P. 1
3 - 11 escandalos para conquistar o coração de um duque

3 - 11 escandalos para conquistar o coração de um duque

|Views: 2.933|Likes:
Publicado porSara Tavares
3º Livro da Série Love by numbers... Traduzi (mecanicamente), mas não revisei... Pra quem não conseguir esperar... Estou amando...
3º Livro da Série Love by numbers... Traduzi (mecanicamente), mas não revisei... Pra quem não conseguir esperar... Estou amando...

More info:

Published by: Sara Tavares on Sep 06, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/16/2013

pdf

text

original

Onze Escândalos para ganhar o coração de um duque

3º - Love by Numbers - MacLean Ela vive para a paixão Ousada, impulsiva e um ímã para o problema, Juliana Fiori era senhora nada mais simplista Inglesa. Ele se recusa a viver de acordo com as regras da sociedade, fala o que pensa, não se importa de obter aprovação de ninguém e pode dar um soco com uma precisão notável. Sua natureza escandalosa torna o objeto preferido de todas as fofoqueiras londrinas ... e apenas o tipo de mulher que o Duque de desdém quer manter bem longe dele. Para ele, a reputação é tudo... A última coisa que Simon Pearson quer em sua vida ordenada é um escândalo. O Duque de desdém é muito focado em manter seu título livre de toda a mancha e seus segredos seguros. Mas quando ele descobre que Juliana está se escondendo em seu carro tarde da noite na parte da manhã, colocando em risco tudo o que ele valoriza, jura para ensinar a beleza imprudente uma lição de decoro. Mas ela tem outros planos: quer duas semanas para provar que mesmo o duque imperturbável não vive sem paixão.

Capítulo 1 As árvores são apenas um disfarce para o escândalo. Senhoras elegantes ficar em casa à noite. -Um Tratado sobre o melhor de senhoras Nós ouvimos que as folhas não são as únicas coisas que caem nos jardins ... -A Folha de Escândalo, outubro 1823 Em retrospecto, havia quatro ações Srta Juliana Fiori deveria ter apresentado naquela noite. Primeiro, eu provavelmente deveria ter ignorado o desejo de deixar o partido de sua queda irmã em favor dos jardins menos pegajosos, mais aromático e muito menos iluminado de Ralston House. Em segundo lugar, provavelmente deve ter hesitado quando esse mesmo impulso empurrou para caminhos mais escuros que marcaram o exterior da casa de seu irmão. Terceiro, e quase certamente deveria ter retornado para a casa no momento em que Senhor Grabeham encontrado, na parte de trás de seus braços, meio caindo, e dizendo coisas totalmente deselegante. Mas definitivamente não deveria ter batido. Não importa que ele tinha atraído para ele e sua respiração quente exalado carregado com uísque nela, ou frio e úmido seus lábios tinham desajeitadamente encontrou seu caminho para o grande arco de seu pescoço, e ele sugeriu que gostaria de Como sua mãe. Senhoras não bater nas pessoas. Pelo menos, as senhoras inglesas não o fez. Ela observou que o não-tão-muito cavalheiro uivou e tirou um lenço no bolso, para cobrir o nariz e limpar a mancha que inundou sua imaculada camisa branca escarlate. Ele ficou congelado, distraidamente balançando a dor da sua mão, e sentindo-se como terror consumia. Isso estava prestes a acontecer. Era impossível não se tornar um - problema -. Não importa o quanto ele merecia esse cavalheiro. O que eu deveria ter feito? Permitir assalto enquanto esperava por um salvador apareceu por entre as árvores? Eu tinha certeza de que qualquer homem nos jardins naquele momento seria menos um salvador e mais do mesmo. Mas isso seria o mais adequado da fofoca. Ela nunca seria um deles Juliana olhou para o dossel escuro de árvores. O farfalhar das folhas de uma altura boa apenas momentos antes havia prometido uma pausa do desagrado do partido. Agora, o som que ela estava zombando sussurros ecoam dentro dos salões de baile de Londres. -Você me bateu -! O homem gordo estava gritando muito alto, nasal e indignado. Sua latejante mão e empurrou uma mecha de cabelo para trás de seu rosto.

-Venha para mim de novo, e obter mais do mesmo -. Ela disse Seus olhos nunca a deixou quando ele limpou o sangue de seu nariz. A raiva nos olhos dele era inconfundível. Ele sabia que a raiva. Eu sabia o que aquilo significava. Foi se preparou para o que estava por vir. No entanto, picado. -Você vai se arrepender -. Ele deu um passo ameaçador em sua direção. Eu vou ter que pensar a todos que eu estou implorando. Aqui nos jardins de seu irmão, como a raposa que é. A dor começou no seu templo. Ele deu um passo para trás, sacudindo a cabeça. Não, - disse ela, de volta ao sotaque italiano em que tinha trabalhado tão difícil de domar. -Eles não vão acreditar em você. As palavras soaram ocas mesmo para ela. É claro que eu acredito nele. Ele leu o pensamento deu uma risada e com raiva. -Você não pode imaginar que você acreditaria. Mal legítimo. Tolerada apenas porque seu irmão é um marquês. Você não acreditaria que eles teriam que acreditar em si mesmo. Você é, afinal, a filha de sua mãe. A filha de sua mãe. As palavras eram um golpe do qual ele nunca poderia escapar. Não importa o quanto eu tentasse. Ela ergueu o queixo, em quadratura com os ombros. -Não acredito em você ", ela repetiu, esperando que a voz dele era estável, porque eles não vão acreditar que eu poderia ter desejado você, porco * - * (carne de porco) Ele teve um momento de tradução do italiano para o Inglês, para entender o insulto. Mas quando o fez, o porco palavra pendurada entre eles em ambas as línguas, Grabeham veio para ela, agarrando-a com a mão e os dedos de carne, como salsichas. Ele era menor que ela, mas superada pela força bruta. Ele agarrou seu pulso, dedos entram profundamente, com a promessa implícita de que haveria hematomas, e Juliana tentou esquivar-se de seu aperto, torcida e queimar a pele. Ela vaiou de dor e agiu instintivamente, agradecendo o seu criador, que tinha aprendido a lutar uns contra os Meninos Ribiera Veronese. Ele trouxe seu joelho perigosamente, e contatou precisa violentamente contra sua virilha. Grabeham uivou, soltando seu controle apenas o suficiente para ela escapar. Juliana e fez a única coisa que eu conseguia pensar. Ela correu. Ao levantar as saias de seu vestido verde brilhante, através dos jardins, longe da luz que vem do salão enorme saber para ser visto correndo no escuro teria sido tão ruim quanto ser preso pela Grabeham odioso ... que tinha recuperado a um ritmo alarmante. Ela ouviu-o atrás dela sem jeito passar por uma sebe particularmente espinhosa, ofegante respiração entrecortada com grande. O som picado e entrou pela porta lateral do jardim para os carros que beirava Ralston House, onde uma coleção de carrinhos de espera em uma longa linha de senhores e senhoras que afirmavam casa transporte. Ela pisou em algo afiado e tropeçou e caiu no chão, e que está sendo marcado na palma de suas mãos, enquanto tentava endireitar. Ele amaldiçoou a sua decisão de tirar as luvas que ele tinha usado no interior do salão, enjoativo ou não a criança teria evitado algumas gotas de sangue naquela noite. A porta de ferro se fechou atrás dela, e hesitou uma fração de segundo para se certificar de que o barulho não teria

chamado a atenção. Com uma rápida olhada vi uma coleção de cocheiros absortos em um jogo de dados do outro lado da rua, sem perceber. Olhando para trás, viu o grande corpo de Grabeham indo para a porta. Ele era um touro em ataque total a uma capa vermelha, tinha apenas alguns segundos antes que ela foi chifrado. Os carros eram sua única esperança. Com uma voz baixa e reconfortante em italiano, deslizou sob as cabeças dos dois grandes cavalos negros e rapidamente deslizou ao longo da fila de carros. Ela ouviu o rangido da porta abrir e fechar de um golpe e congelou, ouvindo o som revelador de predadores se aproximando de sua presa. Era impossível ouvir qualquer coisa sobre o bater do seu coração. Silenciosamente, ela abriu a porta de um dos grandes veículos estacionados e enorme e entrou no carro sem a ajuda da escada. Ele ouviu um rasgo no tecido do vestido pegou uma borda afiada e ignorou a pontada de decepção quando ele puxou a saia no carro e veio até a porta, fechando-a atrás dela tão silenciosamente como podia. O cetim verde salgueiro tinha sido um presente de seu irmão, um reconhecimento de seu sentimento de ódio por vestidos claros e prim, usado por o resto das mulheres solteiras da alta sociedade. E agora ele estava arruinado. Ela sentou-se rigidamente no chão dentro da carruagem, os joelhos dobrados contra o peito e deixar o abraço escuro. Quando sua respiração passou de pânico para acalmar, se esforçou para ouvir algo, qualquer coisa através do silêncio aborrecido. Ele resistiu à tentação de se mover, com medo de chamar a atenção para seu esconderijo. -Tego, Tegis, tegit, - apenas sussurrou cadência suave da América concentrou seus pensamentos. -Tegimus, tegitis, tegunt. Uma pálida sombra passou sobre ele, escondendo-se na parede transporte fraca luz e sombra. Contra o tecido exuberante Juliana congelou brevemente antes de novo pressionada contra o canto do carro, o que torna tão pequena quanto possível, um desafio, dada a sua altura incomum. Ela esperou, desesperada, e quando a luz de volta pouco, engoliu em seco e fechou os olhos com força, deixando escapar um suspiro longo e lento. Em Inglês, agora começou a repetir baixinho -Eu me escondo. Você se esconde. Ela esconde Ela engasgou quando vários gritos masculinos quebrou o silêncio, orando por eles para ir além da ocultação de parada e, por uma vez, em paz. Quando o veículo seduzidos pelo movimento de um cocheiro pegando carona no seu assento, ele sabia que suas orações permanecem sem resposta. Ela jurou uma vez, usando o adjetivo mais colorido de sua língua nativa, e considerou suas opções. Grabeham pode estar fora, mas mesmo a filha de um comerciante italiano que estava em Londres por alguns meses só sabia que eu não poderia chegar à entrada principal da casa de seu irmão em um carro que pertence a Deus, que sabia, sem causar um escândalo de proporções épicas. Com sua decisão, chegou a maçaneta da porta e jogou o peso, determinado a escapar correndo para fora do veículo sobre os paralelepípedos e esperando o próximo patch de escuridão para evitar ser visto. E depois o carro começou a se mover. E a fuga não era uma opção.

Por um breve momento, abra a porta e viu o carro saltar de qualquer maneira. Mas mesmo que ela era tão imprudente. Ela não queria morrer. Só queria a terra abrir e engolir, eo treinador também. Foi a de que é pedir muito? Levando dentro do veículo, ele percebeu que sua melhor opção era voltar para o chão e esperar o carro parar. Uma vez que ele fez, seria pela porta distante da casa esperando desesperadamente que ninguém estava lá para vê-lo. Certamente, alguma coisa tinha de brotar bem naquela noite. Talvez ele tinha alguns minutos para escapar antes que os aristocratas tinham caído para o carro. Ela respirou fundo quando o carro parou. Levering-se até ... atingido a pega ... pronto para sair.

No entanto, antes que ele pudesse sair, a porta no lado oposto do carro aberto, mantendo o ar dentro de um assalto violento, seus olhos se arregalaram quando viu o enorme homem de pé direito atrás da porta do carro. Oh, não. As luzes na frente da casa queimada Ralston atrás dele, colocando o seu rosto na sombra, mas era impossível ignorar a forma como a luz quente e amarela iluminava sua massa de cachos dourados, tornando-se um anjo negro jogado de Paraíso, recusando-se a regressar ao seu halo. Ela sentiu uma mudança sutil nele, uma calma ombros de tensão quase imperceptíveis amplas e sabia que ele tinha sido descoberto. Juliana sabia que ela deveria ser grato por sua discrição quando ele abriu a porta, eliminando qualquer espaço onde outros possam vê-lo, mas quando cheguei no carro com facilidade, sem a ajuda de um servo ou passo, gratidão foi longe do que estava sentindo. Pânico foi uma emoção mais precisão. Ele engoliu em seco, com apenas um pensamento em sua mente gritando. Deveria ter avaliado suas chances com Grabeham. Porque, certamente, ninguém mais no mundo que gostaria de enfrentar, pelo menos naquele momento em particular, que o duque de imóveis Leighton insuportável. Sem dúvida, o universo estava conspirando contra ele. A porta se fechou atrás dele com um clique macio, e eles estavam sozinhos. O desespero aumentou, empurrando um movimento, e lutou com a porta perto dela, ansioso para escapar. Seus dedos procurou a alça. -Eu não faria isso se eu fosse você. A calma e fria como as palavras de raiva perfurou a escuridão. Houve um tempo em que não tinha sido inteiramente fora dela. Antes que ela tinha jurado nunca mais falar com ele novamente. Ela tomou um rápido fôlego, rolo, recusando-se a permitir que ele levantou a mão. -Enquanto Agradeço a sugestão, Alteza. Você me perdoe eu não sigo. Ela apertou o punho, ignorando a ardência na mão pela pressão da madeira, e mudou de posição para liberar a trava. Ele se moveu como um relâmpago, inclinando-se sobre o carro e segurando a porta com pouco esforço. Não foi uma dica. Ela bateu no teto do carro duas vezes, com firmeza e sem hesitação. O veículo foi lançado imediatamente, como se sua própria irá dirigir o seu curso, e Juliana amaldiçoado todos os pilotos bem treinados como eles caíram para trás, e seu pé ficou preso na bainha de seu vestido, de cetim rasgando mais . Ela pulou ao som,

muito forte no silêncio pesado, e correu as mãos sujas com nostalgia do belo tecido de seu vestido arruinado. -Meu vestido está arruinada -. Ela teve o prazer de dizer que ele tinha algo a ver com isso. E não precisa saber que o vestido foi arruinada muito antes de ela desembarcou em seu carro. -Sim. Bem, eu não consigo parar de pensar em inúmeras formas que têm impedido que tal uma noite de ustedpudo tragédia. As palavras eram desprovidos de arrependimento. -Sim, claro, eu não tinha muitas opções, você sabe -. Que imediatamente se odiou por dizer isso em voz alta. Especialmente ele. Ele virou a cabeça para ela no momento em que um poste de luz na rua enviou um raio de prata através da janela do carro, deixando-o de alívio. Ela tentou não notá-lo. Ele tentou não notar como cada centímetro do seu corpo tinha a marca de sua educação excelente, sua nobre história, nariz reto longo e patrício, o quadrado perfeito do queixo, as maçãs do rosto alta, eles devem ter que olhar feminino, mas que só o fazia parecer mais atraente. Ela deu um suspiro pouco de indignação. O homem era maçãs do rosto ridículas. Eu nunca conheci alguém tão bonito. "Sim, disse ele, balbuciava as palavras,-eu acho que é difícil tentar manter uma reputação como a sua. A luz desapareceu, e foi substituído pela picada de suas palavras. Eu nunca conheci ninguém que era uma bunda perfeita. Juliana estava grato por seu canto escuro no carro, uma vez que se afastou de sua sugestão. Ela foi utilizada para a especulação insultos, ignorante em relação a ela como a filha de um comerciante italiano e um Inglês queda Marchesa tinha deixado o marido e os filhos ... e rejeitar a elite de Londres. O último de todos foi o único das ações de sua mãe para que Julian tinha até mesmo uma pitada de admiração. Ela gostaria de dizer a todos onde eles poderiam colocar suas regras aristocráticas. Começando com o Duque de Leighton. Quem foi o pior do lote. Mas ele não tinha sido no início. Ele empurrou esse pensamento de lado. -Eu gostaria de parar o carro e me deixe sair. -Acredito que isto não está acontecendo do jeito que você planejou? Ela fez uma pausa. -A forma que eu tinha ... planejado? "Vem, Miss Fiori. Pense que você não sabe como eu deveria ter jogado um pouco de jogo? Você descobriu no meu carro vazio, o lugar perfeito para um encontro clandestino nos degraus da casa ancestral de seu irmão, durante um dos melhores eventos de apoio das últimas semanas? Seus olhos se arregalaram. - Você acha que eu sou ... -No. Eu sei que você está tentando me pegar em casamento. E seu pequeno esquema, que eu acho que seu irmão não tem conhecimento, considerando o quão estúpido é o seu plano poderia ter funcionado em um homem mais fraco com um título menor. Mas eu lhe asseguro que não funciona comigo. Eu sou um duque. Em uma batalha de reputação contra você, eu iria ser o vencedor. Na verdade, deveria ter se deixe ser arruinada facilmente de volta para casa Ralston infelizmente, se eu não estava em dívida para com o seu irmão no momento. Você teria merecido para montar essa farsa pouco -.

Sua voz era calma e firme, como se ele tivesse esta conversa particular vezes incontáveis, e que era apenas um pequeno inconveniente, uma mosca na sua sopa branda quente, ou o que quer que esnobes aristocratas britânicos colheres consumido com . De todos os ... pomposo e arrogante Sua raiva explodiu, e Juliana dentes. -Se eu soubesse que este era o seu carro, teria evitado a todo custo. -Surpreendente, portanto, que de algum modo se perdeu para ver o grande selo ducal do lado de fora da porta. O cara era exasperante. -É incrível, na verdade, porque eu tenho certeza de que a etiqueta do lado de fora do carro rivaliza com sua presunção de tamanho! Eu lhe asseguro, Vossa Graça ele cuspiu o honorífico, como um epíteto: - se eu fosse atrás de um marido, eu gostaria de alguém com mais para mostrar do que um título de fantasia e uma falsa sensação de importância. Ela ouviu o tremor em sua voz, mas não conseguiu parar a torrente de palavras que saem dela. -Você está tão impressionado com seu título e de status, é um milagre que não tem "a palavra-Duque bordado em fio de prata no topo de suas fantasias. Pela maneira como ele se comporta, você acha que ele realmente fez algo de valor para ganhar o respeito deles Inglês tolos, ao invés do luxo de ser gerado, por acaso, na hora certa e no homem certo, que eu acho que fez o trabalho exatamente da mesma forma como todos os outros homens. Não finesse. Ela parou, sua pulsação trovejava em seus ouvidos como as palavras pendurado entre eles, o forte eco na escuridão. Finezza Senza (sem delicadeza). Foi só então que ele percebeu que, em algum momento de seu discurso, tinha mudado para o italiano. Ela só podia esperar que ele não tinha entendido. Houve um longo silêncio, um grande vazio, bocejando, que ameaçava sua sanidade. E, em seguida, o carro parado. Ficaram sentados ali por um longo momento, ele ainda como uma pedra, ela se perguntou se o carro ficar lá para o resto da época, antes de ouvir o som do tecido para se mover. Ele abriu a porta, ele virou de largura. Ela começou a ouvir o som de sua voz, baixo e escuro e muito, muito mais perto do que eu esperava. - Saia do carro. Ele falava italiano. Perfeitamente. Ele engoliu em seco. Bem. Ela não estava pronta para se desculpar. Não depois de todas as coisas terríveis que ele havia dito. Se ele ia puxar o carro, que assim seja. Ela caminhou de volta para a casa dela.Orgulhosamente. Talvez alguém seria capaz de apontar na direção certa. Ele deslizou no chão do carro para fora, virando e esperando para ver como a porta se fechou atrás dela. Mas em vez disso, ele foi atrás dela, ignorando-a enquanto ele descia as escadas de sua casa, na cidade. A porta se abriu antes de chegar ao degrau mais alto. Como se as portas, como tudo mais, a se curvar à sua vontade. Ela viu quando ele entrou no saguão iluminado além, e um cão grande marrom para cumprimentar sem jeito de furar com alegria exuberante. Bem. Então, aqui veio a teoria de que os animais podiam perceber o mal. Ela sorriu para o pensamento, e ele virou-se quase instantaneamente, como se ela tivesse falado em voz alta. Seus cabelos dourados foram novamente distribuídos

em relevo angelical, enquanto ele disse: "Dentro ou fora, Miss Fiori. Você testou minha paciência -. Ela abriu a boca para falar, mas ele tinha desaparecido de vista. Então você escolheu o caminho de menor resistência. Ou, pelo menos, a maneira como eles eram menos propensos a terminar em ruína em uma calçada de Londres, no meio da noite. Ela o seguiu para dentro. Quando a porta se fechou atrás dela e ao servo apressou-se a seguir seu mestre onde quer que eles eram proprietários e lacaios, Juliana parou na porta iluminada, parando no saguão de mármore de largura, com seus espelhos dourados em paredes que foram usadas para fazer o grande espaço parecer mais enorme. Meia dúzia de portas abertas aqui e ali, e um longo corredor escuro que se estendia profundamente na casa. O cão estava sentado no fundo da larga escadaria que leva aos andares superiores da casa, e sob seu escrutínio canina em silêncio, Juliana estava de repente embaraçosamente ciente do fato de que ela estava com um único homem. Não rifle. Com a exceção de um cão. Que já se revelaram um juiz pobre de caráter. Callie não aprovaria. Sua irmã tinha especificamente avisados para evitar tais situações. Eu estava com medo de que os homens se aproveitar de uma jovem italiana, com pouca compreensão da estreiteza britânico. "Eu mandei uma mensagem para Ralston para vir buscá-la. Você pode esperar no ... Ela olhou para cima como ele parou, e encontrou seu olhar, que foi nublada com algo que, se você não sabia, poderia ser chamado de preocupação. Ela, porém, sabia melhor. -No ... - Ela continuou, perguntando por que ele estava se movendo em direção a ela em um ritmo alarmante. Meu Deus. O que aconteceu? -

***

'Alguém tem atacado, ele continuou. Juliana viu Leighton serviu dois dedos de uísque em um copo de bebida e veio para onde ela estava sentada em uma das cadeiras de couro no estudo de grandes dimensões. Ele empurrou o vidro para ela, mas ela balançou a cabeça. -Não, obrigado. -Você deve tomá-lo. Acho que é calmante. Ela olhou para ele. -Eu não precisa se acalmar, Alteza. Seus olhos se estreitaram, e ela se recusou a olhar para longe do retrato da nobreza Inglês, ele ficou de pé, alto e imponente, com boa aparência, de fato, quase insuportável, e uma expressão de confiança absoluta, mostrando que em sua vida nunca foi questionada. Nunca, até agora.

Ela balança que alguém atacou? Ela encolheu os ombros um ombro e não fazer nada, e permaneceu quieto. O que eu poderia dizer? O que eu poderia dizer que não iria se voltar contra ela? Ele dizia, em tom arrogante e arrogante, como se tivesse sido uma senhora ... se ele tivesse sido mais cuidadoso de sua reputação ... se ele tinha se comportado mais como um Inglês e menos como um italiano ... então tudo isso não teria acontecido. Ele a tratava como todos os outros. Como tinha feito a partir do momento que ele havia descoberto sua identidade. - Será que isso importa? Eu tenho certeza que eu vou decidir o que eu organizei toda a noite para pegar um marido. Ou algo igualmente ridículo -. Ela tinha a intenção de que as palavras que ele colidiu mas não o fez. Em vez disso, ele se aproximou de cima para baixo com um olhar, muito legal, considerando o estado de seu rosto e os braços cobertos de arranhões, seu vestido arruinado, quebrado em dois lugares, com listras sujeira e sangue cortar as palmas das mãos. Um lado de sua boca se contorceu como ela imaginava que era algo como nojo, e não poderia deixar de dizer, mais uma vez, prova que eu sou menos do que digna de sua presença, certo? Ele mordeu a língua, desejando que ele não tivesse falado. Ele encontrou seu olhar. -Eu não disse isso. "Eu tinha que fazer. Ele tomou um gole de uísque quando uma batida suave soou na porta do quarto entreaberta. Sem tirar os olhos dela, o duque gritou: - O quê? -Eu trouxe as coisas que você pediu, sua graça -. Shuffling Um funcionário entrou na sala com uma bandeja com uma jarra, ataduras, e vários pequenos recipientes. Coloque a carga sobre uma mesa baixa perto. -É isso. O servo inclinou-se novamente, com cuidado, e disse adeus. Leighton passou para a bandeja. Ela observou levantou uma toalha de linho, e mergulhou em uma das bordas da bacia. -Você não dar graças. Ele deu um olhar de surpresa ou para ela. -A noite não tem exatamente em um quadro de agradecimento da mente. Ela endureceu em seu tom de voz, ouvindo a acusação implícita lá. Bem. Ela também pode ser difícil. "Mas ele fez um serviço -. Fez uma pausa para ver o efeito de suas palavras. Não, obrigado-lo a fazer um porco. Houve uma batida antes de seu significado era claro. -Rude. Ela acenou com a mão. -Enfim. Um homem diferente, tendo dado graças. Ele se aproximou dela. -Você não quer dizer um homem melhor? Seus olhos se arregalaram fingindo inocência. -Nunca. Você é um duque, depois de tudo. Certamente, não há ninguém melhor do que você. As palavras foram um golpe direto. E, depois de as coisas terríveis que ele tinha dito a ela no carro, ele merecia. -A mulher diferente iria perceber que me deve e seria mais cuidadoso com suas palavras. -Não significaria talvez a melhor mulher? Ele não respondeu, em vez tomou o assento na frente dela, segurando-lhe a mão, a palma para cima. -Dê-me suas mãos. Ela agarrou-se perto do peito, cauteloso. - Por quê? "Eles estão machucados e sangrando. Eles precisam de limpeza. -

Ela não queria que ele a tocasse. Não confie em si mesma. -Eles são muito bons. Ele fez um grunhido, frustrado, eo som enviou um frio por ela. "É verdade o que dizem os italianos. Seco endureceu as palavras que tiveram a promessa de um insulto. -Eles são superiores em todos os sentidos? -É impossível para você admitir a derrota. -A característica que serve bem para César. - E como você está indo para o Império Romano nos dias de hoje? O tom casual e mais fazê-lo querer gritar insultos em sua língua nativa. Aquele homem era impossível. Eles olharam um para o outro por um longo minuto, nem disposto a recuar, até que finalmente ele falou. Seu irmão vai estar aqui a qualquer minuto, Miss Fiori. E vai ficar com raiva o suficiente, mesmo sem ver as palmas das mãos sangrentas. Ela olhou para a mão dela. Ele estava certo, é claro. Ela não tinha escolha a não ser renunciar a ele. -Isso vai doer -. As palavras eram seu único aviso antes de acontecer polegar na palma pele suavemente investigar ferida lá, agora com crosta de sangue seco. Ela engasgou com o toque. Ele olhou para ouvir. -Minhas desculpas. Ela não respondeu, em vez disso, começou a investigar as feridas de sua outra mão. Ela não iria deixá-lo ver que era a dor que tornou impossível respirar. Ela esperava, claro, inegável que a reação e indesejados, que ameaçava cada vez que eu o vi. Que veio dentro, quando ele se aproximou. Foi aversão física. Ela tinha certeza disso. Ela ainda não suportam a possibilidade de uma alternativa. Tentando fazer uma avaliação clínica da situação, Juliana olhou para suas mãos, quase entrelaçadas. O calor no quarto e foi instantaneamente cresceu cada vez mais quente. Ele tinha mãos enormes, e foi perfurado por seus dedos, vila longa e bem mantidos com finos cabelos dourados. Correu um dedo levemente sobre a contusão ímpios que tinha aparecido em seu pulso, e ela olhou para cima e encontrou-o olhando roxo da pele. -Você me diz que fez isso. Havia uma certeza fria nas palavras, como se para fazer a sua vontade, e ele, por sua vez, irá lidar com a situação. Mas Juliana sabia melhor. Este homem não era um cavalheiro. Ele era um dragão. Seu líder. "Diga-me, Alteza. Como é a sua vontade de acreditar que só há para ser feito? Seu olhar voou para ela, obscurecida por irritação. -Diga-me, Miss Fiori. -Não, eu não vou. Ela voltou sua atenção para suas mãos. Juliana não foi muitas vezes que se sentia bem e que era mais alto do que a maioria das mulheres e muitos homens em Londres, mas este homem fez sentir-se pequeno. Seu polegar era um pouco maior que o menor de seus dedos, que suportaram o anel de ouro e ônix era a prova de seu título. Um lembrete de sua estatura. E até que ponto ele acreditava que ela estava sob ele. Ela ergueu o queixo para o orgulho, a ira, pensamento e feridos em uma corrida os sentimentos ardente, e naquele momento, ele tocou a pele danificada da palma

da sua mão com roupa molhada. A dor aguda distraiu de seus pensamentos enquanto derramar uma maldição em italiano. Ele não parou em suas atenções como ele disse, 'Eu não sabia que dois animais faria uma coisa dessas. -É rude de você ouvir o que eu disse. -É muito difícil não ouvir se você está a poucos centímetros de mim, gritando o seu descontentamento. -As senhoras não chore. -Parece que as senhoras italianas fazer. Em particular, quando em tratamento médico. Ela resistiu ao impulso de sorrir. Ele não estava se divertindo. Ele abaixou a cabeça e se concentrou em sua tarefa, lavar o pano de linho na bacia de água limpa. Ela estremeceu quando o tecido frio voltou a visitar sua mão, e vi ele hesitar brevemente antes de continuar. A pausa momentaneamente intrigado. O Duque de Leighton não foi conhecido por sua compaixão. Ele era conhecido por sua indiferença arrogante, e ela ficou surpresa que ele tinha caído tão baixo para executar uma tarefa servil como a limpeza do cascalho em suas mãos. - Por que está fazendo isso -? Eu bati na próxima passagem de linho. Ele parou seus movimentos. -Eu disse a você. Seu irmão vai ser muito difícil de tratar, sem ter que derramar todo o sangue em si mesmo. E na minha móveis -. -Não -. Ela balançou a cabeça. -Quero dizer, por que fazer isso? Não tem um batalhão de funcionários que estão esperando para realizar uma tarefa tão desagradável? -Eu. - Então o que? -Os servos falam, Miss Fiori. Eu preferiria que, como número de pessoas possível saber que você está aqui sozinho, e nesta hora. Ela era um problema para ele. Nada mais. Depois de um longo silêncio, ele encontrou seu olhar. -Você não concorda? Ela se recuperou rapidamente. -Nem um pouco. Estou espantado que um homem de sua riqueza e importância tem servos que fofoca. Alguém poderia pensar que você tenha atingido todo o caminho para tira-los de seu desejo de socializar -. Um lado de sua boca se apertou, e balançou a cabeça. -Embora eu estou ajudando, estão procurando maneiras para atacar. Quando ela respondeu, seu tom era sério, e suas palavras verdadeiras. "Perdoeme se estou desconfiado de sua boa vontade, Sua Alteza. Seus lábios pressionados em uma linha fina e reta, e em seguida, tomou a outra mão, repetindo as ações. Eles assistiram como ele limpou o sangue seco e do cascalho do salto da palma da sua mão, expondo a carne tenra rosa que iria demorar vários dias para curar. Seus movimentos eram suaves, mas firmes, e no caminho de linho fino em pele ferida tornou-se mais tolerável, ao limpar as feridas, Juliana viu como um cacho de ouro caindo sobre a testa. Ele olhou, como sempre, a popa e, ainda, como uma das estátuas de mármore preciosos de seu irmão. Ela estava cheia de desejo da família, que veio sobre ela quando ela estava perto dele. O desejo de quebrar sua fachada. Ela havia vislumbrado sem ele duas vezes.

E então ele descobriu que ela era, a irmã italiana de um dos mais notórios vilões de Londres, a única filha legítima de uma marquesa e seu marido comerciante queda, levantou longe de Londres e os seus costumes, tradições e regras. O oposto de tudo o que ele representava. A antítese de tudo o que queria em seu mundo. -Minha única motivação é chegar em casa em uma peça, com ninguém, mas seu irmão sabendo que sua noite pequena aventura. Ele jogou a bacia de água linho agora rosa e levantou um dos pequenos barcos de bandeja. Abriu-a, liberando um cheiro de alecrim e limão, e voltou para suas mãos novamente. Ela deu-se facilmente dessa vez. -Na verdade, não espera que eu acredite que você está preocupado com a minha reputação? Leighton teve a ponta de um dedo no recipiente grande, concentrando-se em suas feridas enquanto alisava a pomada em sua pele. A droga lutando contra o ardor e queimação, deixando um caminho de boas-vindas, fresco, onde seus dedos acariciou. O resultado foi a ilusão convincente de que seu toque foi o precursor para o prazer relaxante que inundou sua pele. O que não era. Nem um pouco. Ela prendeu a respiração antes da envergonhado. Ele ouviu, no entanto. Essa sobrancelha rosa dourada novamente deixando o desejo irresistível de acariciá-lo. Ela recuperou sua mão. Ele não tentou detê-la. "Não, senhorita Fiori. Eu não estou preocupado com sua reputação. É claro que não era. "Estou preocupado com a minha. A implicação de que conhecê-la, que os ligava, poderia prejudicar a sua reputação, talvez picado comichão pior do que ele tinha em suas mãos mais cedo naquela noite. Ela respirou fundo, preparando-se para a batalha verbal que vendeu em seguida, uma voz furiosa tocou da entrada. -Se você não tirar as mãos da minha irmã, neste exato momento, Leighton, sua reputação precioso será o menor dos seus problemas. -

Capítulo 2 Há uma razão para que as saias são longas e os cadarços são complexas. A elegante senhora não expõe seus pés. Nunca. -Um Tratado sobre o melhor de senhoras Rogues aparentemente reformados são algumas dever fraternal em um desafio ... -A Folha de Escândalo, outubro 1823 Era bem possível que o Marquês de Ralston iria matá-lo. Não que Simon não tinha nada a ver com o estado atual da senhora. Não era culpa dele que havia pousado em seu carro, depois de enfrentar com, a partir do que ele poderia dizer, um arbusto de azevinho, os paralelepípedos de Antígua Ralston House, e à beira de seu carro. E um homem. Simon Pearson, Duque de Leighton XI, ignorado ira que explodiu dentro com o pensamento de roxo hematomas ao redor do pulso da garota e voltou sua atenção para seu irmão irado, que estava presente em todo o perímetro Simon estudo como um animal enjaulado. O marquês parou em sua irmã e encontrou sua voz. -Pelo amor de Deus, Juliana. O que diabos aconteceu? A linguagem teria corou a uma mulher mais jovem. Juliana não vacilou. -Eu caí. -Você caiu. -Sim. Ele fez uma pausa. -Entre outras coisas. Ralston olhou para o teto como se estivesse pedindo paciência. Simon reconheceu a emoção. Ele também tinha uma irmã, que tinha dado mais do que sua parte de frustração. Ralston e irmã era mais irritante do que qualquer mulher deve ser. Mais bonito também. Ele endureceu com o pensamento. Claro, ela era linda. Foi um fato. Mesmo com seu vestido manchado, quebrado, deixando a maioria das outras mulheres em Londres, em vergonha. Ela era uma mistura impressionante de pele de porcelana fina Inglês, líquidos olhos azuis, o nariz perfeito, e queixo insolente e exótica italiana, com seus selvagens cachos negros, lábios carnudos e curvas exuberantes um homem teria que estar morto para não notar. Ele não estava morto depois de tudo. Ele só não estava interessado. Uma memória brilhou em sua memória. Juliana em seus braços, ele subindo de seus pés, pressionando os lábios nos dela. Ele resistiu a essa imagem. Também foi ousado, impetuoso, impulsivo, um imã para problemas, e precisamente o tipo de mulher que ele queria distância. Então, é claro, tinha pousado em seu carro. Ele suspirou, ajeitando a manga do casaco e voltar sua atenção para a mesa diante dele.

- E como seus braços e rosto raspados -? Ralston continuou a sentir algo em it.Parece que você percorreu uma rosa! Ela assentiu com a cabeça. -Eu poderia ter. - Você poderia ter feito -? Ralston se aproximou dela, e Juliana estava diante de seu irmão. Aqui havia uma senhora mimado. Ela era alta, uma raridade para uma mulher. Nem todo dia que Simon conheci uma mulher que ele não tinha de curvar-se para conversar. O topo de sua cabeça atingiu seu nariz. -Bem, eu estava ocupada, Gabriel. Havia algo nas palavras, na verdade, uma questão muito importante, que Simon tinha respirado sua diversão, chamando a atenção para si. Ralston virou-se para ele. -Oh, eu não rir muito difícil, se eu fosse você, Leighton. Tenho algumas coisas em mente por que chamar para a sua participação na noite farsa. Descrença baleado em Simon. Chame-me? Eu não fiz mais para manter a menina longe de arruinar-se. "Então talvez você gostaria de explicar por que é que os dois estavam sozinhos em seu estúdio, com as mãos amorosamente quando eu cheguei? Simon foi imediatamente ciente de que ele estava fazendo Ralston. E ele não gostou. -O que é que você está tentando dizer, Ralston? Só de licenças especiais foram comprados por menos. Seus olhos se estreitaram sobre o marquês, um homem que ela mal tolerado em um dia bom. Isto não foi se transformando em um bom dia. -Eu não vou casar com a moça. -Não há maneira de me casar com ele, ela chorava ao mesmo tempo. Bem. Pelo menos eles concordaram em algo. Esperar. Ela não queria se casar com ele? Ela poderia fazer uma cena ou pior condenada. Ele era um duque, pelo amor de Deus! E ela era um escândalo andar. Atenção Ralston havia retornado para sua irmã. -Você vai se casar com quem eu dizer-lhe para se casar se você continuar com esse comportamento ridículo, irmã. -Você prometeu ... começou. -Sim, bem, você não estava sendo assediado nos jardins quando eu fiz essa promessa -. Impaciência é detectado no tom de Ralston. - Quem fez isso? -No. A resposta muito rapidamente o irritava. Por que não iria revelar que machucálo? Talvez ela não queria discutir o assunto em privado com Simon, mas por que não com o seu irmão? Por que não lhes permitir tomar represálias? Eu não sou um tolo, Juliana -. Ralston continuou andando. - Por que você não me contou? -Tudo o que você precisa saber é que eu tratadas bem. Ambos os homens congelou. Simon não pôde resistir à tentação. "Eu consegui, como? Ele fez uma pausa, segurando sua mão, pulso machucado de uma forma que o fez imaginar que possa haver torcido. -Eu bati nele. Onde -? Ralston exclamou. -Nos jardins.

O marquês olhou para o teto, e Simon teve pena dele. -Eu acho que o seu irmão estava perguntando onde em sua pessoa que você bater o seu agressor? -Oh. No nariz. Ela fez uma pausa na surpresa com o silêncio que se seguiu, e então ele disse na defensiva, Ele mereceu! E maldição que merecia - Ralston concordou. "Agora me dê seu nome, e eu vou matá-lo. -No. -Juliana. O golpe de uma mulher não é punição suficiente para o seu ataque. Ela estreitou os olhos em seu irmão - Sério? Bem, havia uma grande quantidade de sangue, uma vez que o golpe era uma mulher sozinha, Gabriel. Simon piscou. -Você fez sangrar seu nariz. Um sorriso cruzou seu rosto. -Isso não é tudo o que eu fiz. Claro que não. -Não me atrevo a perguntar ... Simon empurrou. Ela olhou para ele e, em seguida, seu irmão. Ele estava corando? O que ele fez? -I ... bater ... em outro lugar. Onde? -Em sua ... Ela hesitou, torcendo a boca ao olhar para a palavra, então o seu Inguine rindió.-In * -. * (Ingle em italiano) Se eu não tivesse entendido o italiano, o movimento circular de sua mão em uma área geralmente pensava que era totalmente inadequado para a discussão de uma jovem de boa educação, era inconfundível. -Oh, meu Deus -. Ele não estava claro se as palavras Ralston foram entendidas como uma oração ou uma blasfêmia. O que ficou claro foi que a mulher era um gladiador. -Ele me chamou de bolo -! Disse defensivamente. Houve uma pausa. -Espere. Isso não está certo. -A * prostituta? - Sim! É isso! Ela viu os punhos de seu irmão e olhou para Simon. Eu vejo que não é um elogio. Foi difícil ouvi-lo sobre o rugido em seus ouvidos. Ele gostaria de levar um soco no próprio homem. -No. Não é. Ela pensou por um momento. 'Bem, então ele merecia o que ele tem, ou não? -Leighton, - Ralston encontrou sua voz. - Há um lugar onde minha irmã pode esperar enquanto você e eu falar? Alarme tocou, alto e estridente. Simon levantou-se, querendo acalmar. "Claro. -Você vai discutir comigo, Juliana disse. A mulher nunca parava de pensar a si mesma? -Sim. Anunciado Ralston. -Eu quero ficar. "Tenho certeza de que você faz. -Gabriel ... - Ela começou em um tom suave que Simon tinha apenas ouvido sempre usado com cavalos ilesos e os presos de asilos. -Não abuse da sorte, irmã. Ele fez uma pausa, e assisti incrédulo, enquanto Simon ela considerava seu próximo curso de ação. Finalmente, ele encontrou seu olhar, seus brilhantes olhos azuis brilhando com irritação. -Sua Graça?Onde vai me salvar e meu irmão,

enquanto você conduz os homens de negócios? Incrível. Ela resistiu em todos os momentos. Ele se moveu em direção à porta, mostrando o corredor. Seguindo-o para fora, ele apontou para a sala em frente deles. -A biblioteca. Você pode se sentir confortável ali. -Mmm -. O som estava nítido e descontentamento. Simon reprimiu um sorriso, incapaz de resistir a provocá-la pela última vez. E eu posso dizer que estou feliz em ver que ela está disposta a admitir a derrota? Ela se virou para ele e deu um passo mais perto, quase tocando os seios. O ar ficou pesado entre eles, e foi inundado com o cheiro ..., groselhas e manjericão. Era o mesmo cheiro que eu havia notado durante meses, antes de descobrir sua verdadeira identidade. Antes de tudo havia mudado. Ele resistiu ao impulso de olhar pele estende sobre a borda do vestido de verde profundo e, em vez recuou. A menina era totalmente ignorantes do senso de decência. "Eu posso admitir a derrota na batalha, Sua graça. Mas nunca na guerra. Viu-a atravessar o corredor e entrar na biblioteca, fechando a porta atrás dela, e ele balançou a cabeça. Juliana Fiori foi um desastre esperando para explodir. Foi um milagre ele ter sobrevivido metade de um ano com a empresa. Foi um milagre que sobreviveram metade de um ano com ela. -Knocked-lo com um joelho para o ... -, Disse Ralston, quando Simon voltou para o estúdio. -Parece que sim ", respondeu ele, fechando a porta com firmeza, como se as mulheres poderiam bloquear além dos problemas. O que eu faço com isso? Simon piscou uma vez. Ralston e mal tolerada entre si. Se não fosse o irmão gêmeo do Marquês, seu amigo, nenhum deles iria optar por falar com o outro. Ralston sempre tinha sido um idiota. Eu não estava realmente pedindo a opinião de Simon, não é? -Oh, pelo amor de Deus, Leighton, era retórica. Eu sei melhor do que pedir um conselho. Em particular, sobre as irmãs. A farpa atingiu a verdade, e precisamente onde Ralston sugeriu Simon poderia ir para obter alguns conselhos. O marquês riu. -Muito melhor. Eu estava ficando cada vez mais preocupado com a forma elegante que a sociedade se tornou. Ele foi para o aparador e despejou três dedos de líquido âmbar em um copo. Retornando, disse ele,-uísque? Simon sentou-se, percebendo que ele poderia estar em uma longa noite. - É uma oferta generosa, ele disse secamente. Ralston entregou-lhe o copo e se sentou. -Agora. Vamos falar sobre como acontecer de você ter a minha irmã em sua casa no meio da noite. Simon tomou um longo gole, desfrutando de licor ardente em sua garganta. -Eu disse a você. Eu estava no meu carro quando eu deixei a sua festa. - Por que você não me informar da situação imediatamente? Como uma pergunta, que era muito bom. Simon virou o copo de uísque na mão, pensando. Por que não tinha fechado a porta do carro e ido olhar diretamente para Ralston? A menina era comum e impossível, e tudo o que eu não poderia estar em uma

mulher. Mas foi fascinante. Ela havia sido honesto desde a primeira vez que eles se encontraram na livraria maldita, comprar um livro para seu irmão. E então eles se encontraram novamente na Exposição de Arte Real. E ela tinha parado de acreditar ... -Talvez me dizer seu nome -? Eu tinha pedido, ansioso para não perdê-la de novo. As semanas desde vendedor tinha sido interminável. Ela tinha os lábios franzidos, um rosto perfeito, e ele sentiu a vitória. -Eu vou primeiro. Meu nome é Simon. -Simon. Ele adorava o som do seu nome em sua língua, que o nome não foi usado publicamente nas últimas décadas. E o seu, minha senhora? -Oh, eu acho que iria estragar a diversão tinha parado, seu sorriso radiante iluminando o quarto. -Discordo, excelência? Ela sabia que ele era um duque. Ele deveria saber, então, que algo estava errado. Mas em vez disso, ele congelou. Balançando a cabeça, ele avançou lentamente sobre ele, ele caiu para manter a distância, tinha cativado perseguição. -Agora, isso é injusto. -Parece mais do que justo. Eu não sou apenas um detetive melhor do que você. Ele fez uma pausa, considerando suas palavras. -Parece assim. Talvez eu deva adivinhar sua identidade? Ela sorriu. -Você está clara. "Você é uma princesa italiana, aqui com seu irmão em uma visita diplomática ao rei. Ela inclinou a cabeça no mesmo ângulo que foi esta tarde, ao falar com seu irmão. Talvez. -Ou, a filha de um conde Veronese, divertido em sua mola aqui, ansioso para experimentar a temporada de Londres lendária. Ela riu, o som era como a luz solar. -Como desanimador que o meu pai fez uma contagem simples. Por que não um duque? Como você? Ele sorriu. -A Duke, em seguida, e acrescentou calmamente: "Isso tornaria as coisas muito mais fácil. Ela tinha deixá-lo acreditar que era mais do que apenas um plebeu. O que, claro, ela não estava. Sim, eu deveria ter trazido Ralston quando ele viu o pouco bobo no chão de seu carro, apertado no canto como uma pequena mulher, como se ela pudesse ter escondido. -Se eu tivesse vindo para você, como você acha que ele teria trabalhado? Ela estava dormindo em sua cama agora. Aqui está como ele teria funcionado. Ele ignorou a visão de seu sono, seu cabelo preto selvagem espalhado sobre os lençóis de linho branco, passando de sua pele cremosa sob sua camisola. Se vestindo uma camisola. Ele limpou a garganta. E se meu carro tinha saltado à vista de todos os celebrantes de Ralston House? O que, então? Ralston fez uma pausa para refletir. "Bem, então, eu acho que teria arruinado. E você seria prepararando para a sua vida de felicidade conjugal. Simon voltou a beber. -Então, é provavelmente melhor para todos nós que me comportei como eu fiz. Ralston olhos escureceu. -Esta não é a primeira vez que tão abertamente que resistem à idéia de se casar com a minha irmã, Leighton. Eu acho que estou

começando a levá-la pessoalmente. "Sua irmã e eu não são adequadas, Ralston. E você sabe disso. 'Você não pode lidar com isso. Lábios de Simon enrolado. Havia um homem em Londres que poderia lidar com o pirralho. O Ralston sabia. -Ninguém vai amar. Ela é muito ousado. Óbvio demais. O oposto de boas meninas inglesas. Ele fez uma pausa, e Simon se perguntou se o marquês estava esperando para ver se ele discordou.Eu não tinha intenção de fazer isso. Ela diz que tudo que você tem na sua cabeça cada vez que você vir, independentemente da forma como aqueles que os rodeiam reagir. Ela sangrando os narizes de homens inocentes! -A última foi dito com uma risada de descrença. Bem, para ser justo, parecia que o homem merecia esta noite. 'Eu merecia, né -? Ralston fez uma pausa, pensando por um longo tempo. -Não deve ser tão difícil de encontrar. Não pode haver aristocratas demais com o lábio inchado lá fora. -Menos ainda mancando por outra lesão, disse Simon com ironia. Ralston balançou a cabeça. - Onde você acha que você aprendeu essa tática? Dos lobos que tinha sido claramente levantadas. -Eu não sou digno de adivinhar. O silêncio caiu entre eles, e depois de um longo tempo, Ralston suspirou e levantou-se. Eu não gosto de estar em dívida. Simon sorriu para a confissão. -Nem sequer considerada. O marquês assentiu e se dirigiu para a porta. Uma vez lá, ele se virou. -Lucky, não é?, Você tem uma temporada especial neste outono? Para manter todos os lugares de nosso país? Simon encontrou o olhar de Ralston. O marquês não estava falando sobre o que ambos sabiam ... que Leighton tinha jogado seu considerável poder por trás de um projeto de lei de emergência, que poderia facilmente ter antecipado a sessão de primavera do Parlamento, para começar. -Militar preparação é um assunto sério ", Simon disse calmamente deliberada. -Na verdade, ele é -. Ralston cruzou os braços e encostou-se à porta. E o Parlamento é uma distração bem-vinda das irmãs, certo? Simon olhos se estreitaram. -Nunca foi empacotado golpes mim antes, Ralston. Não é preciso começar agora. Eu acho que você não poderia pedir a sua ajuda com Juliana? Simon congelou, a aplicação pendurado entre eles. Basta dizer não. Que tipo de ajuda? Não exatamente, 'Não, Leighton. Ralston levantou uma sobrancelha. -Eu não estou pedindo para você se casar com a menina, Leighton. Relaxe. Eu poderia usar um conjunto extra de olhos sobre ele. Quer dizer, ela não pode entrar nos fundamentos de nossa própria casa sem ser atacado por homens não identificados -. Simon Ralston nivelou um olhar frio. -Parece que o universo está punindo com uma irmã que cria problemas tanto quanto você fez. "Eu tenho medo que você pode estar certo -. Um silêncio pesado caiu entre eles. Você sabe o que pode acontecer com ela, Leighton. Você já viveu isso. As palavras ainda implícito, mas Simon ouviu ainda. No entanto, a resposta é não. -Perdoe-me se eu não estou de todo interessado em você o favor, Ralston. -

Muito perto. -Seria um favor a St. John -, disse Ralston, invocando o nome de seu irmão gêmeo ... o gêmeo bom. -Você pode se lembrar que a minha família passou uma boa quantidade de energia sob os cuidados de sua irmã, Leighton. Lá estava ele. O grande peso do escândalo, poderoso o suficiente para mover montanhas. Ele não gostou de ter tal fraqueza gritante. E só piorar. Por um longo momento, Simon não se atreveu a falar. Por fim, ele concordou. "Muito bem. -Você pode imaginar o quanto eu odeio a idéia de pedir a sua ajuda Duke, mas pense o quanto você vai desfrutar de esfregar isso na minha cara para o resto de nossos dias. Confesso, eu estava esperando para não ter de sofrer por tanto tempo. Ralston riu. Desgraçado insensíveis -. Ele veio para ficar atrás da cadeira desocupada. - Você está pronto, então? Para quando a notícia sai? Simon não fingiu não entender. Ralston e St. John foram os dois únicos homens que conheciam os segredos mais sombrios de Simon. Aquele que quer destruir sua família e sua reputação se revelado. Que era para ser revelado mais cedo ou mais tarde. Alguma vez você já estará pronto? "Ainda não. Mas logo -. Ralston estava assistindo com os olhos de um azul frio lembrou de Julian Simon. -Você sabe que está indo para estar com você. Simon riu uma vez sem humor. -Perdoe-me se eu não dou muito valor ao apoio da Casa Ralston. Um lado da boca Ralston se levantou com um sorriso. -Somos um grupo diverso. Mas nós por ele com tenacidade. Simon viu a mulher em sua biblioteca. -Eu não duvido. "Eu suponho que você vai se casar. Simon fez uma pausa no ato de levantar o copo aos lábios. - Como você sabe? O sorriso tornou-se um sorriso. -Quase todos os problemas podem ser resolvidos com uma viagem para o vigário. Em seu particulares. Quem é a sortuda? Simon considerou mentindo. Considerando fingir que ele não tinha escolhido. Todo mundo ia saber muito em breve, no entanto. Lady Penélope Marbury. Ralston assobiou longo e baixo. Filha de um Marquês duplo. Reputação impecável. Gerações no pedigree. A Santíssima Trindade de uma partida desejável. E a sorte grande. Excelente escolha. Não era nada que Simon não tinha a intenção, é claro, mas dói, mas ouvi-lo em voz alta. Eu não gosto de ouvir você falar sobre os méritos de minha duquesa futuro, como se fosse um prêmio ganhoRalston se inclinou para trás. -Minhas desculpas. Fiquei com a impressão de que você tinha escolhido o seu futuro duquesa como um prémio. Toda a conversa deixou desconfortável. Era verdade. Não vai se casar com Lady Penélope por nada, mas seu recorde impecável. -Afinal, não é como se alguém acreditar que o Duque de Leighton se casar por amor. Ele não gosta da agitação de sarcasmo no tom de Ralston. É claro, o Marquês sempre soube o que o irritava. Desde que eram crianças. Simon levantou-se,

pronto para se mover. -Eu acho que vai encontrar a sua irmã, Ralston. Chegou a hora de levá-la para casa. E eu apreciaria se você pudesse manter sua dramas familiares longe da minha porta para o futuro. As palavras foram convincentes até mesmo para seus ouvidos. Ralston endireitou, tornando-se lentamente para a sua altura, quase tão alto como Leighton. "Certamente eu vou tentar. Afinal, você tem um monte de dramas familiares ameaçam a desvendar-se à sua porta, certo? Não havia nada em que a Simon Ralston satisfeito. Ele faria bem em lembrar. Ele saiu do estúdio e foi para a biblioteca, abrindo a porta com mais força do que o necessário e estática restante apenas dentro do quarto. Ela estava dormindo em sua cadeira. Com o seu cão. A cadeira que eu tinha escolhido foi um em que ele havia trabalhado muito e bem para chegar a esse nível perfeito de conforto. Seu mordomo tinha sugerido reupholstering inúmeras vezes, pelo menos em parte, Simon imaginar, o desgaste, o tecido mole que considerado um dos melhores atributos de assento. Ele pego dormindo Juliana, ela arranhou rosto contra os fios de ouro macio usado tecido. Ela havia tirado os sapatos e enrolou seus pés debaixo dela, e Simon balançou a cabeça para tal comportamento. Londrinos senhoras não se atreveria a ir descalço ou na privacidade de suas próprias casas, e ainda lá estava ela, tornando-se confortavelmente e tirar uma soneca na biblioteca de um duque. Ele roubou um momento para observar, apreciar como perfeitamente adequado para a sua cadeira. Ele foi maior do que a média, construído especialmente para ele 15 anos atrás, quando, cansado de cadeiras dobráveis também sensíveis, sua mãe tinha dito - o auge da moda - ele já havia decidido que, como Duke, estava bem dentro do seu direito Nascimento gastar uma fortuna em uma cadeira que caberia seu corpo. Foi grande o suficiente para sentar-se confortavelmente, com espaço extra para acomodar uma pilha de papéis que precisavam de sua atenção, ou, como foi o caso neste momento, para um cão para um corpo quente. O cachorro, um vira-lata marrom que tinha encontrado o seu caminho no dia em que voltou do quarto de sua irmã no inverno, agora viajando com Simon e estabeleceu sua casa onde ele estava Duke.O canino gostava especialmente da biblioteca na casa da cidade, com três lareiras e móveis confortáveis, e, obviamente, um amigo. Leopold estava encolhido já fez uma pequena bola com a cabeça sobre uma comprimentos coxa Juliana. Coxas que Simon não deve notar. Aquele cachorro era um traidor era uma preocupação que Simon teria endereço abaixo. Agora, no entanto, teve de lidar com a senhora. -Leopold. Ele chamou Simon, batendo a mão contra sua coxa, em uma manobra que ele tinha praticado antes que o cão chegou a seus calcanhares em segundos. Se apenas a mesma ação levar a menina para seus calcanhares. Não, se fosse assim, não tão facilmente despertar. Em vez disso, a iria acordar lentamente, com cursos longos, lisos ao longo aquelas pernas maravilhosas ... é agazaparía ao lado dela e enterrar o rosto em que a massa de cabelo de ébano, bebendo o cheiro dele, então vá com seus lábios sobre seu ângulo da mandíbula até a adorável suave curva de sua orelha. Ele sussurrava o seu nome, acordando com a respiração em vez de fazer qualquer som. E então eu estava indo para terminar o que começou todos esses meses antes. Levar sua cintura em um totalmente diferente.

Ele agarrou as mãos sobre os lados para impedir que seu corpo agindo sobre a promessa da sua imaginação. Não havia nada que pudéssemos fazer mais prejudicial para alimentar o desejo inoportuno que sentia por esta mulher impossível. Ele simplesmente tinha que lembrar que a duquesa tinha mercado perfeito. E Miss Juliana Fiori nunca ia ser isso. Não importa o quão bem você encher sua cadeira favorita. Era hora de acordar a menina. E mandá-la para casa. Capítulo 3 Os salões das senhoras bolsões de imperfeição. As senhoras requintados, não há necessidade de ficar dentro de casa. -Um Tratado sobre o melhor de senhoras Certamente, não há lugar mais interessante através de Londres que, além de um salão de baile terraço ... -A Folha de Escândalo, outubro 1823 -Eu pensei que a temporada acabou e aqui estamos em danças mais! Juliana caiu em um sofá em um pequeno salão de antecâmara senhoras Weston House e soltou um longo suspiro, dando massagens seus pés através de seu fino sapatos de dança .. -Deve-Mariana seu amigo mais próximo, a duquesa extravagante de Rivington, levantou a bainha de seu vestido azul e inspecionou o local onde ele havia caído bainha. -Mas enquanto o Parlamento permaneceu na sessão, as danças da temporada será a última moda. Cada host vai querer o seu partido outono mais impressionante do que a última. Você só pode culpar a si mesmo Mariana se disse ironicamente. - Como eu ia saber que Callie entretenimento começar uma revolução em meu favor -? Calpurnia, irmã Mariana ea irmã Juliana, tinha sido o responsável pela introdução suave de Juliana para Londres sociedade depois que ele chegou a primavera . Uma vez que o verão chegou, a Marquesa tinha renovaram seu objetivo. Uma onda de bailes de verão e atividades Juliana tinha mantido aos olhos do público e mantido série de outras socialites da cidade após a temporada acabou de vez. O objetivo da Callie foi um casamento inteligente. O que fez a sobrevivência de Juliana seu objetivo. Acenando com a mão a uma senhora, Mariana deu um dedal e linha de sua bolsa e entregou para a menina, que estava agachado para reparar o dano. Descoberta Juliana olhar no espelho e disse: 'Você é tão sortudo você poderia ter chorado a Lady Davis semana laranja flamboyant passado. "Não é realmente chama assim. -Ele fez isso! Você deve ter visto o lugar, Juliana ... foi uma explosão de cor, e não em um bom caminho. Tudo era laranja roupas ... arranjos florais ... servos eram nova imagem, pelo amor de Deus ...alimentos -A comida -? Juliana franziu o nariz. Mariana assentiu. "Foi horrível. Tudo era cenoura colorido. Uma festa para os coelhos. Seja grato que você não se sentia bem. -

Juliana perguntou o que Lady Davis teria pensado que uma grande damadogmática particularmente alta sociedade, se ele tinha assistido, coberto de arranhões Grabeham sua aventura com a semana anterior. Ela deu um pequeno sorriso com a idéia e se mudou para restaurar a meia dúzia de cachos soltos ao seu lugar original. -Eu pensei que agora que você é duquesa, não de sofrer estes eventos? -Eu também pensava assim. Mas Rivington diz-me o contrário. Ou, mais apropriadamente, a Duquesa Viúva diz-me o contrário. Ela suspirou. -Se você já viu uma outra cornucópia, que será muito em breve. Juliana riu. -Sim, deve ser difícil ser um dos anos mais cobiçado convidados, Mariana. O que estar perdidamente apaixonado por sua Duque belo e jovem e tem toda Londres a seus pés. Os olhos de seu amigo brilharam. -Oh, o mal é julgamento. Basta esperar. Algum dia você vai descobrir por si mesmo. Juliana duvidou. Apelidado de Anjo da Allendale, Mariana fez um rápido trabalho de conhecer e casar-se com seu marido, o duque de Rivington, em sua primeira temporada. Ele havia sido o assunto de todo o ano, um amor quase instantânea que levou a um casamento luxuoso e um turbilhão de compromissos sociais para o jovem casal. Mariana era o tipo de mulher que amava as pessoas. Todos queriam estar perto dela, e nunca faltou companhia. Ele foi o primeiro amigo que Juliana tinha feito em Londres, ela e seu duque tinha feito uma prioridade para mostrar Socialite, que aceitou independentemente Juliana pedigree. Na primeira dança de Juliana, que tinha sido Rivington tinha reivindicado sua primeira dança, de imediato, impresso com a aprovação de seu venerável ducado. Tão diferente do duque outro que estava presente naquela noite. Leighton não mostrou qualquer emoção que a noite não, quando ela encontrou seu mel olhar frio no salão de baile, e não quando ele passou perto dele no caminho para a mesa de refrescos, não quando ela esbarrou em um além da sala de dança particular. Isso não era exatamente verdade. Ele demonstrou nenhuma emoção lá. Só não do tipo que eles queriam. Ele estava furioso. - Por que você não me diga que você estava? - Será que isso importa? -Sim. - Quanto? Que a minha mãe é a Marquesa de queda Ralston? Que meu pai era um comerciante trabalhador? Eu não tinha um título? -Tudo o que é importante. Ela havia sido alertado sobre ele, o Duque de desdém, muito consciente de sua posição na sociedade, ele não tinha interesse para aqueles que considerava abaixo dele. Ele era conhecido por sua presença distante, por seu desprezo legal. Ela tinha ouvido falar que ele selecionou seus servos, por sua discrição, seus amantes por sua falta de emoção, e seus amigos, bem, não havia nenhuma indicação de que se rebaixaria a algo tão comum como a amizade. Mas até então, quando ele descobriu sua identidade, ela não acredita em boatos. Não foi até que ela sentiu a picada de seu desdém infame. Ele tinha machucado. Muito mais do que o julgamento de todos os outros. E então ela o beijou. Como um tolo. E foi notável. Até que ele se afastou com uma violência que ainda envergonhada.

"Você é um perigo para si mesmo e aos outros. Você deve voltar para a Itália. Se você ficar, seus instintos completamente arruinado. Com extraordinária rapidez. -Eu gostei ", disse Juliana, a acusação em seu tom a fez manter a dor sob controle. Ele segurou-a com um olhar frio e calculado. -Claro que sim. Mas se você está lutando por um lugar como meu amante e amante um grave bom. Ela abriu a boca, e ele comentou como ponto de partida um punhal contra seu peito. -Você faria bem em lembrar seu nível. Esse foi o momento em que decidiu ficar em Londres. Para provar que ele e todos os outros que tentaram seus fãs atrás de sua renda e Inglês parece frio, ela estava mais do que viram. Ele correu um dedo sobre a marca rosa fraco em seu templo, o último vestígio da noite, quando ela desembarcou no transporte de Leighton, trazendo de volta memórias dolorosas dessas primeiras semanas em Londres, onde ela Eu era jovem e solitário e ainda deverá se tornar um deles - esses aristocratas. Ela deveria ter conhecido melhor, é claro. Eles nunca aceitar. A empregada acabado hem Mariana e Juliana viu seu amigo sacudiu a saia antes de se virar para ela. - Certo? Juliana olhou para baixo drasticamente. -Deveríamos? A duquesa riu, e levantou-se a voltar a sala de estar principal. -Ouvi dizer que foi pego em um abraço cheio de vapor nos jardins da noite do baile de outono-Ralston Juliana congelou, reconheceu imediatamente o tom ford elementos, nasal Lady Sparrow, um dos piores de fofocas sociedade. -Nos jardins de seu irmão -? O suspiro incrédulo disse Juliana foi o tema da conversa. Seu olhar voou para uma Mariana claramente furioso, que parecia pronto para estourar no quarto e seus habitantes fora. Juliana, que não podia permitir que ela faça. Ele colocou a mão no braço de sua amiga, parando seu movimento, e esperou, escutando. Ela é apenas meia-irmã. E todos nós sabemos que metade do que outro -. Um coro de risos salientou o jab, que bateu com precisão dolorosa. -É surpreendente que tantos eventos, a convite disse o outro demorou. "Hoje à noite, por exemplo ... Eu pensei que Lady Weston era um melhor juiz do caráter. Em seguida, teve a Juliana. -É difícil para convidar Senhor e Senhora de Ralston sem estender o convite a Miss Fiori, disse que uma nova voz. Um bufo de desdém seguido. -Não é que eles são muito melhores ... passado escandaloso com o Marquês e Marquesa tão desinteressante. Eu ainda me pergunto o que ele fez para merecer isso. -Já para não falar mesmo de Lord Nicholas, para se casar com uma menina das províncias. Você pode imaginar! -Nunca duvide as ações que podem fazer os pobres com sangue bom Inglês. Claramente, a mãe tem ... deixaram sua marca. O último veio na gargalhada aguda e fúria Juliana começou a subir. Uma coisa era que os Harridans cruel insulto, mas era algo completamente diferente do que eles estavam atrás de sua família. As pessoas adoraram. -Eu não entendo por que não Ralston apenas dar a sua irmã a um acordo e enviado de volta para a Itália. -

Nem Juliana compreendido. Ela esperava que isso acontecesse tantas vezes desde que chegou inesperadamente nos degraus da Casa Ralston. Seu irmão nunca tinha sugerido, nem mesmo uma vez. Mas ele ainda tinha dificuldade em acreditar que ele não quer sair. -Não dê ouvidos a eles, Mariana sussurrou. -Eles são horríveis, as mulheres que vivem de ódio ao ódio. -Tudo o que você precisa é encontrar uma pessoa a fazer algo de qualidade importante, e eles exílio ela da sociedade para sempre. "Isso não deve demorar muito. Todo mundo sabe que os italianos têm moral duvidosa. Juliana tinha o suficiente. Ela passou por Mariana e do banheiro feminino, onde o trio foi maquiagem retocándose no grande espelho em uma parede da sala. Lançou um sorriso largo na direcção da mulher, desfrutado de um prazer perverso em sua imobilidade, uma combinação de choque e repugnância. Ainda rindo da própria piada, a frieza era bonita e totalmente malicioso Lady Sparrow, que se casou com um visconde, e rico como CRESUS dobro de sua idade, três meses antes q ue o homem tinha morrido, deixando-a com uma fortuna para fazer o que ela queria. A Viscondessa Lady juntou Davis, que aparentemente não tinha o suficiente da laranja lendário show como usava um vestido que acentuava sua cintura atroz, para que a mulher se tornou uma abóbora perfeita. Havia uma mulher jovem, com Juliana não os conhecia. Pequena e loira, com rosto redondo e liso olhos arregalados, surpreso, Juliana fugazmente perguntou como este pequeno se reuniu com os Vipers. Ela poderia muito bem ser morto ou ser transformado. Juliana Não que isso importasse. -Minha senhora, ele disse, mantendo sua voz radiante sábio grupo teria a certeza que eles estavam sozinhos antes de desfrutar de uma conversa que eviscera muitas pessoas. Lady Davis boca aberta e fechada em uma aproximação para uma truta antes que ele desviou o olhar. Ela simplesmente corou, mãos entrelaçadas com força na frente dela em um gesto como se facilmente identificados. Não tão Lady Sparrow. "Talvez eles estavam plenamente conscientes da nossa empresa", ela brincou. -Nós apenas não tinham medo de ofender. Na sugestão, Mariana deixou a antecâmara, e havia uma respiração coletiva enquanto inspirando outras mulheres registraram a presença da duquesa de Rivington. -Bem, isso é uma vergonha, ela disse, com voz clara e autoritária, totalmente de acordo com o seu título. -Por mais que eu me encontro ofendido. Mariana saiu da sala, e Juliana engoliu um sorriso no desempenho impecável de seu amigo, cheio de razão. Voltando sua atenção para o grupo de mulheres, ela se aproximou, apreciando a forma como ele mudou o seu desconforto. Quando ele estava perto o suficiente para sentir seu perfume inebriante, disse: 'Não se preocupe, senhoras. Ao contrário da minha irmã, eu não levo isso como uma ofensaEle fez uma pausa, virando a cabeça para cada lado, exibindo-se inspecionados antes de passear acomodar uma onda em seu cabelo novamente. Quando ela

tinha certeza que ela teve a atenção coletiva, disse: 'Você emitiu seu desafio. E eu vou encontrar com prazer. Ela não respirar até que ele deixou a sala de senhoras, raiva, frustração e dor ela correu através de um efeito estonteante. Eu não deveria ter cotillearan surpreso com isso. Houve boatos sobre ela desde o dia em que ela chegou em Londres. Só tinha acreditado havia sido preso até o momento. Mas não foi. Eles não. Esta foi a sua vida. Ela tinha a marca de sua mãe, que ainda era um escândalo, mesmo agora, 25 anos depois de ela ter deixado seu marido, o marquês de Ralston, e seus filhos gêmeos, fugindo da deslumbrante vida aristocrática para o Continente. Ele havia desembarcado na Itália, onde ele havia enfeitiçado pai de Juliana, um empresário trabalhador que jurou que nunca quis nada em sua vida mais do que você queria de cabelos negros mulher Inglês, com os olhos brilhando e um sorriso brilhante. Ela havia se casado com ele, em uma decisão que Juliana chegou a se identificar como exatamente o tipo de comportamento imprudente e impulsivo por que sua mãe havia sido conhecido. Comportamento que ameaçava surgir nele. Juliana fez uma careta com o pensamento. Quando ela agiu por impulso, era para se proteger. Sua mãe era uma aristocrata com um pendor para a criança direito de drama. Mesmo que ela tivesse envelhecido, não tinha amadurecido. Juliana é suposto ter sido grato que a Marquesa de licença quando ele não achava que as cicatrizes que tinham sofrido. Pai de Juliana tinha feito o seu melhor para criar uma filha. Ele a ensinou a dar um nó excelente detectar um carregamento ruim de bens, e pechinchar com os melhores e os piores comerciantes ... mas nunca partilhou a sua parte mais importante do conhecimento. Ele nunca disse que tinha uma família. Só tinha aprendido sobre seus meioirmãos nascidos de uma mãe que mal tinha conhecido, depois que seu pai morreu, quando ele tinha descoberto que seus fundos foram colocados em uma relação de confiança, e que um desconhecido Marquês britânico era para ser seu tutor. Algumas semanas mais tarde, tudo mudou. Ele caiu, sumariamente, a Ralston Casa portas, com três troncos de bens e sua empregada doméstica. Tudo graças a uma mãe sem um traço de instinto maternal. Foi uma surpresa que as pessoas questionam o caráter de sua filha? Que a filha questionou, também? Não. Ela não se parece nada com sua mãe. Nunca tive um motivo para pensar que era. Não de propósito, pelo menos. Mas não parece importar. Esses aristocratas atraiu forças insulto, longa olhar diretamente para ela por cima do ombro e ver apenas o rosto de sua mãe, o escândalo de sua mãe, a reputação de sua mãe. Eles não se importava com quem ela era. Eles só se importava que ela não era como eles. E como foi tentado para mostrar o quanto realmente havia diferença entre eles .. com estas criaturas imóveis, sem juros, sem paixão. Ele tomou uma respiração profunda, rolo, olhando para as portas que levam ao salão de festas jardins além distante. Embora começou a se mover, não sabia lidar com elas.

No entanto, todas as emoções inundada, ela não conseguia encontrar o espaço para se preocupar com o que não fazer. Mariana saiu do nada, colocando a mão enluvada no lado delicado de Juliana. - Você está bem? Eu estou bem -. Ela olhou para o amigo. Eu não conseguia olhar para ela. -Eles são horríveis. -Também está certo. Mariana parou com as palavras, mas Juliana continuou se movendo, se concentrou particularmente nas portas francesas abrem ... na salvação prometida. Ela rapidamente pegou sua duquesa. -Eles não estão certos. - Não -? Juliana corte com um olhar para o seu amigo, viu os grandes olhos azuis, que fizeram dela uma espécime perfeito da feminilidade Inglês. -Claro que sim. Eu não sou um de vocês. Eu nunca vou ser. E graças a Deus por isso ", disse Mariano. "É mais do que suficiente para todos nós. Eu, por exemplo, estou muito feliz de ter alguém na minha vida apenas. FinalmenteJuliana parou na beira da pista de dança, voltando-se para a amiga. -Obrigado -. Embora não seja verdade. Mariana sorriu como se tudo tivesse sido reparado. -Nem um pouco. -Agora, por que você não vai encontrar o seu belo marido e dançar com ele?. Você não gostaria de começar a resmungar sobre o estado de seu casamento. -Vamos. Juliana lábios torcidos em um sorriso irônico. "Você fala como uma duquesa. -A posição tem algumas vantagens -. Juliana forçou um sorriso. -Go. Mariana franziu a testa com preocupação. - Você tem certeza de que está bem? -É verdade. Estou indo para um pouco de ar fresco. Você sabe como Eu não suporto o calor nestes quartos. "Tenha cuidado, Mariana disse com um olhar nervoso para a porta. -Nunca perca a si mesmo. - Devo deixar um rastro de passeios petits? -Pode não ser uma má idéia. "Adeus, Mari. Mariana foi, então, o vestido azul brilhante foi engolido pela multidão quase instantaneamente, como se ela não podia esperar juntar as massas. Eles Juliana absorvido da mesma maneira. Ele imaginou enviar a multidão de volta como Olive Pit cuspindo uma Pietra Ponte. Exceto, isso não era tão simples como cair de uma ponte. Ele não estava tão certo, pelo menos. Juliana levou alguns minutos para assistir os dançarinos, dezenas de casais rodou e caiu em um rápido dança folclórica. Ela não podia resistir-se em comparação com mulheres que se voltaram para ela, tudo muito em seus vestidos em tons pastel, com seus corpos e suas personalidades perfeitamente posicionado temperado. Eles foram o resultado de reproduções perfeitas Inglês-criados e cultivados como a videira para garantir frutas idênticas e vinho inofensivo, desinteressante. Ele percebeu que a menina no salão para tomar o seu lugar em um dos lados da longa fila de dançarinos, o blush nas bochechas tornando-se mais vivo do que

parecia à primeira vista. Seus lábios apontado como Juliana só poderia assumir como um sorriso longo praticavam não era muito brilhante para olhar interessado não muito fina para indicar desinteresse. Parecia um gordo uvas prontas para a colheita. Maduro para inclusão nesta safra simples Inglês. As uvas chegou ao fim da linha, e ela e sua parceira se juntou. Seu parceiro era o Duque de Leighton. Os dois estavam balançando e virando-se diretamente a ela, pela longa fila de pessoas presentes, e ninguém pensava em dúvida nas mentes de Juliana. Eles foram correspondidos. Foi apenas a maneira que parecia, tudo, exceto o seu cabelo também inadequada semelhante ao ouro foram similarmente. Ela era normal, com o rosto um toque demasiado redondo, olhos azuis, com um toque muito pálido, os lábios ligeiramente menos do que arco perfeito de uma rosa e ele era ... bem ... Leighton era. A diferença em suas alturas era imenso, ele se elevou mais de seis metros, e era pequeno e leve, quase atingindo seu peito. Juliana revirou os olhos para olhar para eles. Ele provavelmente gostou da idéia de uma mulher tão pequena, algo que pode ser operado com o toque de um dedo. Mas foram consistentes de outras maneiras também. As uvas se a dança, era óbvio desde o brilho em seus olhos quando ele encontrou o olhar das outras mulheres na linha. Ele não sorriu ao dançar, apesar do fato de que claramente sabia os passos de dança. Ele não gostou. É claro, isso não era um homem que gostava de dançar campo. Este não era um homem que gostava de qualquer lugar. Foi surpreendente que ele estava disposto a se inclinar para uma atividade tão comum como dançar primeiro. Os dois tinham chegado ao fim dos celebrantes e estavam a poucos metros de da Juliana, quando Leighton encontrou seu olhar. Foi fugaz, um segundo ou dois, no máximo, mas quando seus olhos se encontraram Mel Brown estava ciente do que ocorreu cãibras na boca do estômago. Foi um sentimento que deve ser utilizados para o tempo, mas nunca deixou de surpresa. Ela sempre esperava que não o afetaria. Que um dia, aqueles poucos momentos, o passado passageira seria apenas isso: passado. O lugar de um lembrete de como fora do lugar, ela estava neste mundo. Ele se afastou da dança, para as portas de vidro de largura ea noite escura com urgência renovada. Sem hesitar, ele deu mais um passo através da balaustrada de pedra. Embora ela saiu do quarto, eu sabia que não deveria ter feito. Ele sabia que seu irmão e do resto de Londres é julgado por suas ações. As sacadas foram estufas do pecado em seus olhos. Isso seria ridículo, é claro. Certamente, nada de ruim poderia vir de um momento roubado na varanda. Foram os motivos que ela deveria evitar. Era frio, o ar estava afiada e aço agra. Ela olhou para o céu claro outubro, parando para as estrelas no céu. Pelo menos, alguma coisa foi o mesmo. "Eu não deveria estar aqui. Ela não se virou para as palavras. O duque tinha se juntou a ela. Eu não estava completamente surpreso. - Por que não? "Tudo pode acontecer.

Ele ergueu um ombro. "Meu pai costumava dizer que as mulheres têm uma vida dúzia. Tal como os seus gatos. -Gatos só tem nove vidas aqui. Ela sorriu para ele por cima do ombro. E as mulheres? -A muito menos. Não é sábio para você estar aqui sozinho. Era perfeitamente seguro até que você chegou. "É por isso que é ... Sua voz sumiu. "É por isso que eu estou sempre em apuros. -Sim. - Então, por que está aqui, Vossa Graça? Não arrisca a sua própria reputação de ser tão perto de mim? Ela virou-se para encontrá-lo vários metros, e deu uma risada curta. -Bom. Eu não acho que você poderia ser arruinada daquela distância. É seguro-Eu prometi ao seu irmão que eu iria protegê-lo do escândalo. Eu estava tão cansado de todos acreditando acessível no escândalo. Ela estreitou os olhos para ele. -Há uma ironia nisso, não é? Houve um tempo em que eram a maior ameaça à minha reputação. Ou você não se lembra? As palavras saíram antes que pudesse detê-los, e seu rosto ficou sombras pedregosos. -Isto não é nem o momento nem o lugar para discutir essas coisas. -Nunca é, certo? Ele mudou de assunto. "Foi uma sorte que era eu quem a encontrou. Boa-sorte? É que o que foi? Juliana encontrou seus olhos, procurando o calor que já havia estado lá. Ele não encontrou nada, exceto sua inabalável e olhar aristocrático forte. Como poderia ser tão diferente agora? Ele virou-se para o céu, queimando raiva. -Eu acho que é melhor ir embora. Eu acho que é melhor para você dançar novamente. - Por quê? Você acha que se eu dançar um carretel, abrem seus braços e me aceitou na dobra? -Eu nunca aceitou que, se você não tentar -. Ela virou a cabeça para olhar para ele. - Você acha que eu quero me aceitar? -. Ele olhou para ela por um longo tempo. -Eu acho que devemos querer aceitá-lo. Nós. Ela endireitou os ombros. - Por que deveria? Você é um grupo difícil, sem paixão, mais preocupado com a distância correta entre casais de dança do mundo em que vivem. Acreditava que as suas tradições e costumes e suas vidas regras tolas fazer mais desejável. Eles não. Você faz alguns esnobes. "Você é uma menina que não sabe o que joga o jogo. As palavras machucam. Não que ela demonstrou. Ela se aproximou mais, testando a sua vontade de permanecer firme. Ele não se moveu. - Você acha que eu considero isso um jogo? Eu acho que é impossível pensar o contrário. Olhar. Toda a sociedade de alto a poucos metros de distância, e aqui está, uma ruína de cabelo. Suas palavras eram como aço, aviões nítidas de rosto em sombra ea luz da lua linda.

-Eu disse a você. Eu não ligo para o que eles pensam. -Claro que sim. Ou você não estaria aqui. Tínhamos voltado para a Itália e acabou com a gente. Houve uma longa pausa. Eu estava errado. Ele não se importava o que eles pensavam ... Ele se importava o que ele pensava. E que só serviu para frustrar. Ele virou-se para os jardins, agarrando o corrimão de pedra larga da varanda e perguntando o que aconteceria se ela correu para a escuridão. Se seria encontrado. -Estou confiante de que suas mãos foram curadas. Eles chegaram a ser educado. Impassível. -Sim. Obrigado. Ela tomou uma respiração profunda. -Você parecia gostar da dança -. Houve uma batida como ela considerou a declaração. Tolerável ra-E -. Ela riu um pouco. -Isso é um elogio, Sua Graça -. Ele fez uma pausa. Sua família parecia desfrutar de sua companhia. Lady Penélope é um excelente dançarino. A uva tem um nome. -Sim, bem, eu tive a sorte de encontrá-la esta tarde. Eu posso dizer que você não tem uma excelente selecção de amigos. -Eu não vou deixar os insultos. -Eu vou embora? E como você é capaz de me fazer exigências? "Eu sou muito sério. Lady Penélope vai ser minha namorada. Você tratá-la com o respeito que é devido. Eu ia casar com a criatura comum. Sua boca caiu de surpresa. Ela está noiva? "Ainda não. Mas é uma questão de formalidade neste ponto. Ele assumiu que era apenas que ele estava emparelhado com noiva Inglês perfeito. Só que parecia tão ruim. Eu confesso, eu nunca ouvi ninguém falar tão suavemente sobre o casamento. Ela cruzou os braços contra o frio, a lã de seu casaco puxado preto apertado formal sobre os seus ombros, enfatizando a sua amplitude. - O que há para dizer? Nós mesclá-lo muito bem. Ela piscou. -Muito bom. Ele acenou com a cabeça. -Absolutamente. - O apaixonado. Ele ignorou o seu sarcasmo. "É uma questão de negócios. Não há espaço para a paixão em um Inglês bom casamento. Foi uma brincadeira. Deve ser. - Como você pode esperar viver sua vida sem paixão? Ele cheirou, e ela se perguntou se ele podia sentir seu próprio pompa. -A emoção é superestimada. Ela riu. Bem, isso poderia ser a coisa mais britânico que eu já ouvi alguém dizer. "É uma coisa ruim de ser britânico -? Ela sorriu lentamente.

Suas palavras, não minhas - Ela continuou., Sabendo que o irritava. -Todo mundo precisa de uma paixão. Muito poderia ser feito com uma grande parte dele em todas as áreas de sua vida. Ele levantou uma sobrancelha. -Vou levar este conselho de você? Quando ela acenou com a cabeça, ele continuou. Então deixe-me ser claro. Você acha que a minha vida precisa de paixão, uma emoção que impulsiona os jardins escuros e varandas para carros de estrangeiros e forçado a arriscar sua reputação com uma frequência alarmante? Ela ergueu o queixo. -Eu acho que sim. "Isso pode funcionar para você, Miss Fiori, mas eu sou diferente. Eu tenho um título, uma família, e uma reputação a zelar. Sem mencionar o fato de que eu estou bem acima da base e ... desejos comuns -. Arrogância derramado dele era sufocante. "Claro, você está um duque disse com sarcasmo em seu tom. Ele ignorou. "Precisamente. E você é .. -. -Eu sou muito menos. Ele levantou uma sobrancelha de ouro. As palavras dela, não meu. Sua respiração escapou de fora, como se tivesse sido atingido. Ele merecia uma queda forte e do mal. O tipo que poderia arruinar um homem para sempre. A única classe que só uma mulher pode dar. O tipo que ela queria que ele desesperadamente. -Você ... Asino -. Apertou os lábios em uma linha fina com o insulto, e caiu em uma curva, profundo zombeteiro. 'Desculpe, sua graça, mediante a utilização de tal linguagem . - Ela levantou os olhos e olhou para ele através de seu cílios escuros. -Deixe-me repeti-lo em sua língua de Inglês Você é um idiota. -. Ele falou através dos dentes. Levante-se. Ela, engolindo sua raiva quando ele chegou para ele com os dedos fortes de escavação em seu cotovelo, e fazendo-o virar as costas para a pista de dança. Quando ele continuou, com a voz baixa e séria em seu ouvido. -Você acha que seus shows amor preciosas que são melhores do que nós, quando tudo o que ele mostra é o seu egoísmo. Ele tem uma família que se esforça para atender a aceitação social para você, e ainda assim nada disso importa, exceto sua própria motivação. Odiava-o em seguida. -Isso não é verdade. Eu me preocupo profundamente com eles. Eu nunca fazer qualquer coisa para ... "Ela parou. -Eu nunca faria nada para prejudicá-los. As palavras não eram exatamente verdade. Lá estava ela, depois de tudo, em um terraço no escuro com ele. Ele parecia entender seus pensamentos. Sua imprudência vai estragar ... e, provavelmente, também. Se ele se importava nem um pouco, tentar envolvê-lo na forma de uma mulher e não um comum ... Ele parou diante do insulto foi dito. Ela ouviu-o de qualquer maneira. A calma profunda resolvido dentro. Ela queria que esse homem perfeito e arrogante, de joelhos. Se ele imaginava, imprudente, isso é o que eu ia ser. Lentamente, ele tirou o braço de sua mão.

- Você acha que está acima da paixão? Acha que o seu mundo perfeito precisa de nada mais do que regras rígidas e experiência sem emoção? Ele deu um passo para trás com o desafio suave em suas palavras. -Eu acho que não. Eu sei. Ela assentiu com a cabeça. -Experimente. Suas sobrancelhas se uniram, mas não falou. "Eu vou te mostrar que mesmo um duque frígida pode viver sem calor. Ele não se moveu. -No. - Você está com medo? Eu não estou interessado. Eu duvido que isso seja verdade. -Eu realmente não acho que a reputação, certo? -Se você está preocupado com sua reputação, sua graça, é claro, deve levar um convidado. -E se eu resistir a sua vida tempestuosa? Então, ela se casa com uva e tudo está bem. Ele piscou. -A uva? Lady Penelope -. Houve uma longa pausa. -Mas ... se você não pode resistir ... Ela veio, seu calor foi um prazer o ar fresco de outubro. -Então, o que -? Ele perguntou, em voz baixa e escura. Ela tinha agora. Ela o levou para baixo. E o seu mundo perfeito com ele. Ele sorriu. "Então, sua reputação está em grave perigo. Ele ficou em silêncio, o único movimento foi a contração lenta de um músculo em sua mandíbula. Após alguns momentos, ela pensou que podia deixá-la ali, com sua ameaça flutuando no ar frio. E então ele falou. "Eu vou te dar duas semanas -. Sem tempo para desfrutar de sua vitória. "Mas quem é que vai aprender a lição, Miss Fiori. O suspeito continuou. - Que lição? -A reputação sempre triunfa. Capítulo 4 Elas devem caminhar ou correr. As senhoras delicadas nunca correm. -Um Tratado sobre o melhor de senhoras O desfile está chegando cada vez mais cedo ... -A Folha de Escândalo, outubro 1823 Na manhã seguinte, o Duque de Leighton subiu com o sol. Ele lavado, vestido com roupa fresca e camurça suave começou suas botas de montaria, amarrou o lenço, e chamou para seu cavalo. Em menos de um quarto de hora, atravessou o hall de entrada de grande parte de sua cidade natal, aceitando um par de luvas e um Boggs chicote sempre preparados seu mordomo, e saiu de casa.

Respirar o ar da manhã, fresco com o cheiro do outono, o Duque se endireitou na cadeira, como ele havia feito todas as manhãs, desde o dia em que ele tomou o ducado, quinze anos antes. Na cidade ou no campo, esta chuva ou sol, frio ou quente, o ritual era sagrado. Hyde Park estava quase vazio naquela hora logo após o amanhecer, poucos estavam interessados em montar, sem a possibilidade de ser visto, e menos ainda estavam interessados em sair de suas casas em hora tão cedo. Essa foi precisamente a razão pela qual eu tanto gostava manhã Leighton, a caminhada, o silêncio quebrado apenas pelo som de cascos, pelo som da respiração de seu cavalo misturado com o dela como ele galopou através de rotas longas desertas apenas algumas horas mais tarde viria a ser preenchido com aqueles que ainda estavam na cidade, ansiosos para se alimentar de as últimas fofocas. Socialites negociadas informações, e Hyde Park em um dia bonito era o lugar ideal para a troca de bens. Era só uma questão de tempo até o dia de boa família para fora. Leighton se inclinou sobre seu cavalo, levando o animal para a frente, mais rápido, como se ele pudesse escapar da fofoca. Quando se descobriu que sua irmã, o enxame de Fofocas e sua família ficaria com muito pouco para proteger seu nome e reputação. Os Duques de Leighton retroceder 11 gerações. Eles haviam lutado ao lado de William, o Conquistador. E os que possuíam o título de venerável e posição muito acima do resto da sociedade aumentou com a regra irrefutável: Não deixe que nada sujar o nome. Para 11 gerações, essa regra nunca foi questionado. Até agora. Nos últimos meses, Leighton tinha feito todo o possível para assegurar que a sua pessoa estava impecável. Ele tinha demitido seu amante, tinha se jogado sobre o seu trabalho no Parlamento, e participou de dezenas de funções organizadas por aqueles que têm influência sobre a percepção do caráter da alta sociedade. Ele tinha dançado pistas. Teve chá. Ele mostrou-se em Almacks. Instado famílias mais respeitadas da aristocracia. Espalhar um boato razoável e aceitou que sua irmã estava fora do país durante o verão. E então, para a queda. E, muito em breve, para o inverno. Mas isso não seria suficiente. Nada seria. E que o conhecimento, o conhecimento profundo que nunca poderia proteger a sua família no curso natural dos acontecimentos, ameaçou sua serenidade. Havia apenas uma coisa. Uma mulher impecável, correta. Um apreciado pela tonelada. Ele estava programado para se encontrar com o pai de Lady Penélope naquele dia. O Marquês de Needham e Leighton Dolby tinha abordado na noite passada e sugeriu a cumprir, para discutir o futuro. Leighton não tinha visto qualquer razão para esperar, mais rápido eu concordei com o marquês de que a união seria desejável, pode ser preparado rapidamente para resolver o boato de que poderia começar a se mover a qualquer momento. Um sorriso meia jogou em seus lábios. O encontro foi uma mera formalidade. O marquês estava quase a ser proposto Leighton si mesmo. Não teria sido a primeira proposta que ele recebeu naquela noite. Mesmo o mais tentador. Ele se sentou em sua cadeira de passeio e d, parando o cavalo, recuperar o controle novamente. Uma visão brilhou, Juliana frente dele como um guerreiro na varanda de Weston House - jogando o desafio como se não fosse nada mais que um jogo.

Eu vou te mostrar que mesmo um duque frígida pode viver sem calor. As palavras ecoaram em torno dele em seu sotaque melodioso italiano, como se ele estivesse lá, sussurrando em seu ouvido novamente. Calor. Ele fechou os olhos contra o pensamento, desencadeando o cavalo de novo, como se a erosão do vento poderia lutar palavras suas bochechas e seu efeito sobre ele. Ela tinha assediado. E ele tinha sido tão irritado com a arrogância em sua voz, em sua certeza de que todos os princípios sobre os quais ele construiu sua vida foram tão ridículo, que ele não queria nada mais do que provar seu erro. Eles queriam mostrar sua insistência de que o seu mundo não continha nada de valor, foi tão ridícula quanto a sua ousadia tola. Então, ele lhe dera duas semanas. Houve um comprimento arbitrário de tempo. Ele iria dar-lhe duas semanas para tentar o meu melhor com ele, e ele iria revelar no final, que a reputação iria governar o dia. Ele enviou o anúncio do casamento iminente com o Times, e Juliana iria aprender que a paixão era uma tentação ... e, finalmente, uma forma insatisfatória. Se ele não tivesse aceito o seu desafio ridículo, ela não teria dúvida e encontrou outra pessoa para inserir em seus planos, alguém com menos de uma dívida a menos que Ralston e interesse em mantê-lo quebrou. Ele tinha feito um favor, realmente. A faria pior. Por favor. A palavra brilhou ímpios, e com ele uma pequena amostra de Juliana. Suas pernas longas e nuas enredados em suas folhas de roupa, seu cabelo como o cetim espalhados por seu travesseiro, os olhos, a cor de safiras do Ceilão, prometendo o mundo com a curva de seus lábios, sussurrando seu nome , batendo. Por um momento, permitiu-se a fantasia de tudo o que você já imaginou o que iria aliviar-la, mentir sobre seu corpo longo e delicioso e enterrado em seu cabelo, a pele, o calor, dar-lhe boas-vindas em seu centro, se render à paixão que ele amava. Seria o paraíso. Ele queria que ela desde o primeiro momento que tinha visto, jovem e fresco e, portanto, muito diferente das bonecas de porcelana que foram antes dele desfilando mães que reeked de desespero. E por um momento, pensou que ele poderia ser capaz de contar com ele. Eu tinha pensado que era uma jóia exótico, estrangeiro, precisamente o tipo de mulher bem casada como o Duque de Leighton. Até que ele percebeu a sua verdadeira identidade e do fato de que eu estava completamente ausente da árvore necessária para sua duquesa. Mesmo assim, ele tinha a intenção de fazê-la sua. Mas ele não acreditava que Ralston terá também a sua irmã se transformou em amante qualquer Duque, muito menos um duque que gostava especialmente não gosta. O caminho de seus pensamentos foi interrompida, felizmente, com o som de um outro conjunto de fones de ouvido. Leighton sentou-se em sua cadeira, reduzindo novamente e olhando através do prado para ver um cavalo e cavaleiro a galope, vindo em sua direção em alta velocidade imprudente, mesmo para um piloto com uma habilidade tão óbvio. Ele fez uma pausa, impressionado com o movimento sincronizado do professor ea Fera. Seus olhos siga as pernas longas e elegantes e pistão muscular preto, e em seguida dirigiu-se à forma de um cavaleiro com seu

cavalo, inclinando-se sobre o seu pescoço debaixo da criatura, sussurrando encorajamento. Simon tentou encontrar o olhar do cavaleiro, acenando apreciação de um professor para outro piloto. E congelou. Olhos que foram encontradas eram azul brilhante, brilhante, com uma mistura de desafio e realização. Certamente tinha evocado. Para não havia absolutamente nenhuma maneira possível que Juliana Fiori estava lá, no Hyde Park, na parte da manhã, vestido em roupas masculinas, montando um cavalo a uma velocidade vertiginosa, como se na pista de Ascot. Sem pensar, ele levou seu cavalo para uma parada, incapaz de fazer qualquer coisa, mas ver como ele se equilibrou, inconsciente ou desinteressado em descrença e raiva crescente dentro dele, as poderosas emoções guerra travada perturbação, foi posição de liderança em sua mente. Então, ela estava sobre ele tão rápido que ele parar soube imediatamente que era a primeira vez que ele tinha montado sua montaria tão forte ou tão rápido ou tão bem. Assistidos, sem fala, como ela tirou uma luva preta e acariciou a longa coluna do pescoço do cavalo, sussurrando palavras de incentivo com um Respiração suave italiano do enorme animal, quando ele se inclinou seu toque. Ela enrolou seus longos dedos na pele do animal, recompensando-o com uma carícia profunda. Só então, uma vez que o cavalo tinha sido devidamente louvado, ela se dirigiu a ele como se fosse completamente normal, um encontro totalmente apropriado. Sua graça. Bom dia. - Você está louco -? Were palavras severas e duras, um som estranho aos seus próprios ouvidos. Eu decidi que se Londres ... e você ... estão tão convencidos da minha caráter questionável, não há razão para se preocupar tanto com, certo? Ela acenou com a mão no ar, como se estivesse discutindo a possibilidade de ser pego na chuva. Lucrécia não teve uma corrida desde que chegamos. E ela amou ... ou não, carina? Ela curvou-se mais uma vez sob o sussurro cavalo desfilaram com calorosas palavras de seu dono e bufou seu prazer em estar tão bem elogiado. Não que ele poderia culpar a besta. Ele sacudiu o pensamento. - O que você está fazendo aqui? Alguma idéia do que poderia acontecer se você fosse pego? O que você veste? O que deu em você ... -. - Quais dessas questões que você gostaria de responder primeiro? -Não me testar. Ela não se intimidou. "Eu disse a ele. Nós estamos fazendo uma caminhada. Você sabe tão bem quanto eu que há pouco risco de ser visto neste momento. O sol mal acordado. E quanto a como eu me vestia ... Você não acha que é melhor que eu vejo como um cavalheiro? Assim, se alguém me viu, não alguém poderia pensar nada sobre isso. Muito menos do que seria se você estivesse em um hábito de equitação.Isso, e é muito menos divertido passeio sidesaddle, como eu tenho certeza que você pode imaginar. Ela deslizou a mão que ela tinha despido ao longo de sua coxa, que enfatizou a sua roupa, e eu não poderia seguir o movimento, tendo a perna bem torneada curva, dobrado firmemente contra o lado do cavalo. Tentadora.

- Não posso, Sua Graça? Ele agarrou seu olhar ao dela e encontrou, reconhecendo a diversão presunçosa lá. Ele não gostou. Não pode o quê? "Você não pode imaginar é menos divertido de conduzir, como a Amazon (como uma mulher)? Conforme o caso. Tan .. Tradicional. A irritação familiar e quebrou sua sanidade. Ele deu uma longa olhada em volta, verificar a extensão aberta de pradaria para os outros pilotos. Ela estava vazia. Graças a Deus. - Por que você tem que correr esse risco? Ele sorriu então, pouco a pouco, com a vitória de um gato primeiro molhar os bigodes em uma tigela de creme. -Porque é uma sensação maravilhosa. Por que mais? As palavras foram um golpe na cabeça, suave e sensual, com absoluta confiança. E totalmente inesperada. "Você não deveria dizer essas coisas. Suas sobrancelhas se juntaram perto. - Por que não? -Ele não é apropriado. Ele sabia que as palavras eram estúpidos como ele disse. Ele deu um suspiro longo sofrimento. "Estamos além disso, certo -? Quando ele não respondeu, ela insistiu: 'Vamos lá, tua graça, você não está aqui em seu cavalo, quando o céu ainda estava riscado noite porque equitação é apenas agradável. Você está aqui porque concorda que se sente maravilhoso. Ele apertou os lábios em uma linha fina, e ela riu reconhecendo que enviou um arrepio de consciência por ele. Ele colocou em sua luva, e ele observou o movimento, paralisado pela forma precisa que conformado com a pele delicada da rede dedos. -Você pode negar, mas eu vi. Não pude resistir. Ele viu o que? -Inveja. Ela apontou um dedo longo para ele em um gesto que deveria ter encontrado insolente. -Antes que ele sabia que era eu neste cavalo ... Você queria ser eu. Você quer dar rédea cheia para seu cavalo e Andar ... com paixão. Com um movimento das rédeas, disse que sua égua na grande extensão de pradaria, vazia e à espera. Ele olhou ao redor, incapaz de olhar para longe dela, como brilhou com bastante energia e poder. Ele sabia o que estava por vir. Ele estava pronto para isso. -Corrida até o Serpentine -. As palavras eram uma cadência suave do italiano, estavam no ar atrás dela como ela já estava em movimento. Em segundos, ela estava indo a pleno galope. Sem pensar, ele foi atrás dela. Seu cavalo era mais rápido, mais forte, mas Simon manteve em xeque a criatura, para ver Juliana. Ele montou magistralmente, movendo o seu cavalo, inclinandose sobre o pescoço do cavalo. Eu não podia ouvir, mas eu sabia que ela estava a falar com o animal, dando suaves palavras de louvor, encorajamento ... dandolhes a liberdade de correr tão rápido quanto eu gostaria. De sua posição dois comprimentos de volta, seus olhos seguiram Juliana, coluna reta, a curva cheia de bunda dela, a forma como as coxas cerrados e liberado, deu ordens calmamente, irresistível para o cavalo debaixo dela.

O desejo de bater-lhe duro e intenso. Ele quase imediatamente rejeitada. Não foi ela. Era a situação. E então ele olhou por cima do ombro, seus olhos azuis brilhando, quando confirmou que ele havia seguido. Ele foi atrás dela. Ela riu, o som viajou no vento cortante e do sol da manhã, envolvendo em torno dele como ele voltou sua atenção para a corrida. Deu rédea de seu cavalo, ceder o controle da besta. Ele passou em segundos, a partir do amplo arco que se seguiu ao longo de uma área arborizada do parque, o que levou toda a pradaria para a curva da Serpentine. Ele se rendeu a forma-movimento que o mundo se virou e correu, deixando apenas o homem eo cavalo. Ela estava certa. Foi maravilhoso. Ele olhou para trás, incapaz de olhar para ela, para várias seções e observou enquanto implantado, levando seu cavalo para fora do caminho que havia escolhido, apenas retardando como ele desapareceu na floresta densa e além. Droga Onde ele estava indo? Freou o cavalo espalhar suas pernas da frente para executar a ordem, transformando quase no ar. E então ele foi atrás dela, correndo para os segundos madeiras atrás dela. O sol da manhã não havia alcançado para além das copas das árvores, mas a falta de luz não parou Simon irá percorrer o difícil caminho que tinha sido fraca pouco visível desde o prado. O entusiasmo cresceu em sua garganta, raiva parte, o medo parte, como a estrada torcida e virou-se, zombando dele, com flashes de Juliana à frente. Houve uma vez particularmente acentuada e parou no topo de uma longa, escura e reta, onde ela pediu seu cavalo para a frente em uma enorme árvore derrubada bloqueando a estrada. Com terrível clareza era seu propósito. Ela estava indo para saltar. Ele chamou o nome dela em um grito áspero, mas ela não parou, não se virou. É claro que ela não o fez. Seu coração parou quando cavalo e cavaleiro tomou ar perfeitamente, evitando a altura da barreira de sobra. Eles desembarcaram e começaram a se transformar em um canto do outro lado da árvore, Simon jurou, vivo e com raiva, e se apoiou em seu cavalo, desesperado para chegar a ele. Alguém tinha que pegar a mão da menina. Desenhe o tronco da árvore, sem preocupação, perguntando quanto tempo iria manter nesta perseguição, cada um longo passo do cavalo abaixo dele o fez mais e mais furioso. Arredondamento da curva, puxou com força as rédeas. Ali, no meio da estrada, era égua de Juliana, calmo e sereno. E sem um piloto. Ele saltou de seu cavalo antes de o animal havia parado, gritando seu nome imediatamente ar da manhã, antes que ele a viu, inclinando-se contra uma árvore ao lado da estrada, com as mãos sobre os joelhos como ele pegou respiração, as bochechas vermelhas com esforço e do frio, os olhos brilhando de emoção e algo que ele não tem paciência para identificar. Ele agrediu "Você mulher tola -! Trono. "Você poderia ter matado você! Ela não reagiu a sua ira, mas sorriu. Bobagem. Lucrecia saltou obstáculos muito maiores e mais traiçoeiro. -

Ele parou a alguns metros de distância, os punhos cerrados. Eu não me importo se ela é o cavalo do próprio diabo. Você poderia ter machucado. Ela descruzou os braços, espalhando-os de largura. "Mas eu sou são e salvo. As palavras não fizeram nada para acalmá-lo. Em vez disso, ele se tornou mais irritada. "Eu posso ver isso. Um lado de sua boca inclinou-se em uma expressão que muitos teriam encontrado cativante. Era irritante. -Eu sou mais do que vivo e bem. Estou animado. Eu não disse que eu era 12 vidas? -Você não pode sobreviver 12 escândalos, e ainda bem assim. Qualquer um poderia ter encontrado. Ele ouviu o mau humor em seu tom. Ele se odiava por isso. Ela riu, o som brilhante nas sombras da floresta. -Já se passaram dois minutos. -Se eu não tivesse seguido, poderia ter sido atacado por ladrões. -Já? -Pode ser tarde para eles. Ela balançou a cabeça lentamente, dando um passo em direção a ele. -Mas eu continuei. "Mas você não sabe -. Eu não sei por que ele se importava. Mas ele fez. Ela aproximou-se dele cautelosamente, como um animal selvagem. Ele se sentia como um animal. Fora de controle. Simon respirou fundo e corou com seu perfume. -É claro que eu vou seguir. - Por que você acha isso? Ela levantou um ombro em um floreio. -Porque você queria. Ela estava perto o suficiente para tocá-lo, e seus dedos flexionados sua mão, querendo se aproximar dela, para puxá-la em direção a ele e provar que ele estava certo. "Você está errado. Eu o segui para evitar que você entrar em mais problemas -. Era mir ándolo com os olhos brilhantes e lábios cheios curvaram em um sorriso que prometia segredos infinitos. Eu segui-lo, porque sua impulsividade é um perigo para si mesmo e aos outros. - Você tem certeza? Toda a conversa que ele estava ficando fora de controle. "Claro que sim, disse ele, jogando sobre ele um teste. Eu não tenho tempo para seus joguinhos, Miss Fiori. Eu tenho que encontrar o pai de Lady Penelope-hoje Seus olhos piscavam afastado por breves momentos antes de regressar ao seu. -É melhor eu outro então. Você não vai querer perder uma reunião importante. Ele leu a ousadia em seus olhos. Vá embora. Ele queria. Ele estava indo para sair. Uma mecha de cabelo preto longo tinham se soltado de seu boné, e ele instintivamente. Seção deve ter seu rosto, ele não deve ter, para começar, mas uma vez que estava em suas mãos, não poderia deixar de envolvê-lo uma vez, duas vezes em volta de seu punho, encontrando o seu caminho através do couro macio Montando sua luva, desejando que ele pudesse sentir a seda em sua pele. Sua respiração acelerou e seus olhos caíram sobre a ascensão e queda de seu peito debaixo do casaco. Vestuário dos homens deve ser renovada fúria, mas enviou uma grande explosão de desejo por ele. Um punhado de botões de fazê-lo ", botões que podem ser facilmente descartadas, deixando-a em nada, mas a tela de

sua camisa e as calças podem ser liberados, proporcionando acesso além de uma pele macia feminino. Seu olhar se voltou para ela, e foi quando ele viu. Lá se foram os ousados e desafiam a satisfação presunçosa, substituído por algo cru e poderoso, imediatamente identificável. Desejo. De repente ele viu como ele poderia recuperar o controle do momento. Ele mesmo. "Eu acho que ele queria que eu seguisse. -Eu .... - é Sua voz quebrou, e parou. Ele sentiu o triunfo inebriante de um caçador que havia reconhecido a sua primeira presa. Eu não me importo. -Mentiroso. A palavra foi sussurrou, baixo e escuro no ar da manhã pesado. Ele jogou a mecha de cabelo, puxando-a para si, até poucos centímetros separandoos. Sua boca se abriu em uma rápida ingestão de ar, roubo atenção. E quando ele viu os lábios exuberantes cheios separaram quase implorando para ele, ele não resistiu. Não adianta tentar. Ela tinha gosto de primavera. O pensamento rompeu enquanto ele se instalou seus lábios nos dela, com as mãos para tocar seu rosto, inclinou-se em direção a ele, para permitir que ele melhor acesso. Eu poderia jurar ofegou seu nome ... o som suave e instável era inebriante como o inferno. Ele a puxou mais contra ele, pressionando contra ele. Ela veio de bom grado, movendo-se contra ele, como se ele sabia o que queria antes. E talvez ele fez. Ele lambeu o lábio inferior completamente, e quando ela engasgou com a sensação, ele não esperava, capturando sua boca novamente, acariciando profundamente, pensando em nada além dela. E então ela estava voltando para o beijo, combinando seus movimentos, e ele perdeu o senso a sensação de suas mãos se movendo tão lentamente ao longo tortuosos os braços até que finalmente, finalmente alcançou seu pescoço, os dedos enfiando seu cabelo, a maciez de seus lábios, e os sons enlouquecedores e maravilhoso pequenas feitas no fundo de sua garganta como ele alegou. E foi reivindicado primitivo e maliciosamente. Ela apertou mais a ele, a curva de seus seios pressionando em cima de seu torso, e foi para o prazer. Ele aprofundou o beijo, passando as mãos por suas costas para puxá-la contra ele, onde ele queria mais. Calças deu-lhe uma liberdade de movimento que poderia ter saias e tomou uma das suas belas pernas longas, enganchando a perna até que embalava seu comprimento contra o seu núcleo quente e vibrante. Ele quebrou o beijo em um gemido suave como ela balançou contra ele em um ritmo que colocá-lo em chamas. "Você é uma bruxa -. Na época, ele era um garoto inocente, perseguindo a sua primeira aba, desejo e excitação e o começo de algo muito mais profundo colidiu em um tumulto de sentimentos. Ele só queria seu direito nu ali na estrada de terra, no centro de Hyde Park, e não importa de ser visto. Ele tomou o lóbulo da orelha era suave entre os dentes, apenas preocupação com a sua carne não era para gritar alto e claro:! Simon O som de seu primeiro nome apontando madrugada tranquila trouxe de volta à realidade. Ele se aposentou, deixando cair sua perna como se estivesse queimado.

Ele se afastou, respirando com dificuldade, vendo a confusão foi trocado com o desejo em seu rosto. Ela cambaleou para instantaneamente perder seu apoio, incapaz de suportar o peso na balança tão pouco. Ele estendeu a mão para agarrá-lo, para sustentá-la. Quando ela recuperou o equilíbrio, tomou-lhe o braço e deu um passo para trás muito tempo. Pregando o olhar, com as suas emoções de refrigeração e queria beijá-la novamente, para querer voltar. Ela afastou-se dele antes que ele pudesse agir levado pelo desejo, em direção ao seu cavalo, ainda no meio do percurso. Ele olhou fixamente, imóvel, como ele subiu na sela com a facilidade de prática. Ela olhou para ele com toda a graça de uma rainha. Ele deveria pedir desculpas. Tinha atacado no meio do Hyde Park. Se alguém tinha passado no momento ... Ela parou ao pensar em suas palavras. -Parece que não é tão imune a paixão como você pensa, Alteza. E com um movimento do pulso resfriá-lo fora como um tiro, seu cavalo trovejando o caminho pelo qual tinham vindo. A serra longe, ouvindo o som de cascos, enquanto se esquivou da árvore caída, uma vez mais ... Esperando que o silêncio fugaz afogar o eco de seu título em seus lábios. CAPÍTULO CINCO Você nunca sabe onde bandidos se escondem Senhoras elegantes não deve sair de casa sozinho. - Um Tratado sobre o melhor de senhoras Notável, não é isso, as decisões podem ser tomadas com um rifle ainda fumar? -A Folha de Escândalo, outubro 1823 O Marquês de Needham e Dolby mirou cuidadosamente em uma perdiz vermelha e puxou o gatilho de seu rifle. O relatório foi alto e com raiva no ar da noite. 'Droga. Ele perdeu -. Simon deixou de notar que o Marquês tinha perdido cinco das criaturas que ele tinha apontado desde sugeriu que ele conversou fora - como homens -. Aristocrata O corpulento apontou e disparou novamente, o som enviou um arrepio irritação por Simon. Não há caça à tarde. Certamente, alguém que foi um tiro ruim deve ser tão interessado na caça à tarde. -Como é maravilhoso -! Outra errado. Simon começou a temer por seu bem-estar. Se o velho queria atirarse os jardins de sua grande propriedade nas margens do Tamisa, longe dissuadir Simon de atividade, mas não podia deixar de lamentar a sua proximidade com a inépcia tal. Aparentemente, mesmo o Marquês tinha seus limites. Com uma maldição murmurou baixinho, ele passou o rifle ao fim e lacaio, colocou as mãos firmemente por trás das costas, ele começou uma longa e sinuosa estrada de distância da casa. "Muito bem, Leighton, que poderia muito bem conseguir alguma coisa. Você quer casar com a minha filha mais velha. Tiro ruim ou não, o Marquês não era tolo.

-Eu acredito que esta união iria beneficiar tanto de nossas famílias, disse ele, combinando passo com o homem mais velho. -Sem dúvida, sem dúvida -. Eles caminharam em silêncio por alguns instantes antes de o marquês continuou, "Penélope será uma duquesa muito bom. Ela não tem cara de cavalo, e sabe o seu lugar. Não vai fazer exigências exageradas -. Eles foram as palavras que Simon queria ouvir. Eles destacaram a sua seleção para o papel de Sra. futura esposa. Então, por que você está tão perturbado? O marquês continuou. -Uma menina bem preparada, sensível ao seu dever. Em excelentes valores de inglês. Você não deve ter nenhum problema jogar. Ilusões sobre casamento ou outras coisas fantasiosas que alguns jovens pensam que eles merecem. Como paixão. Uma visão brilhou, despercebido, indesejado-Juliana Fiori, sorrindo em torno de suas palavras. Nem mesmo o duque uma frígida pode viver sem calor. Bobagem. Ele ficou com a sua declaração na noite passada, a paixão não tem lugar em um Inglês bom casamento. E parecia que Lady Penélope concordou. Que fez dela a candidata ideal para ser sua esposa. Ela estava totalmente certa. Precisamente o que eu precisava. Todos nós precisamos de paixão. As palavras eram um sussurro no fundo da sua mente, ironicamente, com um sotaque melodioso italiano. Ele rangeu os dentes. Ela não tinha idéia de que eu precisava. Com um gesto brusco, Simon disse: "Eu estou feliz em saber que você aprova esta união -. -Claro que sim. É um bom casamento. Duas primeiras linhas da aristocracia britânica. Iguais na reputação e na ação - disse o marquês tirou a luva direita e extendiéndosela Simon. Enquanto Simon apertou a mão de seu futuro pai, o marquês perguntou se ele iria se sentir de forma diferente uma vez que o segredo de Leighton House disseminada. Leighton partes não levar uma reputação imaculada, então. Simon só esperava que o casamento daria peso suficiente para cada um deles poderia sobreviver ao escândalo. Eles se voltou para o Dolby House e Simon suspirou longa e lenta. Um passo mais perto. Tudo o que eu tinha que fazer foi declarada a senhora, e ele seria tão preparado quanto eu poderia. O marquês interrompeu com um olhar. -Penelope está em casa, você está convidado a falar com ela agora -. Simon entendeu o significado por trás das palavras. O Marquês queria a união foi anunciada e completou. Não é todo dia que um duque iria procurar uma esposa. Ele considerou a possibilidade. Não era, afinal, não há razão para adiar o inevitável. Duas semanas. Ele havia dado suas duas semanas. Não foi uma coisa ridícula de fazer sua parte, ele poderia usar as semanas, poderia ter sido planejando um casamento durante o curso. Poderia ter sido casado antes do final se ele tivesse insistido nisso. E, no entanto, ele havia seguido um jogo bobo para Juliana. Como eu tenho tempo para seus jogos e comportamento imprudente e vestido impróprio E seus abraços irresistível.

Não. Esta manhã foi um erro. Um que não seria repetido. Independentemente do quanto você deseja repetir. Ele balançou a cabeça. -Você não concorda? Palavras Marquis está fora de seu sonho de Simon. Ele limpou a garganta. -Gostaria de cortejá-la corretamente, se você deixar. Não há necessidade para isso, você sabe. Não é como se fosse um jogo de amor. Altamente divertido com a idéia, o marquês riu alto e nte descaradame das profundezas de seu abdômen proeminente. Simon fez o seu melhor para manter a raiva sob controle. Quando o riso morreu para baixo, seu futuro pai disse, 'Eu só estou dizendo que todo mundo sabe que você não é a única para a emoção é bobo. Penélope não espera ser cortejada. Simon assentiu. -No entanto ... -Não faz diferença para mim como você faz isso, Leighton, - disse o velho, passando as mãos sobre a largura da sua barriga. -Meu único conselho é que você começa a mostrar que ir em frente com isso. Esposas são muito mais fáceis de lidar se você sabe o que esperar de um bom casamento. - A Marquesa de Needham e Dolby era uma mulher de sorte na verdade, Simon pensou ironicamente. -Eu vou levar isso em consideração. O marquês assentiu. - Isso faz com que um conhaque? Beber de uma safra? - Havia algumas coisas que Simon queria fazer, a menos que você gasta mais tempo com seu pai futuro. Mas ele sabia que não podia rejeitar o pedido. Ele não podia dar ao luxo de viver acima essa competição particular. Ele nunca seria capaz de retornar. Depois de uma pausa, disse: "Eu realmente gosto dele. Duas horas depois, Simon estava de volta em sua cidade natal, em sua cadeira favorita, com seu cachorro aos seus pés, sentindo-se muito menos triunfante do que ele esperava ser. O encontro não poderia ter sido melhor. Ele alinhou uma família de grande respeito e reputação impecável. Eu não tinha visto Lady Penélope, não queria vê-lo, francamente, mas estava tudo bem, e ele achava que era só uma questão de chegar a um acordo com a senhora, antes de serem oficialmente prometido. Acho que o resultado de sua visita foi satisfatória -. Ele endureceu as palavras, virando-se para atender os frios olhos cinzentos de sua mãe. Ele não tinha ouvido falar dela entrar. Ele se levantou. -Eu era. Ela não se moveu. -O Marquês consentiu -. Ele se mudou para o aparador. -Ele tem. -É cedo para beber, Leighton. Ele virou-se, com um copo de uísque na mão. -Notese que é uma celebração. Ela não falou, nem deixar seu visual. Ele perguntou o que ele estava pensando. Não que ele nunca tinha entendido o que estava debaixo do gelo do lado de fora de uma mulher que havia dado sua vida. "Em breve, você vai ser mãe, - ele fez uma pausa. -E uma duquesa viúva -. Ela caiu de isca. Ela nunca fez. Em vez disso, ela fez um movimento brusco, como se tudo fosse resolvido. Como se tudo foi fácil. -Quando estiver planejando a compra de uma licença especial? Duas semanas.

Ele fechou os olhos contra o pensamento, tomou um gole para cobrir sua hesitação. Não-Você acha que eu deveria primeiro falar com Lady Penélope? A duquesa fungou, como se pensar sobre essa questão insultar os seus sentimentos. -Ele não é como os Duques de idade núbil fosse um ocurencia comum, Leighton. Ela está prestes a fazer a maior união no ano. Basta fazê-lo. E lá estava ele, no tom frio e dramática das palavras de sua mãe. Basta fazê-lo. Exigindo ... a esperança de que um homem como Simon faria o que fosse necessário para garantir a segurança ea honra de seu nome. Ele voltou para sua cadeira e deliberadamente relaxado sobre isso, um feito de força considerando a sua frustração por tomar uma pequena quantidade de prazer na rigidez de sua mãe para seu exterior calmo. -Não há necessidade de agir como um animal, a mãe. Eu vou conquistar a garota. Ela merece um pouco de emoção, você não acha? Ela não se moveu, seus olhos frios não mostrou nada de seus pensamentos, e Simon percebeu que não uma vez tinha sido o destinatário de louvor de sua mãe. Perguntou-se, brevemente, se ela tinha a capacidade de louvar. Provavelmente não. Há pouca necessidade de emoção na aristocracia. Não quando seus filhos estavam em causa. A excitação era para as massas. Ele nunca tinha visto ela em um estado de sentimento. Nunca feliz, nunca triste, com raiva, nunca com nada divertido. Uma vez que ele tinha ouvido falar que os desvios são para aqueles com menos pedigree do que a deles. Quando Georgiana tinha sido uma menina, ela era só sorrisos e bom caráter, ea duquesa mal tinha sido capaz de mantê-lo. - Tente não ser tão comum, ¨ menina havia dito, apenas lábios curvados para cima, em um valor aproximado de desgosto em seu rosto. Seu pai é o Duque de Leighton. Georgiana crescer a sério, então, um pedaço de sua exuberância se foi para sempre. Ele endureceu ao lembrar algo tão enterrado. Não é de admirar que sua irmã havia fugido quando ele descobriu que sua situação. Sua mãe não mostrou nenhum sinal de amor materno no melhor dos dias. Ele não era muito melhor. - Você é a irmã do Duque de Leighton! - Simon ... Foi um erro. Só tinha gravado seu sussurro. - Nós não cometer erros - e ele tinha deixado lá, nas florestas de Yorkshire. Sola. Quando ele tinha dito a sua mãe sobre o escândalo que tinha ressuscitado, ela não se moveu, sua respiração não havia mudado. Em vez disso, ela parecia fresca e aqueles olhos oniscientes, e disse: - Você deve ser casado - Georgiana e nunca falou sobre isso novamente.. . Arrependimento brilhou Ele ignorou, mais cedo ou mais tarde, Leighton, -. Disse a Duquesa. - Antes. Alguém com menos compreensão da duquesa poderia pensar que ele não pôde concluir o pensamento. Simon sabia melhor. Sua mãe não usar palavras estranhas. E ele entendeu exatamente o que ele quis dizer. Ela não esperou por sua resposta, sentindo que suas demandas seriam atendidas. Naquele tempo, ela virou-se e saiu da sala, o conteúdo de sua mente foi antes de a porta da biblioteca se fechou atrás dela. Confiando que Leighton iria fazer o que precisava ser feito. Antes.

Antes que seus segredos foram descobertos. Antes de seu nome foi arrastado pela lama. Antes de ver a sua reputação arruinada. Se você tivesse dito há quatro meses que ele estaria correndo para o casamento a apoiar a reputação da família, ele teria rido, longo e imperiosamente, e expulsou o informante. Claro, há quatro meses, as coisas eram diferentes. Quatro meses atrás, Simon tinha sido os singles mais solicitados na Grã-Bretanha, sem expectativa de uma mudança em seu status. Quatro meses atrás, nada poderia ter tocado. Ele jurou, baixo e escuro, e deitou a cabeça contra sua cadeira quando a porta da biblioteca se abriu novamente. Ele manteve os olhos fechados. Ele não queria ver seu rosto novamente. Não para ela, não o que ela representava. Houve uma tosse delicada. Sua Graça -? Simon endireitou instantaneamente. -Sim, Boggs -? O mordomo atravessou a sala, espalhando a bandeja de prata em sua mão para Simon. -Peço desculpas pela invasão. No entanto, uma mensagem urgente chegou para você. Simon pegou o envelope selado pesado. Ele virou-se em sua mão. Ralston viu o selo. A onda de tensão baleado por ele. Havia apenas uma razão para Ralston para enviar-lhe uma nota de urgência. Georgiana. Talvez não houvesse mais tempo. -Vamos. Ele esperou até que Boggs saiu da sala, até que ouviu o som suave da porta e ameaçador contra o batente. Só então deslizou um dedo longo com o selo, sentindo o peso do momento mais grosso mais fundo em seu intestino. Ele pegou o papel e desdobrou-o com resignação. Ele leu as duas linhas de texto lá. E lançou o fôlego que ele não sabia que ele estava segurando em uma pequena explosão, irritado, esmagando a única página de seu punho perverso. A serpentina em cinco. Vou vestir adequadamente desta vez. -Exspecto, Exspectas, Exspectat .. Ela sussurrou como ela colocou as palavras em latim para pular pedras na superfície da Serpentine, tentando ignorar o sol se pondo no horizonte. Ela não deveria ter enviado a nota. -Exspectamus e Exspectatis e Exspectant .. -. Foi bem depois de cinco anos. Se ele tinha planejado vir, eu teria vindo. Seu companheiro e empregada doméstica, Carla, fez um som delicado de desconforto de sua posição em um cobertor de lã vários metros de distância. Espero que, espera, espera .. -. Se levasse Ralston ... ela nunca poderia deixar a casa novamente. Não sem um batalhão de funcionários e companheiros e, muito provavelmente, de Ralston mesmo. -Hope, esperar e esperar. Ele jogou outra pedra e errou o alvo, estremecendo com o buraco som feito quando a pedra caiu no fundo do lago. Ele não estava vindo. Ela virou italiana dizendo essas palavras, planos e cheio de verdade, e encontrou os olhos castanhos profundos de Carla. A outra mulher estava segurando um xale de lã para o peito, apoiando contra o vento de outono. -Você diz que é só porque você quer ir para casa -. Carla levantou um ombro e fez um gesto altruísta. 'Não diga essas palavras, a menos que eles estão certos. Juliana franziu o cenho. -Você não é obrigado a ficar. "Eu sou obrigado a fazer isso, na verdade -. Sentou-se debaixo de uma árvore de grande porte. E eu não me importaria se o país não fosse tão insuportavelmente fria. Não é de admirar sua Duque é tão urgentemente necessário descongelar-lo -. Como que para enfatizar as palavras, o vento aumentou novamente, ameaçando

atirar o capô cabeça Juliana. Ela segurou-o, sentindo suas fitas e rendas guarnição ligada ao rosto. Foi um milagre que uma peça de roupa para a cabeça pode ser tão irritante e inútil para tudo de uma vez. O vento diminuiu, e Juliana foram se cair o chapéu. -Não Duke minha. -Ah, é? Então por que estamos aqui com este vento frio, esperando por ele? - O olhar de Juliana caiu para os jovens. -Você sabe, eu tenho dito que as empregadas das damas inglesas são muito mais dócil. Estou pensando em fazer uma mudança. -Eu recomendo. Então eu voltar para a civilização. Civilização quente. - Juliana se abaixou e pegou outra pedra. -Dez minutos -. Carla suspirou longa e dramática, e Juliana sentiu um puxão de sorriso. Contrário e inabalável como era, Juliana é consolado pela sua presença. Ela era um pedaço de casa neste estranho mundo novo. Este estranho mundo que estava cheia de irmãos e irmãs e as regras e regulamentos e danças e chapéus incríveis e homens, homens furiosos. Os homens que não foram enviados observa bonito e acolhedor no meio do dia, em papel timbrado de um irmão. Ela fechou os olhos, como uma onda de vergonha por ela. Ele tinha sido o pior tipo de idéia, do tipo que aconteceu em meio a uma onda de triunfo tornou-se tão aguda que cada pensamento em um golpe de mestre. Ela voltou para o seu quarto de manhã antes do resto da casa subiu Ralston, bêbado com entusiasmo e energia, após reunião Leighton, o prazer que ela tinha sacudido esta enorme, imóveis para o núcleo. Ele tinha beijado. E não era nada parecido com aqueles meninos suaves, simples e beijos simpering que conheceu na Itália, beijos roubados, enquanto eles estavam brincando quando levantou o navio mercante de seu pai, na primavera de paralelepípedos. Não. .. Esse beijo foi o beijo de um homem. O beijo de um homem que sabia o que queria. Um homem que nunca teve que perguntar o que ele queria. Ele provou exatamente como tinha feito durante todos esses meses atrás, sua força e poder, e algo tanto esmagadora e irresistível. Paixão. o obrigou a descobrir a excitação, mas eu não estava preparado para descobrir a si mesma. Ele tinha tomado toda a sua energia para montar seu cavalo e deixá-lo ali, sozinho, à luz da manhã. Ela queria mais. Como sempre aconteceu quando veio a ele. E quando ele chegou em casa, embriagado com o sucesso de sua primeira interação e plena aplicação do conhecimento que tinha abalado para o núcleo, como prometido, ela não tinha sido capaz de resistir exibindo seu sucesso. Antes de Ralston tinha ressuscitado, surgiu no seu estudo e escrever uma mensagem para Leighton, um convite ousado. Uma rajada de vento soprou duramente toda a pradaria, enviando nítidas ondulações brancas sobre a superfície do lago. Carla Juliana protestou colorida enquanto ele virou as costas para a força bruta do vento, segurando as extremidades de seu manto juntos. Eu não deveria ter enviado a nota. Ela saltou uma pedra na água .. Tinha sido uma péssima idéia.

Outra pedra. O que o fez acreditar que ele viria? Ele não era bobo. Outra pedra. Por que não o vinho? -Chega, idiota. 'S não vai vir, porque ele tem um cérebro em sua cabeça. Ao contrário de você -. Ela sussurrou as palavras em voz alta para o lago. Eu estava cansada de esperar por ele. Eu estava congelando e minguante luz para que ela voltou para casa. Imediatamente. Amanhã, ela reconsiderar a sua próximo curso de ação, o que não era de forma desistir. E ela teve uma semana de cinco dias para fazer todo o possível para que o homem arrogante a cair. O fato de que ele havia ignorado a sua nomeação só exortar-la em sua missão. Com renovado empenho, Juliana virou-se e caminhou em direção a árvore onde seu companheiro sab - Andiamo. Vamos para casa. - Ah, finalmente - disse a menina em um começo infeliz como ele se pôs de pé. -Eu pensei que nunca iria desistir. Desistir. As palavras irritadas. Ela não desistiu. Ela limitou-se a ter certeza que ela tinha todos os dedos das mãos e pés para a próxima batalha. Como se os elementos da natureza ter sentido a sua convicção, o vento soprou de novo, duro e irritado, e encontrou-se com Juliana que tentou prender o seu chapéu, enquanto o absurdo que voou para fora da sua cabeça. Com um leve gemido, ela o viu voar para o lago, a água caindo para baixo como uma das pedras que Juliana teve que saltar antes. Desembarcados, surpreendentemente, no final de um grande tronco de árvore caído, longas fitas flutuando no lago escuro e frio, insultando-a. Carla deu uma risadinha, e Juliana virou para olhar para a empregada doméstica de brilhantes olhos castanhos. -Você é sorte eu não enviar para ela. Uma das sobrancelhas escuras de Carla rosa. -Eu gosto da sugestão de que eu poderia fazer uma coisa dessas. Juliana ignorar que impertinente e reorientada para o capot, insultando-a de seu lugar de descanso. Ela não permitiria que um pedaço de chapéu de tirar o melhor dele. Algo que você deve deixar para a direita, esta tarde. Mesmo que eu tinha que ir para o centro da Serpentine fazer. Ele tirou o casaco, e Juliana foram ao local, subir o tronco e esticando os braços para o equilíbrio para fazer o seu caminho para o cocar de mau comportamento que zombou de vários metros de distância. - Stat attenta - Carla ligou e Juliana ignorou a urgência de sua atenção, com ênfase no chapéu. O vento começou a pegar, jogar com o azul dos panfletos no chapéu, resmungando Juliana e esperou para ver se o chapéu para longe dela. O vento diminuiu. O chapéu permaneceu. Bem. Como sua irmã, Isabel, digamos, agora foi que a coisa começou. Juliana se mudou antes de o chapéu foi sacrificado aos deuses da Serpentine. Apenas um pouco mais de passos. E então ela teria o capô na mão e poderia ir para casa. Quase lá. Ele abaixou-se lentamente, mudando o equilíbrio na chegada. As pontas de seus dedos tocaram uma roda de cetim azul. Em seguida, o chapéu saiu voando para fora da estrada, e em um momento de frustração Juliana esqueceu sua posição precária e lançado. Águas serpentina eram tão frios quanto pareciam. Mais Frost.

e mais profundo. Ela saiu cuspindo e xingando como um estivador Veronese ouvir o riso de Carla. Instintivamente, ela virou o corpo para enfrentar a praia, só para encontrar suas saias enroscadas nas pernas, puxando-a para baixo. A confusão veio e chutou com força, quebrando a superfície novamente, brevemente, respirando com dificuldade e não entender completamente o que estava acontecendo. Algo não estava certo. Ela era uma nadadora especialista, por que não poderia ser lançado? Ele chutou mais uma vez, com as pernas presas em uma massa de musselina e sarja, e percebi que as saias pesadas foram afundando. Ela não podia voltar para a superfície. Pânico estourou. Ela abriu os braços novamente, batendo violentamente em uma última e desesperada tentativa para entrar ar. Em vão. Seus pulmões estavam queimando, sofrendo com o peso de tentar segurar o último de sua precioso ar ... o ar que ela sabia que estava prestes aEla respirou fundo, o som de bolhas de ar subiu para a superfície do lago, marcando o seu destino. Eu vou afogar. As palavras flutuaram por sua mente, estranhamente calma. E então algo forte e quente pegou uma de suas mãos estendidas, agitando os braços para cima ... até podiaGraças a Deus. Ela podia respirar. Ela caiu em seu salvador, envolvendo os braços em torno de um quente, rock pescoço de um sólido em um mar de incertezas. Demorou alguns minutos para voltar ao lugar e tempo para ouvir os lamentos de Carla como uma avó da Sicília da margem do lago. Sentindo a mordida do vento frio no rosto e ombros, para registrar o movimento de seu salvador, enquanto ele segurava ela, seu peito profundo na água, ela começou, ou pelo frio, medo ou ambos. Suas mãos acariciaram-la ao longo de volta, e sussurrou palavras doces e gentis em seu cabelo. Em italiano. -Basta respirar ... Eu tenho você ... Você está seguro ... Tudo está bem -. E de alguma forma convencido de suas palavras. Ele o fez. Ela estava segura. Tudo estaria bem. Ela sentiu o peito arfando contra a dela como ele respirou fundo, um calmante. -Você tem certeza, - repetiu. -Você pouca enganar ... - Sussurrou, o tom suave como nunca, - ... Eu tenho você agora -. Suas mãos acariciavam seus braços ritmicamente e até sua coluna. -O que diabos você estava fazendo no lago? O que teria acontecido se eu não estivesse aqui? Shh ... Eu tenho você agora. Sei que sicura. Você está segura. Levou um momento para reconhecer o tom, e quando o fez, ela voltou sua atenção para ele, olhando para ele com olhos claros, pela primeira vez. Sua respiração ficou presa na garganta. Simon. Despenteados e máximo para a pele, o cabelo loiro escuro, com água escorrendo pelo seu rosto, ele olhou para a frente do ponto, o Duque perfeito que ela tinha vindo a esperar que ele seja. Ele parecia desgrenhado e encharcado e sem fôlego ... E maravilhoso. Ela disse que a primeira coisa que me veio à mente. -Você veio. -

E tinha guardado. -Bem a tempo, ao que parece, - ele respondeu, em italiano, significa que ela ainda não estava pronto para o Inglês. Um acesso de tosse agarrou-a, e ela não podia fazer nada, só ficar com ela por alguns minutos. Quando ela voltou para ser capaz de respirar, ele encontrou seu olhar, olhos cor de conhaque. Ele salvou. Um arrepio percorreu-a com o pensamento, e tremor levou a ação. -Está frio. Ele levantou-a nos braços e levou-a para fora da água para a margem do lago, onde Carla estava perto de histeria. A empregada deixou escapar uma torrente de italiano. -Madonna! Eu pensei que tinha ido embora! Afogado! Eu gritava e gritava! Ela estava desesperada por ajuda - Para Simon, mesmo em italiano,-amaldiçoou o fato de que eu não sei nadar! Se eu pudesse voltar a minha juventude e aprender Em seguida, de volta para Juliana, apertando seu peito. -Meu Julianina! Se eu soubesse ... Eu nunca teria deixado que no mesmo tronco! Por que, a coisa é, obviamente, o carvalho que o diabo deixou para trás Depois de volta para Simon-Oh! Graças a Deus eu estava aqui - O fluxo de palavras parou abruptamente. - Tarde. - Se Juliana não tivesse sido tão frio, ela teria rido ao escárnio que revestido as últimas palavras da empregada. É verdade que eu estava atrasado. Mas ele tinha vindo. E se ele não tivesse feito isso .. - Mas tinha. Ela olhou para ele. Ele não tinha perdido sugestão Carla que se ele tivesse sido no tempo, isso poderia ter sido evitado. Ele ficou parado, o rosto forte imóvel como uma estátua romana. Suas roupas estavam presos com ele, não tinha tirado o casaco antes de entrar no lago, e parecia camadas mistas. De alguma forma, as roupas encharcadas fazia parecer maior, mais perigoso, imóvel. Ele viu uma gota de água deslizando pela testa, e foi morrer para tirá-lo. Apenas um beijo de distância. Ela ignorou o pensamento, sabendo que era o produto de seu encontro com a morte e nada mais, e desviou o olhar para sua boca, ele estava em uma linha reta sério. E imediatamente tentou beijar este lugar. Um músculo se contraiu em seu canto da boca, o único sinal de sua irritação. Mais de irritação. Ira. Possivelmente fúria. Juliana estremeceu e disse que era o vento ea água não, o homem que se elevou sobre ela. Ela colocou os braços em volta-se contra o frio, e agradeceu a Carla calmamente quando a empregada correu para pegar o manto que foi abandonado antes de sua aventura e colocá-lo em seus ombros. A promessa não fez nada para combater a aparência de ar frio ou frio com que Leighton tinha olhado, e ela estremeceu novamente, aconchegando entre sarja bem. De todos os homens nos arredores de Londres, por que tinha de ser o único que veio para salvá-la? Voltando sua atenção para uma área próxima, viu um punhado de pessoas que se reuniram, observando. Eu não poderia fazer os seus rostos, mas eu tinha certeza de que sabia exatamente quem eles eram. A história seria toda Londres pela manhã. Ela estava cheia de angústia ... cansaço, medo, vergonha, gratidão e base

de mais de se contorcendo dentro dela e fez sentir-se como se ela poderia estar doente, também a ver que tudo o que ele sempre perfeito, com suas botas em ruínas. Tudo que eu queria era ficar sozinho. Ela começou a tremer a perder, ela encontrou seu olhar de novo, e disse: -GR-Obrigado, Ss-Sua Graça -. O mais impressionado de estar perto de ter morrido por afogamento, ele foi capaz de alcançar uma cortesia fria. Em Inglês, pelo menos. Ele se levantou com a ajuda de Carla, e disse as palavras que ele queria desesperadamente dizer. -Estou em dívida com você. - Ela virou-se e, pensando apenas em um banho quente e quente em sua cama foi até a entrada do parque. As palavras, ditas em italiano perfeito, o impasse. -Não me agradeça ainda. Eu nunca na minha vida fui tão irritado. -. CAPÍTULO SEIS A água é ferver e limpar, mas nunca para se divertir Senhoras refinados deve ter cuidado para não espirrar em seu banheiro. - Um Tratado sobre o melhor de senhoras Estamos informados de algumas descobertas interessantes em nossa própria Serpentine -A Folha de Escândalo, outubro 1823 Simon ignorou a espessura de seu tom de voz, a raiva mal podia se conter. Ela estava prestes a cometer suicídio, e ela pensou que era tudo? Ele foi muito razoável para ter algum tipo de choque de frio e exaustão, mas eu era mais louco do que eu imaginava, se ele achava que iria permitir que seu trote home run, sem uma única explicação para o irracional, irracional e comportamento ameaçador . Ele viu a combinação de medo e desespero em seus olhos. Direito. Talvez eles pensariam duas vezes antes de repetir as ações de hoje. -Não vou dizer nada para Ralston, certo? "É claro que eu vou contar Ralston -. Deu um passo em direção a ele, a mudança para o Inglês. Ela era muito hábil súplica em sua segunda língua. - Mas por quê? Apenas incômodo. Desnecessariamente -. Descrença tirou o fôlego. -Desnecessariamente? Por outro lado, Miss Fiori. Seu irmão deve definitivamente sabe que precisa de um companheiro para parar você se comportar com abandono total. Ela levantou as mãos. -Eu não estava se comportando de forma imprudente! Ela era louca. -Oooh, certo? Como você descreveria o que então? - Houve um silêncio, e Juliana analisou a questão. Ela mordeu o canto do lábio inferior como ela pensava e, contra a sua vontade, ele foi atraído pelo movimento. Ele observou a maneira como seus lábios apertados, borda lisa com dentes brancos, estava preocupado com a carne macia rosa. Desejo atravessou duro e rápido, e endureceu a sentir que a emoção cega. Ele não a amava. Ela era louca. Uma deusa incrível, mas louco. Ele limpou a garganta. -No entanto. Foi tudo razoavelmente conduzir

Ele piscou. -Você pulou de um tronco de árvore, - uma pausa, como irritação queimou novamente com essas palavras. Ela foi incapaz de tirar os olhos do tronco da árvore em questão. Ele parecia perfeitamente resistente. -Você caiu em um lago -. Ela ouviu a raiva em sua voz. "Eu não esperava que fosse tão profundo! -Não, eu acho que você não fez. - Ela agarrou-se a sua defesa. -Quero dizer, não parece ser qualquer lago que eu encontrei. "Isso porque não é como se você encontrou algum lago. - Ela olhou para trás. -Não é? -Não -. Ele disse, mal conseguindo conter sua irritação. Não é um lago real. Ela é feita pelo homem. - Os olhos dela se arregalaram. - Por quê? Será que isso importa? -Desde que eu não estava vivo para o evento, não poderia arriscar um palpite. -Deixe-o sozinho no Inglês fabricado um lago - Carla disse por cima do ombro, que deu uma risadinha. E deixe os italianos a cair nele! -Eu estava recebendo o meu chapéu! -Ah ... o que faz tudo muito mais lógico. Você sabe nadar? -Eu sei nadar? - Ela pediu para ele virar e ele levou algum prazer de vê-la delito. -Eu cresci nas margens do Adige! O que acaba por ser um verdadeiro rio. -Incríveis, - disse ele, não ficará impressionado. E diga-me, uma vez que nadou no rio? "Claro! Mas ele estava vestido, ela acenou com a mão para indicar seu vestido com 16 camadas de tecido! -Por que não? -Porque qualquer coisa ninguém com 16 camadas de tecido! -Não? -Não! -Por que não -? Ele já tinha agora. -Porque se afogar! -Ah, - disse ele, balançando em seus calcanhares. "Muito bem, pelo menos aprendemos algo hoje. Seus olhos se estreitaram, e ele tinha a nítida impressão de que ele queria chutálo. Direito. Sabendo que ela estava com raiva, ele se sentia um pouco mais estável. Querido Deus. Ela quase se afogou. Eu nunca tinha sido tão aterrorizada em sua vida, como quando ele veio pela cúpula repreendendo-se por permitir que este fogo, emocional e direta sua posterior italiano, sabendo que ele deveria estar em casa, vivendo sua vida em ordem - e viu o quadro horrível abaixo: a empregada, gritando por ajuda; ondas inconfundíveis na superfície do lago, e as ondas de tecido safira marcando onde Juliana estava afundando. Ele tinha certeza de que era tarde demais. -Eu lhe disse -. Suas palavras pararam a direção de seus pensamentos. -Eu tinha todos os motivos para ir até lá. Se não fosse pela roupa vento e pesado, eu teria ficado bem. - Como se para enfatizar seu ponto de vista, o vento levantou-se então, e seus dentes começaram a bater. Ela colocou os braços em volta dela e de repente parecia tão ... pequeno. E frágil. O oposto absoluto da maneira como ele

pensava nela, brilhante e corajoso e indestrutível. E nesse momento, sua raiva foi totalmente dominado por uma unidade básica, primária para envolver em torno dela e segurá-la para aquecer novamente. Claro, ele não podia. Eles tinham público e as fofocas já era alta o suficiente para acrescentar mais combustível para o fogo. Ele xingou em voz baixa, eo som se perdeu no vento enquanto ele se movia em direção a ela, incapaz de abrandar-se para fechar a lacuna entre eles. Ele a levou em torno de modo que ele pudesse captar toda a força da tempestade de blindagem do vento frio. Se ele pudesse se proteger dele. Quando ele falou, eu sabia que as palavras eram muito duras. Eu sabia que eles iriam machucar. - Por que você deve constantemente me testando? -Sim eu me importo, você sabe. Eu ligo para o que você pensa. "Então por quê? -Porque você espera que eu falhe. Eu esperava sair tudo errado. Esperar para ver não é prudente. Esperar para ver-me arruinar. -Por que não trabalhar para provar que estou errado? -Mas você não vê? Eu estou provando que ele estava errado. Se eu optar por imprudência, onde está a falha? Se eu optar por mim, você não pode forçá-lo em mim. - Houve uma longa pausa. -Perversamente, que faz sentido. - Ela sorriu, pequeno e triste. -Se eu realmente queria que fosse dessa maneira. - As palavras parou, e uma centena de perguntas correu em sua mente antes que ela estremeceu em seus braços. -Você é frio. - Ela olhou para ele, e ele engasgou com seus brilhantes olhos azuis. -U-Aas é que você não faz? Ele não estava nem perto do frio. Ele estava em chamas. Sua roupa estava encharcada e arruinado, seu cabelo havia se soltado de suas âncoras, e ela teria parecia uma criança desalinhado. Em vez disso, ela estava deslumbrante. As roupas são moldados para o seu corpo bem proporcionado, expondo suas curvas exuberantes, a água só enfatizando suas características impressionantes, maçãs do rosto salientes, longos cílios enquadrar enormes olhos azuis, pele de porcelana. Ele seguiu o caminho de uma queda na curva de seu pescoço para o oco da clavícula, e teve um intenso desejo de saborear a queda na língua. Ela estava viva. E ele queria. Por sorte, ela tremeu de novo antes que ele pudesse agir sobre o desejo inaceitável. Ele tinha que chegar em casa antes que ela ficou doente com pneumonia. Ou, antes que ele se tornaria completamente louco. Ele virou-se para sua empregada. - Eles vêm em uma carruagem? - Perguntado em italiano rápido. -Não, Alteza. -Vai ser mais rápido se eu tomar sua senhora no meu carro. Junte-se a Ralston House -. Juliana apertou cotovelo e começou a se mover em direção a um lugar próximo. -Você acabou de assumir q-que ela vai seguir as ordens dele - Juliana perguntou, seu tom sugerindo que a idéia era ridícula. Ele a ignorou, em vez disso ele olhou ao redor da empregada.

-Sim, Excelência -. Ele caiu em uma reverência e saiu correndo. Ele voltou sua atenção para Juliana, que estava franzindo a testa. A irritação voltou um pouco de senso comum. E um pouco de sua raiva. Ontem à noite e esta manhã, com o seu comportamento impulsivo tinha arriscado sua reputação. Esta tarde, tinha arriscado sua vida. E ele não o faria. Eles caminharam silenciosamente vários metros antes de falar, -Você poderia ter morrido. - Ela deu uma breve hesitação, e ele pensou que talvez ele ia se desculpar novamente. Seria totalmente injustificada. Ele sentiu a tensão em seus ombros, endireitar a coluna. "Mas eu não fiz -. Ela tentou um sorriso. Falhou. -Doze vidas, lembram-se? - As palavras foram preenchidos com desafio dele e da natureza, o próprio destino. E se eu não estivesse tão zangado, eu poderia ter encontrado espaço para admirar sua tenacidade de espírito. Em vez disso, eu queria sacudi-la. Ele resistiu ao impulso. Dificilmente. Eles vieram ao seu carro, e ele se levantou, tremendo, no carro, em seguida, entrou em sua mão. Vou arruinar seu assento. Suas palavras, tão ridículo, tendo em conta tudo o que aconteceu nos últimos minutos, partimos. Ele parou no ato de levantar as rédeas e virou com um olhar incrédulo para ela. "É uma maravilha que você é capaz de se preocupar com o meu estofos quando você parece se importar pequenas coisas que me importam muito mais. - Suas sobrancelhas escuras arqueadas perfeitamente. -Por exemplo? -Tal como a ti mesmo. - Ela espirrou e amaldiçoou, 'Agora você vai ficar doente se você não manter o calor, mulher estúpida. - Ele chegou por trás deles para fazer um tapete, e entregou a ela. Ela pegou e coberto. Obrigado, - disse com firmeza, antes de olhar para longe e olhando apresentadas. Ele colocou o carro em movimento depois de um longo tempo, querendo foram menos conclusivos. Mais educada. Ela não era nada educado. Eu não acho que ele era capaz de ser educado. Eles deixaram Hyde Park antes de falar, e mal ouviu sobre o som de cascos contra o pavimento. -Você não precisa falar como eu sou imbecil. Ele não podia resistir. -Eu acho que você quer dizer meia boba. Ela se virou, e ele ouviu uma maldição irritado italiano no vento. Depois de um longo momento, ela disse: -Eu não tinha intenção de se afogar. - Não houve mau humor em sua voz, e sentiu uma ligeira pontada de compaixão por ela. Talvez eu não devesse ser tão duro com ela. Mas maldição se eu pudesse parar. -Plano ou não, se eu não tivesse aparecido, ele teria se afogado. - Você veio -. Ela disse simplesmente, e o registro da água agitando com relevo para salvá-la, ela sussurrou as mesmas palavras Você veio.. Ele tentou não. Ele havia jogado seu imprudente-Observe a letra disfarçados que havia enganado a todos a pensar que o Marquês de Ralston havia enviado correspondência, joguei em uma lata de lixo em seu estudo. Ele fingiu que não estava ali para ler o resto de sua correspondência. Mesmo ao discutir um punhado de negócios inacabados com seu agente.

E mesmo quando ele abriu o pacote que veio de sua mãe menos de uma hora depois que ela saiu, o pacote contendo o Leighton safira, o anel de noivado que tinha sido usado por gerações de duquesas de Leighton. Mesmo assim, como ele colocou o anel sobre a mesa, vista, pedaço de papel amassado que zombavam dele, Juliana se espalhando por toda a casa ordenada e disciplinada. Em todos os lugares olhou, viu a carta, e ele perguntou o que ela faria se ele não respondeu. Eu tinha imaginado que ela não pensou duas vezes quando tomar um curso de ação mais escandaloso então rabiscos em negrito - o preto foi substituído por cachos negros e negrito, e seus olhos azuis cintilantes. E até que ele estava em seu quarto ... Ele ordenou a seu carro e foi inteiramente conduzida rápido demais para um homem que estava determinado a evitar. E era quase tarde demais. Suas mãos apertaram as rédeas e se mudou cavalos inquietos sob estresse. Ele se forçou a relaxar. E não é uma coisa boa que eu vim a tempo? A maioria não. Envie esta mensagem foi tanto indecente e infantil -. Ele não deu a ela a chance de responder, as palavras seguintes explodiu em uma onda de irritação. - O que deu a ela para ser sumergiese em um lago congelado? -Eu não estou imerso, - disse ele. -Eu caí. Foi um erro. Embora eu acho que ele não sabe nada sobre isso. -Na vida, a não-ameaçador, geralmente, não. -Bom. Nem todos podem ser tão perfeito quanto você. Ela estava mudando de assunto, e ele não ia permitir. -Você não respondeu minha pergunta Houve uma pesquisa escondido durante todo este julgamento? Eu não sabia. - Ele encontrou-se confortado por fogo nele. Ele cortou um olhar. -O lago. Por que eles estavam lá em primeiro lugar? - Eu lhe disse. Eu segui o meu chapéu. Seu chapéu. -Eu gostava que chapéu. Eu não quero perdê-lo. -Seu irmão poderia comprar um chapéu novo. Eu teria comprado uma dúzia se eu tinha parado de ter ... - Ele fez uma pausa. De ter que ver que quase morreu. -Eu queria que, - disse, em voz baixa. -E eu sinto muito que eu tinha para resgatar ... ou você tem que substituir essa tapeçaria ... ou comprar botas novas ... ou qualquer outro problema que a minha situação causou. -Eu não disse isso Não, porque você é muito educado para terminar a frase, mas é o que eu ia dizer, certo? Deixe-me pagar-lhe uma dúzia de chapéus se isso vai garantir que você ficar fora de problemas de novo? - Ela espirrou novamente. E o som estava a apenas alguns centímetros. Ele estava prestes a parar o carro e puxe-a para si e dar-lhe a surra que merecia por tirando sarro dele ... e aterrorizar. Mas ele não o fez. Em vez disso, ele levou o carro para uma parada na frente de Ralston Casa com decoro, apesar da raiva e frustração dentro turbulento. E agora nós viemos - disse, mal-humorado, irritante, e sua posição como salvador pode mover-se para outro. Ele freou cima e para baixo do seu carro, mordendo a língua, recusando-se a corrigir a sua visão desta situação, recusando-se a permitir-se a ser desenhada ainda no turbilhão de emoções que a mulher parecia chamar a sua existência de

cada vez que se aproximava . Ontem à noite, ela o chamou de emoção. A idéia parecia totalmente risível hoje. Na época, ele chegou a seu carro, ela já ajudou a baixo e se dirigiu para a porta. Mulher teimosa. Ela rangeu os dentes, e virou novamente a partir do degrau mais alto, olhando para ele com toda a confiança de uma rainha apesar de ser encharcado com roupas sujas e seu cabelo desfeita ao redor. -Eu sinto que eu me preocupei com o que eu só posso imaginar foi um dia para você perfeitamente planejado. Eu farei o meu melhor para evitá-lo no futuro. Ela pensou que ele era um inconveniente? Ele tinha sido muitas coisas que à tarde, mas não foi uma inconveniência-los. A palavra não se aproximou tíbia como ele se sentia. Enfurecido, assustado, e completamente desequilibrado, sim. Mas em nenhum lugar perto inconveniente. Durante toda a tarde ela queria bater em alguma coisa. Duro. E ele imaginou a conversa que teria com seu irmão faria pouco para combater esse impulso. Mas que se dane se eu ver isso. Eu vejo que você, - ele disse em seu mais magistral como ele puxou para cima as escadas atrás dela, rejeitando o desejo de deixá-la ali, deitado em sua porta, e ir tão longe quanto poderia. Ele estava disposto a ver o seu eu interior. E só então poderia ir tão longe quanto poderia. -Como eu disse ontem, eu não tenho tempo para seus jogos. Simon estava aqui. Na casa. Com seu irmão. Ele levou cerca de três quartos de hora. E ainda não tinha sido convocado. Juliana espreitava o perímetro da Ralston biblioteca Casa, anáguas da saia ametista bateu sobre suas pernas. Eu não podia acreditar que nenhum deles até pensei que talvez você gostaria de ser parte da discussão de sua aventura naquela tarde. Com algum desgosto, foi até a janela da biblioteca, com vista para Park Lane e além da escuridão do Hyde Park. Claro que não tinha chamado para isso. Os homens eram imperioso, irritado, dois dos mais irritante do que não pôde ser encontrado na Europa. Um carro grande estacionado fora da casa, os faróis acesos, à espera de seu dono. Leighton crista era estampada na porta do transporte médio preto, com um falcão mal - com penas que aparecem em seus Grip-espólios de batalha, sem dúvida. Juliana tirou o escudo no vidro. Como apropriado que Leighton foi representado por um falcão. Um animal de frio, solitário e brilhante. Calculadora e paixão. Ele mal tinha medo de que ela tinha sido perto da morte, em vez de salvar o seu cálculo frio e trazê-lo para sua casa, sem um momento de pausa para o que poderia ter sido um evento mais trágico. Isso não era exatamente verdade. Houve um tempo no Parque durante o qual ele parecia preocupado com o seu bem-estar. Só por um momento. E então ele só parecia querer se livrar dele. E o problema que ela causou. Sem cerimônia depositando-o no hall de entrada da Casa Ralston e têm que enfrentar deixando seu irmão sozinho. Ele apenas disse-lhe calmamente Diga-Ralston voltar esta noite. Seco. -

Ele voltou, claro, Leighton era nada se não fiel à sua palavra e ela aposta que os dois homens estavam rindo à custa dela, mesmo agora, no estudo de Ralston, bebendo conhaque ou uísque ou outra bebida exasperante , para tomar o nobre. Ela gostaria de ter um tanque que o licor em suas cabeças. Ela olhou para seu vestido com nojo. Ele tinha escolhido para ele, sabendo que ela estava linda em roxo. Eu queria que ele visse isso. Eu queria que ele notasse. E não para a sua aposta. Desta vez, ela queria se arrepender das coisas que eu tinha dito sobre ela. Eu não tenho tempo para seus jogos. Ele tinha sido um jogo para começar a carta, o convite de bronze - mas uma vez que havia caído no lago, uma vez havia resgatado, qualquer jogo tinha desaparecido junto com o seu chapéu, perdido no fundo do lago Serpentine. E quando ele tinha tomado em seus braços quentes e fortes, e sussurrou palavras suaves em italiano para ela, que ela tinha sido mais grave do que qualquer coisa que eu nunca tinha sentido antes. Mas ele tinha repreendido, então, todos frescos e firme, como se todo o episódio foi um colossal desperdício de tempo e energia. Como ela não era nada além de problemas. Mas ele tinha repreendido, então, todos frescos e firme, como se todo o episódio foi um colossal desperdício de tempo e energia. Como ela não era nada além de problemas. E ela não se sentia muito gosto de jogar estes jogos por mais tempo. É claro, você nunca diga isso. Para o usar, a não ser para colocar um sorriso de satisfação no rosto e as mãos trêmulas como um ser superior que o normal. E ela não poderia suportar isso também. Em vez disso, ela estava esperando pacientemente na biblioteca, resistindo à tentação de correr até o estúdio de seu irmão e descobrir o quanto de seu comportamento imprudente e Leighton tinha dito o quanto ele estava em apuros. Abaixo, o motorista mudou, saltando de seu assento, e apressou-se a abrir a porta do carro para seu mestre. Ele sabia que deveria afastar-se da janela, mas então apareceu Leighton, seus cachos dourados brilhando brevemente luz antes de desaparecer sob seu chapéu. Ele parou na porta e ela não conseguia desviar o olhar, a espionagem era uma tentação irresistível. Ele se virou para falar com o motorista, em quadratura com os ombros contra o vento rodou deixa o parque a seus pés e bater o seu casaco. A mais quente homem tinha mostrado qualquer resposta a essa explosão, uma careta violento, um começo, mas não o grande duque de Leighton. Até a natureza poderia distraí-lo de seu curso. Ele observava o movimento de seus lábios enquanto falava, e perguntou o que ele estava dizendo, para onde estava indo. Ele se inclinou para frente, com a testa quase tocando o vidro manchado, como se ela pudesse ser capaz de ouvir, se ele era um pouco mais perto. O motorista assentiu uma vez e baixou a cabeça, recuando para segurar a porta. Ele estava saindo. O Duque não precisa usar um passo de entrar em seu carro grande e preto, era alto e forte o suficiente sem um, e ela viu como ele dirigiu-se, ela desejou que apenas uma vez, ele poderia perder o seu objetivo, ou tropeçar, ou busca de qualquer coisa que fez menos perfeito.

Ele parou e ela engasgou. Talvez, a ação não foi tão fácil, afinal. Ele virou a cabeça. Ele olhou diretamente para ela. Ela suspirou e afastou-se da janela, o calor de vergonha por ele, banhando e ser pego, imediatamente seguido pela irritação de ter sido envergonhado. Foi ele quem deveria ter vergonha, não ela. Era ele que tinha insultado a tarde, era ele que tinha vindo para falar com seu irmão naquela noite e pediu para vê-la ou falar com ela. Ela poderia ter caído doente. Será que ele não se preocupam com o seu bemestar? Aparentemente, não. Ela não iria deixá-lo assustá-la. Era a sua casa, depois de tudo. Ela tinha todo o direito de olhar para fora da janela. As janelas olhar rude. E, além disso, ela tinha uma aposta para ganhar. Ela respirou fundo e voltou ao seu lugar. E ele olhou para ela. Quando ela encontrou seu olhar morno, luz, cor âmbar brilhante da casa, ele levantou uma sobrancelha ouro, imperioso, para declarar a vitória em sua batalha silenciosa. Queima de resistência, quente e poderoso. Ela não iria deixá-lo vencer. Ela cruzou os braços com força sobre o peito em um completamente inapropriado para uma mulher e levantou uma sobrancelha, esperando para surpreendê-lo, disposto a ficar ali a noite toda, até que ele desistiu. Não era de estranhar que ela encontrou quando ela olhou, no entanto. Houve algum alívio em linhas contínuas, eo ângulo de seu rosto enquanto ele olhava, algo vagamente como o humor, antes que ele voltou e, com perfeita exatidão, levante-se a si mesmo em seu carro. Ela não hesitou quando o motorista fechou a porta, escondendo o Duque de vista. Secretamente, eu esperava que ele estava olhando por trás dos vidros escuros do carro como ela jogou uma risada estrondosa. Se ele tivesse permitido ou não, ela tinha vencido. E foi uma sensação maravilhosa. -Juliana? ? Eu posso ir? - Sua risada foi interrompida quando sua irmã veio, cutucando sua cabeça sobre a borda antes que a porta se abriu no sentido da largura. Juliana voltou para o seu visitante, deixando cair os braços e caindo rapidamente a sentar-se no banco sob a janela de largura. -Claro. Eu estava ... Ela acenou com a mão no ar. -Isso não importa. O que é isso? Callie veio com um meio sorriso no rosto, para se juntar a Juliana. "Eu vim para confirmar que você se sentir bem, e eu vejo que você está muito a recuperar de sua aventura. Estou tão feliz que você está seguro - acrescentou, levando a mão de Juliana. -Nunca pensei que eu ia dizer, mas graças a Deus para o Duque de Leighton. -Juliana não perdeu o tom seco de sua irmã - Você não gosta ", disse Juliana O duque -? Callie sentou ao lado de Juliana, seus olhos se estreitaram. Eu não sei. Não é verdade. - Juliana reconheceu evasão. -Mas ... ? Callie considerou suas palavras por um longo momento antes de falar. -Posso dizer que ele - e sua mãe, para que o assunto, sempre me pareceu arrogante, imperioso, e imóveis de uma forma que o faz parecer indiferente. Para meu conhecimento, ele tem um interesse em uma coisa: a sua reputação. Eu

nunca tenho pessoas que pensam com opiniões tão rígida -. Ele fez uma pausa, e então confessou:-Não. Ele não gostou, até hoje. Agora que ele salvou você, eu acho que eu vou ter que reavaliar minha opinião do Duque. Juliana coração bateu como ela considerou as palavras de sua irmã. Ele estava interessado em uma coisa: a sua reputação. "Eu acho que eu estou organizando um jantar - O silêncio reinou com o pronunciamento, até Callie cutucou, - Você quer saber por que eu estou organizando um jantar? Juliana foi tirada de seus pensamentos. -Você deve ter um outro motivo que esta é Londres, e nós temos uma sala de jantar? Você vai pagar por isso -. Callie sorriu. Acho que devemos agradecer ao Duke para o seu salvamento. E, se expandir a lista de convidados para incluir um punhado de senhores elegíveis Juliana reclamou, vendo planos de sua irmã. -Oh, Callie, por favor ... que vergonha. - Callie acenou. Bobagem. A história é, provavelmente, já está em execução através de Londres, agora, se quisermos atenuar qualquer exagero, devemos tomar posse da verdade. Além disso, eu acho que é importante para nós, para estender um pouco de gratidão por sua vida, certo? -Nós vamos ter que fazer isso na frente do centro de Londres? Callie riu. - "East London," realmente, Juliana. Haverá mais do que uma dúzia deles. Juliana conhecia Callie o suficiente para saber que não havia nenhum ponto a discutir. -Como um benefício adicional, não vai ferir a ter o Duque de Leighton do nosso lado, você sabe. A amizade só vai torná-lo mais atraente para outros homens da alta sociedade. -E se você quiser ser mais atraente para outros homens da alta sociedade.? Callie sorriu. -Você está dizendo que quer atrair o Duque? Foi um mal entendido deliberada, Juliana sabia. Mas ainda se sentia o blush nas bochechas. Na esperança de escapar da atenção, deu a sua irmã um olhar de longo sofrimento. -No. Callie respirou fundo. -Juliana, é como se nós estamos pensando de forçá-lo ao casamento, mas que não faria mal se você poderia encontrar um homem ou dois. Alguém que você gosta. Empresa para o manter entretido. "Eu tenho tentado há meses. Em vão. -Em algum momento, você vai encontrar alguém que você se sente atraído. "Talvez. Mas você não pode ser atraído por mim. - É provável que ele me achar chato. "Claro que vou ser atraídos para você. Você é linda, engraçada e maravilhosa. Também estou convidando Bento. - O conde de Allendale foi o irmão mais velho de Callie. Juliana foi permitido mostrar sua surpresa. - Por que você diz isso? Sorriso de Callie estava muito brilhante. -Não há nenhuma razão. Não gosta? -I ... - Os olhos de Juliana estreitaram. -Callie, por favor, não jogar casamenteiro. Eu não estou certo de homens como Bento. Ou qualquer um dos outros também. -Eu não sou um casamenteiro - O protesto era forte. E falso. "Eu apenas pensei que você pôde gostar de um rosto familiar. Ou dois. -

Acho que não seria tão ruim. - Callie ficou preocupado. -Juliana, alguém tem sido rude com você? - Ela balançou a cabeça. -No. Todos são extremamente educado. Muito gentil. Impecavelmente britânica. Mas vamos deixar claro que eu não sou ... o que querem. Em um companheiro. -Em uma mulher - Callie rapidamente corrigido. -A companhia é uma coisa totalmente diferente. Companheiro era, provavelmente, o papel preciso que todos os de Londres, exceto sua família estava esperando por ela para assumir. O considerado demasiado escandalosa para ser uma esposa. E Juliana não gosta da palavra, de qualquer maneira. Ela balançou a cabeça. Callie, eu disse desde o início ... desde o dia em que cheguei aqui, a Inglaterra ... o casamento não é para mim. E não foi. "Bobagem, - Callie disse, descartando a idéia. - Por que você acha isso? Como a filha da Marquesa de Ralston não é exatamente a esposa com quem todo homem sonha. Claro, eu não poderia dizer isso. Ela foi salva de ter que responder ao abrir a porta da biblioteca. Ralston entrou, seus olhos procurando o assento da janela, e bebeu Juliana viu sua esposa, seus traços foram suavizadas pela luz do amor. Ela não nega que deve ser maravilhoso ter uma coisa dessas. Mas ela não iria gastar seu tempo desejando por isso. Ralston se aproximou, tomando a mão de Callie em levantar o dedo aos lábios para um beijo breve. 'Eu estive procurando -. Ele se virou para Juliana. -At dois. - Callie olhou para Ralston. -Diga a sua irmã que ela é linda. - Ele parecia surpreso. -É claro que é bonito. Se fosse um pouco mais alto, seria perfeito. Ela riu da piada fraca. Foi maior do que a metade dos homens em Londres. -A queixa comum. -Gabriel, quero dizer, - Callie não ia deixar você ajudar irmão. Ela acha que não pode ficar um marido. - As sobrancelhas de seu irmão veio junto. -Por que não? - Ele pediu a sua esposa. Eu não sei! Por causa da teimosia que corre no seu sangue? Ele fingiu considerar o estado de frustração. -É possível. Eu não tenho certeza que você poderia conseguir um marido quer. Juliana sorriu. "É porque você é muito alto. Um lado de sua boca se contorceu para cima. 'Muito provável. - Callie deu um pequeno som agravada. 'Você é tão impossível! Eu tenho um jantar para monitorar. O seu - apontou um dedo para seu marido, então, disse Juliana - fazê-la ver a razão. - Quando a porta se fechou atrás Callie, Ralston virou-se para Juliana. -Por favor, não me faça falar sobre isso. Ele acenou com a cabeça. -Você percebe que ela vai ser implacável sobre isso?. Você vai ter que vir para cima com uma razão por que você não vai se casar, ou você vai ter esta conversa para o resto de sua vida. -Eu tenho uma boa razão. Certamente isso é o que você pensa. -

Ela franziu o cenho para a sugestão de que ela realmente não tem uma boa razão para não se casar. -Você vai ficar feliz em saber que eu decidimos não bloquear você no sótão para o resto de sua vida para mantê-lo mais aventuras, - disse, mudando de assunto. -Mas você não está longe desse destino. Você deve ter mais cuidado, Juliana -. Sua covinha brilharam. "Eu acho que eu gosto bastante ter uma irmã. - Suas palavras aquecido. Ela gostava de ter um irmão. Eu não quero criar problemas. - Ele levantou uma sobrancelha. -Não o tempo todo. Não esta tarde -. Só que ela tinha a intenção de causar problemas. Só não o tipo de coisas que ele precisava saber. -Não é o tipo que termina no fundo de um lago, - ela corrigidos. Ele se mudou para o aparador e serviu-se de um uísque e sentou-se junto à lareira afirmando que deveria conhecê-lo. Quando ela pegou a cadeira em frente a ele, disse: 'Não, você está se referindo a fazer o tipo de problemas que acaba derrubando metade da sociedade de Londres. - Ela abriu a boca para refutar o ponto, e ele continuou. -Não há nenhum ponto em dizer-me o contrário, Juliana. Você acha que é só o cabelo escuro e olhos azuis que nos faz irmãos? Você acha que eu não sei o que é tê-los observando cada movimento seu? Tê-los na esperança de provar que você é cada centímetro que eles esperam que você seja? - Houve uma longa pausa. -É diferente. -Não é. -Eles não achavam que você estava indo para ser como ela. - Ele não fingiu entender mal. -Você não tem nada a ver com isso. - Como poderia | saber disso? Ele se inclinou para frente, com os cotovelos sobre os joelhos, os olhos azuis inabalável. -Eu sei. Eu sei o que era. Ela era indiferente. Carefree. Ela fez seu marido um corno. Ela deixou os filhos ... duas vezes. Que não é você. - Ela queria acreditar nele. Ela também era escandaloso. Ele deu uma risada pouco de sua raiva. -Não é a mesma em todos os. Você inesperado e emocionante e encantador. Sim, você intencional e irritante como o inferno quando você quer ser, mas ainda não um escândalo. Ela tinha estado no Hyde Park de manhã. Ela estava na varanda a noite passada. Se Ralston sabia que ela tinha postado duas semanas de paixão com o duque, teria um ataque. Sim, era um escândalo. Seu irmão, só não sabia. -Eu caí no Serpentine hoje. "Sim, bem, isso não costuma acontecer com as mulheres em Londres. Mas não tanto de um escândalo, pois é um desafio. E se você não consegue parar de quase matar ... - Ele fez uma pausa, eo silêncio se estendeu entre eles. - Ela era um verdadeiro escândalo. O tipo de famílias não recuperar. Você não é como ela. Nem um pouco. -Leighton acha que eu sou. - Ralston olhos escureceu. -Leighton-I em comparação com nossa mãe? - Ela balançou a cabeça. -Não em tantas palavras. Mas ele acha que eu sou uma ameaça para a reputação das pessoas ao meu redor. Ralston acenou. -Primeiro, Leighton é um burro, e tem sido desde que eu estava na shorts -. Juliana não poderia ajudá-la, risos e Ralston sorriu ao ouvir o som. Em segundo lugar, é muito conservador. Ele sempre foi. E em terceiro lugar - deu um sorriso irônico

- Eu sofri mais do que minha cota de golpes para minha reputação, e ainda estamos convidado para festas, certo? -Talvez todo mundo está esperando provocar uma cena. - Ele se inclinou para trás em sua cadeira. -É possível. - Por que ele é tão cauteloso? A pergunta veio antes que ele pudesse detê-la, e ela imediatamente se arrependeu. Ela não queria que Ralston detectar seu interesse em Duke. Não que fosse algo mais do que um interesse passageiro. Nem um pouco. Ralston não parece notar. -Sempre foi. Desde que éramos crianças. Na escola, ele não poderia dizer uma frase sem mencionar que ele era o herdeiro de um ducado. Sempre difícil e para a direita e tudo sobre o título. Eu sempre pensei que era um comportamento ridículo. Por que assumir as responsabilidades de um título, se você não está disposto a usufruir dos benefícios? Ele encontrou seus olhos, honestamente confuso com a idéia de ser responsável por um título, e Juliana não pôde deixar de sorrir. Seu irmão era um libertino dentro. Um manso um, agora que ele era casado, mas, no entanto, um libertino. Houve um silêncio, e Juliana teve que morder a língua para manter a pressão sobre o seu irmão por mais. Callie quer dar um jantar. Para agradecer-lhe. Publicamente. - Ele pensou por um momento. "Isso parece lógico som Junto com uma solteiros meia dúzia de elegíveis. - Ele ofereceu-lhe um olhar de simpatia. -Você realmente não acho que você pode mudar de idéia? -Não, eu acho que não -. Ele fez uma pausa. Ela acredita que a proximidade de Duque vai ajudar a minha reputação. "Ele provavelmente está certo. Eu não posso dizer que gosto do homem, mas ele tem uma certa influência sobre a sociedade -. Um lado de sua boca se elevou em um meio sorriso. -A característica que eu nunca fui capaz de reivindicar -. Houve um silêncio, e ambos foram perdido em pensamentos. Finalmente, Ralston disse, 'Eu não vou fingir que suas opiniões não importam, Juliana. Inferno, eu não faria isso, é claro que eu faço. Mas eu prometo a você. Você não é nada como ela. - Ele fechou os olhos contra suas palavras. 'Eu quero que você acredite. -Mas você se inclina-se a acreditar neles. Seus olhos se arregalaram. Como ele sabe disso? Um sorriso irônico em sua CRZO rosto. -Irmã esquecer. Eu estive em sua posição. Eu queria mostrar tudo o que eu estava acima deles o tempo todo, com medo de que eu era exatamente o que eles pensavam. - Foi isso. Isso foi o que ela sentia. "É diferente para você - disse Juliana, e odiava o amuo em sua voz. Ele tomou um gole. "É muito longe. Porque ele era o Marquês. Porque era Inglês. Porque ele era um homem. "Porque você é um deles. -

-Morda sua língua - disse. "Isso é um insulto! - Ela não achou graça. Era muito irritante. -Ah, Juliana. É diferente para mim, porque agora eu sei o que é ter alguém que espera que eu seja mais do que eu sou. Agora eu sei o que é querer ser mais. O significado de suas palavras afundou em -Callie. Ele acenou com a cabeça. -Eu já não se concentrar em atender as expectativas da alta sociedade, porque eu estou muito focada na superação Callie. Ela não pôde deixar de sorrir. -O Marquês de Ralston mal, libertino arrependido, morto por amor. Ele encontrou seu olhar, com toda a seriedade. Eu não estou dizendo que você deve se casar com Juliana. Por outro lado, se você preferir uma vida sem casamento, Deus sabe que eu tenho dinheiro suficiente para viver. No entanto, pergunte-se o que você acha que a sua vida deve ser. Ela abriu a boca para responder, apenas para perceber que ela não tinha resposta. Ela nunca tinha pensado muito sobre isso, já que seu pai tinha morrido e tudo tinha mudado. Na Itália, o casamento ea família não tinha sido fora de questão, é suposto ... mas tinha sido tão longe que ela nunca tinha dado muita atenção. Mas aqui na Inglaterra ... Quem o faria? Sem saber de seus pensamentos, Ralston levantou-se, ea conversa terminou com um pensamento final. -Nunca pensei que eu ia dizer, mas o amor não é tão ruim quanto eu pensava que seria. Se isso vem a você, eu espero que você não ficar longe das mãos. - Ela balançou a cabeça. Espero que não venha me procurar. Um sorriso brilhou. "Eu já ouvi isso antes, você sabe. Eu disse ... Nick disse ... mas, ser avisado. O St Johns não parece ser capaz de evitá-lo. Mas eu não sou de St. John. Na verdade não foi. Mas ela não disse as palavras. Ele gostou da ilusão. CAPÍTULO SETE A diversão é expressa com sorrisos delicados. O riso é muito forte para uma senhora elegante. - Um Tratado sobre o melhor de senhoras A velha pergunta é respondida: Na batalha, ganha mármore ouro. -A Folha de Escândalo, outubro 1823 Juliana olhou para a borda da caixa do Duque de Rivington, no Teatro Royale, tendo em conta a massa de seda e cetim abaixo. Metade da alta sociedade parecia estar presente nesta apresentação especial de A Dama de Livorno, e metade sem nenhuma dúvida de que uma vez que ele não poderia conseguir um ingresso. 'Minha palavra, Mariana disse, juntando-se a ela para ver a imagem que estava diante deles, pensei que seria a cair em seus alojamentos e viagens de caça! -Sim, bem, alguém se esqueceu de dizer sociedade de Londres este ano. -Isto é o que acontece quando o Parlamento se reúne em sessão especial. Todos enlouquecer no ar de outono. É que o trigo cabelo Davis Senhora? Mariana-raise seus gêmeos, inspecionou o hit infeliz com um aceno de cabeça antes de

inspecionar o resto das caixas no teatro antes de a função começou e foi forçado a fingir que o público não se importou muito para a empresa como de atores. -Ah. Densmore está aqui com uma mulher que eu nunca vi antes. Pode-se supor que ela é um capacete leve -. -Mari-Ela não teria sido em Londres por um longo tempo, mas mesmo Juliana sabia que a discussão de conversa cortesãs não era apropriado para o teatro. Mariana olhou para cima, em um piscar de olhos. -Bem, é verdade! -O que é -? Duque de Rivington tinha feito o seu caminho através da multidão de visitantes em busca de um momento no tempo com sua esposa e correu atrás de um dedo no braço de sua esposa. Juliana sentiu uma pontada de inveja do amor distraído, mal percebeu pelo marido ou esposa, e ignorado. Mariana Duque virouse para ela com um sorriso brilhante, feliz. -Eu estava apenas dizendo que Densmore deve ser com uma dama da noite. Eu nunca tinha visto antes. Mariana olhou por cima do ombro Rivington para o casal em questão, um casal um pouco sério, cada um com os lábios franzidos e mandíbula infelizes. Revirando os olhos, deu seus gêmeos para Juliana. 'Olha o que mais você pode encontrar enquanto eu estiver fora. Espero um relatório completo quando eu voltar. - Ela se foi, em seguida, através de uma multidão de pessoas, para cumprir o seu dever como esposa de um dos homens mais respeitados do reino. Juliana olhou espantado como seu amigo se aproximou da Baronesa e dela e mulheres participaram da conversa. Em poucos segundos, Lady Marian Allen estava sorrindo, obviamente satisfeito com a sua empresa. Por mais que as pessoas falam sobre o casamento de Mariana como a mais rara das coisas, o amor de ambas as partes era evidente, ea relação era tanto uma parceria política brilhante como um grande romance. Mariana foi a melhor de esposas Duque ducal prova que ela fosse louca por ele foi uma feliz coincidência. Amor duradouro não era algo que eu Juliana familiar. Ela foi o produto de um encontro criado a partir de uma paixão fugaz. Sua mãe havia enfeitiçado seu pai, então Juliana sabia, e tinha deixado os dois quando ela cansou da vida doméstica. Pai de Juliana não tinha casado de novo, embora ela teve várias oportunidades para o fazer, ela sempre pensou que ela tinha tomado a decisão mais sensata. Afinal, por que correr o risco de amar novamente quando a história sugere que tal comportamento só terminaria em raiva, dor e perda? Nos últimos meses, ela tinha visto que o amor não era um mito, ela estava muito feliz que seus irmãos meia tinha encontrado. Amor floresceu quando Gabriel e Callie Juliana veio para a Inglaterra, e tinha observado como resistiu a esta, sem sucesso. Quando sucumbiu à emoção, todos de Londres tinha sido surpreendido, e Juliana estava apenas esperando que o seu amor não terminou em tristeza. Dentro de meses, Nick tinha encontrado o seu Elizabeth, e foi impossível negar sua devoção ao outro. Mas o amor começou assim, ardente, apaixonado e dedicado. O que aconteceu quando o fogo desapareceu e devoção tornou-se entediado? Viu Callie esticado para sussurrar no ouvido de Ralston, no lado oposto da caixa. Seu irmão sorriu, algo que raramente fazia quando Juliana chegou na última primavera - colocou a mão na parte de baixo das costas de sua esposa e inclinou-se para responder. Para o rosa fraco que durou rosto de Callie,

Juliana imaginado palavras de seu irmão não foram inteiramente adequado para o teatro. Espiral algo profundo virou Juliana ... algo que pudesse identificar como ciúmes se ela passou muito tempo estudando. Mas eu sabia que eu não deveria ter ciúmes de seu amor. O amor era uma emoção vaga e fugaz que dentro de meses e anos, se você tiver sorte, eventualmente desaparecer. Então o que? Não, Juliana não queria amor. Mas a paixão ... o cara que fez o irmão dizer coisas más para sua esposa no teatro ... isso era outra coisa completamente. Ela não se importa com isso. Ela pensou em voltar para a manhã, dois dias atrás, no momento em Hyde Park, quando o Duque de Leighton saltou de seu cavalo, os olhos brilhantes de raiva e frustração, e beijou-a. Um fundo. Com paixão. E ele queria, maldito. Ela queria mais do que a que ele tinha dado a tentar. Desejo. Lust. Sensualidade. Mesmo o conflito foi convincente. Mas ele não. Ele recusou-se a amar. Ela levantou o binóculo e examinou o teatro, à procura de algo que pudesse servir para reorientar a sua atenção. Várias caixas de distância, Visconde Densmore parecia olhar para o corpete corte alarmante baixo de seu companheiro parecia que Mari estava certo sobre ela. A poucos metros, Lady Davis e Sra. Sparrow estavam em risco de cair fora de sua caixa, e esticando o pescoço em direção a um ponto distante antes de enrolar-se por trás ondeándolos seus fãs, conversa posição universal escandaloso. Enquanto Juliana não tinha amor por qualquer uma dessas mulheres horríveis, teve de admitir que eles eram especialistas de fofocas. Seguindo sua linha de visão, ela esperava uma distração bem-vinda. Quando ele veio para a razão de seus sussurros frenéticos. Há, na caixa de frente, foi o Duque de Leighton e uvas, em uma conversa privada e tranquila. Em vista de metade de Londres. Vários metros de distância do parceiro perfeito além, completando a imagem da felicidade era duquesa aristocrática de Leighton e senhora gordinha e um cavalheiro corpulento Juliana só podia imaginar eram os pais da uva. Senhora Penélope. Era melhor que ela começou a pensar nela como Lady Penélope. Por quê? Pouco tempo suficiente, ela era a duquesa de Leighton. Ela ignorou a onda de aversão que fluía através dela com o pensamento. Que ela importa com quem você se casar com ele? Ela não deve olhar. Por que ele se importava escolher alguém que era tudo o que Juliana não foi? O ponto perfeitamente, absolutamente nenhum problema, nem mesmo um pouco ultrajante? Ela não deve olhar. Não? Então por que não ir para baixo os gêmeos? Óculos poderia deixar a qualquer momento ela queria. Causou-lhe esmagar os gêmeos.

Ele olhou e olhou em seus olhos. Se eles tivessem explodiu em chamas, ela não poderia ter caído mais rapidamente gêmeos. Ó, com mais fiscalização. Binóculos atingiu a balaustrada de mármore com um ouro olho encaixe mal e caiu no chão acarpetado. De repente tudo ficou muito quieto na caixa, enquanto os visitantes e familiares se reuniram no som virou, encontrando Juliana suspirou, olhando para o cabo longo do esmalte restante em sua mão. Uma enorme onda de vergonha correu através dela, e Juliana tomou a rota de fuga foi primeiro, ajoelhando-se no chão da caixa de ambos muito escuro e totalmente não-escuro o suficiente para recuperar os cristais ... ao diabo ... deve ter saltado de uma cadeira, porque eles não estavam em qualquer lugar. Tateando em cadeiras, tomei um momento para perceber que rastejar pelo chão do Duque de Rivington no palco do teatro, apenas estar em uma má situação muito, muito pior. O pardal senhoras e Davis foram provavelmente assistindo agora, esperando para ver o que iria sair desta situação humilhante. E ela não deveria sequer pensar nisso. Certamente ele tinha visto tudo. Ela imaginou levantando uma sobrancelha imperiosa de ouro em sua direção, como se quisesse dizer: Graças a Deus que Ele Ralston é voltado para você e não eu. Ele amaldiçoou sob sua respiração, decidindo que esta situação particular não poderia ser pior, com algumas palavras em italiano. Seus dedos tocaram algo fresco e suave, e ela levou os cristais caídos. Ela olhou para cima para encontrarse olhando espinhas irmão de Callie, o Conde de Allendale. Um cavalheiro do mais alto calibre, Bento era quase certamente lá para ajudá-la. Ela não estava pronta. Ele pareceu perceber que, e em vez disso se agachou ao lado dele. Eu vou fingir para ajudar na busca até que esteja pronto para enfrentá-los sussurrou, e diversão em sua alegremente ajudou a estabilizar o pulso. Ela olhou em seus olhos castanho-claros, como os de Callie, e amarrou-a sussurrar ao seu. - Você acha que eu poderia ficar aqui, Mylord? -Quanto tempo? -Para sempre é muito tempo, certo? Ele fingiu considerar a questão. Bem, como um cavalheiro, eu seria forçado a ficar ao seu lado ... e eu estava à espera de ver o papel - ele zombou. Quando ele sorriu, ofereceu-lhe a mão e alguns conselhos de tranquilidade. -Manter a sorrir. Se eles vêem que você se sinta envergonhado, eu te odeio por isso. Com uma respiração profunda, ela permitiu que ele a levantar a seus pés. Eu podia sentir centenas de olhos sobre ela, mas ela se recusou a olhar para eles. Ele recusou-se a verificar se um conjunto de aqueles olhos pertenciam ao duque arrogante para com eles. Através de um sorriso apertado, disse-me causou uma cena, certo? -Um dos lados da boca do Senhor Allendale subiu em diversão. -Sim. Mas é um teatro. Assim, você pode se consolar com o fato de que você não é o primeiro a fazê-lo aqui. -O primeiro a fazê-lo de tão longe acima do conjunto, no entanto. - Ele se inclinou muito perto, como se de compartilhar um segredo. Bobagem. Uma vez eu vi uma viscondessa de perder a peruca porque era muito íngreme sobre a borda -. Fez uma broca terremoto. -Terrível. -

Ela riu, o som igualmente divertido e aliviado. Bento era bonito e charmoso, e, portanto, mais amável do que o Ninguém. -Primeiro o. Serpentine e agora este "Você é um aventureiro, aparentemente - ele zombou. -Pelo menos neste caso, você não está em perigo. -Sério? Por que se sente muito mais assustador? - Bento sorriu. - Gostaria de fazer uma curva para o seu desempenho? - Os olhos dela se arregalaram. -Eu não poderia! -Não? -Seria Seria uma noite muito mais interessante, de fato. E a Leighton ódio. O pensamento trouxe um sorriso ao seu rosto. Um real. Ela balançou a cabeça. -Eu acho que já causou problemas suficientes por uma noite - disse o conde, voltando-se para o resto da caixa. Ela levantou os óculos triunfante como anunciar, encontrado-los! Mariana riu, batendo duas vezes em um sinal que é bem divertido. Sorriso Ralston indicou sua irritação com sua cena foi superado com orgulho que ela não ia se acovardam diante do resto da alta sociedade. Seu irmão nunca ligou muito para a sociedade, e Juliana teve que ser grato por isso. Para os visitantes da caixa, que parecia tentar lembrar a etiqueta apropriada para quando a irmã de um marquês reaparecer depois de passar muito tempo rastejando no chão de uma caixa de um teatro. Não que Juliana tinha acreditado que uma quantidade adequada de tempo para estar no chão de uma caixa quando as luzes de um desligamento começou, e que era hora de o verdadeiro trabalho iria começar. Graças a Deus. Juliana foi logo sentado no final da primeira linha de assentos próximos a Mariana, que não tinha nenhuma dúvida retornou a seu lado para protegê-la de mais embaraço. As luzes se acenderam no palco e começou o trabalho. Juliana era impossível se concentrar na cena. Foi uma farsa, e uma muito boa se o riso da audiência era qualquer indicação, mas ela estava lutando com os nervos residuais, uma unidade para fugir do teatro, e um desejo insuportável ver o Duque de caixa de Leighton. Um enorme desejo de que no final da primeira cena, mostrou-se irresistível. Ela olhou pelo canto do olho e vi. Olhando para o trabalho com ávido interesse. Seus dedos se fecharam em torno dos binóculos de ouro em suas mãos delicadas, lembrando-o de sua existência. Para a facilidade com que ela podia ver claramente. Era perfeitamente razoável para verificar o status do componente mais importante do teatro-os gêmeos, raciocinou. Enquanto se a alça foi quebrado, certamente seria uma tragédia se as lentes próprias também foram arruinados. Nenhum amigo meio caminho seria substituí-los se eles foram quebrados. É claro que seria testar os óculos. Eles devem tentar os óculos. Totalmente esperado. Ela levantou os olhos e olhou ao redor do palco. Com lentes uncracked-Juliana viu a atriz de cetim brilhante escarlate, eu quase poderia fazer as linhas individuais de bigode preto e grosso vestindo o ator principal.

Perfeito funcionamento. Mas não há garantia de que as lentes não tivesse sido quebrado em qualquer outra forma. Talvez agora foram afetados pela luz? Também foi possível. Ela faria bem para descobrir. Em nome da amizade. Ele virou os óculos tão naturalmente quanto possível em um amplo arco do palco, só parando quando ele conheceu seus brilhantes cachos dourados. Algo no palco fez o público rir. Ele não rir ... nem mesmo sorrir, até que as uvas se virou para ele, como se de verificar que ele estava se divertindo. Juliana olhou com um sorriso forçado, aproximou-se dela para falar baixinho em seu ouvido. Seu sorriso cresceu mais amplo, mais natural, e de repente não parecia tão como uvas. Ela parecia muito agradável. Juliana se sentiu mal. - Você vê alguma coisa de interesse? - Ela respirou fundo, quase deixando cair os óculos para a pergunta em voz baixa. Ele se virou para encontrar o olhar de Mariana. -Eu-eu estava apenas testando os óculos de ópera. Eu queria ter certeza de que eles estavam em condição de trabalho. Ah -. Um pequeno sorriso tocou nos lábios de sua amiga. "Porque eu podia jurar que estava a ver o Duque de Leighton. -Por que eu faria isso -? Juliana disse, ea pergunta veio em um quase desumano. Ele colocou o vidro quebrado no azo Mariana reg. -Aqui. Trabalhar. - Mariana levantou os óculos, fazendo absolutamente nenhuma tentativa de esconder que ele estava olhando para o Duque de Leighton. -Eu me pergunto por que ele está com Penelope Marbury? Ela vai se casar com ela, - Juliana reclamou. Mariana deu um rápido olhar de surpresa Juliana. -Sério?. Bem. Ela foi a pesca de uma vida. O bacalhau servido no almoço tinha virado seu. Foi a única razão que eu me sinto tão ... náuseas. Mariana inspecção novamente. Callie me disse que você tinha vários desentendimentos com ele. - Juliana balançou a cabeça, e sussurrou: Eu não sei o que ela está dizendo. Nós não bater-lo em tudo. Houve um incidente a cavalo, mas eu não acho que Callie sabia ... - Ele parou de falar quando notou que Mariana tinha deixado cair os óculos e olhou em choque. "Eu acho que eu não entendi. - Mariana recuperado e disse com um sorriso triunfante. Na verdade, você fez. Eu amo como você ainda não domina as voltas da frase em Inglês! - Juliana pegou a mão da amiga. -Mari! Você não deve repeti-la! -Oh, eu não vou. Com uma condição. - Juliana olhou para o teto para a salvação. -O quê? -Você precisa me contar tudo! "Incidente Horse" soa tão ultrajante! - Juliana não respondeu, ao invés disso ele virou resolutamente em direção ao palco. Ele tentou prestar atenção à ação no palco, mas a história de dois amantes que tentam evitar a detecção de seu relacionamento clandestino, era muito familiar. Ela estava no meio de sua própria farsa ... ópera óculos quebrados e escandalosa reuniões e tudo mais, e ela tinha acabado de ser descoberto. E não se divertindo. Ele está olhando para você, - Mariana sussurrou. -Não me olhando - disse ela com o canto de sua boca. Mas ele não pôde deixar de olhar para trás. Ele não estava olhando para ela. "Eu estava assistindo. -

-Bem, eu não estou olhando para ele. E ela não fazer mais. Parecia todo o primeiro ato, enquanto os amantes bater dentro e fora das portas e do público uivava de tanto rir, não como a cortina caiu sobre eles em um abraço apaixonado, em vista de seu marido e de sua irmã ... que de alguma forma importava saias pouco que seu irmão estava perseguindo. Ela observou como as velas foram acesas em torno do teatro, jogando sociedade londrina de volta para a vista, e não enquanto o fluxo de visitantes para a etapa de Rivington começaram a vir de novo, e teve a oportunidade de olhar para fora de controle . Ele não olhou, enquanto o Conde de Allendale entretido durante o intervalo, e quando Mariana sugeriu que ir para o banheiro feminino para reparar-se-uma manobra velada para obter Juliana-falar, ou depois que ela disse que não, ela não tinha nenhuma razão para ir ao salão de beleza, e Mariana foi forçado a ir sozinho. Ela não parecia até que as luzes tinham desaparecido novamente eo público se acomodou no segundo ato. E então desejou que ele não tinha. Porque ele estava levando uva em seu assento, sua grande mão persistente ao seu lado, deslizou por seu braço quando ela tomou o assento ao lado dele. E descobriu que não conseguia desviar o olhar. O toque foi rápido, mas parecia a Juliana que se estendia indefinidamente, e Lady Penélope, impassível, voltou ao palco imediatamente absorvido no próximo ato. O Duque, no entanto, olhou para Juliana, satisfazer plenamente o seu olhar. As luzes de distância e de baixo que se tornaram um pouco incerto, mas, não ... ele estava olhando para ela. Não havia outra explicação para a emoção de consciência, que atirou em suas costas. Ele sabia que ela tinha visto o toque. Ele queria que ela visse. E, de repente, não havia ar suficiente na caixa. Ela levantou-se abruptamente, chamando a atenção de Ralston quando se dirigia para a saída. Ela se inclinou um pouco para falar baixinho em seu ouvido. -Eu tenho uma pequena dor de cabeça. Vou sair para o corredor para tomar um ar. Ele olhou com os olhos - como voltar para casa? -Não, não ... Eu vou ficar bem. Simplesmente sair fora da caixa. - Ela sorriu fracamente. De volta antes que você pense que eu fui. Ralston hesitou, debatendo se devem ser autorizados a sair. -Não vá embora. Eu não quero passear pelo teatro. Ela assentiu com a cabeça. "Certamente que não. Ele parou seu movimento com uma mão firme no pulso. -Quero dizer, irmã. Estou bem ciente dos problemas que você encontra em um teatro durante uma apresentação. - Ela levantou uma sobrancelha em um gesto que compartilhavam. -Estou ansioso para ouvir mais sobre isso em breve. - Seus dentes brancos brilhavam na escuridão. Você terá que perguntar a Callie. - Ela sorriu. -Você pode ter certeza que eu vou. E então ela estava no corredor, que estava vazia, exceto por um punhado de lacaios e ela pudesse respirar novamente. Havia uma brisa soprando através do corredor, e virou instintivamente para sua fonte, uma grande janela na parte de trás do teatro, onde o corredor terminava abruptamente sobre o que deveria ter sido o cenário. A janela estava aberta para a noite de outubro, havia uma cadeira

sob ela, como se à espera de sua chegada. I foi provavelmente muito longe do palco para o gosto de Ralston, mas foi um perfeitamente público, no entanto. Ela sentou-se, apoiando-se no parapeito e enfrentar os telhados de Londres. A luz das velas tremeluzia nas janelas dos prédios abaixo, e ela só podia ver um jovem de costura vários andares para baixo. Juliana perguntou, rapidamente, se a criança já participaram do teatro ... se eu nunca teria sonhado com o teatro. Juliana certamente o fez ... Não é assim, com uma família aristocrática, ela nunca soube que existia. Não com jóias e sedas e cetins e marqueses e condes e duques .... The Dukes que enfureceu e consumido seus pensamentos e beijou como se a última mulher na terra. Ela suspirou, observando como a luz da lua crescente reflete nos telhados, ainda molhado da chuva que caiu curto na parte da tarde. Ela tinha começado algo que não podia terminar. Ela queria tentá-lo com a paixão de punir sua arrogância e trazê-lo de joelhos, mas depois do episódio constrangedor no lago, quando ele lhe disse que ela era a última coisa que você nunca encontrar tentador ... Tinha dez dias para o final do seu contrato, e ele estava cortejando Lady Penélope, o planejamento para uma vida de casamento apropriado, perfeita com uma mulher que havia sido criada para ser uma duquesa. A aposta era para terminar seu triunfo Leighton colocando para baixo, então por que ele se sentia como Juliana, que seria o perdedor? -Por que é o seu lugar? - Ela deu um pequeno sobressalto com as palavras, misturado com irritação. Ele havia seguido ela. Não deve importar que ele tinha procurado. É claro que ele fez. Ele virou-se, tentando parecer calma. -Por que não está em seu lugar? - Ele franziu o cenho. -Eu vi a caixa de escolta licença. -Meu irmão sabe onde eu estou. Seu irmão nunca aceitou em sua vida um pouco de responsabilidade -. Ele se aproximou dela. -Qualquer coisa pode sucedetle aqui. - Juliana fez uma tentativa de olhar pelo corredor longo e silencioso. -Sim. É muito ameaçadora. -Alguém deve estar olhando para fora a sua reputação. Você poderia ser assediado. -Para quem? - Ele parou por aí. -Para qualquer um! Para um ator! Ou um lacaio! - Ou um duque -? Ele franziu a testa e fez uma pausa. Acho que eu mereço. - Ele não merece isso. Não é verdade. Ela virou-se para a janela. -Eu não pedi pedir-lhe vir após mim. Houve um longo momento de silêncio, e ela esperava que ele sair quando ele disse, em voz baixa, - não. Você não fez. - Ela assentiu com essa admissão. "Então por que você está aqui? - Ele passou a mão pelos seus cachos dourados e olhos de Juliana ampliou o movimento, para a descontrolada e, raro para ele, uma questão de preocupação. Foi um erro. - A decepção veio, e ela fez o possível para escondê-lo em vez fez uma ampla faixa do corredor com uma mão. -Pode-se facilmente corrigir, Alteza. Eu acho que sua caixa está no lado oposto do teatro. Devo conseguir um lacaio para escoltá-lo de volta? Ou têm medo de ser intimidado? Seus lábios se apertaram em uma linha reta, a única indicação de que ele havia registrado o sarcasmo em suas palavras.

-Eu não queria vir atrás de você, mas Deus sabe que foi provavelmente um erro também, mas é a conseqüência inevitável de um -. Ele fez uma pausa, pesando as palavras seguintes. -Quero dizer tudo. A aposta, duas semanas, de manhã, no Hyde Park ... -A tarde no Hyde Park, - acrescentou ela em voz baixa, e seus olhos voaram para o seu. -Eu teria preferido não ter dado o algo fofocas para discutir, mas é claro que eu não me arrependo de ter salvado -. Havia algo nas palavras, irritação misturada com uma emoção que Juliana não pôde identificar, mas ele se foi quando ele continuou, friamente, O resto, no entanto, não pode continuar. Eu nunca deveria ter aceite, para começar. Esse foi o erro. Estou começando a ver que você é praticamente incapaz de se comportar com decoro. Eu nunca deveria ter ido junto. Ido junto com ele. O significado das palavras ecoaram, mesmo enquanto ele dançava em torno do que realmente estava tentando dizer. Ela não era boa o suficiente para ele. Ela nunca tinha sido. E ela nunca seria bom o suficiente para o mundo em que vivia. Por mais que ela tinha jurado que ele iria mudar seu ponto de vista dele, estava indo para provar que ele estava errado e fazer-lhe desculpas ... por sua atenção ... determinação em sua voz lhe deu uma pausa. Ela se recusou a ser ferido por ele, seria dar muito poder sobre ela. Isso daria muito poder sobre tudo. Havia outras pessoas que não acreditam nele, de alguma forma, porque ela nasceu na Itália, porque ela nasceu comum, porque ela lutou contra as regras e restrições desse novo mundo. Ela não deve ser ferido. Ela deveria estar com raiva. Raiva, pelo menos, era uma emoção que poderia dominar. E enquanto ela estava com raiva, ele não ganharia. -Fiquei satisfeito? - Ela perguntou, de pé e virou de modo que eles estavam face a face. -Você pode estar acostumado a outros simplesmente aceitar o seu ponto de vista sobre uma situação, Vossa Graça, mas eu não sou um dos admiradores de seus subordinados. - Sua mandíbula endureceu as palavras, e ela seguiu em frente. -Você não parece ser simplesmente agradar-me quando você concordou duas semanas, e, definitivamente, não apenas para o humor pela manhã, no Hyde Park e várias manhãs háSeu queixo levantado, iluminado e firme com uma mistura de raiva e condenação .. -Você me deu duas semanas. Pelas minhas contas, eu tenho ainda 10 dias. - Ela se aproximou dele, até que quase se tocaram, e ouviu a mudança em sua respiração, a tensão que tinha sido imperceptível, pois não estava tão perto. Ela não estava tão irritado. Não se sentir tão atraído por ele. - Tenho a intenção de usá-los, - ela sussurrou, sabendo que ele estava testando a sua sorte e, com uma palavra de rejeição, ele poderia acabar com tudo. O momento durou uma eternidade, até que ele não conseguia mais segurar seu olhar indecifrável. Ela baixou a atenção para seus lábios, sua empresa, e as linhas sólidas .. Um erro. De repente, a janela aberta não fez nada para conter o ar sufocante no teatro. A lembrança de seu beijo era enjoativo no corredor escuro ...

o desejo de mais deles oprimido tudo mais. Seus olhos deslizaram de volta para ele, seus olhos cor de âmbar coloridas e carvalho escuro .. Ele queria que ela, também. A idéia enviou um arrepio de fogo para atravessá-la. Ele chegou mais perto. Eles estavam jogando agora, apenas, a curva de seus seios roçando seu peito largo. Ela prendeu a respiração. -Você não precisa de mim para os seus escândalos. Quando você tem uma contagem na palma da sua mão. A confusão de suas palavras queimado e atordoado com a sua proximidade. -A contagem? -Vi com Allendale, sorrindo e ... aconchegante -. A última palavra veio como cascalho. -Allendale - repetiu como um idiota, decidiu limpar a mente. O que ele estava falando? A luz do entendimento veio. -Oh. Bento. - Algo não muito certo brilhou em seus olhos. -Você não deve se referem a ele com tanta familiaridade. Um fio de emoção teceu o seu caminho através dela. Ele parecia nervoso. Não. .. parecia furiosa. Ele parecia com ciúmes. O olhar se foi antes que eu pudesse sentir o gosto, fechou atrás de seu olhar atento, mas a coragem cresceu, no entanto, e ela lhe deu um pequeno sorriso, zombando. -Você quer dizer que eu não deveria chamá-lo pelo nome? Não com esse nome. -Você não siga essas regras quando nos conhecemos ... Simon -. Ela disse que seu nome em um sussurro, e sua respiração enrolado entre eles como tentação. Ele tomou uma respiração profunda. -Eu deveria ter. "Mas eu pensei que você queria algo que não eram. -Eu acho que ambos eram culpados de esconder nossas verdadeiras identidades. A tristeza veio, misturado com raiva. -Eu não escondi. -Não? Então por isso que eu pensei que você fosse ... Mais. Ela ouviu a palavra em sua mente. Detestándola. -Você parecia pensar que eu era o suficiente, então -. Ela ergueu o queixo, os lábios eram um cabelo longe de seu. O desejo foi deixando-o em ondas. Ele não poderia amá-la, mas queria. Ela podia sentir isso. Ele se inclinou, e ela prendeu a respiração, esperando que o sentimento desses deseándolos implacáveis lábios com desespero sobre o que ela nunca iria admitir. O mundo desapareceu, e não havia nada, mas, neste momento, que tanto na obscuridade tranquila, seu olhar dourado na dela, seu calor consumindo-a. Sua boca pairou sobre ela, ela podia sentir sua respiração em sua pele macia e ela queria gritar com antecipação ... "Você é um escândalo esperando para acontecer. - As palavras eram um beijo respiração, o toque foi contra a sua mensagem. E depois que ele saiu, dando um passo para trás, para longe dela, deixando-a sozinha e totalmente insatisfeito e querendo. -Um que eu não posso pagar, - acrescentou ele. "Você quer que eu - Ela estremeceu ao ouvir o desespero na acusação: queria, de imediato, que ela poderia ter de volta. Ele era pedra.

"É claro que eu quero você. Eu deveria estar morto não quero você. Você é brilhante e bonito, e você responde para mim de uma forma que me faz querer jogar para baixo e doblegarte minha vontade -. Ele fez uma pausa, observando seus olhos bem abertos. -No entanto, as ações têm conseqüências, Miss Fiori. Um fato que faria bem em lembrar antes de mergulhar em seu playground. - Ela estreitou os olhos. Eu não sou uma garota. -Não? Você não tem idéia do que estão fazendo. E se você me ensinar sobre o seu precioso paixão Juliana? O que seria então? Então, o que fazer? - A questão percorreu ela. Ela não tinha resposta. -Você nunca em sua vida viu o futuro, certo? Você nunca imaginou o que vem a seguir, depois de tudo o que está experimentando no aqui e agora -. Ele fez uma pausa, depois corte mais profundo. -Se isso não fala de sua infantilidade, nada faz. Ela ódio então. Eu odeio a maneira que pôs a nu. A maneira como ele sabia que suas falhas antes que ela soubesse se. Continuou ele. "Eu estou tirando o nosso compromisso. Eu nunca deveria ter concordado com isso primeiro. Você é um perigo para si mesmo. E para mim. E eu não posso dar ao luxo de ensinar a lição que merece. Ela sabia que tinha que concordar. Eu sabia que deveria liberá-lo, libertá-los tanto, este acordo estúpido que ameaçava prejudicar a sua reputação, seus sentimentos, sua razão. Mas ele ficou tão irritado, eu não poderia deixá-lo ganhar. -Você diz que você está removendo, eu digo que está falhando -. A palavra era um escárnio. Um músculo em sua mandíbula tremeu. -Eu deveria contar tudo para Ralston. - Ela levantou uma sobrancelha. E você acha que vai ajudar a sua causa - Eles se encontraram no corredor escuro, e Juliana podia sentir a raiva que vem de fora. Ele se divertia com ele, foi tão estranho ver ele mostrar alguma emoção. Ela não podia resistir empurrando o leão. -Tenha a coragem, eu não deveria precisar de muito tempo para levá-lo de joelhos. - Seus olhos se abriram de imediato, escuro, e ela sabia que ele tinha ido longe demais. Ele pensou por um momento que ele balançava, reconheceu a raiva mal controlada em seus músculos com fio. -Eu venci ameaças à minha reputação muito piores do que o seu, Miss Fiori. Não pense nem por um momento que vai prevalecer. A tentação não é páreo para a reputação -. Ele fez uma pausa. -Você quer que seus 10 dias? Manter. Tente o seu melhor. -Eu tenho a intenção de fazê-lo. -Não espere que eu seja fornecido. Ela deve ter se sentido satisfeito com a maneira como ele se virou e esquerdo - no caminho que danificou sua fachada fria. Mas ao vê-lo voltar ao palco e sua noiva perfeito Inglês tinha escolhido não era o triunfo, que explodiu. Era algo suspeito como nostalgia. CAPÍTULO OITO Desrespeito é o teste final de perfeição .. Uma senhora delicada mantém a língua. -Um tratado sobre o mais requintado das senhoras Os achados mais interessantes são os pergaminhos costureira de seda, mas os rumores de escândalo.

-A folha de escândalo, outubro 1823 Em inglês as mulheres gastam mais tempo de compras de roupas do que qualquer outro em toda a Europa. Juliana sentou-se no sofá na sala de edição da costureira. Ele havia passado mais horas do que eu queria admitir que determinada peça de mobiliário, estofados em brocado escarlate foi muito caro e só ousado o suficiente para ecoar o dono da loja -Você nunca deve ter visto a loja francesa, - a Sra. Hebert disse secamente tão habilmente pregado a cintura sarja adorável cranberry estava ajustando a Callie. Mariana riu enquanto inspecionava um veludo verde. 'Bem, nós não podemos permitir que os franceses são melhores que nós em tal atividade importante, podemos - Hebert respondeu com um grunhido, e apressouse a tranquilizar Mariana. "Afinal, já ganhou a melhor costureira para o nosso lado do Canal da Mancha. Juliana sorriu enquanto seu amigo impediu um desastre diplomático E também -. Mariana continuou, Callie gastou muito tempo com uma roupa horrível. Ela tem muito para compensar. Nós apenas começamos a emoção ... - Ele fez uma pausa. E talvez um casaco de inverno neste verde? Sua Graça parece bonito neste veludo -. Hebert não olhou para cima de seu trabalho. -Posso sugerir um vestido novo no dupioni para combinar? Ele vai olhar como uma rainha na dança inverno. Mariana olhos brilharam como Valerie puxou a seda verde deslumbrante mais pesado do que a maior parte do verde com uma dúzia de diferentes brilha através dela. -Oh, sim ... - Sussurrou. -É claro que você pode fazer tal sugestão. -Juliana riu reverência no tom de sua amiga. E com isso, nós estamos aqui por mais uma hora, - anunciou, enquanto Mariana estava indo atrás de uma tela perto medida. -Não muito apertado, - Callie disse baixinho para a costureira antes de sorrir para Juliana. -Se a queda é tão social como tem sido, eu não posso imaginar o que virá por meio do inverno. O seu também vai precisar de roupas novas, você sabe. Na verdade, nós não discutimos o que terá o seu jantar. -Não meu jantar -. Juliana riu. E eu tenho certeza que eu tenho algo adequado. Callie selecionou uma safra dos Lordes, em Londres, Juliana, - Mariana cantava por trás da tela. -Cada mais elegível do que o último. -Foi o que ouvi. Callie inspecionou a cintura do vestido dela no espelho. -E ainda, Leighton ainda não aceitou -. Ela olhou para os olhos de Juliana no espelho. Incluindo-Bento. -Juliana ignorou a referência para o Conde de Allendale, sabendo melhor do que empurrar Callie sobre o evento. -No entanto, Leighton-vinda? Callie balançou a cabeça. -Não é claro. Ele simplesmente não respondeu -. Juliana mordeu a língua, sabendo que não deve pressionar mais sobre o assunto. Se ele não quiser participar do jantar, eles estavam fazendo isso para o jantar? Estou tentando encontrar o bem em que ... mas não é fácil. Ah, bem. Teremos um tempo maravilhoso sem ele. - Você quer que eu lhe mostrar alguns Valerie tecidos, Miss Fiori -? Hebert hablpo como uma empresária que ela era uma excelente costureira. -Não -. Julian sacudiu a cabeça. -Eu tenho um monte de vestidos. Meu irmão não tem de estar falido por causa de mim hoje. Olhar-Callie conheceu Juliana

-Não pense que eu não sei sobre seus pequenos presentes secretos para Gabriel. Você sabe que ele adora roupas e comprar tudo o que quiser. E eu sei que todos os seus novos livros e peças de música vir. -Juliana sorriu. Quando ela tinha ido para a Inglaterra, sentindo-se totalmente desconectada desse mundo novo e sua nova família, tinha sido convencido de que seus meios-irmãos de odiá-la, por tudo o que ele representou-a mãe que tinha deixado sem olhar quando eles eram apenas crianças. Não importa que a mesma mãe abandonou Juliana, também. Só que foi importado. Gabriel e Nick havia aceitado. Sem dúvida. E enquanto a sua relação como irmãos continuaram a evoluir, Juliana teve mais aprendizado antes, o mais importante, o que era para ser uma irmã. E como parte dessa lição muito agradável, ela e seu irmão mais velho tinha começado um jogo de sorte, muitas vezes, trocar presentes. Ela sorriu para a irmã, que tinha sido tão importante na construção do relacionamento entre seu irmão e ela, e disse: -Sem presentes hoje. Eu ainda estou reservando esperança de que a temporada vai acabar antes guarda-roupa de inverno requer um formal. Não diga essas coisas - disse Mariana por trás da tela. -Eu quero uma razão para usar este vestido! -Todos riram, e viu a Sra. Juliana Hebert inteligentemente enrolado no pano do vestido de Callie em sua cintura. Callie sentiu as dobras de tecido no espelho antes de dizer: "É perfeito. E assim foi. Callie estava linda. Gabriel não seria capaz de manter os olhos dela, Juliana pensou ironicamente. -Não muito apertado - disse Callie. Foi a segunda vez que ele sussurrou as palavras. Seu significado afloró.-Callie - Juliana disse, com um olhar inocente para sua irmã no espelho. Juliana assentiu silenciosamente em uma pergunta, eo sorriso largo e encantadora de Callie, era a resposta que eu precisava. Allie estava grávida. Juliana deu um pulo, a alegria explodiu por ele. - Maraviglioso - Ele aproximou-se da outra mulher e puxou-a em um abraço enorme. -Não admira que você não está fazendo mais compras de vestidos! Sua risada compartilhada Mariana atraiu a atenção de trás da tela de configuração. -O que é que é maraviglioso -? Cabeça Loiro picado em torno da borda da divisão. Por que você está rindo - Ela estreitou os olhos em Juliana. -Por que você está chorando - Ela desapareceu por um momento, e depois saiu mancando, segurando uma meia-longo de cetim verde com ela, os pobres ficaram para trás Valerie. -O que eu perdi - Ela fez beicinho. -Eu sempre sinto falta de tudo! Callie riu e Juliana volta para Mariana e Juliana disse, 'Bem, você diz a ele. -Diga-me o que? Bochechas de Callie estavam queimando, e foi definitivamente desejando que não estavam no meio de uma sala de edição com um dos melhores alfaiates de Londres, e Juliana não podia parar. -Parece que o meu irmão fez o seu dever. -Juliana - Callie sussurrou, chocada. -O quê? True - Juliana disse simplesmente com um encolher de ombros y.Callie sorriu. -Você é como ele, você sabe. Havia os piores insultos que vieram de uma mulher que amava muito o homem em questão. Mariana ainda estava a aproximar-se. -Feita a-Oh! Oh, Deus! Oh, Callie - Ela começou a pular com entusiasmo, e com grande sofrimento Valerie tinha que correr por um lenço de seda para proteger as lágrimas de Mariana. Hebert saiu da sala, ou escapar asfixia em um rebelde abraço ou ser pego na batalha emocional, as duas irmãs se abraçaram, riram e choraram, riram e conversaram, riram e choraram.

Juliana sorriu para a imagem das irmãs foram Hartwell, agora cada um tinha um casamento feliz e eram tão profundamente ligado, mesmo quando ele percebeu que não havia lugar para ela neste momento de celebração. Não invejo a sua felicidade ou sua conexão. Ela só queria ter também o deboche, a titularidade indiscutível. Ele levantou-se da sala de edição para a sala da frente da loja, onde a Sra. Hebert tinha fugido momentos antes. A francesa estava de pé na entrada de uma pequena antecâmara, bloqueando a vista para outro cliente. Juliana foi para um acentos de parede os botões e fitas, babados e rendas. Ela correu os dedos ao longo da retrosaria, um botão de ouro escovado macio aqui, um laço scalloped lá, consumido pela notícia de Callie. Haveria duas novas adições à família, como a esposa do irmão gêmeo, Nick, Elizabeth, também esperando um filho. Seus irmãos tinham superar seu passado e seu medo de repetir os pecados de seu pai, e tinha feito o salto insondável casar por amor. E agora eles tinham famílias. Mães e pais e crianças que envelhecem em um conjunto feliz, seguro. Você nunca em sua vida viu o futuro, certo? nunca imaginei que viria a seguir? Palavras Leighton disse ao teatro ecoou em sua mente. Juliana percebeu um caroço estranho na garganta. Ele não podia dar ao luxo de pensar em seu futuro. Seu pai tinha morrido e seu mundo virou de cabeça para baixo, enviou para a Inglaterra e dado a uma família de uma cultura estranha e alienígena que nunca aceitar. Não havia futuro para ela na Inglaterra. E foi mais fácil, menos doloroso, não para enganar ou imaginar. Mas quando ela viu Callie e feliz olhando para Mariana futuro idílico, cheio de amor e filhos e da família e amigos, não era impossível inveja. Eles tinham o que ela nunca poderia ter. O que nunca seriam oferecidos. Foi porque eu estava aqui neste mundo aristocrático, onde o dinheiro, título, história e reprodução era mais importante do que qualquer outra coisa. Ela levantou uma longa pluma de um recipiente, que deveria ter sido tingido, que nunca tinha visto a escuridão como uma grande nuvem. Eu não poderia imaginar qualquer coisa dessas aves produciera. Mas, como ele correu os dedos pelo macio, pena chamou a luz do sol entrar na loja, e ela soube imediatamente que era natural. Foi incrível. À luz brilhante da tarde, a caneta não era totalmente preto. Era uma massa de azuis brilhantes e roxos e vermelhos tão escuro que só deu a ilusão no escuro. Ele estava cheio de cor. -Aigrette. A palavra do Juliana costureira trouxe de seu devaneio. -Eu imploro seu perdão? Madame Hebert preto levantou uma sobrancelha. -Portanto, amigável e britânica - disse, continuando quando Juliana deu um meio sorriso. --- A caneta que você tem. É uma garça. Julian sacudiu a cabeça. Garças são brancos, pensei. Black-Não. Juliana olhou caneta. -As cores são impressionantes. -O mais raro de as coisas tendem a ser assim - respondeu a costureira, levantando uma grande estrutura de madeira cheia de rendas. -Desculpe-me. Eu tenho uma duquesa que requer uma inspeção do meu cabo -. O desgosto em seu tom surpreso Juliana. Sem dúvida, o francês não iria falar mal de Mariana na frente dela ... -Talvez, se os franceses haviam se moveu mais rápido, Napoleão tinha ganho a guerra -. Desprezo escorria pela loja, Juliana e rapidamente se virou para a voz.

A Duquesa de Leighton estava dentro de dez metros dela. Era difícil acreditar que esta mulher pequena e pálida, tinha dado à luz a Leighton enorme e ouro. Juliana teve problemas para encontrar alguns deles em sua mãe. Ele não estava em sua coloração clara, ou a pele curtida, tão fina que é quase transparente, nem era nos olhos, a cor de um mar de inverno. Mas aqueles olhos pareciam ver tudo. Juliana suspirou quando o frio olhar da duquesa olhou dos pés à cabeça. Ela resistiu à tentação de mexer com a sua consideração em silêncio, se recusou a permitir que o julgamento claro da mulher confusa. Claro, tinha confundido ela. E, de repente, ele viu semelhanças com clareza cristalina. A mandíbula rígida, leitura postura altiva frio, a capacidade de uma pessoa de ondulação no seu núcleo. Ela era sua mãe, ele estava em todas as piores formas. Mas ela não tinha calor. Não havia nada nela, inabalável estoicismo em vez de falar de uma vida de lei e falta de emoção. O que se tornou esta mulher em uma pedra? Não admira que não acredita em paixão. A duquesa estava esperando Juliana olhar para o outro. Como seu filho, ela queria provar que seu nome antigo e nariz reto fez melhor do que todos os outros. Na verdade, o olhar firme parecia dizer que era melhor do que Juliana. Ignorando seus nervos, Juliana ficou firme. Sua Graça, - disse a Sra. Herbert, desconhece a batalha de vontades, que teve lugar na sala da frente, as minhas desculpas para o atraso. Gostaria de ver o ajuste agora? -A duquesa olhou para longe de Juliana. -Nós não nos conhecemos - disse as palavras forte e projetado para assustar. Eles eram um corte direto, a fim de lembrar Juliana sua impertinência. Em seu lugar.Juliana não responder. Ele não se moveu. Ele se recusou a desviar o olhar. -Sua Graça - Sra. Juliana olhou Hebert e Duquesa, e vice-versa. Quando ele continuou, havia incerteza em sua voz. -Eu apresento a senhorita Fiori? Houve uma longa pausa, o que poderia ter sido segundos ou horas, em seguida, a Duquesa falou. -Você não pode -. O ar parecia deixar a sala com essa afirmação convincente. Ela continuou, sem tirar os olhos de Juliana. Eu admito que tenho um pouco de surpresa, Hebert. Houve um tempo em que você tinha uma clientela ... ... muito menos ... comum ... Comum Se a pressa em seus ouvidos não tivesse sido tão forte, Juliana teria admirado o cálculo da mulher mais velha. Ela tinha escolhido a palavra perfeita definido para fornecer mais rápido e mais violento para humilhá-la. Comum. Alguém pior insulto que viveu a vida ao topo. A palavra ecoou em sua cabeça, mas a repetição, Juliana não ouviu a duquesa de Leighton. Ela ouviu seu filho. E ela não podia deixar de responder. E eu sempre achei que ela estava servindo as pessoas muito mais civilizado -. As palavras saíram antes que pudesse detê-los, e ela resistiu ao impulso de ser espancado na boca para não dizer mais. Se possível, a espinha dorsal da duquesa se tornou ainda mais reta, ea ponta de seu nariz ainda maior. Quando ele falava, as palavras pingava com o tédio, como se Juliana estava bem abaixo de seu para merecer a sua resposta.

-Então é verdade o que eles dizem. Sangue vai para fora. -A duquesa de Leighton deixou a loja, levando o ar com ela como a porta fechada, o sinal tocou, ironicamente feliz . "Essa mulher é uma cadela. -Juliana olhou para cima para ver que Mariana foi em direção a ela, preocupação e raiva refletida em seu rosto. Ela balançou a cabeça. -Pense as duquesas podem comportar-se como bem entenderem. Eu não me importo se ela é a rainha. Ela não tem direito de falar assim. E se ela fosse a rainha, então ela poderia realmente falar como quiser ", disse Juliana, com vista para o tremor em sua voz. Estava pensando o que incitar a duquesa depois de tudo? Esse era o problema, é claro. Ela não tinha pensado da duquesa em tudo. Eu estava pensando sobre os olhos cor de âmbar piscando e um halo de cachos dourados e um queixo quadrado e um rosto imóvel desesperadamente queria que ela se mover. E ela disse que a primeira coisa que veio à sua mente.-eu não deveria ter falado com ela dessa forma. Se isso ser conhecido ... seria um escândalo -. Mariana balançou a cabeça e abriu a boca para responder, quase certamente, com palavras suaves, mas Juliana continuou com um pequeno sorriso. -É errado que não posso deixar de sentir que ele merecia? -Mariana sorriu. -Não! Ela mereceu! E muito mais! Eu odeio essa mulher. Não é à toa que é tão difícil Leighton. Imagine-se sendo levantado por ela. Teria sido horrível. Em vez de sentir-se melhor, Juliana sentiu um novo impulso. A Duquesa de Leighton pensaria que Juliana estava acima do resto do mundo sabe, mas ela não estava. E enquanto Juliana tinha pouco interesse na odiosa provar nada a mulher, ela encontrou-se pensando em como mostrar o Duque foi justamente o que estava faltando em sua vida desdém muito frio. -Juliana - Mariana interrompeu seus pensamentos. -Você está bem? Ela faria. Juliana empurrou o pensamento de distância, indo para a costureira normalmente imperturbável, que observava a cena em choque e horror, e ofereceu um pedido de desculpas. "Sinto muito, a Sra. Hebert. Eu acho que ele perdeu um cliente importante. Que era honesto. Hebert sabia Juliana não teria escolha a não ser tentar ganhar o favor da Duquesa de Leighton. Um não se limita a ficar de lado como uma das mulheres mais poderosas em Londres teve seu dinheiro em outro lugar. O impacto deste tipo de argumento pode acabar costureira, se não tratada adequadamente. "Talvez Sua Graça - disse Mariana, ea marquesa, - e ele acenou com a mão na direção da sala de edição para Callie, pode ajudar a reparar o dano que eu fiz. -Ja - Mariana estava furioso. "Como se um fosse cortar uma conversa com esta mulher - ele fez uma pausa e virou-se para satisfazer as suas maneiras. "Mas, é claro, senhora, terei prazer em ajudar. A costureira falou. -Não há necessidade de reparo. Eu tenho um monte de trabalho, e não acho que para a Duquesa de Leighton vai sofrer minha clientela -. Juliana piscou, e continuou costureira. -Eu tenho a duquesa de Rivington em minha loja, e da esposa do Marquês de Ralston. Eu preciso da velha? -. Ele baixou a voz para um sussurro cúmplice. Ela vai morrer em breve. O que é um punhado de anos sem ele no meu negócio? A declaração foi tão flagrante, tanto importa o que o sentido que, como eu tive. Mariana sorriu, e Juliana riu, incrédulo. -Eu mencionei o quanto eu amo os franceses? -A costureira piscou. -Nós, os estrangeiros devem estar juntos, certo? -Juliana sorriu.

-Oui. -Bon -. Hebert assentiu. -E o que dizer de Duke? -Juliana fingiu não entender. O duque? -Mariana deu-lhe um olhar de longo sofrimento. -Oh, por favor. Você é terrível no tímida jogo. -O que salvou sua vida, Miss - costureira disse, zombando sotaque em sua voz. Ele é um desafio, não? -Juliana olhou para caneta Heron na mão, observando as cores brilhantes e oculto é revelado antes de encontrar o olhar da costureira. -Oui. Mas não da maneira que você pensa. Estou atrás dele. Eu só quero ... Shake para o núcleo. Bem, eu certamente não poderia dizer isso. Madame Hebert tinha retirado a caneta da mão de Juliana. Mudou-se para a parede de tecido de um lado da loja e dobradas para baixo para remover um rolo de tecido. Como puxados vários metros de tecido Juliana extravagante olhou. "Eu acho que você deve permitir que seu irmão para lhe comprar um vestido novo. -A costureira colocar a caneta sobre o cetim glorioso. Ele foi adornos e apaixonada e ... Mariana riu em seu ombro, baixo e perversa. -Oh, é perfeito. -Juliana encontrou o olhar da costureira. Isto deixaria em seu knees.-Quanto tempo eu posso ter? -A costureira olhou para ela, intrigado. -Como rapidamente você precisa? Ele está vindo para jantar em duas noites. Mariana saudou, balançando a cabeça. -Mas Callie disse que ainda não aceitou o convite. -Juliana encontrou os olhos de sua irmã, vendo sua forma mais segura do que nunca. 'Eu vou. -Não que eu queira que nossas Forças Armadas é bem financiada, Leighton, eu só estou dizendo que este debate poderia ter esperado para a próxima sessão. Eu tenho uma colheita de monitorar. Simon enviou uma carta e virou um olhar preguiçoso sobre o seu adversário, que tinha um charuto entre os dentes em um gesto eloquente de uma breve-a-ser perdedor. -Eu acho que é menos da cultura e sobre a caça à raposa está tão relutante em perder você, Fallon. -Sim, não vou negar. Eu tenho coisas melhores a fazer do que passar o outono em Londres - O Conde de Fallon governou irritado a sua pontuação. -Você não pode querer ficar, também. -O que eu quero não está em questão, - disse Simon. Era uma mentira. O que eu queria era bastante preocupado. Eles aprovam uma sessão especial do Parlamento para discutir as leis e manter o mapeamento e visitantes de fora da porta de sua casa e descobrir os seus segredos impediria. Ele colocou as cartas na mesa, viradas para cima. -Parece que você deve gastar mais tempo em suas cartas que na busca de maneiras de fugir das suas obrigações como um par. Simon coletadas seus ganhos, se levantou da mesa, e ignorou a maldição do Conde como ele deixou a pequena sala no corredor além. A noite estendia-se diante dele, juntamente com os convites para o teatro e mais de meia dúzia de danças, e ele sabia que tinha que voltar para sua casa na cidade, tomar banho, vestir-se e sair, todas as noites ele parecia com o retrato de propriedade e elegância, cada noite deve ajudar a garantir o nome Leighton. Não importa o que ele participar dos rituais da sociedade cansada. Isto é como deveria ser. -Leighton. -O marquês de Needham e Dolby veio inchando a ampla escadaria do piso térreo do clube, mal capaz de recuperar o fôlego quando ele chegou ao degrau mais alto. Ele fez uma pausa, com uma mão no corrimão de carvalho, e inclinou a

cabeça para trás, empurrando o tronco o suficiente para levar um grande fôlego. Os botões do Marquês colete apertado amarela sob o peso de sua circunferência, e Simon se perguntou se o homem mais velho doctor.-Só precisa de um homem que estava esperando para ver - anunciou o marquês, uma vez que havia se recuperado. Diga-me, quando é que você vai falar com a minha filha? Simon foi reprimida, considerando seus arredores. Era um lugar totalmente inadequado para uma conversa que eu gostaria de manter privado. "Talvez você gostaria de se juntar a mim em uma sala de estar, Needham? O marquês não demorou a dica. Bobagem. Não há necessidade de manter a questão de uma forma mais tranquila! 'Tenho medo de discordar - disse Simon, na esperança de que os músculos da mandíbula para relaxar. -Até a senhora concorda Absurdo - exclamou o marquês bastante elevado. Eu lhe asseguro, Needham, não há muitos que consideram tolo o meu pensamento. Eu gostaria de manter isso em segredo até que eu tive a oportunidade de falar diretamente com Lady Penélope. Olhar Needham se estreitaram. "Então é melhor você conseguir isso ocorre Leighton -. Simon apertou os dentes reprimindo as palavras. Ele não gostava de receber ordens. Especialmente para um Marquês estúpida foi um tiro ruim. E, no entanto, parecia que eu tinha muitas opções. Ele fez um gesto abrupto. -. "Você é um bom homem. Bom homem. Fallon - o marquês chamou da porta da sala de jogo e ele abriu e Simon rival entrou no salão. -Você não vai a lugar algum, menino! Tenho a intenção de aliviar os bolsos! A porta se fechou atrás do Marquês corpulento, e Simon deu uma oração silenciosa desejando que ele era tão ruim no jogo como foi no tiro. Não havia nenhuma razão para Needham teve uma boa tarde, depois de tentar arruinar tanto Simon. A janela enorme que marcou o centro da escadaria branca, com vista para a rua, e Simon parou na luz da tarde para ver os carros passar por baixo os paralelepípedos e considerar seu próximo movimento. Ele teve que ir direto para casa da Dolby e conversar com Lady Penélope. Cada dia que passa, simplesmente prolongar o inevitável. Era como se ele não tinha planejado se casar eventualmente, era o curso natural dos acontecimentos. Um meio para um fim. Ele precisava de herdeiros. E um host. Mas ele se ressentia ter que se casar agora. Ele se ressentia da razão. Um toque de cor chamou sua atenção no lado oposto da rua, um escarlate brilhante olhar através da massa de cores suaves que cobriam os outros peões na St. James Street. Ele estava tão fora de lugar, Simon foi até a janela para confirmar o que tinha visto, uma camada de vermelho brilhante e combinando capa, uma mulher em um mundo de homens. Na rua de um homem. Em sua rua. Através de seu clube. Que mulher iria vestir uma capa vermelha em plena luz do dia em St. James? A resposta deu um momento antes, quando a multidão estiver desmarcada, e viu seu rosto. E quando ele olhou para fora da janela, ela não podia ver, não podia saber que estava lá, era desequilibrado pela onda de descrença que corria por ele. Por que tal comportamento ousado, impetuoso? Não tinha dado uma lição infantilismo noite passada? E as consequências? Pouco antes, ele havia dito a ele para dar o seu melhor para ganhar a sua aposta. Esta foi a sua próxima jogada. Ele não podia acreditar. Ela merecia ser colocado no colo de alguém e levar uma surra. E ele era o homem para fazê-lo. Foi imediatamente após este movimento, descendo as escadas e ignorando os cumprimentos de outros membros do clube, apenas obrigados a esperar por seu casaco, chapéu e luvas antes de sair pela

porta para pegá-la, quando ela saiu de cena e iria manchar sua reputação. Só que ela não estava na rua. Ela estava esperando, muito pacientemente, através da rua, com sua empregada italiana, a quem Simon prometeu ver na parte de trás do barco ao lado de Itália, como toda a situação foi perfeitamente normal. Como se não quebrar 11 etiqueta hacerlo.Se diferente foi diretamente para ela, sem saber ao certo o que ele faria quando ele alcançou. Ela virou-se apenas que ele chegou. -Você realmente deve ter mais cuidado ao atravessar a rua, Alteza. Os acidentes de carro não são desconhecidos. As palavras foram tranqüila e falou como se estivesse em uma sala de estar e não nas ruas de Londres, onde todos os clubes foram os melhores homens. -Você está fazendo aqui? Ele esperava que ela para mentir. Eles disseram que tinha sido de compras e tomou um rumo errado, ou que ela queria ver o palácio de St. James e simplesmente estava acontecendo, ou que ela estava à procura de um carro de aluguel. -Esperando por você, é claro. -Verdade colocá-lo em seus calcanhares. -Para mim. Ela sorriu e perguntou se alguém no clube havia sido drogada. Certamente isso não estava acontecendo. "Precisamente. - Você tem alguma idéia do que é inadequado para você estar aqui? Esperando por mim? Na rua? - Não foi possível manter a incredulidade em sua voz. Ele odiava que ele havia sacudido a emoção. Ela inclinou a cabeça, e viu o brilho malicioso em seus olhos. -Seria mais ou menos inapropriado para mim ter batido na porta do clube e pedir uma audiência? Ela estava brincando com ele. Tinha que ser. E, no entanto, ele sentiu que tinha de responder a sua pergunta. Em caso. Mais. Claro. Seu sorriso tornou-se uma risada. -Ah, então prefiro este. Não-Prefere - Ele explodiu. Então, para perceber que eles estavam na rua fora de seu clube, ele agarrou seu braço e tomou a direção da casa de seu irmão. -Caminhe. - Por quê? -Porque não podemos ficar aqui. Não feito. Ela balançou a cabeça. Ela começou a andar, sua empregada para trás. Ele resistiu ao impulso de estrangulá-la, tomou uma respiração profunda. - Como saber que eu estava aqui? Ela levantou uma sobrancelha. -Não é como os aristocratas têm muito a fazer, Alteza. Eu tenho algo para discutir com você. -Você não pode simplesmente decidir para discutir alguma coisa comigo e não é bem assim -. Talvez se você falar como um idiota, que se contentar com sua raiva. - Não, por que não? - Talvez não. -Porque ele é feito! Ela lhe deu um pequeno sorriso. Eu pensei que você tinha decidido que pouco se importa com o que eu faço -. Ele não respondeu. Ele não confiava em si mesmo para fazê-lo. -Além disso, se você decidir que quer falar comigo, é bem-vindo para mim. "É claro que estou bem-vindo ao olhar. -Porque você é um duque? -No. Porque eu sou um homem. -Ah, - disse uma razão muito melhor. -? Isso foi sarcasmo na sua voz não Importaba.Él você só queria chegar em casa. Bem, você quer estava planejando vir para mim. -Porra direita. -No. Eu não estava. -

E então eu tive que tomar o assunto em meus próprios punhos. -Deve ser divertido ver suas falhas linda na linguagem. Ele era um escândalo andar. E de alguma forma, ele passou a se tornar seu guarda-costas. Eu não preciso disso. -Hands - corrigida. "Precisamente. Ele a ajudou a atravessar a rua em Park Lane para a casa antes de pedir Ralston, rápido e com raiva, -Eu tenho coisas melhores a fazer hoje para jogar a babá, Juliana. O que você quer? Ela parou, o som de seu nome pendurado entre them.-Miss Fiori -. Ele se corrigiu tarde demais. Ela sorriu. Seus olhos azuis iluminados com mais conhecimento do que vinte anos, uma mulher deve ter. -Não, Alteza. Você não pode puxar para trás. Sua voz era grave e melodiosa, e pouco antes percebeu-se com o vento, mas ele a ouviu, e carregando a promessa de uma promessa que ela certamente sabia como entregar. As palavras foram direto para o seu coração, eo desejo passou por ele, rápido e intenso. Sob a aba de seu chapéu e caminhou na direção do vento, com o desejo de que folhas de outono soprando em sua direção e tomar o tempo. - O que você quer de mim? -Quais as coisas que você faz? Nada realmente quer fazer. Ele engoliu o pensamento. "Isso não é problema seu. -Não, mas tenho curiosidade. O que é tão urgente que você precisa fazer um aristocrata que não pode me acompanhar até minha casa? Ele não gostou da insinuação de que ela deu a sentença, o que sugere que ele viveu uma vida de lazer. -Nós realmente temos propósito, você sabe?. "Sério? Ele a cortou com um olhar. Ela estava sorrindo. -Você está me causando. "Talvez. Ela era linda. Irritante, mas bonito. -Então? O que você tem que fazer hoje? Algo nele se recusou a dizer quem havia planejado visitar Lady Penélope. Pronto para propor. Em vez disso, ele ofereceu um olhar irônico. -Nada de importante. Ela riu, com uma sonoridade quente e acolhedor. Ele não estava indo para ver Lady Penelope hoje, qualquer um. Eles caminharam em silêncio por alguns longos momentos antes de chegar à casa de seu irmão, e ele se virou para ela, finalmente, cruzando-a com os olhos. Ela era vibrante, bonito, bochechas rosadas e olhos brilhantes, sua capa vermelha e cocar foram inclinada na frente de uma mulher perfeita Inglês. Ele havia saído caminhando corajosamente através do ar de outono, em vez de se aquecendo em bordado e beber chá. Como era provável que Penélope estava fazendo no momento. Mas Juliana era diferente de tudo que ele já havia conhecido. Tudo o que você sempre quis. Tudo o que ele estava procurando por algum tempo. Ela era um perigo para si mesma ... mas acima de tudo ele era um perigo para ele. Um perigo bonito, mais tentador que era cada vez mais irresistível. -O que você quer -? Ele perguntou, as palavras eram mais brandas do que ele tinha gustrado. -Eu ganhar a aposta, - respondeu ela simplesmente. A única coisa que ele não podia dar. Você não pode dar ao luxo de dar. "Isso não vai acontecer. -

Ela levantou um ombro em um gesto deselegante. "Talvez não. Especialmente se não o fizermos. -Eu disse a ele que eu não facilitar as coisas. -Difícil é uma coisa, Alteza. Mas eu não esperava que você se esconder de mim. Seus olhos se arregalaram com suas palavras insultantes. -Para esconder de você? -Você foi convidado para jantar. E a única pessoa que não respondeu. Por que não? -Certamente que não, pois está se escondendo de você. -Então por que você não responde? Porque eu não posso correr o risco. - Você tem alguma idéia de todos os convites que recebo? Eu não posso aceitar todos eles. Ela sorriu de novo, e não gosto do conhecimento que você viu na curva de seus lábios. "Então você se recusar? Não. -Eu não decidi. -É o dia depois de amanhã - disse, como uma menina. -Eu não teria pensado que você fosse tão cruel com sua correspondência, dada a sua obsessão com a sua reputação. Tem certeza que ele não está escondendo de mim? Ele estreitou os olhos. -Eu não estou escondendo de você. -Não tem medo de que eu poderia ganhar a nossa aposta, depois de tudo? -Nem um pouco. -Então você vai vir? -Claro. Não! Ela sorriu. -Excelente. Eu vou dizer a Sra. Ralston que esperar -. Ela começou a subir as escadas da casa, deixando-o lá, para a luz fraca. Ele observou-a ir, de pé na rua até que a porta se fechou firmemente atrás dela, e foi consumido de raiva com o conhecimento que tinha sido aprovada por uma sirene irritante italiano.

CAPÍTULO NOVE

O tempo um convite serve a um propósito. Uma senhora refinada nunca tarde. - Um tratado para o melhor de senhoras Certamente, nenhum alimento é servido mais do que um casamento suntuoso em mente ... -A folha de escândalo, outubro 1823 Ele foi o último a chegar para o jantar. Deliberadamente. Simon saltou do carro e se dirigiu para a escada Ralston House, sabendo que ele estava cometendo uma grave violação da etiqueta. Mas ele ainda se sentia totalmente manipulado em participar do jantar, portanto, senti um prazer perverso em saber que ele chegou alguns minutos mais tarde. Ele, é claro, foi dar as suas desculpas, mas Juliana saberia imediatamente que ele não tinha interesse em ser manipulado por uma mulher impetuosa. Ele foi o Duque de Leighton. Que você não vai esquecer. Ele não podia evitar a onda de sucesso que corria por ele quando a porta se abriu, revelando a grande entrada vazia da casa Ralston, demonstrando que o jantar tinha começado e tinha começado sem ele. Entrando na casa, entregou-lhe o chapéu casaco e luvas perto de um lacaio antes de ir para a ampla escadaria central que deu origem ao segundo andar e sala de jantar. A conversa tranquila vindo do andar de cima se tornou mais forte quando se aproxima finalmente virou para baixo o longo corredor, iluminado e entrou na grande sala de jantar, onde os clientes estavam esperando para começar o jantar. Eles haviam realizado o jantar em sua homenagem. Isso o fez se sentir como um burro. Claro, ninguém parecia particularmente interessado em espera. Na verdade, todos pareciam estar a ter um maravilhoso, especialmente o grupo de homens elegíveis que estavam em um círculo em torno de Juliana, a única coisa que Simon podia ver que era de ébano brilhante enrola empilhados em cima de sua cabeça. Instantaneamente, a razão para o jantar foi evidente. Sra. Ralston estava jogando casamenteiro. O pensamento foi interrompido por uma rajada forte de riso vindo do grupo, risos, forte charmoso e feminino foi distinguido do outro baixo e muito masculino. A coleção de sons levou Simon ao limite. Eu não esperava isso. E ele descobriu que não gostava. -Felizmente decidiu se juntar a nós?, Leighton. As palavras sarcásticos de Simon Ralston tirou de seu devaneio. Ele ignorou o Marquês, e voltou sua atenção para Lady Ralston. -Eu imploro seu perdão, minha senhora. A Marquesa foi tudo de bom.

"Não há necessidade, Alteza. Na verdade, o tempo extra foi dado a todos nós uma chance de conversar. O restante da coleção dos homens ao redor implacavelmente Juliana voltou sua atenção para ele, e viu, cuidadosamente escondendo seus pensamentos como um homem primeiro e depois decolou depois de um sit-grupo finalmente deixando apenas a contagem de Allendale oferecendo seu braço para Juliana. Vestida com o traje mais magnífico que Simon já tinha visto. Não é de admirar que os outros haviam sido tão em êxtase. O vestido era um escândalo em si, à meia-noite de seda cor brilhante ao redor sob a luz de velas, dando a ilusão de estar envolvido no céu à noite. Foi uma combinação de vermelhos mais escuros, azuis e roxos que davam a impressão de que tinha as cores mais ricas e apesar de não haver cor em tudo. O corpete foi cortado muito baixo, mostrando uma grande extensão de sua pele cremosa branca, clara, pura e convidativo, o que o fez querer vir. Para tocá-la. Ela usou o vestido com uma confiança ousada que nenhuma outra mulher na London quarto ou em ter sido capaz de olhar. Ela sabia que o vestido preto pode causar uma cena. Eu sabia que ia fazer olhar como uma deusa. Eu sabia que podia levar um homem de manipulação de si mesmo, tome a querer nada mais do que tira-la de que o vestido glorioso e reivindicação. Simon balançou esse pensamento preenchido incorretamente a cabeça e um desejo intenso de tirar o casaco e colocou-se a ela como um escudo para olhares cobiçosos de outros homens. Certamente Ralston sabia que o vestido era totalmente inadequado. Certamente ele sabia que sua irmã estava incentivando o pior tipo de atenção. Simon correu um novo olhar sobre o Marquês, sentado à cabeceira da mesa, com o aparecimento de saber isso. E depois, Juliana foi passado a ele, como um sussurro de seda e groselhas, acompanhado pelo conde de Allendale, para tomar o seu lugar próprio no centro do grande banquete e pródiga, sorrindo para os cavaleiros reuniram-se na tabela, que imediatamente virou a sua atenção para ela. Eu queria levar cada um dos homens e desafiá-los por sua aparência impróprios. Eu deveria ter recusado o convite. Toda vez que eu estava com essa mulher impetuosa, e impossível, ele sentiu seu controle dormia. Ele não estava preocupado com esse sentimento. Ele sentou-se ao lado da marquesa de Ralston, no lugar de honra foi reservado para ele como a família Duke que não foi convidado. Ele passou os primeiros três anos de conversa educada com Lady Ralston, Rivington, e sua irmã, Lady Margaret Talbott. Enquanto comiam, Simon tentou ignorar a atividade no centro da mesa, onde um grupo de homens, que superavam as mulheres na hora do jantar, tentando chamar a atenção de Juliana. Era impossível para ele ignorar Juliana, no entanto, como ela riu e brincou com os outros homens ao redor da mesa, dando-lhes o seu sorriso largo, e os olhos brilhantes bem-vindos. Em vez disso, enquanto a outra metade tomou parte na conversa com ele, Simon ainda estava em silêncio cada movimento. Ela inclinouse para os homens à sua frente na tabela de Longwood, Brearley, e West, cada um e sem título auto-feitas, cada em torno de tentar mais difícil do que o outro para conseguir sua atenção. A oeste, o editor do Diário, o divertido era uma história estúpida sobre um jornalista e um carnaval de rua.

"- Eu vou dizer isso, pelo menos, ele devolveu o chapéu ¨! O chapéu-repórter? - Longwood perguntou, como se o estivessem os dois em um show itinerante. -O chapéu de urso! Juliana começou a rir junto com o resto do grupo tolo. Simon voltou-se para o seu prato. Foi que eles não poderiam achar que unir aristocratas? Não era como se ela precisava descer tão baixo a ponto de se casar com um plebeu. Durante a quarta parte da conversa no jantar, a atenção de Juliana concentrou quase inteiramente no Senhor Stanhope, que seria um jogo horrível, conhecido por gêmeos seu amor: jogos de azar e mulheres. Para ser justo, ele sempre ganhou no jogo, mas com certeza Ralston não queria que sua irmã se casar com um libertino inveterado. Olhando de soslaio para o Marquês, parecia igualmente entretidos por Stanhope, Simon percebeu o problema com a sua lógica. Os Aventureiros se a empresa de outros swingers. Ele fez o seu melhor para se concentrar em carne bovina durante todo o curso da placa quinto, fingindo não perceber o pescoço longo e gracioso e seu queixo Juliana. Sumariamente ignorando o desejo de colocar seus lábios no local onde o pescoço se juntou a seu ombro, que o lugar iria sentir o cheiro dela, quente e suave e implorando por sua língua. Eu sabia que não deveria sentir isso, mas tudo sobre ela o atraiu. Ela era uma sereia. Se ele não tivesse cuidado, ele iria se afogar nele. Uma gargalhada trouxe de volta até agora para o evento. A conversa tinha deslocado a partir do outono, política, arte e música, os Cavaleiros pendurado em cada palavra que ele disse Juliana melodioso. O Conde de Allendale foi divertido o tribunal, deliciando toda a tabela com os contos de namoro de Sr. e Sra. Ralston. Juliana ouviu atentamente, seus olhos brilhantes não fora de Allendale, e uma pontada de desconforto explodiu nas entranhas de Simon. Qual é a sensação de ser a fonte de tanta atenção? Sendo o homem que causou uma resposta tão vibrante? Tal aprovação? Basta dizer, eu nunca tinha visto duas pessoas tão destinados um para o outro, Allendale, disse, seu olhar deslizou como um toque suave sobre Juliana demasiado longo para que Simon sentiu que ele se importava. Juliana sorriu. "É uma pena que o meu irmão levou tanto tempo para perceber isso. O Conde se juntou ao seu sorriso como o resto da mesa riu. Foi a segunda vez que eu tinha visto Simon Allendale Juliana prestar especial atenção, e não fugir do assunto foi adequadamente romântico para qualquer aproximação florescente entre os dois. Simon recostou-se na cadeira. Ela era uma escolha errada para Allendale. Ele tinha caráter muito bom. Ele era muito grande. Ela atropelado antes que ele tinha percebido que ele tinha sido espancado. Ele não era homem suficiente para ela. Simon olhou para Ralston, com a esperança de que o Marquês tinha sido duvidosa mudança de relacionamento entre sua irmã e irmão, mas Ralston só tinha olhos para sua esposa. Ele ergueu o copo e brindou sua esposa. "Eu estou

tentando compensar isso. Simon desviou o olhar, desconfortável com a afeição óbvia entre o Marquês e Marquesa. Sua atenção voltou-se para Juliana, seus olhos azuis suavizou quando viu que momento íntimo. Um momento muito íntimo. Ele não pertence aqui. Não com ela. Não com sua família e como eles se sentiam tão confortáveis, tudo, para falar livremente, mesmo em um jantar formal, de alguma forma, fez com que tudo se sentir muito confortável assistir. Muito diferente da sua própria família. Tão atraente. Não para ele. Com um blush nas bochechas, a Marquesa levantou seu próprio copo. -Como todos nós estamos fornecendo, eu acho que é justo para fornecer por sua graça e por seu papel no resgate da nossa Juliana, não é, Mylord? As palavras, projetado sobre a mesa de seu marido, Simon tomou de surpresa, antes de seu casamento, Lady Calpurnia Hartwell tinha sido um "vaso" de primeira classe nunca chamou tanta atenção. Agora ela tinha encontrado sua voz. Ralston ergueu o copo. -A idéia maravilhosa, meu amor. Por Leighton. - Com agradecimentos. Ao redor da mesa, os cavaleiros levantaram as taças e beberam em honra de Simon, e ele foi dividido entre o respeito pela forma como esta família manipulado sociedade, totalmente pública e pagar a aventura que elimina Juliana o vento da fofoca - e uma irritação brotamento, porque ele tinha sido tão bem e verdadeiramente usado. . Rivington duquesa se inclinou em direção a ele com um sorriso, interrompendo seus pensamentos. Considere-bastante advertiu, Alteza. Agora que você já salvou a vida de um de nós, não será capaz de escapar de nós! Todo mundo riu. Todos Simon, mas, que forçou um sorriso educado e tomou um gole. -Eu admito, eu sinto muito por sua graça, - interveio Juliana, uma leveza em sua voz que ele não estava preparado em tudo para acreditar. -Eu acho que ele estava esperando que seu heroísmo iria ganhar mais do que a nossa companheira constante. Eu odiava essa conversa. Com um olhar de tédio afetada ducal, disse: "Não havia nada de heróico. Sua modéstia deixa o resto de nós a vergonha, Leighton, - Stanhope gritou jovialmente. O resto de nós gostaria de aceitar o reconhecimento de uma bela senhora. Uma bandeja foi colocada em frente a ele, e ele fez uma tentativa de cortar um pedaço de cordeiro, ignorando Stanhope. -Fale-nos sobre a história - disse West . "Eu prefiro não torná-lo um mito, Sr. West, - disse, forçando um sorriso. -Em particular, não um jornalista. Eu já tive o suficiente da história para mim. A declaração foi recebida com uma rodada de dissidência para o resto dos participantes no jantar, cada um recuento.a chamado Simon, que permaneceu em silêncio . 'Eu concordo com a sua graça -. A conversa barulhenta em torno da mesa foi extinta com a declaração suave com um sotaque italiano, e Simon, surpreso, ergueu os olhos para encontrar-se com Juliana. -Não muito mais do que isso, ele salvou a minha vida. E ele - ele fez uma pausa.

Ele não queria que ela terminasse a frase. Ela contestou com um sorriso. "Bem," É o suficiente para dizer que eu sou muito grato que você veio para o parque no período da tarde - ela voltou para o resto do grupo com um olhar - e ainda mais agradecido que ele sabia nadar. A mesa inteira explodiu em uma gargalhada coletiva em suas palavras, mas mal ouviu. Naquela época, não havia nada que não se ficar a sós com ela, algo que abalou o núcleo. -Hey hey - Allendale disse, erguendo o copo. -Até o Duque de Leighton. -Ao redor da mesa, os copos são levantadas, e ele desviou os olhos por medo de trair Juliana muito de seus pensamentos. -Embora eu vou ter que reconsiderar minha opinião sobre você, Leighton, Ralston disse ironicamente. Obrigado. E agora, ele foi forçado a aceitar não só o nosso convite para jantar, mas também a nossa gratidão, - disse Juliana do outro lado da mesa. Todos riram juntos para quebrar a gravidade do momento. Todos, exceto Juliana, que quebrou o contato com os olhos, olhando para o prato. Ele considerou o passado entre eles, as coisas que foram ditas, as formas em que tinham atacou contra o outro, esperando a arranhar e curar. Ele ouviu suas palavras, secamente com que ela tinha dito a ela como tinha empurrado para um canto até que ela não teve escolha senão a ajoelhar-se ou atacar. Ela lutou, orgulhoso e magnífico. E, de repente, ele quis dizer. Ele queria que ela soubesse que ele não parece comum, ou criança, ou problemático. A era bastante notável. E eu queria começar de novo. Se não por outro motivo, seja porque ela não merece críticas. Mas talvez fosse mais do que isso. Se fosse assim tão fácil. A porta da sala de jantar se abriu e um velho criado entrou discretamente movendo Ralston. Ele se inclinou e cochichou alguma coisa no ouvido de seu mestre, e Ralston congelou, deixando cair o garfo alto. A conversa parou. O que quer que trouxe a notícia não era boa. O marquês estava lívido. Sra. Ralston foi imediatamente de pé ao redor da mesa para o marido, sem a preocupação de seus convidados. Muito perto de fazer um escena.Juliana disse com preocupação em sua voz. - O que é isso? É Nick? -Gabriel? Cabeças se viraram, todos juntos para a porta, a mulher que tinha falado o nome de Ralston. -Ele -. Sussurro de Juliana era quase inaudível, mas ele ouviu. -Quem é ela - Simon não registrou que fez a pergunta. Ele estava muito centrado no rosto de Juliana, medo, raiva e incredulidade. Eu não estava focado em sua resposta, sussurrou em italiano. Ela é a nossa mãe. Ela parecia o mesmo. Alto e esguio, e como intocável como tinha sido a última vez que tinha visto Juliana. Imediatamente, Juliana tinha 10 anos de volta, coberto com chocolate enquanto a carga descarregada no cais, perseguindo seu gato através a cidade antiga e na casa, chamando seu pai do pátio central, com a luz solar derramando ao redor. Uma porta se abriu, e sua mãe foi para o andar superior, o retrato de desinteresse. -Silenzio, Juliana. Senhoras não gritar. "Sinto muito, mamãe. -

-Eu devo sentir -. Fiori Louisa se inclinou sobre a borda da varanda. -Você está muito sujo. É como se eu tivesse um filho, em vez de uma filha -. Preguiçosamente acenou com a mão em direção à porta. -Volte para o rio e lavar antes de entrar na casa. Ele se virou, ea bainha de seu vestido rosa pálido desapareceu pela porta dupla da casa além. Foi a última vez que Juliana tinha visto sua mãe. Até agora. -Gabriel - sua mãe repetiu, entrando na sala com absoluta serenidade, como se tivessem sido 25 anos desde que ela tinha organizado as suas próprias refeições na tabela. Como se eles estavam sendo observados por uma sala cheia de pessoas. Não que tal coisa teria parado. Ela sempre amou ter a atenção. O mais ultrajante melhor. E isso seria um escândalo. Ninguém se lembraria da manhã Serpentine. Ela levantou as mãos. -Gabriel, - não havia nenhuma satisfação em sua voz. -Nossa, que homem você se tornou. O Marquês! Ela estava atrás de Juliana, e não tinha percebido que sua filha estava no quarto. Houve um rugido nos ouvidos de Juliana, e ela fechou os olhos para evitar. É claro, sua mãe não tinha notado. Por que ela espera que? Se ele tivesse, ele teria procurado Juliana. Ela teria dito alguma coisa. Ela queria ver a filha. Não é verdade? -Oh! Parece-me ter quebrado algum tipo de jantar! Eu acho que deveria ter esperado até amanhã, mas eu simplesmente não poderia suportar ficar longe de casa um pouco mais. House. Juliana estremeceu com essas palavras. Os homens ao redor da mesa levantouse, seus modos eram tarde, mas chegou. -Oh, por favor, não se levante para mim - a voz veio novamente, implacável, pingando tingida Inglês puro com uma pitada de algo mais, o som de astúcia feminina. -Vou apenas ir a uma sala de recepção até que Gabriel tem tempo para mim. -A declaração terminou com uma cadência de diversão, e Juliana abriu nossos olhos para o som áspero, virando a cabeça um pouco para ver seu irmão, mandíbula endureceu, e olhar azul gelado. À sua esquerda estava Callie, com os punhos cerrados, irritado. Se Juliana não tinha estado a ponto de tornar-se um demente, teria sido divertido ver sua irmã, pronto para matar dragões para seu marido. Sua mãe era um dragão, se alguma vez houve um. Houve uma pausa enorme, silêncio na sala gritando até Callie falou. -Bennett, - disse com uma calma sem precedentes - Sra. Fiori acompanhar o quarto verde? Tenho certeza que o Marquês vontade em um momento. O velho mordomo, pelo menos, parecia entender que era o mensageiro do que ele tinha certeza de que seria o maior escândalo em Londres, que tinha visto antes ... bem, desde a última vez que Londres tinha visto Louisa Hathbourne San Juan Fiori. '. Sra. Fiori - disse a mãe, com um sorriso tão brilhante como Juliana lembrou. -Ninguém me chama assim desde que eu deixei a Itália. Eu ainda sou a Marquesa de Ralston, ou não? 'Você não é -. Ralston voz era frágil com raiva reprimida. -Você é casada? O que uma explosão! Só tenho que ser a viúva Marquesa, então! E com essa frase simples, Juliana não conseguia respirar. Sua mãe tinha acabado de se demitiu de uma década de casamento, o marido, a vida Italia.Y sua própria filha. Na frente de uma dúzia de pessoas que não hesitaria em contar o conto. Juliana fechou os olhos, desejando-se a manter a calma. Concentrando-se na respiração, mas o fato de que a sua legitimidade, com algumas palavras de uma mulher, há muito esquecido, tinha sido questionada.

Quando ele abriu os olhos, viu o olhar que ela não queria ver. O Duque de Leighton não estava olhando para a mãe dela. Juliana estava assistindo. E eu odiava o que eu vi em seus olhos cor de âmbar normalmente frias ilegíveis. Pena. A vergonha percorreu-a, endireitando as costas e com a sua queima bochechas. Ele sentiu que ele deve estar doente. Ela não podia ficar no quarto por mais um momento. Ela teve que deixar este lugar. Antes de fazer algo totalmente inaceitável. Ele levantou-se, empurrando a cadeira para trás, não se importando que as senhoras não saiu do meio da tabela, não se importando que ela estava quebrando todas as regras da etiqueta ridículo deste ridículo e país. E fugiram. O jantar foi dissolvido quase imediatamente após a chegada da viúva ou Senhora Marquesa de Fiori, ou quem quer que fosse, eo resto dos participantes teve retirada apressada, aparentemente para dar tempo e espaço com a família, que para resolver chegada devastadora, mas mais provavelmente esperando para começar a distribuição de seus relatos pessoais de hoje à noite drama. Simon Juliana só conseguia pensar: em seu rosto enquanto ouvia a risada estridente de sua mãe, seus olhos enormes e expressivos, enquanto a pobre mulher havia feito a declaração ultrajante que ela não era uma Fiori, nenhum St. John, de como ele havia deixado a sala, com o seu quadrado ombros e sua coluna reta, com um orgulho impressionante, notável. Viu como o transporte de massa dos convidados estavam rolando pela rua, meia ouvindo como o duque ea duquesa de Rivington discutiram se deveria ficar ou deixar sua família em paz. Enquanto subiam em seu carro, a duquesa ouviu Simon perguntar calmamente se, pelo menos, deve ir com Juliana? -Deixe-a hoje à noite, amor - foi a resposta idiota Rivington antes de fechar a porta, eo carro partiu na direção de sua casa. Simon rangeu os dentes. É claro que eu deveria ter olhado para Juliana. Alguém tinha que ter certeza de que ela não estava planejando um retorno para a Itália na meia-noite. Ele não faria isso, é claro. Ele entrou em seu carro próprio, com memória cheia de noite em outro escândalo. Ela não era sua preocupação. Ele não podia pagar um escândalo. Ele tinha sua própria família para se preocupar. Juliana estava bem. Ela deve ser, pelo menos. A mulher teve que ser impermeável para envergonhar por agora. E se ela não foi? Com uma maldição, bateu o teto do carro e pediu ao motorista para virar. Mesmo se perguntou onde. Ela estava nos estábulos. Havia vários noivos errantes fora, e imediatamente ficou em pé ao ver o duque de Leighton. Ele acenou de volta e entrou no edifício, sem pensar em qualquer outra coisa que não estava em busca dela. Ele não escondeu seus passos como ele fez o seu caminho para baixo da longa fila de assentos para onde ele foi, depois de ouvir os sussurros em italiano eo farfalhar suave de roupa. Ele parou à porta do celeiro, paralisado por ele. Estava de costas para ele, e ao escovar o cavalo com uma escova dura, com cada golpe, forte e respirou pequeno de ar. Periodicamente, o voltaba égua e inclinou-se

para sua senhora, virando a cabeça para pedir a atenção extra. Quando Juliana acariciou o animal, focinho longo e branco, o cavalo não poderia conter seu prazer, acariciando o ombro de Juliana com um grunhido. Simon não podia culpar o animal para aparar com carinho. -Nem mesmo percebi que eu estava lá, - Juliana quando ela sussurrou em italiano razaba seu caminho através da costas largas da égua. E se eu não tivesse vindo, se eu nunca tinha vindo aqui, o seu tempo não teria reconhecido mim. Houve uma pausa, foi o único som era o farfalhar de seu vestido de seda preta, contra sua suave sussurro, e triste, e seu coração estava com ela. Uma coisa foi sendo abandonado pela mãe, mas o golpe mais duro era para ser ter que ouvir a mãe rejeitou a vida que tinham compartilhado. A escova de som retardado. -Não que eu me importe se ela reconheceu a todos. Ele ouviu a mentira em palavras, algo mais profundo e pressionou-o no peito, tornando difícil respirar. -Talvez agora voltar para a Itália, Lucrecia -. Ela colocou seu cavalo ombro da frente e preto alto. -Talvez agora Gabriel sabe que a minha estadia aqui foi uma idéia terrível. As palavras sussurradas, tão honesto, tão cheio de dor e tristeza, chegou perto de ruína. A partir do momento que a conheceu, ele pensou que ele gostava de o escândalo que o seguia por toda parte. Pensei abraçou-o, convidando-o. Mas, como eu estava no celeiro escuro, olhando enorme escovar o cavalo, vestido em um terno incrivelmente bela e desesperada para escapar de alguma forma de os acontecimentos da noite, Simon foi superado com uma única conta. O escândalo não era sua escolha. Foi seu fardo. Sua ironia palavras e confirmações não foram cara de bravo de prazer, mas um instinto de sobrevivência. Ela era muito mais uma vítima das circunstâncias quanto ele. Consciência o atingiu como um soco no estômago. Mas isso não muda nada. Eu aposto que seu irmão não vai deixar de ir - disse em italiano. Juliana virou-se para ele, e ele viu o medo e nervosismo em seus grandes olhos azuis um instante antes de desaparecer, substituído pela irritação. Seu fogo não tinha ido . Há quanto tempo você está aí -? Inglês perguntou, dando um passo para trás, e pressionando contra o lado do cavalo, que iludiu uma vez e deu um relincho angustiado. Ele ficou parado, como se assustado se aproximar dela. 'Chega. Seus olhos corriam ao redor da praça, como se estivesse procurando uma rota de fuga. Como eu estava com medo de ele. E então pareceu lembrar-se de que ela não tinha medo de nada. Seus olhos se estreitaram com ele, em um azul lindo. -Espionagem é um hábito terrível. Ele encostou-se no batente da porta, dando espaço. -Você pode adicioná-lo à minha lista de características desagradáveis. -Não há papel suficiente na Inglaterra, para mencionar. Ele levantou uma sobrancelha. -Você me fere. Ela franziu o cenho, virando-se para o cavalo. -Eu gostaria que fosse. Não tem um lugar para ficar? Aparentemente, ele estava indo para ser assim. Ela não queria discutir os acontecimentos da noite. Ele viu como ela retomou movimentos longos e firmes sobre os flancos do cavalo. -Fui convidado para um jantar, mas terminou cedo. -Isso soa terrivelmente chato, - disse, sua voz seca como areia. : Você não deveria estar no seu clube? Recontando o golpe devastador para a nossa reputação a outros aristocratas arrogantes em uma nuvem de fumaça de cigarro, bebendo uísque roubado no norte? -

-O que você sabe sobre a fumaça do cigarro? Ela olhou por cima do ombro. -Nós não temos essas regras restritivas na Itália. Era a sua vez de secura. -Sério? Eu não tinha notado. -Eu digo que muito a sério. Claro que você tem algo melhor para fazer do que estar nos estábulos e ver-me a limpar o meu cavalo. -Em um vestido de noite. -O vestido mais incrível que eu já tinha visto. Ela deu de ombros. -Não me diga que não há uma regra sobre isso também. Uma regra sobre líderes vestidos de senhora à noite para limpar os cavalos? -Sim. -Não com tantas palavras, não. -Excelente -. Ela não parou sua movimientos.-disse, eu devo dizer que nunca vi uma senhora vestida assim preparar um cavalo. "Ainda não. Ele fez uma pausa. -Desculpe-me? -Ainda não vi um estava fazendo. Eu acho que hoje à noite já deixou claro que não sou uma senhora, não é? - Ela estendeu a mão e tocou a mecha de cabelo do cavalo, depois inspecionado um capacete. -Eu não tenho nenhuma tipo de ação necessária para merecer a honra. E com isso, a conversa voltou-se, e ar ambiente tornou-se pesado. Ela se virou para ele, olhando-o seriamente. -Por que você veio atrás de mim? -E se você soubesse o que asparan -. Você acha que agora que a nossa mãe está de volta, você pode vir a mim nos estábulos, e eu se comportam da forma que ela sempre fez - As palavras pairaram entre eles, insolente e desagradável, e Simon quis sacudir a pronunciando. Para diminuir a preocupação. Ao sugerir que ela não era melhor do que a sua mãe tinha sido. Ela continuou. -Ou talvez ele não pôde resistir à oportunidade de listar adicionais forms'm mercadorias danificadas depois desta noite? Eu lhe asseguro, não há nada que eu possa dizer que não vi isso. Ele mereceu, ele supunha, mas não podia deixar de se defender. Você realmente acha que ele estava indo para aproveitar esta oportunidade hoje à noite contra? -Juliana, eu - deu um passo em direção a ela, e ela levantou a mão para parar o movimento. -Não me diga que isso mudou tudo, Leighton. -Eu nunca chamado assim. Sua graça, com aquele tom zombeteiro que imediatamente colocá-lo na borda. Ou Simon. Mas agora, com toda a seriedade, ela usou seu título. A mudança fez desconfortável. Ela riu, o frio de som e roupas, e completamente indiferente. -Claro que não. Isso não só reforça o que já sabemos. Tudo o que você sabia o tempo todo. O que diz? Eu sou um escândalo esperando para acontecer - Ela assentiu com a cabeça, fingindo pensamento profundo. "Talvez isso já aconteceu. Mas, se houver qualquer dúvida, a mulher que estava na sala mais era do que o suficiente, não é - Houve uma longa pausa antes de acrescentar, em italiano, em uma voz tão baixa que era inseguro de ter ouvido, - Ela tomou tudo fora. Novamente. Havia uma tristeza devastadora em palavras, uma tristeza que ecoou até que ele não poderia suportar. -Ela não é você, - disse em sua língua, como se falando em italiano poderia fazê-la acreditar. Ela não vai acreditar, é claro. Mas ele fez. - Sciocchezze - Seus olhos brilhavam com lágrimas de raiva, como ela resistiu suas palavras, chamando-os disparates enquanto ele se afastava, de costas. Ele quase não ouvir o resto do que ele disse, perdido no apito escova dura. Ela é de onde eu vim. Ela é o que eu vou ser, não é como vai ser? As palavras que você

atravezaron, fazendo você se sentir irritado com ela por nenhuma razão, pensando sobre eles, e se aproximou dela, incapaz de parar. Ela virou-se para ele e olhou-o nos olhos. Por que você diz isso - ouviu a dureza em sua voz. Ele tentou limpá-la. Mas ele não podia. - Por que você acha isso? Ela riu, o som áspero e sem humor. Não, eu sou o único. Não é isso que você acredita? Não são estas as palavras com que os aristocratas como você vive? Vamos lá, Excelência. Eu conheci sua mãe -. Então, em Inglês,-O sangue vai para fora, não é? Ele fez uma pausa. Eram palavras que eu tinha ouvido inúmeras vezes, uma das frases favoritas de sua mãe. - Ela lhe disse isso? - Você também me disse - Ela ergueu o queixo, orgulhosa e desafiadora. -No. -Um lado de sua boca arqueada para cima. -Não em tantas palavras. Mas era verdade para você, certo? Olhando para baixo, para o inferior a você de cima. Sangue vai para fora é o lema do próprio duque de desprezo. O Duque de desdém. Eu tinha ouvido falar antes, é claro, o epíteto que foi sussurrou em seu rastro. Só nunca pensei muito sobre isso. Nunca percebi como certo o nome. Nunca percebi a verdade. A excitação era para as massas. Ele sempre foi mais fácil ser o duque de desdém deixá-los assistir o resto. A festa não era tão desdenhoso. Juliana sabia que odiava apelido. Eu odiava pensar nele dessa forma. Ele se encontrou com seus brilhantes olhos azuis e ler sua raiva e defensiva lá. Eu podia lidar com suas respostas. Mas sua tristeza. Eu não podia suportar sua tristeza. Ele leu seus pensamentos, e seus olhos brilharam de raiva. -No. Não se atreva a pena de mim. Eu não quero -. Ele tentou escapar de seu controle. Eu prefiro ter o seu desinteresse. Ele ficou surpreso ao ouvi-lo dizer essas palavras. -Meu desinteresse? "Isso é o que é, certo? Tédio? Apatia? Ela tinha o suficiente. -Pense meus sentimentos por você estão apáticos? - Sua voz tremeu, e mudou-se para ela. -Você acha que eu ficar entediado? Ela piscou no calor de suas palavras, ele se volta para o lado da cabine. -Não posso fazer? Ele balançou a cabeça lentamente, caminhando em sua direção, perseguindo-a no pequeno espaço. -No. Ela abriu a boca e fechou-a, sem saber o que dizer. -Deus sabe que você é irritante ... - O nervosismo se acendeu em seus olhos. -E impulsiva ... - Suas costas bateu no muro, e ela deu um grito, assim como ele andou. E totalmente desesperado ... - Ele colocou a mão em seu queixo, levantando cuidadosamente o rosto dela para a dele, sentindo-lhe o pulso pulando nos dedos. E completamente inebriante ... - O último saiu como um grunhido, seus lábios entreabertos, rosa suave e perfeito. Ele se aproximou, seus lábios em uma fração dela. -Não ... você não é aborrecida. CAPÍTULO DEZ Os estábulos e cavalos são um cheiro desagradável (eau de toilette).

Os estábulos não são lugar para uma boa senhora. - Um tratado para o melhor de senhoras Ao longo da nossa grande nação, o vigário pregar longamente sobre o Retorno do Filho Pródigo ... -A folha de escândalo, outubro 1823 Juliana foi cativada por ele ao vê-lo atravessar a sala, esperando até que ela não poderia ir prendendo, ainda mais com seus longos braços, e tocar, dando o contato não sabia que ela ansiava até agora. E sua voz, um profundo e aveludado, com um ligeiro aroma de uísque, rastejando-se seus pensamentos, fazendo-a esquecer por que ela estava aqui, neste estável escuro, para começar. Sua respiração Dicking, esperando por ela. Esperando por ela, como se ela pudesse parar lá por horas, por dia, enquanto ela considerou suas opções, enquanto ela decidiu o que fazer a seguir. Mas ela não precisa esperar dias ou horas. Apenas alguns segundos foram necessários. Ela não sabia o que iria acontecer mais tarde naquela noite, ou amanhã ou na próxima semana. Ela não sabia o que eu queria que acontecesse. Exceto isso. Ela o amava. Ela queria que este momento, nos estábulos escuros. Ela queria que este momento de paixão para se lembrar com o que estava por vir. Ele era enorme, os ombros largos bloqueando a luz fraca da lanterna na parede dos estábulos, e lançando uma sombra dura, mal. Ela não podia ver seus olhos, mas ele imaginava sua âmbar profundo piscar com paixão mal contida. Talvez não fosse o caso ... mas ela preferia acreditar que ele não estava de saco cheio. Ela colocou as mãos sobre ele, seguindo seu caminho até seus braços, deleitandose com a maneira como seus músculos vibrou sob a lã de sua jaqueta, desejando que houvesse menos tecido entre eles. Seus dedos traçaram além de seus ombros largos, o pescoço tenso, onde, finalmente, finalmente fez contato com sua pele quente e suave. Ele abaixou a cabeça e suas mãos emaranhadas em seus cachos macios e dourados, se permitir um melhor acesso a ela, ou porque ele não tem força para resistir. Ela adorava essa idéia passado. Ele colocou os lábios em sua orelha, sua respiração vindo em rajadas irregulares, e ela adorava o som, ao contrário do normal, rosto impassível, sua. -Você não parece chato. -

Ele riu áspero e torturado com um sussurro em seu ouvido. -Se eu tivesse cem anos para descrever como me sinto agora, o chato palavra não faria uma aparição. Ele virou a cabeça com essas palavras, seu olhar se chocou com o dela. "Tenha cuidado, Simon. Você me faz gostar de você. E então onde estaremos? Ele não respondeu, e ela esperava que ele fechou a distância entre eles. Ele ficou maravilhado com o seu controle quando ele não o fez. Sua inquebrável controle interminável. Ela não podia igualar. Nenhuma tentativa. Ela apertou os lábios para a esquerda e para seus beijos. No momento em que seus lábios se tocaram, Simon se moveu. Respirou fundo e passou os braços em torno dela, envolvendo-a em seu calor e sua força e seu aroma fresco de limão e rapé. Ele a puxou para mais perto, em um aperto forte e poderosa, com as mãos deixando-o em chamas. Havia algo diferente sobre o beijo que tinham compartilhado pela manhã, no Hyde Park ... um beijo que tinha sido movido pela frustração, raiva, medo e raiva. Esse beijo foi uma exploração. Buscar e encontrar, perseguindo e capturando. Foi um beijo que sugeria que ele tinha uma eternidade para aprender uns com os outros, e quando sua língua áspera varreu o lábio inferior macio, enviou onda após onda de sensações vertiginosas através dele, onde esperavam teve uma eternidade. Não há dúvida de que levaria muito tempo para ficar cansado disso. Ele. Ela engasgou com a sensação de que, tão poderoso, tão mal. Ele olhou para o som, olhando para ela. -Esta é .. -. Seus dedos foram espalhadas em seus cachos dourados e macios, puxando-o para ela. -Ele é perfeito. Ele resmungou a sua satisfação com a resposta, apertando mãos e emoldurando seu rosto nas palmas das mãos, inclinando a cabeça no ângulo perfeito, e tendo a sua boca com um beijo que exigiu forte, um beijo que a deixou sem fôlego. Como atormentava com beijos profundos e sensual, era impossível pensar ou falar ou fazer qualquer coisa, mas sinto. Suas pernas se tornou líquido, e ele a levantou, erguendo para o ar, como se não pesasse nada. Ela sentiu a sua força com o seu próprio desespero e tentou envolver em torno dele, mas suas pernas estavam embrulhados em seda e algodão. Ela veio expulso, e quase lhe bate na canela, ele levantou a boca e olhou para ela com curiosidade. -Não é de tecido muito nesses malditos ternos-disse ele, frustrado.

Ele caiu no chão e uma mão forte e quente acariciava o pescoço pela grande extensão de pele nua lá. -Eu acho que é a quantidade certa em certos lugares -. Ele correu um dedo ao longo da borda de seu vestido, colocando sua pele em chamas. -Este vestido é a coisa mais linda que eu já vi. Ela apertou contra ele, incapaz de conter-se. Sabendo que era um comportamento bastante tumultuada. -Eu o mandei para fazer você - Ela o beijou de novo, mordendo o lábio inferior antes de acrescentar:. "Eu pensei que eu poderia gostar de você não seria capaz de resistir a. -Você pensou certo. Mas, eu estou indo para corrigir o seu ponto. Há realmente muito tecido, e em seguida, sob a borda do tecido, revelando a ponta de um bocal, o envio de uma ligeira pontada de dor em um dos seios. -Sim, esse adorável -. O sussurro era escuro e aveludado, e ela viu quando ele passou um dedo fazendo um círculo lá uma vez, duas vezes. Em seguida, o dedo se moveu, queixo inclinándole até encontrar seus olhos escuros. - Sim ou não? -

Era uma pergunta interessante, dizendo que, como se estivesse dando um fugaz momento de decidir o que ele queria, antes que ele assumiu novamente e ela foi levada, cabeça no mundo que ele era o mestre. "Sim", ela sussurrou, enfiando os dedos seu cabelo e puxando-o para ela. -Sim, Simon. Algo escuro e perturbado brilhou em seus olhos, e ele abaixou a cabeça, tomando seus lábios em um beijo apaixonado antes de continuar com os lábios em sua garganta na pele pálida de seu peito. Seus dedos se enredaram em seus cachos. Sim Simon. Ele estava no controle. Ele estava arruinando-lo para todos os outros. E ela não se importava.

Sua língua roçou a pele sensível devastadoramente da ponta do seu peito, e ela mordeu o lábio, arqueando. Consintiéndolo. -Juliana? Se o celeiro tinha ido em chamas, não poderia ter sido mais surpreso do que eu estava com o som da voz de seu irmão chamando seu nome. Simon instantaneamente endureceu, alisamento e imediatamente restaurar a borda de seu vestido no lugar. Como ela fez, ela saiu correndo para além dele, atrapalhando-se com as saias, flutuando em um círculo enquanto orientado. Na época, ela disse: 'Eu estou aqui, Gabriel. Ela pegou a escova de dentes, e disse em voz alta: - "E acima de tudo o que ela mais gosta é quando eu escovo os lados com firmeza." "Eu estive procurando por toda parte, o que está fazendo nos estábulos sozinho no meio da noite -? Ralston entrou no quarto e ficou parado, olhando primeiro para Simon, em seguida, a Juliana. Não demorou muito tempo para perceber a situação. Corretamente. Quando se mudou, ele fez como um raio. Ignorando os gritos de Juliana, ele pulou e agarrou as lapelas da camada superior de Simon, puxando-o para longe da parede onde ela havia dobrado, tentando parecer casual. Ralston Duke virou, jogando-o para a porta do celeiro e na parede oposta, a confusão fez os corredores relincharan cavalos nervosos. Gabriel, ela gritou, seguindo-os pelo corredor a tempo de ver seu irmão tomar o lenço para Simon em uma mão e dar um duro golpe no queixo com a outra. "Eu queria fazer isso por 20 anos, bastardo arrogante, Ralston rosnou. Por que não estava lutando Simon? -Gabriel, stop! Seu irmão ignorado. Levante-se. Simon levantou-se, esfregando o queixo com a mão. -Eu recebi o primeiro livre, Ralston. Ombros Ralston ficou tenso, com os punhos levantados e pronto para a batalha. Se ele sentiu algo parecido com o que Juliana sentia quando ele saiu de casa, eu tinha certeza que ele não iria parar até que um ou ambos estavam inconscientes, considerando olhos brilhantes e Leighton seu tensos músculos, Juliana imaginei que ele faria quando ambos eram. -Eu vou pagar o preço com imenso prazer, Ralston explodiu contra o Duque de novo, dando-lhe um golpe rápido antes de Leighton bloqueou o golpe seguinte, e enviou a cabeça de Ralston está de volta com um gancho devastador.

Juliana se encolheu ao ouvir o som de carne contra carne, e sem pensar, interveio. - Não! Ninguém está pagando todas as taxas! Nem agora, nem nunca! - Juliana empurrou entre eles, com as duas mãos para cima, como um árbitro em um mal luta de boxe. -Juliana, sal da estrada -. Palavras Leighton eram suaves e escuro. -Fale com ela com tanta familiaridade de novo, e eu vou ver você de manhã ", disse Ralston, furioso. -Na verdade, não vejo razão para não agora. -Nós não tivemos escândalo suficiente para uma noite, Gabriel -?, Juliana disse. Mesmo que eu possa vê-lo. E assim o espírito de luta deixou. Ela baixou as mãos até que ele abaixou-los. Mas quando o fez, ele disse, 'Não aconteceu nada. Ralston riu sem graça, Leighton assistindo sobre a sua cabeça. Ele viu o brilho nos olhos de seu assassino. -Você se esquece que eu há muito tempo de ser um homem casado, irmã. Eu sei que quando nada aconteceu senhoras não se parece com você quando nada aconteceu Homens como Leighton felizmente não receber socos quando nada aconteceu.. -. Ela sentiu o rubor subir em seu rosto, mas ele se manteve firme. "Você está errado. Nada aconteceu -. Só que, se algo aconteceu, uma voz sussurrou pouco zombando dela em um canto escuro de sua mente. Algo maravilhoso. Ela o ignorou. -Diga, Alteza. Simon não disse nada, e ela olhou por cima do ombro. -Diga-repetiu ele. Era como se ela não estivesse lá. Ele estava olhando diretamente em cima, apenas nos olhos de Ralston. - E se fosse sua irmã, Leighton-Ralston disse suavemente atrás dela. - Seria nada, então? Algo brilhou nos olhos de Simon. Rabia. Não. frustração. Não, era outra coisa. Algo mais complicado. E ela viu que eu estava fazendo por um momento antes que ele fez. Ela teve que parar. - Não! NÃO! -

Mas já era tarde demais. Eu vou casar com ela. Ela viu as palavras em vez de ouvi-los, viu seus lábios perfeitos formado sílabas mesmo que o som foi mascarado pelo ruído em seus ouvidos. Ela imediatamente virou-se para seu irmão. -No. Ele não vai se casar comigo. O silêncio se estendeu tenso, muito, enchendo a sala até o teto. Incerteza aceso, e olhou para Simon novamente. Seu rosto estava frio e imóvel, olhando para Ralston, como se espera de um pronunciamento da morte. E assim foi. Ele não queria se casar com ela. Ela não era a sua linda namorada Inglês, que era provavelmente dormindo e longe de escândalo. Mas eu faria, porque é isso que ele fez. Porque ele era o tipo de homem que fez o que se esperava dele, sem discutir. Sem luta. Ele se casaria com ela que não ... mas porque era a coisa certa a fazer. Não que ela gostaria que ele. Mentiroso. Asparan que se ela ia sofrer por sua nobreza deslocada. Ralston não olhar em seus olhos, não desviar sua atenção do Duque. Leighton olhou, observando seus olhos cor de âmbar. E acenou com a cabeça. -Oh, porEle virou-se para Gabriel. "Ouça-me, irmão. Eu não vou casar com ele. Nada aconteceu -. -Não, você não vai se casar com ele. Um arrepio correu por ela. 'Eu não o fará? -No. O Duque parece ter esquecido que ele já prometeu. Sua boca aberta. Poderia não ser verdade. - O quê? "Vem, Leighton Diz que é verdade -., Ralston disse, com raiva em suas palavras." Diga-lhe que não é tão perfeito, afinal. A raiva brilhou nos olhos de Simon. -Mas eu não propuseram nada para a senhora. -

Somente seu pai, disse Ralston, presunçosamente. Ela queria que Simon refutar o ponto, mas ele viu a verdade em seus olhos. Ele foi cometido. Ele foi contratado, e que tinha sido beijando. Nos estábulos. Como se não fosse nada mais do que um desperdício. Como se ela fosse como a mãe. Apesar de ter dito que não lhe parece nada com sua mãe. Ela se virou para ele, escondendo a acusação em seus olhos, e então ele tentou falar. -Juliana Ela só não queria ouvi-lo-No. Nada a dizer. Ela olhou para a longa coluna de seu trabalho garganta, pensando que talvez ele estava procurando a coisa certa a dizer, porque era Leighton, que sempre soube o que tinha a dizer. Exceto quando claramente não tinha feito algo certo. . Ralston veio, então, para acabar com o momento "Se eu ver você de novo dentro de três pés da minha irmã, Leighton, é melhor ter a sua segunda escolha. Houve um momento, muito tenso antes de Leighton, disse: "Não vai ser um problema para ficar longe dela. Não Este teria acontecido se eles têm a seu cuidado, manter uma rédea curta ao seu redor. E com essas palavras frias e insensíveis, o Duque de Desdém deixou os estábulos. Sua mãe havia retornado. -Redeo, Redis, redit .. -. Sua mãe havia retornado a Deus sabe o que. - Redimus, Reditis, Redeunt .. -. Sua mãe havia retornado para Deus sabia que a razão ea Juliana tomou-se quase à ruína nos estábulos. -Eu voltar, o seu retorno, ela volta .. -. Sua mãe havia retornado para Deus sabia que a razão ea Juliana tomou-se quase à ruína nos estábulos .... pelo Duque de Leighton. E eles tinham gostado.

Não a parte em que a mãe voltou, mas a outra parte. Essa parte tem sido bastante ... maravilhoso. Até que ele foi cometido. E, felizmente, ele virou as costas e sair da sua vida. Deixando-a para lidar com sua mãe. Que estava de volta. Ela suspirou, batendo palmas em colcha de brocado fria na cama. Era de se admirar que ele não conseguia dormir? Era exatamente como se ele tivesse a melhor noite. Ele se foi. Bem, também havia proposto. Depois de fazer ele se sentir maravilhosa. Depois de propor casamento com outra mulher. Algo torcido dentro. Algo facilmente identificável. Saudade. Ela ainda não entende. Era um homem horrível, arrogante e orgulhoso, frio e insensível. Exceto quando ele não era nenhuma dessas coisas. Exceto quando ele fez uma piada encantadora e cheia de fogo. Com paixão. Ele fechou os olhos, tentando ignorar a dor em seu peito. Ele fez o que ela queria. E então ele se foi. "Estou indo embora, ele sai. -. A conjugação dos verbos não estavam ajudando. Frustrado, ele pulou da cama, puxando a porta de tomar o corredor cabecear e escuro Ralston House, correndo as pontas de seus dedos ao longo da parede, contando as portas até chegar à escadaria central da casa. No patamar da escada, viu uma luz fraca vinda do estudo de seu irmão. Ou ela entrou sem bater. Ralston estava na frente das enormes janelas de seu escritório, com uma mão à toa jogando com uma esfera de vidro que havia comprado vários meses, olhando para o grande abismo negro além. Seu cabelo escuro estava despenteado, e teve tirou o paletó, colete e gravata.

Juliana estremeceu como hematoma registrou em seu queixo, onde Simon tinha batido. E tudo o que ela tinha feito era causar problemas. Se as posições se inverteram, ela teria jogado em seu calcanhar meses atrás. Ele olhou quando Juliana entrou, mas não a repreendeu por seus erros. Ela sentou-se à mesa e colocou os pés descalços sob seu manto, enquanto ele estava de costas para a janela. Nem irmão falou por um tempo, eo silêncio se estendeu em um confortável entre eles. Juliana tomou uma respiração profunda. -Eu gosto de ar limpo -. Ralston fez uma careta -. "Limpando o ar." - Corrigido. Que fazia mais sentido. Ela estreitou os olhos. -Estou prestes a pedir desculpas, e você está tirando sarro de mim? Ele smiled. meia-Ahead. -Obrigado -. Fez uma pausa. 'Desculpe. - Por que -? Ele parecia genuinamente confuso. Ela riu. - "Não era muito, certo?" - Ele pensou por um momento. - "Eu acho que eu me arrependo todos os defeitos que eu fiz até agora." Ele não respondeu. - Onde ela está? A bola de cristal rolou entre os dedos. "Ele se foi. Juliana fez uma pausa, uma onda de emoção tiro através dela. Ele não parou para pensar sobre isso. Eu ainda não tinha certeza de que era o que ela queria -. Forever? Ele abaixou a cabeça, e parecia ouvi-la rir. -No. Se fosse assim tão fácil. Eu só não quero que ela nesta casa. Ela olhou para ele, seu irmão forte e grande, parecia ser capaz de carregar o peso do mundo sobre seus ombros. - Onde você enviar? Ele se virou para ela, em seguida, com o astro de giro. Ela não sabia que você estava aqui, você sabe. Ela não esperava. É por isso que eu não procurou na sala. No jantar. Ela assentiu com a cabeça. Que não fazê-la se sentir melhor. - Será que ela sabe que estou aqui hoje -

-Eu lhe disse -. As palavras eram suaves, misturado com algo que poderia ter sido um pedido de desculpas. Ela assentiu, eo silêncio caiu novamente. Ele voltou para a mesa e sentou-se em frente a ela. -Você é minha irmã. Você tem prioridade. Ele estava lembrando a ela ou a si mesmo? Ela olhou em seus olhos. - O que você quer? Ele inclinou-se sobre os cotovelos. Ela diz que não quer nada. -Assim como posição viúva Marquesa -. Juliana não pôde evitar o sarcasmo em seu tom. Ela nunca vai ter isso. Ela não podia. Sociedade de alta não aceitá-lo. As fofocas foram alimentando este escândalo por anos. Quando Juliana tinha chegado a Londres por seis meses, tinha cheia, ea história sórdida da deserção de sua mãe havia sido dragado para o fundo do rio grande do grupo de teatro alimentado. mesmo agora, apesar das ligações com algumas das famílias mais poderosas em Londres, Juliana existia à margem da sociedade educada aceitas apenas por sua associação com eles, em vez de seu próprio mérito. Tudo começou de novo. E muito pior do que antes. -Você não acredita ele, certo -? Ele perguntou. Que-que ela não quer nada. -No. -Então o que? Ele balançou a cabeça. "O dinheiro da família, .. ". "- Perdão?" Ele pensou por um longo momento, depois levantou um ombro em um encolher de ombros ligeira como todos eles usaram quando tinha uma resposta. Ele é um grande motivador. Quem sabe? Uma onda de calor acendeu-o, e se inclinou para a frente, balançando a cabeça. Ela não pode ter isso. Você não pode ... o que você fez ... Nick ... nossos pais .. -. Um lado de sua boca se elevou de forma quase imperceptível. -Para você .. -. Para mim. Ele recostou-se na cadeira, mudando o peso do vidro objeto e para frente. Eu nunca pensei que voltaria. Ela balançou a cabeça. -Você acha que o escândalo teria seção sozinho. -

Ele soltou uma risada com isso. -Você se esquece de que ela é uma mãe, uma mulher que sempre viveu como se o escândalo fora para outros. E, para ser justo, ele sempre foi. Nossa mãe. Juliana lembrou da conversa nos estábulos com Simon. Quanto desta mulher estava em Juliana? Quanto de seu descuido e desprezo pelos outros se esconderam nas profundezas de sua filha? Juliana ficou tenso. -Você não é como ela -. Sua atenção voltou-se para seu irmão, seu olhar firme no seu fogo azul. Lágrimas picado por sua honestidade. - Como você sabe disso? -Eu sei. E um dia, você também. As palavras eram tão simples, tão certa de seus sentimentos, que Juliana queria gritar. Como ele poderia saber? Como ele poderia ter tanta certeza de que não era apenas uma mulher como sua mãe? Isso, juntamente com a sua estatura, seu cabelo e seus olhos azuis, como saber que ela tinha herdado uma indiferença completa e absoluta de todos à sua volta, que é suposto para amar? Sangue vai para fora. Em vez disso, ela disse,-O escândalo ... quando descobrir ... ela está de volta .. -. Vai ser enorme -. Ela encontrou seus olhos azuis sério. -Na minha opinião, temos duas opções. Ou, tomar as malas e sair do país com ela no reboque, e esperar por ele para desaparecer fofoca -. Se você queria que fosse assim ... Ela torceu o nariz. -O? -Ou podemos enquadrar os ombros e rosto a rosto. Não foi uma escolha. Não para ela. Não para ele também. Um lado de sua boca subiu em um meio sorriso. -Bem, não deixe que seja dito que Ralston Casa não mantém feliz a Londres com todas as fofocas. Houve uma pausa e riu, um estrondo vindo do fundo de seu peito. E em breve, ela riu também. Porque naquela época, estava rindo ou chorar. Quando o riso morreu, Ralston recostou-se na cadeira e olhou para o teto. -Nick deve ser informado. -

Claro. Seu irmão e sua nova esposa viveu em Yorkshire, mas esta foi uma história que tinha de ouvir o mais rápido possível. Ela assentiu com a cabeça. -Vamos? Suas sobrancelhas levantadas, como se ele não tinha considerado essa possibilidade. -Eu não sei. Nick e ela ... eles ... Ele se levantou e caiu novamente em silêncio, cada um perdido em seus pensamentos. Ela estava de volta. E, com ela, décadas de questões de longo enterrado. Ele encontrou o olhar do irmão. Gabriel sussurrou, - e se ela está aqui para ficar? Algo clicou em seus olhos azuis, uma combinação de raiva e preocupação. Ele respirou fundo, como se recolher seus pensamentos. -Eu não imaginar por um momento que ela vai ficar aqui para sempre, Juliana. Se há uma coisa que eu sei sobre essa mulher é que ela é incapaz de suportar o registro. Ela quer algo. E quando ela obteve, vai sair. Ela colocou a bola de cristal em cima da mesa. Ela vai embora e tudo vai voltar ao normal. Nos seis meses desde que ele tinha chegado em Londres, Juliana teve muitas oportunidades para ver o homem sob o Marquês de diabo, sob o pretexto de poder Ralston. Suficiente para saber que ele não acreditava em suas palavras. Eles não podiam acreditar. Foi um eufemismo para dizer que o retorno de sua mãe mudou tudo. Não foi simplesmente que traria à tona um escândalo aconteceu 25 anos. Não foi apenas o que parecia que ela não se preocupava com o impacto que teve sobre a sociedade e muito menos remorso por suas ações. Era como se ele nunca tinha ido a Ralston House. Mesmo que pudesse ser removido, se Gabriel gesso e mandado embora para o exterior, - nunca ouvir dela, nada mais seria o mesmo. Porque, antes desta noite - que tinha a intenção de que ela foi-se para sempre. Certamente, Juliana sempre se perguntou se sua mãe ainda estava viva, onde ele estava, o que estava fazendo, quem ele era. Mas em algum lugar, em alguma profundidade, e acalmá-la, eu sempre tinha assumido que sua mãe tinha ido embora para sempre. E ela começou a aceitar quando ele veio para Londres, - e encontrou seus irmãos que tinha sido dada a oportunidade de uma nova vida. Uma vida em que o fantasma de sua mãe era menos pesado e ameaçador do que nunca. Não mais. -Eu realmente não acho que, disse ele. Houve uma longa pausa, então, "Ela quer falar com você. -

Ela notou uma mudança no assunto, mas nada fez para corrigi-lo. Ele pegou um pedaço de manga fiapo invisível de seu manto. 'Tenho certeza de que -. Disse ironicamente. -Você pode lidar com isso se quiser. Ela observou-o atentamente. - O que você acha que eu deveria fazer? -Eu acho que você deve tomar a decisão por si mesmo. Ele colocou de joelhos até o queixo novamente, fixando-se os calcanhares no assento de couro macio. -Eu não acho que eu quero falar com ela. Ainda não. Algum dia, talvez. Sim, mas não agora. Ele acenou com a cabeça. -Direita. Houve um silêncio, e organizou várias pilhas de correspondência, o machucado no queixo brilhando à luz das velas. - Dói? Uma mão foi para o lado de seu rosto, explorando a lesão no dedo hesitante. -Leighton sempre foi socos bom lançamento. É um benefício adicional que é enorme. Um lado da boca de Juliana rosa. Seu irmão não tinha respondido à pergunta. Ele imaginou que iria doer muito. -Desculpe por isso, também. Ele encontrou seu olhar, olhos azuis brilhantes de raiva. Eu não sei por quanto tempo os dois -Nós Cortou a mão no ar, deixando suas palavras. E, francamente, eu não sei -. Suspirou, longo e cansativo. -No entanto, ficar longe dele, Juliana. Quando disse que queria te dar um bom parceiro, Leighton, não era o que tinha em mente -. Mesmo o seu irmão Simon achava que era muito bom para ela. -Porque é um duque? - O quê? Não -, disse Ralston, genuinamente perplexo com sua resposta imediata defensiva. -Porque ele é um idiota -. Ela sorriu. Ela não podia ajudá-lo. - Por que você acha isso? -Basta dizer, que o duque e eu tivemos nossa parcela de altercações. Ele é arrogante e arrogante e completamente impossível. Ele leva muito a sério o seu

nome e seu título é mais importante do que isso. Eu não posso suportar isso, francamente, e eu deveria ter lembrado nas últimas semanas, mas ele parecia tão preocupado com sua reputação que eu estava disposta a ignorar os meus preconceitos. Ele deu-lhe um olhar irônico. -Agora eu vejo que eu deveria ter conhecido melhor. -Não foi o único que foi enganado, ele disse, mais para si do que para ele. Ele se levantou. -Olhando para o lado positivo, eu estive esperando por 20 anos atingidas. Então isso foi uma coisa que foi bem hoje. Ele flexionou sua mão. Você acha que ele tem uma contusão que corresponde ao meu lado? O orgulho masculino em sua voz a fez rir, e levantou-se, também. "Eu tenho certeza que é muito maior. E mais feio. E muito mais doloroso. Espero que sim, pelo menos. Ele caminhou ao redor da mesa e puxou seu queixo. Corrija-resposta. -Eu aprendo rápido. Ele riu dessa vez. -A lição rápida. Ela assentiu com a cabeça. -Sério? "De fato. Agora. Um favor? - Sim? -Fique o mais longe dele. A dor no peito, de volta a essas palavras. Ela o ignorou. -Eu não quero nada a ver com aquele homem. -Excelente -. Ele acreditou nele. Agora, ela só tinha que acreditar também. Capítulo Onze Mesmo em bailes, tenha cuidado com o vulgar. Senhoras elegantes devem ficar longe de cantos escuros. -Um Tratado sobre as senhoras mais requintados. Pardais vibrou e seus companheiros recentemente recebeu seu devido ... -A Folha de Escândalo, outubro 1823

Os passos que levam à Dolby Casa foram cobertas pela vegetação. A Marquesa de Needham e Dolby tinha tomado sua dança colheita muito a sério, cobrindo a frente da casa com cebolas, batatas, eo que parecia ser vários tipos diferentes de trigo e abóboras de todos os tamanhos imagináveis e colorido. Um caminho tinha sido criado para os convidados, que não era reto era um caminho forrado com os despojos da colheita que sete passos para se tornar setenta, e você se sente ridículo. Juliana saiu e olhou para a abóbora e trigo plantadas na estrada com ceticismo. Callie estava para baixo e deu uma risadinha nesta exposição. -Oh, meu Deus. Ralston tomou o braço de sua esposa e abriu caminho através do labirinto extravagante. -Isso é tudo o que você está fazendo, você sabe ", ele sussurrou em seu ouvido, e Juliana ouviu o humor em seu tom. Eu espero que você esteja feliz. Callie riu. Eu nunca tive a oportunidade de passear por um pomar, Mylord-ele brincou. -Então, sim, eu sou muito feliz. Ralston revirou os olhos para o céu. -Vamos acabar com isso. Ele voltou-se para Juliana, indicando que ela deve preceder subir escadas. -Irmã? Juliana bateu um sorriso brilhante no rosto e foi para o seu lado. Ele se inclinou e sussurrou: "Manter um sorriso em seu rosto, e eles não sabem o que fazer. Não havia dúvida de que, neste momento, a um dia inteiro, desde o retorno de sua mãe, a socialite tinha regado a notícia. Houve alguma discussão à tarde para não comparecer a esta dança especial, a ser realizada na casa de Lady Penélope, a duquesa futuro da Leighton, mas Callie tinha insistido que, se eles estavam indo para superar esta tempestade, deve ajudar eventos que foram convidados, se Leighton estaria presente ou não. Logo depois de tudo, não haveria muitos que concordam. E hoje à noite, pelo menos, um relato completo dos acontecimentos da noite anterior em casa Ralston seria confuso na melhor das hipóteses. Ela aumentou o brilho de seu sorriso e deu um passo ao longo da estrada entre nabos e abóbora abóboras e abobrinha, era o que era para ser uma das noites mais longas de sua vida. Uma vez despojado de suas vestes, Juliana virou-se para as jararacas esperando dentro do salão Dolby House. A primeira coisa que notei foram os looks. A entrada para o salão de baile era de cima, para um pequeno lance de escadas quase certamente projetado para a entrada segura e-melhor, pelo menos. Como pairou no topo das escadas, Juliana sentiu os pontos em seus olhos começam a incomodá-la. Olhando através do quarto, ela se recusou a permitir que seu sorriso desapareceu, mesmo quando ele viu os primeiros sinais de fofoca: cabeças inclinadas, os sussurros dos visitantes,

e os olhos iluminados, ansioso para pegar um vislumbre do que poderia acontecer neste drama sórdido. Callie se virou para ela, e ela reconheceu um sorriso semelhante, muito brilhante no rosto de sua irmã. "Você está indo muito bem. Uma vez que estamos dentro da cidade, tudo será resolvido -. Eu queria acreditar que as palavras eram verdadeiras. Ela olhou para as pessoas, desesperadas para aparecer como se algo chamou sua atenção. E então algo fez. Simon. Ela prendeu a respiração como memória quente inundou sua cabeça. Ele estava de pé do outro lado do salão, alto e bonito, em um vestido de linho e gravata perfeito como linhas afiadas que poderia ter cortado a manteiga. No topo da bochecha notado um vermelho, parecia que pelo menos um dos hits da noite passada Ralston teve consequências, mas que marca só Simon viu mais bonito. Mais devastador. Só gostaria que ela fez mais. Ele não tinha visto ainda, e ela lutou simultaneamente com o desejo de suavizar suas saias, virar e correr para a saída. Em vez disso, ele se concentrou em baixo para a pista de dança, onde ela não podia ver. Talvez se ela não pudesse vê-lo, parar de pensar nele tanto em seus beijos e seus braços fortes, e da forma como os seus lábios se sentia em sua pele nua. E a maneira em que foi proposta a Lady Penélope, antes que ele tivesse vindo por Juliana nos estábulos. Lady Penélope, cuja casa foi Juliana. Ele empurrou os pensamentos de lado, como seu irmão se aproximou dela e tomou seu cotovelo como ela disse baixo no meu ouvido. "Lembre-se do que falamos. Ela assentiu com a cabeça. "Eu vou ser a rainha do baile. Ele sorriu. ., Como de costume - Ela bufou com o riso, e disse:. 'Bem, eu tento fazer o mínimo possível -Eu vivo para fazer a tua vontade, meu senhor -. Ele deu uma risada curta. Como se isso fosse verdade -. Seus olhos ficaram sérios. -Tente aproveitar. Dançar tanto quanto você pode. - Ela assentiu com a cabeça. Que, se alguém se perguntava. -Miss Fiori -? A chamada era profunda e calorosa atrás dela, e ela se virou para o irmão de Callie, o Conde de Allendale. Ele sorriu, com a bondade em seus olhos castanhos. Ele estendeu a mão. - Você faz-me a honra -? Isso foi planejado, ela sabia. Destinado a ela teria alguém para dançar quando entrei no salão. Esperase que alguém era um conde. Ela aceitou, e dançou uma equipe animada, e Bento era um perfeito cavalheiro, caminhando com ela ao redor do perímetro da sala depois da dança, sem sair do seu lado.

-Você não tem que cuidar de ambos, você sabe, - ela disse finalmente, em voz baixa. -Eles não podem me fazer muito em um salão de baile. Ele deu um meio sorriso. -Eles podem fazer muito em um salão de baile. E, além disso, não tenho nada melhor para fazer. - Vim para um lugar tranquilo na extremidade da sala e ficou em silêncio, observando os outros dançarinos na sala. - Não tem para atrair outras mulheres -? Ela brincou. Ele balançou a cabeça com tristeza fingida. -Nem um. Estou aliviado de meus deveres como contagem esta noite única. "Ah", ele disse, tão algo de bom saiu dos problemas na Ralston House -. Ele sorriu. -Para mim, pelo menos -. Ele caiu de volta para assistir os dançarinos por um tempo antes de Bento disse calmamente: "Tudo vai ficar bem, você sabe -. Ela não olhou para cima, com medo de perder sua máscara de serenidade . Eu não sei, mas muito obrigado por dizer isso -. Ralston fará o que for necessário para fazer bem. Ele terá todo o apoio de Rivington e eu ... e dezenas de outros -. Mas não é o homem que eu esperava que ele se juntasse a nós. Ele virou-se para a certeza em seu tom suave e quente, encontrando os olhos amáveis e pensando, fugazmente, por que não poderia este homem que a colocou no fogo. -Eu não sei por que você está indo para arriscar tanto -. Deu um pequeno som negativo. - Risco - disse ele, como se fosse uma palavra tola. -Há um risco para nós. Somos jovens aristocratas, bonito, com muita terra e muito dinheiro. Qual o risco? - Ela ficou surpresa por sua franqueza. -Nem todos vocês parecem pensar de forma tão leve dos danos que uma parceria com nós pode fazer para a sua reputação -. Bem, Nós, Rivington e eu não tenho muitas opções porque estão relacionados, se você se lembrar -. Ela ouviu o escárnio em sua voz, mas não acho engraçado. Houve um momento de silêncio. Acho que isso significa Leighton. Ela endureceu. Ele não poderia ajudá-lo. , Entre outros. -Eu vi o jeito que ele olhou para ela na noite passada. Eu acho que Leighton irá alinhar com você mais rápido do que você pensa. As palavras eram uma lógica picado pouco defeituoso pela curiosidade, ela balançou a cabeça. -Ele está errado. Bento poderia pensar vendo alguma forma de apoio de Leighton ontem à noite, mas ele tinha entendido mal a emoção. Ele tinha visto a frustração, irritação, desejo, talvez. Mas não a preocupação. Em contrapartida, se Bento tinha visto a tempestade que armou o Duque nos estábulos mais tarde naquela noite, depois que foi revelado que ele foi cometido, não pense em coisas como em tudo. Simon estava se casando. As palavras sussurradas em sua mente, e como se conjurou o que era para ser sua noiva, Juliana viu as uvas no meio da multidão, enquanto se dirigia para a sala de senhoras. E ela não podia resistir à tentação.

-Direito de volta ", ela sussurrou, levantando-se. Ela sabia que, assim como ele entrou na sala não devem seguir Lady Penélope, que qualquer conversa que pode ter que ser mais doloroso do que qualquer outra conversa, mas ela não poderia ajudá-lo. As uvas tinha feito algo que Juliana não podia, tinha ficado com Simon. E havia uma parte perversa de Juliana, que simplesmente tinha de saber quem era essa senhora Inglês plano e ideal. O que foi que trouxe o Duque de Leighton imóveis a escolher como sua duquesa. Como ainda era cedo a sala estava vazia, exceto por um punhado de servos, e Juliana atravessou a sala principal do salão para uma pequena câmara, onde conheceu Penélope água caindo em uma bacia pequena, e em seguida, colocar as mãos na água , e respirar profundamente. As uvas parecia doente. -Você não ter dinheiro em suas contas, certo? Penelope se virou para ela, a surpresa em seus olhos se encheram de confusão. "Dinheiro em minhas contas"? -I pode estar certo -. Juliana moveu a mão um pouco oscilante. -Parece ser doente. Em italiano, ele diz que vomitam. Olhos 's ampliou a compreensão de uva em vez de uma bochechas rosadas iluminadas sis. -Ah. Eu vejo que você entende. -Sim. Eu entendo. Lady Penélope balançou a cabeça. -No. Bem, eu não vou usar as minhas contas. Pelo menos eu não penso assim. Juliana assentiu. -Bene -. Disse uma cadeira perto da pia. - Eu posso ir? A uva franziu a testa. Obviamente que não, todos os dias ela teve uma conversa como essa. Mas se eu quisesse para rejeitá-la, era educado demais para fazê-lo. "Por favor. Juliana sentou-se, acenando com a mão. -Você não tem que parar de fazer o que quer que estava fazendo -. Ele fez uma pausa. - O que eu estava fazendo? Penélope olhou para a pia antes de encontrar os olhos curiosos de Juliana. "É algo que eu tenho que fazer para acalmar. -Lave as mãos? Um lado da boca de Penelope subiu em um sorriso depreciativo. -É bobagem. Julian sacudiu a cabeça. -Eu conjugo os verbos. -Em italiano? -Na América. E em Inglês. -

Penelope pareceu considerar a idéia. E ele funciona Quase sempre, a não ser com Leighton. -A maior parte do tempo. Vou ter que tentar. - Por que você está na necessidade de calma? Penélope olhou uma toalha de tempo para secar as mãos. -Não há nenhuma razão. Juliana riu um pouco da mentira óbvia. Não quero ofender, Lady Penélope, mas não muito bom em esconder seus sentimentos. Penelope encontrou os olhos de Juliana. -Você sempre diz o que pensa, certo? Juliana encolheu os ombros. -Quando você tem uma reputação como o meu, há pouca necessidade de medir as palavras. É a dança que faz dela nervoso? Penélope olhou para longe, para encontrar seu reflexo em um espelho por perto. Entre outras coisas. "Bem, eu posso entender isso. Fatos são horríveis, estas danças. Eu não entendo por que alguém se preocupa com eles. Todos esses rumores bobos e danças tortuosos. Penelope encontrou o olhar de Juliana no espelho. -Dance esta noite será inesquecível. -Você quer dizer que os rumores sobre a minha mãe? -Meu compromisso será anunciado hoje à noite. As palavras não deve ter sido uma surpresa, e ainda, colidiu com Juliana. Ele anunciou sua noite compromisso. Seu compromisso com quem -? Ela sabia melhor do que perguntar. Mas ele não podia parar. De alguma forma perversa, teve de ouvir as palavras desta mulher, sua futura esposa. -Com o Duque de Leighton. Juliana sabia que tinha que conter as palavras, mas mesmo assim, nivelando com ela. -Você vai se casar com o duque de Leighton -. Parou Ele propôs para você. Penelope assentiu, perdida em seus próprios pensamentos, flutuando cachos dourados como o cabelo de uma das bonecas para crianças de Juliana. -Esta manhã.

Juliana engoliu o nó na minha garganta. Era evidente que ele havia deixado na noite anterior Ralston resolução Casa cheia, ele escapou por pouco de ter que se casar com um jogo ruim como Juliana ... felizmente conseguiu garantir um bom ... Alguém. E em uma reviravolta do destino horrível, Juliana foi assistir a sua dança de compromisso. Tudo enquanto a reputação de sua família foi destruída. Tardiamente, lembrou-se de suas maneiras. - O que ... feliz ... deve ser você! -Sim. Acho que eu deveria estar feliz. Ela não parecia feliz. Na verdade, os olhos de Penélope tornou-se líquido, e parecia à beira das lágrimas. E, de repente, Juliana sentiu pena da outra mulher. Esta mulher, que estava para se casar com Simon. -Você não quer se casar com ele. Houve uma longa pausa enquanto Penélope parecia calmo. Juliana assistiu com espanto como as lágrimas dos olhos da outra mulher é cancelado, retornando a sua porcelana azul pálido, e um sorriso branco brilhante apareceu em seu rosto. Ela tomou uma respiração profunda. -O duque de Leighton é um bom homem. É um jogo bom -. Juliana não passou despercebido que Penélope não tinha respondido à pergunta. Juliana levantou uma sobrancelha. -Você fala como um deles. Os ejas de Penélope unidos. - Eles -? Juliana acenou com a mão fora da sala de aula e para além do salão de baile. -O. Inglês Penelope piscou. -Eu sou uma inglesa. "Acho que você é -. Juliana Penélope olhou por um longo tempo. Ele é um bom homem. -Ele vai ser um bom marido para mim. Juliana revirou os olhos. -Eu não iria tão longe a ponto de dizer isso. É arrogante e altivo, e ele quer que tudo o que sua maneira fria e calculista -.

Ela teve que parar com isso agora. Simon foi se casar com Lady Penélope. E não era o lugar para obter Juliana. Houve uma longa pausa enquanto Penelope sentiu as palavras, em que Juliana começou a se arrepender de suas palavras Assim como eu estava prestes a pedir desculpas, Penelope disse: 'Isto é como o casamento é. A simples declaração, era como um fato irrefutável, foi a ruína de Juliana. Ele se levantou de sua cadeira, e ele não tinha escolha, mas para fazê-lo. - E o Inglês você? Você fala do casamento como um negócio. -Este é um acordo comercial, Penelope disse, simplesmente. - E o amor? "Tenho certeza de que ... no tempo ... vamos desenvolver um certo ... afeição um pelo outro. Juliana não conseguia parar de rir. -Eu desenvolvi um carinho por tortas de maçã, mas eu não quero um casamento de amor -. Penelope não sorriu. -E a paixão? Penélope balançou a cabeça. -Não há espaço para a paixão em um Inglês bom casamento. Juliana congelou as palavras, um eco de uma outra dança. , Disse outro aristocrata. - Ele disse isso? -Não, mas ... maneira de fazer as coisas. O quarto de imediato parecia menor, mais doente, e desejava respirar Juliana. Penélope era perfeito para Simon. Ele não deve desafiá-lo, deve deixar sua Inglês bonito, ter filhos com cabelos dourados e hospedagem jantar-festa como ele viveu a sua vida tranquila, livre de escândalos paixão, sem complicações. Juliana nunca tinha tido uma chance com ele. E só agora, quando a espiral verdade girou através dele, ele percebeu o quanto ele queria uma. Não há espaço para a paixão em um Inglês bom casamento. Ele virou-se para a porta. Bem, pelo menos isso, você faz um grande casal. Enquanto Juliana alcançou a porta de entrada para a sala maior, as uvas a pegou pelo braço. -Não é fácil, você sabe. Você acha que as damas inglesas não cresceu sonhando com o amor? Claro que sim. No entanto, não produzem para o amor. Nós têm sido levantadas para salvar a reputação. Por lealdade. Estamos levantou para dar a

volta à paixão e tirar a segurança. É o material das novelas? Não. Não gostamos? Não importa. É nosso dever -. Juliana ponderou essas palavras. Duty. Reputação. Segurança. Ela nunca iria entender este mundo, esta cultura. Ela nunca seria um deles. E o que seria isso sempre distinguir. Sempre ser digno de seus sussurros. Nunca seria digno dele. Não da forma que foi este Inglês elegante. A dor voltou, e antes que ele pudesse fazer suas desculpas, Penelope deu-lhe um sorriso, pequena e tranquila. -Nós deixamos o amor para os italianos. Eu não tenho certeza se quero -. A conversa tinha acabado. -Parabéns, Lady Penélope. Ela estava deixando Penelope em sua pia e seu futuro e seu passado através da sala principal, ignorando o grupo de mulheres reunidas ali, a cabeça baixa absorvido no prazer da mais pura essência das danças, fofocas e moda. Ouvi dizer que ele está de volta e prometendo nunca esteve em Itália -. As palavras subiram acima dos segredos sussurros, projetado para ser ouvido. Com a intenção de machucá-la e incentivá-la. E Juliana não podia parar. Ele se virou para ver Lady Sparrow no grupo acima de seus capangas. Ela fez uma cara, e olhando para Juliana disse, sem rodeios: "Isso significa que esse alguém não é o que eles dizem que são. Houve um suspiro coletivo com a sugestão. Sugerir a ilegitimidade de uma pessoa era a mais elevada forma de insulto. E se ele fez, enquanto a pessoa estava no quarto ... Não faria nenhum esta noite drama. A família não precisa. Sra. Sparrow deve ter sido chamado Vulture. Ela estava girando como se vislumbrou alguma carniça. -Por que não me surpreenderia se ela tinha acabado de saber que ele tinha dinheiro e nós estávamos em plena época aqui. Quer dizer, nós não sabemos nada dela. Ela pode não ser italiano em tudo. Poderia ser algo completamente diferente Juliana queria se virar e mostrar o que é ser italiano. Na pele doraran pequeno e cruel palavras dos ouvidos do Pardal velho. Mas isso muda alguma coisa? Não fique aceitação. Eu não faria esta noite, ou qualquer outro vem, fácil. Não remova o escândalo de seu nome, nem seus olhos digno.

Em seus olhos. Ela resistiu à idéia. Não era ele. Ou se foi? Ele não era um deles? Ele não tinha julgado da mesma forma que eles fizeram? Não espere que ele se armar um escândalo onde quer que fosse? Talvez ela não tivesse mostrado que ele estava certo? - Mais alguma coisa? -A cigana? -A espanhola? Se eu não fosse tão bravo, Juliana teria rido do jeito que ele tinha dito essas palavras, como se fossem sinônimo de bruxa. O que estava errado com o espanhol? -Podemos nos perguntar ", disse Lady Sparrow, e grupo de mulheres virou-se para encará-la. Cada rosto sorrindo um sorriso perverso mais do que o outro. Foi assim que iria seguir. Isso era o que era ter o seu em torno do escândalo de um escândalo real, não uma aproximação barata de uma marca preta em sua reputação, porque ele era italiano e, sem meias palavras, ou estranho, ou porque eles resistiram suas regras tolas . Isso era o que ele temia. E quando ele olhou sorrisos perversos, lendo mal em seus olhos, ele não podia culpar Simon. Se ela também se casar com uvas. Uma inundação de raiva e vergonha caiu sobre ela, e Juliana queria gritar e vociferar e atirar coisas para aquelas mulheres horríveis. Seus músculos tensos com um desejo insuportável para atacar. Mas ele estava em Londres por oito meses, e eu sabia que havia coisas mais dolorosas do que golpes físicos. E ela tinha o suficiente. Em vez disso, ele se virou e olhou para seu reflexo no espelho, mostrando colocando uma torção nova em seu cabelo, antes de voltar sua atenção para eles, com o tédio que podia bater-lhes disse. -Você sabe tão bem quanto eu, a Sra. Sparrow, eu sou o que você e ela - ela acenou com a mão preguiçosamente em direção as harpias grupo-me fazer

decidir. Italiano, Cigano, espanhol, usurpador. Congratulo-me com qualquer nome que você escolher ... desde que não me acusem de Inglês. Ela podia ver como a compreensão apareceu em seus rostos contorcidos. -Porque não há nada pior do que certamente ser um de vocês. Ele fingiu não ver a sua chegada. Assim como ele fingiu que não se importava quando ela riu e dançou nos braços do Conde de Allendale. Assim como ele fingiu não contar os minutos gastos no banheiro feminino. Em vez disso, tinha falsificado um enorme interesse na conversa em torno dele nas opiniões dos homens que estavam dispostos a compartilhar seus pensamentos sobre o projeto de lei de gastos militares, e no respeito e apoio do duque de Leighton . Mas quando foi de salão em silêncio, tendo um corredor longo e escuro em direção à parte de trás da casa, onde só Deus sabe quem ou o que pode estar esperando por ela, ele não poderia fingir por mais tempo. E assim, atravessou o salão de baile, educadamente dizendo adeus para aqueles que pensavam que a esquerda no meio da conversa, e Juliana seguiu os recessos do lar ancestral da mulher que ele estava envolvido. A segunda mulher que ele havia proposto nas últimas vinte e quatro horas. O que tinha aceitado sua oferta. Juliana havia rejeitado. Ele ainda não foi capaz de meditar sobre a verdade ridículo. Ela ainda não tinha considerado a possibilidade de se casar com ele. Ela apenas se virou para seu irmão, e em um tom que sugeria que a maioria das pessoas reservadas para crianças e servos, Simon Pearson, Duque de Leighton 11, não sabia o que ele estava dizendo. Como se ele iria oferecer casamento com alguém que veio. Ele deve estar satisfeito com o rumo dos acontecimentos ... afinal, tudo correu como o planejado. Ele ia se casar com a Lady Penélope impecável, e, dentro de um curto período de tempo, iria se juntar duas famílias oficialmente apoiando suas defesas, em preparação para os ataques que viriam quando o escândalo veio à tona.

Ele passou várias portas fechadas, bloqueadas antes de chegar ao corredor curvo para a direita, e em completa escuridão, esperando que seus olhos se ajustassem à luz. Uma vez que ele passou pelas portas na longa reta da sala, continuou. Ele deve sentir-se o mais afortunado dos homens, porque eles tinham conseguido evitar um terrível jogo de Juliana Fiori. Ele deveria estar de joelhos, agradecendo ao Criador por ter salvo o de que grande erro. Em vez disso, ele estava seguindo no escuro. Ele não gostou da metáfora. Ela era uma bruxa. Ela parecia tão frágil naquele celeiro pouco, escovar o cavalo, falando sozinha em tons suaves de auto-aversão. Que homem poderia resistir tal quadro? Ralston poderia ter pensado Leighton era um predador - cavalheiro alguns anos mais velho aproveitando de uma menina de 20 anos de idade. Claro, Simon tinha jogado esse papel ... e socos e aceitou as acusações e propostas. E por mais que tentando se convencer de que ele fez fora de um senso do que era certo, a verdade é que, naquela época, ele fez, porque ele queria. Marcá-lo como o seu e queria terminar o que havia começado. O beijo foi mais do que eu já tinha experimentado. A suavidade da sua pele, a sensação de seus dedos em seu cabelo, o jeito que ele carregava dentro com um pequeno suspiro, como ele ficou duro e ainda sentia dor com a mera lembrança de como ela sussurrou seu nome, a maneira em que ela lhe pediu para julgar os macios, rosa, ... Ele abriu uma porta, olhando para um quarto escuro. Ele fez uma pausa e escutou. Ela não estava lá. Ele fechou a porta com uma maldição. Ele nunca se sentiu assim. Nunca foi tão consumido pela frustração ou desejo ou ... Paixão. Ele estava com a palavra, abanando a cabeça. O que ele estava fazendo? Este foi o último momento antes de seu noivado com Lady Penélope se tornou público ... antes de as portas fechadas e trancadas em todas as outras estradas foi sua duquesa futuro e sua vida juntos. E ele foi atrás de outra mulher por um corredor escuro. Era hora de lembrar de quem ele era.

Penelope seria uma mulher de renome. E seria uma duquesa excelente. Uma visão brilhou em sua mente - não era Penélope. Não era nada como Penélope. Cachos de ébano e olhos da cor do mar Egeu. Lábios maduros e sussurrou seu nome como uma prece. Um riso que levou o vento que se afastou Juliana, no Hyde Park, e zombavam dele no jantar, nas ruas de Londres, em seus estábulos. Ela viveu com paixão. E que também adorei. Ele ignorou o pensamento. Ela não era para ele. Ele se virou. Resolvido. Ele viu a luz na escuridão, marcando a passagem para voltar ao salão. Ele tomou a direção do mesmo. Então, ela falou das sombras. Simon? O seu primeiro nome, em seus italiano melodiosas, pontuado pela surpresa, era a chamada de uma sirene. Ele se virou para ela. - O que você está fazendo aqui? Ele agarrou-a pelos ombros, puxou-a para a primeira sala que encontrou, e fechou a porta atrás deles, rapidamente, selando em uma sala de música. Ela se afastou, em direção à grande janela e onde os banhos com luar de prata, pegou antes que ela funciona em um violoncelo. Ela amaldiçoou brandamente em italiano e muito forte, mesmo para um sussurro quando ela evitou cair no chão. Se ele não tivesse sido tão irritado com ela por intromissão em seu espaço e no pensamento e na sua vida, ele teria rido. Mas ele tinha sido ocupado demais se preocupando que seu irmão seria muito confortável saindo das entranhas, em que, se descoberto, nunca poderia acreditar numa posição comprometedora coincidência. A mulher era impossível. E ele estava feliz que ela estava lá. Um problema, isso. - O que você está fazendo me seguindo por um corredor no escuro -? Ela sussurrou.

- O que você está fazendo em um corredor escuro? -Eu estava tentando encontrar um pouco de paz -! Colocar Ela virou-se, foi até a janela, resmungando em italiano. -Em toda a cidade esta, há um lugar que não é cheia de empresa? Simon não se moveu, sentindo um prazer perverso em sua agitação. Ele não deve ser o único que estava inquieto. -É você quem não deveria estar aqui, não me- Por que você não vai para casa com a sua namorada -? Eu bati antes de mudar para Inglês. - Como você fala italiano? 'Eu acho que não vale a pena fazer alguma coisa, se você não faz bem. Ela ofereceu-lhe um olhar sustentado. "É claro que você é digno de dizer isso. Houve um longo silêncio. -Dante. - O que tem ele? Um lado de sua boca se elevou de mau humor. -Eu tenho uma admiração por ele. E então eu aprendi italiano. Ela se virou para ele, seu cabelo preto brilhante na porcelana luar de prata, a longa coluna de sua garganta sob o luar. -Você aprendeu italiano por Dante. -Sim. Ela voltou sua atenção para os jardins além da janela. Suponho que não deveria me surpreender. Às vezes eu acho que a sociedade elevada é um dos anéis do inferno. Ele riu. Eu não poderia ajudá-lo. Ela foi excelente no tempo. Quando era irritante. - Você não deveria estar lá fora, em vez de aqui, de mau humor no escuro? "Eu acho que você quer dizer pendurado -. Ela não precisa saber como próximo da verdade em seu erro. Ela colocou a partitura no stand, em um ataque de irritação. "Tudo bem. Escondendo. É uma palavra tola, de qualquer maneira. Era uma palavra boba, mas ele descobriu que ele gostava da maneira como ele disse. Ele gostou do jeito que ela disse muitas coisas. Não que eu tivesse qualquer direito. - O que você está fazendo aqui -? Ele perguntou.

Ela sentou-se no banco do piano, olhando para a escuridão, tentando ver. -Eu queria estar sozinho. Ele foi surpreendido por sua honestidade. - Por quê? Ela balançou a cabeça. Isso não é importante. De repente, nada no mundo parecia tão importante. Ele levantou-se, sabendo que ele não deveria se aproximar dela. Ele aproximou-se dela de qualquer maneira. -Gossip-disse. É claro que ele estava se referindo à fofoca. Ela, sem dúvida, o mais afetado por elas. Ela soltou uma pequena risada, dando espaço para ele no banco do piano. O movimento foi tão natural como se ele tivesse pensado por um momento. Como se ele pertencia a esse lugar. Ele sentou-se, sabendo que era uma péssima idéia. Sabendo que nada de bom pode vir de estar tão perto dela. -Aparentemente, eu não sou sua filha, mas sim uma cigana inteligente que tem uma roupa sobre os olhos -. Ela sorriu para as palavras, finalmente se juntou ao seu olhar. Ela poderia ter sido um cigano no momento, com raios de prata da lua em seu cabelo e um sorriso suave e triste em seus belos olhos azuis que pareciam preto na escuridão. Ela era uma bruxa. Ele engoliu em seco. -Lana. Ela estava confusa. -Lana? -Desde que uma venda sobre os olhos, ele corrigiu, dedos desejo ardente de tocar, para suavizar volta uma onda que se soltara de seu pão. -Você disse linho. Ela inclinou a cabeça, a coluna de sua garganta como ela considerou as palavras. -Na Itália, é a lã. Eu estava confuso. -Eu sei -. Ele estava confuso. Ela suspirou. -Eu nunca serei um de vocês. -Porque você não pode dizer a diferença entre linho e lã -? Ele brincou. Ele não quer ser triste. Não agora. Não neste momento de silêncio antes que tudo mudasse.

Ela sorriu. -Entre outras coisas -. Seus olhos se encontraram por um longo tempo e ele preparou-se contra a vontade de tocar. Para executar seus dedos por sua pele suave e puxe-o junto e terminar o que tinha começado na noite anterior. Ela deve ter notado, porque ele quebrou a conexão, virando-se. -Então, você está comprometido. Eu não quero falar sobre isso. Não quero que seja real. Não aqui. -Eu sou. E o anúncio será feito hoje à noite. Ele o fará. Ela sustentou o olhar. "Você vai ter um casamento perfeito Inglês depois de tudo. Ele se inclinou para trás, esticando suas longas pernas na frente dele. -Você está surpreso? Ela levantou um ombro em um floreio. Ele viu que dar de ombros disse tudo. -O jogo nunca foi um que eu poderia ganhar. Ele ficou surpreso. - Você admite sua derrota? Acho que sim. Eu libero você da aposta. Foi exatamente o que eu esperava que fosse. O que ele queria fazer. "Isso não soa como o guerreiro que eu vim a conhecer. Ela deu um pequeno sorriso. -É, mas um guerreiro. Suas sobrancelhas se levantaram. - Por que não? -Yo - Ela parou. Ele teria dado sua fortuna para ouvir o resto da frase. -Seu .. -? - Eu perguntei. -Comecei a me preocupar muito com o resultado. Ele congelou, olhando, observando o modo como sua garganta trabalhou como ele engoliu, a maneira como ele fez sua parte definindo um vestido rosa. - O que significa isso? -Nada -. Ela não olhou. Em vez disso, ele balançou a cabeça de novo. "Eu sinto muito que você sentiu que tinha que cuidar de mim. Lamento que você tem batido Gabriel. Desculpe, você tornar-se algo que você ... arrepender -. Arrepender. A palavra foi um golpe mais doloroso do que qualquer outro que ele tinha dado Ralston.

Ele sentiu muitas coisas para ela na semana passada ... nos últimos meses. No entanto, eu nunca lamento sido um deles. -Juliana - Seu nome surgiu como cascalho como ele se aproximou dela, sabendo que quando eu a tinha em seus braços, talvez ele não deixou eu ir. Ela se levantou antes que ele pudesse tocá-la. -Seria um problema se nós descobrimos. Eu tenho que ir. Ele levantou-se, também. -Juliana. Esperar -. Ela virou-se, dando um passo para trás, no escuro, movendo-se fora do alcance. Nós não podemos falar. Nós não podemos nos ver - ela tremia, como se as palavras poderia construir um muro entre eles. "É muito tarde para isso -. Deu um passo na direção dela. Ela deu um passo para trás. -Ralston deve estar procurando. ele avançou. -Ralston esperar. ela voltou. E tiens sua namorada que reclamar. Ela também pode ser esperado. Ela fez uma pausa, procurando a sua força. -Não, ela não pode. Ele não quis falar com Penélope. Ele sabia que seu dedo para dedo. Explique--. O sussurro foi baixo e escuro. -Yo - Ela olhou para baixo, mostrando a parte superior da cabeça. Ele queria enterrar seu rosto nos cachos, o cheiro ea sensação dela. Mas, primeiro, ela explicou. Ela não falou uma. ele achava que ela não ia fazer. E então ela respirou fundo e disse: 'Eu te disse que eu não gosto de você -. As palavras estavam cheias de derrota. -Você gosta de mim -? Ela olhou para cima, seus olhos azuis refletiam a luz da janela atrás dele, e ele engasgou por sua beleza. Ele levantou a mão, e correu as costas dos dedos em sua bochecha. Ela fechou a carícia olhos. -Sim. Foi um suave sussurro melancólico, quase inaudível. -Eu não sei por quê. Você é um homem horrível. Ela inclinou-se contra ele. -Você é arrogante e irritante, e você tem um temperamento ruim. -Eu não tenho temperamento, ele disse, levantando o rosto para ele, para que ele pudesse vê-lo. Ela abriu os olhos e deu-lhe um olhar de descrença, e se corrigiu:. "Só quando estou perto de você -

-Você acha que é o homem mais importante na Inglaterra, ele continuou, sua voz um sussurro no escuro, enquanto seus dedos arrastou ao longo de sua linha da mandíbula. - Você acha que está certo o tempo todo. Você acha que sabe tudo .. -. Sua pele era tão suave. Ele teve que sair da sala. Foi um erro para ele estar aqui com ela. Se for pego, eles estariam em ruínas, e não teria escolha a não ser deixar arruinado. Ele cometeu apenas algumas horas atrás. Isso tudo foi errado. Ele tinha que ir. Um cavalheiro faria. -Você cobrir tudo com 'arrogancia ". Ele tinha quebrado a coluna de seu pescoço. -Yo - Ela engasgou quando ele lhe deu um beijo suave na base de sua garganta. 'Eu acho que você pode precisar de mais explicações. -Mmm-falou sobre a pele de seu ombro. -Um excelente ponto. Frente. Ela respirou fundo, enquanto os lábios e língua estavam jogando ao lado de seu pescoço. - O que estávamos falando? Ele sorriu em seu ouvido antes de ele assumir o lóbulo macio e aveludado entre os dentes. -Você me disse que todas as razões pelas quais você não deve gostar. -Oh ... A palavra tornou-se um pequeno gemido quando ele lambeu a pele sensível do ouvido. Agarrou-se a seus braços com a sensação. -Sim. Bem. Essas são as razões mais importantes. -E ainda, como você de qualquer maneira -. Ele se mudou, para dar beijos suaves ao longo da borda de seu vestido, que foi fácil por causa da extensão lisa de pele existente lá, o peito arfando ofegante para respirar. Ela não respondeu por um longo tempo, e ele deslizou um dedo sob a seda, acariciando, procurando até que encontrou o que estava procurando duro e pronto para ele. -Juliana? 'Sim, caramba, eu gosto de você. Ele recompensa puxando para baixo o vestido para revelar a ponta-de-rosa de mama à luz do luar. "Não é algo que você deve saber, ele sussurrou, as palavras vieram de longe. - Sim? Ele soprou uma grande explosão de ar frio através de seu mamilo enrugado, pedindo para apertar mais, implorando por sua boca.

Ele ia tentar hoje à noite. Uma vez, antes de retornar a sua formal e respeitável. Apenas uma vez. Uma onda de prazer passou por ele, e foi duro e pesado com o pensamento. Simon - suspiro - me torturar. Ele bateu um de seus seios perfeitos, rolando o polegar através de sua ponta, deliciando-se com a forma como ela foi dada para o sentimento. - O que é -? Ela perguntou, sua voz rouca de prazer. - O que é -? Ele repetiu. - O que eu sei? Ele sorriu com a pergunta, arrastando os olhos para encontrar os dela, as suas pálpebras pesadas e totalmente bela. Um gosto dele. Um último teste. -Eu gosto de você também. Capítulo Doze A música é o som dos deuses. Senhoras delicadas tocar piano perfeitamente. -Um tratado sobre o melhor de senhoras Estamos confiantes de que ainda há tempo para o casamento da temporada ... - Folha do escândalo, outubro 1823 Ele levantou-a em seus braços, virou-se e levou-a de volta para o banco do piano. Baseando-se no banco de madeira dura, ele se ajoelhou diante dela e ahuecándole inclinándosela para ela receber seus beijos. Suas mãos alcançaram seus seios, levantou-os, e descobriu, acariciou seus picos, suavemente beliscou até que ela engasgou, e recompensou-o com um gemido, dando tudo o que ela não sabia que ela queria. Ela sussurrou seu nome quando ele lambeu a ponta de um seio de pedra, o envio de lotes de sentimentos por ela. Ela enterrou os dedos em seus cachos dourados, segurando-o para onde ele causou estragos em sua pele e as suas emoções. Ele gemeu ao sentir suas mãos em seu cabelo, e ao som de prazer se alegrou.

Eu sabia que não deveria permitir isso. Eu sabia que estava em perigo de perder tudo. Ele não se importava. Enquanto ele não parar. Ele apertou-a contra ela, adorando seus lábios e língua e uma sugestão perverso com os dentes, as mãos acariciando-a, pressionando-a para mais perto dele, até que ele pensou que poderia se tornar um. Simon ... Ela sussurrou seu nome e ele parou, olhou para cima, seus olhos brilhavam com o calor. -Deus, Juliana, - ele colocou a mão, e tocou o lado de seu rosto, e ela virou a cabeça impulsivamente, e deu um beijo suave e quente na ponta de seu polegar em um círculo com a língua antes de morder sua carne macia. Ele gemeu com a sensação, puxando-a para si e beijando que não fez nada, mas reivindicar seus carinhos. Quando terminar, ambos estavam respirando pesadamente, e suas mãos tinham encontrado o seu caminho para o casaco sobre seu peito largo e firme. -Eu quero ... Ele começou, lançando palavras como ele voltou sua atenção para os seios, tomando um mamilo entre os lábios, colocando o pico estreito entre língua e dentes até que ela não podia pensar. Quando ele a soltou, deu um sorriso de lobo, e ela não podia ajudar, mas alcançálo, deixando que seus dedos tocar em seus lábios, como se tocando seu sorriso indescritível pode gravá-lo em sua memória. Ele tomou a ponta de seu dedo em sua boca, sugando até que ela engasgou. - O que você ama? O amor entrelaçadas entre eles, e ela foi atingida por uma pontada de nostalgia ... ela queria. Por mais de um momento roubado em lugar escuro, privado ... durante mais de duas semanas ... Eu quero que você me ama. Escolha-me. -Vamos -. Ela abriu as pernas, sabendo que estava sendo tolo. Sabendo que, se eles foram pegos, estaria arruinada, e ele iria ficar com sua futura esposa. Mas ela não se importava. Eu queria senti-lo contra ela. Ele não se importava que tinha camadas de tecido entre eles. Não importa que eles nunca poderiam estar tão perto quanto ela queria. Seus olhos se fecharam brevemente, como se a reforçar-se contra ela, e ela pensou por um momento em que eu não podia recusar. Mas quando os abriu, viu flashes de desejo no âmbar impressionante profundidade, e então ele estremeceu de prazer e deu a ela o que ela queria, pressionando mais perto.

-Você é minha sirene-disse ele, deslizando as mãos até as coxas e panturrilhas para baixo, sentindo a forma sob a seda do vestido que separá-los a partir do que eles queriam. -Minha tentação ... minha feiticeira ... Eu não posso resistir, não importa o quanto eu tente. Ameaças de enviar-me sobre a borda. Suas mãos alcançaram seus tornozelos, e ela estremeceu de prazer imediato e intenso para seu toque. Seus olhos se arregalaram. Simon, eu não -Shh, disse ele, enquanto suas mãos lentamente se aventurar dentro de suas pernas, deixando pegando fogo. -Eu vou te mostrar o que eu quero dizer. As pontas dos dedos chegou à beira da renda, média alta scalloped da coxa, e dois reclamou com o toque de pele contra pele. Ela fechou as pernas, prendendo a mão entre suas coxas quentes. Ela não podia. Ele não deveria. Ele se inclinou para frente e pôs a testa na dela. -Juliana, deixe-me tocar-te. Como poderia resistir a essa tentação? Ele relaxou, abrindo suas coxas, sabendo que ela era um libertino. Não se importar. Ele sorriu, suas mãos indo mais e mais alto. "Você não está usando calcinha. Ela balançou a cabeça, mal capaz de falar através de antecipação. -Eu não gosto. Nós não usá-los na Itália. Ele tomou sua boca em um beijo mal. - Eu mencionei como eu amo os italianos? O sentimento, se todos os argumentos que tinha contra ela, a fez rir. Então seus dedos alcançaram o seu núcleo, tocando o cabelo macio lá, começando, pesquisar e enviar um conjunto de sensações através dela. E seu riso tornou-se um gemido. A boca para o ouvido, e sussurrou enquanto seus dedos coisas ruins olhou. Encontrado. Ela sabia o que queria. SomenteSimon ... - Ele sussurrou. Ele deslizou um dedo profundamente em seu coração, e ela fechou os olhos ao toque, recostando-se sobre a sensação, as teclas do piano suspirando abaixo do seu movimento. "Sim", ela sussurrou, vergonha e ousada ao mesmo tempo.

'Sim, ele repetiu, enquanto um segundo dedo juntou-se ao primeiro, e seu polegar fez coisas ruins, maravilhosas, que cercam suas dobras secretas. Ela mordeu o lábio. -Para ... não, não pare. Seu sorriso era largo e ruim. - Qual dos dois? Ele acariciou-lhe profundidade, e ela tomou-o pelo braço, sussurrando. Não-Do. Não pare. Ele balançou a cabeça, olhando para ela. "Eu não poderia mesmo que tentasse -. Segurando seu olhar, ele trabalhou em tempo com o movimento de seus quadris, dissonante com o suave tilintar de teclas de piano abaixo dele. Tudo desapareceu, exceto a sensação de que, músculos fortes, os braços de renda, o grande caminho que ele a tocou, deixando-a mais e mais rápido em direção a algo que ele não entendia e não confiar inteiramente. Ela levantou-se, e ele estava lá, tomando primeiro o rosto, levando seus lábios. "Eu estou aqui, ele sussurrou contra eles. Foi, de fato? Ela endureceu, balançando a cabeça, atirou para o prazer. -No. Simon .. -. -Leve, Juliana -. Demanda bateu nela, é tão urgente que não podia continuar. Ela engasgou com prazer, e ele veio aos lábios novamente, alimentando seu desejo mais insuportável para ele onde dói e onde ela precisava de mais do que eu imaginava, seus olhos âmbar bonitas era a sua âncora na tempestade. Quando ele viu o sinal da última explosão de prazer que lhe deu um beijo suave na bochecha de um grande arco e recomposto a saia, puxando-a em direção a ele como ela recuperou a sua força. Ele a abraçou, ainda e imóvel por longos minutos. Cinco. Talvez mais. Antes de se lembrar onde estavam. E por quê. Ela empurrou-o de volta, longe dela. -Eu tenho que ir -. Levantou-se, perguntando-se quanto tempo mais ele seria capaz de suportar esta noite sem fim. O pior ainda estava por vir. -Juliana disse, e ouviu a súplica em sua voz, por que ela não sabia. Ela esperou ansiosamente para ele dizer algo que poderia fazê-la se sentir melhor. Isso seria correto. Quando o fez, ela falou. -Se casar. Ele ergueu as mãos. Ele fez uma pausa. E caiu em frustração. 'Desculpe. Eu não deveria, eu tenho um .. -

Ela estremeceu com as palavras que ela não poderia ajudar. "Não", ele sussurrou. -Não se desculpe -. Mudou-se para a porta, teve uma mão na maçaneta quando ele falou de novo. -Juliana. Eu não posso - ser interrompido. Repensada. 'Eu vou casar com Lady Penélope. Eu não tenho escolha. Lá estava ele de novo, seu tom frio e magistral. Ela deixou seu descanso em porta fresco mogno frente, tão perto que pôde sentir o cheiro das manchas de madeira ricos. Ele falou de novo. -Há coisas que você não pode entender. Eu tenho. Ela colocou a palma da mão contra a porta, resistindo à tentação de jogar terrível aos seus pés e pedir-lhe para escolher o seu. Não. Ela teve mais orgulho do que isso. Havia apenas uma maneira de sobreviver a isso. Com dignidade intacta. "Claro que você deve, - sussurrou. -Você não entende. "Você está certo. Eu não. No entanto, é importante. Obrigado pela lição. -A lição? Esta era a sua chance de ter a última palavra. Para sentir-se pelo menos ela tinha ganhado. - A paixão não é tudo, certo -? Ela estava orgulhosa da leveza de sua voz, a maneira como ele jogou as palavras que ele tinha dito há algum tempo, e ele não se importou. Como se não foram convulsionou todo o seu mundo. Novamente. Mas ela não confiava em si mesma para olhar para ele. Esse foi um papel difícil de jogar também. Em vez disso, ela abriu a porta e saiu para o corredor, não se sentir em todos como eu ganhei. Eu senti que tinha perdido muito. Ele tinha, depois de tudo, a mais importante das regras quebradas. O desejo mais do que eu poderia ter. Ela o queria, e agora ele sabia ... ele também queria.

Em nome de algo maior do que a tradição, a reputação mais ousada, mais importante do que um título bobo. Ela pendurou na entrada do salão, observando as sedas de roda, a maneira como os homens entraram, dançou, conversou com o inegável sensação de lei e ordem, longas linhas elegantes das mulheres, que não conheceu Duvido que eles pertenciam lá. Neste caso, não há nada mais importante do que a santa trindade da reputação, tradição, e título.Y para alguém como ela,-ele não tinha nada de absolutamente três foi, sem dúvida, de alcance.Y ela tinha sido errado fingir até alcançá-lo. Eu não poderia tê-lo. Ela respirou fundo, uma respiração para se firmar. Eu não poderia tê-lo. -Ah, bem. Eu te encontrei. Nós precisamos conversar - Mariana sussurrou levando-a pelo cotovelo, onde havia se materializado. -Aparentemente, o nosso não é o gadget só que foi ao ar hoje. Juliana piscou. -Nossa buzz - Mariana cortou com um rápido olhar, irritado. "Na verdade, Juliana. Você tem que esquecer a idéia de que você é o proprietário de todos os problemas em nossa família. Somos uma família. É nossa carga a suportar tão bem. - Juliana não tinha tempo para apreciar a sensação de que Mariana estava expressando. -Aparentemente, há um outro grande evento que ocorre hoje à noite. Um que não vai gostar. Leighton ser-Eu sei -. Curta sua amiga Juliana. Ela não acha que ela poderia suportar ouvi-lo novamente. Mesmo Mariana. - Como você sabe? Ele me contou. Mariana levantou as sobrancelhas. - Quando Ela encolheu os ombros, esperando que seria suficiente para a irmã de sua irmã. Aparentemente, não. -Juliana Fiori! Quando foi que ele te disse? - Ela deveria ter dito o que disse Ralston. Ou que ele tinha ouvido no banheiro feminino. Normalmente, isso seria mais rápido. Normalmente, não apenas um coração quebrado. Seu coração não estava quebrado, certo? Ele certamente se sentiu assim. -Antes. De volta quando? -No início da noite de hoje -. Mariana balançando a cabeça. Na verdade rangia. Juliana fez uma careta. Ela deveria ter dito que era a noite anterior. Juliana virouse para encará-la. -Por favor, não faça isso um problema. - Por que você estava com Leighton cedo esta noite? Não há razão, exceto que eu estava muito perto de estragar no inverno que pertence a sua futura esposa. Ela encolheu os ombros novamente. -Juliana, você sabe que poderia muito bem ser o hábito mais irritante de seu. - Sério? Eu tenho tantos. - Você está bem? - Você quer dizer o ombro? Sim, certo. Mariana olhos se estreitaram. - Você está fazendo isso deliberadamente difícil.

-Possivelmente-.Mariana olhou para baixo. Eu realmente olhou para ela. Juliana e instantaneamente se tornou nervoso. O olhar do jovem duquesa suavizou quase que instantaneamente. -Oh, Juliana, - sussurrou. 'Você não é bom em tudo, certo?-Soft e palavras amáveis provou a ruína de Juliana. De repente, ele tinha dificuldade em respirar, dificuldade em engolir, toda a sua energia de uma só vez dedicada a resistir atirando nos braços de seu amigo e lamentar. O que, claro, ela não poderia fazer. Eu tenho que ir. "Eu vou com você. - Não. - Ela ouviu o pânico em sua voz. Ele respirou fundo, tentou evitar falar de novo. -No. Eu sou ... tem que ficar. - Mariana não gosta que lhe digam o que fazer. Juliana viu sua hesitação, olhou se recusasse a considerar. -Por favor, Mari. "Tudo bem. Mas Tomaras nossa carruagem. - Juliana fez uma pausa, com isso em mente. -Eu, sim. Tudo bem. Vou levar o seu carro. Mari-Ela ouviu o clique de sua voz. O d etestaba -. Que eu tenho que ir. Agora. Antes .. -. Antes que ela tinha que ver o anúncio oficial em uma caixa horrível e perverso. Mariana assentiu. -Claro. Vejo você lá fora. Obviamente você não se sentir bem. Claro, você tem uma dor de cabeça. -Juliana teria rido se você tivesse olhado para tudo engraçado. Mariana começou a empurrar a multidão para a beira da pista de dança, Juliana seguia de perto. Eles haviam dado apenas uma dúzia de passos quando a banda parou de tocar, e houve um tumulto na plataforma onde estavam sentados. A conversa parou quando o marquês de Needham e Dolby, um grande homem que, obviamente, gostava de beber, gritou, - Atenção Juliana cometeu o erro de olhar para o banco. Simon viu insuportavelmente alto Duke belo-perfeito. O marido perfeito. Perfeito. Mariana se virou para ela com os olhos arregalados, e apertou a mão dela Juliana. -Mais rápido. "Nós não podemos fazê-lo ... -Mariana balançou a cabeça. -Todo mundo quer ver-.The pânico inundada, e salão de baile horrível, enviou uma onda de náusea por ele. É claro que eu não podia deixar. Fuga faria um tema de conversa mais. Não agora. Não quando o compromisso foi cuidar de seu escândalo. Ele odiava sua mãe, no momento, mais do que nunca. Juliana fechou os olhos, sabendo o que estava por vir. Não saber como eu iria sobreviver. Ela virou-se para o pódio, e Mariana pegou a mão dela, apertando-o com força, uma rocha em um turbilhão de terror. Juliana e escutou em silêncio como o único homem que queria mais do que qualquer coisa por si mesmo, ele prometeu a si mesmo para o outro. Felizmente tudo acabou rapidamente, os lacaios passou champanhe entre os convidados, que levantaram as taças e juntaram as suas vozes brindar o casal feliz. Ninguém percebeu que Mariana e Juliana, polidamente, recusou a bebida, nem eles nem perceberam o momento em que o Duque de Leighton levantou a mão de sua duquesa futuro e levou-a aos lábios, os dois estavam se dirigindo para a saída . Uma eternidade passou até que ele subiu os degraus da pista de dança, uma vez lá, Juliana cometeu o erro de olhar para trás, de dar uma última olhada para Simon e sua futura esposa. Ele estava olhando para ela. E ele não podia resistir a ver seus cachos dourados, mandíbula forte, e os lábios, olhos e âmbar como seu túmulo fez sentir-se como se ela fosse a única mulher no mundo. É claro que não era.

Porque a sua futura esposa estava ao seu lado. Ele virou-se e fugiu para o corredor, temendo que ela ia ficar doente, se ficasse em casa miserável que mais tempo. Felizmente, servos Dolby casa foram os melhores dos melhores, e um lacaio já estava abrindo a porta quando ela correu suas lágrimas, borrando sua visão, saltos Mariana. Ele sentiu o ar fresco da noite, para além de Outubro e deu uma pequena oração de agradecimento. Ela estava segura. Ou poderia ter sido ... Se eu tivesse lembrado os legumes. Tarde demais, ele percebeu que a escada foi afogado em frutos da colheita, e então já era tarde demais para parar. Ela já havia colocado um sapato dentro de uma abóbora grande, redondo, e enviou toda a pirâmide em colapso. Ela ouviu Mariana alarmou pelo nome, como ela caiu, uma onda de abóboras e cebolas rolou com ele por meia dúzia ou escadas assim para a base faltando, caindo em um montão. Quando ele abriu os olhos para ter certeza de que tinha sobrevivido à queda, ela estava cercada por vegetais, muitos deles rasgada, suas entranhas respingando em toda a rua de paralelepípedos. Juliana viu um nabo, aproximadamente o tamanho de seu punho, e passando tiro veio de um descanso sob uma espera carro, um soldado caído no abate. -Oh, meu .. -. Ela olhou para cima para encontrar Mariana no topo da escada, olhando para ela com os olhos arregalados, com uma mão em sua boca aberta. Dois lacaios estavam bem atrás dela, olhando completamente incerto do protocolo nesta situação particular. Juliana não podia parar. Ele riu. Não sem problemas, ou silenciosa, também. O riso estridente e enérgico, ele não poderia conter ameaçava sua capacidade de respirar. O riso contido toda a tristeza e frustração e raiva e irritação. Ele enxugou uma lágrima de seu rosto, olhou para Mariana e encontrou ombros do seu amigo estavam tremendo com o riso também. E os criados, também, não poderia ajudá-lo. Sua risada enviou uma onda de entusiasmo por ela. Ela abriu um espaço para ser capaz de parar, e seus movimentos sacudiu o outro .. Eles fizeram o seu caminho descendo as escadas, um lacaio flexionado para ajudar Juliana ficar e ver a extensão dos danos. Ela tinha devastado a peça central da Sra. Needham. As escadas foram limpos antes que alguém deixou a dança. E a linda rosa de seda Juliana estava coberto por sementes grandes gobs e celulose, completamente arruinado. Ele levantou-se, agradecendo o noivo e encontrou Mariana, que ainda estava rindo resposta foi certamente muito mais terrível do que divertida.-Você tem ... Ela balançou a cabeça e fez um gesto com a mão para indicar o corpo de Juliana. -Em todos os lugares-.Juliana puxou um longo pedaço de seu trigo cabelo. Acho que é pedir muito que um desses carros é o seu?-Mariana inspecionados os veículos de espera. "Na verdade, não é de todo. Este é o nosso. Juliana dirigido. -Finalmente, algo vai bem. Mariana abriu a bolsa e tirou algumas moedas de ouro para os lacaios. -Se você pode esquecer que, exatamente, destruiu a decoração do seu amor ... Ela apertou as moedas nas palmas das suas mãos antes de se apressar para transporte e, em seguida, colocar dentro de Juliana. -Acho que vai permanecer em silêncio -?, Enquanto o cocheiro perguntou Juliana foi colocado em marcha.-One pode esperar que eles vão ter misericórdia de TitusJuliana suspirou, inclinando a cabeça em estofados preto em linha reta. Ele deixou o movimento do carro calma por alguns minutos antes, ela disse: "Bem, você tem que me dar algum rio crédito.-Mariana. -Por que -? Eu não posso ser acusado de deixar em silêncio na noite. -

CAPÍTULO TREZE Infelicidade é para aqueles que não têm cultura. O requintado senhora enfrenta todos os obstáculos com graça. -Um tratado sobre o melhor de senhoras. A abundância da colheita é surpreendentemente escassa este ano ... -A folha de escândalo, em outubro de 1823. Sua noite horrendo não havia terminado. Bennett, o velho mordomo que serviu sob o Marquês de Ralston como suspeitos Juliana foi para sempre, estava acordado quando ele chegou em casa-uma ocorrência rara quando eu estava um pouco cansado, e tinha um monte de jovens que eram apenas lacaios capaz de esperar para que o proprietário da casa devolvido. Anos de experiência Bennett absteve-se de perguntar sobre o status de Juliana, sem o casaco, que ela havia deixado em sua pressa para escapar da dança, eu teria que encontrar uma maneira de recuperar, em algum momento, suposto e cobrir para o núcleo do vísceras, entre outras coisas. Na verdade, ele inclinou-se ligeiramente quando ela entrou na casa - uma que ela teria sido tão chateado mas exausto e desesperado por um banho e cama. -Bennett, por favor, envie-me preparar um banho. Como você pode ver, eu preciso dele - disse ela, indo diretamente para a escada de mármore no centro da grande casa na cidade. Senhorita Fiori-você-me perdoe, hesitou e se virou para ele, esperando. -Tem um visita.-A explosão de emoção, curto e impressionante, assim como o seu pensamento imediato foi que Simon havia chegado. Mas, não ... não havia nenhuma maneira que ele teria continuado a Ralston House-Não, a menos que ele havia fugido da cena do anúncio de seu noivado. Era algo que eu sabia que era melhor não pensar mesmo. Simon nunca faria algo tão ultrajante. Ela ignorou o fato de que mais cedo que tarde, havia participado de um interlúdio escandalosamente escandalosa. -Um visitante? Para mim? Butler rosto escureceu, traindo uma emoção que Juliana não gostou. -Sim, senhora. Sua mãe -. Algo pesado e deslizamento frio. Julian sacudiu a cabeça. -No. Estou muito cansado de lidar com ele hoje à noite. Ela pode esperar Gabriel . "Ela diz que está aqui para ver você. -Bem, eu não estou recebendo. Ela vai ter que tentar de novo. -Estou impressionado. Você cresceu para se tornar uma força de vontade muito jovem -. Congelou Juliana com as palavras, proferidas em italiano perfeito, calmo atrás dela. Ele encontrou os olhos de Bennett, cheios de tristeza, e disse-lhe para ir com o que esperava ser um sorriso tranquilizador antes de voltar para sua mãe. Qualquer um que não tinha falado por uma década. Seu olhar foi até sua mãe, observando o penteado destruído, arruinado roupas lama, e não identificáveis grupos ligados a ele, e Juliana foi imediatamente lembrado de que era para ser a filha de Louisa Hathbourne-quando não foi abordado seu desinteresse legal, um recebeu uma enxurrada de desgosto. Ela nunca foi bom o suficiente para sua mãe. Todas aquelas vezes que ele tentou provar que ele era digno do amor de Louisa ... seu orgulho ... Eu nunca recebeu. -Nem por um momento eu pensei que você tinha algo a ver com o meu personagem.

-Eu não sonho com isso, Juli-.The diminutivo-o favorito de seu pai enviou um choque de tristeza e raiva por Juliana. -Não me chame de bem.-Sua mãe mudouse da porta para a sala de recepção, que era um braço de Juliana. - Você vem comigo? Eu gostaria de falar com você. Eu estive esperando muito tempo. - E como se sente ao estar à espera de alguém para voltar? Eu acho que é uma novidade. Louisa sorriso era pequeno e secreto. -Eu merecia -. E muito mais, eu lhe garanto. Ela considerou ignorando o pedido de sua mãe. Considerada a busca de seu quarto e deixa o cozido mulheres mais velhas permanecem no lobby até eles ficam entediados e sair. Mas em algum lugar, no fundo, Juliana ainda estava o filho de 10 anos de idade. A pressa em fazer a vontade de sua mãe com a esperança de que, hoje, seria digno de sua atenção. Ela odiava quando ele seguiu a sua mãe na sala de recepção. Ela odiava quando ela se sentou em frente. Odiava-se enquanto espera por esta mulher que teve uma overdose que ela tomasse mais. Vez que ela não quis dar. -Desculpe por Sergio. Eu não sabia que ele tinha morrido. -Juliana queria gritar para o nome do pai no idioma desta serpente. Em vez disso, ele se juntou a calma de sua mãe, e disse: - Como você pôde? Nunca olhei para trás era uma vez -. Luisa baixou a cabeça uma vez, reconhecendo o golpe. Você está certo, é claro. Desculpas. Juliana pensou, gritou palavras em sua mente. Não se arrepende? Eles ficaram em silêncio por um tempo, até que Juliana estava pronto para sair. Se Luisa pensei que eu iria levar a conversa, estava muito errado. Ele estava prestes a levantar-se quando sua mãe falou de novo. "Estou feliz que você poderia encontrar Gabriel e Nick. "Eu também -Ah, então você vê, algo de bom foi ter-me como uma mãe -. Had auto-satisfação em suas palavras. Claro que sim. Louisa nunca evitou apontar as coisas boas sobre si mesma. Talvez porque havia muito poucos deles -. É este o momento de dizer o quanto sou grato a deixar-me? Isso vai deixá-los? -Pelo menos sabia melhor do que responder a isso. - O que gostaria de dizer a você, Juli Sua voz tornou-se o aço. -Primeiro, eu gostaria que você parar de usar esse nome. - Por quê? Eu tinha uma parte em nomear o seu. Os dois, assim chamou. Somente um de vocês merece.-Um olhar de tédio no rosto de Luisa. Bobagem. Eu lhe dei a vida. Isso me dá tanto direito quanto qualquer um para chamar como eu gosto. Mas, bem, Juliana, responder a pergunta. Ele mudou para o Inglês. - O que você quer de mim? Eu quero explicar. Eu quero que você me diga por que eu saí. Por que saímos. Por que voltou. Juliana riu sem graça, e respondeu em Inglês. O pensamento de você me perguntar isso é ridículo. - Dá-me licença? -Seria um excelente começo -. Cool blue O olhar de Louisa e dela, pareciam olhar através dele. -Nós vamos ficar aqui muito tempo, se é isso que quieres.-Juliana encolheu um ombro. -Excelente. Então estamos a fazer. Ela se levantou. 'Seu pai costumava fazer isso também. Encolher de ombros. Estou surpreso que você não foi na Inglaterra posta de lado por isso. Não amigável de suas maneiras. -

-Inglaterra não tem nenhum poder sobre-milha. De repente, as palavras não parecia tão certo. - Não? Inglês é muito bom para alguém que não se preocupa com a cultura. Eu vou ser honesto, fiquei surpreso quando Gabriel me disse que você estava aqui. Eu não posso imaginar que seja fácil para você sobreviver na alta sociedade. -Juliana permaneceu em silêncio, recusando-se a dar Louisa o prazer de saber que ela estava certa. Sua mãe continuou. -Eu acho que é o mesmo que foi para mim. Difícil. Você vê, meu caro, não são tão diferentes. Nós não somos tão diferentes. Estas foram as palavras que ela temia. As palavras que eu rezava para que não fosse verdade. -Nós não somos como os outros. -Você pode dizer isso de novo e de novo. Isso não vai mudar a verdade -. Louise se inclinou em sua cadeira. -Olhe. Você acabou de voltar de um baile, talvez, mas a cobertura indica algo que você não teve a mais respeitável das noites. O que você tem feito? -Juliana olhou para si mesma. Ele resistiu à tentação de dizer nada a ela. -Não é da sua empresa. -Não importa. O ponto é que você não pode resistir a aventura. Você não está disposto a se afastar do que o tenta a qualquer momento. Meu gosto por emoção tem sido desde que eu tomei minha primeira respiração. Resisti o quanto quiser, mas eu sou sua mãe. Eu estou em você. Quanto mais cedo você parar de lutar contra isso, mais feliz você será. No.No era verdade. Fazia uma década desde que eu tinha visto Juliana Luisa última ... dez anos em que Juliana teve a oportunidade de crescer e mudar e resistir partes de sua mãe, que permaneceram dentro dormente. Ela não estava procurando por escândalo de aventura, ou ruína. Será que ele realmente dela? Um brilho brilhou em suas memórias: perseguido através de um jardim escuro, escondido em um carro estranho, andando pelo Hyde Park, com moda masculina, saltando de um tronco de um chapéu substituível, derrubando uma pirâmide hortaliças cultivadas, esperando do lado de fora do seu clube Simon, Simon beijando nos estábulos, Simon beijando no conservatório da casa de sua noiva. Simon beijando. Ela praticamente teve seu caminho, muito perto de causar um escândalo na última semana e, antes disso, desde que chegou a Londres, ela não pode ter querido a aventura, mas certamente não tinha resistido ao tempo da sua chamada . Querido Deus. Ela olhou para a mãe, estar com aqueles olhos azuis que eram iguais aos seus, os olhos brilhando com um conhecimento que Juliana tinha tanto temido e odiado. Ela estava certa. - O que você quer de nós -? Ela ouviu o tremor em sua voz. Desejo que eu não estava lá. Luísa ficou em silêncio por um longo tempo, imóvel, com os olhos frios e após vários minutos, Juliana decidiu que ele tinha o suficiente. "Eu passei muito da minha vida esperando por você -. Ela se levantou. 'Eu vou para a cama. -Eu quero o meu life.-Havia tristeza nas palavras, não houve arrependimento, tampouco. Eu não teria. Este foi o mais próximo que qualquer dessas emoções que você chegar a sua mãe. A pena era para as pessoas com uma capacidade de sentir. Incapaz de se conter, Juliana se sentou novamente na borda da cadeira e deu um longo olhar para a mulher que lhe dera vida. Sua beleza, o presente que ela lhe dera três filhos-estava mostrando sinais de sua idade. Havia fios de prata em sable, seus olhos azuis obscurecida por ano. Havia um punhado de linhas no rosto e no pescoço, um ponto em seu pescoço. Os anos haviam sido bom para

Louisa Hathbourne, mas de uma forma degradada e idosos, o que a fazia parecer mais bonita do que as mulheres que achavam que tinham perdido tudo. Não que isso daria a impressão de sentir que manera.-Você deve saber ... - Disse Juliana, ... não pode apagar o passado. -Irritação explodiu no rosto de sua mãe. "Claro que sim. Eu vim para buscar o meu título. Ou em casa. Ou por Gabriel e Nicolas -. E certamente não por mim, Juliana pensou. -Mas chega um momento em que não é fácil viver a vida que eu Entendendo vivido. calcinada . E você acredita que Gabriel irá ajudá-lo a viver uma vida diferente. Ele foi criado para ser Marquês. Chamada para proteger a sua família a qualquer custo. Porque você acha que eu disse a seu pai que você enviar aqui, se acontecesse alguma coisa com ele? -Juliana balançou a cabeça. -Você deixou ele. -Sim. Mais uma vez, ela foi atingida pela falta de arrependimento em respuesta. Ele nunca apoiar .. -. -Vamos ver -. Havia algo em seus olhos uma consciência aguda nascido de anos de auto-interesse e manipulação. E então tudo ficou claro. Esta foi a sociedade de Londres, onde a reputação importava para todos, incluindo o Marquês de Ralston. Especialmente no caso do Marquês do novo Ralston, que tinha uma esposa e uma irmã e nascituro proteger. Juliana baixou o olhar. -Você sabe. Você sabia que iria causar um escândalo. Você sabia que ele ia fazer tudo o possível para minimizar os estragos. Não te machucar ... nenhum mal para nós. Você acha que ele vai dar uma solução. Algo para tê-lo do jeito que você está acostumado. -Um lado da boca de sua mãe levantou-se em um meio sorriso, e afastou um pontinho de seu vestido, um projeto para vários anos. -Adivinhou minha estratégia muito rapidamente. Como eu disse, nós não somos tão diferentes, você e eu -Eu não teria tanta certeza sobre isso, mãe -. Ralston falou da porta, e Juliana focado nele e Callie, correndo em sua direção. - Que parte do 'não chegar perto de Ralston House novamente ", - têm dificuldade em compreender? -Louise deu-lhe um sorriso. -Bem, já faz quase duas décadas desde que eu estou na Inglaterra, querida. Significados são irritante às vezes. Ela levantou a mão para Callie. -Você deve ser a Marquesa. Desculpe, eu estava tão rapidamente escoltado para fora da sala a última noite que não foram apresentados adequadamente. -No. Você não estava - disse Ralston demorou -. Você sabe por que está aqui -? Disrupted Juliana, indignação empurrou para seus pés. - Você sabe que você quer dinheiro? "Sim", disse Gabriel, naturalmente, antes de perceber vestido Juliana. - O que diabos aconteceu com você? "Acho que agora não é o momento para discutir isso, Gabriel, - Callie interrompido. -Nós não vamos dar, certo -? Juliana pediu um grito, ignorando todos, mas a questão mais importante na mão. -Eu não decidi ainda. Gabriel Ela resistiu à tentação de cair no chão. Ele a ignorou. "Eu gostaria de ir, mãe. Se você precisa de nós, por favor, envie-nos uma nota. Nick tem uma excelente equipe. Eles sabem como chegar até nós. Ela está morando na casa da cidade de Nick -? Disse Juliana. Ele vai ficar furioso quando souber! -

Bobagem. Nick sempre foi o garoto que eu gostava - Louisa disse casualmente, levantando-se e indo para a porta. -Eu me pergunto se Bennett colocar meu casaco fogo. Eu sempre odiei esse cara. -Eu suspeitava que ele tinha um gosto excelente, 'Juliana disse, incapaz de manter a calma. Tut-tut, Juliana, você acha que ninguém lhe ensinou boas maneiras. -Eu era a falta de influência feminina na minha juventude. -Mmm. Louisa tomou um longo vestido inspeção Juliana. Diga-me ... Você acha que se eu tivesse ficado na Itália, embora ele não teria sementes de trigo esta noite? Ela virou-se e saiu da sala, Juliana encarou, esperando que ter um estilingue para lançar sua mãe farpado. Quando Louisa havia deixado o quarto, Callie virou-se para eles e disse: "É incrível que os dois se tornam como normal com uma mãe como ela. "Eu não sou normal. Eu não tenho certeza sobre Juliana, também. Callie olhou para eles com um sorriso irônico. -O grande mistério da noite foi resolvido, que derrubou o centro de colheita Needham -? Ralston Juliana virou-se e levantou uma sobrancelha. Meu Deus. E você correu como uma criança errante? -Juliana mordeu o lábio inferior. . "Talvez," O franziu o cenho -. Isso é o que você fez? Você arruinou a noite de todos. Ele suspirou, e então cruzou para o aparador e serviuse de um uísque. -Só uma vez, Juliana, eu gostaria que você tente não causar um escândalo. Não o tempo todo. Apenas uma vez -. Gabriel, Callie disse suavemente. "Tenha cuidado. -Bem, é verdade. O que eu disse esta tarde antes de ir para a dança? Temos que fazer tudo o necessário para comportar até mesmo tentar superar o tornado que é nossa mãe. -Juliana estremeceu com a frustração em suas palavras. -Eu não queria que isso acontecesse, Gabriel .. -. "É claro que não era. Eu não queria cair na Serpentine ou ser abordados em nossos jardins ou perto de Leighton ser cometido por bom, eu acho. Callie Gabriel não foi tão tranquila neste momento. A cor apertou as bochechas de Juliana. -Não, eu não fiz. Mas eu vejo que você não acredita nisso. É verdade, você faz isso muito difícil, hermana. Ela sabia que ele estava com raiva. Eu sabia que ele estava preso pela chegada de sua mãe e seus pedidos e da ameaça que estava fazendo com a reputação da família, tão forte como algodão doce. Ela sabia melhor do que tomar suas críticas ao coração. Ele sabia que estava se lançando para ela, porque o que ele fez. Mas ela estava cansado de trazer todos os seus defeitos. Especialmente quando eles estavam certos. -Eu não tinha exatamente a melhor noite. Além de cair de um lance de escadas e tive a minha primeira conversa com a minha mãe uma década, tenho discutido com você, eu arruinei o vestido, uma dança hui, e olhou .. -. Comprometer a outra Simon mesmo. Você olhou -? Ele perguntou. De repente, sentiu-se muito cansado. Cansado do dia, a última semana dos últimos sete meses. Cansado de Londres. Ela balançou a cabeça. "Nada. Hubo uma longa pausa enquanto ele a olhava, e deliberadamente evitou seu olhar, até que ele finalmente suspirou. -Sim, bem, eu já tive o suficiente desta catástrofe de um dia para mim mismo. Ele saiu do quarto. Callie observou ir antes de soltar um suspiro. Ele não quis dizer isso, você sabe. Ele é apenas ... não é fácil para ele, também. -Juliana encontrou os olhos de sua irmã.

Callie sempre foi um tempestades calmas Gabriel. -Eu sei. Mas não é de todo ruim. Ele sentou-se por alguns minutos em silêncio sociável antes de Juliana não poderia permanecer em silêncio. -Leighton vontade casar. Callie assentiu. Lady Penelope fez um bom jogo. -Ela não ama. Callie inclinou a cabeça. -Não, eu não acho que Silence-hace. se estendeu entre eles até que Juliana não poderia suportar. Olhando para suas mãos, apertou firmemente junto, ela disse calmamente, - Quando se casam? Ele disse alguma coisa? -Ouvi dizer que algum momento no final November.-One mês. Juliana assentiu, franzindo os lábios. Isso foi feito. Ele se foi. Ela tomou uma respiração profunda. -Eu acho que vou para Londres -. Olhos de Callie se arregalaram. - Para sempre? -Pelo menos por agora. Simon precisava de uma bebida. Mais do que um. Ele jogou seu chapéu e luvas para o noivo à espera de seu retorno para casa, o homem foi liberado de suas funções para o resto da noite, e abriu a porta da biblioteca, ter prazer perverso na maneira de puxar a laje grande carvalho e lançá-lo contra a parede interior da sala. Ele foi o único que ficou impressionado, aparentemente. Leopoldo levantou a cabeça e cheirou o ar, uma vez pensativo antes de encontrar o indigno evento inteiro sem emoção. Simon mudou-se para um aparador e se serviu de um copo de uísque, imediatamente jogando para trás o líquido em chamas. Ele foi prometido. Serviuse de outra bebida. Ele foi prometido, e hoje à noite, ele quase arruinar uma mulher que não era sua futura esposa. Ele olhou para a garrafa por um breve momento antes de tomar-lo e ir na direção de sua cadeira. Franzindo a testa para o cão, ofereceu seu mais magistral, "Nenhum animal do caralho. Bocejou A e afastou-se um longo trecho da cadeira, como se tivesse tomado a decisão de se mover por conta própria. Isso era o que ele tinha feito, um duque, não poderia mesmo garantir a obediência de seu próprio cão. Ele sentou-se na cadeira, ignorando a forma como o cão deitado na frente do fogo quente queimando na lareira. Ele soltou um longo suspiro, parecia que estava carregando a partir no início da noite ... a partir do momento em que o Marquês de Needham e Dolby alto anunciou o noivado de sua filha, e Simon tinha tomado a mão Lady Penélope na dele, levou-a aos lábios, e fez o seu dever. Ele sentiu então o ônus. Até o momento não era sua mãe e irmã e do Ducado da qual ele era responsável. Ele também foi responsável por Lady Penélope. E mesmo assim não foi o seu casamento iminente, ou mesmo o colapso iminente de sua irmã, que consumiu os seus pensamentos. Ele era Juliana. Ele estava bem ciente de sua partida, ele tinha visto com o canto do olho, como ela e duquesa de Rivington tinha feito o seu caminho através da multidão e da multidão de foliões para alcançar a saída. Ela foi se movendo rápido, ela tinha sido executado. Não que ele a culpava. Ele desejou que ele poderia ter corrido daquele salão também. Então, ele se foi tão rápido quanto podia sem chamar a atenção para si mesmo. E então ela se virou e olhou ... lo. E havia algo em seus olhos que havia aterrorizado e insultado e tentado ele. Algo que tinha roubado o fôlego e fez querer correr atrás dela. Ele bebeu novamente, fechando os olhos contra a noite. Mas fechar os olhos só serviu para aumentar a memória dele. Seu cabelo, seus olhos, sua pele, a forma como eles haviam se moveu contra ele como uma bruxa. Ele não tinha a intenção

de tornar as coisas piores. Se não tivesse sido tentado a tocá-la. Se você não quiser levá-lo mais perto da ruína do que já era. Ele não era aquele homem, por amor de Deus! Ele não era um libertino. Sim, ele tinha mantido uma amante de vez em quando, e teve seu quinhão de flertar, mas nunca arruinou um inocente. Nunca sequer se aproximou de um. Sempre se orgulhou de ser um cavalheiro. Até que ele conheceu a mulher que a fez querer jogar para o cavalheirismo vento e arraste-o para o chão e ter o seu relacionamento com ela. Antes de anunciar seu compromisso com outra pessoa. O que se tornou? Ela tinha razão para rejeitar a sua proposta na noite passada. Ralston, também. Mas, por Deus, ele a queria. E, mais tarde, como um outro homem, ele teria. Sem hesitação. Como um amante ... e muito mais. Como esposa. Ele amaldiçoou, forte e duro, em silêncio, chamando a atenção de perro.-Oh, desculpe, eu estou perturbando o seu descanso -? Leopold deu um longo suspiro de sofrimento e voltou a dormir. Simon serviu-se de outra bebida. -Você não precisa que, "riu. O som irregular, tocou no silêncio da sala. Sua mãe o tinha seguido para casa. Aparentemente, sua noite horrível, não Terminado-Filho. Duas da manhã. Ela o ignorou. -Você deixou a dança cedo. Não é cedo. Na verdade, já é tarde demais para que você venha a visitar, você não acha? Eu vim aqui para dizer que eu fiz a coisa certa. -Não, eu não fiz. Mas eu estou feliz que você pense assim. Ela não podia esperar por uma hora mais razoável? -Não -. Ela deslizou através do quarto para pousar na borda do assento em frente a ele. Ela lhe deu um olhar de desaprovação cadeira. Essa cadeira deve vai levar sua opinião em consideração reupholstering-I -.. Ele tomou um gole, ignorando sua aversão à ação. Ele perguntou quanto tempo ele teve que sentar aqui antes de sair. -Leighton - ele começou, e ele interrompeu -. Você nunca usou o meu nome Ele franziu ligeiramente a testa, e ele tomou um prazer perverso em sua capacidade de retirá-lo, é claro.. -Perdão? Simon. Nunca me chamou pelo meu nome -. - Por que chamá-lo assim? Meu nome-é. Ella sacudiu a cabeça. -Ter um título. Responsabilidades. Você é obrigado a respeitar o mesmo -. -Você não me chamou como Simon, filho. -Você tinha um título e, em seguida, também. Marquês de Hastings - acrescentou ele, como um tolo. - O que é isso, Leighton Ela ouviu a irritação em sua voz. "Nada. -Bem. Ela assentiu com a cabeça antes de mudar de assunto. -A marquesa e pretendo iniciar preparativos para o casamento amanhã. Você, é claro, você deve ter certeza de escolta Lady Penélope em público, tanto quanto possível, durante o próximo mês. E não haverá mais convites para Ralston House. Eu realmente não sei o que aconteceu com você, você nunca vai ter associado com tal ... ações questionáveis, e agora que o nosso nome deve permanecer imaculada, você está correndo em volta Ralston e sua ... família barato. Seus olhos se juntou a dela. -Ralston é casado com a irmã do conde de Allendale e Duquesa de Rivington. Sua mãe fez um gesto com desdém. -Nada disso importa agora que ela está de volta. E irmã. - O lábio superior levantado, como se tivesse inalado algo ofensivo. Ela é uma vergüenza. Ele congelou sob a onda de raiva que

passou por ele em termos depreciativos, e desdenhosa contra Juliana. Não havia nada de vergonhoso em Juliana. Ela era bonita e brilhante e, sim, talvez demasiado ousado, às vezes, mas foi maravilhoso. E ele queria filmar sua mãe para dizer o contrário. Seus dedos embranqueceram em torno do vidro de cristal. -Então eu não vou ouvir a senhora. Olhos duquesa caiu sobre ele. -Eu não sabia que você tinha senhorita Fiori em tão alta estima -. Sem perder a correção ao título de Juliana. Quando ele se levantou, ele disse, um monte de novos conhecimentos em seu tom: "Não me diga que você ama chica Ele não falou.. Ele olhou para a mãe. "Eu vejo que você faz -. Houve uma longa pausa, então," Ela não é nada, Leighton. Não tem nome, ou linhagens, nada a recomendar, mas um fio de conexão com Ralston, que está mal respeitável se agora que sua mãe tornou-se escandalosamente. Meu Deus, não estamos sequer certeza de que ela é quem diz! Os rumores começaram mais uma vez que é ilegítimo. Nem mesmo uma conexão Rivington Allendale e salvar a reputação da família agora ... -A duquesa se inclinou para frente e tom de aço de sua voz. Ela é tão abaixo de você, é bom o suficiente para tê-la como amante. A raiva passou por ele. Sim, houve um tempo em que ele sugeriu que seria um bom amante Juliana para si mesmo, mas foi há muito tempo, muito antes de ele ter começado a saber ... A duquesa continuou, com o tédio no seu tom. -Procurar outro lugar para aquecer sua cama, Leighton. você pode encontrar alguém com um aumento ... vale a pena. Ele pegou nas palavras de seu ódio, que o atropelou. E ele percebeu que ele nunca iria encontrar alguém de valor, como Juliana. Ele nunca faria isso. Mas, por Deus, não lhe permitiria ser caluniado. -Saia daqui -. As palavras foram reservados, e ficou impressionado com o seu controle. Seus olhos se arregalaram. -Perdão -? Havia um fio de raiva em seu tom. 'Eu tenho oído. Ela não se moveu. -Leighton. Realmente. Não há necessidade de tais dramas. Quando você se tornou tão puritana? -Não há nada puritana sobre isso. Eu já tive o suficiente para a mãe, esta noite,. Consegui o que queria. I casou com Lady Penélope, sua reputação impecável e um valor imenso. Eu tive o suficiente para fazer o seu trabalho para agora. -A duquesa se levantou, puxando-o até a altura máxima, estóico. -Você deve se lembrar que eu sou sua mãe, Leighton e respeito para a idade. E você vai se lembrar que eu sou o Duque, mãe, eo tempo é longo passado, quando eu estava em ordens de você. Vá para casa, antes de dizer algo que eu lamento. Ele olhou para o outro por um tempo, não voltou atrás até que houve uma batida suave na porta da biblioteca. Esta noite nunca chegou ao fim? Simon se afastou de sua mãe. - Droga! O quê? Boggs-ia, com medo em seu rosto. -Seu Mercedes, minhas desculpas. Esta é uma mensagem urgente para o Duque. Yorkshire. Simon congelou, pegou o bilhete e demitiu o mordomo. Ele quebrou o selo de cera e desdobrou o papel, sabendo que era a nota que tinha temido, que mudaria tudo. Ele leu rapidamente, então é redobrado, colocando-o no bolso. Durante todo esse tempo, estava esperando ... preparar-se para a mensagem e, assim, qualquer número de emoções, raiva, medo, nervosismo, irritação. Mas o que eu sentia era calma. Ele levantou-se, para o door.-Leighton - se chama sua mãe, e ele parou, virou-se para ela. Havia um tremor em sua voz? Ele olhou por cima do ombro, percebendo sua pele como pergaminho, seus olhos cinzentos afundados no rosto, suas bochechas oco. Ela parecia cansada. E resignado. - Há alguma notícia-O? Notícia que estava esperando. -Você já é avó. -

CAPÍTULO QUATORZE O campo é onde os rumores são ocultados. Senhoras elegantes não estão escondidos temporariamente. - Um Tratado sobre o melhor de senhoras Tragédia! O nosso tema favorito do continente passou ... - Folha do escândalo, novembro 1823 Depois de viajar por cinco dias por estradas duras e implacáveis do campo Inglês, Juliana nunca havia se sentido tão feliz quanto o seu caminho para Townsend Park. Se eu pudesse chegar lá. O carro havia sido interrompido logo que era sobre a forma como o e-mail e antes do longo caminho que conduz à casa de pedra grande que estava, imponente e belo contra os mouros vastas de Yorkshire. Quando expliquei para os dois guardas enormes que seu irmão era o dono da casa, e ela estava aqui apenas para uma visita, um dos homens saltou em um cavalo e se foi como um tiro na casa grande, presumivelmente para anunciar a sua chegada. Depois de quinze minutos, Juliana havia deixado o carro para esticar as pernas no lado da estrada, enquanto espera ser aprovado para a entrada da casa. A segurança era um problema sério neste cantinho de Inglaterra. Para outros, Townsend Park foi a principal residência do Conde de Reddich, supervisionado pelo meio-irmão de Juliana e Ralston gêmeo, Nicholas Senhor St. John, e sua esposa Isabel, a irmã da contagem. Mas a casa também era conhecido como Minerva House, um lugar seguro para as mulheres jovens, na Inglaterra, que precisava de um refúgio em circunstâncias difíceis. Até Elizabeth e Nick descobriu a casa por vários meses, a segurança de seus habitantes estava sob ameaça constante. Não mais, Juliana pensou quando viu o guarda maciça com que ele conheceu. Essas pessoas pareciam estar dispostos a tomar qualquer coisa que cruzasse seu caminho. Ele não podia negar que havia algo de reconfortante saber que, uma vez dentro dos limites do parque, seria protegida do mundo além de suas fronteiras. Ele chutou uma pedra, olhando para ela desaparecer os juncos que crescem ao longo do lado da cerca com o brilho dourado do sol da tarde. Talvez ela nunca iria voltar. Ele se perguntou se alguém iria notar. Ele se perguntou se iria notar Simon. Ela sabia que não pensar nele na última vez que eu tinha visto um pouco mais de uma semana atrás, procurando cada centímetro do noivo feliz. Mas eu não poderia ajudá-lo. Fazia cinco longos dias no ônibus de Londres, com pouco a fazer a não ser jogar Briscola com Carla e pensar sobre isso ... e a maneira pela qual o jogado ... a maneira como ele disse seu nome ... a forma como o seu olhar quando ele olhou aquecido, até que seus olhos eram da cor do mel direto da colméia. Ela tomou uma respiração profunda. Ele não era para ela. E foi tempo para ela perceber e tirá-lo fora de si.

Até o momento ele retornou a Londres, ele seria casado. E seria forçado a fingir suas reuniões clandestinas nunca tinha acontecido. Não havia escolha, mas olha como se ela eo duque de Leighton não tinha nada mais que um conhecimento superficial. Ela não sabia como sua voz aveludada, aprofundou-se, antes de beijá-la. Ela suspirou e voltou para a casa para ver o seu irmão, em cima de um cavalo, com um sorriso largo no rosto, correndo em sua direção. Respondeu o sorriso com uma própria, ela acenou e gritou. -Meu irmão lindo! Ele desmontou de seu cavalo antes de ele parar, levantando-a em um abraço com o riso exuberante em sua voz. -Vou dizer a Gabriel que você disse, você sabe. Ele acenou com a mão, como ele saiu do chão. -Como se fosse uma surpresa! Ele empalidece terrivelmente em seu comparação. Eu ainda não tenho certeza de que eles são gêmeos em tudo. Gabriel e Nick eram idênticas em todos os sentidos, com exceção de uma, uma cicatriz horrível que se curvou para o lado do rosto de Nick, por pouco não o olho. A cicatriz não fez nada para estragar o seu apelo, no entanto, em vez de dar o seu semblante aberto e amigável teve um toque de mistério que atraiu mulheres como mariposas para a chama. Ele agradeceu ao guarda no portão e, em seguida, disse-lhe o carro. -Que a casa? Ela torceu o nariz. - Devo voltar para a minha prisão? Nós não podemos caminhar em vez disso? Ele acenou quando o carro passou por eles e tomou as rédeas do cavalo e começou a caminhada de meia milha para a mansão. Nick fez uma série de perguntas educadas sobre sua viagem antes de Juliana deixar o com-Eu acho que você ouviu a notícia. Ele acenou com a cabeça, seus lábios numa linha firme. Gabriel mandou um mensageiro na mesma noite em que ela chegou -. Ele fez uma pausa. - Como você está? -O mesmo. Eles caminharam em silêncio por um momento, antes de perguntar: - E como você está -? Ela olhou para seus pés, olhando para suas botas. "Eu sou ... Ela se virou para ele, segurando seus olhos azuis, cheios de interesse e alguma preocupação, em seguida, olhou para trás para a expansão saudável de terra aberta que se estendia por quilômetros em todas as direções. "Estou feliz por estar aqui, disse ele. E era a verdade. Ele sorriu e ofereceu o braço, o que ela prontamente tomou. Nick sempre foi o mais fácil de seus irmãos, onde Gabriel estava temperamento quente, Nick foi paciente e compreensivo. Ele não iria pressioná-la para falar sobre sua mãe, ou qualquer outra coisa. No entanto, ele ouvia quando eu estava pronto para falar. Ela não estava pronta. Ainda não. - E como estão as coisas por aqui -? Disse, mudando de assunto. -Você escreve tão raramente que eu às vezes acho que tenho um meio-irmão mais aqui. Ele riu. -Wild e bem, como de costume. Recebemos três meninas novas no último mês ... quatro, se você contar o bebê chegou há dez dias. Seus olhos se arregalaram. -Um bebê? -Uma das meninas ... -Ele demorou. Ele não tem que terminar a frase. A história era antiga. Uma das meninas tinha cometido um erro e encontrou-se casado com um filho. Talvez um mês atrás,

Juliana teria considerado que esta situação era o resultado da ignorância ou irresponsabilidade. Mas agora ... Agora, ela sabia muito bem como os homens poderiam ser tentador. -Em qualquer caso, Elizabeth está trabalhando muito duro -. Nick interrompeu seus pensamentos. Ela sorriu. -Isabel sempre trabalha muito. -Sim, mas agora que meu filho tem, eu prefiro vê-la na cama comendo biscoitos. Talvez você poderia dar um impulso nessa direção -. Juliana riu. Isabel era tão suscetível ao cotovelo uma das estátuas de mármore que ele tanto amava. Seu sorriso se tornou suave risada, e Juliana sentiu uma pontada de inveja para a emoção que viu lá. Eu vejo que você não acha que é um pedido razoável. Não é razoável. Simplesmente condenado a permanecer insatisfeito. Ele parou de rir quando o assunto da conversa era visível nos escalões superiores da mansão. Juliana saudou sua irmã, que acenou de volta e começou a descer as escadas em direção a eles. Juliana correu para encontrar Elizabeth, e os dois se abraçaram calorosamente antes de olhar para o outro com os braços estendidos para a inspeção. - Como é que você foi viajar por cinco dias e ainda você está tão bonita -? Isabel brincou. -Eu mal posso descer as escadas na parte da manhã sem estragar um vestido! Juliana sorriu para sua irmã, agora grávida de cinco meses e brilhante feliz. Bobagem. Você olha é lindo! - Disse Juliana, tendo Elisabeth com um braço estendido, e observando a ondulação suave de seu abdômen. E como eu tenho sorte que eu em breve terá duas sobrinhas carga linda! -Sobrinha, você pensa -? Nick brincou por trás. Juliana sorriu. -Nesta casa? Pense que você vai ter um bebê? Um homem pode sonhar. Isabel Juliana tomou o braço, levando-a para dentro da casa. Estou tão feliz que você está aqui, e apenas a tempo para Bonfire Night! -Esta é uma noite para o fogo? Isabel acenou com a mão. "Eu vejo. Juliana olhou por cima do ombro para Nick. - Eu deveria estar preocupado? -Possivelmente. Estes católicos queima em efígie. Juliana arregalou os olhos, e Elizabeth riu. -Nick. Suficiente. Ela ainda não confia no Inglês. E, aparentemente, ele não deveria -! Disse Juliana. -Eu deveria ter pensado melhor antes de vir para este país. Aparentemente, é um risco. Somente um risco para a sua aventura de todos os dias, disse Isabel. "É muito chato em relação a Londres. Eu pensei que você odiava Londres, disse Nick. -I continuam preocupados com o fogo, Juliana interveio. -Eu não odeio Londres. Mais -, Isabel disse a Nick, em seguida, voltou imediatamente para Juliana. -Não se preocupe com o fogo. Você vai ficar bem. Você vai ver amanhã. Agora. Diga-me tudo o que está acontecendo em Londres, tudo o que você chegar aqui é pérolas antigas da revista de notícias e peles! Nick reclamou para a revista referidas senhoras que tiveram uma vez disponível para todas as mulheres de Londres atrás dele. Eu não sei porque eles ainda têm que revista maldita. -A meninas gostam ", disse Isabel, referindo-se ao resto da população de Minerva House.

-Ahh-brincou Juliana. -Meninas. Bem, gostam muito da próxima edição, eu acho. Nossa mãe nos fez mais uma vez o assunto da cidade. Ele fez uma pausa, e então, incapaz de resistir, ele continuou. "Pelo menos, ele fez diante do Duque de Leighton escolheu sua namorada. Nick e Elizabeth trocaram um olhar de espanto. -Leighton vai se casar? Ele anunciou seu noivado com a Lady Penélope Marbury na semana passada -. Ela era muito orgulhosa de si mesma para manter sua voz, calma e impassível. - Você está surpreso? The Dukes são obrigados a se casar com Nick. Nick fez uma pausa, pensando na questão. -Claro que sim. Estou surpreso que ele não disse nada. Ela piscou. -Eu não sabia que o seu relacionamento com o Duque estava perto o suficiente para ele escrever sobre seus próximos núpcias. -Oh, não é, interveio Isabel 'Mas você poderia pensar que poderia ter incluído em algum ponto da conversa. Alarme tocou, e Juliana parou de andar. -A conversa -? Talvez ela tinha entendido mal. Sua Inglês foi longe de ser perfeito. -Sim. Leighton está aqui. -Aqui -? Ela olhou para Nick. Talvez tenha sido um mal-entendido que Isabel. Por que eu estaria aqui? Ele não poderia estar aqui. Não agora. Não quando tudo o que ele precisava era de ser tão longe dele. Eu acho que nós vamos descobrir em breve ... - Disse Nick. Ele veio logo que o bebê nasceu. Uma onda de pânico passou por ela. O bebê. Ele tinha um filho. I foi superado com a combinação de emoção de choque e tristeza e não um pouco ciumento. Outra mulher teve um filho dele. Uma mulher que tinha pertencido por algum tempo. De uma forma que nunca pertencem a Juliana. Conhecimento foi devastador. -Juliana -? Voz de Isabel parecia de longe. 'Você foi pálido. Você está doente? -Leighton ... ele está aqui agora? -Sim. Juliana ... Há algo de errado? Duke tem sido rude com você? Ele olhou para Nick. "É um milagre que o homem não foi batido em 20 anos decentes. Aparentemente, Elizabeth não gosto de Simon. Ninguém gostava de sua família, este homem que tinha enviado uma mulher de Yorkshire para o nascimento de seu filho ilegítimo, enquanto ele estava propondo casamento a outro. E enquanto ele fazia coisas maravilhosas e terceiro outro indescritível nos conservatórios escuros. Sua família logo descobriu ser muito bom juiz de caráter. -Gabriel e vencê-lo. - Ele? Bem! - Disse Isabel. - Ele? Quando? Ele perguntou Nick. -Na última semana, Juliana disse, desejando que ele não tivesse ido por esse caminho. - Por quê? -Não havia nenhuma razão. Não há necessidade de Nick saber, pelo menos.

Nick ergueu as sobrancelhas. De alguma forma, eu duvido -. Ele fez uma pausa. Então. Você sabe Leighton -. Ela se sentiu mal. -Vagamente. Isabel e Nick trocaram um olhar antes de dizer:-não como que vagamente, na verdade. Parece que você conhece bem o suficiente para ser perturbado pela idéia de que ele está aqui. -Nem um pouco. Por que ser perturbado pelo fato de que ele havia fugido para Yorkshire para encontrar a pessoa que estava correndo ele já estava lá? Com seu filho em segredo. Foi o primeiro segredo que ele havia escondido. Simplesmente o mais importante. -Então, - disse ela, andar de novo, esperando parecer casual. -Criança. Você reconhece? Isso não soa de todo acidental. Ele tinha parecia que eu estava sendo estrangulada. Juliana estava começando a desejar que seu carro foi atacado por bandidos na estrada. Sim rapto por criminosos teria sido um destino melhor do que isso. -Não está claro, disse Nick. Ele parou novamente, virando-se para Nick. -Peço-lhe que me perdoe. Você disse que não está claro? -Há uma série de coisas a considerar .. -. Sua raiva começou a subir. - Que tipo de coisas? Quer dizer que sua futura esposa? Nick parecia confuso. -Entre outras coisas. - Você não acha que ela merece saber? Isabel? Você não teria gostado de saber antes que você se casou com Nick? Isabel pensou por um momento. "Talvez .. -. Os olhos de Juliana desviaram. Eles estavam todos loucos em sua família? "Talvez -? Ela gritou. Isabel olhou surpreso, e rapidamente se corrigiu. "Tudo bem, sim. Eu acho que eu teria. -Precisamente-Juliana olhou para Nick. - Viu? Nick não podia acreditar que eu ainda estava disposta a aceitar menos do que o reconhecimento de nascimento Leighton. Este era o seu filho. Legítimo ou não, ele merecia saber de onde ele veio. Ele merecia saber que ele tinha uma família para além do seu pequeno mundo. Juliana foi difícil entender o pensamento de que Simon não poderia reconhecer seu filho. Talvez esta fosse a forma como foi feito aqui em aristocracia britânica, este universo perverso, onde as pessoas eram menos propensos a aceitar um filho ilegítimo do que estavam a aceitar um pai que admitiu seus erros. Erros. Ela estremeceu com a palavra. O Duque perfeito, que se atreveu a olhar arrogantemente falhas todos os lados, tinha cometido o pior tipo de erro. Eu nunca sonhei que seria o tipo de homem a considerar afastado de seu próprio filho. Não deve importar. De qualquer modo, não tinha direito a ele. Ele foi contratado para Lady Penélope. O que mudou coisas que tiveram um filho ilegítimo no campo?

Tudo. Ela sabia que era verdade mesmo antes da palavra flutuou em sua mente. Ele era ainda pior do que ela sabia Simon. O tipo de homem que enviou uma mulher para dar à luz o seu filho não era o tipo de homem que ela pensava que era. Não era o tipo de homem que ela queria que ele fosse. O tipo de homem que ela queria para ela. Juliana queria conhecê-lo e sacudi-lo. - Onde ele está? Eu quero falar com ele. Nick hesitou. -Juliana. Há mais do que isso. Não é tão simples assim. Duke é um ... e um. muito respeitado Ele tem opções a considerar. Uma família em minha mente -. Seus olhos se estreitaram. Talvez seu irmão iria começar a tremer. "Bem, ele deve ter pensado nisso antes de enviar o bebê ea mãe foram para Yorkshire! Mandíbula Isabel caiu, e Juliana percebeu que ele quase gritou as palavras. Ela deu um suspiro pouco de indignação. Se você pensou que ia pedir desculpas por ter insultado arrogância horrível e típico, que eram absolutamente errado. -Juliana. Nick voz era baixa e calma. -Não tente mudar minha mente, Nick. Ilegitimidade é um assunto delicado para mim, neste momento, quando nossa mãe acaba de lançar minha própria pública questionada. Eu não vou deixar que ... homem impossível, apenas acenar com a mão e enviar sua própria carne e sangue embora sem reconhecimento. É inaceitável. E se você não tem a coragem de dizer a ele, eu vou. Ela parou, respirando com dificuldade depois de seu discurso, e encontrou os olhos de Nick, vendo a frustração lá. Talvez eu não deveria ter sugerido que ele era um covarde. -Obviamente, eu não quis dizer -Ah, eu acho que, apesar de todo o significado, sister're sorte que eu sou o gêmeo bom, disse ele. -Se você se sente tão fortemente sobre ele, falar com Leighton. Não tenho nenhum interesse em incitar sua ira. Vejo você no jantar. Algo sobre essas palavras não se coaduna com Juliana, mas ela ainda estava muito irritado e ansioso para enfrentar Simon pensar duas vezes sobre o que seu irmão disse. Eles haviam chegado ao pé da escada de pedra amplas que levam à mansão, e Juliana olhou para a porta enorme no topo, que estava aberta, chamando para dentro. Ela não estava disposta a esperar por ele. Ela tinha o suficiente. Quando Juliana encontrou, Simon estava em pé no final de uma longa sala, olhando pela janela, de costas para a porta. Ela quase sentia falta dele, recortada por um céu azul brilhante que contrastava com a tempestade que estava construindo em seu coração. Ela entrou no quarto, observando seu tamanho, altura e largura e devastadoramente bonito, e odiava que, mesmo agora, em sua raiva, ela se sentiu tão atraída por ele. Eu queria correr para ele e envolveu-se em torno dele e pedirlhe para ser o homem que ela pensava que era. Ele não era para ela. Deve se lembrar.

Ela passou por o que parecia ser uma sala de estar, ela pouco se importava com o meio ambiente, como eu estava muito ansioso para falar com Simon para dizer-lhe exatamente o que pensava de sua última decisão ducal. Ela veio por trás dele e não ofereceu nenhuma preâmbulo. -Eu pensei que você fosse diferente. Ele só virou a cabeça em direção a ela, seus traços sombras vagas no período da tarde, por isso era mais fácil para ela falar o que pensa. Ele esperou um momento, mas ele não falou, não refutar o seu ponto, e assim continuou, deixando sua raiva estava subindo. Eu pensei que um cavalheiro era o tipo de homem que cumpriu suas promessas e muito cuidado sobre o que estava certo no mundo -. Ele fez uma pausa. "O erro foi meu. Esqueci que você só realmente se preocupam com uma coisa, não honra ou a justiça, mas a reputação -. Ela riu, ouvindo o som de auto-depreciação, o tremor em sua voz, como ela continuou. -Eu acho que pensei que, mesmo que você riu de mim e eu por ter criticabas paixão demais ou ser muito imprudente ou não ter o cuidado suficiente para a minha própria reputação, eu acho, eu pensei que talvez, talvez Eu acho que eu pensei que talvez você fosse diferente. Talvez você tinha mudado. Que talvez eu tinha mudado. Ela não podia dizer nenhuma dessas coisas para ele. Ela não tinha o direito de dizê-las. Ele virou-se para encará-la completamente, e ela percebeu que estava segurando um bebê em seus braços. O alívio quarto entrou. Havia uma sala de estar. Foi um berçário. E ele estava lá, segurando uma criança dormindo tão pequenas que se ajustam facilmente em suas mãos. Ele engoliu em seco, chegando mais perto, olhando o rosto redondo e vermelho e saiu de sua bravata. Eu já não queria gritar ou tremer. Ela não se sentia vingado. Parecia ... perdida. Em um mundo diferente, uma vez que poderia ter sido em um viveiro semelhante. Eles podem ter tido um momento semelhante. Um momento feliz. Ele voz falhou enquanto falava, olhando para a criança e não o homem. -Eu sei o que é crescer sabendo que o pai não ama você, Simon, - sussurrou. -Eu sei o que é ter todo mundo sabendo, também. É devastador. Devastador quando você tem quatro, quando você está dez anos, quando você tem ... 20. -Eu sei o que vai ser ridicularizado e rejeitado por todos. Eu sei o que é ser rejeitado por você. De repente, sua aceitação desta criança era tudo para ela. Ela não sabia por que, apenas que era verdade. -Você reconhece, Simon -. Houve um longo silêncio. -Você tem que. Isso é um escândalo. Você pode suportar. Você pode. I - Não. Não há auto. Ela não era nada com ele. -Nós ... vamos estar do seu lado. Havia lágrimas em seu rosto, e ela sabia que deveria lamentarlas "Você está aqui por ela, Simon. Você chegou a conhecê-lo. Certamente isso significa alguma coisa. Você a ama. Você pode amá-la. Ela ouviu o apelo em suas palavras, eu sabia que estava falando mais desta menina. Ela deveria ter vergonha, mas não conseguiu encontrar a energia para reclamar. Tudo o que importava era ele. Este homem, que tinha arruinado para todos. Desde o início.

-Simon. Ela sussurrou, e que o nome era um oceano de emoções. Ele era tudo que eu já tinha jurado a odiar ... aristocrata arrogante que tinha arruinado uma mulher inocente e tinha uma filha que não poderia reconhecer. Ele odiava a si mesmo para a realização da força e perfeição. Ao querer, em vez de desprezar. Ele deu um passo em direção a ela, e ela deu um passo para trás, com medo de estar mais perto dele. Medo do que ele poderia fazer. O que poderia permitir que eles façam. -Juliana, gostaria de conhecer a minha sobrinha? Sua sobrinha. -Sua sobrinha? -Caroline. A palavra era suave, cheio de alguma coisa que imediatamente invejada. -Caroline repetida, dando um passo em direção a ele, para o querubim em seus braços, com o rosto redondo e boca pequena rosebud, e redemoinhos de cabelo dourado assim como seu tio. Seu tio. Ele soltou um longo suspiro. "Você é seu tio. Um lado de sua boca se elevou em um apenas um sorriso. -Você pensou que eu era seu pai. -Eu fiz. E você não esperar para confirmá-la antes de fazer tais acusações? Calor inundou suas bochechas. "Talvez eu deveria ter. Ela olhou para o bebê em seus braços, e apertou algo no peito de Juliana, em retrato incongruente que este enorme feito pelo homem, a imagem da propriedade e arrogância, e sua sobrinha, quase o comprimento de suas mãos . -Caroline-ela sussurrou novamente, e ela ouviu o espanto em sua voz. Ela se parece com Georgiana. É como quando ela nasceu. -Sua irmã. Ele olhou em seus olhos. -Georgiana. Naquele momento eu entendi. Ela é o segredo. Você foi tentar proteger -. Ele acenou com a cabeça. -Eu não tive escolha. Ele tinha que proteger a família. tinha que protegê-la. Juliana assentiu. - Quantos anos você tem? -Seventeen. Ele ainda não tinha sido arquivado. -Ela não é casada -? Ela não tem que fazer essa pergunta. Ele acenou com a cabeça, acariciando um dedo ao longo da pequena mão de Caroline. O bebê era a razão de tudo ... de sua raiva contra a imprudência de Juliana ... por sua insistência em que sua reputação foi muito importante ... por seu casamento iminente. Um nó na garganta de Juliana, tornou difícil de engolir. -Eu pensei que eu ia chegar aqui e a resposta é clara. Eu pensei que seria fácil de mandá-la embora. Dispensar os dois -. ela foi paralisada por sua voz suave, líquido, por causa da maneira que ele estava carregando o bebê, tão cuidadosamente. 'Então eu conheci Caroline -. Em seu sonho, o menino pegou a ponta do seu dedo com força, e ele sorriu, quebrando espanto e tristeza através da beleza de suas

características - características que as emoções tão raramente traído lo. Ele suspirou, e Juliana ouviu o peso da responsabilidade para que o som. As Lágrimas furados, e Juliana piscou. Quando isso chegou aos ouvidos da empresa, o escândalo seria insuportável. Você realmente pensou que poderia esconder deles para sempre? Eu sabia que tinha que ser cuidadoso. -Você mandou sua irmã aqui para apoiála ... e a situação ... segredo? Ele balançou a cabeça. -No. Ela fugiu. Família ... Mim. Ela não acha que eu iria apoiá-lo. Um deles. E ele estava certo. Ela ouviu a amargura em sua voz, viu um lado da boca, tornou-se um sorriso antes de se virar e atravessou a sala para devolver o bebê para o berço. De onde ele foi criado. De repente, Juliana percebeu a enormidade do momento em que ele tinha intrusiva; homens aristocratas não estavam na creche. Eles não estavam carregando as crianças. No entanto, Simon estava aqui. Ele considerou que o bebê com todo o cuidado que merecia. Havia incerteza neste homem, ele nunca duvidou de si mesmo. De quem ninguém duvidava. Ela sofria por ele. Ela vai te perdoar. Eu não sei. "Eu não sei ... Ela fez uma pausa. Como eu não poderia perdoá-lo? -Eu sei. Você veio atrás dela. Atrás dos dois. Para cuidar deles. -Não me faça um herói, Juliana. Eu encontrei ... Eu descobri a sua situação ... Ela não disse quem era o pai ... e eu estava furioso. Eu deixei aqui. Eu queria ter nada a ver com isso. Ela não podia acreditar. Não penso assim. -Não ... Ela balançou a cabeça. -Não é verdade. Você está aqui agora. Ele se afastou dela e foi até a janela para olhar os campos. Ele ficou em silêncio por um tempo. "Mas por quanto tempo? Ela se aproximou dele. Ele falou antes que ela pudesse. -Eu só vim para decidir o que fazer agora. Me diga quem é o homem. Para fazer arranjos para esconder o bebê. Para ocultar a minha irmã. Você ainda olhar como um herói? Ela franziu o cenho. - Você ainda pretende fazer essas coisas? Ele se virou para ela. -Eu não sei. Talvez. Isso foi definitivamente uma opção quando eu estava no meu caminho aqui ... mas agora .. -. Ele parou de falar. Ela não podia ficar calado. - Agora? -Eu não sei -! As palavras ecoaram ao redor da sala, frustração e raiva surpreendendo os dois. Ele colocou as duas mãos em seu cabelo. "Agora, meus planos bem elaborados parecem completamente irracional. Agora, minha irmã não fala. Agora ... Agora, eu tenho argumentado que o bebê maldito. Eles estavam a centímetros de distância e quando ele olhou para ela, ela podia ver a angústia nos olhos. Ele levantou a mão para ela, as costas dos dedos arrastou ao longo de sua bochecha, o movimento tão bonito e doce, ela fechou os olhos contra o sentimento. E agora você fez tudo mais complicado. Seus olhos se arregalaram com a acusação. - O que significa isso? -Só quando você está por perto, eu esqueço tudo o que eu estou destinado a lembrar, tudo que eu estou destinado a ser. E tudo que eu quero é essa -. Ele colocou seus lábios nos dela, a suavidade do beijo aumento da dor que havia sido estabelecida em seu coração durante a conversa. Ela deixou-o a liderar o

caminho, movendo seus lábios contra os dela, desesperada e suave ao mesmo tempo. Sua língua escovado e ela se abriu para ele, permitindo-lhe a entrada, se rendendo ao toque. Este não foi um beijo de comemoração, mas de devastação. Foi um beijo que pôs a nu, e sabia mesmo desejo tanto. E, como ela odiava a emoção nisso, eu não pude resistir. Eu não queria. Seus braços se aproximou dele, deslizou seus dedos nos cachos macios na nuca de seu pescoço, e ela o beijou de volta com tudo o que tinha dentro dele, emoção, paixão e nostalgia. Ela acariciou-o com a esperança de que eu pudesse de alguma forma convencê-lo, com o movimento, em vez de palavras, de que as coisas poderiam ser diferentes. Que as coisas podem mudar. E então eles fizeram. Ele quebrou o beijo com uma maldição, e resfriado antes mesmo longe dela, colocando vários metros entre eles, pés que parecia quilômetros. Ele ficou lá por um longo tempo no espaço em luz baixa, ofegante. Ele correu as costas de uma mão na boca como se para apagar a memória dela, e ela estremeceu ao movimento. 'Eu tenho que proteger minha família, Juliana. Eu tenho que fazer o que podemos para proteger o nosso nome. Para proteger minha irmã. Eles. "Eu vejo. -No. Você não. - Uma emoção traiu seus lindos olhos. Eu não conseguia desviar o olhar da emoção que estava ali, tão rara, tão tentador, não pode. Isso não pode acontecer. Eu sou o Duke. É meu dever. -Você diz isso como se eu lhe pedisse negar que dever. Ele fechou os olhos. Ele tomou uma respiração profunda. -Você não. "Não", protestou ela. -Eu não. -Eu sei. Mas você me faz querer negar. Você me faz querer jogar tudo fora. você me faz querer pensar que as coisas poderiam ser diferentes. Mas ... Ele parou. Isto é como as coisas são feitas. Ela ouviu as palavras mesmo que eles não dizem. Ela queria apoiá-lo. Eu queria gritar que poderia ser diferente. Que ele poderia mudar a maneira como as coisas foram feitas. Gritando que ele era um duque, eo resto de seu mundo de bobo iria perdoar qualquer coisa - e queria gritar afinal quem se importa o que a alta sociedade terrível pensamento deles? Mas ela sabia melhor do que ele. Ela havia dito antes, inúmeras vezes. Eles não significava nada. Eles estavam a névoa sobre o mármore frio. Ele continuou falando. -Eu não sou livre para fazer o que quiser. Eu não posso simplesmente virar as costas a todo o mundo que vivemos. -O mundo em que vive, Simon - ela corrigiu. E sim, eu acho que você é livre para fazer o que quiser. Você não é um deus, nem mesmo um rei, apenas um homem de carne e osso, como o resto de nós. Ela sabia que deveria parar, mas eu tinha ido por esse caminho, e não podia voltar atrás. -Não é sua irmã ou sua sobrinha, ou o que é bom para eles. Isso é sobre você. E seus medos. Você não está preso pela sociedade. Sua prisão é de sua própria criação. Ele endureceu, e emoção foi imediatamente seus olhos, substituído de volta por olhos frios e distantes do duque de Leighton. -Você não entende aquilo de que você fala. -

Ela esperava, mas foi picado por suas palavras, e ela afastou-se dele, para o berço. Ele correu um dedo sobre a pele lisa e rosa bebê ao dormir. -Algumas coisas são mais poderosos do que o escândalo, Simon. Ele não falou como ela atravessou a sala, e longe por ele em direção à porta, onde ele se virou e disse:. "Eu só espero que você vê-lo antes que seja tarde demais para isso Ele saiu da sala, costas retas, cabeça erguida, determinada a não mostrar o quanto ele machucá-lo. No momento em que a porta se fechou atrás dela, inclinou-se contra ela, a verdade bateu, forte, rápido e cruel. Ela o amava. Ele não tinha mudado nada. Ele se dedicou a outros ainda, ainda estava obcecado com a honra e reputação. Assim, foi apropriadamente chamado, duque de desdém. Ela faria bem em lembrar. Talvez se ela se lembrava, ela iria amá-lo menos. Porque não acho que eu poderia amá-lo mais. Ele respirou fundo, levantou um pequeno som em sua garganta. Eles mentiram, que exaltava as virtudes do amor, - de seus prazeres, sua sublimidade, que havia dito que era bonita e vale a pena. Não havia nada de belo nisso. Foi horrível. A batalha se desenrolava dentro dele, decoro e paixão. A reputação e recompensa. E Juliana já sabia, com clareza arrepiante, que esta batalha era que ela o amava mais Mas agora ele estava sofrendo. E ela não poderia suportar. Eu não poderia estar mais um momento de não ser bom o suficiente para ele. E que estava certo, andou pelo corredor, e fez tudo o que podia fazer. Ela se afastou dele. Capítulo Quinze Os criados também familiares são o pior tipo de ofensa. Senhoras não toleram fofocas refinado em cozinhas. - Um Tratado sobre o melhor de senhoras Finalmente, a atractividade do país voltou ... -A Folha de Escândalo, novembro 1823 Simon queria dar um soco na parede do berçário. Ele havia viajado para Yorkshire no momento em que ele recebeu a notícia de que o bebê nasceu Georgiana, tinha dito que ele estava vindo para ver sua irmã e sobrinha, e garantir que os segredos da família para ficar em que, em segredo. E ele tinha chegado a essas coisas. Mas ele também tinha vindo para escapar Juliana. Ele deveria saber que uma vez que eu cheguei aqui, a esta casa cheia de mulheres, tudo vai se lembrar. Ele deveria saber que ao beber uísque com Nick, Juliana foi ver os olhos de Nick, também na forma como ele riu. Ele deveria saber que estar perto de sua família, pense nela constantemente.

Mas o que eu não esperava era o quanto pensei nela quando ela estava perto de sua própria família, quando sua mãe saiu de casa, com apenas uma palavra de despedida, quando sua irmã se recusou a vê-lo na sua chegada a Townsend Park, quando ele levantou a sobrinha nos braços, impressionado com a leveza pode parecer tão pesado. Ele tinha pensado Juliana nesses momentos. Ele a amava. Ele queria a sua força. Sua disposição para enfrentar qualquer inimigo. Seu compromisso com aqueles que se importava. Para aqueles que amava. Quando ela tinha invadido o viveiro para repreendê-lo, Caroline de defender a todo o custo, que tinha sido como se ele tivesse conjurado. E de alguma forma, em seu discurso, ele encontrou consolo pela primeira vez desde que chegou ao Yorkshire. Ela se deparou com um forte compromisso com o que ela achava que era certo. Ninguém nunca tinha lutado com ele do jeito que ela fez. Do jeito que ela fez. Ninguém havia colocado os pés em chamas como ela só podia. Ela tinha tudo que ele nunca teve - emoção, paixão e desejo. Ela não se importava o seu nome ou o título ou reputação. Só se preocupam com o homem que ele poderia ser. Ela fez querer estar dando esse homem. Mas era impossível. Ele havia proposto a Penélope, acreditando que ele poderia salvá-los todos, e só agora percebeu que, com esse ato final, ele havia arruinado tudo. Simon olhou para a porta que Juliana tinha fugido, sabendo que a melhor coisa que ela poderia fazer tanto, foi mantido longe dela. Ele lhe devia pelo menos isso. Ela merecia mais do que a ruína em suas mãos. Uma onda de culpa passou por ele, por que ele tinha feito e nunca faria isso. Ele tentou não pensar que quando um barulho veio do berço, alto, forte e bem-vindo, Caroline foi despertar. Ele se moveu em direção a ela, instintivamente, para carregar a pequena criatura não sabia o suficiente sobre ele para ver seus defeitos. Ele estava ao seu lado em segundos, grato pela estranha ausência dos funcionários do Parque. Em qualquer outra casa, a sobrinha de um duque seria cercado por enfermeiras e babás, mas, neste caso, estava sozinho, talvez, dando seu tio a chance de estar perto dela sem audiência. Ele subiu novamente em seus braços, na esperança de que o contato foi suficiente para acalmar e voltar a dormir. Caroline tinha outros planos, seus gritos se tornaram cada vez mais forte. Não chore, querida, ele disse o que ele esperava que fosse uma voz suave. -Não me faça ter que encontrar uma empregada ... ou a sua mãe, eu fiz coisas erradas com ele, também. - A menina não teve misericórdia dele, contorcendo-se em suas mãos. Ele colocou-a contra o peito, a cabeça em seu ombro, e estendeu a mão grande sobre suas costas. -Eu não sou o suficiente para fazer você feliz, certo? É claro, não há razão para acreditar que eu posso começar a fazer as mulheres felizes na minha vida agora. -Você poderia tentar um forte aperto -. Ele virou-se para as palavras. Sua irmã estava atravessando a creche em direção a ele com os braços estendidos. Ele entregou-lhe o bebê e viu sua filha Georgiana embalou. Ela imediatamente resolvido para os braços de sua mãe, seus gritos se transformou em gemidos pequenos. Ela sabe que você. Georgiana deu um pequeno sorriso e olhou para longe do bebê. "Nós tivemos vários meses para saber. -

Vários meses durante o qual ele tinha estado ausente. Ele era um bastardo. "Ouvi dizer que você vai se casar. -As notícias correm rápido nesta casa ", disse Simon. "É uma casa cheia de mulheres. O que você acha que acontece com a informação? Ela fez uma pausa. -Devo felicitá-lo? Lady Penélope é uma boa esposa. Sua família é muito antiga, a sua reputação impecável. -Como costumava ser o nosso? -Como ele ainda é -. Ela olhou para seus olhos, âmbar, assim como o seu, vendo mais do que ele queria. -Não por muito tempo, no entanto. Ele não quer falar sobre seu casamento com Penélope. Ele não quis mencionar o seu nome, ou sua reputação. Eu queria falar com sua irmã. Eu queria começar de novo. Se alguma vez ser possível. -Georgiana ... - Ele começou, parando quando ela se virou, ignorando-o e em todo o espaço para uma mesa alta onde Caroline colocar de cabeça para baixo e começou a trocar as fraldas. "Eu suponho que você não quer ficar por essa bobagem .. Ele franziu a testa para as palavras, e fui, curioso. -Para este absurdo -? Ele olhou por cima do ombro para sua irmã, tomou conhecimento de suas ações e imediatamente virou as costas para a cena. - Oh! Ah sim, não. Ao longo de sua formação-ducal, que ele nunca tinha sido treinado no atendimento - e limpeza - de bebês. - Não ... Ele limpou a garganta. -Alguém que pode ... fazer isso ... para você? Ele não tinha certeza, mas ele pensou ter ouvido risadas de sua irmã. -As crianças não vêm com a enfermeira rebocado Simon -. Ele não gostava de zombaria em seu tom. "Eu sei. Claro que sim. No entanto, você é - ele parou. Havia uma dúzia de maneiras para acabar com essa frase. A filha de um duque ... minha irmã ... apenas Potty-se em minha mente ... -Eu sou uma mãe -. Ela se virou para ele, Caroline agora calma em seus braços. Sua irmã, que sempre tinha considerado frágil, agora calmo e forte, com uma voz como a de aço. -O que você estava prestes a dizer. Não uso e não importa. Eu sou sua mãe. E ela é a primeira. Não há nada que você possa dizer para me fazer mudar de idéia. - Sua irmã não era mais uma menina delicada, mas Juno, totalmente desenvolvido e pronto para proteger sua prole dele.. Ele, que deve ser a sua protecção, caramba. Eu não quero mudar sua mente. Ela piscou. -Você não vai?. -No. Era verdade. Ela soltou um longo suspiro. -Vai me deixar ficar com Caroline. Não me faça lutar com você. - Durante os últimos seis meses, ele tinha certeza de que a remoção da criança seria melhor. Mesmo a viagem lá, ele tinha considerado essa possibilidade, ele analisou os possíveis destinos em mente, dispostos a considerar a esperança de que tudo voltaria ao normal. Agora ele percebeu o quão ridículo que a idéia era. Eu não podia suportar a mandar embora a Caroline. Sei o que é crescer sabendo que o pai não ama você, Simon. Ele tinha visto a tristeza em seus olhos quando ele disse essas palavras Juliana. Ele queria atingir as pessoas que tinham feito sentir-se tal devastação. E ele nunca gostaria que sua sobrinha sentir essa dor.

-Claro, você vai estar com Caroline -. Alívio Georgiana era clara. -Obrigado, Simon -. Ele virou-se, a menos que as palavras dignas de agradecimento de sua irmã após sua maus tratos nos últimos meses. Ele merecia a sua ira e raiva e ódio, para não dar-lhe graças. Porque, mesmo enquanto ela segurava a filha em um abraço carinhoso, eu pensei sobre o dano que ele causou ao nome da família. O escândalo que viria. E eles capearían. Eu estava preparado. Ou o que uma vez se casou com Lady Penélope. -Estou me casar em um mês. Isso vai ajudar a cobrir os juros da sua situação. Ela riu, eo som não foi agradável. Simon, nem mesmo um casamento real em si vai cobrir os juros sobre a minha situação. Ele ignorou as suas palavras, ele foi em direção à porta, apático, mas para ser livre desta sala que parecia muito confortável e tinha se tornado tão enjoativo. Georgiana falou antes que ele pudesse sair. 'Você tem que fazer isso, você sabe. Em nenhum lugar está escrito que você deve arcar com o ônus da nossa reputação. Você não tem que se casar com ela. Claro que sim. Ele foi o Duque de Leighton, um dos homens mais poderosos da Inglaterra, nasceram para carregar o peso de um dos títulos mais reverenciados da aristocracia. Ele passou toda a sua vida se preparando para este momento, quando a honra eo dever foram os primeiros. Onde estava a honra no que ele tinha feito a Juliana? Nos estábulos? No parque? Neste quarto? Vergonha passou por ele, sua pele cada vez que se sentiu mais quente. Não é uma pergunta. Eu vou casar com a senhora. - Ele faria o que ele tinha que fazer. Ele encontrou St. John no estudo do Conde Reddich. A porta estava aberta, e chamou uma vez, com firmeza no batente, esperando por St. John vai agitar a mão e convidou-o a entrar na sala antes de se sentar na cadeira de couro grande na frente da grande mesa mogno. -Quase se pode pensar que você é o título, tão bom você olhar atrás do balcão disse. Nick acabou marcando uma longa coluna de números na contabilidade de bens e olhou para cima. -Desde que a contagem é de dez anos de idade e na escola, eu não acho que eu me importaria se eu esquentar a cadeira até que esteja pronto -. Ele se inclinou para trás. -Ela é o proprietário da casa, tem que se preocupar. Ela fica irritada quando você usa a mesa -. - Por que não ter o seu próprio, então? St. John sorriu. -Eu gosto quando ela fica irritada. Simon fingiu não ouvir o comentário inapropriado. -Eu gostaria de falar sobre a minha irmã. -Excelente. Eu gostaria de falar sobre a minha. Simon congelou as palavras, e os olhos de St. John caiu instantaneamente. -Isabel acha que há algo entre vocês dois. E ela está sempre certo. É ultrajante, realmente. Não há nada entre nós. - Não? Sim. -Não -. Ele tentou parecer enfático. Eu esperava que eu teria feito.

-Mmm. Nick tirou os óculos e os jogou sobre a mesa. "Bem, então. Enfim, vamos falar sobre Lady Georgiana -. Simon alívio veio em uma onda de irritação. "Eu estou feliz que alguém nesta casa, lembre-se o estado da minha irmã -. Nick ergueu as sobrancelhas. -Eu seria mais cuidadoso, se eu fosse você, Leighton. Simon jurou em silêncio, de mãos nos punhos. "Tente outra vez", disse Nick. Nicholas St. John foi, muito possivelmente, o mais antigo amigo de Simon, se ele poderia reivindicar um. Os dois, junto com Ralston, no mesmo ano foi para Eton, e Simon Young e seu título de idade, ele havia passado muito tempo lembrando os irmãos eo resto da turma, as crianças eram de Ralston Casa na verdade, ações questionáveis. Um dia, ele havia empurrado o limite demasiado tolerante com Nick e sofreu as conseqüências. Nick havia quebrado o seu nariz, e então começou a sua amizade. Alguns anos depois de deixar a escola, - Simon se tornou o Duque de Leighton, o chefe da família, um dos homens mais poderosos da Inglaterra, - e Nick tinha deixado para o continente, desaparecendo no Oriente, quando a guerra começou. Leighton dinheiro tinha financiado as atividades do Nick, mas isso foi o mais perto que Simon havia se tornado seu amigo durante aqueles anos. Quando Juliana chegou a Londres, Simon não tinha feito nada para apoiar a casa de St. John. E ainda, quando Georgiana chegou à porta de Townsend Park, grávida e ao redor, Nick e Isabel tinha tomado sob sua proteção, como se fosse sua própria família. E então, quando Simon atacou contra eles, ameaçando comprometer esta casa, os seus nomes, e até mesmo sua vida, Nick tinha se manteve firme, Georgiana proteger a todo custo. Um amigo. Talvez seu único amigo. E Simon foi mais do que eu poderia pagar Nick. E agora que ele ia pedir mais. Ela quer ficar aqui. Com a criança. Nick recostou-se na cadeira. -E o que você quer? Ele queria que ela segura em sua cama em sua casa, se preparando para a sua estreia e para as férias de inverno. Ele queria estar livre do fardo que tinha sido colocado sobre seus ombros desde que ele tinha subido para o Ducado ... desde antes disso. E eu queria Juliana. Ele parou no passado, sussurrando o nome dele em sua mente. Mas, em vez de proporcionar clareza, só serviu para ser mais frustrado. Ele não poderia tê-la. Não agora, não, nunca. E ele perguntou o que era que ele poderia ter. -Eu quero que Georgiana é segura. E Caroline, a garota que eu quero que você tanto está seguro. Nick assentiu. -Eles são seguros aqui. Diga-me o quanto você precisa -. Nick cortou a mão no ar. -Não, Leighton. Você nos deu o suficiente nos últimos seis meses. Mais do que o necessário. -Mais do que você esperava. "Bem, você tem que admitir ... com a maneira que você deixou aqui depois de descobrir a situação de sua irmã, eu não esperava que você se tornar um benfeitor da Minerva House. Ele tinha feito com a culpa.

Georgiana teve medo de dizer a verdade sobre a sua situação, ela estava grávida, e a identidade do pai, este permaneceria seu segredo. Com lágrimas nos olhos, praticamente implorou para perdoá-la. Para protegê-la. E ele foi embora, irritado e inquieto. Ele voltou para Londres, desesperado para proteger a sua reputação. Fingindo que era um incômodo, em vez de sua irmã, e único membro de sua família que se sentia como uma família. E assim fez a única coisa que ele poderia fazer. Ele tinha enviado o dinheiro. Uma grande parte da. -Eles são minha responsabilidade. Vou continuar a cuidar deles. Nick olhou para ele por um longo momento, e Simon olhou seu amigo. Ele não nega-lo foi a única maneira que eu poderia começar a corrigir os seus erros. Nick assentiu. -Você tem o que você acha que deve fazer. -Você avisarás-me se alguma coisa ... se você precisar de alguma coisa. 'Eu vou. "Você é um bom amigo -. Foi a primeira vez que ele tinha dito essas palavras. Nick ... ou alguém. A primeira vez que reconheceu uma amizade que foi além de uma bebida no clube ou um jogo de esgrima. Ele ficou surpreso com o sentimento. Olhos de Nick foram abertos pelas palavras. 'Você faria o mesmo -. Na verdade simples Simon balançou para o núcleo. Ele faria. Agora. Mas, até recentemente, não poderia ter feito isso. O que mudou? A resposta foi clara. Mas eu não podia admitir isso. Não para si mesmo. Certamente não Nick. -Agora que isso está resolvido ", disse Nick, atingindo uma garrafa de conhaque e despejar duas gotas do líquido, voltamos ao assunto da Juliana? Não. Ela já está na minha mente também. Simon pegou o copo que ele ofereceu, tentando evitar trair seus pensamentos. -Não há muito a dizer. Nick bebeu, saboreando o líquido e aproveitar o momento. 'Venha, Leighton. Você se esquece de quem você está falando?. Por que você não me contar a verdade desta vez? Eu sei que meu irmão tem batido. Eu sei que minha irmã ficou furioso quando eu pensei que você pudesse estar aqui com o seu próprio filho. Você realmente quer chutar minhas próprias conclusões? Isso não poderia ser pior do que a verdade. Simon ficou em silêncio. Nick se inclinou para trás, as mãos cruzadas sobre o colete azul,-um retrato de calma. Simon odiava por isso. E então, seu amigo falou, eu vou te dizer o que eu penso. Eu acho que você está fora de desconforto com a situação em que sua irmã é. Eu acho que ele propôs casamento com Lady Penelope com alguma crença louca que seu casamento pode neutralizar escândalo Georgiana. Eu acho que você está se casando por todas as razões erradas. E eu acho que a minha irmã está testando você. Simon tinha um desejo imediato a atravessar o punho através Nick, que estava ciente de que o flash de sua raiva com um sorriso irônico. -Eu os convido a me bater, velho amigo, mas posso dizer-lhe que isso não vai torná-lo mais fácil. Ó minhas palavras menos certo. Simon deveria ter ficado impressionado com a esperteza de Nick, mas quando eu realmente pensei que era tão difícil para ele ver a verdade? Ele ficou chocado com isso. Ela tinha feito um idiota. Ela fez mais do que isso. Ela ficou ferido. E desejado.

E mais. Ele deve seguir essa linha de pensamento. Eu não faria isso. Nick não tem que saber essas coisas. Em vez disso, ele enfrentou seu amigo em silêncio, e assim permaneceu, imóvel, em silêncio, por um longo tempo antes de um lado da boca de Nick levantou-se em um pequeno sorriso. -Você percebe que não será capaz de evitá-lo. Simon fez uma simulação de escovação um pontinho invisível manga do casaco, fingindo ser furado, fingindo não se importar, mesmo que sua mente e seu coração acelerou. -Evitar o quê? -Evitar a maneira como você se sente. - E quem é você para dizer que ela me faz sentir nada, mas a irritação? Nick riu. -O fato de que você sabe exatamente o que eu estou falando o suficiente. E descobrir que, nesta família, a irritação é um precursor dos sentimentos mais perigosos. -Eu descobri muito sobre esta família, como é, disse ele, na esperança de que os anos de arrogância praticou cobriu as outras emoções que estavam mexendo dentro. -Você pode jogar o papel do desdém Duke tudo que você quer, Leighton. Isso não vai mudar nada -. Nick colocou seu copo e levantou-se, indo para a porta, voltando antes da abertura. Acho que é pedir muito que você fique longe dele? Sim. A idéia de ficar longe de Juliana era incompreensível. E ainda assim, eu tinha que fazer. Que burro era real. Que tolo. -Nem um pouco. Mentiroso. Nick fez um som baixo que falou volumes. -Não acredita em mim? Não que deveria. Lord Nicholas St. John deve levá-lo para fora da casa para proteger sua irmã. Para a proteção de Simon si mesmo. -Não, Leighton. Não penso assim. Nem um pouco. Nick abriu a porta. -Se você acha que eu sou uma ameaça para ela, sua reputação, por que você me deixe ficar aqui -? Nick se virou para ele, então, e Simon viu algo nos olhos azuis dos olhos do homem-assim como os de Juliana simpatia.. -Você não é um risco para ela -. Nick não sabia do desejo que corria por ele quando ela estava perto. Simon permaneceu em silêncio enquanto Nick continuou. "Você é muito cuidadoso, Leighton. Muito cauteloso. Juliana não é parte de sua vida perfeita, sem falhas. Ela é cheia de escândalos, como toda a nossa família. Não que isso importe muito - acrescentou ele em um lado - mas que em si vai impedi-lo de tocar. - Simon queria discordar. Eu queria gritar para a irresponsabilidade inerente de suas palavras. Sua própria irmã Georgiana estava lá em cima a prova viva do que acontece quando um homem perdeu o controle. Quando foram cometidos erros. Mas antes que eu tivesse a chance de falar, Nick acrescentou: -Não felicidade impidas, Simon. Talvez você não quer para você, mas você sabe que ela merece. E ela pode obter um bom jogo -. Com outra pessoa. Um ódio visceral Simon correu com que um pensamento.

-Você diz isso como se tivesse alguém disposto a fazer a oferta -. Ele não queria que ela sentisse o desdém em sua voz. Nick ouviu, no entanto, e viu um lampejo de raiva nos olhos de seu amigo. Ela deve dar a luta que ele tão desesperadamente procura. Você acha que só porque você nunca se atrevem a manchar sua reputação com alguém tão adorável Juliana, há filas outro por uma chance com ela? É claro que eles tinham. Ele era inteligente, muito inteligente, charmoso e absolutamente linda. Mas antes que ele pudesse admitir, Nick deixou o quarto, fechando a porta silenciosamente atrás dele com um clique suave, deixando Simon com seus pensamentos. Ela não queria ficar a sós com seus pensamentos, portanto, Juliana tomou consolo no mínimo solitário Townsend Park. Cozinhas. Minerva Casa cozinhas eram precisamente como Juliana pensou que as cozinhas devem ser-ups e bagunçado e cheio de risos, cheiros e pessoas. Era o coração da casa, a casa que tinha feito todas as mulheres que moravam lá. Isto é, o Minerva cozinha da Casa não eram como as cozinhas de outras belas casas senhoriais inglesas. O que era bom, porque Juliana tinha o suficiente das coisas boas inglês para a correção dias-multa arrogância, Inglês Inglês bem, bem Inglês duques. Ela queria algo real e honesto. Quando ela passou pela porta, o grupo de mulheres reunidas em torno da grande mesa no centro da sala, apenas olhou para cima, continuando a conversa, enquanto Gwen movimentada, o cozinheiro da casa, olhou em volta e colocar Juliana trabalhar. -Esta é Juliana, disse ela, enquanto as outras mulheres abriram espaço para ela em torno da longa mesa de carvalho, bonito, marcado por anos de refeições e manter segredos. -Irmã Senhor Nicholas -. E com isso, ela foi aceita. Gwen enharino espaço Juliana e capotou contra um navio de cobre lá, depositando uma bola de massa grossa que precisava de atenção. -A-amassa, disse a pequena mulher, e não acho que de desobedecer Juliana. Havia meia dúzia de outras mulheres ao redor da mesa, cada um com sua própria tarefa de cortar, cortar, misturar, forte, um batalhão de cozinha perfeitamente organizada, conversando. Juliana respirou fundo, inalando o conforto do quarto. Ele pressionou a massa em um disco plano rodada e ouviu. Esta foi a distração que eu precisava. Neste caso, não teria de pensar Simon. - ... Eu diria que é um dos visitantes mais bonitas que tivemos em muito tempo. -Talvez, nunca, Gwen disse, e houve um murmúrio de concordância em torno da mesa. Ela parece um anjo. -Um mal ... dádiva de Deus. Você viu o jeito que ele quebrou aqui e pediu para ver Georgina? Juliana congelou. Eles estavam falando sobre Simon. Aparentemente, ela não seria capaz de escapar, depois de tudo. -O mais alto também acrescentou uma mulher alta e magra que nunca tinha visto Juliana. -Eu me pergunto se ele é tão grande em tudo, alguém disse, e as meninas foram dissolvidos em um ataque de riso com a insinuação. "É um convidado -! Gwen jogou uma toalha na direção da mulher que tinha feito comentários sugestivos antes de sorrir para casa. -Não que eu tinha que me achava muito. -Por favor, me diga que você não está falando que eu acho que você está falando -. Cabeça Juliana subiu como todos da mesa, para a mulher que riu quando ele falou, e tudo abriu um espaço para a chegada nova Lady Georgiana. Tinha que ser

ela. Parecia que ele, com cabelos dourados e olhos cor de âmbar. No entanto, foi pequeno e charmoso, como uma boneca de porcelana com beleza suave, arredondado mulher que acabara de dar à luz. Não parecia 17. Na verdade, ele parecia muito mais velho. Mais sábio. -Se você pensou que estávamos falando sobre seu belo irmão, você está certo Gwen brincou. - Você está com vontade de descascar as maçãs -? Gwen não esperou por uma resposta, e colocou uma cesta cheia de maçãs vermelhas brilhantes contra Georgiana. Ela não protestou, em vez disso, levantou uma faca pequena de aparas e começar a trabalhar. Um choque de surpresa passou por Juliana na cena do crime, a irmã de um duque feliz descascar maçãs nas cozinhas de Minerva House, mas ela não fez nenhum comentário. -Meu irmão é bonito, certo -? Georgiana disse, olhando-se com um sorriso Juliana. Juliana passou a trabalhar imediatamente. Dobrar, bater, dobrar bater. -Você tem que admitir, é bom olhar -. Juliana ficou surdo farinha, Flip mais, vezes, soco.. -Muitas mulheres em Londres, são jogados sobre ele. Não lhe dê o prazer de um bem recebido aqui. Juliana conta que não pensar em outras mulheres em seus braços. De Penelope em seus braços. Bending, bater mais forte e mais frequentemente. -Não, homens como Duke são muito frios, de qualquer maneira -. Ele disse que a mulher alta - Olha o que você fez, você e Caroline enviou para longe para evitar escândalo. Ele não exatamente nos mandou embora. A mulher acenou com a mão desdenhando. Eu não ligo para o que aconteceu. Você está aqui com a gente, em vez de com ele, e isso é suficiente para mim. Eu gosto dos meus homens têm coração. Ele tem coração -. Juliana não sabia que ela tinha falado em voz alta até que a conversa ao redor da mesa ficou em silêncio. -Ele tem, certo -? Ela olhou para cima, as faces coradas, e encontrou os olhos curiosos de Georgiana, antes de retornar à Terra. -Nós não foram apresentados. -Esta é a irmã de Lord Nicholas, Gwen disse rapidamente. 'Miss Fiori, direita -? Juliana olhou para cima novamente, com as mãos na massa. -Juliana. Georgiana assentiu. - O que você sabe sobre o coração do meu irmão, Juliana? -Eu-eu só queria dizer que ele deve ter um coração, certo - quando nenhuma das mulheres responderam, a massa novamente. Eu não sei. Volta, volta, volta. É como se você soubesse um pouco. -Nem um pouco -. Tentou soar mais forte do que era. -Juliana pediu um georgiano apontou que era muito familiar, "Você é ... Amante de meu irmão? Ela não deve ser. Ele era tudo que ela queria. Tudo o que ela odiava Inglaterra, aristocratas e homens. Exceto para as partes em que ele era tudo o que ela amava sobre eles. Mas suas coisas ruins superou o bom que era. Talvez ele não tivesse tentado? Juliana bateu no chão e começou a enrolar a massa sobre a mesa. -Seu irmão não gosta de mim -. Houve um longo silêncio antes de ela olhar para cima para descobrir que Georgiana sorriu. -Isso não é o que eu pedi, no entanto. -

- Não. - interrompeu ela. Não há nada sobre este homem ser como -. Boca de Georgiana abriu enquanto ela continuava. "Tudo o que ele se preocupa é seu ducado precioso Ela pegou a massa em uma bola com violência - e sua reputação precioso -. Ela bateu a bola, aproveitando a sensação de pressionar a massa através de seus dedos. Ele acumulou um recorde novamente e repetir a ação anterior antes de perceber que ele havia insultado o irmão da senhora. -E, claro, você, minha senhora. "Mas ele é bonito, interveio Gwen, tentando aliviar o clima. Juliana não estava se divertindo. Eu não me importo o quão grande ele é, ou quão bonito. Não, eu não gosto dele. Não surpreso com o silêncio em torno da mesa, e Juliana soprou uma mecha de cabelo de onde ele veio. Ele esfregou a mão no rosto mealy. -Claro que não, cuidadosamente Georgiana disse. Houve um coro de acordo em torno da mesa, e Juliana percebeu o quão tola eu devo ter olhado. 'Desculpe. Bobagem. É um homem difícil de gostar. Não precisa me dizer isso - disse Georgiana. Gwen agarrou as mãos de massa Juliana, devolvendo-o para a tigela. Eu acho que isso foi muito bem amassado. Obrigado. -Com gosto -. Ouvi o pote em seu tom. E não se importou. -Ele não é bonito, tampouco, disse a mulher de altura. "Eu vi outro mais bonito, interveio outro. "Na verdade", disse Gwen, Juliana entregando um bolinho cozido, ainda quente do forno. Ela mordeu em uma extremidade, surpreso de que esse grupo de mulheres que conhecia ela ignorou seu comportamento louco, retornando às suas tarefas uma a uma. Em que se tornou bobo!. Ele ficou com a idéia, empurrando a cadeira para trás tão rápido que acabou de fazer e se endireitou. -Eu não deveria ter ... Não era minha intenção .. -. Apenas um dos dois princípios era verdade. Ela amaldiçoou brandamente em italiano, e as mulheres olharam um para o outro, à procura de um tradutor em seu meio. Mas não o acharam. Eu tenho que ir. -Juliana disse Georgiana, e ouviu o apelo na voz da menina. – Fique. Por favor. Juliana congelou na porta, de costas para a sala, de imediato, sentir arrependimento por qualquer um que tinha sentido o que sentia naquele momento, a combinação de tristeza, vergonha, frustração, eu dei náuseas e desejo ir para a cama e nunca mais sair de novo. "Desculpe", disse ele. Eu não posso ficar -. Abriu a porta e correu até as escadas. Se eu pudesse chegar ao centro da escadaria da casa, se pudesse encontrar o seu próprio caminho, as coisas seriam melhores. Ela seria melhor. Ela aumentou seu ritmo, ansioso para escapar da vergonha parecia perseguição das cozinhas. -JulianaA vergonha foi, no entanto, na forma de Lady Georgiana. Ele virou-se, de frente para a mulher menor, que pretendem eliminar os minutos finais, a última hora, a viagem para Yorkshire. "Por favor. Georgiana sorriu, um flash de uma covinha na bochecha. - Quer dar uma volta comigo? A propriedade é bastante agradável. I-Por favor. Foi-me dito que eu deve tomar ar depois que eu tive o bebê. Eu gostaria de ter companhia -. Ela não recusou. Eles passaram por uma sala de estar de um lado do corredor, com uma pequena porta ybaja carregando um pequeno conjunto

de degraus de pedra no jardim de um lado da casa. Eles caminharam entre as fileiras de plantas perfeitamente organizados, em silêncio por um longo momento antes de Juliana não aguentava mais. "Lamento o que eu disse na cozinha. - Quanto? -Tudo, eu acho. Eu não tive a intenção de criticar o seu irmão. - Georgiana sorriu, passando os dedos através de um raminho de alecrim e carregando o cheiro do nariz. "Isso é lamentável. Eu gostava que estivesse disposto a criticar o meu irmão. Desde muito poucos fazem. - Juliana abriu a boca para falar, mas fechou-a, sem saber o que dizer. Acho que ele faz muito pouco para merecer a sua crítica, ele disse, finalmente. Georgiana olhou para ele. - Você? A verdade era muito mais fácil do que tentar dizer a coisa certa. Ela deu uma risadinha críticas. -Na verdade, não. -Bom. É escandaloso, certo? - Os olhos de Juliana se arregalaram de surpresa, e ela balançou a cabeça. -Em grande forma. Georgiana sorriu. "Eu acho que eu gosto de você. "Estou feliz em ouvir isso -. Moveu-se um pouco mais. -Eu não dei a minha sorte. Sobre o nascimento de sua filha. -Caroline. Obrigado. Houve uma longa pausa. -Eu acho que você sabe que eu sou um escândalo terrível na tomada -. Juliana ofereceu-lhe um sorriso. -Então, estamos destinados a ser amigos, já que eu sou considerado por muitos e fez um barulho terrível. - Realmente -? Juliana concordou, puxando um raminho de tomilho em um matagal nas proximidades e trazendo-a para o seu nariz, inalando profundamente. -É verdade. Eu tenho uma mãe, como eu tenho certeza que você sabe. Ela é uma lenda -. "Eu já ouvi falar. Ele retornou à Inglaterra na semana passada -. Olhos Georgiana se arregalaram. -No. -Sim. Seu irmão estava lá. Juliana lançou a erva-de lado. "Todo mundo acha que eu sou feito as mesmas roupas -. Georgiana assentiu na forma como as pessoas faziam quando eu não estava entendendo nada. Juliana reformulou a sentença. -Eles acham que eu sou como ela. -Ah. Corte do mesmo saco -. E foi isso. -Sim. -E você é? -Seu irmão acha que sim. -Isso não era a questão. Juliana encontrou as palavras. Ninguém nunca perguntou se ela era a mãe. Ninguém nunca tinha incomodado. A fofoca alta sociedade tinha imediatamente condenado pela sua filiação, e Gabriel e Nick eo resto da família tinha simplesmente rejeitou a idéia. Mas Georgiana estava à sua frente, no jardim de uma estrada sinuosa e fez a pergunta que nunca ninguém tinha feito. Portanto, Juliana disse a verdade. Espero que não. -

E isso foi o suficiente para Georgiana. A estrada bifurcada à frente deles, e ela colocou a mão sobre o braço de Juliana, para fazer o caminho de volta para a casa. Não tenha medo, Juliana. Quando meu notícia fora, vão esquecer tudo que você já pensou em você e sua mãe. Anjos caídos são uma boa fofoca. "Mas você é a filha de um duque, Juliana protestou. Simon vai se casar para protegê-lo -. Georgiana balançou a cabeça. "Estou bem e verdadeiramente arruinada. Absolutamente irremediável. Talvez ele possa proteger a nossa reputação, você pode ser capaz de silenciar os rumores, mas eles nunca vão embora. "Desculpe", disse Juliana, porque eu não conseguia pensar em mais nada. Georgiana apertou sua mão e sorriu. -Eu senti-lo, também, por um tempo. Mas agora eu estou aqui enquanto Nick e Elizabeth que eu quero ter, e Caroline é saudável, e agora eu não me importo. Agora eu não me importo. Em todo o tempo eu estava na Inglaterra, por todas as vezes que ela tinha provocado palavras e olhares desdenhosos da alta sociedade, Juliana nunca tinha deixado de importar. Mesmo quando ela tinha feito todo o possível, ela tinha importado. Ela estava preocupada com o que Simon tinha pensado. Ele se importava que ele nunca poderia acreditar que ela era suficiente. Embora ela soubesse que era verdade. E esta mulher invejada forte, energético, de frente para um futuro incerto com tanta confiança. -Pode não ser o direito de dizer isso ", disse Juliana,, mas são idiotas para fazer de lado. Os salões de Londres poderiam se beneficiar de uma mulher com você. Georgiana olhos brilharam com humor irônico. Não é de todo adequado para você a dizer. Mas nós dois sabemos que salões de Londres não pode ficar uma mulher com espírito. O que seria de nós dois juntos? - Juliana riu. -Quando você decidir voltar, minha senhora, eu acho que temos uma estrada larga e ultrajante juntos. Minha família tem um carinho especial por crianças com paternidade questionável, você vê - Ele parou, percebendo que ele tinha ido longe demais. 'Desculpe. Não é o que eu quis dizer .. -. "Bobagem", disse Georgiana, acenando com a mão no ar para descartar o pedido de desculpas. -Caroline é definitivamente a paternidade questionável -. Ela sorriu. -Então, eu estou muito feliz em saber que existe pelo menos um quarto onde se recebe. "Posso perguntar .. -. Georgiana olhou para ela com admiração. -Não se preocupa com a correção, você, Miss Fiori? Juliana olhou para longe, infelizmente. "É uma história velha, chata, trivial e devastador, disse Georgiana. Pensei que ele me amava, e talvez ele fez. Mas às vezes o amor não é mais o suficiente do tempo, eu acho. Não havia tristeza no tom, não houve arrependimento. Juliana encontrou os olhos de Georgiana âmbar e viu ali existente honestidade, uma clareza de espírito que desmentia sua idade. Às vezes o amor não é suficiente. Eles caminharam em silêncio em direção à casa, ecoando as palavras uma e outra vez na mente de Juliana. As palavras que ela faria bem em lembrar. Capítulo Dezesseis A amizade ao longo da vida começa com a suavidade e imprudência. Senhoras delicados não falar livremente com os homens.

- Um Tratado sobre o melhor de senhoras O cara não é o único com um temperamento ardente esta queda ... - A folha de escândalo, novembro 1823 A maioria dos dias do ano, o povo de Dunscroft era uma vida tranquila e idílica interrompido por um touro solto ocasional ou transportados para fora de controle, mas no grande esquema de pequenas cidades inglesas, havia muito pessoas pequenas notáveis r. Não é assim no Bonfire Night. Tudo em Dunscroft havia n out para as festividades, era o que parecia. J ust depois do pôr do sol, a praça estava cheia de armadilhas para a realização de lanternas que tinha acendido n ao redor do perímetro do gramado Ban'm os postes que ficavam fora do espaço com um brilho dourado bonito. Juliana alho b carro e foi imediatamente abordado pelos cheiros e sons da atmosfera de carnaval. Havia centenas de pessoas no gramado, desfrutando de toda a parte do show e algumas outras crianças com máscaras de papel perseguidos s através dos pés dos mais velhos antes de fotografar shows de marionetes de improviso ou sorrindo meninas com bandejas de maçãs doces. Houve um porco a assar a poucos metros de distância, e Juliana viu um grupo de jovens nas proximidades brincou e fiança Aban. Ela riu da imagem que eles fizeram em sua bufonaria, apreciando a sensação de bem-vindo. - Veja -? Disse Elizabeth ao seu lado -. Eu disse que não tinha nada para se preocupar s t e. - Eu não sou ainda um machado, Juliana disse com um sorriso -. Vejo o fogo que havia prometido s -. Um incêndio tinha sido colocado no centro da praça, uma enorme pilha de madeira Garagem para um homem vestindo-palha como olhar. cabeça efígie era perigosamente para um lado, levaria ndo brisa ligeira ameaça em vez de uma chama de fogo para bater. As crianças foram correndo em círculos ao redor do fogo fora, cantando e gritando, e um bebê de gordura sáb lado, Garagem ou doces pegajosos. Juliana se voltou para sua irmã com um sorriso 'Este endereço de e não m parece de todo medo assim.. - Espere até que as crianças já comeu o seu preenchimento de n doce, e nenhum inferno p ara proteção perfeita. Então, você vai ver o terrível -. Isabel olhou através da multidão, procurando -. Maioria das meninas já deve estar aqui. A casa estava vazia, exceto por Nick e Leighton quando à esquerda -. Simon A menção de colocar Juliana na borda. Eu estava pensando nele o dia todo, passou grande parte da manhã em busca de motivos para entrar e sair de quartos, para encontrar coisas perto da creche e visitar seu irmão em seu estúdio, todos sem sucesso. Ele h aqui se foram. Ela sabia que deveria ficar feliz que ele manteve distância. Sabia que não deveria tentar a sorte. Ele fez a escolha dele, afinal, era apenas uma questão de tempo antes de voltar aa Londres e otr se casar. Alguém que pensou muito de. Alguém que combinava com o nome e status. E agora, ao invés de fazer todo o possível para esquecer, ela estava de pé no meio de uma massa de estranho s Inglês, com um de seus mais favorecidos cedores-vestidos, e desejando que ele estuvier para aqui. Ba Querendo saber por que ele não estava aqui. Mesmo que ela sabia que não era para ela. Deveria ser mais fácil, aqui no país, protegendo o resto do mundo Gido, d e s o escândalo antigo, onde mães deixavam seus filhos protegidos de filhos ilegítimos longe de casamentos arranjados e danças compromisso e sussurros e fofocas .

E, no entanto, ela achava dele. Seu futuro. Na própria. E pelo jeito 10 ed ser diferente. Ela tinha que ir. Ela não podia ficar. Não, se ele estivesse aqui. Elizabeth levantou o nariz no ar -. Ooh ... s ele cheirar tortas de maçã -? Pergunta para Julia nd saco ou de seu devaneio. Este foi um carnaval, e tudo foi em comemoração Yorkshire, e ela não iria permitir que o futuro cambi ara agora. Houve tempo sufi ciente para se preocupar com o amanhã -. Vamos tentar um -?, Pediu a sua irmã com um sorriso. Eles partiram para baixo a longa fileira de barracas em busca da pastelaria, enquanto Isabel disse:-T o adviert ou, quando eu começar, posso vai acabar até que eu h aya E tornar-se um bolo maçã -. Juliana riu -. É um risco que devemos tomar. Ell para s encontrado o celeiro e comprou os bolos antes de uma mulher jovem detuv Iera Elizabeth de falar algo sobre ormes UIF funcionários para Townsend Park. Juliana vagou lentamente, parando nas posições mais próximas enquanto aguarda a conversa terminou, v iendo a grama está escuro, a única luz no centro da praça era de as velas dos detidos, enquanto seus vizinhos Arlaban ch e espera, presumivelmente, para o fogo para acender. Tudo nesta pequena cidade tinha sido destilado para este simples momento de conversa e celebração. O ar estava fresco com o cheiro do outono, as folhas das árvores em volta do gramado estavam caindo na brisa, e não havia nenhuma preocupação no momento ... não tristeza. Sem solidão. Lá estava ela no campo, onde a vida era mais simples rumores. Ela veio para isso. Para rimas fogueira noite e berçário e tortas de maçã. E, por uma noite, ela tinha. Não vai deixá-lo decolar. Ele parou em uma cabine cheia de ervas e flores secas, ea mulher da praça olhou para cima do saco que foi amarrado n fazer. - Qual é o seu desejo, minha senhora? -Meu desejo -? A mulher pesava em seu banco e caminhou até a mesa principal, que era Juliana -. Crianças? Dinheiro? Felicidade -? Juliana sorriu. - As plantas podem n me dar coisas? - Você duvida -? Ela riu -. Sim -. A mulher olhou para ela por um longo tempo -. Vejo o que você quer. - Ah, é? - Eu quero uma noite de simplicidade. -Amor, o comerciante disse. Muito complicado -. Quê? - - Isso é o que você quer -. A mulher entrega vol aron na coleta de ervas e flores, se movendo mais rápido do que alguém do seu tamanho deve ser capaz de mover estuário. P lavanda ponta ellizcó, um raminho de alecrim, tomilho e coentro e várias coisas que Juliana não podia identificar. Ele colocá-los todos em um saco de serapilheira, atándol a com um cordão com um nó que não seria capaz Ulysses desfazer. Ele entregou a bolsa para Juliana abaixo, dormir com ele debaixo do travesseiro -.. Juliana olhou para o pequeno envelope -. Então, o que -? A mulher sorriu um sorriso grande, largo, que revelou vários dentes perdidos -. Ele vir. - Quem está vindo -? Ela era s iendo deliberadamente obstinados. Uma mulher não pareceu se importar. - Seu amor -. Anch colocar a mão, a palma para cima -. Penny para a magia, minha senhora -. Juliana levantou uma sobrancelha -. Devo admitir, parece uma pechincha ... por magia -. Deixou cair as ervas em sua bolsa e tirou uma moeda -. vai servir -. Oh, sim, eu sou machado vai -. Ela virou-se resolutamente e congelou. Há, inclinando-se contra o poste na esquina da praça, com os braços cruzados, foi Simon, parecendo um duque, já que apenas o Duque de Leighton podia olhar. Ele era extraordinariamente ducal CHAPÉU W.

Ele usava calça de camurça e botas de montaria, marrom, uma camisa de linho branco e um casaco verde, mas não havia nada complicado sobre as roupas, o empate foi sencill a capa simples e despretensioso. Um boné calad-se sobrancelhas em vez de um chapéu e, enquanto ele estava usando luvas, não levar o bastão que era necessário na cidade. Este foi um Simon com uma inclinação pelo campo. Simon, a quem ela pudesse amar. Então, ela poderia fazer a rendição. Sua reputação e decoro e responsabilidade, e todas as coisas que tinham vindo amar sobre ele. Mas esta noite, eles estavam em campo. E as coisas eram mais simples. Talvez eu pudesse convencê-lo disso. Pensamento despeg ou ela. Ela começou a se mover. Para ele. Ele s e se endireitou. - Você está comprando poções? - Sim -. Ela olhou por cima do ombro da mulher, agora de pé do lado de fora do posto. Ela sorriu seu sorriso de orelha a orelha -. Você vê o quão rápido ele funciona, minha senhora - Juliana não pôde deixar de sorrir -. Fato. Obrigado. Simon parecia desconfortável -. Que você vend ela IO -? Ela olhou para ele por um longo tempo. Era agora ou nunca. - E se eu disse que vendeu uma noite? Ele f testa runció -. Uma noite de quê? Ela encolheu os ombros s e -. Simplicidade. Facilidade. Paz -. Um lado de sua boca se elevou em um meio sorriso -., Eu diria, você comprou um pedaço de tempo de vida. Juliana pensou que a conversa de há muito tempo, quando ele tinha discutido a linhagem - a Leighton perfeito com uma reputação a zelar, honrar ele valorizado. Ele lembrou o orgulho em sua voz, a grande responsabilidade que sobre ntendía. O que teria de suportar um fardo? L ou d ifícil mente o suficiente para ser tentado por uma noite de liberdade. Julian sacudiu a cabeça. - Nós não podemos ter vida. Apenas uma noite. Só por esta noite -. Ele olhou para ela por um longo tempo, e ela queria aceitar sua oferta. Hoje à noite, na aldeia simples no campo Inglês, nenhuma fofoca ou escândalo. Uma fogueira e uma feira e de algumas horas de calma. Amanhã, na próxima semana, no próximo mês horrível tudo ry. Provavelmente seria horrível. Mas ela tinha agora. Com ele. Tudo o que eu tinha que fazer era chegar e levá-lo. -T engo suficiente para dois, Simon, - sussurrou -. Por que não viver esta noite? Por favor. Ele estava à beira de responder, e se perguntou se ele ia se afastar, eu sabia que tinha que diminuir o zoom. Seu coração batia em seu peito, enquanto observava os músculos de sua mandíbula se contraiu, como se preparando para falar. Mas antes que ele pudesse responder, os sinos da igreja do outro lado da praça começou a soar, uma explosão de som. Seus olhos se arregalaram quando as pessoas ao redor dele gritou com um espírito forte e poderoso. - O que está acontecendo -? Ele perguntou. Houve uma batida, como se não tivesse ouvido a pergunta imediatamente. Antes ele ofereceu-lhe o braço. - A Fogueira. Você está prestes a começar. Por que não viver essa noite? As palavras ecoaram na mente de Simon, quando ele era antes que o calor do fogo aceso. Uma Noite.

Um momento em que eles poderiam estar juntos aqui no campo. Nenhuma responsabilidade não é única preocupação é ... este Bonfire Night, e nada mais. Mas se ele queria mais? Ele não podia ter. Apenas uma noite. Só por hoje à noite. Mais uma vez, Juliana estava enviando um desafio. Desta vez, eu tinha medo de que, se ele aceitou, ele nunca iria sobreviver. Eu virei um pouco, o suficiente para levá-lo. Ela estava de perfil, olhando para o fogo, com uma expressão de alegria no rosto. Seu cabelo preto brilhava à luz do fogo, uma explosão de vermelhos e laranjas, algo magnífico e vibrante. E sua pele brilhava com o calor do fogo também. Ela sentiu seu olhar, virando-se para ele. Quando ela olhou em seus olhos, ele engasgou. Ela era linda. E ele queria esta noite. Eu queria tudo o que eu poderia obtê-lo. Ele se curvou, seus lábios perto de seu ouvido, e ele resistiu à tentação de beijá-la ali, onde ela cheirava tão maravilhosamente para Juliana. - Gostaria de tentar a poção -. Ela se afastou, seus olhos azul s no escuro. - É é seguro -? Ele assentiu. Seus lábios se curvaram em um sorriso amplo, acolhedor, aberto e irrestrito, e senti que tinha experimentado um golpe na cabeça. - E agora? Uma excelente pergunta. As pessoas tinham começado a se mover para longe do fogo, e eles começaram a voltar para a mesa com o resto da praça. Ele ofereceu o braço. - Será que você coloque um giro pela grama comigo -? Ela Considere ou braço por um longo tempo, e ele entendeu sua hesitação, ele viu o medo em seus olhos quando ele encontrou seu olhar. - Uma noite -. Cada pedaço de grão aba ele não ia ser suficiente. Mas ele deve ser. E ele não foi autorizado a pensar sobre o que a manhã traria. Ele abaixou a cabeça. Ele concordou -. Uma noite -. E então ela colocou a mão em seu braço, CALID a empresa, e longe do fogo ro n. A luz se apagou, mas manteve-se o calor, queimando mais do que antes. Eles caminharam em silêncio antes que ela disse, apontando novamente para o fogo - Eu confesso, eu me sinto Honra. Tudo isso, para os católicos -. Um vento frio varreu a praça, aconchegando mais perto dele, e ele resistiu à tentação de embrulhar um braço ao redor dela. - Para um católico específico - ele disse -. Guy Fawkes quase explodiu Parlamento e quase mar para o rei. Bonfire Night é uma celebração da frustração de esta trama -. Ela se virou para ele, interessado -. O homem no topo do fogo ... que é o homem -? Ele acenou com a cabeça, e ela se virou -. Ele não parece tão perigoso -. Ele s e riu. Ela olhou por cima do ombro para o som. - Eu gosto de ouvir você rir, ou Graça S -. Ele resistiu s e título l -. No "Sua Graça" hoje à noite. Se eu conseguir s uma noite de liberdade e facilidade, a não ser um duque. - Não perceber que as palavras saíram, mas a verdade era inegável. Ela assentiu com a cabeça em sua direção -. Um pedido razoável. Então quem é você hoje à noite -? Ele não tem que pensar. Ele inclinou-se ligeiramente em direção a ela e ela riu, o som como música no escuro. Simon Pearson. Sem título. Somente o homem -. Durante uma noite, eu poderia imaginar que o homem era o suficiente. E-cre pessoas véspera para você é um senhor simples? -

Se fosse um jogo, por que não poderia fazer as regras -? É este poção mágica ou não - Ela sorriu suavemente, voltando-lhe a mão em seu braço. - Pode ser magos c para depois de tudo. Eles se mudaram silenciosamente passado uma cesta de doces e um stand de tortas de carne de porco e de frango que estavam à venda -. Você está com fome -? Ele perguntou. Quando ela assentiu, ele comprou duas das delícias saborosas e um novelo de vinho, e virou-se para ela com um smile.-A Mr. Pearson l gostaria de ter um piquenique improvisado -. O sorriso abriu-se num sorriso. - Bem, eu não queria decepcioná-lo. Não em Bonfire Night -. Eles se mudaram para uma parte mais isolada de l gramado, onde se sentaram em um banco baixo e comeu Eron, observando os foliões. Uma coleção de crianças correram passes n me perseguir ou ser perseguido - o riso por trás deles. Juliana suspirou e balançou o som através dele, suave e encantadora "Essas noites foram o meu favorito é como uma criança -. Ela disse, sua voz melodiosa, com seu sotaque italiano -. Festivais significou uma noite, onde as coisas não tem s ser tão certo -. A imaginado como uma menina, muito alto para a sua idade, com os joelhos sujos e um emaranhado de cachos selvagens na brisa, e ele sorriu para a imagem. Ele se inclinou e disse em italiano, - Eu gostaria de conhecer você então. Visto l jovem Juliana em seu elemento -. Ela riu, ele gostou ou mudou em sua língua nativa, apreciando a privacidade é fornecida. Brias-T e tem surpreendido a Juliana menina. Eu sempre fui a Suci, sempre voltando para casa com uma nova descoberta, se metendo em problemas por gritar no quintal, roubando torticas de cozinhas - causando problemas. Ele levantou uma sobrancelha -. E acredito que t odo s que me surpreende -? Ela sorriu e abaixou a cabeça. - Acho que não. - E como você estava crescendo? Rompías cadeia corações é como noites do festival -? Eu não deveria fazer isso é perguntas. Ele não era apropriado. Mas esta noite, não havia regras. Hoje foi mais fácil. Hoje à noite, perguntas s l a permitida. Ela inclinou a cabeça para o céu, com uma risada baixa e coluna A Líquido longo de seu pescoço Iluminados pelo fogo ou a distância. Ele resistiu à tentação de apertar a delicada pele dos lábios ali e transformar o seu riso com um suspiro de prazer. Quando ela olhou para cima, não havia malícia em seus olhos. - Ah - disse ele, esticando as pernas para fora na frente dele. - Estou a ver que não é tão longe oy. - Havia uma criança - disse ele -. Vincenzo -. Simon foi espancado por um eaeh ol de emoções, curiosidade, ciúme e intriga de uma vez. - Conte-me a história. - - Todos os anos, em Verona, em abril, é a festa de San Zeno. A cidade está se preparando para a semana e comemorou como o Natal. Um ano ... - Ele fez uma pausa, como se ela não fosse machado para se deseja continuar. Ele nunca quis tanto para ouvir o resto da história. - Não é pued parar agora. Quantos anos você tinha? - Dezessete -. Seventeen. Com uma nova cara e bonita como agora. - E Vincenzo -? Ela deu de ombros -. Nada mais. Dezoito talvez -? Simon lembrou 18, lembrou de como tinham pensado sobre as mulheres ... as coisas que ele queria fazer com ela s. Que um queria fazer com ell um s. Com ela. Ele teve um súbito desejo de machucar esse garoto desconhecido italiano.

- Os jovens da cidade foram recrutados para ajudar com os preparativos para a festa, e eu peguei a comida para a igreja para grande parte da manhã, toda vez que eu tenho um novo prato na mão, Vincenzo estava lá, pronto para ajudar. Eu acho que foi, Simon pensou como ela continuou -. Isso continuou por uma hora ... quatro ou cinco viagens de casa para a igreja ... eu tinha guardado o maior para a bandeja passado - um prato enorme bolo para a comemoração. Eu deixei a casa, as mãos cheias, e cortar seu caminho através de um beco estreito que leva para a igreja, e lá, sozinho, encostado a uma parede, foi Vincenzo -. Uma visão brilhou, um magro jovem italiano, cabelo escuro, com os olhos brilhantes de desejo, e Simon colocou as mãos em punhos. - Eu pensei que eu estava lá para ajudar com a bandeja. -M e eu acho que não era -. Sua voz era grave. Ela balançou a cabeça com um sorriso -. Não. Não era tempo ele pegou a placa, e quando me aproximei, ele roubou um beijo -.. Eo menino é odiado. Queria que ele dead.-Espero que fira em Inguine -. Seus olhos se arregalaram. Ord-S Pearson! - Ele brincou, retornar para l Inglês -. Quão difícil é você! Parecia que ele merecia esse filhote de cachorro -. - Basta dizer, eu lidei com a situação -. A alegria passou. Boa menina. Ele deveria ter sabido que ela iria cuidar de si mesmo. Mesmo se eu quisesse eu poderia ter feito por ela. - O que você fez com ele? - Infelizmente, Vincenzo agora tem uma reputação de beijar com o entusiasmo de um cão babando -. Simon riu, forte e livre -. Bem feito -. Ela sorriu. - As mulheres não tão nós como um indefens s é como você pensa, você sabe s. - Nunca pensei que você fosse impotente. Na verdade, eu pensei que nós somos como um gladiador, desde o início - disse ele, oferecendo a meada de vinho. Ela sorriu com é como palavras. - Um gladiatore? .. Que eu realmente gosto disso - disse ele antes de beber - Sim, eu acho que eu sou - viu sua bebida, e quando ela deixou cair a garrafa, ele disse: - Eu confesso, eu estou muito feliz que ele não sabia como beijar -. Ela sorriu, e ele foi transferido para ver o movimento de sua língua como ela lambeu em uma gota de vinho que estava sobre os lábios. -Não se preocupe ele não é páreo para você -.. As palavras vieram casualmente antes de perceber o seu envolvimento. O ar engrossou entre eles quase imediatamente, e ela abaixou a cabeça, o rosto rubor inundado -. Eu não quis dizer .... -. "Eu disse agora - brincou ele em silêncio e encheu a necessidade que corria por ele - a necessidade de ter em seus braços e provar que ele estava certo -. Eu não vou deixar você remover s -. Ela olhou através de seus cílios de ébano de longo s, e fiquei impressionado com sua beleza exuberante. Um homem pode passar a vida inteira procurando. - Não recue -. Seu pulso bater nas palavras, e ele queria que eles estavam em outro lugar, mas não aqui neste lugar lotado, com seu meio-irmão e Yorkshire uma curta distância. Ele levantou-se, sabendo que se o fizesse, não seria responsável por suas ações. Ele inclinou-se e ofereceu a mão e puxou-a altura máxima. Imerso no cheiro, que era uma mistura estranha e exótica de groselhas e manjericão. Ela ergueu o rosto para ele, o brilho alaranjado do fogo bruxuleante em sua pele, e viu a emoção em seus olhos, ele sabia que se ele a beijou, aqui neste lugar, em público, na frente de todos, ela não empurrar para lado.

A tentação era aguda. Por um breve momento, ele se perguntou o que aconteceria se ele fez, se ele reclamasse como sua já aqui, no centro desta praça campo. mudaria tudo em um instante. O h Onor casa exigiria ra n, eo escândalo que Georgiana ocupa o segundo lugar com o Duque de Leighton abandonar a filha de um marquês dupla se casar com a filha de um comerciante italiano de legitimidade duvidosa. Mas ele teria de Juliana. E nesse momento, eu senti que seria quase suficiente. Ele poderia fazê-lo, sua boca estava a centímetros do dela, toda a doçura e tentação, e tudo que eu tinha a fazer era fechar a distância entre eles. E ela seria sua. Ele viu a ponta da sua língua rosa acariciou ao longo de seu lábio inferior, e apontou o desejo por ela. Quando ela falou, sua voz era leve e casual -. Vamos caminhar um pouco mais? Ela sentiu, torção, necessidade insuportável para se deslocar dentro. Ele limpou a garganta, tomando um momento para obter o som na esperança de que sua cabeça é também esclareceu -. Claro - disse ele, e ela se mudou, deixando atrás dela como um cachorrinho que tinha trágico tornar. Ele nunca me senti mais grato que quando ela o trouxe de volta para a linha de mensagens, como era mais estável quando é aba em torno de outras pessoas, quando ela se mudou e senti o seu calor sobre ele. Ela ergueu o queixo com o ar da noite, enquanto caminhavam, tomando uma respiração profunda e deixá-lo fora em um longo suspiro. -Eu acho que eu poderia gustarm e no campo. Ele se foi pelo sorprend declaração, energia ed hab muito para ele que esta vila tranquila no campo não parecia conformar. S-L ou preferem a Londres? Ela sorriu e ele viu o carro - o desprezo no gesto -. Acho que o campo gosta de mim. - Eu acho que você pertence s para Londres -. Ela balançou a cabeça. - Não mais. Pelo menos não durante o resto do ano. Eu acho que vou ficar aqui em Yorkshire. Eu gosto de garotas de Minerva House, Lucrecia gosta de correr na charneca, e eu sou dispuest para deixar a temporada -. Ele odiava a idéia de deixá-lo em campo. Retornou a Londres, sua vida chata e sem graça, não sem o mais emoção. Sua vitalidade está perdido aqui no meio de campos e ovelhas. Ela deb ed estar andando através da névoa da manhã, no Hyde Park, através de salões da sociedade, envolto em sedas e cetins. Com ele. Ele engasgou com a visão que brilhou em sua mente, Juliana em seu braço, seu parceiro na sociedade. Impossível. Ela s e parou na porta de um escritório, correndo os dedos ao longo da borda de uma touca de renda branca simples. O ruído foi unhas mente suaves e delicados ao longo da borda, ele perguntou como ele iria se sentir que o dedo enquanto escova seu pescoço ... seus ombros ... pelo tronco ... Seu galo c receu instantaneamente duro e levantou, grato pela escuridão, mas olhar para o outro, fascinado pela maneira que acariciou seu chapéu. Finalmente, quando ele não podia suportar ver l para r acaricia o capô ligeiramente, tirou um saco de moedas do bolso e disse ao lojista: -. Gostaria de comprar a senhora chapéu Seus olhos se arregalaram "Seu não pode s.. Mas o homem na praça e tinha tomado o dinheiro -. L e gostaria de usá-la, minha senhora -? Ela o ignorou, olhando para cima para encontrar o olhar de Simon.

- Não posso posso s Your me comprar roupas -.. Levantou o chapéu de onde estava e atirou uma moeda extra para o vendedor. Segurando-o longe de Juliana disse: - Pensei que tivesse bebido a poçãoEla olhou para o chapéu por um longo tempo, e ele pensou que não poderia suportar isso. Quando assumiu, ele soltou um longo suspiro, ele não sabia que ele estava segurando -. E - ele brincou,-t e prometeu comprar um chapéu para substituir o que eu perdi essa. Eu vi ou que evocou lembranças em sua mente. Lembrou-se da sensação de que, tremendo em seus braços. Esperemos que não s tinha evocado. Para s i-lhe a memória falha, o Sr. Pearson - Ela hesitou, girando a tampa em suas mãos, - Você está me ofereceu para comprar uma dúzia -. Ele acenou com a cabeça em gravidade simulada e virou-se para o lojista -. Você tem 11 mais destes? Talvez em outras cores -? Os olhos do homem se arregalaram, e Juliana riu, pegando o que d o braço e puxando-o para fora da cabine. Ela sorriu largo no vendedor. - Ele não quis dizer isso. Mil d isculpas -. O homem olhos Backlight Aron. -Este Bonfire Night e s, senhora, alguma coisa sobre a gravação d a boneca nos faz todos se comportam como um louco ácaros. Quando saíram dali, Simon disse - eu teria dito uma diversão mais você s ácaro s. - Seis de uma ou meia dúzia do outro quando se trata de sexo - disse ela secamente, e foi a sua vez de rir. Eles tinham andado alguns metros quando ela desacelerou mais uma vez l, e lançou um olhar de lado antes de voltar sua atenção para o seu chapéu nas mãos -. Graças -. - Foi um prazer -. E tinha sido. Eu queria comprar uma centena de seus chapéus. E casacos e vestidos, cavalos e selas, pianos e tudo o que ela queria. O que a faria feliz, ele queria que ela tem em abundância. Então, quando ela disse: - Sinto muito - e ele ouviu a tristeza em sua voz, não gosto nada disso. Ele parou, até que ela se virou para ele novamente. - Por quê? Ela levantou u ombro n minúsculo em um gesto. Deus, ele estava começando a adorar sempre deu de ombros. - Para todos. Porque é tão difícil jogar um desafio, e provocar, e envio de notas impróprias, s indesejadas, e raiva e frustrá-lo e fazer todas as coisas como é ... bem ... como é difícil -.. Ela olhei, e vi honestidade e contrição em seus grandes olhos azuis. Ela balançou a cabeça uma vez, antes de continuar -. Que eu não sabia, Simon ... Eu sabia que tinha nenhuma razão para ser tão preocupados com a controvérsia e reputação. Se eu soubesse ... - Ele fez uma pausa, olhando por cima do ombro para o jogo, como se estivesse olhando para ele pode ser muito doloroso. E então ela sussurrou: - Se eu soubesse, eu nunca teria lançado e são mudos desafiar. Eu nunca teria tomado até agora -. As palavras eram tão suave, se o vento tivesse soprado para o outro lado, eu não teria ouvido Bria não ouviu a tristeza em sua s -.. Sinto muito -. Eles estavam na outra extremidade do programa agora, onde a linha de posts sobre, e Simon não pensar duas vezes puxando-a para a escuridão em torno da cabine e em um grupo de árvores na esquina da praça . - Eu acho que nós concordamos que iríamos noite é uma simples t-ele disse, palavras suaves na privacidade do espaço l-dá ndoles sob árvores no escuro, a luz piscar e sons do fogo suficiente agora, tudo parecia um sonho. Como se eles realmente fez uma poção mágica.

Como se esta noite foi fu diferente. Ele sentiu, em vez de vê-la balançar a cabeça -. Mas não, na realidade, bem Apenas continue s sendo um duque, e eu ... bem, eu sou o que eu sou? -. - Não, Juliana, - sussurrou, andar, levantar a mão para acariciar seu queixo e inclinou o rosto para ele ndo -. Esta noite não -. Gostaria de poder ver seu rosto. - Sim, até esta noite. Nem mesmo a magia que pode desfazer, Simon. Estamos é muito bem treinado -. Sua voz em volta dele, cheia de dor, emoção -. Eu só quero que você saiba ... Eu quero que você saiba que eu entendo. E se eu pudesse voltar para aquela noite, quando eu lancei meu desafio, voltar tudo para trás. Ele não queria que ela tudo de volta para trás. - Eu gostaria de poder voltar atrás e escolher um carro diferente -. Ciúme irracional irrompeu com o pensamento dessa realidade alternativa, onde outro homem cama r ed encontrado no chão do carro. Ela era sua. A onda de possessividade estava perturbando, e ele deixou-a cair ao tentar controlarl. Ela entendeu ou mal o seu movimento e deu um passo para trás, colocando distância entre eles Ele sentiu sua perda -.. S Abias que hoje são duas semanas -? Ele não tinha pensado nisso para negociação durante o dia de s. Não, desde que ele tinha vindo para Yorkshire. Ele fez um cálculo rápido de tempo -. Duas semanas esta noite. Sim -. E você prometer seu cumprimento ste mostrar paixão. Ele não disse as palavras. Sem chance de isso. - Eu não Eu me ajoelhei. Ela tinha feito pior. Senti-me como se eu tivesse rasgado o coração de seu peito -. Algum lugar, meu plano deu errado - ela disse, sua voz tão suave que ele mal podia ouvir no escuro -. Porque em vez de fazer você descobriu r que a paixão é tudo, eu achei que a paixão não é nada sem amor. O que eu estava dizendo? Poderia ela ...? Ele estendeu a mão para ela, seus dedos tocando seus braços e ela se afastou, recuando ainda mais na escuridão -. Que isso significa -? Um riso, sem senso de humor a deixou, e ele queria desesperadamente ver seu rosto -. Juliana ? - Ele mal conseguia distinguir sua silhueta no escuro. - Você não percebe, Simon -? Havia um tremor em sua voz, e ele odiava -. Eu te amo -. Não foi até que ele ouviu as palavras em sua língua, em sua belo sotaque lírico que ele percebeu o quanto ele queria ouvir você dizer isso. Ela o amava. O pensamento veio sobre ele, o er plac e dor, e tudo o que sab ed era que ela iria morrer se ela não estava em seus braços. Q nada Nenhuma UERIA mas abraço. Eu não sabia o que viria depois, mas foi um começo. Ela o amava. Com o seu nome e n lábios, aproximou-se dela, certo de que, desta vez, esta tarde, ela era uma SUY. Ele tomou-a em seus braços, e ela lutou contra a sua aderência -. Não. Deixe-me ir -. - Diga isso de novo - disse ele, nunca quis nada tanto. Ele não tinha direito a ele. Mas ele l ou queria de qualquer maneira. - Não. - Ele ouviu a pesar em sua voz -. Que eu não deveria ter dito isso, para começar -. Ele sorriu. Eu não poderia ajudá-lo. - Mulher Teimoso -. Ele a puxou mais perto, uma mão sobre a curva delicada de seu pescoço, inclinando o rosto para o seu -. Diga isso de novo. - Não. Ele a beijou, pressionando os lábios com força e determinação, e ela imediatamente lhe deu. Ele gemeu em sua doçura, o sabor do vinho e especiarias

em seus lábios -, mas retirou-se antes que se perdesse nela -. Diga de novo -. Ela deu um suspiro pouco de nojo -. Eu te amo -. Não imponha rtaba ela olhou torturado. As palavras enviou fogo a queimar por isso. - Com sirene sentimento, -. Ela hesitou, e ele pensou que ela poderia fugir antes que ela estava em tregara naquele momento, suas mãos em seus braços, se aproximou e tocou seu pescoço, ele t dedos os cachos, acariciando assim, colocando-o em chamas. Sua boca dentro de um fio de cabelo dele, e quando ele falou, sua voz era baixa e suave e perfeito -. Ti amo -. E ela disse as palavras em sua língua nativa, ela aprendeu a verdade. E isso o matou. Naquele momento, ele teria dado l e tudo o que ela tinha pedido ... enquanto o amor nunca deixou ara. - Beije-me novamente - ela sussurrou. O pedido não foi necessário, seus lábios já estavam sobre ele. Novamente e novamente tomou sua boca, procurando o ângulo perfeito, derretendo contra seu peito e acariciando PROFUND amente com longos beijos lentos que ameaçavam a sua força e sanidade. Eles se beijaram c omo se tivessem uma eternidade, longa e lânguida, e ela CORRESPONDÊNCIA tio o movimento, quando era asper áspera ou lisa quando era macio. Ela era perfeita. Eles combinam perfeitamente n ba -. Juliana - disse ele, mal reconheceu sua própria voz ou final, quando ele fez uma pausa entre os beijos -. Deus, você é tão bonita -. Ela riu, eo som foi direto para o seu núcleo. - É escuro Você não pode ver -.. Suas mãos acariciavam seu corpo, bem arredondado em todos os lugares, apertando-o com força contr até que ambos respiração aron qued com a sensação. - Mas eu posso sentir isso ", ele sussurrou contra seu Labi você, e eles se beijaram de novo, todos os lábios macios e línguas emaranhado de doses n. Quando ela se afastou e acariciou seu lábio inferior, juntamente com o seu desejo de seda língua enviou uma lança através dele, ele rosnou e tomou um de seus seios, ponta alta e pellizc ou através de camadas suas roupas. Ela gemeu, eo som foi como um chamado de sereia, pedindo-lhe para venerar l com a boca e com seu corpo. Ele queria colocar ela no chão deste céu programa pequeno e fazer amor até nem lembrar seus nomes. Não. Eles estavam em uma praça pública. Ele teve que parar. Ela merecia melhor. Eles tiveram que parar. Antes que ele arruinou. Ele empurrou-a, terminando o beijo. -EspereAmbos foram respirando com dificuldade, o gemido de sua respiração fez doer com a necessidade. Ele a soltou e deu um passo atrás, seu corpo protestar. - Temos de parar - Por que -? A questão, simples e inocente estava prestes a mudar sua mente Meda Ele merecia uma chamada para a utilização de sua força.. Deus, ele a queria. E ainda era impossível ficar perto dela sem ameaçar seriamente a sua reputação. Ameaçando a sua reputação? Sua reputação estaria em frangalhos, se alguém encontrou. - Simon ... - Ela disse, e ele odiava sua calma tom "Isso é tudo que temos uma noite... Uma noite.

Que teria soado tão simples de uma hora antes, quando eles estavam rindo e tentando e tentando ser alguém diferente do que eles realmente eram. Mas agora, enquanto ele estava na escuridão com ela, ele não queria ser outra pessoa. Queria ser ele. E ela queria que ela fosse. E ele queria que fosse suficiente. Mas não foi. Também não foi apenas uma noite. Ele não poderia ser em torno de seu tempo. Não sem tomar o que ele queria, não., Sem estragá-lo. E ele não deve estragar tudo. Então, ele disse que a única coisa que pod ed, grato pela escuridão ajudou a escondê-lo para que ele não pudesse ver a verdade em seus olhos. Pois, com uma palavra, ela poderia tê-lo de joelhos, orando por ela. - A noite é mais Ela congelou e ele odiava a si mesmo. Ela odiava ainda mais quando ela se virou e correu.

Capítulo Dezessete Há partes da casa que estão cheios de tentações. Uma senhora requintada trancou a porta. - Um Tratado sobre o melhor de senhoras Nós culpamos os sindicatos uma epidemia de escandaloso amam a falta de compromissos quebrados nesta temporada ... - A folha de escândalo, novembro 1823 Várias horas depois, tudo em Townsend Parque estava dormindo n s, mas Juliana andou ao redor do perímetro do seu quarto, um Furios. Furiosa consigo mesma por ter confessado seus sentimentos para Simon. Zangado com ele por se recusar a isso, empurre-o para longe dele. Um momento que eram piadas sobre poções mágicas ndo e desfrutar de uma noite de simplicidade, e para l seguinte, ela confessou seu amor e estava em seus braços. E foi maravilhoso, até que o tempo ele se recusou. Que idiota ele tinha sido, dizendo-lhe que o amava. Não importava porque era verdade. Ele parou no pé da cama, de olhos fechados, no extremo mortificação. O que ela estava pensando? E chamada não estava pensando claramente. Ou talvez ele estava pensando que poderia mudar alguma coisa. Ele se sentou na beira da cama com um suspiro, e depois cobriu o rosto com as duas mãos, deixando a humilhação Pierce, e dando lugar à tristeza. Ela o amava. Ela sabia que não poderia tê-lo. Ela sabia que ele não podia virar as costas para sua família, seu título e sua noiva, mas talvez, em algum lugar silencioso e escuro de sua mente, ela tinha guardado esperando que dizer aquelas palavras abriria um mundo secreto onde seu ra o amor era suficiente. O suficiente para superar a necessidade de decoro e l reputação. O que é uficiente para ele.

E então ela tinha dito. Em voz alta. E como as palavras ecoaram em torno da pequena coleção de árvores, ela queria, de imediato, para trazê-los de volta. Como se você não tivesse dito. Porque agora que ela havia confessado seu amor, tudo era pior. Porque para dizer em voz alta n tinha se tornado muito mais real. Ela o amava. Antes desta noite, ele tinha gostado do correto ou arrogante e imóveis Simon, com sua propensão para a correção e sua fachada calma e doce. E ela o amava mover, quebrar a fachada dele, e dar-lhe carta branca para l quente, apaixonado ou Simon não conseguia parar de beijá-la, tocá-la, falar dele como uma escura e mal. Mas esta noite, ela tinha caído no amor d o resto do corpo - seu sorriso secreto, joker q ue Simon estava escondido dentro do Duque de Leighton. E ela queria para ela. Exceto, que nunca seria sua. Ela era uma coleção de erros que esta cultura nunca aceitá-la como sua esposa - que ele nunca iria aceitar a católica e filha de um italiano Marquise queda contínua levando o escândalo. E enquanto ele fu foi o Duque de Leighton, sua união nunca vai fazer. Eles foram feitos para outros. Bem, ele estava destinado a outro. Ela se acalmou com e e s é o pensamento, e, de repente, com uma clareza surpreendente, ela sabia o que viria a seguir. Ele levantou-se, movendo-se para a tela de vestir no canto. Ela seria oferecido por uma noite. Ed manhã pensando no que viria a seguir, Londres, Itália, uma vida sem Simon. Mas esta noite, ela iria permitir isso. Uma noite com ele. Vestiu um robe de seda, amarrando o cinto Alre dedor de sua cintura e foi até a porta de seu quarto antes que ele pudesse rec onsider suas ações. Ele saiu da sala, se arrastou até a borda de l corredor escuro, com uma mão atrás da parede, contando as portas como ele foi. Dois. Três. Na quarta, oi zo pausa, mão plana em mogno, seu coração batendo em seu peito. P rocedió, finalmente, suas ações seriam tão escandaloso quanto a empresa esperava que fossem. E é provável que ela teria que pagar o caro. Mas ela não se arrepende de IA. Na verdade, se ela não o fez tom ara naquela noite ... ela iria se arrepender para sempre. Ela respirou fundo e abriu a porta. A única luz na sala era a lareira, e levou um momento para Juliana viu Simon de pé junto à lareira com um copo de uísque na mão, vestindo botas, calças e apenas brancas e águas cristalinas mangas de camisa. Ele s e voltou para a porta quando ela l com bem fechada atrás dela, o desgosto em seu rosto foi rapidamente substituído por algo mais perigoso -. Que você está fazendo aqui -? L, e perguntou, dando um passo em direção a ela antes de parar a meio caminho, como se batido com uma parede invisível. Ela respirou fundo -. A noite não acabou, Simon. Você me deve o resto. C Ele olhos errados, e ela pensou que ele poderia estar pedindo paciência. "Digame você não está neste quarto comigo. Diga-me que não está aqui, mas nada vestindo t-nos de dormir. Ele Brio olhos e encontrou seu olhar, quente e líquido, como mel. 'S Queimado por ela, lembrando-lhe o quanto ele amava o seu calor, seu toque, seus beijos ... lo. No r ed pod viver o resto de sua vida, sem esse tempo ... esta noite ... não saber o que seria sua. Era agora ou nunca. E não havia tempo para hesitar.

Ele colocou as mãos ao seu robe de seda faixa l e desatou a esta rápida mudança econômica e antes que pudesse parar. Antes que ela pudesse se conter. Uma noite. Chamando a sirene dentro dela, Juliana disse - eu não uso pijama, Simon -. Ela largou a seda em seus pés em uma piscina de safira enorme. Como Simon revelou em seu corpo impressionante, nua, toda a perfeição longa e exuberante e bela, ele não estava pensando que ela era belíssimo, apesar de ter sido completamente. Ele não estava pensando que você resiste deb ed-ed que ele deb envolvê-la em robe de seda descartados no chão e volta para o quarto - mesmo que ele absolutamente deve ter feito isso. Nem estava pensando que ele deve esquecer que isso aconteceu, porque com toda a honestidade, ele sabia que seria um exercício de futilidade, quando confrontado r a. E ele nunca, jamais esquecerei este momento. O momento em que ela percebeu que ela seria sua. A verdade das palavras foi quase insuportável, quando viu à sua frente, ousado e corajoso e perfeito para, e instando-o a tomar o que ela ofereceu. Ela estava aqui. E ela estava nua. E ela o amava. Sem Ele não tinha nem a vontade nem o poder de demiti-la, não quando ele deseab a ambos. Havia um homem na terra que poderia resistir a ela. E ele estava tentando fazer. Tudo iria mudar. As palavras passaram por sua mente como um sussurro, - e ele não tinha certeza se é um aviso a, b ou uma promessa. Mas ele não se importou. Ela estava de pé e orgulhoso de ainda, de frente para ele, com a pele bonita brilhando piscando luz dourada, que projeta sombras taba SA perversa e attractiv passar. Ela tinha deixado o cabelo dela, e ela enrola ébano s envolveu seus ombros e embalou seus seios maiores e mais firmes, como se fosse uma pintura clássica e não a coisa real. Suas mãos estavam na do lado, com os dedos cerrados como se conscientemente tentando não cobrir o triângulo escuro perfeito e ocupar seu segredos ltaba tentadore s. Ele quase gemeu na perfeição. Foi um sacrifício no templo de sua sanidade. Ela respirou fundo, deixando escapar um suspiro longo e trêmulo, e percebi que era a scrapie pele ndo-mole de sua barriga, a cintura curvilínea, a ascensão e queda de seus seios, o tremor em sua garganta. Eu estava nervoso. Ele d ected deixou cair o copo que tinha na mão um solo l, não importa onde ele era ou o que cay arruin ara-tendendo apenas para chegar a ele. E então ele estava sutiã iéndola, levantando-o no peito, e ela colocou os braços em volta do pescoço e as pernas ao redor de sua cintura, e fazer hundi dedos em seus cabelos, e ele colocou sua boca na dela. O beijo foi áspera e afiada, e ela correspondente à sua necessidade, onde ele foi, ela o seguiu, rindo ab para ele, dando-lhe tudo o que ele fez uma série de suspiros pequenos que inflamado sem sentido em chamas. Ela era sua.

Seus lábios se separaram, dando pouco espaço para respirar -. Se você ficar ... você se render a mim -. Que eu tinha que entender isso. T e ISA para fazer a sua própria decisão. Ela assentiu com a cabeça, os olhos cheios de desejo - É. Eu sou a Tuy -. Ele balançou a cabeça, sabendo que tinha seg undos antes de sua paixão tomou conta, e eles foram irremediavelmente perdido. "Vá agora, se você tiver quaisquer perguntas s. Houve uma pausa, e da necessidade de possuí-la correndo através dele, um Espes. Implacável e chocante Seu olhar claro, azul e Hermos um -. Que eu não tenho nenhuma dúvida, Simon -. Ela veio, seus lábios quase tocando-o, ameaçando deixá-lo louco. - Mostre-me o que todos -. Seu controle estava quebrado, e ele não se importou. Fiquei impressionado com o desejo primitivo como ele beijou de novo e de novo, suas mãos deslizavam sobre sua pele quente, infinitamente suave, pressionando em direção a ele, segurando sua parte inferior e no redondead entre suas mãos. Ele afastou-se o suficiente para falar -. Você é meu - disse ele, e ouviu a falta de controle nas palavras. Ele não se importava. O que ele sentia por ela naquele momento era bastante primitive.-Meu-repetiu ele, negándol eo beijo que ela queria, e então ela olhou em seus olhos -. Mine -. - Sim - disse ela, balançando contra ele, seu calor contra o comprimento dele fazendo-o sentir selvagem, eu sou seu.. Ele recompensou com outro beijo. Deus, como ele amava a beijá-la. Ela adorava o gosto, o entusiasmo ea maneira como ele incendiou o movimento de sua língua. Quando se aposentou brevemente para olhar em seus olhos novamente, é incrivelmente azul com o desejo -. ela balançou a cabeça quase que instantaneamente "eu sou seu", ela repetiu, levando o lábio inferior entre os dentes e puxando-o para um beijo. Ele gemia na mordida, seguido pelo toque suave de sua suave língua insuportavelmente passando por onde seus dentes tinham sido. Ela era sua sirene. Tinha sido desde o início. Foi-se o duque tinha refinado longe na praça da cidade - que foi enviado de volta para sua família com toda a resistência adequada, que sua posição exigia que ele cavaleiro. Em seu lugar, foi um mero homem de carne e osso e com fome. E ela era a sua festa. Ele a levou para a cama, sabendo que tudo estava prestes a mudar e não se importava. Ele acompanhou os lençóis de linho suaves, pressionando entre suas coxas longas e quentes, e tendo a boca novamente e, novamente, ele sussurrou entre beijos, tanto em Inglês e Italiano. - Minha sereia ... carina ... tão suave ... tão Hermos para ... che che bella ... bellissima -. Ela se contorcia debaixo dele, empurrando e balançando contra ele, como suas mãos tir abandonou sua camisa, puxando a roupa até que ela tinha acesso a sua pele nua. E então seus dedos estavam sobre ele, deixando um rastro de fogo por trás, e ele pensou que poderia morrer se ele estava mais perto dela. Ele estava sobre ela, assobiando seu prazer como ele apertou o movimento, dura e grossa, contra o mais suave do corpo, e mais CALID ou dela. Olhando para ela, ele Mir e os lábios grossos, lábios mordidos por seus beijos, as faces coradas, e seu grande olhos azuis, cheios de desejo. Suas mãos estavam indo de volta e empurrou seu estômago sob a camisa, está executando o seu peito até que o polegar eo rebelde encontrou um mamilo e ele engasgou.

Um brilho re conhecimento perverso em seu olho, e ela fez de novo uma vez, duas vezes, antes que ele sussurrou ara:-M e é morte s -, e se inclinou para tomar sua boca novamente. Quando ele olhou para cima novamente, ela disse,-Tire isso tudo. Eu quero estar mais perto. O mais próximo possível -. Ele pensou que ele iria se afogar no calor das suas palavras. A camisa era instantaneamente, e ele tomou sua boca novamente, acariciando a mente profunda antes que ele se afastou dela para ter acesso a l exuberante seu corpo. Juliana chorou pela perda dele, atingindo-o antes que ele tirou as mãos e colocá-los na cabeça, segurando facilmente em um l é um Suy s. - Não. Você e res-me - disse ele, enquanto sua mão livre para baixo a ponta do curso de um peito bonito, rosándolo, até que ficou duro e implorando por sua boca "Você iste vin para mim -. Ele sussurrou ao seu orelha, lambendo o lóbulo macio lá -. Ora, minha sereia? I - começou, parando quando ele tomou a ponta de um seio entre os dedos. - Por que -? Ele repetiu, desesperado para ouvir sua resposta. - Eu desejo que esta noite ... - Ela engasgou. - Por que -? Ele arrastou seus lábios e n garganta, enfiou a língua na cavidade na base. -Yo-Ela s e parou quando ele pressionou beijos suaves sobre a pele de seu peito, deixando um rastro, enquanto se dirige em direção à ponta ferida -. Simon ... - O sussurro era uma súplica. Deus, ele amava o som de seu nome em seus lábios. Ele soprou uma longa corrente de ar sobre o mamilo, saboreando a pele endurecida ou respiração por s -. Favor .. -. - Por que você veio para mim? Dizer que ele queria ouvir, sabendo que este não era o seu lugar. Sabendo que ele não merecia isso. - Eu te amo -. Um arrepio percorreu-o com as palavras, é tão simples. Tão honesto. Ele tomou a ponta entre os lábios sem esforço, premiando-o com tempo suga a carne doce lá. Amava do jeito que ela se contorcia contra ele, como chorou quando ele passou a língua e os dentes em sua carne sensível, a forma como as suas mãos uma torcida dos dedos enfiado através de seu cabelo. Quando ele olhou para cima, ambos estavam respirando pesadamente, e estava desesperado para tocá-la em todos os lugares. prová-la toda. Diga novamente -. - Eu te amo -. Ele deixou cair as mãos deslizando sobre seu corpo, deixando um rastro de beijos quentes sobre seus seios e estômago, vinco suave onde a coxa e do quadril foram unidos e do cheiro de sexo era insuportavelmente perfeito. Ele era viciado em sua suavidade, a sensação de que, do jeito que se agarrava aos lençóis e moveu seus quadris contra ele. Ele nunca quis nada em sua vida do jeito que ele queria. Agora. E ela estava aqui. E ela era sua. Simon levantou-se da cama, ajoelhado ao lado. Ela s e acrescentou instantaneamente. - Por que você é -? A questão levou a um leve gemido quando ele a puxou para a beirada da cama, deixando suas pernas pairam sobre o lado, e acariciou-lhe a pele macia e suave do tornozelo ao joelho . Ele olhou para suas mãos, grandes e

bronzeada, sig uiendo a curva de suas pernas, e não pude resistir de colocar as mãos sobre seus bezerros fortes, s finas, e entre suas pernas. -O que você está fazendo .. -? Simon -! Ela engasgou, e ele se inclinou para frente, dando a entender o seu corpo entre suas coxas. Suas mãos voaram para cobrir o lugar que ele estava desesperado para jogar, e ele mordeu a borda de sua mandíbula com dentes ligeiramente. -Backs, uma sirene. Ela balançou a cabeça -. Que não pode Você não pode s.. Pode-se s. E eu vou -. Heard a seriedade em seu tom. Senti desejo desesperado correndo por ele. Se ela não iria deixá-lo tocar em breve ... -Você tudo que você pediu - disse ele, palavras graves em seu ouvido -. Esta é parte disso. Ela se virou, e se ele não tivesse sido tão durante o e dolorido como ele estava, ele teria rido o ceticismo de seu olhar -. Nunca ouvi falar disso -. "Você está me dando você", disse ele, roçando as coxas ampères Ely, deslizando as mãos maior, brinca com seu arqui ndo língua perfeita de seu rosto -. Isto é o que eu quero -. Prendeu a resp iración como seus dedos chegou onde tinha as mãos, protegendo-o de vista. Ele acariciou as pontas dos dedos sobre a pele de suas mãos. Ele acariciou novamente, até que um pulso delicado, e depois para baixo -. Acho que também o seu desejo s. Ele ou movimento de volta ao seu ouvido, amar sua timidez, sua incerteza. Ensine Ndole Q uerié compartilhar seus segredos. -T e dói aqui, certo -? Ela assentiu com a cabeça, mal, e uma onda de prazer masculino passou por ele -. Que eu t e pued ou removê-lo -. Ela deu um longo suspiro, tremor, vós sois de som foi direto para seu pênis longo e difícil. Ele rangeu os dentes. Não. Isso era para ela. Ela enc ontraría seu prazer. Ele daria a ela, e ter seus ed isso. - Simon - ela disse, envolvendo seu sotaque sílabas de seu nome como um punho -. Favor -. -Lie-sussurrou, pressionando para a cama com um beijo antes de tê-lo onde ele queria desesperadamente ser. Ela lhe deu um beijo suave em um dos dedos. - Let Me In - Quando o fez, revelando as dobras de seu sexo, ele gemia de prazer. Ele delicadamente espalhar seus lábios, e ela ergueu os quadris em direção a ele. Ela era tão tiern a, estava tão lista para para ele. Silky, úmido e perfeito um. Ele correu um dedo em seu centro, a ouvir sua respiração, e dando gritinhos como ele explorou. Ele descobriu, pressionando e acariciando s ouvir o som de seu prazer, e então deslizou um dedo em seu núcleo quente e HuMed ou. Ela era tão apertado, que o sal ou a partir da borda da cama com a sensação. Ele olhou para seu corpo quando ela se levantou da cama e ele bebia era sua visão, seu lindo cabelo preto, olhos brilhantes como safiras com prazer, lábios cheios, rosa mal se separaram quando ele engasgou para respirar. Ele nunca quis nada tanto quanto ele a queria. Ele acenou com a mão, ndo adora a maneira como os olhos fechados, em seguida, abriu ou em tempo para o movimento. Ele s e se inclinou para frente, soltou um fluxo de ar diretamente para o centro de seu prazer, e vangloriou-se no grito de paixão ela não podia parar de correr. Ele vai morrer se não usar ed sua boca sobre ela em breve. F polegar rodado no clitóris inchado e latejante dela, e ela gritou sua resposta, sua timidez passou Bia. Beijo. - Qualquer que seja - disse ele, e colocou seus lábios sobre ela, observando como ele pressionou sua língua sobre onde o polegar tinha sido, de fazer amor devagar, saboreando seu centro. Ela arqueou na cama, enterrando os dedos em seus

cabelos e segurando-o contra ela como ele moveu contra sua boca. Ela era vinho, e ele foi imediatamente obcecado com gosto, com o aprendizado das coisas que ele gostava, com o único desejo de dar prazer. Para ela louca. Ele o fez. T ele entos l eron círculos, isso tornou-se gradualmente mais rápido movimentos s, trabalhando sua língua enquanto flexão sentiu os dedos em seus cabelos, e então ela se levantou da cama oferecendo-se a ele. Ele tomou-a, segurando-a contra sua boca quando ela descobriu o prazer aba, ondula ba satisfação masculina por ele. E quando ela encontrou seu clímax em seus braços, ele estava lá, segurando-a, para acariciándol, trazendo de volta à Terra. Ele l cabeça evantó após a última onda de prazer através dela, e mover-se ou a deitar ao lado dele, querendo abraçá-la, mantê-la segura. Ele beijou seu pescoço, sugando suavemente a pele delicada lá até que ela suspirou. Pod r ed ao prazer sempre. Ele poderia estar na cama com ela e adoro ela por toda a eternidade. Ele tomou um mamilo na boca, provocando até que ela sussurrou seu nome, e depois beijou-a, colocou a mão entre as coxas em uma inegável marca necessidade RLA como sua própria. Suas pernas abertas contra o peso de sua mão e seus dedos deslizaram sua haci tronco para a cintura de suas calças -. Simon - disse ela, e, baj ou lazer e saciado sua voz fez-se terrivelmente difícil . Quítat e-calças. Deus, sim. Ele perdeu os olhos de c e é pensado -. É s machado -? Se ele estava nu com ela, não havia como voltar atrás. Ela assentiu com a cabeça, seus olhos de safira escuro com paixão s. - Muito seguro. Ela faria. Uma e outra vez, para o resto de seus dias. Ele a beijou novamente, lenta e profunda. - Eu não posso negart e nada -. E enquanto as palavras ecoavam entre eles, ele sabia que era verdade. Ela era tudo que eu sempre quis. E ele faria todo o possível para mantê-lo em seu mundo. Nada mais importava. Suas mãos se moveram desajeitadamente sobre os botões da calça até que ele não podia suportar a desajeitada pressão, e levantou-se da cama para tirar as calças e botas, logo que possível. Virando-se para ela, ele gemeu seu prazer como ele se estabeleceu entre ela coxas de seda, desesperada para estar dentro dela. - Espere - ela sussurrou, tornando-se rapidamente para trás, para longe dele -. Vejo -. Ntrecerró Ele e os seus olhos sobre ela ea seguiu através da cama -. Agora não. Da próxima vez -. Ele segurou as pernas dela e puxou-a para ele, esfregando contra ela até que ela suspirou por fricção. - Mas ... temos apenas uma noite. Est é a minha única chance de ver você -. Ele congelou as palavras, com as mãos atingindo o seu rosto, segurando firmemente para os olhos assistindo. Ele viu a tristeza lá, desespero, abrumad uma paixão. Isto pode não ser apenas uma noite. Ela tinha que saber isso. Ele nunca deixá-la ir. Tudo havia mudado. - Juliana - ele sussurrou, e escurecer ou baj ou empurrando através de sua umidade de modo que a ponta da frot ele ara seu ponto mais sensível. Ele observou os olhos iero n Abril, seguida por uma nuvem de prazer -. Não me faça parar -. Ele repetiu o movimento, e ela baixou suas pálpebras. - Não. Não pare. Ele ou pressão na sua entrada, na sua quente e apertada vagina, antes que ele fez uma pausa - a coisa mais difícil que ele já tinha feito, e olhou para ela -. ta Está tudo bem? -

Ela assentiu com a cabeça uma vez, tendo seu lábio inferior entre os dentes, eo movimento enviou um arrepio de desejo correu em linha reta em seu ser. Mas ele não queria estragar o seu primeiro gosto da paixão. Ele ficou ali, imóvel, desfrutando do seu calor, não querer nada mais do que a empurrá-lo para trás e enterrar-se dentro dela. - Eu não quero te machucar -. Ela balançou a cabeça -. Você não vai. Ele chegou entre galos e, acariciando o núcleo sensível de seu até que ela engasgou prazer -. que eu vou. Mas, então, eu vou fazer o meu melhor para não machucá-lo novamente - Ele olhou em seus olhos antes de abaixar a língua sobre o lábio inferior, dizendo:. - Olhe para mim. Eu quero ver você. Ela cabeça tio assintótico e balançou contra ele, o que torna cada vez mais apertada à medida que passa através da vagina, tentando ser legal, vendo a dor ea luta prazer dentro dela como ela ajustada às suas estocadas suaves, profundidade para cada um mais do que o último. Ele foi enterrado ao máximo, e ambos respirando pesadamente. Ela sussurrou: - Ter o mais bonito olhos -. O prazer passou por com o elogio inesperado, e ele a beijou e larg ou emprestados ou. Puxando-o para trás, sorriu, balançando suavemente contra ele -. Impossível. Eles não são nada em comparação com o seu. Eu estava desesperado para se mover. Desesperado para fazer o lançamento que seu corpo tinha sido chamado a noite toda. Em vez disso, ele beijou sua mandíbula, e disse: - Está doendo, sirene -? Ela balançou a cabeça, e quando ele falou, ele ouviu algo maravilhoso em sua voz -. Não. .. sensação ... Simon, eu posso sentir ... em todos os lugares -. Ela relaxou e não pressões altistas para engajar seus movimentos. Ele sussurrou com prazer. Ela passou as mãos pelas costas até a curva de suas nádegas e abraçou-o firmemente contra ela. -Você tem isso de novo. Mais difícil -. Ele gemeu. Ela i ba matando-o. Ele e mpezó movimento, mais profundo, mais rápido, com mais força, e ela gritou seu prazer em seu ouvido, arriscando a sua saúde mental. Em um ponto, ela estava sussurrando seu nome, suas mãos se enredaram em seu cabelo, movendose com ele no momento em que seus golpes eram mais profundos e mais suave. Nunca foi tão preparado para dar o prazer, mas ele não quis deixá-lo ir sem ele. Ele queria que ela com ele quando lanz ara sobre a borda. Apertaram eron Juntos, construindo n é sensacional, até que ambos engasgou. - Simon ... é isso ... Eu não posso parar -. - Mesmo que eu puder - ele saiu e entrou de novo ou até quase passou de ntro-lo, então fiz isso de novo, afundando-se em seu calor. Como ele nunca pensou que poderia resistir a ela? "Olhe para mim, amor. Eu quero ver. Ela l ou fez, e queda no prazer foi sua ruína. Ele seguiu o penhasco com uma força que nunca havia experimentado antes, ela era o centro de seu mundo, ele queria ficar em seus braços, neste momento, nesta noite e por toda a eternidade. Ele caiu em seus braços e ficou ali por um tempo, respirando rajadas fortes, antes de perceber que o seu peso estarla asfixia deb ed. Ele virou-se e puxou-a sobre ele, toda a pele os cabelos macios, brilhantes e sedosos. Ele podia sentir os seios subiam e desciam em seu peito, e ele rangeu os dentes contra a realização instante que passava por sua virilha. Ele queria de volta. Agora.

Ele ignorou o seu desejo, e, em vez deixá-lo correr os dedos sobre os ombros nus, lisos, deleitando-se d o tremor que causou-lhe mais perto, ndo ama a sensação de que contra ela nu. Como argumentado, CALID macio para em seus braços, não quer pensar sobre o futuro. Eu queria saborear. Ele queria saborear o momento. Ele tinha sido um erro. Embora ela se deliciava com a sensação dele por baixo, toda a pele músculos apertado e quente, ela conhecia apenas piorar as coisas. Ele havia dado tudo o que eu tinha imaginado, ela nunca tinha s ense tão perto, tão ligado, assim que você quer dar. Ele nunca sonhou que poderia amá-lo tão intensamente. Amanhã ela iria deixá-lo ir. E ele se casaria com outra. E Juliana teve que viver sabendo que o homem que ela amava nunca seria sua. Ele estremeceu com o pensamento, pressionando-a para mais perto dele, como se ela p udier se fundir com ele, como se ele pudesse parar o movimento do tempo. L Ele passou a mão quente para sua coluna, deixando um rastro de fogo, e apertou seus lábios em sua testa -. Você está com frio? Não. Era mais fácil dizer sim do que dizer a verdade. Ela assentiu com a cabeça, não confiar em seu bacharelado em discurso. Sde Ele deslizou sob ele, puxando-a para cima da cama com ele para que ele pudesse sair das folhas. Ele a beijou, completa e exuberante, a carícia cruzada ardente, antes que ele voltou foi para atiçar o fogo. Sentindo-se muito vulnerável, ela tomou seu manto, atado Ndola colocá-lo antes de se virar para observar seus movimentos, enquanto agachado na frente do fogo, os músculos das costas ondulando com o movimento, as coxas grandes laranja brilhante com fogo -A deus do fogo. Quando ele se levantou, olhou para a cama. Ele franziu a testa quando ele descobriu que ela tinha ido embora, e imediatamente procurada, encontrada nas sombras. Ele levantou a mão, fazendo sinal para que ela viesse a ele, e ela não podia resistir à tentação. Quando ela chegou, ele a levantou em seus braços, colocando-os ambos em uma cadeira perto do fogo. Ele colocou a mão na abertura do manto correndo ao longo de sua coxa quando ele deu um beijo em sua coluna pescoço -. prefiro você nua ela disse, e ela ficou maravilhado com este novo teaser de Simon. Ela passou a mão no antebraço para seus ombros largos e musculosos -. Que sinto o mesmo - confessou -. Que eu simplesmente não podia s ver mais bonito, mas vê-lo para acender o fogo ... 'Re Hefesto, todos os músculos e de chamas. Seus olhos escureceram com a comparação, e ele a puxou para perto ea beijou rofundamente p diante dele mais perto de seu peito, e disse: - Isso faz de você quem você é Afrodite - uma comparação apt -. No entanto, Afrodite e Hefesto casado. O pensamento passou por sua mente. Em vez disso, temos uma noite omente s. Não, ela não podia pensar nisso. S-M e está promovendo uma deusa sereia, então -? Ele s rio e, e ela adorava a sensação aqui o estrondo por baixo. Ele ca pturó um lado, enfiou os dedos com os dela e levou-a aos lábios -. Parece que sim, garota inteligente. - Viu? Eu sou um escândalo andar - Ele brincou, e imediatamente se arrependeu das palavras. Ela tinha acabado de produziu o pior escândalo de sua vida. E ele

sabia disso. Talvez até pensei que ele tinha feito de propósito para causar um escândalo. Eu odiava a idéia. Eu odiava que tinha ocorrido. Ele virou-se em seu colo, desesperad para garantir que, por não pensar mal dela -. Simon ... s você sabe que eu não fiz ... não foi ... Eu nunca vou contar a ninguém est ... é ou o que aconteceu hoje à noite -. Ela estremeceu com as palavras, totalmente desarticulada s.-N ou tem que s preocupart e por otr o .. -. Ele olhou para ela, seus olhos cor de âmbar sério, e ela desejou que ela pudesse retroceder todo, as palavras, as ações, a noite. Seus braços apertados ao redor dela, e beijou-lhe a mão de novo -. Não vamos falar sobre isso -. Eu odiava que ela tinha acabado de se tornar uma outra coisa para ele se preocupar. - Eu só ... O que eu estou tentando dizer é que ninguém nunca vai saber. - Ele e mão xtendió e afastou uma mecha de seu cabelo para trás de seu rosto -. Juliana, eu vou saber. Frustração ligou -. Bem, sim. Claro que sabemos. Mas também sei que eu nunca vou pedir nada. Eu estava falando sério quando propôs uma e t noite. Uma única noite. Algo brilhou em sua mel olhos, algo que ela não conseguia identificar -. Ambos devem sabemos que uma noite não seria suficiente -. Ela s e acalmou, a palavra como funciona com ele. Ele q UERIA mais. Ela. Mas ele estava se casando. Isso oferecendo-lhe o que ela achava que ele estava oferecendo? Será que ela aceitaria? Se BA é a única maneira que poderia tê-lo ... seria o suficiente? Tinha que ser ele. Ela respirou fundo -. Que eu poderia ser seu amante. - Ele ficou perfeitamente imóvel debaixo dela -. Que você disse? - Seu amante -. Sua mão se fechou em sua coxa, com força imensurável -. Você não dizer outra palavra. Ela colocou as mãos em seus ombros, seu rosto dá ndo -.? Por Uma vez que você sugeriu que eu ficaria bem como um amante. Ele olhos c errado -. Juliana para. -. Ela ignorou-o -. Ainda Não para ser ainda um companheiro digno? - Não. A dor explodiu. Ela era muito chocante, mesmo para sua amante? - Por que não -? Ela ouviu implorando em seu tom Diaba Ele ou ela mesma por isso.. - Porque você merece o melhor -! Explodida, subindo e puxando sem pensar em seu colo. Ele agarrou-a antes que ela ainda poderia cair no chão, levantando seu rosto para ele haci. Suas mãos estavam em seus braços, como se ele pudesse balançar a entender -. Eu não vou ter você como meu amante Eu gostaria de poder voltar a esses arbustos e. excluir essas palavras. Eu gostaria de poder voltar e me dar um soco me por ter até mesmo sugerido. As palavras correu por ela, e ela sofria de uma promessa de que poderia vir a seguir. Amor Casamento. Família. As coisas que ele já havia prometido para o um. Coisas que tinham Prometid ou outro, porque eu não podia ver um futuro com ela. E, de repente, as palavras não eram suficientes.

- V para a cama comigo - ele sussurrou, você pode dormir em meus braços Volte para re câmera t u próprio antes despiert e da casa... A tentação era quase indiscutível. Não há nada no mundo que eu queria mais do que dormir com ele, o som de seu coração debaixo de sua orelha. - Eu tenho que ir, Simon -. Ele longa mão para ela, um sorriso brincando em seus lábios. - Ainda não. Fique um pouco mais -. . Ela balançou a cabeça, dando um passo para trás, eu não posso arriscar Eu não posso arriscar mais do que meu coração. Ela respirou. Ele tentou de novo -. Eu não posso arriscar ser atrapad um. Ele olhou cuidadosamente, colocou um olhar aborrecido, e não quero que ele veja a verdade - que ela o estava deixando. Para melhor, como o Inglês gostam de dizer. Mas há S e me senti bem. Parecia tortura. Ele ficou assim por um longo tempo, como ra considera suas opções, e depois acenou com a cabeça uma vez, com firmeza. T-direito iene s. Amanhã, eu vou falar com Nick -. - Sobre o quê? - Sobre o nosso casamento -. Seu coração saltou em sua garganta -. Nosso casamento -? Ele não podia se casar com ela foi uma ladainha de razões pelas quais ele não podia.. Ela era italiana. C atólic um. Sua ascendência era questionável. Sua mãe era um desastre. Seu pai tinha sido um comerciante simples. Alta sociedade tolera apenas ba. Ele já estava comprometido com a babá no Beau Monde estragado. Mas mesmo que ele pensou nas palavras, um fio de esperança transformou em espiral no interior, sem ser chamado. Seria possível? Será que ele poderia escolher o seu, depois de tudo? Você poderia se casar? Eu poderia ter, este homem que amava, até que a dor? Ela poderia ter o que tinha acontecido com inveja dos casais em torno deles, emparelhado como as pombas? - Não fique tão triste - ele brincou -. Estão começando finalmente t escândalo u. Ela s e ficou imóvel, dando um passo para trás de seu abraço. Escândalo. Isso foi o que ela era para ele-um italiano comum, com quem se casou escandaloso Ary depois de uma noite no campo. E um dia, quando a notícia sobre Georgiana se a conhecer e ele tinha uma mulher com uma reputação impecável ao seu lado, quando seus filhos foram esmiuçadas por n ter uma mãe comum, quando eu era uma Lady Penélope por alguma dança de salão com um marido perfeito, a rainha da dança l, ele iria se arrepender. Ela nunca seria nada de mais. Nunca seria digno de sua empresa. Nunca tem a oportunidade de ser seu e sposa. Nem uma única vez não seria nada, mas uma distração ultrajante seu dever e responsabilidade. Ele era um duque, e foi um escândalo. Nunca o mesmo. Nunca seria o suficiente. E ela criou AI também. Quantas vezes ela compara com a sua mãe faz? Quantas vezes ela havia jogado com as suas expectativas? Foi-se a eles? Quantas vezes competiam por sua raiva e paixão, em vez de sua admiração e respeito, porque ela não acreditava que estava ao alcance? Foi mais do que eu poderia suportar.

Ela o amava. Às vezes o amor não é suficiente. As palavras de sua irmã, ou n é oi eco certo em seus ouvidos -. Eu não posso me casar com você, Simon -. Ele s onrió em primeiro lugar, antes de registrar o significado de suas palavras -. Que você disse? Ela respirou fundo e encontrou seu olhar, de ricos âmbar, o olhar que tinha chegado a amar tanto -. Eu não posso me casar com você. - Por que não -? Houve confusão e descrença nas palavras, e então algo como raiva. - Se hoje não tivesse acontecido, poderíamos até ter d iscuti fazer? -I-ele parou. Ele começou novamente -. Hoje à noite aconteceu, Juliana -. S-Tu está comprometida com outro. - Eu vou terminá-lo ", ele disse simplesmente, como se fosse uma coisa perf rectamente razoável a fazer. -E o que dizer de Lady Penélope? E a sua reputação? E a sua? E t planos dos EUA de proteger a sua família, sua irmã, sua sobrinha? E o seu dever? Ele longa mão para ela e ela se afastou -. Juliana, ou você comprometid. Nós, os outros devem casado. Não por amor. Não por respeito. Não por admiração. - Porque esta é a maneira de fazer as coisas - ela sussurrou. - Entre outras coisas, sim - ele disse simplesmente, como se fosse óbvio. - Eu não sou o que você espera de uma mulher -. Ele fez uma pausa para as palavras, e ela mudou-se -. Você disse. Eu sou muito imprudente. Too IMPULSIV um. S muito cheio de escândalo. Antes de hoje, eu ainda não tinha pensado sobre Casart s e eu. -T e propôs a ela na semana passada -! Ela ouviu a frustração em sua voz como ele foi em busca de seu manto. -. Só depois descobrimos Gabriel nos estábulos I propusiste como um dever. Como o que faz tudo. T e s havia se casado comigo, mas eu teria sido abaixo de você. Tal como seria agora. Ele braços m etio em brocado de seda e se virou para ela, seus olhos escuros. Quando ele falou, sua voz era dura como aço -. Não diga isso. - Por que -? Ela perguntou baixinho "Isso é verdade, não.? Ele não respondeu. - Eu nunca vou ser o suficiente para você. Não importa o suficiente, não importa bastante respeitável, não adequada o suficiente, mesmo que eu tente, meu passado, minha família, minha Angre s, tudo o que nos faz iguais é impossível. O que eles diriam? O que sua mãe diria? - Pendure-os. Especialmente minha mãe -. Ela deu um passo em direção a ele, levantando a mão e tocar seu queixo quadrado ndo por um breve momento, antes que ele se afastou de seu toque e dar um passo para trás, recusando-se a olhar para ela. Seus olhos se encheram de lágrimas e de seu belo rosto enquanto ela olhava, pedra, sabendo que esta foi a última vez que eles estariam juntos como agora, só s e s honesto. Um deles, pelo menos, era honesto. - Uma vez ste me acusa de não pensar sobre as consequências - disse ele, esperando que ele iria entender Iera Vamos v-A partir de N sempre pensar no que viria a seguir.. - O que se segue é, nós re casar. -

Ela balançou a cabeça. - Agora é você que não está pensando sobre as conseqüências. Serei sempre um escândalo, Simon. Nunca bastante para DIGN -. - Isso é ridículo. É claro que ser digno de minério -. Ela ficou surpresa como um imperativo ba s que, naquela época, como eu estava diante dela nada vestindo um roupão de banho, mas Ducal Assim, mesmo agora.. - Não, eu não vou ser. Não em seus olhos. E chegar a um dia em que eu não será digno de mim -. Conforme se afirma como palavras, ela foi atingida pela percepção de que eu finalmente entendi o que ele queria em sua vida. Seu futuro -. Mereço melhor. Eu mereço mais -. - Você pode s tem uma muito melhor do que eu. Eu sou um duque -. Há u n leve tremor em sua voz. I ra. Ela enxugou uma lágrima antes que ela pudesse se espalhar. - Isso pode ser verdade, Simon. Mas se for, não tem nada a ver com quem você é como um duque -. Ele h izo ignorar as palavras, e ficou lá por um longo tempo antes que ela começou ara a sair da sala, e finalmente falou -. Ainda não acabou, Juliana -. - Sim, você está acabado -. Ela estava orgulhosa da força de suas palavras. Uma força que não era machado para que ela teve. C APÍTULO Dezoito Assuntos do coração são um desafio. Uma senhora elegante segue o exemplo dos cavaleiros. - Um tratado para as senhoras Durante o dia, visitas noturnas são mais emocionantes ... - A folha de escândalo, novembro 1823 Ela o havia deixado. Não foi possível. Simon tinha acordado e ido para selar os cavalos, querendo tirar Juliana a cavalo, tentando afastá-la de casa para esta razão, quando ele percebeu que Lucrécia foi. Algumas perguntas nos estábulos tinham n revelou que ela tinha deixado Townsend Parque É de manhã, sob a cobertura da escuridão. Como um covarde. Como se atrevia a deixar-lo? Ele não estava procurando sua aprovação. Foi o Duque de Leighton maldita! Londres estava caindo sobre ele para fazer a vontade dele, e ele não fez seguro obediência de uma única mulher italiana. Uma única, italiana louca.

Ela o acusou de não acho que foi o suficiente para ele? Ela era demais para ele! Ela fez querer acabar com todas as coisas com raiva, então encerrá-la em um quarto e beijá-la até que ela sem sentido, até que ela concordasse. Até que eles se entregassem um ao outro. Só que ela se recusou. Duas vezes. Ela havia deixado! E só fazia desejá-la ainda mais. Tanto é assim que suas mãos coçavam. Ele queria tocá-la, domá-la, levá-la entre seus braços e fazer amor até que estivesse exausto e incapaz de pensar em nada além de seu alcance. Ele queria afundar em seus cachos de ébano, ver seus lindos olhos, sua suavidade infinita e nunca mais voltar. Ele abriu a porta da sala de Townsend Park, enviando a porta bater na parede e surpreendente por trás de uma mesa cheia de senhoras no almoço de manhã, enquanto ele estava em St. abalanz aba João, que estava calmamente manteiga seu brinde -. Onde está? Nick tomou um longo gole de chá -. Onde está quem? Simon lutou contra a tentação de despejar o conteúdo de chá sobre a sua cabeça -. Juliana -. - Ele se foi com a primeira luz -. Disse St. John casualmente -. Tom um assento. Vou trazer um pouco de bacon. - Eu não quero qualquer maldit ou bacon. Por que você não me traga sua irmã? A declaração, ay inadecuad surpreendente em um número de maneiras, era aparentemente o que era necessário para garantir a atenção de St. John e atenção de meia dúzia de mulheres na sala, tudo para sl s que parou de comer ao mesmo tempo. Nick cortadas ou Simon e Levante, empurrando a cadeira para trás e ficar em sua altura -. Talvez t e gostaria de pedir desculpas às senhoras e se juntar a mim no estúdio? No último. Ele curvou-se rigidamente à mesa da mulher -. Minhas desculpas - disse, antes de virar as costas e seguir Nick na sala. Não falar de novo, até que estivessem em segurança dentro estudo l da contagem, mas quando a porta se fechou atrás deles, ambos começaram a falar ao mesmo tempo.

- Primeiro, o bacon foi excelente, e estou muito feliz de ter que parar de comer. Eu não tenho tempo para jogos Nick ignorou e seguiu em frente -. E, segundo, o que diabos você estava pensando, falando assim da minha irmã? - Eu vou casar com ela. Nick piscou -. Sério? Porque eu tenho certeza que nem Ralston nem eu ter dado o nosso consentimento para você conquistar é mesmo ... muito menos se casar com ela e t. O uria f queimado em palavras -. Eu não preciso de sua permissão. Ela é minha -. Olhos de Nick estreitou -. Que posso sugerir é que reformul última frase, Duke? Simon res pirogênio profunda, desejando manter a calma mesmo que cada centímetro dele queria bater Nick -. Gostaria de c orte jar sua irmã. Nick assentiu -. Muito melhor -. - Excelente. Onde ele está? - Eu não dei minha permissão -. Simon ouviu o rosnado surgiu em sua garganta. Ele nunca tinha sido um homem violento, mas irmãos de Juliana Ian PAREC ser a exceção à regra -. Vai dar? - Eu não penso assim, não. Simon Foi com este brasão da família e loucura -. Porque raio não -? Trono. ., Por uma série de motivos listados los? - Eu não posso imaginar que você poderia parar. Eu já tive o suficiente. Se ela vai para Londres, eu ainda pode alcançá-lo. Eu posso ir mais rápido que seu cocheiro -. Ele foi para a porta -. Sem deixar, Leighton. Não t u estado de espírito. Simon se virou em surpresa -. Você acha que isso iria prejudicar? -Não, mas eu acho que o entristecerás, e agora, ela não merece isso. - Você acha que pode me parar? - Eu sei que posso q ue. Não, eu tenho que recordart e todos o Empregar uma rede de segurança para o Parque. -

Simon começou a andar pela sala -. Que eu sou um duque! Como é possível que o título e em abril, as portas em todo o mundo, mas nesta família, que apenas parece ir contra mim? Nick sorriu -. Nossa natureza do mal. É é o primeiro na minha lista de razões pelas quais eu não gosto da idéia de que você se casar com Juliana -. - Sim S er uma duquesa é uma coisa difícil. Nick ignorou o sarcasmo em seus words.-Ed pessoas pode ser para ela. Ela poderia odiá-lo. O l Beau Monde nunca perdoá-la por violar suas regras. E t ou reputação precioso vai sofrer por isso. Ele não se importava. AI matar dragões da alta sociedade para ela. No humor em que estava, ele faria com suas próprias mãos. Nick continuou -. E mesmo que ela teve um bom desempenho, embora eu nunca vi Juliana tomar o caminho ela humildemente eu nunca escapar do fantasma da nossa mãe. Alta sociedade sempre considera sua relação RA. E você t ressentimento endrás para ele. No-Isso é verdade -. Mas enquanto ele é dito como palavras, entendida porque todo o pensamento isso. que eles estavam certos, até recentemente hac ed. Até ela. Até que ela havia lhe ensinado que havia coisas que eram s infinitamente mais importante que a reputação. - Não -? Ele ouviu a descrença na voz de Nick Rajada ou não.. - Leighton, por quanto tempo você sabe, tornou-se uma missão de vida, e longe de l escândalo mantenert. T e tem s s levantou evitar a emoção é. Está um frio e indiferente e absolutamente correto em todos os sentidos. Eron palavras a Simon andou. Frio. Indiferente. Ele não sente frio ou indiferente a este ponto. Ela foi agitada para o núcleo. E então ela o deixou. Nick continued.-H viveu toda a sua vida s t u reputação manutenção impecável. Pelo amor de Deus, o homem. Você deixou sua irmã no campo com a gente em vez de enfrentar o fato de que ela não tinha correspondido às expectativas t nós. E você quer que eu da minha irmã para você? A pergunta ficou no ar entre eles, e Simon sabia que Nick estava certo. Ele passou toda a sua vida julgado ndo para aqueles com menos de reputação perfeito em menos de famílias perfeitas, menos do que o passado perfeito s. Ele tinha sido o Duque desdenhosamente jurando que foi dito acima as coisas vis e comum, como o escândalo ... e amor.

Até que ela havia lhe ensinado que queriam que suas idéias ousadas e nsolente i rir e sorrir muito grande e alose natureza escand não era tão chocante, afinal. Ele queria que ela em sua vida. Com ele. Como sua duquesa. E não seria um sacrifício para desenhar bem. Seria uma honra. Ele a amava. Juliana tinha mudado tudo. Ela fez tudo o que ele desejava. Ela fez querer enfrentar os desafios do amor desordenado. Abraço De Delight. No Para. Comemorar. Ele teria orgulho de tê-la em seu braço. Ela teria sido m uito, antes de, esta manhã, se fosse honesto consigo mesmo. Ele só se importava de tê-lo. C assado com ela e dar a seus filhos e viver com ela para sempre ... e pendurar as fofocas. Não importa quão grande r s ou brutal é que seus irmãos poderia ser. N Eles não estão em seu caminho. - Juliana já sofreu o suficiente ... - Nick disse, sua voz tranqüila ao lado os pensamentos furiosos Simon ba n -. Ela não merece t ou de caridade. O alabras p mandou voando pela sala, segurando a mão de Nick e empurrando contra a parede com muita força, balançando as imagens de suas pinturas -. Você não sabe ... nunca ... - Ele puxou Nick parede e bateu-lhe novamente Nunca '. ... t e eras refi para o que eu sinto por sua irmã, como caridade. Ela é ousada, bonita e brilhante, e tem s sorte de respirar o mesmo ar que respiramos -. Sua ira foi tão aguda que ele mal conseguia pronunciar as palavras -. Ela acha que é indigno? Nós somos os únicos que não assim vale a pena, e se você se atreve a chamar escândalo SA, mais uma vez, eu vou destruir. Com um prazer visceral. Ficaram assim por alguns minutos, respirando pesadamente Simon, antes de Nick dij foi, calmamente: - Bem. Isso foi inesperado -. Simon respirou fundo, tentou restaurar a calma. Ele não podia. Ele a amava. Com uma força impressionante, inegável. Nick Simon soltou e recuou.

Ela era tudo que eu queria. Ele faria qualquer coisa por ela. Sem pensar. Sem arrependimento. Porque sem ela, eu não tinha nada. - Eu estou indo atrás dela. Experimente e me parar. - No entanto, Leighton ... Ele cortou a voz de Nick através de seus pensamentos. "Seu Prometid ou é s. Uma nova -. Comprometida com a outra. Ele amaldiçoou, com a palavra eo mal s s s rígido. Penelope tinha esquecido.

- Eu cometi um erro. Georgiana Caroline levantou o berço e encontrou o olhar de Simon com um olhar de choque mock. -. Claro que não comete n A Pearson sem erros. Considere me ama, por exemplo, para s. Perfeito em todos os sentidos. Um exemplo de bom comportamento. - Juliana se foi -. Georgiana parecia sorprendid um -. Ouvi. - Eu era um idiota -. Ele se sentou na cadeira ao lado do berço de Caroline. - Vá em frente. Ele não sabia por onde começar. Eu não conseguia entender completamente como tudo em sua vida tinha chegado a partir de suas mãos. I - Ele parou, caiu na cadeira em frente a sua irmã, ela se inclinou para frente, com os cotovelos sobre os joelhos, e disse que a única coisa que ele poderia pensar em dizer -. Que eu a amo. -A Juliana -? Ele acenou com a cabeça, passando a mão pelo cabelo -. Então por que você Casart e com a mulher errada -? A dor começou no fundo do seu peito com a questão, a única questão assuntos BA, para a qual ele não tinha resposta. Hab ed tinha tantos excelentes razões, quando ele tinha imaginado o plano, e agora parecia que nenhum deles tinha muito peso. - Eu não sei -. Georgiana balançava para frente e para trás em sua cadeira, e para trás, suas palavras suaves desmentindo a sua importância. -Você não a ama s. - Eu não preciso do seu amor. E ainda ... - E, no entanto, ela descobriu que não poderia deixar de amar a otr. Ele colocou a cabeça entre as mãos -. Cometi um erro - ele repetiu. Ele não poderia levá-lo de volta sem estragar Penélope, e ela não merec ed este negócio. - Simon ... Houve suavidade na voz de sua irmã. Algo indignos. Juliana amado. Juliana, que ainda estava por olhos brilhantes, seu raciocínio rápido, sua mente brilhante, o seu temperamento ardente e seus sorrisos e beijos cheios de promessa, que deu n venerar desejo para o resto de seus dias. - Você pode tê-lo s, Simon. N inguno os dois são casados. Os sponsales eletrônicos pode quebrar n -. Ele balançou a cabeça. - Não sem arruinar Penelope -. Georgiana balançou a cabeça -. Lady Penélope é a filha de um estatuto marquês o dobro do tamanho de Windsor. Pense que você

não pode encontrar alguém? Alguém que pode um dia cuidar dela com um mais do que um interesse passageiro? Alguém que não ama Est e otr para? É claro que alguém iria se casar com ela. Mas Simon não iria jogá-la para os lobos -. Eu não posso. Você é muito cavalheiro para o seu próprio bem! Irritação inundado de seu tom de voz, e Caroline foi agitada entre seus braços. Georgiana interrompido imediatamente. 'Seu têm de t e s em como fazer você e Juliana feliz. Para lways s. E, eu lhe asseguro, Simon, nenhum prêmio para casar com um homem que ama outro. As palavras, tão tentador como, balançou algo dentro dele livre. "Eu não me preocupo e m ou escândalo. Não, eu não me importo com as coisas da senhora! Tudo o que importa é ter Juliana na minha vida! Mas se eu fizer isso, se eu estragar Penelope, Juliana vai pensar de mim? Como posso pedir-lhe para confiar em mim com o seu nome, se eu sou tão cruel para outro? Suas palavras fazem entre ele s flutuante no silêncio do berçário por longos minutos gos antes que ele disse: - Eu não posso fazer. Nenhum homem não menos para Juliana. Não sendo menos do que você merece -. Embora as palavras saíram de sua boca, ele sabia rir nunc Juliana o que ela merecia alguém que v Iera seu brilho e beleza e val IA, desde o início -alguém que se colocou acima, desde o início. Alguém que não tem seus defeitos, sem arrogância, sem suas desvantagens. Mas ele seria condenado se ela queria sair. Ele tinha encontrado. E eu queria uma vida com ela -. Pelo menos dar a oportunidade de escolher Penélope, Simon -. Observou-o com cuidado, tendo em conta a sua angústia. Seu conflito -. Merece a oportunidade de escolher. E Deus sabe que você e Juliana merece a oportunidade de ser feli CES. Essa parte, pelo menos, era verdade Algo que ele passou -.. Você acha que existe é a possibilidade de que Penélope me livre -? Georgiana sorriu, e havia algo em seus olhos, um conhecimento que ele não entendeu -. Eu I-. Eles ficaram em silêncio, e ele olhou para Caroline, dormir sobre o ombro de sua irmã, sua boca pequena fazendo movimentos suave e doce, enquanto sonha. E ele imaginou uma outra criança, com cabelo escuro e olhos de safira, dormindo no ombro de sua mãe. Ele fechou os olhos contra a imagem, com um desejo agudo e profundo. Ele amava aquela criança. Eu queria que a família. Ele desejou que a vida começa. Imediatamente. Mas, primeiro, ele devia um pedido de desculpas à sua irmã -. Cometi um erro com você também. - Apenas um -? Ele franziu a testa e sorriu -. Que erro refere-t e s? - Eu não deveria ter deixado você aqui. Em Yorkshire -. Considere Georgiana ou palavras por um longo tempo. - Eu queria estar aqui -. - Sim E você poderia ter sido aqui s. Mas eu não deveria ter sido eu como eu fiz. A maneira que eu oi ce. Eu deveria ter sido mais preocupado com você. Especialmente para o escândalo -. Ele foi até a janela e olhou para o pântano -. Que eu não posso mudar isso. Mas desculpe. - Obrigada - ela disse simplesmente, e foi atingido pela forma como ele havia crescido, o jovem havia se tornado. - Eu gostaria de corrigi-lo. Eu gostaria que você me diga como-

Ela parou. -Ele é e foi. - Eu posso encontrá-lo. Nós ainda podemos reparar esse dano. Você não pode achar que-disse -. Simon, estou além de reparar a minha reputação. Certamente você pode ver isso. Frustração queimado nele, a necessidade de proteger era inegável. "Isso não é verdade. Talvez estamos agindo d emasiado tarde para encontrar um homem e reconhecer o seu filho ... mas sua re e é a filha de um duque. Certamente poderíamos encontrar um homem para casar com você. Que é um bom marido para você. Um bom pai para Caroline -. -Parar. Ele o viu como ela passou a mão sobre o dorso do bebê, com um instintiv uma carícia, suave -. Você acha que se pued está aqui neste cantinho de Inglaterra para o resto de suas vidas? O que acontece quando Caroline é velho o suficiente para ender ent? S Como irá responder às suas perguntas sobre quem é ela? Vem? O que vai acontecer quando eu descobri isso? Você não pode esconder para sempre, Georgiana -. Georgiana encontrou seu olhar firme e inabalável -. Nunca nos pediu ocult é. Na verdade, eu preferiria não. Minha reputação está arruinada, Simon Você pode s tentar fazer qualquer coisa que você quiser mudar isso, mas a sorte está lançada.. As palavras eram tão simples, pois muitas vezes ele acredita ser a verdade. -Sua o quê erece m s- Eu mereço ser mãe. Eu mereço levantar uma Est e NIN que saudável e forte e que ela é amada pa. Deus sabe que nós não temos tal coisa -. - Eu quero que você seja feliz - disse. Era estranho, já que ele nunca tinha dado muita importância para a felicidade até recentemente. Até Juliana. Georgiana sorriu -. E eu vou estar, eventualmente. Mas não da maneira que você está planejando. A ironia da situação não foi perdido por ele. Ela era irmã de um dos homens mais poderosos da Inglaterra. E ainda, para todos sua preocupação para a reputação e honra, ele não pode mudar o curso de sua vida. Ele não poderia restaurar sua reputação ou parar de fofocas circulando s que vêm sobre ela que Ian encontrar todos s, mas ele poderia dar seu apoio. E ele poderia lhe dar amor. - Georgiana - disse ele, suas palavras de promessa s -. Que você quiser Tudo o que você d ecida s 's Seu Seu Caroline e eu estarei ao seu lado.... - Tem certeza de que quer destino s s tentá-lo? Um lado de sua boca se elevou em um meio sorriso Est oy-I. -. - Eu me pergunto por que o sentimento pode ser testado mais cedo ou mais tarde. Ele e ntrecerró seu olhar sobre ela -. Que é que isso quer dizer? - Só que eu gostaria de um de nós tem a felicidade depois de tudo, Simon. E já que não posso ser eu, s será você. Juliana. Ela era sua felicidade. Ela era a sua paixão. E eu não poderia viver esta vida sem paixão. Ele teria que ir atrás dela. Agora. Ele se levantou e caminhou até sua irmã e sobrinha. Inclinando-se, beijou o topo de sua cabeça para Caroline e outra face de Georgiana -. Que eu tenho que ir. Eu tenho que trazê-la de volta. Georgiana sorriu -. Mãe ficará furiosa.

- Simon levantou uma sobrancelha 'Mãe viúva ser excelente -.. Ela riu -. Diga-me você planeja banir e manda-la ao campo -., não uma má opção - ele olhou por cima do ombro, em direção à porta, pensando apenas em Juliana. - Simon -? Chamou sua irmã. Ele virou-se, pronto para seguir o seu amor. Ansioso para começar a sua vida. - Seu presente de casamento está a caminho de Londres -. Seu rosto dividido em um largo sorriso -. Dá-lhe a minha mãe memórias. Capítulo Dezoito Reputação é tudo o que qualquer mulher pode reclamar. Uma senhora refinado protege o seu próprio a todo custo. - Um Tratado sobre o melhor de senhoras Há momentos em que a fonte de escândalos que surpreendem até mesmo para nós ... - A folha de escândalo, novembro 1823 Juliana foi direto para ver sua mãe. Era tarde da noite, muito tempo depois de l momento adequado para fazer ou receber visitas, ao estar no belo lobby da casa da cidade de Londres, Nick e Elizabeth, cheio de mármores gregos e romanos se reuniram durante a Enquanto Nick estava no exterior, esperou sua mãe para se juntar a ela. Havia uma estátua de Afrodite e Eros, no centro da sala, um retrato impressionante da deusa do amor, com seu filho em seus braços enquanto ele tentava alcançar algo além de seu ombro. Cada músculo Eu n di criança parecia fazer um esforço, com braços e dedos estendidos, pernas rechonchudas saindo do peito da mãe, empurrando com o desejo de algo que nunca teria tendência. A estátua era uma memória clara e bonita que, por vezes, até mesmo os deuses eram neg aba seus desejos e meros mortais não tem sentido esperar uma coisa diferente. Yorkshire viagem tinha sido terrível, Juliana era incapaz de comer, incapaz de descansar até que ela tinha colocado a maior distância possível entre ela e Simon ... como se a distância l poderia curar dor de cabeça devastadora que chegou aba cada Uma vez que pensava nele. Que aconteceu constantemente. Ela era conhecida a fugir não era a mais respeitável das ações, mas não podia ficar em Yorkshire, na casa - não como ele tentado em seus braços e em sua cama e em sua vida. Não quando ela sabia que nunca seria suficiente para ele. Não quando ell não poderia dar-lhe o que ele tinha em tão alta consideração, uma multa reputação, pedigree impecável e bom comportamento. Tudo o que tinha para ele, era um passado sujo e amor. E, às vezes, infelizmente, o amor não foi o bastante. Como eu gostaria de ser!. Ela suspirou, correndo um dedo ao longo do pé de Eros perfeitamente penteado. Ela não deveria estar aqui. Não, neste momento, provavelmente não em qualquer momento. Mas quatro dias preso em um carro com nada, mas seus pensamentos tinha l RSE desesperada de provar a si mesma. Ela estava prestes a enlouquecer quando jogar nas últimas semanas em sua cabeça, o tempo todo com Simon, a

cada conversa, a cada momento que ele tinha questionado suas ações, quando ele a salvou de escândalo l. Quando ele segurou em seus braços ea fez acreditar que ela poderia ser o suficiente para ele. Sua respiração ficou presa na garganta. Ela sabia o que fazer ... Eu sabia que era mais rápido ra, o melhor para todos eles. Ela nunca - nunca poderia ser um para a Verdader lways parceiro para ele. Ele S ser um duque, ela seria sempre um plebeu com uma história questionável. Mas não era ela o ama menos, mas como ele desejava que pudesse. Ela não podia mostrar que era mais. Mas se eu pudesse provar para si mesma. E assim ela esperou por sua mãe. Ela estava aqui para o escândalo. Porque as ações de sua mãe tinha n visão colorida que todos tinham dela ... para a vida. Porque as ações de sua mãe tinha fato n questionados sobre suas próprias ações, suas próprias motivações, os seus próprios desejos. Porque ela tinha que saber, de uma vez por todas, que o sangue não sairia. Ele tinha que saber que ela seja pod ed. Melhor. Diferente. Ela viveu por muitos anos na sombra de sua mãe, que era hora de ela sair para l dom - O tempo de um estranho para uma visita, disse Luisa, quando ela entrou na sala, enrolado em um vestido que flutuavam ao redor como se estuv Iera envolto no vento. Ela estava linda. Como de costume e ra. Ele sentou-se, lançando um olhar crítico sobre Juliana, observando seu vestido, viagem enrugada e empoeirado, botas tas cobertas de lama, e seu cabelo estava caindo o simples limite Carla tinha organizado na carruagem para alistarla para cena final -. Você parece horrível -. Juliana resistiu ao impulso de alisar seu vestido ou passou a mão sobre sua cabeça. Ela não tinha nada para lhe mostrar a sua mãe. Em vez disso, ele sentou e observou como Louisa estava servindo uma taça de xerez, sem dar-lhe qualquer coisa para Juliana -. Então você veio me visitar na cadeia. - Parece apenas para a prisão - Juliana disse secamente. Luisa acenou com a mão com desdém -. Todas essas estátuas me faz sentir como se eu vivesse em um museu. - Ninguém está forçando você a ficar em Londres - disse Juliana. -. Isso é verdade ... mas não tenho para onde ir, baby, Juliana não se importava que o som da palavra frívola que ta n e casual, presumo que Gabriel já decidiu que vai fazer para mim.? - Eu não penso assim. - Bem, eu espero que mais cedo do que mais tarde. Eu estaria fora daqui antes que eu me tornar avó. Você não precisa de um lembrete de como a idade Eu sou. Um lado da boca de Juliana subiu na íntegra e incrível auto-indulgência. - Eu não acho que Gabriel tem um grande interesse na sua agenda -. Louisa revirou os olhos -. Não que eu não estou feliz com isso. Ele e sua esposa são confortáveis. Mas que a vida ... as crianças se apegam ... chorando ... os pedidos incessantes ... - Ela estava sentada em sua cadeira "que nenhum foi para mim.. - Eu não tinha notado. - Luisa olhos se estreitaram em seu 'Você cresceu para ser língua afiada de seu pai.. Juliana deu de ombros, sabendo que o movimento não gostava de sua mãe -. Foram me falta mais exemplos. -

Louise suspirou -. Bem, se você não está aqui para me trazer s s notícias do meu futuro, o que o traz aqui no meio da noite? Era típico dela. Tal preocupação para ela e ninguém mais. Juliana não hesitou. - Você se arrepende? Luisa não foi Tont um. Ela não fingiu não entender tio -. Como parte da UE q? - Tudo isso -. Ela não tem que pensar sobre a resposta., Geralmente, eu não me arrependo de nada, não. Eu não me arrependo de ser uma marquise, ou até mesmo ser a esposa de um comerciante, embora t u-pai era inicialmente menos rico do que era, e as coisas nem sempre foram fáceis .. -. "Eu lhe asseguro, que as coisas eram mais fáceis depois que abandonar aste. -Abandono-Louisa zombou -. Que palavra desempenhar um. - Você se referem s para ele de outra forma? - Juliana ... era a minha vida. E eu queria viver. Certamente, pode s compreender, querido Você é obviamente da mesma forma.. Observação casual enviou um frio através Juliana -. Que é que isso quer dizer? - Só se aprende um monte de coisas quando você está em uma casa atrapad a não leitura, apenas os restos de fofocas para os últimos seis meses Tu tem sido tão ultrajante s como eu.. Todos esses compromissos e batendo hortaliças e está caindo na Serpentine - Luisa riu, um som ou alt que odiava Juliana -. Meu Deus Acabei Deve ter sido divertido! - Foi aterrorizante. Eu quase se afogar e m. Ele me salvou. - Ah, eu sou machado que está s exagerando. E você foi resgatado por um duque bonito! Ele soa exatamente como algo que eu perderia se h não havia se casado em uma idade jovem e tola mente se transformou em mãe de gêmeos. Eu lhe digo que se eu tivesse outra chance, teria causado mais de um tumulto e longe sendo uma marquise, é verdade. -Você foi um escândalo, Mãe, eu prometo. - Sim, mas eu não estava aqui para ver você, meu caro, por isso é quase como se isso não faria, eu disse aconteceu como se falasse com uma criança 'Seu embora. ... você está vivendo escândalo t u s s s. Não era verdade. Ela morava na fama que ele tinha herdado de uma mulher, que parecia não se importar em tudo para as acusações que tinha sobrecarregados com seus filhos. Ela era mais do que isso. Não foi? Sua mãe passou, com seu tom arejado, como se ela nunca tinha dado muita atenção a suas ações é como ele pode ter afetado outros -.. Você fez muito bem sem mim, querida. Para começar ... você encontrou seus irmãos ... e eles se preocupam com você. Sim. .. eu fiz o meu trabalho. - A complacência de Louisa era inegável. Juliana não conseguia parar de rir. Era praticamente impossível odiar alguém que parecia tão completamente desconectados de suas próprias ações. - Eu sei que você quer um motivo melhor, Juliana. Eu sei que eu gostaria que houvesse alguma resposta fazer todo limpo. Isso me faria bem arrependido. Mas não há. Tomei algumas decisões difíceis. E se eu tivesse que fazer de novo, eu não sou nenhum machado para que os levaria de volta -. - Quer dizer, não a escolha de ter-nos? Ou a escolha de abandonar -? Luisa falou ou não. Ela não precisa. A resposta estava em seus olhos. E tudo ficou claro. Ela não se parece nada com sua mãe. Juliana deixou escapar um longo suspiro, um suspiro, ele sentiu que ele estava carregando a partir hac ed uma década, e

ficou de pé, olhando para sua mãe, que era tão parecido com ela, como se estivesse olhando para o futuro. Um futuro diferente do que antes. Um melhor. Porque apesar de ter uma mãe que nunca tinha mostrado qualquer cuidado ou atenção, e uma vez que ela se foi, nunca olhou para trás, Juliana, finalmente teve uma família. E talvez isso era o suficiente. Talvez ela pudesse ser convencido disso. Logo casa de seu irmão estaria cheio de risos e am s crianças o r seus pais e, talvez, o uid r pod iria bloquear o momento em que ela estava prestes a encontrar o seu próprio amor. Talvez houvesse um momento em que ele não estava constantemente em seus pensamentos. Quando ela não o amava tanto. Parecia impossível. Ela olhou para a estátua de novo, vendo como procurando coisa Eros esticada indescritível que estava fora de alcance. Era tudo que eu poderia esperar. Simon estava sozinho em seu estudo, exausto e coberto de lama de sua viagem pela Inglaterra. Ele havia chegado em sua casa na cidade no escuro da noite, apenas para descobrir que todo o inferno se durante sua ausência. Boggs e ele tirou o casaco e chapéu, ele deu a Simon o Diário Oficial da União, c em uma expressão ainda mais sombria do que o habitual no rosto geralmente bastante escuro, e passou para o alimento como Bia Simon só tinha de mudar de cavalo nos últimos s 18 horas, por isso mostrou como ele estava desesperado para voltar para Londres. E Juliana. Simon ficou Mirand ou jornal, ler as palavras uma e outra vez, como se a repetição pudesse de alguma forma mudar. Parou de ler. Mas cada vez que li o artigo, este era exatamente o mesmo. Precisamente igualmente irrefutável. Relat ed na primeira pessoa ... Duque de Leighton ... sua irmã, estava viajando ... em uma família ... uma filha, nascida há poucos dias. Ele ia matar sua irmã. Ela sabia que ele nunca iria revelar o escândalo em si. Ela sabia que eu nunca iria arriscar sua reputação, ol a Caroline, então. Então, ela tinha tomado o assunto em suas próprias mãos. Por quê? A resposta brilhou, e assim obvio, ele não podia acreditar que ele tinha esquecido. Ele se mudou para sua mesa e pegou a pilha de correspondência, cavar até encontrar o quadrado de papel que eu estava procurando. Deslizando-a a fazer sob o selo de cera, ou é permitido se a esperança. Não há muito a. Só até ler a única linha de texto que estava sublinhada. Duas vezes. O compromisso é quebrado. -Needham Georgiana tinha assegurado que seu relacionamento com Penélope não podia suportar o escândalo. O seu presente de noivado já foi enviado para Londres. Ela havia arruinado a si mesma. Arruinado tudo. Para garantir a sua felicidade. Agora eu só tinha que chegar e levá-lo.

Queda de Dança Northumberland foi planejado como o último evento da temporada, antes do final da sessão especial do parlamento e da sociedade fazer as malas e foi para o campo para o final do ano. O s escada que Ian dirigindo para a casa e lobby l foram preenchidos com uma multidão de convidados, entregando seus casacos pesados para os lacaios e subindo a escada para o salão onde a festa estava em andamento. L Qualquer sociedade Londres havia enfrentado uma chuva particularmente desagradável de estar lá, um final apropriado para eventos também larg est OS OS da temporada. E se a noite de Simon indo como planejado, e est dança ia ser a conversa de mais de uma temporada, mas um s vari mais para vir. Infelizmente, parecia que ele não foi convidado para a festa. 'Desculpe, s ou graça, mas o duque ea duquesa não estão recebendo -. Lacaio O chefe Northumberland House, que tinha sido asignad para a desafortunad tarefa de informar Simon abandonar a passagem da multidão, deu a infeliz notícia com um leve tremor. -P erdón? Ele deu um passo para trás -. Eles não são ... - Ele limpou a throat.-Obtendo. Simon se virou para olhar o fluxo de pessoas vestidas com suas melhores roupas é muito bom, até a escadaria central da casa, foi a um salão de baile. -A sim, eu acho que todas essas pessoas são ... - Ele fez uma pausa, esperando o noivo para completar a frase -. ... Família-Terminou? O lacaio, incerto. Simon deveria sentir simpatia o pobre homem, que provavelmente nunca teve de tomar um duque, mas não conseguiu reunir a emoção. Ele estava com raiva também -. E a música de cima. É parte de uma família ...? Ele limpou a garganta -. Erm. Sim? Ele estava sendo conduzido a partir de Northumberland House porque sua irmã tinha um filho. Fora do casamento. Leighton nome se tornou sinônimo de escândalo. Levou menos de um dia, e tudo o que ele tinha recebido convites para eventos a serem realizados n ed nas próximas semanas, como tinha sido n revocad educadamente com o que parecia ser uma onda de cancelamentos que foram realizadas através Londres. Talvez, se tivesse sido outro dia, outra dança, ele tinha feito o que era esperado e ido embora, mas Juliana estava dentro do salão. E ele tinha um plano para conquistar. Um, que dependiam fortemente isso, em ultim ou dança da temporada. Simon tinha o suficiente. - Bem, eu acho que temos sorte que Northumberland é um primo distante -. Ele fez o seu caminho através do servidor e começou a subir a escada, subindo dois degraus de cada vez, enquanto o servo estava seguindo. - Sua graça, você não pode -! No patamar, virou-se e enfrentou o lacaio -. E como vai me impedir? - Sua Graça ... -O servo parecia estar planejando para recorrer da sentença de Simon. Pouco sab IA o melhor julgamento de Simon já estava comprometido com um objectivo alternativo para essa tarde para encontrar Juliana e torná-lo seu próprio. Ele tem em torno de um grupo de convidados e empuj ou para você bai salão, encontrou no meio da multidão para l momento ele entrou, ele foi atraído para ela como uma mariposa de luz. Ele tinha perdido com uma intensidade forte, e vê-lo é um prazer chip ou aguda.

Ela era sua droga. Desejava sua proximidade, sua risada, sua coragem, a forma como ele se movia suas mãos como ele falou, que encolheu os ombros levemente e teve n enlouquecido quando ele conheceu que estava machucando no momento. Ela dançou ao redor da sala no braço de Allendale, vestida com um lindo vestido de pálido l-de-rosa, e por um breve momento, Simon foi distraído pelo fato de que ela usava um muito interessante de cores não-outro diferente d de jovens, mulheres solteiras na sala, até que uma rotação sobre a dança deu um vislumbre de seu rosto bonito, e não importa o que eu estava vestindo. Tudo o que importava era a tristeza em seus olhos. O desejo em si. Para ele. Graças a Deus. P ou ele não poderia s oportar aa ela pertenecier mais. A idéia veio a ele em uma onda de desejo desejo-d mal para ir até ela, tirá-la dos braços da contagem, e seqüestro. Que, se eu tivesse sorte, que era precisamente o plano. Ele tinha tirado o casaco, quando ele entrou, e como ele se movia por entre a multidão, grupos de clientes parou em primeiro lugar para olhar, e então deliberadamente se afasta dele ba n. Ele sabia o que estava fazendo, ele havia feito dezenas de vezes antes e eu estaria mentindo se eu dissesse que não eram desprezo painfu ou s. Mas a vergonha que deve sentir-se com cada uma dessas pessoas, que, alguns dias atrás, estavam desesperados para aprovação, que agora dier para n volta para mostrar sua desaprovação pouco em comparação com o prazer sentido pelo caminho diminuiu seu caminho com o seu único objectivo, inegável: Juliana. Sua Juliana. Ele respirou fundo e, desafiando todas as convenções e tudo o que nunca havia treinado para fazer ou ser, diretamente atravessou o centro da sala, segurando os bailarinos em suas trilhas. Provando, de uma vez por todas, que ele estava certo, e que a reputação não era nada comparado ao amor. Allendale vi isso acontecer. Onrisa O conde s desbotada em um olhar de espanto, e ele diminuiu causando Juliana fazer uma parada. A orquestra tocou enquanto Simon estava vindo para eles, e soube da confusão na voz de Juliana quando ela disse: - O quê? Sua voz foi uma bênção, o italiano musical sotaque e qu ansiava, a maneira como ele chamou a ba sílabas e folhas que persistem ell a s i r n e em sua língua. Ela se virou para ele, e seus olhos se abriram, por causa de sua proximidade, roupas ou ambos, a boca aberta e toda a sala exuberante desaparecido. Só que ela era. Eles só. Somente agora. - Sua Graça -? Ele não confiava em si mesmo para falar com ela. Não, quando você quis dizer centenas de coisas que eram para ela e sozinha. Então ele virou-se para a contagem de vez, dizendo com toda uma vida de arrogância ducal - Allendale, estou tomando o seu parceiro -. Boca de Bento XVI abriu, em seguida, fechado, como se estivesse tentando lembrar o protocolo exato nesta situação. Finalmente, a contagem foi Juliana, que irá permitir a eleição ed. Simon fez o mesmo, estendendo a mão enluvada, a palma para cima - Juliana - perguntou ele, amando o modo como seus olhos de safira escurecimento Eron e seus lábios se separaram com a palavra s s que ele disse.:

- Eu adoraria fazer um escândalo. Ela a mão e olhou por um longo momento, e então olhou em seus olhos. E havia uma tristeza insuportável nos olhos. De repente, ele sabia o que estava fazendo. E não podia parar. Ela balançou a cabeça. - Não. Ele s e ficou ali como um tolo, com o braço estendido, sem entender. Ela balançou a cabeça novamente e sussurrou: "Eu não vou ser t ou escândalo. Não desta vez -. Estrelas Palavras aron ao redor dele, e ele viu que seus olhos se encheram de lágrimas. - Não - repetiu ele, e correu pelo corredor, indo para a saída. Levou um momento para dar s e percebeu o que tinha acontecido, que ela o estava deixando. Que ela havia recusado. Ele se encontrou com o olhar de Allendale, o rugido do sangue em seus ouvidos, vergonha e c onfusión e mais enchentes, através dele, quente e Furios ou. - Como você pôde fazer uma coisa dessas com ela -? As palavras mal registrou antes de Allendale foi empurrando-a para além dele, Juliana e seguindo através da multidão. Ele s e viu-os novamente, para ver o ataque para fora da sala, o público se mover apoio maciço de lado para deixá-la passar, e ele fez a única coisa que ele poderia pensar em fazer, ele ligou. - Juliana - Um suspiro coletivo foi ao redor da sala com som, um grito que estava totalmente fora de lugar em um salão de baile, ou cavalheiro em qualquer lugar que poderia ser cultivado. Mas ele não se importou. Ele deu um passo em sua direção rapidamente, um braço cruzados sobre o peito. Ralston impediu-o. Ele lutou contra o aperto, a gritar novamente, rasgando o seu nome através da sala, ecoando das vigas, silenciando todos na sala, incluindo a orquestra -. Juliana Ela s e virou. Ele encontrou seu olhar, cor-d Ceilão safiras - e eu disse a coisa Únic ele poderia pensar em dizer. Tudo o que eu conseguia pensar que seria mantê-la lá. Com ele. Tudo o que importava. - Eu te amo -. Seu belo rosto e perfeito ou desabou com as palavras e lágrimas que se espalharam conteúdo. Ela é aliada saiu correndo do quarto, com os calcanhares Allendale ber assim. Simon solt ou das garras de Ralston, determinado para chegar até ela. Determinado a resolver. E se a alta sociedade não protegê-lo. O currículo orquestra ou dançando e de repente uma multidão de pessoas passaram pelo seu caminho. Em todos os lugares onde ele se virou, havia uma valsa casal prendendo-o na pista de dança, e quando ele chegou à beira do salão de baile, um fluxo constante de pessoas, só apareceu em seu caminho. Nenhum deles olhou em seus olhos, n i falou. Mas ele tornou impossível de alcançar. Quando ele chegou no meio da multidão, descendo as escadas e saiu pela porta, ela se foi, e não havia nada além de chuva em Londres para receber. E nesse momento, olhando para o nevoeiro, a reprodução dos acontecimentos dos últimos minutos e novamente reconheceu a emoção correndo por ele. Foi o medo. Medo de hab er perdeu a única coisa que eu sempre quis na vida.

Capítulo Vinte A sociedade não tolera comportamento desordeiro. Que é o valor máximo de uma senhora delicada. - Um Tratado sobre o melhor de senhoras Com o show no Beau Monde vi este ano, o teatro parece desnecessário ... - A folha de escândalo, novembro 1823 Em toda família de uma hora estava de volta Ralston House. Eles Congreg aron na biblioteca, e Rivington Bento sentado em cadeiras de espaldar alto perto da enorme lareira, antes que passeou de Ralston. Juliana se sentou em uma cadeira baixa, ladeada por Mariana e Callie. Amor, amor, amor n. Eu te amo, eu te amo, você ama. Ele ama. Ele me ama. Ela respirou fundo, e sentiu um puxão em sua garganta. Callie se levantou e se dirigiu para a porta -. Acho que vou chamar para o chá. - Eu acho que nós precisamos de algo um pouco mais forte do que isso -, disse Ralston, rumo a uma garrafa de uísque no aparador. Ele serviu três copos para os homens, então, depois de um longo tempo, em quarto. Ele se aproximou de Juliana -. Tom isso. T e estabilizar. - Gabriel - Callie repreendeu-o: 'Bem, eu vou -.. Juliana tomou um gole do líquido quente, apreciando a queimadura que ele enviou para baixo sua garganta. Pelo menos que não era dor devastadora que causou Simon l e sua profissão de amor. - Talvez você possa explicar como que Leighton s veio a professar seu amor por você no meio de um salão de baile lotado? A dor voltou. - Ele estava em Yorkshire - ela sussurrou, e ODI ou o som de suas palavras. Ele odiava a fraqueza. Ralston E acenou com a cabeça. - E d ime, Lost t mente u? - Gabriel - Callie disse, e advertiu, em seu tom de voz -. Cuidado -. - Ele tocou em você -? Todos endureceu -. Sem a resposta. Não há necessidade. Nenhum homem se comporta dessa maneira sem que .. -. - Ralston -. Bento ou interrompido -. Enough -. - Ele quer se casar comigo. Mariana apertou a mão dela -. Mas Juliana, isso é bom, certo? - Bem, depois de hoje, eu não tenho certeza que é um jogo muito bom - Ralston disse ironicamente. As lágrimas nos olhos de Juliana, e ela tomou u n gole de uísque para forçar SA desaparecer. Ela havia tentado tão difícil, tão difícil de ser algo mais do que um escândalo. Ela estava usando um vestido que era da cor adoptada pela tonelada, tinha dançado corretamente com apenas é o mais cavalheiresco de homens, ela se convenceu de que ela poderia ser o tipo de mulher que era conhecido decoro fu . Que era conhecido por sua reputação. O tipo de mulher que ele queria ao seu lado. E, no entanto, não foi nada de mais para ele do que um escândalo. Nada mais do que o que tinha sido lá desde o início. E quando ele declarou seu amor ali, na frente de toda a Sociedade Alta, que escuro e escandalosa dentro de seu pai tinha cantado de felicidade. E ela machucar por querer. P ou amor. E ainda queria mais. Ele tinha feito uma partida perfeita.

- Se você seduzido, eu tenho o direito de rasgar membro por membro. - Isso é o suficiente - disse Callie, de pé -. Out -. - Não é pued exílio me de minha própria biblioteca, Calpurnia. -. Que eu posso e vou Na verdade, eu faço. Fora! Ele deu uma risada dura que tinha muito humor -. Que eu não vou a lugar nenhum -. Ele se virou para Juliana -. Você vai se casar com ele? Sim. Mas não foi tão simples. O quarto parecia de repente muito pequeno. Ele levantou-se, indo para a saída. -Eu preciso ... Um momento - E parou -. Per favorecido -. Quando chegou à porta, ele chamou seu irmão, - Juliana -. Quando ele se virou, ele acrescentou: - Pense o que quiser. Seja o que for, pode ser s -. Ela saiu, fechando a porta atrás de si, permitindo que o corredor dobra no escuro. Ela queria que Simon. Ela queria o seu amor, sim. Mas ele também queria o seu respeito e admiração. Ela queria que ele considerar sua ra igual. Ela está e muito merecida. Não é? Ele merecia o que ele viu Callie e Ralston, em Isabel e Nick, em Mariana e Rivington. Ela queria isso. E ele não fez. Ela respirou fundo, e novamente jo reproduzir os acontecimentos da noite mais e mais em sua mente. Ele tinha quebrado todas as regras que tinha, tinha ignorado protocolo e assistida para fazer um evento que tinha sido convidado des, ele tinha permitido através de Londres virar as costas para ele, tinha parado de dançar. Ele tinha parado de um escândalo de dança, fornecendo mais informações sobre ele, mesmo quando tudo dier Londres para apoiá-lo. E ele tinha feito por ela. Porque ele le importou. Porque ele queria provar que ela era mais importante do que qualquer outra coisa. Tudo o resto. E ela se recusou. Ela l e recusou seu amor. Ela colocou os braços em volta da cintura, a compreensão de eventos veio como um golpe no estômago, e abriu a porta da biblioteca. Bento entrou no salão, com um sorriso gentil no rosto. C perdeu a porta atrás dele, veio para fazer o argumento de que Callie estava dentro Ralston, e ZOOM ou ela. Ela forçou um sorriso -. Você ainda está discutindo sobre mim - Ele sorriu -. Não. Eles agora estão discutindo se Callie deve permanecer na cidade ainda, agora que ela está grávida -.. Ela deu um suspiro pouco de risada, eu acho que quem vai ganhar. - Eu não tenho tanta certeza -. Eles ficaram em silêncio por um momento -. Há algo que eu gostaria de discutir com você. - L É duque? Porque eu prefiro não falar sobre isso, realmente. - Não exatamente -. - O que então -? Ele v acilada, e depois respirou fundo -. Julia na, se você quiser, eu gostaria de pedir para esposa.. Tal como foi proposto, foi o mais eloquente, mas era honesto, e seus olhos se arregalaram com palavras. Ela balançou a head.-Bento - Basta ouvir. Nós apreciamos a companhia do outro, somos amigos. E eu acho que nós teríamos um mismo bom casamento ou assim. Não precisa me responder s agora, mas deve ter s ... s precisa de um marido .. -.

- Não - disse, inclinando-se para beijá-lo na bochecha "Obrigado, Bento, mas vale a pena t e é mais do que uma mulher com a necessidade de um marido -.. A . onrió s 'E eu mereço mais do que apenas um marido para a esposa que eu tenho. Ele acenou com a cabeça -. Isso, pelo menos, é verdade -.. Ele fez uma pausa, o que é pior, é que eu acho que Leighton te ama muito. As palavras tinham um pouco de emoção através de sua tristeza. - Eu também penso assim. - Então, por que você não se casar comigo -? Ela di ou voltar para as palavras. Simon estava no topo da escada, como, molhado até os ossos, mostrando as linhas de exaustão. Ele tinha tirado o chapéu, mas seu cabelo e Staba contra a cabeça e casaco molhado e irregular pairava sobre seus ombros. Ele parecia terrível. Ele parecia maravilhoso ou. - Como você ... como você chegou aqui - perguntou ela. - Esta não é a primeira casa que eu assaltada q ue esta noite. Eu estou fazendo um monte de que raça. Ela sorriu. N ou não pôde ajudar. Ele iria ected escapar um longo suspiro -. Eu estava esperando para fazer você sorrir, uma sirene. Ódio faz chorar rte -. Ouvido a verdade nas palavras, e as lágrimas voltaram, NO T como. Ele amaldiçoou na escuridão -, Allendale, eu vou te perdoar por fazer t u propôs à mulher que eu amo. Em troca, você acha que poderia nos dar um s momento? - Eu não tenho certeza do que eu deveria. - Eu não vou estuprá-la no patamar -. Bento Juliana se aproximou para aprovação. Depois de um longo momento, ela balançou a cabeça -. Cinco minutos -. A contagem encontrou os olhos de Simon -. E eu vou voltar -. Voltou para a biblioteca, e ele segundo a porta estava trancada, Simon deu um passo em sua direção, vindo a ela, mesmo quando ele parou a poucos metros de distância . Ele deixou cair os braços, passou a mão pelo cabelo molhado, e balançou a cabeça -. Eu não sei o que fazer. Eu não sei como ganhar rte. Ganhei já, tomar um ba dizer. Você arruinou-me por todos os outros Ele continuou .. - Então eu vou apenas dizer-lhe a verdade. Eu passei a minha vida inteira por uma vida preparándom e frio, insensível, desapaixonada e - uma vida cheia de cortesias e simplicidade. E então veio ... o seu ... o oposto de tudo isso. Você é linda, brilhante e corajoso e tão apaixonado pela vida e amor e outras coisas que você acha que é e você me ensinou tudo o que eu acreditava, tudo o que eu queria canetas ABA, tudo o que tinha acontecido defender em minha vida, tudo o que ... Foi um erro. Eu quero a sua versão da vida ... vívida e emocional e confuso e maravilhoso e llen para a felicidade. Mas eu não posso fazer isso sem você - Eu te amo., Juliana. Eu amo o jeito que tem de colocar toda a minha vida de cabeça para baixo, e eu não tenho certeza se eu poderia viver sem você, agora que eu vivi com você -. Ele m Ovio novamente, e realizou um grande desânimo duque enquanto seu orgulho eles se ajoelhar diante dela. - Uma vez você me disse que eu estava indo para colocar os joelhos s em nome da paixão. - Simon ... - Ela estava chorando livremente, e deu um passo para a frente, colocando as mãos sobre a cabeça, passando os dedos pelo cabelo -. Amore, não, por favor. - Eu estou aqui em cima dos meus joelhos.. Mas não em nome da paixão, - O Tom ou as mãos dele e S para os lábios, beijou-a, adorando -. Olhando para o amor -. Ele olhou para ela, seu rosto tão severo e grave no corredor mal iluminado -.

Juliana ... por favor seja minha esposa. Eu juro que eu vou passar o resto dos meus dias tentando em mim mesmo digno de você. De seu amor. - Le b que as mãos de novo, e sussurrou: - Por favor -. E então ela estava de joelhos e colocou os braços ao redor de seu pescoço -. Sim -. Ela apertou os lábios contra os dele -. Sim, Simon, sim -. Ele devolveu o beijo, sua língua deslizando em sua seda quente, quente, acariciando, até que tive que parar para o ar necessário -. Sinto muito, meu amor - ele sussurrou contra seus lábios, puxando-a na direção dele, como se ele pudesse trazê-lo de tão perto que eles nunca poderiam ser separados novamente. -Não, eu sinto muito. Eu não deveria ... eu saí de lá ... na dança. Eu já vi até agora ... quanto significava -. Beijou novamente -. Que eu merecia -. - Não ... Simon, eu te amo -. Hospedado por longos minutos, envolto em outro, sussurrando seu amor, fazendo promessas para o futuro, jogando, gostando, olhando um para o outro. E assim o foi encontrado ou Ralston. Ele abriu a porta do brilho biblioteca, luxuriante de ouro de velas na distância, o salão foi inundado, e os amantes Backlight Aron. -É melhor para obter uma licença especial, Leighton -. Simon sorriu, ousado e impetuoso, e Juliana ofegou para o seu anjo, ele era o homem mais bonito na Inglaterra -. Em toda a Europa. - Eu tenho uma. Ralston levantou uma sobrancelha -. Excelente. T ienes dois minutos antes componert e para baixo e falar sobre isso -. Juliana sorriu para as palavras, e Ralston chamou sua atenção -. Você, irmã, você não está convidado -. Fechou a porta atrás de Simon e rir Juliana. Uma hora mais tarde, Simon veio Ralston House, depois de ter feito todos os arranjos com seu irmão-fez uma careta futuro. Ele supunha que era apenas que ele estava preso por toda a vida a esta família, finalmente, barulhento, as únicas pessoas na Inglaterra, que não se importa se ele s fu era um duque. Por outro lado, as únicas pessoas que nunca tinha preocupados n como ele. Agora, a maioria de Londre s, l, e daria de volta para a Casa Leighton por medo de ser tocado pelo escândalo. E Ele foi encontrado ou não se importou muito. Ele tinha uma sobrinha saudável e uma mulher que o amava, e de repente as coisas pareciam mais do que o suficiente. Ele queria desesperadamente para dizer boa noite Juliana, mas não tinha sido capaz de encontrar n nada que ele saiu, e Ralston parecia disposto a deixar Simon lá em cima a olhar para fora. Ele supôs que ele não podia culpar Marquês l, afinal de contas, ele não era exatamente bom para manter suas mãos fora de sua brevea-ser mulher. Mas foram se casar em menos de uma semana, e que superar a perda de hoje à noite, mas trouxe uma dor muito familiar e totalmente desagradável. Ele gesticulou para seu cocheiro libertação de dever e abriu a porta de seu carro, que onde tudo havia começado semanas atrás. Ele levantou e tomou seu lugar como a porta fechada, rapidamente atingiu o teto para colocar se mudar para cocheiro l. Foi quando ele percebeu que não estava sozinha. Juliana sorriu do outro lado do assento -. Ele s pensamento de que iria deixá-lo ir sem dizer boa noite, certo -? Ele cancelou um flash de prazer intenso e usou seu tom ducal -. Nós vamos ter que falar sobre t u amor por bagunça como um clandestino nos vagões -. Ela se aproximou dele lentamente, e uma onda de conscientização por meio dele. - Apenas um carro, Alteza. Somente seu. Desta vez, eu verifiquei o rótulo antes de entrar. Diga-me, o que você acha s er hac-me agora que eu estou aqui -? Ele olhou

para ela por um longo momento antes de se inclinar, tomando-lhe o cabelo e beijou-a -. que eu vou te amar, um Siren. Ele passou a mão em torno de sua cintura, e levou-a em seu colo para ela ficar em cima dele. Ela olhou para ele malvad intensidade. - Diga isso de novo. Ele sorriu - Eu te amo., Juliana -. Suas mãos acariciavam seus lados, seguindo os dedos em seus ombros, inclinando a cabeça para descobrir seu pescoço. Ele beijou a pele macia na base da garganta, onde o pulso estava batendo. - Mais uma vez -., Suspirou. Ele sussurrou as palavras contra seus lábios uma promessa e reivindicou sua boca, as mãos acariciando, pressionando em toda parte. Ela se abriu para ele, combinando com seus longos beijos lentos. Pela primeira vez, não havia urgência nas carícias, eles tiveram a sensação de que eles estavam roubando alguém do tempo. Outra mulher. Ela empurrou o pensamento, levantar a cabeça. - Penelope - disse ele. - Temos que discutir isso agora -? Uma mão foi para o fundo cheio de seu peito, e ela reprimiu um suspiro de prazer quando ele chegou ao seu destino -. Não - Ele saltou de seu colo e sentou-se no banco da frente lo. Ele seguiu, alcançando os joelhos diante dela, o transporte Haci ao rock juntos. - Sim -. O Pai de Lady Penélope dissolveu o acordo -. Suas mãos agarraram seus tornozelos, e Juliana não era machado para se foi a sensação de suas mãos quentes acariciando suas pernas abaixo da saia ou o fato de que ele já não estava comprometido com o que ele fez iluminar o seu cérebro. Ela encontrou seu olhar, grave -. Que eu teria feito se ele não tivesse feito isso, Juliana. Eu não poderia ter atravessado. Eu também te amo -. Um prazer fio espiral é como um tiro com palavras -. Ele deu escândalo cancelada por Georgiana? - Sim, - disse, e da forma como a palavra rolavam de sua língua deu a nítida impressão de que ele não está atendendo o ba questão. L Ele escreveu de volta e saia com reverência e amaldiçoou o carro mal escuro, e lhe deu um beijo no interior de um joelho. Ela apertou as pernas juntas, os seus movimentos estão resistindo -. Simon .. -. Ele ficou parado, olhando em seus olhos brilhando fora de luz antes que ele ara o bes novamente minucios ely muito antes que ele foi abruptamente ara apart -. Minha irmã anunciou seu próprio escândalo. Na verdade, enviou uma carta para o Diário! Foi seu presente de casamento. Para nós -. Juliana sorriu -. Uma noivado rompido? -A troca rápida - respondeu ele, tomando seus lábios novamente, sua urgência enviou uma onda de calor através dele. Ela se divertia com o toque, a sensação de que, por um longo minuto antes de empurrar de novo -. Simon, sua mãe - Ela não é de todo um problema que eu importar e discutir, neste momento, amor. - Mas ... Furios ela vai para! - Eu não me importo -. Voltou sua atenção para o interior de seu joelho, transformando a língua lá até a esfaquear a seda molhada -. E se assim for, será culpa sua Seu er é a sua melhor esperança para um neto respeitável. . Eu sou o único com a reputação prejudicada. Ela riu -. Raptor O inocente. Um sedutor de virgens -. Ele lentamente abriu as pernas, pressionando os preços ou s beijos, definhando dentro de sua coxa -. Apenas Inocêncio. Uma virgem -. Ela suspirou e fechou os olhos contra o prazer

que sentiu quando lambeu onde se instalaram a média da liga, uma promessa do que estava por vir. - Que sorte eu tenho -. Ele i nclinó para a frente a ter é insuportavelmente belo rosto em suas mãos -. Simon ... - Sussurrou, - eu vos amei desde o início. E eu te amo ... Eu vou te amar enquanto eu quero ter -. Seus olhos escureceram, e ele ficou muito sério. - Espero que vai me amar por muito tempo -. Ela o beijou de novo, mostrando seu amor no toque, porque as palavras de repente apareceu n sair. Quando pararam, ambos sem fôlego e desesperada por mais de um l s e outra, Juliana sorriu -. Então, como você se sente s t u ter a reputação arruinada? Ele riu s e -. Que eu nunca vou esquecer. - Você se arrepende? - Nunca -. Ele a puxou para perto para outro beijo. O escândalo da vez Simon Pierce. Causaria aos sussurros nos salões de dança, e falar na Bond Street e nos corredores do Parlamento, e anos a partir de agora, ele e Juliana dizer aos seus netos a história de como o Duque de Leighton tinha sido morto por amor. Epílogo Maio 1824 Sua Graça, a duquesa de Leighton, estava no topo de uma escada na biblioteca muito alto para se esconder, quando seu marido entrou no quarto, gritando seu nome, distraído por uma carta que ele tinha -. Yeah? -W e notícias ... - Ele parou, e ela sabia que tinha sido descoberto. Quando ele falava, as palavras eram demasiado baixos s agora tranquilo para dizer que seu marido, que havia descoberto que ele preferiu aproveitar todo o espectro de emoções, agora que ele tinha experimentado -. Juliana? - Sim? - O que está fazendo 20 pés no ar -? Ela descaradamente, fingida ou não perceber que ele havia sido colocado sob ele, como se ele pudesse esmagá-lo como um besouro se ele veio para haci excesso de velocidade veio ao chão. - Olhando para um livro. - Você se importaria muito retornar à Terra -? Felizmente, o livro para o qual ele havia procurado revelado. Eu puxei da prateleira e se dirigiu de volta para baixo da escada. Quando eu tinha os dois pés firmemente no chão, deixar ir. - O que você está pensando, indo até o teto em t ou condição? - Eu não sou um inválido para a Simon, eu ainda tenho que usar todo o meu extremo -. - É, de fato, s t u-especialmente extrema capacidade de testar a minha paciência, eu acredito, no entanto, que ele quer membros s -. Ele fez uma pausa, lembrando por que ele estava angry.-S T e poderia ter caído! - Mas eu não - ele disse simplesmente, virando o rosto para o dela para um beijo. Ele deu a ela, tem em suas mãos para acariciar o lugar onde seu filho grew.-D ebe s ter mais cuidado - ele sussurrou, e um arrepio percorreu-a com a maravilha de seu tom. Ela levantou os braços, envolvendo-os em torno de seu pescoço, deleitando-se com o calor ea força dele. - Estamos marido, bom -. Ela sorriu -. Doze vidas, lembre-se -? Ele reclamou das palavras. - Eu acho que tem s l é usado de tudo, você sabe. Certamente, s usado t nos 12 escândalos -. Ela torceu o nariz pensando -. Não. Eu não poderia ter feito isso -..

Ele levantou-a em seus braços e mover ou sua cadeira favorita, expulsando Leopold Enquanto o cão voltou ao seu cochilo no chão, Simon estabeleceu-se na cadeira, sua esposa organiza ndo no colo -. A queda na Serpentine ... o tempo que me levou em uma aste perseguição não tão feliz ... Hyde Park à espreita do lado de fora do meu clube .. -. -Que escândalo não era real - protestou ela, abraçando-lhe mais do que a sua mão acariciou sua barriga arredondada. - O escândalo suficiente -. - A chegada da minha mãe - disse Juliana. Ele balançou a cabeça -. Ele é e não o seu escândalo -. Ela sorriu -. Bobagem. Ela é o escândalo que começou tudo. - Então ela é -. Ele beijou sua testa -. Vou ter de dar-lhe agradecer a ela algum dia -. Ela agachou-se sobre ele. - Derrubar legumes troféu Needham Senhora e colheita .. -. - Bem, na verdade, quem sobe as escadas decoradas com r vegetal? E se contar todos os meus escândalos, que sobre aqueles em que você era um escândalo, também? Ela está também listada -. Beije-me ste nos estábulos do meu irmão ... dançar comigo chafurdando em seu próprio compromisso ... e não se esqueça - e l beijou o lado de seu pescoço -. Mmm. É claro, não se esqueça -. Ela riu e empurrou-o -. Bonfire Night -. O mbar A em seus olhos escureceram, eu lhe asseguro, sirene, nunca esquecer Bonfire Night.. - Como estamos indo? - Oito -. - Não, você vê? Eu te disse! Eu sou o modelo muito da herdade - Ele riso seu latiu e um olhar preocupado atravessou seu rosto 'Nine - disse ele.'. Nove? -Eu amaldiçoou ou onde a mãe costureira -. Ela baixou a voz -. Na frente das pessoas -. Suas sobrancelhas se ergueram. - Quando - Durante a nossa aposta -. Ele sorriu -. Que eu odiaria ver isso -. Ela s e cobriu os olhos -. Foi horrível. Ainda não posso olhar em seus olhos -. - Isso não tem absolutamente nada a ver com o que cortá-lo em uma loja de costureira e tudo a ver com o fato de que a minha mãe é terrível -. Ela riu. -Havia pelo menos dois que aconteceu a primeira noite no salão de baile de Ralston -. Pensou again.-S eu que havia mais. Grabeham em jardins e transporte -. Ele s e endureceu. - Grabeham, certo -? Seus dedos entraram os cachos na nuca. - Ele não requerem um tratamento adicional, Simon -. Simon levantou uma sobrancelha -. Você não pode crescer como ... mas eu vou desfrutar de uma visita. - Se você puder t e n para entrar em sua casa, considerando que escândalo e re s um em si mesmo - brincou ele -. Nenhum! Isso é t ou décimo segundo 's Dance Northumberland - anunciou, envolvendo a força em seus braços.'. Nenhum carregamento de minério de escadas m, enquanto na fita -. - Oh, não - protestou ela -. O assalto à casa de Northumberland é inteiramente t escândalo u. Eu não tinha nada a ver co n isso! Removê-lo -. Ele riu contra o lado de seu pescoço, e ela estremeceu com a sensação. - É justo. Eu vou cuidar do todo -. Ela sorriu -. Este é o melhor de todos eles -. Ele arqueou uma sobrancelha com a imperiosidade ducal. - Não, eu disse que eu não acho que isso não vale nada se você não faz bem? Sua risada foi perdido em seu beijo, longo e qualificado, até que eles se separaram, respirando com dificuldade. Ele pressionou a testa dela e sussurrou: -

Meu magnífico mulheres -. Olhou para o tom de adoração, e então se lembrou de "Sua notícia teve s.. Quando aste betw -. Ele sentou-se, saco ou uma carta do bolso da jaqueta. - Eu fiz. Temos um sobrinho. O marquês futuro de Ralston. - Juliana olhos arregalaram-se com prazer, pegando o papel da mão dele, e ler avidamente -. Uma criança! Henry -. Ela encontrou os olhos de Simon -. E dois são convertidos em três. - Nick filha, Elizabeth, nasceu duas semanas ntes, e agora partilhada a creche no Parque Townsend com um crescente e feliz, Caroline. Juliana Simon empuj ou contra ele, colocando um beijo na ponta da sobrancelha e enfiando a chest. E-n queda, vamos fazer a nossa parte e para acrescentar um quarto à sua banda alegre -. Rolou O prazer b para ver sua família também acreditava, uma família maravilhosa e selvagem do que nunca ousou imaginar. - Você percebe que eles dão para n o pior tipo de problema - ela brincou. Ele g silêncio uardó por um longo tempo o suficiente para que Juliana levantar a cabeça e encontrar o seu olhar dourado sério. Quando o fez, ele sorriu, oy ampères devastador -. E eles serão o melhor tipo de problemas. E eles foram. Fim

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->