Indústria e Comércio de Calçados Ltda e cedidas por meio de endosso translativo ao banco apelante não possuíam aceite e lastro de compra e venda da autora apelada. Rubens. pois o apelante tornouse titular do crédito representado pelas duplicatas em face da aceitação deste. dos Cart. Min. quem recebeu os títulos e também apontou para protesto as duplicatas. I.8. bem como danos materiais decorrentes do contrato de honorários advocatícios e a condenação da recorrida em litigância de má-fé.22. endereço: https://www2. Agravo regimental improvido (STJ. alternativamente. 492). Porto Velho/RO.2010. pedindo a sua redução. Reclama do valor atribuído ao dano moral.segunda-feira. Nesse sentido: ENDOSSO TRANSLATIVO. e é o ato cambiário mediante o qual “o endossador transfere ao endossatário o título e. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . como se confere no próprio título em que há indicação do credor a empresa requerida. revel nos autos.044/1908. assumindo. j.. cujo negócio jurídico subjacente nem sequer foi demonstrado pela ora apelante. 17. A preliminar de ilegitimidade passiva arguida pelo banco apelante não merece guarida. Procedendo o banco réu a protesto de duplicata. se verificado que a cártula não dispunha de causa à sua emissão. Portanto. a redução do quantum. torna-se ele responsável pelo ato ilícito causador da lesão. também não merece acolhida.. pois não veio aos autos tal prova. Em contrarrazões a autora/apelada alega em preliminar a inovação recursal do apelante. logo não houve qualquer repercussão negativa ao nome da empresa. AGRAVO REGIMENTAL IMPROVIDO. 28/09/2011) Ainda. Extra Apelante : Banco do Brasil S/A Advogada : Karina de Almeida Batistuci (OAB/RO 4571) Advogado : Reynaldo Augusto Ribeiro Amaral (OAB/RO 4507) Advogada : Paula Rodrigues da Silva (OAB/SP 221271) Apelada : Cassemiro Caldeira da Silva . São Paulo: Saraiva. eis que como demonstrado na sentença o título foi recebido pelo banco por meio de endosso translativo. II e VII.8. A autora apelada em sua inicial afirma que teve o nome negativado indevidamente em face de protesto de título. sendo essa matéria abordada no recurso.2010. Quanto à preliminar de inovação recursal arguida pela apelada. afasto a preliminar suscitada.br/autenticacao/validaDiario. o risco negocial. Rel. 5º.gov. I. j. Com efeito. há de ser afastada. ademais. BANCO. 2º volume.tj. o recorrente. com a condenação em litigância de má-fé (art. como no Decreto n. Banco do Brasil S/A recorre da sentença proferida nos autos da ação declaratória de inexistência de relação jurídica de nulidade de título cominada com indenização por perdas e danos que julgou procedente os pedidos iniciais condenando-o ao pagamento de R$ 10. Min. ou seja. O STJ já firmou entendimento no sentido de que “(. O banco apelante em suas razões recursais em preliminar alega ser parte ilegítima para figurar no polo passivo da demanda. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos. sem aceite. Prequestiona os arts. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. do CC e 12 e 14 do CDC. Des. Examinados. Alega que agiu no exercício regular de seu direito ao encaminhar para protesto o título vencido e não pago. 138/2012 . pois não houve tal ocorrência. N.22. Publique-se. o endosso translativo é espécie de endosso próprio e pleno. desvinculada de qualquer negócio jurídico e. e Correg. Rel. foi oposta exceção relacionada a vício de origem de natureza formal.00 a título de dano moral. vez que recebeu o título por meio de endosso translativo. tendo em vista que a apelada por ser pessoa jurídica não sofreu nenhuma afronta a sua personalidade. encaminhá-lo ao protesto.ME Advogado : Milton Fugiwara (OAB/RO 1194) Relator(a) : Des. AgRg no Ag 833814 / SP. eis que nunca realizou negócio jurídico com a requerida Verônica Andrade Indústria e Comércio de Calçados Ltda. 27 de julho de 2012. mas agora em sede recursal diz ter recebido por endosso translativo pedindo o reconhecimento da sua ilegitimidade.

a qual pode ficar abalada por atos que afetem seu nome no mundo civil ou comercial. Assim. cuidando-se de vício formal no título. 927 a 945 e 267. INVIABILIDADE. chegando-se à Lei Uniforme de Genebra . Cesar Asfor Rocha. O que o ordenamento jurídico brasileiro veda . Rel. ASSUNÇÃO DO RISCO.000. uma vez que se trata de fato corriqueiro nas relações comerciais. DUPLICATA SEM ACEITE E SEM LASTRO COMERCIAL. 1. operando a redução quando se mostrar excessivo. DJ 14/03/2006). RESPONSABILIDADE. nessa extensão.000. Em relação à Duplicata . em processo sumário.8.ro.985/RJ Relator Min. Citação. 297) COMERCIAL . desvinculada de qualquer negócio jurídico e. Quanto à valoração do dano moral.. 138/2012 . VÍCIO FORMAL INTRÍNSECO. o apelante limitou-se a indicar dispositivos legais que entende terem sido contrariados. bem como dos artigos 5º. (REsp 774. ré da ação anulatória. REsp 710. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .939/MG. REsp 592. dentre outros. Pessoa jurídica. Eliana Calmon. REsp 625089/MS Relator Min. cujo recebimento por endosso translativo transferem ao endossatário os riscos de intempéries relativas ao título recebido. DUPLICATA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. julgado em 05/10/2010. não merece alteração. como pressuposto constitucional do recurso especial ou extraordinário. REsp 684. 2. o protesto acompanhado de comprovante da realização do negócio subjacente. V e X. e majorando quando ínfimo. NÃOAPLICAÇÃO. O termo a quo do art.segunda-feira. manifestar-se expressamente sobre o art.304/ MT.AÇÃO DE ANULAÇÃO . Rel. o qual poderá ser oposto pelo sacado a qualquer endossatário. N. este restou comprovado diante do protesto indevido. ademais.959/MS Relator Min. Revelia. como a inexistência de causa apta a conferir lastro à emissão.0005. uma vez que referido artigo é norma especial. Ministro LUIS FELIPE SALOMÃO. ENDOSSATÁRIA.DUPLICATA . e não da juntada do AR. 241 do CPC. ainda que de boa-fé. Rel. No que tange ao prequestionamento.00. e tampouco ínfimo.br/autenticacao/validaDiario. VINCULAÇÃO AO SALÁRIO MÍNIMO. deve ser a efetiva citação da parte ré. Barros Monteiro. Dano moral. é providência que não se justifica.INSURGÊNCIA DO BANCO QUE RECEBEU O TÍTULO EM ENDOSSO TRANSLATIVO . porquanto seu direito de regresso é de todo modo assegurado contra a empresa sacadora. matéria questionada em ambos os recursos.22. Há que ressaltar que as duplicatas sem causa. EMISSÃO IRREGULAR. 3. Aldir Passarinho Júnior. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Colaciono julgados nesse sentido: COMERCIAL. (STJ.044/1908. o título viciado.419/06. AgRg no REsp 690230 Relator Min.DJE.º 2. Jorge Scartezzini. consoante se observa dos seguintes julgados: REsp 811. finalmente. Min. vedação que não abarca os vícios de forma do título. Sacador. Configurada a falta de higidez da duplicata emitida contra a autora.046/RN Relator Min. devendo prevalecer sobre a regra do art. I. o teor dos artigos indicados como violados e a fundamentação do recurso (motivação). extrínsecos ou intrínsecos. ainda que de boa fé. 277 do CPC. O simples apontamento de título para protesto não gera abalo moral à pessoa jurídica.ACORDO ENTRE AS PARTES . da CF. endereço: https://www2.PRETENSÃO DE PROTESTO DESCABIDA POR RECONHECIDA FALTA DE HIGIDEZ DA CÁRTULA DIREITO DE REGRESSO ASSEGURADO. de minha relatoria. entendo que o montante de R$ 10. Protesto. deve ser considerado indevido. Faz-se necessário esclarecer que o prequestionamento. independente do protesto. não se mostra excessivo.html sob o número 138 Ano 2012 . A relação estabelecida entre a sacadora do título e o sacado é distinta da que se estabelece entre o endossante e o endossatário. provido. 5º. é necessário ressaltar que tem direito o apelante de ingressar com ação regressiva em relação à empresa sacadora da duplicata. Ilegitimidade passiva.] Recurso especial parcialmente conhecido e. O STJ tem posição firmada no sentido de fixá-lo em patamar que atenda aos princípios da razoabilidade e da proporcionalidade. (Apelação Cível 0004300-212011.. INOPONIBILIDADE DAS EXCEÇÕES PESSOAIS A ENDOSSATÁRIOS DE BOA-FÉ. exige a menção explícita aos preceitos de lei que se pretende malferidos e a motivação justificadora. 04/04/2012) No que diz respeito ao dano moral. SIMULAÇÃO. sem aceite ou protesto a lhe suprir a falta. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. j.é até ocioso ressaltar -. improcede a resistência oferecida pelo banco que a recebeu em endosso translativo de levar a protesto. sem os quais estará configurado o vício de forma intrínseco. Apontamento. CABIMENTO. como também os pelo protesto indevido. pois goza de reputação perante terceiros. Ministro CESAR ASFOR ROCHA. em face da operação de desconto celebrada. (STJ – Resp 190894/SP.SIMULAÇÃO . como a emissão de duplicata simulada. II. Somente o protesto indevido tem o condão de gerar o abalo ao bom nome da empresa e à sua imagem pública. em que num pede-se a majoração e noutro a redução.e isso desde o Decreto n. Audiência. passando-se pelo Código Civil de 1916 e.411/RJ e REsp 782. julgado em 17/08/2004.gov. Declaratória de nulidade. bem como a aceitação do sacado ou. DANO MORAL. entendo que o valor arbitrado. atingindo o caráter reparatório e punitivo da indenização. esclarecendo em que aspectos os dispositivos de lei foram desafeiçoados para possibilitar ao julgador o cotejo.º 5. por meio de ação própria.474/68 condiciona a sua emissão à realização de venda mercantil ou prestação de serviços. Contudo. com a consequente inscrição do nome da autora no cadastro de inadimplentes abalando a sua honra objetiva. Fernando Gonçalves. eventual protesto levado a efeito pelo endossatário. A ocorrência do endosso translativo exclui legitimidade passiva ao sacador para figurar em ação na qual se reclama reparação de dano moral decorrente de apontamento de protesto. da CF/88. [.RO 49 DIREITO COMERCIAL. DJ 16/11/2004 p. devendo responder por danos morais.é a oposição de exceções de natureza pessoal a terceiros de boa-fé. a Lei n. Recurso Adesivo A autora em seu recurso adesivo pede a reforma da sentença para julgar procedente o pedido de dano material concernente aos gastos com contrato de honorários advocatícios (R$2. do CC e 12 e 14 do CDC. QUARTA TURMA. QUARTATURMA. Recurso especial conhecido e improvido. Inexistente. sem discorrer sobre a matéria discutida.00) para responder a essa demanda. Prazo. 4ª Turma. O endossatário de duplicata sem aceite e sem lastro comercial assume o risco de ser demandado por eventuais intempéries relacionadas ao título. Recurso especial conhecido e improvido.tj. DJe 14/10/2010) Portanto. na ausência. incisos. Assim. II e XXXV. Precedentes.

relativo ao julgamento das controvérsias que envolvam recursos repetitivos. 26 de julho de 2012.0001 Porto Velho . Por fim quanto ao pedido de litigância de má-fé. É obrigatória a comunicação prévia ao consumidor quanto à sua inscrição no cadastro negativador de crédito.0001 . o que lhe impediu de solver seus débitos.0001 Porto Velho . 543-C. Advogada : Rosana Benencase (OAB/SP 120552) Advogado : Amaro Vinícius Bacinello Ramalho (OAB/RO 3212) Advogada : Dulcinéia Bacinello Ramalho (OAB/RO 1088) Relator(a) : Des. § 7º. Publique-se. Inscrição.22. Legitimidade passiva. a apelada é parte legítima para figurar no polo passivo da demanda. Dessa forma. Obrigatoriedade. Pacífico ainda é o entendimento de que a responsabilidade pela comunicação é exclusivamente do órgão arquivista. ainda que proveniente de dados do Banco Central. ele tem o direito legal de ser comunicado para ter a oportunidade de esclarecer possível equívoco ou pagar a dívida. RESP 974212-RS. com fundamento no art. AG 1034072-RS. Contrarrazões alegando em preliminar a ilegitimidade passiva e no mérito o seu não provimento. Transitado em julgado. os quais fixo em R$ 500. afastando a obrigação de ressarcimento.2011. com fundamento no art.html sob o número 138 Ano 2012 .2011. Publique-se.2011. Isso porque. do CPC. No referido julgamento foram citados os seguintes precedentes acerca do tema: AG 986202-RS. a qual é veiculada pelo BACEN. tendo em vista que não ficou evidente o caráter procrastinatório recursal.br/autenticacao/validaDiario. do CPC. inclusive quando os dados utilizados para a negativação são oriundos do CCF do Banco Central ou de outros cadastros mantidos por entidades diversas. Notificação prévia. decorrente de dados do Cadastro Nacional de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF). decido. Sedimentado também é o entendimento de que é obrigatória a comunicação prévia inserta no art.0001 . Porto Velho. 43. pois foi realizada em desacordo com o art. eis que não comprovados os referidos gastos. dou provimento ao recurso para reformar a sentença e julgar procedente o pedido inicial cancelando a inscrição irregular em relação aos cheques devolvidos por insuficiência de fundos em nome da apelante. 43.2011. conforme art. verifica-se que a apelada deixou de comunicar previamente a apelante da inscrição de seu nome no cadastro restritivo ao crédito. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0004061-29. antes da inclusão dos dados do consumidor no órgão arquivista. pacífica é a jurisprudência de que é obrigatória a comunicação prévia ao consumidor quanto à sua inscrição no cadastro de proteção de crédito.22. do CDC.ro.Fórum Cível / 7ª Vara Cível Apelante : Americel S/A Advogado : Israel Augusto Alves Freitas da Cunha (OAB/RO 2913) Advogado : Felipe Gazola Vieira Marques (OAB/MG 76696) Advogada : Ana Paula Arantes de Freitas Linhares (OAB/DF 13166) Advogado : João Marcelo Moreira Oliveira Dias (OAB/MG 104619) Apelado : Zeneide dos Santos Alves Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. remetam os autos à origem. RESP 1048230-MG. sem prévia notificação. Os órgãos mantenedores de cadastros possuem legitimidade passiva para as ações que buscam a reparação dos danos morais decorrentes da inscrição. estabeleceu a seguinte orientação acerca da legitimidade passiva dos órgãos restritivos de crédito para este tipo de ação: I. inclusive quando os dados utilizados para a negativação são oriundos do CCF do Banco Central ou de outros cadastros mantidos por entidades diversas.DJE. AG 824746-RS. RESP 807243-RS. e da análise dos autos.RO 50 Ocorre que o contrato juntado aos autos não diz respeito à qual demanda será proposta e tampouco há cópia de recibo de pagamento. mesmo que a inadimplência do devedor seja verdadeira.Apelação Origem : 0016454-83. endereço: https://www2. nego seguimento aos recursos. no julgamento do REsp 1061134/RS. Posto isto. Nesse sentido: CCF. não há que ser acolhido. Condeno a apelada ao pagamento das custas e honorários advocatícios. Órgão negativador.tj. 557.Fórum Cível / 8ª Vara Cível Apelante : Liliane Felicio de Castro Advogado : Walter Gustavo da Silva Lemos (OAB/RO 655A) Advogado : Vinícius Silva Lemos (OAB/RO 2281) Apelada : Serasa S. § 2º. 20. J. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.A.Julgamento com efeitos do art. Porto Velho. A autora em sua inicial afirma que teve seu nome inscrito no rol de inadimplentes (CCF) sem qualquer notificação prévia. RESP 1011893-SC. RESP 695902-AM. caput.8. Portanto. e por isso pretende a exclusão da inscrição. remetam os autos à origem. 138/2012 . do CPC. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0016454-83.Apelação Origem : 0004061-29.22. há que se determinar a exclusão da inscrição irregular feita no nome da apelante. 11/04/2012) Portanto. Pede a reforma da sentença para julgar procedente o pedido de exclusão da negativação ante a ausência de notificação. §1º-A. 557. do nome de devedor em seus cadastros restritivos.00.gov. sem prévia notificação. de minha relatoria.22. (Apelação Cível n. aplicou os efeitos do artigo 543-C do CPC. . RESP 889246-RS.8.8. § 2º.segunda-feira. §4º. N. 00158921120108220001. Liliane Felicio de Castro recorre da sentença proferida nos autos da ação declaratória de nulidade de ato jurídico que julgou improcedente o pedido inicial pelo fundamento de que a apelada não tem competência para excluir a inscrição. 26 de julho de 2012. Transitado em julgado. do CPC. O STJ. Examinados.419/06. RESP 1005122-PR. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos. Posto isto.8. do nome de devedor em seus cadastros restritivos.Orientação 1: Os órgãos mantenedores de cadastros possuem legitimidade passiva para as ações que buscam a reparação dos danos morais e materiais decorrentes da inscrição. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .

da CF e 944 e seguintes do CC.ro. nego provimento ao recurso. A apelante alega que a culpa é de terceiro e. Cesar Asfor Rocha. Examinados. 16). A apelada em sua exordial afirma que teve o nome inscrito no cadastro de inadimplentes por dívida que desconhece. que decorreu da contratação. de modo que é evidente que o fornecedor incorreu em falha ou negligência interna em aceitar documentação falsificada e em razão disso.001. Questiona o valor da condenação por entender excessivo. ainda.483/RJ. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . REsp 684. Rel. 557. REsp 710. do CPC. 248. QUARTA TURMA.8. Prequestiona os arts. No que diz respeito ao valor do dano moral. sendo que tal fato lhe causou dano moral. endereço: https://www2.2005.016413-3. eis que possui apenas uma linha de celular pré-pago. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0001178-52.00 se adéqua aos precedentes desta Câmara e do STJ para casos análogos: REsp 811. 100. 5º.html sob o número 138 Ano 2012 .ºs: 0107247-70. REsp 808. 30) findando o prazo legal em 12/10/2011 (feriado). decido. que utilizou dados falsos do consumidor para contratação de negócio jurídico. 13/10/2011 (quinta-feira). pleiteando sua redução.046/RN Relator Min. encaminhe-se o feito à origem. o caso não demanda a concreta demonstração dos abalos subjetivos. julgado em 17/12/2009. A responsabilidade que decorre da relação de consumo é objetiva (art.22.024500-4.RO 51 Advogado : Leudo Ribamar Souza Silva (OAB/RO 4485) Relator(a) : Des. Examinados.001. 100. o qual não contratou. a empresa responde pelos resultados decorrentes da abertura e disponibilização de produtos e serviços a terceiros. 100. portanto. 100. não pode requerer sua habilitação perante o DETRAN por existir multas relativas ao veículo arrendado.002411-2.330. o afastamento da condenação indenizatória ou. Reclama do valor atribuído ao dano moral. Requer a reforma da sentença para julgar improcedente o pedido inicial ou.001. comprovante de que seu nome foi inscrito no órgão restritivo de crédito por 05 (cinco) vezes pela apelante sendo que a primeira em 11/02/2011 (fl. DJ 12/03/2007 p.8.959/MS Relator Min. Após o trânsito em julgado.2008.DJE. 100.Apelação Origem : 0001178-52. 13) permanecendo inscrito até a concessão da antecipação da tutela nestes autos em 02/09/2011 (fl. com fundamento no art.2008.010227-0. Reclama que inexiste defeito na prestação do serviço.2011. em tese.2007. Barros Monteiro. não havendo que se perquirir sobre a culpa.2006.0020 Nova Brasilândia do Oeste / 1ª Vara Cível Apelante : Banco do Brasil S/A Advogada : Karina de Almeida Batistuci (OAB/RO 4571) Advogado : Reynaldo Augusto Ribeiro Amaral (OAB/RO 4507) Advogado : Diogo Morais da Silva (OAB/RO 3830) Apelado : Adones Garcia Fontes Neto Advogado : Edson Vieira dos Santos (OAB/RO 4373) Relator(a) : Des. passível de excludente de responsabilidade.2008. 310. Ocorre que o fax com a peça de defesa somente Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.0020 . julgado em 16/09/2008.688/ES. decido. sendo.021543-1. REsp 625089/MS Relator Min.2007.2011.223/RJ. Ministra NANCY ANDRIGHI.00 em face da inscrição do nome da apelada no cadastro negativador.tj. se assim não entender. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.985/RJ Relator Min.419/06. consequentemente. Banco do Brasil S/A recorre da sentença proferida nos autos da ação indenizatória c/c obrigação de fazer que julgou procedentes os pedidos iniciais e condenou-o ao pagamento de R$ 15.018615-8. Posto isto. caput. a redução do quantum indenizatório. 100. O consumidor trouxe aos autos. Eliana Calmon.22. Evidente que no fato jurídico em comento. entendendo ser excessivo para a demanda.segunda-feira.001. AgRg no Ag 691. redução da condenação. lhe resta afastada a obrigação de reparar suposto dano por ter sido vítima também.22. eis que o mandado devidamente cumprido foi juntado em 27/09/2011 (fl. 100. Fernando Gonçalves. DJ 30/10/2006 p.021.2008.00 a título de dano moral. julgado em 13/02/2007. DJe 30/09/2008. TERCEIRA TURMA. 26 de julho de 2012. Nesse sentido também o STJ: REsp 987. Ministro MASSAMI UYEDA.001.2006. Contrarrazões pugnando pela manutenção da sentença.001. Rel. Ministro HÉLIO QUAGLIA BARBOSA.005. Rel.001. Requer a reforma da sentença para julgar improcedentes os pedidos iniciais ou.gov.330. o que implica em enriquecimento indevido por parte da apelada.8. N. V e X. O apelante sustenta em preliminar o fato de não ser revel nos autos. Jorge Scartezzini. AgRg no REsp 690230 Relator Min. Publique-se.025011-3. dentre outros. 138/2012 .411/RJ e REsp 782. 100. Americel S/A recorre da sentença proferida nos autos da ação declaratória c/c reparação de dano moral que julgou procedentes os pedidos iniciais condenando-a ao pagamento de R$ 9. ou seja.023726-5.2007. Ministro JORGE SCARTEZZINI. praticada por terceiro estelionatário.008032-8.0002.2008. portanto.015370-0. tem-se que o ato ilícito causou transtornos presumíveis.000. 100. 100. vez que protocolou sua defesa dentro do prazo legal.2008. encaminhar o CPF do consumidor ao banco de dados restritivos de crédito. julgado em 26/09/2006. alternativamente. DJe 02/02/2010.027440-0. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos. Porto Velho. REsp 1066287/PB. prorrogando-se para o primeiro dia útil seguinte. TERCEIRA TURMA. Rel. Esta Corte já se manifestou inúmeras vezes acerca da responsabilidade por dano moral do fornecedor por ato praticado por terceiro estelionatário que se utiliza de dados de outrem para praticar fraude: apelações cíveis n. ante a sua boa fé na relação negocial firmada com terceiro fraudador.br/autenticacao/validaDiario. 100. 14 do CDC). O valor de R$ 9.014.001. O autor em sua inicial afirma que teve seu nome inscrito indevidamente no cadastro de inadimplentes devido à inadimplência de contrato de arrendamento mercantil leasing de um veículo. QUARTA TURMA. Trata-se de demanda indenizatória ajuizada pelo consumidor sob alegação de ter experimentado dano de cunho moral advindo de inclusão indevida de seu nome em órgão restritivo de crédito. A preliminar suscitada pelo apelante de afastamento da decretação de revelia não merece prevalecer.

Apelação Origem : 0015144-76.2007. Rel. intempestivamente.025011-3. Prequestiona o art. 100. julgado em 17/12/2009.0001 .018615-8. comprovante de que seu nome foi inscrito no órgão restritivo de crédito em 10/05/2009 (fl. No que diz respeito ao valor do dano moral.016413-3.2008. 5º.2008.015370-0. Examinados. tem-se que o ato ilícito causou transtornos presumíveis. A responsabilidade que decorre da relação de consumo é objetiva (art.8.024500-4. manifestar-se expressamente sobre os artigos é providência que não se justifica. Sustenta a apelante que o fato da linha ter sido clonada por terceiro não lhe atribui responsabilidade por eventuais danos causados à apelada por se tratar de caso fortuito. Ministro JORGE SCARTEZZINI. As prestadoras devem dispor de meios para identificar a existência de fraudes na prestação do SMP.Fórum Cível / 1ª Vara Cível Apelante : Vivo S. REsp 625089/MS Relator Min. Ministra NANCY ANDRIGHI. Publique-se. esclarecendo em que aspectos os dispositivos de lei foram desafeiçoados para possibilitar ao julgador o cotejo. DJe 30/09/2008. sem discorrer sobre a matéria discutida.411/RJ e REsp 782. Requer a reforma da sentença para julgar improcedentes os pedidos iniciais ou.021. logo não incorreu em ato ilícito. AgRg no REsp 690230 Relator Min.00. DJ 30/10/2006 p. não havendo que se perquirir sobre a culpa.ºs: 0107247-70. decido. de modo que é evidente que o fornecedor incorreu em falha ou negligência interna em aceitar documentação falsificada e em razão disso. em tese. ademais pela repercussão do dano de impedir o deferimento da habilitação para dirigir por pender multas em seu nome de veículo que nunca lhe pertenceu.959/MS Relator Min. praticada por terceiro estelionatário. o teor dos artigos indicados como violados e a fundamentação do recurso (motivação).027440-0. Ministro MASSAMI UYEDA.021543-1. QUARTA TURMA.001. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0015144-76. a saber: Art. Fernando Gonçalves. Barros Monteiro. dentre outros.2008. 310. Rel. 100.000. conforme dispõe seu art. Nesse sentido também o STJ: REsp 987. a redução do quantum. da CF sob o fundamento de terem sido violados.00 se adéqua aos precedentes desta Câmara e do STJ para casos análogos.001.014. ou seja.985/RJ Relator Min. exige a menção explícita aos preceitos de lei que se pretende malferidos e a motivação justificadora.001. julgado em 13/02/2007. Rel.001.A. pela apelante.8. como pressuposto constitucional do recurso especial ou extraordinário. QUARTA TURMA. 69.tj. encaminhar o CPF do consumidor ao banco de dados restritivos de crédito. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Esta Corte já se manifestou inúmeras vezes acerca da responsabilidade por dano moral do fornecedor por ato praticado por terceiro estelionatário que se utiliza de dados de outrem para praticar fraude: apelações cíveis n. Advogado : Fabrício Grisi Médici Jurado (OAB/RO 1751) Advogada : Rafaela Ariane Zeni Dauek (OAB/RO 4583) Advogado : José Eduardo Pereira Júnior (OAB/DF 8637) Advogado : Bruno Machado Colela Maciel (OAB/DF 16760) Apelada : Fabiana Merlin Schimith Advogado : Carlos Frederico Meira Borré (OAB/RO 3010) Relator(a) : Des. 12) permanecendo inscrito até a concessão da antecipação da tutela nestes autos em 05/08/2011 (fls. REsp 808.2008. com fundamento no art. 100. o banco responde pelos resultados decorrentes da abertura e disponibilização de produtos e serviços a terceiros. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. do CPC. Rel.ro.483/RJ. Faz-se necessário esclarecer que o prequestionamento.008032-8. nego seguimento ao recurso. o apelante limitou-se a indicar dispositivos legais que entende terem sido contrariados. II e XXXV.001. julgado em 26/09/2006. mas diante da clonagem do número solicitou o cancelamento. em especial aquelas consistentes na utilização de Estação Móvel sem a regular Ativação utilizando Código de Acesso associado a outra Estação Móvel. 100.2005.A. diante da continuidade da clonagem da linha. O consumidor trouxe aos autos.2007. A ANATEL reconhece que os prejuízos advindos com a clonagem devem ser arcados pela empresa de telefonia. REsp 1066287/PB.0002. por fim solicitou o cancelamento. 138/2012 . DJ 12/03/2007 p. DJe 02/02/2010. por entender excessivo para a demanda. AgRg no Ag 691. Ministro HÉLIO QUAGLIA BARBOSA. TERCEIRA TURMA.8. 26 de julho de 2012. estabelecendo o Regulamento do Serviço Móvel Pessoal obrigações às prestadoras quanto à identificação de fraudes. A apelada afirma em sua inicial que contratou o serviço de telefonia para uma linha pós-paga. 557.046/RN Relator Min. 100. Evidente que no fato jurídico em comento. Salienta que a apelada não suportou dano moral eis que a inscrição se deu por não ter havido o pagamento da dívida que se encontrava em seu nome. caput. Jorge Scartezzini. Após o trânsito em julgado.010227-0. REsp 684.html sob o número 138 Ano 2012 .DJE.22. Quanto ao prequestionamento. 248. recorre da sentença proferida nos autos da ação declaratória de inexistência de débito c/c indenização por dano moral que julgou procedentes os pedidos iniciais condenando-a ao pagamento de R$ 10.002411-2. Cesar Asfor Rocha. Assim. 14 do CDC).2010. o caso não demanda a concreta demonstração dos abalos subjetivos.RO 52 foi encaminhado em 14/10/2011.2010. Posto isto. 69. 25/26). tendo desistido em virtude da alegação da atendente que seria solucionado o problema.023726-5. Porto Velho. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. julgado em 16/09/2008.2007. 100.0001 Porto Velho . ou seja.001. Vivo S.2008.22.gov.001.419/06.000. 100.segunda-feira.2006. Anos após o cancelamento teve conhecimento de que seu nome estava inscrito no cadastro de inadimplentes.22. Contrarrazões pugnando pela manutenção da sentença. endereço: https://www2.001. O valor de R$ 15. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos. TERCEIRA TURMA. indevidamente. 100. 100. alternativamente. encaminhe-se o feito à origem.005.688/ES. REsp 710.2006. 100. que utilizou dados falsos do consumidor para contratação de negócio jurídico. Questiona o valor do dano moral. eis que em patamar inferior: REsp 811.2008. 100. Eliana Calmon. que decorreu da contratação.br/autenticacao/validaDiario. N.223/RJ. Quanto ao mérito a demanda indenizatória ajuizada pelo consumidor sob alegação de ter experimentado dano de cunho moral advindo de inclusão indevida de seu nome em órgão restritivo de crédito.

sob pena de violação do art.tj. 100. Rel. 18). 557. O STJ tem posição firmada no sentido de que a fixação do dano moral deve se dar em patamar que atenda aos princípios da razoabilidade e proporcionalidade. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. 138/2012 . se assim não entender.002411-2. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos. Publique-se.010227-0.001.2006.008032-8. Rel. 100. REsp 808. 100. 100.001. nego seguimento. o que implica afastamento da aplicabilidade da Súmula.001. 16) permanecendo inscrito até a concessão da antecipação da tutela nestes autos em 13/04/2011.22.021543-1.223/RJ. Rel.2008. DJ 30/10/2006 p.025011-3.023726-5. manifestar-se expressamente sobre o art. REsp 1066287/PB. esclarecendo em que aspectos os dispositivos de lei foram desafeiçoados para possibilitar ao julgador o cotejo. endereço: https://www2.2011. a apelante limitouse a indicar dispositivo legal que entende ter sido contrariado. 100. encaminhar o CPF do consumidor ao banco de dados restritivos de crédito. julgado em 16/09/2008. a qual é objetiva (art.8. 12. Assim.22.688/ES. 14 do CDC). Ministra NANCY ANDRIGHI. sem discorrer sobre a matéria discutida. §3º. REsp 625089/MS Relator Min. 100. vez que agiu no exercício regular de um direito. Esta Corte já se manifestou inúmeras vezes acerca da responsabilidade por dano moral do fornecedor por ato praticado por terceiro estelionatário que se utiliza de dados de outrem para praticar fraude: apelações cíveis n. do CPC. consoante se observa dos seguintes julgados: REsp 811. de modo que é evidente que o fornecedor incorreu em falha ou negligência interna em aceitar documentação falsificada e em razão disso. que utilizou dados falsos do consumidor para contratação de negócio jurídico. julgado em 26/09/2006. QUARTA TURMA. 100. N.Apelação Origem : 0006998-12. portanto.8. que decorreu da contratação. no que tange ao prequestionamento.2007. DJe 02/02/2010.005. 248. Fernando Gonçalves. não havendo que se perquirir sobre a culpa.483/RJ. O consumidor trouxe aos autos. 100.2008.021.2008.001. tanto que a apelante pede a aplicação do art. a empresa responde pelos resultados decorrentes da abertura e disponibilização de produtos e serviços a terceiros.DJE.2008.00 se mostra adequado para os autos. DJe 30/09/2008. TERCEIRA TURMA. remetam os autos à origem. após consulta ao SAP-2ºgrau verifico que questiona nos autos 000699727. Pede a manifestação expressa de todos os dispositivos infraconstitucionais e constitucionais invocados. Nesse sentido também o STJ: REsp 987. o teor dos artigos indicados como violados e a fundamentação do recurso (motivação). 100.0001 a referida inscrição. Requer a reforma da sentença para julgar improcedente o pedido inicial ou. 26 de julho de 2012.8.8.001.027440-0. com fundamento no art. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . o que há de afastar sua responsabilidade. Ministro HÉLIO QUAGLIA BARBOSA.segunda-feira.959/MS Relator Min. o caso não demanda a concreta demonstração dos abalos subjetivos.0002. o que implica na aplicação da Súmula 385 do STJ.22. Evidente que no fato jurídico em comento.2007.html sob o número 138 Ano 2012 . decido. da CF é providência que não se justifica. REsp 684. AgRg no Ag 691. Trata-se sim a responsabilidade de relação de consumo. Transitada em julgado. Avon Cosméticos Ltda recorre da sentença proferida nos autos da ação declaratória de inexistência de débito c/c indenização por dano moral que a condenou ao pagamento de R$ 5.0001 Porto Velho . exige a menção explícita aos preceitos de lei que se pretende malferidos e a motivação justificadora. Porto Velho. QUARTA TURMA.22. TERCEIRA TURMA.001.000. praticada por terceiro estelionatário. inclusive após o cancelamento da linha. AgRg no REsp 690230 Relator Min. Observa-se nos autos que há outra inscrição em nome do apelado em data anterior a daqui discutida. julgado em 13/02/2007.2008. 100.2008. Rel. REsp 710. Barros Monteiro. dentre outros. do CDC. Ministro JORGE SCARTEZZINI. Cesar Asfor Rocha.0001 .411/RJ e REsp 782. IX da CF. Reclama que o apelado suportou mero aborrecimento corriqueiro.ºs: 0107247-70.2011. Questiona o valor indenizatório arbitrado entendendo ser excessivo. 5º.419/06. No que diz respeito ao valor do dano moral.2005. operando a redução quando se mostrar excessivo e a majoração quando arbitrado em valor ínfimo. ainda considerando os parâmetros desta Corte para casos análogos.001.014. a redução do quantum indenizatório.ro.2011. Examinados. (fl.016413-3. tem-se que o ato ilícito causou transtornos presumíveis. Eliana Calmon. III. o que não enseja dano moral.gov. Faz-se necessário esclarecer que o prequestionamento. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0006998-12. Sustenta a apelante que o alegado dano foi causado exclusivamente por terceiro. II e XXXV. Contrarrazões pugnando pela manutenção da sentença. ou seja. entretanto.00 em face da inscrição indevida do nome do apelado no cadastro negativador. Ministro MASSAMI UYEDA. caput.000. Posto isto.985/RJ Relator Min. Jorge Scartezzini. O apelado afirma em sua inicial que teve o nome inscrito no cadastro de inadimplentes por dívida que alega não ter contraído com a apelante. comprovante de que seu nome foi inscrito no órgão restritivo de crédito pela apelante em 29/08/2010 (fl.018615-8. 93. 100. em tese.015370-0. 310.2007.024500-4. DJ 12/03/2007 p. Por fim. Trata-se de demanda indenizatória ajuizada pelo consumidor sob alegação de ter experimentado dano de cunho moral advindo de inclusão indevida de seu nome em órgão restritivo de crédito. Entendo que o valor de R$ 10. bem como pelo fato de não se tratar de relação consumerista.001.br/autenticacao/validaDiario.Fórum Cível / 8ª Vara Cível Apelante : Avon Cosméticos Ltda Advogado : Daniel Penha de Oliveira (OAB/RO 3434) Advogado : Paulo Guilherme de Mendonça Lopes (OAB/SP 98709) Apelado : Pedro Carlos Gisbert Valle Advogado : Firmino Gisbert Banus (OAB/RO 163) Relator(a) : Des.RO 53 Verifica-se a existência do dano moral diante da inclusão do nome da apelada no cadastro de inadimplentes em face da clonagem da linha telefônica que gerou faturas. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. julgado em 17/12/2009.046/RN Relator Min. como pressuposto constitucional do recurso especial ou extraordinário.2006.

959/MS Relator Min. Esta Corte já se manifestou inúmeras vezes acerca da responsabilidade por dano moral do fornecedor por ato praticado por terceiro estelionatário que se utiliza de dados de outrem para praticar fraude: apelações cíveis n. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. o que implica na aplicação da Súmula 385 do STJ.Apelação Origem : 0000007-50. O consumidor trouxe aos autos. o que não enseja dano moral. DJe 30/09/2008. QUARTA TURMA. 26 de julho de 2012. do CPC. o caso não demanda a concreta demonstração dos abalos subjetivos.00 está aquém inclusive dos precedentes desta Câmara e do STJ para casos análogos: REsp 811. e questiona o valor indenizatório arbitrado.014. julgado em 26/09/2006.001. Eliana Calmon.2010.22. tal medida é desnecessária. O apelado afirma em sua inicial que teve o nome inscrito no cadastro de inadimplentes por dívida que alega não ter contraído com o apelante. AgRg no Ag 691.22.Fórum Cível / 4ª Vara Cível Apelante : Losango Promoções de Vendas Ltda Advogada : Mabiagina Mendes de Lima (OAB/RO 3912) Advogado : Vinícius Silva Lemos (OAB/RO 2281) Apelado : Zulmiro Antônio de Valentim Advogado : Adriano Brito Feitosa (OAB/RO 4951) Relator(a) : Des. o que enseja o afastamento de sua aplicabilidade. tem-se que o ato ilícito causou transtornos presumíveis. REsp 625089/MS Relator Min.8. Fernando Gonçalves. Trata-se de demanda indenizatória ajuizada pelo consumidor sob alegação de ter experimentado dano de cunho moral advindo de inclusão indevida de seu nome em órgão restritivo de crédito.018615-8. DJ 30/10/2006 p. Porto Velho. Porto Velho. REsp 808.000. REsp 710. Cesar Asfor Rocha. 100. REsp 625089/MS Relator Min. 26 de julho de 2012. QUARTA TURMA. DJ 12/03/2007 p. Quanto ao pedido de manifestação expressa acerca dos artigos infraconstitucionais e constitucionais invocados. o que faz com que não seja alterado. Rel.Apelação Origem : 0020477-09. Jorge Scartezzini. 100. entendendo ser excessivo. Observa-se nos autos que há outra inscrição em nome do apelado em data anterior a discutida nos autos.001. com fundamento no art. Após o trânsito em julgado.2008.2008.411/RJ e REsp 782. ou seja. que decorreu da contratação. do CPC. julgado em 17/12/2009. Examinados. 138/2012 . DJe 02/02/2010. Requer a reforma da sentença para julgar improcedente o pedido inicial ou.046/RN Relator Min.0001 Porto Velho .419/06.22. Rel. Alexandre Miguel Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. encaminhe-se o feito à origem.2008. a empresa responde pelos resultados decorrentes da abertura e disponibilização de produtos e serviços a terceiros. mas como não houve recurso da parte autora.016413-3. decido. a redução do quantum indenizatório.001. 13/14).001. 100.2007. caput.021. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0000007-50. TERCEIRA TURMA.0001 .8. Ministro JORGE SCARTEZZINI. Sustenta a apelante que o apelado suportou mero aborrecimento corriqueiro. TERCEIRA TURMA. julgado em 13/02/2007. 557.223/RJ.8.0002. Publique-se. REsp 684.027440-0.gov.segunda-feira. 100. Publique-se. Fernando Gonçalves.00. Posto isto.2012. Eliana Calmon. Ministro MASSAMI UYEDA.021543-1. 14 do CDC).688/ES.br/autenticacao/validaDiario.2007. entretanto. Losango Promoções de Vendas Ltda recorre da sentença proferida nos autos da ação declaratória de inexistência de débito c/c indenização por dano moral que julgou procedente o pedido inicial e condenou-o ao pagamento de R$ 5. REsp 710.001.00 está aquém dos precedentes desta Câmara e do STJ para casos análogos: REsp 811. de modo que é evidente que o fornecedor incorreu em falha ou negligência interna em aceitar documentação falsificada e em razão disso.2006. N.023726-5.ro. em tese.0012 . Barros Monteiro. caput.tj.985/RJ Relator Min. Sem contrarrazões. dentre outros.2012. encaminhe-se o feito à origem. 100. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0020477-09. 100. entretanto. nego provimento ao recurso.8. Barros Monteiro. Ministra NANCY ANDRIGHI. nego provimento ao recurso. praticada por terceiro estelionatário. Posto isto.DJE.html sob o número 138 Ano 2012 .025011-3.985/RJ Relator Min. 100.411/ RJ e REsp 782. 100.483/RJ. 100.RO 54 O valor de R$ 5.001.2008. 10) permanecendo inscrito até a concessão da antecipação da tutela nestes autos em 16/11/2010 (fl. Nesse sentido também o STJ: REsp 987.22.959/MS Relator Min. encaminhar o CPF do consumidor ao banco de dados restritivos de crédito. há que manter a condenação. não havendo que se perquirir sobre a culpa. No que diz respeito ao valor do dano moral.2005. 557. 248.008032-8.2010.046/RN Relator Min.ºs: 0107247-70.005. Evidente que no fato jurídico em comento.001. Jorge Scartezzini. REsp 684. Rel.2006. Cesar Asfor Rocha. O valor de R$ 5.002411-2.8.015370-0. Ministro HÉLIO QUAGLIA BARBOSA. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos. julgado em 16/09/2008. afirma o apelado em sua inicial que também está discutido tal inscrição judicialmente por ser indevida.024500-4. vez que basta que a decisão solva integralmente e de forma fundamentada a matéria controvertida. AgRg no REsp 690230 Relator Min. 310. Rel.2008. 100.0012 Colorado do Oeste / 1ª Vara Cível Apelante : Avon Cosméticos Ltda Advogado : Daniel Penha de Oliveira (OAB/RO 3434) Advogado : Paulo Guilherme de Mendonça Lopes (OAB/SP 98709) Apelado : Geraldo Madureira dos Santos Advogado : Claúdio Costa Campos (OAB/RO 3508) Relator(a) : Des. que utilizou dados falsos do consumidor para contratação de negócio jurídico. com fundamento no art. Após o trânsito em julgado. 100. REsp 1066287/PB.000. AgRg no REsp 690230 Relator Min. comprovante de que seu nome foi inscrito no órgão restritivo de crédito em 27/04/2009 (fl. se assim não entender. endereço: https://www2. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .2007.010227-0. A responsabilidade que decorre da relação de consumo é objetiva (art.001.22.2008. não houve recurso da parte autora.000.

segunda-feira.00. Alega que ingressou com ação judicial sob o n.8. Alexandre Miguel Vistos.0001. e em razão do não pagamento das faturas teve o nome inscrito no cadastro de inadimplentes. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Examinados. 624 do RITJ/RO.Financeira Americanas Itaú S.22. 135. Dessa decisão foi interposto agravo de instrumento. Súmula 362. por se encontrar o feito maduro e com base nos princípios da celeridade e economia processual. entretanto. determinando que a apelada se abstivesse de cobrá-lo. Nesta ação.html sob o número 138 Ano 2012 . já que. com fundamento no art.8.) A coisa julgada não é uma eficácia da sentença. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos.22. MITIDIERO. mas o de manutenção. pela demora na comunicação. atingindo o caráter reparatório e punitivo da indenização.0001 Porto Velho . Daniel. Quanto à questão da coisa julgada. todavia. ou seja.8. sendo que a compra ocorreu em 18/09/2009. 515. (MARINONI. o fundamento não é o ato de inscrição.22. a apelante teve parcial procedência em seus pedidos iniciais.000.22. entendo que o valor arbitrado em R$ 4. mas julgou improcedente o dano moral pela negligência da autora em comunicar a perda de seu cartão de crédito (22/08/2009) à autoridade policial. 02.0001 Porto Velho .0001 de indenização por cobrança indevida. II. 267. 446) (apud TJRS processo 70049304991) Dessa forma. A. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .RO 55 Vistos. por meio do agravo de instrumento n.22. mas simplesmente uma qualidade que se agrega ao efeito declaratório da sentença de mérito transitada em julgado.2010. São Paulo: RT.Apelação Origem : 0005495-53. não se mostra excessivo. P.ro. nos termos do art. 138/2012 . tendo tomado as medidas necessárias e inclusive registrado Boletim de Ocorrência. Contrarrazões pugnando pela manutenção da sentença. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0005495-53.22.DJE. o qual deu provimento ao recurso. Note-se que nestes autos a autora/apelante pretende a condenação da apelada ao pagamento de dano moral em face da ‘manutenção indevida da inscrição’. Cumpra-se. entretanto. o que se deu apenas em 28/09/2009.2011. da decisão monocrática de fls.. Luiz Guilherme Marinoni e Daniel Mitidiero. Advogado : José Edgard da Cunha Bueno Filho (OAB/RO 4570) Advogado : Reynaldo Augusto Ribeiro Amaral (OAB/RO 4507) Advogada : Sarah Lara Hial (OAB/SP 307182) Advogado : Reinaldo Luis Tadeu Rondina Mandaliti (OAB/SP 257220) Advogada : Adriana Tozo Marra (OAB/SP 131585) Advogado : Diogo Morais da Silva (OAB/RO 3830) Advogado : João Diego Raphael Cursino Bomfim (OAB/RO 3669) Advogada : Alessandra Cristina Mouro (OAB/SP 161979) Relator(a) : Des.tj.Fórum Cível / 8ª Vara Cível Apelante : Cecilia Maria Alves de Sousa Advogado : Alan Kardec dos Santos Lima (OAB/RO 333) Apelada : FAI . Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0018934-68.A. 134/136 datada de 26/07/2012. 27 de julho de 2012. 626 do RITJ/RO. decido. 84. §3º. e quando do seu provimento e trânsito em julgado. Luiz Guilherme. O juízo singular julgou deserto o recurso de apelação à fl. endereço: https://www2. passo a análise do mérito.0001 . Remeta-se o feito para nova distribuição. Declaro minha suspeição com fulcro no art.0001 . constantes em determinar a baixa da inscrição e condenar a apelada ao pagamento de dano moral. Financiamento e Investimento Advogado : Luiz Carlos Ferreira Moreira (OAB/RO 1433) Advogada : Nathasha Maria Braga Arteaga Santiago (OAB/RO 4965) Advogado : Hugo Wataru Kikuchi Yamura (OAB/RO 3613) Advogado : Rogério Missato (OAB/SP 200289) Relator(a) : Des. mas não se reconheceu o dano moral pelo ato de inscrição. a qual declarou inexistente o débito. N. 024946238. Código de Processo Civil comentado artigo por artigo.Apelação Origem : 0018934-68.0000 (fl. seu nome permaneceu inscrito no rol de inadimplentes. 2008. do CPC c/c art.2009.8. A apelante em sua inicial narra que seu cartão de crédito emitido pela apelada foi extraviado. sendo desse fato a decorrência do dano moral pleiteado. do CPC. A questão relativa ao pedido de gratuidade restou prejudicado diante do deferimento do pedido. Crédito. do CPC). Porto Velho/RO. continuou a receber faturas de compras realizadas por terceiro. sendo que sua atualização monetária se dá com correção e juros da data do arbitramento. declarada inexistente a dívida. 91). ensinam que: “(. RESP 1202806-MG. (STJ.2011. O que se vê nos autos é que a apelada foi negligente.8. Desembargador Alexandre Miguel. 86).419/06. Retifico o último parágrafo da fl. V.22. Cecilia Maria Alves de Sousa recorre da sentença proferida nos autos da ação de indenização por dano imaterial que extinguiu o feito sem julgamento do mérito em face do reconhecimento da coisa julgada (art.. AC 00837208920088220002)” Publique-se. 27 de julho de 2012.2009.2011. para constar: “Assim.8. a baixa da inscrição. a empresa deveria ter procedida a sua exclusão. não realizou a baixa no cadastro. Sustenta que na primeira demanda pleiteou apenas a declaração de inexistência de débito.8. Evidente que não se tratou de coisa julgada. verifica-se que nos autos da ação 02499462-38.Fórum Cível / 2ª Vara Cível Apelante : Cristiane Ferreira de Oliveira Advogado : Walter Gustavo da Silva Lemos (OAB/RO 655A) Advogado : Vinícius Silva Lemos (OAB/RO 2281) Apelado : Banco Itaú Unibanco S.br/autenticacao/validaDiario. ou seja. a manutenção da inscrição passou a ser indevida e por isso devido o dano moral Pede a concessão da justiça gratuita e a reforma da sentença para julgar procedentes os pedidos iniciais. Na primeira demanda declarou-se inexistente o débito. concedendo a gratuidade (fl. Declarou-se inexistente o débito. 0011227-18. TJRO.gov. Porto Velho.2010. por evidente erro material. É a indiscutibilidade que se agrega àquilo que ficou decidido no dispositivo da sentença de mérito de que não caiba mais recurso”.

nos seguintes termos: O recurso interposto veio desacompanhado do respectivo preparo. N. do CPC c/c art.2012. Constitui lesão moral a manutenção da inscrição em cadastro negativo de crédito.Fórum Cível / 4ª Vara Cível Apelante : Itaú Unibanco S. Min.959/MS Relator Min. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . que se permite. Alexandre Miguel Revisor(a) : Vistos. Negativação indevida. REsp 710. operando a redução quando se mostrar excessivo. Advogado : José Edgard da Cunha Bueno Filho (OAB/RO 4570) Advogado : Reynaldo Augusto Ribeiro Amaral (OAB/RO 4507) Advogado : Reinaldo Luis Tadeu Rondina Mandaliti (OAB/SP 257220) Advogada : Rosélie Ruviaro Dalpasquale (OAB/RS 54127) Apelado : Clebisson Teixeira do Nascimento Advogado : Márcio José dos Santos (OAB/RO 2231) Relator(a) : Des. DJ 10/03/2003. Porto Velho/RO.411/RJ e REsp 782.segunda-feira. presumir. 27 de julho de 2012. (AgRg no Ag 1268226/MG Rel.8. CONDENAÇÃO. (REsp 442.2011. nos termos do art. Fernando Gonçalves. DÍVIDA PAGA. Cumpra-se. p. Desembargador Alexandre Miguel. MANUTENÇÃO INDEVIDA. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. na hipótese. ART.Apelação Origem : 0010620-02. Barros Monteiro. À vista da petição de fl. consoante se observa dos seguintes julgados: REsp 811.2011. 234) No que diz respeito à valoração da condenação. Transitado em julgado. A. 00066485820108220001. Trata-se de agravo de instrumento interposto por Nilton Rogério Freire Carvalho contra a decisão proferida pelo juiz de direito da 1ª Vara Cível da comarca de Porto Velho nos autos da ação cautelar inominada. AÇÃO DE INDENIZAÇÃO. Eliana Calmon. DANO MORAL. Remeta-se o feito para nova distribuição.8.000.642/PB.00.DJE. nos termos do art.A. dou provimento ao recurso para reformar a sentença e julgar procedente o pedido inicial condenado à apelada ao pagamento de dano moral no importe de R$ 5. DANO MORAL. ser fixado sem excessos. o dano moral deve-se basear na capacidade econômica das partes. Advogado: Felipe Gazola Vieira Marques(OAB/MG 76696) Advogado: Israel Augusto Alves Freitas da Cunha(OAB/RO 2913) Agravado: Banco Schahin S/A Advogado: José Edgard da Cunha Bueno(OAB/RO 4570) Advogado: Reynaldo Augusto Ribeiro Amaral(OAB/RO 4507) Advogado: Ricardo Mayrink(OAB/SP 120816) Advogado: Celso Antônio Guimarães(OAB/SP 61028) Advogado: Caio Medici Madureira(OAB/SP 236735) Advogada: Alessandra Cristina Mouro(OAB/SP 161979) Relator:Juiz José Torres Ferreira Vistos. após a quitação do débito. AgRg no REsp 690230 Relator Min.419/06. evitando-se enriquecimento sem causa da parte atingida pelo ato ilícito.0001 Porto Velho .RO 56 prestou mal o serviço. dentre outros. DESNECESSIDADE. O STJ tem posição firmada no sentido de fixá-lo em patamar que atenda aos princípios da razoabilidade e da proporcionalidade. CC.ro. incidindo juros e correção a partir desta data.tj. endereço: https://www2. 557. Advogado: Marcelo Orabona Angélico(OAB/SP 94389) Advogada: Marly Vieira Tonett Sismeiro de Oliveira(OAB/RO 1620) Advogada: Karen Amann(OAB/SP 140975) Agravado: Banco BMG S. Jorge Scartezzini. Aldir Passarinho Junior DJe 01/10/10). A indevida inscrição ou manutenção no SPC gera direito à indenização por dano moral. Porto Velho. na repercussão do dano e nos princípios norteadores da razoabilidade. Recurso especial conhecido em parte e parcialmente provido. AÇÃO DE INDENIZAÇÃO. julgado em 17/10/2002. Posto isto. Diante disso.046/RN Relator Min. Rel. 82. J. A negligência do credor em manter indevidamente a inscrição do devedor em cadastro restritivo de crédito. vez que noutra ação. diferentemente do que se verifica na Certidão da Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 135. de outro lado. Ministro ALDIR PASSARINHO JUNIOR. do CPC.22. PROVA DO PREJUÍZO. I. REsp 625089/MS Relator Min. II. bem como às custas e honorários advocatícios. Cesar Asfor Rocha. Relator 2ª Câmara Cível Despacho DO RELATOR Agravo de Instrumento nrº 0006901-78. II. independentemente da prova objetiva do abalo à honra e à reputação sofrida pelo autor. a manutenção do nome do consumidor no rol de inadimplentes tornou-se indevida e passível de reparação.8.gov. Desembargador Alexandre Miguel Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0010620-02. 138/2012 .985/RJ Relator Min. caracteriza omissão ilícita que implica sua responsabilidade pelo dano moral sofrido. gerando direito a ressarcimento que deve. Dano moral. 27 de julho de 2012.0000 Agravante: Nilton Rogério Freire Carvalho Advogado: João de Castro Inácio Sobrinho(OAB/RO 433A) Advogada: Marisâmia Aparecida de Castro Inácio(OAB/RO 4553) Advogada: Adriana Pignaneli de Abreu(OAB/SP 212689) Advogada: Rozilane Ximenes de Oliveira(OAB/RO 4931) Agravado: Banco Bonsucesso S. com fundamento no art. Agravo improvido. A.0001 . proporcionalidade e moderação. 125/127. firmo minha suspeição. remetam os autos à origem. 626 do RITJ/RO.br/autenticacao/validaDiario. os quais fixo em 15% sobre o valor da condenação. Publique-se. 11/03/2011) CIVIL E PROCESSUAL. Débito quitado. 159. após a quitação da dívida.A. já havia sido declarada a inexistência do débito não podendo mais cobrá-lo. MANUTENÇÃO.22. II.22. REsp 684. Advogado: Nelson Wilians Fratoni Rodrigues(OAB/MG 107878A) Agravado: Banco Cruzeiro do Sul S. Cancele-se o movimento indevidamente lançado e desentranhe-se o documento de fl. §1º-A. Manutenção.html sob o número 138 Ano 2012 . de minha relatoria. pelo fato de não ter tomado as medidas cabíveis para permanecer a manutenção no seu sistema da atualização dos dados de seus clientes. I. (Apelação Cível N. e majorando quando ínfimo. QUARTA TURMA. 624 do RITJ/RO. INSCRIÇÃO NO SPC. CIVIL E PROCESSUAL.

advertindoo(a) que se não for contestada a ação. Aduz que a assistência judiciária pode ser concedida a qualquer tempo. 27 de julho de 2012.Ofertada a resposta e sendo arguidas preliminares ou sendo apresentados documentos novos. 1.tj.gov. 557. querendo. PROCESSUAL CIVIL.br/autenticacao/validaDiario. vencendo a primeira em 26/05/2008 e a última em 26/05/2012. portanto. nos termos: Observo em fl. deserto. (REsp 387. 42 proferida pelo juízo da 10º Vara Cível da Comarca de Porto Velho em ação reintegração de posse c/c pedido liminar de manutenção de posse do bem. DESIGNO SOLENIDADE DE AUDIÊNCIA DE TENTATIVA DE CONCILIAÇÃO para o DIA 21 DE AGOSTO DE 2012 ÀS 8HORAS. Alexandre Miguel Vistos. PROCESSO DE EXECUÇÃO. pois o agravado se encontra inadimplente com a 43ª parcela em diante. dou provimento ao recurso. independentemente do recolhimento do preparo. p. incabível a aplicação da teoria do adimplemento substancial. salvo no caso da parte gozar do benefício da assistência judiciária gratuita. pois agir de forma contrária implicaria em restringir o acesso à justiça daquele que afirmar estar impossibilitado de arcar com as custas e despesas do processo. bem como o periculum in mora. pois não houve deferimento expresso em despacho inicial. anteriormente à interposição do recurso.419/06. decido. deixo de receber o recurso. é exigibilidade legal para a admissibilidade do recurso de apelação o respectivo preparo. Desse modo. endereço: https://www2. pois a mora foi devidamente caracterizada. a decisão do magistrado merece ser reformada. decido.Em caso de frustração da tentativa de composição entre as partes.ro. […] 5. Na espécie. do Código de Processo Civil. Advogado: Manoel Archanjo Dama Filho(OAB/RO 4658) Advogado: Daniel Penha de Oliveira(OAB/RO 3434) Advogado: Marcelo Brasil Saliba(OAB/RO 5258) Agravado: Raimundo Nonato Cavalcante da Silva Relator: Des. em todas as instâncias. verifica-se que o contrato firmado entre as partes previa o pagamento de 48 (quarenta e oito) parcelas de R$1. Comunique-se ao juiz da causa. Publique-se. em qualquer fase do processo. uma vez que deserto.00 para o patrono de cada parte ré. Examinados.n. das 48 parcelas contratadas. Intime-se pessoalmente as partes a comparecerem à audiência. infere-se da sentença de fls. 324). 320/321 que a justiça gratuita foi deferida expressamente. 474). Sustenta que é possível o recebimento do apelo. Analisando os autos. À luz do exposto. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Alega que inexiste adimplemento substancial no caso dos autos.0000 Agravante: Banco Volkswagen S. Pugna pelo provimento do recurso. considerando que a justiça gratuita foi expressamente deferida às fls. 37-39. DJ 19/12/2002. já tendo havido o deferimento do benefício da assistência judiciária gratuita ao agravante quando da prolação da sentença.DJE. julgado em 21/03/2002. A. O agravante se insurge quanto a decisão que deixou de receber o apelo.sexta-feira. Aduz que firmou contrato de arrendamento mercantil pelo prazo de 48 parcelas mensais. Menciona que se encontram presentes os requisitos para o deferimento da liminar. em 15 dias.RO. Conforme mencionado na decisão a quo. 125. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.. nos termos do art. podendo ser concedida até de ofício. “Os benefícios da assistência judiciária compreendem todos os atos do processo até decisão final do litígio. dessa forma entendo haver substancial adimplemento da obrigação e tendo em mente a teoria do inadimplemento mínimo INDEFIRO A LIMINAR para reintegração de posse imediata. a fim de afastar a deserção recursal e determinar o recebimento do recurso de apelação. prolatarei sentença ao final da solenidade. portanto. julgo improcedentes os pedidos contidos na inicial e condeno o autor ao pagamento das custas processuais e verba honorária de R$ 400. Com efeito.Ressalto que os prazos processuais correm normalmente.. Pugna pela reforma da decisão guerreada.Porto Velho-RO. e inexistindo decisão revogando o benefício concedido. não há que se falar em deserção por ausência de recolhimento do preparo.Tendo em vista que a lei preconiza a constante busca pela solução conciliatória em qualquer fase do processo. É o relatório.Citese o(a) ré(u) para.” (artigo 9º da Lei nº 1. É o relatório. para que seja deferida a liminar de reintegração de posse. confira-se a jurisprudência do colendo Superior Tribunal de Justiça: PREVIDENCIÁRIO. 138/2012 .RO 57 Escrivania (fls. Rel. pois o pedido de gratuidade da justiça foi feito em sede de apelação. deixando de efetuar o pagamento das parcelas. Assim. 320/321. IV do CPC. 23 deduz-se que houve quitação até a 42ª parcela. §1º-A. Porto Velho . vista a(o) autor(a) para réplica. e o agravado ficou inadimplente com suas obrigações.060/50). presumindo-se verdadeiros os fatos narrados na inicial e prosseguindo o processo independentemente de sua intimação para os demais atos. N. Vejamos: Isto posto. SEXTA TURMA. (g. Neste sentido. 22 de junho de 2012. Recurso conhecido e provido. também demonstrado.] Inconformado. não trata-se de justiça gratuita.8.) Assim. responder. Dessa maneira. estando Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.html sob o número 138 Ano 2012 . IMPOSSIBILIDADE DE RETROAGIR PARA ALCANÇAR O PROCESSO DE CONHECIMENTO. bem como que sua concessão alcança todos os atos do processo posteriores a esta. Banco Volkswagen S/A recorre da decisão de fl.22.segunda-feira. 12 que o negócio jurídico se firmou com compromisso de adimplemento de 48 parcelas e em fl. conforme se observa dos documentos de fls. [. ressalvada a assistência judiciária gratuita que ora defiro expressamente. arquive-se os autos oportunamente. Ministro HAMILTON CARVALHIDO. ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA GRATUITA. interpõe recurso alegando que não cabe ao Juízo de 1º Grau analisar a questão da deserção. para o fim de que seja determinado o recebimento do recurso de apelação interposto. Cumpridas as formalidades legais.2012. Examinados.095.73. Juiz José Torres Ferreira Relator 2ª Câmara Cível Despacho DO RELATOR Agravo de Instrumento nº 0006511-11. conforme art. estando. houve quitação da parcela até a de nº 42. de fato houve o adimplemento substancial do contrato. com a notificação do agravado.428/PA. propiciando ainda o julgamento antecipado da lide. incidirão os efeitos da revelia. não sendo alterados pela designação da audiência.

O adimplemento substancial do contrato pelo devedor não autoriza ao credor a propositura de ação para a extinção do contrato. Recurso não conhecido.577/SC. julgado em 04/08/2011. Apenas se afirma que o meio de realização do crédito por que optou a instituição financeira não se mostra consentâneo com a extensão do inadimplemento e. haja vista que insuficiência obrigacional poderá ser relativizada com vistas à preservação da relevância social do contrato e da boa-fé objetiva. Insurge-se o agravante contra a decisão de fls.2012.segunda-feira. Trata-se de recurso de agravo interposto por Otávio Stocco. 475. Cível. 08/11/2011) Desta feita.ro. com fulcro no art. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. frise-se que na Sessão de 25 de julho de 2012.2012. desacompanhada da respectiva guia de preparo. porquanto o réu pagou: “31 das 36 prestações contratadas. com a falta apenas da última prestação. 1. como. reconhecendose o cumprimento substancial do contrato (Acórdão pendente de publicação). após o pagamento de praticamente todo o contrato. salvo se demonstrada a perda do interesse na continuidade da execução. o caso dos autos se aplica a hipótese do adimplemento substancial. o que seria um convite a toda sorte de fraudes. N. indenização por perdas e danos”. 0000114-27. julgado em 25/03/2003. ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA. com vistas à realização dos princípios da boa-fé e da função social do contrato.8. N. É pela lente das cláusulas gerais previstas no Código Civil de 2002. nego provimento ao recurso. Ministro LUIS FELIPE SALOMÃO.419/06. a teoria do substancial adimplemento visa a impedir o uso desequilibrado do direito de resolução por parte do credor. fato que revela que o direito à reintegração pode ser composto ou deferido ao final da demanda. Raduan Miguel Filho.8. QUARTA TURMA. Rel. se não preferir exigir-lhe o cumprimento. a resolução do contrato de arrendamento mercantil.22. (REsp 1051270/RS. caput. em qualquer dos casos. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Não se está a afirmar que a dívida não paga desaparece. Pelo exposto. preterindo desfazimentos desnecessários em prol da preservação da avença. o que inviabiliza a pretendida reintegração de posse do bem objeto de arrendamento mercantil. Diante dos fatos e fundamentos. Cumpra-se. a seguir transcrita: Inconformada com a sentença de fls. 487/503). O mencionado descumprimento contratual é inapto a ensejar a reintegração de posse pretendida e. (REsp 469.44 de valor residual garantido”. Adimplemento substancial. ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA.RO 58 eventualmente em aberto apenas 06 do total das parcelas do aludido pacto de arrendamento mercantil. 138/2012 . Rel. não autoriza o credor a lançar mão da ação de busca e apreensão. certamente.0000 Agravante: Otávio Stocco Advogado: Noel Nunes de Andrade(OAB/RO 1586) Advogado: Amanda Aparecida Paula de Carvalho(OAB/RO 647E) Advogada: Izabel do Carmo de Jesus Martins(OAB/RO 2788) Agravada: Ford Motor Company Brasil Ltda Advogado: Edemilson Fernandes Costa(OAB/SP 101614) Advogado: Leonardo Moser da Silva(OAB/PE 16089) Advogado: Paulo Henrique Magalhães Barros(OAB/PE 15131) Advogada: Adriana Tocchet Wagatsuma(OAB/SP 190561) Relator:Des. justificando-se a improcedência do pedido.gov. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Ação de reintegração de posse. J. No caso em apreço. Nessa linha de entendimento. Rel. Porto Velho. não me parecendo exato que o agravado fique sem o bem (veículo) liminarmente. DESCABIMENTO.br/autenticacao/validaDiario. endereço: https://www2. O cumprimento do contrato de financiamento.tj. Sentença mantida. 310). cabendo. e a sua eventual reforma ensejará em prejuízo inverso a parte agravada. julgou-se a apelação cível n. ainda que por força do ajuizamento da presente ação de arrendamento mercantil. Deferimento liminar. tendo o Juízo Agravado designado audiência de conciliação. 12 (508 dos autos originários). a execução do título. consoante se observa dos seguintes julgados: DIREITO CIVIL.html sob o número 138 Ano 2012 . Arrendamento mercantil. Desembargador Alexandre Miguel Relator 2ª Câmara Cível Despacho DO RELATOR Agravo de Instrumento nrº 0005873-75. pois se encontra em consonância com a posição dos Tribunais Superiores e este Tribunal.DJE. Aplicação da Teoria do adimplemento substancial no caso concreto. 00134861720108220001. 3. com os ventos do Código Civil de 2002. não vislumbro prejuízo ao agravante em razão da decisão agravada. QUARTA TURMA. consequentemente. contra decisão proferida nos autos da ação indenizatória que move contra Ford Motor Company Brasil Ltda. Busca e apreensão. Recurso especial não conhecido. Por fim. Intime-se. do CPC. o credor valer-se de meios menos gravosos e proporcionalmente mais adequados à persecução do crédito remanescente. Busca e apreensão. Des. Publique-se. Após as anotações de estilo. APLICAÇÃO DA TEORIA DO ADIMPLEMENTO SUBSTANCIAL. 476/486 o requerente interpôs apelação (fls. DJ 05/05/2003 p. 26 de julho de 2012. proferida pelo juízo da 2ª Vara Cível da Comarca de Pimenta Bueno. Neste sentido é o entendimento do STJ. é de se aplicar a da teoria do adimplemento substancial dos contratos. medidas desproporcionais diante do substancial adimplemento da avença. Adimplemento substancial. PAGAMENTO DE TRINTA E UMA DAS TRINTA E SEIS PARCELAS DEVIDAS. segundo o qual “[a] parte lesada pelo inadimplemento pode pedir a resolução do contrato. Ministro RUY ROSADO DE AGUIAR. sobretudo a da boa-fé objetiva e da função social. 557. Marcos Alaor Diniz Grangeia Vistos. Falta da última prestação.500.22. 4. conforme entendimento da jurisprudência majoritária. por exemplo.0002. em caso semelhante. MEDIDAS DESPROPORCIONAIS DIANTE DO DÉBITO REMANESCENTE. arquive-se os autos. em lugar da cobrança da parcela faltante. que não é o caso. 86% da obrigação total (contraprestação e VRG parcelado) e mais R$ 10. que deve ser lido o art. Vale anotar que se tratou apenas do indeferimento de liminar. CONTRATO DE ARRENDAMENTO MERCANTIL PARA AQUISIÇÃO DE VEÍCULO (LEASING). AÇÃO DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE. O pagamento de cerca de 90% do valor do contrato configura adimplemento substancial. de resto. Não viola a lei a decisão que indefere o pedido liminar de busca e apreensão considerando o pequeno valor da dívida em relação ao valor do bem e o fato de que este é essencial à atividade da devedora. (Apel. RESOLUÇÃO DO CONTRATO. Pode. 2. Precedentes jurisprudenciais. 5. DJe 05/09/2011).

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

59

À fl. 507, o autor apresentou petição pugnando pelo deferimento do benefício da Assistência Judiciária Gratuita. Em que pese o autor ter solicitado o benefício da Justiça Gratuita, verifico que este pedido ocorreu somente após a interposição do recurso, ou seja, protocolizou a apelação em 28/5/2012 e requereu a AJG em 31/5/2012; portanto, resta precluso referido pedido. Assim, considerando que o autor não apresentou a guia de preparo no momento da interposição do recurso, bem como requereu os benefícios da Justiça Gratuita posteriormente, com fundamento no artigo 511 do Código de Processo Civil, julgo deserta a apelação. (TJ/RO – Apelação n. 014129796.2006.8.22.0009, 2ª Câmara Especial, Rel. Des. Walter Waltenberg Silva Junior, j. 09.03.2010; TJ/RO – Apelação Cível n. 100.014.2005.003730-0, 1ª Câmara Cível, Rel. Des. Kiyochi Mori, j. 13.05.2008). Certifique-se o cartório o trânsito em julgado da sentença e nada sendo requerido, arquivem-se.Intime-se. Pimenta Bueno-RO, segunda-feira, 11 de junho de 2012 (…) [SIC] O agravante insurge-se contra a decisão que declarou deserto seu recurso de apelação. Alega que após a interposição do recurso de apelação peticionou requerendo os benefícios da justiça gratuita por não poder arcar com as custas do processos, sendo que seu pedido não foi analisado pelo juízo a quo, que decretou a deserção do seu apelo. Afirma que o pedido de justiça gratuita deve ser enfrentado, pois tal matéria não preclui, conforme entendimento jurisprudencial que colacionou. Por fim, pede a cassação da decisão agravada, com o fim de determinar sua ineficácia e análise do pedido de justiça gratuita ou seja oportunizado prazo para recolhimento do preparo. É o relatório. Passo a decidir. Deixo de converter o recurso em retido por se tratar de decisão que julgou deserto, de plano, o recurso de apelação interposto pelo agravante, o que a meu ver pode causar dano processual à parte. Analisando os autos, verifico que na inicial houve pedido de diferimento de custas para serem recolhidas nos termos do art. 6º, §6º, da Lei 301/90, o que foi concedido à fl. 4 dos autos de origem. Essa situação fática determina a conclusão de que o agravante estava momentaneamente impossibilitado de efetuar o pagamento das custas, contudo, fez pressupor que no momento de eventual apelação teria condições de quitar as custas. Em sua apelação, o agravante não recolheu as custas diferidas nem o preparo, tampouco requereu gratuidade judiciária. Contudo, tal pedido foi realizado em petição protocolada dia 31/5/2012, fl. 506, ou seja, após a interposição do seu apelo, que ocorreu em 28/5/12, fls. 486/502. Na decisão recorrida, fls. 12, o juízo de origem decretou a deserção do apelo e não analisou o pedido de gratuidade, sob o fundamento de preclusão. Pois bem, entendo que o agravo não merece provimento. Explico. O agravante teve deferido seu pedido de recolhimento das custas iniciais para o final. O momento oportuno para o referido recolhimento seria juntamente com o preparo recursal, conforme o art. 6º, § 6º, da Lei n. 301/90.

O rigor processual determina que ao protocolar a peça recursal, o agravante deveria exercitar a opção prevista no §6º do art. 6º da Lei 301/90, que já havia sido deferida, ou formular o pedido de gratuidade simultaneamente. Tal entendimento decorre da imposição do art. 511 do CPC. Pontuo que esta Corte tem entendimento de que os efeitos da gratuidade judiciária só alcançam atos futuros, ou seja, não retroagem, por isso da necessidade do recolhimento das custas diferidas. Neste sentido é a jurisprudência desta Corte: Agravo interno. Agravo de instrumento. Negativa ao seguimento. Manifesta improcedência. Deserção. Custas diferidas ao final. Não recolhimento de qualquer valor. Manutenção. Improvimento. É dever da parte, ainda que pleiteie novamente a gratuidade judicial, recolher as custas iniciais quando estas foram diferidas ao final, uma vez que a lei prevê seu recolhimento obrigatório juntamente com o preparo da apelação. Inexistindo recurso contra a decisão que diferiu o pagamento das custas, deve a parte observar os ditames legais quanto ao pagamento das custas, sob pena de deserção do apelo. (Agravo, N. 00038878620128220000, Rel. Des. Moreira Chagas, J. 26/06/2012) (g.n.) O entendimento da Corte Estadual não destoa do que é entendido pelo Superior Tribunal de Justiça: BENEFÍCIO DA ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA GRATUITA. PROCESSO DE EXECUÇÃO. IMPOSSIBILIDADE DE RETROAÇÃO PARA ALCANÇAR O PROCESSO DE CONHECIMENTO. COISA JULGADA. OCORRÊNCIA. SÚMULA Nº 7/STJ. INCIDÊNCIA. I - É assente no STJ o entendimento de que, embora o pedido de assistência judiciária gratuita possa ser efetuado a qualquer momento processual, seus efeitos não podem retroagir para atingir questões decididas anteriormente. Precedentes: REsp nº 410.227/PR, Rel. Min. CASTRO FILHO, DJ de 30/09/2002; REsp nº 478.352/PA, Rel. Min. VICENTE LEAL, DJ de 10/03/2003; e REsp nº 87428/PA, Rel. Min. HAMILTON CARVALHIDO, DJ de 19/12/2002. II – (...) III - Agravo regimental improvido. (STJ – 1ª Turma, AgRg nos EDcl no Ag 900.061/SP, Rel. Ministro Francisco Falcão). (g.n.) Ainda que não adotasse a posição rigorosa acima mencionada e adotando uma visão instrumentalista nos autos, caberia ao agravante, no mínimo, ter demonstrado, ainda que em petição separada, a modificação de sua situação financeira para que pudesse ser avaliado pelo magistrado eventual concessão do benefício. Ressalte-se que tal requisito era imprescindível, não bastando o requerimento puro sem demonstração da alteração da condição econômica da parte. De outra banda, o agravante é qualificado como empresário e não há nos autos qualquer elemento a ensejar avaliação de eventual alteração da situação financeira da parte. Esse é o entendimento assentado nesta Corte: Apelação cível. Diferimento das custas ao final. Renovação do pedido de assistência judiciária. Ausência de recolhimento das custas e de preparo recursal. Deserção. O pedido de justiça gratuita pode ser formulado a qualquer tempo, inclusive ser objeto de renovação, caso haja o seu indeferimento. Contudo, neste caso, é ônus da parte comprovar nova situação que caracterize a sua miserabilidade não reconhecida anteriormente.

Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

60

A ausência de comprovação no ato do pedido renovatório enseja o dever de recolhimento das custas diferidas e do preparo recursal, os quais não realizados impõe o reconhecimento da deserção. (...) (Não Cadastrado, N. 00391059020088220009, Rel. Des. Waltenberg Junior, J. 21/09/2010) (g.n.) Diante do exposto, nego provimento ao agravo, com base no artigo 557, caput, do CPC, e mantenho a decisão recorrida. Feitas as anotações e comunicações necessárias, transitado em julgado, arquive-se. Publique-se. Cumpra-se. Porto Velho - RO, 27 de julho de 2012. Desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia Relator 2ª Câmara Cível Despacho DO RELATOR Agravo de Instrumento nrº 0006456-60.2012.8.22.0000 Agravante: J. L. B. de C. Advogado: Josimá Alves da Costa Júnior(OAB/RO 4156) Advogado: Luís Sérgio de Paula Costa(OAB/RO 4558) Agravado: J. M. de C. Advogado: Vander Carlos Araújo Machado(OAB/RO 2521) Relator:Des. Marcos Alaor Diniz Grangeia Vistos. Trata-se de agravo de instrumento interposto por Joséfa Léucia Bezerra de Carvalho, contra a decisão de fl. 176 (fl.163 dos autos originários), proferida pelo juízo da 4ª Vara de Família e Sucessões, nos autos da ação de sobrepartilha, a seguir transcrita: “Vistos. A autora, ora apelante, não é beneficiária de gratuidade judiciária. Às fls. 110 a inicial foi emendada e as custas foram diferidas, além do que a autora foi condenada em custas e honorários na sentença de fls. 145/147. Recurso deserto, não foi feito o preparo. Porto Velho-RO, quarta-feira, 27 de junho de 2012”. A agravante aduz que é hipossuficiente e requer, em sede de recurso de apelação, os benefícios da assistência judiciária gratuita. A mesma sustenta que foi beneficiada com a gratuidade nos autos da separação judicial n.0291623-34.2007.8.22.0001 e, por tal motivo, pede que nestes autos de sobrepartilha também seja concedido o benefício. Verifico no presente caso que o juízo a quo à fl.94 (fl.82 dos autos originários) recebeu a emenda da inicial e deferiu custas ao final. É o relatório. Decido. Deixo de receber o recurso como agravo retido, ante a possibilidade de dano processual à agravante. Passo a apreciá-lo. Quanto ao indeferimento do benefício de justiça gratuita, o art. 4º da Lei 1.060⁄50 dispõe que, para obtenção do benefício da gratuidade, é suficiente a simples afirmação do estado de pobreza, que poderá, entretanto, ser elidida por prova em contrário. Tenho me posicionado que é firme a jurisprudência do STJ no sentido de que o pedido de assistência judiciária dispensa maiores formalidades, podendo ser feito a qualquer momento e, para a sua concessão, basta o simples pedido da parte sob a alegação de que não tem condições de arcar com as custas

processuais sem comprometer seu sustento e de sua família. A esse respeito veja-se o seguinte julgado: PROCESSO CIVIL. AGRAVO REGIMENTAL CONTRA DECISÃO QUE NEGOU SEGUIMENTO AO RECURSO ESPECIAL. ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA GRATUITA. AFERIÇÃO DA HIPOSSUFICIÊNCIA. REEXAME DE PROVA. SÚMULA 7 DO STJ. AGRAVO REGIMENTAL DESPROVIDO. 1. A assistência judiciária gratuita pode ser pleiteada a qualquer tempo, desde que comprovada a condição de necessitado. É suficiente a simples afirmação do estado de pobreza para a obtenção do benefício, ressalvado ao juiz indeferir a pretensão, se tiver fundadas razões, conforme disposto no art. 5º da Lei 1.060/50. Precedentes. 2. Agravo Regimental desprovido. (AgRg no REsp 984.328/ SP, Rel. Ministro NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO, QUINTA TURMA, julgado em 18/03/2010, DJe 26/04/2010). No caso dos autos, o valor da causa é de R$200.000,00 (fl.93) e, as custas e preparo dariam em torno de R$6.000,00. Diante deste valor, entendo que o pedido merece melhor análise. Pois bem, a agravante teve deferido seu pedido de recolhimento das custas iniciais para o final. A mesma não recorreu desta decisão. Em sede de apelação, novamente, reitera o pedido. A discussão da ação envolve bens da união do casal (fl.16) e na decisão recorrida, o juízo de origem decretou a deserção do apelo, contudo não analisou o pedido de gratuidade formulado na apelação. O rigor processual determina que ao protocolar a peça recursal, a agravante deveria exercitar a opção prevista no §6º do art. 6º da Lei 301/90, que já havia sido deferida custas ao final, ou formular o pedido de gratuidade simultaneamente. Tal entendimento decorre da imposição do art. 511 do CPC. Pois bem. Pontuo que esta Corte tem entendimento de que os efeitos da gratuidade judiciária só alcançam atos futuros, ou seja, não retroagem, por isso da necessidade do recolhimento das custas diferidas. Neste sentido é a jurisprudência desta Corte: Agravo interno. Agravo de instrumento. Negativa ao seguimento. Manifesta improcedência. Deserção. Custas diferidas ao final. Não recolhimento de qualquer valor. Manutenção. Improvimento. É dever da parte, ainda que pleiteie novamente a gratuidade judicial, recolher as custas iniciais quando estas foram diferidas ao final, uma vez que a lei prevê seu recolhimento obrigatório juntamente com o preparo da apelação. Inexistindo recurso contra a decisão que diferiu o pagamento das custas, deve a parte observar os ditames legais quanto ao pagamento das custas, sob pena de deserção do apelo. (Agravo, N. 00038878620128220000, Rel. Des. Moreira Chagas, J. 26/06/2012). O entendimento da Corte Estadual não destoa do que é entendido pelo Superior Tribunal de Justiça: BENEFÍCIO DA ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA GRATUITA. PROCESSO DE EXECUÇÃO. IMPOSSIBILIDADE DE RETROAÇÃO PARA ALCANÇAR O PROCESSO DE CONHECIMENTO. COISA JULGADA. OCORRÊNCIA. SÚMULA Nº 7/STJ. INCIDÊNCIA. I - É assente no STJ o entendimento de que, embora o pedido de assistência judiciária gratuita possa ser efetuado a qualquer momento processual, seus efeitos não podem retroagir para atingir questões decididas anteriormente. Precedentes: REsp nº 410.227/PR, Rel. Min. CASTRO FILHO, DJ de

Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

61

30/09/2002; REsp nº 478.352/PA, Rel. Min. VICENTE LEAL, DJ de 10/03/2003; e REsp nº 87428/PA, Rel. Min. HAMILTON CARVALHIDO, DJ de 19/12/2002. II – (...) III - Agravo regimental improvido. (STJ – 1ª Turma, AgRg nos EDcl no Ag 900.061/SP, Rel. Ministro Francisco Falcão). (g.n.) Todavia, mesmo diante desta posição adotada, verifico dos autos elementos que demonstram que a agravada poderá ser prejudicada em seu próprio sustento ou de sua família pelo recolhimento aproximado de R$6.000,00. Consta dos autos que a agravante é servidora pública, com profissão de policial militar (fl.37). Ainda há nos autos comprovante de pagamento de energia elétrica no valor de R$132,20 no endereço em que a agravante reside. De tais documentos verifico que seria oneroso para agravante arcar com as custas de alto valor. Ainda há o fato que a causa trata-se de sobrepartilha, não sabendo ainda com quem ficarão os bens constantes da peça inicial, pois a existência de bens não implica dizer, necessariamente, que a parte tenha dinheiro disponível para arcar com a despesa processual. Observo que a alegação das parte de que não pode arcar com as despesas processuais goza de presunção de veracidade e sobre ela poderão responder por eventual inveracidade na afirmação. Posto isso, com fundamento no artigo 557, §1º-A do CPC, dou provimento monocrático ao recurso para reformar a decisão agravada a fim de conceder à parte agravante os benefícios da gratuidade judiciária no processo originário. Feitas as comunicações e anotações necessárias, transitado em julgado, arquive-se. Publique-se. Intime-se. Cumpra-se. Porto velho-RO, 27 de julho de 2012. Des. Marcos Alaor Diniz Grangeia Relator 2ª Câmara Cível Despacho DO RELATOR Agravo de Instrumento nrº 0006500-79.2012.8.22.0000 Agravante: Madeireira Urupá Ltda Advogado: Nelson Araújo Escudero Filho(OAB/RO 787) Agravado: Adelmo Pereira Advogado: Justino Araújo(OAB/RO 1038) Advogado: Leonardo Leite Mattos e Souza(OAB/RO 1607) Advogada: Daniella Beatriz Gohl(OAB/RO 1589) Relator:Des. Alexandre Miguel Vistos, etc. Trata-se de agravo de instrumento interposto por Madeireira Urupá Ltda contra decisão (fl. 335) nos termos: Encaminhem-se os autos ao contador judicial para realização dos cálculos, devendo ser considerado a decisão de fls. 383/384. Ji-Paraná, terça-feira, 19 de junho de 2012. Sustenta que a execução foi proposta em 18 de novembro de 2005, tendo o agravado efetuado os cálculos que entendia corretos acerca da indenização definitivamente fixada no acórdão na importância de R$ 362.219,95. Afirma que em despacho anterior o juízo encaminhou os autos ao contador judicial, que apurou o valor irreal de R$ 1.782.627,74. Inconformada a executada/agravante discordou dos referidos cálculos, no que foi determinado pelo juízo a realização de prova pericial contábil, a qual não logrou êxito

em razão da impossibilidade financeira da agravante em pagar os honorários periciais. Menciona que o feito principal foi encaminhado ao contador para atualização do débito, realizado na importância de R$ 1.622.737,68. E após a sentença que rejeitou a impugnação apresentada pela agravante, foram refeitos os referidos cálculos apurados em R$ 3.082.905,50, valor este que considera absurdo. Alega que a decisão referenciada que rejeitou a impugnação a execução não enfrentou a matéria concernente ao excesso de execução. Alega ainda, que ocorreu erro material nos cálculos, pois é impossível que num prazo de cinco anos um débito aproximado de R$ 370.000,00 irá se transformar em importância de R$ 3.400,000,00, fato este que causa à parte lesão grave e de difícil reparação. Pugna ao final pela atribuição de efeito suspensivo à decisão agravada, e no mérito, a sua reforma para corrigir o erro material de cálculo, reconhecendo como devido o valor remanescente de R$ 308.504,38, ou alternativamente, a realização de nova perícia para novos cálculos as expensas da agravante. É o relatório. Examinados. Decido. Não obstante as alegações expostas no agravo, tenho por correta a providência adotada pelo juízo a quo ao determinar o encaminhamento dos autos principais ao contador judicial para realização de cálculos. Trata-se de liquidação de ação de indenização, com determinação de pagamento de pensão desde 1991 até quando o beneficiário completar 65 anos. Portanto, não são simples correção do valor da indenização a partir de 2005. Denote-se que a referida providência foi requerida pela própria agravante (fls. 298-304), ao se insurgir contra os cálculos de fl. 203 (fls. 388 dos autos originários) e requerer a correção de suposto erro material nos referidos cálculos. Conforme evidenciado nos autos, a executada/agravante desde o início do feito executório tenta esquivar-se no cumprimento integral de sua obrigação, todavia, a sua inércia resultou no arresto/penhora, e posteriormente, no indeferimento da prova pericial por ela requerida e não produzida, por ausência de pagamento dos honorários do perito. Não obstante ser possível a correção de eventual erro material a qualquer tempo, pois além de não estar sujeito à preclusão, pode inclusive ser corrigido de ofício, o fato é que só é possível uma correção, caso efetivamente fique demonstrado nos cálculos do contador apontamentos de erros, de modo que será corrigido e posto à manifestação de ambas as partes. Desta feita, entendo por inviável a agravante insurgir-se contra a decisão agravada, que de forma cautelosa determina a realização de cálculos do débito executado, haja vista a impossibilidade de realização de nova perícia a requerimento da executada/agravante, dada a sua inércia na realização da perícia requerida anteriormente, tornando-se preclusa. Porém, isso não impede, caso verifique o juízo eventual discrepância ou equívoco no cálculo do contador judicial, podendo analisar a necessidade de produção de prova pericial, ainda que de ofício, nos termos do art. 475-B § 3º. Porém, no momento, a agravante deve aguardar o cumprimento da decisão agravada, sobre a qual igualmente, terá a oportunidade de se manifestar. Neste sentido é o entendimento do STJ e deste Tribunal: AGRAVO REGIMENTAL - AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL - JUÍZO DE ADMISSIBILIDADE - INCURSÃO NO MÉRITO -

Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

62

POSSIBILIDADE - AÇÃO DE COBRANÇA - EXPANSÃO DA REDE DE ELETRIFICAÇÃO EM ÁREA RURAL - PRODUÇÃO DE PROVA PERICIAL CONTÁBIL CONSIDERADA PELO JUIZ COMO NECESSÁRIA PARA O DESLINDE DA CONTROVÉRSIA - POSSIBILIDADE - VERIFICAÇÃO DA INSUFICIÊNCIA DA PROVA COLACIONADA AOS AUTOS - RECONHECIMENTO - NECESSIDADE DE REEXAME DE PROVAS - IMPOSSIBILIDADE - INCIDÊNCIA DA SÚMULA 7/ STJ - RECURSO IMPROVIDO. (AgRg no AREsp 89.521/RS, Rel. Ministro MASSAMI UYEDA, TERCEIRA TURMA, julgado em 12/04/2012, DJe 27/04/2012). G.N. Processo civil. Prova. Inércia. Laudo por perito judicial. Discordância da parte. Julgamento. Cerceamento de defesa. Inocorrência. Não há cerceamento de defesa tampouco violação ao princípio da ampla defesa quando, quedando-se inerte a parte quanto ao requerimento de prova pericial na fase de especificação de prova, o juiz da causa determina remessa à contadoria judicial para cálculos contábil-financeiros a fim de auxiliá-lo no julgamento.( Apelação Cível, N. 10101520040063946, Rel. Des. Rowilson Teixeira, J. 06/03/2007). Por estas razões, não há motivos que justifiquem a suspensão ou reforma da decisão agravada. Pelos fatos e fundamentos expostos, nos termos do art. 557 do CPC, nego seguimento ao agravo, mantendo inalterada a decisão de primeiro grau. Após as anotações de estilo, arquive-se. Publique-se. Intime-se. Porto Velho - RO, 27 de julho de 2012. Desembargador Alexandre Miguel Relator Despacho DO RELATOR Agravo de Instrumento nrº 0006775-28.2012.8.22.0000 Agravante: Crefisa S/A - Crédito, Financiamento e Investimentos Advogado: Bernardo Augusto Galindo Coutinho(OAB/RO 2991) Advogada: Leila Mejdalani Pereira(OAB/SP 128457) Agravada: Maria Marta José Moreira Advogado: Newton Schramm de Souza(OAB/RO 2947) Advogada: Vera Lúcia Paixão(OAB/RO 206) Relator:Des. Alexandre Miguel Vistos. Trata-se de recurso de agravo de instrumento interposto por Crefisa S/A Crédito Financiamento e Investimentos contra decisão (fl. 44) proferida pelo Juízo da 1ª Vara Cível de Vilhena/ RO. Examinados, decido. O artigo 525, inciso I, do CPC estabelece quais as peças que obrigatoriamente deverão acompanhar a inicial do recurso de agravo: cópias da decisão agravada, certidão da respectiva intimação e das procurações outorgadas aos advogados do agravante e do agravado;”. Em análise aos autos, verifica-se que a agravante quando da interposição do agravo não juntou aos autos cópia da certidão da intimação da decisão agravada, não tendo, portanto, como aferir a tempestividade do recurso, ocorrendo, a violação do art. 525, I, do CPC, ensejando o não recebimento do agravo. Neste sentido são os precedentes do STJ: AgRg no Ag 1411014 / SP. Min. Sidnei Beneti. DJ. 03/02/2012; AgRg no Ag 1384701/ SC, Rel. Ministro SEBASTIÃO REIS JÚNIOR, SEXTA TURMA, julgado em 18/10/2011, DJe 17/11/2011.

Não obstante a possibilidade de considerar a indicação da agravante, concernente à certidão de juntada de procuração, momento que eventualmente teve ciência do feito principal, verifica-se, que ainda assim, o único carimbo de juntada nos autos (fl. 46) encontra-se datado de 06/06/12, portanto, o prazo final ocorreria em 20/06/2012, estando dessa forma intempestivo o recurso, pois interposto somente em 16/07/2012. Ademais, a ausência de peças consideradas obrigatória pelo art. 525, I, do CPC, conforme constatado nos autos, não permite a conversão do julgamento em diligência para apresentação das peças faltantes, ocorrendo a preclusão consumativa. Portanto, tenho que o recurso é manifestamente inadmissível. Pelo exposto, com fundamento no art. 557, caput, do CPC, nego seguimento ao presente agravo de instrumento. Feitas as anotações necessárias, arquivem-se. Publique-se. Porto Velho - RO, 27 de julho de 2012. Desembargador Alexandre Miguel Relator 2ª Câmara Cível Despacho DO RELATOR Agravo de Instrumento nº 0006984-94.2012.8.22.0000 Agravante: D. J. S. G. Advogado: Jetro Vasconcelos Carapiá Canto(OAB/RO 4956) Advogado: Denns Deivy Souza Garate(OAB/RO 4396) Agravada: L. M. G. Representada por sua mãe S. L. M. G. Advogado: Gilson Ely Chaves de Matos(OAB/RO 1733) Agravada: L. M. G. Representada por sua mãe S. L. M. G. Advogado: Gilson Ely Chaves de Matos(OAB/RO 1733) Relator: Des. Alexandre Miguel Vistos. Trata-se de agravo de instrumento interposto por Danny Jehnssen Souza Garate contra as decisões de fls. 64 e 73 (123 e 136 dos autos originários) proferidas nos autos da ação de execução de alimentos, sendo que a primeira determinou o desentranhamento do mandado de prisão para cumprimento, e a segunda decisão a quo indeferiu a soltura do executado/ agravante, ao fundamento de que existem outras execuções não suspensas. Alega o agravante, em resumo, que vem pagando as prestações alimentícias de forma regular, não havendo qualquer inadimplência até a presente data. Menciona que apresentou justificativa perante o juízo à respeito dos depósitos no valor de R$ 311,00, e que os deposita mensalmente na conta dos exequentes/agravados. Atualmente não se encontra em condições financeiras de efetuar o pagamento integral da pensão pelo fato de possuir severas despesas, por conta dos seus estudos. Aduz que nunca deixou de lado sua responsabilidade de pai, e que não é pessoa com personalidade voltada à prática criminosa, e que possui todos os requisitos para responder o processo em liberdade, pois possui residência fixa, laços familiares, profissão definida, estudante universitário, não tendo intenção de se evadir da comarca na qual tramita o feito principal. Requer ao final, seja concedida medida liminar para determinar a expedição de alvará de soltura para que o agravante aguarde em liberdade o julgamento do processo. É o relatório. Examinados. Decido. Compulsando os autos, constato que os agravados promoveram a ação principal pleiteando a execução por coerção indireta (prisão civil) com base no artigo 733 do CPC,

Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

63

tendo por objeto as três parcelas anteriores ao ajuizamento da ação. Posteriormente, foi determinado pelo juízo a citação do executado/agravante para pagar os referidos alimentos ou justificar a impossibilidade no pagamento. O agravante apresentou justificativa (fls.51/vº) que não foram apreciadas até o momento. Posteriormente, os agravados requereram a suspensão do feito executório em razão do processo de incidente de falsidade. Foi deferido o pedido, com a suspensão da execução. Com efeito, nos autos em análise se constata que efetivamente o agravante justificou a impossibilidade no pagamento integral das pensões, tanto que promoveu ação revisional de alimentos nº 0000165-02.2012.8.22.0014, distribuída em 03/01/2012, objetivando a redução das parcelas. Conforme evidenciado às fls. 52-55, de fato o agravante efetuou os depósitos das parcelas no valor de R$ 311,00, e embora os referidos depósitos sejam passíveis de análise quanto a sua ilicitude no procedimento compatível, entendo que são verossímeis enquanto não há afirmação em contrário. Constata-se, outrossim, que o juízo a quo anteriormente, no despacho de fl. 57, havia determinada a suspensão da execução em razão de processos apensos que dependiam de análise, pois eventualmente interferiam na ação de execução de alimentos, originária deste recurso. Logo, suspensa a execução, suspenda a medida de prisão dela decorrente. A análise dos elementos para soltura do executado/agravante deve ser feita estritamente no âmbito específico do processo em que ocorreu a prisão, de modo que, havendo prova de que existe em trâmite a ação revisional de alimentos, bem como demonstração de pagamentos concernentes à pensão alimentícia, estas cricunstâncias indicam que o agravante deve ser posto em liberdade. Ademais o processo de execução se encontrava suspenso, ainda pendente de apreciação das justificativas apresentadas e dos pagamentos efetuados. Por estas razões, entendo que o pedido liminar para soltura do agravante deve ser deferido, sem com isso, impedir o regular processamento dos feitos mencionados neste recurso. No entanto, esta decisão não impedirá o cumprimento de outras ordens de prisão (Execução de Alimentos) contra o agravante se eventualmente existirem. Por todo o exposto, concedo a liminar pleiteada, para determinar a soltura do agravante, se por outro motivo não estiver preso, expedindo-se o necessário. Solicite-se informações ao juízo a quo. Intime-se os agravados, para querendo, apresentarem contraminuta no prazo legal. E, após, encaminhe-se os autos a PGJ para parecer. Publique-se. Intime-se. Cumpra-se. Porto Velho, 27 de julho de 2012. Desembargador Alexandre Miguel Relator 2ª Câmara Cível ABERTURA DE VISTA Agravo em Recurso Especial em Agravo de Instrumento nº 0009184-11.2011.8.22.0000 Agravante: Adriana Miyuki Ando Kamiya Advogado: Jeverson Leandro Costa (OAB/RO 3134) Advogada: Marianne Almeida e Vieira de Freitas Pereira (OAB/ RO 3046) Agravante: Dionísio Shuji Kamiya

Advogado: Jeverson Leandro Costa (OAB/RO 3134) Advogada: Marianne Almeida e Vieira de Freitas Pereira (OAB/ RO 3046) Agravado: Banco da Amazônia S/A. Advogada: Graça Jacqueline da Cunha Lima (OAB/RO 626A) Advogado: Pedro da Cruz Pereira Neto (OAB/RO 3179) Advogado: Paulo Eduardo da Silva Nascimento (RO 2537) [...] “Nos termos do art. 1º, §1º, do Provimento n. 001/2001-PR, de 13/9/2001, fica o(a) Agravado(a) intimado(a) para, querendo, contraminutar o Agravo e juntar documentos, no prazo de 10 (dez) dias.” Porto Velho, 27 de julho de 2012. (a) Belª Lorenza da Veiga Lima Darwich Passos Diretora do 2DEJUCIVEL

1ª CÂMARA ESPECIAL
1ª Câmara Especial Despacho DO RELATOR Apelação Cível nrº 1109911-65.2005.8.22.0001 Apelante: Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia CAERD Advogado: Breno Dias de Paula(OAB/RO 399B) Advogada: Franciany D’Alessandra Dias de Paula Dandolini(OAB/RO 349B) Advogada: Bianca Fernandes Gerhardt(OAB/RO 3031) Advogada: Michele Luana Sanches(OAB/RO 2910) Advogada: Elda Luciana Oliveira Melo(OAB/RO 327E) Advogado: Gustavo Maldonado Martins(OAB/RO 285E) Apelado: Município de Porto Velho RO Procurador: Salatiel Lemos Valverde(OAB/RO 1998) Procuradora: Shirley Conesuque Gurgel do Amaral(OAB/RO 705) Procurador: José Luiz Storer Júnior(OAB/RO 761) Procurador: Moacir de Souza Magalhães(OAB/RO 1129) Relator Originário: Des. Sansão Saldanha Vistos, Trata-se de de recurso de apelação interposto pela Companhia de Água e Esgoto de Rondônia S/A – Caerd contra a sentença que, por não reconhecer a imunidade recíproca nos casos de sociedade de economia mista, julgou improcedente a ação declaratória de inexistência de obrigação tributária ajuizada contra o Município de Porto Velho. Em suas razões, aduz que sua atividade não é econômica, seu pessoal administrativo é admitido mediante concurso público, concluindo que a Caerd é uma sociedade de economia mista pública que não exerce atividade econômica, mas sim de serviço público essencial, não podendo ser contribuinte do IPTU, conforme disciplina o art. 150, VI, a, da Constituição Federal. Requer a reforma da sentença para que a ação seja julgada procedente. As contrarrazões pugnam pela manutenção da sentença. Em julgamento proferido pela 1ª Câmara Especial datado de 20.6.2007, negou-se provimento ao recurso, assim ementado: Tributário. IPTU. Sociedade de economia mista. Imunidade. Imóvel de propriedade estatal. Prova. É devido IPTU de imóveis de sociedade de economia mista, no caso, a Companhia de Água e Esgoto de Rondônia-CAERD,

Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

64

embora forneça serviço de utilidade pública à população, porque, no caso, não goza da imunidade prevista constitucionalmente (CF, art. 150, VI, a). Ausente a prova de que o imóvel utilizado pela sociedade de economia mista é de propriedade do Estado, sujeita-se à incidência do imposto predial e territorial urbano. ( Apelação Cível, N. 10000220060076346, Rel. Des. Sansão Saldanha, J. 14/03/2007) Houve a interposição de recurso especial e extraordinário. O Supremo Tribunal Federal reconheceu a repercussão geral da matéria no RE 580.264/RJ, assim ementado: CONSTITUCIONAL. TRIBUTÁRIO. RECURSO EXTRAORDINÁRIO. REPERCUSSÃO GERAL. IMUNIDADE TRIBUTÁRIA RECÍPROCA. SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA. SERVIÇOS DE SAÚDE. 1. A saúde é direito fundamental de todos e dever do Estado (arts. 6º e 196 da Constituição Federal). Dever que é cumprido por meio de ações e serviços que, em face de sua prestação pelo Estado mesmo, se definem como de natureza pública (art. 197 da Lei das leis). 2 . A prestação de ações e serviços de saúde por sociedades de economia mista corresponde à própria atuação do Estado, desde que a empresa estatal não tenha por finalidade a obtenção de lucro. 3. As sociedades de economia mista prestadoras de ações e serviços de saúde, cujo capital social seja majoritariamente estatal, gozam da imunidade tributária prevista na alínea “a” do inciso VI do art. 150 da Constituição Federal. 3. Recurso extraordinário a que se dá provimento, com repercussão geral. (RE 580264, Relator(a): Min. JOAQUIM BARBOSA, Relator(a) p/ Acórdão: Min. AYRES BRITTO, Tribunal Pleno, julgado em 16/12/2010, REPERCUSSÃO GERAL - MÉRITO DJe-192 DIVULG 05-10-2011 PUBLIC 06-10-2011 EMENT VOL-0260201 PP-00078) Por esta razão, voltaram os autos para o cumprimento do art. 543-B, §3º do Código de Processo Civil. DECIDO. Conforme consta do art. 543-B, §3º do Código de Processo Civil, julgado o mérito da repercussão geral, os recursos sobrestados serão apreciados pelos Tribunais, que poderão declará-los prejudicados ou retratar-se. O feito veio ao gabinete que anteriormente era ocupado pelo Des. SANSÃO SALDANHA, relator do Acórdão atacado, substituído que foi pelo Des. FRANCISCO PRESTELLO DE VASCONCELLOS, que ora substituo. A apelante enquadra-se na definição de sociedade de economia mista, porque seu capital admite a participação particular, tanto na composição do capital quanto na administração. A regra prevista no art. 173, §2º, da Constituição Federal coloca no mesmo patamar das empresas privadas a empresa pública e a sociedade de economia mista, impedindo tratamento fiscal diferenciado entre elas. De qualquer modo, a imunidade tributária recíproca, além dos entes legislativos, União Federal, Estados-membros, Distrito Federal e Municípios, se estende, somente às autarquias e fundações instituídas e mantidas pelo poder Público, no que se refere ao patrimônio, renda e serviços, vinculadas às suas finalidades essenciais ou às delas decorrentes, nunca em relação a sociedades de economia mista, como é o caso da embargante. Aliás, o § 2º do art. 173 da Constituição Federal expressamente veda tal privilégio: “As empresas públicas e as sociedades de economia mista não poderão gozar de privilégios fiscais não extensivos às do setor privado”. Deste modo, conclui-se que

a Constituição Federal foi taxativa, não deixando margem para dúvida, sem excepcionar qualquer espécie de empresa pública ou sociedade de economia mista, afastando pura e simplesmente a imunidade recíproca de todas elas. A justificativa de que o imóvel sobre o qual incide a cobrança do IPTU pertence ao Estado e por esta razão a embargante goza da imunidade tributária nada mais é que a tentativa de se furtar ao pagamento do referido tributo, distorcendo o conceito e o alcance do instituto da imunidade tributária prevista no art. 150 da Carta Magna. Entretanto, cabe destacar que o IPTU, conforme o art. 32 do Código Tributário Nacional, é imposto de competência dos municípios, sobre a propriedade predial e territorial urbana e tem como fato gerador a propriedade, o domínio útil ou a posse de bem imóvel por natureza ou por acessão física, como definido na lei civil, localizado na zona urbana do município. Assim, o contribuinte desse imposto, segundo o art. 34, do Código Tributário Nacional, é o proprietário do imóvel, o titular do domínio útil ou seu possuidor a qualquer título. Desta forma, por estar na posse de um bem imóvel, mesmo que pertencente a um ente estatal, ficam as sociedades de economia mista obrigadas ao pagamento do referido tributo. A presença de monopólio estatal nas atividades desenvolvidas pelas sociedades de economia mista não é suficiente para livrá-las da incidência tributária do IPTU, quando o Estado atua no domínio econômico, seja de maneira monopolística ou não, não há qualquer traço de direito público em tal atuação. Tal intervenção ocorre no regime de direito privado, ou seja, o Estado não tem qualquer poder de império com relação aos particulares Lecionando sobre o tema, Yvone Dolacio de Oliveira (1992, p. 21) pontifica: Irrelevante, para efeito da exclusão da imunidade, na exploração da atividade econômica através da empresa pública, sociedade de economia mista e outras entidades, que tal exploração se dê mediante delegação, concessão ou outro modo qualquer porque obrigatoriamente, essa exploração observará o regime jurídico próprio de empreendimento privado (art. 150, § 3º, c e § 1º do art. 173). Irrelevante, também, se essa exploração se dê em caráter monopolístico por qualquer dessas pessoas descentralizadas. Pense, por exemplo, nos monopólios do art. 177 da CF. A exploração econômica pela Petrobrás, sociedade de economia mista, está sujeita ao regime jurídico próprio de empreendimento privado e tão só essa característica exclui a imunidade.(Imunidades tributárias na Constituição de 1988: Resenha Tributária, 1992) Por fim, é necessário que se diga que a imunidade tributária é definida como uma supressão constitucional da competência tributária ou uma não-incidência qualificada constitucionalmente, deduzindo-se que somente a Constituição Federal poderá conceder imunidades, categoria de limitação da competência, pré-fixada na Constituição, inadmitindo ampliação e descabendo legislação infraconstitucional criar imunidades tributárias. O entendimento jurisprudencial consolidado é de que a imunidade não é extensiva às empresas públicas e às sociedades de economia mista, desde o advento da Súmula 76 do Supremo Tribunal Federal, a qual, apesar de referir-se a dispositivo da Constituição de 1946, ainda é aplicável, uma vez que não houve modificação da matéria no âmbito constitucional, conforme se infere do seu texto:

Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

65

Súmula 76 - As sociedades de economia mista não estão protegidas pela imunidade fiscal do art. 13, V, a, da Constituição Federal. No mesmo sentido, Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais: EMENTA: CONSTITUCIONAL, TRIBUTÁRIO E PROCESSUAL CIVIL - EMBARGOS À EXECUÇÃO FISCAL - IPTU - CEMIG - SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA - CONCESSIONÁRIA DE SERVIÇO PÚBLICO - IMÓVEL PARA LINHA DE TRANSMISSÃO - IMUNIDADE TRIBUTÁRIA - EXPLORAÇÃO DE ATIVIDADE ECONÔMICA - IMPOSSIBILIDADE DE SUA CARACTERIZAÇÃO - IMPROVIMENTO DA IRRESIGNAÇÃO - INTELIGÊNCIA DOS ARTS. 150, VI, “A”, §§ 2º E 3º E 173, § 1° AMBOS DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA. A sociedade de economia mista, concessionária de serviço público de energia elétrica, que explora atividade econômica, em concorrência com a iniciativa privada, não goza de imunidade constitucional, notadamente em relação ao IPTU que lhe é exigido. (apelação cível n° 1.0079.07.319781-0/001 - Comarca de Contagem - Apelante(s): Cemig Geração Transmissão S/A - Apelado(a)(s): Município Contagem - Relator: Exmo. Sr. Des. Dorival Guimarães Pereira) Tribunal Regional Federal da 4ª Região: TRIBUTÁRIO. IMUNIDADE RECÍPROCA. CF. ARTIGO 150, VI [...] A CORSAN é sociedade de economia mista, com personalidade jurídica de direito privado, que presta serviço público mediante a concessão na forma do art. 175 da Carta Política, cobrando tarifa diretamente do usuário, o que a afasta do benefício da imunidade recíproca. (TFR4 - 2ª T., AC nº 96.04.497710-3/RS, Rel. Juiz VILSON DARÓS). Por fim, anoto a lição de Hely Lopes Meirelles sobre o tema: Como pessoa jurídica privada, a sociedade de economia mista deve realizar, em seu nome, por sua conta e risco, serviços públicos de natureza industrial, ou atividade econômica de produção ou comercialização de bens, suscetíveis de produzir renda e lucro, que o Estado reputa de relevante interesse coletivo ou indispensável à segurança nacional. […] Ao concluir, permitimo-nos relembrar que as sociedades de economia mista, como as empresas públicas, não têm, por natureza, qualquer privilégio estatal, só auferindo as prerrogativas administrativas, tributárias e processuais que lhes forem concedidas especificamente na lei criadora ou em dispositivos especiais pertinentes, conforme a doutrina exposta precedentemente e a firme orientação da jurisprudência. (Supremo Tribunal Federal, RTJ 6/357; RDA 47/165; 51/298, 56/255; TRF, RDA 40/335; TJGB, RDA 51/301; TJSP, RDA 37/208, 55/219. O posicionamento adotado pelo Supremo Tribunal Federal no voto de relatoria do Ministro Gilmar Mendes, ao discorrer sobre a imunidade tributária, apresentou a distinção entre a empresa pública como instrumento de participação do Estado na economia e empresa pública prestadora de serviço público, concluindo que a esta última (prestadora de serviço público) se aplica a regra do §2º do art. 150 da Constituição Federal. Transcrevo a ementa: EMENTA: AÇÃO CAUTELAR. EFEITO SUSPENSIVO A RECURSO EXTRAORDINÁRIO NÃO ADMITIDO PELO TRIBUNAL DE ORIGEM. AGRAVO DE INSTRUMENTO PENDENTE DE JULGAMENTO. MEDIDA CAUTELAR

CONCEDIDA PARA SUSPENDER OS EFEITOS DO ACÓRDÃO RECORRIDO. 2. Em situações excepcionais, em que estão patentes a plausibilidade jurídica do pedido - decorrente do fato de a decisão recorrida contrariar jurisprudência ou súmula do Supremo Tribunal Federal - e o perigo de dano irreparável ou de difícil reparação a ser consubstanciado pela execução do acórdão recorrido, o Tribunal poderá deferir a medida cautelar ainda que o recurso extraordinário tenha sido objeto de juízo negativo de admissibilidade perante o Tribunal de origem e o agravo de instrumento contra essa decisão ainda esteja pendente de julgamento. 3. Hipótese que não constitui exceção à aplicação das Súmulas 634 e 635 do STF. 4. Suspensão dos efeitos do acórdão impugnado pelo recurso extraordinário, até que o agravo de instrumento seja julgado. 5. Ação cautelar deferida. Unânime. (AC 1550, Relator(a): Min. GILMAR MENDES, Segunda Turma, julgado em 06/02/2007, DJe-018 DIVULG 17-05-2007 PUBLIC 18-05-2007 DJ 18-052007 PP-00103 EMENT VOL-02276-01 PP-00043 LEXSTF v. 29, n. 342, 2007, p. 7-23) Eduardo Sabbag, ao discorrer sobre os casos de imunidade tributária, estranhou o posicionamento do Ministro, o que leva a bem analisá-lo. (Manual de Direito Tributário – Ideal para concursos públicos, Ed. Saraiva, 2009. p. 261). O Ministro disse que a CAERD é sociedade de economia mista prestadora de serviço público e por isto está abrangida pela imunidade tributária. Há que ser observado esse posicionamento com ressalvas posto que tanto a natureza jurídica quanto a finalidade da empresa pública são diversas das da sociedade de economia mista e por isso não podem ser colocadas em patamar igual. As empresas públicas são instituídas pelo Poder Público; possuem capital exclusivamente público, geralmente destinadas à prestação de serviços públicos industriais ou atividades econômicas em que o Estado tenha interesse próprio ou considere conveniente à coletividade; sujeita-se ao controle do Estado política e administrativamente posto que seu patrimônio, direção e fins são estatais. A sociedade de economia mista, por sua vez, possui no seu capital e na administração a participação do Poder Público e de particulares. Reveste a forma de empresa particular, admite lucro e rege-se pelas normas das sociedades mercantis. Conclui Hely Lopes Meirelles que a empresa pública “distingue-se da sociedade de economia mista por não admitir a participação do capital particular”, e por esta razão, entendo que não é possível estender o mesmo benefício concedido a empresa pública à sociedade de economia mista uma vez que se trata de institutos com natureza, objeto e constituição diversas. Entretanto, conforme relatório, o Supremo Tribunal Federal, em reconhecimento de repercussão geral sobre a matéria, entendeu que a imunidade tributária recíproca do art. 150, VI, a, da Constituição Federal se aplica às empresas públicas e às sociedades de economia mista quando prestadoras de serviço público de prestação obrigatória exclusiva, cuja ementa novamente transcrevo: CONSTITUCIONAL. TRIBUTÁRIO. RECURSO EXTRAORDINÁRIO. REPERCUSSÃO GERAL. IMUNIDADE TRIBUTÁRIA RECÍPROCA. SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA. SERVIÇOS DE SAÚDE. 1. A saúde é direito fundamental de todos e dever do Estado (arts. 6º e 196 da Constituição Federal). Dever que é cumprido por meio de ações e serviços que, em face de sua prestação pelo Estado mesmo, se definem

Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

66

como de natureza pública (art. 197 da Lei das leis). 2 . A prestação de ações e serviços de saúde por sociedades de economia mista corresponde à própria atuação do Estado, desde que a empresa estatal não tenha por finalidade a obtenção de lucro. 3. As sociedades de economia mista prestadoras de ações e serviços de saúde, cujo capital social seja majoritariamente estatal, gozam da imunidade tributária prevista na alínea “a” do inciso VI do art. 150 da Constituição Federal. 3. Recurso extraordinário a que se dá provimento, com repercussão geral. (RE 580264, Relator(a): Min. JOAQUIM BARBOSA, Relator(a) p/ Acórdão: Min. AYRES BRITTO, Tribunal Pleno, julgado em 16/12/2010, REPERCUSSÃO GERAL - MÉRITO DJe-192 DIVULG 05-10-2011 PUBLIC 06-10-2011 EMENT VOL-0260201 PP-00078) Assim, em atenção ao disposto no art. 543-B, §3º, do Código de Processo Civil, dou provimento ao recurso interposto pela Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia - CAERD, acompanhando a decisão exarada pelo Supremo Tribunal Federal, que reconheceu a imunidade tributária recíproca da sociedade de economia mista prestadora de serviço público, o que faço monocraticamente, na forma do art. 557 do CPC, ressalvando entendimento pessoal sobre o tema. Publique-se. Após o trânsito em julgado, voltem os autos à origem. Porto Velho, 27 de julho de 2012. Juiz Convocado Jorge Luiz dos Santos Leal Relator em Substituição Regimental Despacho DO RELATOR Apelação nrº 0001841-52.2011.8.22.0003 Apelante: Ilson José Donato Advogado: Ézilei Cipriano Veiga(OAB/RO 3213) Apelado: Instituto Nacional do Seguro Social - INSS Procurador Federal: Procuradoria Geral do Instituto Nacional do Seguro Social - INSS Relator:Juiz Convocado Jorge Luiz dos Santos Leal Vistos. Trata-se de recurso de apelação interposto por Ilson José Donato contra a sentença que julgou improcedente a ação revisional previdenciária ajuizada em face do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS. Em suas razões, alega ter ajuizado a presente demanda objetivando a revisão do valor do auxílio-acidente, eis que vem recebendo apenas o equivalente a 50% do salário mínimo. Alega que está incapacitado para o labor regular, apenas conseguindo realizar, raras vezes, trabalhos na condição de diarista, tendo em vista a perda severa da visão e as sequelas no braço e na mão em razão do acidente sofrido. Ressalta que o auxílio-acidente tem caráter alimentar, pois é o meio de sobrevivência do apelante e de sua família. Aduz que o pagamento do auxílio-acidente em valor equivalente a 50% do salário mínimo fere o princípio da dignidade da pessoa humana, bem como o art. 201, §2º, da Constituição Federal. Requer a reforma da sentença, para que seja realizada a equiparação do valor do benefício ao salário mínimo, bem como para que o apelado seja condenado ao pagamento, retroativo, das diferenças dos valores recebidos a menor. Devidamente intimado, o INSS deixou de apresentar as contrarrazões. DECIDO. O apelante pretende a reforma da sentença que julgou improcedente o pedido de revisão de benefício previdenciário

(auxílio-acidente), devido o valor ser inferior a um salário mínimo vigente. Certo é que o auxílio-acidente não tem natureza substitutiva de renda mensal percebida pelo beneficiário, como ocorre, por exemplo, com o auxílio-doença e a aposentadoria. Tal benefício é apenas um complemento pago ao segurado como uma espécie de indenização pelas sequelas decorrentes de um infortúnio laboral. Neste sentido já decidiu o STF: PREVIDENCIÁRIO. AÇÃO ACIDENTÁRIA. EXECUÇÃO. SÚMULA 188/TFR. CRITÉRIO DE CÁLCULO. EQUIVALÊNCIA SALARIAL. PERÍODO ANTERIOR AO ARTIGO 58 DO ADCT.A FALTA DE IMPUGNAÇÃO NÃO IMPEDE QUE SE RECORRA DA DECISÃO HOMOLOGATÓRIA DOS RESPECTIVOS CÁLCULOS. NÃO OBSTANTE O ART. 5º, § 7º DA LEI 6.367/76 TER PREVISTO QUE NENHUM BENEFÍCIO POR ACIDENTE DO TRABALHO SERIA INFERIOR AO SALÁRIO-MÍNIMO, AQUELE COMANDO SÓ SE APLICAVA AOS BENEFÍCIOS EXPRESSAMENTE INDICADOS NOS INCISOS II E III DO CITADO DISPOSITIVO, NÃO ALCANÇANDO O AUXÍLIOACIDENTE QUE VINHA CUIDADO NO ARTIGO 6º E CUJO VALOR HAVERIA DE SER APURADO POR CRITÉRIO DIVERSO, VALE DIZER, EM PERCENTUAL SOBRE O SALÁRIO-DE-CONTRIBUIÇÃO. RECURSO CONHECIDO, MAS DESPROVIDO.” (RESP – 258481 PROCESSO: 200000448036 UF: SP ÓRGÃO JULGADOR: QUINTA TURMA DATA DA DECISÃO: 28/08/2001 DOCUMENTO: STJ000408365 FONTE DJ DATA:22/10/2001 PÁGINA:346 RELATOR(A) JOSÉ ARNALDO DA FONSECA). O documento na f. 16 evidencia que o benefício percebido é o de auxílio-acidente previdenciário, que não se confunde com auxílio-doença ou aposentadoria. Tais benefícios previdenciários são distintos e se destinam a suprir contingências diversas, como também são regulamentados em preceitos legais diferentes, inseridos na Lei n. 8.213/9, artigos 44 e 86: Art. 44 A aposentadoria por invalidez, inclusive a decorrente de acidente de trabalho, consistira num renda mensal correspondente a 100% (cem por cento) do salário de benefício, observado o disposto na Secção III, especialmente no art. 33 desta Lei (Redação dada pela Lei n. 9.032, de 1995). Art. 86. O auxílio-acidente será concedido, com indenização, ao segurado quando, após consolidação das lesões decorrentes de acidente de qualquer natureza, resultarem sequelas que impliquem redução da capacidade para o trabalho que habitualmente exercia. Redação dada pela Lei n. 9.528, de 1997). § 1º O auxílio-acidente mensal corresponderá a cinquenta por cento do salário de benefício e será devido, observado o disposto no § 5º, até a véspera do inicio de qualquer aposentadoria ou até a data do óbito do segurado. (Redação dada pela Lei n. 9.528, de 1997) Conforme observado da legislação, o auxílio-acidente consiste em indenização ao segurado, pela diminuição da sua capacidade do trabalho que habitualmente exercia à época do infortúnio, em razão da permanente sequela que passa a ter, originada de acidente de qualquer natureza. Assim, consoante a regra esculpida no art. 86, § 1º, da Lei n. 8.213/91, alterado pela Lei n. 9.032/95, auxílio acidente é devido ao segurado quando, após a consolidação das lesões decorrente do acidente do trabalho, resultar redução de sua capacidade laborativa, pelo que não se caracteriza como

Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

67

salário de benefício ou substitutivo de rendimento de trabalho do segurado, motivo pelo qual, não se aplica a vedação constitucional inserida no artigo 201, § 4º, da Carta Magna, admissível, portanto, que seu valor seja inferior ao salário mínimo. Este é o entendimento adotado por este Tribunal de Justiça: PREVIDENCIÁRIO. AUXÍLIO-ACIDENTE. REVISÃO PARA QUE NÃO SEJA INFERIOR AO SALÁRIO MÍNIMO. ARTIGO 201, § 5º, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL. INAPLICABILIDADE. Considerando a natureza indenizatória do benefício de auxílio-acidente, inaplicável o contido no artigo 201, § 5º, da Constituição Federal, que tem em mira a aposentadoria por invalidez, cuja natureza é substitutiva do rendimento proveniente do trabalho do segurado, quando este for considerado incapaz para o trabalho e insuscetível de reabilitação para retomá-lo. ( Apelação cível n. 01178807520068220014, Rel. Des. Renato Martins Mimessi, J. 19/07/2011) PREVIDENCIÁRIO. AUXÍLIO-ACIDENTE. SALÁRIOBENEFÍCIO. SALÁRIO MÍNIMO. FIXAÇÃO. O auxílio-acidente é indenização concedida nos casos em que a incapacidade laboral é diminuída e sua fixação se dá em percentual sobre o valor do salário-benefício, e não sobre o valor do salário mínimo, em obediência à legislação vigente. ( Apelação Cível, N. 10000719980050355, Rel. Des. Eurico Montenegro, J. 08/03/2006). Com estas considerações, nego provimento ao recurso, o que faço monocraticamente, na forma do art. 557, do Código de Processo Civil. Porto Velho, 27 de julho de 2012. Juiz Convocado Jorge Luiz dos Santos Leal Relator em Substituição Regimental 1ª Câmara Especial Despacho DO RELATOR Agravo de Instrumento nrº 0006981-42.2012.8.22.0000 Agravante: Antonio Marcos de Souza Advogado: Aécio de Castro Barbosa(OAB/RO 4510) Agravado: Presidente da Comissão de Realização do Concurso da Prefeitura de Ji Parana Rondônia Agravado: Presidente da Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt FUNCAB Interessado (Parte Passiva): Município de Ji-Paraná - RO Procurador: Procuradoria Geral do Município de Ji-Paraná RO( ) Relator:Des. Rowilson Teixeira Decisão Antonio Marcos de Souza interpôs o presente Agravo de Instrumento, com o objetivo de reformar a decisão da Juíza de Direito da 1ª Vara Cível da comarca de Ji-Paraná (fls. 101), que indeferiu seu pedido de liminar em mandado de segurança. O agravante é candidato em concurso público para provimentos de cargos em órgãos da Administração do município de JiParaná, e impetrou mandado de segurança contra ato do Presidente da Comissão de Realização do Concurso, uma vez que entende que sua redação não foi adequadamente corrigida, o que ocasionou sua desclassificado do concurso. Liminarmente, o candidato pleiteou a majoração de sua nota acima do mínimo necessário, e consequentemente, que fosse convocado para a etapa seguinte do concurso, consistente em apresentação de títulos. Alternativamente, o agravante requereu que a banca examinadora fosse instada a proceder nova correção de sua redação.

O juízo a quo indeferiu os pedidos, ao argumento de não vislumbrar os elementos necessários para concessão da liminar, salientando que a fase de apresentação de títulos já havia sido superada. O agravante recorre dessa decisão, repisando os mesmos argumentos da inicial do mandado de segurança, requerendo in limine, inclusive, o mesmo efeito pretendido em 1º grau, e no mérito, a confirmação da medida liminar. É o relatório. Decido. A medida liminar pretendida pelo agravante reveste-se de verdadeira antecipação dos efeitos da tutela, a qual deve observar os ditames previstos no art. 273 do CPC, o qual elenca como primeiro requisito a existência de prova inequívoca, apta a convencer o juiz da verossimilhança de sua alegação. Ou seja, enquanto para a concessão da liminar, basta a “fumaça do bom direito”, para a antecipação dos efeitos da tutela, é necessário que fique evidenciado um juízo de probabilidade de procedência quase incontestável. No caso em análise, verifico que foi oportunizado ao candidato a interposição de recurso, o qual foi indeferido com fundamentação jurídica satisfatória, conforme pode-se depreender do documento de fls. 91/94. Assim, qualquer incursão no mérito dessa correção nesse momento importaria não em antecipação da tutela, mas sim no próprio julgamento antecipado da lide, motivo pelo qual indefiro os pedidos que importam em modificação da nota. Contudo, considerando a informação de que a fase de apresentação de títulos já foi superada, e ainda, que conforme pesquisa no sítio eletrônico da empresa organizadora do concurso, já foi inclusive divulgado o resultado final do certame público, concedo medida liminar, com base no poder geral de cautela, para que o Município de Ji-Paraná se abstenha de convocar tão somente os candidatos aprovados ao cargo de Procurador (PGM), até o julgamento final do writ impetrado em 1º grau, uma vez que eventual concessão de segurança implicará em alteração de classificação. Solicite-se informações do juízo agravado, para que as preste no prazo de 10 (dez) dias. Nesse ínterim, intime-se os agravados para apresentarem contraminuta ao agravo. Após, encaminhe-se os autos à d. Procuradoria de Justiça. Publique-se. Intime-se. Cumpra-se. Porto Velho, 27 de julho de 2012. Desembargador Rowilson Teixeira Relator 1ª Câmara Especial Despacho DO RELATOR Apelação nrº 0029820-39.2009.8.22.0009 Apelante: Aloísio Veira da Cruz Advogada: Paula Daiane Rocha Passareli(OAB/RO 3979) Advogado: Telmo de Moura Passareli(OAB/RO 1286) Apelado: Estado de Rondônia Procurador: Jair Alves Batista(OAB/RO 61B) Procurador: Antônio das Graças Souza(OAB/RO 10B) Apelado: Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes do Estado de Rondônia - DER/RO Procuradora: Maria de Fátima Salvador de Lima(OAB/RO 80A) Procuradora: Cleonice Ferreira de Souza(OAB/RO 1389) Relator:Des. Francisco Prestello de Vasconcellos

Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

DJE. N. 138/2012 - segunda-feira, 30 de julho de 2012

Tribunal de Justiça - RO

68

Vistos, Trata-se de recurso de apelação interposto por Aloísio Vieira da Cruz contra a sentença que julgou parcialmente procedente a ação ajuizada em desfavor do Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes do Estado de Rondônia – DER/ RO, condenando-o ao pagamento de 76 horas extraordinárias mensais contados desde 2003 até o ajuizamento da demanda, excluídas as parcelas atingidas pela prescrição, bem como o período de recesso de final de ano, devendo o valor da hora extra ser calculado sobre os vencimentos básicos do autor, acrescidos de 50%; 22 horas extraordinárias por ano, referente ao trabalho efetivado nos feriados do dia da independência e do trabalhador, também contados desde 2003 até o ajuizamento da demanda, excluindo-se as parcelas atingidas pela prescrição, devendo o valor da hora extra ser calculado sobre os vencimentos básicos do autor, acrescido de 100%. Em suas razões, questiona o valor da hora extra definida em sentença, requerendo o seu cálculo com base na soma dos vencimentos, vantagem pessoal, vantagem abrangente e adicional de produtividade do trabalhador. Insurge-se contra a ausência de condenação do apelado ao pagamento dos honorários sucumbenciais, eis que decaiu em parte mínima de seus pedidos. Requer o provimento do recurso para reformar a sentença nos pontos questionados. As contrarrazões pugnam pela manutenção da sentença. DECIDO. Na forma do art. 523, §1º, do CPC, deixo de conhecer do agravo retido interposto por Aloísio Vieira da Cruz. MÉRITO Pretende o apelante a reforma da sentença em relação à base de cálculo para o pagamento de hora extra, fixado sobre a remuneração percebida pelo recorrente. Requer seja o cálculo realizado base na soma dos vencimentos, vantagem pessoal, vantagem abrangente e adicional de produtividade do trabalhador. Sobre o assunto já se manifestou esta Câmara: ADMINISTRATIVO. SERVIDOR PÚBLICO. HORA EXTRA. BASE DE CÁLCULO. EFEITO CASCATA. VEDAÇÃO. As vantagens pecuniárias futuras concedidas aos servidores somente incidem sobre o vencimento base, evitando-se o efeito cascata. (Apelação cível n. 00332093820098220007, Rel. Desembargador Francisco Prestello de Vasconcellos, J. 02/06/2011). Com propriedade observa Hely Lopes Meirelles que: [...] a legislação federal, estadual e municipal apresenta-se com lamentável falta de técnica e sistematização na denominação das vantagens pecuniárias de seus servidores, confundindo e baralhando adicionais com gratificações, o que vem dificultando ao Executivo e ao Judiciário o reconhecimento dos direitos de seus beneficiários (in Direito Administrativo Brasileiro, 2001, p. 451). Ensina José dos Santos Carvalho Filho que: [...] vantagens pecuniárias são as parcelas acrescidas ao vencimento base em decorrência de uma situação fática previamente estabelecida na norma jurídica pertinente. Toda vantagem pecuniária reclama a consumação de certo fato, que proporciona o direito à sua percepção. Presente a situação fática prevista na norma, fica assegurado ao servidor o direito subjetivo a receber o valor correspondente à vantagem. Esses fatos podem ser das mais diversas ordens: desempenho das funções por certo tempo; natureza especial da função; funções

exercidas em gabinetes de chefia; trabalho em condições anormais de dificuldades etc. São vantagens pecuniárias os adicionais e as gratificações. [...]. As verdadeiras gratificações e adicionais caracterizam-se por terem pressupostos certos e específicos e, por isso mesmo, são pagas somente aos servidores que os preenchem” (Manual de Direito Administrativo, 2001, p. 533/534). Adicionais e gratificações são, assim, independentemente, típicas parcelas remuneratórias, ou seja, fazem parte do montante percebido pelo servidor público (vencimento-base ou padrão e vantagens pecuniárias), mas não retratam parcelas incluídas no próprio vencimento do cargo, por não possuírem caráter de permanência. Quando cessa o trabalho que está sendo feito ou quando desaparece o fato ou a situação que lhe dá causa, cessa o pagamento de tal vantagem ou, por outras palavras, para o caso concreto, cessa o pagamento do adicional de função (ex facto officii). Logo, o acréscimo pecuniário dele resultante não pode ser computado ao vencimento-base do apelante, para fins de incidência de hora extra, porque o proíbe o inciso XIV, do art. 37, da CF: XIV - os acréscimos pecuniários percebidos por servidor público não serão computados nem acumulados para fins de concessão de acréscimos ulteriores. O referido inciso XIV do art. 37 da CF veda a acumulação ou o cômputo de vantagens pecuniárias para fins de concessão de acréscimos ulteriores, vale dizer, proíbe a superposição de vantagens pecuniárias de servidores públicos, dentre elas as indenizações, gratificações e adicionais, determinando que as mesmas não incidam sobre outras vantagens agregadas ao vencimento-padrão. Portanto, as horas extras a que faz jus o apelante devem ser calculadas sobre o seu vencimento base, vedada a sua acumulação para qualquer efeito - os chamados repiques ou ganhos em cascata - pois foram adquiridos posteriormente à vigência da EC 19/98. Ao mudar a forma de cálculo dos adicionais por tempo de serviço, o apelado não feriu os princípios da irredutibilidade dos vencimentos do servidor apelante. Em obediência aos princípios da legalidade e moralidade pública, somente fez cumprir o quanto disposto na Constituição da República (art. 37, XIV) com a redação que lhe foi dada pela EC 19/98, ao dispor que o servidor público terá direito à hora extra calculada sobre o vencimento base do cargo. Nesse sentido, mutatis mutandis, é a jurisprudência do STJ: CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO - GRATIFICAÇÃO ESPECIAL DE LOCALIDADE - BASE DE CÁLCULO VENCIMENTO DO CARGO EFETIVO - VANTAGENS PECUNIÁRIAS DE CARÁTER PERMANENTE SUPERPOSIÇÃO - IMPOSSIBILIDADE - LEIS NºS. 8.210/91, 8.112/90 E DECRETO Nº 493/92 - A Carta Magna da República, em seu artigo 37, XIV, proíbe a superposição de vantagens pecuniárias, o que significa que as indenizações, gratificações ou adicionais percebidos não compõem a base de cálculo dos acréscimos posteriormente concedidos” (REsp 327767/RR, Rel. Min. VICENTE LEAL, DJ de 10/09/01). RMS - CONSTITUCIONAL - ADMINISTRATIVO - MAGISTÉRIO ESTADUAL - VENCIMENTO-BASE - GRATIFICAÇÃO PELA EXECUÇÃO DE TRABALHO DE NATUREZA ESPECIAL, COM RISCO DE VIDA - INCIDÊNCIA RESTRITA AO VENCIMENTO BÁSICO - IMPOSSIBILIDADE DE INCIDÊNCIA SOBRE

Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, endereço: https://www2.tj.ro.gov.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012

0013 Apelante: Estado de Rondônia Procurador: Seiti Roberto Mori(OAB/RO 215B) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relator:Juiz Jorge Luiz dos S. A PONTO DE TORNAR SEM OBJETO O RECURSO DE APELAÇÃO INTERPOSTO. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . III . 138/2012 .ro. Inocorrência de perda do Objeto. os entes públicos aludidos foram condenados nos termos acima expostos. enquanto as horas extras são dependentes de um trabalho . em razão de falta de combustível nos veículos. Informou a perda de aulas pelos alunos da localidade. O recorrente defende sua exclusão do polo passivo deste feito. (RMS 1779/ RJ. adequando-se aos ditames inseridos na Constituição Federal” (ROMS 10737/ PR. 37.RO 69 AS AULAS EXTRAORDINÁRIAS (ART.CABIVEL O DIREITO DA RECORRENTE DE VER JULGADO O MÉRITO DA AÇÃO MANDAMENTAL. I . Ilegitimidade recursal. a adequar os veículos utilizados no transporte público escolar da localidade referida. PRIMEIRA TURMA. EM DEFINITIVO A QUESTÃO. XV. também quando à condenação recíproca e proporcional aos honorários advocatícios.22.tj.. Nas contrarrazões (fls. defende sua exclusão do polo passivo da presente demanda.] O cumprimento de decisão liminar não tem como conseqüência a perda do objeto. 4489) PROCESSUAL CIVIL. em parecer da lavra do procurador Osvaldo Luiz de Araújo. (REsp 41989/CE. Min. dotado de uma certa “imutabilidade”. entendo que o apelante foi em parte vencedor e vencido. A incidência deve ficar restrita ao primeiro. Primeiro. que. XIV. Juiz Convocado Jorge Luiz dos Santos Leal Relator em Substituição Regimental Despacho DO RELATOR Apelação nrº 0003307-85. PRIMEIRA TURMA. nego provimento ao recurso e mantenho a sentença. O Ministério Público do Estado de Rondônia promoveu a presente ação civil pública em desfavor do recorrente. o que faço monocraticamente. 665/670.FGTS – LIBERAÇÃO. sem reparos a sentença.gov. Relator Ministro GARCIA VIEIRA. Nesse sentido. 21 do CPC. cumpre dizer que o conteúdo do agravo retido de fls.INEXISTÊNCIA DO DIREITO LÍQUIDO E CERTO RECLAMADO .8. A PONTO DE TORNAR SEM OBJETO O RECURSO DE APELAÇÃO INTERPOSTO”. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. tendo em vista que é decisão de natureza provisória. Com estas considerações. Quanto à condenação em honorários advocatícios. O CUMPRIMENTO DE LIMINAR OU DE SENTENÇA AINDA NÃO TRANSITADA EM JULGADO NÃO CONDUZ A EXTINÇÃO DO PROCESSO. Rel. Fornecimento de medicamentos. INDEFERIMENTO DE LIMINAR. 17269) Mandado de segurança. porque.DJE. Desta forma. portanto. DIREITO DO RECORRENTE EM VER JULGADA. porque.. SEM DISCREPANCIA. No mérito. XIV veda a superposição de acréscimos. A Procuradoria Geral de Justiça. já que o cumprimento da liminar não implica o desaparecimento da pretensão à tutela jurídica e ao provimento de mérito. 522/526. GILSON DIPP. do Município de Corumbiara e da empresa de transporte Daniel da Rocha-ME. teria providenciado os meios para sanar o quadro. sobre a concessão de acréscimos ulteriores “efeito cascata”.CONSOANTE ENTENDIMENTO ASSENTE DESTA CORTE. mais aulas extraordinárias. o condenou.segunda-feira. realizado sem qualquer observância a normas de segurança. juntamente com o Município de Corumbiara. ou seja. 37. DJ 30/08/1993 p. tendo cumprido integralmente a liminar. bem como a repor as aulas perdidas pelos estudantes em decorrência de tal situação. a jurisprudência manifestou-se nos seguintes termos: PROCESSUAL CIVIL . Assim. LEVANTAMENTO DO FGTS. 686/689).2010. aduz ser caso de responsabilização exclusiva da empresa terceirizada. Não prospera tal argumento. pugnou pelo não provimento do recurso (fls. com risco de vida ou saúde e gratificação pelo exercício em determinadas zonas ou locais sobre o somatório do vencimento básico. POR FALTA DE OBJETO. 2 Vencimento básico é aquele percebido pelo efetivo desempenho da função (pro labore facto). AINDA NÃO TRANSITADA EM JULGADO. 522/526 será examinado em conjunto com o presente apelo. noticiando a precariedade do serviço. tendo cumprido integralmente a liminar.a ser realizado (pro labore faciendo). É a síntese. Secretaria Municipal de Saúde. MANDADO DE SEGURANÇA.MANDADO DE SEGURANÇA CONCESSÃO DE LIMINAR . DJ 14/03/1994 p. 672/675). necessitando pronunciamento definitivo.419/06. 678/681). contratada para a realização do transporte escolar em Corumbiara. tão logo tomou ciência das condições precárias do transporte escolar e das aulas perdidas pelos alunos. N. 557 do Código de Processo Civil. Integral tratamento. às normas de segurança e trafegabilidade aplicáveis à espécie de serviço público. 37. Cumprimento de liminar. DA CARTA POLÍTICA DE 1988) . NÃO CONDUZ A EXTINÇÃO DO PROCESSO. pugna. preliminarmente.br/autenticacao/validaDiario. II . nos presentes autos de ação civil pública (obrigação de fazer). Leal Decisão O Estado de Rondônia recorre da sentença de fls. A hora extra realizada por um servidor não aproveita aos demais. Em razão desse quadro. RECURSO PROVIDO. “O CUMPRIMENTO DE LIMINAR OU DE SENTENÇA.1 A Constituição Federal de 1988 em seu art. Defende a responsabilidade exclusiva da empresa que fazia o transporte (Daniel da Rocha-ME). DJ de 20/03/00). responsáveis pelo transporte de alunos na aludida localidade. da CF/88. ATO JUDICIAL. ante a identidade de conteúdo das peças. o recorrido requer a manutenção da sentença.html sob o número 138 Ano 2012 . conforme preleciona o art.extraordinário e individual . SUS. pelo conhecimento do agravo retido de fls. endereço: https://www2. Em suas razões (fls. mantenho a sentença no que diz respeito a base de cálculo da hora extra.RECURSO PROVIDO. Inteligência do art. [. Relator Ministro DEMÓCRITO REINALDO. PREJUDICIALIDADE DO WRIT. Porto Velho. Responsabilidade solidária dos entes federativos. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. dentre eles gratificações. providenciou os meios para sanar o quadro. tão logo tomou ciência das condições precárias do transporte escolar. que sustentam a ilegitimidade do Estado e responsabilização da empresa Daniel da Rocha-ME. 3 Inexiste ofensa ao direito adquirido e ao princípio da irredutibilidade de vencimentos quando a Administração corrige irregularidade. 27 de julho de 2012. Além disso. na forma do art. inexiste direito adquirido quanto à incidência da gratificação pela execução de trabalho de natureza especial.

O Ministério Público do Estado noticiou a instauração de procedimento. Pelo exposto. Rel. todavia não o fizeram. DJ 22. O transporte escolar é dever dos entes federados.2008.. a decisão impugnada está em consonância com a jurisprudência desta Corte. no presente feito.0011. aos entes públicos acima competia a verificação dos moldes da prestação do serviço àquela população. Leal Vistos.DJE.. de acesso universal e gratuito. que o presente tema não é novo. Des. Deferimento do pedido de liminar. devolva-se à origem. Juiz Jorge Luiz dos S.br/autenticacao/validaDiario. Rel. condenando as partes pelo descumprimento da medida judicial.22. N. J. VII. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . não passava por manutenção adequada. A jurisprudência tem buscado repelir situações como a descrita neste feito.2006. (STA 318/RS.2011. decorreu de sua omissão em fiscalizar empresa (Daniel da Rocha-ME) que havia contratado para para prestar o serviço aos alunos da rede pública estadual no município mencionado. Não há dúvida quanto à possibilidade jurídica de determinação judicial para o Poder Executivo concretizar políticas públicas constitucionalmente definidas. Ministro Celso de Mello.] (Apelação Cível. (AC 0024957-20. no município de Lajeado.tj. acertada a sentença na condenação do Município de Corumbiara e do Estado de Rondônia na prestação adequada do serviço de transporte escolar.2007. 20/04/2009) Assim. Ação civil pública. Sem dúvida. Convênio firmado entre Estado e Município. mediante representação formulada pelo Juiz de Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Já a municipalidade foi responsabilizada porque. Ministro Celso de Mello.8.08. tanto pelo ente municipal quanto por empresa contratada pelo Estado. além da existência de convênio. Dever solidário do Estado e do Município. O cumprimento da decisão liminar não tem o condão de caracterizar a perda do objeto da ação.10.RO. temos. especialmente no período noturno. Neste ponto. Transcrevo: Apelação cível. ao Estado e ao Município. Publique-se.444/SP.RO 70 É obrigação do Estado fornecer gratuitamente às pessoas desprovidas de recursos financeiros a medicação necessária para todo o período de tratamento da doença. 9/5/2007) No que tange aos fatos descritos na inicial. sem proceder a inquirição de testemunhas. [. Configuração de cerceamento de defesa. pertencia ao ente municipal demandado. sendo acertada a sentença que impõe solidariamente. com alta prioridade. imposto pela Constituição Federal.0000 Infrator: Célio Renato da Silveira Advogada: Ana Rita Côgo(OAB/RO 660) Relator:Juiz Jorge Luiz dos S. com veículos sem qualquer condição de trafegabilidade. embora o transporte escolar seja para os alunos da rede estadual de ensino. no qual o ente municipal assumiu obrigações. Recurso não provido. Em decorrência disso. a qual firmou entendimento. j. Ministério Público. 27 de julho de 2012. j. Des.2004. de que se impõe ao Estado a obrigação constitucional de criar condições objetivas que possibilitem. Transporte escolar.ro. Requerimento de produção de prova testemunhal.715/SP. Cumprimento por força da decisão judicial. Renato Martins Mimessi. justa e solidária (arts. verifica-se que a responsabilização do Estado de Rondônia. 10000720060053597. Reconhecimento.2008.gov. 1ª Turma. PRESIDENTE GILMAR MENDES. no Estatuto da Criança e do Adolescente e na Lei de Diretrizes e Bases da Educação. 2ª Turma. Após as devidas anotações. Porto Velho . Nos termos do regramento legal vigente.02. necessitando de provimento definitivo. de maneira concreta. tais como: o direito à educação infantil e os direitos da criança e do adolescente. N. segundo vistoria técnica realizada. Rel. 557 do CPC e. [.segunda-feira. que residem a mais de 3 km de distância das escolas públicas. como no presente caso. Estatuto da criança e do adolescente. com arrimo no art.8. RE-AgR 410. constitui dever dos entes federados a prestação do serviço gratuito de transporte escolar. CF/88). pelo Estatuto da Criança e do Adolescente e pela Lei de Diretrizes Básicas da Educação. não merece acolhida o requerimento de exclusão do polo passivo por ilegitimidade. em razão do dever constitucional da educação. O cerceamento de defesa resta configurado quando o juízo.22.. Ação civil pública. endereço: https://www2. parte da frota utilizada no transporte dos alunos da localidade. Sansão Saldanha. Caráter provisório. por desrespeito a normas de segurança. Transporte escolar gratuito.. por esses motivos. e. 03/11/2009) A Corte Suprema também já examinou este tema: […] A ação civil pública pleiteia condenação do Estado do Rio Grande do Sul a fornecer transporte escolar aos alunos do ensino médio. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. (AC 100025371. Incontroverso o dever constitucional dos entes federados na prestação da educação à população e o fornecimento dos meios de acesso.html sob o número 138 Ano 2012 .8.2007. pois. o noticiamento de que o serviço de transporte escolar na cidade Corumbiara estava sendo prestado de forma precária. o dever de prestar transporte escolar que possibilite o acesso à educação para as crianças e adolescentes residentes na zona rural. Ministro Marco Aurélio.773/SP. em casos como o presente. Julgamento antecipado. destacam-se os seguintes julgados: AI 677. Legitimidade passiva. Ausência de perda do objeto da ação. Crianças residentes na zona rural. o oferecimento do ensino.0006. com absoluta prioridade. Walter Waltenberg Silva Junior. julga o processo de forma antecipada. DJ 30.274/SP. Leal Relator Despacho DO RELATOR Termo Circunstanciado nrº 0013383-76. DJ 17. 2ª Turma.09. o fato é que é dever solidário dos entes federados a prestação educacional estabelecida pela Constituição Federal e no Estatuto da Criança e do Adolescente. 9/9/2010) Apelação cível. Nesse sentido. confirmo a decisão de primeiro grau. Relator Min. 138/2012 . em reexame necessário.] Ademais. Dever dos entes públicos.22. RE 431. que constitui um dos objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil. para construção de uma sociedade digna. ainda que haja contradições que poderiam ser sanadas com a instrução do feito. a efetiva proteção de direitos constitucionalmente assegurados. AI-AgR 474. Afasta-se também a alegação de ilegitimidade passiva do Município. como dito.419/06. em que o comando constitucional exige. DJ 03. Ausência de instrução. Des. 6º e 208. pois esta tem caráter provisório. Ministro Marco Aurélio. j. claramente definido no texto constitucional. menores de dezoito anos. É importante que se diga. Constitucional. nego seguimento ao apelo do Estado de Rondônia.

Conduta reiterada.2012. Relator Desembargador Moreira Chagas. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. No tocante ao valor da indenização o Superior Tribunal de Justiça já firmou entendimento de que a possibilidade de revisão de valores nesses casos ocorre quando o valor da condenação se mostrar irrisório ou exorbitante.0001 Apelação (Recurso Adesivo).Apelação Origem : 0017595-74. Portanto.099/95. 557. AgRg no REsp 959712 / PR.22. proibindo-a. Com essa. Valor Indenizatório. à d. Dano moral. 2ª Câmara Cível. Porto Velho. 138/2012 . os honorários advocatícios foram fixados de acordo com o art. Tendo em vista que a Juíza da 2ª Vara Criminal da Comarca de Vilhena/RO acolheu as razões do parquet a fim de declarar a incompetência para o julgamento do feito (fls. vez que é desnecessária a prova de prejuízo à honra ou reputação. 557.segunda-feira.0000 Suscitante: Juízo de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Vilhena . Porto Velho.8.000. devendo ser mantido. 0017843-40.DJE. no prazo de 10 (dez) dias. caput. Descumprimento de decisão judicial.2011. à d. Inscrição indevida nos órgãos de proteção ao crédito. do CPC. Data do Julgamento 19/11/2009.22.822. J.Relator Despacho DO RELATOR Conflito de Jurisdição nrº 0006877-50. Procuradoria Geral de Justiça para elaboração de parecer.8. Sansão Saldanha Revisor(a) : Des. 557. 20. Porto Velho. (e-sig. solicite-se tão somente do Juízo suscitado as informações necessárias.2008. No caso. Publique-se. Procuradoria Geral de Justiça para elaboração de parecer. J. § 3º do art. 20. Recurso Manifestamente improcedente. Corte e do Superior Tribunal de Justiça. Não sendo comprovada a relação negocial entre as partes. N. 1ª Câmara Cível. consequentemente. Precedentes: TJRO. a inscrição do nome do consumidor junto aos cadastros de proteção ao crédito sob o argumento de inadimplência é indevida e. Leal Vistos. Jorge Luiz dos Santos Leal Juiz Convocado .html sob o número 138 Ano 2012 . 2ª Câmara Cível. Porto Velho – RO.2010. 001928626. Proposta a transação penal nos termos do art. 23/02/2012. Decisão.Fórum Cível / 6ª Vara Cível. Art.2010.2012. Vistos. do CPC.RO Suscitado: Juízo de Direito do Juizado Especial Criminal da Comarca de Vilhena RO Relator:Juiz Jorge Luiz dos S.0001 Porto Velho .099/95. 18/4/2012.22. caput.020873-7. TJRO. dê-se vista à Procuradoria de Justiça para análise sobre eventual oferecimento de denúncia e art. Data da Publicação/Fonte DJe 30/11/2009 No caso. Falências e Recuperações Judiciais Apelante : Avon Cosméticos Ltda Advogado : Daniel Penha de Oliveira (OAB/RO 3434) Advogado : José Alexandre Cancela Lisboa Cohen (OAB/PA 12415) Advogado : Marcelo Rodrigues Xavier (OAB/RO 2391) Advogado : Paulo Guilherme de Mendonça Lopes (OAB/SP 98709) Apelada : Disney Palma Lopes Advogado : Douglas Ricardo Aranha da Silva (OAB/RO 1779) Advogado : Paulo Francisco de Matos (OAB/RO 1688) Relator(a) : Des.RO 71 Direito Leonel Pereira da Rocha. praticado. essa foi recusada pelo infrator às fls. etc. o valor estabelecido na sentença de primeiro grau (R$10. 27 de julho de 2012.conforme art. 9.0001 Apelação. Leal Vistos.2010. a sentença está de acordo com a jurisprudência desta e. 000455925.8. Relator Desembargador Alexandre Miguel. gera a responsabilidade da empresa pelos danos morais daí advindos. J. 27 de julho de 2012. 9. TJRO.0001 Apelação. Solicitem-se dos Juízos Suscitante e Suscitado as informações necessárias.0002 Apelação. Sendo assim. Relação jurídica.0000 Suscitante: Ministério Público do Estado de Rondônia Suscitado: Juizado Especial Criminal da Comarca de Vilhena Relator:Juiz Jorge Luiz dos S. é reiterada. em tese.8.br/autenticacao/validaDiario. 89 da Lei n. 0013513-97.2010.822.419/06. 76 da Lei n. Com essas.22. inclusive com discussão judicial anterior nos autos do processo n. 27 de julho de 2012. 3ª Turma.tj.2010. É a regra do art. Não comprovação. Dito isso.ro. pelo Prefeito Municipal de Espigão do Oeste/RO em discurso realizado na área da zona rural daquele município. A conduta tida como ilícita. nego seguimento ao recurso.Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0017595-74. 27 de julho de 2012. o que não é o caso dos autos.8. Considerando que a conduta ilícita é reiterada. inscrição indevida. Jorge Luiz dos Santos Leal Juiz Convocado .Relator Despacho DO RELATOR Conflito de Jurisdição nrº 0007031-68. que é no sentido de que comprovada a inscrição indevida do nome do consumidor em cadastro negativo de crédito subsiste à empresa que o inscreveu o dever de indenizar o dano moral experimentado.gov. Precedentes: TJRO. endereço: https://www2.00) não é elevado a ponto de causar enriquecimento sem causa. 80. Relator Ministro SIDNEI BENETI.8. caput. Relator Desembargador Alexandre Miguel. Alega-se ausência de relação jurídica entre as partes e que havia decisão judicial a respeito da inscrição. não há justo motivo para reduzi-lo. É manifestamente improcedente o recurso interposto. 21).0001 . se a decisão recorrida está de acordo com a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça. Tratam nos autos de Ação de Indenização por Danos Morais advindos de inscrição indevida do nome de consumidor junto aos cadastros de proteção ao crédito. 20/06/2012. dano moral “in res ipsa”.001. no prazo de 10 (dez) dias. Jorge Luiz dos Santos Leal Juiz Convocado . 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .) Desembargador Sansão Saldanha Relator Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. do CPC (20% do valor da condenação). J. Relator Desembargador Alexandre Miguel. do CPC.22.22. a fim de apurar a ocorrência de crime de injúria. 2ª Câmara Cível. 27/3/2012. Moreira Chagas Decisão MONOCRÁTICA Apelação. Precedente:STJ.

ro. 1. sustentou que. INEXISTÊNCIA DE MANIFESTAÇÃO DO JUÍZO DA EXECUÇÃO.419/06. não apresentou contrarrazões ao recurso (fl. 27 de julho de 2012 (a) Belª Eriene Grangeiro de Almeida Silva Diretora do 1DEJUESP 2ª CÂMARA ESPECIAL 2ª Câmara Especial Despacho DO RELATOR Agravo de Instrumento nrº 0005706-58. querendo. Contudo. ao mesmo tempo. Dessa forma.0001 (SDSG) Recorrente: Estado de Rondônia Procurador: Evanir Antônio de Borba (OAB/RO 776) Recorrida: Claudinete de Jesus Parary da Costa Advogada: Daniele Meira Couto (OAB/RO 2400) Advogado: Carlos Dobbis (OAB/RO 127) Advogada: Karinny Miranda Campos (OAB/RO 2413) “Nos termos do Provimento n. em razão da teoria da carga dinâmica da prova. não houve análise da do pedido e dos argumentos pelo juízo de primeiro grau. sob o fundamento de que a efetivação da penhora constitui ato lesivo ao direito da parte. é da Administração o dever de elaborar o laudo pericial. caberia ao agravado o custeio da prova pleiteada.542 do CPC)” Porto Velho. O recurso não deve ser conhecido. Irresignado. ao analisar o pedido formulado pelo agravante. que deferiu a produção de prova pericial e.8. ainda. Nessa hipótese. contra decisão proferida pelo Juízo da 2ª Vara da Fazenda Pública desta comarca. PEDIDO DE REDIRECIONAMENTO. para fins de concessão do adicional de insalubridade. que depositasse o valor dos honorários periciais. em nenhum momento.RO 72 1ª Câmara Especial ABERTURA DE VISTA Recurso Especial em Apelação nrº 0240303-59. DECISÕES NÃO-ATACADAS. apresentar contrarrazões ao Recurso Especial. 526. conforme jurisprudência do STJ: PROCESSUAL CIVIL. 138/2012 . o que é vedado. de 13/9/2001. TRIBUTÁRIO. oportunidade em que também determinou que o agravante depositasse o valor dos honorários periciais. posto que isso caracterizaria supressão de instância. caberia ao agravante tê-la alegado. se há pretensão de suspensão do feito executivo ou de não-realização das penhoras já ordenadas. endereço: https://www2. o custeio da prova deve ser feito pela parte que a requereu e. 557. do CPC e que não foi exercido o juízo de retratação. não obstante tenha sido requerida pela parte agravante.DJE. postulou a realização de perícia (fl.8. na forma e no prazo previstos na lei. em desvio de função. apresentar contrarrazões ao Recurso Especial. APRESENTAÇÃO DE EXCEÇÃO DE PRÉ-EXECUTIVIDADE. DO CPC.” Porto Velho. § 2º. 27 de julho de 2012 (a) Belª Eriene Grangeiro de Almeida Silva Diretora do 1DEJUESP ABERTURA DE VISTA Recurso Especial em Apelação nrº 0088752-49. ao ser intimado para especificar as provas que pretendia produzir. O juízo singular apresentou informações à fl.0000 Agravante: Erivaldo Dantas Arruda Advogada: Claudecy Cavalcante Feitosa(OAB/RO 3257) Advogada: Tatiana Feitosa da Silveira(OAB/RO 4733) Agravado: Estado de Rondônia Procurador: Renato Condeli(OAB/RO 370) Relator:Des. É certo que tanto a decisão que defere o pedido de redirecionamento do executivo fiscal quanto a que determina a penhora em contas bancárias do responsável tributário são recorríveis. tal pedido há de ser formulado ao juízo da execução. Walter Waltenberg Silva Junior Vistos. o agravante formulou qualquer requerimento ao juízo singular no sentido de requerer que a prova fosse paga pelo agravado. a fim de que o juízo pudesse manifestar-se.2009. 254).gov. pelo juízo de segundo grau. 267). no qual argumentou que o custeio da prova pericial deveria recair sobre a parte adversa. de 13/9/2001. por certo. Ao analisar os pedidos de provas.2012.(art. Em sua minuta.br/autenticacao/validaDiario. Logo em seguida. o que foi deferido pelo juízo.2006. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Sabe-se que. o agravante interpôs o presente recurso. N. mostra-se descabida a apresentação direta de agravo de instrumento ao respectivo tribunal. O agravado. Consta dos autos que o agravante propôs ação ordinária em desfavor do Estado de Rondônia e do Idaron. que o Estado é a parte que tem melhores condições de produzir a prova. verifica-se que o agravante.(art.22. parte que requereu a produção da prova. Em análise dos autos.22. fica o(a) recorrido(a) intimado(a) para. É o que há de relevante. Ou seja. o juízo de primeiro grau deferiu a realização da perícia e determinou ao agravante. Argumentou. 522 DO CPC. MULTA PREVISTA NO ART. o adicional de insalubridade em razão do exercício.html sob o número 138 Ano 2012 . o impetrante interpôs o presente agravo. EXECUÇÃO FISCAL. com o objetivo de receber. determinou ao agravante que depositasse o valor dos honorários. 001/2001-PR. Trata-se de agravo de instrumento interposto por Erivaldo Dantas Arruda. entre outras vantagens. do cargo de assistente fiscal de defesa agrossilvopastoril. DESCABIMENTO. não é cabível a apreciação do pedido em sede de agravo. fica o(a) recorrido(a) intimado(a) para. RECURSO ESPECIAL.0005 (SDSG) Recorrente: Clemencio & Clemencio Ltda ME Advogada: Giovana Perboni de Carvalho (OAB/RO 4385) Advogado: Edilson Stutz (OAB/RO 309B) Advogada: Renata Alice Pessoa Ribeiro de Castro Stutz (OAB/ RO 1112) Recorrido: Estado de Rondônia Procurador: Henry Anderson Corso Henrique (OAB/RO 922) “Nos termos do Provimento n. pela dinâmica do Código de Processo Civil. apesar de devidamente intimado. oportunidade em que informou que o agravante cumpriu o disposto no art. querendo. iria determinar que pagasse os honorários periciais. Como não o fez. INEXISTÊNCIA DE VIOLAÇÃO DO ART. PEDIDO DE REALIZAÇÃO DE PENHORA. 269. EXCLUSÃO. Caso houvesse alguma exceção à regra prevista na norma processual.tj. tendo em Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. DEFERIMENTO. Decido. portanto o juízo de primeiro grau. 001/2001-PR. razão por que a ele deve ser incumbido o ônus de custeá-la.segunda-feira. em virtude de algum motivo suscitado pelo executado. APRESENTAÇÃO DIRETA DE AGRAVO DE INSTRUMENTO.8.542 do CPC). 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Ocorre que.22.

AGRAVO REGIMENTAL. QUARTA TURMA. com o objetivo de apurar a suposta prática do crime de abuso de autoridade.I . ALEGAÇÃO GENÉRICA. sob pena de haver supressão de instância. 2. AUSÊNCIA DE IMPUGNAÇÃO ESPECÍFICA DOS FUNDAMENTOS DA DECISÃO AGRAVADA. PRINCÍPIO DA DIALETICIDADE. Nos termos do art.8. endereço: https://www2.br/autenticacao/validaDiario. de forma específica. DJe 23/11/2010). Inviável agravo regimental que não impugna especificamente os fundamentos da decisão agravada.AUSÊNCIA. Min. 557. Apresenta vários ferimentos contusos e Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Teori Albino Zavascki. Após o trânsito em julgado. contradição ou obscuridade da decisão embargada. O conjunto investigatório. AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO. inexiste decisão interlocutória passível de impugnação por meio de agravo de instrumento. as razões recursais não indicam com precisão a omissão. Ministro LUIS FELIPE SALOMÃO. no percentual de 10% do valor atualizado da causa. o que não ocorreu neste caso. 557. ausente a regularidade formal por ausência de dialeticidade recursal.ro. Trata-se de procedimento investigatório instaurado pela autoridade policial. a vítima Claudeni Venâncio de Oliveira invadiu a residência do acusado Marcelo Nascimento Bessa delegado da Polícia Federal e atual Secretário de Estado da Segurança Pública -.898/65. 91/92. o que faço de forma monocrática. além de caracterizar supressão de instância. No entanto. apático. comportamento que afasta a forma abusiva de detenção.segunda-feira. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Rel. Nota-se ser inviável a interposição direta do recurso de agravo. consubstanciada no laudo de exame de corpo de delito realizado no dia dos fatos . julgado em 08/04/2008.2003). Instaurou-se inquérito policial n. caindo no chão e até mesmo investindo contra as pessoas que o seguravam. 535 DO CPC.19/4/2008. Segundo depreende-se dos autos. e tentou subtrair para si um aparelho celular. por conseguinte. TERCEIRA TURMA. seja debatendo-se. que provavelmente foram praticadas pelos policiais federais durante a prisão em flagrante da vítima. Porto Velho.SÚMULA 284/STF. uma vez que os recursos em geral devem demonstrar o inconformismo da parte com a decisão proferida pelo juízo. 331 do CPC. nos termos do art. SÚMULA 182/STJ. Intime-se. qualquer nulidade no fato de não se realizar a audiência de conciliação a que se refere o art. DJe 28/04/2008).Agravo regimental não conhecido.Incidente a multa do art. 557 do CPC. do CPC. 3. (AgRg no Ag 1260804/RS. Agravo regimental improvido. estabelecer acordo quanto aos termos do litígio. 5.RO 73 vista que.Em obediência ao princípio da dialeticidade. inexistindo.419/06.O agravante deve atacar. NULIDADE NÃO VERIFICADA. julgado em 16/12/2010.11. III . 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . gemente. Incide a Súmula n. Walter Waltenberg Silva Junior Vistos. 1ª Turma. Súmula n.22. 157/2008 – DP/RO. em qualquer fase processual. (AgRg no Ag 1071426/RJ. a todo tempo da prisão. Podem as partes.974/RJ. julgado em 09/11/2010. INCIDÊNCIA DA SÚMULA N.435/PR. Ademais. DJe 01/02/2011). 2. pelo fato do indiciado Marcelo Nascimento Bessa possuir prerrogativa de foro. quando manifestamente protelatório o agravo regimental. Ministra DENISE ARRUDA. na comarca de Ji-Paraná. a prova produzida aponta que a vítima tentou rebelarse. pelas mesmas razões. por meio de Portaria em 27/5/2008. foi surpreendido e detido pelo acusado e terceiras pessoas que estavam no local.DJE. detentora exclusiva da legitimidade ativa. não se afigurando suficiente a impugnação genérica ao decisum combatido. entretanto. Decido. do CPC. A propósito: AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO DE INSTRUMENTO. a Procuradoria Geral de Justiça. Desembargador Walter Waltenberg Silva Junior Relator Despacho DO RELATOR Inquérito Policial nrº 0006129-18. Recurso especial parcialmente provido. não respondendo às perguntas feitas. deve o agravante demonstrar o desacerto da decisão agravada. Precedentes. O pedido de arquivamento pela douta Procuradoria Geral de Justiça.º 182/STJ. II . OFENSA AO ART. verifica-se a ausência de dialeticidade do agravo.º 182/STF.html sob o número 138 Ano 2012 . 3. nomeadamente para viabilizar o acesso à instância superior” (REsp 560. a interposição de agravo regimental manifestamente inadmissível ou infundado sujeita o agravante ao pagamento de multa fixada entre um e dez por cento do valor corrigido da causa. § 2º. concluiu que “o periciado se encontra sonolento. a fim de apurar a suposta prática do crime de abuso de autoridade preceituado na Lei n. 138/2012 . 4.gov. A competência foi declinada para este egrégio Tribunal. perpetrado por Marcelo Nascimento Bessa. Rel. haja vista não ter vislumbrado a existência de qualquer elemento de prova que pudesse imputar ao investigado a prática das lesões de forma abusiva. os argumentos lançados na decisão combatida (Súmula 182/STJ). O inquérito teve por fundamento as lesões corporais descritas no laudo de exame de corpo de delito de fls. N. § 2º. promoveu o pedido de arquivamento do procedimento investigatório. Rel. 535 do CPC. 27 de julho de 2012. AUSÊNCIA DE IMPUGNAÇÃO ESPECÍFICA.0000 Indiciante: Ministério Público do Estado de Rondônia Indiciado: Marcelo Nascimento Bessa Relator:Des. IV . sem anterior manifestação do juízo singular.º 284/STF quando.tj. Não se conhece de recurso especial com o nítido propósito de reexame de provas. 1.2012. é descabida a aplicação da multa prevista nesse dispositivo “se for razoável o motivo para a irresignação recursal manifestada da parte sucumbente. Rel. ILEGITIMIDADE. É o relatório. sob o fundamento de que embora não haja dúvidas quanto às leões suportadas pela vítima. 4. Incidência da Súmula 7. SÚMULA 7. (REsp 754. DJ de 24. especificamente a perícia técnica. a despeito da alegação de ofensa ao art. que no dia 19/4/2008. Ministro PAULO DE TARSO SANSEVERINO. Pelo exposto. Instado a manifestar-se. seja reagindo. por meio de parecer da lavra do douto Procurador Geral de Justiça Héverton Alves de Aguiar. de forma a atacar especificamente os argumentos lançados na decisão combatida. PRIMEIRA TURMA. pois atualmente exerce o cargo de Secretário da Segurança do Estado de Rondônia. aponta expressamente a falta de interesse em prosseguir com as investigações. arquive-se. nego seguimento ao recurso por ser manifestamente inadmissível.

Pelo exposto.22.22. 0003396-71.0017 Interessada (Parte Ativa): P. sobretudo. 15/18.038/90 c/c art.RO 74 superficiais e bossas sanguíneas de couro cabeludo. F. o fornecimento do medicamento SINGULAIR BABY 4mg e do complemento alimentar denominado leite NINHO FORTIFICANTE. É obrigação do Poder Público promover assistência à saúde aos cidadãos e. endereço: https://www2. é pacífico o entendimento de que o Judiciário não pode impedir a promoção de arquivamento quando o fundamento advir da ausência de elementos informativos para a denúncia. Formalidade burocrática não pode obstar a concessão da medida vindicada. de modo a compelir o Poder Público a providenciar o que for necessário ao implemento do seu direito à saúde. (TJDFT. Conselho Especial.RO Procurador: Procuradoria Geral do Município de Alta Floresta do Oeste . assim considerou: “. N. várias escoriações e manchas equimóticas nas partes anterior e posterior do tronco e nos membros superiores e inferiores bilateralmente. 6ª da Constituição Federal.DJE.2011. MANDADO DE SEGURANÇA. menor.. se debatia muito. 20000020090034880. a saúde constitui direito social. julgado em 04/08/2009.01. Apresenta incontinência fecal”. 2. e necessitava fazer uso diário e contínuo do medicamento singulair baby e do leite ninho fortificante. Ademais. A matéria já foi exaustivamente debatida pelos Tribunais e encontra-se pacificada no sentido de ter o indivíduo. 0000014-80. 1... haja vista não dispor de condições financeiras para suportar o ônus. DIREITO À SAÚDE. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Decido. uma vez que não indícios suficientes capazes de demonstrar o abuso do indiciado. é possível constatar que a vítima por ocasião dos fatos estava completamente transtornada. Neste sentido.419/06. 09). o que tornou muito difícil sua detenção e condução. CIDADÃO HIPOSSUFICIENTE. justifica as lesões sofridas pela mesma.RO( ) Relator:Des. é a jurisprudência: MANDADO DE SEGURANÇA . apreciou a matéria e o voto condutor do relator Ministro Sepúlveda Pertence. que reconheceram o direito à saúde nos autos n.ro. HC 80560. a todos os cidadãos. da lavra do douto Procurador Geral Héverton Alves de Aguiar. DJ 31/08/2009 p.. e quando ouvido perante a autoridade policial. 8. É o breve relatório. 116). e determinou ao Secretário Municipal de Saúde. É dever do Estado prestar assistência farmacêutica e garantir o acesso da população aos materiais e medicamentos necessários à recuperação de sua saúde. a impetrante sofre de alergia tópica. não pode sofrer limitações do Poder Público. Pertence) ou na extinção da sua punibilidade – dados os seus efeitos de coisa julgada material – há de ser objeto de decisão jurisdicional do órgão judicial competente”. Representada por sua mãe R. com cerca de 1. O cerne da questão cinge-se à análise do direito da infante em receber o medicamento e o leite adequados. Prescrito por médico responsável pelo tratamento do paciente/impetrante a realização de um exame de tomografia computadorizada. Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia( ) Interessado (Parte Passiva): Secretário de Saúde do Município de Alta Floresta do Oeste-RO Interessado (Parte Passiva): Município de Alta Floresta do Oeste . representada por sua genitora Regilene Freire. Nesse raciocínio. o que também foi confirmado pelas testemunhas ouvidas. deve provê-los por meio de rede privada. por meio de parecer emitido pelo Procurador de Justiça Ivo Scherer.br/autenticacao/validaDiario. com fulcro no art.html sob o número 138 Ano 2012 .0701. Rowilson Teixeira. Entretanto.REALIZAÇÃO DE EXAME (TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA) PELO PODER PÚBLICO . e determino o arquivamento da presente investigação criminal instaurada em face do indiciado Marcelo Nascimento Bessa.764. no julgamento do PET n. necessários à manutenção de sua saúde. GARANTIA CONSTITUCIONAL. Walter Waltenberg Silva Junior Vistos. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Desembargador Walter Waltenberg Silva Junior Relator Despacho DO RELATOR Reexame Necessário nrº 0000557-30.2010.ORDEM CONCEDIDA. a conclusão registrou que “as lesões externas descritas nos exames anteriores estão consolidadas. 98/99) Por ocasião do laudo de exame de corpo de delito complementar. conforme relatórios médicos de fls. em tese.22. acometido de doença e que necessite de tratamento. 138/2012 . HC 66. o Plenário do STF. essencialmente a saúde. forçoso concluir que o direito à saúde deve ser assegurado. E por tratar-se de direito fundamental. acolho o parecer da Procuradoria Geral de Justiça. e na região do pescoço. 3º. Porto Velho. 463 § 2º. edema. (…). Des.8. É incontroverso que a vítima era bastante alta. ao argumento de que o Município tem o dever constitucional de prestar a devida assistência aos necessitados.8. Nos termos do art. (Não Cadastrado. EXAME.DEVER DO ESTADO . Cito.OBEDIÊNCIA AOS PRECEITOS ESTABELECIDOS NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL E NA LEI ORGÂNICA DO DISTRITO FEDERAL . sem dano estético ou incapacidade funcional aparente”.8. bossas sanguíneas e manchas equimóticas nas regiões frontal e facial. por guardar íntima relação como o direito a vida e a dignidade da pessoa humana.diversamente do que sucede no arquivamento requerido com a anuência do Procurador Geral da República. o que. (fl. Ordem concedida. RT 670/357. Muñoz. do RITJ/RO. de compleição bastante forte. confessou que havia ingerido bebida alcoólica e estava bêbado e não se recordava dos fatos.2. 30/06/2009).625. A Procuradoria de Justiça.22.0014. HC 59. Relator HUMBERTO ADJUTO ULHÔA. a fim de dar eficácia ao que preconiza o artigo 196 a 198 da Constituição Federal. D.g.197. aquele que se lastreia na atipicidade do fato (v. Trata-se de desdobramento da perspectiva de um Estado Social de Direito.segunda-feira. F. Trata-se de reexame necessário da sentença proferida pelo Juízo da 1ª Vara Cível da Comarca de Alta Floresta do Oeste. 0000447-19. sem distinção. Publique-se. Gallotti. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . RTJ 103/590. ressalvada a hipótese de desarquivamento diante de novos elementos de prova. Rel.tj. 3. 3. em caso de exames não disponíveis em rede pública. 1.8. que concedeu a segurança pleiteada por Pamyla Nayara Freire Donadia.DIREITO CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO . Intimem-se.90m de altura. as decisões monocráticas proferidas por este egrégio Tribunal.0000. No caso. 1ª T. 20. 27 de julho de 2012. CONSTITUCIONAL. 20090020023801MSG.2012.gov. N. também. (fl. N. I da Lei n. J. direito de receber do Estado a proteção constitucional à sua saúde.2011. sabendo-se que é dever do Estado difundir os direitos sociais. opina pela confirmação da sentença. b. com fundamento na ausência de elementos informativos para a denúncia – cujo atendimento é compulsório pelo Tribunal -.

colocando-os a salvo de todo forma de negligência. caso seja negada a segurança. exploração e violação. DELEGAÇÃO. em seu art. Argumentou. sob o argumento de que o Estado tem o dever de providenciar o tratamento de saúde necessário aos cidadãos. alegou que o laudo apresentado pelo agravado não é capaz de demonstrar o direito líquido e certo e. Por sua vez. é medida de justiça garantir o direito constitucional ao fornecimento do medicamento e do leite adequado ao tratamento da impetrante. DEFERIMENTO LIMINAR. L. com as ressalvas dos casos previstos na Constituição. deve-se registrar que é desnecessário o esgotamento da via administrativa para a impetração do mandado de segurança. nos autos da mandado de segurança impetrado por Lucas Segaspini Felber. não podendo se eximir de sua responsabilidade. o Município de Vilhena interpôs o presente recurso. a modificação da decisão. É o que há de relevante. de forma a fornecer medicamentos. F.035/1999. incumbe a Ministro de Estado. a impossibilidade de concessão de liminar de cunho satisfativo contra o agente público. 7º prevê o direito à proteção da vida e da saúde mediante a efetivação de políticas sociais públicas que permitam o desenvolvimento sadio e harmonioso. LEGITIMIDADE PASSIVA. interposto pelo Município de Vilhena. 227. Requereu a concessão de efeito suspensivo e. confirmo a sentença examinada. desdobramento do direito à saúde que é indissociável do direito à vida.gov. No mérito.22. conheço do recurso. OCORRÊNCIA. do Decreto n. por delegação do Presidente da República. A corroborar tal determinação. agulhas e lancetas. Walter Waltenberg Silva Junior Vistos.3. F. o direito à vida e à saúde. em legislação superveniente ao ato de aposentadoria. COMPATIBILIDADE DE HORÁRIO. da CF.ro. Em relação à ausência de ato ilegal e consequente falta de interesse de agir. O deferimento liminar deu-se em virtude da análise dos documentos acostados com a exordial. IMINÊNCIA. sustentou existir um programa do Governo Federal destinado a portadores de diabetes. em razão de vedação legal. O juízo singular concedeu a medida liminar e determinou ao impetrado que fornecesse o medicamento e os materiais postulados. sob a alegação de ser portadora de diabetes mellitus. 1. porém. nos termos do artigo 1º. Trata-se de agravo de instrumento.8. Desembargador Walter Waltenberg Silva Junior Relator Despacho DO RELATOR Agravo de Instrumento nrº 0007025-61. Ante o exposto.0000 Agravante: Município de Vilhena. 3. Presentes os pressupostos de admissibilidade. diante da omissão do ente público municipal e atento ao princípio da dignidade da pessoa humana. S. no mérito. Representado por seu pai J. por não ter havido a prática de qualquer ato ilegal. Descabe falar em ilegitimidade passiva ad causam da autoridade indicada coatora. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.html sob o número 138 Ano 2012 . MANDADO DE SEGURANÇA PREVENTIVO. Decido. tampouco retardar o seu cumprimento. realizar cirurgias e proporcionar exames médicos. amparou-se. CUMULAÇÃO DE APOSENTADORIAS. pois. CASSAÇÃO DE APOSENTADORIA. 27 de julho de 2012. 4. a redação original do artigo 37. nos termos do art.br/autenticacao/validaDiario. bem como por que o laudo por ele apresentado não é suficiente para demonstrar a necessidade do medicamento.035/1999. O artigo 118 da Lei n. por esse motivo. nos termos do art. por tratar-se de criança. porquanto eventual cassação de aposentadoria.2012. Intime-se Porto Velho. Na linha do entendimento firmado pela egrégia Corte Especial. o que demonstra ser da União a responsabilidade pelo tratamento pleiteado nestes autos. O agravado impetrou mandado de segurança contra omissão do Secretário de Saúde de Vilhena. em vigor ao tempo da segunda aposentadoria da impetrante. Com efeito. 3. pertinente fazer menção à proteção que a Constituição Federal lhe reserva. APLICAÇÃO DE LEGISLAÇÃO SUPERVENIENTE. assegurar à criança e ao adolescente. dispunha ser vedada a acumulação remunerada de Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. O agravante. o STJ já se manifestou quanto à possibilidade. Desse modo. DECRETO N. CABIMENTO. ainda.112/1990 veda a acumulação remunerada de cargos públicos. sobretudo em atenção ao princípio da dignidade da pessoa humana. que deferiu a medida liminar.961/ DF deve ser conhecido o agravo regimental que desafia decisão concessiva de liminar. é dever da família. não há que se falar em falta de interesse de agir. o que é o caso dos autos. sustenta que o agravado não tem direito ao pleiteado nos autos. 5. mas. Irresignado. arguiu a preliminar de ausência interesse de agir e inexistência de ato ilegal ou abusivo. 557 do CPC. razão por que necessita fazer uso de insulinas Lantus e Apidra. ATO DE MINISTRO DE ESTADO. XVI. Em sua minuta. 2.DJE. caput. com absoluta prioridade. Ainda. Advogada: Alexandra Silva Segaspini(OAB/RO 2739) Relator:Des. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . No que tange à concessão de liminar satisfativa em mandado de segurança. Por fim. por ser impossível a concessão de liminar satisfativa contra a fazenda pública. N. Não se cogita de decadência quando a impetração intenciona obstar a ameaça ao seu alegado direito líquido e certo. tão-somente. a legislação infraconstitucional. o Município poderá cessar o fornecimento do medicamento e materiais: PROCESSUAL CIVIL. I. mais especificamente o Estatuto da Criança e do Adolescente. no julgamento do AgRg no MS 11. endereço: https://www2.RO Procuradora: Astrid Senn(OAB/RO 1448) Agravado: L. se levada a efeito. o que faço monocraticamente. razão por que a ação mandamental é via inadequada para obter a pretensão pretendida. Publique-se. a segurança não pode ser concedida. 8. Trata-se de agravo de instrumento que visa a reforma da decisão que antecipou a tutela de mérito pretendida e determinou ao agravante o fornecimento de medicamento e materiais médicos ao agravado.RO 75 É inquestionável o dever do Poder Público de promover a saúde com todos os meios a ela inerentes. da sociedade e do Estado. para o fim de indeferir a liminar concedida no mandado de segurança. contra decisão proferida pelo Juízo da 1ª Vara Cível daquela comarca.419/06. ao conceder prazo para impetrante optar por um dos seus proventos.segunda-feira. discriminação. Dessa forma. tiras reagentes para glicemia capilar (glicose optium xceed).tj. uma vez que não houve recusa no fornecimento do medicamento. os quais evidenciam que a Administração. e sim impedimento legal. desde que não torne irreversível a medida. 138/2012 .

Assim. “a saúde é direito de todos e dever do Estado (. quando houvesse compatibilidade de horários. FORNECIMENTO DE MEDICAMENTOS. Primeira Turma. Responsabilidade solidária dos entes da Federação em matéria de saúde. O funcionamento do Sistema Único de Saúde – SUS é de responsabilidade solidária da União. Agravo Regimental não provido. pela iminente interrupção de um de seus proventos. 7. N. SAÚDE – TRATAMENTO – DEVER DO ESTADO. garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal igualitário às ações e serviços para sua promoção. emissão de juízo sobre o tema. Aliás. Sistema Único de Saúde .br/autenticacao/validaDiario. Relator(a) p/ Acórdão: Min. (RE 368564. julgado em 17/03/2010. A saúde é direito de todos e dever do Estado. 196. ou seja. Seria uma distorção pensar que o princípio da separação dos poderes. Ademais. Ministro HERMAN BENJAMIN. de que a concessão de tutela cautelar da natureza satisfativa esgote o objeto da demanda. ainda que seja da rede particular. 196 da Constituição preceitua: Art. por qualquer de seus entes federativos. Estados-membros e Municípios. como bem demonstra a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal: Suspensão de Liminar. Agravo Regimental. à economia.ro. à saúde e à segurança pública. não se vislumbra. MENEZES DIREITO. julgado em 09/09/2009.gov. SEGUNDA TURMA. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. 1. DJe 14/09/2010)..DJE. O prequestionamento não resulta da circunstância de a matéria haver sido arguida pela parte recorrente. fornecer o necessário para o atendimento médico aos cidadãos. consoante previsto no art.(SL 47 AgR. tornando-a irreversível. TERCEIRA SEÇÃO. apesar de não constar nos autos se o médico que confeccionou o laudo é da rede privada ou pública. da repercussão geral não constitui hipótese de sobrestamento de recurso que tramita no STJ. A saúde é decorrência deste direito e representa consequência constitucional indissociável do mesmo. Uma vez que a impetrante passou a desempenhar suas funções no CNPq somente após a sua aposentação na Universidade Federal do Rio de Janeiro.RO 76 cargos públicos. a Constituição Federal assegura a todos os cidadãos. A relevância do direito envolvido. Direitos fundamentais sociais. MARCO AURÉLIO. RECURSO EXTRAORDINÁRIO – PREQUESTIONAMENTO – CONFIGURAÇÃO – RAZÃO DE SER. 8. originalmente concebido com o escopo Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Pois bem. mas de eventual Recurso Extraordinário a ser interposto. todos os entes federativos que compõe o Estado. Ademais.SUS. registre-se que. 196. (AgRg no MS 14. de caráter alimentar. de modo que qualquer dessas entidades tem legitimidade ad causam para figurar no pólo passivo de demanda que objetiva a garantia do acesso à medicação para pessoas desprovidas de recursos financeiros. 9.html sob o número 138 Ano 2012 . 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . IMPOSSIBILIDADE. 196 da Constituição. RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA DOS ENTES FEDERATIVOS. motivaram a concessão da liminar. Quando o legislador constituinte utilizou o termo “Estado”. incumbindo a este viabilizar os tratamentos cabíveis. Audiência Pública. 4. este é o entendimento predominante na jurisprudência dos Tribunais Superiores. Ministro JORGE MUSSI. Consoante disposto no artigo 196 da Constituição Federal. o direito à vida. 138/2012 . Saúde pública. os cidadãos acabam tendo que se valer de profissionais particulares para obter os laudos e receituários necessários ao seu tratamento. sendo de fundamental importância que o Judiciário atue como órgão controlador da atividade administrativa. DJe-076) . 3. Rel. proteção e recuperação. endereço: https://www2. Esta Corte já decidiu que a vedação de exercer outra atividade remunerada não se estende à inativação (REsp n. A superveniência de sentença homologatória de acordo implica a perda do objeto do Agravo de Instrumento que busca discutir a legitimidade da União para fornecimento de medicamentos. exceto.368/ RS).segunda-feira. os Tribunais Pátrios consolidaram o entendimento de que cabe ao Estado. independente da maneira que tenha sido produzida a prova . DJe 05/10/2009). Estado e Município. Relator(a): Min. Parâmetros para solução judicial dos casos concretos que envolvem direito à saúde. Possibilidade de ocorrência de dano inverso. é de conhecimento geral a dificuldade encontrada pelos cidadãos para conseguirem consultas com médicos especialistas na rede pública. Rel. Art.220/DF. julgado em 13/04/2011. provada a necessidade dos medicamentos. Se o Tribunal de origem não adotou entendimento explícito a respeito do fato jurígeno veiculado nas razões recursais. REPERCUSSÃO GERAL DECLARADA PELO STF. há muito. GILMAR MENDES (Presidente). o mesmo é capaz de demonstrar a necessidade do medicamento. A configuração do instituto pressupõe debate e decisão prévios pelo Colegiado. mas. Ordem de regularização dos serviços prestados em hospital público. (AgRg no Ag 1107605/SC. pois a saúde é direito de todos e dever do Estado. SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE.tj. Dessarte. Agravo regimental improvido. LEGITIMIDADE PASSIVA AD CAUSAM DA UNIÃO. o Estado em quaisquer de suas esferas. quis dizer União. Insta ressaltar que. Não podem os direitos sociais ficar condicionados à boa vontade do Administrador. 10. a acumulação indevida por incompatibilidade de horário. Dessa forma. Separação de poderes. 970.. SOBRESTAMENTO. Relator(a): Min.)”.mediante laudo público ou particular. Agravo regimental a que se nega provimento. Não comprovação de grave lesão à ordem. Nesse sentido é o entendimento do Superior Tribunal de Justiça: PROCESSUAL CIVIL E ADMINISTRATIVO. cabe ao Estado providenciar o necessário para tanto. Tribunal Pleno. No que tange ao mérito. O art. julgado em 03/08/2010. Inexiste óbice à concessão de medida liminar de caráter satisfativo. O reconhecimento. 6. ab initio. não há nada nos autos a infirmar a validade do documento. Judicialização do direito à saúde. 2. Precedentes do STJ. DJe-153 DIVULG 09-08-2011 PUBLIC 10-08-2011 EMENT VOL-0256301 PP-00064). ou seja. e o risco de eventual ineficácia da medida. O procedimento tem como escopo o cotejo indispensável a que se diga do enquadramento do recurso extraordinário no permissivo constitucional. da CF. 1. Portanto. como princípio fundamental. ADMINISTRATIVO – CONTROLE JUDICIAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS – POSSIBILIDADE EM CASOS EXCEPCIONAIS – DIREITO À SAÚDE – FORNECIMENTO DE MEDICAMENTOS – MANIFESTA NECESSIDADE – OBRIGAÇÃO DO PODER PÚBLICO – AUSÊNCIA DE VIOLAÇÃO DO PRINCÍPIO DA SEPARAÇÃO DOS PODERES – NÃO OPONIBILIDADE DA RESERVA DO POSSÍVEL AO MÍNIMO EXISTENCIAL. pelo STF. inviabilizada fica a conclusão sobre a violência ao preceito evocado pelo recorrente.419/06. estadual ou municipal detém responsabilidade solidária no que se refere à saúde. seja federal. Políticas públicas.

qual seja o da 9ª Vara Cível da Capital. Inicialmente. no parecer de fls. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Assim. por guardar íntima relação com o direito à vida e a dignidade da pessoa humana.2005). E por tratar-se de direito fundamental. tendo em vista a consolidada jurisprudência desta Corte. COMPETÊNCIA JUSTIÇA FEDERAL. o Estado e o Município. A Justiça estadual é a competente para julgamento do feito. o que faço monocraticamente. DJe 21/06/2010) Também este Tribunal de Justiça já decidiu: CONSTITUCIONAL. descabe ao ente público se esquivar do ônus que lhe é imposto. não há empecilho jurídico para que a ação. 0021008-61. Estados-membros e Municípios. Nesse raciocínio. MEDICAMENTO. endereço: https://www2. In casu. Decido. 2ª Câmara Especial. diante do imperativo constitucional. já que todos estes entes públicos integram uma rede de saúde que compõe o Sistema Único de Saúde. ou seja. uma vez que a decisão está em consonância com a jurisprudência deste Tribunal e dos Tribunais Superiores. INAPLICABILIDADE. 0030904-70. de modo a organizar internamente as relações entre os entes federados. Publique-se. Distrito Federal e Municípios é solidária em se tratando de serviço de saúde pública. Min. que declinou competência para o Juízo da 2ª Vara da Fazenda Pública dessa mesma comarca. O Juízo declinado. É o relatório.2011. Gilberto Barbosa Vistos etc. para tanto. SEGUNDA TURMA. todos os entes federativos têm a obrigação constitucional de prestar integral atendimento à saúde.22.0701. a saúde constitui direito social. II do art.tj.22. O Procurador de Justiça Rodney Pereira de Paula. PRAZO ART. Estado. Por isso.419/06. a busca da tutela jurisdicional para fazer cumprir de forma forçada direito líquido e certo. a ação ordinária de obrigação de fazer foi distribuída à 9ª Vara Cível de Porto Velho.8. tampouco retardar o seu cumprimento. DJ 3. O conflito não merece ser conhecido. impondo assim. não podendo se eximir de sua responsabilidade. O direito à saúde não deve sofrer embaraços impostos por autoridades administrativas no sentido de reduzilo ou de dificultar-lhe o acesso. pelos Estados e pelos Municípios.RO Relator:Des. julgado em 25/5/2011). opinou pela declaração de competência do Juízo suscitado. Tratando-se de direito fundamental. 6ª da Constituição Federal. Rel. julgado em 08/06/2010.br/autenticacao/validaDiario. quando o Estado é o demandado em questões relativas ao fornecimento de medicamentos. mormente quando não houver comprovação objetiva da incapacidade econômico-financeira da pessoa estatal. incluso no conceito de mínimo existencial. pois o pedido naquele processo é tão somente para que se faça a remoção de trilho do portão e muro do condomínio. RESPONSABILIDADE DA UNIÃO. seja dirigida contra o município. O SUS é composto pela União. que visa a assegurar o fornecimento de medicamentos. 44/48. Rel. Relator Des. 138/2012 .0001 (Nunciação de Obra Nova). as portarias que dividem as atribuições. SUS.segunda-feira. INTEMPESTIVIDADE.8. 198 do ECA somente se aplica aos procedimentos previstos nos arts. RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA. o que torna prejudicada a análise do conflito negativo de competência já que não mais há falar na aventada reunião dos processos para evitar decisões conflitantes. nego seguimento ao agravo.10. de modo que qualquer dessas entidades têm legitimidade ad causam para figurar no pólo passivo de demanda que objetiva a garantia do acesso à medicação para pessoas desprovidas de recursos financeiros” (REsp 771. a jurisprudência já consolidou entendimento de que a responsabilidade da União.2008. Portanto. o limite da propriedade.html sob o número 138 Ano 2012 . Assim.8. REPASSE DE RECURSOS. 152 a 197 do ECA. Cuida-se de Conflito Negativo de Competência estabelecido entre o Juízo de Direito das 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Velho e da 9ª Vara Cível da Capital. pois prejudicado.0000 Suscitante: Juízo de Direito da 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Porto Velho . por entender que há conexão com o processo de nunciação de obra nova (Proc. Nos termos do art. igualmente fundamentais. suscitou conflito e argumenta que esta demanda não se relaciona com o objeto da citada ação de nunciação de obra nova. É inquestionável o dever do Poder Público de promover a saúde com todos os meios a ela inerentes. e mantenho-a inalterada. Ministro HUMBERTO MARTINS. (AgRg no REsp 1136549/RS. GARANTIA CONSTITUCIONAL. 3.2012. não pode sofrer limitações do Poder Público. por sua vez.22. pois ambos se dizem incompetentes para julgar ação ordinária de obrigação de fazer ajuizada por Auto Posto Fórmula I Ltda.2011. DIREITO À SAÚDE. Walter Waltenberg Silva Junior. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . N.537/RJ. AÇÃO CIVIL PÚBLICA. no sentido de que “o funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS) é de responsabilidade solidária da União.ro. essencialmente a saúde. conforme o nível de complexidade do tratamento a ser fornecido. não há como fracionar a responsabilidade destes entes federativos.RO Suscitado: Juízo de Direito da 9ª Vara Cível da Comarca de Porto Velho . Trata-se de desdobramento da perspectiva de um Estado Social de Direito. inaplicável quando o direito processual é o da ação civil pública. Cumpra-se. demandando no feito apenas particulares. o direito à saúde sobrepõe-se à intolerável omissão estatal que cotidianamente se furta de seu dever sob alegada insuficiência orçamentária. 198 DO ECA.0001). Eliana Calmon. 27 de julho de 2012. tem relevância apenas administrativa. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Agravo regimental improvido. considerando. Segunda Turma. àquele que necessita do tratamento. O inc. com argumentos de dificuldade de proporcionar tratamento adequado a todos ou mesmo restrições orçamentárias.(Apelação n. não podendo tal argumento servir de óbice à implementação do acesso à saúde quando requisitado pelo paciente. inexistirá empecilho jurídico para que o Judiciário estabeleça a inclusão de determinada política pública nos planos orçamentários do ente político. pudesse ser utilizado justamente como óbice à realização dos direitos sociais. 2. não cabe aos necessitados procurar de qual ente público é a competência para disponibilizar o tratamento necessário. 557 do CPC.gov. É pacífico que a competência constitucional na promoção da saúde é de responsabilidade solidária entre a União.22. sobretudo. Dessa forma. Intime-se. Desembargador Walter Waltenberg Silva Junior Relator 2ª Câmara Especial Despacho DO RELATOR Conflito de competência nrº 0002892-73.8.RO 77 de garantia dos direitos fundamentais. Porto Velho.DJE. nos termos do art. É que revela consulta no Sistema de Automação Processual ter sido homologado acordo no Processo nº 002100861. cabendo a cada ente a administração dos recursos repassados para a promoção da saúde. Ante o exposto. sabendo-se que é dever do Estado difundir os direitos sociais.

(STF – AI-AgR n. Nesse sentido.INTERPRETAÇÃO EXTENSIVA DO ARTIGO 518.destaquei). aponto decisão proferida em sede de Conflito de Competência decidido pelo TRF4 que. é evidente que uma norma só poderá ser aplicada subsidiariamente quando for compatível com as demais disposições que regulam a espécie. JUIZADO ESPECIAL. pelas regras de interpretação. Além disso. apesar de os juizados especiais estarem alicerçados sobre o princípio da celeridade processual. JUIZADO ESPECIAL. (TJSP – AC.2012. As normas restritivas interpretam-se restritivamente. o que não ocorre no caso em exame. RECURSO PROVIDO. 31ª Câmara de Direito Privado. sob o argumento de incompetência absoluta. 3. portanto. SENTENÇA EM CONFORMIDADE COM A JURISPRUDÊNCIA PACÍFICA DO STJ.08. Cabimento de embargos de declaração contra sentença.06.099/95. 27 possibilita a aplicação subsidiária das Leis 9. Desta forma. pela pertinência. não comportando interpretação extensiva. expressamente. PARA DETERMINAR O RECEBIMENTO DO RECURSO DE APELAÇÃO. tolhendo-lhe direito de acesso à Justiça por meio de processo mais célere. §1”. §1º. endereço: https://www2.153/2000. decidiu: Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Gilberto Barbosa Cuida-se de Conflito Negativo de Competência suscitado pelo Juiz de Direito da 3ª Vara Cível da Comarca de Ariquemes em face do Juiz de Direito do Juizado Especial da Fazenda Pública dessa mesma Comarca. rechaça a competência ao fundamento de que a Lei 12. Efeito.gov. que somente deverá ocorrer após o transcurso do prazo concedido ao recorrido para apresentar contrarrazões. ao analisar a norma restritiva (art. Oficiou nos autos o e. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO CONTRA ACÓRDÃO DA TURMA RECURSAL. Norma restritiva. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO CONTRA ACÓRDÃO DA TURMA RECURSAL. Des. determinandose a subida do recurso extraordinário. Neste contexto. artigos 48 e 50. há que se considerar o art. caput do Código de Processo Civil c/c art. que não pode ser estendida à hipótese de embargos declaratórios opostos contra acórdão de turma recursal. Publique-se. Lei nº 9.153/09 previu. Norma restritiva aplicável a sentenças. Suspensão do prazo recursal. determinandose a subida do recurso extraordinário. artigos 48 e 50. O cerne da questão reside em verificar se a ação que tenha como parte pessoa incapaz pode ser processada perante o Juizado da Fazenda Pública. Des. j. a aplicação subsidiária da Lei nº 9.RO Relator:Des. conheço. Cabimento de embargos de declaração contra sentença.ro. nos termos do art. 10. N. do Código de Processo Civil consiste em uma norma restritiva de direito e. A ação em comento inicialmente foi distribuída ao Juizado Especial da Fazenda Pública e. (STF – AIAgR 451078/RJ. Decido. expressamente.br/autenticacao/validaDiario. Gilberto Barbosa Relator Despacho DO RELATOR Conflito de competência nrº 0005603-51. j. deve ser interpretado restritivamente. Não se pode afastar o entendimento de que.8. Porto Velho. Nesse sentido: AGRAVO REGIMENTAL EM AGRAVO DE INSTRUMENTO. Embargos declaratórios opostos contra acórdão de turma recursal. como tal. 557. Interrupção do prazo estabelecido para eventual recurso. Min. Procurador de Justiça Airton Pedro Marin Filho. Intime-se. 139.419/06.259/01 e do Código de Processo Civil. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . AGRAVO REGIMENTAL EM AGRAVO DE INSTRUMENTO. 8º da Lei 9. Interpretação. Lei 9. 3. NORMA RESTRITIVA DE DIREITO QUE APENAS COMPORTA INTERPRETAÇÃO RESTRITIVA. RECURSO PROVIDO. DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL. O conflito negativo preenche os requisitos de admissibilidade. Embargos declaratórios opostos contra acórdão de turma recursal.08. Primeira Turma. 2. V. Agravo regimental provido. j. que não pode ser estendida à hipótese de embargos declaratórios opostos contra acórdão de turma recursal. Agravo regimental provido. do RITJRO. o que faço monocraticamente. Efeito. 03. que no seu art. Armando Toledo. julgo prejudicado o presente conflito de competência e. acaso pretendesse o legislador impedir o incapaz de ser parte nas demandas que tramitam perante o Juizado Especial da Fazenda Pública. da Lei nº 10. a norma que restringe direitos deve ser interpretada de forma restritiva. 2º. inc. tenho que não deve prevalecer o entendimento do Juízo suscitado.2. pois. cuja observância não deve implicar redução do prazo recursal. É o relatório. É certo que o art. destacando. Aplicação da regra prevista no Código de Processo Civil.RO 78 Frente ao exposto. Interpretação.0000 Suscitante: Juízo de Direito da 3ª Vara Cível da Comarca de Ariquemes . 451078/RJ. teria. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. EFEITOS. 138/2012 . pois poderia causar irreparável prejuízo ao incapaz.2004 . para afastar a intempestividade prematuramente declarada pelo juízo “a quo”. 4572496. EFEITOS. 27 da Lei nº 12. O suscitante. existe norma especifica que excepciona as causas que não são da competência do Juizado da Fazenda. Eros Grau. As normas restritivas interpretam-se restritivamente. Contudo. Interrupção do prazo estabelecido para eventual recurso.tj. se faz necessária a existência de omissão. 5º da Lei 12. Aplicação da regra prevista no Código de Processo Civil. APELAÇÃO.099/95) e sua aplicação à Lei dos Juizados Especiais Federais (Lei 10. para afastar a intempestividade prematuramente declarada pelo juízo a quo.RO Suscitado: Juízo de Direito do Juizado Especial da Fazenda Pública da Comarca de Ariquemes . Rel. IMPOSSIBILIDADE. o feito foi encaminhado para o Juízo da 3ª Vara Cível.099/95.DJE. 26 de julho de 2012. cuja observância não deve implicar redução do prazo recursal. A toda evidência. Norma restritiva aplicável a sentenças. 29.099/95.1. manifestando-se pelo conhecimento do conflito para determinar a competência do Juizado Especial da Fazenda Pública da Comarca de Ariquemes (suscitado). que permite seja parte em processo com trâmite no Juizado Especial pessoa físicia. AGRA VO DE INSTRUMENTO PROVIDO. que somente deverá ocorrer após o transcurso do prazo concedido ao recorrido para apresentar contrarrazões. Min.259/01).segunda-feira. O artigo 518. Eros Grau.html sob o número 138 Ano 2012 . Dele. 31.22. Rel. 1. Piracicaba. em seu art.099/95.2004 – destaquei). RECURSO NÃO RECEBIDO. em consequência a ele nego seguimento.153/09. Suspensão do prazo recursal.2010 – destaquei). §1º não faz menção à parte menor e incapaz.259/01 e também do Código de Processo Civil. apesar de os juizados especiais estarem alicerçados sobre o princípio da celeridade processual. para que se aplique a norma subsidiária. Norma restritiva. por sua vez. incluído a vedação no dispositivo que excepciona as causas que não são da competência desse órgão especializado.

120. 260/264. verificou-se que.0001. (TRF4.023550-2. AUXÍLIO-RECLUSÃO.000. LEGITIMIDADE ATIVA DO INCAPAZ. 272/283). cientificando da impossibilidade de exercer a atividade de Casa de Festa e Eventos no local.RO Procurador: Procuradoria Geral do Município de Porto Velho RO( ) Relator:Des. É o sucinto relatório. (TRF4 – CC nº 2005.2011.11. viável é a participação deste no polo ativo da demanda. 8º da Lei 9. 97/99.2005). Também sustenta que fez grande investimento nas instalações prediais para dotar de equipamentos e obteve todas licenças públicas para exercer a atividade econômica embargada. no desempenho do poder de polícia. não incindindo o §1º do art. 2. Em consulta ao Sistema de Automação Processual. Publique-se. CC 2005. Estando firmada a competência absoluta do Juizado Especial Federal.2005).2012.22. Vladimir Passos de Freitas.259/2001 não faz qualquer restrição que obste a representação processual para a defesa de interesses de incapazes.2011. 006/2012/DIFAP/DEFT/COOFIS.023599-0. 237/238.8. visando harmonização com o interesse da coletividade (fls.ro.099/95. N. Des. 3. Rel. Por isso. tendo em conta que a Lei 10. que dispõe sobre o uso e a ocupação do solo urbano.gov. Conflito conhecido para declarar a competência do Juizado Especial Federal para processar e julgar a causa.009/95. proíbe o exercício da atividade naquela localidade. 0011839-53.8.04. IMPOSSIBILIDADE DE APLICAÇÃO SUBSIDIÁRIA.000. Em contraminuta o Município de Porto Velho assevera que a fiscalização exercida. em virtude do valor da causa.JEF. A Lei 9. Havendo sido proferida sentença de mérito no mandado de segurança. em razão da atividade infringir dispositivo da Lei Complementar Municipal n.08. 3ª Seção. 3ª Seção. 1. Gilberto Barbosa Relator 2ª Câmara Especial Despacho DO RELATOR Agravo de Instrumento nrº 0002822-56.419/06.01. fls. Esta Corte já pacificou entendimento sobre o tema nos processos de conflito de competência 0012228-38. já que lhe cabe promover a adequação de estabelecimentos comerciais a qualquer tempo. JUIZADO ESPECIAL FEDERAL E JUÍZO FEDERAL.segunda-feira. Rel.099/95. A Secretaria Municipal de Fazenda-SEMFAZ prestou informações asseverando que a Lei Complementar Municipal n. JUIZADO ESPECIAL FEDERAL E JUÍZO FEDERAL. COMPETÊNCIA DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL.2011. no prazo de 30 dias. 097/1999 e determinou a paralisação das referidas atividades. afastadas as hipóteses que excluem a aplicação do rito sumaríssimo e estando o menor incapaz devidamente representado por seu pai. DJ 24.22. tendo em conta que a Lei 10. Intime-se.099/95. 38. 2.259/01 que impeça a representação processual para a defesa do interesse de incapazes. afastadas as hipóteses que excluem a aplicação do rito sumaríssimo e estando o menor incapaz devidamente representado por ascendente. parágrafo único do Código de Processo Civil.22. A liminar deferiu pedido de efeito suspensivo fls. Lei 10. 1. a livre iniciativa e ao exercício de atividades econômica lícita. 0012692-62.023601-4. 26 de julho de 2012.html sob o número 138 Ano 2012 . Estando firmada a competência absoluta do Juizado Especial Federal.DJE. em virtude do valor da causa.0000.22. CONFLITO NEGATIVO DE COMPETÊNCIA. REPRESENTAÇÃO. Inexiste restrição na Lei 10.01. Renato Martins Mimessi Vistos. 2. Decido. DJ 31.099/95. CONFLITO DE COMPETÊNCIA. deve somente ser aplicada de forma subsidiária e quando não houver conflito com a Lei que regula os juizados especiais federais. Precedente da Seção. nos termos do art.2011.259/2001 não faz qualquer restrição que obste a representação processual para a defesa de interesses de incapazes. que indeferiu o pedido de liminar para determinar ao Secretário Municipal deixe de praticar atos que impeçam o exercício de atividade econômica de Casa de Festa e Eventos em seu estabelecimento.0000 Agravante: Sardinha Comércio e Serviços Bar e Lanchonete Ltda ME Advogado: Antônio Patrioça de Sá Chaves(OAB/RO 3674) Agravada: Secretária Municipal da Fazenda de Porto Velho . Sustenta que a ordem viola direito ao trabalho. PREVIDENCIÁRIO. visto ser este dispositivo legal de cunho subsidiário e que conflita com aquele regramento específico dos Juizados Especiais Federais. João Batista Pinto Silveira.04. 1. o juízo de primeiro grau proferiu sentença denegando a segurança. não incindindo o § 1º do art. conforme o Parecer Fiscal n. com pedido de liminar. CONFLITO DE COMPETÊNCIA.520. Rel. viável é a participação deste no polo ativo da demanda. visto ser este dispositivo legal de cunho subsidiário e que conflita com aquele regramento específico dos Juizados Especiais Federais. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. É que resta prejudicado o agravo de instrumento interposto Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . sob pena de multa e outras cominações legais. Precedente da Seção. JUSTIÇA FEDERAL. 287.RO Agravado: Departamento de Fiscalização da Prefeitura Municipal de Porto Velho Interessado (Parte Passiva): Município de Porto Velho . Competência da Vara do Juizado Especial Federal para processar e julgar a demanda. o que faço monocraticamente.04. em 24/07/2012.08. Lei 9. IMPOSSIBILIDADE DE APLICAÇÃO SUBSIDIÁRIA.que exclui a possibilidade de incapazes proporem ação. Lei 9.099/95. 3ª Seção. endereço: https://www2.259/01. Competência da Vara do Juizado Especial Federal para processar e julgar a demanda. APLICAÇÃO SUBSIDIÁRIA DA Lei 9.22. Sardinha Comércio e Serviços Bar e Lanchonete Ltda ME interpõe agravo de instrumento.8. BENEFÍCIO ASSISTENCIAL. contra a decisão prolatada pelo MM Juiz de Direito da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Porto Velho.01. conheço do presente conflito para declarar a competência do Juizado Especial da Fazenda Pública de Ariquemes (suscitado). embora o presente agravo contenha os requisitos de admissibilidade. COMPETÊNCIA DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL. DJ 16. Relata que a Fiscalização Municipal de Porto Velho expediu Notificação n. REPRESENTAÇÃO DE INCAPAZES.br/autenticacao/validaDiario.8. BENEFÍCIO ASSISTENCIAL. LEGITIMIDADE ATIVA DO INCAPAZ.RO 79 PREVIDENCIÁRIO. permite ao ente público a prática do ato combatido. Conclusos em 16/07/2012. 0012130-53. REPRESENTAÇÃO. para determinar que o impetrando se abstenha de praticar atos que obstaculizem a atividade de festa e eventos no seu estabelecimento.8. 138/2012 . 8º da Lei 9. razão pelo qual foi revogada a licença anteriormente concedida ao arrepio da lei. Vladimir Passos de Freitas. (TRF4 – CC 2005.tj. O Procurador de Justiça Júlio Cesar do Amaral Thomé opina pela revogação da liminar e improvimento do recurso. Porto Velho.2005). há que se decretar a sua perda do objeto. fls.

Renato Martins Mimessi Vistos. DIREITO À SAÚDE (ART.419/06.I.RO( ) Relator:Des. do CPC.gov. por esta razão foi lhe prescrito o uso por seis meses dos medicamentos: Miacalcic 200 UI.RECURSO ESPECIAL . as autos subiram para reexame. 1. apontando como autoridade coatora o Secretário de Saúde do Município de Alta Floresta D’Oeste/RO. Porto Velho . Ausente o recurso voluntário.DJE.III e IV. O Estado deve criar meios para prover serviços médicohospitalares e fornecimento de medicamentos. nos termos do art.2012.DEFERIMENTO DE LIMINAR . Ante o exposto. 2. 196 da Constituição Federal. Agravo regimental improvido (AgRg no REsp 655475/SC.05). Des. SOLIDARIEDADE PASSIVA ENTRE OS ENTES FEDERATIVOS. a sentença já tiver sido prolatada pelo juízo a quo. (restando) porque prejudicado.5g (fls.tj. endereço: https://www2. 19/21). CHAMAMENTO AO PROCESSO. tem o dever constitucional de propiciar a todos o acesso à saúde. I . Sentenciado o feito. (95. apontando como autoridade coatora o Secretário Municipal de Saúde. Trata-se de reexame necessário de sentença que concedeu a ordem nos autos do mandado de segurança impetrado por Maria do Socorro Marinho Peixoto Araújo.RO Procurador: Procuradoria Geral do Município de Alta Floresta do Oeste . Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 2. no sentido de conferir efetividade ao acesso da população à redução dos riscos de doenças e às medidas necessárias para proteção e recuperação dos cidadãos. em seu parecer opinou pela confirmação da sentença (fls. Sebastião Teixeira Chaves. 138/2012 . resta prejudicado o agravo pela perda do objeto. CF). MEDIDA PROTELATÓRIA. resta cassado o provimento liminar. perde o objeto.PERDA DO OBJETO. 5°.RECURSO PREJUDICADO . O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. 4.JULGADO MÉRITO . 15/16). Aduz que não possui condições financeiras de arcar com o alto custo dos medicamentos. PERDA DO OBJETO.8. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Nesse sentido. II. Rel. a fim de verificar sua legalidade e adequação ao caso.ro. Pois bem.DECISÃO QUE DEFERE OU INDEFERE LIMINAR OU ANTECIPAÇÃO DE TUTELA . e 198. 12/16. conforme receituário e após confirmada a segurança (fls. AÇÃO DE EXECUÇÃO. É o breve relatório. CONSTITUCIONAL E PROCESSUAL CIVIL. Desembargador Renato Martins Mimessi Relator Despacho DO RELATOR Reexame Necessário nrº 0000481-06. FORNECIMENTO DE MEDICAMENTOS. Maria Helena Couceiro Simões. além da implementação de políticas públicas preventivas. Inquestionável a situação clínica da impetrante.AGRAVO REGIMENTAL . 4°. à época do seu julgamento pelo Tribunal ad quem. SENTENÇA DE MÉRITO NOS EMBARGOS À EXECUÇÃO. do RITJ/RO. III. Faço-o monocraticamente. Desembargadores componentes da Colenda 1ª Câmara Cível isolada. Des. 27 de julho de 2012. II . jul. extrai-se dos autos que foi impetrado mandado de segurança contra ato omissivo consistente no não fornecimento do fármaco de alto custo. REJEIÇÃO DA EXCEÇÃO DE PRÉ-EXECUTIVIDADE. O D. e por esta razão procurou o impetrado. em julgarem prejudicado o presente agravo de instrumento pela perda do objeto. mercê de os entes federativos garantirem recursos em seus orçamentos para implementação das mesmas. por se tratar de decisão proferida em cognição exauriente. Min. 1. Piascledine 30mg e Artoglico 1. Consta dos autos que a impetrante é portadora de Osteopenia. TJPA. que informou que não fazem parte da lista de remédios dispensados pelo Município. Eliana Calmon. bem como proteção e recuperação dos enfermos necessitados. (arts. A vida digna e a saúde são princípios fundamentais da Constituição da República Federativa do Brasil. se de improcedência a sentença. 557 do CPC. 196. mediante políticas sociais. DJU de 21. da CF). o recurso especial interposto de acórdão que examinou agravo de instrumento de decisão que defere ou indefere liminar ou antecipação de tutela.AGRAVO DE INSTRUMENTO . Procurador de Justiça.PERDA DE OBJETO. a qual sustenta a necessidade de fazer uso do medicamento pleiteado com base nos laudos médicos juntados à fls. § 1º. V. 23. N. trago jurisprudência: AGRAVO DE INSTRUMENTO . Inicialmente. A liminar foi deferida (fls.RO 80 contra decisão interlocutória se.22. 20023004060-8. Precedentes do STJ.006272-3 Agravo de Instrumento. com julgamento do mérito. DESLOCAMENTO DO FEITO PARA JUSTIÇA FEDERAL. Julgado o mérito na ação principal que define a liminar. por unanimidade. trago à colação o seguinte julgado do Superior Tribunal Federal: “AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO. dispensado na rede pública. consoante preceituado nos arts. Nesse passo. O artigo 196 da CF impõe o dever estatal de implementação das políticas públicas. Decido. 27/29). DJ 28/02/2005) PROCESSUAL CIVIL . O Estado.RO Interessado (Parte Passiva): Município de Alta Floresta do Oeste .02. Rel. 1°. II.RO. Acordam os Exmos. 139. 3º. O reexame necessário visa a análise da decisão proferida em 1º grau pela instância superior. fica prejudicado o agravo interposto pela perda do objeto. julgo prejudicado o presente agravo de instrumento. 6° e 196 da Magna Carta. 10/06/1997) AGRAVO DE INSTRUMENTO. para que o impetrado forneça a impetrante os fármacos requeridos . A sentença de mérito que confirma o provimento antecipatório absorve seus efeitos. caput. nos termos do art.Sendo julgada a ação principal.br/autenticacao/validaDiario.segunda-feira.PROLAÇÃO DE SENTENÇA . 475. I. (Agravo de Instrumento n. essa é a exegese do art. consoante art.Decisão unânime. Rel. do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Pará. IMPOSSIBILIDADE. 3. direitos de todos os cidadãos e dever do Estado para com eles. doença esta que pode ocasionar uma Oesteoporose. ante a perda do objeto.html sob o número 138 Ano 2012 . 33/34). Intime-se e arquive-se.0017 Interessado (Parte Ativa): Maria do Socorro Marinho Peixoto Araújo Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia( ) Interessado (Parte Passiva): Secretário Municipal de Saúde de Alta Floresta do Oeste .

todavia. A liminar foi deferida às fls. senão vejamos: Saúde. Obrigação do poder público. SUS. também reconheceu-se a ilegitimidade do Secretário Municipal da Saúde para integrar o polo passivo em demanda que tenha por objetivo a dispensação de medicamento previsto nas portarias do SUS. endereço: https://www2. Saúde.003949-9. importa ressaltar o novo posicionamento desta Corte no sentido de que. Assevera que a decisão negou aplicação do princípio processual insculpido no art. O recebimento de medicamentos pelo Estado é direito fundamental. o Departamento de Estradas e Rodagem e Transporte .0000 Agravante: Pedro Américo Meneguelli Advogada: Paula Daiane Rocha Passareli(OAB/RO 3979) Advogado: Telmo de Moura Passareli(OAB/RO 1286) Agravado: Estado de Rondônia Procurador: Procuradoria Geral do Estado de Rondônia( ) Agravado: Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes do Estado de Rondônia . Portanto. Cidadão hipossuficiente. Igualmente sustenta que para a concessão da gratuidade basta o interessado declarar que não tem condições financeiras para arcar com as despesas processuais. Agravo regimental no recurso extraordinário desprovido. medicamentos de uso contínuo e necessários à manutenção de sua saúde. Fornecimento. Postula a concessão de efeito suspensivo liminarmente e. Decido. fazendo-o somente ao prolatar a sentença. Na espécie. (MS 200. Isto por que. LUIZ FUX. confirmo a sentença ora examinada.05. nos termos da Constituição da República. Eurico Montenegro. que terá interrompido o fornecimento da medicação até então concedida. 21. Porto Velho .419/06. Aliás. desde que demonstrada sua necessidade e a impossibilidade de custeá-los com recursos próprios. uma vez que se trata de direito líquido e certo. Des. somente na sentença.2008. não pode o recurso contra essa decisão ter seu curso interrompido pelo não pagamento de custas na hipótese. §1º. Constitucional.segunda-feira. Todavia.ro. contudo.” (RE 607381 AgR. É obrigação do poder público fornecer ao cidadão hipossuficiente. Em contraminuta. 6º. o documento médico apresentado. Rel. (MS 200. quando o indeferimento do pedido da gratuidade de justiça ocorre na sentença. o que faço monocraticamente nos termos do art. por si só. pois a questão da gratuidade está inserida dentre outras que se pretende seja apreciada em segunda instância. Sustenta que o entendimento desta Corte e dos Tribunais Superiores é pacífico no sentido de que a concessão da Assistência Judiciária pode ocorrer em grau de recurso. Expõe que ao exigir o pagamento das custas finais como pressuposto da apelação. visto que o juízo a quo sentenciou com base no antigo entendimento deste Tribunal. vindo a sê-lo. o juiz de 1º grau deixou de examinar o pedido ao recebê-la.22. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . De acordo com tal nova orientação. a concessão da gratuidade da justiça. uma vez satisfeitos tais requisitos. I e c/c § 6º. é autoridade coatora quem pratica o ato que se busca impugnar. […]. Após trânsito em julgado. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.000. da Lei Estadual n.002762-0. a decisão atacada negou a correta aplicação do art.2008). fls. julgado em 26.2009). Medicamentos.2011.RO. 515. Rel. 138/2012 . o Juízo proferiu a decisão declarando a deserção. como consabido. expressamente. 27 de julho de 2012.05. Informa que requereu o benefício da justiça gratuita na inicial. Direito líquido e certo. Pedro Meneguelli agrava. Rowilson Teixeira. N.2009. podendo o requerente pleiteá-los de qualquer um dos entes federativos.html sob o número 138 Ano 2012 .tj. por ocasião da prolação da sentença.br/autenticacao/validaDiario. 557 do CPC e da Súmula 253 do STJ.DER/RO Procuradora: Maria de Fátima Salvador de Lima(OAB/RO 80A) Procuradora: Ana Gleysa de Oliveira Guedes Carvalho(OAB/ RO 1764) Relator: Desembargador Renato Martins Mimessi Vistos. e omandado de segurança avulta como via processual inadequada à satisfação do pleito. é evidente que a aplicação de tal entendimento ocasionará prejuízos a impetrante. afrontando assim o princípio da segurança jurídica. é dever do Estado o fornecimento do medicamento necessário para a continuidade do tratamento. o ora agravante requereu a gratuidade ao ajuizar ação. Sendo assim.301/1990. A questão a ser resolvida é definir se o apelante está obrigado a recolher o preparo na apresentação do recurso. não quem apenas estabelece sua prática. Também informa que ao interpor o recurso de apelo. contudo. em se tratando de medicamentos não constantes das Portarias de responsabilidade do SUS. quando verificada a presença dos requisitos legais o benefício. irresignado com a decisão exarada pelo MM Juiz de Direito da 1ª Vara Cível da Comarca de Rolim de Moura.060/1950 . sem observar que o indeferimento ocorreu na sentença. 4. 1. tendo em vista que a gratuidade foi indeferida.000. Des. 4º. Relator(a): Min. Contudo. o erro no apontamento da autoridade coatora enseja a extinção do processo sem julgamento do mérito.8. Ora.DER/RO assevera que a decisão recorrida merece ser mantida. remetam-se os autos à origem. consabidamente descabida em sede de ação mandamental. 123/132. sem comprometer seu sustento e da sua família (art. já que o indeferimento da gratuidade na sentença constitui matéria devolvida ao Tribunal. outro não tem sido o entendimento desse Tribunal de Justiça. DJe-116 DIVULG 16-06-2011 PUBLIC 17-06-2011 EMENT VOL-02546-01 PP-00209). haja vista tratar-se de matéria que reclama dilação probatória. Medicação. Desembargador Renato Martins Mimessi Relator 2ª Câmara Especial Despacho DO RELATOR Agravo de Instrumento nrº 0009824-14. não é suficiente a comprovar a impossibilidade de substituição de um dos fármacos postulados por outros oferecidos pela rede SUS. que considerou deserto o recurso de apelação interposto contra a sentença prolatada nos autos da ação de cobrança de horas extras. julgado em 31/05/2011.gov. não Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Primeira Turma. 115/116. da Lei n.DJE.RO 81 3. esse pedido não foi examinado. Evidenciado ser o impetrante portador de doença grave e hipossuficiente. o ente federativo deve se pautar no espírito de solidariedade para conferir efetividade ao direito garantido pela Constituição. e não criar entraves jurídicos para postergar a devida prestação jurisdicional. Intimem-se. Cabe razão ao apelante. 5. ao final. pois. os quais poderão ser solicitados por meio da via mandamental. preliminarmente pugnou novamente pelo benefício. E ainda.

a falta de preparo não autoriza seja decretada a deserção do recurso do requerente do benefício sem que previamente seja examinada pela Câmara a questão da gratuidade. DO RISTJ. (. (AgRg no Ag 801.22. Walter Waltenberg Silva Junior Vistos Trata-se de recurso de apelação proposto por Brasil Telecom S/A contra decisão prolatada pelo juízo da 1ª Vara Cível da comarca de Buritis nos autos de Ação Declaratória de Inexistência de Débito c/c Indenização por Danos Morais movida pela Municipalidade. do CPC. A Sentença a quo julgou procedente o pedido contido na inicial e declarou nula a cobrança do débito que gerou a inscrição dos dados do Requerente nos cadastros restritivos de crédito (fls. DISCUSSÃO.DJE. A sentença a quo destacou que não há nos autos a efetiva contratação dos serviços de telefonia móvel que deram origem ao débito cobrado. Desembargador Renato Martins Mimessi Relator Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia 0002995-85. tais como alteração de cadastros. Interposta apelação da sentença que denegou o benefício da gratuidade. 186/188. Sem razão a apelante.tj. Precedente do STJ: PROCESSUAL CIVIL. DEFERIDA. Porto Velho . Falta de preparo. ART. DESERÇÃO. É o relatório. não se podendo falar em débito decorrente de tal contrato. 6. (REsp 247.8. referente ao contrato nº 2115258821. merecendo destaque o fato de que o no termo de adesão juntado constam apenas os dados da empresa apelante. com fulcro no art. se denegada. então estava o mesmo acobertado pela gratuidade de justiça. que só ali se tornou exigível. GRATUIDADE DE JUSTIÇA.22.RO 82 faz sentido algum obrigá-lo a realizar o preparo da apelação. DJe 28⁄10⁄2010) JUSTIÇA GRATUITA.428⁄MG. não pode ficar o mesmo prejudicado. sequer as custas iniciais. razão pela qual julgou procedente o pedido do Município para declarar nula a cobrança do débito que gerou a inscrição indevida nos cadastros restritivos de crédito. Recurso conhecido em parte e provido. QUARTA TURMA. No caso. A tese do recorrente [preclusão lógica do direito do agravo de discutir a gratuidade de justiça] estaria correta se o agravado jamais tivesse sido beneficiado pela gratuidade de justiça em primeiro grau. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . 138/2012 . mas no presente caso.ro.0021 Buritis / 1ª Vara Cível Apelante : Brasil Telecom S. além de haver várias faturas pagas referente ao terminal que originou o débito.RO Procurador : Fernando Bertuol Pietrobon (OAB/RO 4755) Relator(a) : Des. 557.2010.. AGRAVO RETIDO. não pode o órgão julgador declarar deserto o recurso sem se pronunciar sobre o pedido de assistência judiciária” (AgRg no Ag 622.403⁄RJ. importando lhe seja assegurado o acesso ao Judiciário. os documentos juntados nos autos não são suficientes para demonstrar a origem do débito reclamado. sem qualquer manifestação da municipalidade. Presentes os requisitos. A questão dos autos gira em torno da cobrança de dívida realizada pela Brasil Telecom S/A contra o Município de Buritis. INOCORRÊNCIA. CASSADO O BENEFÍCIO.339. Relator Ministro RUY ROSADO DE AGUIAR. AGRAVO IMPROVIDO.. DJ de 6. será oportunizado ao requerente o pagamento do numerário correspondente ao preparo. não há que se exigir o recolhimento do preparo para recebimento do apelo e sua remessa ao Tribunal. Renato Martins Mimessi Revisor(a) : Des. SUBIDA DO RECURSO ESPECIAL. Min. 153) Assim. diante da omissão do juiz em apreciar o pedido feito com a inicial. não pode ser prejudicado a esse respeito. Advogado : Rodrigo Borges Soares (OAB/RO 4712) Advogado : Marcelo Lessa Pereira (OAB/RO 1501) Advogado : José Augusto Fonseca Moreira (OAB/DF 11003) Apelado : Município de Buritis . Pois bem. tentando apenas levar o cerne da discussão ao tribunal estadual.) 5. DJe 03⁄03⁄2008) Colhe-se do voto do Ministro relator o seguinte excerto: Assim. ordens de serviços diversos.0021 . SEGUNDA TURMA. confirmo a liminar deferida e dou provimento ao agravo. vencida em 24/10/2007. I. A tese do juiz de primeiro grau estaria correta se o agravado jamais tivesse sido beneficiado pela gratuidade de justiça ou se esta lhe tivesse sido negada anteriormente. Relator Ministro CASTRO MEIRA. pois estaria o mesmo insistindo em algo que nunca lhe pertenceu. Contrarrazões às fls. endereço: https://www2. consistente em suposto fornecimento de serviços prestados à municipalidade. a questão discutida nos autos refere-se exclusivamente à concessão do benefício da justiça gratuita às ora agravadas. (AgRg no Ag 1. Em que pese a sua alegação. Consta dos autos que o Município de Buritis teve seus dados negativados nos cadastros restritivos de crédito SERASA pela empresa Brasil Telecom S/A devido a uma suposta dívida no valor de R$ 223. 27 de julho de 2012. Ademais.RO. AUSÊNCIA DE PREPARO. Da mesma forma. Nilson Naves. Isso porque não há nos autos qualquer prova de efetiva contratação do serviço prestado por parte do Município de Buritis. DJ 19⁄06⁄2000 p.gov. EXTINÇÃO DO PROCESSO.8. DESCABIMENTO. conheço do recurso. pelo fato de estar-se discutindo a gratuidade de justiça.Apelação Origem : 0002995-85. “Afirmada a necessidade de justiça gratuita. Em suas razões recursais (fls. a Brasil Telecom S/A requer a reforma da decisão de 1º Grau sob fundamento de que os débitos são plenamente exigíveis já que advieram de contrato pactuado e que a cobrança se deu em exercício regular de direito.87. Rel. o que demonstra total conhecimento da contratação do serviço.. N. sendo que a questão levada ao tribunal era exatamente essa.611⁄RS. diante das peculiaridades desta hipótese. PROVIMENTO AO AGRAVO DE INSTRUMENTO. AUDIÊNCIA. o apelante requer a reforma da sentença sob fundamento de que a Administração solicitou. QUARTA TURMA. AGRAVO REGIMENTAL. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. não fazia sentido algum obrigá-lo a pagar o preparo da apelação. por diversas vezes.segunda-feira. 162/180). GRATUIDADE DE JUSTIÇA. seja em que momento for. Apelação. 258. Requerimento denegado na sentença.br/autenticacao/validaDiario.023⁄RJ. já havia sido deferido na sua inicial o benefício.2010.2006). Irresignado.A. impedido de apresentar a apelação para o tribunal. SENTENÇA. DECISÃO MONOCRÁTICA. AGRAVO REGIMENTAL. Decido.419/06.2. 6ª Turma. Agravo regimental não provido. § 2º. emissão de segunda via de fatura e etc. Possibilidade. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.156/158). Ante o exposto.html sob o número 138 Ano 2012 . Faço-o monocraticamente. Relator Ministro ALDIR PASSARINHO JUNIOR. APELAÇÃO. PROCESSUAL CIVIL. §1º-A.

no sentido de afastar o exame psicotécnico do Concurso de Agente Penitenciário e determinar a submissão do candidato as etapas seguintes do concurso. 37. Walter Waltenberg Silva Junior Vistos. Indefiro. também. não agiu com cautela suficiente ao supostamente contratar com a Fazenda Pública sem a expressa anuência desta. Fixação.DJE. do art. nos termos do Edital n.419/06. Responde pela reparação por dano moral o responsável pela inclusão indevida do nome do consumidor em órgão restritivo de crédito quando deixar de averiguar a veracidade das informações e de possível fraude perpetrada por terceiro na aquisição de mercadorias. é de se ressaltar que a apelante. Porto Velho/RO. N.8. com pedido de liminar. XIII e LV. 421/GDRH/SEA. Ausência de cautela da empresa. Termo de adesão. Fundamenta que a negativa viola os incisos VIII. 5° e incisos I e II. Configuração. Des. Dano moral. pois o impetrante tem seus direitos assegurados dentro da ordem de classificação.22. uma vez que devidamente aprovado em concurso público. como empresa no ramo de telefonia. informando quanto a classificação do impetrante no certame. Aliás. uma vez que o impetrante é servidor público do município de Rio Branco – carga horária de 24h/semanais. 317/318).0009. correta a decisão que reconheceu a inexigibilidade do débito reclamado. bem como cita outros funcionários públicos que cumulam dois cargos públicos. Aduz que após ter sido nomeado e convocado para a posse. Trata-se de mandado de segurança. Intime-se.html sob o número 138 Ano 2012 . É indevida a inscrição do nome de consumidor no órgão restritivo de crédito quando não comprovada a relação contratual nem a existência de dívida que respaldem a inclusão. CÂMARAS ESPECIAIS REUNIDAS Câmaras Especiais Reunidas Despacho DO PRESIDENTE DAS CÂMARAS ESPECIAIS REUNIDAS Mandado de Segurança nrº 0008365-74. o que faço monocraticamente com base no art. No mérito. Veio aos autos informação do Secretário. em razão de dúvidas por parte da Gerência. este é o entendimento desta Corte ao julgar casos análogos. que se nega a dar posse para o impetrante no cargo de técnico em radiologia. Sendo assim. para o qual restou aprovado em segundo lugar no Concurso Público. Trata-se de petição informando suposto descumprimento de ordem emanada de acórdão. 138/2012 . Cível n. embora tenha sido aprovado em segundo lugar. Da análise dos documentos trazidos aos autos não se verifica desobediência à ordem concedida. Assinatura realizada por terceiro. Razoabilidade e proporcionalidade. pois. 0042581-05.2011. o pedido. noticiando que o candidato alcançou a 104ª posição após prova objetiva (Edital n. I. tendo sido preenchidas 30 vagas e que para a 2ª turma do curso de formação básica foram convocados outros 09 candidatos.06. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Decido. endereço: https://www2. É o relatório. Redução do valor. do art. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Pede o impetrante que seja determinado à autoridade que o convoque para iniciar o curso de formação da 2ª turma.8. determinou o Desembargador Eurico Montenegro que se manifestasse o Secretário de Estado da Administração aceca da petição.” (Ap. Julgado em 30. de 19 de junho de 2012. 27 de Julho de 2012 Desembargador Renato Martins Mimessi Relator inclusive.2009. Informa.0000 Impetrante: Domingos de Souza Franco Advogado: Gustavo da Cunha Silveira(OAB/RO 4717) Advogado: Alex Souza de Moraes Sarkis(OAB/RO 1423) Advogado: Vergílio Pereira Rezende(OAB/RO 4068) Impetrado: Secretário de Estado da Administração Relatora:Juíza Duília Sgrott Reis Vistos. colocando o candidato na 68ª posição (fls.8. conforme Memorando n. mantendo na íntegra a decisão de primeiro grau. e.2010) Pelo exposto. fls. Em despacho proferido às folhas 305. requer a concessão da liminar para que seja determinada sua posse imediata para assumir o cargo público de técnico em radiologia.segunda-feira. nego provimento ao recurso. Débitos cobrados. Rel. a simples alegação de haver pedidos de Ordens de Serviços é insuficiente para comprovar a relação contratual que respaldaria a origem da dívida. que o concurso ofertou 38 vagas para o município de Ariquemes.2012. Com este fundamento. Desembargador Renato Mimessi Presidente das Câmaras Especiais Reunidas em substituição regimental Câmaras Especiais Reunidas Despacho DO RELATOR Mandado de Segurança nrº 0007050-74. Outrossim. 388/ GDRH/SEAD/2009.gov. a autoridade impetrada se omite na designação da data.22. Exclusão do nome. Miguel Mônico. 557 do CPC.tj. requer a confirmação da liminar. Não reconhecido. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. e pretende assumir cargo no Estado de Rondônia – carga horária de 40h/semanais. Porto Velho.0000 Impetrante: Ronaldo Costa Batista Advogado: Fábio Henrique dos Santos Leão(OAB/RO 4402) Impetrado: Secretário de Estado da Administração Interessado (Parte Passiva): Estado de Rondônia Procurador: Procuradoria Geral do Estado de Rondônia( ) Relator:Des. 075. deflagrado pelo Edital n.ro. enviou de forma indevida o nome do apelado em órgão arquivista de crédito. impetrado por Ronaldo Costa Batista contra ato do Secretário de Estado da Administração. com idêntica carga horária. 325/326). 249/GDRH/SEAD/2009. Apresenta documentos que comprovam convocação dos aprovados até a 52ª posição.br/autenticacao/validaDiario. Contratação e devolução de aparelhos. Não utilização dos serviços de telefonia. que houve nova nova classificação dos candidatos após a 2ª fase (teste físico). a ver: “Indenização por dano moral e exclusão do nome do órgão arquivista.22. Ronaldo Costa Batista impetra o presente mandado de segurança. ambos da CF. no que se refere à carga horária. dado o alegado inadimplemento. no qual pretende a sua imediata posse no cargo de técnico em radiologia. 27 de julho de 2012.RO 83 Logo.

7. 2. num cargo. art.9.419/06. MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE. VERIFICAÇÃO DE COMPATIBILIDADE DE HORÁRIOS. Após. RICARDO LEWANDOWSKI.2011. MANDADO DE SEGURANÇA. sob pena de arquivamento do feito. 63. No caso concreto. querendo. coibindo que o direito dos cidadãos seja aplicado de forma incoerente.2005. além da necessidade do ato impugnado poder resultar a ineficácia da ordem judicial. Após. Rel. CONSTITUCIONAL. Publique-se e intime-se. Porto Velho. PREVISTO NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL. Rel. emitir parecer. necessário seria o reexame do conjunto fático-probatório constante dos autos.8. quando houver compatibilidade de horários.é vedada a acumulação remunerada de cargos públicos. 118. 27 de julho de 2012. Relator(a): Min.112/90) e.2005. denego a liminar.415/DF. ACUMULAÇÃO DE CARGOS. p. 37. 27. com profissões regulamentadas. 322.2005. ADMINISTRATIVO.5. Conquanto se constate fumaça do bom direito. SERVIDOR PÚBLICO. Ministro HUMBERTO MARTINS. 88.. por si. MERA APLICAÇÃO DO PARECER AGU GQ-145. julgado em 13/12/2011. não vejo evidenciado. conforme julgados abaixo colacionados: AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO. desde que haja compatibilidade de horários para o exercício dos cargos a serem acumulados. a servidora possuía uma jornada de 40 horas semanais.A existência de norma infraconstitucional que estipula limitação de jornada semanal não constitui óbice ao reconhecimento do direito à acumulação prevista no art.html sob o número 138 Ano 2012 . Ellen Gracie. {…} 6 O Supremo Tribunal Federal examinou a matéria e negou provimento ao recurso extraordinário. (RE 633298 AgR.Segurança concedida.1998. p.} 2. Ementário vol. publicado no Diário da Justiça de 1º. se no mérito restar evidenciado seu direito líquido e certo. DEMISSÃO. 7.. A administração entendeu que a simples totalização semanal de 72 horas e meia. I .Agravo regimental improvido. conclusos. considerando a regulamentação como violadora. julgado em 24.tj. Jorge Luiz dos Santos Leal Juiz Convocado – Relator em substituição regimental Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. a fim de realizar o procedimento cirúrgico. republicação no Diário da Justiça de 9. assim. 37. ACÓRDÃO ELETRÔNICO DJe-032 DIVULG 13-02-2012 PUBLIC 14-022012). PREVISÃO QUE NÃO PODE SER OPOSTA COMO IMPEDITIVA AO RECONHECIMENTO DO DIREITO À ACUMULAÇÃO. II. uma vez que a não concessão da liminar não inviabilizará a sua pretensão. por 48 horas de descanso. no que diz respeito ao perigo do dano a ser suportado pelo impetrante decorrente da demora. b) a de um cargo de professor com outro técnico ou científico. Para a concessão da liminar faz-se imprescindível a relevância dos fundamentos da impetração. III . configura a ilegal cumulação. pois sua vaga estará resguardada. {. porquanto o STJ possui a função central de evitar discrepâncias notórias quanto ao modo de aplicar o direito entre os tribunais da federação. Esse cariz uniformizador das construções pretorianas federais evita desvios hermenêuticos entre plexos jurisdicionais de diferentes estados ou regiões da União. Pelo exposto. p. noutro cargo. AGRAVO IMPROVIDO. ADMINISTRATIVO. REEXAME DO CONJUNTO FÁTICO-PROBATÓRIO. da CF. 8. Ciência ao Estado de Rondônia. retornem os autos à conclusão. no prazo máximo de 10 dias. VIOLAÇÃO DO DIREITO LÍQUIDO E CERTO. uma vez que. sem sobreposição de horários.. 37. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . que produziu Decreto similar ao Parecer AGU GQ-145. Os Tribunais Superiores também já se posicionaram quanto à matéria em casos semelhantes. publicado na LEX-STF. exceto. se concedida apenas ao final. do Estado do Rio de Janeiro.016/09 À Procuradoria de Justiça para. com o padrão derivado de um parecer ou. julgado em 13/04/2011. para comparecer no Instituto de Otorrinolaringologia Ltda.segunda-feira. a) a de dois cargos de professor. XVI.RO 84 A controvérsia da questão liminar cinge-se à verificação da imediata posse do impetrante no cargo de técnico em radiologia em face da possibilidade de cumulação de dois cargos públicos – municipal e estadual. {. c) a de dois cargos ou empregos privativos de profissionais de saúde. XVI. COMPATIBILIDADE DE HORÁRIOS RECONHECIDA PELA CORTE DE ORIGEM. 2005.DJE. 138/2012 . 27 de julho de 2012. IMPOSSIBILIDADE.0000 Impetrante: Nilvane Lisboa Brito Defensor Público: Edvaldo Caires Lima(OAB 306) Impetrado: Secretário de Estado da Saúde Interessado (Parte Passiva): Estado de Rondônia Procurador: Maria Rejane Sampaio dos Santos (OAB 638) Intime-se a impetrante.} 4. O direito líquido e certo da impetrante decorre de que a Constituição Federal permite a acumulação de dois cargos na área de saúde (art. aduzindo ser “regra não prevista” e “verdadeira norma autônoma” Precedente: Recurso Extraordinário 351. N. v. Grifei. a Constituição Federal no art. da Lei 12. de 3. da Constituição. da Lei n. o que atrai a incidência da Súmula 279 do STF. Porto Velho. cumpre à Administração Pública comprovar a existência de incompatibilidade de horários em cada caso específico. por Oficial de Justiça. 7º. nos termos do art. Anote-se que a observância à jurisprudência dos tribunais de origem se justifica. Min. endereço: https://www2. (MS 15. PRIMEIRA SEÇÃO. assim preceitua: “{…} XVI . O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. A plausibilidade do direito invocado mostra-se presente.br/autenticacao/validaDiario. Segunda Turma.22. numa análise sumária.gov.198-05.ro. mesmo de um Decreto. n.8. {…}”. Segunda Turma.299-303.905. 831.. não bastando tão somente cotejar o somatório de horas. combinada com plantões noturnos de 12 horas de trabalho. II – Para se chegar à conclusão contrária à adotada pelo acórdão recorrido quanto à compatibilidade de horários entre os cargos a serem acumulados. observado em qualquer caso o disposto no inciso XI. p. EXISTÊNCIA DE NORMA INFRACONSTITUCIONAL QUE LIMITA A JORNADA SEMANAL DOS CARGOS A SEREM ACUMULADOS. ACUMULAÇÃO DE CARGOS. Intime-se a autoridade apontada como coatora para apresentar as devidas informações no prazo legal. Desembargador Walter Waltenberg Silva Junior Relator Câmaras Especiais Reunidas Despacho DO RELATOR Mandado de Segurança nrº 0012652-80. c. DJe 04/05/2011).

8. Posteriormente.tj. 27 de julho de 2012. 118/119 e informa o recebimento de apenas duas caixas do medicamento e requer nova intimação do impetrado. Intimada a prestar contas quanto ao recebimento do medicamento (fl. 103/104 da conta do Estado de Rondônia. 27 de julho de 2012.segunda-feira. 38/40).0000 Impetrante: Celso Araújo Feitosa Defensor Público: Sérgio Muniz Neves( ) Impetrado: Secretário de Estado da Saúde Relator:Des. Providencie o necessário.22. 60/63). para aquisição direta do fármaco em questão. retornem os autos concluso. Rowilson Teixeira Vistos etc. porém manteve-se inerte.0000 Impetrante: Regina Cavalcante e Silva Advogado: Fabrício Fernandes Andrade(OAB/RO 2621) Impetrado: Secretário de Estado da Administração Interessado (Parte Passiva): Estado de Rondônia Procurador: Procuradoria Geral do Estado de Rondônia( ) Relator:Des. dando assim cumprimento a liminar. conclusos.gov.22. Porto Velho . 72/73) e noticia que a autoridade coatora deixou de fornecer o fármaco pleiteado. Condiciono a apreciação do pedido de liminar às informações da autoridade impetrada. Valor este que deverá ser depositado na conta da empresa DROGAFAB COMÉRCIO DE MEDICAMENTOS LTDA. Após. Desembargador Rowilson Teixeira Relator Despacho DO RELATOR Mandado de Segurança nrº 0009259-50.0000 Impetrante: Laudiceia Militão de Oliveira Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia Impetrado: Secretário de Estado da Saúde Interessado (Parte Passiva): Estado de Rondônia Procurador: Procuradoria Geral do Estado de Rondônia Vistos. 111). sob pena de que seja determinado o sequestro da conta do Estado e o cálculo da multa por descumprimento ao qual a autoridade coatora vem incorrendo. haja vista que o fármaco é de uso contínuo (fls. quanto a entrega do medicamento. a contar da notificação.RO 85 Despacho DO RELATOR Mandado de Segurança nrº 0000297-04. Intime-se. a fim de tratar de transtorno depressivo.DJE. para que se manifeste. 96/97 que houve abertura de processo administrativo objetivando a aquisição do medicamento e diante das dificuldades nas cotações.2011. providencie a dispensa do medicamento e comprove junto aos autos. Porto Velho.8. no prazo de 48 horas.94 foi depositado em favor da empresa Drogafab Comércio de Medicamento LTDA (fls. Contudo. Rowilson Teixeira Vistos.8. Consta nos autos que o impetrante é portador de Glioblastoma Multiforme e necessita do uso continuo do fármaco Temozolamida 200mg. contados da notificação. ainda.RO. telefone e os dados bancários da empresa. 138/2012 . Desembargador Rowilson Teixeira Relator Despacho DO RELATOR Mandado de Segurança nrº 0007056-81. 83. via aviso de recebimento (fl. 118/119). objetivando o fornecimento do medicamento CITALOPRAM 10MG. referente ao fármaco EXCITALOPRAM. A segurança foi concedida (fls. Intime-se o impetrado para cumprir a decisão judicial de fls. etc. Entretanto. 106). especialmente para que a autoridade informe se houve ou não intimação Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. A defesa da impetrante peticiona às fls.2012. Acaso superado o prazo sem que haja qualquer manifestação da autoridade coatora. intime-se novamente.102/103). 33-34. a defesa veio aos autos informar que a impetrante não compareceu ao núcleo de Defensoria Pública para comprovar o recebimento do remédio (fl. Diante das informações. Foi determinada nova intimação da impetrante por ofício. 123). Contudo. endereço: https://www2. o sequestro foi realizado em 02/05/2012 e o valor de R$ 201. em nome da razoabilidade. Assim. Rowilson Teixeira Vistos etc. determino a intimação da autoridade coatora. 76/78). o Sr. no prazo de 5 dias. endereço. para que seja realizado o cálculo da multa pessoal que deverá ser suportada pela autoridade coatora. informando nome. 27 de julho de 2012. 109). Porto Velho.0000 Impetrante: Marilede Santos Passos Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia( ) Impetrado: Secretário de Estado da Saúde Interessado (Parte Passiva): Estado de Rondônia Procuradora: Maria Rejane Sampaio dos Santos(RO 638) Relator:Des. CNPJ. solicita a juntada pela impetrante de três orçamentos para que seja efetuado o depósito.html sob o número 138 Ano 2012 . 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . em 23/07/12. com pedido de liminar. Secretário de Estado da Saúde para que no prazo de 5 (cinco) dias.2012.2011. Jorge Luiz dos Santos Leal Juiz Convocado – Relator em substituição regimental Câmaras Especiais Reunidas Despacho DO RELATOR Mandado de Segurança nrº 0007110-81. razão social. em fevereiro do corrente ano. A autoridade coatora foi intimada a prestar informações quanto à continuidade da dispensação do fármaco em questão (despacho fl. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. a defesa do impetrante requereu o desarquivamento dos autos (fls. a impetrante para apresentar 3 orçamentos referente ao fármaco.br/autenticacao/validaDiario. contra ato omissivo do Secretário de Estado de Saúde. A segurança foi concedida em definitivo (fls. Providencie-se o necessário.8. Trata-se de mandado de segurança. impetrado por Celso Araújo Feitosa contra suposto ato ilegal do Secretário de Estado da Saúde.22. afim de que cumpra a ordem judicial concedida. confirmando a liminar anteriormente deferida (fls. Dê-se ciência à Procuradoria do Estado.22. solicite-se informações no prazo legal. Dessa forma. no sentido de que a autoridade coatora forneça o fármaco de forma contínua e enquanto perdurar o tratamento. a autoridade coatora informou às fls.ro. sob pena de sequestro do valor equivalente à aquisição do medicamento eritropoetina alfa recombinante 4000UI. cujos dados constam à fl. N. com o objetivo de fornecimento de medicamento. ao Departamento para que seja realizado o sequestro no valor apresentado às fls. Trata-se de mandado de segurança impetrado por Marilede Santos Passos. com pedido de liminar.

ou seja. qualificado nos autos. nos termos do art. fazendo um prognóstico de futura pena restritiva de direito. Decido. requer que seja determinado a autoridade coatora que promova a sua posse no cargo/lotação em que foi aprovado. inclusive aqueles com pedido de reconvocação. da lei n.22. Decido. Ao mesmo tempo. Porto Velho . Em 2 de fevereiro de 2012. Procuradoria de Justiça. o que não verifico no presente caso. Afirma que quando foi convocado para tomar posse. uma vez que presentes todos os requisitos para sua nomeação. denota não haver necessidade da contratação de professores naquela especialidade. ato contínuo. nenhuma delas visa preencher o cargo em que o impetrante busca a nomeação.2012. expedindo-se o competente alvará de soltura em seu favor. para que as preste no prazo de 10 (dez) dias. 27 de julho de 2012. encaminhe-se os autos à d. a princípio. endereço: https://www2. indefiro a antecipação dos efeitos da tutela. O impetrante foi aprovado em 1º lugar. ao invés de convocar o candidato.0000 Impetrante: Valdeci de Souza Nascimento Advogado: Flademir Raimundo de Carvalho Avelino(OAB/RO 2245) Impetrado: Secretário de Estado da Administração Interessado (Parte Passiva): Estado de Rondônia Procuradora: Maria Rejane Sampaio dos Santos(RO 638) Relator:Des. um juízo de probabilidade de procedência quase incontestável. Por esses motivos. Após. notifique-se o Estado de Rondônia.8. II. O decreto prisional não pode basear-se em mera alusão à gravidade do delito. Desembargador Rowilson Teixeira Relator Despacho DO RELATOR Mandado de Segurança nrº 0007089-71. para a antecipação dos efeitos da tutela. Afirma que está sofrendo constrangimento ilegal por ter a autoridade impetrada convertido o flagrante em prisão preventiva. no concurso público estadual para provimento do cargo de “professor nível 3 – pedagogia. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Valter de Oliveira Vistos etc. fere seu direito líquido e certo. 7º.5g de cocaína granulosa]. pois ainda aguardava a colação de grau de seu curso. sem prorrogar sua validade e.22. Desembargador Rowilson Teixeira Relator 1ª CÂMARA CRIMINAL 1ª Câmara Criminal Despacho DO RELATOR Habeas Corpus nrº 0006140-47. Relatei. a Secretaria da Educação teria solicitado de todos os candidatos aprovados. apontando como coator o Juízo de Direito da Primeira Vara Criminal da Comarca de Guajará-Mirim. como por exemplo.DJE. Cumpra-se.br/autenticacao/validaDiario. pleiteia a concessão de liminar a fim de ver imediatamente revogada a prisão. Rowilson Teixeira Decisão Valdeci de Souza Nascimento impetra mandado de segurança ao argumento de que a conduta do Secretário de Estado da Administração. que enquanto para a concessão da liminar.RO 86 da impetrante. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. se todos foram nomeados e empossados. quantos ainda remanesceram na listagem. A medida liminar pretendida pelo impetrante reveste-se de verdadeira antecipação dos efeitos da tutela. sobretudo sobre a situação dos candidatos aprovados para aquele cargo/localidade. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. no procedimento administrativo. com lotação no município de Colorado do Oeste. motivo pelo qual fica entende que fica patente a lesão ao seu direito em tomar posse. Ademais. ressaltando dentre outras qualidades a primariedade e residência fixa. referente seu primeiro pedido de prorrogaçao de posse. a Administração deixou transcorrer o prazo de validade do concurso. Intime-se. N. A decisão contém motivação inidônea e a autoridade impetrada não demonstrou a necessidade da custódia. Digo isto porque é imperioso aguardar as informações da autoridade coatora. Contudo. 27 de julho de 2012. dentre as vagas destinadas aos portadores de necessidades especiais. que enviassem sua documentação para contratação. Notifique-se o Estado de Rondônia. a qual possui requisitos mais rigorosos de preenchimento do que a liminar. 138/2012 . Esta Corte firmou o entendimento de que a concessão de liminar exige a ocorrência de manifesta ilegalidade no constrangimento à liberdade.tj.segunda-feira. 12.gov. que possui condições favoráveis à aplicação de outras medidas cautelares. Liminarmente. nos termos acima descrito. Publique-se. verifico que dentre as vagas prevista no Processo Seletivo Simplificado. nos termos previsto no edital n.html sob o número 138 Ano 2012 . o qual foi deferido. deflagrou Processo Seletivo Simplificado. é necessário que fique evidenciado a verossimilhança do direito alegado.8. por exemplo. autoridade que nomeia como coatora. bem como com relação a disponibilidade de vagas. séries iniciais”.0000 Paciente: Edmilson Perez Martinez Impetrante(Defensor Público): Defensoria Pública do Estado de Rondônia( ) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Guajará-Mirim . a confirmação da medida liminar. Porto Velho. sob pena de constituir ofensa ao princípio da presunção da inocência. consistindo a acusação na venda de substância de entorpecente [com ele foi apreendido um invólucro de 19.RO Relator:Des. Solicite-se informações da autoridade coatora. Cito. É o relatório. o que.2012. para contratação de professores emergenciais.419/06.ro. Por fim.4g de cocaína petrificada e dezesseis papelotes contendo 7. pediu reconvocação. e no mérito. Consta que a prisão ocorreu no dia 18/5/2012. Cuida-se de habeas corpus com pedido de liminar impetrado pela Defensoria Pública do Estado de Rondônia em favor de Edmilson Perez Martinez. mesmo porque esta se mostra desarrazoada e inadequada ao paciente.RO. consistente em não nomeá-lo para tomar posse em cargo público. basta a “fumaça do bom direito”.016/2009. 002/GDRH/ SEAD.

No entanto. com 1. o que denota a necessidade da prisão para garantia da ordem pública. 27 de julho de 2012. Porto Velho . é primário. uma vez que pela certidão de fls. mas terminou incurso nos termos do art. máxime porque o paciente comprova ter residência fixa e família no distrito da culpa [é nascido na cidade de GuajaráMirim. sendo favoráveis as condições do paciente. que: 1) encontra-se preso por força de flagrante injustamente lavrado por incidir na prática do crime de tráfico ilícito de drogas. 138/2012 . 4) não estão presentes os requisitos da preventiva. analisando os autos. qualificado nos autos.343/2006 – redução e substituição da pena –.ro. nos termos do art. 21]. as prisões de natureza cautelar devem ser Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.br/autenticacao/validaDiario.RO Relator:Des. havendo necessidade da custódia para resguardar a aplicação da lei penal e a conveniência da instrução criminal. Decido.22. verifico que a motivação da decisão não se mostra suficiente para acautelar o Juízo. a serem estabelecidos pelo impetrado. isso porque se refere a crime caracterizado pela reiteração de comportamento.fl. nada indica que faça do crime um meio de vida. defiro o pedido de liminar para conceder liberdade provisória ao paciente Edmilson Perez Martinez. onde sempre viveu e reside em companhia da mãe .343/2006. terminou sendo levado para a Delegacia. sem indicativo de apego às atividades ilícitas ou participação em organização criminosa.DJE. ao final. uma vez em liberdade. Aduz o paciente. todavia. portanto.tj. em síntese. sinalizando que em caso de condenação deve usufruir dos benefícios do § 4º do art. Publique-se. Busca auferir a liberdade provisória. presentes estão os requisitos da prisão preventiva. em delito de tráfico ilícito de entorpecente. com pedido de liminar. com residência fixa. § 4º. sendo que este fugiu dos policiais e dispensou a droga em uma lixeira próxima. 6/8 comprova-se que o paciente é primário e de bons antecedentes [processo em andamento ou em fase de cumprimento de condições de sursis processual não geram maus antecedentes]. art. face às reformas introduzidas pela Lei 12. requisitando as informações pertinentes. A autoridade impetrada informa que o paciente foi preso em flagrante por ter entregado à venda certa quantia de droga [3 invólucros de cocaína] à uma criança de 10 anos de idade. tratando-se o fato de episódio isolado em sua vida. a fim de revogar a prisão e permitir que responda eventual processo em liberdade. 310. a demonstrar que os fundamentos da decisão censurada não apontam para a necessidade da segregação. onde nasceu e sempre viveu. revelou sua genitora que ele faz trabalhos temporários. o paciente possa prejudicar a colheita de provas ou que. Entendeu a impetrada que a soltura de pessoas envolvidas com o tráfico enseja a permissão de reprodução da conduta. 319): 1) comparecimento periódico em juízo. se por outro motivo não estiver preso o paciente. 3) faz jus à liberdade provisória. embora o paciente não tenha emprego fixo. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Mencionou ainda que moradores do local informaram que o paciente atua na venda de drogas em sua casa. auxiliando-o na venda de drogas a outras crianças. Até porque.403/2011. Por outro lado. Também não se têm elementos para concluir que. Posto isso. no prazo e condições fixadas pelo impetrado. Afirma restar comprovada a materialidade e indícios de autoria. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . circunstâncias que a princípio devem prevalecer. a liminar foi deferida. apontando como coator o Juízo de Direito da Primeira Vara de Delitos de Tóxico da Comarca de Porto Velho. nada indicando que tentará fugir à eventual responsabilidade criminal ou que sua liberdade implique em risco à aplicação da lei ou à ordem pública. de bons antecedentes. venha reiterar na prática delitiva. com a conivência da própria mãe. onde foi lavrado o flagrante indevido/forjado. entende que pela nova sistemática da Lei 12. pois.RO 87 No caso em exame. Trata-se de habeas corpus. com a redação dada pela Lei 12.403/11. Após. conforme previsto no art. 33 da Lei 11. Desembargador Valter de Oliveira Relator Despacho DO RELATOR Habeas Corpus nrº 0006200-20. Expeça-se alvará de soltura. sendo incabível a substituição por medidas cautelares.403/2011. Além disso. emprego fixo e família no distrito da culpa. Acrescentou não haver provas de que a paciente guarde maiores raízes no distrito da culpa e nem evidências de que exerça ocupação laboral lícita ou frequência escolar. sendo que. mediante o cumprimento das seguintes medidas cautelares alternativas (CPP. mas sim a um menor que também estava no bar. que impediu a guarnição de efetuar buscas no local.html sob o número 138 Ano 2012 . uma vez que é usuário. o que se justificou na presença dos requisitos ensejadores. Comunique-se o teor dessa decisão à autoridade impetrada. Nesta instância o e. qualificado nos autos. Procurador de Justiça Fernando Ferrari de Lima. ressaltando que o montante da droga é muito pequeno. em tese.0000 Paciente: Diego de Oliveira Impetrante(Advogado): Roberto Egmar Ramos(OAB/MS 4679) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara de Delitos de Tóxicos da Comarca de Porto Velho . É o relatório. manifestou-se pela concessão da ordem. 2) a droga apreendida [2 pequenos tabletes de maconha.2012. expedindo-se o competente alvará de soltura em seu favor. II. Consigno inicialmente que. Valter de Oliveira Vistos etc. endereço: https://www2. N. 33 da Lei 11. quando avistou o paciente entregando o entorpecente ao infante. do CPP. Destacou que uma guarnição policial estava em patrulhamento de rotina.segunda-feira. Requerida. devendo ser advertido de que o não cumprimento das medidas cautelares impostas dará ensejo a novo decreto prisional. 2) proibição de acesso ou frequência a determinados lugares. dê-se vista à Procuradoria de Justiça. 282.419/06.8.gov. não havendo se deduzir. Pugna pela concessão da ordem.RO. venha a frustrar a aplicação da lei. por incidir. consta que o paciente foi autuado em flagrante.08g] não pertencia ao paciente. assegurando-lhe o direito de permanecer em liberdade até o julgamento final deste writ. do CPP. Consta dos autos que o paciente foi flagrado por policiais que o viram entregando substância entorpecente a uma criança. Ressaltou que foram ouvidos professores que trabalham na Escola Ulisses Guimarães e estes informaram que a criança em questão trabalha para o paciente. teve a prisão convertida em preventiva. impetrado pelo advogado Roberto Egmar Ramos em favor de Diego de Oliveira. para informar e justificar atividades. 3) proibição de ausentar-se da comarca sem comunicação e autorização do impetrado. sob argumento de que não há elemento concreto a justificar a permanência da prisão.

tj. 27 de julho de 2012. Acrescente-se que fundamentações genéricas a respeito da ausência de ocupação lícita ou frequência escolar não devem ser consideradas idôneas para sustentar o decreto preventivo. se exarada. a saber: 1) comparecimento periódico em juízo. Por força do parágrafo único do art. 15/16]. no prazo e condições fixadas pelo impetrado. incurso no art. Assim se conclui porque não se apontou nenhuma circunstância particular. A prisão processual é medida odiosa. não se vê o mesmo em relação aos fundamentos da preventiva. portanto. o óbice previsto no artigo 44 da Lei n. a concessão da liberdade provisória em face dos delitos tidos por hediondos ou equiparados. 44 da Lei n. não é exato afirmar que não possui raízes do distrito da culpa. DJe 8/6/2011) Essa é a posição adotada pela Primeira Câmara Criminal desta Corte.RO 88 mantidas somente quando se verifica a concreta necessidade. O impetrante insurge-se contra a prisão do paciente por meio desta ação constitucional aduzindo o que se segue: a) Afirma que o paciente sofre constrangimento ilegal. Infere-se dos autos que o flagrante foi convertido em prisão preventiva por entender a autoridade impetrada ser necessária para garantia da ordem pública e da aplicação da lei penal. 29 de que registra ação socioeducativa por envolvimento em um homicídio. impetrado por Nilton Barreto Lino de Moraes. em favor de Luiz Joventino Pereira Calzavara. extraídos dos autos. que tem apenas 20 anos de idade. preso em flagrante em 14/6/2012. Também não há elementos que autorizem concluir que.à prisão em flagrante. deve prevalecer. Além disso. obstáculo à concessão da liberdade provisória. N.gov. sob pena de revogação da medida. possui residência fixa e família no distrito da culpa [é nascido nesta Capital. tal disposição estendese . em liberdade. 312 do Código de Processo Penal. que justificasse a segregação provisória. a serem estabelecidos pelo impetrado. 2) proibição de acesso ou frequência a determinados lugares. cabível apenas quando imprescindível para a escorreita prestação jurisdicional. In casu. seja relativa ao modo de execução da conduta criminosa ou à personalidade do paciente. de bons antecedentes. circunstância que. denota-se que a manutenção da prisão decorre basicamente da gravidade abstrata do crime. Convém ressaltar que o Superior Tribunal de Justiça. b) Ressalta que o paciente vinha cumprindo adequadamente sua pena. art. Ordem concedida para deferir liberdade provisória ao paciente nos autos da ação penal 029. pois está preso provisoriamente de forma injusta. nota-se a ausência de fundamentação concreta para a incidência da medida excepcional. 11. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. qualificado nos autos.html sob o número 138 Ano 2012 . isso porque não há demonstração de que a liberdade do paciente constitua risco à ordem pública. ele irá prejudicar a colheita de provas ou que possa frustrar a aplicação da lei se condenado for. onde sempre viveu e reside em imóvel familiar fls. para informar e justificar atividades. 19/21).826/03. ou seja. analisando a espécie. à conveniência da instrução criminal ou à aplicação da lei penal. conforme apontam os documentos acostados aos autos. 11. 319) estabelecidas por ocasião do deferimento da liminar.343/06 não é.RO. pois.segunda-feira. em vários julgados. Por outro lado. 310 do mesmo diploma legal. até porque o paciente ostenta condições favoráveis [é primário. já acentuou que a vedação do art. não havendo se deduzir. § 4º). não se olvidando. A Lei n. Relª Minª Maria Thereza de Assis Moura. assim permanecendo até o trânsito em julgado de sentença condenatória. embora presentes os pressupostos da materialidade e indícios de autoria.08. ainda. o paciente. 11. Porto Velho .072/90. mediante o compromisso de comparecimento a todos os atos do processo a que for chamado. diante da ausência de fatores demonstrativos de periculosidade]. caput.002422-8. não havendo indicativo de que sua permanência em liberdade possa impedir a instrução criminal ou colocar em risco a ordem pública. da Vara Criminal da Comarca de Naviraí/MS.ro.2012. endereço: https://www2. À vista do exposto e circundando o parecer ministerial. concedo a ordem a fim de convalidar a liminar anteriormente deferida a Diego de Oliveira. Comunique-se o teor dessa decisão à autoridade impetrada. sendo a paciente primária e pequena a quantidade de droga apreendida. o que não se vê em relação ao paciente. A certidão de fl. ao alterar o artigo 2º. por si só. II. 39 comprova que o paciente não ostenta antecedentes [a despeito da informação contida em seu interrogatório de fl.evidentemente . possa ele reiterar na prática delitiva. sendo que a imputação do crime em tela não merece subsistir pela falta essencial de indícios de autoria e prova Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. tem emprego fixo (fls. a demonstrar que não se dedica às atividades ilícitas.464/07 possibilitou. quando presente alguma das hipóteses do art. de forma a não se aplicar isoladamente os ditames do dispositivo supra sem conjugá-los com os requisitos e fundamentos da prisão preventiva.br/autenticacao/validaDiario. 2.DJE. é preciso considerar que ato infracional não pode ser considerado para aferir eventual antecedente]. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .8.464/07. (HC 186344/MG. Desembargador Valter de Oliveira Relator 1ª Câmara Criminal Despacho DA RELATORA Habeas Corpus nrº 0006572-66. da Lei n. assim. Trata-se de habeas corpus. da lei 10. a princípio. mediante cumprimento das medidas cautelares alternativas (CPP. nada indica que faça do crime um meio de vida. Cumpra-se. 11. 3) proibição de ausentar-se da comarca sem comunicação e autorização do impetrado. Diante desse contexto. verbis: 1. não incidindo. 3. art. 282. que a proibição contida na Lei de Crimes Hediondos foi suprimida pela superveniência da Lei n. Publique-se. 14.0000 Paciente: Luiz Joventino Pereira Calzavara Impetrante(Advogado): Nilton Barreto Lino de Moraes(OAB/RO 3974) Impetrado: Juízo da Vara de Execuções Penais da Comarca de Porto Velho/RO Relatora:Desª Ivanira Feitosa Borges Vistos. mesmo porque.343/06. 8. para que possa responder o processo em liberdade. No caso. se por outro motivo não estiver preso. e desde que a decisão esteja devidamente fundamentada.22. Repise-se que o não cumprimento das medidas cautelares impostas dará ensejo ao decreto de sua prisão preventiva (CPP. 138/2012 . que exige motivação com apoio em dados concretos. No entanto. conclui-se que os fundamentos da decisão censurada não apontam para a necessidade da segregação.

Intime-se.0007. por suposta infração ao art. impetrado pelo advogado Fabio Henrique Leão em favor de Admilson de Oliveira Paula.html sob o número 138 Ano 2012 . O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Procurador de Justiça José Carlos Vitachi manifestou-se pela denegação da ordem. Requisite-se as informações da autoridade tida como coatora. Por fim.0000 Paciente: Lucas Ambrosio Jacó Impetrante(Advogado): Janor Ferreira da Silva(OAB/RO 3081) Impetrado: Juízo de Direito da 3ª Vara Criminal da Comarca de Porto Velho . qualificado nos autos. de bons antecedentes.0501 onde na audiência de justificação realizada no dia 17/7/2012 o magistrado sentenciante manteve o regime aberto do apenado até a decisão final dos crimes apurados.RO.ro. de alvará de soltura. ante a perda do objeto (fls. uma vez que a inicial veio desacompanhada de documentos. 27 de julho de 2012. até porque. 62.RO.2012. nunca tendo respondido a qualquer processo criminal. da Lei. não se demonstrou que sem a prisão do paciente seria impossível ou improvável que se leve a bom termo as investigações.DJE. Porto Velho . No caso. Ressalta que o paciente não resistiu à prisão. encaminhe-se a PGJ. acrescentando que a prisão temporária do paciente à vista dos seus requisitos legais. A autoridade impetrada prestou informações (fls. 138/2012 . 32/33).22. Objetiva o impetrante a revogação da prisão temporária do paciente. Ante o exposto.0000 Paciente: Adriel Júnior Rodrigues de Almeida Impetrante(Advogado): Aidevaldo Marques da Silva(OAB/RO 1467) Impetrado: Juízo de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Cacoal . 8/556. Valter de Oliveira Vistos etc. Cumpra-se.2012. auxiliando na apuração dos fatos. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Diz que o paciente foi preso no dia 29/6/2012. Valter de Oliveira Vistos etc.gov.8. pugna pela concessão da ordem. e vindas estas.419/06.8. O parecer da Procuradoria de Justiça foi pelo não conhecimento do presente remédio constitucional. possui residência fixa. máxime as condições estabelecidas no inciso III do art. bem como ausência de fundamentação necessária para custódia cautelar. Porto Velho . Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.2012. conquanto faça referência aos incisos I e III. onde trabalha diariamente. Nesta instância.8. Destaca que somente com a prisão dos envolvidos é que poderão ser levantadas provas para esclarecer o crime. a PGJ.960/89. Desembargadora Ivanira Feitosa Borges Relatora 1ª Câmara Criminal Despacho DO RELATOR Habeas Corpus nrº 0007088-86.br/autenticacao/validaDiario. isso se delatassem os autores do crime. Ademais. não há nenhum indicativo de que ele esteja interferindo na instrução criminal ou mesmo intimidando testemunhas. 27 de julho de 2012. havendo informação de que foram ameaçadas de morte pelo paciente. juntando os documentos de fls.22. o e. conjugadas com o inciso I e/ou II do referido texto legal. 121 do CP.2012. desde logo. decretada em face de suposta participação em crime de homicídio ocorrido no Município de Cacoal. Requer a expedição. 659. A autoridade impetrada prestou informações à fl. Portanto. Desembargador Valter de Oliveira Relator Despacho DO RELATOR Habeas Corpus nrº 0007092-26. olvidando de que o paciente é pessoa idônea. É o relatório. do CPP. Ausentes os pressupostos legais para a concessão da ordem “in limine”. mostrando-se necessária a segregação em razão das testemunhas estarem temerosas. Juntou documentos (fls.RO Relator:Des. a fim de revogar o decreto prisional e assegurar ao paciente o direito de aguardar em liberdade o desenrolar do processo.22. 1º.2009.22. com fulcro no art. Porto Velho . da Lei 7. em especial. Convém registrar. Trata-se de habeas corpus. vindo estas. sem força probatória. N. na verdade fez menção genérica e abstrata à incidência. Destaca que o pedido foi indeferido pelo impetrado. a indefiro. com pedido de liminar. Decido. Valter de Oliveira Vistos etc. Indefiro o pedido de liminar. Decido. apontando como coator o Juiz de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Cacoal.RO Relator:Des.8.segunda-feira. 2/27 e Anexo I). a concessão da liberdade ao paciente torna esta ação constitucional proposta prejudicada em razão da perda superveniente do objeto. Publique-se. em cumprimento ao mandado de prisão temporária expedido nos autos 000700294.0000 Paciente: Admilson de Oliveira Paula Impetrante(Advogado): Fabio Henrique Leão(OAB/RO 4402) Advogado: Felipe Wendt(OAB/RO 4590) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Cacoal .RO Relator:Des. ressaltando ter sido decretada por ser imprescindível às investigações. Requisite-se e. da certidão de antecedentes. dando tranquilidade para as testemunhas dizerem o que sabem. que o presente writ trata de matéria que já fora objeto de análise na execução penal nº 0041904-51. 27 de julho de 2012. Desembargador Valter de Oliveira Relator 1ª Câmara Criminal Despacho DO RELATOR Habeas Corpus nrº 0006406-34. asseverando ser necessária a custódia para o término das investigações ou para a completa elucidação do crime e conclusão das investigações. que afirma estar desprovida dos requisitos legais. julgo prejudicado o habeas corpus. Ressalta que os fundamentos subsistem. esclarecendo que uma delas chegou a pedir que sua identidade não fosse revelada.tj. é proprietário de uma oficina de moto. o decreto prisional. o que não se sustenta porque baseado em um simples relatório policial. 35/37).22. in limine. A liminar foi indeferida.8. endereço: https://www2.RO 89 de materialidade. É o breve relatório.RO.

pois. Rel. 27 de julho de 2012. Tem-se. dentre os quais o paciente.2012. pesquisa realizada no SAP revela que o impetrado já decretou a prisão preventiva do paciente. constatou-se que foi decretada a prisão preventiva do paciente. cuja custódia está sendo mantida a outro título. decisão do Superior Tribunal de Justiça: 1. Requisite-se informações. na cidade de Itapuã do Oeste. a defiro liminarmente para permitir que o paciente responda ao processo em liberdade. Na hipótese. Trata-se de um crime bárbaro com requinte de frieza. Writ prejudicado. a ponto de uma delas. O laudo de exame tanatoscópico (fl. Além do que. dificultando com isso. por medo de ser conduzido à Delegacia de Polícia. tem-se que o decreto prisional se deu em razão das fortes evidências de que os autores estariam impondo temor às testemunhas.8.RO Relator:Des. endereço: https://www2. Quinta Turma. Presentes os requisitos legais para a concessão da ordem. Precedentes do STJ. materializada na forma como praticaram o crime. tornando prejudicado o pedido. aplicação da lei penal e a conveniência da instrução criminal. Em face dos elementos colhidos nos autos. Resta claro que Admilson está interferindo negativamente na instrução criminal ameaçando e intimando testemunhas. de forma que. O ofendido teve sua vida extirpada em uma estrada vicinal.RO. Não bastasse isso. o que se deu nos termos seguintes: Autos n. tornando prejudicada a presente impetração. Há fortes indícios de que os representados sejam os autores do crime de homicídio. Considerou a autoridade impetrada que os agentes.segunda-feira. 1º.419/06. Desembargador Valter de Oliveira Relator 1ª Câmara Criminal Despacho DO RELATOR Habeas Corpus nrº 0007083-64. Parecer do MPF pela denegação da ordem. ameaçando e intimidando testemunhas. hipótese prevista no art.ro.html sob o número 138 Ano 2012 . encaminhe-se a PGJ. considerando que houve alteração no título da prisão. e vindas estas. com fundamento no art.Cacoal-RO. vê-se que o representado Alisson está imbuído do nítido propósito de esquivar-se da aplicação da lei penal. visando à garantia da ordem pública.22. N. Desembargador Valter de Oliveira .06.8. Expeça-se alvará de soltura. Em suma. Pois bem.22. vez que presentes os pressupostos e fundamentos.Também. do Código de Processo Penal. fato ocorrido no dia 18. uma vez que fundada na imprescindibilidade da segregação para garantia das investigações do inquérito policial. 138/2012 . Ciência ao MP. DECRETO A PRISÃO PREVENTIVA de ALISSON CARNEIRO e ADMILSON DE OLIVEIRA PAULA. bem como fugido de seu domicílio. a demonstrar que estão superados os fundamentos da prisão temporária. 68) atesta o óbito da vítima Jean Emerson. dando-lhes tranquilidade para relatar o que sabem. A autoridade policial Dr. diz ter ido para Candeias do Jamari e após rumou para zona rural de Itapuã do Oeste. qualificados nos autos. razão pela qual a custódia. pois há indícios de que o paciente teria participado do crime investigado (latrocínio). 659 do CPP. Ivens dos Reis Fernandes . 27 de julho de 2012. de tão amedrontada.RO 90 Pelos documentos que instruem o feito. 2. a motivação do crime seria o desparecimento de uma quantia de dinheiro pertencente ao representado Admilson.RO. pois após a prática do crime não mais retornou a sua residência. Assim. em informação colhida no sitio do TJMG. o representado Alisson Carneiro admite a intenção de furtar-se a aplicação da lei penal. sendo que a suspeita do suposto furto recaía sobre a pessoa da vítima.2012. E. em seguida. DJe 18/8/2008) Frente a esse quadro. Porto Velho . Só foi capturado após dois dias de operação conjunta entre policiais civis e militares. estariam dificultando o trabalho da polícia judiciária. As testemunhas confirmam os indícios de autoria.0007 Vistos etc. Na verdade. 139. A propósito. o arquivamento do feito. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . do contrário. V. Porto Velho . pois. tendo como vítima Jean Emerson Pires da Silva. temos um panorama fático e jurídico perfeito e totalmente convincente à uma decretação da custódia preventiva do representado. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. prejudicando as investigações. qualificados nos autos. Ícaro Alex Soares Bezerra representou pela prisão preventiva de ALISSON CARNEIRO e ADMILSON DE OLIVEIRA PAULA. o decreto de prisão temporária encontra-se sobejamente fundamentado. 147. Ministro Napoleão Nunes Maia Filho. pelos próprios amigos com quem dividia a moradia. agora. o que faço com base nos arts. Richards Santanello Castilho e Adriano Oliveira Teixeira). assim. na linha 07. conforme se vê do decreto prisional (fl. 000780917. Ao que tudo indica. estão superados os argumentos da impetração. 3. 50). é mantida por outro título.tj. calculismo e ousadia. por interferir negativamente na instrução criminal. estaria sendo resguardada a integridade física das testemunhas. (HC 88. julgado em 19/6/2008.Relator Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. julgo prejudicado o pedido e determino. extrai-se do relatório do policial que os representados demonstram ser pessoas de alta periculosidade. depreende-se dos autos que as testemunhas Priscila da Silva e Cristiane Muyazaki foram orientadas pelo representado Admilson para que não relatasse os fatos à autoridade policial. o paciente estaria orientando as testemunhas para não relatar os fatos.960/89. sendo impossível o acesso ao inteiro teor do decisum.0000 Paciente: Adilson Soares de Oliveira Impetrante(Defensor Público): Defensoria Pública do Estado de Rondônia( ) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Ouro Preto do Oeste . após as anotações de estilo. Nada obstante. Expeça-se mandado de prisão preventiva. devendo ser dito à polícia que não conhecem os representados (Admilson de Oliveira Paula. 19 de julho de 2012.DJE. incutindo temor nelas.287/ MG. Valter de Oliveira Vistos etc. se por al não estiver preso. quinta-feira. a decretação da prisão preventiva evidencia que houve modificação na situação prisional do paciente. De qualquer forma. alegando que os representados são os principais autores do crime de homicídio. somente com as suas prisões é que poderão ser levantadas provas para esclarecer em definitivo o crime. No interrogatório de fl.br/autenticacao/validaDiario. 311 e 312. o trabalho da polícia judiciária. ao relatar que após os fatos ficou dois dias escondido num matagal localizado na linha 8 e. que o paciente foi preso temporariamente por incidir em crime de homicídio doloso.gov. pedir à autoridade policial que mantivesse sua identidade em segredo. “a” da Lei 7.Juiz de Direito Consta que o mandado prisional já foi cumprido. “iria sobrar para elas” (sic). I e III. do RITJ/RO e art. 4. zona rural deste município. Publique-se.12.

arquivem-se os autos.8. Como se sabe. de 13/9/2001. Sustenta estarem presentes os requisitos necessários para a concessão da liminar. estas vieram à fl. condenado pelo Tribunal do Júri da comarca de Ariquemes nos termos do artigo 121. Porto Velho.8.0000 Paciente: Sebastião Marcelino Neto Impetrante(Defensor Público): Defensoria Pública do Estado de Rondônia( ) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Ariquemes . foi expedido Guia Provisória. ante a perda de seu objeto. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. o julgamento daquele writ pela 2ª Câmara Criminal importa no reconhecimento da perda do objeto do atual pedido do paciente.” Porto Velho. N.br/autenticacao/validaDiario. O impetrante formulou pedido expresso embasado na Súmula 716 do STF. Juiz Francisco Borges Ferreira Neto Relator 2ª Câmara Criminal Despacho DO RELATOR Habeas Corpus nrº 0006348-31. 26 de julho de 2012. O impetrante objetiva a concessão da ordem a fim de que seja concedido ao paciente o regime imposto na sentença condenatória. pedido este deferido pelo juízo da execução. o novo Promotor de Justiça manifestou-se pelo improvimento do apelo. não sendo concedida a ordem por unanimidade. Alega que a manutenção da segregação cautelar impõe ao paciente cumprimento de pena mais severo do que teria direito e que tal decisão acarreta constrangimento ilegal ao paciente. o qual na data de 25.ro. o “fumus boni iures” e o “periculun in mora”. V. sendo que ao apresentar as suas razões. endereço: https://www2.07. à pena de 6 anos de reclusão.RO Relator:Juiz Francisco Borges Ferreira Neto Relatório. Publique-se. 27 de julho de 2012 (a) Belª Zilda Guimarães de Araújo Diretora do 1DEJUCRI 2ª CÂMARA CRIMINAL 2ª Câmara Criminal Despacho DO RELATOR Habeas Corpus nrº 0006955-44. Transitada em julgado esta decisão. A Defensoria Pública do Estado de Rondônia impetra ordem de habeas corpus com pedido de liminar em favor do paciente Sebastião Marcelino Neto. Posto isso.0501 Apelante: Valdson Denis Sousa e Silva Defensora Pública: Rosária Gonçalves Novais (OAB/RO 407) Apelante: Elson de Souza Gomes Advogado: Daison Nobre Belo (OAB/RO 4796) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relatora: Desª Zelite Andrade Carneiro “Nos termos do Provimento n.0000 Paciente: Hudson Sales da Rocha Impetrante(Advogado): Roberto Egmar Ramos(OAB/MS 4679) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara de Delitos de Tóxicos da Comarca de Porto Velho . no intuito de assegurar o direito à aplicação imediata do regime semiaberto ao paciente. caput.0000 impetrado pela Defensoria Pública em favor do paciente. 27 de julho de 2012. 10.8. parte final. 0005982-83.2012. Publique-se. Francisco Borges Ferreira Neto Juiz Convocado Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. esta informou que em razão da interposição de recurso de apelação pelo Ministério Público. do Regimento Interno desta Corte. É como voto. c/c art. A Procuradoria de Justiça manifestou-se pelo deferimento da ordem. tornando. há registro de habeas corpus n.tj. com fundamento no art. Aduz que o Ministério Público manifestou interesse em recorrer da sentença condenatória. II. em razão da sentença estar de acordo com as provas colhidas nos autos. há que se considerar satisfeita a prestação jurisdicional. nos termos do disposto no artigo 659 do Código de Processo Penal.33 e 35 da Lei 11.segunda-feira. Arquivem-se.html sob o número 138 Ano 2012 . Porto Velho .14). independente de trânsito em julgado. sendo lhe negado o direito de aguardar em liberdade o julgamento de eventual recurso de apelação. o que torna prejudicado o pedido. 14. fls. Constatei ainda.RO. Segundo informações da certidão do 2º Departamento Judiciário Criminal (fl. sob fundamento de o crime ser hediondo e ainda persistirem os motivos para mantê-lo em prisão preventiva. que já foi julgado por este relator na data de 25. a ser cumprida em regime semiaberto. §4º. em consulta ao SAP de 2º Grau. verifica-se a existência do Processo de execução de pena provisória n.2012. preso nos termos dos arts.2012 foi expedida a guia de execução provisória.12.2012 foi juntado a certidão emitida pelo juiz a quo da decisão para o cumprimento da pena em regime semiaberto. prejudicada a impetração do writ. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .22. no parecer do Procurador de Justiça Fernando Ferrari de Lima.822.07.2012. que a defesa formulou pedido de horário diferenciado em razão da atividade laboral do paciente.22. É o relatório. com o mesmo pedido. Com efeito. a qual foi remetida ao Juízo da Execução. 000551088.2012. inclusive. 659. julgo prejudicado o presente habeas corpus. A liminar foi indeferida à fl.22.0002.419/06.2012. 138/2012 .139.8.2008. Decido.05.DJE. julgo prejudicado o habeas corpus. Requisitadas as informações da autoridade tida como coatora. Requisitadas as informações da autoridade tida como coatora (fl. do Código de Processo Penal e no art.07. Ressalte-se que. sendo que no dia 04. 18/20. pois. Diante do exposto.343/06.14. do Código Penal. O advogado Roberto Egmar Ramos impetrou ordem de habeas corpus em favor do paciente Hudson Sales da Rocha.22. Relatei.RO Relator:Juiz Francisco Borges Ferreira Neto Vistos.19).gov.RO 91 1ª Câmara Criminal ABERTURA DE VISTA Apelação nrº 0021358-09. uma vez alcançada a pretensão deduzida em favor do paciente. abro vista ao apelante Elson de Souza Gomes para apresentar as razões ao recurso interposto. tendo sido os autos encaminhados ao Tribunal de Justiça para apreciação do recurso no dia 06. 001/2001-PR.

e outra Advogado :Salvador Luiz Paloni (OAB/RO 299A) Apelado :Ministério Público do Estado de Rondônia Relator :DES. motivo pelo qual a prisão em flagrante torna-se ilegal. a advogada Iacira Gonçalves Braga de Amorim (OAB/RO 3162).2010.Varas de Família e Turma R/3ª Vara de Família e Sucessões Apelante :W. O juízo de primeiro grau indeferiu o pedido de liberdade provisória sob argumento da garantia da ordem pública bem como o risco social que o paciente representa.22.8. pois. um invólucro de crack e uma balança de precisão.0009 Apelação (Processo Digital) Origem :00031494220108220009 Pimenta Bueno/2ª Vara Cível (Juizado da Infância e da Juventude) Apelantes :J.0000 Paciente: Raphael de Sousa Silva Impetrante(Advogado): Douglas Augusto do Nascimento Oliveira(OAB/RO 3190) Impetrado: Juízo de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Cacoal . POR MAIORIA. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. em seguida. Exatas e Letras de Rondônia – FARO. pela quantidade pequena de droga apreendida.8. V.346/03. O Senhor Presidente declarou aberta a sessão às 8h.0000. S. em tese. M. R. Após. C. apreenderam dois invólucros de maconha.gov.” PUBLICAÇÃO DE ATAS 2ª CÂMARA CÍVEL Poder Judiciário do Estado de Rondônia 2ª Câmara Cível Ata de Julgamento Sessão 317 Ata da sessão de julgamento realizada aos vinte e cinco dias do mês de julho do ano de dois mil e doze.22. Representado por sua mãe M. No processo 0005971-60. Presidência em substituição regimental do Excelentíssimo Desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia. residência fixa. Com efeito. Presentes também. com solicitação de confirmação de recebimento. as acadêmicas do Curso de Direito da de Ciências Humanas.2012. Presentes ainda.12 policiais militares. somente compareceu no decorrer do julgamento dos autos.8.” 0003486-43. 0003149-42.22. F. S. 27 de julho de 2012. ALEXANDRE MIGUEL Revisor :Juiz Convocado José Torres Ferreira Distribuído por Sorteio em 18/04/2012 Decisão: “ RECURSO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. Secretária. embora inscrita previamente para sustentação oral. O advogado Douglas Augusto do Nascimento Oliveira impetrou ordem de habeas corpus com pedido de liminar em favor do paciente Raphael de Sousa Silva em razão de ter praticado.2012. C. À UNANIMIDADE.RO 92 Despacho DO RELATOR Habeas Corpus nrº 0007100-03. Lorenza da Veiga L.22. em virtude da ausência justificada do Desembargador Kiyochi Mori. 138/2012 .11. o paciente é apenas usuário. no caso em exame. franqueou a palavra aos magistrados presentes.segunda-feira. Defensor Público :Defensoria Pública do Estado de Rondônia Relator :DES. que o paciente possui bons antecedentes. dentre outros objetos pessoais.DJE. Juiz Francisco Borges Ferreira Neto Relator Excelentíssimos Desembargador Alexandre Miguel e Juiz José Torres Ferreira. não vejo. ALEXANDRE MIGUEL Distribuído por Prevenção em 08/03/2012 Decisão: “ RECURSO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. Defensor Público :Defensoria Pública do Estado de Rondônia Relator :DES. S.br. constrangimento ilegal ao paciente que justifique sua soltura em liminar.2011. razão pela qual a indefiro. agradeceu a presença de todos. O impetrante alega que. Dr. o crime tipicado no art. dos S.RO.22. em cumprimento de mandado de busca e apreensão na residência do paciente. S. endereço: https://www2.html sob o número 138 Ano 2012 . sem necessidade do envio por malote.” 0000808-21. dos extrapauta.07. Decido. Edmilson José de Matos Fonsêca. ALEXANDRE MIGUEL Revisor :Juiz Convocado José Torres Ferreira Distribuído por Sorteio em 16/03/2012 Decisão: “ ACOLHIDA A PRELIMINAR NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. pelos indícios de que o mesmo estava traficando drogas. convocado.tj. Representado por sua mãe E. Belª. Advogada :Arly dos Anjos Silva (OAB/RO 3616) Advogado :Nilson Aparecido de Souza (OAB/RO 3883) Apelado :G. para julgamento dos processos constantes em pauta e. por questão de celeridade e economia processual.ro. Darwich Passos. Entendo que para se conceder a medida liminar em sede de habeas corpus é imprescindível a presença do fumus boni iuris e periculum in mora. Advogado :Rafael Ferreira Batista (OAB/RO 4182) Advogada :Yonara Corrêa Varela (OAB/RR 535) Advogado :José Ivan Fonseca Filho (OAB/RR 539) Apelado :M.2010. S. trabalho lícito e está frequentando a escola no momento.0102 Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem :00008082120118220102 Porto Velho . Publique-se. Requisitem-se informações à autoridade dita coatora. remetam-se os autos à Procuradoria de Justiça. Extrai-se dos autos que no dia 13.Varas de Família e Turma R/3ª Vara de Família e Sucessões Apelante :J. tal medida só deverá ser concedida quando explícita a ilegalidade ou abuso de poder do ato. ainda. Porto Velho . facultando prestá-las pelo e-mail dejucri2@tjro. dos S.RO Relator:Juiz Francisco Borges Ferreira Neto Vistos.jus. N. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .br/autenticacao/validaDiario.0102 Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem :00034864320108220102 Porto Velho .419/06. F.8. VENCIDO O JUIZ JOSÉ TORRES FERREIRA. Procurador de Justiça. os Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.8. R. À UNANIMIDADE. L. Acrescenta. Relatei. o que não vislumbro no caso em exame.33 da Lei n.

MARCOS ALAOR DINIZ GRANGEIA Revisor :Des.8.0001 Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem :00001438020128220001 Porto Velho .html sob o número 138 Ano 2012 . Marcos Alaor Diniz Grangeia Distribuído por Sorteio em 30/06/2011 Redistribuído por Transferência em 02/01/2012 Decisão: “ RECURSO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. POR MAIORIA. À UNANIMIDADE.22.22. À UNANIMIDADE.ro.8.0002 Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem :00112213920108220002Ariquemes/4ª Vara Cível Apelante :José Aparecido Gomes Advogado :Rafael Burg (OAB/RO 4304) Advogado :Alex Souza de Moraes Sarkis (OAB/RO 1423) Apelada :Brasil Veículos Companhia de Seguros Advogado :Andrey Cavalcante de Carvalho (OAB/RO 303B) Advogado :Marcelo Estebanez Martins (OAB/RO 3208) Advogado :Paulo Barroso Serpa (OAB/RO 4923) Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.br/autenticacao/validaDiario.22.” 0129883-93.2010.2010.419/06.0001 Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem :00042686220108220001 Porto Velho . VENCIDO O JUIZ JOSÉ TORRES FERREIRA.0001 Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem :00000318220108220001 Porto Velho .RO 93 0019845-80.8.8. Marcos Alaor Diniz Grangeia Distribuído por Sorteio em 31/08/2010 Redistribuído por Transferência em 02/01/2012 Decisão: “ RECURSO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. 138/2012 .2012.DJE.Fórum Cível/5ª Vara Cível Apelante :Joel Miranda de Lima Advogada :Mabiagina Mendes de Lima (OAB/RO 3912) Advogado :Walter Gustavo da Silva Lemos (OAB/RO 655A) Apelada :PORTOSEG S/A Crédito Financiamento e Investimento Advogado :Andrei Osti Andrezzo (OAB/SP 144319) Advogado :Bernardo Augusto Galindo Coutinho (OAB/RO 2991) Advogado :Sylvan Bessa dos Reis (OAB/RO 1300) Advogada :Giuliana Giannetti Mazeto (OAB/SP 221382) Advogada :Renata Struckas (OAB/SP 219089) Relator :JUIZ CONVOCADO JOSÉ TORRES FERREIRA Revisor :Des. VENCIDO O DES.8.8.2010. ALEXANDRE MIGUEL Revisor :Juiz Convocado José Torres Ferreira Distribuído por Sorteio em 11/01/2012 Decisão: “ REJEITADAS AS PRELIMINARES.8.Fórum Cível/8ª Vara Cível Apelante :Bradesco Auto/RE Companhia de Seguros Advogado :Paulo Vinício Porto de Aquino (OAB/RO 2723) Advogado :Matheus Evaristo Santana (OAB/RO 3230) Apelado :Djalma Souza Muniz Advogado :Henrique Oliveira Junqueira (OAB/RO 4214) Advogado :Juliano Junqueira Ignácio (OAB/RO 3552) Advogado :Ricardo Oliveira Junqueira (OAB/RO 4477) Relator :DES. À UNANIMIDADE.22.22. À UNANIMIDADE. N. ALEXANDRE MIGUEL Revisor :Juiz Convocado José Torres Ferreira Distribuído por Sorteio em 29/11/2011 Decisão: “ RECURSO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.” 0000114-27.” 0000031-82.Fórum Cível/7ª Vara Cível Apelante :Luiz Tigre Advogado :Francisco Nunes Neto (OAB/RO 158) Apelada :Maria do Carmo Melo Defensor Público :Defensoria Pública do Estado de Rondônia Relator :DES.” 0004268-62.0001 Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem :00198458020108220001 Porto Velho . 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .” 0005548-44. NO MÉRITO.2009.tj.0002 Apelação Origem :01298839320098220002Ariquemes/1ª Vara Cível Apelante :Jislani Matias dos Santos Advogado :Ademar Silveira de Oliveira (OAB/RO 503A) Advogado :Manoel Messias Flores (OAB/RO 28) Apelada :Fundação Assistencial e Educativa Cristã de Ariquemes FAECA Advogada :Jéssica Peixoto Cantanhêde (OAB/RO 2275) Advogado :Ivanilde José Rosique (OAB/RO 386) Advogado :Marcos Rodrigues Cassetari Júnior (OAB/RO 1880) Advogado :Raony Pasqualini de Assis (OAB/RO 535E) Relator :JUIZ CONVOCADO JOSÉ TORRES FERREIRA Revisor :Des.0002 Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem :00001142720128220002Ariquemes/2ª Vara Cível Apelante :Banco do Brasil S/A Advogada :Maria Lucília Gomes (OAB/RO 2210) Advogado:Luciano Boabaid Bertazzo (OAB/RO 1894) Advogada:Raquel Perez Antunes Chust (OAB/SP 119574) Apelado :Edison de Oliveira Relator:JUIZ CONVOCADO JOSÉ TORRES FERREIRA Distribuído por Sorteio em 28/03/2012 Decisão: “ RECURSO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.22.0009 Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem :00055484420108220009Pimenta Bueno/1ª Vara Cível Apelantes :Jessé Dias Muniz e outra Advogado :Carlos Alberto Vieira da Rocha (OAB/RO 4741) Advogado :Nelson Vieira da Rocha Júnior (OAB/RO 3765) Apelado:Banco do Brasil S/A Advogada:Karina de Almeida Batistuci (OAB/RO 4571) Advogado:Reynaldo Augusto Ribeiro Amaral (OAB/RO 4507) Relator:DES.8. RECURSO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.22.2010.2012.gov. endereço: https://www2. POR MAIORIA. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.Fórum Cível/10ª Vara Cível Apelante :Banco do Brasil S/A Advogada :Karina de Almeida Batistuci (OAB/SP 178033) Advogado :Reynaldo Augusto Ribeiro Amaral (OAB/RO 4507) Advogado :Diogo Morais da Silva (OAB/RO 3830) Advogada :Paula Rodrigues da Silva (OAB/SP 221271) Apelado :Rosivaldo Mercado da Silva Advogada :Patrícia Bergamaschi de Araújo (OAB/RO 4242) Advogado :Raimundo Gonçalves de Araújo (OAB/RO 3300) Relator :DES. ALEXANDRE MIGUEL. À UNANIMIDADE” 0000143-80. MARCOS ALAOR DINIZ GRANGEIA Distribuído por Sorteio em 22/03/2012 Decisão: “ RECURSO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.2010. Alexandre Miguel Distribuído por Sorteio em 20/03/2012 Decisão: “ RECURSO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.22.” 0011221-39.segunda-feira.

RECURSO PROVIDO PARCIALMENTE NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.” 0177327-62. ALEXANDRE MIGUEL Revisor :Juiz Convocado José Torres Ferreira Distribuído por Sorteio em 25/01/2012 Decisão: “ RECURSO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.22. S. À UNANIMIDADE.2011. NO MÉRITO.22.419/06.Fórum Cível/1ª Vara Cível Apelante :Leões do Norte Comércio e Construções Ltda Advogado :Walter Gustavo da Silva Lemos (OAB/RO 655A) Advogado:Vinícius Silva Lemos (OAB/RO 2281) Apelado:SPC Brasil .” 0012418-32. Marcos Alaor Diniz Grangeia Distribuído por Sorteio em 08/09/2010 Redistribuído por Transferência em 02/01/2012 Decisão: “ RECURSO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.ro. NO MÉRITO. 138/2012 . Marcos Alaor Diniz Grangeia Distribuído por Prevenção em 23/09/2010 Redistribuído por Transferência em 02/01/2012 Decisão: “ RECURSO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.22.br/autenticacao/validaDiario. À UNANIMIDADE. À UNANIMIDADE.22.2006.8.gov.8. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. À UNANIMIDADE.2011.Serviço Nacional de Proteção ao Crédito Advogado:Nival Martins Silva Junior (OAB/MG 66219) Advogada:Flávia de Jorge Dall’ Acqua (OAB/SP 231439) Advogada:Beatriz Fanton Dalalio (OAB/SP 255667) Advogado:Carlos Tadeu da Silva (OAB/SP 203026) Advogado:Maximiliano Migliacci (OAB/SP 219736) Advogada:Pricila Araújo Saldanha de Oliveira (OAB/RO 2485) Relator:JUIZ CONVOCADO JOSÉ TORRES FERREIRA Revisor :Des.0005 Ji-Paraná / 4ª Vara Cível Agravante : BCS Seguros S/A Advogada : Lucimar Cristina Gimenez Cano (OAB/RO 5017) Advogado : Paulo Vinício Porto de Aquino (OAB/RO 2723) Advogada : Estela Máris Anselmo Savoldi (OAB/RO 1755) Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.” 0005478-17.0010 Apelação Origem :00898123020068220010Rolim de Moura/1ª Vara Cível Apelante :Banco Bradesco S/A Advogado :Luciano Boabaid Bertazzo (OAB/RO 1894) Advogada :Maria Lucília Gomes (OAB/RO 2210) Apelada :Massa Falida D.segunda-feira. MARCOS ALAOR DINIZ GRANGEIA Revisor:Des.8. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .Fórum Cível/8ª Vara Cível Apelante :Banco Panamericano S/A Advogado :Cloris Garcia Toffoli (OAB/SP 66416) Advogado :Oswaldo de Oliveira Junior (OAB/SP 85115) Advogada :Luciana Berghe (OAB/SP 214207) Advogada :Manuela Gsellmann da Costa (OAB/RO 3511) Apelada :Ana Geralda Martins de Siqueira Advogada :Amanda Camêlo Corrêa (OAB/RO 883) Relator :DES.2011. Alexandre Miguel Distribuído por Sorteio em 28/03/2012 Decisão: “ RECURSO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. À UNANIMIDADE.8. MARCOS ALAOR DINIZ GRANGEIA Revisor :Des.2009.Fórum Cível/7ª Vara Cível Apelante :José Alves Advogada :Risolene Eliane Gomes da Silva Pereira (OAB/RO 3963) Advogado :João Bosco Vieira de Oliveira (OAB/RO 2213) Apelada :Ace Seguradora S/A Advogada :Mina Entler Cimini (OAB/SP 194569) Advogado :Estevan Soletti (OAB/RO 3702) Advogada :Cecília Vasconcelos Filomeno Moreira de Chagas (OAB/RO 4115) Relator :JUIZ CONVOCADO JOSÉ TORRES FERREIRA Revisor :Des.0005 Agravo em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0000733-79.Fórum Cível/3ª Vara Cível Apelantes :Nelson Teixeira dos Santos e outro Advogado :Anderson Moura de Oliveira (OAB/RO 4183) Advogado :Carlos Henrique Teles de Negreiros (OAB/RO 3185) Apelado :Valter Araújo Gonçalves Advogada :Josélia Valentim da Silva (OAB/RO 198) Advogada :Verônica Fátima Brasil dos Santos Reis Cavalini (OAB/RO 1248) Relator:DES.2010.22.2009.22. ALEXANDRE MIGUEL Distribuído por Sorteio em 01/09/2011 Decisão: “REJEITADA A PRELIMINAR.8. Marcos Alaor Diniz Grangeia Distribuído por Sorteio em 06/12/2010 Redistribuído por Transferência em 02/01/2012 Decisão: “ RECURSO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.0001 Apelação Origem :01773276220088220001 Porto Velho . endereço: https://www2. Alexandre Miguel Distribuído por Sorteio em 06/03/2012 Decisão: “ AGRAVO RETIDO NÃO CONHECIDO.0001 Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem :00240421520098220001 Porto Velho .0010 Apelação (Agravo Retido) (PROCESSO DIGITAL) Origem :00163928420098220010Rolim de Moura/1ª Vara Cível Apelante/Agravante :Centrais Elétricas de Rondônia S/A CERON Advogado :Pedro Origa (OAB/RO 1953) Advogado :Ubirajara Rodrigues Nogueira de Rezende (OAB/ RO 1571) Advogado :Fábio Antônio Moreira (OAB/RO 1553) Apelado/Agravado :Auto Posto Solar Ltda Advogado :José Renato Mota (OAB/RO 1485) Advogado :Leonardo Zanelato Gonçalves (OAB/RO 3941) Relator :DES.tj.8.0001 Apelação Origem :00124183220108220001 Porto Velho . N.DJE.” 0016392-84.0001 Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem :00054781720118220001 Porto Velho .RO 94 Advogado :João Alberto Chagas Muniz (OAB/RO 3030) Advogada :Débora Resende de Lamare Biolchini (OAB/RJ 100347) Relator :DES. Zampieri & Cia Ltda Representada pelo síndico Eddye Kerley Canhim Advogado :Daniel Redivo (OAB/RO 3181) Advogado :João Carlos da Costa (OAB/RO 1258) Relator :JUIZ CONVOCADO JOSÉ TORRES FERREIRA Revisor :Des.22. À UNANIMIDADE.22.” 0089812-30.8.html sob o número 138 Ano 2012 .” PROCESSOS JULGADOS EXTRAPAUTA: 0000733-79. À UNANIMIDADE.” 0024042-15.2008. RECURSO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.8.

182) Advogada : Michele Luara de Oliveira Coelho (OAB/MG 112. À UNANIMIDADE.8.22. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . À UNANIMIDADE.tj.ro.22.br/autenticacao/validaDiario.0001 Agravo Regimental em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0319920-17.2010.0001 Embargos de Declaração em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0011472-60. À UNANIMIDADE.” 0011472-60.Fórum Cível / 7ª Vara Cível Embargante : Larissa Gotti Pissinatti Advogado : Amaro Vinícius Bacinello Ramalho (OAB/RO 3212) Advogada: Dulcinéia Bacinello Ramalho (OAB/RO 1088) Advogado : Robinson Magalhães Queiroz (OAB/RO 528E) Advogado : Gustavo de Castro Del Reis Conversani (OAB/RO 3980) Embargada : CASB Consultoria e Assessoria do Brasil Advogada : Patrícia Oliveira de Almeida (OAB/MG 118.22.União de Bancos Brasileiros S/A Advogada : Daguimar Lustosa Nogueira Cavalcante (OAB/RO 4120) Advogado : Celso Marcon (OAB/ES 10990) Advogado : Gabriel da Costa Alexandre (OAB/RO 4986) Agravado : Ivaldo da Silva Carvalho Advogado : Marcos Antônio do Nascimento de Souza Sobrinho (OAB/RO 1026) Relator : DES.Fórum Cível / 7ª Vara Cível Agravante : UNIBANCO .2011.8.2011. ALEXANDRE MIGUEL Interposto em 02/07/2012 Decisão: “ AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.Fórum Cível / 5ª Vara Cível Embargantes/Embargados : Aglico José dos Reis e outros Advogada : Neidy Jane dos Reis (OAB/RO 1268) Embargante/Embargado : Banco Itaú S/A Advogada : Tatiana Feitosa da Silveira (OAB/RO 4733) Advogado : Roberto Jarbas Moura de Souza (OAB/RO 1246) Advogada : Manuela Gsellmann da Costa (OAB/RO 3511) Advogada : Meire Andréa Gomes (OAB/RO 1857) Advogada : Izabel Celina Pessoa Bezerra Cardoso (OAB/RO 796) Advogado : João Luiz Cunha dos Santos (OAB/SP 265931) Advogada : Maristella de Farias Melo Santos (OAB/RJ 135132) Advogado : Cláudio Jorge Machado (OAB/RJ 96477) Advogado : José Gustavo Chagas Arruda (OAB/SP 174890) Interpostos em 26/06/2012 Interpostos em 27/06/2012 Relator : DES. N.22.22.0001 Embargos de Declaração em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0007847-18.2009.8.2010.0009 Embargos de Declaração em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0000107-48.DJE.” 0007847-18. À UNANIMIDADE.0009 Pimenta Bueno / 1ª Vara Cível Embargante : Valdevino Rodrigues Filho Advogado : Nelson Vieira da Rocha Júnior (OAB/RO 3765) Advogado : Carlos Alberto Vieira da Rocha (OAB/RO 4741) Embargado : Banco do Brasil S/A Advogado : Gustavo Amato Pissini (OAB/RO 4567) Advogada : Érika Camargo Gerhardt (OAB/RO 1911) Advogado : Sandro Pissini Espíndola (OAB/SP 198040) Relator : DES.8. Falência e Concordata Agravante : Brasil Telecom S/A Advogada : Marlen de Oliveira Silva (OAB/RO 2928) Advogada : Alessandra Mondini Carvalho (OAB/RO 4240) Advogado : Renato da Costa Cavalcante Júnior (OAB/RO 2390) Advogado : Sérgio Roberto Vosgerau (OAB/PR 19231) Agravada : Maria do Socorro Rodrigues Cortez Advogado : Jesus Clezer Cunha Lobato (OAB/RO 2863) Advogado : Igor dos Santos Cavalcante (OAB/RO 3025) Relator : DES.” 0319920-17.22.8.8. ALEXANDRE MIGUEL Interposto em 05/07/2012 Decisão: “ AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.2008. À UNANIMIDADE. ALEXANDRE MIGUEL Interpostos em 28/06/2012 Decisão: “ EMBARGOS NÃO PROVIDOS NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.8.Fórum Cível / 6ª Vara Cível.8.0001 Porto Velho .2010. ALEXANDRE MIGUEL Interposto em 06/07/2012 Decisão: “NEGADO SEGUIMENTO AO AGRAVO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. 138/2012 . ALEXANDRE MIGUEL Decisão: “ EMBARGOS DO BANCO ITAÚ S/A NÃO CONHECIDOS E DE AGLICO JOSÉ DOS REIS E OUTROS NÃO PROVIDOS NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.” 0008926-95.segunda-feira.419/06. endereço: https://www2.8.0001 Agravo Regimental em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0008926-95.22. Sant’Ana (OAB/RO nº 287) Advogada : Ivone de Paula Chagas Sant’Ana (OAB/RO nº 1114) Advogado : Fábio Antonio Moreira (OAB/RO nº 1553) Advogado : Pedro Origa (OAB/RO 1953) Advogado : Matheus Evaristo Santana (OAB/RO 3230) Agravado : Claudinei Souza Silva Advogada : Darlene de Almeida Ferreira (OAB/RO 1338) Relator : DES.664) Relator : DES.22.RO 95 Advogada : Luciana Veríssimo Gonçalves (OAB/MS 8270) Advogada : Maristella de Farias Melo Santos (OAB/RJ 135132) Advogado : Pedro Origa Neto (OAB/RO nº 2A) Advogado : Douglacir A.0001 Porto Velho .22.” 0251288-02.2011. À UNANIMIDADE. ALEXANDRE MIGUEL Interpostos em 14/06/2012 Decisão: “ EMBARGOS NÃO PROVIDOS NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.0001 Embargos de Declaração em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0251288-02.Fórum Cível / 2ª Vara Cível Embargante : José Corrêa de Araújo Filho Advogado : Samuel dos Santos Junior (OAB/RO 1238) Embargado : Carlos Alberto Ferreira Advogada : Maria Inês Spuldaro (OAB/RO 3306) Relator : DES.html sob o número 138 Ano 2012 .2010. À UNANIMIDADE. “ Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.” 0000107-48.22. E.0001 Porto Velho . O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.0001 Porto Velho .2011.2008.2009.8.22.0001 Porto Velho .8.8.gov. ALEXANDRE MIGUEL Interpostos em 25/05/2012 Decisão: “ EMBARGOS PROVIDOS NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.22.

22.0005 Agravo em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0002304-85.DJE.8. À UNANIMIDADE.segunda-feira.tj.2011.” 0001263-83.8.0002 Ariquemes / 3ª Vara Cível Agravante: Bradesco Companhia de Seguros S/A Advogada : Lucimar Cristina Gimenez Cano (OAB/RO 5017) Advogado : Paulo Vinício Porto de Aquino (OAB/RO 2723) Advogada : Luciana Veríssimo Gonçalves (OAB/MS 8270) Advogada : Suzana Avelar de Santana (OAB/RO 3746) Advogada : Maristella de Farias Melo Santos (OAB/RJ 135132) Advogado : Levi Gustavo Alves de Freitas (OAB/RO 4634) Advogado : Pedro Origa Neto (OAB/RO nº 2A).22.Fórum Cível / 8ª Vara Cível Agravante : Seguradora Líder dos Consórcios do Seguro DPVAT S/A Advogado : Alexandre Paiva Calil (OAB/RO 2894) Advogado : Edyen Valente Calepis (OAB/MS 8767) Advogada : Michele Luana Sanches (OAB/RO 2910) Agravado : Ronicley Marques de Souza Advogado : Genival Fernandes de Lima (OAB/RO 2366) Advogada : Rúbia Basilichi Melchiades (OAB/RO 3962) Relator : JUIZ CONVOCADO JOSÉ TORRES FERREIRA Interposto em 16/07/2012 Decisão: “NÃO CONHECIDA A ALEGAÇÃO DE CERCEAMENTO DE DEFESA.2012. NO MÉRITO.0001 Agravo em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0015222-70.22.2010.2011.0002 Agravo em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0012979-53.8.2011.RO 96 0006386-43. À UNANIMIDADE.8.” 0013462-86. 138/2012 . NO MÉRITO.2010.419/06.8. Sant’Ana (OAB/RO nº 287) Advogada : Ivone de Paula Chagas Sant’Ana (OAB/RO nº 1114) Advogado : Fábio Antônio Moreira (OAB/RO nº 1553) Advogado : Pedro Origa (OAB/RO 1953) Advogado : Matheus Evaristo Sant’Ana (OAB/RO nº 3230) Agravada : Micaela Ferreira Bavaresco Advogado : Nicolau Nunes de Mayo Junior (OAB/RO 2629) Relator : JUIZ CONVOCADO JOSÉ TORRES FERREIRA Interposto em 16/07/2012 Decisão: “ AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.0001 Porto Velho .8.2012.22.8.0000 Agravo em Agravo em Agravo de Instrumento Origem : 00038254320128220001 Porto Velho .8. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . endereço: https://www2.22. À UNANIMIDADE.0005 Ji-Paraná / 4ª Vara Cível Agravante : Sul Financeira S/A Crédito Financiamentos e Investimentos Advogado : Marcelo Rayes (OAB/SP 141541) Advogado : Flávio Luis dos Santos (OAB/RO 2238) Advogada : Taise Galvani Rayes (OAB/SP 34) Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. N. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.8. AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.22.” 0012979-53. À UNANIMIDADE.22. AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.8.gov.” 0015222-70.0005 Agravo em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0001263-83.22.2010.Fórum Cível / 8ª Vara Cível Agravante : Porto Seguro Companhia de Seguros Gerais Advogado : Paulo Vinício Porto de Aquino (OAB/RO 2723) Advogado : Matheus Evaristo Santana (OAB/RO 3230) Advogada : Maristella de Farias Melo Santos (OAB/RJ 135132) Advogada : Luciana Veríssimo Gonçalves (OAB/MS 8270) Agravado : Anderson Rodrigo Vilhena Santana Advogada : Geisebel Erecilda Marcolan (OAB/RO 3956) Relator : JUIZ CONVOCADO JOSÉ TORRES FERREIRA Interposto em 16/07/2012 Decisão: “ REJEITADA A PRELIMINAR.8. À UNANIMIDADE.0005 Ji-Paraná / 4ª Vara Cível Agravante : Seguradora Líder dos Consórcios do Seguro DPVAT S/A Advogado : Alexandre Paiva Calil (OAB/RO 2894) Advogado : Edyen Valente Calepis (OAB/MS 8767) Advogada : Michele Luana Sanches (OAB/RO 2910) Agravado : Carlos Nogueira Macedo Advogado : Ângelo Luiz Ataide Moroni (OAB/RO 3880) Advogado : André Luiz Ataíde Moroni (OAB/RO 4667) Relator : JUIZ CONVOCADO JOSÉ TORRES FERREIRA Interposto em 16/07/2012 Decisão: “ AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.2011.2010.html sob o número 138 Ano 2012 .0001 Agravo em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0013462-86.0001 Porto Velho .” 0005495-22.ro. À UNANIMIDADE.Fórum Cível/7ª Vara Cível Agravante : Glaucinete de Freitas Almeida Advogado : Walter Gustavo da Silva Lemos (OAB/RO 655A) Advogado : Vinícius Silva Lemos (OAB/RO 2281) Agravada : BV Financeira S/A Crédito Financiamento e Investimento Advogado : Celso Marcon (OAB/ES 10990) Advogada : Daguimar Lustosa Nogueira Cavalcante (OAB/RO 4120) Advogada : Patrícia Pazos Vilas Boas da Silva (OAB/SP 124899) Relator : JUIZ CONVOCADO JOSÉ TORRES FERREIRA Interposto em 17/07/2012 Decisão: “ AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.br/autenticacao/validaDiario.2010. Advogado : Douglacir A.8. E.22.22.22.060) Advogada: Flávia de Albuquerque Lira (OAB/PE 24521) Agravado: Valdecir Rodrigues da Silva Advogado: João de Castro Inácio Sobrinho (OAB/RO 433A) Advogada: Ellen Reis Araújo Trindade (OAB/RO 5054) Relator: JUIZ CONVOCADO JOSÉ TORRES FERREIRA Interposto em 16/07/2012 Decisão: “ AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.Fórum Cível/5ª Vara Cível Agravante : Banco Finasa BMC S/A Advogada: Cristiane Belinati Garcia Lopes (OAB/RO 4778) Advogado: Hudson Jose Ribeiro (SP 150.22.” 0002304-85.2010.0000 Agravo em Agravo de Instrumento Origem : 00152856120118220001 Porto Velho .

2011.8. MARCOS ALAOR DINIZ GRANGEIA Interposto em 16/07/2012 Decisão: “AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.” 0004498-67.22.2011.22.22.8.gov. À UNANIMIDADE.0002 Ariquemes / 3ª Vara Cível Agravante : Bradesco Auto/RE Companhia de Seguros Advogada : Lucimar Cristina Gimenez Cano (OAB/RO 5017) Advogado : Paulo Vinício Porto de Aquino (OAB/RO 2723) Advogado : Levi Gustavo Alves de Freitas (OAB/RO 4634) Advogada : Luciana Veríssimo Gonçalves (OAB/MS 8270) Advogada : Suzana Avelar de Santana (OAB/RO 3746) Agravado : Israel Barbosa Silveira Júnior Advogado : Nicolau Nunes de Mayo Junior (OAB/RO 2629) Relator : DES. À UNANIMIDADE.419/06.22.22.0005 Ji-Paraná / 3ª Vara Cível Agravante : BV Financeira S/A Crédito Financiamento e Investimento Advogado : Celso Marcon (OAB/RO 3700) Advogada : Daguimar Lustosa Nogueira Cavalcante (OAB/RO 4120) Advogada : Patrícia Pazos Vilas Boas da Silva (OAB/SP 124899) Agravado : Adriano Pedro da Silva Advogado : Marcos Liba de Almeida (OAB/RO 1047) Relator : DES.” 0003465-45.22. 138/2012 .2009.0023 Agravo em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0000820-78.” 0010165-68.8.8.0001 Porto Velho .8.8. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .0005 Agravo Regimental em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0002883-33. MARCOS ALAOR DINIZ GRANGEIA Interposto em 16/07/2012 Decisão: “ AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.22.DJE. N. À UNANIMIDADE.” 0008896-57.Fórum Cível / 7ª Vara Cível Embargante : Atlântico Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios Não Padronizados Advogada : Manuela Gsellmann da Costa (OAB/RO 3511) Advogada : Daniela Tamassia Fernandes (OAB/SP 267101) Embargado : Franciele Inácio Oliveira Advogado : Walter Gustavo da Silva Lemos (OAB/RO 655A) Advogado : Vinícius Silva Lemos (OAB/RO 2281) Relator : DES.8.2011.2011. À UNANIMIDADE.0023 São Francisco do Guaporé / 1ª Vara Cível Agravante : Fiat Administradora de Consórcios Ltda Advogado : Celso Marcon (OAB/ES 10990) Advogada : Daguimar Lustosa Nogueira Cavalcante (OAB/RO 4120) Advogada : Lilian Raquel Mendes Dantas Siqueira (OAB/RO 2173) Advogado : Luciano Mello de Souza (OAB/RO 3519) Agravado : Aguinaldo Simões Prudencio Relator : DES.RO 97 Agravado : Valmir Antonio de Souza Advogado : Lincoln Assis de Astrê (OAB/RO 2962) Relator : DES.0002 Ariquemes / 4ª Vara Cível Embargante : Costa e Campos Ltda Auto Posto Ipanema Advogado : Arlindo Frare Neto (OAB/RO 3811) Advogado : Alexandre Garcia Marques (OAB/TO 1874) Advogada : Viviane Mendes Braga (OAB/TO 2264) Advogada : Micheline Rodrigues Nolasco Marques (OAB/TO 2265) Embargado : João Pereira dos Santos Advogada : Erlete Siqueira Araujo (OAB/RO 3778) Advogada : Carla Maria Zamarchi (OAB/RO 3901) Relator : DES.2010.html sob o número 138 Ano 2012 .2011.8.2011.0002 Embargos de Declaração em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0004498-67.8.22. MARCOS ALAOR DINIZ GRANGEIA Interposto em 16/07/2012 Decisão: “ AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.br/autenticacao/validaDiario. À UNANIMIDADE. MARCOS ALAOR DINIZ GRANGEIA Interposto em 16/07/2012 Decisão: “ AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.ro. MARCOS ALAOR DINIZ GRANGEIA Interposto em 13/07/2012 Decisão: “ AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.” Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.22.0001 Agravo em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 02261347920098220001 Porto Velho .segunda-feira. endereço: https://www2.8. MARCOS ALAOR DINIZ GRANGEIA Interpostos em 16/07/2012 Decisão: “ EMBARGOS NÃO PROVIDOS NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.22.8. À UNANIMIDADE.22.tj.Fórum Cível/2ª Vara Cível Agravante: Seguradora Líder dos Consórcios do Seguro DPVAT S/A Advogado : Paulo Vinício Porto de Aquino (OAB/RO 2723) Advogado : Matheus Evaristo Sant’Ana (OAB/RO 3230) Advogada : Luciana Veríssimo Gonçalves (OAB/MS 8270) Advogada : Lucimar Cristina Gimenez Cano (OAB/RO 5017) Agravada : Maria Antônia de Araujo da Silva Advogada : Elivana Muniz de Carvalho (OAB/RO 3438) Relator : DES.8.0002 Ariquemes / 2ª Vara Cível Agravante : Banco do Brasil S/A Advogado : Karina de Almeida Batistuci (OAB/RO 4571) Advogado : Reynaldo Augusto Ribeiro Amaral (OAB/RO 4507) Agravado : Cláudio Arneiro Advogada : Vanda Salete Gomes de Almeida (OAB/RO 418) Relator : DES.” 0226134-79.0002 Agravo em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0008896-57.8.0002 Agravo em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0010165-68.” 0002883-33.2011.2010.2011.” 0000820-78. À UNANIMIDADE.22.22.2011. À UNANIMIDADE. MARCOS ALAOR DINIZ GRANGEIA Interposto em 09/07/2012 Decisão: “ AGRAVO NÃO PROVIDO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.0001 Embargos de Declaração em Apelação (PROCESSO DIGITAL) Origem : 0003465-45. MARCOS ALAOR DINIZ GRANGEIA Interpostos em 19/07/2012 Decisão: “ EMBARGOS NÃO PROVIDOS NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.2011.

0000 Habeas Corpus Origem : 00110478420118220102 Porto Velho .22.22. POSSIBILIDADE ECONÔMICA DA PARTE. F. Arrendamento mercantil.2011. Precedentes jurisprudenciais. Zampieri & Cia. Daguimar Lustosa Nogueira Cavalcante (OAB/RO 4. Desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia Presidente em substituição regimental da 2ª Câmara Cível Agravada: BV Financeira S/A Crédito Financiamento e Investimento Advogados: Celso Marcon (OAB/ES 10. Perda do objeto da ação.181) e João Carlos da Costa (OAB/RO 1. a qual foi aprovada à unanimidade.”.210) Advogado: Luciano Boabaid Bertazzo (OAB/RO 1.gov.8.419/06.120) e Patrícia Pazos Vilas Boas da Silva (OAB/SP 124.884) Advogada: Raquel Perez Antunes Chustz (OAB/SP 119.258) Relator: Juiz José Torres Ferreira Revisor: Desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia Decisão :”POR UNANIMIDADE.2012. Ltda.RO Relator : DES. Impetrante : Iacira Gonçalves Braga de Amorim (OAB/RO 3162) Impetrado : Juízo de Direito da 1ª Vara de Família e Sucessões da Comarca de Porto Velho .986) Agravado: Ivaldo da Silva Carvalho Advogados: Marcos Antônio do Nascimento de Souza Sobrinho (OAB/RO 1.” Ao término dos processos.2012. S. Ementa : AGRAVO INTERNO.120).8.8. N.2006. (a) Belª Lorenza da Veiga Lima Darwich Passos Diretora do 2DEJUCIVEL Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª Câmara Cível Data de interposição :05/07/2012 Data do julgamento : 25/07/2012 0008926-95. L. Havendo a adjudicação do bem móvel financiado a presente ação de busca e apreensão resta inócua. Data de distribuição :23/09/2010 Data de redistribuição :02/01/2012 Data do julgamento : 25/07/2012 0089812-30.”.22. 25 de julho de 2012. Alienação Fiduciária. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .281) Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. preterindo desfazimentos desnecessários em prol da preservação da avença.0010 Apelação Origem: 00898123020068220010 Rolim de Moura/RO (1ª Vara Cível) Apelante: Banco Bradesco S/A Advogados: Luciano Boabaid Bertazzo (OAB/RO 1. Falência do devedor fiduciante.2011.894) e Maria Lucília Gomes (OAB/RO 2. Levantamento dos créditos pelo Credor Fiduciário. Ementa : Ação de busca e apreensão.026) Relator: Desembargador Alexandre Miguel PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª CÂMARA CÍVEL Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª Câmara Cível Data de distribuição :28/03/2012 Data do julgamento : 25/07/2012 0000114-27. Ementa : Ação de busca e apreensão.22.990) e Gabriel da Costa Alexandre (OAB/RO 4. JUSTIÇA GRATUITA. Porto Velho. MARCOS ALAOR DINIZ GRANGEIA Distribuído por Sorteio em 27/06/2012 Decisão: “ ORDEM DENEGADA NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.html sob o número 138 Ano 2012 . de A. DE COMPROVAÇÃO DA CONDIÇÃO POBREZA. INTERPRETAÇÃO CONFORME A CONSTITUIÇÃO.RO 98 0005971-60.br/autenticacao/validaDiario.990). NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.DJE. A jurisprudência deste Tribunal reflete o entendimento de que existe a necessidade da comprovação do estado de hipossuficiência para sua concessão.8. com vistas à realização dos princípios da boa-fé e da função social do contrato.2012. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.8.União de Bancos Brasileiros S/A Advogados: Daguimar Lustosa Nogueira Cavalcante (OAB/ RO 4. representado pelo síndico Eddye Kerley Canhim Advogados: Daniel Redivo (OAB/RO 3.22. Aplicação da Teoria do adimplemento substancial no caso concreto. A teoria do substancial adimplemento visa a impedir o uso desequilibrado do direito de resolução por parte do credor.tj. Data de interposição :17/07/2012 Data do julgamento : 25/07/2012 0006386-43. À UNANIMIDADE. Sentença mantida. Bem Móvel.ro.210) Apelada: Massa Falida D.”.574) Apelado: Edison de Oliveira Relator: Juiz José Torres Ferreira Decisão :”POR UNANIMIDADE.0001 Porto Velho/RO (7ª Vara Cível) Agravante: UNIBANCO .899) Relator: Juiz José Torres Ferreira Decisão :”POR UNANIMIDADE. 138/2012 .822. Celso Marcon (OAB/ES 10.Varas de Família e Turma R/1ª Vara de Família e Sucessões Paciente : W. o Presidente da 2ª Câmara Cível em substituição regimental. NEGAR PROVIMENTO AO AGRAVO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. e declarou encerrada a sessão às 9h20min. Adjudicação do bem. determinou a leitura da presente ata. endereço: https://www2.0000 Agravo em Agravo de Instrumento Origem: 00152856120118220001 Porto Velho/RO (7ª Vara Cível) Agravante: Glaucinete de Freitas Almeida Advogados: Walter Gustavo da Silva Lemos (OAB/RO 655-A) e Vinícius Silva Lemos (OAB/RO 2.0001 Agravo Regimental em Apelação Origem: 0008926-95. Recolhimento. ante a perda de seu objeto.segunda-feira.0002 Apelação Origem: 00001142720128220002 Ariquemes/RO (2ª Vara Cível) Apelante: Banco do Brasil S/A Advogada: Maria Lucília Gomes (OAB/RO 2.

ensejando uma maior valoração ao dano novamente suportado. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. sem notificá-lo previamente da inscrição.2010. Alienação fiduciária.439) Advogada: Beatriz Fanton Dalalio (OAB/SP 255. comprovado o dolo. INOCORRÊNCIA. REJEITAR A PRELIMINAR E.segunda-feira. N. Advogado: Walter Gustavo da Silva Lemos (OAB/RO 655-A) Advogado: Vinícius Silva Lemos (OAB/RO 2.281) Apelado: SPC Brasil . Inscrição indevida. se impossível exigir o cumprimento da obrigação pelo contribuinte.8. cabe ao banco credor. Ausência. endereço: https://www2. a responsabilidade poderia apenas alcançar os sócios-gerentes da empresa à época da ocorrência da materialização da hipótese de incidência.22. se subsumida à possibilidade prevista no art.22.419/06. É legítima para compor a lide passiva a empresa que envia os dados do consumidor no cadastro restritivo de crédito. Proprietário. Possuidor direto.DJE. FATO GERADOR OCORRIDO APÓS A ALIENAÇÃO DA EMPRESA. POSSIBILIDADE DE MODIFICAÇÃO EM SEDE DE EMBARGOS. ou. o qual na sua quantificação deve considerar a repetição do ato ilícito. (a) Belª Lorenza da Veiga Lima Darwich Passos Diretora do 2DEJUCIVEL Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª Câmara Cível Data de distribuição :08/09/2010 Data de redistribuição :02/01/2012 Data do julgamento : 25/07/2012 0012418-32. Ementa : Obrigação de fazer.0001 Apelação Origem: 00124183220108220001 Porto Velho/RO (1ª Vara Cível) Apelante: Leões do Norte Comércio e Construções Ltda. Ementa : APELAÇÃO CÍVEL.416) Advogado: Oswaldo de Oliveira Junior (OAB/SP 85.485) Relator: Juiz José Torres Ferreira Revisor: Desembargador Marcos Alaor Diniz Grangeia Decisão :”POR UNANIMIDADE. até o final da quitação das parcelas. 135 do CTN. Ilegitimidade passiva.8.gov.RO 99 Decisão :”POR UNANIMIDADE.2011. a qual já discutida em outra ação e que novamente é objeto de inscrição gera dano moral.511) Apelada: Ana Geralda Martins de Siqueira Advogada: Amanda Camêlo Corrêa (OAB/RO 883) Relator: Desembargador Alexandre Miguel Revisor: Juiz José Torres Ferreira Decisão :”POR UNANIMIDADE.br/autenticacao/validaDiario. § 2º. DECISÃO INCIDENTAL. EMBARGOS À EXECUÇÃO FISCAL.026) Advogado: Maximiliano Migliacci (OAB/SP 219. DAR PROVIMENTO AO RECURSO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.”. A obrigação tributária originou-se de fato ocorrido após a alienação do fundo de comércio da empresa Confecções Araputanga Ltda.115) Advogada: Luciana Berghe (OAB/SP 214. (a) Belª Lorenza da Veiga Lima Darwich Passos Diretora do 2DEJUCIVEL 2ª CÂMARA ESPECIAL Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª Câmara Especial Data de distribuição :29/02/2012 Data do julgamento : 24/07/2012 0003576-51. 43. proprietário do bem. Retificação de dados.0005 Apelação Origem: 00035765120108220005 Ji-Paraná/RO (2ª Vara Cível) Apelante: Alcino Fermino Moreira Advogado: Jovem Vilela Filho (OAB/RO 2. 359 do STJ. a responsabilidade pela correção dos dados enviados ao DETRAN. EXCEÇÃO DE PRÉ-EXECUTIVIDADE.ro. Inscrição irregular.”.207) Advogada: Manuela Gsellmann da Costa (OAB/RO 3.html sob o número 138 Ano 2012 .tj.397) Apelado: Estado de Rondônia Procuradores: Willame Soares Lima (OAB/RO 949) e Henry Anderson Corso Henrique (OAB/RO 922) Relatora: Juíza Duília Sgrott Reis Decisão :”POR UNANIMIDADE. RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA. 43. do CDC).397) Apelante: Amelia Maria Bregolim Moreira Advogado: Jovem Vilela Filho (OAB/RO 2.667) Advogado: Carlos Tadeu da Silva (OAB/SP 203. CRÉDITO TRIBUTÁRIO. 134.736) Advogada: Pricilla Araújo Saldanha de Oliveira (OAB/RO 2. motivo pelo qual. NO MÉRITO.22. NEGAR PROVIMENTO AO AGRAVO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. do CDC e Súmula n.8. 1. (a) Belª Lorenza da Veiga Lima Darwich Passos Diretora do 2DEJUCIVEL Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª Câmara Cível Data de distribuição :25/01/2012 Data do julgamento : 25/07/2012 0005478-17. DAR PROVIMENTO PARCIAL AO RECURSO. Toda inscrição irregular deve ser cancelada até que o devedor seja formalmente comunicado da inscrição (art. Responsabilidade.”. Ementa : Apelação Cível. inexistência de notificação prévia. RETROATIVIDADE DA CITAÇÃO À DATA DA PROPOSITURA DA EXECUÇÃO FISCAL.2010. da empresa. NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . §2º. INEXISTÊNCIA. Ementa : Agravo regimental. A inscrição indevida.”. Quantum. PRESCRIÇÃO. 138/2012 . na circunstância prevista no art.219) Advogada: Flávia de Jorge Dall’ Acqua (OAB/SP 231.0001 Apelação Origem: 00054781720118220001 Porto Velho/RO (8ª Vara Cível) Apelante: Banco Panamericano S/A Advogado: Cloris Garcia Toffoli (OAB/SP 66. ou seja.Serviço Nacional de Proteção ao Crédito Advogado: Nival Martins Silva Junior (OAB/MG 66. CONTINUIDADE DE ATIVIDADE EMPRESARIAL NÃO CARACTERIZADA. No caso a alienação fiduciária de veículo o erro na grafia do nome do possuidor direto. PRECLUSÃO DA MATÉRIA. Dano moral. Observância do art. PARCIAL PROVIMENTO.

Competência do juízo suscitado onde foi proposta a demanda.8. Data de distribuição :13/09/2011 Data do julgamento : 24/07/2012 0246848-60. do CPC.”.8.03.22. que retroage à data da propositura da Ação. 578.2009. Data de distribuição :29/06/2012 Data do julgamento : 24/07/2012 0006092-88.010)[] Advogado: Maxwell Mendes Oliveira (OAB/RO 2.22.IPAM Procurador: Cássio Fernando Rego Dias (OAB/RO 1. (a) Belª Valeska Pricyla Barbosa Sousa Diretora do 2DEJUESP Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. endereço: https://www2. 2. A posterior mudança de domicílio do executado não implica para fins de alteração de competência. de S. não mais se justifica a continuidade da retribuição pecuniária. 138/2012 . REVISÃO DE APOSENTADORIA DE COMUM PARA ESPECIAL POR TER LABORADO EM CONDIÇÕES ESPECIAIS. consoante a disposição contida no art. 5. Isto é. Impossibilidade. não se admitir a reapreciação da questão após o lustro probatório que permite melhor elucidação dos fatos.gov. haja vista que. ante o disposto no art. a posterior mudança de domicilio do executado não desloca a competência já fixada. Incompetência relativa.2012.0001 Apelação Origem: 01509595520048220001 Porto Velho/RO (1ª Vara de Família e Sucessões) Apelante: T. Justificação jucidicial. Data de distribuição :23/05/2012 Data do julgamento : 24/07/2012 0150959-55. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. ao Des. 7.segunda-feira. 133. posto que materializado durante a gestão dos sócios adquirentes do fundo de comércio. em 20. visto que os apelantes não possuem qualquer vínculo com a obrigação tributária originada após a venda da empresa. 219. que é a prestação do serviço. Apelação.0001 Apelação Origem: 02468486020098220001 Porto Velho/RO (2ª Vara da Fazenda Pública) Apelante: Arnaldo Bentes Feitosa Advogado: Antônio Rabelo Pinheiro (OAB/RO 659) Apelado: Município de Porto Velho/RO Procurador: Procuradoria Geral do Município de Porto Velho/ RO Apelado: Instituto de Previdência e Assistência Social dos Servidores do Município de Porto Velho . A exceção de pré-executividade é uma medida de defesa incidental servil à suscitação de questões.02. INCOMPETÊNCIA DA JUSTIÇA ESTADUAL.html sob o número 138 Ano 2012 . caput. ADMINISTRATIVO E PREVIDENCIÁRIO. não há falar-se em revisão de aposentadoria. para fins de aposentadoria por tempo de serviço. II. AUSÊNCIA DE PREVISÃO LEGAL.” 3. REJEITAR A PRELIMINAR E. conforme teor da Súmula N. cognoscíveis de ofício. A Ação de Execução Fiscal foi proposta em 21. 3. QUANDO A AÇÃO FOI PROPOSTA EM LOCAL ONDE HÁ SEDE DA JUSTIÇA FEDERAL. 6. sendo a empresa devedora e seus sócios citados. IMPROCEDêNCIA. do Código de Processo Civil. Sendo as gratificações de insalubridade e de risco de vida devidas ao servidor como compensação por exercer suas atividades em condições nocivas. Ementa : APELAÇÃO. Demonstrado que houve equívoco na contagem de tempo de serviço.377) Apelada: União Procuradora Federal : Angela Caminotto (OAB/RO 2. DAR PROVIMENTO PARCIAL À APELAÇÃO. M. F.164) Relator: Juíza Duília Sgrott Reis (em substiuição ao Desembargador Gilberto Barbosa) Decisão :”POR UNANIMIDADE. via edital.22. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Inexistindo esse nexo causal. correram mais de cinco anos até a abertura da empresa AM3 Magazine Ltda. Ementa : Apelação. ao mesmo passo que se admite a antecipação de análise de questões incidentalmente sem a ampla produção de provas. QUESTÃO DE ORDEM. NEGADA.RO 100 2.br/autenticacao/validaDiario.514) Procurador: Emerson Pinheiro Dias (OAB/RO 1. INCORPORAÇÃO DE GRATIFICAÇÃO AOS PROVENTOS. É uma forma. Dou parcial provimento ao apelo. RECONHECER A INCOMPETÊNCIA ABSOLUTA E DETERMINAR A REMESSA AO TRF. seria uma inversão sistêmica. RECONTAGEM DE TEMPO DE SERVIÇO PARA APOSENTADORIA. Só é possível a conversão de tempo comum em especial. se ficar demonstrado que o servidor trabalhou em situação excepcional. relacionado à atividade laboral. cessada a causa originária da gratificação. Declaração de ofício. 4. Não há se falar em responsabilidade tributária. 1. APELAÇÃO PARCIALMENTE PROVIDA. a contar da data da alienação. EXTINÇÃO AO FUNDAMENTO DE QUE NÃO ERA O MEIO IDÔNEO PARA COMPROVAR CONVIVÊNCIA MARITAL.0000 Conflito de competência Origem: 00016548620128220010 Rolim de Moura/RO (1ª Vara Cível) Suscitante: Juízo de Direito da 1ª Vara Cível da Comarca de Rolim de Moura/RO Suscitado: Juízo de Direito da 1ª Vara Cível da Comarca de Alta Floresta do Oeste/RO Relatora: Juíza Duília Sgrott Reis (em substituição ao Desembargador Gilberto Barbosa) Decisão :”POR UNANIMIDADE.307) Relatora: Juíza Duília Sgrott Reis (em subst. DECLARAR COMPETENTE O JUÍZO SUSCITADO. de se evitar a pesada intervenção indevida do Estado na esfera patrimonial.tj.419/06. 58 do STJ.97. Gilberto Barbosa) Revisor: Desembargador Renato Mimessi Decisão :”POR UNANIMIDADE. constringindo e retirando bens.8.DJE. Conflito de competência conhecido para declarar a competência do Juízo suscitado. NO MÉRITO. Ementa : Conflito negativo de competência. N. que configura a hipótese de interrupção do prazo prescricional. portanto. Advogado: Osmar Ferreira de Souza e Silva (OAB/RR 231-B) Advogado: James de Peder Barros (OAB/RO 1. § 1º. nos termos do art. “. isto é. que obstam a prosseguibilidade da execução fiscal. in verbis: “Proposta a execução fiscal. momento este. Alteração do endereço do executado. 58 do Superior Tribunal de Justiça. Outrossim.”. REMESSA DOS AUTOS AO JUÍZO COMPETENTE. do CTN. não possuem qualquer relação de natureza direta ou indireta com o fato gerador. O foro competente para o ajuizamento da execução fiscal será o domicílio do réu.2004. Súmula n. também não há se falar em responsabilidade tributária subsidiária dos Apelantes por terem continuado o desenvolvimento de atividade empresária de mesma natureza. Execução fiscal. sendo consideradas verbas propter laborem.95. impõe a sua correção.ro. ACOLHIDA. Nesse sentido.

Ementa : Conflito negativo de competência. Alteração do endereço do executado. A jurisprudência do STF pacificou entendimento no sentido da auto-aplicabilidade da equiparação remuneratória entre ativos imposta pelo art.Ourocredi Advogada: Karima Faccioli Caram (OAB/RO 3. AUSÊNCIA DE PROVAS.º 41/03 (STF. DJe 04.765) e Merquizedks Moreira (OAB/RO 501) Relatora: Juíza Duília Sgrott Reis (em subst.260/SP. Gilberto Barbosa) Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Administrativo.DJE. EXIGÊNCIA DE CNPJ DE POSTO DE ATENDIMENTO COOPERATIVO (PAC) LOCALIZADO EM MUNICÍPIO DIVERSO DA SEDE DA EMPRESA. Lei nº 307/2004.”.2011. Sentença mantida. “.08.586) Relatora: Juíza Duília Sgrott Reis (em substiutição ao Desembargador Gilberto Barbosa) Revisor: Desembargdor Renato Mimessi Decisão :”POR UNANIMIDADE.22. INEXISTÊNCIA DE ATO ABUSIVO E ILEGAL. Gilberto Barbosa) Revisor: Desembargador Renato Mimessi Decisão :”POR UNANIMIDADE. (a) Belª Valeska Pricyla Barbosa Sousa Diretora do 2DEJUESP Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª Câmara Especial Data de interposição :15/06/2012 Data do julgamento : 24/07/2012 0002240-56. Aplicação gratificação.2012.22. 40. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. § 4º.22. Data de distribuição :29/06/2012 Data do julgamento : 24/07/2012 0006093-73. Ementa : MANDADO DE SEGURANÇA.283) e Luiz Flaviano Volnistem (OAB/RO 2. 578. in verbis: “Proposta a execução fiscal.br/autenticacao/validaDiario. endereço: https://www2. Data de distribuição :30/05/2011 Data de redistribuição :21/11/2011 Data do julgamento : 24/07/2012 0018287-98. Declaração de ofício. Relator Ministro Ricardo Lewandowski.tj. Competência do juízo suscitado onde foi proposta a demanda.8. EXIGÊNCIA DECORRENTE DE LEI E NORMAS ADMINISTRATIVAS. na redação dada pela EC nº 20/98. vigorando esse regime constitucional de paridade para todos os servidores aposentados anteriormente à EC n.0000 Embargos de Declaração em Agravo de Instrumento Embargante: White Martins Gases Industriais do Norte S/A Advogados: Carlos Roberto Siqueira Castro (OAB/RJ 20.html sob o número 138 Ano 2012 . Incompetência relativa. SEGURANÇA DENEGADA. conforme teor da Súmula N. causando dúvida intransponível. ao Des. a posterior mudança de domicilio do executado não desloca a competência já fixada.0001 Apelação Origem: 02437169220098220001 Porto Velho/RO (2ª Vara da Fazenda Pública) Apelante: Estado de Rondônia Procurador: Joel de Oliveira (OAB/RO 147-B) Apelado: Marco Aurélio Carvalho de Velloso Vianna Advogado: Éder Timótio Pereira Bastos (OAB/RO 2. CONCUSSÃO. Violação a direito adquirido.0017 Apelação Origem: 00182879820058220017 Alta Floresta d’Oeste/RO (1ª Vara Criminal) Apelante: Ministério Público do Estado de Rondônia Apelado: Nilton Noedí Zimmermann Advogado: Gilson Alves de Oliveira (OAB/RO 549-A) Relatora: Juíza Duília Sgrott Reis (em subst. POR UNANIMIDADE. da Constituição Federal de 1. A ausência de elementos probatórios capazes de estabelecer o juízo de certeza indispensável para sustentar uma condenação.22.609) Embargado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relatora: Juíza Duília Sgrott Reis (em substituição do Des. RE n.22. N. Reenquadramento. inclusive quanto aos efeitos decorrentes de transformação ou reclassificação do cargo em que se deu a aposentadoria. ao des. 1.”. 58 do Superior Tribunal de Justiça. Execução fiscal. DECLARAR COMPETENTE O JUÍZO SUSCITADO.8. Gilberto Barbosa) Revisor: Desembargador Renato Mimessi Decisão :”RECURSO NÃO PROVIDO. caput. 2. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .8.460) Apelado: Município de Jaru . Absolvição mantida. 138/2012 .419/06.ro. Súmula n. NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO. Ementa : Apelação. NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO.segunda-feira.2009.º 590. Impossibilidade. do Código de Processo Civil.8. APLICAÇÃO DO PRINCíPIO IN DUBIO PRO REO. Conflito de competência conhecido para declarar a competência do Juízo suscitado.0003 Apelação Origem: 00030661020118220003 Jaru/RO (1ª Vara Cível) Apelante: Cooperativa de Crédito Rural da Região de Ouro Preto do Oeste . enseja a aplicação do princípio in dubio pro reo. Ementa : APELAÇÃO CRIMINAL. SENTENÇA MANTIDA. O foro competente para o ajuizamento da execução fiscal será o domicílio do réu. Servidor público estadual.gov.”.RO Apelado: Diretor da Divisão de Arrecadação e Tributação de Jaru-RO Procuradores: Mário Roberto Pereira de Souza (OAB/RO 1.2005.2012. Pleno. A posterior mudança de domicílio do executado não implica para fins de alteração de competência.2009). 58 do STJ.0000 Conflito de competência Origem: 00016557120128220010 Rolim de Moura/RO (1ª Vara Cível) Suscitante: Juízo de Direito da 1ª Vara Cível da Comarca de Rolim de Moura/RO Suscitado: Juízo de Direito da 1ª Vara Cível da Comarca de Alta Floresta do Oeste/RO Relatora: Juíza Duília Sgrott Reis (em substituição ao Desembargador Gilberto Barbosa) Decisão :”POR UNANIMIDADE.” 3.988. SENTENÇA ABSOLUTÓRIA MANTIDA.930) Advogado: Noel Nunes de Andrade (OAB/RO 1.8.RO 101 Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª Câmara Especial Data de distribuição :12/09/2011 Data de redistribuição :21/11/2011 Data do julgamento : 24/07/2012 0003066-10. Art. consoante a disposição contida no art. Data de distribuição :17/10/2011 Data do julgamento : 24/07/2012 0243716-92. 40 § 8º da CF.

220) Agravado: Francisco das Chagas da Silva Advogado: José Maria de Souza Rodrigues (OAB/RO 1. com identidade de vencimentos e atribuições”.909) Relatora: Juíza Duília Sgrott Reis (em substituição ao Desembargador Gilberto Barbosa) Decisão :”POR UNANIMIDADE. CIRCUNSTÂNCIAS JUDICIAIS DESFAVORÁVEIS.”. de Guajará-Mirim. endereço: https://www2. Configura-se crime de denunciação caluniosa quando demonstrado que agente relatou ao Ministério Público fato inverídico. 4º da Lei municipal nº 1. NEGAR PROVIMENTO AOS EMBARGOS.22. Inexistindo qualquer omissão no julgado.8. Ementa : Apelação. em sendo inferior a 2 anos. pelo que não se afigura ilegal a omissão da autoridade impetrada em não proceder à modificação postulada pelos impetrantes nesse sentido. Em respeito ao princípio constitucional da legalidade. Havendo prova suficiente nos autos de que o agente inseriu declaração falsa em documento público.ro. prescreve em 4 anos. impõe-se a manutenção da sentença condenatória. 2. 3.”. Enquadramento de assistente jurídico e advogado como procurador do Município. 4º da Lei Municipal nº 1. Prescrição da pretensão punitiva. REJEITAR A PRELIMINAR E. A prescrição. a qual.2010. é defesa a exclusão da multa prevista no preceito secundário do tipo penal por se tratar de sanção de caráter penal cumulativo. Multa. declarou a inconstitucionalidade do art.DJE. deflagrando investigação criminal contra vítima que sabia não ter praticado o delito imputado. Insfuficiência de provas.8.419/06.RO Relatora: Juíza Duília Sgrott Reis Revisor: Desembargador Renato Mimessi Decisão :”POR UNANIMIDADE. OMISSÃO. 59 do CP são.22. Administrativo. passando a denominar-se unicamente de Procurador Municipal. após a sentença condenatória transitada em julgado para a acusação. mostra-se inviável a oposição de embargos de declaração. NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO. mormente se houver intenção do embargante em rediscutir matéria já apreciada. Provimento derivado de cargos. N. 2. REDISCUSSÃO DA MATÉRIA.2012.8. inexistindo. Mandado de segurança. Ausência de direito líquido e certo a ser amparado por mandado de segurança.2006.Segurança denegada. em parte. AUSÊNCIA.0015 Apelação Origem: 00027023620108220015 Guajará-Mirim/RO (1ª Vara Cível) Assunto: Isonomia/Equivalência Salarial Apelante: Luana Vassilakis Moura Mendes Advogado: Aurison da Silva Florentino (OAB/RO 308-B) Apelante: Alex Danny Tavares dos Santos Advogado: Aurison da Silva Florentino (OAB/RO 308-B) Apelante: Janaina Pereira de Souza Santos Silva Advogado: Aurison da Silva Florentino (OAB/RO 308-B) Apelante: Dayan Roberto dos Santos Cavalcante Advogado: Aurison da Silva Florentino (OAB/RO 308-B) Apelado: Município de Guajará-Mirim . Data de distribuição :01/06/2012 Data do julgamento : 24/07/2012 0005164-40. 5.RO 102 Decisão :”POR UNANIMIDADE. Falsidade ideológica.340) Apelado: Secretário de Adminstração do Município de GuajaráMirim . nada impede que a pena-base seja fixada acima do mínimo abstratamente cominado para o crime. NO MÉRITO. não há como acolher a exceção de pré-executividade. Ordem denegada.376/10. Sansão cumulativa.”. NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .tj. de Guajará-Mirim. Não ocorrendo este lapso temporal entre a data do recebimento da denúncia e a publicação da sentença. (a) Belª Valeska Pricyla Barbosa Sousa Diretora do 2DEJUESP Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.376/10. Ementa : EMBARGOS DE DECLARAÇÃO.html sob o número 138 Ano 2012 . Inexistência de direito líquido e certo. (a) Belª Valeska Pricyla Barbosa Sousa Diretora do 2DEJUESP Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª Câmara Especial Data de distribuição :25/11/2010 Data de redistribuição :21/11/2011 Data do julgamento : 24/07/2012 0002702-36. Decisão que indeferiu a exceção de pré-executividade. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Ementa : Apelação criminal. 1.0004 Apelação Origem: 00185114120068220004 Ouro Preto do Oeste/RO (1ª Vara Criminal) Apelante: Romildo Rodrigues Machado Advogado: Gilson Souza Borges (OAB/RO 1. IMPOSSIBILIDADE.gov. desfavoráveis ao réu. Para que haja a exclusão dos valores reclamados em execução de sentença judicial deve o Estado comprovar o pagamento. Dosimetria da pena. Data de distribuição :23/06/2010 Data de redistribuição :09/05/2012 Data do julgamento : 24/07/2012 0018511-41. Ementa : Agravo de instrumento.br/autenticacao/validaDiario.”. regula-se pela reprimenda aplicada. 4. Art. Agravo improvido. 1. não há falar em extinção da punibilidade pela prescrição retroativa. 138/2012 . 68 e parágrafo primeiro da Lei Orgânica Municipal. Se as circunstâncias judiciais do art. em exercício de controle incidental.segunda-feira. com o fim de criar obrigação e alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante. 3. Inconstitucionalidade reconhecida pelo tribunal pleno deste TJRO. Mantida. NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO. Denuciação caluniosa.RO Procurador: José Antônio Barbosa da Silva (OAB/RO 1. que “modificada a nomenclatura dos cargos de Assistente Jurídico e Advogado. Não confuguração.533) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relatora: Juíza Duília Sgrott Reis (em substituição ao Desembargador Gilberto Barbosa) Revisor: Desembargador Renato Mimessi Decisão :”POR UNANIMIDADE. na forma estabelecida pelo art.0000 Agravo de Instrumento Origem: 00105164420108220001 Porto Velho/RO (1ª Vara da Fazenda Pública) Agravante: Estado de Rondônia Procurador: Élcio de Sousa Araújo (OAB/RO 5.22. O Pleno deste Tribunal.

Demonstração de ambiente insalubre. Apelação não provida. porquanto tal ato não enseja a extinção do processo de execução. Condenação em honorários. Motivação. Cedência de servidor.2007. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . por motivos de conveniência e oportunidade. 3. por meio de laudo pericial produzido por perito médico do trabalho. 1. Ausência.735) Advogada: Ana Paula Gomes da Silva (OAB/RO 3.”. Não se logrando comprovar os fatos constitutivos.DJE. Assédio moral. a sua revogação. a qualquer momento.8.tj. por consequência. Ementa : Tributário.html sob o número 138 Ano 2012 .910/32. Matéria fática. Na rejeição da exceção de pré-executividade.253) Relatora: Juíza Duília Sgrott Reis (em substituição ao Desembarghador Gilberto Barbosa) Revisor: Desembargador Renato Mimessi Decisão :”POR UNANIMIDADE.104) e Luiz Gonçalo da Silva (OAB/MT 4. É inviável o manejo de exceção de pré-executividade baseada em alegações que necessitem de dilação probatória. cujo controle escapa ao Poder Judiciário. Data de distribuição :19/06/2012 Data do julgamento : 24/07/2012 0085641-34.2009. 6. é direito do servidor receber o adicional de insalubridade.419/06. se concretiza não havendo impugnação do auto de infração. adstrito unicamente a questões de ilegalidade. Dever de indenizar.265) Agravado: Estado de Rondônia Procuradores: Eder Luiz Guarnieri (OAB/RO 398B).318) Relator: Desembargador Renato Martins Mimessi Decisão :”POR UNANIMIDADE.0007 Apelação (Recurso Adesivo) Origem: 00856413420098220007 Cacoal/RO (2ª Vara Cível) Apelante/Recorrido: Estado de Rondônia Procuradores: Antônio das Graças Souza (OAB/RO 10B) e Jair Alves Batista (OAB/RO 61B) Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. bastando a relação de causalidade entre a ação ou omissão administrativa e o dano sofrido.22. sendo ato precário. Exclusão do pagamento. A cessão de servidor público. Apelação do Município de Espigão do Oeste provida parcialmente e do autor negada. Secretaria distinta da lotação de origem. constrangedoras. DAR PARCIAL PROVIMENTO AO RECURSO DO MUNICÍPIO DE ESPIGÃO DO OESTE/ RO E NEGAR PROVIMENTO AO DE FELIPE AGOSTIN GALLEGUILLOS RICO. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. O prazo prescricional de cinco anos para execução do crédito se inicia a partir de sua constituição definitiva e que.segunda-feira.ro.8. A Administração Pública tem responsabilidade de ordem objetiva pelos danos que seus agentes.596) Apelado/Apelante: Município de Espigão do Oeste/RO Procuradora: Elizabeta Balbinot (OAB/RO 1. nessa qualidade.143) e Luciano Alves de Souza Neto (OAB/RO 2. é incabível a condenação em honorários. N. Laudo pericial. em dever de indenizar. Advogados: Ivanilson Lucas Cabral (OAB/RO 1. Ementa : Apelação. 1º do Decreto n. Ementa : Apelação. Precedentes do STJ.0010 Apelação Origem: 00344414720078220010 Rolim de Moura/RO (1ª Vara Cível) Apelante: Estado de Rondônia Procurador: Luciano Brunholi Xavier (OAB/RO 550-A) Apelado: Luiz Alves Amorim Advogada: Florisbela Lima (OAB/RO 3. Inexistência de fato suspensivo da exigibilidade do crédito. Execução fiscal. Luiz Cláudio Vasconcelos Xavier de Carvalho (OAB/RO 1. Ato administrativo discricionário. Precedentes do STJ e desta Corte. sem necessidade de motivação. Adicional de insalubridade.0000 Agravo de Instrumento Origem: 00050792220108220001 Porto Velho1ª Vara de Execuções Fiscais e Precatórias Cíveis Agravante: Trescinco Distribuidora de Automóveis Ltda. repetitivas e prolongadas às quais são submetidos os trabalhadores no exercício de suas funções – usualmente quando há relação hierárquica – em que predominam condutas que ferem a dignidade humana a fim de desestabilizar a vítima em seu ambiente de trabalho. Prescrição quinquenal. 20. confere à Administração. Comprovado.”. não há que se falar em responsabilidade civil do Poder Público e. 5. iniludivelmente. Inviabilidade. Execução fiscal. Responsabilidade extracontratual do estado. Inteligência do art.br/autenticacao/validaDiario.22. Não comprovação. Data de distribuição :25/10/2011 Data do julgamento : 24/07/2012 0034441-47. Válida é a citação editalícia do contribuinte que muda de endereço sem comunicação do fisco. Exceção de préexecutidavade. (a) Belª Valeska Pricyla Barbosa Sousa Diretora do 2DEJUESP Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª Câmara Especial Data de distribuição :31/05/2012 Data do julgamento : 24/07/2012 0005070-92.RO 103 Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª Câmara Especial Data de distribuição :02/01/2012 Data do julgamento : 24/07/2012 0002024-42. O assédio moral caracteriza-se pelo conjunto de práticas humilhantes. 2.8. NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO. DAR PROVIMENTO PARCIAL AO RECURSO.22. que o ambiente de trabalho apresenta condições insalubres.0008 Apelação Origem: 00020244220108220008 Espigão do Oeste/RO (2ª Vara) Apelante/Apelado: Felipe Agostin Galleguillos Rico Advogada: Maria Emília Cazelli Gonçalves (OAB/RO 2.8.”. o que dispensaria a parte prejudicada de provar a culpa do Poder Público para que ocorra a reparação. Necessidade de dilação probatória.2010.gov. 4. 138/2012 . Direito administrativo. Auto de infração não impugnado.2012. causarem a terceiros. no termos do § 6º do artigo 37 da Constituição Federal. Impossibilidade.22. endereço: https://www2.005) Advogado: Rubens Vieira Lopes (OAB/RO 273) Relatora: Juíza Duília Sgrott Reis (em substituição ao Desembargador Gilberto Barbosa) Decisão :”POR UNANIMIDADE.138) Advogado: Lauro Franciele Silva Lopes (OAB/RO 1.

razoabilidade e proporcionalidade. Havendo prova da materialidade e de indícios suficientes da autoria.0000 Habeas Corpus Origem: 00003832420128220501 Porto Velho/1ª Vara de Delitos de Tóxicos Pacente/Impetrante: Oneir Dias Aparecida Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara de Delitos de Tóxicos da Comarca de Porto Velho .br/autenticacao/validaDiario. A quantificação da reparação dos danos deve observar os critérios pertinentes ao caso concreto.RO Relator: Desembargador Valter de Oliveira Decisão :”POR UNANIMIDADE. Ementa : Apelação.tj. Requisitos legais. Excesso. Liberdade provisória. deve ser minorado.8.”. Data de distribuição :05/07/2012 Data do julgamento : 19/07/2012 0006364-82. Impossibilidade.ro. Ementa : Habeas corpus. Elevada Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.22. DENEGAR A ORDEM. deve ser substituída a privativa de liberdade por restritivas de direitos. Gravidade concreta do delito ante a expressiva quantidade de droga apreendida. emerge para a Administração o dever de indenizá-lo pelos danos morais.”.22. Ementa : Lei de Tóxicos. Tráfico ilícito de drogas. DENEGAR A ORDEM. Percepção de remuneração do cargo efetivo mais percentual de cargo em comissão e representação. Possibilidade.0001 Apelação Origem: 00036663720118220001 Porto Velho/RO (1ª Vara da Fazenda Pública) Apelante: Ministério Público do Estado de Rondônia Apelado: Júlio César de Carvalho Advogados: Mirele Rebouças de Queiroz Jucá Lauton (OAB/ RO 3. não havendo que se falar em prejuízo ao erário municipal.419/06. Circunstâncias peculiares. Indenização.8. Ementa : Habeas corpus.”.gov. durante abordagem. Não configuração. impõe-se a manutenção da segregação cautelar. Requisitos da preventiva. uma vez presentes as condições autorizadoras.0000 Habeas Corpus Origem: 00066362820128220501 Porto Velho/1ª Vara de Delitos de Tóxicos Paciente: Lojiane Leal Rodrigues Impetrantes (Advogados): Jackson Chediak (OAB/RO 5. Circunstâncias judiciais favoráveis. acrescido da representação do cargo comissionado. A gravidade concreta do delito. Cumulação irregular de cargos. Minorante especial. a minorante prevista no § 4º do art. Diante da previsão legal específica. Humilhação. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. não configura a cumulação indevida de cargos públicos. evidenciada pela expressiva quantidade da droga apreendida. NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO.”.segunda-feira.8. licito é o recebimento da remuneração do cargo efetivo.0501 Decisão :”POR UNANIMIDADE. Servidor do IBAMA cedido ao município de Porto Velho. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Ação Civil Pública. autoriza a prisão preventiva para garantia da ordem pública.8. Pequena quantidade. Amparo legal. física e psicologicamente. endereço: https://www2.22. condição econômica das partes. A cessão do servidor por seu órgão de origem. Denegação da ordem. Inviabilidade. (a) Belª Valeska Pricyla Barbosa Sousa Diretora do 2DEJUESP Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª Câmara Especial Data de distribuição :21/05/2012 Data do julgamento : 24/07/2012 0003666-37.193) e Michel Fernandes Barros (OAB/RO 1. Tráfico.RO 104 Apelado/Recorrente: Samuel Crepaldi da Silva Advogados: Luís Ferreira Cavalcante (OAB/RO 2790) e Elisângela Falconi (OAB/RO 3852) Relator: Desembargador Renato Mimessi Revisor: Desembargador Walter Waltenberg Silva Junior Decisão :”POR UNANIMIDADE. para exercer suas atividades laborais noutro ente público. Requisitos da preventiva. 33 da Lei de Drogas deve ser aplicada em grau máximo. acrescido de 60% (sessenta por cento) do vencimento. grau de culpa do infrator. DAR PROVIMENTO PARCIAL AO RECURSO E NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO ADESIVO. (a) Belª Valeska Pricyla Barbosa Sousa Diretora do 2DEJUESP 1ª CÂMARA CRIMINAL Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 1ª Câmara Criminal Data de distribuição :11/04/2012 Data do julgamento : 05/07/2012 0012910-42.RO Relator: Desembargador Valter de Oliveira Decisão :”POR UNANIMIDADE. sobretudo quando as circunstâncias da prisão e prova testemunhal indicam o comércio ilícito. Substituição. Mostrando-se excessivo. bem como.”. Liberdade provisória.790) Relator: Desembargador Renato Mimessi Revisor: Desembargador Walter Waltenberg Silva Junior Decisão :”POR UNANIMIDADE. N. O fato de ser pequena a quantidade de droga apreendida em poder da ré é insuficiente para sustentar a tese absolutória ou desclassificatória do tráfico. mormente quando presentes os motivos autorizadores da prisão preventiva.169) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara de Delitos de Tóxicos da Comarca de Porto Velho . Ementa : Abordagem policial.2011. DAR PROVIMENTO PARCIAL À APELAÇÃO. Preenchimento. 138/2012 . Dano moral. Lei de Tóxicos. excederam-se e agrediram o autor injustamente. Agressão. Preenchidos os requisitos legais.000) e Soraia Silva de Sousa (OAB/RO 5.22. Grau máximo.DJE. Ressarcimento. como extensão do dano. Quantificação de reparação de danos morais. Data de distribuição :04/07/2012 Data do julgamento : 19/07/2012 0006236-62. Tráfico interestadual e associação para a comercialização de drogas. prevenção contra a reiteração da conduta. inviabilidade. Ausência de prejuízo ao erário.2011. Demonstrado que policiais militares.2012.html sob o número 138 Ano 2012 . Garantia da ordem pública.2012. Absolvição.

N.html sob o número 138 Ano 2012 . DAR PROVIMENTO PARCIAL À APELAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO.0014 Apelação Origem: 00041440620118220014 Vilhena/RO (1ª Vara Criminal) Apelante/Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Apelado/Apelante: Cleberson Janjacomo Defensora Pública: Élia Oliveira Mello (OAB/RO 351-B) Relator: Desembargador Valter de Oliveira Revisora: Desembargadora Zelite Andrade Carneiro Decisão :”POR MAIORIA. A fixação do grau máximo de elevação de pena em virtude do reconhecimento de majorantes exige fundamentação. a absolvição é medida que se impõe. Especial redutora. evidenciada pela expressiva quantidade de substância entorpecente apreendida.8.”. Absolvição. Denegação da ordem.22. mais substância entorpecente. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.520) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relator: Desembargador Valter de Oliveira Revisora: Desembargadora Zelite Andrade Carneiro Decisão :”POR UNANIMIDADE. Público: João Luis Sismeiro de Oliveira (OAB/RO 294) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relator: Desembargador Valter de Oliveira Revisora: Desembargador Zelite Andrade Carneiro Decisão :”POR UNANIMIDADE. Lei de Tóxicos. bem como.22. Preenchimento. Pena. e vice-versa. menor o grau redutor. Impossibilidade.0501 Apelação Origem: 00033533120118220501 Porto Velho/RO (1ª Vara de Delitos de Tóxicos) Apelante: Sebastião Rafael Oliveira Vieira Advogados: Marcos Vilela Carvalho (OAB/RO 084).22. Substituição. Possibilidade. Negativa de autoria.8. Justificativa. Pairando a mínima dúvida quanto à propriedade da substância entorpecente apreendida. cuja ausência impõe a desclassificação à sua forma simples. DAR PARCIAL PROVIMENTO À APELAÇÃO. Grau máximo.”. Data de distribuição :02/03/2012 Data do julgamento : 19/07/2012 0008121-97. Requisitos legais. Substituição. Ementa : Furto qualificado.DJE. Grau máximo.segunda-feira.”.2011. Testemunho de policiais. Data de distribuição :23/11/2011 Data do julgamento : 19/07/2012 0004144-06. DAR PROVIMENTO À APELAÇÃO DE SAIMO EWERTON DE ARAÚJO DA SILVA E DAR PROVIMENTO PARCIAL ÀS APELAÇÕES DE JAIRA LOPES FEITOSA E HARRISON LUCAS LIMA GUIMARÃES.0501 Apelação Origem: 00081219720118220501 Porto Velho/RO . a substituição por restritivas de direitos é medida impositiva. por si só. DAR PROVIMENTO À APELAÇÃO. Data de distribuição :16/11/2011 Data do julgamento : 19/07/2012 0003353-31. Tráfico de drogas. Ementa : Lei de Tóxicos. é imprescindível o exame de corpo de delito. é insuficiente para impedir a aplicação do redutor especial de pena previsto no §4º do art. DAR PROVIMENTO PARCIAL À APELAÇÃO DE CLEBERSON JANJACOMO. POR UNANIMIDADE. Inviabilidade. a aplicação da minorante no grau máximo é direito do réu e. VENCIDA A DESEMBARGADORA IVANIRA FEITOSA BORGES. a minorante prevista no §4º do art. Ementa : Lei de Tóxicos. contudo. sobremodo por sugerir o elevado potencial de disseminação da droga. Desclassificação. uma vez presentes as condições autorizadoras. a elevada quantidade determina o grau em que deve ser reduzida a pena.Fórum Criminal (1ª Vara de Delitos de Tóxicos) Apelante: Jaira Lopes Feitosa e outro(a/s) Advogadas: Maria da Conceição Souza Vera (OAB/RO 573) e Samara Nascimento Soares Silva (OAB/RO 590E) Apelante: Saimo Ewerton de Araújo da Silva Defensor Público: João Luis Sismeiro de Oliveira (OAB/RO 294) Apelante: Harrison Lucas Lima Guimarães Defensor Público: João Luis Sismeiro de Oliveira (OAB/RO 294) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relator: Desembargador Valter de Oliveira Revisora: Desembargadora Zelite Andrade Carneiro Decisão :”POR UNANIMIDADE. Adriana Nobre Belo Vilela (OAB/RO 4. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.8. o fato de haver sido apreendida cerca de 2.0501 Apelação Origem: 00081651920118220501 Porto Velho/RO (1ª Vara de Delitos de Tóxicos) Apelante: Andresson Neves da Silva Def. Preenchidos os requisitos legais. Pena inferior a 4 anos. E.4kg de substância tóxica em poder do réu.tj. Circunstâncias judiciais favoráveis. Redução ao percentual mínimo. Exclusão.22.2011. 33 da Lei de Tóxicos a que tem direito. O testemunho de policial que se mostra coerente com os demais elementos de prova é idôneo e suficiente para fundamentar decreto condenatório. Circunstâncias judiciais favoráveis.br/autenticacao/validaDiario. 33 da Lei de Drogas deve ser aplicada em grau máximo. endereço: https://www2. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . sem a qual há de ser aplicada no mínimo legal. (a) Belª Zilda Guimarães de Araújo Diretora do 1DEJUCRI Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 1ª Câmara Criminal Data de distribuição :24/02/2012 Data do julgamento : 19/07/2012 0008165-19. deve ser substituída a privativa de liberdade por restritiva de direitos. Redução. Inexistência. Quantidade elevada.gov.408) e Orlando Ferreira Rolim Neto (OAB/RO 1. Percentual máximo.419/06. 138/2012 . ou seja. Validade. Arrombamento. sobretudo quando a negativa de autoria apresenta-se divorciada do conjunto probatório. restando a pena abaixo de 4 anos. Gravidade concreta.2011. como é o caso de arrombamento. autoriza a prisão preventiva para garantia da ordem pública. Ausência. Absolvição.RO 105 quantidade de droga apreendida.”. A gravidade concreta do delito.ro. Uma vez preenchidos os requisitos legais. Preenchidos os requisitos legais. Exame de corpo de delito. Negativa de autoria.8. Pena-base mínima. Possibilidade.2011. Redutora especial. Tráfico. Minorante especial. Tráfico. Duas causas de aumento. Dúvida. Nos delitos que deixam vestígios.

não há se falar em constrangimento ilegal na prisão. Havendo prova da materialidade e robustos indícios a sustentarem a autoria da traficância. a aplicação da minorante no grau máximo é direito do réu e. Data da prisão da nova condenação.ro. Ementa : Lei de Tóxicos. a desclassificação é medida que se impõe. 28. Prisão em preventiva. Negativa de autoria. Com a superveniência de nova condenação durante a execução da pena.br/autenticacao/validaDiario.8. Procedência. Prova. Desclassificação.0000 Agravo de Execução Penal Origem: 00307074120058220501 Porto Velho/RO (1ª Vara de Execuções e Contravenções Penais) Agravante: Ministério Público do Estado de Rondônia Agravado: Ricardo da Costa Pereira Defensor Público: Constantino Gorayeb Neto (OAB/RO 60) Relator: Desembargadora Ivanira Feitosa Borges Decisão :”POR UNANIMIDADE.22. Prova robusta. inclusive. Comutação de pena.2012. Nova condenação no curso da execução. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.2012. Data de distribuição :27/04/2012 Data do julgamento : 19/07/2012 0012858-46.343/06.”. 7. “. DAR PROVIMENTO AO AGRAVO. Pequena quantidade. Substituição. Liberdade provisória. Data de distribuição :02/04/2012 Data do julgamento : 19/07/2012 0002807-87. Circunstâncias judiciais favoráveis. Preenchidos os requisitos legais. Penabase mínima. Especial redutora.2011. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . quando comprovado que a droga se destinava ao comércio e não ao próprio uso do portador. Veículo apreendido. Data de distribuição :09/03/2012 Data do julgamento : 19/07/2012 0011080-41.”. Ementa : Apelação criminal. Inadmite-se a desclassificação do delito de tráfico de substância entorpecente para a conduta descrita no art. Custódia justificada. Tráfico de entorpecentes. 138/2012 . VENCIDA A RELATORA. Absolvição. 11.2011.gov.8.html sob o número 138 Ano 2012 . Tráfico de entorpecente.420/2010. caput.139) Advogada: Maria Anabela Paz de Veloso (OAB/RO 668-E) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relatora Originária: Desembargadora Zelite Andrade Carneiro Revisora e Relatora p/ o Acórdão: Desembargadora Ivanira Feitosa Borges Decisão :”POR MAIORIA. Medida impositiva. DAR PROVIMENTO AO AGRAVO. N. Inadmissibilidade. Materialidade e autoria.RO Relatora: Desembargadora Ivanira Feitosa Borges Decisão :”ORDEM DENEGADA À UNANIMIDADE.22. Data de distribuição :02/07/2012 Data do julgamento : 19/07/2012 0006156-98.segunda-feira.0501 Apelação Origem: 00128584620118220501 Porto Velho/RO (1ª Vara de Delitos de Tóxicos) Apelante: Rudson Rodrigues Gomes Advogado: Gilvane Veloso Marinho (OAB/RO 2. A manutenção da custódia também encontra justificativa na necessidade de garantia da ordem pública. Diante da fragilidade do conjunto probatório a respeito do crime de tráfico. da LF n. aplicandose o tempo de remição no cômputo da pena já cumprida.tj. endereço: https://www2. que dependerá de novo cálculo baseado na soma das penas restantes a serem cumpridas. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.0501 Apelação Origem: 00110804120118220501 Porto Velho/RO (1ª Vara de Delitos de Tóxicos) Apelante/Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Apelada/Apelante: Rutiléia de Souza Vieira Defensor Público: João Luís Sismeiro de Oliveira(OAB/ RO294) Relator: Desembargador Valter de Oliveira Revisora: Desembargadora Zelite Andrade Carneiro Decisão :”POR UNANIMIDADE. Decreto n.22.2012. Posse para consumo próprio. (a) Belª Zilda Guimarães de Araújo Diretora do 1DEJUCRI Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 1ª Câmara Criminal Data de distribuição :01/03/2012 Data do julgamento : 19/07/2012 0001669-85. Restituição.0000 Habeas Corpus Origem: 00062006920128220501 Porto Velho/RO (1ª Vara de Delitos de Tóxicos) Paciente: Euromar Albino dos Santos Impetrante: José Haroldo de Lima Barbosa (OAB/RO 658-A) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara de Delitos de Tóxicos da Comarca de Porto Velho . Grau máximo.0000 Agravo de Execução Penal Origem: 01307586820068220002 Ariquemes/RO (2ª Vara Criminal) Agravante: Ministério Público do Estado de Rondônia Agravado: Halisson de Deus Farias Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia Relatora: Desembargadora Ivanira Feitosa Borges Decisão :”POR UNANIMIADE. seja por crime anterior ou posterior. Desclassificação. A negativa de autoria que se apresenta divorciada do conjunto probatório não merece credibilidade e nem se presta a consubstanciar uma absolvição.”.8. fica interrompida a contagem do prazo para a concessão do benefício da progressão de regime prisional. Fragilidade. 7. desencadeando.DJE. Prova suficiente.419/06. DAR PARCIAL PROVIMENTO À APELAÇÃO. Pena inferior a 4 anos. Ementa : Agravo de execução. DAR PROVIMENTO À APELAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO E DAR PROVIMENTO PARCIAL À APELAÇÃO DE RUTILÉIA DE SOUZA VIEIRA. Viabilidade. Ementa : Habeas corpus.8. somada à pequena quantidade de substância tóxica apreendida e à confissão do agente em ambas as etapas processuais de que portava a droga para uso próprio.RO 106 Ementa : Lei de Tóxicos. tendo como termo inicial a data da prisão da nova condenação. Tráfico. Nos termos do Decreto n.420/2010. Tráfico.8. Garantia da ordem pública. ficando a pena abaixo de 4 anos. tendo em vista os malefícios que o tráfico de drogas traz ao meio social.”.22. Ementa : Agravo de execução. a ocorrência de outros delitos. Termo inicial para contagem do prazo. a comutação de pena deve ser calculada sobre a totalidade da condenação. Impossibilidade. a substituição por restritivas de direitos é medida impositiva. Recurso ministerial.22.

”. a pena imposta não importará em reincidência e nem poderá gerar mau antecedente. 33 da Lei de Drogas no seu grau máximo quando preenchidos todos os requisitos legais. Violência e grave ameaça inexistente.8. Data de distribuição :11/04/2012 Data do julgamento : 19/07/2012 0013764-36. Mínimo. Sendo pequena a quantidade de substância apreendida. Especial redutora. a aplicação da minorante no grau máximo é direito do réu e. Data de distribuição :11/05/2011 Data do julgamento : 19/07/2012 0017366-74. Quantidade pequena. Preenchimento. Ementa : Desclassificação de Latrocínio para roubo impróprio. estando a pena abaixo de 4 anos. devendo ser priorizada a intenção do agente. Porte para uso.2011. endereço: https://www2.0501 Apelação Origem: 00173667420078220501 Porto Velho/RO (2ª Vara Criminal) Apelante: Anderson Nonato Rodrigues Defensor Público: Constantino Gorayeb Neto (OAB/RO 60) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relatora: Desembargadora Ivanira Feitosa Borges Revisor: Desembargador Valter de Oliveira Decisão :”POR UNANIMIDADE. Autoria. Maus antecedentes.22. Configura-se o crime de furto.”. Grau máximo. NEGAR PROVIMENTO À APELAÇÃO DE PAULO DA SILVA FERREIRA E DAR PARCIAL PROVIMENTO À APELAÇÃO DE MARIA ANTÔNIA MATIAS LIMA DE PAULA. A confissão do réu em harmonia com o conjunto probatório é suficiente para alicerçar o decreto condenatório quanto ao crime de estupro. por si só. Circunstâncias judiciais ínsitas ao tipo. Impossibilidade.gov. Tráfico. Uma vez aceita a transação penal pelo acusado. Preenchidos os requisitos legais.”.RO 107 A restituição de veículo apreendido é viável.0501 Apelação Origem: 00137643620118220501 Porto Velho/RO (1ª Vara de Delitos de Tóxicos) Apelante: Djair Marinho Gomes Defensor Público: João Luís Sismeiro de Oliveira (OAB/RO 294) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relator: Desembargador Valter de Oliveira Revisora: Desembargadora Zelite Andrade Carneiro Decisão :”POR UNANIMIDADE. Negativa divorciada das provas. Dolo dirigido à subtração e ao evento morte.0501 Apelação Origem: 00031601620118220501 Porto Velho/RO (1ª Vara de Delitos de Tóxicos) Apelante: Paulo da Silva Ferreira Advogado: Hélio Silva de Melo Júnior (OAB/RO 958) Apelante: Maria Antônia Matias Lima de Paula Defensor Público: João Luís Sismeiro de Oliveira (OAB/RO 294) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relator: Desembargador Valter de Oliveira Revisora: Desembargadora Zelite Andrade Carneiro Decisão :”POR UNANIMIDADE. Circunstâncias judiciais ínsitas ao fato típico. Minorante especial.2011. Inviabilidade. NEGAR PROVIMENTO ÀS APELAÇÕES.”.22. Cai por terra a negativa de autoria que se apresenta divorciada do conjunto probatório. caracteriza o latrocínio. Natureza.br/autenticacao/validaDiario. Absolvição. quando não há emprego de violência e a grave ameaça para a subtração do bem.2007.0015 Apelação Origem: 00011925120118220015 Guajará-Mirim/RO (2ª Vara Criminal) Apelante: Alessandra Batista de Souza e outro(a/s) Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relatora: Desembargadora Ivanira Feitosa Borges Revisor: Desembargador Valter de Oliveira Decisão :”POR UNANIMIDADE. Data de distribuição :08/11/2011 Data do julgamento : 19/07/2012 0001192-51. é insuficiente para impedir a aplicação da especial redutora prevista no § 4º do art. Requisitos. a substituição por restritivas de direitos é medida impositiva.8. Grau máximo.DJE.8. Pena inferior a 4 anos. Tráfico.tj.ro. Ementa : Apelação. mediante violência consistente em dar uma gravata na vítima e sufocá-la.html sob o número 138 Ano 2012 . Irrelevância. DAR PARCIAL PROVIMENTO À APELAÇÃO. Substituição.22. Furto caracterizado.0501 Apelação Origem: 00000908820118220501 Porto Velho/RO (1ª Vara de Delitos de Tóxicos) Apelante: Francisco Aguinaldo da Silva Guedes Defensor Público: João Luis Sismeiro de Oliveira (OAB/RO 294) Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Pena-base. Data de distribuição :07/11/2011 Data do julgamento : 19/07/2012 0000090-88. Ementa : Lei de Tóxicos.2011. Transação penal. Imputação de Furto. Impossibilidade. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Redução. DAR PARCIAL PROVIMENTO À APELAÇÃO. a natureza diversa. Condenação por Roubo. Conjunto probatório harmônico. Pena-base no mínimo.22. Estupro. pois evidenciado a vontade do acusado (dolo) de executar o roubo em concurso de agentes. Desclassificação. (a) Belª Zilda Guimarães de Araújo Diretora do 1DEJUCRI Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 1ª Câmara Criminal Data de distribuição :28/10/2011 Data do julgamento : 12/07/2012 0003160-16. Quantidade relativamente substancial.419/06.2011. Circunstâncias judiciais favoráveis.22. sabendo que tinha problemas respiratórios (asma). Versão divorciada do conjunto probatório.8.segunda-feira. A posse de 67 doses individuais de cocaína caracteriza o porte para o comércio. Impossibilidade. em detrimento do resultado.8. o que afasta definitivamente a tese desclassificatória que se mostra divorciada do conjunto probatório. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . N. 138/2012 . ao legítimo proprietário. quando não houver prova de que o bem fosse utilizado para o tráfico ou adquirido com dinheiro proveniente da mercancia de drogas. Inviabilidade. Ementa : Lei de Tóxicos.

Manutenção da Prisão Cautelar. Dupla valoração. Concurso agravante e atenuante. pois necessário o acautelamento da ordem pública. no caso. Posse ilegal de arma de fogo.0000 Habeas Corpus Origem: 00079423220128220501 Porto Velho/RO (1ª Vara de Delitos de Tóxicos) Paciente: José Clodomir Rocha da Silva Guimarães Impetrante (Advogado): Arcelino Leon (OAB/RO 991) Advogada: Lauri Elói Beutler (OAB/RO 5. Suspeita. NEGAR PROVIMENTO À APELAÇÃO DE ADEILTON CORREIA DA SILVA NOS TERMOS DO VOTO DA RELATORA. Furto. VENCIDA A RELATORA APENAS QUANTO AO RECONHECIMENTO DO PRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA.”.gov. Negativa de autoria.”.419/06. LAVRARÁ O ACÓRDÃO O DESEMBARGADOR CÁSSIO RODOLFO SBARZI GUEDES.RO 108 Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relator: Desembargador Valter de Oliveira Revisora: Desembargadora Zelite Andrade Carneiro Decisão :”POR UNANIMIDADE.2010. foi descoberta no interior da residência. Ementa : Apelação criminal. Inexistência. especialmente quando o agente demonstra capacidade financeira para adquiri-la e. Absolvição. Estando presentes os indícios suficientes de autoria e de materialidade dos delitos de posse ilegal de arma de fogo e posse de apetrecho para preparo da droga. Emprego na prática de crime. Reincidência.”. Ementa : Apelação criminal.html sob o número 138 Ano 2012 . 2ª CÂMARA CRIMINAL Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª Câmara Criminal Data de distribuição :04/07/2011 Data do julgamento : 18/07/2012 0004264-95.22.0007 Apelação Origem: 00091140720108220007 Cacoal/RO (1ª Vara Criminal) Apelante: Allison Lino da Silva Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relator: Desembargador Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes Revisora: Desembargadora Marialva Henriques Daldegan Bueno Decisão :”POR UNANIMIDADE.8. Posse de apetrecho para preparo da droga. Impossibilidade. A simples suspeita de que a motocicleta pertencente ao réu é empregada ao tráfico de drogas é insuficiente para autorizar o confisco e muito menos a perda de que tratam a Constituição Federal e o art.22. sobretudo quando a negativa de autoria apresenta-se divorciada do conjunto probatório e uma das testemunhas presenciou a apreensão da substância tóxica escondida na residência do réu.br/autenticacao/validaDiario. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .22.”. constrangimento ilegal. Validade. Ementa : Apelação Criminal. envolvido em vários crimes contra o patrimônio. Insuficiência de provas. Inviável a redução da pena base quando evidenciado nos autos a péssima conduta social do réu. Capacidade financeira para aquisição. Testemunho de policiais. Comprovação. quando tal veículo está totalmente desvinculado da apreensão da substância entorpecente que. DAR PARCIAL PROVIMENTO À APELAÇÃO. 63 da Lei de Tóxico. Inviabilidade. assim.RO Relator: Desembargador Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes Decisão :”POR UNANIMIDADE. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Impossibilidade. Inexistência. DENEGAR A ORDEM NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.22. Ordem Denegada. sobretudo. Data de distribuição :09/04/2012 Data do julgamento : 25/07/2012 0009114-07. Ementa : Habeas Corpus. N. Garantia da Ordem Pública. (a) Belª Zilda Guimarães de Araújo Diretora do 1DEJUCRI Data de distribuição :29/06/2012 Data do julgamento : 25/07/2012 0006095-43. ainda mais quando o paciente já ostenta condenação anterior por crimes do Sistema Nacional de Armas. Princípio da insignificância. Necessidade. DAR PARCIAL PROVIMENTO AO APELO MINISTERIAL. Possibilidade.segunda-feira. NEGAR PROVIMENTO À APELAÇÃO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. Furto. não configurando. Data de distribuição :26/01/2012 Data do julgamento : 25/07/2012 0012408-83. Maus antecedentes.2009. Ordem denegada. Redução. Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia Relatora originária: Desembargadora Marialva Henriques Daldegan Bueno Relator p/ o acórdão: Desembargador Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes Decisão :”POR MAIORIA.8. Liberação.2010. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.tj. Tráfico. POR UNANIMIDADE. Antecedentes e agravante. A reincidência não impede a aplicação do princípio da insignificância quando a conduta delitiva não tenha colocado em risco valores fundamentais da sociedade.0010 Apelação Origem: 00042649520108220010 Rolim de Moura/RO (1ª Vara Criminal) Apte/Apdo: Ministério Público do Estado de Rondônia Apdo/Apte: Adeilton Correia da Silva Def.”. O testemunho de policial que se mostra coerente com os demais elementos de prova é idôneo e suficiente para fundamentar decreto condenatório. Veículo.2012. Ementa : Lei de Tóxicos. Pena. NEGAR PROVIMENTO À APELAÇÃO NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.0013 Apelação Origem: 00124088320098220013 Cerejeiras/RO (1ª Vara) Apelante: Jhones Claiton Domingos Defensor Público: Manoel Elias de Almeida (OAB/RO 208) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relator: Desembargador Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes Revisora: Desembargadora Marialva Henriques Daldegan Bueno Decisão :”POR UNANIMIDADE. esta prepondera sobre aquela.DJE. Furto.8.8. Preponderância. a manutenção da prisão cautelar é medida que se impõe.047) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara de Delitos de Tóxicos da Comarca de Porto Velho . Crime continuado. Impossibilidade. endereço: https://www2. No concurso entre a atenuante da confissão espontânea e a agravante da reincidência. Trânsito em julgado único. 138/2012 .ro. Absolvição. Reincidência. Perda. Princípio da insignificância.

As condições favoráveis não obstam a segregação cautelar. Medida diversa da prisão. Substituição de fotografia em documento de identidade alheia. apreendida por falta de comprovação da procedência.044) Advogada: Dallete Passos de Souza (OAB/RO 567-E) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Machadinho d’Oeste/RO Relator: Desembargador Valter de Oliveira Decisão :”POR UNANIMIDADE. de posse dos autos do inquérito policial. Apreensão de madeira destinada à comercialização sem o comprovante de procedência. Constitui constrangimento ilegal a prisão preventiva decretada por ocasião do deferimento de diligência imprescindíveis requeridas pelo Ministério Público. DAR PARCIAL PROVIMENTO À APELAÇÃO. Ementa : Mandado de segurança.”. (a) Belª Maria Socorro Furtado Marques Diretora do 2DEJUCRI Decisão :”POR UNANIMIDADE.22. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Data de distribuição :01/04/2011 Data de redistribuição :02/01/2012 Data do julgamento : 25/07/2012 0054460-15. Impossibilidade. Condições pessoais favoráveis. Viabilidade para evitar o perecimento.0000 Mandado de Segurança Origem: 00003753820128220019 Machadinho d’Oeste/RO (1ª Vara Criminal) Impetrante: Madeireira Ibiraçu Ltda Advogado: Paulo Cezar Rodrigues de Araujo (OAB/RO 3.8. o que atende à Recomendação n.2012.8. tenha oferecido denúncia por não vislumbrar elementos mínimos para tanto. Agnaldo Muniz (OAB/RO 258-B) e Antônio Francelino dos Santos (OAB/RO 366-A) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relator: Desembargador Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes Revisora: Desembargadora Marialva Henriques Daldegan Bueno Decisão :”POR UNANIMIDADE.022) Impetrado: Juízo de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Ariquemes/RO Relator: Juiz Francisco Borges Ferreira Neto (em subst.0000 Habeas Corpus Origem: 00040904220128220002 Ariquemes/RO (2ª Vara Criminal) Paciente: Leandro Lucena de Souza Impetrante: Célio Soares Cerqueira (OAB/RO 3.segunda-feira. devendo o réu ser absolvido por não se denotar na conduta nenhum tipo de ofensividade ou potencial perigo de dano ao bem jurídico tutelado. Não se mostra ilegal ou abusiva a decisão de autoridade judiciária que determina a venda antecipada de madeira de diversas essências florestais.tj. Acessório.2009.8. Depósito do montante apurado em conta bancária remunerada. Lesividade potencial.br/autenticacao/validaDiario.790) Impetrante: Eizalmar Heliana Ribeiro (OAB/MG 50. Ementa : Apelação criminal.ro. tratando-se de providência que visa evitar a depreciação pela falta de manutenção e ausência de depósito que viabilize a preservação durante o curso do processo. N.0007 Apelação Origem: 00544601520098220007 Cacoal/RO (2ª Vara Criminal) Apelante: Josimar Alves da Silva Advogados: Renilson Mercado Garcia (OAB/RO 2.RO 109 Inviável a aplicação do princípio da insignificância ao crime quando não verificado o valor insignificante da conduta do agente que pratica três furtos em continuidade delitiva. A apreensão de munição não representa risco concreto quando ausente artefato necessário para produzir o resultado.22. (a) Belª Zilda Guimarães de Araújo Diretora do DEJUCRI Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS 2ª Câmara Criminal Data de distribuição :15/06/2012 Data do julgamento : 25/07/2012 0005642-48. 138/2012 . sem que este.22. devendo o produto arrecadado com a venda ser depositado em conta bancária remunerada à disposição do Juízo. Inviável a redução da pena-base ao mínimo legal quando constatado o registro de maus antecedentes. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .gov. endereço: https://www2. Posse irregular de munição de uso restrito. Ementa : Prisão preventiva.419/06. Venda antecipada.730). CONCEDER PARCIALMENTE A SEGURANÇA. mas repercutem no exame da possibilidade de se aplicar medida diversa da prisão preventiva ao agente investigado em envolvimento com organização criminosa associada para o tráfico.DJE. Falsificação de documento público. ao Desembargador Daniel Ribeiro Lagos) Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Bem jurídico sob tutela. 30 do Conselho Nacional de Justiça.182) Advogado: Neilton Messias dos Santos (OAB/AC 2.html sob o número 138 Ano 2012 . A substituição de fotografia em documento de identidade de terceiro tipifica o crime de falsificação de documento público quando idônea e comprovada a autoria delitiva. Previsão legal.407) Advogada: Nubia Piana de Melo (OAB/RO 5.”. Associação para o tráfico. Maus antecedentes. Crime ambiental. (a) Belª Maria Socorro Furtado Marques Diretora do 2DEJUCRI CÂMARAS CRIMINAIS REUNIDAS Data: 27/07/2012 PUBLICAÇÃO DE ACÓRDÃOS Câmaras Criminais Reunidas Data de distribuição :18/04/2012 Data de redistribuição :25/06/2012 Data do julgamento : 20/07/2012 0003336-09. Redução da pena base. Falsificação idônea. NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.”. CONCEDER A ORDEM NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR.2012.

Raduan Miguel Filho (Substituído pelo Juiz Glodner Luiz Pauletto) Revisor: Des.8.br/autenticacao/validaDiario.22. Representado por sua mãe M.gov.22. 138/2012 .0001 SDSG Apelação Origem. Sansão Saldanha Revisor: Des. J.Fórum Cível/8ª Vara Cível Relator: Des. 00010094420108220006 Presidente Médici/1ª Vara Cível Relator: Des. endereço: https://www2. 00001602019978220009 Pimenta Bueno/1ª Vara Criminal Relator: Des. Sansão Saldanha Apelante: Joselli da Silva Eleoterio Advogado: Carlos Alberto Vieira da Rocha (OAB/RO 4741) Advogado: Nelson Vieira da Rocha Júnior (OAB/RO 3765) Apelado: Banco Bonsucesso S.segunda-feira. M.0006 SDSG Apelação Origem.2012. A.tj.DJE. 02459850720098220001 Porto Velho .CERON Advogada: Ivone de Paula Chagas Sant’Ana (OAB/RO 1114) Advogado: Ubirajara Rodrigues Nogueira de Rezende (OAB/ RO 1571) Apelada: GSG Engenharia Ltda Advogado: Mohamad Hijazi Zaglhout (OAB/RO 2462) Advogado: Vinicius Jácome dos Santos Júnior (OAB/RO 3099) Distribuição por Sorteio 0016855-19. 00199563020118220001 Porto Velho . 00196848920098220006 Presidente Médici/1ª Vara Cível Relator: Des.8. Raduan Miguel Filho Representante da OAB : Marcos Antônio Araújo do Santos (OAB/RO 846) PRESIDÊNCIA 0007063-73. de O. Representada por sua mãe M. Raduan Miguel Filho (Substituído pelo Juiz Glodner Luiz Pauletto) Revisor: Des.2009. de O. Sansão Saldanha Apelante: Agnaldo Lube Advogado: Nelson Vieira da Rocha Júnior (OAB/RO 3765) Advogado: Carlos Alberto Vieira da Rocha (OAB/RO 4741) Apelado: Banco Santander Brasil S/A Distribuição por Sorteio Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.0001 SDSG Apelação Origem.0001 SDSG Apelação Origem.ro. de O. Raduan Miguel Filho (Substituído pelo Juiz Glodner Luiz Pauletto) Revisor: Des. Advogado: William Batista Nesio (OAB/RO 4950) Advogado: Celso Henrique dos Santos (OAB/MG 110394) Advogada: Tatiana Feitosa da Silveira (OAB/RO 4733) Advogado: Fábio Luiz de Oliveira e Ferreira (OAB/MG 63816) Advogada: Nara Patrícia da Silva (OAB/MG 109936) Advogado: Márcio Barroca Silveira (OAB/MG 74181) Advogado: Jaques Tiago da Silva Colares (OAB/MG 127624) Distribuição por Sorteio 0001009-44. J. 00168551920108220001 Porto Velho .Fórum Cível/1ª Vara Cível Relator: Des.8.html sob o número 138 Ano 2012 . N. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . M.8.2010. Sansão Saldanha Apelante: Flávia Ronchi da Silva Advogada: Flávia Ronchi da Silva (OAB/RO 2738) Apelada: H.2010. Sansão Saldanha Apelante: Seguradora Lider dos Consórcios do Seguro Dpvat S/A Advogada: Lucimar Cristina Gimenez Cano (OAB/MS 6611) Advogado: Paulo Vinício Porto de Aquino (OAB/RO 2723) Advogado: Rodrigo Mari Salvi (OAB/RO 4428) Advogada: Luciana Veríssimo Gonçalves (OAB/MS 8270) Apelado: José Carlos Custódio Advogada: Elisangela de Oliveira Teixeira Miranda (OAB/RO 1043) Advogado: Luiz Carlos Barbosa Miranda (OAB/RO 2435) Distribuição por Sorteio 0019684-89. C. Moreira Chagas Revisor: Des. Raduan Miguel Filho (Substituído pelo Juiz Glodner Luiz Pauletto) Apelante: Google Brasil Internet Ltda Advogado: Eduardo Luiz Brock (OAB/SP 91311) Advogado: Daniel Penha de Oliveira (OAB/RO 3434) Advogada: Tereza Mellin Gimenes (OAB/SP 223037) Advogada: Fabiana Regina Siviero (OAB/SP 147715) Apelada: Maricelia Rios Cavalcante Advogada: Fabiane Martini (OAB/RO 3817) Advogado: João Bosco Vieira de Oliveira (OAB/RO 2213) Advogado: Hosanilson Brito Silva (OAB/RO 1655) Advogado: Francisco Ricardo Vieira Oliveira (OAB/RO 1959) Advogada: Risolene Eliane Gomes da Silva Pereira (OAB/RO 3963) Advogada: Viviane Helena Vizzotto Vieira dos Santos (OAB/ RO 4481) Advogado: Eylleen Pereira de Andrade Soares (OAB/RO 1921) Distribuição por Sorteio 0014369-27.RO 110 DEPARTAMENTO DE DISTRIBUIÇÃO Poder Judiciário do Estado de Rondônia Ata de Distribuição .8. 00073452720118220007 Cacoal/1ª Vara Cível Relator: Des. M.419/06.8.8. de O.0001 SDSG Apelação Origem.2011. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.Data : 26/07/2012 Vice-Presidente : Des.22. Moreira Chagas Apelante: Centrais Elétricas de Rondônia S/A .0006 SDSG Apelação Origem.22.2009.22. Roosevelt Queiroz Costa Requerente: Jocicleide Vieira do Nascimento Advogada: Joozi Amanda Priscila Olsen Notário Guaitolini (OAB/RO 3744) Requerente: Elielton Rodrigues da Silva Advogada: Joozi Amanda Priscila Olsen Notário Guaitolini (OAB/RO 3744) Requerido: Município de Cacoal RO Procuradora: Késia Mábia Campana (OAB/RO 2269) Procurador: Valério César Milani e Silva (OAB/RO 3934) Distribuição por Sorteio 1ª CÂMARA CÍVEL 0245985-07. Advogado: Luiz Carlos Barbosa Miranda (OAB/RO 2435) Advogada: Elisangela de Oliveira Teixeira Miranda (OAB/RO 1043) Apelado: L.2011.Fórum Cível/1ª Vara Cível Relator: Des. M.0000 Precatório Origem. Advogado: Luiz Carlos Barbosa Miranda (OAB/RO 2435) Advogada: Elisangela de Oliveira Teixeira Miranda (OAB/RO 1043) Distribuição por Sorteio 0019956-30.22.22.

Fórum Cível/4ª Vara Cível Relator: Des. Raduan Miguel Filho (Substituído pelo Juiz Glodner Luiz Pauletto) Revisor: Des. 00054565620118220001 Porto Velho .html sob o número 138 Ano 2012 . N. endereço: https://www2.2012.22. 00096142320128220001 Porto Velho .8.Fórum Cível/5ª Vara Cível Relator: Des.0001 SDSG Apelação Origem.22.8. Sansão Saldanha Agravante: Arcon Construções Ltda Advogado: João Batista Santiago (OAB/RJ 70423) Advogada: Miesi Lúcia Haertel (OAB/RJ 40485) Agravante: Sergio Moacir Fraga Advogado: João Batista Santiago (OAB/RJ 70423) Advogada: Miesi Lúcia Haertel (OAB/RJ 40485) Agravante: Lucy Mary da Silva Mendanha Advogado: João Batista Santiago (OAB/RJ 70423) Advogada: Miesi Lúcia Haertel (OAB/RJ 40485) Agravante: Otavio Augusto Mesquita Aguiar Advogado: João Batista Santiago (OAB/RJ 70423) Advogada: Miesi Lúcia Haertel (OAB/RJ 40485) Agravado: Marcos Alaor Diniz Grangeia Agravada: Geisa Valeria Soato Marin Diniz Grangeia Agravado: Alexandre Miguel Agravada: Ligia Pasini Miguel Distribuição por Sorteio 0007079-27.br/autenticacao/validaDiario.0002 SDSG Apelação Origem.gov.2010. 00121608020108220014 Vilhena/4ª Vara Cível Relator: Des.0001 SDSG Apelação Origem.22. Moreira Chagas Apelante: Itanel Vitorino dos Santos Advogado: Humberto Alencar Dickel de Souza (OAB/RO 1678) Apelada: Fenix Factoring Fomento Mercantil Ltda Advogada: Joselia Valentim da Silva (OAB/RO 198) Advogada: Verônica Fátima Brasil dos Santos Reis Cavalini (OAB/RO 1248) Distribuição por Sorteio 0007081-94.8.22.0000 Agravo de Instrumento Origem.22. Moreira Chagas Apelante: Banco BMG S/A Advogado: Felipe Gazola Vieira Marques (OAB/MG 76696) Advogado: Israel Augusto Alves Freitas da Cunha (OAB/RO 2913) Apelada: Maria de Nazare do Nascimento Advogada: Aline Daros Ferreira (OAB/RO 3353) Distribuição por Sorteio 0018531-02.419/06. 00011458220128220002 Ariquemes/4ª Vara Cível Relator: Des.RO 111 0022770-49.2012. Moreira Chagas Revisor: Des. 00021167020128220001 Porto Velho . Sansão Saldanha Revisor: Des.2011.0000 Agravo de Instrumento Origem.8.22.0001 SDSG Apelação Origem. Moreira Chagas Agravante: Floripes de Melo Tolosa Advogado: Estevan Soletti (OAB/RO 3702) Advogada: Rayanna de Souza Louzada Neves (OAB/RO 574E) Advogado: Jânio José Machado de Queiroz Junior (OAB/RO 728E) Agravado: João Mariano Neto Advogado: Roberley Rocha Finotti (OAB/RO 690) Advogado: Josafá Lopes Bezerra (OAB/RO 3165) Distribuição por Sorteio 0007069-80.Fórum Cível/5ª Vara Cível Relator: Des.8.2012. Sansão Saldanha Revisor: Des. 138/2012 .segunda-feira.2010.0001 SDSG Apelação Origem.A.2012. 00186713620108220001 Porto Velho .Fórum Cível/1ª Vara Cível Relator: Des. Advogada: Bruna Rebeca Pereira da Silva (OAB/RO 4982) Advogada: Gelca Maria de Oliveira Pereira (OAB/RO 4786) Advogado: Clayton Conrat Kussler (OAB/RO 3861) Advogado: Everson Aparecido Barbosa (OAB/RO 2803) Advogado: Rodrigo Hsu Ngai Leite (OAB/SP 318177) Agravada: Maria Odete de Souza Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.8.Fórum Cível/5ª Vara Cível Relator: Des.8. Sansão Saldanha Apelante: Gazin Indústria e Comércio de Móveis e Eletrodomésticos Ltda Advogado: Armando Silva Bretas (OAB/PR 31997) Advogado: Julio Cesar Tissiani Bonjorno (OAB/PR 33390) Advogado: Celso Nobuyuki Yokota (OAB/PR 33389) Advogado: Francisco José Gonçalves de Camargo Filho (OAB/ RO 2764) Advogado: Francisco José Gonçalves de Camargo (OAB/RO 97B) Advogado: Alberto Gauna Alvis (OAB/RO 4699) Apelado: Renê Redi Almeida Silva Advogado: Salmim Coimbra Sáuma (OAB/RO 1518) Distribuição por Sorteio 0001145-82.22. Sansão Saldanha Agravante: Santo Antônio Energia S.tj. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .DJE. Raduan Miguel Filho (Substituído pelo Juiz Glodner Luiz Pauletto) Revisor: Des. 00185310220108220001 Porto Velho . O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.2010.22. Sansão Saldanha Apelante: Banco Santander S/A Advogado: Marcos Antônio Metchko (OAB/RO 1482) Advogado: Marcos Antônio Araújo dos Santos (OAB/RO 846) Advogado: Fábio Henrique Furtado Coelho de Oliveira (OAB/ RO 5105) Advogada: Nanci Campos (OAB/SP 83577) Apelado: Júlio Pereira Neto Advogada: Corina Fernandes Pereira (OAB/RO 2074) Distribuição por Sorteio 0018671-36.Fórum Cível/7ª Vara Cível Relator: Des.8.0000 Agravo de Instrumento Origem. Raduan Miguel Filho (Substituído pelo Juiz Glodner Luiz Pauletto) Apelante: Adênia Márcia Barbosa Rodrigues Advogado: Walter Gustavo da Silva Lemos (OAB/RO 655A) Advogado: Vinícius Silva Lemos (OAB/RO 2281) Advogada: Mabiagina Mendes de Lima (OAB/RO 3912) Advogado: Luiz Carlos Pereira Portela (OAB/MS 6348E) Apelado: Banco BMG S/A Advogado: Felipe Gazola Vieira Marques (OAB/MG 76696) Advogado: Israel Augusto Alves Freitas da Cunha (OAB/RO 2913) Distribuição por Sorteio 0005456-56.ro. 00227704920108220001 Porto Velho .

Representada por sua mãe N.0000 Agravo de Instrumento Origem.tj. I.22. Raduan Miguel Filho (Substituído pelo Juiz Glodner Luiz Pauletto) Agravante: E. Sansão Saldanha Revisor: Des. 00030523220118220001 Porto Velho .2011. (OAB/RO 2037) Agravado: Abdias Alves Pinheiro Advogado: Ramiro de Souza Pinheiro.A.8.2012.8.Fórum Cível/4ª Vara Cível Relator: Des. Moreira Chagas Agravante: Associação Educacional de Rondônia Advogado: Diógenes Nunes de Almeida Neto (OAB/RO 3831) Advogada: Vera Lúcia Nunes de Almeida (OAB/RO 1833) Agravado: Jucimar Alves Vieira Distribuição por Sorteio 0007058-51.Fórum Cível/10ª Vara Cível Relator: Des. Assistido por sua mãe N. Moreira Chagas Apelante: Campolim de Almeida Neto Advogado: Carlos Alberto Vieira da Rocha (OAB/RO 4741) Advogado: Nelson Vieira da Rocha Júnior (OAB/RO 3765) Apelado: Banco Cruzeiro do Sul S. 00025746920128220007 Cacoal/2ª Vara Criminal Relator: Des.8. A.419/06.2011.A.2012.8. Raduan Miguel Filho (Substituído pelo Juiz Glodner Luiz Pauletto) Revisor: Des.22.22.22.0001 SDSG Apelação Origem.0001 SDSG Apelação Origem. C.8. Advogado: Luiz Carlos Barbosa Miranda (OAB/RO 2435) Advogada: Elisângela de Oliveira Teixeira Miranda (OAB/RO 1043) Agravante: J.2012. A. Advogada: Marly Vieira Tonett Sismeiro de Oliveira (OAB/RO 1620) Advogado: Marcelo Orabona Angélico (OAB/SP 94389) Advogada: Karen Amann Oliveira (OAB/SP 140975) Distribuição por Sorteio 0000931-31.2011. 00009313120118220001 Porto Velho .22.0000 Habeas Corpus Origem.segunda-feira. dos S. Sansão Saldanha Apelante: Eder Veloso da Silva Advogado: Carlos Alberto Vieira da Rocha (OAB/RO 4741) Advogado: Nelson Vieira da Rocha Júnior (OAB/RO 3765) Apelado: Banco Cruzeiro do Sul S. C. Distribuição por Sorteio 0014475-86. Advogado: Mauro Paulo Galera Mari (OAB/RO 4937) Advogado: Ildo de Assis Macedo (OAB/RO 4519) Advogada: Anne Botelho Cordeiro (OAB/RO 4370) Advogada: Saionara Mari (OAB/MT 5225) Distribuição por Sorteio 0003052-32.8.Fórum Cível/2ª Vara Cível Relator: Des. Advogado: Marcelo Orabona Angélico (OAB/SP 94389) Advogada: Marly Vieira Tonett Sismeiro de Oliveira (OAB/RO 1620) Advogada: Karen Amann Oliveira (OAB/SP 140975) Distribuição por Sorteio 0019709-49. Advogado: Luiz Carlos Barbosa Miranda (OAB/RO 2435) Advogada: Elisângela de Oliveira Teixeira Miranda (OAB/RO 1043) Agravado: N. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.22. Valter de Oliveira Paciente: Adriel Júnior Rodrigues de Almeida Impetrante(Advogado): Aidevaldo Marques da Silva (OAB/RO 1467) Impetrado: Juízo de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Cacoal . endereço: https://www2.Fórum Cível/2ª Vara Cível Relator: Des. Advogado: Renato Tadeu Rondina Mandaliti (OAB/SP 115762) Advogado: Diogo Morais da Silva (OAB/RO 3830) Advogado: João Diego Raphael Cursino Bomfim (OAB/RO 3. Raduan Miguel Filho (Substituído pelo Juiz Glodner Luiz Pauletto) Apelante: Dejacy dos Santos Rocha Advogado: Carlos Alberto Vieira da Rocha (OAB/RO 4741) Advogado: Nelson Vieira da Rocha Júnior (OAB/RO 3765) Apelado: Banco do Brasil S. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . dos S. 00099615620128220001 Porto Velho .A.0000 Agravo de Instrumento Origem. Raduan Miguel Filho (Substituído pelo Juiz Glodner Luiz Pauletto) Agravante: Bradesco Saúde S.html sob o número 138 Ano 2012 . 00011067320128220006 Presidente Médici/1ª Vara Cível Relator: Des.DJE. P.2012.RO 112 Advogado: Valnei Gomes da Cruz Rocha (OAB/RO 2479) Advogado: Vinicius Jácome dos Santos Júnior (OAB/RO 3099) Agravada: Celma Lisboa da Silva Advogado: Valnei Gomes da Cruz Rocha (OAB/RO 2479) Advogado: Vinicius Jácome dos Santos Júnior (OAB/RO 3099) Agravado: Sebastião Lisboa da Silva Advogado: Valnei Gomes da Cruz Rocha (OAB/RO 2479) Advogado: Vinicius Jácome dos Santos Júnior (OAB/RO 3099) Agravada: Marlene Lisboa da Silva Advogado: Valnei Gomes da Cruz Rocha (OAB/RO 2479) Advogado: Vinicius Jácome dos Santos Júnior (OAB/RO 3099) Agravado: Francisco Rosa Vieira Advogado: Valnei Gomes da Cruz Rocha (OAB/RO 2479) Advogado: Vinicius Jácome dos Santos Júnior (OAB/RO 3099) Distribuição por Prevenção de Magistrado 0007068-95.669) Advogado: Alexandre Cardoso Júnior (OAB/SP 139455) Advogada: Mariângela de Menezes Nunes Vieira de Sousa (OAB/RJ 73441) Agravada: Raymunda de Souza Pinheiro Advogado: Ramiro de Souza Pinheiro.RO Distribuição por Prevenção de Magistrado Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. N.gov.22. Raduan Miguel Filho (Substituído pelo Juiz Glodner Luiz Pauletto) Revisor: Des.0000 Agravo de Instrumento Origem. dos S.0001 SDSG Apelação Origem.A. (OAB/RO 2037) Distribuição por Sorteio 0007064-58.2011.22. 138/2012 .br/autenticacao/validaDiario. Distribuição por Sorteio 1ª CÂMARA CRIMINAL 0007092-26. dos S.0001 SDSG Apelação Origem. I.8.ro. Sansão Saldanha Apelante: Maria Davina Gomes da Silva Pereira Advogado: Walter Gustavo da Silva Lemos (OAB/RO 655A) Advogado: Vinícius Silva Lemos (OAB/RO 2281) Apelado: Banco Bradesco S. C. 01131888320088220007 Cacoal/1ª Vara Cível Relator: Des.8. 00121292619978220011 Alvorada do Oeste/1ª Vara Cível Relator: Des. 00144758620118220001 Porto Velho .

2010.8.tj.0004 Apelação Origem. Valter de Oliveira Apelante: Ministério Público do Estado de Rondônia Apelado: José Marcos Viana Santos Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 0007083-64.Fórum Criminal/3ª Vara Criminal Relatora: Desª Ivanira Feitosa Borges Revisor: Des.8.22. 00051274120118220002 Ariquemes/2ª Vara Criminal Relatora: Desª Zelite Andrade Carneiro Agravante: Francisco José Rangel Nunes Advogado: José de Oliveira Heringer (OAB/RO 575) Agravado: Ministério Público do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 0007072-35. 00159088020118220501 Porto Velho .0501 Apelação Origem.br/autenticacao/validaDiario.RO Distribuição por Prevenção de Magistrado 0001038-52.RO Distribuição por Sorteio 0007103-55. 00015606520128220002 Ariquemes/1ª Vara Criminal Relatora: Desª Zelite Andrade Carneiro Paciente: Ludimila Moreira Duarte Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.0000 Habeas Corpus Origem.RO Distribuição por Prevenção de Magistrado 0015908-80.Fórum Criminal/3ª Vara Criminal Relator: Des.22. 00012739620128220004 Ouro Preto do Oeste/1ª Vara Criminal Relator: Des.8.0000 Habeas Corpus Origem.gov.0000 Agravo de Execução Penal Origem. Valter de Oliveira Paciente: Adilson Soares de Oliveira Impetrante(Defensor Público): Defensoria Pública do Estado de Rondônia Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Ouro Preto do Oeste . Valter de Oliveira Paciente: Lucas Ambrosio Jacó Impetrante(Advogado): Janor Ferreira da Silva (OAB/RO 3081) Impetrado: Juízo de Direito da 3ª Vara Criminal da Comarca de Porto Velho . endereço: https://www2. 00028135320108220004 Ouro Preto do Oeste/1ª Vara Criminal Relatora: Desª Zelite Andrade Carneiro Revisora: Desª Ivanira Feitosa Borges Apelante: Renato Rafael de Oliveira Defensora Pública: Luiziana Teles Feitosa Anacleto (OAB/RO 4463) Apelante: Thiago dos Reis Domingos Defensora Pública: Luiziana Teles Feitosa Anacleto (OAB/RO 4463) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 0033107-44.8.2008.2012.0000 Habeas Corpus Origem.RO Distribuição por Prevenção de Magistrado 0007088-86.0000 Agravo de Execução Penal Origem.0020 Apelação Origem.2011.22.22.2010. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .0009 Apelação Origem.segunda-feira.2012. 00060468520118220501 Porto Velho .8.2012.8.22. 00086005620128220501 Porto Velho . O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.2012.22.html sob o número 138 Ano 2012 . 138/2012 .2012.22.419/06.0000 Habeas Corpus Origem.DJE.8.22.2012.8.22.2012.8.8.8.0000 Habeas Corpus Origem. 00010385220108220020 Nova Brasilândia do Oeste/1ª Vara Criminal Relatora: Desª Ivanira Feitosa Borges Revisor: Des.Fórum Criminal/1ª Vara de Delitos de Tóxicos Relatora: Desª Zelite Andrade Carneiro Paciente: Leonildo Nunes de Moura Impetrante(Advogado): Douglas Ricardo Aranha da Silva (OAB/RO 1779) Advogado: Jonathas Coelho Baptista de Mello (OAB/RO 3011) Advogado: Marcelo Rodrigues Xavier (OAB/RO 2391) Advogado: Daniel Penha de Oliveira (OAB/MG 87318) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara de Delitos de Tóxicos da Comarca de Porto Velho . N. 00020764320128220501 Porto Velho .22.ro.RO 113 0007094-93.Fórum Criminal/1ª Vara de Delitos de Tóxicos Relatora: Desª Ivanira Feitosa Borges Paciente: Gliciene Quintão Coimbra Impetrante(Advogado): José Haroldo de Lima Barbosa (OAB/ RO 658A) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara de Delitos de Tóxicos da Comarca de Porto Velho . 00041051120128220002 Ariquemes/2ª Vara Criminal Relatora: Desª Ivanira Feitosa Borges Agravante: Joselita Ferreira de Melo Advogada: Lauana de Lima Bezerra (OAB/RO 5121) Agravado: Ministério Público do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 0007101-85.RO Distribuição por Sorteio 0007085-34.8.22. Valter de Oliveira Paciente: Antônio Roberto dos Santos Impetrante(Advogada): Telma Santos da Cruz (OAB/RO 3156) Advogado: Romilson Fernandes da Silva (OAB/RO 5109) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Vilhena .2012. 00331074420088220009 Pimenta Bueno/1ª Vara Criminal Relatora: Desª Zelite Andrade Carneiro Revisora: Desª Ivanira Feitosa Borges Apelante: Ministério Público do Estado de Rondônia Apelado: Valdir Alves Pereira Defensora Pública: Leide Luzia Santiago Ximenes (OAB/RO 131) Distribuição por Sorteio 0007078-42.22.0000 Habeas Corpus Origem. Valter de Oliveira Apelante: Renê Gomes Soares Advogado: Carlos Corrêia da Silva (OAB/RO 3792) Advogada: Erica Simone Cândido Munaretti (OABRO 4027) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 0002813-53. 00091725220118220014 Vilhena/1ª Vara Criminal Relator: Des.

P.2011.0013 Recurso em Sentido Estrito Origem. S. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.22. 00022361320128220002 Ariquemes/3ª Vara Cível Relator: Des. 01150458120058220101 Porto Velho . Eurico Montenegro (Substituído pelo Juiz Jorge Luiz dos S. 00086926720128220005 Ji-Paraná/5ª Vara Cível Relator: Des.0014 SDSG Apelação Origem. Walter Waltenberg Silva Junior Revisor: Des. 00152775320088220013 Cerejeiras/2ª Vara Relatora: Desª Ivanira Feitosa Borges Recorrente: José Marras da Silva Neto Advogado: Fernando Milani e Silva (OAB/RO 186) Recorrido: Ministério Público do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 1ª CÂMARA ESPECIAL 0008819-12.tj.8.0002 SDSG Apelação Origem.RO 114 Impetrante: Iolanda Lima de Almeida Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Ariquemes .8.2012.0014 SDSG Apelação Origem.ro. 00088191220118220014 Vilhena/2ª Vara Cível Relator: Des. Marcos Alaor Diniz Grangeia Apelante: Sebastiao Ferreira de Moura Advogada: Aline Silva Correa (OAB/RO 4696) Advogado: Rafael Aguiar dos Reis (OAB/RO 4690) Apelado: Banco Itaucard S.0001 SDSG Apelação Origem. 01489902920098220001 Porto Velho . 00055709220118220001 Porto Velho . 00056891420118220014 Vilhena/2ª Vara Cível Relator: Des.22.RO Procurador: Carlos Eduardo Machado Ferreira (OAB/RO 3691) Apelado: Waltui Leandro Pereira Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 2ª CÂMARA CÍVEL 0148990-29. endereço: https://www2.22.8.RO Procurador: Silas Rosalino de Queiroz (OAB/RO 1535) Agravado: Ronivaldo Fidelis dos Santos Defensora Pública: Vanilda Estevão da Silva Rodrigues Contreiras (OAB/RO 240) Distribuição por Sorteio 0008330-72. N.8.0000 Agravo de Instrumento Origem.22. 00083307220118220014 Vilhena/2ª Vara Cível Relator: Des. Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Revisor: Des.RO Procurador: Carlos Alberto de Sousa Mesquita (OAB/RO 805) Procuradora: Kárytha Menêzes e Magalhães (OAB/RO 2211) Procuradora: Waldecy dos Santos Vieira (OAB/RO 1906) Distribuição por Sorteio 0005689-14.RO Distribuição por Prevenção de Magistrado 0015277-53.Prefeitura Municipal/2ª Vara de Execuções Fiscais e Registros Públicos Relator: Des.8.8.22.22. Leal) Revisor: Des.2011.ME Advogado: Mário Cesar Torres Mendes (OAB/RO 2305) Advogado: Watson Müeller (OAB/RO 2835) Distribuição por Sorteio 0002236-13. Agravado: Município de Ji Paraná RO Procurador: Procuradoria Geral do Município de Ji-Paraná RO Distribuição por Sorteio 0007062-88.8. Advogado: Roberto Jarbas Moura de Souza (OAB/RO 1246) Advogada: Manuela Gsellmann da Costa (OAB/RO 3511) Advogado: Carlos Maximiano Mafra de Laet (OAB/SP 104061A) Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.DJE. Alexandre Miguel Apelante: Edson Duarte da Silva Advogada: Ednilce Dantas da Silva Lima (OAB/RO 569) Apelada: Locação de Máquinas & Construções Primavera Ltda ME Advogado: Salvador Luiz Paloni (OAB/RO 299A) Advogado: Vanderlei Casprechen (OAB/RO 2242) Distribuição por Sorteio 0005570-92.br/autenticacao/validaDiario.segunda-feira. P. A. Gilberto Barbosa Agravante: Ozires Aguiar da Silva Advogada: Bruna Rebeca Pereira da Silva (OAB/RO 4982) Agravado: Município de Porto Velho .gov.Fórum Cível/4ª Vara Cível Relator: Des. Gilberto Barbosa Apelante: Paulo Cezar Sobral Advogado: Luiz Eduardo Fogaça (OAB/RO 876) Advogado: José Carlos Fogaça (OAB/RO 2960) Apelado: Município de Ariquemes . Gilberto Barbosa Apelante: Município de Vilhena.2009.8. Renato Martins Mimessi Agravante: Ministério Público do Estado de Rondônia Interessada (Parte Ativa): Y. 138/2012 .2012.html sob o número 138 Ano 2012 . Renato Martins Mimessi Revisor: Des.RO Procurador: Niltom Edgard Mattos Marena (OAB/RO 361B) Distribuição por Sorteio 0007097-48.2008.22.22.8.Fórum Cível/2ª Vara Cível Relator: Des.22.2012.8.0000 Agravo de Instrumento Origem.RO Procurador: Carlos Eduardo Machado Ferreira (OAB/RO 3691) Apelado: João José de Mattos Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 2ª CÂMARA ESPECIAL 0007091-41.0001 SDSG Apelação Origem. Rowilson Teixeira Apelante: Município de Vilhena. Walter Waltenberg Silva Junior Revisor: Des.2011.2012.0014 SDSG Apelação Origem. Walter Waltenberg Silva Junior Apelante: Estado de Rondônia Procurador: Seiti Roberto Mori (OAB/RO 215B) Apelada: Bonin Recauchutadora de Pneus Ltda . Renato Martins Mimessi Agravante: Município de Ji-Paraná .419/06.0000 Agravo de Instrumento Origem.22. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .2011. 00079512720128220005 Ji-Paraná/2ª Vara Cível Relator: Des.

8.22.8.RO 115 Advogada: Liliana Ferraz da Rocha Rosa (OAB/SP 248531) Advogado: Adam Miranda Sá Stehling (OAB/SP 252075) Distribuição por Sorteio 0003991-85.8.22.8.8.Fórum Cível/7ª Vara Cível Relator: Des.tj.419/06. Alexandre Miguel Revisor: Des. endereço: https://www2.2011.2011.0001 SDSG Apelação Origem. Alexandre Miguel Apelante: Jane Maria da Silva Advogado: Walter Gustavo da Silva Lemos (OAB/RO 655A) Advogado: Vinícius Silva Lemos (OAB/RO 2281) Apelado: Banco BMG S/A Advogado: Nelson Wilians Fratoni Rodrigues (OAB / RO 4875A) Distribuição por Sorteio 0005396-59.Fórum Cível/4ª Vara Cível Relator: Des. 00039918520118220009 Pimenta Bueno/1ª Vara Cível Relator: Des.gov. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. 00146342620118220002 Ariquemes/3ª Vara Cível Relator: Des. N. Advogado: Amauri Luiz de Souza (OAB/RO 1301) Advogada: Ana Flávia Pereira Guimarães (OAB/MG 105287) Advogado: André Luiz Barbosa Carvalho (OAB/MG 66825) Apelado: Abdias Alves de Oliveira Advogado: Sidnei Doná (OAB/RO 377B) Distribuição por Sorteio 0009765-20.8.2010.2011.br/autenticacao/validaDiario. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .22. Alexandre Miguel Apelante: Lucia Alves da Cruz Advogado: Carlos Alberto Troncoso Justo (OAB/RO 535A) Advogada: Maria Nazarete Pereira da Silva (OAB/RO 1073) Apelada: Avon Cosméticos Ltda Advogado: José Alexandre Cancela Lisboa Cohen (OAB/PA 12415) Advogado: Paulo Guilherme de Mendonça Lopes (OAB/SP 98709) Advogado: Daniel Penha de Oliveira (OAB/RO 3434) Distribuição por Sorteio 0014634-26.0001 SDSG Apelação Origem. 00097583120118220001 Porto Velho .22. Marcos Alaor Diniz Grangeia Revisor: Des. 00020254820108220001 Porto Velho .0002 SDSG Apelação Origem.2011. Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Revisor: Des.22.22. Marcos Alaor Diniz Grangeia Apelante: Tim Celular S/A Advogado: Luis Carlos Monteiro Laurenço (OAB/BA 16780) Advogado: Flávio Luis dos Santos (OAB/RO 2238) Advogada: Taiana Santos Azevedo (OAB/DF 22452) Advogada: Samara Sarah Moreira de Almeida (OAB/DF 31706) Advogada: Adale Luciane Telles de Freitas (OAB/DF 18453) Apelada: Monique Rodrigues Lagos Advogado: Márcio José dos Santos (OAB/RO 2231) Distribuição por Sorteio 0009699-43. 138/2012 . Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Apelante: Americel S.html sob o número 138 Ano 2012 . Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Apte/Apda: Agnela Rosângela Venâncio Advogado: Carlos Alberto Vieira da Rocha (OAB/RO 4741) Advogado: Pedro Luiz Lepri Junior (OAB/RO 4871) Apdo/Apte: Banco do Brasil S/A Advogado: Gustavo Amato Pissini (OAB/RO 4567) Advogada: Érika Camargo Gerhardt (OAB/RO 1911) Advogado: Sandro Pissini Espíndola (OAB/SP 198040) Advogado: Manoel Ribeiro de Matos Junior (OAB/RO 2692) Distribuição por Sorteio 0009758-31.8.2009.22.DJE.0001 SDSG Apelação Origem. Alexandre Miguel Revisor: Des. 02455798320098220001 Porto Velho .0001 SDSG Apelação Origem. Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Apte/Apdo: Rafael Teixeira dos Santos Advogado: Fabiano Reges Fernandes (OAB/RO 4806) Advogado: Cristian Rodrigo Fim (OAB/RO 4434) Apda/Apte: Avon Cosméticos Ltda Advogado: Daniel Penha de Oliveira (OAB/RO 3434) Advogado: Marcelo Rodrigues Xavier (OAB/RO 2391) Advogado: Paulo Guilherme de Mendonça Lopes (OAB/SP 98709) Distribuição por Sorteio 0002025-48.Fórum Cível/7ª Vara Cível Relator: Des. Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Revisor: Des.2011.ro.A. Marcos Alaor Diniz Grangeia Revisor: Des.0009 SDSG Apelação Origem.2011.0009 SDSG Apelação Origem.segunda-feira.Fórum Cível/4ª Vara Cível Relator: Des. Alexandre Miguel Apelante: Aquarius Construtora Administradora e Incorporadora de Bens Ltda Advogado: Marcelo Lessa Pereira (OAB/RO 1501) Advogado: Rochilmer Mello da Rocha Filho (OAB/RO 635) Advogado: Renato da Costa Cavalcante Júnior (OAB/RO 2390) Advogada: Bruna Rebeca Pereira da Silva (OAB/RO 4982) Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Alexandre Miguel Revisor: Des.22. 00053965920118220009 Pimenta Bueno/1ª Vara Cível Relator: Des.8. 00096994320118220001 Porto Velho . Marcos Alaor Diniz Grangeia Apelante: Banco BMG S/A Advogado: Nelson Wilians Fratoni Rodrigues (OAB / RO 4875A) Advogado: Gustavo de Freitas Duarte (OAB/MG 91616) Advogada: Leticia Miranda Aleixo Ferreira (OAB/MG 115679) Apelado: Nilton Oliveira Souza Advogado: Carlos Alberto Vieira da Rocha (OAB/RO 4741) Advogado: Pedro Luiz Lepri Junior (OAB/RO 4871) Distribuição por Sorteio 0245579-83. 00097652020118220002 Ariquemes/3ª Vara Cível Relator: Des.0002 SDSG Apelação Origem. Marcos Alaor Diniz Grangeia Revisor: Des.

segunda-feira. 00010165120118220022 São Miguel do Guaporé/1ª Vara Cível Relator: Des.22.8.2010.8. Marcos Alaor Diniz Grangeia Revisor: Des. Representado por sua mãe M. Alexandre Miguel Apelante: Stella Mari Martoni Advogado: Mário Roberto Pereira de Souza (OAB/RO 1765) Apelado: Leonardo Almeida da Silva Advogada: Luzinete Marciana da Cruz (OAB/RO 2813) Distribuição por Sorteio 0000464-34. Marcos Alaor Diniz Grangeia Apelante: L.html sob o número 138 Ano 2012 .0022 SDSG Apelação Origem.8. 00200316920118220001 Porto Velho . Marcos Alaor Diniz Grangeia Apelante: Maria Nazaré Carvalho da Mota Advogado: Carlos Alberto Vieira da Rocha (OAB/RO 4741) Advogado: Nelson Vieira da Rocha Júnior (OAB/RO 3765) Apelado: Banco Pine S. A. 00053340420118220014 Vilhena/2ª Vara Cível Relator: Des. 00060852420118220003 Jaru/1ª Vara Cível Relator: Des.0003 SDSG Apelação Origem. N. Alexandre Miguel Apelante: Paulo Bolsanello Advogado: Claudiomar Bonfá (OAB/RO 2373) Apelado: Mateus Batista Moreira Júnior Advogado: Darci José Rockenbach (OAB/RO 3054) Advogada: Ludmila Ramalho Guimarães (OAB/RO 4347) Distribuição por Sorteio Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.22.8.gov. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.419/06. 00183575620118220001 Porto Velho . B. Alexandre Miguel Apelante: BV Financeira S/A Crédito Financiamento e Investimento Advogado: Celson Marcon (OAB/RO 3700) Advogada: Daguimar Lustosa Nogueira Cavalcante (OAB/RO 4120) Advogada: Patrícia Pazos Vilas Boas da Silva (OAB/SP 124899) Apelado: Antônio Carlos do Nascimento Pereira Advogado: Sylvan Bessa dos Reis (OAB/RO 1300) Advogada: Ana Paula Silveira Barbosa (OAB/RO 1588) Distribuição por Sorteio 0017069-73.2011.CERON Advogada: Ivone de Paula Chagas Sant’Ana (OAB/RO 1114) Advogado: Ubirajara Rodrigues Nogueira de Rezende (OAB/ RO 1571) Apelado: Valdair José Luzzi Advogado: Admir Teixeira (OAB/RO 2282) Distribuição por Sorteio 0018357-56.0001 SDSG Apelação Origem. Advogado: Roberley Rocha Finotti (OAB/RO 690) Distribuição por Sorteio 0001016-51.Fórum Cível/4ª Vara Cível Relator: Des.2011.2011.2011. L.DJE. B. Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Revisor: Des. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .22.0001 SDSG Apelação Origem.2011.Fórum Cível/7ª Vara Cível Relator: Des. Advogada: Laiana Oliveira Melo (OAB/RO 4906) Advogado: Bernardo Augusto Galindo Coutinho (OAB/RO 2991) Advogado: Jefferson Dias Miceli (OAB/SP 173635) Advogado: Ricardo Seghetto (OAB/SP 222637) Distribuição por Sorteio 0005334-04.8.RO 116 Apelada: Luciana Maria Melo Carvalho Advogada: Inês Aparecida Gulak (OAB/RO 3512) Distribuição por Sorteio 0008790-35. S.br/autenticacao/validaDiario.0007 SDSG Apelação Origem. S.8.ro.0001 SDSG Apelação Origem.tj.8.2011. Advogado: Gilson Ely Chaves de Matos (OAB/RO 1733) Advogada: Vivian Bacaro Nunes Soares (OAB/RO 2386) Advogada: Camila Domingos (OAB/RO 628E) Advogada: Danielle Kristina Domingos Cordeiro (OAB/RO 625E) Apelado: I.22. Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Revisor: Des.22. 00087903520108220001 Porto Velho . Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Apelante: Banco Volkswagen S. F.Fórum Cível/7ª Vara Cível Relator: Des.22. 138/2012 . Marcos Alaor Diniz Grangeia Apelante: Banco Volkswagen S/A Advogado: Manoel Archanjo Dama Filho (OAB/RO 4658) Advogada: Cynthia Durante (OAB/RO 4678) Advogado: Daniel Penha de Oliveira (OAB/RO 3434) Advogado: Rafael Souza Nunes (OAB/RO 5068) Advogado: Vagner Marques de Oliveira (OAB/SP 159335) Advogado: Fernando Augusto Alves Pinto (OAB/SP 203501) Apelado: Pablo Mendonça de Oliveira Advogado: Márcio Silva dos Santos (OAB/RO 838) Distribuição por Sorteio 0020031-69.2011. Alexandre Miguel Revisor: Des.22.22. Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Apelante: Centrais Elétricas de Rondônia S/A . Alexandre Miguel Revisor: Des.A. Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Revisor: Des. 00170697320118220001 Porto Velho .0001 SDSG Apelação Origem.Fórum Cível/7ª Vara Cível Relator: Des.0014 SDSG Apelação Origem. S. Marcos Alaor Diniz Grangeia Revisor: Des. endereço: https://www2. 00004643420118220007 Cacoal/1ª Vara Cível Relator: Des. Advogado: Manoel Archanjo Dama Filho (OAB/RO 4658) Advogada: Cynthia Durante (OAB/RO 4678) Advogado: Daniel Penha de Oliveira (OAB/RO 3434) Advogado: Vagner Marques de Oliveira (OAB/SP 159335) Advogado: Rafael Souza Nunes (OAB/RO 5068) Advogada: Ana Catiucia Lins de Almeida Gariglio (OAB/RO 4762) Apelado: Ulisses Jansen Pereira Advogado: João de Castro Inácio Sobrinho (OAB/RO 433A) Advogada: Ellen Reis Araújo Trindade (OAB/RO 5054) Distribuição por Sorteio 0006085-24.8.

8.8. 00043021920108220007 Cacoal/4ª Vara Cível Relator: Des.Fórum Cível/10ª Vara Cível Relator: Des.22. Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Agravante: K. Representada por sua mãe N. dos S. Advogado: Luiz Carlos Barbosa Miranda (OAB/RO 2435) Advogada: Elisângela de Oliveira Teixeira Miranda (OAB/RO 1043) Agravado: J.22. dos S.8. Marcos Alaor Diniz Grangeia Revisor: Des.8.2012. Alexandre Miguel Apelante: Sinezio Marques dos Santos Advogado: Walter Gustavo da Silva Lemos (OAB/RO 655A) Advogado: Vinícius Silva Lemos (OAB/RO 2281) Apelada: Ativos S.22. dos S.0000 Agravo de Instrumento Origem.2012.tj. A.RO 117 0000227-18. F.8.0001 SDSG Apelação Origem.2012. F. V. C. 00003341720118220016 Costa Marques/1ª Vara Cível Relator: Des. V.br/autenticacao/validaDiario.419/06.ro. F. Representada por sua mãe R. Marcos Alaor Diniz Grangeia Agravante: Hélio Bizerra Costa Advogado: Valter Carneiro (OAB/RO 2466) Agravante: Leni Soares Vieira Advogado: Valter Carneiro (OAB/RO 2466) Agravado: Agropecuária Central Comércio de Produtos Veterinários Ltda ME Advogado: Antônio Fraccaro (OAB/RO 1941) Distribuição por Sorteio 0007093-11. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.8. P. 00078633520118220001 Porto Velho . Alexandre Miguel Agravante: Rosalia Pereira de Oliveira Advogado: José Jovino de Carvalho (OAB/RO 385A) Agravado: Consórcio Nacional Mamoré S.2012.html sob o número 138 Ano 2012 .2011. Assistido por sua mãe N.2012. Marcos Alaor Diniz Grangeia Revisor: Des. 00014404420118220006 Presidente Médici/1ª Vara Cível Relator: Des.22. Marcos Alaor Diniz Grangeia Agravante: Céu Mar Transportes Ltda Advogada: Karine Guimarães Antunes (OAB/SP 245852) Advogado: Reginaldo Ramos de Oliveira (OAB/SP 211430) Agravado: Guilherme Erse Moreira Mendes Advogado: Pedro Origa (OAB/RO 1953) Advogado: Pedro Origa Neto (OAB/RO 2A) Distribuição por Sorteio 0007061-06. dos S. Alexandre Miguel Agravante: E.22. A.C. Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Agravante: K.22. 00011092820128220006 Presidente Médici/1ª Vara Cível Relator: Des. Ltda Distribuição por Sorteio 0007066-28. Representada por sua mãe R.0000 Agravo de Instrumento Origem.2011. Advogado: Luiz Carlos Barbosa Miranda (OAB/RO 2435) Agravado: J.segunda-feira. dos S. 00031869820128220009 Pimenta Bueno/2ª Vara Cível Relator: Des. 00101953820128220001 Porto Velho . Distribuição por Sorteio 0007059-36. 00011084320128220006 Presidente Médici/1ª Vara Cível Relator: Des. Alexandre Miguel Apelante: Banco Fiat S/A Advogado: Celso Marcon (OAB/RO 3700) Advogado: Gabriel da Costa Alexandre (OAB/RO 4986) Advogada: Lilian Raquel Mendes Dantas Siqueira (OAB/RO 2173) Advogada: Sara Jaqueline dos Santos Moreira (OAB/SP 196368) Apelado: Henrique Aparecido Ferreira Distribuição por Sorteio 0007057-66. endereço: https://www2.22. 00011075820128220006 Presidente Médici/1ª Vara Cível Relator: Des.Fórum Cível/2ª Vara Cível Relator: Des. dos S. Distribuição por Sorteio 0007060-21. I.22. Alexandre Miguel Agravante: Depósito de Areia Família Ltda ME Advogado: Sebastião Cândido Neto (OAB/RO 1826) Agravado: Francisco Alves de Andrade Distribuição por Sorteio 0007070-65.0016 SDSG Apelação Origem. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Advogado: Luiz Carlos Barbosa Miranda (OAB/RO 2435) Advogada: Elisângela de Oliveira Teixeira Miranda (OAB/RO 1043) Agravante: J.0000 Agravo de Instrumento Origem.0000 Agravo de Instrumento Origem. I. C. Distribuição por Prevenção de Magistrado 0007065-43.Fórum Cível/5ª Vara Cível Relator: Des. Advogado: Luiz Carlos Barbosa Miranda (OAB/RO 2435) Advogada: Elisângela de Oliveira Teixeira Miranda (OAB/RO 1043) Agravado: N.DJE. F. C.2012.22.2012.gov.22.2012.A Securitizadora de Créditos Financeiros Advogada: Mariane Cardoso Macarevich (OAB/RS 30264) Advogada: Rosângela da Rosa Corrêa (OAB/RS 30820) Advogado: Gersey Silva de Souza (OAB/RO 4506) Advogada: Wanusa Cazelotto Dias dos Santos (OAB/RO 4284) Advogado: Welys Araújo de Assis (OAB/RO 3804) Advogada: Ellen Laura Leite Mungo (OAB/MT 10604) Advogada: Andréia dos Santos Moraes (OAB/MS 8136) Advogado: Cláudio Andrei Canto da Silva (OAB/DF 18077) Advogada: Gabriela Gonzaga Moreira (OAB/DF 29916) Distribuição por Sorteio 0000334-17. 00002271820118220001 Porto Velho .8.8.8. 138/2012 .0000 Agravo de Instrumento Origem. dos S.0000 Agravo de Instrumento Origem.0000 Agravo de Instrumento Origem. A. N. dos S.0000 Agravo de Instrumento Origem. Kiyochi Mori (Substituído pelo Juiz José Torres Ferreira) Agravante: Adevaldo Barroso Barbosa Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.8.

30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .br/autenticacao/validaDiario.0000 Mandado de Segurança Relator: Des. 00016027820128220014 Vilhena/1ª Vara Cível Relator: Des.2012. 00154916220048220020 Nova Brasilândia do Oeste/1ª Vara Criminal Relatora: Desª Marialva Henriques Daldegan Bueno Revisor: Des. Daniel Ribeiro Lagos (Substituído pelo Juiz Francisco Borges Ferreira Neto) Apelante: Roque Cardoso de Oliveira Advogado: Hiram Cesar Silveira (OAB/RO 547) Advogado: José Viana Alves (OAB/RO 2555) Advogado: Antônio Balbino Nogueira de Andrade (OAB/RO 297) Advogada: Érica Caroline Ferreira Vairich (OAB/RO 3893) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Apelado: Assistente de Acusação Advogado: Roberto Sidney Marques de Oliveira (OAB/RO 2946) Distribuição por Prevenção de Magistrado Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 138/2012 .419/06. 00031681420118220009 Pimenta Bueno/1ª Vara Criminal Relatora: Desª Marialva Henriques Daldegan Bueno Revisor: Des.0020 Apelação Origem.0000 Mandado de Segurança Relator: Des. Walter Waltenberg Silva Junior Impetrante: Neuza Pereira de Jesus Advogado: Caetano Vendimiatti Neto (OAB/RO 1853) Impetrado: Secretário de Estado da Saúde Interessado (Parte Passiva): Estado de Rondônia Procurador: Procuradoria Geral do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 2ª CÂMARA CRIMINAL 0015491-62.8.22. Daniel Ribeiro Lagos (Substituído pelo Juiz Francisco Borges Ferreira Neto) Revisor: Des.22. Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes Apelante: Ministério Público do Estado de Rondônia Apelado: Marcos Ronaldo de Almeida Nantes Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 0004863-19. Rowilson Teixeira Impetrante: Valdeci de Souza Nascimento Advogado: Flademir Raimundo de Carvalho Avelino (OAB/RO 2245) Impetrado: Secretário de Estado da Administração Interessado (Parte Passiva): Estado de Rondônia Procuradora: Maria Rejane Sampaio dos Santos (RO 638) Distribuição por Sorteio 0007067-13.2007.2012.2011. Gilberto Barbosa Impetrante: Guilherme Zulian Ribeiro Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia Impetrado: Secretário de Estado da Saúde Interessado (Parte Passiva): Estado de Rondônia Procurador: Procuradoria Geral do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 0007073-20.2010.8.html sob o número 138 Ano 2012 . endereço: https://www2.8. 00048631920108220015 Guajará-Mirim/2ª Vara Criminal Relatora: Desª Marialva Henriques Daldegan Bueno Revisor: Des.22.RO 118 Advogada: Euzélia José da Silva (OAB/RO 1397) Advogado: Paulo Francisco de Matos (OAB/RO 1688) Agravada: 14 Brasil Telecom Celular S/A Distribuição por Sorteio 0007102-70.0000 Mandado de Segurança Origem.8.2012. Marcos Alaor Diniz Grangeia Agravante: Ilca Kollert da Silva Advogado: William Marcelo Borges Piva (OAB/SC 20534) Agravante: Roselane da Silva Suriano Advogado: William Marcelo Borges Piva (OAB/SC 20534) Agravado: Lenoir Rubens Marcon Distribuição por Sorteio CÂMARAS ESPECIAIS REUNIDAS 0007089-71.ro.0009 Apelação Origem.8.2012.2010.22.0020 Apelação Origem. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.0020 Apelação Origem.0015 Apelação Origem.8.8.0015 Apelação Origem. Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes Revisora: Desª Marialva Henriques Daldegan Bueno Apelante: Hilton Luiz Pego Advogado: Pedro Paixão dos Santos (OAB/RO 1928) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 0003413-41.0000 Agravo de Instrumento Origem.22.8.22. 00199815420098220020 Nova Brasilândia do Oeste/1ª Vara Criminal Relator: Des. N. 00077312920128220005 Ji-Paraná/3ª Vara Cível Relator: Des.DJE.8.22.segunda-feira.2009.22. Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes Apelante: Ministério Público do Estado de Rondônia Apelado: Garcês Holanda Advogado: José Henrique Sobrinho (OAB/RO 50B) Distribuição por Sorteio 0023456-86.8.22.tj. 00234568620078220020 Nova Brasilândia do Oeste/1ª Vara Criminal Relator: Des.22.2004.gov. Daniel Ribeiro Lagos (Substituído pelo Juiz Francisco Borges Ferreira Neto) Apelante: Willian Gonçalves Advogado: José Varsio Rodrigues Sol (OAB/RO 180A) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 0003168-14. Daniel Ribeiro Lagos (Substituído pelo Juiz Francisco Borges Ferreira Neto) Apelante: Reginaldo Pereira Diniz Defensor Público: Leonídio Quadros Caldeira Brant (OAB/RO 150A) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 0019981-54. 00034134120108220015 Guajará-Mirim/1ª Vara Criminal Relator: Des. Daniel Ribeiro Lagos (Substituído pelo Juiz Francisco Borges Ferreira Neto) Revisor: Des.

RO Distribuição por Sorteio 0005422-78. 00076732020128220007 Cacoal/2ª Vara Criminal Relator: Des. Alexandre Miguel Des. 0009857-23.8.2012.8. Eurico Montenegro 2ª CÂMARA CÍVEL Des. Valter de Oliveira Desª Ivanira Feitosa Borges Desª Zelite Andrade Carneiro 1ª CÂMARA ESPECIAL Des.0014 Apelação Origem. 00089010320128220501 Porto Velho .ro.2012.0000 Habeas Corpus Origem.Fórum Criminal/1ª Vara Criminal Relatora: Desª Marialva Henriques Daldegan Bueno Paciente: Moébio de Souza Impetrante(Advogado): Jeremias de Souza Leite (OAB/RO 5104) Advogado: João Roberto Lemes Soares (OAB/RO 2094) Impetrado: Juízo de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Porto Velho .22. Daniel Ribeiro Lagos (Substituído pelo Juiz Francisco Borges Ferreira Neto) Apelante: Emidio Bezerra de Araújo Filho Advogado: Luiz Eduardo Fogaça (OAB/RO 876) Advogado: José Carlos Fogaça (OAB/RO 2960) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 0007096-63. Daniel Ribeiro Lagos (Substituído pelo Juiz Francisco Borges Ferreira Neto) Paciente: Raphael de Sousa Silva Impetrante(Advogado): Douglas Augusto do Nascimento Oliveira (OAB/RO 3190) Impetrado: Juízo de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Cacoal .22. 26 de julho de 2012 Des.DJE. Daniel Ribeiro Lagos (Substituído pelo Juiz Francisco Borges Ferreira Neto) Revisor: Des.0002 Apelação Origem. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes Apelante: Claudinei da Silva Oliveira Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia Apelante: Willian de Souza Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia Apelante: Claudir Alves Defensor Público: Defensoria Pública do Estado de Rondônia Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio CÂMARAS CRIMINAIS REUNIDAS 0007090-56. 00075260720118220014 Vilhena/1ª Vara Criminal Relator: Des.tj. 00054227820118220002 Ariquemes/2ª Vara Criminal Relator: Des.8. Kiyochi Mori Des.0000 Revisão Criminal Origem. Raduan Miguel Filho Des.22.2011.html sob o número 138 Ano 2012 .RO Distribuição por Sorteio 0002253-47.0014 Apelação Origem.segunda-feira. 138/2012 .2012.22. Roosevelt Queiroz Costa Total de Distribuições 1 88 Porto Velho.22.br/autenticacao/validaDiario.22.0000 Habeas Corpus Origem.22.8. Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes Apelante: Leandro Ferreira Lima Defensora Pública: Élia Oliveira Mello (OAB/RO 351B) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 0001341-86. Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes Apelante: Roberto Candido Nunes Defensora Pública: Élia Oliveira Mello (OAB/RO 351B) Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio 0007526-07.0005 Tribunal de Justiça . 00022534720118220014 Vilhena/1ª Vara Criminal Relator: Des.8. Walter Waltenberg Silva Junior 2 CÂMARAS CRIMINAIS REUNIDAS Desª Zelite Andrade Carneiro 1 CÂMARAS ESPECIAIS REUNIDAS Des. Raduan Miguel Filho Vice-Presidente do TJ/RO.0002 Apelação Origem.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.gov.22.RO 119 0007100-03. Renato Martins Mimessi 3 Des. endereço: https://www2.2011. Cássio Rodolfo Sbarzi Guedes 3 Desª Marialva Henriques Daldegan Bueno 5 Juiz Francisco Borges Ferreira Neto 4 2ª CÂMARA ESPECIAL Des.2010. 00013418620118220002 Ariquemes/2ª Vara Criminal Relatora: Desª Marialva Henriques Daldegan Bueno Revisor: Des.2011. Marcos Alaor Diniz Grangeia Juiz José Torres Ferreira Dist 4 8 7 2 4 5 5 1 10 6 10 3 Red 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 Tra 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 Tot 4 8 7 2 4 5 5 1 10 6 10 3 3 5 4 1 3 2 1 1 1 1 1 88 2ª CÂMARA CRIMINAL Des.Estado de Rondônia Relatora: Desª Zelite Andrade Carneiro Revisora: Desª Ivanira Feitosa Borges Revisionando: Thiago Cima de Almeida Advogado: Delaías Souza de Jesus (OAB/RO 1517) Advogada: Vanessa Saldanha Vieira (OAB/RO 3587) Revisionado: Ministério Público do Estado de Rondônia Distribuição por Sorteio RESUMO DA DISTRIBUIÇÃO Orgão Julgador / Magistrado 1ª CÂMARA CÍVEL Des. Rowilson Teixeira 1 Des. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Moreira Chagas Des. Walter Waltenberg Silva Junior 1 PRESIDÊNCIA Des. Sansão Saldanha Juiz Glodner Luiz Pauletto 1ª CÂMARA CRIMINAL Des. N.8. Gilberto Barbosa 1 Des.8.2011. Gilberto Barbosa 1 Des.8.

N.50 CNPJ 14.261.000.22.2012 Velho/RO Cadastro Efeitos 19/06/2012 02/07/2012 Publique-se.701.317/0001-09 13.00 15.177.600./Unid. RAZÃO SOCIAL Quant.941/0001-36 08.317/0001-09 05. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .00 13. Marca: GLORIMAX. conforme especificações contidas na proposta de preços juntada aos autos.ME C R R COMERCIO DE ROLAMENTOS E RODIZIOS LTDA ADEPAL EQUIPAMENTOS E COMPONENTES LTDA – EPP STAR COMERCIO DE SUPRIMENTOS LTDA TROIANA EQUIPAMENTOS LTDA Quant.ro.570/0001-75 54.500. endereço: https://www2. JOSÉ MIGUEL DE LIMA Secretário Administrativo EXTRATO DE REGISTRO DE PREÇOS O Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia torna público para conhecimento de todos os interessados.036/0001-50 13.00 1. Marca: EXPERT. publicada no DJE n.8.00 Valor Total (R$) 1.886/0001-20 Valor Total (R$) 10.00 1. 10 UN Valor Unitário (R$) 1.22. 14881-41.00 13.678. Portaria N. Cumpra-se.419/06. a pedido. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.00 50.html sob o número 138 Ano 2012 .99 2.22. RAZÃO SOCIAL TRANSALL EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS LTDA EXPERT INDÚSTRIA E COMERCIO LTDA .00 Valor Total do Lote R$ 1. 1175/2012-SA Considerando o que consta nos processos descritos abaixo: R E S O L V E: Desligar. Processo Administrativo n.DJE. 138/2012 . Registre-se.1111.00 13.850.599. o extrato das Atas de Registro de Preços.889.292/0001-45 55. 2 2. Porto Velho-RO. 128 de 16/07/2012.2012.ME TRANSALL EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS LTDA C R R COMERCIO DE ROLAMENTOS E RODIZIOS LTDA STAR COMERCIO DE SUPRIMENTOS LTDA GRUPO ASA EMPRESARIAL LTDA .EPP TROIANA EQUIPAMENTOS LTDA GIAMAN COMERCIO DE EQUIPAMENTOS E COMPONENTES LTDA Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.RO 120 SECRETARIA ADMINISTRATIVA O SECRETÁRIO ADMINISTRATIVO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA.918.087.091. para aquisição dos seguintes materiais: Lote 1 Item 1.tj.2012.941/0001-36 14.br/autenticacao/validaDiario.599.261.8.055.1 Especificação Carrinho para transporte de materiais diversos.292/0001-45 14.499.017.00 28.850.493/0001-39 05.2012.770.80 CNPJ 54.249. conforme especificações contidas na proposta de preços juntada aos autos.252.918.252.1111 Comarca de Ji-Paraná/RO Cartório da 2ª Vara de 801793-0 Família da Comarca de Porto 0033123-48.1 02 UN CLASSIFICAÇÃO 1ª Classificada 2ª Classificada 3ª Classificada 4ª Classificada 5ª Classificada 6ª Classificada 7ª Classificada EXPERT INDÚSTRIA E COMERCIO LTDA .146. referente ao Pregão Eletrônico n.578/0001-62 14.8.00 Valor Total do Lote R$ 10.036/0001-50 Valor Unitário (R$) 799.00 2. 0640/2012-PR.570/0001-75 55. 26 de julho de 2012. os estudantes abaixo relacionados do Quadro de Estagiários do Poder Judiciário do Estado de Rondônia: Nome CAMILA CAROLINE DA SILVA OLIVEIRA PAULO HENRIQUE DA CUNHA SOUZA Lotação Processo Cartório da 5ª Vara Cível da 801756-5 0030167-59.segunda-feira.00 1.177./Unid. 018/2012.00 CLASSIFICAÇÃO 1ª Classificada 2ª Classificada 3ª Classificada 4ª Classificada 5ª Classificada 6ª Classificada Lote Item Especificação Carrinho plataforma fechado com tela nas quatro laterais. no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Portaria n.615.770.gov.087.

ou na Rua José Camacho./Unid.ME TROIANA EQUIPAMENTOS LTDA C R R COMERCIO DE ROLAMENTOS E RODIZIOS LTDA TRANSALL EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS LTDA GRUPO ASA EMPRESARIAL LTDA EPP STAR COMERCIO DE SUPRIMENTOS LTDA GIAMAN COMERCIO DE EQUIPAMENTOS E COMPONENTES LTDA Será de 12 (doze) meses o prazo de validade das Atas de Registro de Preços.gov. 2393/2011-SA.017.1111.00 2. do período de 02/07/2012 a 31/07/2012. endereço: https://www2.00 Valor Total do Lote R$ 700. no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Portaria n.1111.850.941/0001-36 13.1 Especificação Carrinho transporte para 2 galões de água de 20 litros. 0010/2012-DRH Considerando o que consta no processo n. nesta Capital. 27 de julho de 2012.615. contados da data da sua publicação.EPP C R R COMERCIO DE ROLAMENTOS E RODIZIOS LTDA STAR COMERCIO DE SUPRIMENTOS LTDA TROIANA EQUIPAMENTOS LTDA GIAMAN COMERCIO DE EQUIPAMENTOS E COMPONENTES LTDA Lote 4 Item 4.00 Valor Total (R$) 700. 585. 0000173-64. 043.ro.1997.ME TRANSALL EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS LTDA GRUPO ASA EMPRESARIAL LTDA .794. de 07/03/2012. pertencente ao Quadro de Pessoal Permanente do Poder Judiciário. à servidora ÉRICA MENDES DE OLIVEIRA.017. RAZÃO SOCIAL Quant.578/0001-62 55.72 2.00 CLASSIFICAÇÃO 1ª Classificada 2ª Classificada 3ª Classificada 4ª Classificada 5ª Classificada 6ª Classificada 7ª Classificada EXPERT INDÚSTRIA E COMERCIO LTDA .RO Valor Unitário (R$) 839.261.22. fax: (0xx69) 32171372.499. Portaria N. conforme especificações contidas na proposta de preços juntada aos autos.br/autenticacao/validaDiario. 0409/2012-SA. R E S O L V E: Transferir o gozo da Licença Prêmio por Assiduidade concedida através da Portaria n.941/0001-36 14.000. N.252.252. de 04/11/2011. padrão 12.50 CNPJ 14.039. 128 de 16/07/2012.317/0001-09 05. RAZÃO SOCIAL Quant. padrão 05.00 1.jus. Sala 4.00 CNPJ 14. 0640/2012-PR.br. 02 UN 1.Bairro Olaria.419/06. do período de 12/09/2012 a 11/10/2012. Térreo .1 Especificação Carrinho plataforma com 4 rodas pneumáticas.886/0001-20 Valor Unitário (R$) 175. Portaria N. pertencente ao Quadro de Pessoal Permanente do Poder Judiciário.177. 0011/2012-DRH Considerando o que consta no processo n.8. para gozo no período de 09/07/2012 a 07/08/2012.798. ao servidor MOZART HO-TONG NOBRE. fone: (0xx69) 3217-1373.br. publicada no DJE n.2004. 04 UN CLASSIFICAÇÃO 1ª Classificada 2ª Classificada 3ª Classificada 4ª Classificada 5ª Classificada 6ª Classificada 7ª Classificada EXPERT INDÚSTRIA E COMERCIO LTDA .000.00 1./Unid. Marca: EXPERT.850.615. publicada no DJE n. TRIBUNAL DE JUSTIÇA/RO José Miguel de Lima Secretário Administrativo DEPARTAMENTO DE RECURSOS hUMANOS A DIRETORA DO DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA. exercendo o cargo em comissão de Diretora do Departamento de Distribuição. Técnico Judiciário.jus.087.680.99 50.317/0001-09 54. DAS-5.8.087.22.99 4.261.036/0001-50 13.679. 203. Marca: EXPERT.038.040.tjro. As Atas de Registro de Preços estarão disponíveis na íntegra no site www.515.578/0001-62 05. publicada no DJE n.00 1.00 1. R E S O L V E: Transferir o gozo da Licença Prêmio por Assiduidade concedida através da Portaria n. n.00 50.177.570/0001-75 14. DAS-3.00 Valor Total do Lote R$ 1. 138/2012 . Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.DJE.00 1. Maiores informações poderão ser obtidas junto ao Departamento de Compras – DEC/TJRO.tj.506. através do e-mail: licitacoes@tjro. conforme especificações contidas na proposta de preços juntada aos autos. no horário das 7:00 às 14:00 horas.segunda-feira.html sob o número 138 Ano 2012 .570/0001-75 54.679. Técnico Judiciário.00 2. para gozo em período oportuno.00 1. cadastro 203757-2. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.886/0001-20 Valor Total (R$) 121 Lote 3 Item 3.500. cadastro 204854-0. Porto Velho-RO.292/0001-45 08. 0000024-15. exercendo o cargo em comissão de Diretor da Divisão de Estatística. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .036/0001-50 55.292/0001-45 08.

html sob o número 138 Ano 2012 . nos termos do art.1992.2003.8.1111 0006427-43.2012.1111 0000125-23.1111 0000002-93.8.8.22.8. 188.1111 0000552-63.1997.1111.22.8.1111 0000042-46.8.1991.8.2000.1111 0000022-84.22.2012 29921-63. padrão 24.1111 Período de Fruição Data Inicial Data Final 01/11/2012 30/11/2012 20/08/2012 18/09/2012 01/07/2013 30/07/2013 03/12/2012 31/01/2013 01/11/2012 30/11/2012 31/07/2012 29/08/2012 31/07/2012 29/08/2012 01/10/2012 30/10/2012 03/12/2012 01/01/2013 01/04/2013 30/04/2013 09/07/2012 07/08/2012 02/08/2012 31/08/2012 01/10/2012 29/11/2012 21/01/2013 19/02/2013 03/08/2012 01/09/2012 01/10/2012 30/10/2012 01/08/2012 30/08/2012 21/08/2012 19/09/2012 10/10/2012 08/11/2012 03/09/2012 02/10/2012 01/09/2012 30/09/2012 25/07/2012 23/08/2012 01/08/2012 31/08/2012 11/07/2012 09/08/2012 06/08/2012 04/09/2012 03/10/2012 01/11/2012 03/09/2012 01/11/2012 Portaria N. pertencentes ao Quadro de Pessoal do Poder Judiciário: Nome ALEXANDRE MARCEL SILVA CAMILA CORDEIRO DE LUCENA MARA SUED DE AZEVEDO MACHADO MARCOS QUEIROZ DE OLIVEIRA MARÍLIA MIDORI YOSHIDA DE ALMEIDA MERCEDES REZENDE DUTRA ROBERTSON OLIVEIRA LOURENÇO SÁVIO ROSÁRIO DA COSTA SILVA Cadastro 204972-4 205364-0 002563-1 204115-4 205466-3 205125-7 205227-0 203124-8 Protocolo 32844-62.8. para gozo em período oportuno. publicada no DJE n. 0014/2012-DRH Considerando o que consta nos documentos anexos com protocolos descritos abaixo.8.2012.2011.8.22.8.419/06.1111 0000095-07.1111 0006133-54.RO 122 Portaria N.22.1995.22. 0013/2012-DRH Considerando o que consta nos processos com protocolos descritos abaixo.22.8.1994. 0000085-36.1111 0000070-77.22.1111 0011958-42.22. Técnico Judiciário.2012 33805-03.1998.2012 P e r í o d o Programadas para Aquisitivo Data Inicial Data Final 2011/2012 12/07/2012 31/07/2012 2011/2012 13/08/2012 01/09/2012 2011/2012 13/06/2012 02/07/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2011/2012 02/07/2012 27/11/2012 26/12/2012 01/12/2011 02/07/2012 21/07/2012 16/12/2012 24/01/2013 20/12/2011 21/07/2012 Transferidas para Data Inicial Data Final 06/08/2012 25/08/2012 14/11/2012 03/12/2012 02/01/2013 21/01/2013 01/11/2012 02/01/2013 26/02/2013 03/09/2012 01/11/2012 20/11/2012 31/01/2013 27/03/2013 15/09/2012 20/11/2012 A b o n o Pecuniário Sim Sim Sim Sim Não Não Não Sim Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.2010.1993.2012 32359-62.1111 0000020-46.1991.1111 0000042-02.2003.22. 123 da LC 068/92: Nome CLARICE FERNANDES ZEFERINO DEISE LUCIANO GOMES AITA ELITA FERREIRA RODRIGUES FRANCISCO CASIMIRO DA SILVA GERALDA FERREIRA RODRIGUES MENDES ILSON BARBOSA MELLO JADER JAMES COLARES DA ROCHA JASSI TEREZINHA MAIOCHI DE ALMEIDA JOÃO GOMES DA SILVA FILHO JOÃO GOMES VIANA JOSÉ ANTÔNIO MEDIOTE JOSÉ VANIR DE PIERI LUCIANO DOS SANTOS NUNES MANOEL MARQUES DA COSTA MÁRCIO MAMINHAK CRISPIM LEITE MARIA DE NAZARE CAMILO ARARIPE MARIA LÚCIA DA SILVA NASCIMENTO MARIA REJANE CUNHA DE ARAÚJO MATEUS VASCONCELOS XAVIER GONÇALVES QUERINA LUIZ PEREIRA TÂNIA NAZARÉ MEDEIROS DE MACÊDO DA SILVA VANDERLENE APARECIDA BATISTA DA COSTA VERONILSON DE SOUZA MEDEIROS WALTER SOARES BENFICA Cadastro 002128-8 002883-5 203200-7 003789-3 203137-0 002884-3 002574-7 002258-6 203557-0 002024-9 002191-1 203030-6 205142-7 002440-6 204205-3 002867-3 004002-9 204893-0 204379-3 203248-1 002525-9 002706-5 002532-1 204224-0 Processo n.22.DJE. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.1111 0000187-87.gov.8.22. do período de 02/07/2012 a 31/07/2012.2012 33027-33.1993.8. pertencente ao Quadro de Pessoal Permanente do Poder Judiciário. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . à servidora GIGLIANNE CASTRO ROMANINI.1999. N.22.8.1111 0000084-22.8.2012 33042-02.8.22.22. na especialidade de Escrivã Judicial.2008. 0012/2012-DRH Considerando o que consta no processo n.8.2012 32310-21.22.1111 0000033-64.2000.8. 2183/2011-SA. 138/2012 . R E S O L V E: Conceder licença prêmio por assiduidade aos servidores abaixo relacionados.22.22.22. R E S O L V E: Transferir o gozo da Licença Prêmio por Assiduidade concedida através da Portaria n.1111 0000006-91.1992.22.1998.segunda-feira.8.tj.8.1111 0000003-49.1111 0000088-20.2012 33840-60.br/autenticacao/validaDiario.1999. endereço: https://www2.8.22.8.22. Portaria N.22.1996.1992.1111 0000321-51.1995. cadastro 203102-7.1111 0000011-89.ro.8.8.1111 0000028-28.22.1111 0000074-46. pertencentes ao Quadro de Pessoal Permanente do Poder Judiciário.1111 0032811-72. de 10/10/2011.22. 0000127-51. R E S O L V E: Transferir o gozo das férias a que fazem jus os servidores abaixo relacionados.

2012 33500-19.1999.2012 26948-38.22.1997.1111 Período de Fruição Data Inicial 03/09/2012 03/12/2012 01/11/2012 28/01/2013 01/07/2013 01/08/2012 02/01/2013 03/09/2012 16/07/2012 03/09/2012 29/11/2012 31/08/2012 01/03/2013 30/07/2012 30/07/2012 16/08/2012 Data Final 02/10/2012 31/01/2013 30/11/2012 26/02/2013 30/07/2013 30/08/2012 31/01/2013 02/10/2012 17/08/2012 01/11/2012 28/12/2012 29/09/2012 30/03/2013 28/08/2012 28/08/2012 14/09/2012 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.8. R E S O L V E: Antecipar o gozo das férias a que fazem jus os servidores abaixo relacionados. nos termos do art.22. N.1999.1111 0000065-79.1999.1996. 0016/2012-DRH Considerando o que consta nos documentos anexos com protocolos descritos abaixo.2012 35495-67.2012 33228-25.1111 0000094-61.22.8.22.8.1111 0000004-24.22.segunda-feira.1995.2012 P e r í o d o Programadas para Aquisitivo Data Inicial Data Final 2010/2011 2011/2012 03/09/2012 12/11/2012 22/09/2012 01/12/2012 Antecipadas para Data Inicial 02/07/2012 01/08/2012 Data Final 21/07/2012 20/08/2012 A b o n o Pecuniário Sim Sim Portaria N.2012 P e r í o d o Período de Fruição Aquisitivo Data Inicial Data Final 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 01/08/2012 01/10/2012 01/11/2012 11/09/2012 03/09/2012 13/12/2012 11/11/2012 08/08/2012 09/11/2012 01/11/2012 18/07/2012 01/08/2012 19/12/2012 03/09/2012 30/08/2012 30/10/2012 30/11/2012 30/09/2012 22/09/2012 01/01/2013 30/11/2012 06/09/2012 28/11/2012 30/11/2012 06/08/2012 30/08/2012 07/01/2013 02/10/12 A b o n o Pecuniário Não Não Não Sim Sim Sim Sim Não Sim Não Sim Não Sim Não Portaria N.8.2012 32713-87.2012 33053-31. 0039728-44.8.1111 0000029-71.1111 0000140-50.2010.22.1111 0000126-66.1111 0000061-76.8. pertencentes ao Quadro de Pessoal do Poder Judiciário: Nome MARIA AGLAIR BARCANIAS PAULIANE MEZABARBA Cadastro 002605-0 205167-2 Protocolo 32588-22.ro.8.1111 0000047-58. pertencentes ao Quadro de Pessoal do Poder Judiciário: Nome BÁRBARA HELIODORA PEREIRA CINARA SALVI DE OLIVEIRA CRISTINA MOREIRA DOS REIS GONZAGA EDNA GOMES DE OLIVEIRA ESTER SILVA DE FIGUEIREDO FRANCISCA DAS CHAGAS DAS NEVES FRANCISCO DAS CHAGAS CORREA LIMA FRANKLIN GULIVER SOARES MARCOS MELO GUIMARÃES MARIA DO SOCORRO QUEIROZ LIMA DA SILVA MARIA HELENA PRADO GUIMARÃES NILZA MENEZES LINO LAGOS ORQUÍDEA MONTEIRO DE SOUSA SARA CRISTINA MENDONÇA TEIXEIRA Cadastro 004044-4 205662-3 204819-1 204261-4 002621-2 204944-9 004036-3 205195-8 203791-2 204690-3 002828-2 002056-7 204435-8 205452-3 Protocolo 23877-28.br/autenticacao/validaDiario.DJE.1999.html sob o número 138 Ano 2012 .1111 0030811-70.1997.8.1997.1111 0007610-83.22. 110 e 113 da LC 068/92.RO 123 Portaria N.419/06. 123 da LC 068/92: Nome ANDRE COELHO FILHO ANTONIO DE OLIVEIRA SILVA CELSO FARIAS ELCILIANA LUCIA BROSEGHINI MACHADO ELIZABETH JESUS DE OLIVEIRA PINTO EZIO ANTONIO GAVAZZONI FRANCI FELIX PAIVA HELENA DE JESUS ABREU ARAÚJO LUIZ ALVES DA SILVA MARIA JOSÉ MADEIRA GAVAZZONI MARLON FELIPE DANTAS PAULO ROBERTO SANTOS DA SILVA PETERSON VENDRAMETO ROSILDA DE SOUZA ARRUDA FERREIRA SILVANA RIBEIRO ELER MELOCRA Cadastro 002338-8 003638-2 004160-2 002065-6 203272-4 002202-0 204906-6 203354-2 004073-8 002212-8 003641-2 003883-0 204567-2 003796-6 203063-2 Processo n.2012 33502-86.22. pertencentes ao Quadro de Pessoal Permanente do Poder Judiciário.22.8. R E S O L V E: Conceder licença prêmio por assiduidade aos servidores abaixo relacionados.2011.2012 32704-28.22.2012. endereço: https://www2.1111 0000336-83.8.22.8.8. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.2012 33379-88.22. R E S O L V E: Conceder férias regulamentares aos servidores abaixo relacionados.2012 31824-36.tj.8.8. 0017/2012-DRH Considerando o que consta nos processos com protocolos descritos abaixo.1111 0044956-97.gov. 0015/2012-DRH Considerando o que consta nos documentos anexos com protocolos descritos abaixo.22.2000.2009.22.22.2012 35544-11.1996.8.1111 0000018-76.2012 31521-22. nos termos dos arts.1111 0000157-86.2012 32278-16.2012 35074-77. 138/2012 .

br/autenticacao/validaDiario. dos serventuários do Poder Judiciário do Estado de Rondônia. 0018/2012-DRH Considerando o que consta no art.segunda-feira. 138/2012 . 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .DJE. referente ao exercício de 2013.419/06. 110 da Lei Complementar n.RO 124 Portaria N.gov.tj. N. conforme quadro abaixo: Cadastro 205615-1 203918-4 204474-9 002265-9 205005-6 203353-4 204578-8 205542-2 203945-1 002016-8 002167-9 003321-9 205323-3 203681-9 003542-4 003790-7 003583-1 204763-2 205778-6 204269-0 203669-0 205717-4 204512-5 205617-8 205693-3 204024-7 205164-8 204472-2 203864-1 204107-3 203537-5 204917-1 204841-8 204665-2 205358-6 004189-0 003776-1 205650-0 203908-7 002063-0 203601-0 004158-0 203704-1 205339-0 205216-4 203800-5 204320-3 203092-6 203331-3 205309-8 002505-4 002772-3 002541-0 203801-3 004030-4 004169-6 Nome ABDON RIBEIRO DA SILVA NETO ABEL SILVÉRIO DOS SANTOS FILHO ABNAEL GALVÃO PEREIRA ABNAÉLIA CARVALHO DE LIMA ACÁCIA FRANCIELLI BUENO ADALBERTO CARLOS DO NASCIMENTO SILVA ADALBERTO RODRIGUES DA COSTA ADALTON LUIZ SILVA ADALUCE COELHO JORGE ADELINA DE FÁTIMA COELHO GOMES ADELVIRO NUNES ADEMIR TOBAR ADENILSON FERREIRA DO NASCIMENTO ADEVALTER BENDLER ZANOL ADEVANIR FURTADO DE MEDEIROS ADILSON FLAVIO DA SILVA ADIR FLÁVIO DA SILVA ADONIS ALCARAZ DELGADO ADRIANA APARECIDA UENO BEZERRA ADRIANA BOARETO VASCONCELOS ADRIANA DA SILVA ARCANJO VALNIER ADRIANA DE NAZARÉ ALVES PALHA ADRIANA DO NASCIMENTO RODRIGUES DÁVILA ADRIANA GOMES DE OLIVEIRA ADRIANA NICOLOA GARVIM ADRIANA RIBEIRO NATAL ADRIANE BRUNETTO RIZELLO ADRIANE GALLO ADRIANO CARLOS DE MOREIRA ADRIANO DO AMPARO NASCIMENTO ADRIANO FERNANDES DE SOUZA ADRIANO GONÇALVES LEITE ADRIANO MEDEIROS LOPES ADRIANO TENÓRIO FRANCISCO ADRIEL GEOVANE DINIZ LOPES AGENOR DOS SANTOS AGLAIDE PEREIRA DA SILVA AGNETA SITOWSKI AGRIPINO MENDES DE FREITAS AIDA MARIA MORETTO SBARZI GUEDES AILSON SOUZA DE FRANÇA AIRTON VIEIRA DE MELO ALAN CAMPOS PRESTES ALAN CÂNDIDO JESUS BORGES ALANCLAY ALVES DE LIMA ALBA VALÉRIA BARROS DA SILVA ALBENIR ANTÔNIO DE CARVALHO ALBERTO CUELLAR ALBERTO GEORGES SOUZA DOS SANTOS ALBERTO GORAYEB JUNIOR ALBERTO JAKSTER CASARA ALBERTO NEY VIEIRA SILVA ALCENE CATRINK ALCILENE LIMA DA SILVA ALDA ANTÔNIO MATTA MORHY SOUZA ALDEBARO LEÃO FIALHO Período Aquisitivo.ro. Considerando o que consta registrado na Escala de Férias disponibilizada no SIRWEB. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2008/2009 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 Data Inicial 02/12/2013 07/01/2013 02/05/2013 02/01/2013 14/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 22/11/2013 02/12/2013 01/04/2013 02/01/2013 01/04/2013 09/09/2013 01/04/2013 07/01/2013 04/03/2013 01/03/2013 01/07/2013 01/03/2013 07/01/2013 07/01/2013 02/01/2013 11/01/2013 01/07/2013 11/07/2013 07/01/2013 02/01/2013 13/05/2013 11/07/2013 09/09/2013 10/07/2013 14/02/2013 18/11/2013 10/01/2013 22/07/2013 01/07/2013 12/09/2013 01/07/2013 14/10/2013 01/07/2013 02/05/2013 02/01/2013 11/07/2013 02/09/2013 02/01/2013 11/07/2013 11/07/2013 11/02/2013 07/01/2013 07/01/2013 11/03/2013 28/01/2013 02/01/2013 01/11/2013 11/04/2013 01/10/2013 Data Final 31/12/2013 05/02/2013 21/05/2013 31/01/2013 02/02/2013 26/01/2013 26/01/2013 11/12/2013 21/12/2013 30/04/2013 21/01/2013 30/04/2013 08/10/2013 30/04/2013 05/02/2013 23/03/2013 30/03/2013 20/07/2013 30/03/2013 26/01/2013 26/01/2013 31/01/2013 30/01/2013 30/07/2013 30/07/2013 26/01/2013 21/01/2013 01/06/2013 30/07/2013 28/09/2013 29/07/2013 05/03/2013 07/12/2013 29/01/2013 10/08/2013 30/07/2013 01/10/2013 30/07/2013 02/11/2013 30/07/2013 21/05/2013 21/01/2013 30/07/2013 21/09/2013 31/01/2013 30/07/2013 30/07/2013 12/03/2013 26/01/2013 05/02/2013 30/03/2013 16/02/2013 21/01/2013 20/11/2013 30/04/2013 20/10/2013 Abono Pecuniário N N S N S S S S S N S N N N N S N S N S S N S N S S S S S S S S S S S N S N S N S S S S N S S N S N S S S S S S Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. R E S O L V E: Aprovar a Escala de Férias. endereço: https://www2. 068/92.html sob o número 138 Ano 2012 .

br/autenticacao/validaDiario.419/06. endereço: https://www2.segunda-feira.ro. N. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.tj.RO 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 01/11/2013 11/07/2013 09/09/2013 02/09/2013 11/09/2013 08/02/2013 11/07/2013 11/03/2013 01/11/2013 01/04/2013 27/02/2013 07/01/2013 02/01/2013 02/05/2013 07/01/2013 11/07/2013 01/07/2013 01/04/2013 01/07/2013 02/01/2013 02/01/2013 11/09/2013 02/01/2013 01/07/2013 01/04/2013 14/02/2013 04/03/2013 02/09/2013 04/03/2013 28/01/2013 08/02/2013 02/01/2013 01/08/2013 07/01/2013 05/08/2013 07/01/2013 21/01/2013 13/06/2013 02/01/2013 01/03/2013 06/05/2013 01/07/2013 11/01/2013 01/03/2013 21/01/2013 14/02/2013 02/01/2013 14/02/2013 01/07/2013 01/04/2013 29/05/2013 07/10/2013 01/04/2013 01/07/2013 18/02/2013 07/01/2013 01/07/2013 01/07/2013 10/09/2013 01/07/2013 01/02/2013 01/07/2013 02/05/2013 07/01/2013 04/11/2013 20/11/2013 30/07/2013 28/09/2013 01/10/2013 30/09/2013 27/02/2013 30/07/2013 30/03/2013 30/11/2013 30/04/2013 18/03/2013 26/01/2013 21/01/2013 21/05/2013 26/01/2013 30/07/2013 20/07/2013 20/04/2013 20/07/2013 21/01/2013 21/01/2013 30/09/2013 21/01/2013 30/07/2013 30/04/2013 05/03/2013 23/03/2013 21/09/2013 02/04/2013 16/02/2013 27/02/2013 21/01/2013 20/08/2013 05/02/2013 24/08/2013 26/01/2013 09/02/2013 02/07/2013 31/01/2013 20/03/2013 25/05/2013 30/07/2013 30/01/2013 30/03/2013 09/02/2013 05/03/2013 21/01/2013 05/03/2013 30/07/2013 20/04/2013 17/06/2013 26/10/2013 30/04/2013 30/07/2013 09/03/2013 05/02/2013 20/07/2013 30/07/2013 29/09/2013 30/07/2013 20/02/2013 20/07/2013 21/05/2013 26/01/2013 23/11/2013 S S S N S S S S N N S S S S S S S S S S S S S N N S S S N S S S S N S S S S N S S N S N S S S S N S S S N N S N S N S N S S S S S 125 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.gov. 30 de julho de 2012 004040-1 204853-1 003997-7 003699-4 003864-4 204375-0 204466-8 204496-0 205577-5 205605-4 205458-2 205204-0 203756-4 203725-4 205150-8 204972-4 204276-2 203336-4 205028-5 204797-7 204876-0 205628-3 205762-0 205620-8 205184-2 205530-9 205401-9 003704-4 002208-0 203934-6 205548-1 204705-5 204798-5 204732-2 205349-7 203926-5 031001-8 204628-8 002918-1 204622-9 205386-1 205651-8 204658-0 203619-3 203858-7 002619-0 002687-5 205531-7 204146-4 204494-3 205719-0 205492-2 204969-4 205126-5 204102-2 205308-0 205020-0 205332-2 205727-1 205737-9 205311-0 204014-0 205745-0 203480-8 204624-5 ALDECY LIMA DA SILVA ALDELINA PEREIRA COUTINHO ALDENIR MARIA DA CONCEIÇÃO ALDENORA LEONARDO SANTOS ALDOMERIO MADEIRA ALEKSANDRA APARECIDA GAIENSKI ALESSANDRA LIMA COSTA ALESSANDRA MARIA XAVIER ALESSANDRA QUEIROZ PINHEIRO ALESSANDRA SILVA VILELA ALESSANDRA THAÍS DA SILVA ARAÚJO ALESSANDRA VITORINO DE SOUZA ALEX FABIAN COSTA DE AMORIM ALEXANDRE DE SOUZA FREITAS ALEXANDRE KRAEMER ALEXANDRE MARCEL SILVA ALEXANDRO PINHEIRO ALMEIDA ALEXANDRO VIEIRA GONÇALVES ALEXSANDRO LEITE SILVEIRA ALINE ANGELA DUARTE ALINE COSTA MONTEIRO ORIGA ALINE DE SOUZA GOMES VALOIS ALINE GUTERRES DE AZEVEDO ALINI SILVA RIBEIRO DE MORAES ALISSON FIDELIS DE FREITAS ALISSON GUSTAVO GOMES DE FREITAS ALLINE DE LIMA COSTA SARGES ALMIR ROGÉRIO GOMES ROCHA ALMIRO CORRÊA PRATES AMADEU LEITE DE ARAUJO JUNIOR AMANDA PATRICIA REGO DOS SANTOS ANA CAROLINA SILVA HERBELLA CASSETARI ANA CECÍLIA TOYODA D´ANDRÉA ANA CLÁUDIA DE OLIVEIRA NEGRI ANA CRISTINA GULELMO STAUT ANA FRANCA SANTOS ANA LUCIA DE SOUZA ANA MARIA COSTA FARIAS ANA MARIA DE ARAÚJO FRANCISCO ANA PAULA BALDEZ SANTOS ANA PAULA FROES CAMURÇA ANA PAULA MAFIA POLICARPO ANA ROSA COSTA FARIAS ANA ROSA DE ANDRADE FONTENELLE ANALISA RODRIGUES DE OLIVEIRA ANANIAS RODRIGUES ANAZILA DA SILVA PAZ ARAÚJO ANDERSON CANTÃO SILVA ANDERSON CHIAMENTI ANDERSON DUARTE ALMEIDA ANDERSON HENRIQUE DE LACERDA ANDERSON LUIZ FRANCO DE OLIVEIRA ANDERSON LUIZ POCAHY ANDERSON SEGORVEA DE MOURA ANDRÉ ALVES SEVERO ANDRE APARECIDO SINFRONIO ALVES ANDRÉ DE ARAÚJO NEVES ANDRÉ DE SOUZA COELHO ANDRÉ LUIZ DE OLIVEIRA BRUM ANDRE LUIZ FRANCISCO NEVES ANDRÉ LUIZ MARTINS DE BARROS ANDRE LUIZ MEDEIROS DE SOUZA ANDRÉ VILAS BOAS ANDREA ESCOBAR CAMELO ANDRÉIA ALVES DURÃES Tribunal de Justiça . 138/2012 .DJE.html sob o número 138 Ano 2012 .

br/autenticacao/validaDiario.DJE.html sob o número 138 Ano 2012 .RO 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 02/01/2013 01/07/2013 02/12/2013 01/07/2013 01/07/2013 02/01/2013 01/07/2013 07/01/2013 02/01/2013 03/06/2013 07/01/2013 02/12/2013 07/01/2013 18/02/2013 01/02/2013 01/07/2013 11/01/2013 02/01/2013 11/01/2013 01/08/2013 15/07/2013 02/04/2013 01/07/2013 14/02/2013 11/12/2013 14/01/2013 02/09/2013 11/07/2013 12/08/2013 02/01/2013 01/08/2013 01/10/2013 02/01/2013 11/01/2013 01/04/2013 11/06/2013 14/01/2013 28/01/2013 01/07/2013 07/01/2013 01/07/2013 02/05/2013 01/07/2013 02/01/2013 11/07/2013 02/01/2013 07/01/2013 11/11/2013 11/01/2013 11/07/2013 11/06/2013 03/06/2013 14/01/2013 02/01/2013 02/01/2013 02/12/2013 04/03/2013 04/03/2013 18/02/2013 02/01/2013 02/01/2013 11/04/2013 04/03/2013 23/01/2013 05/08/2013 21/01/2013 20/07/2013 31/12/2013 20/07/2013 30/07/2013 21/01/2013 20/07/2013 26/01/2013 31/01/2013 22/06/2013 26/01/2013 21/12/2013 26/01/2013 09/03/2013 20/02/2013 20/07/2013 30/01/2013 21/01/2013 30/01/2013 30/08/2013 03/08/2013 21/04/2013 20/07/2013 05/03/2013 30/12/2013 02/02/2013 21/09/2013 30/07/2013 31/08/2013 21/01/2013 20/08/2013 20/10/2013 31/01/2013 30/01/2013 20/04/2013 30/06/2013 02/02/2013 16/02/2013 30/07/2013 26/01/2013 20/07/2013 21/05/2013 30/07/2013 21/01/2013 30/07/2013 31/01/2013 26/01/2013 30/11/2013 30/01/2013 30/07/2013 30/06/2013 22/06/2013 02/02/2013 21/01/2013 31/01/2013 21/12/2013 02/04/2013 23/03/2013 09/03/2013 21/01/2013 21/01/2013 30/04/2013 23/03/2013 11/02/2013 24/08/2013 S S N S N S S S N S S S S S S S S S S N S S S S S S S S S S S S N S S S S S N S S S N S S N S S S S S S S S N S N S S S S S S S S 126 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. endereço: https://www2. N. 138/2012 .segunda-feira. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.gov.tj.419/06.ro. 30 de julho de 2012 204007-7 204669-5 205563-5 205389-6 203500-6 204064-6 002679-4 205326-8 204851-5 002246-2 002682-4 003665-0 002911-4 203140-0 204591-5 203893-5 204852-3 002926-2 205529-5 203611-8 002726-0 002236-5 003931-4 203862-5 203546-4 205021-8 203950-8 003638-2 003991-8 002408-2 003507-6 002607-7 002469-4 205012-9 204121-9 003017-1 003006-6 203481-6 003561-0 204251-7 205187-7 203805-6 002114-8 003012-0 002683-2 204999-6 002412-0 204062-0 204364-5 204864-7 002520-8 205011-0 205278-4 205664-0 205769-7 203647-9 002025-7 204610-5 205445-0 204847-7 002657-3 203337-2 204222-3 205583-0 205652-6 ANDRÉIA CRISTIANE LOBATO DA ASSUNÇÃO ANDRÉIA GOMES DE OLIVEIRA MATOS ANDRÉIA TAÍS LIMA DOS SANTOS ANDRESSA PACHECO ANGELA APARECIDA RODRIGUES ÂNGELA CARMEN SZYMCZAK DE CARVALHO ANGELA LUCIA THIAGO DOBBLER ÂNGELA MARIA BARBOSA SILVA ÂNGELA MARIA BERNARDO DA SILVA ANGELA MARIA MOREIRA PESSOA ÂNGELA MARIA PEREIRA CAPILÉ ANGELA MARQUES DOS SANTOS SOUZA ANGELA PINTAR GARCIA DOS SANTOS ANGELINA GOMES DE BRITO ALMEIDA ANGELITA RODRIGUES ALBINO ARAÚJO ANILTON DOS SANTOS ANISIO RECIO DE SOUZA DINIZ ANITA APARECIDA BUTKUS ANSELMO CHARLES MEYTRE ANSELMO DE LIMA BELO ANTONIA IZALETH SIQUEIRA CHAVES ANTÔNIA PEIXOTO MONTEIRO ANTONINHO SANTANA DE LIMA ANTONIO ANDRADE DE CASTRO ANTONIO ANDRADE FILHO ANTONIO CARDOSO MOURÃO ANTONIO CESAR ALVES VIEIRA ANTONIO DE OLIVEIRA SILVA ANTÔNIO DOMINGOS BENTO ANTÔNIO FERREIRA PAES ANTÔNIO GONÇALVES PINHEIRO NETO ANTÔNIO HÉLIO DA COSTA GOMES ANTÔNIO LEMES DE SOUZA ANTÔNIO LISBOA DOS SANTOS FILHO ANTÔNIO MÁRCIO DE PAIVA ANTÔNIO MASCARENHAS BARBOSA ANTONIO MAURO DA COSTA ANTONIO PEREIRA BARBOSA ANTÔNIO PEREIRA DE SOUZA ANTÔNIO REGINALDO BARROS CUNHA ANTONIO RIBEIRO DE CARVALHO ANTONIO SOARES GOMES APARECIDA ANTONIA DE BRITO PERDONCINI APARECIDA FILOMENA TEIXEIRA PINTO APARECIDA LEONIDIA CAMARGO APARECIDA MARIA DA SILVA FERNANDES ARACELY RIBEIRO DE ARRUDA LEITE ARACY REGINA NANTES ARIJOEL CAVALCANTE DOS SANTOS ARIOSTO JOSÉ NOGUEIRA ARAÚJO ARISTONILDE PEREIRA DA SILVA ARNO LIPKE ARRISSON DENER DE SOUZA MORO ARTHUR BANCALARI DA SILVA NETO ARTHUR LUIZ SARAIVA LEÃO VIANA ÁTIS SOARES MUZI AUDA CALDEIRA DE ALMEIDA AURÉLIO JOSÉ DA SILVA SANTOS AURÉLIO ZENOR FERREIRA MOTA AUREO MAEGAKI ONO AURILUCE MOREIRA PINHO AZARIAS PASSOS RODRIGUES AZENAIDE ALVES DOS SANTOS NEVES BÁRBARA BARBOSA CUZZUOL BARBARA GONÇALVES CÂNDIDO CAMPOS Tribunal de Justiça .

RO 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 11/03/2013 07/01/2013 12/12/2013 14/02/2013 11/04/2013 07/01/2013 02/01/2013 18/02/2013 13/05/2013 01/07/2013 01/07/2013 19/06/2013 02/01/2013 12/08/2013 12/08/2013 02/01/2013 07/01/2013 04/03/2013 07/01/2013 11/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 16/01/2013 12/12/2013 01/07/2013 06/05/2013 07/01/2013 03/06/2013 12/08/2013 14/02/2013 02/01/2013 14/02/2013 11/07/2013 01/02/2013 11/09/2013 11/01/2013 11/03/2013 04/03/2013 21/01/2013 16/12/2013 10/06/2013 02/01/2013 01/04/2013 18/02/2013 07/01/2013 14/01/2013 01/02/2013 01/07/2013 04/02/2013 14/01/2013 14/02/2013 07/01/2013 11/10/2013 01/07/2013 11/04/2013 14/01/2013 02/01/2013 07/01/2013 04/03/2013 15/07/2013 07/01/2013 11/07/2013 01/03/2013 02/12/2013 11/07/2013 30/03/2013 26/01/2013 31/12/2013 05/03/2013 30/04/2013 05/02/2013 31/01/2013 09/03/2013 01/06/2013 20/07/2013 20/07/2013 08/07/2013 31/01/2013 31/08/2013 31/08/2013 21/01/2013 05/02/2013 23/03/2013 05/02/2013 30/01/2013 26/01/2013 26/01/2013 14/02/2013 31/12/2013 20/07/2013 25/05/2013 26/01/2013 02/07/2013 31/08/2013 05/03/2013 31/01/2013 05/03/2013 30/07/2013 20/02/2013 30/09/2013 30/01/2013 30/03/2013 23/03/2013 09/02/2013 04/01/2014 29/06/2013 31/01/2013 30/04/2013 09/03/2013 26/01/2013 02/02/2013 20/02/2013 20/07/2013 05/03/2013 02/02/2013 05/03/2013 26/01/2013 30/10/2013 30/07/2013 30/04/2013 02/02/2013 21/01/2013 05/02/2013 23/03/2013 03/08/2013 26/01/2013 30/07/2013 20/03/2013 21/12/2013 30/07/2013 S S S S S N N S S S S S N S S S N S N S S S N S S S S N S S N S S S S S S S S S S N N S S S S S N S S S S N S S S N S S S S S S S 127 BÁRBARA HELIODORA PEREIRA BEATRIZ REGINA SARTOR BENÍCIO DIOGO MAGALHÃES BENTO POLONI BIBIANE PEREIRA DOS ANJOS ALMEIDA BONIEK BEZERRA SANTOS BRUNA BASTOS SILVA BRUNA MARESSA FREIRE DOS SANTOS VON RONDON BRUNO AUGUSTO DA SILVA NUNES BRUNO BARBOZA DE SOUSA BRUNO SPADETO CAIO ADRIEL AVANSO CAMILA ANDRESSA KISCHENER CAMILA CARMELITA BRAGA SOARES CAMILA CORDEIRO DE LUCENA CAMILA GRACE DINIZ CAMILA ROTUNO VIEIRA CARINA APARECIDA ALVES FERREIRA CARINE MARIA BARELLA RAMOS CARLA CRISTINA VIEIRA SALES CARLA FERNANDES BATISTA RODRIGUES CARLA JANAÍNA MENDONÇA DE MELO CARLA MEIRIANE DE ALMEIDA COSTA CARLOS ALBERTO CALIXTO FERREIRA CARLOS ALBERTO CARDOSO DOS SANTOS CARLOS ALBERTO DANTAS DE MIRANDA CARLOS ALBERTO DE OLIVEIRA ALVES CARLOS ALBERTO PESSOA CARLOS ANTÔNIO BEZERRA CARLOS ANTÔNIO VENÂNCIO CARLOS AUGUSTO LOUZADA NEVES CARLOS AUGUSTO MONTEIRO DE CARVALHO CARLOS AUGUSTO SILVA FAVACHO CARLOS DE OLIVEIRA BARBOSA CARLOS HENRIQUE BORGES CARLOS HENRIQUE CAPELASSO DA SILVA CARLOS JOSÉ NASCIMENTO DE CASTRO CARLOS KLEBER MACHADO SANTANA CARLOS MARTINS VERA CARLOS RENATO DOLFINI CARMELIA PINHEIRO DA COSTA CARMÉLIA RODRIGUES JANONES CARMEM LUCI SILVEIRA CARMEN ELIZETE MESQUITA SANTOS GIROLDO CAROLINA GIOSCIA LEAL CAROLINA MARIA ALVES RIBEIRO LIMA CAROLINE DA SILVA MODESTO CAROLINE TREVIZANE DE OLIVEIRA CASSIA DE JESUS DA SILVA ANDRADE CÁSSIA LILIANE DE OLIVEIRA BARBOSA CÁSSIO ALESSANDRO XIMENES COMPARIN CASSIO CONTARATO SALVADOR CATIA CRISTINA DA SILVA CECÍLIA DE CARVALHO CARDOSO FRAGA CECILIA VALDEVINO PAULINO CÉLIA MARIA DE SOUZA REIS CÉLIA REGINA DOS SANTOS TEIXEIRA CELINA CARLA MARTINS FRAGA FERREIRA CELINA CONCEIÇÃO DE OLIVEIRA DOMINGUES CELINA GUERRA MELO CELINA PONTES DA COSTA FRANÇA CÉLIO AUGUSTO BATISTA OLIVEIRA CÉLIO GOMES GUSMÃO CELSO FARIAS CELSO NONATO AMBRÓZIO DOS REIS Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.html sob o número 138 Ano 2012 . N. 30 de julho de 2012 004044-4 203074-8 003720-6 003810-5 204609-1 205498-1 205450-7 205686-0 204315-7 204425-0 204396-3 205735-2 205773-5 205697-6 205364-0 205684-4 204263-0 204923-6 204709-8 204792-6 205371-3 203674-6 205716-6 203238-4 002415-5 003032-5 203942-7 003626-9 003299-9 203362-3 002294-2 003209-3 004186-6 203246-5 204659-8 205454-0 204164-2 203804-8 203363-1 204951-1 003781-8 002156-3 204307-6 004135-1 205582-1 203935-4 204498-6 205102-8 203163-9 203909-5 204484-6 205619-4 204022-0 204359-9 003624-2 204936-8 002349-3 204481-1 204717-9 002744-8 204557-5 204627-0 203431-0 004160-2 002374-4 Tribunal de Justiça .gov.DJE.419/06. endereço: https://www2. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.ro.tj.segunda-feira. 138/2012 .br/autenticacao/validaDiario.

tj.RO 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 11/07/2013 11/03/2013 02/01/2013 11/06/2013 22/01/2013 10/06/2013 01/04/2013 14/02/2013 02/05/2013 15/07/2013 11/07/2013 01/08/2013 05/08/2013 11/06/2013 07/01/2013 05/07/2013 02/12/2013 07/01/2013 04/11/2013 07/01/2013 01/07/2013 04/02/2013 02/05/2013 10/06/2013 11/07/2013 02/09/2013 02/01/2013 14/02/2013 20/05/2013 11/07/2013 14/01/2013 03/06/2013 11/04/2013 01/03/2013 13/06/2013 02/12/2013 02/01/2013 11/07/2013 01/03/2013 07/01/2013 02/01/2013 07/01/2013 11/01/2013 11/03/2013 02/12/2013 02/01/2013 02/01/2013 01/02/2013 02/01/2013 01/02/2013 12/08/2013 03/06/2013 02/01/2013 31/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 11/10/2013 02/01/2013 07/01/2013 11/12/2013 04/07/2013 11/01/2013 02/01/2013 30/07/2013 30/03/2013 21/01/2013 30/06/2013 10/02/2013 29/06/2013 30/04/2013 05/03/2013 21/05/2013 03/08/2013 30/07/2013 30/08/2013 03/09/2013 30/06/2013 26/01/2013 24/07/2013 21/12/2013 26/01/2013 23/11/2013 26/01/2013 20/07/2013 23/02/2013 21/05/2013 29/06/2013 30/07/2013 01/10/2013 21/01/2013 05/03/2013 08/06/2013 30/07/2013 02/02/2013 22/06/2013 30/04/2013 20/03/2013 02/07/2013 21/12/2013 31/01/2013 30/07/2013 20/03/2013 26/01/2013 31/01/2013 26/01/2013 30/01/2013 30/03/2013 21/12/2013 21/01/2013 21/01/2013 20/02/2013 21/01/2013 02/03/2013 31/08/2013 22/06/2013 21/01/2013 01/03/2013 26/01/2013 26/01/2013 05/02/2013 26/01/2013 30/10/2013 21/01/2013 05/02/2013 30/12/2013 23/07/2013 30/01/2013 21/01/2013 S S S S S S N S S S S N N S S S S S S S S S S S S N S S S S S S S S S S N S S S N S S S S S S S S N S S S N S S N S S S N S S S S 128 CÉSAR DOS SANTOS FERREIRA CESÁRIO DOS SANTOS FERREIRA CÉZAR EDUARDO DA COSTA MANSO CHARLES BARROSO COSTA CHARLES DE SOUSA ALVES CHARLES ROBERTO RAMOS VLÁXIO CHRISTIANA DE ALMEIDA SANTOS RIPKE CHRISTIANNE DAS GRAÇAS SCHIRMER CID MARIO DA SILVA BONAZZA CIDNEI SERGIO MARINI CILENE ROCHA MEIRA MORHEB CINARA SALVI DE OLIVEIRA CINTIA CRISTINA RODRIGUES FERREIRA CIRANEIDE FONSECA AZEVEDO CLAIR FREITAG CLAITON VENDRAMETTO CLAUDENOR LEMES SANTANA CLAUDETE ROSA DA COSTA DUARTE CLAUDIA DA SILVA XIMENES DE SOUZA CLÁUDIA DE FÁTIMA MENDES NUNES BARBOSA CLÁUDIA OLIVEIRA DE LIMA CLAUDINEI GONÇALVES CLAUDINÉIA BOONE CLAUDIO ALEXANDER SPREY CLAUDIO ALEXANDRE NASCIMENTO HORACEK GONZAGA CLÁUDIO GERALDO DANTAS CLAUDIO HENRIQUE LOBATO DE SOUZA CLEBER FELIPE COSTA CLEBER RAIMUNDO LUCIO CLEIDEILSON NOGUEIRA SANTOS CLEITON NERIS DE OLIVEIRA CLEIZIANE GOMES DOS SANTOS CLÉLIA DE MELO XAVIER CLELTON FELIPE COSTA CLEMERSON LEITE CLEOMAR RAMOS BARRETO CLEONI TEREZINHA SCARMUCIN FERNANDES CLEONICE BERNARDINI CLEONICE CABRAL DOS SANTOS ALMEIDA CLEUDIANA MENEGUCI CLEUSA REGINALDO PEREIRA MILAN CLIDOMAR BOTELHO CLINDOVAL LIMA DA SILVA CLODOALDO CORRÊA DE OLIVEIRA CLODOALDO FERREIRA DOS SANTOS CLODOALDO JOSÉ AIZZO CLODOALDO OLIVEIRA VIEIRA CLOTILDE HÚNGARO GONÇALVES CLÓVIS ROSÁRIO CARDOSO CONSTANCIA VERONICA MAZZONETTO CREUSA DE ARAUJO CUSTODIO CRISTIANA DE OLIVEIRA LO TIERZO CRISTIANE SALES MACHADO CRISTIANNYE SANTOS BIAVATI DE MATTOS CRISTIANO CORRÊA DE PAULA CRISTINA HIRATA PRADO MARTINS CRISTINE ANDRÉA DOS SANTOS LIMA DAGMAR PEREIRA DE MORAIS OLIVEIRA DAIANE PEREIRA DOS SANTOS DALILA CÉLIA DIAS PANTOJA DALILA EFFGEN DE ALMEIDA DAMARIS EDITE SILVA DAMIÃO DO NASCIMENTO MOURA DANIEL BRASIL DANIEL DA COSTA DANTAS Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.gov. 138/2012 . 30 de julho de 2012 204670-9 205713-1 203080-2 204322-0 205707-7 205018-8 204218-5 203189-2 205634-8 204773-0 203526-0 205662-3 205451-5 002995-5 205393-4 204039-5 003926-8 204254-1 204892-2 203939-7 003034-1 205324-1 204033-6 203613-4 205413-2 003708-7 002457-0 205269-5 205313-6 205196-6 203416-6 205493-0 203718-1 205385-3 204459-5 203308-9 002215-2 204360-2 002716-2 204279-7 203772-6 203141-8 203327-5 003037-6 203375-5 002292-6 205457-4 002968-8 205236-9 203192-2 003323-5 205627-5 205700-0 204479-0 205706-9 205318-7 204833-7 203880-3 205575-9 002240-3 204982-1 002144-0 002537-2 205699-2 204012-3 Tribunal de Justiça .ro.segunda-feira. N.DJE. endereço: https://www2.419/06.br/autenticacao/validaDiario. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.html sob o número 138 Ano 2012 .

O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. N. endereço: https://www2. 138/2012 .segunda-feira. 30 de julho de 2012 204540-0 205780-8 205143-5 205095-1 205539-2 204197-9 204125-1 205350-0 205459-0 204964-3 205598-8 205506-6 003658-7 204585-0 002585-2 203562-6 204818-3 205134-6 204593-1 204244-4 204133-2 203910-9 205476-0 002516-0 002883-5 205301-2 003590-4 002059-1 204553-2 003767-2 204505-2 204401-3 204306-8 002517-8 002981-5 205772-7 004089-4 205456-6 205430-2 205469-8 205760-3 004090-8 205410-8 002938-6 002329-9 204523-0 205215-6 002068-0 205416-7 203765-3 003870-9 204300-9 003041-4 203050-0 003829-6 203969-9 204822-1 003570-0 204388-2 205238-5 203792-0 203053-5 204599-0 203115-9 003908-0 Tribunal de Justiça .gov.html sob o número 138 Ano 2012 .ro.br/autenticacao/validaDiario.RO 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 11/12/2013 01/03/2013 07/01/2013 18/02/2013 07/01/2013 07/10/2013 02/05/2013 01/08/2013 01/07/2013 08/07/2013 03/01/2013 11/03/2013 11/07/2013 11/06/2013 03/06/2013 02/01/2013 11/04/2013 01/04/2013 18/02/2013 26/09/2013 02/01/2013 02/01/2013 01/03/2013 02/09/2013 01/02/2013 07/01/2013 02/01/2013 02/01/2013 11/12/2013 11/03/2013 03/06/2013 02/01/2013 14/02/2013 14/01/2013 11/06/2013 01/11/2013 02/12/2013 02/01/2013 04/03/2013 01/03/2013 04/02/2013 01/07/2013 14/01/2013 01/03/2013 02/01/2013 07/01/2013 02/12/2013 02/09/2013 11/03/2013 01/07/2013 12/07/2013 10/06/2013 11/07/2013 01/02/2013 02/12/2013 01/07/2013 11/10/2013 11/02/2013 15/01/2013 01/02/2013 07/01/2013 12/08/2013 03/06/2013 14/01/2013 01/08/2013 30/12/2013 20/03/2013 26/01/2013 19/03/2013 26/01/2013 26/10/2013 21/05/2013 20/08/2013 20/07/2013 27/07/2013 22/01/2013 30/03/2013 30/07/2013 30/06/2013 22/06/2013 21/01/2013 30/04/2013 20/04/2013 09/03/2013 15/10/2013 21/01/2013 21/01/2013 20/03/2013 01/10/2013 02/03/2013 26/01/2013 21/01/2013 21/01/2013 30/12/2013 30/03/2013 02/07/2013 21/01/2013 05/03/2013 02/02/2013 30/06/2013 30/11/2013 31/12/2013 31/01/2013 02/04/2013 30/03/2013 23/02/2013 30/07/2013 02/02/2013 30/03/2013 21/01/2013 26/01/2013 21/12/2013 21/09/2013 30/03/2013 30/07/2013 31/07/2013 29/06/2013 30/07/2013 20/02/2013 21/12/2013 30/07/2013 30/10/2013 02/03/2013 03/02/2013 20/02/2013 26/01/2013 31/08/2013 22/06/2013 02/02/2013 20/08/2013 S S S N S S S S S S S S S S S S S S S S S S S N N S S S S S N S S S S N N N N N S N S N S S S S S N S S S S S N S S S S S S S S S 129 DANIEL GONZAGA SCHAFER DE OLIVEIRA DANIELA CORRÊA DO NASCIMENTO SOUSA RODRIGUES DANIELA CRISTINA DOS SANTOS VIANA DA CRUZ DANIELA LUIZA BACK SOUZA DANIELE DEMICIO DANIELLA DE SOUZA E PEREIRA DANIELLA MARCONDES MALAVASI FAIG DE PAULA LIMA DANIELLE GONÇALVES CORREIA DANIELLE OLIVEIRA DE MONT ALVERNE DANIELY AMADIO DE OLIVEIRA DANILO ARAGÃO DA SILVA DANILO PESSOA DA SILVA DANNY BLANCA SANCHEZ VASQUES DÁRIA SOUZA DA SILVA NETA DARLY BEZERRA CUNHA DE SOUZA DARWIN ALEXOPULOS JUSTINIANO DAVI FERREIRA MARTINS DAVI GONÇALVES FERREIRA SOBRINHO DAVI SEGÓBIA DAVISON BELEZA CAMPOS DÉBORA LOUZADA CUNHA AGUIAR DÉBORA MARIA BARROS SILVA DÉBORA PRISCILA EPIFÂNIO FERREIRA DEISE BALLARIN PYLES DEISE LUCIANO GOMES AITA DELIANE QUELLI DUARTE IAREMA DELMIRA DUARTE BRITES DELVI OLIVEIRA ANDRADE FERRANDO DÊNIA KARRU FREITAS DE SOUZA DENISE COSTA VASCONCELOS DENISE GONÇALVES DA CRUZ ROCHA DENISE MARTA BALENSIEFER DENISIANE CRISTINA LAGO FIORAVANTE DENIZE CHAVES GUERREIRO DEUSDETE PEREIRA DOS SANTOS DEYVID JÚNIOR CREMASCO DIAQUIN VICENTE DE OLIVEIRA DIEGO DE ALBUQUERQUE BRAGA DIEGO LACERDA GRAEBIN DIEGO PORTELA VERAS DIEGO SANTINNI ARANTES GONÇALVES DILMA FERNANDES DE MELO RIBEIRO DIMÉIA DE OLIVEIRA LINO RODRIGUES DINA EDNA FRAZON BALERONI DINORÁ GREGORIO DE SOUZA BORTOLOTTI DIONE ALVES DA SILVA MARQUES DIONEI GERALDO DIVA PEREIRA DE OLIVEIRA LEITE DJALMA ROBSON DE ANDRADE FILHO DOLORES SILVESTRE DOMINGOS NUNES PEREIRA DOMINGOS SÁVIO TEIXEIRA DO NASCIMENTO DORACI LINS DOS SANTOS DORACY LEITE TAVARES DORIVAL ALVES DE MORAES DORIVETE LEITE RODRIGUES DE SOUZA EDCARLOS DA SILVA RODRIGUES EDENIR APARECIDA FERREIRA GOMES CARRELLI EDEONILSON SOUZA MORAES EDER ABIDORAL FONSECA DE ARAÚJO EDERLENYA CARDOSO DOS SANTOS EDGAR EGUEZ VACADIEZ EDGARD ALVES FEITOSA EDGARD FERREIRA ALVES EDGARD SOUZA DA SILVA FILHO Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.DJE.419/06.tj.

DJE.segunda-feira.419/06.html sob o número 138 Ano 2012 . O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.gov. N. 138/2012 .ro. endereço: https://www2. 30 de julho de 2012 204394-7 204521-4 204931-7 204450-1 203361-5 003055-4 203556-1 003711-7 004144-0 203267-8 203899-4 203680-0 002244-6 203001-2 203607-0 204957-0 002919-0 002844-4 003546-7 205771-9 205274-1 204378-5 204056-5 003898-9 204831-0 003450-9 002414-7 204051-4 205006-4 002671-9 002065-6 004136-0 203520-0 204362-9 002347-7 205623-2 203173-6 203100-0 002170-9 002266-7 203591-0 204006-9 204334-3 205260-1 204266-5 002876-2 203739-4 003630-7 203338-0 003027-9 204367-0 204035-2 204774-8 203825-0 004140-8 003818-0 203025-0 205338-1 002051-6 205552-0 004148-3 002594-1 204162-6 203678-9 204161-8 EDIEL SANTA BRÍGIDA DAMASCENO EDILENE APARECIDA DE OLIVEIRA EDILENE DA SILVA LOPES EDILSON ALVES PEREIRA EDILSON MATIAS FREIRE EDILSON MENDES DE ABREU EDILSON NATALINO DA SILVA FERNANDES EDILSON PEREIRA DA SILVA EDIMAR ARMONDES DE OLIVEIRA EDINELIA DE JESUS DIAS COSTA SIMÕES EDMILSON BILAC JORDÃO EDMILSON BORGES DA SILVA EDMILSON DE MELO BRILHANTE EDNA ALVES DOS ANJOS AZEVEDO EDSEIA PIRES DE SOUSA EDSON DOS SANTOS TECHIO EDSON FELIPE DA SILVA EDSON OLIVEIRA PIRES EDSON RODRIGUES DE FREITAS EDUARDO BRIZOLA OCAMPOS EDUARDO HENRIQUE GABIATTI EDUARDO LUIZ WILL BEZERRA EDUARDO OLIVEIRA ALVES EDVALDO COSTA DE ALENCAR EDVAN HONORATO CÂNDIDO EGILBERTO DA SILVA BRITO EGINA RURIKO NATORI EGNALDO DE OLIVEIRA LIMA ELAINE GUNCHOROWSKI CAVALCANTE ELANE APARECIDA FELIPE TIVIROLLI ELCILIANA LUCIA BROSEGHINI MACHADO ÉLCIO ALVES SANTOS ÉLCIO GOMES DA SILVA ELDER MIYACHE ELENA MARIA FABIANO DE SOUSA ELENICE AZEVEDO CASTRO SILVA ELEONARDO GONÇALVES DE ARRUDA ÉLIA MASSUMI OKAMOTO ELIANA DE SOUZA BISPO ELIANA ROCHA MEIRA ELIANE CARVALHO ALVES ELIANE DE CARMO ELIANE DO ROCIO MARTINS BOTELHO ELIANE ESTELA MOURA ARAÚJO LIMA ELIANE MARIA DOS SANTOS NUNES ELIANETE SALES DA SILVA ELIAS CABRAL DE SOUZA LIMA ELIAS GOMES MOURA ELIAS VIEIRA DOS SANTOS ELIDA MARIA DE SOUZA SILVA ELIEL BATISTA SALES ELIELMA PEDROSA RIBEIRO TOLEDO ELIENAI CARVALHO MONTEIRO ELIEQUIM GONÇALVES ELIETE CABRAL DE LIMA ELIETE LEIDA SEIXAS OLIVEIRA ELIEZER FERNANDES DE MEDEIROS ELIEZIO GOULART BRAGA ELIO GARANHANI ELIOMAR PIMENTA DA SILVA ELISA GONÇALVES DE OLIVEIRA ELISABETE CAETANO CAPUCHO SOUZA ELISÂNGELA DRUMOND DE OLIVEIRA ROCHA ELISÂNGELA OLIVEIRA SILVA ELISÂNGELA PRÁ NASCIMENTO Tribunal de Justiça .tj.RO 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 02/12/2013 02/01/2013 29/07/2013 01/07/2013 01/07/2013 01/02/2013 01/07/2013 14/01/2013 13/05/2013 01/04/2013 02/01/2013 01/07/2013 19/06/2013 02/01/2013 07/01/2013 11/04/2013 01/03/2013 04/02/2013 07/10/2013 01/04/2013 07/01/2013 08/07/2013 01/07/2013 02/01/2013 11/01/2013 01/03/2013 20/11/2013 02/01/2013 01/07/2013 08/07/2013 07/01/2013 02/01/2013 11/06/2013 15/07/2013 02/01/2013 01/10/2013 01/07/2013 02/01/2013 02/01/2013 02/01/2013 11/01/2013 01/07/2013 02/09/2013 01/07/2013 02/12/2013 01/02/2013 01/07/2013 01/07/2013 01/07/2013 02/01/2013 03/06/2013 11/04/2013 11/07/2013 15/07/2013 07/01/2013 11/07/2013 02/01/2013 02/01/2013 01/02/2013 02/01/2013 02/01/2013 20/05/2013 02/01/2013 14/01/2013 10/07/2013 21/12/2013 31/01/2013 17/08/2013 20/07/2013 20/07/2013 20/02/2013 20/07/2013 02/02/2013 01/06/2013 20/04/2013 21/01/2013 20/07/2013 08/07/2013 21/01/2013 26/01/2013 30/04/2013 30/03/2013 05/03/2013 26/10/2013 30/04/2013 26/01/2013 27/07/2013 20/07/2013 21/01/2013 30/01/2013 20/03/2013 09/12/2013 31/01/2013 30/07/2013 27/07/2013 26/01/2013 21/01/2013 30/06/2013 03/08/2013 21/01/2013 30/10/2013 30/07/2013 31/01/2013 31/01/2013 21/01/2013 30/01/2013 20/07/2013 01/10/2013 30/07/2013 21/12/2013 02/03/2013 20/07/2013 20/07/2013 20/07/2013 21/01/2013 02/07/2013 30/04/2013 30/07/2013 03/08/2013 26/01/2013 30/07/2013 31/01/2013 21/01/2013 02/03/2013 21/01/2013 21/01/2013 08/06/2013 21/01/2013 02/02/2013 29/07/2013 S N S S S S S S S S S S S S S S N N S N S S S S S S S N N S S S S S S N N N N S S S N N S N S S S S N S S S S S N S N S S S S S S 130 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.br/autenticacao/validaDiario.

419/06.segunda-feira. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.gov.ro. N.html sob o número 138 Ano 2012 .tj. 138/2012 . endereço: https://www2. 30 de julho de 2012 205424-8 205200-8 204200-2 204666-0 203200-7 204902-3 205361-6 204265-7 002642-5 203272-4 205791-3 003363-4 003219-0 203990-7 203768-8 002851-7 205281-4 203511-1 205414-0 204869-8 205412-4 002957-2 204848-5 205584-8 205146-0 205375-6 204946-5 003545-9 203048-9 204921-0 204854-0 205223-7 205507-4 204013-1 002273-0 003673-0 204332-7 204616-4 204104-9 003690-0 203835-8 204582-6 203865-0 203026-8 203358-5 002645-0 003772-9 205792-1 002522-4 002524-0 003886-5 203377-1 203320-8 205633-0 203781-5 204129-4 205151-6 205738-7 204349-1 002290-0 004155-6 003467-3 204533-8 204611-3 205514-7 Tribunal de Justiça .RO 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 02/09/2013 02/01/2013 01/04/2013 12/06/2013 02/12/2013 11/07/2013 01/08/2013 02/01/2013 01/07/2013 02/01/2013 02/01/2013 01/03/2013 18/02/2013 13/05/2013 02/01/2013 01/07/2013 11/07/2013 01/03/2013 02/01/2013 14/02/2013 11/09/2013 02/01/2013 01/04/2013 01/03/2013 07/01/2013 07/01/2013 02/01/2013 07/01/2013 15/04/2013 02/12/2013 02/01/2013 03/06/2013 07/01/2013 14/01/2013 02/05/2013 01/06/2013 12/08/2013 01/02/2013 04/03/2013 12/08/2013 02/01/2013 02/12/2013 07/01/2013 02/01/2013 01/08/2013 01/02/2013 04/02/2013 14/02/2013 11/07/2013 02/01/2013 02/01/2013 11/10/2013 02/01/2013 07/01/2013 01/07/2013 01/07/2013 24/06/2013 02/12/2013 29/04/2013 02/01/2013 04/02/2013 12/08/2013 01/07/2013 07/01/2013 02/01/2013 21/09/2013 21/01/2013 30/04/2013 01/07/2013 21/12/2013 30/07/2013 20/08/2013 21/01/2013 20/07/2013 21/01/2013 21/01/2013 20/03/2013 09/03/2013 01/06/2013 21/01/2013 30/07/2013 30/07/2013 20/03/2013 21/01/2013 05/03/2013 30/09/2013 31/01/2013 30/04/2013 20/03/2013 26/01/2013 26/01/2013 21/01/2013 26/01/2013 04/05/2013 21/12/2013 21/01/2013 02/07/2013 05/02/2013 02/02/2013 21/05/2013 30/06/2013 31/08/2013 02/03/2013 23/03/2013 31/08/2013 21/01/2013 21/12/2013 26/01/2013 31/01/2013 30/08/2013 20/02/2013 23/02/2013 05/03/2013 30/07/2013 21/01/2013 31/01/2013 30/10/2013 21/01/2013 26/01/2013 20/07/2013 20/07/2013 13/07/2013 21/12/2013 18/05/2013 21/01/2013 23/02/2013 31/08/2013 30/07/2013 26/01/2013 21/01/2013 S S N S S S S S S S S S S S S N S S S S S N N S S S S S S S S N N S S N S N S S S S S N N S S S S S N S S S S S S S S S S S N S S 131 ELISANGELA SOUZA MAMEDES ELISMARA FERREIRA DE SOUZA ELISSA TOZZATTO TEIXEIRA ELISSANDRA PEREIRA LIMA RODRIGUES ELITA FERREIRA RODRIGUES ELIVALDA RAMOS NOGUEIRA ELIVÂNIA PATRÍCIA DE LIMA ELIVELTON PEREIRA DA SILVA ELIZA RECH FERREIRA DA SILVA ELIZABETH JESUS DE OLIVEIRA PINTO ELIZANGELA ALMEIDA MEDEIROS PEREIRA ELIZETE ALVES MENEZES CAMOLESI ELIZETE LEITE DE ARAUJO MONTEIRO ELIZIÁRIO FELINTO CARTAXO ELLIS REGINA SILVA SANTOS ELVIRA REZENDE DE MELO TURSKI EMACULADA MARIA DE OLIVEIRA EMANUELLE FERREIRA LIMA EMERIANA SILVA EMERSON BATISTA SALVADOR EMERSON MENEZES TAVARES EMI TERESINHA RIGO EMILIA CORREIA LIMA EMÍLIA MARIA DA SILVA EMILIO MASSAKI MATSUBARA ENDRIO PATRIK BOM FIM ENILDO LAMARÃO GIL ENY PEDRO RODRIGUES NASCIMENTO EÓLIS TAVARES DA COSTA ERICA CRISTINA SARTORI BACELAR ÉRICA MENDES DE OLIVEIRA ERICA PEREIRA DO NASCIMENTO ERICK VINICIUS SILVA LIMA ÉRICO VIEIRA DA COSTA ERIENE GRANGEIRO DE ALMEIDA SILVA ERNANDES FERNANDES ALVES ESEQUIAS NOGUEIRA DA SILVA ESER AMARAL DOS SANTOS ESTER OLIVEIRA DE ARAÚJO ESTER RODRIGUES DE OLIVEIRA ESTHER FANARA GUEDES DA SILVA EUDES ROSA CABRAL JÚNIOR EUDÉZIO CARDOSO MONTEIRO EUGÊNIO EINSTEIN DE GUSMÃO EUMAR DE PAULA MONTEIRO EURIDES PASQUALINI DE ASSIS EUZENI FIRMINO DE MORAES BRITO FARIAS EVA CAROLINE CARRILHO VALENÇA NEVES EVA MAGALHÃES DA CRUZ EVA MARINHO MENDES EVA RODRIGUES MARTINS EVALDO CAMPOS CRUZ EVALDO DA COSTA FARIAS EVALDO ROQUE DINIZ EVANDO DE MORAIS NEVES EVANILDA APARECIDA PEREIRA EVELYN SCHNEIDER NOBREGA DE ARAUJO SARMENTO EVERALDO MELO DA SILVA EVERSON DA SILVA MONTENEGRO EVILSON AFONSO DA SILVA EVOLNIRES MOLINO DE OLIVEIRA EZENIR TEREZINHA DE MELO FERNANDES FABIANA ARAÚJO SILVA FABIANA CRISTHIE PRESTES MOREIRA FABIANA DE ANDRADE MENDES RABELO Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.DJE.br/autenticacao/validaDiario.

N.segunda-feira.tj.DJE.br/autenticacao/validaDiario. endereço: https://www2.html sob o número 138 Ano 2012 . 138/2012 .RO 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2009/2010 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 02/05/2013 04/03/2013 15/07/2013 12/08/2013 01/11/2013 04/03/2013 01/07/2013 01/07/2013 11/07/2013 15/07/2013 14/02/2013 01/11/2013 01/10/2013 11/06/2013 02/01/2013 01/07/2013 07/01/2013 13/05/2013 02/12/2013 07/01/2013 14/07/2013 01/04/2013 11/07/2013 01/03/2013 11/03/2013 02/12/2013 14/02/2013 01/07/2013 01/04/2013 01/04/2013 02/01/2013 13/05/2013 04/03/2013 07/01/2013 02/01/2013 18/02/2013 07/01/2013 28/01/2013 02/01/2013 07/01/2013 11/07/2013 10/06/2013 11/11/2013 11/03/2013 04/02/2013 04/11/2013 11/02/2013 04/02/2013 11/12/2013 01/03/2013 13/05/2013 02/01/2013 13/05/2013 02/01/2013 12/09/2013 01/02/2013 02/05/2013 02/12/2013 01/02/2013 01/04/2013 11/07/2013 11/11/2013 04/03/2013 11/03/2013 03/06/2013 21/05/2013 02/04/2013 03/08/2013 31/08/2013 20/11/2013 23/03/2013 20/07/2013 20/07/2013 30/07/2013 03/08/2013 05/03/2013 30/11/2013 20/10/2013 30/06/2013 21/01/2013 20/07/2013 05/02/2013 01/06/2013 31/12/2013 26/01/2013 02/08/2013 30/04/2013 30/07/2013 30/03/2013 09/04/2013 21/12/2013 05/03/2013 20/07/2013 20/04/2013 20/04/2013 31/01/2013 01/06/2013 23/03/2013 26/01/2013 31/01/2013 09/03/2013 26/01/2013 16/02/2013 21/01/2013 26/01/2013 30/07/2013 29/06/2013 30/11/2013 30/03/2013 23/02/2013 23/11/2013 02/03/2013 05/03/2013 30/12/2013 20/03/2013 01/06/2013 31/01/2013 01/06/2013 21/01/2013 01/10/2013 02/03/2013 21/05/2013 21/12/2013 20/02/2013 20/04/2013 30/07/2013 30/11/2013 23/03/2013 30/03/2013 22/06/2013 S N S S S S S S S S S N S S S S N S N S S N S N N S S S S S N S S S N S S S S S S S S S S S S N S S S N S S S N S S S S S S S S S 132 FABIANA FERRACIOLI FERNANDES SILVA FABIANE LIMA DE ABREU RIBEIRO FABIANE PALMIRA BARBOZA SILVA FABIANO ALTINO DE SOUSA FABIANO DE SOUSA GUTIERREZ FÁBIO ALCARAZ DELGADO FÁBIO ARAN GOMES DE CASTRO FÁBIO AUGUSTO ALMEIDA DO NASCIMENTO FÁBIO DA SILVA AMARAL FÁBIO DE OLIVEIRA PEREIRA FÁBIO HENRIQUE CARVALHO ROCHA FABIO LIMA DE FARIA FÁBIO PEREIRA SILVA FÁBIO RODRIGO LOPES DE CARVALHO FÁBIO TEIXEIRA FABIOLA SOUSA FERNANDES FABRÍCIO AIRES SANTOS SILVA FABRÍCIO FARLEY ANDRADE CONCENÇO FÁTIMA APARECIDA DA SILVA FATIMA APARECIDA SAVASTANO JACOB FÁTIMA EVANGELISTA FELIPE LIMA DE FARIA FÉLIX RODRIGUES DA SILVA FERNANDA ESTEVES CAMPOS SPILOTROS KOBAYASHI FERNANDA LEMOS DE MATOS FERNANDA MIRANDA CAMPOS DA SILVA FERNANDO JÂNIO DEGAM FERNANDO MARQUES DOS SANTOS FERNANDO PASQUALINI DE ASSIS FERNANDO RAFAEL SANTOS DE OLIVEIRA FERNANDO SILVA FERNANDO STELIO RODRIGUES BARBOSA FLAVIA FAGUNDES GRAVA FLÁVIA LEITE DOS SANTOS FLÁVIA MARTINS DE LIMA CASTRO FLAVIO CABRAL REIS FLAVIO FIORIM LOPES FLORENILCY ALECRIM NAJE FRANCI FELIX PAIVA FRANCIANE FARIDE DA SILVA MARTINS FRANCIANE MUNIZ MAGALHÃES VELOZO FRANCIMAR RODRIGUES RIBEIRO FRANCINEIDE RIBEIRO DA SILVA FRANCINILSON DA SILVA OLIVEIRA FRANCIS DINIZ AFONSO FRANCISCA AGAMENÓLIA DE OLIVEIRA FRANCISCA CAMILA MARQUES DA SILVA FRANCISCA CHAGAS CARVALHO CAMPOS FRANCISCA DAS GRAÇAS CASTELO DE ABREU FRANCISCA DE FATIMA LACERDA E SILVA FRANCISCA GOMES RIBEIRO QUIMAS FRANCISCA HORONIDES BARROSO CUSTODIO FRANCISCA LOPES FERREIRA FRANCISCA MEJIA DE OLIVEIRA FRANCISCA PEREIRA DA SILVA FRANCISCO ADEVANDO QUEIROZ CRUZ FRANCISCO ALVES DE MESQUITA JUNIOR FRANCISCO ANTÔNIO LIMA FRANCISCO ARMANDO ARAÚJO NOTENES FRANCISCO CACILMARE ALENCAR DA SILVA FRANCISCO CASIMIRO DA SILVA FRANCISCO CHAGAS FERREIRA DOS SANTOS FRANCISCO CORREA DE FARIA NETTO FRANCISCO DAS CHAGAS CORREA LIMA FRANCISCO DAS CHAGAS VITALINO FEITOSA Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.ro.gov. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.419/06. 30 de julho de 2012 204881-7 205460-4 203721-1 204491-9 204408-0 204202-9 203930-3 205180-0 204049-2 204301-7 204561-3 205199-0 204112-0 204195-2 204079-4 200002-4 205505-8 204598-2 203946-0 203653-3 002088-5 205177-0 205016-1 205565-1 205334-9 205593-7 205055-2 203168-0 205453-1 205595-3 203235-0 003763-0 205775-1 205502-3 204376-9 205319-5 205303-9 204871-0 204906-6 205461-2 205463-9 204147-2 205747-6 204114-6 203535-9 205387-0 003702-8 002013-3 003948-9 002252-7 003543-2 003635-8 205170-2 002319-1 003777-0 002124-5 205527-9 002160-1 204292-4 204954-6 003789-3 003875-0 203103-5 004036-3 204153-7 Tribunal de Justiça .

gov.html sob o número 138 Ano 2012 .DJE. 138/2012 .419/06.tj.br/autenticacao/validaDiario. endereço: https://www2. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.ro.RO 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2009/2010 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 11/09/2013 02/12/2013 15/07/2013 02/12/2013 12/12/2013 01/07/2013 02/12/2013 11/01/2013 03/06/2013 10/07/2013 11/06/2013 11/12/2013 13/05/2013 02/01/2013 11/07/2013 02/01/2013 02/01/2013 11/01/2013 02/09/2013 09/09/2013 07/01/2013 01/07/2013 07/01/2013 07/01/2013 01/07/2013 04/03/2013 07/01/2013 02/01/2013 02/01/2013 12/09/2013 12/12/2013 02/01/2013 02/01/2013 11/01/2013 11/07/2013 03/06/2013 13/05/2013 11/01/2013 02/01/2013 14/02/2013 07/01/2013 03/06/2013 14/01/2013 02/12/2013 02/09/2013 02/01/2013 01/07/2013 01/07/2013 02/01/2013 12/08/2013 01/07/2013 01/04/2013 02/01/2013 17/01/2013 15/07/2013 08/07/2013 02/09/2013 11/07/2013 10/07/2013 02/01/2013 02/01/2013 01/07/2013 07/01/2013 11/03/2013 02/01/2013 30/09/2013 21/12/2013 03/08/2013 21/12/2013 31/12/2013 20/07/2013 21/12/2013 30/01/2013 22/06/2013 29/07/2013 30/06/2013 30/12/2013 01/06/2013 21/01/2013 30/07/2013 21/01/2013 21/01/2013 30/01/2013 21/09/2013 28/09/2013 26/01/2013 30/07/2013 05/02/2013 26/01/2013 20/07/2013 02/04/2013 26/01/2013 21/01/2013 31/01/2013 01/10/2013 31/12/2013 21/01/2013 31/01/2013 30/01/2013 30/07/2013 22/06/2013 01/06/2013 30/01/2013 21/01/2013 05/03/2013 26/01/2013 02/07/2013 02/02/2013 21/12/2013 21/09/2013 21/01/2013 30/07/2013 30/07/2013 21/01/2013 31/08/2013 30/07/2013 20/04/2013 21/01/2013 05/02/2013 03/08/2013 27/07/2013 21/09/2013 30/07/2013 29/07/2013 21/01/2013 21/01/2013 20/07/2013 26/01/2013 30/03/2013 21/01/2013 S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S N N S S N S S N S S S N S S S S S S S S N S S S S N N S S N S S S S S S S S S S S S S S 133 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. N. 30 de julho de 2012 004058-4 203389-5 002243-8 003894-6 003821-0 203392-5 004079-7 203085-3 204157-0 004197-1 204768-3 205614-3 205347-0 003712-5 203907-9 003710-9 204404-8 204406-4 204813-2 205579-1 205446-9 205337-3 204555-9 002964-5 205251-2 205755-7 205635-6 002970-0 002939-4 203042-0 003471-1 002578-0 205681-0 002521-6 204587-7 203506-5 205254-7 002306-0 203470-0 205561-9 002979-3 002500-3 204001-8 204807-8 002359-0 205033-1 205621-6 203309-7 203102-7 203809-9 203998-2 204194-4 205543-0 203057-8 203637-1 205553-8 004018-5 204465-0 203796-3 204678-4 003987-0 204901-5 205708-5 205802-2 205761-1 FRANCISCO EUDES BANDEIRA FRANCISCO ÉZIO FREITAS FRANCISCO FERREIRA DA SILVA FRANCISCO FRANCICLEUDO RODRIGUES FRANCISCO FRANCIONE RODRIGUES FRANCISCO GEOVANIO SILVA COSTA FRANCISCO GOMÉRIO DE LIMA FRANCISCO JOSÉ VIEIRA JÚNIOR FRANCISCO NASCIMENTO DOS SANTOS FRANCISCO NEWTON CASSUPA FRANCISCO OÁTOMO RIBEIRO DE ALMEIDA FILHO FRANCISCO ROBERT BEZERRA E SILVA FRANCISCO SALES RIBEIRO PINTO FRANCISCO SILVA DUARTE FRANCISCO VALDIR FERREIRA COUTINHO FRANCISCO XAVIER RODRIGUES DE SOUSA FRANCO RICARDI DA SILVA FRANKLIN CORREIA FRANKLLYN SOUSA DE MELLO FRANQUENEIDE PEREIRA DE ARAÚJO FREDSON DOS SANTOS BATISTA FREDSON LUIZ CARVALHO MENDES GABRIELA VASCONCELOS XAVIER DE CARVALHO GALILEU PEREIRA DA SILVA GEAN CARLOS ARRUDA LEMOS GEIZIANI PARIZOTO CASTANHEIRA GELSILENE KÊNIS VALIATTI NOVAIS GELSON ALVES PEREIRA GELSON DE MEDEIROS GENAIR GORETTI DE MORAIS GENI OLIVEIRA DE ABREU GENILDA LIMA DE OLIVEIRA GENIVAL ALEXANDRE BARBOSA JUNIOR GENIVAL DA SILVA SANTOS GENIVALDO PEREIRA FRANCO GEOMAR DE SOUZA AMORIM GEONE MARQUES COELHO GERALDINA DA SILVA ABICHABKI GERALDO APARECIDO POIANI GERALDO DONIZETE DE SOUZA PRADO GERALDO EVANGELISTA SILVA FILHO GERALDO JOSÉ LOUZADA RIOS FILHO GERSON FONSECA DE OLIVEIRA GERSON PEREIRA DOS SANTOS GETULIO DE SOUZA MORET GEUDE DE OLIVEIRA LIMA GIANE SACHINI CAPITANIO GIANFRANCESCO DE OLIVEIRA GOMES GIGLIANNE CASTRO ROMANINI GILBERTO ALVES DE SOUZA GILBERTO MARQUES LEAL GILDALENE CARVALHO DE PAIVA GILDETE MARIA DE ALMEIDA FERREIRA GILSON ANTUNES PEREIRA GILSON DA SILVA BARBOSA GILVAN SÉRGIO LUCHI GILVÂNI PAULO DOS SANTOS GIRLEYNE DOMINGOS DE SOUZA PAPA GISA CARLA DA SILVA MEDEIROS LESSA GISELDA ALCÂNTARA VALADÃO GISELDA ARAÚJO DO MONTE SILVA GISELE BISCONSIN GISELE FERNANDES GISELE MACHADO GAZOLA GISLAINE ALVES DA COSTA Tribunal de Justiça .segunda-feira.

138/2012 .DJE. N.tj.419/06. endereço: https://www2.RO 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 01/07/2013 01/08/2013 02/01/2013 01/07/2013 11/09/2013 03/06/2013 01/07/2013 04/03/2013 02/01/2013 06/05/2013 09/12/2013 01/07/2013 02/01/2013 21/01/2013 02/05/2013 02/12/2013 08/07/2013 03/06/2013 07/01/2013 03/06/2013 14/02/2013 07/01/2013 02/01/2013 13/06/2013 03/06/2013 02/01/2013 07/01/2013 13/05/2013 11/03/2013 07/01/2013 11/04/2013 11/07/2013 01/07/2013 11/07/2013 12/08/2013 01/04/2013 07/01/2013 01/02/2013 07/01/2013 03/06/2013 02/01/2013 02/09/2013 11/03/2013 07/03/2013 11/04/2013 11/07/2013 02/01/2013 01/02/2013 01/04/2013 07/01/2013 01/03/2013 18/02/2013 03/06/2013 01/08/2013 18/02/2013 11/12/2013 02/12/2013 02/05/2013 11/07/2013 21/01/2013 01/04/2013 14/01/2013 01/07/2013 02/01/2013 01/02/2013 20/07/2013 30/08/2013 21/01/2013 20/07/2013 30/09/2013 22/06/2013 30/07/2013 23/03/2013 21/01/2013 25/05/2013 28/12/2013 30/07/2013 31/01/2013 09/02/2013 21/05/2013 31/12/2013 27/07/2013 22/06/2013 26/01/2013 22/06/2013 05/03/2013 26/01/2013 21/01/2013 02/07/2013 02/07/2013 21/01/2013 26/01/2013 01/06/2013 30/03/2013 26/01/2013 30/04/2013 30/07/2013 20/07/2013 30/07/2013 31/08/2013 20/04/2013 26/01/2013 02/03/2013 26/01/2013 22/06/2013 31/01/2013 01/10/2013 30/03/2013 26/03/2013 30/04/2013 30/07/2013 21/01/2013 20/02/2013 30/04/2013 26/01/2013 20/03/2013 09/03/2013 22/06/2013 30/08/2013 09/03/2013 30/12/2013 31/12/2013 21/05/2013 30/07/2013 09/02/2013 20/04/2013 02/02/2013 20/07/2013 21/01/2013 20/02/2013 S N S S S S N S S S S N N S S N S S S S S S S S N S S S S S S S S S S S S N S S N N S S S S S S N S S S S N S S N S S S S S S S S 134 GISLAINE DE OLIVEIRA SOUSA GISLAINE MAGALHÃES CALDEIRA GISLAINE MENÓSSI TEIXEIRA DA SILVA GISLENI FARIA CARDOSO LAURENÇO GIUSEPPE DE LIMA MOURA GLACIA NOGUEIRA RAMOS GLAUDENIA MARIA RABELO COSTA GLEIDSON TAKAHASHI SANTANA GRASIELA CARDOSO DOS SANTOS PEREIRA GRAZIELA PEREIRA DANILUCCI GREGORY THIAGO MOREIRA MONTES GREISON SALAMON GRIMALDO SCHUMACKER GUALTER FABRÍCIO MAGALHÃES CRUZ GUALTER KEIBER FERREIRA DOS SANTOS GUIDO CONCENÇO GUILHERME PITTER MOREIRA MAIA GUSTAVO CANCIAN DOS SANTOS GUSTAVO LUIZ SEVEGNANI NICOCELLI GUTEMBERG REIS DA SILVA HARRY ROBERTO SCHIRMER HAZAEL FRANCISCO DOS SANTOS HEIGLA REGINA DO NASCIMENTO HELDER TINOCO DE ABREU HELENA BENTO SOARES HELENA CIUFA MENOSSI HELENA DE JESUS ABREU ARAÚJO HELENA NUNES FAGUNDES HELENA PEREIRA SANTOS HELENITA ANTUNES NASCIMENTO HELENO DE CARVALHO CAVALCANTE HELIANA MARIA SOUZA DOS SANTOS HELIO FERREIRA HÉLIO GOMES DE OLIVEIRA HELLEN CHRISTIAN VERA HERBERT WILLIAM RAMOS HERCILIO VARGAS PORTO HÉRLON FERNANDES GOMES HERNANDES AUGUSTO DA SILVA HERNANE CARDOSO DA SILVA JÚNIOR HEVERTON LUIZ NASCIMENTO DO CARMO HEVERTON MENDES BARBOSA HILDA BATISTA DOS REIS HUDSON AMBROSIO BELIM HUMBERTO AUGUSTO LOPES HUMBERTO PEREIRA LINS IARA CAROLINA MORSCH PASSOS BEZERRA IDALECIA PINHEIRO SIQUEIRA IDELMA APARECIDA ZOTTELE DE BRITO IDNÊS ANDRADE TEIXEIRA CHAVES IGNÁCIO DE LOIOLA REIS JUNIOR ILCE NINOS CASTILHO INÁCIO MARINHO DANTAS INALDO DA SILVA INÊS CANCELIER MORETTO INÊS DULCINEIA MORAES DA FONSECA CARVALHO INES YOSHIKO KIMURA IGUCHI IRAN SOARES DA SILVA IRANI INÁCIO SILVEIRA IRENE COSTA LIRA SOUZA IRENE GLAZAR GAZZOLI IRENICE FERNANDES DA SILVA IRINEU ANTÔNIO CANALE IRLENE PAULA DE OLIVEIRA IRONI RACKI DOS SANTOS Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.segunda-feira. 30 de julho de 2012 205805-7 204402-1 203828-5 204283-5 205321-7 205031-5 204542-7 204560-5 002737-5 205809-0 205402-7 204757-8 203474-3 203722-0 203400-0 003882-2 203994-0 205225-3 204044-1 004063-0 203122-1 205256-3 205138-9 203849-8 003934-9 203769-6 203354-2 203571-5 003797-4 003225-5 205597-0 203090-0 203423-9 002997-1 204612-1 205244-0 204963-5 205702-6 203618-5 203249-0 205064-1 204824-8 002087-7 203813-7 003825-3 002587-9 205359-4 203111-6 204305-0 205534-1 204319-0 203177-9 003452-5 004066-5 002971-8 002571-2 203758-0 203541-3 002893-2 204905-8 203441-7 002400-7 002291-8 003560-2 203822-6 Tribunal de Justiça . O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012 .gov.ro.

br/autenticacao/validaDiario.tj.segunda-feira.RO 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 01/10/2013 22/01/2013 11/09/2013 02/12/2013 02/01/2013 01/04/2013 02/01/2013 03/06/2013 01/04/2013 03/06/2013 08/07/2013 02/01/2013 01/08/2013 07/01/2013 02/05/2013 18/02/2013 07/01/2013 02/01/2013 01/07/2013 03/06/2013 01/07/2013 02/05/2013 02/01/2013 02/12/2013 24/01/2013 11/06/2013 07/01/2013 01/07/2013 11/07/2013 02/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 12/08/2013 11/07/2013 03/12/2013 17/01/2013 11/07/2013 11/07/2013 11/07/2013 12/12/2013 07/01/2013 01/02/2013 01/07/2013 12/08/2013 01/07/2013 12/08/2013 02/09/2013 10/01/2013 11/04/2013 07/01/2013 02/01/2013 02/01/2013 28/01/2013 02/01/2013 11/07/2013 11/06/2013 14/02/2013 02/01/2013 07/01/2013 12/09/2013 03/06/2013 01/07/2013 02/12/2013 02/01/2013 29/07/2013 20/10/2013 10/02/2013 30/09/2013 31/12/2013 31/01/2013 20/04/2013 31/01/2013 22/06/2013 20/04/2013 22/06/2013 27/07/2013 31/01/2013 20/08/2013 26/01/2013 21/05/2013 09/03/2013 26/01/2013 31/01/2013 20/07/2013 02/07/2013 20/07/2013 21/05/2013 31/01/2013 21/12/2013 12/02/2013 30/06/2013 26/01/2013 20/07/2013 30/07/2013 31/01/2013 26/01/2013 26/01/2013 31/08/2013 30/07/2013 22/12/2013 05/02/2013 30/07/2013 30/07/2013 30/07/2013 31/12/2013 26/01/2013 20/02/2013 30/07/2013 31/08/2013 20/07/2013 31/08/2013 21/09/2013 29/01/2013 30/04/2013 26/01/2013 31/01/2013 21/01/2013 16/02/2013 31/01/2013 30/07/2013 30/06/2013 05/03/2013 21/01/2013 05/02/2013 01/10/2013 22/06/2013 20/07/2013 21/12/2013 31/01/2013 17/08/2013 S S S N N S N S S S S N S S S S S N S N S S N S S S S S S N S S S S S S S S S S S S N S S S S S S S N S S N S S S S N S S S S N S 135 ISAAC FERREIRA DOS SANTOS ISABEL APARECIDA GOMES DE SOUZA ISABEL CRISTINA ÁVILA SOUSA ISABEL LIMA DOS SANTOS OLIVEIRA ISIS CHAGAS BARRETO ISMAEL FRANÇA DE PARIS ISMAR HILÁRIO TESCH ISRAEL MOREIRA FAGUNDES ISRAEL SANTOS BORGES ITAMAR NASCIMENTO ROCHA IURY DE MEDEIROS BRASILEIRO IVALDETE CASTURINA GONÇALVES BRANDANI IVAN ALCIDES CORRÊA AMARAL IVAN CORTE DE AQUINO IVAN FLOR DA SILVA IVANA ITSUKO OKAMOTO IVANETE JOANA ONOFRE IVANEY CARVALHO BRAGA IVANILDA DE SOUZA ANDRADE IVANILDA MARIA DOS SANTOS IVANILDE ALVES DA SILVA IVANILDE CASARA IVANILDE PEREIRA DE LIMA CANI IVANILDE SOARES DA SILVA RODRIGUES IVANIR OLIVEIRA CORDEIRO IVETE FIDELIS SOUZA SILVA IVO MARCELO BARBOSA DA PAIXÃO IVONDERNILSON RODRIGUES DA SILVA IVONETE PEREIRA DA SILVA IVONETE RIBEIRO MOLINO LUCHESI IZABEL COSTA NOGUEIRA IZABEL DO CARMO DE JESUS MARTINS IZABEL GOMES BEZERRA DE SOUZA IZAIRA MENDES SOARES AMARAL JACIRA ESPOSITO DOS SANTOS JACQUELINE BORGES BECCARIA MÜLLER JACQUELINE OLIVEIRA PIRES JADER JAMES COLARES DA ROCHA JAIFE DA SILVA CHAVES JAIME GONÇALVES DA ROSA JAIR FERREIRA CARDOSO JAMES DE SOUZA RENDEIRO JAMES FERREIRA DEAN JAMILI GAMBARTE ROSA JANAÍNA CARVALHO BEZERRA SOUZA JANAINE CARLA SILVA DE FREITAS BERNARDI JANAYNAH QUEIROZ ROSA LIMA JANDEIA VANAZZI VIEIRA JANDIRA GARBULHE BRAGUIN JANE DE OLIVEIRA SANTANA VIEIRA JANE GURGEL DO AMARAL CECATTO JANEIDE RODRIGUES VIEIRA JANEMAR KÁTIA JOHNSON MACEDO JANETE BALBINOT JANETE DE SOUZA JAQUELINE DISSENHA BOGÉA OLIVEIRA JAQUELINE KÁTIA DOS SANTOS JASSI TEREZINHA MAIOCHI DE ALMEIDA JEAN ALCANGE DE OLIVEIRA JEAN CARLOS DA SILVA BRITO JEAN JAIMMESSON FELIPE PEREIRA JEAN LUIS FERREIRA JEANE VERÔNICA FERNANDES DUARTE FONSECA JEANNE MORAIS DE OLIVEIRA JEDESON ANTÔNIO HERMÍNIO DA SILVA Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.ro.DJE.html sob o número 138 Ano 2012 . N. endereço: https://www2.gov. 30 de julho de 2012 204325-4 204156-1 204460-9 204887-6 002371-0 203705-0 203640-1 204227-4 203688-6 203135-3 205710-7 002453-8 204422-6 203523-5 203384-4 203134-5 204215-0 204916-3 204463-3 203570-7 203912-5 002368-0 205504-0 203840-4 205147-8 002627-1 204838-8 204581-8 003654-4 203023-3 203923-0 205299-7 004115-7 002443-0 205759-0 205787-5 203159-0 002574-7 204630-0 002204-7 203984-2 002527-5 203814-5 205557-0 204308-4 205391-8 203528-6 204464-1 200014-8 204546-0 002490-2 003919-5 203127-2 205752-2 203665-7 203366-6 002959-9 002258-6 205315-2 204181-2 205638-0 204998-8 205293-8 205140-0 204766-7 Tribunal de Justiça .419/06. 138/2012 .

br/autenticacao/validaDiario.DJE.html sob o número 138 Ano 2012 .gov.segunda-feira. N.RO 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 12/08/2013 01/08/2013 13/06/2013 07/01/2013 07/01/2013 03/12/2013 04/03/2013 05/08/2013 11/09/2013 11/03/2013 14/02/2013 02/09/2013 01/07/2013 02/01/2013 02/12/2013 07/01/2013 02/01/2013 01/07/2013 15/07/2013 07/01/2013 02/01/2013 02/01/2013 02/05/2013 14/02/2013 03/06/2013 02/01/2013 12/09/2013 01/07/2013 02/01/2013 11/02/2013 11/09/2013 13/06/2013 04/03/2013 10/05/2013 01/03/2013 14/02/2013 12/12/2013 14/02/2013 01/04/2013 01/04/2013 01/04/2013 12/07/2013 01/04/2013 04/03/2013 11/07/2013 02/01/2013 02/01/2013 07/01/2013 15/04/2013 15/07/2013 18/02/2013 01/04/2013 07/01/2013 02/01/2013 01/07/2013 07/01/2013 01/07/2013 11/02/2013 11/07/2013 02/01/2013 01/07/2013 01/03/2013 02/01/2013 11/09/2013 11/03/2013 31/08/2013 20/08/2013 02/07/2013 26/01/2013 26/01/2013 22/12/2013 23/03/2013 24/08/2013 30/09/2013 30/03/2013 15/03/2013 01/10/2013 20/07/2013 31/01/2013 21/12/2013 26/01/2013 31/01/2013 20/07/2013 03/08/2013 26/01/2013 31/01/2013 21/01/2013 21/05/2013 05/03/2013 22/06/2013 21/01/2013 01/10/2013 20/07/2013 21/01/2013 02/03/2013 30/09/2013 02/07/2013 23/03/2013 29/05/2013 20/03/2013 05/03/2013 31/12/2013 05/03/2013 30/04/2013 30/04/2013 20/04/2013 31/07/2013 20/04/2013 02/04/2013 30/07/2013 21/01/2013 21/01/2013 05/02/2013 04/05/2013 03/08/2013 09/03/2013 20/04/2013 26/01/2013 21/01/2013 30/07/2013 26/01/2013 30/07/2013 02/03/2013 30/07/2013 21/01/2013 20/07/2013 30/03/2013 31/01/2013 30/09/2013 09/04/2013 S S S S S S S S S S N N S N S S N S S S N S S S S S S S S S S S S S S S S S N N S S S N S S S N S S S S S S N S N S S S S N N S N 136 JEDIAEL DA SILVA ALMEIDA JEFFTHY MARINHO GARCIA BATISTA JEIEL MARQUES CARVALHO JEIELE ELINE CASTRO SILVA JERDSON RAIEL RAMOS JERÔNIMO JOSÉ DA SILVA JERSON SOLIZ BATALHA JERUSA GAEDE DA SILVA FREIRE JESIEL SOUZA DA ROCHA JESILENE MARIA SIQUEIRA CREPALDI JESSICA CAMPOS MILANI E SILVA JÉSSICA ESTEBANEZ MARTINS JÉSSICA GUERREIRO BANDEIRA JESUS EDGAR VARGAS CUELHAR JOAIRTON LUIZ PEREIRA JOANA ANGELICA GOES LIMA JOANA APARECIDA DA SILVA JOANA CRISTINA CORDEIRO DE ALENCAR JOANA FERRAZ DO AMARAL ANTONELLI JOÃO AFRO MARIANO VIEIRA JOÃO BATISTA ALMEIDA DE OLIVEIRA JOÃO BATISTA MONTEIRO DA SILVA JOÃO BATISTA VALE DA SILVA JOÃO BERNARDINO DE OLIVEIRA JOÃO BOSCO DA SILVA GRAVATÁ JOÃO BOSCO LOPES MENDONÇA JOÃO BOSCO MONTEIRO DA SILVA JOÃO CARLOS DE SOUZA JOÃO CLÉLIO DE MORAIS JOÃO DE DEUS SERAFIM JOÃO EUDES DA SILVA JOÃO EVANGELISTA BENTES JOÃO FABRÍCIO DE CAMARGO GARCIA JOÃO HERBERT RIBEIRO DE MELO JOÃO JORGE DA SILVA JÚNIOR JOÃO LEMES DOS SANTOS JOÃO MARTINS DE SÁ JOÃO NOGUEIRA NETO JOÃO PAULO DO CARMO LEITÃO JOÃO PINHA MONTOIA JOÃO ROLIM LEITÃO JOÃO VICENTE RIBEIRO JOAQUIM FERREIRA BARROS JOAQUIM LUIZ BARBOSA DA SILVA JOCILENE CARVALHO BRITO JOEL JOSÉ DE CASTILHO JOELMA CORREIA SANTOS JOHN KENNEDY NUNES MOURÃO JOHNATANS FRANKLIN ALVES DOS SANTOS JONAS DE LACERDA JONAS GOMES DA SILVA JONATHAN GOMES DA SILVA JONATHAN PRENZLER JÔNIO ARTHUR DE SOUSA LOPES JORDÃO MARTINS GONÇALVES JORGE EDUARDO PIMENTEL DA LAPA JORGE ESCÓCIO DE FARIA FILHO JORGE LUIZ GOMES CARVALHO JORGE LUIZ MORAIS BRANDÃO JORGE MARTINS JORGE WELINGTON BATISTA DO NASCIMENTO MACHADO JOSÉ ANTÔNIO DE ALMEIDA JOSÉ ANTÔNIO MEDIOTE JOSÉ AVANI DAS CHAGAS JOSÉ ÁVILA DE AZEVEDO Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 30 de julho de 2012 205555-4 205056-0 205714-0 203203-1 204356-4 204991-0 204639-3 205377-2 203632-0 002465-1 205487-6 205806-5 205399-3 002257-8 203867-6 003607-2 004006-1 203991-5 205654-2 205496-5 203735-1 002279-9 003084-8 004071-1 204152-9 002463-5 004000-2 203058-6 002096-6 004080-0 003993-4 203237-6 205231-8 205172-9 204579-6 204285-1 002895-9 003082-1 205547-3 203540-5 200003-2 204638-5 003649-8 002136-9 203793-9 002817-7 203731-9 203970-2 205503-1 203617-7 204326-2 204455-2 204886-8 204324-6 205320-9 204527-3 205526-0 002166-0 204952-0 002658-1 204330-0 002549-6 002191-1 203745-9 205718-2 Tribunal de Justiça . 138/2012 .tj.ro.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. endereço: https://www2.

30 de julho de 2012 205372-1 205520-1 003537-8 203754-8 002685-9 004195-5 204123-5 002569-0 002123-7 003667-6 002580-1 204109-0 204537-0 004130-0 003896-2 004174-2 203802-1 204823-0 204804-3 003469-0 002960-2 203394-1 204287-8 003076-7 003757-5 203349-6 003073-2 204088-3 203429-8 204891-4 203421-2 003775-3 204108-1 004052-5 003077-5 002259-4 002104-0 203913-3 003846-6 002601-8 203230-9 004001-0 205287-3 004078-9 203563-4 002008-7 203883-8 203985-0 203472-7 003071-6 004008-8 002874-6 203386-0 203030-6 002890-8 003086-4 205467-1 203399-2 203631-2 002506-2 205273-3 003233-6 204650-4 203808-0 004035-5 JOSÉ BARBOSA PEREIRA JUNIOR JOSÉ BLASIO GUNTZEL JUNIOR JOSÉ BRAZ DO PRADO JOSÉ CARLOS DA SILVA JOSÉ CARLOS DEL REIS CONVERSANI JOSÉ CARLOS OLIVEIRA MACIEL JOSÉ CARLOS SANTOS DA SILVA JOSE CLAYTON PINTO DA COSTA JOSE DE ALMEIDA JOSÉ DE RIBAMAR COELHO MARANHÃO JOSE DELSON RIBEIRO JOSÉ DENIVALDO SANTOS DE OLIVEIRA JOSÉ DIRCEU BOEIRA JOSÉ DOMINGOS REIS JOSE DUARTE FILHO JOSÉ EDILSON DE JESUS JOSÉ ELIAS DE SOUZA MANOEL JOSÉ EMERSON AMORIM DA COSTA JOSÉ ERNESTO ALMEIDA CASANOVAS JOSÉ FRATA JOSÉ GRANDEVAL DE SOUZA JOSÉ IANO VIEIRA DA SILVA JOSÉ JAIR RODRIGUES VALIM JOSÉ JESUINO FREITAS DE MELO JOSÉ JOÃO NUNES JOSÉ LEONARDO GOMES DONATO JOSÉ LUIZ DE ANDRADE JOSÉ LUIZ RODRIGUES DA SILVA JOSÉ MANOEL DE FRANÇA JOSÉ MANOEL JÚNIOR JOSÉ MARCELO NOGUEIRA DA SILVA JOSÉ MARIA SALES DA SILVA JOSÉ MARIA SOLSOL DE OLIVEIRA JOSÉ MARINALDO LIMA BARROS JOSE MARINHO FILHO JOSÉ NEI RIBEIRO DE ARAÚJO JOSÉ NEVES DA SILVA JOSÉ NILSON DO NASCIMENTO JOSÉ NUNES DA SILVA JOSÉ ONALDO DA SILVEIRA JOSE OSMAN BESERRA DE ARAUJO JOSÉ PAULO ALVES JOSE RENATO VANUCHI JOSÉ RIBEIRO MENDES JOSE RICARDO DA SILVA SOUZA JOSÉ RICARDO MENDES DOS SANTOS PARAÍZO JOSÉ RICARDO SIMÕES RODRIGUES JOSÉ ROBERTO RIBEIRO LOURENÇO JOSÉ ROBERTO SAMPAIO JOSE RODRIGUES ALVES JOSÉ RODRIGUES DE SOUZA JOSE RUBEM FARIAS DE CASTRO JOSÉ SORLANGIO MAIA JOSÉ VANIR DE PIERI JOSE VIEIRA SAMPAIO JOSÉ WANK GOMES DE MORAIS JOSEANE CHAVES DE CASTRO JOSEFINA RIÇA MOURÃO JOSIANE FANTI MIZUGUTI JOSIAS PESSOA DE MORAIS JOSIMAR ROBERTO DA SILVA JOSIMAR RODRIGUES NERY JOSINEY MACIEL DE SOUZA JOSOÉ MORET DE FREITAS JOSUÉ CLÁUDIO DE SOUZA Tribunal de Justiça .DJE. 138/2012 .ro.gov.segunda-feira.tj.419/06.br/autenticacao/validaDiario. endereço: https://www2.html sob o número 138 Ano 2012 .RO 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 01/08/2013 01/10/2013 21/01/2013 11/03/2013 02/09/2013 11/07/2013 01/02/2013 02/01/2013 01/07/2013 13/05/2013 14/02/2013 13/05/2013 28/01/2013 11/12/2013 11/11/2013 01/10/2013 02/12/2013 01/07/2013 01/03/2013 11/09/2013 07/01/2013 11/07/2013 02/12/2013 11/09/2013 14/02/2013 07/01/2013 01/02/2013 07/01/2013 02/01/2013 15/01/2013 02/01/2013 01/04/2013 12/12/2013 02/01/2013 02/01/2013 14/01/2013 02/01/2013 02/09/2013 13/05/2013 02/12/2013 03/06/2013 02/12/2013 02/12/2013 04/02/2013 20/11/2013 11/03/2013 02/01/2013 10/06/2013 02/01/2013 01/08/2013 01/10/2013 14/01/2013 02/01/2013 02/01/2013 02/01/2013 11/11/2013 08/03/2013 02/01/2013 01/07/2013 07/01/2013 11/01/2013 13/05/2013 01/07/2013 11/07/2013 07/01/2013 20/08/2013 20/10/2013 09/02/2013 30/03/2013 21/09/2013 30/07/2013 20/02/2013 21/01/2013 30/07/2013 01/06/2013 05/03/2013 01/06/2013 16/02/2013 30/12/2013 30/11/2013 20/10/2013 21/12/2013 30/07/2013 20/03/2013 30/09/2013 26/01/2013 30/07/2013 21/12/2013 30/09/2013 05/03/2013 26/01/2013 20/02/2013 05/02/2013 21/01/2013 03/02/2013 21/01/2013 20/04/2013 31/12/2013 21/01/2013 31/01/2013 02/02/2013 21/01/2013 01/10/2013 01/06/2013 21/12/2013 02/07/2013 21/12/2013 21/12/2013 23/02/2013 19/12/2013 30/03/2013 21/01/2013 29/06/2013 21/01/2013 20/08/2013 30/10/2013 02/02/2013 21/01/2013 21/01/2013 31/01/2013 30/11/2013 27/03/2013 31/01/2013 20/07/2013 26/01/2013 30/01/2013 01/06/2013 20/07/2013 30/07/2013 26/01/2013 S S S S S S S S N S S S S S S S S N S S S S S S S S S N S S S S S S N S S N S S N S S S N S S S S S N S S S N S S N S S S S S S S 137 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. N.

138/2012 .ro. endereço: https://www2.RO 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2008/2009 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 11/01/2013 02/01/2013 14/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 09/07/2013 01/07/2013 12/09/2013 04/02/2013 07/01/2013 07/01/2013 01/02/2013 01/02/2013 01/04/2013 11/07/2013 07/01/2013 14/01/2013 01/07/2013 08/07/2013 01/07/2013 01/07/2013 11/03/2013 07/01/2013 07/01/2013 25/03/2013 02/01/2013 07/01/2013 01/08/2013 02/01/2013 02/01/2013 01/07/2013 02/01/2013 21/01/2013 05/08/2013 02/01/2013 01/03/2013 11/02/2013 12/08/2013 01/07/2013 01/03/2013 11/07/2013 09/12/2013 01/07/2013 01/04/2013 02/09/2013 03/06/2013 02/01/2013 11/07/2013 15/02/2013 02/01/2013 01/07/2013 01/07/2013 11/11/2013 01/07/2013 02/09/2013 02/01/2013 06/05/2013 15/07/2013 01/07/2013 02/12/2013 01/08/2013 03/06/2013 11/07/2013 15/05/2013 30/01/2013 21/01/2013 02/02/2013 26/01/2013 26/01/2013 26/01/2013 28/07/2013 30/07/2013 01/10/2013 23/02/2013 26/01/2013 26/01/2013 20/02/2013 20/02/2013 20/04/2013 30/07/2013 05/02/2013 02/02/2013 20/07/2013 27/07/2013 20/07/2013 20/07/2013 30/03/2013 05/02/2013 26/01/2013 13/04/2013 21/01/2013 26/01/2013 30/08/2013 21/01/2013 31/01/2013 30/07/2013 21/01/2013 09/02/2013 03/09/2013 21/01/2013 20/03/2013 02/03/2013 31/08/2013 20/07/2013 20/03/2013 30/07/2013 28/12/2013 20/07/2013 20/04/2013 01/10/2013 22/06/2013 21/01/2013 30/07/2013 06/03/2013 21/01/2013 30/07/2013 20/07/2013 30/11/2013 30/07/2013 21/09/2013 21/01/2013 25/05/2013 03/08/2013 30/07/2013 21/12/2013 20/08/2013 22/06/2013 30/07/2013 03/06/2013 S S S S S S S N S S S S S S S S N S S S S S S N S S S S N S N N S S N S S S S S S S S S S N S S S S S N S S N S S S S N S S S S S 138 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06.br/autenticacao/validaDiario.segunda-feira. N. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.tj.html sob o número 138 Ano 2012 .DJE.gov. 30 de julho de 2012 002666-2 203430-1 203982-6 002105-9 203405-0 205390-0 203636-3 205245-8 203533-2 002360-4 002991-2 203761-0 002378-7 205692-5 205611-9 204733-0 205594-5 203707-6 203780-7 204559-1 205705-0 002112-1 205522-8 204461-7 205532-5 002984-0 203635-5 203065-9 002137-7 203107-8 002317-5 002575-5 204329-7 205696-8 203269-4 203170-1 204811-6 205025-0 003880-6 205536-8 203666-5 205554-6 205465-5 203962-1 205810-3 205558-9 203616-9 203786-6 204997-0 205572-4 204061-1 203464-6 205624-0 002470-8 203608-8 205428-0 002713-8 003847-4 205606-2 205153-2 205749-2 204789-6 204894-9 203914-1 205261-0 JOSUE DE OLIVEIRA JOSYAN GOMES DE ASSIS JOZANA MACIEL DE SOUZA FERREIRA JOZILDA DA SILVA BEZERRA JUCÉLIO SCHEFFMACHER DE SOUZA JUCIANA RIBEIRO DE BRITO JUCILENE NOGUEIRA ROMANINI MATTIUZI JUCIMAR LOPES CURBANI JUCINEY SOARES MAIA JUDELCIRA INGRID FERNANDES TEIXEIRA JUDITE ZENAIDE DE SOUZA RODRIGUES JULIA AOYAMA DE TARSO RAMOS JÚLIA DE NAZARÉ SILVA DE ALBUQUERQUE JULIANO AMORA COUCEIRO JULIANO CANCELIER RIBEIRO JULIANO VALENTIM BORGES JULIELLEN PASTORELLO JÚLIO CÉSAR ALVES DA SILVA JULIO CESAR GALIOTTO JULIO CESAR NASCIMENTO DE SOUZA COSTA JÚLIO CÉSAR VIANA DO ALMO JULIO MOREIRA DE SOUZA JÚNIOR CONDE SERNAJOTO JUNIOR MIRANDA LOPES JURACY CARDOSO DE CARVALHO JURANCÉLIA SILVA DE CARVALHO JURANDIR NUNES DE SOUZA JUREMA AURORA HUPPERS JUSCELINO DIAS JUSCIMARA DA SILVA OLIVEIRA JUSERINA FÁTIMA FLÔRES JUSSARA DIAS LEOPOLDO FERREIRA KAREN CARVALHO TEIXEIRA KASUELINDA NAKASHIMA VIEIRA KÁTIA APARECIDA PULLIG DE OLIVEIRA KÁTIA CELENE LOBO MIRANDA KÁTIA LOURDES PEREIRA SANTANA KATIA REGINA GUIMARÃES DA SILVA KÁTIA REGINA SOUZA LINO KATTLEN CARVALHO NEVES KAUÊ ALEXSANDRO LIMA KEILA DE SALES MENDES KEILA FRANCISCHINI LEAL SIQUEIRA KELLY CHRISTIANE ANDRADE DA SILVA KELLY MARCIA RODRIGUES KELVIA CHRISTINE RODRIGUES LIMA KLAUBER GUEDES CARDOSO KLEBER GONÇALVES PINTO KLEBER OKAMOTO LAELHO BARROZO DA SILVA LAELIO FELBERK DE ALMEIDA LAFAETE DE FÁTIMA MARTINS LAIS ESTEVÃO DA CUNHA LANA JUSSARA COSTA FIGUEIREDO LAUDENI MARIA DE SOUZA BARELO LAURA DIAS DE SOUZA LAURA MIYAKO SHINKODA LAURA TINOCO SILVA LEANDRO APARECIDO FONSECA LEANDRO LEOPOLDINA FAVERO LEANDRO ROBERTO GOEBEL LEANE ABIORANA DE MACEDO RAUCH LÉIA MOREIRA DE MATOS LÉIA PEREIRA BARATA LEIDEJANE DE OLIVEIRA SANTOS Tribunal de Justiça .

endereço: https://www2.DJE.419/06.segunda-feira.RO 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 01/07/2013 01/04/2013 02/09/2013 01/07/2013 02/01/2013 01/07/2013 07/01/2013 11/01/2013 15/07/2013 02/01/2013 07/01/2013 11/09/2013 02/01/2013 14/02/2013 15/07/2013 14/10/2013 11/12/2013 05/08/2013 01/07/2013 15/07/2013 01/07/2013 09/08/2013 26/02/2013 01/10/2013 01/07/2013 11/07/2013 14/01/2013 01/07/2013 10/06/2013 03/06/2013 01/07/2013 14/02/2013 01/07/2013 07/01/2013 14/02/2013 02/12/2013 07/01/2013 04/03/2013 15/07/2013 02/09/2013 02/01/2013 02/05/2013 02/01/2013 02/09/2013 02/12/2013 04/03/2013 19/02/2013 24/09/2013 01/02/2013 04/11/2013 01/03/2013 04/02/2013 01/03/2013 18/02/2013 07/01/2013 18/02/2013 03/06/2013 11/01/2013 02/09/2013 12/08/2013 02/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 02/01/2013 01/03/2013 20/07/2013 30/04/2013 21/09/2013 20/07/2013 21/01/2013 20/07/2013 26/01/2013 30/01/2013 03/08/2013 21/01/2013 05/02/2013 30/09/2013 31/01/2013 05/03/2013 03/08/2013 02/11/2013 30/12/2013 24/08/2013 30/07/2013 03/08/2013 20/07/2013 28/08/2013 27/03/2013 20/10/2013 20/07/2013 30/07/2013 02/02/2013 20/07/2013 29/06/2013 02/07/2013 30/07/2013 05/03/2013 30/07/2013 26/01/2013 05/03/2013 21/12/2013 26/01/2013 23/03/2013 03/08/2013 01/10/2013 31/01/2013 31/05/2013 31/01/2013 21/09/2013 21/12/2013 23/03/2013 10/03/2013 13/10/2013 20/02/2013 23/11/2013 30/03/2013 23/02/2013 20/03/2013 19/03/2013 26/01/2013 09/03/2013 02/07/2013 30/01/2013 21/09/2013 31/08/2013 31/01/2013 05/02/2013 26/01/2013 21/01/2013 30/03/2013 S N S S S S S S S S N S N S S S S S N S S S N S S S S S S N N S N S S S S S S N N N N S S S S S S S N S S N S S N S S S N N S S N 139 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 138/2012 . N.br/autenticacao/validaDiario. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.tj.ro. 30 de julho de 2012 205282-2 205275-0 205524-4 204734-9 200015-6 203677-0 002901-7 205048-0 204607-5 002739-1 002822-3 003674-9 002060-5 002130-0 003342-1 204003-4 204111-1 002697-2 203881-1 205336-5 204937-6 203139-6 203509-0 204520-6 003343-0 002449-0 203751-3 204636-9 003099-6 002539-9 205106-0 205080-3 204613-0 002742-1 205709-3 205139-7 204635-0 204868-0 003565-3 205743-3 204703-9 002018-4 203719-0 203861-7 204132-4 203515-4 205674-7 205481-7 203686-0 205351-9 205235-0 203661-4 203943-5 205142-7 205229-6 204541-9 203187-6 204984-8 204372-6 003668-4 203018-7 205325-0 204714-4 203052-7 003808-3 LEILA CRISTINA DE ANDRADE LIMA LEILA PALMIERI DE LIMA LEISINNALUZ LEAL RAMOS DE ALBUQUERQUE LÉLITON LUCIANO LOPES DA COSTA LENIR DO ROCIO RIBEIRO LENIR LOURDES BREITENBACH DE SÁ LEOMAR VITÓRIO SABAINI LEONARDO CHAGAS SOUSA LEONARDO GOMES DE MOURA LEONICE APARECIDA FERREIRA MARTINS LEONICE CASTOLDI LEONILDA BORGES DA SILVA LEONILDA MYRIAN FUJIMIYA RIGONI VIDIGAL LEONIRA DE FÁTIMA POLETINI SOUZA LEONTINA CREVELARO LEORI ANTÔNIO BREITENBACH LEWINSTON SILVA ROCHA LIA MARA DE MORAIS HONORATO LÍDIA VOGEL DA SILVA LIDIANE NOGUEIRA BENTO LIDIANE SILVA COUTINHO NORONHA LILIA MARIA SERRA OLIVEIRA LÍLIAN DE OLIVEIRA LILIAN SIMONE DE OLIVEIRA SCHERER LINDERVANIA FERREIRA BARBOSA LINDOMAR DA SILVA SANT´ANNA LINDOMAR DELL ZOTTO RITTER LINDONÉIA DE SOUZA CONCEIÇÃO DIAS LINETE PINHEIRO DE SOUZA SILVA LINO INFANTE VASQUIS LÍVIA MARIA PALÁCIO RIBEIRO LORENA SILVA CORDEIRO LORENZA DA VEIGA LIMA DARWICH PASSOS LORIVAL DARIU TAVARES LUANA TEIXEIRA AMORIM LUCARLO CARVALHO DE OLIVEIRA LUCAS ALONSO FAVARIN LUCAS DOS SANTOS COSTA LUCAS EVANDRO BENTES LUCAS MUNIZ ANDRÉ LUCELENA GONÇALVES DE REZENDE FERREIRA LUCE-LEUDES DE MATOS FONSECA LUCELMA MAIA DE AZEVEDO ALMEIDA LUCI PINHEIRO DE ABREU LUCIA FERREIRA MAGALHÃES FREIRE LÚCIA HELENA SOUZA DE CASTRO LÚCIA PEREIRA BENTO MOREIRA LUCIANA FARIAS COSTA REIS LUCIANA FREIRE NEVES LUCIANA LIMA MARTINS LUCIANA TIEMI DA SILVA DOURADO LUCIANO ALVES ROLIM LUCIANO DE SOUZA CORTES LUCIANO DOS SANTOS NUNES LUCIANO GOMES DA SILVA LUCIANO LEANDRO FIGUEIROL LUCIANO MACHADO MELO LUCIANO PEIXOTO DE ALENCAR LUCIARA FREIRE ROCHA LUCILA MOREIRA DA SILVA LUCILEDES MARIA DA SILVA MELO GUZMAN LUCILENE DE PAULA LUCILENE FERREIRA DE CASTRO LUCILENE PRESTES DE OLIVEIRA LUCILENE SOARES DUARTE MOREIRA Tribunal de Justiça .gov.html sob o número 138 Ano 2012 .

30 de julho de 2012 205508-2 003344-8 203873-0 203658-4 205108-7 203733-5 205317-9 205793-0 200004-0 004073-8 205578-3 205340-3 205002-1 203373-9 003950-0 003104-6 204600-8 204080-8 002356-6 004075-4 002066-4 205239-3 004054-1 204911-2 002238-1 204915-5 205695-0 002562-3 204187-1 002875-4 002591-7 205571-6 002973-4 002712-0 003613-7 205234-2 002708-1 003688-9 003593-9 204836-1 002556-9 205154-0 205513-9 204828-0 204180-4 004185-8 003470-3 003770-2 203490-5 204081-6 002341-8 203198-1 002563-1 003998-5 205119-2 205435-3 205206-7 204623-7 204103-0 203815-3 204710-1 203096-9 205669-0 002108-3 204815-9 Tribunal de Justiça .RO 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 02/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 08/03/2013 01/07/2013 01/03/2013 02/01/2013 01/04/2013 11/07/2013 01/08/2013 28/01/2013 14/01/2013 03/06/2013 07/01/2013 04/02/2013 11/07/2013 21/01/2013 02/01/2013 01/07/2013 11/02/2013 02/01/2013 01/03/2013 02/01/2013 08/02/2013 04/02/2013 19/06/2013 11/06/2013 14/02/2013 02/05/2013 01/07/2013 14/02/2013 11/11/2013 02/01/2013 02/01/2013 02/01/2013 02/01/2013 14/02/2013 12/08/2013 02/09/2013 01/04/2013 07/01/2013 13/06/2013 25/02/2013 08/07/2013 14/01/2013 11/11/2013 02/09/2013 01/03/2013 04/02/2013 02/12/2013 01/07/2013 13/06/2013 11/07/2013 12/08/2013 01/07/2013 18/02/2013 10/10/2013 18/02/2013 11/07/2013 25/02/2013 02/12/2013 04/03/2013 01/07/2013 07/01/2013 04/11/2013 21/01/2013 26/01/2013 05/02/2013 27/03/2013 30/07/2013 20/03/2013 21/01/2013 30/04/2013 30/07/2013 20/08/2013 16/02/2013 02/02/2013 22/06/2013 26/01/2013 23/02/2013 30/07/2013 09/02/2013 31/01/2013 20/07/2013 02/03/2013 21/01/2013 30/03/2013 21/01/2013 27/02/2013 05/03/2013 08/07/2013 30/06/2013 05/03/2013 31/05/2013 20/07/2013 15/03/2013 30/11/2013 21/01/2013 21/01/2013 21/01/2013 31/01/2013 05/03/2013 31/08/2013 21/09/2013 20/04/2013 26/01/2013 02/07/2013 16/03/2013 27/07/2013 02/02/2013 30/11/2013 21/09/2013 20/03/2013 23/02/2013 21/12/2013 20/07/2013 02/07/2013 30/07/2013 31/08/2013 20/07/2013 19/03/2013 29/10/2013 09/03/2013 30/07/2013 26/03/2013 31/12/2013 23/03/2013 20/07/2013 26/01/2013 23/11/2013 S S N S N S S N S S S S S S S S S N S S S N S S N S S S N S N S S S S N S S S S S S S S S S S S S S S S S S S N S S S N N S S S S 140 LUCILENE ZANOL LUCIMERE PIANISSOLI ALMEIDA LUCINEIA APARECIDA DE MEIRELES CONSTANTINO LUCINEIDE SOUZA MEIRELES LUCIO GUSTAVO DE ALMEIDA OLIVEIRA LUCIVALDO PORTELA BATISTA LUDMILA DE OLIVEIRA DOS REIS SILVA LUDMILA RODRIGUES FERNANDES LUIS FERNANDO ROCHA DE OLIVEIRA LUIZ ALVES DA SILVA LUIZ ANTONIO PEREIRA FILHO LUIZ AVENIR PEGO LUIZ BATISTA PEREIRA FILHO LUIZ CARLOS AITA LUIZ CARLOS DE SOUZA ARAÚJO LUIZ CARLOS FACUNDO ALMEIDA LUIZ CARLOS PEREIRA LUIZ CARLOS SANTOS OLIVEIRA LUIZ CLARENCIO DE OLIVEIRA DUTRA LUIZ DUARTE LIMA LUIZ GONZAGA BATISTA LUIZ HENRIQUE FARIAS DA SILVA LUIZ MARCEL DA SILVA LUIZ PAULO DA SILVA BATISTA LUIZ ROBERTO VICTORAZO LUIZ ROCHA DE OLIVEIRA VIEIRA LUIZ SANCHES PORTELA DE ALMEIDA LUIZA DOMINGUES LUIZA ESTER GONÇALO DE FARIAS LUÍZA MARIA FERREIRA DE ABREU SÁ LUIZA MARILAC ALMEIDA TEIXEIRA DE OLIVEIRA LUZARDO RODRIGUES BANDEIRA LUZENIR ROSA MIRANDA MANZOLI LUZERIA SILVA FREITAS DIAS DOS SANTOS LUZIA ALVES DE FREITAS LUZIA FAGUNDES DE ALMEIDA LUZIA LOPES CASTELAN LUZIA SERAFIM DA SILVA MADALENA FARIAS DE SOUZA NERY MAGDA CHAUL BARBOSA AIDAR PEREIRA MAGDA GONÇALVES DE MELO MAGNO PEREIRA DORNELES MAIKO CRISTHYAN CARLOS DE MIRANDA MAIQUE BRITO DA SILVA MANOEL ALDÍZIO PINTO JUNIOR MANOEL DOS ANJOS MANOEL ESTEVÃO DE JESUS MANOEL MESSIAS SALES DA SILVA MANOEL PORTELA FERREIRA MANOEL VITORINO DA SILVA MARA CÉLIA DE OLIVEIRA LOBATO REIS MARA LÚCIA CASTRO DE MELO MARA SUED DE AZEVEDO MACHADO MARANETE CELESTINA DOS SANTOS MARÇAL AMORA COUCEIRO MARCELA MARIA PEREIRA SOUZA MARCELINO ENGEL MARCELO DE FREITAS OLIVEIRA MARCELO LACERDA LINO MARCELO SANTANA MOTTA MARCIA APARECIDA CORTELETI MARCIA AYAMI KATO MÁRCIA DE CASTRO CHAVES MARCIA DE FÁTIMA MARTINS MÁRCIA DUTRA DE OLIVEIRA Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.419/06. endereço: https://www2.tj. N.gov.ro. 138/2012 .br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012 . O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.segunda-feira.DJE.

endereço: https://www2.ro.br/autenticacao/validaDiario. N. 30 de julho de 2012 205253-9 203649-5 205205-9 205290-3 203915-0 204205-3 203818-8 203593-6 204011-5 204294-0 205329-2 204327-0 204321-1 204115-4 203396-8 204988-0 204771-3 002605-0 204403-0 002002-8 203489-1 002983-1 203736-0 204159-6 002071-0 002641-7 204238-0 203263-5 205010-2 203147-7 004049-5 002380-9 002600-0 002031-1 002369-8 002375-2 002043-5 204873-6 002483-0 203760-2 002507-0 204606-7 203501-4 203022-5 003881-4 003685-4 002393-0 003666-8 004139-4 003114-3 203350-0 003985-3 203234-1 002978-5 205353-5 002484-8 203598-7 003257-3 205751-4 002370-1 002143-1 002529-1 204135-9 002152-0 002867-3 Tribunal de Justiça . 138/2012 .segunda-feira.gov. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.RO 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2010/2011 02/12/2013 14/01/2013 02/09/2013 07/01/2013 01/04/2013 01/04/2013 09/12/2013 11/12/2013 01/07/2013 18/02/2013 04/11/2013 09/09/2013 11/06/2013 11/07/2013 04/02/2013 01/07/2013 02/01/2013 02/09/2013 07/01/2013 02/01/2013 04/02/2013 02/09/2013 01/11/2013 07/03/2013 02/01/2013 07/01/2013 02/05/2013 10/01/2013 02/01/2013 14/02/2013 02/12/2013 04/03/2013 02/01/2013 14/01/2013 01/04/2013 11/01/2013 07/01/2013 11/04/2013 02/01/2013 02/12/2013 07/01/2013 01/07/2013 11/07/2013 02/01/2013 01/07/2013 11/07/2013 03/06/2013 11/12/2013 06/05/2013 27/06/2013 02/01/2013 01/04/2013 08/11/2013 01/04/2013 12/12/2013 02/01/2013 01/02/2013 04/03/2013 08/07/2013 01/04/2013 21/01/2013 14/01/2013 07/01/2013 10/05/2013 02/01/2013 21/12/2013 02/02/2013 01/10/2013 26/01/2013 20/04/2013 20/04/2013 28/12/2013 30/12/2013 20/07/2013 09/03/2013 23/11/2013 28/09/2013 30/06/2013 30/07/2013 23/02/2013 20/07/2013 31/01/2013 21/09/2013 26/01/2013 31/01/2013 23/02/2013 21/09/2013 20/11/2013 26/03/2013 21/01/2013 26/01/2013 21/05/2013 08/02/2013 21/01/2013 15/03/2013 21/12/2013 23/03/2013 21/01/2013 02/02/2013 20/04/2013 30/01/2013 26/01/2013 30/04/2013 21/01/2013 21/12/2013 26/01/2013 30/07/2013 30/07/2013 21/01/2013 30/07/2013 30/07/2013 22/06/2013 30/12/2013 25/05/2013 16/07/2013 31/01/2013 30/04/2013 27/11/2013 20/04/2013 31/12/2013 21/01/2013 02/03/2013 02/04/2013 27/07/2013 20/04/2013 09/02/2013 02/02/2013 26/01/2013 29/05/2013 21/01/2013 S S N S S S S S S S S S S S S S N S S N S S S S S S S N S N S S S S S S S S S S S N S S N S S S S S N N S S S S N N S S S S S S S 141 MARCIA ELAINE DOS SANTOS MÁRCIA KANAZAWA MARCIA PIRES SARAIVA MARCIO ALVES DE LIMA MÁRCIO BARBOSA MÁRCIO MAMINHAK CRISPIM LEITE MARCIO TULIO DE MELO DINIZ MARCOS ANTÔNIO ALVES GRANGEIRO MARCOS ANTONIO AMUTARIA BARBOSA MARCOS ANTÔNIO MERCADO DE SAMPAIO MARCOS KENNE BARBOSA MARCOS MAGNO FERREIRA MAGALHÃES MARCOS PAULINO ANACLETO MARCOS QUEIROZ DE OLIVEIRA MARCOS SANTANA MONTEIRO MARCOS VINICIUS SOUSA BARROS MARGARETH BEZERRA ROCA MARIA AGLAIR BARCANIAS MARIA ALCILENE DE ANDRADE MARIA ALVES DE ALMEIDA MONTENEGRO MARIA ANESIA PAIVA PATRICIO DE BRITO MARIA ANTÔNIA DE FREITAS MARIA APARECIDA BRASILEIRO SILVA MARIA APARECIDA DE BRITO RODRIGUES MARIA APARECIDA GÓIS DIB MARIA APARECIDA PEQUENO DA COSTA MARIA APARECIDA PINTO MARIA APARECIDA RIBEIRO SANTOS LOPES MARIA APARECIDA RIBEIRO TORRES MARIA APARECIDA SOUZA BIANCO MARIA ARACI DOS SANTOS MARIA ARLENE DE FREITAS BRAGA MARIA ÁUREA SALDANHA GONTIJO FUZARI MARIA AUXILIADORA DA SILVA SANTOS MARIA AUXILIADORA DE ALMEIDA ROLIM MARIA CARMELITA SALES CARDOSO MARIA CELESTE HOFFMANN TEIXEIRA MARIA CLARA SOARES NASCIMENTO MARIA CONCEIÇÃO DOS SANTOS MARIA CONCEIÇÃO TANAZILDO MARIA DA CONCEIÇÃO COSTA SOUZA MARIA DA CONCEIÇÃO DOURADO DOS SANTOS E CIPRIANO MARIA DA CONCEIÇÃO LEMOS DE FARIAS MARIA DA CONCEIÇÃO MARQUES DOS SANTOS MARIA DA CONCEIÇÃO OLIVEIRA ROCHA MARIA DA CONCEIÇÃO SANTOS MARIA DA CONCEIÇÃO SILVA DE SOUZA MARIA DA CONSOLAÇÃO AZEVEDO MARIA DA GUIA LIMA MARIA DAS GRAÇAS CORREA DA CUNHA MARIA DAS GRAÇAS COUTO MUNIZ MARIA DAS GRAÇAS GAMBATI MARIA DAS GRAÇAS PAULA DA SILVA THEVES MARIA DE FÁTIMA BARBOSA DE FARIAS MARIA DE FÁTIMA BATISTA DE SOUZA MARIA DE FÁTIMA ROCHA MURAKAMI MARIA DE FÁTIMA SOUSA COSTA FERNANDES MARIA DE FATIMA TAVARES RAMOS MARIA DE JESUS CARDOSO GONÇALVES MARIA DE JESUS MOTA FERREIRA DE ALMEIDA MARIA DE LOURDES BECCARIA SANTOS MARIA DE LOURDES DAMASCENO LIMA MARIA DE LOURDES PEREIRA DA ROCHA XAVIER MARIA DE LURDES COSTA MARIA DE NAZARE CAMILO ARARIPE Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.DJE.tj.html sob o número 138 Ano 2012 .419/06.

endereço: https://www2.gov.html sob o número 138 Ano 2012 . N.419/06.tj.br/autenticacao/validaDiario.ro.DJE. 30 de julho de 2012 003779-6 002927-0 003884-9 002515-1 003982-9 204482-0 003130-5 003129-1 204534-6 204907-4 205210-5 003367-7 002565-8 002514-3 203652-5 003682-0 205276-8 203803-0 004141-6 003945-4 203317-8 204589-3 002988-2 203056-0 002643-3 002518-6 203225-2 002827-4 002361-2 002667-0 002922-0 203231-7 205045-5 002231-4 002212-8 002502-0 002725-1 203174-4 003735-4 203708-4 004002-9 203144-2 002216-0 003904-7 003678-1 203411-5 003793-1 203785-8 204248-7 003981-0 003799-0 204893-0 204571-0 204027-1 204866-3 203166-3 203997-4 002004-4 204346-7 002395-7 002450-3 003792-3 205726-3 205388-8 205357-8 Tribunal de Justiça .segunda-feira. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.RO 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 01/07/2013 11/03/2013 10/06/2013 02/01/2013 11/07/2013 03/06/2013 01/07/2013 11/09/2013 07/01/2013 04/02/2013 14/01/2013 14/01/2013 14/02/2013 01/08/2013 01/07/2013 02/09/2013 11/04/2013 02/12/2013 02/01/2013 05/08/2013 14/02/2013 11/03/2013 03/06/2013 02/12/2013 01/04/2013 02/01/2013 04/07/2013 01/08/2013 11/10/2013 02/01/2013 02/01/2013 01/07/2013 14/01/2013 01/07/2013 07/01/2013 02/01/2013 01/04/2013 02/01/2013 07/01/2013 02/01/2013 12/08/2013 04/03/2013 21/01/2013 01/10/2013 01/07/2013 02/01/2013 13/05/2013 07/01/2013 02/01/2013 11/06/2013 02/05/2013 11/06/2013 11/03/2013 14/01/2013 03/06/2013 02/01/2013 02/01/2013 01/07/2013 02/01/2013 01/07/2013 07/01/2013 11/03/2013 01/04/2013 01/07/2013 14/01/2013 30/07/2013 30/03/2013 29/06/2013 31/01/2013 30/07/2013 22/06/2013 20/07/2013 30/09/2013 05/02/2013 23/02/2013 02/02/2013 02/02/2013 05/03/2013 20/08/2013 20/07/2013 01/10/2013 30/04/2013 21/12/2013 21/01/2013 24/08/2013 05/03/2013 30/03/2013 22/06/2013 31/12/2013 30/04/2013 21/01/2013 02/08/2013 20/08/2013 30/10/2013 31/01/2013 31/01/2013 30/07/2013 02/02/2013 20/07/2013 05/02/2013 21/01/2013 30/04/2013 31/01/2013 26/01/2013 31/01/2013 31/08/2013 02/04/2013 19/02/2013 20/10/2013 20/07/2013 21/01/2013 01/06/2013 26/01/2013 21/01/2013 30/06/2013 31/05/2013 30/06/2013 30/03/2013 02/02/2013 22/06/2013 31/01/2013 31/01/2013 20/07/2013 21/01/2013 20/07/2013 26/01/2013 30/03/2013 30/04/2013 20/07/2013 02/02/2013 N S S N S S S S N S S S S S S N S S S S S S S N N S N S S N N N S S N S N N S N S N N S S S S S S S N S S S S N N S S S S S N S S 142 MARIA DE NAZARÉ DOS SANTOS MASCARENHAS MARIA DE NAZARÉ MENDES DE ALMEIDA MARIA DIVA DA SILVA MARIA DO CARMO ANSELMO TEIXEIRA MARIA DO PERPÉTUO SOCORRO SEIXAS DA SILVA MARIA DO PERPÉTUO SOCORRO SILVA ARAÚJO MARIA DO ROSÁRIO PRESTES DE ARAÚJO MARIA DO SOCORRO ALVES PAIXÃO MARIA DO SOCORRO BATISTA CHAVES MARIA DO SOCORRO BELARMINO DA SILVA MARIA DO SOCORRO RODRIGUES DE SOUZA MARIA DONÁRIA TIBÚRCIO MARIA DULCENIRA CRUZ BENTES MARIA DULCILENE DE SOUZA FRANÇA MARIA EDGLEIDE BESSA HOLANDA DE NEGREIROS CHITTOLINA MARIA EDINA AZEVEDO DANTAS MARIA EDINÉIA DA CUNHA MARIA ELENA DE LISBÔA OLIVEIRA MARIA ELZENIR DA SILVA VIANA MARIA EMIDIA VITALINO MARIA ENEIDE OCAMPO DE SOUZA MARIA EUGÊNIA RODRIGUES LUZ MARIA EUNICE MENDES GUIMARÃES MARIA GORETE ALVES COSTA MARIA GORETE BRUNORO DOS SANTOS MARIA GRACILENE MENDES RIBEIRO MARIA HELENA PENGA GOMES MARIA INÊS SOARES DE OLIVEIRA MARANHÃO MARIA IRACY DE LIMA MARIA JOGLECI NUNES MARIA JOSÉ CEZAR DE OLIVEIRA MARIA JOSÉ DE CAMARGO GARCIA MARIA JOSÉ DE CASTRO COSTA MARIA JOSÉ DE OLIVEIRA ALMEIDA MARIA JOSÉ MADEIRA GAVAZZONI MARIA JOSE SILVA DE CARVALHO MARIA JUCELI NUNES MARIA LEONETE MARTINS BRAZ MARIA LEONOR GOBETE MARIA LÚCIA DA SILVA MACHADO MARIA LÚCIA DA SILVA NASCIMENTO MARIA LÚCIA RIOS MOTA VIEIRA MARIA LUCIÊ MACIEL MARIA LUCIMAR DINIZ DA SILVA MARIA LUIZA DA SILVA MARIA MAÍSA MOURÃO DE MELO MARIA MAZARELO PEREIRA SANTOS MARIA OLIVEIRA DA SILVA MARIA ONETE DE OLIVEIRA ENES MARIA OZANEIDE SERAFIM MARIA PEREIRA DOS SANTOS MARIA REJANE CUNHA DE ARAÚJO MARIA SABINA DE LIMA NETA GURGEL MARIA SILVA DE SOUZA MARIA SILVANA DE JESUS CRUZ MARIA SILVIA GOBETE MARIA SOCORRO DA SILVA BEZERRA MARIA SOCORRO FURTADO MARQUES MARIA SUELI COSTA DA SILVA IBIAPINO MARIA SUELI HONORATO MARIA SUELI RODRIGUES OLIVEIRA URDIALES MARIA VALDISIA DE LIMA MARIANA MENDEZ VEIGA MARIANGELA ALOISE ONOFRE MARIÂNGELA CHAVES DOS SANTOS Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 138/2012 .

ro.419/06.segunda-feira. 138/2012 . N. 30 de julho de 2012 205744-1 002724-3 002131-8 205687-9 204134-0 205335-7 203142-6 205466-3 002825-8 002382-5 002486-4 205739-5 002078-8 204110-3 203176-0 203334-8 204000-0 204089-1 002165-2 003900-4 003117-8 002740-5 003861-0 003669-2 203029-2 002118-0 203408-5 002264-0 204549-4 002554-2 004011-8 002489-9 203536-7 002225-0 002039-7 003918-7 002596-8 205423-0 204899-0 002681-6 004077-0 003641-2 203385-2 003782-6 002582-8 003986-1 205808-1 002376-0 002638-7 002097-4 204233-9 204889-2 204596-6 002364-7 205671-2 205722-0 205392-6 205125-7 203407-7 205132-0 205474-4 205541-4 205576-7 003576-9 203376-3 MARIÂNGELA DE OLIVEIRA CARVALHO MARIE LÚCIA AMARAL MARILENE DE OLIVEIRA MIRANDA MARILENE LEMES DE SOUZA CHAVES MARILENE MARIA BATISTA SILVA MARILENE MARQUES RODRIGUES MARILETE BRITO NASCIMENTO MARÍLIA MIDORI YOSHIDA DE ALMEIDA MARÍLIA ROCHA MEIRA EMERENCIANO MARILUCIA FERREIRA DOS SANTOS MARINA ALVES MARINA MEIKO SAIKI MARINA OLIVEIRA DA SILVEIRA MARINALDA DO NASCIMENTO LOPES MARINEIDE DE CASTRO INÁCIO MARINÊS COSTA DE LIMA MARINÊS TIEGS NUNES MARINETE APARECIDA DE JESUS MARINILDA BECK MENDES MARINILZA BARROS DE MORAES SILVA MARINO NUNES DE BRITO MÁRIO DILSO CORILAÇO MÁRIO PEREIRA DA SILVA FILHO MARISA FARIAS BARBOSA MARISE SOARES DE MOURA MARISMEIRE ARISTIDES FERREIRA LIMA MARISTELA CHAGAS SILVA MARISTELA PEREZ DE JESUS MARIVALDO APARECIDO BARELA MARIZA PREISIGHE VIANA MARIZE DA CONCEIÇÃO RAMOS DOS SANTOS MARLENE FILGUEIRA DA CRUZ MARLENE JACINTA DINON MARLENE RICARDO PEREIRA MARLENE TONIELLO TESCH MARLENE VIEIRA MARTINS MARLETE PERIM MARLI APARECIDA GUDIN DE SOUZA MARLÍ BIZARELLO MARLI BUENO MARQUES FERNANDES MARLI DE FÁTIMA SILVA MARLON FELIPE DANTAS MARLON GIL TEBERGE MARLY BARBOSA DE LIMA MARTA ELENA MIRANDA MARTA SANTOS DA SILVA HOLLANDA MARTINA MARIANA SANTOS QUEIROZ MARY SARITA RIBEIRO ARAÚJO MARYLUCY ALVES DE ALMEIDA MATILDE ALVES DA SILVA MAURICÉLIA VIEIRA DOS SANTOS MAURICIO ANDRETTA VIGIATO MAURICIO MAIA CLASTA MAURICIO SOARES MONTEIRO MAYARA NEGRO ZOCHE MELANIE FIGUEIREDO ITO MELISSA MARQUES DE OLIVEIRA MERCEDES REZENDE DUTRA MESSODY BENNESBY MICHAEL RUBENNIG MARICATO TAVARES MICHELE NASCIMENTO MELO MAGALHÃES MICHELLE CORREIA DA SILVA CAPELASSO MICHERLLY ROPELLI SANTOS MIGUEL INÁCIO DE SOUZA MIGUEL SOARES CARDOSO Tribunal de Justiça .RO 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 14/01/2013 02/01/2013 12/08/2013 02/01/2013 18/02/2013 11/11/2013 11/06/2013 20/11/2013 02/01/2013 11/07/2013 12/12/2013 01/07/2013 18/02/2013 06/03/2013 08/01/2013 01/07/2013 11/07/2013 15/07/2013 02/12/2013 11/09/2013 11/09/2013 02/05/2013 02/09/2013 12/07/2013 02/01/2013 07/01/2013 11/07/2013 02/01/2013 22/07/2013 07/01/2013 01/07/2013 02/01/2013 11/01/2013 01/11/2013 02/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 02/12/2013 02/12/2013 02/01/2013 11/02/2013 01/08/2013 11/06/2013 11/03/2013 02/12/2013 02/01/2013 01/04/2013 02/01/2013 02/05/2013 07/01/2013 02/01/2013 07/01/2013 02/01/2013 11/03/2013 02/05/2013 02/12/2013 01/07/2013 02/12/2013 14/10/2013 07/01/2013 01/07/2013 07/01/2013 01/04/2013 11/01/2013 11/11/2013 02/02/2013 31/01/2013 31/08/2013 21/01/2013 19/03/2013 30/11/2013 30/06/2013 09/12/2013 21/01/2013 30/07/2013 31/12/2013 30/07/2013 09/03/2013 25/03/2013 27/01/2013 20/07/2013 30/07/2013 03/08/2013 21/12/2013 30/09/2013 30/09/2013 21/05/2013 21/09/2013 31/07/2013 21/01/2013 26/01/2013 30/07/2013 21/01/2013 20/08/2013 26/01/2013 20/07/2013 21/01/2013 30/01/2013 20/11/2013 31/01/2013 26/01/2013 26/01/2013 31/12/2013 21/12/2013 21/01/2013 02/03/2013 20/08/2013 30/06/2013 30/03/2013 31/12/2013 21/01/2013 30/04/2013 31/01/2013 31/05/2013 26/01/2013 21/01/2013 05/02/2013 31/01/2013 09/04/2013 31/05/2013 21/12/2013 20/07/2013 31/12/2013 02/11/2013 26/01/2013 30/07/2013 26/01/2013 30/04/2013 30/01/2013 30/11/2013 S N S S N S S S S S S N S S S S S S S S S S S S S S S S N S S S S S N S S N S S S S S S N S N N N S S N N N N S S N S S N S N S S 143 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. endereço: https://www2.gov.html sob o número 138 Ano 2012 .DJE.tj. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.br/autenticacao/validaDiario.

segunda-feira. N.br/autenticacao/validaDiario.ro.DJE. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.gov.html sob o número 138 Ano 2012 .419/06.RO 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2009/2010 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2008/2009 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 05/08/2013 02/09/2013 07/01/2013 02/01/2013 01/02/2013 07/01/2013 01/07/2013 01/02/2013 01/07/2013 07/01/2013 14/01/2013 02/01/2013 01/08/2013 01/07/2013 06/05/2013 11/04/2013 14/10/2013 01/07/2013 02/01/2013 14/01/2013 01/07/2013 25/02/2013 11/12/2013 01/03/2013 07/01/2013 02/01/2013 12/08/2013 02/05/2013 02/01/2013 19/06/2013 15/04/2013 11/06/2013 11/04/2013 01/03/2013 07/02/2013 01/04/2013 01/04/2013 02/01/2013 12/08/2013 11/09/2013 02/05/2013 02/01/2013 12/08/2013 02/01/2013 13/05/2013 01/04/2013 13/05/2013 12/08/2013 02/01/2013 15/07/2013 07/01/2013 12/08/2013 02/12/2013 02/09/2013 02/07/2013 04/03/2013 02/09/2013 01/07/2013 07/01/2013 02/09/2013 22/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 15/04/2013 11/10/2013 24/08/2013 01/10/2013 05/02/2013 21/01/2013 20/02/2013 26/01/2013 30/07/2013 20/02/2013 30/07/2013 26/01/2013 02/02/2013 31/01/2013 20/08/2013 20/07/2013 25/05/2013 30/04/2013 02/11/2013 20/07/2013 21/01/2013 02/02/2013 30/07/2013 16/03/2013 30/12/2013 30/03/2013 26/01/2013 21/01/2013 31/08/2013 21/05/2013 31/01/2013 08/07/2013 04/05/2013 30/06/2013 30/04/2013 20/03/2013 08/03/2013 20/04/2013 20/04/2013 21/01/2013 31/08/2013 30/09/2013 21/05/2013 31/01/2013 31/08/2013 21/01/2013 01/06/2013 20/04/2013 01/06/2013 31/08/2013 21/01/2013 03/08/2013 26/01/2013 31/08/2013 31/12/2013 01/10/2013 31/07/2013 23/03/2013 01/10/2013 20/07/2013 26/01/2013 01/10/2013 20/02/2013 26/01/2013 26/01/2013 04/05/2013 30/10/2013 S N N S S S N S N S S N S S S S S S S S N S S N S S S S N S S S S S N S S S S S S N S S S S S S S S S S N N N S N S S N N S S S S 144 MILDRE JAQUELINE PEREIRA BAHIA MILTON CORREIA DOS SANTOS FILHO MILTON RANGEL DE SOUZA MINIMOSINE PEGO RAYMUNDO YASSAKA MIRELLA ALMEIDA DE OLIVEIRA MIRIAN DIAS DOS SANTOS SILVEIRA MIRILANDES CORRÊA DA PAZ MITSUE MATSUNO DA SILVA CAVOL MOACIR DA CRUZ SANTOS MOACIR PERRONI MOISES PEREIRA CARLOS MOISÉS VEIGA FAGUNDES MÔNICA COTA VIEIRA MÔNICA FERNANDA ZARAMELLA MONICA LEITE CABRAL VIEIRA MÔNICA SCHNEIDER BISSANI MOZART HO-TONG NOBRE MUHAMMAD HIJAZI ZAGLOUT MURIELE MICHALSKI MUZAMAR MARIA RODRIGUES SOARES NÁDIA NÚBIA SILVA BATISTA MIRANDA NADIR MARIANO VIEIRA NADIR MARQUES NADIRA LUCIA DA COSTA MOURA NADJARA DA CUNHA NARJARA RAQUEL DA COSTA E SILVA CAIEIRO LEMOS NATAL MANZINI JÚNIOR NATALIA CARINE DE SOUZA GONÇALVES NATALIA CRISTINA CUNHA AGUIAR NATASHA GUIMARÃES CAVALLARI NAYANE ALVES DE LIMA NAZARENO FERREIRA LIMA NEILTON SÓRIA GALVÃO NELI CASTRO MOURA NELIMAR FERREIRA DE MEDEIROS NÉLIO LUIZ PEGO NELSON OLIVEIRA LIMA NELSON PRATES DE MATOS NELSON VITAL DOS SANTOS NEUSA DE CÁSSIA SOUZA RIBEIRO NEUSA MARIA FERREIRA GONÇALVES NEUZA NERES QUEIROZ NEUZA TREVIZANE DELLARMELINA NIARA RAMALHO DO NASCIMENTO NICOLLE VERAS NIKI ALVES LOCATELLI NILCE CARLOS DE SOUZA NILDA SOUZA OLIVEIRA NILDO KETES NILSON BERNARDES GOMES NILTON BEZERRA PINTO NILTON CAVALCANTE PARDIN NILTON DE JESUS PESTANA NILTON SANTOS DE OLIVEIRA NILZA MENEZES LINO LAGOS NILZE DA SILVA BARBOSA NINA RUTH DE OLIVEIRA LOPES NISIA TEIXEIRA ANDRADE NIVALDO ANJOS E SILVA NOELI JUNGES NORIA SERRAT DE SOUZA BORGES NORMA REGINA DE OLIVEIRA NÚBIA GENY SOUZA OLIVEIRA NOGUEIRA NUBIA MARIA SANTOS DE SOUZA OBEDES SILVA NERY Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. endereço: https://www2. 138/2012 .tj. 30 de julho de 2012 205341-1 205678-0 203989-3 204879-5 204286-0 002158-0 205271-7 204298-3 203993-1 204290-8 203061-6 205698-4 204941-4 203836-6 203512-0 204347-5 203757-2 204945-7 205083-8 203539-1 205559-7 203799-8 002672-7 203314-3 204271-1 205680-1 203113-2 205209-1 205213-0 205433-7 205573-2 003622-6 204339-4 204900-7 203482-4 203916-8 004069-0 003696-0 004175-0 204178-2 002611-5 003983-7 203303-8 205768-9 205533-3 205214-8 204302-5 205363-2 203603-7 205732-8 002899-1 204385-8 204136-7 204791-8 002056-7 203293-7 205656-9 205034-0 002154-7 003553-0 203767-0 002640-9 205355-1 205601-1 205742-5 Tribunal de Justiça .

O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.br/autenticacao/validaDiario.ro. endereço: https://www2. N.419/06.html sob o número 138 Ano 2012 .DJE.tj. 30 de julho de 2012 204309-2 003868-7 002559-3 003778-8 002745-6 004074-6 004181-5 002367-1 003992-6 205222-9 204634-2 204041-7 205730-1 205104-4 205798-0 204761-6 205306-3 204303-3 205723-9 204872-8 205600-3 205640-2 205167-2 205794-8 205169-9 203929-0 004196-3 204229-0 003672-2 203559-6 002581-0 203514-6 203319-4 003883-0 002248-9 205243-1 004085-1 002966-1 205770-0 204503-6 205449-3 203587-1 205668-2 003160-7 204842-6 204567-2 205489-2 205694-1 205439-6 204605-9 204637-7 203248-1 204411-0 205400-0 205677-1 205300-4 003903-9 205037-4 205610-0 203829-3 002589-5 003276-0 200006-7 203766-1 003166-6 Tribunal de Justiça . 138/2012 .segunda-feira.RO 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2009/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2010/2011 2012/2013 01/07/2013 02/09/2013 02/12/2013 12/07/2013 14/02/2013 11/02/2013 03/06/2013 02/01/2013 02/12/2013 11/07/2013 14/02/2013 07/01/2013 01/08/2013 02/01/2013 01/07/2013 01/07/2013 07/01/2013 07/01/2013 01/04/2013 14/02/2013 01/07/2013 21/01/2013 14/01/2013 01/03/2013 13/05/2013 01/02/2013 29/04/2013 01/10/2013 11/07/2013 01/07/2013 14/02/2013 03/06/2013 03/06/2013 01/07/2013 11/07/2013 02/01/2013 04/02/2013 11/03/2013 02/01/2013 08/03/2013 01/03/2013 10/12/2013 01/07/2013 02/01/2013 02/01/2013 07/01/2013 16/09/2013 07/01/2013 27/02/2013 02/01/2013 02/05/2013 01/03/2013 04/03/2013 02/01/2013 20/11/2013 01/07/2013 14/01/2013 02/12/2013 01/04/2013 02/09/2013 16/09/2013 12/08/2013 02/01/2013 15/07/2013 11/06/2013 20/07/2013 01/10/2013 21/12/2013 31/07/2013 05/03/2013 02/03/2013 22/06/2013 31/01/2013 31/12/2013 30/07/2013 05/03/2013 26/01/2013 20/08/2013 31/01/2013 20/07/2013 20/07/2013 26/01/2013 26/01/2013 30/04/2013 05/03/2013 30/07/2013 09/02/2013 02/02/2013 20/03/2013 01/06/2013 20/02/2013 18/05/2013 20/10/2013 30/07/2013 20/07/2013 05/03/2013 22/06/2013 02/07/2013 20/07/2013 30/07/2013 21/01/2013 23/02/2013 30/03/2013 31/01/2013 27/03/2013 20/03/2013 29/12/2013 20/07/2013 21/01/2013 21/01/2013 26/01/2013 05/10/2013 26/01/2013 28/03/2013 21/01/2013 31/05/2013 20/03/2013 23/03/2013 31/01/2013 09/12/2013 20/07/2013 02/02/2013 21/12/2013 30/04/2013 21/09/2013 05/10/2013 31/08/2013 21/01/2013 03/08/2013 30/06/2013 S N S S S S S N N S S S S N S S S S N S N S S S S S S S S S S S N S S S S S N S S S S S S S S S N S N S S N S S S S N S S S S S S 145 ODENICE GODINHO MACHADO BREDA OLÍMPIA CASTRO DE MELO OLÍVIA ADNA SOARES BARATA ONIVETE LOPES DA SILVA ORISVALDO AUGUSTO CARVALHO ORISVALDO SOARES BARATA ORLANDO RODRIGUES CAMARGO ORLEI ALBERTO PEREIRA LIMA OTANIEL ALVES DA SILVA OZÉIAS SOARES FREITAS OZENIRA JUSTINA SANTIAGO LOVO OZIR DE OLIVEIRA ALVES PABLO AUGUSTO MINOSSO FERREIRA PATRICIA DA COSTA MONTEIRO MOCHI PATRÍCIA DA SILVA REZENDE BUSS PATRÍCIA DA SILVA SENA COSTA PATRICIA REGINA BRANDELERO PATRICIA SILVA RIBEIRO PATRÍCIA SOGA KOIKE PAULA ANDREIA PEREIRA PAULA CARINTA FARIA PAULA JARUZIA DOS SANTOS PAULIANE MEZABARBA PAULO FRANCISCO DE MORAES PAULO HENRIQUE ARAUJO LOBO PAULO JOSÉ DE JESUS BARBOSA PAULO LOPES DA SILVA FILHO PAULO MIRANDA PAULO MOREIRA DA SILVA PAULO RICARDO DAS CHAGAS PAULO RICARDO FERREIRA PAULO ROBERTO DA SILVA FLORES PAULO ROBERTO DE OLIVEIRA ALVES PAULO ROBERTO SANTOS DA SILVA PAULO SANTOS MACHADO PAULO SÉRGIO MIGUEL DA SILVA PAULO SÉRGIO VIEIRA SILVA PAVLOVA MUNIZ PEDRO AMÉRICO BARREIROS SILVA PEDRO BENTES BERNARDO PEDRO ERNESTO DA SILVA LEITE PEDRO MATHIAS DE FIGUEIREDO PEDRO VINICIUS FERREIRA PINTO PERCIVAL RIBEIRO DE ALMEIDA PÉROLA CRISTINA DA SILVA LEITE GARCIA PETERSON VENDRAMETO PHILIANE FERREIRA PAULINO DA SILVA PRISCILA APARECIDA LEME PRISCILA KUROVSKI GONÇALVES PRISCILA LENES DA SILVA SANTOS PRISCYLA DA PAZ NORONHA PELÓI QUERINA LUIZ PEREIRA RAFAEL DA COSTA SEMEN RAFAEL DE CASTRO MAGALHÃES RAFAEL HENRIQUE VASCONCELOS XAVIER GONÇALVES RAFAEL LIMA BEIJO RAFAEL PAULO DE OLIVEIRA RAFAEL RICCI RAIELI STEPHANY MENEZES FONTINELE RAIKSON VASCONCELOS BARBOSA RAIMUNDA DOS ANJOS RODRIGUES RAIMUNDA FERREIRA LOPES RAIMUNDA GENIRA LIMA DE OLIVEIRA RAIMUNDA GERALDA NEGREIRO DE ABREU RAIMUNDA LUCIA MONTEIRO OLIVEIRA Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.gov.

419/06.tj.segunda-feira.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012 .DJE.ro. N. 30 de julho de 2012 004178-5 003971-3 004153-0 203322-4 203391-7 003632-3 203330-5 003691-9 204047-6 004027-4 003871-7 205587-2 204643-1 203397-6 003168-2 203339-9 004191-2 203747-5 003162-3 204150-2 204595-8 204535-4 203784-0 205562-7 205797-2 002629-8 002377-9 002718-9 205379-9 205310-1 204825-6 002691-3 203964-8 204046-8 205168-0 002987-4 002568-2 203510-3 203387-9 002233-0 203355-0 205356-0 203833-1 203165-5 002910-6 205227-0 003922-5 205544-9 205305-5 205482-5 204656-3 204377-7 205136-2 204451-0 205689-5 205302-0 205408-6 204566-4 002535-6 205629-1 203567-7 205486-8 205519-8 205409-4 205560-0 RAIMUNDA NUNES FERREIRA RAIMUNDA UGALDE DA CUNHA RAIMUNDO BATISTA DE SÁ RAIMUNDO BEZERRA DO VALE FILHO RAIMUNDO CHAGAS TEIXEIRA RAIMUNDO DA SILVA BRITO RAIMUNDO DAS CHAGAS TEIXEIRA RAIMUNDO DE LIMA PINTO RAIMUNDO FÁBIO DA SILVA E SOUZA RAIMUNDO FRANCISCO DA SILVA RAIMUNDO GONÇALVES DA SILVA RAIMUNDO IRONILDO CARNEIRO DOS SANTOS RAIMUNDO NERI SANTIAGO RAIMUNDO NONATO AMORA DA COSTA RAIMUNDO NONATO BRAGA RAIMUNDO NONATO FIALHO FERREIRA RAIMUNDO NONATO PEREIRA MIGUEL RAIMUNDO RIBEIRO DA ROCHA RAIMUNDO SERAFIM DA SILVA RAIMUNDO TRINDADE GOMES DE LIMA RAQUEL CORREIA LIMA RAQUEL DE QUEIROZ RAQUEL GONÇALVES DE OLIVEIRA RARMISON PEREIRA DA SILVA REGILAYNE CLÁUDIA DA SILVA VIEIRA REGINA MARIA BUTZSKE FREIRE REGINALDO GOMES RODRIGUES REGINEIDE ALVES DA SILVA MORALES RENATA DOS SANTOS RODRIGUES IDALGO RENATA FURQUIM DA SILVA RENATA LIRA BARBOZA DE FARIA RENATO ALEXANDRE DE ALMEIDA RENATO TURINI DO AMARAL RICARDO JIMENEZ BRAGA RICARDO SOUZA RIBEIRO RILIA KIMIKO NATORI RINALDO BARBOSA MELO RISONEIDE MARIA DA SILVA ALVES RITA DE CÁSSIA ALEXANDRE AZZI RITA DE CÁSSIA NUNES DE CASTILHO RITA DE CÁSSIA PRESTES PICANÇO ROBERTA LÚCIA MOURA SOARES ROBERTO ALVES CORDEIRO ROBERTO CARLOS CALDEIRA ROBERTO CARLOS REIS ROBERTSON OLIVEIRA LOURENÇO ROBINALDO GOMES RODRIGUES ROBISON CARLOS BARTKO ROBSON BARBOSA DE ANDRADE RÓBSON CELESTINO LIMA ROBSON JOSÉ AUGUSTO DA COSTA ROBSON MARCELO DELFINO ROLIM RODOLFO FELIPE GONÇALVES BATISTA RODRIGO AUGUSTO BARBOZA PINHEIRO RODRIGO LUIS PINHEIRO FREIRE RÓGER DE ARAÚJO ROGÉRIO LOPES BARBOZA ROGÉRIO MARQUES DE AGUIAR ROMILDA ALVES DE FARIA LINHARES ROMILSON GUEDES ROMULA MIELKE NORONHA ROMULO VIEIRA SOBRINHO RONALDO ANTONIO ELIAS SILVA RONALDO DA COSTA NEVES RONALDO GALVÃO RIBEIRO Tribunal de Justiça .RO 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 01/07/2013 03/06/2013 14/01/2013 02/01/2013 11/07/2013 11/04/2013 11/04/2013 12/12/2013 15/07/2013 13/05/2013 12/12/2013 01/02/2013 15/07/2013 02/12/2013 02/05/2013 02/01/2013 02/01/2013 01/10/2013 01/04/2013 01/03/2013 09/09/2013 02/09/2013 02/01/2013 02/12/2013 01/07/2013 02/09/2013 01/07/2013 02/07/2013 07/01/2013 03/06/2013 02/01/2013 07/01/2013 10/05/2013 07/01/2013 01/03/2013 02/01/2013 03/06/2013 11/07/2013 01/10/2013 14/02/2013 04/02/2013 01/10/2013 15/07/2013 02/01/2013 04/03/2013 02/01/2013 14/01/2013 10/06/2013 08/07/2013 01/10/2013 04/11/2013 14/02/2013 09/09/2013 17/01/2013 15/05/2013 01/07/2013 28/01/2013 01/04/2013 02/12/2013 02/09/2013 02/01/2013 02/01/2013 11/03/2013 18/02/2013 11/03/2013 20/07/2013 22/06/2013 02/02/2013 21/01/2013 30/07/2013 30/04/2013 30/04/2013 31/12/2013 03/08/2013 01/06/2013 31/12/2013 20/02/2013 03/08/2013 21/12/2013 21/05/2013 21/01/2013 21/01/2013 20/10/2013 20/04/2013 20/03/2013 28/09/2013 01/10/2013 31/01/2013 31/12/2013 20/07/2013 01/10/2013 30/07/2013 21/07/2013 05/02/2013 02/07/2013 21/01/2013 26/01/2013 29/05/2013 26/01/2013 20/03/2013 21/01/2013 22/06/2013 30/07/2013 20/10/2013 05/03/2013 23/02/2013 20/10/2013 03/08/2013 21/01/2013 23/03/2013 21/01/2013 02/02/2013 29/06/2013 27/07/2013 20/10/2013 23/11/2013 05/03/2013 28/09/2013 05/02/2013 03/06/2013 20/07/2013 16/02/2013 20/04/2013 21/12/2013 21/09/2013 31/01/2013 31/01/2013 30/03/2013 09/03/2013 30/03/2013 S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S N N N S N N S N N S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S N N S S S 146 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. endereço: https://www2. 138/2012 .gov.

30 de julho de 2012 203347-0 203919-2 205343-8 204092-1 205546-5 205129-0 003889-0 203610-0 003653-6 203422-0 204444-7 205517-1 004019-3 002736-7 204140-5 003706-0 204786-1 204943-0 204528-1 203776-9 203777-7 003172-0 203493-0 203775-0 203255-4 204983-0 203087-0 002972-6 002932-7 002759-6 002177-6 204895-7 203037-3 204530-3 205247-4 203108-6 204552-4 003796-6 002379-5 203064-0 203017-9 205291-1 205395-0 205663-1 204009-3 205639-9 203262-7 204317-3 203831-5 203055-1 204193-6 204586-9 002247-0 002892-4 003928-4 205000-5 002648-4 204424-2 203047-0 002064-8 205286-5 205672-0 204068-9 203628-2 203538-3 RONALDO GOMES ARAÚJO RONALDO LUCENA RONALDO LUCHI RONALDO MARCELO AVELINO KNYPPEL RONALDO RAMOS CUELLAR RONALDO RIBEIRO DOS SANTOS RONALDO SOARES NUNES RONE DA SILVA RAMOS RONEI PEREIRA LEAL RONI AYRES VITORINO RONILSON ELER ROSA RONNIE QUADROS VIEIRA ROQUE MARQUES DOS SANTOS ROSA MARIA TEIXEIRA DA SILVA ROSA SOLANI FERNANDES LIMA ROSÁLIA DE SOUZA ROSANE KUIBIDA QUEIROZ ROSANE NEVES DA SILVA ROSANE RODRIGUES DA SILVA OLIVEIRA ROSANGELA DOS SANTOS E SILVA ROSÂNGELA MARIA DE OLIVEIRA COSTA ROSÂNGELA RODRIGUES BRAGA ROSANGELA VIEIRA DE SOUZA ROSÂNGELA VITAL DE JESUS ROSAURO DE JESUS GOMES DE LIMA ROSE MARIE FERREIRA DA SILVA FLOR ROSE MARY GONDIM FERNANDES ROSELAINE BARBOSA GÓES DE OLIVEIRA ROSELEI CAVALIERI ROSELI COUTO GEMELLI ROSELI LUIZ DE OLIVEIRA ROSEMEIRE BARBOSA ROSEMEIRE MOREIRA FERREIRA ROSEVÉTI ALVES DE MIRA ROSIANE EDUARDA GALVÃO FERNANDES ROSILANE GOMES DE OLIVEIRA CORREIA ROSILANE MARIA SCHABO DE SOUZA ROSILDA DE SOUZA ARRUDA FERREIRA ROSILEIDE ODÍSIO DOS SANTOS ROSIMAR OLIVEIRA MELOCRA ROSIMARA BERGONZINI ROSIMEIRE ALVES ZETOLES DE ALMEIDA ROSIMEIRY MANSO BASTOS FLUGEL ROSIMERE MOREIRA ROSINEIDE DE OLIVEIRA COSTA ROSINEIDE DOS SANTOS SIQUEIRA NEVES ROSINEIDE PEREIRA DA SILVA ROSY MIRIAM SILVA WERKLAENHG ROZANI TERESINHA FIORENTIN ROZICLÉR REBECCHI DA SILVA RUBEM DE LIMA MONTEIRO RUBENS DA CUNHA MARIOBO RUBENS GALVÃO MODESTO RUBENS JOSÉ DOS SANTOS RUBENS PEREIRA CARVALHO RÚBIA HELENA DE ALMEIDA RUI CARLOS DA SILVA RUI UELITON LIMA OLIVEIRA RUTI RODRIGUES DE CARVALHO RUTINÉA OLIVEIRA DA SILVA SABINO JOSE CARDOSO JUNIOR SABRINA CORONA SABRINA MOLINA DE FREITAS GOTTARDO SALETE DOSOLINA FOLADOR SILVA SAMANTHA DAS NEVES LEBRE Tribunal de Justiça . endereço: https://www2.tj.DJE.419/06.ro.segunda-feira. 138/2012 . N.br/autenticacao/validaDiario.html sob o número 138 Ano 2012 . O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.RO 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2004/2011 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 01/02/2013 01/07/2013 05/08/2013 14/02/2013 01/07/2013 02/01/2013 03/06/2013 01/07/2013 02/05/2013 11/01/2013 01/02/2013 21/01/2013 02/09/2013 07/01/2013 01/07/2013 12/12/2013 03/06/2013 02/09/2013 02/05/2013 07/10/2013 07/01/2013 18/02/2013 14/02/2013 01/03/2013 03/06/2013 11/07/2013 02/05/2013 02/01/2013 02/01/2013 02/01/2013 04/03/2013 02/01/2013 14/01/2013 02/12/2013 07/01/2013 14/01/2013 07/01/2013 02/01/2013 07/01/2013 12/08/2013 02/01/2013 02/12/2013 01/07/2013 01/07/2013 03/06/2013 20/11/2013 11/01/2013 12/08/2013 01/07/2013 07/01/2013 07/01/2013 01/07/2013 01/07/2013 02/01/2013 14/01/2013 01/07/2013 18/02/2013 01/07/2013 11/07/2013 07/01/2013 04/03/2013 07/01/2013 04/11/2013 07/01/2013 04/02/2013 20/02/2013 30/07/2013 24/08/2013 05/03/2013 20/07/2013 31/01/2013 22/06/2013 20/07/2013 21/05/2013 30/01/2013 20/02/2013 09/02/2013 21/09/2013 26/01/2013 30/07/2013 31/12/2013 22/06/2013 01/10/2013 31/05/2013 26/10/2013 26/01/2013 09/03/2013 05/03/2013 20/03/2013 22/06/2013 30/07/2013 21/05/2013 31/01/2013 21/01/2013 31/01/2013 23/03/2013 31/01/2013 02/02/2013 21/12/2013 26/01/2013 02/02/2013 05/02/2013 21/01/2013 05/02/2013 31/08/2013 21/01/2013 21/12/2013 30/07/2013 20/07/2013 22/06/2013 19/12/2013 30/01/2013 31/08/2013 20/07/2013 26/01/2013 26/01/2013 30/07/2013 20/07/2013 21/01/2013 02/02/2013 30/07/2013 19/03/2013 20/07/2013 30/07/2013 26/01/2013 23/03/2013 26/01/2013 03/12/2013 26/01/2013 23/02/2013 S N S S S N S S S S S S S S N S S N N S S S S S S S S N S N S N S S S S N S N S S S N S S N S S S S S N S S S N N S S S S S N S S 147 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.gov.

N.419/06.ro. endereço: https://www2.br/autenticacao/validaDiario.segunda-feira. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.tj.RO 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 02/12/2013 04/02/2013 01/08/2013 18/02/2013 02/01/2013 04/02/2013 11/12/2013 15/02/2013 07/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 02/01/2013 01/04/2013 07/01/2013 02/01/2013 07/01/2013 03/06/2013 01/03/2013 02/01/2013 01/02/2013 11/07/2013 14/01/2013 08/03/2013 02/01/2013 02/01/2013 02/09/2013 04/03/2013 14/01/2013 21/01/2013 11/07/2013 14/01/2013 04/03/2013 14/02/2013 02/12/2013 07/01/2013 02/12/2013 11/06/2013 04/03/2013 01/10/2013 17/06/2013 06/05/2013 02/01/2013 02/01/2013 01/07/2013 02/01/2013 01/07/2013 11/03/2013 07/01/2013 04/03/2013 01/04/2013 12/09/2013 01/07/2013 01/08/2013 07/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 14/01/2013 29/11/2013 01/02/2013 01/04/2013 02/12/2013 01/04/2013 02/01/2013 04/03/2013 11/03/2013 21/12/2013 23/02/2013 20/08/2013 09/03/2013 21/01/2013 23/02/2013 30/12/2013 06/03/2013 26/01/2013 26/01/2013 26/01/2013 21/01/2013 20/04/2013 05/02/2013 21/01/2013 26/01/2013 22/06/2013 20/03/2013 31/01/2013 20/02/2013 30/07/2013 02/02/2013 27/03/2013 31/01/2013 31/01/2013 01/10/2013 23/03/2013 02/02/2013 19/02/2013 30/07/2013 02/02/2013 23/03/2013 05/03/2013 31/12/2013 26/01/2013 21/12/2013 30/06/2013 23/03/2013 30/10/2013 06/07/2013 04/06/2013 31/01/2013 21/01/2013 30/07/2013 21/01/2013 30/07/2013 30/03/2013 26/01/2013 02/04/2013 20/04/2013 01/10/2013 20/07/2013 30/08/2013 05/02/2013 26/01/2013 05/02/2013 02/02/2013 18/12/2013 02/03/2013 20/04/2013 21/12/2013 20/04/2013 21/01/2013 23/03/2013 30/03/2013 S S S S S S S S S S S S S N S S S S N S S S S N N N S S N S S S S N S S S S N S N N S N S N S S N S S S N N S N S S N S S S S S S 148 SAMÁRIA PEREIRA DE SOUZA SÂMIA PIMENTEL DE CARVALHO SAMILE DIAS CARVALHO BATISTA SAMIRA KAYED ATALLA SAMUEL ALVES DA SILVA SAMUEL EDUARDO DA SILVA SAMUEL FRANCISCO DE LIMA SANDRA DA SILVA RODRIGUES SANDRA FERREIRA SANTANA SANDRA MARIA LIMA CANTANHEDE DE VASCONCELLOS SANDRA REGINA BAPTISTA NEVES SANDRA REGINA GIL NUNES MENEZES SANDRO CÉSAR DE OLIVEIRA SANDS LOURES OLIVEIRA CARVALHO SANNY ALVES COSSE DE FREITAS SARA LÚCIA DA SILVA GOMES MANENTE SARA PEREIRA FERNANDES ERIKSEN SARA RAMOS BELO SAULO DE TARSO RAMOS SAULO DE TARSO SMITH MACIEL SÁVIO ROSÁRIO DA COSTA SILVA SAYONARA DE OLIVEIRA SOUZA SAYURY DA COSTA TOURINHO SEBASTIÃO ANÉSIO PEREIRA LIMA SEBASTIÃO APARECIDO RIBEIRO SEBASTIÃO DALEPRANE SEBASTIÃO DE ATAÍDE SILVA SEBASTIÃO DE PAULA RIBEIRO SEBASTIÃO LECIR ZAPELINI SELMA COSTA QUINHONEIRO SELMA DIAS LOPES SELMA GOMES DE OLIVEIRA CASTOLDI SELMA MARIA MACÊDO DOS SANTOS ALMEIDA SÉRGIO DA SILVA ALVES SERGIO DAMIAO SOARES DA COSTA SERGIO DOS SANTOS ALITOLEF SERGIO JORGE RODRIGUES DA SILVA SHARLENE FABRÍCIO DE SOUZA MUNIZ SHARLESTON CAVALCANTE DE OLIVIERA SHARLISON DE ANDRADE DA FONSECA SHEILA CARVALHO DE PAULA SHEILA DA SILVEIRA MELO DOS SANTOS SHEILA MARIA FERREIRA MENDONÇA SHELBI PRIESTER MARQUES SHIGUERU WATANABE SHIRLENE QUEIROZ COSTA DA ROCHA SÍCERA DA SILVA GONÇALVES NUNES SIDINEY DE ANGELO SIDNEI ROBERTO FELICIANO DA SILVA SIDNEY DE ASSIS CAFÉ SIDNEY DE OLIVEIRA SILVA SILAS ARSONVAL CARMINATTI BONFIM SILAS DA ROCHA PATROCÍNIO SILAS SARAN TAVEIRA SILEIDE MAGALHÃES LOCATELI SILEIDE NICÉIA PEDROSA RAMALHO VECHE E SILVA SILENE ALVES DE SOUZA OLIVEIRA SILVANA ELIZABETH ALVES DANTAS SILVANA RIBEIRO ELER MELOCRA SILVANE PESSOA DE OLIVEIRA SILVANIA BERNARDI SILVANIR RIBEIRO DE TOLEDO SILVIA ASSUNÇÃO ORMONDE SILVIA HELENA LIMA NERES SILVIA ZEILA SOUZA DE CASTRO MANOEL Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 30 de julho de 2012 204584-2 203596-0 205477-9 002403-1 004062-2 204469-2 003578-5 203478-6 204361-0 002461-9 002990-4 002274-8 203381-0 205647-0 204219-3 003753-2 204477-3 204904-0 205163-0 205292-0 203124-8 004165-3 204370-0 002084-2 002887-8 002198-9 002597-6 002328-0 003759-1 205690-9 004012-6 203778-5 002333-7 002664-6 003181-0 205625-9 004194-7 204625-3 205632-1 205331-4 205068-4 002504-6 002472-4 205535-0 203044-6 204602-4 204632-6 205472-8 204620-2 203379-8 004021-5 205590-2 204179-0 205733-6 002474-0 002189-0 204289-4 205549-0 203063-2 002758-8 203487-5 002171-7 002460-0 205589-9 205014-5 Tribunal de Justiça .html sob o número 138 Ano 2012 . 138/2012 .DJE.gov.

419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.ro.html sob o número 138 Ano 2012 . 138/2012 .br/autenticacao/validaDiario.tj.gov. N. 30 de julho de 2012 203138-8 205715-8 003932-2 204539-7 204788-8 204282-7 204556-7 205470-1 204572-9 205403-5 205712-3 203072-1 204914-7 204863-9 204223-1 002214-4 205754-9 203160-4 003184-4 203036-5 203629-0 002079-6 203463-8 002276-4 203901-0 203671-1 203442-5 203476-0 205756-5 002649-2 205515-5 205262-8 002684-0 205120-6 205076-5 002098-2 205608-9 205585-6 205190-7 205237-7 204820-5 205630-5 204652-0 203797-1 002525-9 204295-9 205432-9 204143-0 205272-5 204513-3 204023-9 002576-3 204029-8 205764-6 204331-9 003352-9 002444-9 002402-3 002967-0 003189-5 204488-9 205022-6 205683-6 205676-3 204993-7 Tribunal de Justiça .RO 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 20/06/2013 04/02/2013 12/12/2013 15/07/2013 25/07/2013 07/01/2013 02/09/2013 02/09/2013 04/11/2013 14/10/2013 30/04/2013 02/01/2013 02/12/2013 02/01/2013 01/03/2013 02/01/2013 01/08/2013 07/01/2013 14/10/2013 01/04/2013 07/01/2013 02/01/2013 04/02/2013 12/08/2013 02/01/2013 11/12/2013 14/01/2013 15/02/2013 01/07/2013 01/04/2013 07/01/2013 02/01/2013 03/06/2013 01/04/2013 11/01/2013 04/03/2013 02/09/2013 21/01/2013 15/07/2013 02/09/2013 06/05/2013 01/07/2013 14/02/2013 11/06/2013 01/02/2013 01/03/2013 12/12/2013 14/02/2013 04/03/2013 14/02/2013 02/01/2013 01/07/2013 01/07/2013 01/08/2013 02/01/2013 11/03/2013 07/01/2013 14/01/2013 01/07/2013 11/07/2013 02/01/2013 01/04/2013 12/07/2013 07/01/2013 14/02/2013 19/07/2013 23/02/2013 31/12/2013 03/08/2013 13/08/2013 26/01/2013 01/10/2013 01/10/2013 23/11/2013 12/11/2013 29/05/2013 21/01/2013 31/12/2013 21/01/2013 20/03/2013 21/01/2013 30/08/2013 26/01/2013 02/11/2013 20/04/2013 26/01/2013 31/01/2013 23/02/2013 31/08/2013 31/01/2013 30/12/2013 02/02/2013 06/03/2013 20/07/2013 20/04/2013 05/02/2013 21/01/2013 22/06/2013 20/04/2013 30/01/2013 02/04/2013 01/10/2013 09/02/2013 03/08/2013 01/10/2013 25/05/2013 30/07/2013 15/03/2013 30/06/2013 20/02/2013 20/03/2013 31/12/2013 05/03/2013 23/03/2013 05/03/2013 31/01/2013 30/07/2013 20/07/2013 20/08/2013 31/01/2013 30/03/2013 26/01/2013 02/02/2013 20/07/2013 30/07/2013 21/01/2013 30/04/2013 31/07/2013 26/01/2013 05/03/2013 N S S S S S N N S N N S N S S S N S S S S N S S N S S S S S N S S S S N N S S N S N N S S S S S S S N N S S N S S S S S S N S S S 149 SILVIO DA SILVA BRANDÃO SÍLVIO ROBERTO ALVES DE MELO SILVIO RODRIGUES AZEVEDO SIMÃO SATOSHI SATO SIMARA JANDIRA CASTRO DE SOUZA SIMEY ALVES DE SOUZA SIMONE CRISTIANE SCARABEL SIMONE CRISTINA CICONHA SIMONE DA COSTA SALIM SIMONE GONÇALVES NORBERTO SINTIA SOARES DE ALMEIDA SIRLENE BORINO DOS SANTOS SOLANGE ACIOLE DA SILVA SOLANGE APARECIDA DA SILVA SOLANGE APARECIDA GONÇALVES SOLANGE BERTUCCI SOLANGE DOS SANTOS SALES SOLANGE GALINDO MARTINHO SOLANGE MUNIZ LIMA SOLANGE NASCIMENTO DA SILVA SONIA MARA DAL MORO BORGES SÔNIA MARGARIDA CUTLAC SONIA MARIA DALMÉDICO FERNANDES SÔNIA MARIA DE OLIVEIRA SÔNIA MARIA MACÊDO SONIA MARIA SOUZA DOS SANTOS SÔNIA MATIUSSI VAZ SONIA TEREZINHA MEZZOMO STÔNIO SILVA DE MIRANDA JUNIOR SUCI MARA LEITE LEMOS SUELEN DE ARAÚJO NEVES JOHNSON CABRAL SUELENE SOARES MENEZES SUELI CAVALIERI BELTRÃO SUELLEN CONSUELO SILVA DANTAS SUELY APARECIDA GUEDES XAVIER CARVALHO SULEMIR GUIMARÃES XAVIER SUMAIMANA DE MELO SILVA SUZAN KEMILLY FILETTI PAULI TACIANA DIAS DE ALMEIDA GERMINIANI TALINE DO SOCORRO MONTEIRO TAMARA DE SOUZA VALÉRIO MOURÃO TAMIRIS GOMES BRANDÃO TANIA CRISTINA MENDES DA SILVA TANIA MARA RUIZ GONDIM TÂNIA NAZARÉ MEDEIROS DE MACÊDO DA SILVA TATHIANA LARISSA EMILIANO DE OLIVEIRA DA SILVA BRITO TATIANA GOLIN TATIANA VANESSA DE SOUZA RAMALHO TATIANE RODRIGUES RIBEIRO GONÇALVES TAYS CARPINA DO NASCIMENTO DE SOUZA TAYSE GUEDES HORTÊNCIO DE LIMA VINHA TELMA ALVES RODRIGUES TELMA BELUZZO DA MOTA TELMA SUELI SARMENTO TERESINHA CAVALCANTE DE SOUSA BRAYNER TEREZA RONQUE DOS SANTOS TEREZINHA DE JESUS CUNHA PEDRAZA TEREZINHA DE SOUZA AQUINO PEDROSA TEREZINHA DOMINGOS DOS SANTOS CARVALHO TEREZINHA LEMOS DA SILVA TEREZINHA VIEIRA TEYLIANE KEIZE CAUS TONANI THAIANNE COSTA TOLENTINO VASCONCELOS XAVIER THAIS FRANCINE LOPES XAVIER DE PAULA THALITA FERNANDA VASCONCELLOS RAMOS GALVEZ Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. endereço: https://www2.DJE.segunda-feira.

138/2012 .segunda-feira. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.html sob o número 138 Ano 2012 . endereço: https://www2.br/autenticacao/validaDiario.ro. 30 de julho de 2012 204648-2 003185-2 204821-3 204456-0 205785-9 205266-0 205328-4 205442-6 204427-7 203340-2 205267-9 205373-0 002548-8 003766-4 203641-0 003192-5 003550-5 204487-0 002952-1 002616-6 205197-4 204977-5 204767-5 203820-0 002948-3 002332-9 205655-0 203068-3 002706-5 200009-1 205208-3 205779-4 205099-4 205607-0 204246-0 205354-3 002147-4 203770-0 203742-4 203033-0 002350-7 004138-6 204913-9 203789-0 004134-3 204055-7 004188-2 204860-4 205724-7 002532-1 003890-3 203875-7 004173-4 203417-4 002727-8 204500-1 205047-1 205265-2 002226-8 204867-1 204935-0 002085-0 003811-3 205212-1 002389-2 THAMIELINA NAKASHIMA THEREZINHA PEIXOTO DE ALMEIDA THIAGO DA SILVA VIANA THIAGO FLEURY MARQUES COTRIM THIAGO MORAIS SEIXAS THIAGO RÉDUA DE VASCONCELOS THYAGO ALVES SANTIAGO TIAGO BRAGA GAMA TIBERIO LUIZ COIMBRA MENDONÇA UBIRATAN REBOUÇAS FILHO UDERSON DOS ANJOS LUCAS VAGNER DOS SANTOS RIBEIRO VALCI CARDOSO MOURA VALDELINA CIDRÃO DE CARVALHO VALDENI SOARES DE SOUZA VALDINA RODRIGUES DOS PASSOS VALDISON RODRIGUES DE OLIVEIRA VALÉRIA CRISTINA RAMALHO FERREIRA VALERIA DE SOUZA SANTANA VALÉRIA PEREIRA DE SOUZA VALÉRIA SIMÕES DE FREITAS VALESKA PRICYLA BARBOSA SOUSA VALTER FIGUERA LARIOS JUNIOR VALTER PIMENTA DA SILVA VANALDO JOSÉ GOMES ROMANO VANDA LÚCIA MARTINS VILELA LAMOTA VANDE LUCIANO MARCELINO VANDERLEI GUEDES CARDOSO VANDERLENE APARECIDA BATISTA DA COSTA VANDERLI DE AZEVEDO COSTA MEDEIROS VANESSA ANTUNES DE SOUZA NOGUEIRA DINON VANESSA CRISTINA RAMOS BRECHER VANESSA DE SOUZA CORDEIRO VANESSA DOS SANTOS TEIXEIRA VANESSA SIMÕES DE FREITAS VANI APARECIDA MIORANZA VANIA APARECIDA FACCIOLI CARAM VÂNIA DE OLIVEIRA SILVA VANUZA MEDEIROS COSTA VERA ÂNGELA IULIANO ALVES VERA LÚCIA BRASIL DA CRUZ SANTANA VERA LUCIA DE JESUS FARAH VERA LUCIA GONÇALVES DA COSTA VERA LUCIA MELI DOS SANTOS LIMA PEREIRA VERA REGINA SERTÃO MACHADO VERANÚBIA CASTRO DE SOUZA VERECUNDO DA SILVA MOTA VERONI LOPES PEREIRA VERÔNICA GONÇALVES FRACALOSSI VERONILSON DE SOUZA MEDEIROS VICENTE SALGADO BELEZA VICENTE VIEIRA DE ARAUJO VICTOR HUGO PANDO DE SOUZA VILMA DA SILVA LORDEIRO CHAGA VILMA NASCIMENTO TEODORO VINÍCIUS LEANDRO MOTA DE OLIVEIRA VISMAR KFOURI JÚNIOR VITOR AUGUSTO BORIN DOS SANTOS VITOR GONÇALVES DA ROCHA VIVIANE GARCIA DOS SANTOS VIVIANE QUEIROZ DA SILVA VOLMIR PEDROTI VORLEI PIMENTEL ARANTES WAGNER CARDOSO DE JESUS WALDEMAR TRAJANO DOS SANTOS FILHO Tribunal de Justiça . N.gov.419/06.RO 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2009/2010 2011/2012 2011/2012 2012/2013 01/10/2013 04/02/2013 11/03/2013 07/01/2013 01/03/2013 07/01/2013 01/11/2013 01/07/2013 21/01/2013 13/05/2013 01/07/2013 01/08/2013 21/01/2013 11/07/2013 11/07/2013 11/10/2013 03/06/2013 13/06/2013 01/07/2013 03/06/2013 01/04/2013 01/10/2013 01/07/2013 02/12/2013 12/08/2013 14/02/2013 01/04/2013 07/01/2013 11/02/2013 02/09/2013 07/01/2013 18/02/2013 26/08/2013 11/09/2013 07/01/2013 07/01/2013 14/02/2013 02/01/2013 09/01/2013 02/01/2013 14/02/2013 11/07/2013 11/01/2013 05/07/2013 08/01/2013 07/01/2013 02/12/2013 18/02/2013 01/10/2013 01/07/2013 01/07/2013 01/02/2013 02/12/2013 10/01/2013 01/02/2013 02/09/2013 14/01/2013 02/12/2013 02/01/2013 14/02/2013 11/07/2013 02/01/2013 12/12/2013 07/01/2013 11/07/2013 20/10/2013 05/03/2013 30/03/2013 26/01/2013 20/03/2013 26/01/2013 20/11/2013 30/07/2013 09/02/2013 01/06/2013 20/07/2013 30/08/2013 09/02/2013 30/07/2013 30/07/2013 30/10/2013 22/06/2013 02/07/2013 20/07/2013 22/06/2013 30/04/2013 20/10/2013 20/07/2013 21/12/2013 31/08/2013 05/03/2013 20/04/2013 26/01/2013 02/03/2013 21/09/2013 26/01/2013 09/03/2013 14/09/2013 30/09/2013 26/01/2013 26/01/2013 05/03/2013 31/01/2013 07/02/2013 21/01/2013 05/03/2013 30/07/2013 30/01/2013 24/07/2013 27/01/2013 05/02/2013 21/12/2013 09/03/2013 20/10/2013 20/07/2013 20/07/2013 20/02/2013 21/12/2013 29/01/2013 20/02/2013 21/09/2013 02/02/2013 31/12/2013 31/01/2013 05/03/2013 30/07/2013 31/01/2013 31/12/2013 05/02/2013 30/07/2013 S N S S S S S N S S S N S S S S S S S S N S S S S S S S S S S S S S S S S N N S S S S S S N S S S S S S S S S S S N N S S N S N S 150 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.tj.DJE.

endereço: https://www2. FG-1. cadastro 204028-0.419/06. Publique-se. Porto Velho-RO. protocolo n.gov. Cumpra-se. 30 de julho de 2012 004154-8 003616-1 203428-0 205038-2 002498-8 003984-5 002325-6 003609-9 204224-0 203810-2 203242-2 205512-0 205660-7 204399-8 203027-6 205588-0 205307-1 204093-0 203852-8 204259-2 002573-9 205285-7 204615-6 002391-4 204028-0 205394-2 002217-9 203639-8 204538-9 205246-6 205376-4 203933-8 003517-3 203098-5 205398-5 002312-4 002914-9 WALDEMIR SILVA RIBEIRO WALDIMIR GOMES DE FARIAS WALDINO RODRIGUES PINHEIRO FILHO WALESKA DE SANTANA DIAS WALMAR ESTEVES DE SOUZA WALMIR NASCIMENTO DE JESUS WALNEY COSTA BEZERRA WALTER MÁRIO DOS SANTOS WALTER SOARES BENFICA WAMBERTO ALVES DA SILVA WANDA POSTIGO MOREIRA WANEUZA DE SOUZA ROCHA WASHINGTON ALVES DE SOUSA SOBRINHO WBERLEI DE MELO DA SILVA WBIRAJAR LOPES DE CARVALHO WELLINGTON FERREIRA DE MORAIS WENDER GONÇALVES TEIXEIRA WENISTHON OLIVEIRA DOS SANTOS WÍDIA SUERLÂNDIA MARINHO PAIVA WILIAN PEREIRA GARCIA WILLIAM DOS SANTOS BRASIL WILLIAN HELFSTEIN DOS SANTOS WILLYHAM THEOL DENNY WILMA ASCAR CECHIN WILSON GOMES DE SOUZA WILSON PLASTER WILSON VON HEIMBURG WOLNEY ANTONIO FERREIRA DA SILVA WYNETOU CAMPANA COSTA YASMINE LOBATO REIS FLORÊNCIO YNHANA LEAL DA SILVA TOREZANI YONAH FREIRE SOUTO ZELI DA SILVA ZENIA POLICHUK OLIVEIRA ZENO GERMANO DE SOUZA NETO ZILDA NICOLAU DA SILVA FIGUEIREDO ZILPHA MORET DE FREITAS DA SILVA Tribunal de Justiça . datada de 06/06/2012.tj. R E S O L V E: Incluir o nome do servidor WILSON GOMES DE SOUZA. 0019/2012-DRH Considerando o que consta na C.DJE.ro. que instituiu a Escala de Substituição Automática para o exercício de 2012. N. lotado no Serviço de Transportes. 27 de julho de 2012. 138/2012 . O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. como substituto automático do servidor JEAN CARLOS DA SILVA BRITO. MÁRCIA DUARTE DA SILVA Diretora do Departamento de Recursos Humanos Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 28476-10. cadastro 204181-2. 246/SET/2012.segunda-feira. Registre-se. 0692/2012-SA. exercendo a função gratificada de Motorista III. na Portaria n. padrão 11.2012. padrão 09.html sob o número 138 Ano 2012 .br/autenticacao/validaDiario. Auxiliar Operacional. publicada no DJE n.RO 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2010/2011 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2012/2013 2011/2012 2011/2012 11/01/2013 11/11/2013 11/04/2013 07/01/2013 01/07/2013 07/01/2013 01/02/2013 11/10/2013 07/01/2013 08/07/2013 03/06/2013 01/03/2013 17/06/2013 14/02/2013 01/03/2013 22/07/2013 05/08/2013 02/01/2013 04/02/2013 01/03/2013 03/06/2013 11/06/2013 01/03/2013 01/02/2013 11/07/2013 02/01/2013 01/07/2013 12/08/2013 02/01/2013 07/01/2013 07/01/2013 02/01/2013 13/05/2013 14/02/2013 10/07/2013 02/01/2013 07/01/2013 30/01/2013 30/11/2013 30/04/2013 26/01/2013 20/07/2013 26/01/2013 20/02/2013 30/10/2013 26/01/2013 27/07/2013 02/07/2013 20/03/2013 16/07/2013 05/03/2013 30/03/2013 10/08/2013 24/08/2013 21/01/2013 23/02/2013 20/03/2013 02/07/2013 30/06/2013 20/03/2013 20/02/2013 30/07/2013 31/01/2013 20/07/2013 31/08/2013 21/01/2013 26/01/2013 26/01/2013 21/01/2013 01/06/2013 05/03/2013 29/07/2013 21/01/2013 26/01/2013 S S S S S S S S S S N S N S N S S S S S N S S S S N S S S S S S S S S S S 151 Portaria N. 073 de 20/04/2012. com efeitos retroativos a 01/06/2012.I n. Auxiliar Operacional.

2998 ELEMENTO DE DESPESA: 33.DJE. por meio do Pregoeiro. Ivondernilson Rodrigues da Silva Pregoeiro TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE RONDÔNIA PROCESSO n.00 PRAZO DE ENTREGA: 30 (trinta) dias consecutivos.br.8. localizados no Município de Porto Velho /RO.1278. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .208. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. pote com 12 gramas. contados a partir do primeiro dia útil após o recebimento da Ordem de Fornecimento (27/7/2012). tipo MENOR PREÇO. Porto Velho. OBJETO: ITEM 2.1111 PREGÃO ELETRÔNICO 012/2012 RESULTADO DE LICITAÇÃO O Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. desratização e controle de pombos em imóveis do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. 138/2012 .DEC/TJRO.8.2012. teve como vencedora a seguinte empresa: Empresa: TOMAZELLI COMERCIO E SERVICOS LTDA Valor total: R$ 38.500. visando atender a Coordenadoria de Informática (COINF/TJRO).419/06. torna público para conhecimento de todos os interessados. que tem por objeto o Contratação de empresa especializada na prestação de serviços de dedetização. das 15h do dia 03/08/2012 até às 9h do dia 16/08/2012.1111 PREGÃO ELETRÔNICO 035/2012 AVISO DE LICITAÇÃO O Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. endereço: https://www2.gov. o resultado da licitação modalidade PREGÃO ELETRÔNICO n. descupinização. torna público para conhecimento de todos os interessados.segunda-feira.html sob o número 138 Ano 2012 . 002/2012 .30 NOTA DE EMPENHO: 2012NE00499 DEF EM: 27/7/2012 (a). PROCESSO: 0311/1068/2012 REFERÊNCIA: Ata de Registro de Preços proveniente do Pregão Eletrônico nº. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.licitacoes-e. 27 de julho de 2012. 012/2012. 042/2012 – ALMOX DETENTORA: Star Comércio de Suprimentos Ltda. Marca: RADEX.ro.84 VALOR TOTAL (R$) 2. 0016852-61.00 (Trinta e oito mil e quinhentos reais). – EPP.00 2. VALOR TOTAL DESTA ORDEM DE FORNECIMENTO QTD 1200 PREÇO UNITARIO (R$) 1.br/autenticacao/validaDiario. por intermédio do Pregoeiro. 0008898-61.22.2012.208. a) DO OBJETO: Aquisição de material permanente (Impressoras Laser Colorida Duplex). b) DA ENTREGA DAS PROPOSTAS: Através do site www.122. Samantha das Neves Lebre Dirª Depto de Economia e Finanças em exercicio DEPARTAMENTO DE COMPRAS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE RONDÔNIA PROCESSO n.tj. DE TRABALHO: 02.22. que se encontra instaurada a Licitação na modalidade PREGÃO ELETRÔNICO.90.RO 152 DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E FINANÇAS EXTRATO DE ORDEM DE FORNECIMENTO Nº. P. N.1 ESPECIFICAÇÃO Umedecedor de dedos em gel.com.

1111 PREGÃO ELETRÔNICO 034/2012 AVISO DE LICITAÇÃO O Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. no horário das 7h às 14h.com.22. g) DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES: E-mail: licitacoes@tjro.licitacoes-e. e) DA RETIRADA DO EDITAL: Através do site www. fone: (0xx69) 3217-1373. que se encontra instaurada a Licitação na modalidade PREGÃO ELETRÔNICO. publicado no Diário da Justiça nº 228. às 9h. tipo MENOR PREÇO. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. webcam. impressora e gravadora de CD/DVD). nesta Capital. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. N. no site www. torna público para conhecimento de todos os interessados. fax: (0xx69) 3217-1372.RO 153 c) DA ABERTURA DAS PROPOSTAS: 16/08/2012. 27 de julho de 2012. das 15h do dia 03/08/2012 até às 9h do dia 16/08/2012.DJE.com.381.50 80. n. 1º 3º NOME MESAQUE GONÇALVES DA SILVA ROSIMEIRY FLUGEL MANSO BASTOS NOTA FINAL 81. nº 1555. às 9h. Os interessados deverão cadastrar senhas de acesso em qualquer agência do Banco do Brasil S/A. d) DA FASE DE DISPUTA DA SESSÃO PÚBLICA: 17/08/2012. 585 . da HOMOLOGAÇÃO deste Edital pelo Procurador-Geral de Justiça do Estado de Rondônia. às 10h. 0017459-74. c) DA ABERTURA DAS PROPOSTAS: 16/08/2012.licitacoes-e. para conhecimento dos interessados aprovados no Concurso Público. ainda. Ivondernilson Rodrigues da Silva Pregoeiro MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE RONDÔNIA EDITAL Nº 048/2012-PGJ O Ministério Público do Estado de Rondônia. f) REFERÊNCIA DE TEMPO: Horário de Brasília/DF. f) REFERÊNCIA DE TEMPO: Horário de Brasília/DF.br. torna público o quadro reserva para os cargos efetivos listados abaixo. situada no País. situada no País. ou na Rua José Camacho. por meio do Pregoeiro. visando atender os diversos setores deste Tribunal.801-917. CEP 76. a) DO OBJETO: Aquisição de material permanente (máquina fotográfica Digital. Porto Velho/RO. situado na Rua Jamary.br. no site www. Raimundo Trindade Gomes de Lima Pregoeiro TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE RONDÔNIA PROCESSO n. Porto Velho/RO. Bairro Olaria. endereço: https://www2. e) DA RETIRADA DO EDITAL: Através do site www.com. 585 . ou na Rua José Camacho.html sob o número 138 Ano 2012 . Porto Velho.50 Cientifica-o. nesta Capital. Porto Velho–RO. 24 de julho de 2012. 27 de julho de 2012. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . d) DA FASE DE DISPUTA DA SESSÃO PÚBLICA: 17/08/2012.8. inscrito no CNPJ nº 04.licitacoes-e. aberto pelo Edital nº 047/2011.2012.jus. g) DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES: E-mail: licitacoes@tjro.licitacoes-e.tj. no horário das 7h às 14h.083/0001-67. fone: (0xx69) 3217-1373. 138/2012 .com.br. de 07 de dezembro de 2011. às 10h. de 12 de dezembro de 2011: COMARCA NOVA BRASILÂNDIA OURO PRETO D’OESTE CARGO TÉCNICO ADMINISTRATIVO TÉCNICO ADMINISTRATIVO CLASS.br. n. b) DA ENTREGA DAS PROPOSTAS: Através do site www.br. fax: (0xx69) 3217-1372.com.gov.br.419/06.licitacoes-e.segunda-feira.jus.br/autenticacao/validaDiario.Bairro Olaria.Bairro Olaria.br.ro. Os interessados deverão cadastrar senhas de acesso em qualquer agência do Banco do Brasil S/A.

1995 a 30. para efeitos de aposentadoria e disponibilidade.1986 0 6 26 Itau Unibanco S/A 16.gov. férias.07.05.DJE. CUMPRA-SE.2012.Procurador-Geral de Justiça REPUBLICAÇÃO POR ERRO MATERIAL PORTARIA Nº 0786 18 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA.1989 a 30.RO 154 PORTARIA Nº 0746 10 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA. HÉVERTON ALVES AGUIAR .02. para participarem do 1º Congresso Internacional do CNPG. e ÉVERSON ANTÔNIO PINI. à cidade do Rio de Janeiro-RJ. PUBLIQUE-SE.1989 0 7 1 Rondobras Auto Peças Imp. no uso de suas atribuições legais e considerando o contido no Feito Administrativo (digital) nº 2012001120006097. conforme abaixo discriminado: Períodos Fruição Dias Abono pecuniário Férias remanescentes – 1º período/2010 05 a 24.1992 2 3 0 Pneuley LTDA 08.419/06. à cidade do Rio de Janeiro-RJ. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.html sob o número 138 Ano 2012 . cadastro nº 2019-2. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. N. cadastro nº 2160-1. a partir de 15 de agosto de 2012. em favor da servidora ANGÉLICA LOPES HERNANDES.02.1986 a 08.01. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça PORTARIA Nº 0747 10 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA.1997 2 5 0 Distribuidora de Auto Peças Rondobras LTDA 01. ocupante do cargo efetivo de Técnico em Informática e do cargo comissionado de Assessor Técnico. CUMPRA-SE. PUBLIQUE-SE. CUMPRA-SE.09 a 03. cadastro nº 2139-0. para participar do 1º Congresso Internacional do CNPG. CONCEDE ao Procurador de Justiça CLÁUDIO JOSÉ DE BARROS SILVEIRA.1988 1 4 29 Lobrasil Maq.301 dias ou 9 0 16 PUBLIQUE-SE. REGISTRE-SE. REGISTRE-SE. a ser realizado nos dias 16 e 17.12.09.09.05. a ser realizado nos dias 16 e 17.1990 1 1 23 Takeda Rio Branco LTDA 01. 09 (nove) anos e 16 (dezesseis) dias.2012 20 10 dias PUBLIQUE-SE. II – CONCEDER aos Promotores de Justiça mencionados no item anterior o fornecimento de passagens aéreas no trecho Rio de Janeiro/Porto Velho.segunda-feira.05.ro. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR .03. do Ramo Financeiro 01.1988 a 01.tj.02. o tempo de contribuição de 3.08. no uso de suas atribuições legais e considerando o contido no Feito Administrativo (digital) nº 2012001120007822.301 (três mil trezentos e um) dias.2012. a partir de 16 de agosto de 2012. de serviços prestados aos Empregadores abaixo discriminados: EMPRESAS PERÍODO TEMPO ANO MÊS DIA Sindicato dos Bancarios e Trab. e Exp. no uso de suas atribuições e considerando o contido no Processo nº 2012001120004522. nos termos do inciso VII do artigo 139 da Lei Complementar nº 68/92. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .06.1987 a 31. LTDA 02. 138/2012 . II – CONCEDER à Promotora de Justiça mencionada no item anterior o fornecimento de passagens aéreas e o pagamento de 02 ½ (duas e meia) diárias para custeio de suas despesas. RESOLVE: I – AUTORIZAR. no uso de suas atribuições legais e considerando o contido no Feito Administrativo (digital) nº 2012001120008045.2012 20 -Férias remanescentes – 2º período/2010 25.08 a 13. cadastro nº 4370-0. RESOLVE: I – AUTORIZAR. REGISTRE-SE. REGISTRE-SE.1986 0 7 27 TEMPO TOTAL de 3. Emprementos LTDA 13. cadastro nº 2117-0.1990 a 31.06.08.10. o deslocamento dos Promotores de Justiça ALEXANDRE JÉSUS DE QUEIROZ SANTIAGO.2012 20 -Férias – 1º período/2011 14.1985 a 12.08. R E S O L V E: DETERMINAR que se averbem.br/autenticacao/validaDiario. ou seja.08. e o pagamento de 01 (uma) diária para custeio de suas despesas. endereço: https://www2. CUMPRA-SE.Procurador-Geral de Justiça REPUBLICAÇÃO POR ERRO MATERIAL PORTARIA Nº 0759 12 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA. o deslocamento da Promotora de Justiça TÂNIA GARCIA SANTIAGO.

endereço: https://www2. REGISTRE-SE. PUBLIQUE-SE. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça PORTARIA Nº 0801 23 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA. PUBLIQUE-SE.12. REGISTRE-SE.07.08.2012. 138/2012 . R E S O L V E: DESIGNAR o servidor TIAGO DE CARVALHO DIAS.2005. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. instituído pela Procuradoria-Geral de Justiça. ou seja.gov.html sob o número 138 Ano 2012 . REGISTRE-SE. CUMPRA-SE. R E S O L V E: DESIGNAR o servidor CARLOS GONÇALVES TAVARES. CUMPRA-SE.2012. PUBLIQUE-SE. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça PORTARIA Nº 0797 23 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA. ocupante do cargo comissionado de Assistente de Promotoria de Justiça. para atuar junto ao Núcleo de Apoio Extrajudicial – NAE da Comarca de Ouro Preto do Oeste. e considerando o contido no Processo nº 2012001120007661.segunda-feira. Assessor Jurídico. código 406. cadastro nº 5248-4. cadastro nº 4411-6.RO 155 PORTARIA Nº 0794 20 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça PORTARIA Nº 0799 23 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA. de serviços prestados ao Governo do Estado de Rondônia. para exercer suas atividades junto à 2ª Titularidade da 14ª Promotoria de Justiça da Capital. para exercer suas atividades junto à 2ª Titularidade da 11ª Promotoria de Justiça da Capital. com efeitos a partir de 02. I – DESIGNA o servidor SÉRGIO LUIZ KASPER.2002 a 31. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça PORTARIA Nº 0796 23 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA.ro. cadastro nº 5011-3. no uso de suas atribuições e considerando o contido no Procedimento Administrativo nº 2012001120003922. no uso de suas atribuições legais. no uso de suas atribuições legais. com efeitos a partir de 28. e considerando o contido no Processo nº 2012001120005591.1. R E S O L V E: DETERMINAR que se averbem. II – DETERMINA que os serviços decorrentes da presente designação não surtirão efeitos financeiros de nenhuma espécie. nos termos do inciso VII do artigo 139 da Lei Complementar nº 68/92. 03 (três) anos. CUMPRA-SE. PUBLIQUE-SE. PUBLIQUE-SE.tj. cadastro nº 5242-8. ocupante do cargo efetivo de Analista em Psicologia. ocupante do cargo comissionado de Assistente de Promotoria de Justiça. com efeitos a partir de 06. em favor da servidora DANIELA BENTES DE FREITAS.419/06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. R E S O L V E: DESIGNAR a servidora ROSÂNGELA SOUSA DA SILVA. CUMPRA-SE. no uso de suas atribuições e considerando o contido no Processo nº 2009001120006148.br/autenticacao/validaDiario. no período de 19. no uso de suas atribuições legais. para efeitos de aposentadoria e disponibilidade. REGISTRE-SE. REGISTRE-SE. CUMPRA-SE. e considerando o contido no Processo nº 2012001120006997. cadastro nº 4416-0.2012.07.DJE. referência MP-NA-01. para ser o Gestor do Projeto SEJA.227 ( mil duzentos e vinte e sete) dias. o tempo de contribuição de 1.05. 04 (quatro) meses e 12 (doze) dias. ocupante do cargo efetivo de Auxiliar Administrativo. N.

cadastro nº 2074-5. R E S O L V E: Art. CUMPRA-SE. f) Glicemia g) Ácido Úrico h) Tipagem sanguínea i) Parasitológico de fezes j) EAS k) Avaliação ortopédica l) Avaliação Psiquiátrica Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. II . endereço: https://www2. de 26 de julho de 2004. X . conforme discriminação: COMARCA NOVA BRASILÂNDIA OURO PRETO D’OESTE CARGO TÉCNICO ADMINISTRATIVO TÉCNICO ADMINISTRATIVO CLASSIF 1º 3º NOME MESAQUE GONÇALVES DA SILVA ROSIMEIRY MANSO BASTOS FLUGEL RG 1105388 SSP/RO 1167335 SSP/RO Art. II – CONCEDER ao Promotor de Justiça mencionado no item anterior o fornecimento de passagens aéreas e o pagamento de 1 ½ (uma e meia) diária para custeio de suas despesas.html sob o número 138 Ano 2012 . Nível Intermediário. a ser realizada no dia 1º de agosto de 2012. e ainda.Certidão Negativa de Antecedentes Criminais. n.05. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça PORTARIA Nº 0803 24 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA.Cópia do comprovante de residência.2012. previsto na Lei Complementar n. REGISTRE-SE. 1º NOMEAR os candidatos abaixo relacionados para comporem o Quadro Permanente de Pessoal Administrativo do Ministério Público do Estado de Rondônia. publicado no Diário da Justiça nº 228. 2º No ato da posse o candidato nomeado deverá apresentar os seguintes documentos: I .segunda-feira.Original e cópia do certificado de reservista. XIV . a partir de 31 de julho de 2012. PASEP ou declaração de que não os possua. e homologado pelo Edital publicado no Diário da Justiça nº 082. III . PUBLIQUE-SE.Original e cópia da certidão de nascimento ou casamento.Gozar de boa saúde física e mental. no uso de suas atribuições legais e considerando o contido nos Feitos Administrativos (digital) nº 2012001120008517.Original e cópia da certidão de nascimento dos dependentes. 303.tj.12. à cidade de São Paulo-SP. de 07.Cópia da Carteira de Identidade e CPF (autenticadas em cartório).1 (uma) foto 3x4. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. XIII . referência MP-NI-01. XI . comprovada mediante a apresentação dos seguintes exames médicos: a) Pesquisa de Barr. IV . VII . 93. VI . Estadual e Federal (Original). 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . V . N. XII .RO 156 PORTARIA Nº 0802 24 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA.DJE. para participar da reunião referente ao plano de reestruturação do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas – GNCOC. VIII . 45 da Lei Complementar n. no uso de suas atribuições legais conferidas pelo inciso I.ro. de 03 de novembro de 1993.Cópia do cartão de vacina dos dependentes menores de 05 (cinco) anos de idade.419/06. IX . RESOLVE: I – AUTORIZAR o deslocamento. considerando a desistência do certame do 2º colocado para a vaga destinada para o cargo de Técnico Administrativo para a Promotoria de Justiça de Ouro Preto. 138/2012 . b) VDRL c) Hemograma completo d) Triglicerídios e) Colesterol total e frações. considerando o contido no Processo 2012001120005720. de 12. conforme Processo 2012001120005332.Certidão Negativa de Ação Civil na Justiça Comum.2011. do Promotor de Justiça ERIBERTO GOMES BARROSO.Certidão Negativa da Fazenda Pública do Estado de Rondônia. e em razão de aprovação obtida no Concurso Público aberto pelo Edital nº 047/2011.Original e cópia do título eleitoral e comprovante que está quite com a Justiça Eleitoral.Original e cópia da carteira de PIS. Estadual e Federal (Original).gov. expedida pela Secretaria de Estado de Finanças do Estado de Rondônia (Original).Certidão Negativa do Tribunal de Contas (Original).br/autenticacao/validaDiario. 37 do art.

que autoriza o deslocamento da Promotora de Justiça TÂNIA GARCIA SANTIAGO. o) Avaliação dermatológica. cadastro nº 2139-0. declarar os bens que possui. cadastro nº 2180-6. CUMPRA-SE.A critério da junta médica poderá ser solicitado ao candidato a realização de outros exames complementares. REGISTRE-SE.segunda-feira. à cidade de Ouro Preto-MG. como palestrante. da Promotora de Justiça PRISCILA MATZENBACHER TIBES MACHADO.419/06. salvo por motivo justificado previamente nos termos da Lei.Declaração de não ter sofrido. 4º Fica sem efeito a nomeação do candidato referido nesta Portaria. p) Avaliação neurológica. e ROGÉRIO JOSÉ NANTES.tj. MARCUS ALEXANDRE DE OLIVEIRA RODRIGUES. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça PORTARIA Nº 0804 24 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA. a ser realizado na cidade de Ouro Preto-MG. função pública ou mandato eletivo. XV . n) Avaliação ginecológica . REGISTRE-SE. cadastro nº 2074-5. 3º A posse do candidato constante no artigo 1º desta Portaria efetivar-se-á após a apresentação dos documentos referidos no artigo anterior e no prazo de 30 (trinta) dias contados da publicação do ato de nomeação. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça PORTARIA Nº 0808 25 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA. a partir desta data. XVI . expedida pelo próprio candidato (com firma reconhecida).Cópia do Diploma que comprove a escolaridade e habilitação exigida para ingresso no cargo (autenticada em cartório). HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça PORTARIA Nº 805 24 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA.gov.html sob o número 138 Ano 2012 . PUBLIQUE-SE. XVII . CUMPRA-SE. da Portaria nº 756. com deslocamento a partir do dia 05 de agosto de 2012. REGISTRE-SE. cadastro nº 2140-1. OTÁVIO XAVIER DE CARVALHO JÚNIOR. assim como tome posse e não entre em efetivo exercício no prazo de 30 (trinta) dias. cadastro nº 2181-4. CUMPRA-SE. Art.I .RO 157 m) Avaliação Cardiológica com Eletrocardiograma .Cópia da última declaração de Imposto de Renda ou de isento. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. conforme dispõe do § 1º do artigo 17 da Lei Complementar n.Com ECG (a partir dos 40 anos). para participar. PUBLIQUE-SE. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Art. colpocitologia oncótica com laudo (somente para candidatos do sexo feminino). 68. no exercício de função pública. ERIBERTO GOMES BARROSO. do XXI Congresso Estadual dos Notários e Registradores de Minas Gerais. II – CONCEDER à Promotora de Justiça mencionada no item anterior o pagamento de 2 ½ (duas e meia) diária para custeio de suas despesas. PUBLIQUE-SE. XVIII . PEDRO COLANERI ABIEÇAB. CLÁUDIO WOLFF HARGER cadastro nº 2066-4. XIV. a partir de 17 de agosto de 2012. as penalidades que o incompatibilize para nova investidura em cargo público em decorrência de processo administrativo disciplinar ou ter sido condenado por sentença judicial com trânsito em julgado na qual conste expressamente a perda do cargo.br/autenticacao/validaDiario. de 11 de julho de 2012. DESIGNA. cadastro nº 2180-2. 138/2012 . não possuindo. CUMPRA-SE. os Promotores de Justiça ANDERSON BATISTA DE OLIVEIRA. r) Avaliação otorrinolaringológica. N. nos dias 18 e 19 de agosto de 2012. RESOLVE: I – AUTORIZAR o deslocamento. REGISTRE-SE. no uso de suas atribuições legais.ro. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. no uso de suas atribuições legais e atendendo à solicitação contida no Ofício nº 014/2012/15ªPJ-2ªT/MPE/RO. para atuarem no Feito Extrajudicial nº 2011001010010564. caso não apresente os documentos constantes do artigo 2º. cadastro nº 2177-8. à cidade de Brasília-DF. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. Art.DJE. no uso de suas atribuições legais e considerando o contido nos Feitos Administrativos (digital) nº 2012001120008592. de 09 de dezembro de 1992. com atribuições junto ao GAECO. PUBLIQUE-SE. q) Avaliação oftalmológica.Declaração de acumulação ou não de cargo público. sem prejuízo de suas funções. RESOLVE: ALTERAR o item I. cadastro nº 2151-2. endereço: https://www2. para nela fazer constar que as reuniões serão realizadas nos dias 06 e 07 de agosto de 2012.

cadastro nº 2182-7. de 03 de novembro de 1993.419/06.000 Art. 138/2012 . PUBLIQUE-SE. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. bem como promover o necessário junto a tal ente público para impedir a proliferação da doença. e a Lei Orçamentária nº 2. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça PORTARIA Nº 811 26 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA. CUMPRA-SE. com sede na Comarca de Ariquemes. § 2º.4.03.122. 001/GAB/ SEPLAN-2012. CONSIDERANDO o disposto no artigo 127. Objetivo: Apurar possível direcionamento nos processos licitatórios nº 003/2011. REGISTRE-SE. N.3. RESOLVE: Art. referente à contratação de empresa de serviços de recuperação de estradas vicinais pelos município s de Monte Negro e Alto Paraíso. MARCÍLIA FERREIRA DA CUNHA E CASTRO PROMOTORA DE JUSTIÇA Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.html sob o número 138 Ano 2012 29.00 NATUREZA PROGRAMAÇÃO FR SUPLEM. da Constituição Federal e o artigo 98 da Constituição Estadual. REDUZ DESPESA 100 3. estabelecido pela Portaria nº. publicada no D.1º Abrir no Orçamento Vigente crédito adicional suplementar na Unidade Orçamentária 29.DJE.886 (suplemento). em razão de sua designação para atuar na 2ª área territorial.RO 158 PORTARIA Nº 810 26 DE JULHO DE 2012 O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA.90.tj. 26 de julho de 2012.51 150. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. conforme programação abaixo: R$ 1. de 03 de janeiro de 2012.39 150. visando reduzir/eliminar os casos de dengue.000 . ajuda de custo no percentual de 4% (quatro por cento) da remuneração. PUBLIQUE-SE.001. HÉVERTON ALVES DE AGUIAR Procurador-Geral de Justiça PORTARIA DE INSTAURAÇÃO Nº 154/2012 DE INQUÉRITO CIVIL PÚBLICO Nº 2011001010003738 Data da instauração: 26 de julho de 2012 Promotoria: 3ª Promotoria de Justiça de Ariquemes/1ª Titularidade Promotora: Drª Tâmera Padoin Marques Interessado: Ministério Público do Estado de Rondônia Assunto: Improbidade Contratação de empresa especializada em terraplanagem para prestação de serviço de recuperação de estradas vicinais.gov. no valor de R$ 150.2º Fica alterado o Quadro de Detalhamento da Despesa do exercício de 2012. CUMPRA-SE.000. de 13 de junho de 2012.676. Assunto:Investigar quais medidas têm sido adotadas pelo Município de São Felipe D’Oeste. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . REGISTRE-SE. de 29 de dezembro de 2011.001 – Ministério Público – MP. de 28 de dezembro de 2011.E. conforme Portaria nº 553/CGMP.segunda-feira. Nº 1. CONCEDE à Promotora de Justiça Substituta MAIRA DE CASTRO COURA CAMPANHA.1280. CONSIDERANDO o que estabelece o artigo 8º da Lei Complementar Estadual nº 93. Art. endereço: https://www2. Marcília Ferreira da Cunha e Castro Interessado: Promotoria de Justiça da Comarca de Pimenta Bueno. Pimenta Bueno/RO. Ampliar e Reformar as Unidades 100 4.1196 – Construir. EXTRATO DA PORTARIA Nº 009/2012 INQUÉRITO CIVIL MP/RO 2012001010018008 Data da instauração: 25 de julho de 2012 Promotoria: 2ª Promotoria de Justiça de Pimenta Bueno/RO Promotor: Dra.ro.00 (cento e cinquenta mil reais).90. no uso de suas atribuições legais.br/autenticacao/validaDiario. no uso de suas atribuições legais e considerando o contido no Feito Digital nº 2012001120008567.O.

considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. PUBLIQUE-SE.2010.tj. conforme artigo 26. da Resolução nº 03/10-CSMP. ainda. publicada no DJ/RO nº 028. itens 2.html sob o número 138 Ano 2012 .02. R E S O L V E: ADMITIR a estudante RAFHAELA JESUS SILVA. conferidas pela Portaria nº 0129.2010. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. N. de 05. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça .07. Pimenta Bueno/RO. PROCESSO CAD. por meio de visitas. visando reduzir/eliminar os casos de dengue. 138/2012 . Assunto:Investigar quais medidas têm sido adotadas pelo Município de Pimenta Bueno.2010. CUMPRA-SE. da Lei Complementar nº 93. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. 40 e 43. 26 de julho de 2012. por ter atendido às exigências e formalidades contidas na Resolução 03/2010-CSMP. da Lei Complementar nº 93.PROMOTORA DE JUSTIÇA EXTRATO DA PORTARIA Nº 017/2012 PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO MP/RO 2012001010018084 Data da instauração: 26 de julho de 2012 Promotoria: 2ª Promotoria de Justiça de Pimenta Bueno/RO Promotor: Dra.2012 PUBLIQUE-SE. de 29 de janeiro de 2010. como Estagiária Administrativa. de 05.2012 2012001120007697 3378-9 Narriman Ceres Lucena Ramos 16.2012 2012001120007680 3401-8 Thaís Eler Antunes 16 a 25. visando reduzir/eliminar os casos de dengue.07. e.419/06. conferidas pela Portaria nº 0129. REGISTRE-SE. de 29 de janeiro de 2010. com efeitos a partir de 16. MARCÍLIA FERREIRA DA CUNHA E CASTRO . o contido no Processo nº 2012001120007219. itens 2.PROMOTORA DE JUSTIÇA EXTRATO DA PORTARIA Nº 007/2012 INQUÉRITO CIVIL MP/RO 2012001010018026 Data da instauração: 25 de julho de 2012 Promotoria: 2ª Promotoria de Justiça de Pimenta Bueno/RO Promotor: Dra. CUMPRA-SE. e no uso de suas atribuições. da Casa do Adolescente de Pimenta Bueno. inciso I. MARCÍLIA FERREIRA DA CUNHA E CASTRO . para preenchimento de vaga existente na cidade de Porto Velho. de 03. bem como promover o necessário junto a tal ente público para impedir a proliferação da doença. R E S O L V E: CONCEDER recesso aos estagiários abaixo relacionados.segunda-feira. Assunto:Investigar quais medidas têm sido adotadas pelo Município de Primavera de Rondônia. 26 de julho de 2012. de 03. considerando o contido nos Processos.11. endereço: https://www2.07. e.DJE.08.2010.07.Secretário-Geral PORTARIA Nº 0953 16 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.ro. de 11. Pimenta Bueno/RO. NOME PERÍODO DE FRUIÇÃO 2012001120007321 3388-9 Elayne Santana da Silva 09 a 18.PROMOTORA DE JUSTIÇA PORTARIA Nº 0951 16 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. publicada no DJ/RO nº 028. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça . Marcília Ferreira da Cunha e Castro Interessado: Promotoria de Justiça da Comarca de Pimenta Bueno.07 a 04.1993.02. Marcília Ferreira da Cunha e Castro Interessado: 2ª Promotoria de Justiça de Pimenta Bueno/RO Assunto: Acompanhamento do funcionamento.2012.11.RO 159 EXTRATO DA PORTARIA Nº 008/2012 INQUÉRITO CIVIL MP/RO 2012001010018005 Data da instauração: 25 de julho de 2012 Promotoria: 2ª Promotoria de Justiça de Pimenta Bueno/RO Promotor: Dra. bem como promover o necessário junto a tal ente público para impedir a proliferação da doença.br/autenticacao/validaDiario. de 11. REGISTRE-SE. 40 e 43.gov. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . MARCÍLIA FERREIRA DA CUNHA E CASTRO . e no uso de suas atribuições.2012 2012001120007691 3387-5 Maísa Matias da Silva 16 a 25. Marcília Ferreira da Cunha e Castro Interessado: Promotoria de Justiça da Comarca de Pimenta Bueno. ainda.1993.02. inciso I.02.Secretário-Geral Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.

02.07.2012 e 06.10.2013 22 a 31.html sob o número 138 Ano 2012 . conferidas pela Portaria nº 0129.06. Garcias da Silva – 4005-3 2012001120007650 Daiane Gomes da Silva Tenório – 5255-6 2012001120007303 Danielle Soares Damacena – 5255-0 2012001120007303 Elvis Santos de Araújo – 5258-9 2012001120007303 Franciwalder dos Santos Mendes – 5254-6 2012001120007303 Itaian de Melo Garrett da Silva – 5255-4 2012001120007303 Izaias Queiroz Cavalcante – 4401-3 2012001120007243 Jeffrey Correa Fernandes – 5255-2 2012001120007303 Joeli Batista Teixeira – 4090-8 2012001120007864 Kleberson de Souza Leão – 5254-4 2012001120007303 Lênilson de Sousa Castro – 5257-6 2012001120007303 Marcos Roberto da Silva Brito – 4441-4 2012001120006176 Marcos Antônio Santana Andrade – 5256-2 2012001120007303 Maria Salete Teixeira da Costa Silveira – 4423-2 2012001120007637 PERÍODO AQUISITIVO 21.12.01. da Lei Complementar nº 93.2011 (exercício 2011 (exercício 2011 (exercício 2011 PERÍODO FRUIÇÃO 01 a 30.2012. de 11. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.2013 (exercício 2011 SESDEC) 03.2012 01 a 30.11. e no uso de suas atribuições. da Lei Complementar nº 93.06. inciso I.2010 a 02.419/06.2011 a 17.segunda-feira.01 a 09.12. e no uso de suas atribuições.09.04.02 a 01.2013 07 a 16.12.2012 01 a 30.07.br/autenticacao/validaDiario.03.08.2013 01 a 30. e.2012 01 a 30. referente ao período aquisitivo de 05.03.10.2012 01. ocupante do cargo efetivo de Técnico Administrativo e do cargo de comissionado de Assessor Técnico.01.02.2012 a 28.2012 07 a 26.05 a 04.01.01.2011 a 04.2010 a 07. endereço: https://www2.DJE.02.09.2013 (exercício 2011 SESDEC) 17.2013 11 a 20.12.2012 01 a 30.2012 03.2012 a 05. e.2012 25.12.2012 21.10. R E S O L V E: CONCEDER licença-prêmio à servidora SIMONE NETTO TOLEDO.2012 a 25.02.2013 (exercício 2011 SESDEC) 07.2011 a 12.09.02.2011 a 20. de 03 de novembro de 1993.2013 (exercício 2011 SESDEC) 26.10.2012 SESDEC) 27.07 a 07.06.tj.2011 a 06.2011 a 20.11.2012 21.2012 (exercício 2011 SESDEC) 08.11.02.09 a 02. itens 2. 40 e 43. 138/2012 .2012 (exercício 2011 SESDEC) 15.2013 01.RO 160 PORTARIA Nº 0954 16 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. publicada no DJ/RO nº 028. R E S O L V E: CONCEDER férias regulamentares aos servidores relacionados. ainda. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0955 17 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.07.2011 21. nos termos dos artigos 110 e 113 da Lei Complementar nº 68/92.2012 (exercício 2011 SESDEC) 06.2012 a 24. CUMPRA-SE. publicada no DJ/RO nº 028.2012 a 31.01.02.02 a 01.02.01 a 05. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .10.06. N.10.2013 SESDEC) 13. de 05 de fevereiro de 2010. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. o contido no Processo nº 2012001120005559.06.02. 40 e 43.2012 a 27.12. o contido nos respectivos Processos.10.11. itens 2.2011 a 14.06.2012 SESDEC) 28.2011 a 20.2012 a 04. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. REGISTRE-SE.2013 01 a 30.2012 (exercício 2011 SESDEC) 18. de 05 de fevereiro de 2010.07.2012 06. nos termos do artigo 123 da Lei Complementar nº 68/92.2012 02 a 21.01.gov. de 03 de novembro de 1993.07.2012 17.2012 (exercício 2011 SESDEC) 29.2013 SESDEC) 05.01.10. conferidas pela Portaria nº 0129. de 11.2012 (exercício 2011 01 a 30.ro.2012 ABONO PECUNIÁRIO 27.03.01.2011 a 16. ainda. inciso I.02.2012 01 a 30.2012 01.2011 a 26. para fruição nos períodos de 09.03. PUBLIQUE-SE.2013.12.2010.2007 a 03.09 a 06. conforme discriminação abaixo: SERVIDOR – CADASTRO PROCESSO Adão Ferreira da Silva – 5254-3 2012001120007303 Amoan Itaí Garrett da Silva – 5253-7 2012001120007303 Adailson Bezerra Hermando – 5256-3 2012001120007303 Alexandre José de Góes – 5256-1 2012001120007303 Ana Balbina S.2010.12.2012 Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. cadastro nº 4234-0.10.03.06.11.2012 01 a 30.01.01.02.

da Lei Complementar nº 93.segunda-feira.10.1993.2012 01 a 30.10. em razão do afastamento do servidor PAULO CEZAR AUGUSTO DA SILVA.06.11.tj.2011 21.211 a 20.03.2012 01 a 30.09 a 09. no período de 19 a 26.2012 (exercício 2011 SESDEC) 05. CUMPRA-SE. 40 e 43.10. 40 e 43.10.2012.gov. ainda.1993.10.2012 .06.DJE.06. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0962 18 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2012 13.01.11. ocupante do cargo efetivo de Motorista. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.02. publicada no DJ/RO nº 028.10 a 27. de 03.06. cadastro nº 4130-0.2012 01 a 30. e.09. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .2012 01 a 30.2012 03a 12. letra “b”. CUMPRA-SE.11.02.2012 (exercício 2011 SESDEC) 30.2012. R E S O L V E: CONVALIDAR a substituição do servidor RAYMUNDO FRANCISCO OLIVEIRA ASSIS. considerando o contido no Processo nº 2012001120006566. da Lei Complementar nº 93.02 a 01. Assessor Técnico.2012 01. PUBLIQUE-SE.11. ainda.01.2012 10. da Lei Complementar nº 68/92.2012 01.09.2013 10 a 29. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0956 17 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2010.2012 (exercício 2011 SESDEC) 07.2012 15.08.2011 a 04.12.10 a 03. REGISTRE-SE.06.11. nos termos do art.01.2012 (exercício 2011 SESDEC) 09.09 a 02.br/autenticacao/validaDiario. ocupante do cargo efetivo de Analista em Engenharia Civil.07. cadastro nº 4312-5.11.03. itens 2. conferidas pela Portaria nº 0129. e no uso de suas atribuições. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. CUMPRA-SE.2012 - 161 PUBLIQUE-SE.2011 a 29.2013 (exercício 2011 SESDEC) 14. conferidas pela Portaria nº 0129.2012 a 19. em razão do falecimento do seu genitor.2011 a 06.html sob o número 138 Ano 2012 Muridnei Augusto Nunes Lima – 5254-8 2012001120007303 Maria de Lourdes Sarmento dos Santos – 5254-5 2012001120007303 Nerilvado Souza da Silva – 5254-9 2012001120007303 Paulo Henrique Correira de Oliveira – 5256-0 2012001120007303 Paulo Henrique Vendrametto – 4405-6 2012001120007832 Rafael Mendes Feitosa – 4441-6 2012001120004745 Renê Marques dos Santos – 5255-8 2012001120007303 Rubresson Inocêncio de Souza – 5255-9 2012001120007303 Sandra Regina da Silva L.2011 a 20.06. Fernandes – 4134-3 2012001120007290 Tiago Nogueira Leite – 5255-3 2012001120007303 Vanessa Pereira Alves de Oliveira – 5255-1 2012001120007303 Werley Hudson da Silva – 4441-1 2012001120006871 Weverson Munir Almeida de Souza – 4410-7 2012001120006842 21.12. com ônus para a Instituição. PUBLIQUE-SE.02 a 01.2012 29.2012 01 a 30.02. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.2012 07. ocorrida no período de 01 a 20.01 a 05.2013 (exercício 2011 SESDEC) 20. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. R E S O L V E: CONVALIDAR ausência ao serviço do servidor JOSÉ ANDRÉ DE ANDRADE SILVA. cadastro nº 4412-1.2012 a 19.2010 a 19.01.02.2011 a 08.2013 (exercício 2011 SESDEC) 09.2012 20.04. 138/2012 .2012 04 a 13. itens 2.08. de 11. 135.2012 a 08.2012 (exercício 2011 SESDEC) 20. REGISTRE-SE. de 03.2011 a 13.2010. o contido no Processo nº 2012001120007045.06.03.2011 a 09. endereço: https://www2.07. publicada no DJ/RO nº 028. REGISTRE-SE. inciso I.06.RO 01 a 30.01. e no uso de suas atribuições.2010.11. inciso III. de 11.03. de 05.2011 a 20.01. N.2010.10.10. de 05.07.2012 21. inciso I.419/06.ro. e.10.02.2012 30.12.12.

de 05 de fevereiro de 2010. conferidas pela Portaria nº 0129.2012 2012001120005733 PUBLIQUE-SE. ainda. e.04. e no uso de suas atribuições. no período de 09. conferidas pela Portaria nº 0129. de 03 de novembro de 1993. 40 e 43. 40 e 43.08.08. de 03 de novembro de 1993.ro. inciso I. inciso I. 138/2012 .07.2010.2012 2012001120006106 Sebastião Pereira da Silva – 4175-0 02.2010.07 a 07. itens 2.08.2012 2012001120005979 João Feitosa Bernardo – 4323-0 15.2010. de 11. e. conforme o disposto no art. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. PUBLIQUE-SE.2010. e no uso de suas atribuições. itens 2. da Lei Complementar nº 93. nos dias 23 e 24.2012. de 05 de fevereiro de 2010. conferidas pela Portaria nº 0129. itens 2. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. cadastro nº 4395-8. e no uso de suas atribuições. de 11.html sob o número 138 Ano 2012 .2012.02. ainda. de 11. da Lei Complementar nº 93. da Lei Complementar nº 93.07. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0976 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. inciso I. ocupante do cargo efetivo de Auxiliar de Manutenção. R E S O L V E: DESIGNAR o servidor DERLI MIGUEL ALVES CAVALHEIRO.1997 09. publicada no DJ/RO nº 028. ocupante do cargo efetivo de Técnico Administrativo e do cargo de confiança de Assessor Operacional.04. conferidas pela Portaria nº 0129. REGISTRE-SE. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.DJE.2011 01 a 30. inciso I. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.2011 01 a 30.02. R E S O L V E: CONCEDER férias regulamentares aos servidores relacionados.02. da Lei Complementar nº 93. R E S O L V E: CONCEDER licença-prêmio aos servidores relacionados. publicada no DJ/RO nº 028.02.2006 02 a 31.br/autenticacao/validaDiario. cadastro nº 4234-0. de 30. da Lei 9.07. 40 e 43.08.gov.2001 a 14. ainda. 98. endereço: https://www2. N.2006 a 05.2012 2012001120006994 Maria da Glória de Jesus – 4082-7 04. nos termos dos artigos 110 e 113 da Lei Complementar nº 68/92.419/06.1992 a 03. CUMPRA-SE. REGISTRE-SE.10. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0974 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. CUMPRA-SE. o contido no Processo nº 2012001120007389. de 05 de fevereiro de 2010. itens 2. o contido nos respectivos Processos.09. e. ainda o contido no Processo nº 2012001120007190.02.1997. em razão de serviços prestados à Justiça Eleitoral no dia 28. com ônus para a Instituição. R E S O L V E: CONCEDER dispensa remunerada ao servidor MAURILIO JOSÉ DE CARVALHO. de 03 de novembro de 1993. CUMPRA-SE. conforme discriminação abaixo: SERVIDOR – CADASTRO PERÍODO PERÍODO AQUISITIVO PROCESSO FRUIÇÃO Jardel Ângelo Dias da Silva – 4418-3 06.02. o contido nos respectivos Processos.09.06. REGISTRE-SE.segunda-feira. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . de 05 de março de 2010.RO 162 PORTARIA Nº 0973 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. cadastro nº 4444-6.2006 a 31.07. publicada no DJ/RO nº 028. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. e. PUBLIQUE-SE. conforme discriminação abaixo: Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.07 a 07. e no uso de suas atribuições. de 11. para substituir a servidora SIMONE NETTO TOLEDO. 40 e 43. publicada no DJ/RO nº 028. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0975 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.tj. nos termos do artigo 123 da Lei Complementar nº 68/92. Assessor Técnico.504. de 03 de novembro de 1993.2010.

12. 40 e 43.01.2011 a 05. itens 2.2012 163 SERVIDOR – CADASTRO PROCESSO Benedito Falcão Barbosa – 4110-6 2012001120007273 Carlos Amaral Lima – 4414-3 2012001120006605 Ermilson Francisco P. de 11.1993. cadastro nº 4082-7.2011 a 29.11. CUMPRA-SE.04.04. do Corpo de Estagiários do Ministério Público.gov. por ter atendido às exigências e formalidades contidas na Resolução 03/2010-CSMP. inciso I. de 03. de 03.2013 27. do artigo 29. e. de 03. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .tj.10.06.02 a 03. para preenchimento de vaga existente na cidade de Porto Velho. com efeitos a partir de 27.01.1993.02.2012 a 12.segunda-feira.02.2012.2012 13.2012. com ônus para a Instituição.2012 22. publicada no DJ/RO nº 028.2013 02 a 11.br/autenticacao/validaDiario.11. REGISTRE-SE.05. da Lei Complementar nº 93. conferidas pela Portaria nº 0129. cadastro nº 4404-3. R E S O L V E: DESIGNAR o servidor ALÃ RODRIGO OLIVA PEREIRA LOBO. conferidas pela Portaria nº 0129. 40 e 43.2010.2012 21. de 11.04.2012 11 a 30. itens 2. CUMPRA-SE.02.2013 27.2010.2012 05.2012 PERÍODO FRUIÇÃO 12. CUMPRA-SE. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.04.html sob o número 138 Ano 2012 . inciso I.02. e no uso de suas atribuições.04. ainda.01.01 a 05. CUMPRA-SE. Secretária de Gabinete.10 a 13. considerando o contido no Processo nº 2012001120006106. N. de 11.Secretário-Geral PORTARIA Nº 0978 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. ainda contido no Processo nº 2012001120006465. REGISTRE-SE. 40 e 43.2012 a 01.2011 30. com fulcro no inciso II. ainda. itens 2. ocupante do cargo efetivo de Zelador.2012 03 a 22. PUBLIQUE-SE.02.2012 12 a 31.07. e. da Lei Complementar nº 93.2013 12 a 31.2011 a 21. e.DJE.2010 a 20. e no uso de suas atribuições.Secretário-Geral PORTARIA Nº 0979 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2013 28.419/06.04.2013 02 a 11.2013 30. para substituir a servidora MARIA DA GLORIA DE JESUS. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.01.1993. publicada no DJ/RO nº 028.2011 a 26.2012 27. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça . como Estagiária Administrativa.2010.02. da Lei Complementar nº 93.2012.2013 15. de 29 de janeiro de 2010.01. REGISTRE-SE. R E S O L V E: DESLIGAR o Estagiário Administrativo DIEGO MUZUCO BAYLÃO. PUBLIQUE-SE. de 29 de janeiro de 2010. no período de 09. PUBLIQUE-SE.2010.2012 PUBLIQUE-SE.08. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. de 05.09.07.10. endereço: https://www2. publicada no DJ/RO nº 028. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.07.12. 138/2012 .01. cadastro 3410-8. a partir de 1º. de 05. inciso I.12.12.02.04. o contido no Processo nº 2012001120006465.RO PERÍODO AQUISITIVO 25.07 a 07.11.2011 a 04.10. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça .2013 07 a 26.11.2011 a 27.02.03.11.2010.2010.ro.01 a 05.01. R E S O L V E: ADMITIR a estudante INGRID BLANC DE SOUSA SILVA.04. REGISTRE-SE. da Resolução nº 03/10-CSMP.07. de 05. de Pontes – 4053-3 2012001120006956 João Batista da Silva – 4332-0 2012001120007646 José Carlos dos Santos – 4168-8 2012001120007224 Maria Lenize Almeida da Silva – 4118-1 2012001120007805 Nahilton Albuquerque Marques – 4209-9 2012001120007245 Rubens da Silva Guedes – 4121-1 2012001120005395 Osvaldino Rodrigues Alves – 4185-8 2012001120007799 23.07.2012 01 a 10.2011 a 24.02.09 a 09.11.2012 ABONO PECUNIÁRIO 02 a 11. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.05.2012 06.2013 07 a 26.2012 10 a 29. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0977 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. conferidas pela da Portaria nº 0129. e no uso de suas atribuições.

em razão do falecimento de sua genitora. cadastro nº 4400-2. inciso I. ocupante do cargo efetivo de Zelador. 40 e 43. e no uso de suas atribuições. conferidas pela Portaria nº 0129. publicada no Diário de Justiça nº 056. 40 e 43. PUBLIQUE-SE.2010.08. de 03. no período de 07 a 26. conferidas pela Portaria nº 0129. o contido no Processo nº 2012001120006886.07. publicada no DJ/RO nº 028.segunda-feira. da Lei Complementar nº 68/92.02. PUBLIQUE-SE. endereço: https://www2.2011. considerando o contido no Processo nº 2012001120006605.03. CUMPRA-SE. itens 2. de 03.2010. da Lei Complementar nº 93. R E S O L V E: DESIGNAR a servidora ADRIANA DA SILVA SAMPAIO. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.01. 135. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.11.1993. ocupante do cargo efetivo de Analista de Redes e Comunicação de Dados.DJE. canceladas pela Portaria nº 0340. para gozo no período de 23. de 11.11. de 11. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. R E S O L V E: CONVALIDAR ausência ao serviço da servidora DARLEIDE GLÓRIA ARAÚJO SILVA DE CARVALHO. com ônus para a Instituição.br/autenticacao/validaDiario. N. REGISTRE-SE. e no uso de suas atribuições. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0981 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2012. 138/2012 .02.02. inciso I. Assessor Operacional.1993. itens 2.ro. o contido no Processo nº 2012001120007824.2010.03.2012.gov. de 26.02. no período de 04 a 11. conferida pela Portaria nº 0129. ocupante do cargo efetivo de Oficial de Diligências e do cargo comissionado de Assessor Técnico. e no uso de suas atribuições. PUBLIQUE-SE. e.2010. REGISTRE-SE. CUMPRA-SE. inciso I. ainda. de 03 de novembro de 1993. cadastro nº 4428-8. de 20. publicada no DJ/RO nº 028. de 11. ocupante do cargo efetivo de Analista de Redes e Comunicação de Dados.2010 a 23. R E S O L V E: CANCELAR a dispensa remunerada dos dias 05 a 09 e 12. publicada no DJ/RO nº 028.RO 164 PORTARIA Nº 0980 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. de 03.07 a 11. cadastro 4414-5. PUBLIQUE-SE.02. e.tj. de 05. e no uso de suas atribuições. conferidas pela Portaria nº 0129. inciso III.2012.2013. publicada no Diário da Justiça nº 032. ainda. da Lei Complementar nº 93. da Lei Complementar nº 93. publicada no DJ/RO nº 028. ainda. ainda.2010.11. REGISTRE-SE. letra “b”. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 40 e 43.419/06. 40 e 43. de 12.2012. R E S O L V E: CONCEDER férias remanescentes ao servidor JOÃO RICARDO DA SILVA. mediante Portaria nº 0115.02. correspondentes ao período aquisitivo de 24. nos termos do art. cadastro nº 4414-3.2012.2010.03.2010. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0982 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. cadastro nº 4414-5. e. da Lei Complementar nº 93. itens 2. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. CUMPRA-SE. de 05.02.2012. CUMPRA-SE.2012 concedida ao servidor JOÃO RICARDO DA SILVA. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0983 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. de 02.02. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. para substituir o servidor CARLOS AMARAL LIMA. o contido no Processo nº 2012001120006886. REGISTRE-SE. de 05 de fevereiro de 2010. itens 2. de 11.02. de 05.1993.11. e.11.html sob o número 138 Ano 2012 . inciso I.

de 05. de 11.11. de 14.02.2007. endereço: https://www2. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0988 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. REGISTRE-SE.08. da Lei Complementar nº 93.2.01 e 11. ocupante do cargo efetivo de Analista de Redes e Comunicação de Dados.02.504. no treinamento e 03 e 31. cadastro nº 4431-7. ocupante do cargo efetivo de Zelador. CUMPRA-SE.09. 40 e 43. 138/2012 . no dia 13 a 17 e 20.2012. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. inciso I.11. REGISTRE-SE. de 03.02.5.RO 165 PORTARIA Nº 0984 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. e no uso de suas atribuições. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. 40 e 43. PUBLIQUE-SE.2012.2004.2012. cadastro nº 3388-7. o contido no Processo nº 2012001120006504. publicada no DJ/RO nº 028. de 05 de fevereiro de 2010.segunda-feira.1.2010. considerando o contido no Processo nº 2012001120007677.11. conforme artigo 1° da Lei n° 865.02. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.2002 a 04. Seção 01.02.1993. no período de 03 a 10. CUMPRA-SE.1999. interrompida pela Portaria nº 0301. 25.10. REGISTRE-SE. R E S O L V E: CONCEDER licença-prêmio remanescente à servidora IACY FÁTIMA PAULINO CAVALCANTE. CUMPRA-SE. correspondentes ao período aquisitivo de 05. e no uso de suas atribuições. ainda. PUBLIQUE-SE.08. ainda. de 11.ro. e. em razão de serviços prestados à Justiça Eleitoral.gov.06. REGISTRE-SE. e. inciso I. de 05 de março de 2010. e. c/c o subitem B.07.03. conforme o disposto no art. ainda o contido no Processo nº 2012001120006886.04.04. 40 e 43. e no uso de suas atribuições. para gozo no período de 10 a 20.2012.1993. de 29 de janeiro de 2010. de 03.2012. itens 2. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . itens 2. publicada no DJ/RO nº 028.07. e no uso de suas atribuições. conferidas pela Portaria nº 0129. PUBLIQUE-SE.2010.04. no período de 16 a 25. conforme artigo 26. de 03 de novembro de 1993. folha 68. inciso I.419/06. R E S O L V E: CONCEDER 08 (oito) dias de dispensa remunerada ao servidor JORGE SILVA LIMA.2012. de 21. conferidas pela Portaria nº 0129.02.2010.2010.03. de 12. de 30. publicada no DOU nº 120. de 24.DJE. 98. publicada no DJ/RO nº 028. conferidas pela Portaria nº 0129. 40 e 43. de 09.2012. de 11. da Lei 9.2010. da Lei Complementar nº 93.09. N.br/autenticacao/validaDiario.12.html sob o número 138 Ano 2012 . da Lei Complementar nº 93. da Lei Complementar nº 93. R E S O L V E: CONCEDER dispensa remunerada ao servidor JOÃO RICARDO DA SILVA. CUMPRA-SE.1997.06. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. do Anexo I. itens 2. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0987 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. cadastro nº 4199-8. ainda. R E S O L V E: CONVALIDAR recesso à estagiária administrativa IARA LETICIA SILVA DOS SANTOS. de 05. e. cadastro nº 4414-5. itens 2. ocupante do cargo efetivo de Técnico Administrativo e do cargo comissionado de Chefe da Seção de Almoxarifado e Controle Patrimonial. publicada no DJ/RO nº 028. em razão de doações de sangue nos dias 22.2010. de 03 de novembro de 1993. conferidas pela Portaria nº 0129. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0985 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.tj. PUBLIQUE-SE.2011. da Resolução-RDC nº 153. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.2010. 27. inciso I. publicada no Diário da Justiça nº 053. de 11. considerando o contido no Processo nº 2012001120007619. da Resolução nº 03/10-CSMP.2004.

do artigo 29.02. itens 2.11. 40 e 43. a pedido. publicada no DJ/RO nº 028. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0992 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2012. itens 2. de 03 de novembro de 1993. por ter atendido às exigências e formalidades contidas na Resolução 03/2010-CSMP. CUMPRA-SE. ainda contido no Processo nº 2012001120007051. endereço: https://www2.1993. e.2010. publicada no DJ/RO nº 028. de 05 de fevereiro de 2010. CUMPRA-SE. publicada no DJ/RO nº 028. da Resolução nº 03/10-CSMP.419/06. e. itens 2. de 03 de novembro de 1993.2010. nos termos do artigo 123 da Lei Complementar nº 68/92.2010. e no uso de suas atribuições. conferidas pela Portaria nº 0129. conferidas pela Portaria nº 0129. a partir de 29. concedida pela Portaria nº 0455. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. de 03. N. de 19.ro. inciso I.09. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. R E S O L V E: ADMITIR o estudante GABRIEL MENEZES DOS SANTOS LEITE. inciso I.02. CUMPRA-SE. conferidas pela Portaria nº 0129. ainda. inciso I.2010.08 a 04. conforme discriminação abaixo: Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. de 29 de janeiro de 2010. R E S O L V E: CANCELAR. de 11. inciso I. e. REGISTRE-SE.02.2012. REGISTRE-SE.2010.br/autenticacao/validaDiario. 138/2012 .2012. e no uso de suas atribuições. PUBLIQUE-SE. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0990 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. como Estagiário Administrativo. PUBLIQUE-SE. o contido no Processo nº 2012001120007051. o contido nos respectivos Processos.06. de 05 de fevereiro de 2010. cadastro 3393-0. de 11. R E S O L V E: DESLIGAR o Estagiário Administrativo BRUNO VALDOILSON GAMA RIBEIRO MACHADO. 40 e 43. de 05 de fevereiro de 2010. R E S O L V E: CONCEDER férias regulamentares aos servidores relacionados.07. REGISTRE-SE. itens 2.04.02. o contido no Processo nº 2012001120007035. R E S O L V E: CONCEDER licença-prêmio à servidora MARIA NAZARÉ EVARISTO DOS SANTOS. inciso I.gov. itens 2. REGISTRE-SE. com efeitos a partir de 05. a licença-prêmio do servidor ALCELY ALVES DE SOUZA.DJE. cadastro nº 4325-7. do Corpo de Estagiários do Ministério Público.2006 a 04. conferidas pela da Portaria nº 0129. ainda. e no uso de suas atribuições. 40 e 43. de 05. 40 e 43.1993. e no uso de suas atribuições. ocupante do cargo efetivo de Zelador. e no uso de suas atribuições. com fulcro no inciso II. de 11.02.2010.11. 40 e 43.2011 para fruição no período de 06.tj. PUBLIQUE-SE.RO 166 PORTARIA Nº 0989 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. nos termos dos artigos 110 e 113 da Lei Complementar nº 68/92. da Lei Complementar nº 93. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . de 03 de novembro de 1993. publicada no Diário da Justiça nº 072. cadastro nº 4203-0. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0994 20 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. da Lei Complementar nº 93. publicada no DJ/RO nº 028.html sob o número 138 Ano 2012 . o contido no Processo nº 2012001120005750. publicada no DJ/RO nº 028. ocupante do cargo efetivo de Vigilante. referente ao período aquisitivo de 05.segunda-feira. conferidas pela Portaria nº 0129. de 29 de janeiro de 2010. da Lei Complementar nº 93. PUBLIQUE-SE. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.2010. de 03.06. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. e.2012.02.04. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0991 19 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. ainda. para preenchimento de vaga existente na cidade de Porto Velho. ainda. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.06.02. de 11. CUMPRA-SE. da Lei Complementar nº 93. de 11.2012. e. de 10. de 05. da Lei Complementar nº 93.

11 a 04.10. referente ao período aquisitivo de 17.ro.02.11.2012. 40 e 43. e no uso de suas atribuições. no interesse da Instituição.1993. da Lei Complementar nº 93.2012 04. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0997 20 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. que alterou as férias da servidora GEANE CELIA MELO MAGALHÃES. a Portaria nº 0043.2012 02 a 31. cadastro nº 4431-5.08 a 1º.02.2012. conferidas pela Portaria nº 0129.02. considerando o contido no Processo nº 2012001120008311. inciso I. ainda. de 05. para constar que o período de fruição é de 12.br/autenticacao/validaDiario.2012. publicada no Diário da Justiça nº 101. publicada no DJ/RO nº 028. PUBLIQUE-SE. a partir de 15.02. da Lei Complementar nº 93.DJE.html sob o número 138 Ano 2012 .2011 11. e.01. de 11. R E S O L V E: INTERROMPER.02. cadastro nº 3390-3.2010. da Resolução nº 03/10-CSMP. ainda.04. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0996 20 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2012.08. ocupante do cargo efetivo de Técnico Administrativo e do cargo de comissionado de Assessor Técnico. PUBLIQUE-SE.2010 a 29.07. itens 2. inciso I. de 25.2010.07 a 1º. R E S O L V E: CONCEDER recesso à estagiária administrativa BÁRBARA CAMILLE BARROZO DO CARMO.11 a 1º. de 04.12.2009 a 03. inciso I.2011 a 10. 40 e 43. considerando o contido no Processo nº 2012001120006985.1993.09. de 17. CUMPRA-SE. itens 2. 40 e 43.2009. N. inciso I. publicada no DJ/RO nº 028.2010. e no uso de suas atribuições. REGISTRE-SE. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . endereço: https://www2. CUMPRA-SE. itens 2. o contido no Processo nº 2012001120006437. cadastro nº4392-9.segunda-feira. no período de 23.12. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.gov. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.06. de 12. de 03. conferidas pela Portaria nº 0129.tj. R E S O L V E: ALTERAR. REGISTRE-SE.02. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. e.06. publicada no DJ/RO nº 028. concedida pela Portaria nº 0683.2010 PERÍODO FRUIÇÃO 05.2012. o contido no Processo nº 2012001120006433.09. publicada no DJ/RO nº 028. da Lei Complementar nº 93. conferidas pela Portaria nº 0129. 138/2012 .2004 a 16. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. conforme artigo 26. de 03. itens 2. ainda. REGISTRE-SE.02.2012. PUBLIQUE-SE.2010.12. e no uso de suas atribuições.11. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.2012.07.2010. CUMPRA-SE.2012 - 167 SERVIDOR – CADASTRO PROCESSO Ana Alice Sarraf Borges – 4435-5 2012001120007564 Cristiano de Sousa Gutierrez – 4423-1 2012001120006071 Nilva da Silva Lopes – 4320-6 2012001120007870 PUBLIQUE-SE. de 11. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. conforme artigo 110 da Lei Complementar nº 68/92.RO PERÍODO AQUISITIVO 30. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0995 20 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.08. de 05. e no uso de suas atribuições. o gozo da licença-prêmio da servidora EDNA FERNANDES FERREIRA DA SILVA.05. de 05 de fevereiro de 2010. e. de 03 de novembro de 1993.10.2010.2012 13. de 11. de 03 de novembro de 1993. ocupante do cargo efetivo de Auxiliar de Enfermagem e da função de confiança de Assessor Operacional. de 29 de janeiro de 2010. ainda. publicada no Diário da Justiça nº 011. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0998 20 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2012 ABONO PECUNIÁRIO 02 a 11. 40 e 43. REGISTRE-SE. CUMPRA-SE. e. de 11. parcialmente. da Lei Complementar nº 93. conferidas pela Portaria nº 0129.419/06.01. de 05 de fevereiro de 2010.12.

40 e 43. publicada no DJ/RO nº 028.02. inciso I. ainda. da Lei Complementar nº 93. e no uso de suas atribuições. para constar que o período de fruição é de 16. PUBLIQUE-SE. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. no período de 02 a 20. itens 2.07. para substituir a servidora NILVA DA SILVA LOPES. publicada no Diário da Justiça nº 118.2012.12. cadastro nº 4320-6. parcialmente. no período de 02. inciso I.2012.RO 168 R E S O L V E: DESIGNAR o servidor GILBERTO PEREIRA COSTA.06 a 01. no período de 02 a 20. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.Secretário-Geral Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. R E S O L V E: ALTERAR. REGISTRE-SE. ocupante do cargo efetivo de Auxiliar de Copa e Cozinha e da função de confiança de Assessor Operacional. CUMPRA-SE. publicada no DJ/RO nº 028. REGISTRE-SE. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1000 20 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2010. Chefe de Cartório da Promotoria de Justiça de São Francisco do Guaporé.2010. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça . itens 2. REGISTRE-SE.gov. para substituir a servidora REGIANE KEFLER DA SILVA. e no uso de suas atribuições.11.11. cadastro nº 4415-5. CUMPRA-SE.2010. PUBLIQUE-SE. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0999 20 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.07 a 14. de 05 de fevereiro de 2010.1993. ainda. sem ônus para a Instituição. ocupante do cargo efetivo de Auxiliar Administrativo e do cargo comissionado de Chefe da Seção de Contabilidade e Prestação de Contas. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1003 23 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. itens 2. de 05. de 26.09. e no uso de suas atribuições. considerando o contido no Processo nº 2012001120007227.02. de 03.02. 138/2012 . inciso I. REGISTRE-SE.html sob o número 138 Ano 2012 . Chefe de Cartório da Promotoria de Justiça de São Francisco do Guaporé. da Lei Complementar nº 93. e. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . de 03 de novembro de 1993.02.1993. Assessor Jurídico. itens 2. considerando o contido no Processo nº 2012001120006985.07. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.06. de 11. conferidas pela Portaria nº 0129.2012. publicada no DJ/RO nº 028. para substituir a servidora REGIANE KEFLER DA SILVA. 40 e 43.2010. de 03. ocupante do cargo efetivo de Auxiliar de Copa e Cozinha e da função de confiança de Assessor Operacional.11.02. de 03. e.02. R E S O L V E: DESIGNAR a servidora STÉFANI MENDES CASARA. inciso I. de 11. que concedeu férias à servidora CAMILLA ENZOER ANDRADE SILVA ROCHA. ainda. no período de 05. 40 e 43.2012. cadastro nº 4348-2. PUBLIQUE-SE.DJE.segunda-feira.1993. considerando o contido no Processo nº 2012001120007870. cadastro nº 4348-2. com ônus para a Instituição. e. de 05. CUMPRA-SE. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. para substituir a servidora HARUNA KADOWAKI ALENCAR. da Lei Complementar nº 93. a Portaria nº 0835. R E S O L V E: DESIGNAR o servidor GILBERTO PEREIRA COSTA. cadastro nº 4411-7. da Lei Complementar nº 93. com ônus para a Instituição. o contido no Processo nº 2012001120006874. cadastro nº 4319-2. de 02. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 0998 20 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2012. CUMPRA-SE.2012. 40 e 43. cadastro nº 5227-9. REGISTRE-SE.08.08 a 07.br/autenticacao/validaDiario.419/06. publicada no DJ/RO nº 028. ainda.2010. PUBLIQUE-SE. PUBLIQUE-SE.tj. com ônus para a Instituição. CUMPRA-SE. ocupante do cargo efetivo de Auxiliar Administrativo e do cargo comissionado de Assessor Jurídico. conferidas pela Portaria nº 0129. cadastro nº 5253-0. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. e. N. R E S O L V E: DESIGNAR o servidor ALCINEY GOMES FROTA. Chefe do Departamento Contábil. endereço: https://www2. conferidas pela Portaria nº 0129.2010. cadastro nº 4411-7.ro. de 11. e no uso de suas atribuições. Agente de Polícia cedida a esta Instituição.07.2012. de 05. de 11.02. conferidas pela Portaria nº 0129.2010.

30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . conforme artigos 110 e 113 da Lei Complementar nº 68/92. parcialmente. CUMPRA-SE. publicada no DJ/RO nº 028.1993. ainda.gov. por ter atendido às exigências e formalidades contidas na Resolução 03/2010-CSMP.2010. 138/2012 . de 05. de 11. o contido no Processo nº 2012001120007377. PUBLIQUE-SE. CUMPRA-SE. de 11. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1006 23 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2012. no período de 23 a 26.2010.07.2010. de 03.2012. de 11. conferidas pela Portaria nº 0129.11.2010. itens 2. conferidas pela Portaria nº 0129. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1007 23 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.RO 169 PORTARIA Nº 1004 23 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. da Lei Complementar nº 93.07 a 11.08. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. a partir de 24. REGISTRE-SE. inciso I.02. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.02. de 03 de novembro de 1993. 40 e 43.2012.11. de 26.03.br/autenticacao/validaDiario. que concedeu férias à servidora JHENIFFER SHIGIHARA HELMER ALBUQUERQUE. de 05 de fevereiro de 2010. cadastro nº 4439-1.tj. a Portaria nº 0352. 40 e 43. da Lei Complementar nº 93. como Estagiário Administrativo. sem ônus para a Instituição.07. de 03.419/06. PUBLIQUE-SE. de 21. na cidade de São Paulo/SP. sem ônus para a Instituição. ocupante do cargo efetivo de Auxiliar Administrativo e do cargo comissionado de Assessor Técnico. publicada no DJ/RO nº 028.06. endereço: https://www2. R E S O L V E: CONVALIDAR o deslocamento do servidor HÉLIO AUGUSTO DA COSTA NUNES JUNIOR. itens 2. ainda. e. o contido no Processo nº 2012001120006818.2012. considerando o contido no Processo nº 2012001120008451. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. de 03. publicada no DJ/RO nº 028.2010.08.2012. para constar que o período de fruição é de 23. da Lei Complementar nº 93. o contido no Processo nº 2012001120006754.02. cadastro nº 52246-1. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. para substituir a servidora JULIANE ANDRADE RIBEIRO MACIEL. e no uso de suas atribuições. cadastro nº 4421-9.segunda-feira. publicada no Diário da Justiça nº 056. REGISTRE-SE.02. convertendo em abono pecuniário o período de 12 a 21.03.2010. de 29 de janeiro de 2010. CUMPRA-SE. itens 2.02.DJE. e. ocupante do cargo efetivo de Técnico Administrativo. e no uso de suas atribuições. REGISTRE-SE. R E S O L V E: ALTERAR. e no uso de suas atribuições. 40 e 43.1993. N. ainda.02. cadastro nº 4433-8. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1005 23 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. publicada no DJ/RO nº 028. de 05. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.1993. da Lei Complementar nº 93. ainda. 40 e 43. CUMPRA-SE.11.2012. inciso I.ro. de 11. conferidas pela Portaria nº 0129. no período de 20 a 22.html sob o número 138 Ano 2012 . REGISTRE-SE. e. para participar do Treinamento Capacitação em Doação de Órgãos para Transporte por meio da Simulação Realística. PUBLIQUE-SE. R E S O L V E: ADMITIR o estudante KAUAN SECONELLI DE MORAES. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. R E S O L V E: DESIGNAR o servidor ALEX DOS SANTOS CACIMIRO. ocupante do cargo comissionado de Médico 20 horas. PUBLIQUE-SE. e no uso de suas atribuições.2010. e. itens 2. para preenchimento de vaga existente na cidade de Espigão do Oeste. inciso I. inciso I.02. conferidas pela Portaria nº 0129. de 05.2012. Chefe da Seção de Administração de Pessoal.

de 06.08 a 11.2012 a 04. REGISTRE-SE.06 a 12. CUMPRA-SE.2012. endereço: https://www2.2002 13. de 05 de fevereiro de 2010. da Lei Complementar nº 93.11.segunda-feira. PUBLIQUE-SE. nos termos do artigo 123 da Lei Complementar nº 68/92. CUMPRA-SE. inciso I. de 05 de fevereiro de 2010. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. conferidas pela Portaria nº 0129. Chefe de Cartório da Promotoria de Justiça de Espigão do Oeste.419/06.10. inciso I.02. 40 e 43. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça . considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. da Lei Complementar nº 93. e.2012 18 a 27. de 03 de novembro de 1993. de 03 de novembro de 1993. R E S O L V E: CONCEDER férias regulamentares aos servidores relacionados. conferidas pela Portaria nº 0129.2011 PERÍODO FRUIÇÃO 03 a 22.1997 a 19. nos termos dos artigos 110 e 113 da Lei Complementar nº 68/92. publicada no DJ/RO nº 028. cadastro nº 4221-8.04. 138/2012 . inciso I. ainda.2012.09. publicada no DJ/RO nº 028. publicada no DJ/RO nº 028. cadastro nº 4435-2. conferidas pela Portaria nº 0129. R E S O L V E: CONCEDER licença-prêmio aos servidores relacionados.11.09.07.02. inciso I.2010.2010 a 08. no período de 13.Secretário-Geral Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. itens 2.03. e. 40 e 43.10 a 01. REGISTRE-SE. PUBLIQUE-SE. ocupante do cargo efetivo de Técnico em Informática. o contido no Processo nº 2012001120006525. de 11.2011.gov. considerando o contido no Processo nº 2012001120008313.2006 06. e no uso de suas atribuições. de 03 de novembro de 1993.2012 29. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.04.09. e. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça .02.11. R E S O L V E: CONCEDER férias remanescentes ao servidor MARCELO MONACO. 40 e 43. interrompida pela Portaria nº 0855. 40 e 43. e no uso de suas atribuições.ro. publicada no Diário de Justiça nº 122. de 11. de 03. conferidas pela Portaria nº 0129. de 11.07. itens 2.02. REGISTRE-SE.10 a 17. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1011 24 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2010. e no uso de suas atribuições. itens 2.02. para gozo no período de 20. conforme discriminação abaixo: SERVIDOR – CADASTRO PROCESSO Angélica Lopes Hernandes – 4370-0 2012001120007710 Francisco de Assis Araújo de Castro – 4117-3 2012001120008481 PERÍODO AQUISITIVO 16. REGISTRE-SE.2012 2012001120008313 PUBLIQUE-SE. da Lei Complementar nº 93.03. de 11. da Lei Complementar nº 93.11. ainda. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . e.DJE.2012 PUBLIQUE-SE.br/autenticacao/validaDiario. CUMPRA-SE.05.03.2012.08 a 11. cadastro nº 4278-7. conforme discriminação abaixo: SERVIDOR – CADASTRO PERÍODO PERÍODO AQUISITIVO PROCESSO FRUIÇÃO Sandra de Fátima Virginio da Silva – 4408-8 01. de 02. com ônus para a Instituição. ocupante do cargo efetivo de Técnico Administrativo.2010 a 25. ainda.2010. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.tj. o contido nos respectivos Processos. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1010 24 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. correspondentes ao período aquisitivo de 09.2012. CUMPRA-SE.07.12.Secretário-Geral PORTARIA Nº 1012 24 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. R E S O L V E: DESIGNAR a servidora ELAINE SILVA DE QUEIROZ.2001 a 30.01.2013 2012001120007914 Zenilda Pereira de Sousa – 4221-8 18.2010.1993. itens 2.2012 26. publicada no DJ/RO nº 028.html sob o número 138 Ano 2012 . de 05 de fevereiro de 2010.2012 ABONO PECUNIÁRIO 23.2011 a 15. e no uso de suas atribuições. N.02. para substituir a servidora ZENILDA PEREIRA DE SOUSA.RO 170 PORTARIA Nº 1009 24 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. de 05.09. ainda.2010.04. o contido nos respectivos Processos.

R E S O L V E: CONCEDER a prorrogação do prazo para posse ao senhor CARLOS EDUARDO DE BARROS. publicada no DJ/RO nº 028. conferida pela Portaria nº 0129. sob pena da nomeação ser tornada sem efeito.2010 e Portaria 0581. REGISTRE-SE. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1015 24 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. N. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. e. inciso II. de 11. de 04.419/06. sob pena da nomeação ser tornada sem efeito. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. ainda. R E S O L V E: DESLIGAR as Estagiárias abaixo relacionadas do Corpo de Estagiários do Ministério Público de Rondônia.02. publicada no DJ/RO nº 103. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça . itens 2. CUMPRA-SE.06. conforme § 6º do mesmo artigo. CUMPRA-SE.Secretário-Geral Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. PUBLIQUE-SE.11. 40 e 43.tj. nos termos do § 1º do Art.09. CUMPRA-SE.06. inciso I. o contido no Processo nº 2012001120008038.02.2012. de 03. RG 43050740 SSP/SP. de 05. itens 2. de 04. da Lei Complementar nº 93. até 02. 138/2012 . de 03. o contido nos respectivos processos. R E S O L V E: CONCEDER a prorrogação do prazo para posse ao senhor JÚLIO CÉSAR DE MEDEIROS SILVA.02. de 11. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . e no uso de suas atribuições. ainda.02. conferidas pelo da Portaria nº 0129. de 05. e. REGISTRE-SE. com fulcro no artigo 29. e no uso de suas atribuições.segunda-feira.2012. até 02.09.07. ainda. inciso I. de 29 de janeiro de 2010.062012. conforme § 6º do mesmo artigo. inciso I.2010 e Portaria 0581.02.1993.2012. 40 e 43. RG 1062814 SESDEC/ RO.ro. nos termos do § 1º do Art. 17 da LC 68/92.gov.2012.2010. nos termos do § 1º do Art.02.11.2010. PUBLIQUE-SE. REGISTRE-SE. publicada no DJ/RO nº 103.2010.11. R E S O L V E: CONCEDER a prorrogação do prazo para posse ao senhor PAULO EDUARDO MONTEIRO DA SILVA. de 06. REGISTRE-SE.DJE. PUBLIQUE-SE. publicada no DJ/RO nº 103.CADASTRO DATA DESLIGAMENTO PROCESSO Thaís Larissa Picanço da Silva Frazão – 3395-7 2012001120008042 13.062012. de 04. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.09. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1016 24 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. conferida pela Portaria nº 0129. até 02. e no uso de suas atribuições.RO 171 PORTARIA Nº 1013 24 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2012. da Lei Complementar nº 93.11.2010 e Portaria 0581. CUMPRA-SE. da Resolução nº 03/10-CSMP. e. 17 da LC 68/92. publicada no DJ/RO nº 028.1993.1993. conforme § 6º do mesmo artigo. o contido no Processo nº 2012001120008192. 40 e 43.02.062012. de 05. de 03.2010. de 06. da Lei Complementar nº 93. itens 2. de 06. publicada no DJ/RO nº 028. publicada no DJ/RO nº 028. itens 2.02. e no uso de suas atribuições. de 03.06. de 11. endereço: https://www2. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1014 24 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. inciso I. conforme discriminação: NOME . ainda.br/autenticacao/validaDiario. RG 805.1993.202 SSP/RO. o contido no Processo nº 2012001120008094. sob pena da nomeação ser tornada sem efeito.2012.2010. conferida pela Portaria nº 0129. 40 e 43.2012 Thais Mendonça Ferreira – 3390-9 2012001120008042 PUBLIQUE-SE.html sob o número 138 Ano 2012 . de 05. 17 da LC 68/92. e. de 11. da Lei Complementar nº 93.

tj. de 03 de novembro de 1993.10. inciso I.02. de 05. da Lei Complementar nº 93. cadastro nº 4378-2. para substituir o servidor WAGNER CUNHA PEDRAZA. da Lei Complementar nº 93. 40 e 43. a Portaria nº 0938. parcialmente. de 12. ainda. de 11. e no uso de suas atribuições.2012. e no uso de suas atribuições. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1021 25 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.02.2010. para constar que o dia é 06. e no uso de suas atribuições. publicada no DJ/RO nº 028. de 05 de fevereiro de 2010. RG 503371 SSP/RO. até 01. itens 2. PUBLIQUE-SE. da Lei Complementar nº 93. REGISTRE-SE. ocupante do cargo efetivo de Auxiliar Administrativo e cargo comissionado de Assessor Técnico. conferidas pela Portaria nº 0129. R E S O L V E: CONCEDER férias ao servidor OLÍMPIO FERREIRA JÚNIOR. o contido no Processo nº 2012001120007907. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. considerando o contido no Processo nº 2012001120007573. itens 2. PUBLIQUE-SE. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.11.07. com ônus para a Instituição. e no uso de suas atribuições. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .062012.gov.11. o contido no Processo nº 2012001120007837. ocupante do cargo efetivo de Técnico Administrativo. de 05.2012. inciso I.07 a 07.11.02. 40 e 43. inciso I.DJE.br/autenticacao/validaDiario.ro. R E S O L V E: DESIGNAR o servidor RAYMUNDO FRANCISCO OLIVEIRA ASSIS.RO 172 PORTARIA Nº 1017 24 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2010.2011. PUBLIQUE-SE. e. itens 2. itens 2. e. de 04. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. conforme § 6º do mesmo artigo.. CUMPRA-SE. conferida pela Portaria nº 0129.1993. de 03 de novembro de 1993.11.07. conferidas pela Portaria nº 0129. CUMPRA-SE.11 a 1º.2010. REGISTRE-SE. de 11. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1018 24 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. conforme artigos 110 e 113 da Lei Complementar nº 68/92. REGISTRE-SE. para gozo no período de 02 a 21.08. REGISTRE-SE. de 06. de 20. correspondentes ao período aquisitivo de 24. R E S O L V E: CONCEDER a prorrogação do prazo para posse ao senhor CAIO LÚCIO FENELON ASSIS BARROS.2010. cadastro nº 4419-4. que concedeu folga eleitoral no dia 17. CUMPRA-SE.2012. publicada no DJ/RO nº 103. de 11. nos termos do § 1º do Art. de 11. CUMPRA-SE.12. e.2012.2012 à servidora CRISTIANA GOMES RODRIGUES. sob pena da nomeação ser tornada sem efeito. R E S O L V E: ALTERAR. no período de 04. publicada no DJ/RO nº 028. ainda. endereço: https://www2.2010 a 23.2012 e abono pecuniário de 22. e. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. o contido no Processo nº 2012001120004744. conferidas pela Portaria nº 0129. 17 da LC 68/92.02. de 05 de fevereiro de 2010.06.html sob o número 138 Ano 2012 . O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. publicada no Diário da Justiça nº 132.2012. de 03. 138/2012 . 40 e 43. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1019 25 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. N.2012.02.2010 e Portaria 0581. ainda. da Lei Complementar nº 93. publicada no DJ/RO nº 028. Chefe da Seção de Segurança e Transporte.08. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.1993. 40 e 43.02.419/06. publicada no DJ/RO nº 028.09.2010. inciso I. PUBLIQUE-SE. cadastro nº 4312-5.2012. cadastro nº 4435-8. ainda.12.segunda-feira. ocupante do cargo efetivo de Motorista. de 03.

30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .2012 2012001120007397 PUBLIQUE-SE. R E S O L V E: CONCEDER recesso às estagiárias abaixo relacionadas.2010.06. R E S O L V E: CONCEDER licença-prêmio aos servidores relacionados. R E S O L V E: CONVALIDAR como férias remanescentes o afastamento das servidoras relacionadas. 40 e 43. as férias do servidor RONALDO DE NORONHA LIMA.ro. publicada no DJ/RO nº 028.01.2012.02.2012 01 a 30. e no uso de suas atribuições.11. o contido nos respectivos Processos. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11.2012 2012001120006676 PUBLIQUE-SE. de 05 de fevereiro de 2010.2012 2012001120006975 Osvaldo José Barreiro – 6012-7 01.419/06. de Carvalho – 4400-2 05. 40 e 43.09. de 11. itens 2. N.07. de 05. conferidas pela Portaria nº 0129. referentes ao período aquisitivo de 01.06. ainda. 40 e 43. REGISTRE-SE.2007 a 25.03. de 03.02. ainda.br/autenticacao/validaDiario. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1027 26 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. inciso I.2010. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. e. de 05 de fevereiro de 2010.2010. de 03 de novembro de 1993. 40 e 43. PUBLIQUE-SE.02. de 21.05.2010 a 04.DJE.09.gov. conferidas pela Portaria nº 0129. de 11. REGISTRE-SE.2010 a 22. e. e.2012.06. itens 2. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. da Resolução nº 03/10-CSMP. publicada no Diário da Justiça nº 114. e no uso de suas atribuições. de 29 de janeiro de 2010. inciso I.2004 08. da Lei Complementar nº 93.2012. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.2011 12 a 20. R E S O L V E: SUSPENDER. o contido nos respectivos Processos. de 26. conferidas pela Portaria nº 0129. Horta – 4011-8 27.03. CUMPRA-SE. publicada no DJ/RO nº 028. conforme artigo 26.2011 a 31. inciso I. e. cadastro nº 4059-2.html sob o número 138 Ano 2012 . nos termos do artigo 123 da Lei Complementar nº 68/92. publicada no DJ/RO nº 028. considerando o contido nos Processos. de 03 de novembro de 1993. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1026 26 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1029 26 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2011 09 a 23.segunda-feira. publicada no DJ/RO nº 028. itens 2. conferidas pela Portaria nº 0129.10. conforme discriminação abaixo: SERVIDOR – CADASTRO PERÍODO AQUISITIVO PERÍODO DE PROCESSO FRUIÇÃO Bruna de Mello Zantut – 4417-1 23. de 11.02.2012 2012001120007193 Maria de Nazaré Passos do N. conforme discriminação abaixo: SERVIDOR – CADASTRO PERÍODO PERÍODO AQUISITIVO PROCESSO FRUIÇÃO José Costa de Andrade – 7003-3 01. da Lei Complementar nº 93. no interesse da Instituição. inciso I. endereço: https://www2. de 11.01. REGISTRE-SE. CUMPRA-SE.09. o contido no Processo nº 2012001120007375.2010.1984 01 a 30. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. e no uso de suas atribuições. de 05 de fevereiro de 2010.04.02.RO 173 PORTARIA Nº 1025 26 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. CUMPRA-SE.02.07.1999 a 29.1979 a 27. da Lei Complementar nº 93. de 03 de novembro de 1993. 138/2012 . concedidas pela Portaria nº 0816. e no uso de suas atribuições. ocupante do cargo efetivo de Motorista e da função de confiança de Motorista de Gabinete.2012 2012001120007155 Darleide Glória Araújo S. da Lei Complementar nº 93.10.1993.06.05. itens 2.2010. ainda.tj.08 a 06. ainda.

conferida pela Portaria nº 0129.2012 23. o contido no Processo nº 2012001120008437.ro. inciso I. RG 1091415 SESDEC/RO. e no uso de suas atribuições. de 06.2012 PORTARIA Nº 1030 26 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.2010.06.02. de 11. de 05. R E S O L V E: CONCEDER a prorrogação do prazo para posse ao senhor MAÍLA ALVES DE MORAIS. e.segunda-feira.11.2010. publicada no DJ/RO nº 028. de 11.11.tj. publicada no DJ/RO nº 028. conforme § 6º do mesmo artigo. REGISTRE-SE. 40 e 43. 40 e 43.02. ainda. PUBLIQUE-SE. 40 e 43.1993.2012. 17 da LC 68/92.2010 e Portaria 0581.06. de 03.2012. conferida pela Portaria nº 0129. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. itens 2. o contido no Processo nº 2012001120008407.09. publicada no DJ/RO nº 103. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . CUMPRA-SE. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PERÍODO DE FRUIÇÃO 21 a 30. de 11. publicada no DJ/RO nº 103.2010 e Portaria 0581. CUMPRA-SE. 40 e 43. NOME 2012001120005883 3392-9 Ana Rita Ribeiro de Queiroz 2012001120007428 3394-1 Tainá Cristina Borges de Lima PUBLIQUE-SE. PUBLIQUE-SE. itens 2. R E S O L V E: CONCEDER a prorrogação do prazo para posse ao senhor GUSTAVO DE SÁ MACIEL. publicada no DJ/RO nº 103. conforme § 6º do mesmo artigo. e no uso de suas atribuições.09. conferida pela Portaria nº 0129.08. CUMPRA-SE. endereço: https://www2. e no uso de suas atribuições.419/06. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1032 26 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. da Lei Complementar nº 93. o contido no Processo nº 2012001120008595. de 05.02. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. de 03. e no uso de suas atribuições. inciso I. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1031 26 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. sob pena da nomeação ser tornada sem efeito. de 05. de 06. até 02.07 a 01. RG 15387828 SSP/MT.02.09.062012. itens 2.062012. RG 403479460 SSP/SP. 17 da LC 68/92. REGISTRE-SE.02. publicada no DJ/RO nº 028. de 04. de 05. de 03. de 04. REGISTRE-SE. sob pena da nomeação ser tornada sem efeito.2010. N. CUMPRA-SE.1993. e. nos termos do § 1º do Art. itens 2.2010 e Portaria 0581. inciso I. PUBLIQUE-SE.2010.2012. conforme § 6º do mesmo artigo. de 03. ainda. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. REGISTRE-SE.06. publicada no DJ/RO nº 028. até 02. nos termos do § 1º do Art.1993. de 04. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. sob pena da nomeação ser tornada sem efeito.br/autenticacao/validaDiario.06.2012. de 06. até 02.RO 174 PROCESSO CAD.11.1993.gov. da Lei Complementar nº 93. da Lei Complementar nº 93.02.02.2012. R E S O L V E: CONCEDER a prorrogação do prazo para posse ao senhor HUGO FRANCO DE MIRANDA.2012.html sob o número 138 Ano 2012 . 138/2012 .062012. 17 da LC 68/92. nos termos do § 1º do Art. da Lei Complementar nº 93. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1033 26 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. e. inciso I.DJE.11. ainda. conferida pela Portaria nº 0129.

de 29 de janeiro de 2010.2013 ABONO PECUNIÁRIO 14 a 23. R E S O L V E: CONCEDER recesso à estagiária administrativa MARIANE BARBOSA DE SOUSA.2010. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . de 11. e no uso de suas atribuições. ocupante do cargo efetivo de Auxiliar Administrativo.2012. da Resolução nº 03/10-CSMP. R E S O L V E: ALTERAR.062012.01.10. ainda.1993.419/06. de 21. CUMPRA-SE.2012. REGISTRE-SE. parcialmente.2011 2012001120008240 Sheila Feitosa da Costa – 4072-0 09.gov.10 a 01.2011 a 25. ainda.10 a 06.2012 03 a 12. o contido nos respectivos Processos.12. REGISTRE-SE. endereço: https://www2. R E S O L V E: CONCEDER férias regulamentares aos servidores relacionados. de 13.2012. de 11. itens 2.02. de 06.ro. e. o contido no Processo nº 2011001120011698. CUMPRA-SE. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1034 26 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.11.tj.08. o contido no Processo nº 2012001120008385. a Portaria nº 0306. de 03 de novembro de 1993.02.2013 08 a 27. publicada no Diário da Justiça nº 053.2010 a 24. que concedeu férias à servidora CRISTIANE VALERIA DE CARVALHO PINTO.2012 PORTARIA Nº 1035 26 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL.RO 175 de 11.10.2012.02.09. da Lei Complementar nº 93.08. de 05 de fevereiro de 2010. 40 e 43. 138/2012 . para constar que o período de fruição é de 13.DJE. nos termos do § 1º do Art.06.03.2010 e Portaria 0581.04. cadastro nº 3399-3. e.12. conferidas pela Portaria nº 0129.2012 2012001120005624 PUBLIQUE-SE. CUMPRA-SE.04. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PERÍODO FRUIÇÃO 24.2012 13. no período de 02 a 11.2012.02.2012 27. inciso I.2011 a 08.01. de 05 de fevereiro de 2010.09.2012 a 12. 40 e 43. nos termos dos artigos 110 e 113 da Lei Complementar nº 68/92. de 03.03.02.02. itens 2. e no uso de suas atribuições. inciso I. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. de 11. da Lei Complementar nº 93. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral PORTARIA Nº 1036 26 DE JULHO DE 2012 O SECRETÁRIO-GERAL. conforme § 6º do mesmo artigo. ainda. PUBLIQUE-SE. PUBLIQUE-SE. publicada no DJ/RO nº 028.2010 a 28. publicada no DJ/RO nº 103.2012 2012001120008556 José Costa de Andrade – 7003-3 01. de 05.2011 2012001120008448 Sandra Rocha Rangel – 4412-6 25.02.2012 07 a 26. publicada no DJ/RO nº 028. de 04. sob pena da nomeação ser tornada sem efeito. itens 2.03. considerando o contido no Processo nº 2012001120008027. inciso I. RG 671307 SSP/RO. CUMPRA-SE. cadastro nº 4425-4. 17 da LC 68/92. REGISTRE-SE.01 a 05. RENATO GRIECO PUPPIO Promotor de Justiça Secretário-Geral Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. e. e. 40 e 43.08.2010.2012.segunda-feira. conforme discriminação abaixo: SERVIDOR – CADASTRO PERÍODO PROCESSO AQUISITIVO Ismael de Souza Brito – 4114-9 26.2012 28.html sob o número 138 Ano 2012 . conforme artigo 26. N.08 a 1º. da Lei Complementar nº 93.br/autenticacao/validaDiario.2010. até 02. publicada no DJ/RO nº 028. de 03 de novembro de 1993.07. R E S O L V E: CONCEDER a prorrogação do prazo para posse ao senhor OSVALDO MOLEIRO NETO.11. conferidas pela Portaria nº 0129. e no uso de suas atribuições. REGISTRE-SE. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45.2010.11. considerando as disposições contidas no artigo 8º c/c 45. conferidas pela Portaria nº 0129. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. ainda.07. PUBLIQUE-SE.

8. pelo que. além de outros objetos e substâncias comumente utilizadas para ser somada à droga. 301. Desta forma. que foi apreendida grande quantidade de droga. por consequência. o crime previsto no art.OAB/RO 2664 FINALIDADE: Intimar o advogado da seguinte SENTENÇA: Trata-se de ação penal que se imputa aos acusados Uílian Benigno Soares. notoriamente tida como droga de uso proscrito. 138/2012 . porém lançado como transação penal. contrariamente. Os acusados valeram-se da tese defensiva de negativa. sendo este patamar suficiente à reprovação de sua conduta. disse ser segurança. comprovada a conduta imputada e considerando. que vendiam. mas por preencher os requisitos legais. reduzo a pena em 1/4 (um quarto). caput. a maneira como a substância estava embalada. no dia 20/4/2012. Rodrigo Leandro Vieira e Daniel Vieira da Silva. Passo a dosar-lhes a pena. E mais. 01 (um) MÊS e 15 (quinze) DIAS de reclusão. e o fato de estar agindo em unidades de desígnios aos corréus. Considerando que o réu é tecnicamente primário e não consta que se dedique a atividades criminosas. Negativa esta que soma-se ainda. e ter estudado até o ensino médio. nem integre organização criminosa.gov. pois. Lei 11. consequências do crime (as piores em razão dos efeitos nefastos causados pela droga). Neste sentido HC 100755 / AC . concluo que estão presentes os elementos do tipo previsto no artigo 33. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça .DJE. nas duas fases (fls. após informações da prática de tráfico na residência onde estavam os acusados. 33. N. que contradizem-se entre si. a denúncia foi recebida. 343/06. por infração ao artigo 33. Os policias asseguram. 26 e Exame Químico Toxicológico Definitivo de fls. dentro de uma mochila. da Lei 11. pela qual sofreu as penalidades. br Proc. esta também restou comprovada nos autos. 343/06. do CPP. Glodner Luiz Pauletto Escrivã Judicial: Antônia Lucitânia P. comportamento da vítima (a vítima . e as circunstâncias da prisão. visando a comercialização. Porém. 8. sobretudo. 22. condeno UÍLIAN BENIGNO SOARES. a policia constatou a movimentação dos mesmos. caput. de que no local se dava a comercialização de drogas. Os próprios acusados dissimulam. 343/06. no caso 300g de maconha fixo-lhe a pena base em 5 (cinco) anos e 6 (seis) meses de reclusão e pagamento de 550 (quinhentos e cinquenta) dias-multa. Rodrigo Leandro Vieira. nos demais elementos que cercam o conjunto probatório. DECIDO. aos antecedentes (favoráveis). Os acusados foram notificados e apresentaram defesa preliminar. os acusados foram interrogados em juízo.br/autenticacao/validaDiario. Os testemunhos policiais sim. atento ao disposto no art. relegando os bons princípios de convivência). aos motivos (ditados pela ganância de obter lucro fácil e imediato). além de objetos para o preparo.segunda-feira. a quantidade de droga apreendida. na residência onde se encontravam os acusados juntos. bem como em imputar que a droga teria sido implantada por um policial. nos termos do § 4º do art. apreenderam no interior da residência. em definitivo. 11. da Lei 11. Veras Sugestões ou reclamações. 07. sendo que o próprio acusado Uilian.ter em depósito droga.ro. que constatou que a substância apreendida era maconha. nos termos da denúncia. A materialidade restou comprovada por meio do auto de apresentação e apreensão de fls. da Lei n. 7g de maconha. 2012. caput. Os depoimentos relatam ainda que chegaram ao local após a realização de campana pelo policial Galdino. 08. Daniel Vieira da Silva Advogado: José Girão Machado Neto . demonstrando com isso. personalidade (evidencia desvio de personalidade. que eles insistem nas duas fases. Há no entanto. 0501 Classe: Procedimento Especial da Lei Antitóxicos(Réu Preso) Autor: Ministério Público do Estado de Rondônia Denunciado: Uílian Benigno Soares. 63/68. ENDEREÇO eletrônico: pvh1toxico@tjro. endereço: https://www2. que eles tinham em depósito. à conduta social (reprovável). 343/2006 (Lei de Drogas). é solteiro.ACRE HABEAS CORPUS Relator(a): Min. Em tese não registra antecedentes. 0501 Ação: Procedimento Especial da Lei Antitóxicos(Réu Preso) Autor: Ministério Público do Estado de Rondônia Denunciado: Uílian Benigno Soares. que em virtude da grande quantidade de droga. harmonia não se encontra nas alegações dos acusados. 42 da Lei Antidrogas que dispõe que a natureza e a quantidade da substância entorpecente devem influenciar na fixação da pena. da Lei de drogas. façam-nas pessoalmente ao juiz ou contate-nos via internet. Relativamente à autoria. 22. preparavam e endolavam a droga.html sob o número 138 Ano 2012 . às fls. segundo consta na denúncia. e pagamento de 410 (quatrocentos e dez) Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. tentando por em cheque a credibilidade do trabalho dos policiais. com base no art.419/06. Considerando as circunstâncias judiciais ditadas pelo artigo 59 e 68 do Código Penal. exige pronta e exemplar punição). como solução de bateria e mais 650g de bicarbonato de sódio. bem como a defesa de Rodrigo. sendo que o policial condutor do flagrante é outro que não o apontando pelos acusados como o que tinha desavenças com uma suposta pessoa que fugiu do local. PELO EXPOSTO. o Ministério Público requereu a condenação dos réus. 386. impedem a redução no máximo. jus.não incentivou nem contribuiu para a prática do crime. sendo que este teria recebido denúncias de uma moradora.a sociedade . inciso VII. que não apontam qualquer ofensa a integridade física dos acusados. Ao réu UÍLIAN BENIGNO SOARES: tem 26 anos. nega tal informação. qualificados nos autos. RODRIGO LEANDRO VIEIRA e DANIEL VIEIRA DA SILVA. julgo procedente a pretensão punitiva deduzida na denúncia e. É o relatório. 54/55. Em abordagem. Fixando-a. sem autorização legal. mas já incidiu duas vezes em posse de drogas para consumo. é que são uníssonos e carregados de segurança quanto aos fatos em questão. 33. os acusados devem ser condenados na modalidade . que só têm a FINALIDADE de tumultuar a instrução.: 0005215-03. ELLEN GRACIE Julgamento: 20/04/2010 Órgão Julgador: Segunda Turma.tj. às circunstâncias. 09 e 113). Citados. alegando que foram agredidos. aos laudos de corpo de delito. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. atendendo à culpabilidade (plena consciência da ilicitude do seu ato). A defesa de Daniel e Uilian requereu a absolvição. 2012. Daniel Vieira da Silva SENTENÇA: Vara: 1ª Vara de Delitos de Tóxicos Processo: 0005215-03. Rodrigo Leandro Vieira. já que não foram capazes de se desvincilhar das provas que lhes pesam em contrário.RO 176 TERCEIRA ENTRÂNCIA COMARCA DE PORTO VELHO VARA DE DELITOs DE TóxICOs 1º Cartório de Delitos de Tóxico Vara de Delitos de Tóxicos da Comarca de Porto Velho-RO Juiz: Dr. Em sede de alegações finais. em 04 (quatro) ANOS.

nos termos do § 4º do art. o crime previsto no art. c/c art.ro. mas que ao saber que seria levada para exames resolveu prontamente assumir. exige pronta e exemplar punição). alegando que a droga apreendida consigo estaria sendo transportada para ser entregue ao corréu. pois já condenador no tráfico de drogas. A confissão dos acusados corrobora-se aos testemunhos dos agentes penitenciários. 67 (oito mil e quinhentos reais e sessenta e sete centavos). 8. esta também restou comprovada nos autos.br/autenticacao/validaDiario. perfazendo 05 anos de reclusão e 500 dias-multa.RO 177 dias-multa ao valor já fixado. perfaz um total de R$ 12. comportamento da vítima (a vítima . 59 assim o determinam. aos antecedentes (desfavoráveis). a equipe de agentes penitenciários no Presídio Urso Branco após informações de que a acusada que iria visitar o seu marido e apenado Madson. especialmente em razão de suas condutas sociais. em definitivo. pois que as circunstâncias do art. A defesa requereu para os dois. não apresentou profissão e concluiu o ensino fundamental. que em virtude da grande quantidade de droga. também assumiu que a droga seria destinada a sua pessoa. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . notoriamente tida como droga de uso proscrito. Neste sentido HC 100755 / AC . Isentos das custas. no dia 21/4/2012. à conduta social (reprovável). que ao ser indagada em princípio negou. contrariamente. Arlen José Silva de Souza Juiz de Direito Proc. quinta-feira. 09 e 98. 65. N. I. 61. qualificados nos autos. que na ausência de outras causas modificadoras. após. o Ministério Público requereu a condenação dos réus.ACRE HABEAS CORPUS Relator(a): Min. personalidade (evidencia desvio de personalidade. Madson Borges de Oliveira SENTENÇA: Vara: 1ª Vara de Delitos de Tóxicos Processo: 0005253-15. Em sede de alegações finais. Relativamente à autoria. perfazendo 06 anos de reclusão e 600 dias-multa.segunda-feira. ELLEN GRACIE Julgamento: 20/04/2010 Órgão Julgador: Segunda Turma. Cumpra-se as comunicações legais e demais providências de praxe. os acusados foram interrogados em juízo. É o relatório. Madson Borges de Oliveira Advogado: Dimas Queiroz de Oliveira Júnior . nos termos da denúncia. que teriam recebido informações sobre a prática delitiva a ser realizada pela acusada. 22. que constatou que a substância apreendida trata-se de cocaína. sendo este patamar suficiente à reprovação de sua conduta. 33. depois de liquidado. art. torno definitiva. e pagamento de 410 (quatrocentos e dez) dias-multa ao valor já fixado. nesta oportunidade.não incentivou nem contribuiu para a prática do crime. A multa. atendendo à culpabilidade (plena consciência da ilicitude do seu ato). às fls. 440. porém. pois nesta condição foram processados e continuam presentes os pressupostos e fundamentos que ensejaram a manutenção da prisão em flagrante. no caso 300g de maconha fixo-lhe a pena base em 5 (cinco) anos e 6 (seis) meses de reclusão e pagamento de 550 (quinhentos e cinquenta) dias-multa. Madson por sua vez. impedem a redução no máximo. 07/08. do CP. 40. o qual. 8. mas por preencher os requisitos legais. com fundamento no art. 76/77). caput. à conduta social (reprovável). a plicação de pena mínima. nas duas fases em que foi ouvida. 500. 01 (um) MÊS e 15 (quinze) DIAS de reclusão. 2012. 24 e do Exame Químico Toxicológico Definitivo de fls. perfaz o valor de R$ 8. I. segundo consta na denúncia. que deverá ser feito em 10 dias do trânsito em julgado.OAB/RO 2622 FINALIDADE: Intimar o advogado da seguinte SENTENÇA: Trata-se de ação penal que se imputa aos acusados Amanda de Araújo Silva e Madson Borges de Oliveira.419/06. que ela trazia em sua vagina. o qual. 343/2006 (Lei de Drogas). levaram ela até a sala do Diretor-Geral do Presídio. relegando os bons princípios de convivência). Não registra antecedentes. Recomendo os réus na prisão onde se encontram. 500. 42 da Lei Antidrogas que dispõe que a natureza e a quantidade da substância entorpecente devem influenciar na fixação da pena. consequências do crime (as piores em razão dos efeitos nefastos causados pela droga). 33. 42 da Lei Antidrogas que dispõe que a natureza e a quantidade da substância entorpecente devem influenciar na fixação da pena. os motivos e as consequências do crime. 0501 Ação: Procedimento Especial da Lei Antitóxicos(Réu Preso) Autor: Ministério Público do Estado de Rondônia Denunciado: Amanda de Araújo Silva. é solteiro.tj. Determino a incineração da droga. atendendo à culpabilidade (plena consciência da ilicitude do seu ato). E mais. 00 (doze mil quatrocentos e quarenta reais). atento ao disposto no art. ambos da Lei n. Considerando as circunstâncias judiciais ditadas pelo artigo 59 e 68 do Código Penal. depois de liquidado. e apreenderam 02 porções de cocaína e 08 chips telefônicos. aos antecedentes (favoráveis). quando liquidada. 33. Considerando as circunstâncias judiciais ditadas pelo artigo 59 e 68 do Código Penal. A acusada Amanda confessou prontamente sua autoria delitiva. aos motivos (ditados pela ganância de obter lucro fácil e imediato). art.a sociedade .a sociedade . §3º. às circunstâncias. personalidade (evidencia desvio de personalidade. III. arquive-se. 0501 Classe: Procedimento Especial da Lei Antitóxicos(Réu Preso) Autor: Ministério Público do Estado de Rondônia Denunciado: Amanda de Araújo Silva. Considerando que o réu é tecnicamente primário e não consta que se dedique a atividades criminosas. exige pronta e exemplar punição). sob pena de inscrição em dívida ativa. e não concluiu o ensino fundamental.: 0005253-15. 22. 67 (oito mil e quinhentos reais e sessenta e sete centavos). consequências do crime (as piores em razão dos efeitos nefastos causados pela droga). Ao réu DANIEL VIEIRA DA SILVA: tem 19 anos. do Código Penal. Ao réu RODRIGO LEANDRO VIEIRA: tem 27 anos. às circunstâncias. atento ao disposto no art.não incentivou nem contribuiu para a prática do crime. Atenuo em 06 meses de reclusão e 50 dias-multa em razão da menoridade penal. no caso 300g de maconha fixo-lhe a pena base em 5 (cinco) anos e 6 (seis) meses de reclusão e pagamento de 550 (quinhentos e cinquenta) dias-multa. contrariamente. Porto Velho-RO. relegando os bons princípios de convivência). perfaz o valor de R$ 8. DECIDO. para entregar a ele. 26 de julho de 2012.html sob o número 138 Ano 2012 . e o fato de estar agindo em unidades de desígnios aos corréus. endereço: https://www2. Fixando-a.gov. reduzo a pena em 1/4 (um quarto). da Lei 11. 43/44. nem integre organização criminosa. do Código Penal. 2012. Os condenados deverão iniciar o cumprimento da pena privativa de liberdade em regime fechado. estaria portando entorpecente. disse ser encanador. 343/06. Agravo em 01 ano de reclusão e 100 dias-multa em virtude da reincidência específica. comportamento da vítima (a vítima . por meio do auto de apresentação e apreensão de fl. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. E mais.DJE. Os acusados foram notificados e apresentaram defesa preliminar. Saem intimados. retirando Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 138/2012 . em 04 (quatro) ANOS. aos motivos (ditados pela ganância de obter lucro fácil e imediato). apesar de justificar que a destinação seria para o uso. é solteiro. Citados. do pagamento da multa. A materialidade restou comprovada. pois. Registra antecedentes (fls. 11. a denúncia foi recebida.

trazer consigo . sendo droga e chips de celular. primeiro em razão dos efeitos nefastos causados pela droga. perfaz o total de R$ 13. exige pronta e exemplar punição). às circunstâncias. Aumento em 1/6. concedo-lhe o direito de permanecer em liberdade até o trânsito em julgado desta DECISÃO condenatória. III. à conduta social (altamente reprovável). Amanda foi solta mediante HC. em 02 (dois) ANOS e 11 (onze) MESES de reclusão. roubo e homicídio.não incentivou nem contribuiu para a prática do crime.tj. consequências do crime (as piores.gov. Cumpra-se as comunicações legais e demais providências de praxe. da Lei 11. da Lei de Tóxicos (estabelecimento prisional). do CP. Alexandre Marcel Silva Escrivão Judicial Substituto Proc. c/c art. pois que as circunstâncias do art. a qual torno definitiva. quinta-feira. Desta forma. fixando-a. concluiu o ensino médio.br/autenticacao/validaDiario. às circunstâncias. local que deveria ser livre da prátia de crimes). sendo este patamar suficiente à reprovação de sua conduta. considerando as circunstâncias judiciais ditadas pelo artigo 59 e 68 do Código Penal. e as demais circunstâncias da prisão. III. em definitivo. sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar. art. impede a redução no máximo. O valor da multa. que em virtude da considerável quantidade de droga.DJE. Isentos os réus das custas. não apresentou profissão. cerca de 45g de cocaína. Aumento em 1/6. Considerando que a ré é tecnicamente primária e não consta que se dedique a atividades criminosas. é convivente. atento ao disposto no art. 2012. atento ao disposto no art. 42 da Lei Antidrogas que dispõe que a natureza e a quantidade da substância entorpecente devem influenciar na fixação da pena. comportamento da vítima (a vítima . fixo-lhe a pena base em 05 (cinco) anos de reclusão e pagamento de 500 (quinhentos) dias-multa. o qual. da Lei de Tóxicos (estabelecimento prisional). Agravo em 06 meses de reclusão e 50 dias-multa em virtude da reincidência genérica. por estar sendo praticado no interior de presídio. Cumpria pena à época dos fatos no presídio Urso Branco. Deixo de atenuar em razão da confissão. 26 de julho de 2012. 73/82)Assim. perfazendo 06 anos e 05 meses de reclusão e 640 dias-multa. III. À ré AMANDA DE ARAÚJO SILVAA ré tem 26 anos. 22. além de envolvimento anterior com posse de drogas para consumo (fls. 8. perfazendo 05 anos e 10 meses de reclusão e 580 dias-multa. 343/06. atendendo à culpabilidade (plena consciência da ilicitude do seu ato. no interior de estabelecimento prisional. e pagamento de 290 (duzentos e noventa) dias-multa ao valor já fixado. para o pagamento da multa. altamente voltada ao mundo do crime. 0501 Ação: Procedimento Especial da Lei Antitóxicos(Réu Preso) Autor: Ministério Público do Estado de Rondônia Réu: ANTÔNIO MÁRCIO LIMA SÁ. pois nesta condição foi processado e continuam presentes os pressupostos e fundamentos que ensejaram a manutenção da prisão em flagrante. relegando os bons princípios de convivência).: 0004824-48.: 0004846-09. pois já condenado por crime de furto. perfaz o total de R$ 6. por consequência. 42 da Lei Antidrogas que dispõe que a natureza e a quantidade da substância entorpecente devem influenciar na fixação da pena. depois de liquidado. aos motivos (ditados pela ganância de obter lucro fácil e imediato). porém. Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 33. motivo pelo qual. §3º. primeiro em razão dos efeitos nefastos causados pela droga.a sociedade . 33.html sob o número 138 Ano 2012 . fixo-lhe a pena base em 05 (cinco) anos de reclusão e pagamento de 500 (quinhentos) dias-multa. aos motivos (ditados pela ganância de obter lucro fácil e imediato ainda encarcerado). contrariamente. do Código Penal. ambos da Lei 11. consequências do crime (as piores. julgo procedente a pretensão punitiva deduzida na denúncia e. E mais. 61. E mais. visando a comercialização. na modalidade . que são.adquirir droga. depois de liquidado. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. caput. 67 (seis mil e doze reais e sessenta e sete centavos). FINALIDADE: Intimar os advogados para apresentarem as ALEGAÇÕES FINAIS do réu por si patrocinado. agravada pelo fato de desafiar a segurança e tentar entrar com objeto ilícito em estabelecimento prisional).ro. Os condenados deverão iniciar o cumprimento da pena privativa de liberdade em regime fechado. em atenção ao disposto na Súmula 231 do STJ. Porto Velho-RO. comprovada a conduta imputada e considerando. Determino a incineração da droga. reduzo a pena em 1/2 (metade). da Lei de drogas. e sua conversão em preventiva. N. Arlen José Silva de Souza Juiz de Direito Proc. sobretudo. agravada pelo fato de desafiar a segurança e insistir no cometimento de crime ainda encarcerado). 22. Ficam intimados. 138/2012 .segunda-feira. comportamento da vítima (a vítima . nem integre organização criminosa. contrariamente. com fundamento no art. 8. 343/06. concluo que estão presentes os elementos do tipo previsto no artigo 33. quantidade de droga apreendida. oportunidade em que a acusada asseverou que estava levando tais objetos para seu marido. 343/06. 59 assim o determinam. 2012. à conduta social (altamente reprovável). Deixo de atenuar em razão da confissão. atendendo à culpabilidade (plena consciência da ilicitude do seu ato. perfazendo 05 anos e 06 meses de reclusão e 550 dias-multa. caput. desfavoráveis. Ao réu MADSON BORGES DE OLIVEIRAO réu tem 24 anos. concluiu o ensino médio. e segundo. arquive-se. sob pena de inscrição em dívida ativa. é convivente. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . pela incidência do art. na ausência de outras causas modificadoras. por infração ao artigo 33. condeno AMANDA DE ARAÚJO SILVA e MADSON BORGES DE OLIVEIRA. nos termos do § 4º do art. por ter fixado a pena base no mínimo legal.não incentivou nem contribuiu para a prática do crime. aos antecedentes (favoráveis). Advogados: JOSÉ TEIXEIRA VILELA NETO OAB/RO 4990 E ADRIANA NOBRE BELO VILELA OAB/RO 4408. personalidade (evidencia desvio de personalidade. 40.e . o corréu Madson. 0501 Ação: Procedimento Especial da Lei Antitóxicos(Réu Preso) Autor: Ministério Público do Estado de Rondônia Réu: ROGÉRIO DE SIQUEIRA RODRIGUES E AMANDA TAYSLANE NEVES. devem os acusados serem condenados pelo crime de tráfico. que deverá ser feito em 10 dias do trânsito em julgado. pela incidência do art. Assim.RO 178 de sua vagina os objetos ilícitos. 012. em atenção ao disposto na Súmula 231 do STJ. após. I. endereço: https://www2. 33 (treze mil duzentos e sessenta e nove reais e trinta e três centavos). Não registra antecedentes. local que deveria ser livre da prátia de crimes).a sociedade . exige pronta e exemplar punição). na sua maioria. por ter fixado a pena base no mínimo legal. 40.419/06. 40. aos antecedentes (desfavoráveis). PELO EXPOSTO. personalidade (evidencia desvio de personalidade. 269. Passo a dosarlhes a pena. e segundo. relegando os bons princípios de convivência). Nessas condições. Recomendo o réu Madson na prisão onde se encontra. a maneira como a substância estava embalada. por estar sendo praticado no interior de presídio. Lei 11. considerando as circunstâncias judiciais ditadas pelo artigo 59 e 68 do Código Penal. ANA CARLA MEJIAS DA SILVA e ERIELSON DE SOUZA AGUIAR.

Não registra antecedentes. e embaixo de uma tábua. notoriamente tida como droga de uso proscrito. em virtude da reincidência genérica. 33. Luana Coutinho de Lima SENTENÇA: Vara: 1ª Vara de Delitos de Tóxicos Processo: 0012270-39. VI da Lei de Tóxicos (envolvimento de menor). e não concluiu o ensino fundamental. ambos da Lei 11. VI. o Ministério Público requereu a condenação dos réus. que nas duas fases (fls. atento ao disposto no art. nos termos da denúncia. Em sede de alegações finais.ro. 28/29 e Exame Químico Toxicológico Definitivo de fls. 0501 Ação: Procedimento Especial da Lei Antitóxicos (Réu Solto) Autor: Ministério Público do Estado de Rondônia Denunciado: Joseani Lopes de Souza. comportamento da vítima (a vítima . À ré LUANA COUTINHO DE LIMA: tem 28 anos. aos antecedentes (desfavoráveis). condeno JOSEANI LOPES DE SOUZA e LUANA COUTINHO DE LIMA. E mais. veremos com relação a cada réu. 8. ambos da Lei n. é solteira. diante de tanta fragilidade e contradição entre as alegações dos acusados. 8. Passo a dosar-lhes a pena. consequências do crime (as piores em razão dos efeitos nefastos causados pela droga). Quanto ao corréu Joseani.segunda-feira. com mais 6 invólucros de cocaína. N. aos antecedentes (favoráveis). DAISON NOBRE BELO OAB/RO 4796 e OSCAR DIAS DE SOUZA NETO OAB/RO 3567. constatando ser 06 invólucros de cocaína. que constatou que a substância apreendida era cocaína. sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar. É o relatório. mais uma porção grande. 386.419/06.: 0012270-39. e em posse da acusada. DECIDO. 09/10 e 115). sendo que jogou algo e tentou empreender fuga. segundo consta na denúncia. perfaz o total de R$ 11. dentre menores de idade. julgo procedente a pretensão punitiva deduzida na denúncia e. a denúncia foi recebida. 28 da Lei de Tóxicos. pois. policiais em patrulhamento. avistaram o acusado Joseani em cima de uma laje com dois adolescentes. prevista no art. mais um tubo igual ao anterior. 11. 22. encontraram no bar. disse ser auxiliar de supermercado. Aumento em 1/6 pela incidência da causa de aumento. pois já condenado por crime ambiental. caput. foi observado pelo condutor. As informações que os policiais possuíam era que os responsáveis por gerenciar o tráfico no local eram os acusados e não o adolescente Leonardo que foi imputado no momento. e a imputa ao menor Leonardo. 2011. sendo que ao passarem lá no dia dos fatos. 40.DJE. Joseani nega qualquer envolvimento com a droga apreendida. está também em fase de prolação de SENTENÇA. 2011. 22. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Assim. no dia 27/9/2011. Em continuidade das buscas. Luana. nas modalidades . Agravo em 06 meses de reclusão e 50 dias-multa. oportunidade que em revista a acusada encontraram mais 01 invólucro em sua posse. por consequência. Ao réu JOSEANI LOPES DE SOUZA: tem 34 anos. inclusive. V e VII. caput. relegando os bons princípios de convivência). Relativamente à autoria. alegando estar no local apenas tomando uma cerveja. do CPP.não incentivou nem contribuiu para a prática do crime. sendo que o processo.gov. aos motivos (ditados Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. FINALIDADE: Intimar os advogados para apresentarem as ALEGAÇÕES FINAIS do réu por si patrocinado. é solteiro. mas por preencher os requisitos legais. FINALIDADE: Intimar os advogados da seguinte SENTENÇA: Trata-se de ação penal que se imputa aos acusados Joseani Lopes de Souza e Luana Coutinho de Lima. c/c art. mas que destinava-se apenas ao consumo. atendendo à culpabilidade (plena consciência da ilicitude do seu ato). incisos IV. como garçonete. Luana Coutinho de Lima Advogados: Marisâmia Aparecida de Castro Inácio . João de Castro Inácio Sobrinho . apreenderam mais 01 invólucro. às circunstâncias. 0501 Classe: Procedimento Especial da Lei Antitóxicos (Réu Solto) Autor: Ministério Público do Estado de Rondônia Denunciado: Joseani Lopes de Souza. Realizaram buscas no bar da acusada. Já em juízo.ter em depósito . atendendo à culpabilidade (plena consciência da ilicitude do seu ato). à conduta social (reprovável). foi preso novamente em flagrante por tráfico. ao valor já fixado. também envolvendo os adolescentes. 59/61. Considerando as circunstâncias judiciais ditadas pelo artigo 59 e 68 do Código Penal. pesa-lhes em contrário os testemunhos policiais. por sua vez. disse ser garçom. fixo-lhe a pena base em 5 (cinco) anos de reclusão e pagamento de 500 (quinhentos) dias-multa. foram interrogados às fls.br/autenticacao/validaDiario. por infração ao artigo 33. A materialidade restou comprovada por meio do auto de apresentação e apreensão de fls. exige pronta e exemplar punição). o crime previsto no art. e passa a assumir que teria sido apreendida uma porção de droga em sua posse. Considerando as circunstâncias judiciais ditadas pelo artigo 59 e 68 do Código Penal. que estava sob a responsabilidade da acusada Luana. 343/2006 (Lei de Drogas). nos termos do art. visualizaram vários indivíduos em cima de uma laje. Registra antecedentes (fls.tj. PELO EXPOSTO. Vejamos que embora a acusada alegue ser usuário de drogas desde os seus 16 anos. a acusada muda o rumo de suas declarações. diante de todo o contexto probatório devem os acusados serem condenados pelo crime de tráfico.html sob o número 138 Ano 2012 . 626. pelo envolvimento de menores de idade. Os acusados foram notificados e apresentaram defesa preliminar. imputa não saber que o local onde trabalhava era conhecido como boca de fumo. 42 da Lei Antidrogas que dispõe que a natureza e a quantidade da substância entorpecente devem influenciar na fixação da pena. e após ser solto. imputando. qualificados nos autos. Alexandre Marcel Silva Escrivão Judicial Substituto Proc. que o acusado arremessou da laje um tubo que continha 06 invólucros de cocaína. à conduta social (reprovável). A defesa requereu a absolvição.OAB/RO 4553. alega conhecê-lo apenas de vista. 07/08. personalidade (evidencia desvio de personalidade. Assim. o qual. que o dono do Bar seria Joseani. Citados. e subsidiariamente a desclassificação para o art. 343/06. oportunidade em que ao serem abordados. perfazendo uma pena definitiva de 06 anos e 05 meses de reclusão e 640 diasmulta. 67 (onze mil seiscentos e vinte e seis reais e sessenta e sete centavos).e . também nega a autoria.OAB/RO 433-A. perfazendo 05 anos e 06 meses de reclusão e 550 dias-multa. e concluiu o ensino fundamental. 138/2012 . 113/114. aos motivos (ditados pela ganância de obter lucro fácil e imediato).RO 179 Advogados: JOSÉ LUIZ XAVIER FILHO OAB/RO 2545. são uníssonos ao afirmarem que já possuíam informações de que no local dos fatos se dava o comércio de entorpecentes.trazer consigo . contrariamente. 40.droga. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. VI. 40. com a incidência da causa de aumento. c/c art. 72/74). e disse que trabalhava no bar onde as drogas foram apreendidas. inclusive. depois de liquidado.a sociedade . e encontraram um tubo de cor laranja contendo 06 invólucros de cocaína e outra porção grande embaixo de uma tábua no quintal do bar. que ela trazia consigo e tinha em depósito. endereço: https://www2.

contrariamente. e que para pagar faria a . após. no Presídio Ênio Pinheiro. 138/2012 .: 0005223-77. 33. N. A acusada Maria. Os réus foram postos em liberdade no decorrer da instrução. a acusa foi selecionada juntamente com outras mulheres. com fundamento no art. 8. 243.da droga. Arlen José Silva de Souza Juiz de Direito Proc. com fundamento no art. 22.não incentivou nem contribuiu para a prática do crime. E mais. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. PEQUENA QUANTIDADE DE DROGA. III.segunda-feira. APLICAÇÃO NO PATAMAR DE 1/3 (UM TERÇO). A materialidade restou comprovada. 0501 Ação: Procedimento Especial da Lei Antitóxicos(Réu Preso) Autor: Ministério Público do Estado de Rondônia Denunciado: Eduardo Souza Lima. fixando-a. nos termos do § 4º do art. 43. e os valores à ACUDA. do pagamento da multa. Porém. o acusado Eduardo. Eduardo. Porém quanto a Joseani. indicativo de que aquelas medidas não são socialmente recomendáveis. sexta-feira. atento ao disposto no art. em 01 (um) ANO.gov. 67 (três mil quatrocentos e cinquenta e um reais e sessenta e sete centavos). quando chega em juízo. ambos da Lei n. depois de liquidado. CONSTITUCIONALIDADE DECLARADA PELA CORTE ESPECIAL DO STJ. para leilão. arquive-se. O fato era que a ré. alegando que teria aceitado transportar droga para o presídio e entregar ao seu filho para que ele sanasse uma dívida que possuía lá dentro. perfaz o valor de R$ 3. motivo pelo qual. Com relação aos objetos e valores apreendidos. 27 de julho de 2012. 451. o que destoa de suas próprias alegações. confessou ter pedido a sua mãe que entrasse com droga no Presídio para lhe entregar. oportunidade em que ela retirou os 59. relegando os bons princípios de convivência). Processo HC 153125 / MG 2009/0220559-0 Relator Ministro OG FERNANDES Data do Julgamento 02/03/2010 Ementa: TRÁFICO DE DROGAS. 22. decreto. Parágrafo único da Constituição Federal e art. em razão do mesmo ter sido novamente preso em flagrante em virtude do tráfico. que deverá ser feito em 10 dias do trânsito em julgado. 11. 343/06. 3g de cocaína que portava.tj. da Lei nº 11.correria . VI da Lei de Tóxicos (envolvimento de menor). por meio do auto de apresentação e apreensão de fl. pois que as circunstâncias do art. porém.OAB/RO 3561 FINALIDADE: Intimar o advogado da seguinte SENTENÇA: Trata-se de ação penal que se imputa aos acusados Eduardo Souza Lima e Maria Lúcia de Souza. reduzo a pena em 2/3 (dois terços). personalidade (evidencia desvio de personalidade. notoriamente tida como droga de uso proscrito. §3º. endereço: https://www2. a denúncia foi recebida. o apenado Eduardo. 33. CAUSA ESPECIAL DE DIMINUIÇÃO DE PENA PREVISTA NO ART. os acusados foram interrogados em juízo. 11 (onze) MESES e 10 (dez) DIAS de reclusão. 24 e do Exame Químico Toxicológico Definitivo de fls. 343/06.a sociedade . o qual.ro. que seria entregue ao seu filho.419/06. destinando os bens ao CONEN. e as consequências do crime. sua perda em favor do Estado. Ora. que ela mesma retirou do interior de sua vagina. Neste sentido. DECIDO. esta também restou comprovada nos autos. 33. 343/2006 (Lei de Drogas). 42 da Lei Antidrogas que dispõe que a natureza e a quantidade da substância entorpecente devem influenciar na fixação da pena. 59 assim o determinam. pois a acusada poderia ter tomado inúmeras providências. por sua vez. Determino a incineração da droga. Os acusados foram notificados e apresentaram defesa preliminar. c/c art. o crime previsto no art. demonstra ser um risco a segurança. mas por preencher os requisitos legais. às circunstâncias. 40. Relativamente à autoria. 63. e pagamento de 580 (quinhentos e oitenta) dias-multa. Em sede de alegações finais. nestes autos. É o relatório. no dia 20/4/2012. Aumento em 1/6 pela incidência da causa de aumento. segundo consta na denúncia. 2012.html sob o número 138 Ano 2012 . prontamente confessou sua autoria.br/autenticacao/validaDiario. e não merece respaldo o pedido da defesa para absolvição por inexigibilidade de conduta diversa. 40. e caso posto de novo em liberdade. exige pronta e exemplar punição). E neste sentido apontam todos os testemunhos dos Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. Inutilmente. da Lei 11. Maria Lúcia de Souza Advogado: Celivaldo Soares da Silva . o Ministério Público requereu a condenação dos réus.RO 180 pela ganância de obter lucro fácil e imediato). Além da expressa vedação pela lei de tóxicos. para entregar ao seu filho. que constatou que a substância apreendida trata-se de cocaína. Os condenados deverão iniciar o cumprimento da pena privativa de liberdade em regime fechado. se tivesse a intenção apenas de proteger o seu filho.DJE. sob pena de inscrição em dívida ativa. consequências do crime (as piores em razão dos efeitos nefastos causados pela droga). após informações de que mulheres estariam transportando drogas para as visitas. em definitivo. do CP. na fase policial ela descreveu sua conduta delitiva. determino a expedição de MANDADO de prisão em seu desfavor. 0501 Classe: Procedimento Especial da Lei Antitóxicos(Réu Preso) Autor: Ministério Público do Estado de Rondônia Denunciado: Eduardo Souza Lima. 343/06. nem integre organização criminosa. como garantia da ordem pública. §4º DA LEI Nº 11. Isentos os condenados das custas. prevista no art. para uso nas trabalhos realizados junto aos apenados. especialmente em razão de suas condutas sociais. quando interrogada na fase policial. Maria Lúcia de Souza SENTENÇA: Vara: 1ª Vara de Delitos de Tóxicos Processo: 0005223-77. o acusado tentou eximir a corré. em suas partes íntimas. A defesa requereu para Eduardo a plicação de pena mínima. Inviável a substituição ou suspensão da pena de Luana em razão da natureza do crime e também em razão das circunstâncias que se deram os fatos. qualificados nos autos. por inexigibilidade de conduta diversa. caput. oportunidade em que confessou estar portando drogas. pois. em razão de estar devendo dinheiro a traficantes. Cumpra-se as comunicações legais e demais providências de praxe. estava transportando droga. poderá voltar a cometer crime. concedo a Luana o direito de permanecer em liberdade até o trânsito em julgado desta DECISÃO condenatória. os motivos. Porto Velho-RO. perfazendo 05 anos e 10 meses de reclusão. provados serem produto do tráfico. alegando que ela não sabia que se tratava de droga. REDUÇÃO NA FRAÇÃO MÁXIMA DE 2/3 (DOIS TERÇOS). 2012. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Saem intimados. motivo pelo qual. Citados. fixo-lhe a pena base em 5 (cinco) anos de reclusão e pagamento de 500 (quinhentos) dias-multa. 33. comportamento da vítima (a vítima . a exemplo das medidas citadas pelo Ministério Público em alegações finais. 8. Considerando que a ré é tecnicamente primária e não consta que se dedique a atividades criminosas. nos termos da denúncia. E a defesa de Maria requereu a absolvição. através de HC concedido em 2º grau. passa a alegar que o que ela pensava que iria transportar era dinheiro. diferente do cometimento de crime. PROIBIÇÃO DE SUBSTITUIÇÃO DA PENA CORPORAL POR RESTRITIVA DE DIREITOS. que sentido faz que uma pessoa vá lhe dar certa quantia em dinheiro para sanar dívidas de terceira pessoa? Além do que. CONSTRANGIMENTO ILEGAL EVIDENCIADO. e não droga. e pagamento de 190 (cento e noventa) dias-multa ao valor já fixado.

depois de liquidado. Aumento em 1/6. fixando-a. 33. Determino a incineração da droga. reduzo a pena em 1/2 (metade). arquive-se. não concluiu o ensino médio. ambos da Lei 11.gov. E mais. Assim. Ao réu EDUARDO SOUZA LIMAO réu tem 25 anos. concluiu o ensino médio. 07/08.ro. sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar. na sua maioria. devem os acusados serem condenados pelo crime de tráfico. perfaz o total de R$ 14. personalidade (evidencia desvio de personalidade. fixo-lhe a pena base em 05 (cinco) anos de reclusão e pagamento de 500 (quinhentos) dias-multa. consequências do crime (as piores. consequências do crime (as piores. da Lei 11. 0501 Classe: Ação Penal . cerca de 59. §3º. aos antecedentes (favoráveis). e as demais circunstâncias da prisão. do CP. 27 de julho de 2012. a maneira como a substância estava embalada. por estar sendo praticado no interior de presídio. 8. Ficam intimados. porém. exige pronta e exemplar punição). personalidade (evidencia desvio de personalidade. primeiro em razão dos efeitos nefastos causados pela droga. pois que as circunstâncias do art. Considerando que a ré é tecnicamente primária e não consta que se dedique a atividades criminosas. E mais. e também já por tráfico de drogas. 40. pela incidência do art. que em virtude da considerável quantidade de droga. 012. 42 da Lei Antidrogas que dispõe que a natureza e a quantidade da substância entorpecente devem influenciar na fixação da pena. comportamento da vítima (a vítima . 3g de cocaína. perfaz o total de R$ 6. é solteira. altamente voltada ao mundo do crime. e sua conversão em preventiva. 61. em definitivo. por infração ao artigo 33. em 02 (dois) ANOS e 11 (onze) MESES de reclusão. Cumpra-se as comunicações legais e demais providências de praxe. fixo-lhe a pena base em 05 (cinco) anos de reclusão e pagamento de 500 (quinhentos) dias-multa. à conduta social (altamente reprovável). O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. sendo este patamar suficiente à reprovação de sua conduta. do Código Penal. 343/06. Arlen José Silva de Souza Juiz de Direito Antonia Lucitânia P. da Lei de drogas. Lei 11.trazer consigo .e . às circunstâncias. sexta-feira. Isentos os réus das custas. da Lei de Tóxicos (estabelecimento prisional). em atenção ao disposto na Súmula 231 do STJ. art. disse ser costureira. nos termos do § 4º do art.a sociedade . pela incidência do art. comprovada a conduta imputada e considerando. aos motivos (ditados pela ganância de obter lucro fácil e imediato). 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . Maria Lúcia foi solta mediante HC. primeiro em razão dos efeitos nefastos causados pela droga. caput. III. N. e pagamento de 290 (duzentos e noventa) dias-multa ao valor já fixado. julgo procedente a pretensão punitiva deduzida na denúncia e. 138/2012 . br Processo: 0064545-67.tj.br/autenticacao/validaDiario.não incentivou nem contribuiu para a prática do crime. depois de liquidado. contrariamente. 42 da Lei Antidrogas que dispõe que a natureza e a quantidade da substância entorpecente devem influenciar na fixação da pena. Cantanhêde de Vasconcellos ENDEREÇO eletrônico: pvh2juri@tjro. 33.adquirir droga. Agravo em 01 ano de reclusão e 100 dias-multa em virtude da reincidência específica. Cumpria pena à época dos fatos no presídio Ênio Pinheiro. c/c art. I. por consequência. Os condenados deverão iniciar o cumprimento da pena privativa de liberdade em regime fechado. relegando os bons princípios de convivência). sob pena de inscrição em dívida ativa. e segundo. agravada pelo fato de desafiar a segurança e insistir no cometimento de crime ainda encarcerado). para o pagamento da multa. contrariamente. 33 (quatorze mil quinhentos e treze reais e trinta e três centavos). atendendo à culpabilidade (plena consciência da ilicitude do seu ato. condeno EDUARDO SOUZA LIMA e MARIA LÚCIA DE SOUZA. 343/06. considerando as circunstâncias judiciais ditadas pelo artigo 59 e 68 do Código Penal. 40. III. endereço: https://www2. por estar sendo praticado no interior de presídio. relegando os bons princípios de convivência).RO 181 agentes penitenciários. que deverá ser feito em 10 dias do trânsito em julgado. 67 (seis mil e doze reais e sessenta e sete centavos). Recomendo o réu Eduardo na prisão onde se encontra. após. o qual. 40.a sociedade .segunda-feira. comportamento da vítima (a vítima . Desta forma. perfazendo 05 anos e 10 meses de reclusão e 580 dias-multa. é amasiado. 61/68). nem integre organização criminosa. da Lei de Tóxicos (estabelecimento prisional). exige pronta e exemplar punição). 22. e segundo. na ausência de outras causas modificadoras. O valor da multa. jus. às fls. sobretudo. igualmente em estabelecimento prisional (fls.html sob o número 138 Ano 2012 . Porto Velho-RO.419/06. À ré MARIA LÚCIA DE SOUZAA ré tem 50 anos. Nessas condições. pois já condenado por homicídio duas vezes.DJE. Não registra antecedentes. III. 09/10 e 91. Passo a dosar-lhes a pena.crime doloso contra a vida Procedimento: Júri Parte Autora: Ministério Público do Estado de Rondônia Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. 2008. local que deveria ser livre da prátia de crimes). com fundamento no art. motivo pelo qual. caput. Veras Escrivã Judicial 2ª VARA DO TRIBUNAL DO JÚRI 2º Cartório do Tribunal do Júri 2º Cartório do Tribunal do Júri Juiz de Direito: José Gonçalves da Silva Filho Escrivã Judicial: Sandra Mª L. desfavoráveis. que são. 59 assim o determinam. local que deveria ser livre da prátia de crimes). quantidade de droga apreendida. aos antecedentes (desfavoráveis). atento ao disposto no art. concluo que estão presentes os elementos do tipo previsto no artigo 33. aos motivos (ditados pela ganância de obter lucro fácil e imediato ainda encarcerado). PELO EXPOSTO. pois nesta condição foi processado e continuam presentes os pressupostos e fundamentos que ensejaram a manutenção da prisão em flagrante. Assim. Aumento em 1/6. visando a comercialização. na modalidade . 343/06. no interior de estabelecimento prisional. 513. perfazendo 07 anos de reclusão e 700 dias-multa.não incentivou nem contribuiu para a prática do crime. atendendo à culpabilidade (plena consciência da ilicitude do seu ato. às circunstâncias. à conduta social (altamente reprovável). considerando as circunstâncias judiciais ditadas pelo artigo 59 e 68 do Código Penal. impede a redução no máximo. atento ao disposto no art. a qual torno definitiva. agravada pelo fato de desafiar a segurança e tentar entrar com objeto ilícito em estabelecimento prisional). Deixo de atenuar em razão da confissão. perfazendo 06 anos de reclusão e 600 dias-multa. por ter fixado a pena base no mínimo legal. concedo-lhe o direito de permanecer em liberdade até o trânsito em julgado desta DECISÃO condenatória.

quinta-feira. Esse ato deverá ser feito por meio de advogado. Leonilson Macedo Farias. onde a violência. Porto Velho-RO. que tem a seguinte redação: “Na resposta. Noberto Amaral Filho. João de Lima Fontinele Advogado: Ermógenes Jacinto de Souza (OAB/RO 2821). vulgo “Léo” ou “Paraíba”. Denunciado como incurso no art. indique o ENDEREÇO do acusado na Comarca para qual pretende transferir-se e cumprir as apresentações em Juízo. o juiz nomeará defensor para oferecê-la. Diligencie-se. a grave ameaça a pessoas foi exercida mediante o emprego de arma de fogo. inciso IV. Além disso. ser-lhe-á então nomeado Defensor Público que atua nesta Vara. requereu a revogação da sua prisão preventiva. c/c arts. filho de Everaldo dos Santos e de Maria Vilma dos Santos. 22. nos termos do art. N. Jhonata Lima Carvalho. quanto à ausência de fundamento para a manutenção da prisão preventiva. Declarando o acusado não ter advogado nem condições financeiras para constituí-lo. provas pretendidas e rol de testemunhas com suas qualificações. oferecer documentos e justificações. Consequentemente. Roberto Carlos. §3º do CPP. Sebastião da Silva Lima. artigo 312 do CPP). até no máximo 8 (oito). 0501 Ação: Liberdade Provisória com ou sem fiança (Criminal) Requerente: Wesley Silva Prestes Advogado: Renner Paulo Carvalho (OAB/RO 3740) SENTENÇA: VISTOS etc. (Art. FINALIDADE: Citar o acusado acima qualificado para responder à acusação que lhe foi imputada na denúncia. também não assiste razão ao segregado. O Ministério Público pronunciou-se pelo indeferimento do pedido (fls. por conveniência da instrução criminal. cujo nome será declinado no momento da citação. resumindo-se. Joilson Este diário foi assinado digitalmente consoante a Lei 11. artigo 5º LVII). mister a presença de alguns requisitos preVISTOS em lei. já que vigora em nosso sistema penal o princípio da presunção de inocência (CF. Alexsandro Macedo e Nailson Serrão. 8. Jonas Cordeiro Bessa. Julimilson Sousa de Oliveira. 121. D E C I D O. 26 de julho de 2012.html sob o número 138 Ano 2012 . persistem os pressupostos ensejadores da decretação da prisão processual. Alexsandro Macedo Pinheiro. Nailson Serrão Souza. 312. dentro do prazo estabelecido. 2012. ainda. DESPACHO: VISTOS. Relatei brevemente. especificar as provas pretendidas e arrolar testemunhas.ro.Porto Velho/RO – CEP 76. para que se mantenha alguém na prisão. § 2º. prova da materialidade do delito. o crime que se imputa ao requerente foi praticado em concurso de pessoas. 2012. 408 do CPP).: 0009950-79. No caso em exame. Antônio da Silva Almeida. o homem que ainda não foi julgado. pois.tj. Lucivaldo Batista Moraes Castro. e 29 do Código Penal. indícios suficientes da autoria (pressupostos) e uma das hipóteses seguintes: ‘garantia da ordem pública. José Ribamar dos Santos. já que a autoridade policial comprovou a ocorrência do fato delituoso e há indícios suficientes de autoria. para atender-se a uma necessidade social. Praça Marechal Rondon – Centro . OBSERVAÇÃO: O acusado não tendo defensor poderá comparecer na sede do Juízo. justificações. antes da DECISÃO final. 138/2012 .br/autenticacao/validaDiario. Antônio Genilson Machado da Silva. 0501 Ação: Ação Penal .DJE. Porto Velho. o acusado poderá arguir preliminares e alegar tudo o que interesse a sua defesa. Defiro o requerimento de fls. sustentando. 14. II. Franklin Francisco de Carvalho. 22. br Processo: 0004388-89. O documento eletrônico pode ser encontrado no sítio do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia. a fim de que o Defensor Público da Vara responda à acusação. Entende a doutrina que a prisão cautelar é um ‘mal necessário’. daí por que considera ausentes os fundamentos da sua manutenção da prisão processual.segunda-feira. qualificando-as e requerendo sua intimação. nascido aos 22/10/1984. quando necessário”. aos casos em que é necessária. Assim. 1ª VARA CRIMINAL 1º Cartório Criminal Sugestões ou reclamações. inocente ou culpado. qualificado nos autos. Roberto Carlos Pereira Lira. sob pena de indeferimento.gov. Proc. que a sua prisão se deu ao arrepio das hipóteses previstas no art. brasileiro. Como é cediço. Arlen José Silva de Souza Juiz de Direito.Procedimento Ordinário Autor: Ministério Público do Estado de Rondônia Denunciado: Carlos Moisés Maia da Silva. Silvan Oliveira dos Santos. 406. Aduziu. por escrito. jus. Antônio Luis Soares Silva. no prazo de 10 (dez) dias. Manoel Nascimento do Rosário. em Campina Grande/PB. Expeçam-se as CARTA s Precatórias. 30 de julho de 2012 Tribunal de Justiça . 54/58). conforme deflui dos relatos das vítimas colhido na delegacia onde procederam ao reconhecimento pessoal do requerente. Intime-se o Defesor do acusado Jonas Cordeiro. 8. quais sejam. 801-030. pelo necessário. ou para assegurar a aplicação da lei penal’ (fundamentos. endereço: https://www2. De outro lado. Sede do Juízo: Fórum Criminal Desembargador Fouad Darwich Zacharias. Conforme consta nos autos. Elielson Silva do Nascimento. Wesley Silva Prestes. porquanto se prende. da ordem econômica. para que em 48 (quarenta e oito) horas.419/06. apresentando a resposta. do Código de Processo Penal. em síntese. solteiro. Herbert da Conceição Nilo. 27 de julho de 2012 Rinaldo Barbosa de Melo Chefe de Cartório Sandra Maria Lima Cantanhêde de Vasconcellos Escrivã Judicial Messias Tim. ADVERTÊNCIA: Ao acusado citado que não constituir advogado ou àquele que constituir mas não apresentar a resposta no prazo legal. a prisão antes do trânsito em julgado de SENTENÇA penal condenatória é medida de exceção em nosso ordenamento jurídico. 985 com relação aos denunciados Norberto Amaral.RO 182 Réu: Leandro dos Santos. Ismael Carlos Silva Freitas. que possui residência fixa e exerce profissão lícita. façam-nos pessoalmente ao Juiz ou contate-nos via internet ENDEREÇO eletrônico: Escrivão: phv1criminal@tjro. não procede a alegação de que não estão presentes os pressupostos para a decretação/manutenção da prisão preventiva. Cícero Furtado da Silva. munido dos documentos.

2012. finalmente. sob pena de revogação do benefício. em síntese. com apoio no 350 do CPP. existir prova bastante da ocorrência dos fatos noticiados no auto de prisão em flagrante e indícios suficientes de autoria. incisos I e II. ARQUIVEM-SE. ofereceu resposta à acusação no dia 02/07/012. nos autos principais (IP ou ação Penal). ainda que fixada no patamar mínimo . DECIDO. arquivem-se estes autos. Expeça-se alvará de soltura. DECIDO. Porto Velho-RO.419/06. 2012. se por outro motivo não tiver que permanecer preso. a periculosidade do requerente vê-se demonstrada.tj. fixada em R$ 1.: 0009947-27. Arlen José Silva de Souza Juiz de Direito Proc. terça-feira. 22. P. I. sem fiança. Nestes casos a jurisprudência é pacífica ao assentar que mesmo a primariedade. 24 de julho de 2012. imputand