Os novos condes...

de Guimarães

Senhas do Dr. Jorge Sampaio – Fundação Cidade de Guimarães

E VIVA PORTUGAL!!!!!!!!!
CONTRA FACTOS...
Reencaminhem, p.f., ao maior nº de contactos possível! É imperioso e urgente que o nº máximo possível de Portugueses tomem conhecimento destas vergonhas!!! Verdadeiro crime social!!! (entre muitos outros). Folha salarial da Fundação

Guimarães

Cidade de

Folha salarial (da responsabilidade da Câmara Municipal) dos administradores e de outros figurões, da Fundação Cidade de Guimarães, criada para a Capital da Cultura 2012: - Jorge Sampaio - Presidente do Conselho de Administração:

14.300 € (2 860 contos) mensais + Carro + Telemóvel + 500 € por reunião - Carla Morais - Administradora Executiva 12.500 € (2 500 contos) mensais + Carro + Telemóvel + 300 € por reunião - João B. Serra - Administrador Executivo 12.500 € mensais + Carro + Telemóvel + 300 € por reunião - Manuel Alves Monteiro - Vogal Executivo 2.000 € mensais + 300 € por reunião Todos os 15 componentes do Conselho Geral, de entre os quais se destacam Jorge Sampaio, Adriano Moreira, Diogo Freitas do Amaral e Eduardo Lourenço, recebem 300 € por reunião, à excepção do Presidente (Jorge Sampaio) que recebe 500 €. Em resumo: 1,3 milhões de Euros por ano (dinheiro injectado pelo Estado Português) em salários. Como a Fundação vai manter-se em funções até finais de 2015, as despesas com pessoal deverão ser de quase 8 milhões de Euros!!! Reparem bem: Administradores ganhando mais do que o PR e o PM!

Esta obscenidade acontece numa região, como a do Vale do Ave, onde o desemprego ronda os 15 % !!!

Alguém acredita em leis anticorrupção feita por corruptos?

Será que a Sra Merkel sabe disto? Ou será que ela também tem esquemas iguais?... O Dr Jorge Sampaio e outros com a idade dele, não estariam melhor a jogar golfe ou sentados a ver as imagens da selva no National Geografic? E o Governo a pagar €300,00 mensais a enfermeiros contratados por 7 horas diárias para os Centros de Saúde!...

A impureza Partidária è transversal à Sociedade Politica Portuguesa.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful