Você está na página 1de 2

Fumar maconha na adolescncia diminui QI na vida adulta

Danos memria e ateno so maiores quanto mais jovem for o usurio Adolescentes que fumam maconha podem se tornar adultos menos inteligentes, segundo um novo estudo feito em conjunto por pesquisadores britnicos e neozelandeses. Os resultados, publicados na revista cientfica americana "Proceedings of the National Academy of Sciences" (PNAS), apontam que o quoeficiente de inteligncia, o famoso QI, sofre uma reduo pelo uso contnuo da planta da espcie Cannabis sativa. Foram avaliadas 1.037 pessoas (52% homens) nascidas entre 1972 e 1973 na cidade neozelandesa de Dunedin. A maioria foi acompanhada dos 3 aos 38 anos de idade. De acordo com os autores da Universidade de Otago, na Nova Zelndia, da Universidade Duke e do Kings College de Londres, ambos no Reino Unido, o prejuzo psicolgico e cognitivo ligado a reas como ateno, raciocnio e memria maior entre os usurios mais jovens. Os pr-adolescentes tambm tendiam a se tornar usurios persistentes anos mais tarde. Segundo os cientistas, liderados pela pesquisadora Madeline Meier, os efeitos txicos da maconha sobre o crebro continuaram se manifestando no dia a dia mesmo depois da interrupo do uso, de os indivduos passarem por anos de educao formal e de evitarem outras drogas incluindo as lcitas, como o lcool. Os problemas cognitivos foram relatados tambm por pessoas que conheciam bem os voluntrios. De acordo com os autores, como a interrupo ou a diminuio do consumo deCannabis no foi capaz de restaurar completamente o funcionamento cerebral, isso

pode estar ligado ao fato de a adolescncia ser uma fase de grande desenvolvimento do rgo. Os pesquisadores concluem, ento, que deve haver um esforo conjunto para retardar o incio do uso da maconha, na tentativa de minimizar seus danos inteligncia. G1