Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco - IFPE

Exame de Seleção / VESTIBULAR IFPE 2012 CURSOS SUPERIORES
Redação Língua Portuguesa ...... de 01 a 10 Língua Estrangeira........ de 11 a 15 Matemática .................. de 16 a 25 Física.............................. de 26 a 30 Química........................ de 31 a 35 Biologia......................... de 36 a 40 Historia.......................... de 41 a 45 Geografia ...................... de 46 a 50

DATA – 11/12/2011 (DOMINGO)

ATENÇÃO
1. 2. 3. 4. Leia todas as instruções antes de iniciar a prova. Preencha seus dados pessoais. Autorizado o início da prova, verifique se este caderno contém 2 (duas) propostas para a Redação, a folha de rascunho da Redação e 50 (cinquenta) questões conforme discriminação acima. Se não estiver completo, exija imediatamente do fiscal da sala outro exemplar. Responda apenas às questões da Língua Estrangeira que você optou no ato da inscrição. No texto da prova de redação, deverão ser observados os seguintes critérios:  adequação ao tema proposto.  adequação às normas gramaticais.  coerência, coesão e clareza na exposição das idéias.  atendimento ao número de linhas, mínimo de 20 e máximo de 25. Será atribuída nota 0 (zero) na prova de redação, se:  a folha-resposta estiver identificada por assinatura, rubrica ou qualquer outro identificador, bem como se for entregue em branco.  houver fuga total a um dos temas propostos.  o candidato destacar o canhoto da parte superior da folha de redação. Ao receber a folha-resposta objetiva e a da Redação, confira o seu nome e o número de inscrição. Qualquer irregularidade comunique imediatamente ao fiscal da sala. Para marcar a folha-resposta, utilize caneta esferográfica com tinta na cor preta ou azul, e faça as marcas de acordo com o modelo: Preencher assim Marque apenas uma resposta para cada questão, pois só há uma única resposta correta. A questão que for marcada com mais de uma resposta, ou rasurada, será anulada. Se a Comissão Organizadora do Exame de Seleção / Vestibular 2012 verificar que a resposta de uma questão é dúbia ou inexistente, a questão será posteriormente anulada e os pontos, a ela correspondentes, distribuídos entre as demais. Não risque, não amasse, não dobre e não suje a folha-resposta. Os fiscais não estão autorizados a emitir opinião, nem prestar esclarecimentos sobre o conteúdo das provas. O caderno de provas e a folha-resposta deverão ser devolvidos ao fiscal da sala. A prova terá início às 09h 00min e deverá ser concluída até as 13h 00min. Por razões de segurança do concurso, o candidato só poderá deixar o local de realização da aplicação das provas, 1 (uma) hora após o seu início. Os fiscais não estão autorizados a fazer retificações de qualquer natureza nas instruções ou enunciados de questões das provas. Apenas e, exclusivamente, o CHEFE DE PRÉDIO, pessoalmente, é que poderá comunicar alguma retificação. O IFPE não se responsabilizará por objetos ou valores portados, esquecidos, danificados ou extraviados nas dependências dos locais de aplicação das provas. Todos os materiais impressos, entregues aos candidatos no dia da prova, deverão ser devolvidos na íntegra, pois pertencem ao IFPE. O gabarito oficial será divulgado 2 (duas) horas depois do encerramento das provas, no Sítio www.ifpe.edu.br . Será facultado ao candidato apresentar recurso, devidamente fundamentado, relativo ao gabarito e/ou ao conteúdo das questões. O recurso deverá ser interposto até 24 (vinte e quatro) horas após a divulgação do gabarito oficial, dirigido à Comissão do Exame de Seleção/Vestibular 2012, e entregue no endereço constante do subitem 5.1.1 do Manual do candidato. Não será aceito recurso via postal, via fax ou correio eletrônico ou interposto por procurador. Divulgação dos aprovados a partir de 05/01/2012 no Sítio www.ifpe.edu.br . Fique atento ao cronograma de matrícula.

5.

6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18.

19. 20.

Impressão Digital NOME DO CANDIDATO: _______________________________________________________________

R.G. nº ________________

ÓRGÃO: ___________

INSCRIÇÃO nº ___________________

ASSINATURA: ________________________________________________________________________

PROPOSTAS PARA A REDAÇÃO

PROPOSTA 1 - “Programas de TV: entretenimento ou alienação?”
Leia a charge e a canção abaixo; em seguida, desenvolva um texto argumentativo acerca da proposta acima. Dê um título a sua produção textual.

TEXTO I

TEXTO II Tevê
Zeca Baleiro

Um filme na tevê Um corpo no sofá Um tempo pra moer o vidro do olhar E a vida a passar A vida sempre a passar Passar Olhando a estrela azul azul da cor do mar Comédia comum ou um drama vulgar E a vida a passar A vida sempre a passar Passar Comercial de xampu Cerveja e celular Modelos para crer (Mentiras para crer) e credicard A consumir a consumir A consumir o olhar O olhar Olhando a estrela azul Um quadro a cintilar Vendendo ilusões a quem não pode pagar E a vida a passar A vida sempre a passar Passar

PROPOSTA 2 – “Solidão cibernética: qual é o impacto do atual nível de desenvolvimento tecnológico nas relações interpessoais?” (adaptado) Os textos abaixo deverão orientar sua reflexão acerca do tema proposto. na mesma quadra. TEXTO I Medianeras: Buenos Aires na era do amor virtual (2011)  O filme do diretor Gustavo Taretto conta a história de Martin e Mariana. Só conseguem se relacionar via internet. Eles vivem na mesma cidade. mas nunca conseguem se encontrar. Conhecem-se online. elabore um texto argumentativo e dê um título a ele. em apartamentos um de frente para o outro. Nesse sentido. mas na vida offline se cruzam sem saber da existência um do outro. TEXTO II .

RASCUNHO PARA A REDAÇÃO (Não tem valor para correção) TEMA: OBS: Responda no rascunho e transcreva para a folha-resposta definitiva. .

com “infante”. depois. Por tudo isso(III). “se forem genericamente variáveis”. meu/minha presidente. a) b) c) d) e) A forma “presidenta” assinala o uso de um registro informal da linguagem. Os mais velhos devem se lembrar do que ocorreu com a indiana Indira Gandhi. que ganhou “presidenta”. quanto ao gênero. Ou seja. O mesmo ocorreu com Michelle Bachelet. segundo a lei. contudo. A versão feminina de um nome de cargo destaca com mais força a presença da mulher na sociedade. porém. O uso do termo “presidenta” é autorizado pela evolução histórica da língua. A forma “presidenta” encontra respaldo na lei. Já falamos deste assunto aqui(II). que ganhou o feminino “comedianta”. defendemos a adoção do feminino “a presidenta”. O que identifica o gênero delas é o artigo ou outro determinante: o/a amante. inclusive no Jornal do Commercio. A língua. Começaram chamando-a de “o primeiro-ministro Indira Gandhi”. em 10/11/2010) 1. Ou seja. Texto 1 – A presidente Dilma ou a presidenta Dilma? Laércio Lutibergue Essa é a pergunta que mais temos recebido nos últimos dias por e-mail. e terminaram em “a primeira-ministra”. por exemplo. com “parente”. com base nas ocorrências na imprensa. Dilma Rousseff. os cargos. pelas redes sociais (Twitter e Facebook) e mesmo pessoalmente. . são invariáveis. Certamente o extralinguístico atuou na formação desses femininos. que ganhou “infanta”. com “comediante”. O tempo dirá se nossa intuição estava certa. Neste momento. mas diante do acontecimento do domingo 31 de outubro e da avalanche de perguntas somos obrigados a retomá-lo. A respeito da polêmica linguística debatida no texto. Assinale a alternativa que indica corretamente sua posição. passaram para “a primeiro-ministro”. Na Argentina. Jornal do Commercio do Recife. E hoje alguém tem dúvida de que uma mulher é “primeira-ministra”? A favor de “presidenta” existe também o aspecto legal. que ganhou “parenta”. o/a gerente. no Chile. (Texto publicado na coluna "Com todas as letras". Gramaticalmente as duas formas estão corretas. Muitas vezes ela foge do controle e revela uma face inventiva indiferente às regras. E. Cristina Kirchner começou sendo chamada de “la presidente” e hoje é “la presidenta”. se ajustar ao sexo do funcionário. Apesar de neste momento a maioria. Palavras que vieram do particípio presente do latim. é a mais lógica. pelo que mostra a imprensa. na gramática e no uso. pode ser “a presidente Dilma” e “a presidenta Dilma”. e com “presidente”.749/56 diz que o emprego oficial de nome designativo de cargo público deve. o autor assume um posicionamento discursivo. A imprensa ancora-se no fator extralinguístico ao fazer uso de “presidente”. Intuímos.Prova de Língua Portuguesa O Texto 1 serve de base para as questões 1 a 4. que(V) terminou o mandato como “la presidenta”. sem dúvida “a presidente” é a mais comum. nem sempre é lógica. Há uma explicação para isso(I): a eleição da primeira mulher à Presidência da República. A Lei Federal nº 2. preferir “a presidente”. normalmente terminadas em -ante. O autor apoia o uso dos dois termos respaldando-se na gramática. se olharmos para o passado da língua. -ente e -inte. devem assumir “feição masculina ou feminina”. que ocorrerá no Brasil o mesmo(IV) que sucedeu com dois vizinhos nossos. Isso ocorreu.

No que concerne ao valor semântico e à função sintática dos conectivos do texto. O argumento de exemplificação em todo o texto corrobora com a defesa do termo “presidenta”. Estão corretas. I. marque a alternativa incorreta. o pronome relativo “que” retoma o termo antecedente “Chile”. o pronome demonstrativo “isso” retoma a pergunta polêmica realizada no título do artigo. o pronome demonstrativo “mesmo” antecipa a mudança para o termo “presidenta” na imprensa brasileira. IV. a) Em (I). III e IV II e III II. uma hipótese para se defender o uso do termo presidenta. c) Em (III). d) Em (IV). 4. III. IV e V I e IV 3. Releia o texto e observe as palavras numeradas em destaque. apenas: a) b) c) d) e) I. Assinale a alternativa que aponta corretamente as relações coesivas estabelecidas por esses termos. Quanto aos tipos de argumentos utilizados pelo autor. porém de menor valor argumentativo. . A indicação de que outros países usam a forma “presidenta” é um argumento do senso comum. o advérbio de lugar “aqui” refere-se à coluna que o autor escreve no Jornal do Commercio. argumentos de autoridade. O dispositivo legal e a gramática constituem. a) A conjunção integrante “se” (primeira linha do terceiro parágrafo) indica uma condição. O principal argumento por causa que explica o uso de “presidenta” é o fator extralinguístico. c) A partícula explicativa “ou seja” (terceira linha do sexto parágrafo) introduz uma sequência sinônima ao período anterior. b) A conjunção adversativa “contudo” (primeira linha do quarto parágrafo) nega a visão de que a estrutura da língua é alicerçada apenas na lógica.2. analise as proposições abaixo. II e V I. A referência ao fato de a imprensa não usar o termo “presidenta” é um argumento por prova concreta. II. V. nesse contexto. e) Em (V). d) A conjunção concessiva “apesar” (primeira linha do sétimo parágrafo) introduz uma ideia oposta à da frase anterior. b) Em (II). e) A conjunção integrante “se” (última linha do sétimo parágrafo) atribui um valor hipotético quanto ao uso do termo “presidenta” pela imprensa brasileira. a expressão “tudo isso” remete a todas as informações explicitadas pelo autor ao longo do texto.

As metáforas “fábrica” e “máquina humana” são.1) 5. 2. protagonista da obra. apenas: a) b) c) d) e) I. V. III. Rio de Janeiro. Mulher proletária. II e V II. de certo modo. Os últimos versos do poema sugerem que o trabalho da mulher pode levar sua família à ascensão social. Estão corretas. O trocadilho entre “prole” e “proletária” assinala a função social da mulher no contexto do poema.ed. Jorge de Lima é um poeta representativo da segunda geração modernista. o operário. 1980. v. IV. Os dois últimos versos na primeira estrofe constituem eufemismos das ideias de mortalidade e de trabalho infantil. importante poeta pernambucano da Geração de 45 do Modernismo brasileiro. . encontra dois homens que estão carregando um defunto numa rede. (fabrica filhos) tu na tua superprodução de máquina humana forneces anjos para o Senhor Jesus. um retirante chamado Severino. de João Cabral de Melo Neto. Texto 2 – Mulher proletária Jorge de Lima Mulher proletária — única fábrica que o operário tem. No excerto. ao contrário das máquinas burguesas salvar o teu proprietário. (In: Poesia completa. forneces braços para o senhor burguês. Analise as proposições abaixo acerca dos recursos expressivos que constroem a imagem da “mulher proletária”. II e III II e V I e IV O Texto 3 serve de base para as questões 6 a 8. Nova Fronteira. a tua superprodução.O Texto 2 serve de base para a questão 5. III e IV I. A gradação na segunda estrofe aponta para a submissão da mulher e para a salvação do homem operário. I. Você lerá no Texto 3 um trecho do poema “Morte e vida severina”. há de ver: a tua produção. desveladas pela construção parentética “fabrica filhos”. teu proprietário há de ver. II.

irmão das almas.. a exemplo de “pois” ou “porque”. há uma forma verbal no imperativo que poderia ter como sujeito o pronome pessoal “tu”. irmão das almas.. Ainda em relação ao mesmo verso. IV e V I e III . poder-se-ia utilizar uma conjunção explicativa. o autor quis estabelecer uma relação de oposição entre a profissão e a situação em que “Severino Lavrador” se encontrava. irmãos das almas. quem contra ele soltou essa ave-bala? — Ali é difícil dizer. São verdadeiras. irmão das almas. irmão das almas. c) No quarto verso. tem-se um pleonasmo que foi utilizado como recurso enfático do tipo de morte ao qual foi acometido o lavrador. antes da palavra “sempre”. e) Com “sabeis como ele se chama ou se chamava?”. o retirante demonstra não ter certeza de que o homem na rede estava morto. no primeiro verso. e o que havia ele feito contra a tal pássara? — Ter um hectare de terra. mas já não lavra.essa foi morte morrida ou foi matada?”. irmãos das almas. No que tange à utilização de figuras de linguagem para a construção dos sentidos presentes no texto. de pedra e areia lavada que cultivava. em “Ali é difícil dizer. que há muitas horas viaja à sua morada.”. d) O adjunto adverbial “Ali”. que aparece no mesmo verso. III. foi utilizada uma figura de linguagem conhecida como personificação. III e V III. Em “. Severino Lavrador... — E de onde que o estais trazendo.. irmãos das almas que podia ele plantar na pedra avara? — Nos magros lábios de areia. II. foi utilizado referindo-se ao tipo de morte que teve o defunto. V. sabeis como ele se chama ou se chamava? — Severino Lavrador. embrulhado nessa rede? Dizei que eu saiba. — E o que havia ele feito irmãos das almas. — A um defunto de nada. irmãos das almas.. Tem-se. onde foi que começou vossa jornada? — Onde a Caatinga é mais seca. com a expressão “mas já não lavra”... sempre há uma bala voando desocupada.o que havia ele feito contra a tal pássara?”. irmãos das almas. essa foi morte morrida ou foi matada? (.Texto 3 “— A quem estais carregando. b) Em “Dizei que eu saiba”. IV. apenas: a) b) c) d) e) I. onde uma terra que não dá nem planta brava. irmão das almas. I. II e V I. aparece entre vírgulas e desempenha a função de sujeito da forma verbal “estais”.” 6. — Mas que roças que ele tinha. III e IV II. A única alternativa verdadeira a respeito dos elementos retirados do texto é: a) A expressão “irmãos das almas”. irmão das almas. sempre há uma bala voando desocupada”. no décimo verso transcrito. em que “pássara” foi utilizada como uma metáfora para “bala”. irmão das almas. II. — E foi morrida essa morte. — E sabeis quem era ele. figura de linguagem que consiste em exagerar numa definição quando se pretende enfatizar um conceito.) — E quem foi que o emboscou. plantava palha. “. 7. no terceiro verso. ainda no primeiro verso. os intervalos das pedras. analise as proposições verdadeiras e falsas. Pode-se afirmar que em “Nos magros lábios de areia” ocorre uma hipérbole. irmãos das almas. Em “Ali é difícil dizer.

A Linha e o Linho Lenine É a sua vida que eu quero bordar na minha Como se eu fosse o pano e você fosse a linha E a agulha do real nas mãos da fantasia Fosse bordando ponto a ponto nosso dia-a-dia E fosse aparecendo aos poucos nosso amor Os nossos sentimentos loucos. Qual a única afirmativa verdadeira a respeito do texto “A linha e o linho”? a) No segundo verso. devido ao fato de o conectivo comparativo “como” estar explícito. e) na música. Texto 4 . o cotidiano do casal constituir-se-ia a partir da conjunção entre “agulha” e “fantasia”. da paixão A sua vida o meu caminho. os verbos no gerúndio servem para indicar um amor já existente. o eu-lírico indica que a vida a dois também apresenta percalços. b) “Zig-zag” é uma tentativa de imitação de um som ou ruído natural. o ninho da beleza 9. é falso afirmar em relação aos sentidos expressos pelo Texto 4 que a) b) c) d) o eu-lírico compara a construção de uma vida a dois à arte do bordado. o termo destacado funciona como um adjunto adverbial de modo. nossa toalha de mesa Reproduzidos no bordado A casa. tendo em vista que ela é quem comanda o processo criativo do bordado. a paixão é a responsável pela construção no bordado da vida de uma pétala de rosa. d) Em sentido figurado. no segundo verso. c) O eu-lírico tem a intenção de transmitir seus sentimentos. Em relação à sintaxe dos períodos retirados no texto. nosso amor O zig-zag do tormento. . a ave. a estrada. o possessivo “vossa” pode estar-se referindo apenas ao “irmão das almas”. assim como várias de suas composições. poderíamos dizer que. O pernambucano Lenine é um dos compositores mais representativos da MPB na atualidade. uma submissão do eu-lírico em relação à amada. o sujeito do verbo haver é “muitas horas”. expressões como “colcha de cama” e “toalha de mesa”. 10. c) “um defunto de nada” é sujeito do verbo haver que aparece no mesmo verso. b) Em “há uma bala voando desocupada”.8. uma construção poética e semântica diferenciadas. condutor do defunto. ao condutor e ao defunto. a árvore. no texto. contínuo. reforçam a ideia de que o amor se constrói na convivência. tendo em vista ter sido exigida uma preposição. ou seja. que chamamos de metonímia. perene. nosso amor Nossa colcha de cama. comuns ao ambiente doméstico. por isso faz uso da função poética e de uma linguagem predominantemente denotativa. a correnteza O sol. as cores da alegria A curva generosa da compreensão Formando a pétala da rosa. nos versos 8 (oito) e 9 (nove). “de terra” constitui um objeto indireto do verbo “ter”. nosso amor Você a linha e eu o linho. com “O zig-zag do tormento”. e) Fica clara. ou a ambos. d) No quinto verso. e) Na expressão “Ter um hectare de terra”. Levando-se em consideração a capacidade criativa do autor. é correto afirmar que: a) Em “há muitas horas viaja à sua morada”. não podemos dizer que ocorre uma metáfora. A letra da música “A linha e o linho” possui.

Working students usually work during the day and go to school in the evening. Working Students In places like Canada. 14. In the text. A few students who do not need the money work part time as volunteers in social projects. He is work in restaurants or shops. Many students work part time during the year and full time during their summer vacation. He do work in restaurant or shop. He works in restaurants or shops. Things are different in Brazil. Teens usually work only if their families need money. a few students is the same of: a) b) c) d) e) Some students Many students A lot of students Only one student Several students .Prova de Língua Inglesa O texto a seguir serve de base para as questões de 11 a 15. A synonym for usually is: a) b) c) d) e) Never Sometimes Generally Rarely Hardly ever 15. There are not many part time jobs for students. b) In Canada. The sentence: They work in restaurants or shops in the third person of singular must be: a) b) c) d) e) He work in restaurants or shops. 13. Prescher e Pasqualin. Spain and England many teenagers work only for fun but they hate to work. They work in restaurants or shops. don’t like to work full time. the USA and England e) Many teens in Brazil have different working conditions compared to students in other countries. Brazilian students: a) b) c) d) e) study full time and work full time in social projects. It can be deduced from the text that: a) Teenagers in Brazil work for the same reasons they work in Europe and Canada. the USA. 57) 11. d) Brazilian students have the same routine of students in Canada. work mainly because they need money to help at home. work full time during their summer vacation.Challenge. but they are not many. 12. only part time or during vacation. Spain. He workers in restaurants or shops. always work as baby sitters or dog walkers. – Richmond Publishing p. England and many other countries in Europe it is very common to see teenagers working during their free time. they work as baby sitters or dog walkers. Is that just a cultural difference or is it some kind of prejudice? (Amos. c) In Brazil teenagers work only during their free time and in England they work to give money to their families. the USA. There are many part time jobs for students. Spain. According to the text.

15 y 21) respectivamente son sinónimas de: a) Calle peatonal. Las palabras: “huerto”. d) Jardín. tanto humo y tanta prisa. Ambos. lo que se dice campo. Ignacio: Por cierto . Para Ignacio . Llenarse de harañazos. Tal vez una buena urbanización fuera lo mejor : un chaletito con algunas plantas y un perrito. 11.Prova de Língua Espanhola O texto a seguir serve de base para as questões 11 a 15. ensuciarse. se aburren enseguida. y estuviera bien comunicada. Abriría los ojos sin necesidad de despertador. callos. Ignacio: Pruébalo y ya me contarás. Gertrudis: Yo daría cualquier cosa por vivir en un huerto. Tal vez aguantaras la vida en el campo si te rodearas de recursos tecnológicos – ordenador. abeja y te rocias. Vivir en el campo significa identificarse con la naturaleza: el día para trabajar y la noche para dormir. ¿ qué harías tú. Gertrudis: Todo lo sacas de quicio. Ignacio. culebra y te vistes. para disfrutar de las ventajas de ambos. exponerse al sol. c) Callejón sin salida. macho de la abeja y te untas. apareció un abejorro y un montón de moscas. Llegué a la conclusión que al campo no le gustan los libros. “abejorro” y “te embadurnas” (líneas 5. TEXTO: La dialéctica del vivir en el campo o en la ciudad 1 5 10 15 20 25 30 Gertrudis: No aguanto más tanto ruido. Ignacio: ¿ A qué te refieres ? Gertrudis: A la vida en la ciudad. Ignacio: La verdad es que estoy acostumbrado a todo eso. teatros y cafés. La gente que vive en el campo disfruta de un gran privilegio. que te embadurnas de crema las manos cada vez que te las lavas. Cuando sale el sol se arma un follón infernal. cerquita de cines. Ignacio: No te olvides que los gallos y los perros son los despertadores del campesino. Aguanté exactos cinco minutos: se formaron inmediatamente filas de hormigas. Gertrudis: Lo ideal sería que la casa de campo quedara cerca de la ciudad. La afirmación que no está en consonancia con el sentido general del texto es: a) b) c) d) e) Es propio de la vida en la hacienda armarse un jaleo increíble al amanecer. pasé unas vacaciones en la finca de mi abuelo e intenté hacer eso que dices . Ignacio: Ten en cuenta que cuidar de la naturaleza exige un gran esfuerzo físico. Gertrudis. Ignacio: Algo así. e) Campo. ¿soportarías que se te resquebrajaran y se te llenaran de duricias y rozaduras? Gertrudis: Para eso existen protectores solares y máscaras. Ignacio: Eso. Gertrudis: Pues yo no renuncio a la fórmula mágica. Gertrudis: No digas tonterías. aguantar malos olores. no necesita despertador. Gertrudis: El aire puro y el contacto con la naturaleza todo lo compensa. Tú. b) Patio. tiene que ver con la vida del campesino. 12. alacrán y te sombreas. . con lo noctívaga que eres? Gertrudis: ¡Qué sé yo! Me acostumbraría a leer bastante en medio de los árboles. Los turistas duran poco. Aire puro y plantas. Ignacio y Gertrudis concuerdan en que lo perfecto sería disponer de las comodidades urbanas en el campo. un coche todo terreno – y de algunos empleados. sólo lo soporta el que nace allá o lo trabaja. Pues campo. leer a media mañana en medio de los árboles. por ser noctívaga no tendría dificultad de adaptarse al campo. televisión a cable. regaría y podaría las plantas. grietas. avestruz y te pintas. a media mañana. respiraría hondo todo el día.

tienen respectivamente en portugués.. un pronombre demostrativo.. Quantas senhas poderão ser criadas se forem usados apenas os números primos que aparecem no teclado? a) b) c) d) e) 6 24 80 120 720 . “vagabunda” y “tiras de letra”. un adjetivo demostrativo. Suponha que esta senha seja composta por quatro dígitos distintos. presente en la línea 11 del texto. 14 .. El sustantivo “ noctívaga”. y la expresión “ sacas de quicio”. “Apreciadora da noite” e “interpretas mal”. “vigilante” y “ esquivas sempre”.” (línea 27) en ambos casos “lo” es gramaticalmente : a) b) c) d) e) un complemento directo. La expresión española: “¡Qué sé yo!”. línea 10. “sentinela” y “ deturpas horrivelmente”. um teclado como o da figura abaixo. la acepción de : a) b) c) d) e) “vagalume” y “alteras”. que dá acesso à área por trás dos caixas. Para entrar nessa área. un artículo determinante. En los fragmentos: “... línea 34. un artículo neutro. equivale en portugués a: a) b) c) d) e) “O que é que eu sei !” “Bem sei!” “E eu sei lá!” “O que eu sei é que. Por questão de segurança os bancos instalaram ao lado da maçaneta da porta. cada funcionário tem a sua própria senha.13.lo noctívaga que eres” ( línea 10 ) y “ lo ideal sería .” “Eu.hein!!” Prova de Matemática 16.. 15.

teríamos uma superfície de: a) b) c) d) e) 415m2 420m2 425m2 455m2 475m2 .65 metros de altura.6 metros de comprimento e 0.5 cm de altura. Cada cédula de R$20.08 10. Sérgio instalou em seu banheiro um chuveiro elétrico com uma potência de 2. e cada uma delas toma dois banhos por dia com uma duração de 10 minutos cada banho. P a potência do aparelho em Watt (W).2 metros de largura. O Prof. Paulo percebeu que tinha esquecido de colocar um castelo de pedra para enfeite. Lúcia pediu a seu pai. em kWh. Os dois foram a uma loja especializada e compraram os equipamentos necessários. Colocando todas as cédulas uma ao lado da outra.000 cédulas de R$ 20. H é o número de 1000 horas de uso por dia. para montar um aquário em seu quarto. de um aparelho elétrico usa-se a seguinte expressão: C= P×H×D . inicialmente.17.00 cada um. o Sr.00 que fica. Para se calcular o consumo mensal. Qual o consumo de energia do chuveiro elétrico após 30 dias? a) b) c) d) e) 75 100 125 150 175 18.080 10.000. ele resolveu calcular o volume do castelo. e D é o número de dias de uso por mês. 0. Lembrando-se de suas aulas de matemática.000. o Sr. em que C é o consumo em kWh. A família do professor é composta por cinco pessoas.8 108 1.500W. ele percebeu que o volume do castelo era. criou um novo programa de perguntas e respostas chamado “UM MILHÃO NA MESA”. Com cuidado. Depois que o aquário estava com água. ele colocou o castelo dentro do aquário e percebeu que o nível da água subiu 15cm. As dimensões do aquário eram: 1. O SBT.800 19.00 é um retângulo de 14 cm de base por 6. Depois de efetuados os cálculos. O prêmio máximo é de R$ 1. sobre uma mesa distribuídos em 50 pacotes com 1. Paulo. Nele o apresentador Silvio Santos faz perguntas sobre temas escolhidos pelos participantes. em dm3 : a) b) c) d) e) 1. em parceria com a Nestlé.

Os pontos M e N dividem a diagonal BD em três partes iguais. 4 cadernos e 10 lápis por R$ 62.00 R$ 16. um caderno e um lápis. No triângulo CMN. ele colocou na parte interna do cubo. Nas peças criadas a esfera está inscrita no cubo. A equivalência entre as escalas é obtida por uma função polinomial do 1º grau.00 . e o ponto de ebulição corresponde a 100ºC e 212ºF. Joaquim comprou um terreno em um loteamento numa praia do litoral sul de Pernambuco.20. 3 cadernos e 7 lápis por R$ 44. em que f(x) é a temperatura em grau Fahrenheit (ºF) e x a temperatura em grau Célsius (ºC). um líquido vermelho.00.02ºF 84. O terreno tem a forma de um paralelogramo (figura abaixo) com a base medindo 20 metros e a altura medindo 15 metros. o Sr.00.00 R$ 14. As escalas de temperatura mais conhecidas são Célsius (ºC) e Fahrenheit (ºF). ele vai cultivar flores. Com 1 litro desse líquido o designer pode confeccionar no máximo quantas peças? a) b) c) d) e) 9 12 18 24 27 23. Para comparar os preços unitários dessa papelaria com outras do comércio. Se em um determinado dia a temperatura no centro do Recife era de 29ºC. Com a proximidade do final do ano.2ºF 21. Joaquim destinou para esse cultivo. 3ª) 2 canetas. ou seja.00.00 R$ 18. Qual é a área que o Sr. 2ª) 3 canetas. As três ofertas eram: 1ª) 5 canetas. a temperatura equivalente em grau Fahrenheit (ºF) era de: a) b) c) d) e) 84ºF 84. Nessas escalas. uma papelaria quis antecipar as promoções de material didático para o ano letivo de 2012. e externa à esfera. o ponto de congelamento da água corresponde a 0ºC e 32ºF.1ºF 84. Foram colocados em promoção caneta. Para dar um efeito visual. Um designer criou pesos para papel usando cubos e esferas. Ricardo calculou os preços de uma caneta. caderno e lápis. A soma desses preços é: a) b) c) d) e) R$ 20. em m2 ? a) 37 b) 39 c) 45 d) 48 e) 50 22. que tem aresta medindo 6 cm. 5 cadernos e 3 lápis por R$ 66. O Sr.00 R$ 12.12ºF 84. uma função da forma f(x) = ax + b.

conforme a figura abaixo. em metros: Dados: sen (37º) = 0.4 e a aceleração da gravidade é 10m/s2. Um estudante do Curso de Edificações do IFPE tem que medir a largura de um rio. Qual foi o tempo T que o dinheiro ficou aplicado? Obs. é: a) b) c) d) e) 112 120 256 480 510 . Ele fez uma aplicação financeira a uma taxa mensal (i) de 8%. determinando o ângulo CBA que mede 37º. Um professor.24. esse professor recebeu um montante de R$ 43. C O é o capital.00.0 m de comprimento e 3m de altura. A expressão para o cálculo é CF = CO 1 + i  .16) = 0.03 e log (2. Usando instrumento de ˆ precisão. a partir do ponto B ele visa o ponto C e em seguida o ponto A. em que CF é o montante.60 . distante 100 metros.08) = 0. Em seguida ele caminha de A até o ponto B.00. Nas aplicações financeiras feitas nos bancos são utilizados os juros compostos. Um bloco com massa 8kg desce uma rampa de 5. em joules. O coeficiente de atrito cinético entre o bloco e a rampa é 0.: Use log (1.000. recebeu uma indenização no valor de R$ 20. conhecidos C O e i. Para isso ele toma os pontos A e C que estão em margens opostas do rio. Como CF depende de T.33 a) b) c) d) e) 10 11 12 13 14 Prova de Física 26.200. Após T meses. cos (37º) = 0.75     a) 60 b) 65 c) 70 d) 75 e) 80     25. i é a taxa e T o tempo da T aplicação.80 e tg (37º) = 0. Com isso ele determinou a largura do rio e achou. O trabalho realizado sobre o bloco pela força resultante. temos uma aplicação do estudo de função exponencial. ao deixar de trabalhar em uma instituição de ensino. de tal forma que os segmentos AB e AC são perpendiculares.

vale: Dado: o = 4  . em relação ao eixo principal. Uma bobina chata representa um conjunto de N espiras que estão justapostas. o calor específico sensível no estado líquido é 1/3 cal/g°C. 10-5 T 6 . Apenas dois raios são corretos. Analisando os três raios notáveis de lentes esféricas convergentes. em relação ao eixo principal. Os raios notáveis dependem da posição do objeto. 10-5 T 8 . Os três raios são corretos. Está representada pelo gráfico ao lado a temperatura dessa substância em função da quantidade de calor por ela cedida.27. sendo essas espiras todas iguais e de mesmo raio.0 cal/g. 29. dispostas pela figura abaixo. Uma amostra de determinada substância com massa 30g encontra-se inicialmente no estado liquido. 10-5 T 4 . ao passar do estado líquido a 60°C para o sólido a 10°C a substância perdeu 180 cal. o raio mede 10 cm. Considerando que a bobina da figura abaixo tem resistência de R = 8 Ω. o calor específico latente de solidificação é -1. 10-5 T 9 . 28.m/A (permeabilidade magnética no vácuo) a) b) c) d) e) 2 . possui 6 espiras. a intensidade do vetor indução magnética no centro da bobina. a 60°C. 10-7 T. podemos afirmar que: a) b) c) d) e) Apenas um raio está correto. o calor específico sensível no estado sólido é 1/45 cal/g°C. no vácuo. Analisando esse gráfico. e ela é alimentada por um gerador de resistência interna de 2Ω e força eletromotriz de 50 V. Os raios notáveis dependem da posição da lente. é correto afirmar que a) b) c) d) e) a temperatura de solidificação da substância é 10°C. 10-5 T .

respectivamente.020 e 0.0 g Fibra alimentar 0.980 0.120 0.0 kHz Prova de Química 31.0 kHz 8 cm e 1. Dados: 1F = 96. a) b) c) d) e) 0.1 kcal Glucídios 6.500C e Ni = 59g/mol.6 kHz 4 cm e 4.6 kHz 8 cm e 4. só é possível niquelar uma peça por vez. assinale a alternativa que indica corretamente o tempo gasto para fazer a niquelação das 10 peças. a) b) c) d) e) 16 min e 40 segundos 20 min e 50 segundos 42 min e 20 segundos 35 min.02 0.01 0. não é utilizado apenas para embelezamento das mesmas.0 g Lipídios 0.22 e 0. automóveis.003 . de sódio e potássio. instrumentos cirúrgicos.02g Proteínas 0. em quantidade de matéria (mol/L).34 e 0. Desprezando o tempo necessário para colocação das peças no equipamento. A figura a seguir representa um trecho de uma onda que se propaga com uma velocidade de 320 m/s. O processo de eletrodeposição em peças metálicas como: talheres.6 A.0 kHz 20 cm e 1.029 e 0.015 e 0. mas também para sua proteção contra a corrosão. e 29 segundos 32. São dadas as massas molares. Para niquelar cada uma. e 10 segundos 14 min. repondo líquidos e sais minerais que são eliminados através do suor durante o processo de transpiração. nesse recipiente de 200 mL. em g/mol: Na = 23 e K = 39. Considere um isotônico que apresenta as informações no seu rótulo: TABELA NUTRICIONAL CADA 200mL CONTÉM Energia 21. A amplitude e a frequência dessa onda são. Deseja-se niquelar 10 peças de aço idênticas utilizando-se uma solução de sulfato de níquel II.18g de níquel utilizando uma corrente elétrica de 38. respectivamente: a) b) c) d) e) 20 cm e 8. Bebidas isotônicas são desenvolvidas com a finalidade de prevenir a desidratação. Devido às dimensões reduzidas do equipamento.0 g Sódio 69 mg Potássio 78 mg Assinale a alternativa que corresponde à concentração. gasta-se 1.30.

entre elas: o fenol. Como a reação é exotérmica. usado em 1847 também como anestésico. Qual alternativa indica o pH dessa solução? São dadas as massas molares. argamassa. em g/mol: CaO = 56 e Ca(OH)2 = 74. Funciona como agente floculante no tratamento de água e é ingrediente para fabricação de tintas.33. gesso e asfalto. No livro O SÉCULO DOS CIRURGIÕES. O éter não apresenta ligações pi. éter e clorofórmio. Todos os carbonos do fenol são secundários. o éter comum. IV e V Apenas II. e substitui o hidróxido de sódio em alisadores de cabelos. Hidróxido de cálcio [Ca(OH)2] é uma substância bastante utilizada em diversas áreas. V. II. Um dos processos para a sua obtenção é a reação do óxido de cálcio com água.7 kJ/mol Na obtenção do hidróxido de cálcio. que em 1865 era chamado de ácido carbólico e foi usado pelo médico Inglês Joseph Lister como bactericida. Está(ão) correta(s): a) b) c) d) e) Apenas I Apenas I e II Apenas I. I. em Massachusetts (EUA). o que diminuiu a mortalidade por infecção hospitalar na Europa. conforme mostra a reação abaixo: CaO(s) + H2O(ℓ) Ca(OH)2(aq) ∆H = . o autor enfatiza diversas substâncias químicas que mudaram a história da humanidade. O H C H 3 F e n o l C H 2 é te r O C H 2 C H 3 C l C C l C l o r o fó r m i o C l H Observe as seguintes afirmações em relação às estruturas.68. III e V I. O fenol pode ser chamado de hidróxi-benzeno. pelo cirurgião John Collins Warren como anestésico por inalação que possibilitou a primeira cirurgia sem dor e. Abaixo estão expressas as fórmulas estruturais do ácido carbólico (fenol). a) b) c) d) e) 8 9 10 11 12 34. foram adicionados 2. II. III. o volume preparado foi transferido para um balão volumétrico de 1000 mL e completou-se com água destilada até a aferição. IV e V . mas posteriormente abandonado devido a sua toxidez. por fim. III. o clorofórmio. deixou-se esfriar durante trinta minutos. Em seguida. a reação ocorreu com o consumo total desse óxido. IV.8 mg de óxido de cálcio em um béquer contendo água destilada. A nomenclatura IUPAC do éter é etanoato de etila. O clorofórmio é um haleto orgânico. III. usado pela 1ª vez em 1842. de Jurgen Thorwald.

utiliza uma solução 0.2 mol/L que deve ser acrescentado a esse recipiente para neutralizar o restante da base. V. IV.0g de hidróxido de sódio (NaOH) com pureza igual a 100% e acrescenta 200mL de solução 0. II. bem como. A leucocitose corresponde ao aumento do número de glóbulos brancos no sangue. O sangue humano é constituído por uma parte líquida. III e IV I.2 mol/L do mesmo ácido. foram feitas as seguintes afirmativas: I. O plasma sanguíneo é responsável pelo transporte de nutrientes dos intestinos. II e V . para os demais tecidos. onde são absorvidos. g/mol. do NaOH = 40. Sobre os componentes do sangue citados. IV e V I. III. atuando assim no processo de coagulação do sangue. após medir o pH da solução resultante. no entanto. II e III II. produzindo anticorpos ou fagocitando vírus e bactérias. a) b) c) d) e) 500 mL 300 mL 400 mL 600 mL 900 mL Prova de Biologia 36. Os leucócitos são células anucleadas que atuam na defesa do organismo.1mol/L de HCℓ. Os eritrócitos são as células predominantes no sangue e sua função consiste em transportar oxigênio dos pulmões para os tecidos e dióxido de Carbono no sentido inverso. Os trombócitos são células sanguíneas que liberam tromboplastina. observa que o mesmo encontra-se acima de 7. Estão corretas. III e IV I. apenas: a) b) c) d) e) I. Indique a alternativa que apresenta corretamente o volume de HCℓ 0. Para neutralizar o restante da solução. e uma parte sólida. pelo transporte de hormônios das glândulas que os produzem para os locais onde vão atuar. o plasma. Considere que a massa de NaOH inicial não vai alterar o volume final.35. os elementos figurados. Em um laboratório de tratamento de efluente. Dado: massa molar em. um laboratorista pretende desprezar uma sobra de 8.

e a vacinação consiste em estimular a produção de antígenos pelo paciente. Quando for comprovada a sua eficácia. Considere a figura do coração humano abaixo esquematizado. principalmente na região Norte do Brasil. antígenos específicos para induzir à produção de anticorpos. transmitida pela picada de insetos vetores. como forma preventiva da doença.37. c) A malária é causada por um parasita do sangue. assinale a única afirmativa correta: a) A malária é uma doença endêmica do Norte do Brasil e a vacinação consiste em injetar. d) Embora a vacinação seja um método eficiente no combate a várias doenças como a malária. seriam medidas suficientes para minimizar os efeitos da doença em questão. pesquisadores formados em São Paulo e que trabalham na Universidade de Nova York. Os brasileiros que mudaram as regras do jogo ajudando a criar um mundo novo .uma eficiente forma de prevenção da doença -. um protozoário do gênero Plamodium. b) A malária é transmitida aos humanos pelo mosquito do gênero Anopheles. . o uso de medidas simples pela população. A vacina em questão está sendo desenvolvida por Ruth e Victor Nussenzweig. É epidêmica. nas pessoas que se deseja imunizar. o sangue venoso sai do ventrículo direito pela artéria pulmonar e segue em direção aos pulmões. Sobre a figura apresentada.Revista VEJA. e) Como a bactéria causadora da malária é transmitida através da tosse e espirros da pessoa contaminada. e a vacinação consiste em injetar no paciente acometido anticorpos específicos para destruir o agente patogênico. d) As veias cavas chegam ao átrio direito do coração conduzindo o sangue venoso recolhido de todo o corpo. b) Na grande circulação. podem-se fazer todas as afirmações abaixo. além da vacinação . o sangue arterial sai do ventrículo esquerdo pela artéria Aorta. edição 2232. inoculando-o com o próprio agente patogênico. em torno de 250 milhões de pessoas deixarão de ser infectadas anualmente – e pelo menos 1 milhão de mortes poderão ser evitadas em todo o mundo”. e) Tanto as veias cavas como as pulmonares transportam sangue venoso para o coração. sem efeitos colaterais para o ser humano. tais como lavar bem as mãos antes das refeições e lavar bem os alimentos. exceto: a) Na circulação pulmonar. Sobre a malária. 38. Nele se podem observar os vasos sanguíneos que chegam ao coração e que dele saem. de 31 de agosto de 2011. a produção e a utilização de vacinas na prevenção de doenças. c) O sangue arterial chega ao átrio esquerdo do coração por meio das veias pulmonares. a população deverá evitar aglomerados humanos que é a forma mais comum de propagação da malária. levando Oxigênio a todas as partes do corpo. “A vacina contra a malária está em fase final de testes. principalmente os ingeridos crus.

Interação harmônica interespecífica necessária à sobrevivência em que as duas espécies são beneficiadas. Interação desarmônica interespecífica quando um organismo mata e devora outro. essa quebra se dá pela ação de enzimas hidrolíticas liberadas durante o percurso do bolo alimentar pelo tubo digestivo. Em um Ecossistema. Interação harmônica intraespecífica quando os indivíduos se mantêm ligados uns aos outros com ou sem divisão de trabalho. A sincronização entre a passagem do alimento e a liberação de enzimas nos humanos é feita pela ação de alguns hormônios. conduzido até ao estômago. Interação desarmônica intraespecífica em que um organismo mata e devora outro. convertendo-as em moléculas simples para serem absorvidas. b) O hormônio gastrina é produzido no estômago e atua na vesícula biliar estimulando a liberação de bile. III. alimentação. IV. Analise as descrições de interações ecológicas a seguir: I. levado ao pâncreas. c) O duodeno libera o hormônio secretina que. A digestão consiste na quebra de moléculas complexas.39. Algumas são vantajosas sem nenhuma forma de prejuízo para a outra (harmônicas). direta ou indiretamente com outros. a liberação de bile para o duodeno. a) O hormônio secretina é produzido no duodeno. consequentemente. e) O hormônio colecistocinina produzido no fígado estimula as contrações da vesícula biliar e. Essas interações são as mais diversas possíveis. estimulando a secreção do suco gástrico. V. d) É o hormônio enterogastrona que. Sobre esses hormônios e suas respectivas ações. e há aquelas que causam alguma forma de dano ou de prejuízo (desarmônicas). Interação harmônica interespecífica em que um organismo tira benefícios de outro para proteção. produzido no intestino delgado. todos os seres vivos interagem. estimula a liberação de suco pancreático. II. Na espécie humana. sem lhe causar qualquer forma de dano ou prejuízo. assinale a única afirmativa correta. . é transportado ao estômago onde estimula a liberação do suco gástrico. ocorrendo entre indivíduos de mesma espécie (intraespecíficas) ou entre espécies diferentes (interespecíficas). A alternativa que apresenta corretamente o nome dessas interações é: a) b) c) d) e) I canibalismo predatismo mutualismo predatismo canibalismo II comensalismo canibalismo predatismo canibalismo predatismo III sociedade colônia sociedade colônia comensalismo IV colônia comensalismo comensalismo mutualismo sociedade IV mutualismo mutualismo colônia comensalismo mutualismo 40. etc.

III e IV I. Jan Huss e Martinho Lutero faziam parte do mesmo movimento de contestação ao poder da Igreja Católica na Europa seiscentista.com/tag/guine-bissau/) Ambas as manchetes falam de grupos sociais e de problemas que perduram desde o início da colonização das terras americanas pelos portugueses. II e III 42. permitindo uma leitura individualizada fiel da Bíblia. contudo Lutero foi o único que realmente traduziu a Bíblia direto do grego. sendo retomadas apenas após a Revolução Industrial. responda corretamente: a) O contato inicial dos portugueses foi com as populações indígenas residentes. Tendo como base esses contestadores da ordem católica e sua relação com a liberdade que o acesso ao conhecimento permite. teólogo alemão. Ed.) Os originais do Livro de Isaías e outros Manuscritos do Mar Morto já podem ser consultados na internet com alta resolução e tradução imediata. e produtos e riqueza para os índios. IV e V III. IV. Estão corretas. 02/12/2009. a barreira do analfabetismo e a dificuldade financeira em adquirir o livro sagrado do cristianismo foram fatores que pararam as traduções. IV e V I. 98-99). II. em Revista Veja. Martinho Lutero (1483-1546). (adaptado de O Profeta Digital.. levando a uma liberdade de consciência maior. O teólogo inglês John Wycliff (1320-1384) traduziu a Bíblia para o seu idioma como forma de acessibilizar os escritos religiosos e dar maior liberdade de consciência aos fieis. Observe as manchetes abaixo: Garimpeiros invadem terras ianomâmis e disparam contra índios em Roraima (O Globo.asp) Pescadores resgatam 2 refugiados africanos em Maceió fevereiro 27. e) Trabalho compulsório. d) Com a chegada dos africanos escravizados. os africanos começaram a chegar em levas sucessivas para substituir totalmente o trabalho dos índios. III. 2237. apenas: a) b) c) d) e) I. III e IV II. teólogo. ano 44. II. traduziu o Novo Testamento para o idioma germânico. .. John Wycliff. considere as afirmações abaixo: I. III. também traduziu a Bíblia para o idioma tcheco. b) A relação indígena-português foi inicialmente baseada na troca: trabalho para os portugueses. A matéria nas páginas da Revista Veja expõe o constante interesse em ter acesso direto aos documentos para se ter uma leitura e compreensão deles sem interferência alheia. mas já era usada pelos reformadores religiosos do final da Idade Média. nº 40. fato que possibilitou uma relação pacífica e duradoura entre os grupos. Tanto africanos quanto indígenas foram submetidos ao sistema escravista na forma de objeto de trabalho para o sistema produtivo europeu do século XVI. aos índios foi possível conviver pacificamente com os europeus e seus descendentes. (. PP.globo. São Paulo. c) Da segunda metade do Quinhentos. Essa necessidade foi estabelecida a partir do movimento Renascentista no século XVI europeu. Jan Huss (1369-1415).wordpress. enquanto os outros dois traduziram-na do latim. 2010 (http://refunitebrasil. Sobre o período colonial e sobre esses povos.Prova de História 41.com/cidades/mat/2009/12/02/garimpeiros-invadem-terrasianomamis-disparam-contra-indios-em-roraima-915013955. Apesar do ideal Humanista expresso nos trabalhos dos tradutores da Bíblia para as línguas nacionais. http://oglobo. seguidor da Bíblia de Wycliff. fato que acabou levando-o à fogueira da Inquisição. V.

Paraíba. As indenizações da guerra se tornaram impagáveis devido ao seu altíssimo valor para um país recém-saído de um confronto bélico derrotado. II. Contudo. III e V d) II. Os conflitos terminaram com a vitória das elites sulistas e a manutenção territorial da nação. III. ano 44. II e IV b) I. Em referência à II Guerra Mundial. arcaram com o pagamento de pesadas indenizações em dinheiro. II e V c) I.)” (Adaptado de Revista Veja. foram contratados militares estrangeiros como o inglês Lorde Cochrane. apenas: a) I. IV e V e) II e III . o texto traz um problema que existe desde 1919. Em 1822 o Brasil se torna. A manutenção da Independência após 1822 foi conseguida à custa de muito esforço de guerra. a qual possibilitasse aos germânicos uma rápida recuperação e a retomada de seu papel de consumidores das mercadorias britânicas.) a Grécia lembrou-se de cobrar uma dívida antiga. IV e V 44. atraindo as demais províncias do norte: Rio Grande do Norte. A França queria uma paz severa que impossibilitasse um reerguimento militar da Alemanha. oficialmente. São Paulo. fato que os norte-americanos mais exigiram no Tratado de Versalhes. proposta elencada nos famosos 14 pontos de Woodrow Wilson. III. a culpa e a indenização aos aliados. Piauí e Ceará. fator que gerou uma luta interna entre as elites do norte e do sul. IV. aconteceu. III e V c) I. analise as afirmativas abaixo: I. a briga política chamada de Confederação do Equador. A consolidação do Brasil independente foi um processo que envolveu a política externa: convencimento e pagamento a Portugal. V. III e IV d) II.. aceitação da Inglaterra. Estão corretas. Em 1824. os países Aliados contavam com o dinheiro alemão para pagar suas próprias dívidas contraídas com os empréstimos feitos aos ingleses. A perda das colônias alemãs na África criou o sistema de Mandatos. II e III b) I. reconhecimento dos Estados Unidos. perdedores das duas Grandes Guerras. Sobre a I Guerra Mundial e a derrotada Alemanha. Maranhão. ou não. O Tratado de Versalhes limitou territorialmente a Alemanha. O conflito buscava autonomia sem desligamento do poder central do sul. p.. durante a Guerra. Estão corretas. V. mecanismo pelo qual os Aliados tomaram-nas sem admitir abertamente que as estavam tomando. 100). lutando militarmente para pacificar regiões de contestações ao poder central... Estando o Brasil ainda sem um exército nacional. pois estavam mais próximos comercialmente de Portugal do que do novo país. n 40.43. IV. analise as proposições abaixo: I.. enquanto a Inglaterra propunha uma paz mais branda. apenas: a) I. um Estado Nação independente de sua antiga metrópole portuguesa. e estabelecendo a responsabilidade. quando os alemães. 2237. na província de Pernambuco. Para os Estados Unidos.) a Alemanha ainda deve ao país uma gorda indenização por crimes [da 2ª] guerra (. Pará e Bahia se recusaram a aderir à Independência. III e IV e) II. propriedade e produtos industriais. ressalvas dos países da América espanhola. Ed.. a paz imposta à Alemanha deveria permitir que seu governo fosse conduzido pela recém criada Liga das Nações. Até 1840. retirando os territórios conquistados. o Brasil recém independente busca se manter territorialmente intacto. “[Em 2011] Afundada numa crise financeira (. (. Sobre o processo que leva à independência do Brasil. II.

porém centralizou suas decisões no recém criado Conselho Nacional do Café (CNC). presidente eleito pelo voto indireto e ditador. voltaria à presidência pelo voto popular em 1950. Se ele pegar um avião e fizer o percurso São Paulo – Campo Grande em uma hora.331) Sobre as ações do governo Varguista afirma-se que: I.000 47. saindo da capital paulista às 15 horas. passou a ser Interventor do Estado. entre eles Gregório Bezerra. como chefe de um governo provisório. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo. devido a diferença de fusos entre as cidades. além dos bairros da Torre e Casa Amarela. Boris.000 cuja distância em linha reta entre duas cidades é de 5 cm. III e IV III e V Prova de Geografia 46. a partir de novembro de 1937. III e IV I. Ele sabe que se em São Paulo são 15 horas.45. A partir de novembro de 1930. p. opôs-se ao governo de Vargas e deu motivos para se lançar o Golpe do Estado Novo. 1995. Getúlio Vargas nele permaneceu por quinze anos. o qual permitiu a manutenção das elites oligárquicas cafeeiras do Estado de São Paulo e sua contínua interferência na vida política. em 12 de outubro de 1931. (FAUSTO. A inauguração. A insurreição política e militar chamada de Intentona Comunista. Um professor do Curso de Licenciatura em Geografia do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) entregou aos seus alunos um mapa feito na escala 1:1. separam as duas cidades. da estátua do Cristo Redentor no Corcovado (RJ) foi um ato simbólico do apoio entre o governo Vargas e a Igreja Católica. Para Pernambuco. o Levante de 1935 atingiu Olinda. IV. Em Pernambuco. O governo Vargas não abandonou o setor cafeeiro. III e V II. Subindo ao poder em outubro de 1930. V. III. em km. entre as cidades? a) b) c) d) e) 10 20 50 500 5. Cerca de 900 km. em Campo Grande são 14 horas. II. tentaram fazer vitorioso o movimento. sucessivamente. Deposto em 1945. qual será a hora de sua chegada a Campo Grande? a) b) c) d) e) 16 horas no horário de Campo Grande 15 horas no horário de Campo Grande 14 horas no horário de Campo Grande 13 horas no horário de Campo Grande 17 horas no horário de Campo Grande . apenas: a) b) c) d) e) I. Após o evento. II e III I. não chegando a completar o mandato por se suicidar em 1954. onde civis e militares amotinados. decidiu visitar familiares em Campo Grande (MS).000. Um estudante do Curso Superior de Turismo do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) foi para um congresso científico em São Paulo (SP). este ato significou a ascensão de Agamenon Magalhães que. promovida pelo recém criado PTB. em linha reta. História do Brasil. Estão corretas. O professor pergunta: qual a distância real. a política Varguista assumiu os governos estaduais por meio das Interventorias.

Geografia de Pernambuco: ambiente e sociedade. In: ANDRADE. É uma área em que se verifica uma profunda decomposição das rochas. Em dezembro de 1959. como a do Himalaia. o presidente Juscelino Kubitschek criou uma agência de desenvolvimento cujo objetivo era desenvolver econômica e socialmente todo o Nordeste e mais o norte de Minas Gerais. Os cortes mostram rochas muito alteradas. constatada nos cortes de estradas observados ao longo das principais rodovias da área. Geocientistas estimam que. coincidindo com a Zona da Mata.) O texto se refere ao: a) b) c) d) e) Domínio das Savanas Domínio das Caatingas Domínio das Terras Planálticas Cobertas por Cerrado Domínio do Mar de Morros Domínio dos Chapadões do Nordeste Oriental 49.48. Lucivânio. o Himalaia cresça cerca de 4 mm de altura. Esse fato deriva das condições climáticas dominantes. com uma coloração em geral avermelhada. mas que ocorre há milhões de anos. O texto a seguir descreve um domínio morfoclimático presente no território pernambucano: “Este domínio surge na parte oriental de Pernambuco.” (JATOBÁ. C. As condições naturais do território pernambucano. de. a cada ano. que são muito úmidas. É nesse domínio em que há a máxima ocorrência de colinas de perfil convexo. É um fenômeno imperceptível aos olhos humanos. O movimento tectônico responsável pela formação das cadeias de montanhas. 2009. M. João Pessoa: Editora Grafset. Essa agência foi denominada pelo governo de: a) b) c) d) e) SUDECO FUNDAJ BANORTE SUDAM SUDENE . é conhecido como: a) b) c) d) e) Orogênese Diogênese Fotogênese Paleogênese Antrogênese 50. contribuindo para a formação dessa importante estrutura geológica. A elevada umidade do ar acarreta uma profunda alteração química dos corpos rochosos. O primeiro superintendente nomeado pela presidência da república foi o economista paraibano Celso Furtado.