P. 1
Tundra, Campo, Deserto, Florestas Boreal, Temperada e Tropical

Tundra, Campo, Deserto, Florestas Boreal, Temperada e Tropical

|Views: 3.230|Likes:

More info:

Published by: Ana Carolina Vilhena on Aug 29, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/24/2013

pdf

text

original

UNIVERSIDADE DE CUIABÁ – UNIC CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CAMPUS NOVA OLÍMPIA

ANA CAROLINA SILVA VILHENA ELCYANNA BATISTA FEU

BIOMAS TERRESTRES

NOVA OLÍMPIA/MT 2011

...............18 .....6 DESERTO..................14 3 CONSIDERAÇÕES FINAIS.............................................06 2............................................................................................3 FLORESTA TEMPERADA..........5 CAMPO.....13 2.............2 FLORESTA BOREAL..............04 2...................................................04 2.....................................................................................................................................02 2 BIOMAS TERRESTRES.........................................................................08 2.......................................................................................1 TUNDRA......................................................................................................................................................................................4 FLORESTA TROPICAL..................................................................................11 2................17 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.....................................................................................................2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO..........................................

Classificação dos Ambientes Existem três tipos de biociclos: epinociclo. em alguns casos. os campos e os desertos. Bioma da Mata Atlântica. Epinociclo O epinociclo é o biociclo terrestre. É o conjunto dos seres vivos que vivem sobre terra firme e apresenta quatro biócoros bem distintos: as florestas. as populações de organismos da fauna e da flora interagindo entre si e interagindo também com o ambiente físico chamado biótopo. Com o passar dos anos. vida. exemplos: • • • Bioma da Floresta Amazônica. Bioma Cerrado a savana do centro-oeste brasileiro. a fitofisionomia. Alguns exemplos de biomas que apresentam a biócora savana: • • • • Alguns exemplos de biomas que apresentam o biócoro campo: • • • Alguns exemplos de biomas que apresentam o biócoro deserto: . serem caracterizados de acordo com a existência ou não de fogo natural. Bioma Serengueti nas savanas da África. O termo "Bioma" (bios. o solo e a altitude. Bioma Pantanal a savana alagada do centro-oeste brasileiro. talassociclo e limnociclo. Bioma pradarias.3 1 INTRODUÇÃO Biomas são um conjunto de diferentes ecossistemas. A biócora floresta aparece em diversos biomas diferentes. a definição do que é um bioma passou a variar de autor para autor. Podem. massa ou grupo) foi utilizado pela primeira vez em 1943 por Frederic Edward Clements definindo-o como uma unidade biológica ou espaço geográfico cujas características específicas são definidas pelo macroclima. Bioma Pampas gaúcho no sul do Brasil. e oma. Bioma estepes. que possuem certo nível de homogeneidade. Bioma Caatinga a savana seca do nordeste brasileiro. as savanas. São as comunidades biológicas. ou seja. Bioma da Taiga.

os peixes. rios e lagos de água doce e corrente. O talassociclo apresenta três biócoros distintos: • Biócoro da zona nerítica. Exemplo: Bioma batial do arquipélago de Fernando de Noronha. Limnociclo O limnociclo é o biociclo dulcícola. mariscos etc. é o conjunto dos seres vivos que vivem em água doce e apresenta dois biócoros distintos: • O biócoro das águas lênticas: Águas lênticas são águas paradas como pântanos.000 metros abaixo da superfície dos oceanos. que vai de 200 a até 2000 metros de profundidade. • O biócoro das águas lóticas: Águas lóticas são águas correntes como riachos. Bioma Deserto da Líbia. Biócoro da zona abissal. Exemplo: Bioma nerítico do arquipélago de Fernando de Noronha. brejos. por exemplo. . corais. O benton são os seres vivos que passam a maior parte do tempo parados afixados nas rochas ou enterrados na areia do fundo dos mares e oceanos como. nécton e benton. poças d’ água e lagoas de água doce e parada. • Exemplo: Bioma abissal do arquipélago de Fernando de Noronha. por exemplo. ou seja. tanto como o fitoplâncton quanto o zooplâncton. os golfinhos etc. exemplo 'bioma do Rio Amazonas. bioma do Rio Tietê etc. Talassociclo O talassociclo é o biociclo marinho. bioma da lagoa da Messejana etc. Bioma Deserto de Calaári. na Ilha de Santa Catarina. ostras. • Biócoro da zona batial. ribeirões. o nécton são os seres vivos macroscópicos que nadam livremente como. que vai de 2000 a até o fundo do oceano em profundidades que variam em torno de 11. Bioma Deserto da Arábia. exemplo bioma da Lagoa da Conceição. É o conjunto dos seres vivos que vivem em água salgada representados pelo plâncton. O plâncton são seres microscópicos.4 • • • • Bioma Deserto do Saara. que vai da superfície a até 200 metros de profundidade.

com uma duração do dia muito curta não excedendo a temperatura os -6ºC. No entanto são muito parecidas. que significa planície sem árvores. Tendo como principal diferença a razão pela qual são tão frias. e é justamente essa característica que dá a tundra suas feições naturais. Canadá e Groelândia. Durante as longas horas de escuridão a neve que . apresentando um clima polar. Alguns cientistas consideram existir dois tipos de tundras: Tundra Ártica e Tundra Alpina.1 TUNDRA O termo Tundra deriva da palavra finlandesa Tunturia. Alasca. O solo permanece gelado e coberto de neve durante a maior parte do ano. Sibéria. pedras e gelo.5 2 BIOMAS TERRESTRES 2. O permafrost é um solo típico das regiões antárticas composto por terra. recebe pouca luz e pouca chuva. frio e seco. Sua profundidade pode alcançar até mais de 1 metro e ele é totalmente impermeável. Apresenta invernos muito longos. É o bioma mais frio da Terra. que em uma tradução literal significa “sempre congelado”. Situada próximo do pólo norte. O solo da tundra é chamado de permafrost. A Tundra Ártica surge a sul da região dos gelos polares do Ártico e estendese pela Escandinávia.

A duração do dia é muito longa e ocorre uma explosão de vida vegetal. No Verão. Existem também algumas aves como a perdiz-das-neves e a coruja-das-neves. entre 15 e 25 cm. nas regiões mais baixas. que tem a duração de aproximadamente 2 meses. o que permite que animais herbívoros sobrevivam . Estes por sua vez constituem o alimento de outros animais. Apesar de a precipitação ser pequena. As quantidades de precipitação são muito pequenas. devido às condições climáticas que impedem que as plantas cresçam em altura. musgos. lebres árticas. As plantas com raízes longas não se podem desenvolver. a Tundra apresenta um aspecto úmido e encharcado. devido aos fortes ventos. a matéria orgânica decompõe-se muito lentamente e o crescimento da vegetação é lento. renas e lemingues. pois o subsolo permanece gelado. forma-se então charcos e pequenos pântanos.6 vai caindo acumula-se. em virtude da evaporação ser muito lenta e da fraca drenagem do solo. como as temperaturas são muito baixas. raposas árticas e lobos. carnívoros. obrigando os animais a permanecerem junto ao solo e apenas a procurar comida para se manterem quentes. A vegetação predominante é composta de líquenes. incluindo a neve derretida. a camada superficial do solo descongela.bois almiscarados. Por outro lado. como os arminhos. em que a duração do dia é cerca de 24 h e a temperatura não excede os 10 ºC. . mas a água não consegue infiltrar pelas camadas inferiores se encontrarem geladas. ervas e arbustos baixos.

como um pêlo espesso. Embora as temperaturas médias costumem ser muito baixas. camadas de gordura sob a pele e a hibernação. sobretudo aves e mamíferos. A maioria dos animais. insetos. alces. bois almiscarados e lobos árticos. o que as ajuda a evitar o ar frio. migrando. existe uma grande variedade de plantas que vivem na Tundra Ártica. para regiões mais quentes. onde se desenvolvem somente musgos e liquens. pequenos roedores. como os ursos polares. Encontram-se animais como as cabras da montanha. O solo apresenta uma boa drenagem e não apresenta permafrost.7 Uma adaptação que as plantas destas regiões desenvolveram é o crescimento em maciços. Os animais que ali vivem permanentemente. no Inverno. Os répteis e anfíbios são poucos ou encontram-se completamente ausentes devido às temperaturas serem muito baixas. em regiões aonde a . Apesar das condições inóspitas. o subsolo não fica congelado o ano inteiro. apenas utilizam a Tundra no curto Verão. com altitudes excessivas é muito fria e ventosa e não tem árvores. 2. Já na Tundra Alpina encontra-se em vários países e situa-se no topo das altas montanhas. Quanto à vegetação predominam pequenos arbustos e plantas herbáceas. desenvolveram as suas próprias adaptações para resistir aos longos e frios meses de Inverno.2 FLORESTA BOREAL Também conhecida como Floresta de Coníferas ou floresta de Taiga é um tipo de floresta tipicamente do hemisfério norte do planeta. exceto nos cumes mais altos.

Aparecem. não . pobre em nutrientes e cobre-se de folhas e agulhas caídas das árvores tornando-se ácido e impedindo o desenvolvimento de outras plantas. que é muito curto e úmido e os dias são longos. As árvores demonstram a existência de adaptações ao meio. Estas florestas são frias e recebem pouca precipitação. então. As estações do ano são duas. morcegos. raposas.8 temperatura chega a -54ºC e raramente passa dos 21ºC. musgos. Os animais aqui existentes são alces. Inverno que é muito frio longo e seco havendo precipitação sob a forma de neve e os dias são pequenos e Verão. renas. Embora haja precipitação. 40-100 cm anualmente. o solo gela durante os meses de Inverno e as raízes das plantas não conseguem água. Tal como na tundra. veados. e ao sul com a Floresta Temperada. Muitas aves migradoras vêm até à floresta para nidificar e alimentar-se desses insetos. podem começar de imediato a realizar a fotossíntese. O clima é subártico. por transpiração. O solo é fino. lebres e aves diversas como. Sendo de folha persistente. Abrange a Ásia. América do Norte e Europa e está limitada ao norte com a Tundra. com ventos fortes e gelados durante o ano todo. esquilos. conservam. a energia necessária à produção de novas folhas e assim que a luz solar aumenta. a perda de água. líquenes e alguns arbustos. no entanto. por exemplo. pica-paus e falcões. lobos. ursos. A adaptação das folhas à forma de agulhas limita. Também a forma cônica das árvores contribui para evitar a acumulação da neve e a subsequente destruição de ramos e folhas. As florestas boreais demoram muito tempo a crescer e há pouca vegetação rasteira. quando a temperatura baixa. coelhos. Os charcos e pântanos que surgem no Verão constituem um ótimo local para a procriação de uma grande variedade de insetos.

por causa da queda das suas folhas no período do Inverno. ou ainda.3 FLORESTA TEMPERADA Típico de certas regiões da Europa e do leste da América do Norte. répteis devido ao grande Muitos animais. 2. Outros ficam. sobretudo aves. Que muito das vezes ajuda o animal a camuflar-se e a proteger-se dos seus predadores. Japão. abaixo da floresta boreal. floresta caducifólia. Austrália e extremidades da América do Sul onde o clima é temperado e as quatro estações do ano são bem delimitadas. encontrando-se adaptados através das penas. Por vezes adaptam-se à mudança de estação através da mudança de cor das suas penas ou pêlos. Situa-se.9 aparecem frio. Também conhecida como floresta decídua temperada. migram para climas mais quentes assim que a temperatura começa a baixar. pêlos e peles espessas que os protegem do frio. .

As raízes das plantas penetram o solo alguns metros e adicionam matéria orgânica quando morrem. sobretudo nos primeiros horizontes do solo. por isso. uma cor mais escura. Abaixo da camada rasteira encontra-se o solo da floresta. como as de folhas largas que se mantêm verdes todo o ano. pelas minhocas e outros animais pequenos. desde as coníferas e árvores com folhas largas caducas. nas florestas tropicais. que possuem. ao processo natural de decomposição das folhas que vai enriquecendo o solo em nutrientes. A acumulação de matéria orgânica dá-se. sobretudo. Uma camada de arbustos. O solo destas florestas é muito rico em nutrientes devido. . nas tundras. Há vários tipos de florestas temperadas. na Primavera e no Verão. cujas folhas se encontram transformadas em agulhas. embora apresentem também árvores de folha persistente. A energia solar que vai incidindo nas regiões de florestas temperadas é maior do que. por exemplo. Os índices pluviométricos atingem médias entre 75 a 100 centímetros por ano. fazem do solo uma esponja. e consegue atingir mais facilmente o solo. Embora predominem as árvores. com cerca de 8 metros a 30 metros de altura. existem também arbustos e plantas herbáceas. típicas da Flórida e Sul da Nova Zelândia. cujas copas formam uma cobertura contínua. A vegetação apresenta variações sazonais e o seu crescimento ocorre. desde grandes árvores até plantas rasteiras. com cerca de 5 metros. mas as árvores de folha caduca são predominantes. que conserva água e minerais.10 As temperaturas médias anuais são moderadas. A terra que já foi coberta de floresta temperada é então muito boa para a agricultura. Os espaços deixados pelas raízes mortas e pelos fungos. A cobertura vegetal pode apresentar até quatro estratos. Nas florestas temperadas chega a haver quatro camadas de vegetação: • • Uma camada de árvores. embora a temperatura média vá cariando ao longo do ano. A vegetação das florestas temperadas é variada. sobretudo. pois existem espaços maiores entre a copa das árvores do que.

Aparecem ainda muitos invertebrados Exceto no inverno. além de pequenos mamíferos arborícolas (que vivem nas árvores) como esquilos e arganazes. . as demais abandonam seus territórios e se reúnem em bandos. o silêncio começa a invadir a floresta. entre eles os veados. Em relação a fauna. raposas. cobertas por uma camada de folhas caídas. leões da montanha e doninhas. à procura de abrigo em florestas ou nos vales dos rios. ou ainda como organismos dormentes ou semidormentes. Os ursos que adquiriram gordura durante todo o verão mantêm a temperatura do corpo. Os mamíferos se protegem do frio em troncos ocos. muitos insetos. As aves também estão presentes nessa floresta. os esquilos tagarelam e gritam e as rãs e os insetos fazem o coro nas noites de verão. mais de 75% das aves emigram. como as corujas. na primavera as aves anunciam seus territórios. que florescem tipicamente na primavera antes das árvores refazerem as frondes (copa). quando a vida volta à floresta. a floresta é um lugar barulhento. A maioria dos insetos e de outros invertebrados abandona as árvores e arbustos e migra para o solo. javalis. Quando chega o outono. répteis e aves diversas. que consiste de musgos e hepáticas. a floresta abriga várias espécies de mamíferos. para emergir na primavera. Os morcegos hibernam.11 • • A camada de capins e outras plantas herbáceas (não lenhosas). Muitas espécies sobrevivem somente em forma de ovos ou outros estágios imaturos. A camada rasteira. Geralmente.

4 FLORESTA TROPICAL As florestas tropicais também conhecidas como florestas fluviais abrigam uma das maiores biodiversidades do mundo. isto significa que 20% das terras do planeta ainda estão com razoável cobertura vegetal. apesar das tentativas dos seres humanos em destruí-las. são encontradas espécies únicas de fauna e flora. Encontramos este tipo de floresta em regiões situadas. A maior incidência de florestas tropicais ocorre nas seguintes regiões: África (bacia do rio Congo e Libéria). . Somando-se todas estas áreas temos aproximadamente 17 milhões de km² de florestas tropicais. América do Sul (Floresta Amazônica e Mata Atlântica). Bornéo e costa norte da Austrália). Laos. 2.12 Mesmo que as florestas temperadas não apresentam uma biodiversidade a se comparar com as florestas tropicais. Ásia (Vietnã. América Central. Camboja e Tailândia) e regiões da Oceania (Nova Guiné. em sua grande maioria. na faixa entre os trópicos.

O uso de plantas para se produzir remédios. A maior parte de nitrogênio. borboleta. capivara. . em média. paca. tamanduá-bandeira.Calor quase o ano todo. Suas principais características são: . fezes e cadáveres de animais mortos. lontra (ariranha). macacoaranha. cálcio e de outros nutrientes que ao invés de ficarem no solo.Mamíferos típicos de florestas tropicais: mico-leão-dourado. mutum-preto. Estas árvores possuem.Umidade elevada em função do alto índice pluviométrico (média de 1300 mm de chuvas por ano). pombo. de 30 a 50 metros de altura.Biodiversidade riquíssima com grande quantidade de espécies vegetais e animais. garça. . tucano. orangotango. essências de perfumes. . os solos são deficientes em minerais. . .13 Bromélias e Tucanos são alguns exemplos de flora e fauna de uma floresta tropical. trazem prejuizos para esse bioma . besouros.Insetos típicos de florestas tropicais: gafanhoto.Grande presença de sombra.Comemora-se em 17 de julho o Dia de Proteção às Florestas. esses solos são chamados lateritas. impenetráveis que não podem ser cultivadas depois de uma ou duas estações. . . frutos. De regra. Devido a deficiência desses nutrientes os solos das florestas tropicais são pobres para a agricultura. pois as árvores encontram-se muito próximas umas das outras. mosca-dragão. com temperaturas médias anuais de 20° C. grilo. Muitos são constituídos de argila vermelha. matérias-primas para a produção de vestimentas. fixam-se nas plantas. Os solos das florestas tropicais são geralmente pouco férteis. corantes. sofre erosão rápida ou forma crostas espessas. porco do mato (cateto).Pássaros típicos de florestas tropicais: papagaio.Solo com cobertura de húmus (de 30 a 50 cm). pica-pau. arara. Algumas curiosidades sobre as florestas tropicais . Muitas destas espécies são ainda desconhecidas do ser humano. proveniente da decomposição de folhas. cegonha. onça-pintada. Quando o solo laterítico é desmatado. . pavão. fósforo. insumos para a indústria alimentícia ou ainda o corte de árvores feitos de maneira incorreta.

ao plantio de soja e trigo (que diminui a . com verão muito quente e inverno rigoroso. do Sul.5 CAMPOS Localização: porte Flora como cerrado leões. que apresenta clima subtropical. enquanto os campos limpos (estepes úmidas) são típicos da Região Sul. pois é formada basicamente por roedores. No Brasil encontra-se esse tipo de bioma em dois lugares distintos: os campos de terra firme (savanas de gramíneas baixas) são característicos do norte da Amazônia. Fauna: Varia em cada região. composta por arbustos e grama e poucas árvores espaçadas. Roraima. e no Pampas cerrado da há o América veado. nas savanas há mamíferos de grande lobo-guará Vegetação pouco exuberante. Os campos sulinos. do elefantes Brasil. conhecidos como pampas ou pradarias. felinos e aves. Sua biodiversidade animal é bastante típica. por exemplo. mas não muito rica. Ilha do Bananal e Ilha de Marajó. Pará. abrangem o centro-sul do estado do Rio Grande do Sul. Muitas áreas desse bioma já foram descaracterizadas pela ação humana. devido à pecuária extensiva (que desgasta o solo).14 2.

O solo do deserto é principalmente composto de areia. porém. os desertos têm a reputação de serem capazes de sustentar pouca vida. Aproximadamente 20% da superfície continental da Terra são desérticos. ocupando apenas lugares em que a pouca água existente pode se Animais do Bioma Arara-Azul Cachorro Vinagre Capivara Cateto Ema Jaguatirica Urubu Raposa do Campo . Comparando-se com regiões mais úmidas isto pode ser verdade. Os processos de erosão eólica (isto é. é rala e espaçada.6 DESERTO Deserto. em geografia. As terras baixas podem ser planícies cobertas com sal. os desertos frequentemente abrigam uma riqueza de vida que normalmente permanece escondida (especialmente durante o dia) para conservar umidade. Paisagens de solo rochoso são típicas. Os desertos algumas vezes contêm depósitos minerais valiosos que foram formados no ambiente árido ou que foram expostos pela erosão. Por serem locais secos. examinando-se mais detalhadamente. é uma região que recebe pouca precipitação pluviométrica. Sua vegetação é constituída por gramíneas e pequenos arbustos. As paisagens desérticas têm alguns elementos em comum. e refletem o reduzido desenvolvimento do solo e a escassez de vegetação. perda de matéria orgânica e desertificação). provocados pelo vento) são importantes fatores na formação de paisagens desérticas. os desertos são locais ideais para a preservação de artefatos humanos e fósseis. Como consequência. Quadro com exemplos da fauna e flora dos campos brasileiros: Arvores Nativas Cabreúva Canafístula Açoita-Cavalo Cedro Tarumã Erva-Mate Tamboriu Jabuticabeira 2.15 fertilidade do solo) e aos desmatamentos e queimadas irregulares (que causam erosão. e dunas podem estar presentes.

como os gafanhotos ou . por causa do hábito que tem. Os próprios carneiros foram. ainda hoje. de queimar a vegetação a fim de cultivar ou fazer outras utilizações do solo. animais de hábitos alimentares muito especiais. como os escorpiões. pássaros e mamíferos que se alimentam de cactos. responsáveis pela transformação. Rebanhos de ovelhas pastavam no meio dos arbustos e ervas que aí vicejavam em abundancia. Plantas que. a cerca de dois mil anos. os que suportam altas temperaturas e protegem a prole. conseguindo um ambiente úmido. o solo.16 acumular (fendas do solo ou debaixo das rochas). os animais fogem da região ou adaptam-se às novas condições. Pelo menos a maior parte deles foi formulada como conseqüência da ação do homem. Todos esses seres adaptados às condições áridas do deserto formam uma comunidade equilibrada e completa em si mesma. Com essa rápida transformação das matas em desertos. de sementes ou de outros animais aí abundantes como insetos. . como por exemplo. ainda. Vivem no deserto. armazenam grande quantidade de água e animais que. As chuvas arrastam para o fundo dos vales o manto de terra fértil superficial e o deserto progride. aranhas e lagartos. como algumas espécies de ratos ou os que enterram seus ovos. pela sua forma típica de pastar arrancando a vegetação ao invés de cortá-la. mas a principal responsabilidade de desertificação cabe diretamente ao homem. A medida em que o homem foi queimando as matas ou utilizando os prados como pastagem. Na época em que o império romano dominava o mundo ocidental. As maiores regiões desérticas do globo situam-se na África (deserto do Saara) e na Ásia (deserto de Gobi). como o camaleão. o Saara era coberto de vegetação semelhante à das savanas e campos cerrados de hoje. em parte. sem sua cobertura vegetal. não consomem muita água (por suportarem grandes variações de temperatura interna) bastando-lhes a que encontram nas próprias plantas que comem. começou a sofrer os danos causados pela erosão. Principalmente aqueles que cavam tocas no solo. Desertos não existiram sempre na superfície da Terra. como os cactos e outras de aspecto semelhante.

Chile Principais desertos: • Deserto do Saara • • • • • • • Deserto da Arábia Deserto de Kalahari Deserto de Mojave Deserto de Sonora Deserto da Líbia Deserto do Atacama Deserto de Nazca .17 Foto: Deserto do Atacama .

vegetação e animais. . tornando possível o desenvolvimento de variadas espécies. solo. com o passar dos anos chegaremos a situações que veremos que. onde encontramos hoje uma das maiores florestas num futuro próximo poderemos encontrar um deserto mudando completamente a vida dos seres ali existentes e muitos serão levados a extinção podendo ainda algumas espécies nem terem sido descobertas. Tendo cada uma suas particularidades em relação a clima. Apesar de toda essa diversidade muitas florestas estão se tornando escassas devido à poluição e degradação provocada principalmente pelo ser humano.18 CONSIDERAÇÕES FINAIS Vimos que o nosso planeta é rico em ecossistemas que formam os mais diversos tipos de florestas. cada uma com seu nicho ecológico.

htm Portalsãofrancisco .com/geografia/florestas_tropicais.com Acesso em: 21/03/2011 Site: http://www.uevora.br/alfa/taiga/taiga.infoescola.br/alfa/meio-ambiente-floresta-temperada/florestatemperada.pt Acesso em: 22/03/2011 Site: http://www.com/geografia/tundra.com Acesso em: 22/03/2011 Site: Ihttp://www.com Acesso em: 22/03/2011 Site: http://www.wikipedia.com Acesso em: 22/03/2011 Site: http://www.php Portalsãofrancisco.asp Infoescola.portalsaofrancisco.com Acesso em: 22/03/2011 Site: http://www.portalsaofrancisco.org/wiki/Bioma .com/geografia/taiga-floresta-de-coniferas-ou-floresta-boreal/ Info Escola Acesso: 22/03/2011 Site: http://www.19 REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS Brasilescola.portalsaofrancisco.com.brasilescola.php Sua Pesquisa.br/alfa/meio-ambiente-tundra/ Portalsãofrancisco.com/biomas/floresta-temperada/ infoescola.uevora.com/geografia/taiga-floresta-de-coniferas-ou-floresta-boreal/ Infoescola.com.com Acesso em: 22/03/2011 Site: http://www.com Acesso em: 22/03/2011 Site:http://www.pt/eschola2002/flor_temp.org/wiki/Floresta_tropical Wikipédia a enciclopédia livre Acesso em: 22/03/2011 Site: http://pt.htm Wikipédia a enciclopédia livre Acesso em: 22/03/2011 Site: http://pt.infoescola.minerva.htm Bioma dos Campos Acesso: 22/03/2011 Site: http://www.wikipedia.br/especiais/biomas/popBiomaCampos.com.com Acesso em: 22/03/2011 Site: http://www.educacional.com.com/biomas/deserto/ Minerva.suapesquisa.infoescola.infoescola.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->