P. 1
Manual Farmacologia

Manual Farmacologia

|Views: 96|Likes:

More info:

Published by: Eduardo Damasio Coelho on Sep 09, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/12/2012

pdf

text

original

MANUAL FARMACÊUTICO

2011/2012

Comissão de Farmácia e Terapêutica

Manual FarMacêutico 2011/2012

Dr. Claudio Schvartsman Dr. David Salomão Lewi Dr. Roberto Naum Franco Morgulis Farm. Silvana Maria de Almeida
14ª Edição - São Paulo - 2011/2012

Schvartsman, C. Manual Farmacêutico 2011/2012. Claudio Schvartsman, David Salomão Lewi, Roberto Naum Franco Morgulis, Silvana Maria de Almeida (editores). - São Paulo, Hospital Albert Einstein, 2010 480p 1.Título.2.Medicamento.3.Posologia.4.Terapêutica. Projeto gráfico: Dinamika Comunicação e Design

MANuAL FARMACêutiCo 2011/2012

EDitoRES
Dr. Claudio Schvartsman Dr. David Salomão Lewi Dr. Roberto Naum Franco Morgulis Farm. Silvana Maria de Almeida

CoNSELho EDitoRiAL
Membros CFT

DiREtoR DA PRátiCA MéDiCA
Dr. Oscar Fernando Pavão dos Santos

CoMiSSão DE FARMáCiA E tERAPêutiCA
Presidente Dr. Claudio Schvartsman Secretário Dr. Roberto Naum Franco Morgulis

Manual Farmacêutico 2011/2012

MEMbRoS
Dr. Antonio da Silva Bastos Neto Dra. Camila Sardenberg Dr. Cláudio Schvartsman Dr. Constantino José Fernandes Junior Dr. Eduardo Werebe Dr. Eric Roger Wroclawski Dr. Flávio Steinwurz Dr. Flávio Takaoka Dr. Flávio Tarasoutchi Dra. Lucia Mendes O. Pinto Dr. Marco Aurélio Scarpinela Bueno Dr. Marcos Knobel Dra. Maysa Seabra Cendoroglo Dr. Milton Glezer Dr. Nilson Abrão Szylit Dra. Renata Dejtiar Waksman Dr. Ricardo Botticini Peres Dr. Roberto Naun Franco Morgulis Dr. Sulim Abramovici Dr. Victor Nudelman Dr. Virgílio Gonçalves Pereira Jr. Enfermeira Claudia Laselva Farmacêutico Fabio Teixeira Ferracini Farmacêutica Juliana Locatelli Farmacêutica Silvana Maria de Almeida Farmacêutico Wladimir Mendes Borges Filho

Manual Farmacêutico 2011/2012

CoLAboRADoRES
Dr. Alberto Goldenberg Dr. Alfredo Elias Gilio Dr. Álvaro Pacheco e Silva Filho Dr. Amâncio Ramalho Júnior Dra. Ana Claudia Arantes Dr. Cláudio Luiz Lottenberg Dr. Daniel Feldman Pollak Dr. Eliova Zukerman Dr. Jairo Wagner Dr. Joaquim Carlos Rodrigues Dr. José Goldenberg Dr. José Luiz Brant de Carvalho Britto Dra. Luci Black Tabacow Hidal Dr. Luiz Henrique Hercowitz Dr. Mauro Rabinovitch Dr. Nelson Hamerschlak Dr. Nelson Wolosker Dr. Oren Smaletz Dr. Rogério Pereira da Fonseca Dr. Saul Cypel Dr. Sidney Glina Dr. Simão Cohen Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional - EMTN Serviço de Controle de Infecção Hospitalar - SCIH Serviço de Nutrição Clínica Assistencial Centro de Informações sobre Medicamentos – CIM

Manual Farmacêutico 2011/2012

Manual Farmacêutico 2011/2012

AtENção

Este é um guia interno de padronização de medicamentos que contém orientações posológicas e terapêuticas básicas, visando fornecer uma ferramenta de consulta rápida ao médico. No entanto, apesar das informações nele contidas terem sido extraídas de fontes fidedignas e revisadas por especialistas de cada área, a Comissão de Farmácia e Terapêutica adverte que tanto as doses como os alertas são apenas para referência. O ajuste posológico deve ser individualizado para cada paciente, de acordo com seu quadro clínico. Os alertas incluídos não pretendem esgotar o assunto, e a utilização de cada um dos medicamentos deve ser feita à luz de um conhecimento amplo, embasada na necessidade de cada paciente e nas fontes bibliográficas médicas e farmacológicas habituais.

Manual Farmacêutico 2011/2012

APRESENtAção
Desde quando o Hospital Israelita Albert Einstein foi criado – e já lá se vão quase 60 anos – seus pioneiros fundadores se orientavam pelo conceito de que seria um hospital para o Brasil e os brasileiros, construído pela comunidade judaica. Esta é uma ideia ampla e que vai além do fundamental que é a figura do paciente. Pois é em torno dele que nossas atividades gravitam, é a seu favor que um exército de dedicados colaboradores se mobiliza, é para ele que buscamos o que há de qualidade e mais inovador em tecnologia para diagnóstico e tratamento e é a serviço dele que colocamos nossa imaginação criadora para proporcionar o melhor atendimento em saúde com tudo o que isso significa. Para tanto, o Manual Farmacêutico do Einstein é um dos nossos aliados. Ele foi criado em 1997 como mais uma iniciativa pioneira que gerou frutos pelo País, e é por esta razão que é um hospital para o Brasil e para os brasileiros. Esta é a 14º edição do Manual, que se firma como um importante instrumento de padronização e racionalização no uso dos medicamentos de modo a orientar qual o melhor para os pacientes indicando princípios ativos, nomes comerciais, posologia recomendada e outros dados que apoiam a prescrição médica. Da elaboração de cada edição, sempre revista, melhorada e ampliada, participam uma equipe multidisciplinar constituída de médicos de diversas especialidades, enfermeiros e farmacêuticos, que atualizam o rol de medicamentos, padronizados de acordo com os avanços da pesquisa e do desenvolvimento do setor, e agregando novos conteúdos. Desta edição do Manual fazem parte 710 princípios ativos e 1.159 apresentações comerciais. Além disso, incluímos quais as reações adversas sérias e comuns, orientações, contraindicações, interações medicamentosas e precauções, além de informações a respeito de corantes em suas formulações e os riscos durante a amamentação. Outra inovação é um ícone indicando o risco de flebite associado ao medicamento e o guia de diluições de medicamentos injetáveis para o uso do hospital. A representação referente ao látex na composição das embalagens foi excluída porque esta é uma informação dinâmica, que pode se alterar em curto espaço de tempo. Quando a padronização se junta às informações técnico-científicas acerca dos medicamentos, este Manual dá mais um – e importante – passo na nossa incansável e desafiadora tarefa em busca da excelência. Para nós, os médicos, o Manual é a garantia de se ter à mão uma referência absolutamente confiável e segura na prescrição de medicamentos. E para os nossos pacientes é a expressão renovada de nosso compromisso com a qualidade e da responsabilidade como encaramos o ofício de preservar a vida.

Claudio Luiz Lottenberg
Presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Einstein

Manual Farmacêutico 2011/2012

PREFáCio
O Manual Farmacêutico, ao entrar em sua 14ª edição, continua sendo exemplo de racionalização e padronização de fármacos, servindo não somente à nossa instituição como também representando modelo para diversos hospitais em nosso país. É fruto de um esforço contínuo de uma ampla equipe multiprofissional e interdisciplinar, incluindo farmacêuticos, administradores, enfermeiras e médicos de várias especialidades e atende aos anseios de uniformidade, visando maior segurança, eficiência e agilidade no controle de fármacos em nosso hospital. Nesse tempo de desenvolvimento pela indústria farmacêutica de agentes com perfil de segurança e eficácia, com as novas tecnologias disponíveis, há uma necessidade por parte desta equipe multiprofissional de vigilância constante quanto a efeitos adversos destes novos agentes terapêuticos. Diante disto, neste ano, tivemos 34 exclusões e 38 inclusões de medicamentos. Atualmente, estão padronizados 710 princípios ativos e 1159 apresentações comerciais. Destaca-se que estas modificações são fruto de solicitações de todo corpo clínico, análise do perfil fármaco-econômico dos agentes envolvidos e pareceres de nosso grupo de consultores que representam as principais especialidades médicas. Esta edição apresenta, além das informações farmacológicas, reações adversas, orientações, contraindicações, interações medicamentosas, precauções, corantes nas formulações e risco do uso de medicamentos na amamentação e gravidez, informações sobre o risco de desenvolvimento de flebite e um guia para diluição de medicamentos injetáveis. O ícone referente à presença de látex na composição das embalagens dos medicamentos foi excluído por ser uma informação considerada dinâmica e passível de alterações em curto espaço de tempo. Estamos oferecendo uma obra editorial mais robusta e ferramentas úteis na prática diária da assistência. As modificações deste período de 2 anos estarão sempre disponíveis para consulta pela intranet através da prática médica no medical suíte.

Claudio Schvartsman
Presidente da Comissão de Farmácia e Terapêutica

Manual Farmacêutico 2011/2012

ÍNDiCE
Declaração de conflito de interesses ......................................................... 12 Como usar este Manual .............................................................................. 13 Farmácia Hospitalar .................................................................................... 14 Apresentação ............................................................................................. 14 Farmácia Central - Setores ........................................................................ 14 Unidades de Dispensação ........................................................................ 15 Unidades de Produção ............................................................................. 17 CIM (Centro de Informações sobre Medicamentos) ..................................... 18 Serviços ..................................................................................................... 21 Atenção Farmacêutica .............................................................................. 21 Cadastramento de Fornecedores............................................................... 22 Garantia de Qualidade .............................................................................. 22 Medicamentos sob Investigação Clínica ..................................................... 22 Farmácia Clínica ....................................................................................... 22 Participação em Programas de Imunização................................................. 23 Padronização de Medicamentos ................................................................ 23 1. Objetivos .................................................................................................. 24 2. Prescrição de Medicamentos Não-Padronizados ....................................... 24 2.1. Normas ............................................................................................ 24 3. Inclusão na Padronização de Medicamentos .............................................. 24 3.1. Normas ............................................................................................ 24 3.2. Critérios ............................................................................................ 25 4. Exclusão da Padronização de Medicamentos ............................................. 26 4.1. Critérios ............................................................................................ 26 5. Medicamentos de Uso Eventual ............................................................... 26 6. Medicamentos Importados ........................................................................ 26 7. Uso de Medicamentos Não-Dispensados pelo Hospital .............................. 27 8. Classificação dos Princípios Ativos Padronizados no HIAE com Base no Anatomical Therapeutic Chemical (ATC) Index ............................... 30 9. Relação de Medicamentos Classificados por ação Farmacológica .............. 40 10. Classificação dos Medicamentos em função dos Riscos Potenciais de Teratogenicidade ............................................ 80 11. Classificação dos Medicamentos em função da Amamentação ................................................................. 81 12. Indicação de Medicamentos que contêm Látex ou não ........................... 81 13. Indicação de Medicamentos com Risco de Flebite .................................. 82 14. Relação de Medicamentos Padronizados ............................................... 83 15. Desinfetantes/Antissépticos Padronizados ............................................ 356

Manual Farmacêutico 2011/2012

16. Diagnóstico ......................................................................................... 360 17. Padronização de Dietas Nutricionais ..................................................... 363 Programa de Imunização do HIAE............................................................ 373 Profilaxia Antimicrobiana .......................................................................... 383 Anexos ........................................................................................................ 390 1. Medicamentos de Uso Restrito ................................................................ 390 2. Infusão de Eletrólitos ............................................................................... 391 2.1. Infusão de Eletrólitos Adultos - CTI .................................................... 391 2.2. Infusão de Eletrólitos Adultos - Unidade de Internação ....................... 392 2.3. Eletrólitos Injetáveis padronizados ..................................................... 392 3. Normas para Prescrição de Medicamentos Controlados (Portaria 344) ...... 392 3.1. Resumo da Portaria 344/98 ............................................................. 393 4. Normas para Prescrição de Medicamentos Controlados Não-Padronizados ............................................................... 394 5. Orientações para o Preenchimento da Prescrição Médica Hospitalar ................................................................................... 394 6. Abreviações mais Comuns Utilizadas na Prescrição Médica ...................... 395 7. Fórmulas Padronizadas de NPT ............................................................... 395 8. Tabela de Compatibilidade Medicamento x Recipiente de Soros .............. 402 9. Tabela de Conteúdo de Sódio em Antibióticos Intravenosos ..................... 402 10. Tabela de Potências e Doses Equivalentes de Corticosteroides Sistêmicos ................................................................. 403 11. Tabela de Correspondência Iônica ....................................................... 403 12. Tabela de Correspondência para mEq .................................................. 404 13. Algoritmo de Tratamento e Avaliação da Dor no Adulto .......................... 404 14. Tabela de Diluição de Medicamentos Intravenosos Gerais ..................... 408 15. Tabela de Diluição de Medicamentos Intravenosos - UTI Neonatal .......... 433 16. Tabela de Diluição de Medicamentos Intravenosos para Pacientes Pediátricos .......................................................................... 441 Índice Remissivo ........................................................................................ 462

Manual Farmacêutico 2011/2012

DECLARAção DE CoNFLito DE iNtERESSES

Pode existir conflito de interesses em relação a uma determinada monografia quando um participante no processo de revisão e publicação (autor, revisor ou editor) tem ligação com atividades que poderiam influenciar inapropriadamente o seu julgamento, quer este seja ou não de fato afetado. A confiança pública no processo de revisão por pares e a credibilidade dos trabalhos publicados dependem em parte da correção do modo como os conflitos de interesses são geridos durante a redação, revisão e decisão editorial. Para preservar a credibilidade de seus procedimentos de avaliação, a Comissão de Farmácia e Terapêutica (CFT) decidiu tornar obrigatória a declaração de ausência ou presença de potencial conflito de interesse para todos os integrantes do corpo editorial do Manual Farmacêutico e da CFT. Estas declarações preenchidas e assinadas estão à disposição do público para consulta, na Secretaria da Farmácia.

12

Manual Farmacêutico 2011/2012

CoMo uSAR EStE MANuAL?

Nesta décima quarta edição do Manual Farmacêutico, a Relação de Medicamentos Padronizados encontra-se organizada por ordem alfabética de princípios ativos, seguidos das respectivas apresentações comerciais padronizadas, com suas posologias usuais e alertas relacionados aos medicamentos, de forma objetivamente resumida. Encontra-se também a relação de medicamentos classificados de acordo com a classificação ATC (Anatomical Therapeutic Chemical) da Organização Mundial da Saúde – OMS. Há descrito ainda a estrutura funcional da Farmácia Hospitalar, acompanhada de breve resumo das atividades de cada setor. Além disso, foram abordados aspectos técnicos que estão relacionados com a prática da rotina diária: informações para prescrição de Nutrição Parenteral, Guia de diluição de medicamentos injetáveis, orientação para prescrição de medicamentos controlados, entre outros. Para maior facilidade de consulta, no início deste Manual há um índice geral e no final encontra-se o índice remissivo que abrange diversas formas de busca.

Manual Farmacêutico 2011/2012

13

FARMáCiA hoSPitALAR – Apresentação
Na busca da melhoria da qualidade dos serviços prestados, a Farmácia Hospitalar vem se transformando para beneficiar cada vez mais o paciente, na agilidade do atendimento e segurança na utilização do medicamento. Nas diversas áreas da Farmácia, contamos com profissionais farmacêuticos que prestam suporte técnico às equipes de enfermagem, médica e a outros profissionais, através da manipulação e dispensação de medicamentos, informações sobre medicamentos, análise de reações adversas e interações medicamentosas. A dispensação de medicamentos na forma unitária, conforme dose prescrita e manipulados sob condições adequadas para o horário correto de administração, é feita a cada 6 horas, período que permite identificar grande parte das alterações que são feitas na prescrição médica, evitando, desta forma, a perda de medicamentos manipulados. A “Central de Atenção à Prescrição”, foi estruturada e implantada para viabilizar uma atenção farmacêutica “on line” à prescrição médica em relação à dose prescrita, tempo de administração, diluentes, transcrição, etc. A disponibilização dos equipamentos automatizados de dispensação de medicamentos e materiais médico-hospitalares nas diversas unidades de internação, vem contribuindo para a agilidade, eficácia e segurança no atendimento aos pacientes internados e atendidos pela dispensação por Dose Unitária. Todo o Serviço de Farmácia está disponível por 24 horas através do farmacêutico de plantão.

FARMáCiA CENtRAL – Setores
Unidade central da Farmácia, que tem como principal função o armazenamento do estoque de medicamentos e materiais médico hospitalares e o abastecimento dos Centros de Custos, Unidades de Dispensação e de Produção. Abaixo seguem as descrições dos seus setores.

Recebimento
Setor responsável pelo recebimento de todos os produtos utilizados no Hospital, como materiais diversos, materiais médico-cirúrgicos e medicamentos.

Codificação em barras
Setor responsável pela identificação com etiqueta de código de barras interno. Esta rotina está implantada para todos os medicamentos padronizados e estará migrando também para a identificação dos materiais médico-cirúrgicos igualmente padronizados. Este processo permite que os itens identificados possuam rastreabilidade dentro do Hospital, possibilitando a identificação e a correlação entre algum lote ou produto com o problema que eventualmente ele possa ter causado.
14 Manual Farmacêutico 2011/2012

Distribuição:
Setor responsável pela estocagem, distribuição e controle de medicamentos e materiais médico-cirúrgicos. Efetua o atendimento às farmácias satélites e demais setores (centros de custos) através de requisições efetuadas pelos solicitantes, em sistema informatizado. O setor também é responsável pela compra de medicamentos que não são padronizados no Hospital, mediante solicitação de um farmacêutico, naqueles horários em que os setores de Planejamento e Compras não funcionam.

uNiDADES DE DiSPENSAção
Sistema de Dispensação
Todo o processo de dispensação de medicamentos é acompanhado pelo profissional farmacêutico, garantindo a qualidade dos produtos dispensados, com os controles adequados. O farmacêutico revisa todas as prescrições médicas, mantém um controle rigoroso do armazenamento e validade de todos os itens, acompanha, orienta e monitora a correta separação e manipulação dos medicamentos, supervisiona a dispensação de itens que necessitam de um controle especial (medicamentos termolábeis, medicamentos psicotrópicos e entorpecentes, medicamentos injetáveis multidose), confere e valida todo o processo antes da dispensação ao paciente.

unidades Centralizadas
O Sistema de Dispensação de Medicamentos adotado é o de Dose Unitária. Esse sistema consiste na dispensação de medicamentos prontos para uso (sólidos unitários e injetáveis diluídos) em embalagens identificadas para cada paciente, com os horários de administração, para um período de 6 horas durante 24 horas. A Dose Unitária tem como principais objetivos: w Aumentar a segurança para o paciente w Disponibilizar maior tempo da enfermagem no cuidado ao paciente w Diminuir erros de dispensação/administração w Racionalizar a distribuição e administração de medicamentos w Possibilitar o exercício da farmacovigilância w Diminuir custos com medicamentos w Manter um controle de estoque mais eficaz

unidades Descentralizadas
Há unidades que oferecem atendimento a pacientes críticos, e para estas unidades temos um atendimento descentralizado realizado pela Farmácia, através das Farmácias Satélites. Atualmente temos as Farmácias Satélites: w Farmácia Pediatria - 12º andar bloco A (atendimento CTI Pediátrico) w Farmácia Semi-intensiva - 7º andar bloco A (atendimento Semiintensiva Adulto) w Farmácia uti - 5º andar bloco A (atendimento UTI Adulto)
Manual Farmacêutico 2011/2012 15

w Farmácia 4º andar - 4º andar bloco C (atendimento de materiais para MDP) w Farmácia PA - 1º andar bloco C (atendimento UPA) w Farmácia Maternidade - 8º andar bloco D (atendimento Maternidade, Hemodiálise e CTI Neonatal) w Farmácia Centro Cirúrgico - 5º andar bloco D (atendimento bloco cirúrgico) w Farmácia i4 - I4 bloco A1 (atendimento bloco cirúrgico). w Farmácias Pediatria, Semi e uti: realizam o atendimento aos pacientes críticos das referidas unidades, através da dispensação por Dose Individualizada. Neste processo a dispensação é realizada por paciente, sendo identificado o medicamento por horário. Seguem em embalagens plásticas seladas e identificadas com a etiqueta de identificação do paciente. A dispensação ocorre para 24h, sendo dividida por turnos de trabalho da enfermagem (manhã, tarde e noite). Este processo minimiza riscos de trocas de medicamentos e permite um melhor acompanhamento das devoluções dos medicamentos não utilizados pelo paciente. w Farmácia PA: visa atendimento dos pacientes que estão em situações de urgência/emergência. Nesta Farmácia há um balcão de atendimento exclusivo aos pacientes de emergência, para que estes tenham um atendimento diferenciado. w Farmácia 4º andar: realiza atendimentos de materiais específicos para as unidades de Hemodinâmica e Endoscopia. Para todos os setores do MDP faz a dispensação de medicamentos controlados através de Kits. Estes são utilizados na sedação para realização do procedimento. Esta Farmácia funciona no período das 7 às 19 horas, de 2ª a 6ª feira e das 7 às 11 horas, aos sábados. Permanece fechada no noturno, finais de semana e feriado. Caso haja necessidade da retirada de algum produto os setores acionam o bip 5210. w Farmácia Maternidade: realiza o atendimento por Dose Individualizada aos pacientes das unidades CTI Neonatal e Maternidade. Neste processo a dispensação é realizada por paciente, sendo identificado o medicamento por horário. Segue em embalagens plásticas, identificadas com a etiqueta de identificação do paciente. A dispensação ocorre para 24h, sendo entregue para a equipe de enfermagem no período da tarde. w Farmácias i4 e Centro Cirúrgico: realizam atendimento por Kits Cirúrgicos. Estes são montados antecipadamente, conforme programação do mapa cirúrgico, por paciente, médico e cirurgia. A dispensação ocorre somente no momento do procedimento. A Farmácia I4 realiza o atendimento no período das 6 às 22 horas, de 2ª a sábado. Estes serviços estão disponíveis 24h (exceto as unidades citadas acima) e contam com controles internos para assegurar a correta dispensação do medicamento ao paciente. Além disto, há também medicamentos de urgência/emergência disponíveis nos carros de emergência localizados em cada unidade de atendimento ao paciente.
16 Manual Farmacêutico 2011/2012

uNiDADES DE PRoDução
Laboratório de Manipulação de Quimioterápicos
Está localizado no 2º subsolo, junto ao setor de atendimento ambulatorial de pacientes oncológicos. É a área destinada à preparação de drogas antineoplásicas utilizadas tanto pelos pacientes internados como pelos atendidos ambulatorialmente. A infraestrutura para este tipo de procedimento atende às recomendações técnicas para a manipulação de drogas citotóxicas. A equipe da Farmácia da Oncologia é composta por farmacêuticos, auxiliares de manipulação, auxiliares de farmácia, estagiário e mensageiro. A principal atividade é garantir a qualidade e a segurança da terapia medicamentosa do nosso paciente. O farmacêutico avalia todas as prescrições médicas da Oncologia quanto aos seguintes aspectos: w se a prescrição foi realizada em formulário correto w se o Termo de Consentimento está preenchido e assinado pelo paciente/médico w o médico é cadastrado/habilitado para prescrever drogas antineose plásicas w superfície corpórea w pertinência da droga (protocolo x diagnóstico) w se a pré-medicação está prescrita/correta w dose prescrita w via de administração w diluente prescrito x indicado w período de infusão w interação medicamentosa w alergias Toda ocorrência é comunicada ao médico, e a equipe multiprofissional é orientada quanto às condutas necessárias.

Farmácia Produção
Setor responsável pela manipulação de medicamentos injetáveis, unitarização de sólidos orais padronizados na instituição e recebimento das solicitações de Nutrição Parenteral Total. Na Central de Preparo de Medicamentos Estéreis é realizado o preparo de medicamentos estéreis destinados aos pacientes internados de acordo com a prescrição médica e de outras soluções estéreis solicitadas por outros setores do Hospital, segundo as Boas Práticas de Manipulação. Na Unitarização faz-se o fracionamento de medicamentos na forma sólida para uso interno e externo para abastecimento das unidades de estoque, disponibilizando esses medicamentos para atendimento conforme prescrição médica. No caso das apresentações não existentes no mercado, esse setor realiza o fracionamento do medicamento, adequando-o às necessidades do paciente.
Manual Farmacêutico 2011/2012 17

A Farmácia Produção também é responsável pelo recebimento das solicitações de Nutrição Parenteral Total, encaminhamento dessas solicitações para manipulação externa e acompanhamento do recebimento das bolsas de Nutrição Parenteral Total. Em todos esses processos: o farmacêutico é responsável pelo monitoramento da produção diária dos medicamentos prescritos e pelo controle dos processos, visando garantir a qualidade do produto final. A Nutrição Parenteral Total (NPT) consiste na administração de nutrientes necessários para a sobrevida, por via endovenosa. A Nutrição Parenteral Central tem indicação quando a alimentação pelo trato gastrintestinal não é possível, quando a absorção não é completa ou quando a alimentação oral é indesejável e, principalmente, quando a estas situações está associada a desnutrição. Já a Nutrição Parenteral Periférica é indicada para manutenção nutricional por um período curto (3 a 5 dias) e apresenta os lípides como principal fonte calórica. Para reduzir intercorrências, como instabilidades físico-químicas, foram elaboradas cinco fórmulas padrão de Nutrição Parenteral. A descrição detalhada de cada fórmula padrão, suas vantagens e outros aspectos relacionados estão descritos nas páginas 395 a 401

CiM (Centro de informação sobre Medicamentos)
O CIM está estruturado como setor do Hospital desde 1996, e possui como principais atividades:

informação
Atendimento às diversas solicitações, dúvidas técnicas ligadas ao uso, prescrição, dispensação e administração de medicamentos, contando para isto com banco de dados e fontes bibliográficas fidedignas e atualizadas sobre medicamentos. O perfil de atendimento do CIM indica que a maioria dos atendimentos são realizados por telefone ou mensagem eletrônica e os solicitantes são principalmente farmacêuticos, médicos e enfermeiros. Cerca de 85% das solicitações realizadas são de origem interna e dentre os questionamentos mais frequentes estão: apresentação do medicamento, administração, composição, reações adversas, estabilidade, compatibilidade, posologia e fornecedor.

treinamento e Desenvolvimento
Suporte Técnico, capacitação, treinamento na implantação de atividades e na utilização de ferramentas de trabalho bem como elaboração, acompanhamento e análise de resultados de Estudos de Utilização de Medicamentos (EUM).

18

Manual Farmacêutico 2011/2012

Padronização de medicamentos
Auxílio à Comissão de Farmácia e Terapêutica através do trabalho de: w Análise do uso/consumo/custo dos medicamentos w Coleta, arquivo, análise, emissão de relatórios sobre a prescrição de medicamentos não padronizados w Encaminhamento das solicitações de inclusão e exclusão de medicamentos na padronização w Participação nas discussões que envolvem a padronização w Cadastro de medicamentos w Busca de alternativas no mercado

Farmacovigilância
O Hospital faz parte da rede de Hospitais Sentinelas que integram o Programa Nacional de Farmacovigilância. O CIM é responsável pelo desenvolvimento, compilação e repasse das informações sobre o trabalho de farmacovigilância no Hospital, que consiste em: w Atuação sobre os alertas recebidos através do Sistema Nacional de Farmacovigilância (fluxo1) w Notificação Espontânea de Suspeita de Reação Adversa: através da atuação na coleta, análise de dados, elaboração de laudos, repasse e compilação de informações. w Busca Ativa a reações adversas relacionadas à prescrição de medicamentos w Notificação de Desvio Técnico de Qualidade de Medicamentos: através da atuação do setor de garantia da qualidade, com o trabalho de levantamento das informações sobre a suspeita, verificação junto ao fabricante, recolhimento e guarda do item sob suspeita e quando necessário, encaminhamento de material para análise. w Prevenção de Eventos Adversos: através do trabalho e intervenção direta sobre a prescrição médica, prevenindo a ocorrência de eventos relacionados à utilização do medicamento.

Manual Farmacêutico 2011/2012

19

ALERTA

Fluxo 1

20

ANViSA imprensa

CVC-SP

Fabricante/ fornecedor

Dou/DoE

Grupo Vigilância do Risco Fontes Não oficiais

Durante a semana - CiM Plantões: Final de semana e noturno Farmacêuticos

Farmácia

Manual Farmacêutico 2011/2012

RAM

Desvio técnico de Qualidade

SiM Não SIM

usarmos no hospital usarmos no hospital

Ciência

• •

interdição cautelar (guarda ou retirada do medicamento do estoque) Levantamento dos pacientes em uso ou que utilizaram Contato com os médicos busca ativa aos casos de suspeita de RAM • • • • • •

interdição cautelar (guarda ou retirada do medicamento, lote específico do estoque, ou de todos os lotes ou todos medicamentos do mesmo fabricante) Averiguação junto ao fabricante Suspensão ou troca de medicamento Compra de similares (evitar desabastecimento) Análise (físico-química e/ou microbiológica) Levantamento dos pacientes em uso ou que utilizaram Contato com o plantão médico administrativo

Vigilancia de Risco/ Coordenação médica/ CFt

Anvisa: Agência Nacional de Vigilância Sanitária • CVS: Centro de Vigilância Sanitária • Dou/DoE: Diário oficial da união/Estado

SERViçoS Atenção Farmacêutica
A Atenção Farmacêutica é um conjunto de práticas do profissional farmacêutico, no qual o paciente é o principal beneficiário. Compreende as atitudes, os comportamentos, os compromissos, as inquietudes, os valores éticos, as funções, os conhecimentos, as responsabilidades e as habilidades do farmacêutico na prestação da farmacoterapia, com o objetivo de alcançar resultados terapêuticos definidos na saúde e na qualidade de vida do paciente. Tem por objetivo auxiliar a prescrição médica, tornando o conhecimento sobre o medicamento mais disponível à equipe de saúde. Visa a adequação do trabalho da Farmácia Hospitalar aos padrões estabelecidos pela Joint Commission on Internacional Accreditation (JCIA) e também segue as recomendações da American Society of Health - System Pharmacists (ASHP). O Farmacêutico inserido no Modelo Assistencial Interdisciplinar, participa de discussões clínicas dos casos selecionados prestando informações sobre medicamentos aos demais profissionais de saúde, colaborando para a prescrição de drogas eficazes e seguras e para sua adequada administração. As prescrições médicas são avaliadas pelo farmacêutico quanto a identificação correta do medicamento, dose a ser utilizada, via e horário de administração, considerando-se dados como peso, diagnóstico, antecedentes e alergias, compatibilidade entre medicamentos parenterias, diluição, tempo de infusão, reconciliação medicamentosa, interações medicamentosas, farmacovigilância, aprazamento e medicamentos via sonda, sua absorção por esta via e também para se evitar a obstrução da sonda, visando garantir a continuidade do tratamento, gerar história médica precisa, monitorar eventos adversos e auxiliar na administração segura dos medicamentos. Toda ocorrência encontrada é avaliada e comunicada ao médico e, quando necessário, à equipe interdisciplinar, para que se possam tomar as providências cabíveis. Este modelo de atuação do farmacêutico é uma diretriz da melhoria da qualidade do HIAE e tem como objetivo reunir as ações multidisciplinares em uma atuação sincronizada a partir das necessidades requeridas pelo paciente e família, traduzindo um atendimento integral de excelência assistencial. Todas as ações têm como foco principal o paciente e a família e como estratégia a integração das disciplinas com a finalidade de racionalizar os recursos terapêuticos, por meio da hierarquização das necessidades do paciente, propiciando a otimização de custos, garantir a segurança aos processos, possibilitar que as informações sejam ágeis, eficientes e que possibilitem o processo assistencial e a sua continuidade.

Manual Farmacêutico 2011/2012

21

Esse campo de atuação permite ao farmacêutico o acompanhamento e a intervenção em vários aspectos da terapia do paciente. Outros objetivos deste plano de atuação são aumentar o conhecimento da equipe interdisciplinar acerca do assunto e mensurar o impacto econômico que pode ser gerado, principalmente com relação a prevenção.

Cadastramento de Fornecedores
A seleção de fornecedores é um dos fatores preponderantes para assegurar a procedência e a qualidade dos medicamentos e outros produtos para a saúde adquiridos. Desta forma, o Hospital faz parte de um programa de avaliação e qualificação de fornecedores, que consiste basicamente em visitas técnicas realizadas às instalações do fornecedor e aplicação de um roteiro de inspeção padrão baseado na legislação sanitária vigente, incluindo aspectos dos programas de acreditação hospitalar nacional e internacional.

Garantia de Qualidade
É o setor responsável por: recebimento das reclamações, realizadas através de formulário específico existente nas unidades de internação e farmácias satélites; encaminhamento dos problemas relacionados aos produtos em estoque no Hospital junto aos fornecedores; recolhimento e guarda dos produtos sob suspeita e, quando necessário, encaminhamento do item (material ou medicamento) para análises físicas, químicas ou microbiológicas.

Medicamentos sob investigação Clínica
A Farmácia Hospitalar controla o armazenamento e dispensação de medicamentos que estão sob investigação clínica e ainda não possuem autorização para sua comercialização. Para isto, deve conhecer o protocolo de investigação, devidamente aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, para que possa realizar a guarda, controle e registro de saída, além da participação no acompanhamento dos efeitos nos pacientes selecionados para participação no protocolo.

Farmácia Clínica
A partir de 2000, o Hospital passou a contar com mais um auxílio na terapêutica medicamentosa: o farmacêutico clínico. Como plano de implantação da Farmácia Clínica/Atenção Farmacêutica, a atuação deste profissional estava centrada no Centro de Terapia Intensiva Adulta (CTI-A) e serviu como modelo para expansão dos projetos de atuação em Assistência Farmacêutica. Em 2004, como parte da expansão do projeto, teve início a atuação do farmacêutico clínico nas Unidades de Oncologia e Geriatria e em setembro
22 Manual Farmacêutico 2011/2012

de 2005 uma nova expansão permitiu a alocação de 1 farmacêutico por andar, viabilizando a assistência farmacêutica para as demais unidades de internação. O farmacêutico clínico atua no apoio à terapêutica como integrante efetivo da equipe multiprofissional e interdisciplinar, que tem como principal objetivo restabelecer a saúde do paciente com a visão dos diversos profissionais envolvidos em seus cuidados. As atividades compreendem discussão de casos clínicos e da terapia medicamentosa em todos os seus aspectos (via, frequência, dose, ajuste de dose para função renal alterada, compatibilidade, diluição, legibilidade, alergia a medicamentos, tempo de infusão, medicamentos via sonda, reconciliação medicamentosa, análise do aprazamento, indicação, interações medicamentosas, reações adversas e custos), apoio à equipe através do fornecimento de informações referentes a medicamentos e educação continuada dos diversos profissionais. Também são atividades do farmacêutico clínico as rotinas gerenciadas pela farmácia: Adesão à política da prescrição médica, adequação do tempo de antibiótico profilaxia e antibiótico terapêutico, aprazamento, adequação da prescrição de albumina segundo a RDC 115, monitoramento de drogas de baixo índice terapêutico e a dispensação de misoprostol. O perfil de atuação é mais voltado para a relação do medicamento com o paciente, desde seu preparo e adequação às necessidades específicas do paciente até o acompanhamento do resultado final da terapia. Este profissional também tem como funções a realização de pesquisas sobre utilização de medicamentos e novas tendências farmacoterapêuticas; acompanhamento do consumo de medicamentos; estudos de farmacoeconomia e farmacovigilância. A participação desse profissional na assistência ao paciente, vem somando ótimos resultados, contribuindo diretamente para uma terapia medicamentosa racional. Deste modo, torna-se evidente o avanço da qualidade na área assistencial e do Serviço da Farmácia Hospitalar a que esta atuação está ligada.

Participação em Programas de imunização
A Farmácia Hospitalar participa do desenvolvimento de políticas e procedimentos referentes a programas de imunização preventiva e pós-exposição, tanto para paciente quanto para funcionários. A partir disto, a Farmácia tem como objetivo contribuir com os programas, principalmente no que diz respeito à correta e adequada dispensação dos itens a serem utilizados.

PADRoNizAção DE MEDiCAMENtoS
Apenas os produtos inclusos na relação de medicamentos padronizados são
Manual Farmacêutico 2011/2012 23

adquiridos de forma programada pelo Hospital, estando consequentemente disponíveis para uso, ao contrário dos medicamentos não-padronizados que passam por um processo de compra específico.

1. objetivos
w w w w w w Racionalizar do uso de medicamentos Adquirir somente de produtos com valor terapêutico comprovado Diminuir o número de medicamentos em estoque Aumentar seu controle e agilizar a dispensação Racionalizar espaços de armazenamento Viabilizar a distribuição pelo sistema de Dose Unitária

2. Prescrição de Medicamentos Não-Padronizados
2.1. Normas w Conhecimento da Padronização. O médico deve estar ciente de que o medicamento que ele está prescrevendo não é padronizado no Hospital. Para isso, todos os postos de enfermagem terão disponível o Manual Farmacêutico, que também será distribuído a todos os médicos cadastrados e será disponibilizado na intranet. w O Hospital terá um prazo de 12 horas para a entrega do medicamento. w Para providência do medicamento não-padrão:

Farmacêutico aborda Médico informando normas/critérios da padronização de medicamento e sugere alternativa terapêutica padronizada

Médico acata su gestão e substitui o medicamento ou Médico não aceita sugestão e solicita compra do item

Farmacêutico indaga sobre necessidade de padronização. Caso o médico julgue necessária a sua padronização, deve seguir as normas de Inclusão na Padronização de Medicamentos.

3. inclusão na Padronização de Medicamentos
3.1. Normas w Preechimento do Formulário de Inclusão As solicitações de inclusão deverão ser feitas através do preenchimento do formulário de Inclusão de Medicamento na Padronização (Figura 1), onde o solicitante deverá expor os motivos pelos quais está encaminhando esta solicitação. Além disso, devem estar anexadas ao formulário referências bibliográficas de origem reconhecida e
24 Manual Farmacêutico 2011/2012

independente, confirmando sua justificativa e mostrando: w eficácia/segurança do medicamento em questão (para os casos em que não há similar ou equivalente padronizado) w vantagens terapêuticas (para casos em que já exista similar ou equivalente padronizado, destinado ao mesmo fim) w Fluxo da solicitação 1ª Farmácia Estes dados devem ser encaminhados ao Centro de Informações sobre Medicamentos (CIM) / Farmácia Hospitalar, que verificará se todos os critérios e normas de inclusão definidos pela Comissão de Farmácia e Terapêutica (CFT) estão sendo respeitados e fará a revisão bibliográfica, bem como a análise econômica da solicitação, indicando o possível incremento de gastos com a inclusão do medicamento na padronização. 2ª Avaliação Médica Após análise do CIM, este envia a solicitação - omitindo a identidade do médico solicitante - ao médico consultor da classe a que o medicamento pertence, para que ele emita seu parecer a respeito. 3ª Oficialização pela CFT O último passo é a apresentação do processo para a CFT, que oficializará a decisão final sobre o assunto. Caso seja aprovada a inclusão, esta constará nas próximas edições do Manual Farmacêutico. NOTA - antes do produto ser efetivamente colocado em estoque, para dispensação, ainda será necessário que sejam obedecidos os seguintes requisitos: a) Cadastramento do Fornecedor Se o fornecedor do produto em questão (fabricante/distribuidor/etc.) não for cadastrado no Hospital, deverá ter suas instalações inspecionadas (através da Farmácia Hospitalar), a fim de que se verifique se as mesmas estão dentro dos padrões estabelecidos pelo programa oficial pertinente. b) testes Após a fase de inspeção do fornecedor, o próximo passo é a fase de testes, quando o produto poderá ser submetido a testes analíticos e será verificado se está dentro das especificações necessárias. Estes testes serão feitos em laboratório sem vínculos com o fabricante e por meio de amostras escolhidas pelo Hospital. c) Aprovação comercial interna do fornecedor Todos os medicamentos incluídos serão acompanhados por um período de 6 meses e após este período, sua permanência como medicamento padronizado será reavaliada em função do consumo apresentado. 3.2. Critérios w Evitar multiplicidade de princípios ativos destinados ao mesmo fim (a inclusão de um medicamento deverá estar sempre atrelada à possibilidade de exclusão de um representante da classe, anteriormente padronizado). w Padronizar medicamentos de fornecedores que já tenham passado pela avaliação técnica.
Manual Farmacêutico 2011/2012 25

w Evitar, sempre que possível, as associações medicamentosas, priorizando medicamentos com um único princípio ativo, em que o médico possa associar os medicamentos considerados necessários nas doses convenientes para cada caso. A padronização de associações de fármacos só se justifica quando: 1. A documentação clínica justifica o uso concomitante de mais de um fármaco; 2. O efeito terapêutico da combinação é maior que a soma dos efeitos de cada um isoladamente; 3. O custo da combinação é menor que a soma dos custos dos diversos produtos em separado; 4. Facilita a posologia para o paciente. w Evitar a padronização de forma farmacêutica de liberação prolongada, com exceção dos casos em que haja vantagens terapêuticas comprovadas. w Resguardando-se a qualidade, padronizar os medicamentos, levandose em consideração o menor custo de aquisição, armazenamento, dispensação e controle. w Padronizar formas farmacêuticas, apresentações e dosagens considerando: comodidade de administração aos pacientes; faixa etária; facilidade para cálculo de dose a ser administrada; facilidade para fracionamento ou multiplicação das doses.

4. Exclusão da Padronização de Medicamentos
4.1 Critérios w Medicamentos que tiveram sua comercialização proibida ou descontinuada por órgão competente. w Medicamentos que poderão ser substituídos com vantagens, quando da inclusão de outro fármaco. w Consumo, em período considerado, que não justifique a padronização.

5. Medicamentos de uso Eventual
São aqueles que, por possuírem um consumo muito pequeno e irregular, e/ou por serem utilizados em situações excepcionais, não deverão ser mantidos em estoque, porém serão providenciados quando solicitados sem a necessidade do preenchimento da ficha.

6. Medicamentos importados
O Hospital possui alguns medicamentos importados padronizados que são adquiridos por importação direta e que, em virtude de alterações na legislação regulamentadora deste tipo de comercialização por parte da Secretaria Nacional de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde do Brasil, não podem ter a garantia total e a constante manutenção de seu estoque. Por este motivo, poderão eventualmente sofrer desabastecimento ou mesmo serem retirados da lista de padronizados. As eventuais prescrições de medicamentos importados não padronizados que, não têm registro nem autorização do Ministério da Saúde para comercialização no país, serão avaliados pelo farmacêutico que orientará o paciente quanto aos trâmites para viabilizar sua importação.
26 Manual Farmacêutico 2011/2012

7. uso de Medicamentos Não-Dispensados pelo hospital
O Hospital, através da Comissão de Farmácia e Terapêutica, mantém em seu estoque, dentro dos padrões técnicos necessários e sob responsabilidade da Farmácia, os produtos constantes da Relação de Medicamentos Padronizados no HIAE. Se, por qualquer motivo, um paciente trouxer consigo um medicamento para ser administrado aqui, este procedimento poderá ser realizado mediante cumprimento da seguinte rotina: 1ª) O farmacêutico é acionado através do bip e faz a verificação das condições do medicamento, anotando: w Prazo de validade e lote; w Condições de armazenamento e transporte (temperatura e exposição à luz); w Inviolabilidade da embalagem final do produto; w Nome comercial e genérico; w Quantidade. 2ª) O paciente ou responsável assina o termo de responsabilidade de medicamento próprio (Figura 2), que será anexado ao prontuário do paciente. 3ª) A enfermagem faz a administração conforme a rotina normal.

Manual Farmacêutico 2011/2012

27

Figura 1

Inclusão de MedIcaMentos na PadronIzação
Nome genérico:__________________________________________ Nome comercial:_____________ Laboratório fabricante:__________ Concentração:___ Forma farmacêutica:___Via de administração:___

Justificativa de inclusão (se já houver equivalente ou similar da mesma classe terapêutica padronizado, indicar quais e justificar sua superioridade terapêutica): ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ _____________________________________________________________ Referências bibliográficas: ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ _____________________________________________________________ Médico:______________ CRM:____________ tel.:_____________ Assinatura:__________________________ Data:____/____/______ Declaração de conflito de interesse:__________________________

28

Manual Farmacêutico 2011/2012

Figura 2

FarMácIa HosPItalar

Nome: Prontuário: Leito: Se possível colar a etiqueta:

terMo de resPonsabIlIdade de MedIcaMento PrÓPrIo

Eu,________________________________________________estou ciente de que o produto farmacêutico que estou fornecendo ao HIAE para o tratamento do(a) paciente acima identificado(a), não é de procedência conhecida do Hospital e me responsabilizo pelas condições de armazenamento e transporte anterior a esta data. Também estou ciente que o medicamento só poderá ser utilizado se as condições de armazenamento e validade estiverem em conformidade com os requisitos da farmácia do hospital.

MedIcaMentos

Apresentação Comercial Nome Genérico Quantidade Lote Validade

Concorda em deixar estes medicamentos aos cuidados da enfermagem? p sim p não Descreva _____________________________________________________ ______________________________________________________________ Foi possível identificar todos os medicamentos? p sim p não Descreva _____________________________________________________ ______________________________________________________________ Observações __________________________________________________ ______________________________________________________________

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Manual Farmacêutico 2011/2012

________________________

Assinatura do responsável pelo paciente

________________________

29

Farmacêutico data da verificação

8. Classificação dos Princípios Ativos Padronizados no hiAE com base no Anatomical therapeutic Chemical (AtC) index
Metabolismo e Trato Alimentar
Drogas para tratamentos de Úlcera Péptica, Antiácidos e Flatulência Antiácidos Compostos de Alumínio Hidróxido de Alumínio Compostos de Magnésio Hidróxido de Magnésio Combinações e Complexos de Alumínio, Cálcio e Magnésio Hidróxido de Alumínio e Magnésio + Dimeticona Antiácidos com Antiflatulentos Hidróxido de Alumínio e Magnésio + Dimeticona Drogas para Tratamento

de Úlcera Péptica Antagonistas de Receptor H2 Ranitidina Inibidores da bomba de prótons Omeprazol Pantoprazol Esomeprazol Outras Sucralfato Antiflatulentos Dimeticona
Agentes Antiespasmódicos, Anticolinérgicos e Propulsivos Agentes Anticolinérgicos e

Laxantes Laxantes de contato Bisacodil Picossulfato sódico Docusato sódico + bisacodil Alcaçuz + cássia fístula + coriandrum sativum + folhas de sena + tamarindo Laxantes de ação osmótica Lactulose Laurilsulfato de sódio + Sorbitol Macrogol + Eletrólitos Enemas Fosfato enema Glicerol Outros Glicerol Muciloide + Hidrófilo Psillium Manitol
Antidiarreico, Anti-inflamatórios e Antibacterianos Eletrólitos com Carbohidratos Sais para Reidratação Bicarbonato de sódio Citrato de Potássio + Citrato de sódio + Cloreto de sódio + Glicose Cloreto de Cálcio + Cloreto de Potássio + Cloreto de sódio + Glicose + Acetato de sódio + Magnésio Cloreto de cálcio + Cloreto de potássio + Cloreto de sódio Cloreto de cálcio + Cloreto de potássio + Cloreto de sódio + Lactato de sódio Antipropulsivos Loperamida Anti-inflamatórios Intestinais Corticoide de uso local Budesonida Ácido aminosalicílico e similares Sulfasalazina Microorganismos antidiarreicos Saccharomyces boulardii Lactobacillus Outros Racecadotril Digestivos Incluindo Enzimas Enzimas Digestivas Preparações de Enzimas Pancrelipase Drogas Usadas em Diabetes Insulinas Insulinas de ação Rápida Insulina Humana mc Regular

Antiespasmódicos Sintéticos Papaverina e derivados Papaverina Beladona e Derivados Alcaloides semissintéticos da Beladona, Compostos Quaternários de Amônia Escopolamina Propulsivo Metoclopramida Bromoprida Domperidona Mebeverina Antieméticos e Antinauseantes Antagonistas de Neuroquinina Ondansetrona Granisetrona Aprepitante Dimenidrinato + Piridoxina + Glicose Dimenidrinato + Piridoxina Drogas para Terapia Hepática Ornitina

30

Manual Farmacêutico 2011/2012

Insulinas de ação Intermediária Insulina Humana mc NPH Outros Insulina Lispro Redutores da Glicose Sanguínea Biguanidas Metformina Sulfonamidas e derivados de Ureia Glibenclamida Clorpropamida Glimepirida Repaglinida Outros Sitagliptina Pioglitasona Vitaminas Multivitamínicos Combinações Multivitamínicos com minerais Polivitamínico com minerais Multivitamínicos sem minerais Multivitamínico Vitamina A e D combinações Retinol Retinol + calciferol Calcitriol Vitamina B1 e combinações Tiamina Complexo B Polivitamínico com minerais Polivitamínico sem minerais Vitamina C e combinações Ácido ascórbico Ácido ascórbico + ácido fólico Outras Vitaminas Tocoferol Piridoxina Suplemento Mineral Cálcio Cálcio Carbonato de cálcio Cloreto de cálcio Gluconato de cálcio Potássio Cloreto de potássio Fosfato de potássio Combinações Citrato de potássio + Citrato de sódio + Cloreto de sódio + Glicose Cloreto de cálcio + Cloreto de potássio + Cloreto de sódio Cloreto de cálcio + Cloreto de potássio + Cloreto de sódio + Lactato de sódio Sódio Cloreto de sódio Magnésio Sulfato de magnésio Pidolato de magnésio

Anabolizante de Uso Sistêmico Esteroides Anabolizantes Nandrolona

Sangue e Elementos Formadores do Sangue
Agentes Antitrombóticos Antagonistas da vitamina K Varfarina Grupo das Heparinas Heparina Enoxaparina Inibidores da Agregação Plaquetária Abciximabe Acido Acetilsalicílico Clopidogrel Dipiridamol Ticlopidina Tirofiban Enzimas Drotrecogina alta Estreptoquinase Alteplase Anti-hemorrágicos Antifibrinolíticos Aminoácidos Acido Aminocaproico Acido Tranexâmico Vitamina K e outros hemostáticos Fitomenadiona Fatores de coagulação do Sangue Fator VIII Fator II + Fator VI + Fator IX + Fator X Outros Octreotida Somatostatina Antianêmicos Ferro Hidróxido ferroso Ferro quelato Vitamina B12 e Ácido Fólico Vitamina B12 e combinações Hidroxocobalamina Ácido Fólico Ácido Fólico e combinações Folinato cálcico Ácido Fólico + ácido ascórbico Ácido Fólico + ácido ascórbico + ferro Outros Antianêmicos Eritropoetina Humana Hipolipidêmico Redutores de Colesterol e Triglicérides Inibidores da HMG-COA Atorvastatina Sinvastatina Rosuvastatina

Manual Farmacêutico 2011/2012

31

Fibratos Genfibrozila Quelantes de sais biliares Colestiramina Outros Ezetimiba Ezetimiba + Sinvastatina Soluções para Infusão e Substitutos do Plasma Sangue Produtos Relacionados Substitutos do Plasma e Frações de Proteína Albumina Humana Gelatina Hetastarch Soluções injetáveis Soluções para Nutrição Parenteral Aminoácidos Aminoácido com Glutamina Aminoácidos pediátricos Emulsão lipídica Soluções que afetam o balanço eletrolítico Bicarbonato de sódio Cloreto de sódio Cloreto de potássio Fosfato de potássio Sulfato de magnésio Manitol Solução para Irrigação Soluções com sais Cloreto de sódio Outras soluções para Irrigação Solução salina balanceada Manitol Diálise Peritoneal Solução para diálise Solução com baixo cálcio Solução de diálise com potássio Diálise Hemodiálise Solução bicabornato sem potássio Solução de citrato trissódico Solução de cloreto de sódio 0,45%

Antiarrítmicos classe III Amiodarona Adenosina Estimulantes Cardíacos

excluindo Glicosídeos Adrenérgicos e Dopaminérgicos Isoprenalina Epinefrina Norepinefrina Dopamina Fenilefrina Dobutamina Metaraminol Vasodilatadores Nitratos Orgânicos Propatilnitrato Dinitrato de Isossorbida Mononitrato de Isossorbida Nitroglicerina Prostaglandinas Alprostadil Outros Indometacina
Anti-hipertensivos Antiadrenérgicos de ação central Metildopa Metildopa Clonidina e Análogos Clonidina Agentes de ação na musculatura arteriolar lisa Derivados de Hidrazinoftalazina Hidralazina Nitroprussiato de sódio Verapamil Nifedipino Nimodipino Diltiazem Agentes de ação no Sistema Renina-Angiotensina Inibidores de Enzima Captopril Enalapril Lisinopril Ramipril Outros Candersartana Losartan Trimetazadina Doxazosina Diuréticos Diuréticos de Alça Tiazidas Hidroclorotiazida Clortalidona Furosemida

Sistema Cardiovascular
Terapia Cardíaca Glicosídeos Cardíacos Digitálicos Deslanosídeo Digoxina Antiarrítmicos Classe I e III Antiarrítmicos classe I A Quinidina Procainamida Antiarrítmicos classe I B Lidocaína Antiarrítmicos classe I C Propafenona 32 Manual Farmacêutico 2011/2012

Diuréticos poupadores de potássio Antagonistas da Aldosterona Espironolactona Diuréticos de alça e poupadores de potássio em combinação Amilorida + Hidroclorotiazida
Vasodilatador periférico Derivados da 2-amino1-fenil etanol Isoxsuprina Derivados Imidazólicos Fentolamina Tolazolina Derivados da Purina Pentoxifilina Outros Buflomedil Naftidrofurila Papaverina Vasoprotetores Tratamento de Hemorroidas - uso tópico Produtos contendo corticoides Cinchocaina + Clemizol + Fluocortolona Cinchocaína + Policresuleno Bioflavonoides Diosmina + Hesperidina Beta Bloqueadores Beta Bloqueadores não seletivos Esmolol Pindolol Propranolol Timolol Sotalol Nadolol Carvedilol Metoprolol Beta Bloqueadores seletivos Atenolol Outros Amlodipina

Óleo de amêndoas Vaselina Antipruriginoso, anti-histamínicos

e anestésicos Anestésicos de Uso Tópico Ácido fusídico Bupivacaina + Glicose Bupivacaina Bupivacaina + Epinefrina Lidocaína + Epinefrina Lidocaina Lidocaína + Prilocaína Felipressina + Prilocaína Ropivacaína Hialuronidase + Lidocaína + Neomicina Antibióticos e Quimioterápicos para uso Dermatológico Antibióticos para uso tópico Cloranfenicol + Colagenase Cloranfenicol + desoxirribonuclease fibrinolisina Bacitracina + Neomicina Triancinolona + gramicidina + neomicina + nistatina Clostebol + Neomicina Gentamicina Betametasona (Dipropionato) + Gentamicina Hialuronidase + Lidocaína + Neomicina Sulfadiazina de Prata Mupirocina Quimioterápicos para uso tópico Antiviral Aciclovir Corticoides de Uso Dermatológico Hidrocortisona Prednisolona Triancinolona Betametasona Betametasona + Gentamicina Clobetasol Fludroxicortida Antissépticos e Desinfetantes de Uso Dermatológico Biguanidas e Amidinas Clorexidina Hexamidina + Tetracaina Derivados do Furano Nitrofurazona Compostos de Prata Sulfadiazina de Prata Prata + Cério Outros Lugol Dexpantenol + alfa bisabolol Ácido mucopolissacarido-polissulfúrico Ureia Papaína
Manual Farmacêutico 2011/2012 33

Produtos Dermatológicos
Produtos Dermatológicos Antifúngicos de uso dermatológico Antibióticos Nistatina + óxido de zinco Triancilona + gramicidina + neomicina + nistatina Nistatina Amorolfina Derivados Imidazólicos Cetoconazol Tioconazol Miconazol Emolientes e Protetores Nutraderm Pasta d’Água

Sistema Genito Urinário e Hormônio Sexual
Antibióticos e Antissépticos de Uso Ginecológico

Antibióticos e antissépticos excluindo corticoides Antibióticos Nistatina Isoconazol Outros Produtos Ginecológicos Ocitócicos Ocitocina Prostaglandinas Dinoprostona Inibidores da prolactina Bromocriptina Cabergolina Anti-inflamatórios ginecológicos Benzidamina Outros Atosibana
Hormônios Sexuais e Moduladores de uso sistêmico Progestágenos Megestrol Medicamentos para Urologia Antissépticos e Antibacteriano Urinário Derivados do Nitrofurano Nitrofurantoína Tamsulosina Outros Fenazopiridina Outros incluindo Antiespasmódicos Darifenacina Oxibutinina Outros Finasterida Dutasterida

Glicocorticoides Betametasona Dexametasona Metilprednisolona acetato Metilprednisolona (succinato sódico) Prednisolona Prednisona Hidrocortisona Deflazacorte Terapia da Tireoide Preparações para tireoide Hormônios da tireoide Levotiroxina Preparações antitireoide Metimazol Hormônio Pancreático Hormônio Glicogenolítico Hormônio Glicogenolítico Glucagon Homeostase do Cálcio Hormônio Antiparatireoide

Antimicrobianos Gerais de Uso Sistêmico
Antibacterianos para uso sistêmico Tetraciclinas Tetraciclinas Doxiciclina Anfenicois Cloranfenicol Betalactâmicos Penicilinas de amplo espectro Ampicilina Amoxicilina Ácido Clavulânico + Amoxicilina Penicilinas sensíveis a Betalactamase Benzilpenicilina Penicilina G Fenoximetilpenicilina Penicilinas resistentes a Betalactamase Oxacilina Inibidor de Betalactamase + Penicilina Piperacilina + Tazobactam Ácido Clavulânico + Ticarcilina Sulbactan + ampicilina Outros Betalactâmicos Cefalosporinas e substâncias relacionadas Cefalexina Cefalotina Cefazolina Cefoxitina Cefuroxima Cefaclor Cefadroxila Ceftazidima

Hormônios Sistêmicos excluindo Hormônios Sexuais
Hormônios Pituitários e Hipotalâmico Hormônio do Lobo Anterior ACTH Somatropina Hormônio do Lobo Posterior Vasopressina e derivados Desmopressina Terlipressina Ocitocina e derivados Ocitocina Hormônios Hipotalâmicos Somatostatina Octreotida

Corticoides de Uso Sistêmico Mineralocorticoide Fludrocortisona

34

Manual Farmacêutico 2011/2012

Ceftriaxona Cefotaxima Cefepima Monobactâmico Aztreonam Carbapenens Ertapenem Meropenem Imipenem + Cilastatina

Cidofuvir Efavirenz Foscarnet Ganciclovir Imunoglobulina Anti Rho Imunoglobulina Antitimócito Imunoglobulina Humana Antitetânica Imunoglobulina Humana Anti-Hepatite B

Antiparasitários
Antiprotozoários Agentes contra Amebíase e outras causadas por protozoários Derivados nitroimidazólicos Metronidazol Antimaláricos Aminoquinolinas Pirimetamina Anti-helmínticos Antitrematodal Derivados benzimidazólicos Tiabendazol Albendazol Outros antinematoides Pamoato de Pirvinio Ivermectina Ectoparasiticidas, Escabicidas Deltametrina

Sulfonamidas e Trimetoprima Trimetoprima Cotrimoxazol Sulfonamidas Sulfadiazina Macrolídeos e Lincosamidas Macrolídeos Azitromicina Claritromicina Eritromicina Lincosamida Clindamicina Aminoglicosídeos Amicacina Gentamicina Neomicina Tobramicina Quinolonas Fluorquinolonas Ciprofloxacina Norfloxacino Levofloxacina Outros Antibacterianos Glicopeptídeo Linezolida Vancomicina Polimixina B Teicoplanina Derivados Imidazólicos Metronidazol
Antimicóticos de Uso Sistêmico Antibióticos Anfotericina b Anfotericina b Lipossomal Derivados Triazólicos Fluconazol Itraconazol Antimicrobacterianos Drogas para tratamento da Tuberculose Antibióticos Rifampicina Isoniazida Antivirais de Uso Sistêmico Agentes de ação direta sobre o vírus Nucleosídeos Aciclovir

Antineoplásicos e Imunomoduladores
Citostáticos Agentes Alquilantes Mostardas Nitrogenadas Ciclofosfamida Clorambucil Melfalana Ifosfamida Busulfano Tiotepa Carmustina Temozolamida Antimetabólitos Azacitidina Azatioprina Capecitabina Citarabina Cladribina Fludarabina Fluoro-uracil Gemcitabina Mercaptopurina Metotrexato Pemetrexede Raltitrexede Alcaloides e outros produtos naturais Docetaxel Etoposido Paclitaxel Manual Farmacêutico 2011/2012 35

Vimblastina Vincristina Vinorelbina Antibióticos Citotóxicos Antraciclinas Daunorrubicina Doxorrubicina Epirubicina Idarrubicina Outros antibióticos citotóxicos Bleomicina Mitomicina Outros Citostáticos Compostos de Platina Cisplatina Carboplatina Metil-hidrazinas Dacarbazina Outros Asparaginase Bevacizumabe Bortezomibe Cetuximabe Fludarabina Hidroxiureia Irinotecano Mitoxantrona Oxaliplatina Rituximabe Topotecano Terapia Endócrina Hormônios e Produtos Relacionados Estrógenos Buserelina Goserelina Leuprorrelina Megestrol Hormônios Antagonistas e Agentes Relacionados Antiestrógenos Tamoxifeno Imunomodulares Imunossupressores Citocinas Filgrastim Interferona Agentes imunossupressores seletivos Ciclosporina Daclizumabe Mofetila Tacrolimus Outros Azatioprina Mesna Sirolimus

Sistema Músculo Esquelético
Anti-inflamatórios e Antirreumáticos Anti-inflamatórios e Antirreumáticos

não-esteroidais Derivados do ácido acético e acetamida Diclofenaco sódico Diclofenaco potássico Oxicans Tenoxicam Derivados do ácido propiônico Naproxeno Cetoprofeno Ibuprofeno Antirreumáticos Específicos Penicilaminas e similares Penicilamina
Produtos Tópicos para Dores das Juntas e Músculo Anti-inflamatórios não-hormonais Tópicos Diclofenaco Potassico Relaxante Muscular Relaxante Muscular de Acão Periférica Alcaloides do Curare Pancurônio Vecurônio Cisatracúrio Mivacúrio Rocurônio Relaxantes Musculares de Ação Central Outros Baclofeno Tizanidina Ciclobenzaprina Relaxantes Musculares de Ação Direta Dantroleno e derivados Dantroleno Antigotosos Inibidores da produção de ácido úrico Alopurinol Preparações sem efeito para o metabolismo do ácido úrico Colchicina Drogas para tratamento das doenças dos ossos Drogas que afetam a mineralização Ácido zoledrônico Alendronato dissódico Calcitonina Pamidronato dissódico

36

Manual Farmacêutico 2011/2012

Sistema Nervoso
Anestésicos Gerais Halogenados Isoflurano Sevoflurano Tiopental Fentanila Sufentanila Alfentanila Cetamina Etomidato Propofol Remifentanil Anestésico Local Amidas Lidocaina Ropivacaína Hialuronidase + Lidocaína + Neomicina Bupivacaína Bupivacaína + Epinefrina Lidocaína + Epinefrina Lidocaína + Prilocaina Analgésicos Opioides Alcaloides naturais do Ópio Morfina Oxicodona Derivados de fenilpiperidina Meperidina Derivados morfinâmicos Nalbufina Outros Tramadol

Outros Lamotrigina Gabapentina Antiparkinsonianos Anticolinérgicos Aminas terciárias Biperideno Agentes Dopaminérgicos Dopa e derivados da dopa Benserazida + Levodopa Carbidopa + Levodopa Selegilina Agonistas Dopamina Bromocriptina Pramipexol Derivados adamantano Amantadina Outros Entacapone Psicolépticos Antipsicóticos Grupo da fenotiazina com dimetilaminopropil Clorpromazina Propericiazina Levomepromazina Fenotiazina com Estrutura de Piperidina Tioridazina Derivados da Butirofenona Droperidol Haloperidol Lítio Carbonato de Lítio Outros Galantamina Olanzapina Quetiapina Ansiolítico Derivados benzodiazepínicos Diazepam Flurazepam Lorazepam Bromazepam Clobazam Alprazolam Flunitrazepam Midazolam Derivado difenilmetano Hidroxizina Derivados azaspirodecanediona Buspirona Hipnóticos e Sedativos Aldeídos e Derivados Hidrato de Cloral

Outros Analgésicos e Antipiréticos Ácido salicílico e derivados Ácido Acetilsalicílico Mesalazina Dipirona Paracetamol Codeina + paracetamol Sumatriptana Dipirona + adifenina + prometazina Dipirona + isomepteno + cafeína Antiepilético Barbituratos e derivados Fenobarbital Derivados da Hidantoína Fenitoina Clonazepam Carboxamida Carbamazepina Oxcarbazepina Valproato sódico Vigabatrina

Manual Farmacêutico 2011/2012

37

Ciclopirrolonas Zopiclona Imidazopiridinas Zolpidem Outros Dexmedetomidina Psicoanalépticos Antidepressivos Derivados Tricíclicos Imipramina Clomipramina Amitriptilina Derivados Bicíclicos Fluoxetina Citalopram Paroxetina Sertralina Escitalopram Outros Bupropiona Duloxetina Mirtazapina Drogas Antidemência Anticolinesterásico Donepezil Galantamina Psicoestimulantes Derivados de Xantina Metadona Outras Drogas do Sistema Nervoso Parassimpatomiméticos Neostigmina Piridostigmina Carbacol Betanecol Simpatomiméticos de Ação Central Metilfenidato Antivertiginoso Flunarizina

Antiasmáticos Adrenérgicos Inalatórios Agonista adrenoceptor seletivo beta2 Salbutamol Salmeterol Fenoterol Formoterol Terbutalina Outros Antiasmáticos Inalatórios Anticolinérgicos Brometo de Ipratropio Adrenérgicos de Uso Sistêmico Agonista adrenoceptor Alfa e Beta Epinefrina Efedrina Agonista Não Seletivo Isoprenalina Agonista Seletivo Beta2 Salbutamol Fenoterol Outros Antiasmáticos para Uso Sistêmico Teofilina Aminofilina Bamifilina Formoterol + budesonida Preparações para Tosse e Resfriados Espectorantes Mucolíticos Acetilcisteína Antitussígenos Codeína + Fenetilamina + Homatropina + Pentetrazol Anti-histamínicos para Uso Sistêmico Anti-histamínicos para Uso Sistêmico Difenidramina Fexofenadina Maleato de Dexclorfeniramina Prometazina Outros Desloratadina Loratadina Outros Produtos para o Sistema Respiratório Surfactantes Fosfolípide de Pulmão Porcino Outros Montelucaste

Sistema Respiratório
Preparações Nasais Descongestionantes Nasais Tópicos Simpatomiméticos Oximetazolina Pseudoefedrina Xilometazolina Corticosteroides Budesonida Fluticasona Outros Cloreto de sódio Preparações para o Esôfago Antissépticos Cloreto de Cetilpiridinio Benzocaina + Cetilpiridínio Clorexidina

Orgãos Sensoriais
Oftalmologia Anti-infecciosos Antibióticos Cloranfenicol Gatifloxacino Gentamicina Ciprofloxacina

38

Manual Farmacêutico 2011/2012

Tobramicina Moxifloxacino Antivirais Aciclovir Outros Ácido bórico Nitrato de Prata

Vários
Todos os outros Produtos Antídotos Antídotos Acetilcisteína Ácido Folínico Atropina Azul de Metileno Carvão Ativado Deferasirox Digoxina Imune Fab Dimercaprol Edetato Dissódico de Cálcio Flumazenil Naloxona Nitrito de sódio Sulfato de Atropina

Anti-inflamatório Flurbiprofeno Corticoides Dexametasona Betametasona Triancinolina Antiglaucoma Parassimpatomimético Pilocarpina Inibidores da anidrase carbônica Acetazolamida Beta bloqueadores Timolol + Dorzolamida Midriático e Cicloplégico Anticolinérgicos Ciclopentolato Tropicamida Fenilefrina Descongestionantes e Antialérgicos Nafazolina + Feniramina Anestésico Local Proximetacaína Agentes Diagnósticos Fluoresceína Curativo Cirúrgico Hialuronato de sódio Hilauronato de sódio + sulfato de condroitina Dextrano + Hipromelose Outros Ácido poliacrílico Azul de Trypan Metilcelulose Perfluoroctano Polividona
Otológicos Polimixina B + Fluocinolona + Lidocaína + Neomicina Outros Hidroxiquinoleína/Trietanolamina Oxitetraciclina + Hidrocortisona

Manual Farmacêutico 2011/2012

39

9. Relação dos Medicamentos Classificados por Ação Farmacológica
ALZHEIMER
DONEPEZIL Eranz 5mg comprimido MEMANTINA Ebix 10mg comprimido RIVASTIGMINA Exelon 1,5mg comprimido GALANTAMINA Reminyl ER 8mg comprimido

AMINA VASOATIVA
DOBUTAMINA Dobutrex 250mg injetável (ampola 20mL) DOPAMINA Revivan 50mg injetável (ampola 10mL) EFEDRINA Efedrin 5% injetável (ampola 1 mL) EPINEFRINA Adrenalina 1mg injetável (ampola 1mL) ISOPRENALINA Isoprenalina 0,2mg/mL injetável (ampola 1mL) METARAMINOL Aramin 10mg injetável (ampola 1mL) NOREPINEFRINA Hyponor/Levophed/Norepine 1mg/mL injetável (ampola 4mL)

AMINOÁCIDOS
AMINOÁCIDOS Ketosteril tablete SOLUÇÃO DE AMINOÁCIDO COM GLUTAMINA Dipeptiven 20% (frasco 100mL) SOLUÇÃO DE AMINOÁCIDOS Hepamino 8% (frasco 500mL) SOLUÇÃO DE AMINOÁCIDOS A 10% Aminoplasmal L 10% (frasco 1000mL) SOLUÇÃO DE AMINOÁCIDOS PEDIÁTRICOS Trophamine 10% solução

AMINOGLICOSÍDEO
AMICACINA Amicilon 500mg (ampola) Novamin 100mg injetável (ampola 2mL) Novamin 500mg injetável (ampola 2mL) GENTAMICINA Garamicina 40mg injetável (ampola 1mL) Garamicina 80mg injetável (ampola 2 mL) NEOMICINA Sulfato de Neomicina 500mg cápsula TOBRAMICINA Tobramina 75mg injetável (ampola 1,5mL)

40

Manual Farmacêutico 2011/2012

ANALGÉSICO DE VIAS URINÁRIAS
FENAZOPIRIDINA Pyridium 100mg drágea

ANALGÉSICO NARCÓTICO
ALFENTANILA Rapifen 0,5 mg/mL injetável (ampola 5mL) CODEÍNA Codein 3mg/mL solução oral CODEÍNA + PARACETAMOL Tylex 30mg comprimido Tylex 7,5mg comprimido FENTANILA Durogesic D-trans 12,5mcg sistema transdérmico Durogesic D-trans 25mcg sistema transdérmico Fentanil s/conservante 50mcg/mL injetável (ampola 5mL) METADONA Mytedon10 mg comprimido Mytedon10 mg injetável (ampola 1mL) MORFINA Dimorf 0,2mg/mL injetável (ampola 1mL) Dimorf 10mg comprimido Dimorf 10mg injetável (ampola 1mL) Dimorf 1mg/mL injetável (ampola 2mL) NALBUFINA Nubain 10mg/mL injetável (ampola 1mL) OXICODONA Oxycontin 10 mg comprimido PETIDINA / MEPERIDINA Dolantina 50mg/mL injetável (ampola 2mL) SUFENTANILA Sufenta 50mcg/mL injetável (ampola 1mL) Sufenta 5mcg/mL injetável (ampola 2mL) TRAMADOL Tramal 100mg/mL gotas Tramal 50mg cápsula Tramal 50mg/mL injetável (ampola 2mL) TRAMADOL + PARACETAMOL Ultracet 325 mg comprimido

ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL
ÁCIDO ACETILSALICÍLICO Aspirina infantil 100mg comprimido ÁCIDO ACETILSALICÍLICO TAMPONADO Aspirina Prevent 100mg comprimido Somalgin 325mg comprimido CETOPROFENO Artrinid 50mg cápsula Profenid 50mg cápsula Profenid IV 100mg injetável

Manual Farmacêutico 2011/2012

41

CETOROLACO TROMETAMINA Toragesic 30mg injetável (ampola 1mL) Toragesic 10mg comprimido sublingual DICLOFENACO POTÁSSICO Cataflam 15mg/mL gotas (frasco 20mL) DICLOFENACO SÓDICO Voltaren 50mg supositório Voltaren 50mg comprimido Voltaren 75mg injetável (ampola 3mL) DIPIRONA Novalgina 500mg comprimido Novalgina 500mg/mL gotas Novalgina 500mg/mL injetável (ampola 2mL) Novalgina 50mg/mL solução oral Novalgina infantil 300mg supositório DIPIRONA + ADIFENINA + PROMETAZINA Lisador gotas Lisador injetável (ampola 2mL) Lisador comprimido FLURBIPROFENO Ocufen 0,3mg/mL colírio GLUCOSAMINA + CONDROITINA Artrolive 500 + 400mg cápsula INDOMETACINA Indocid 50mg cápsula Indocid PDA 1mg injetável IBUPROFENO Alivium / Maxifen gotas 50mg/mL (frasco 30mL) MESALAZINA Asalit 400mg comprimido Asalit 250mg supositório NAPROXENO Naprosyn 500mg comprimido PARACETAMOL Paracetamol 200mg supositório Tylenol 200mg/mL gotas Tylenol 750mg comprimido Tylenol criança 160mg/5mL solução oral TENOXICAM Tilatil 20mg comprimido Tilatil 20mg injetável (frasco-ampola)

ANESTÉSICO INALATÓRIO
ISOFLURANO Forane solução (frasco 100mL) SEVOFLURANO Sevorane (frasco 100mL)

ANÉSTESICO LOCAL
BUPIVACAÍNA Neocaína 0,5% s/ vasoconstritor injetável (frasco-ampola 20mL) Neocaína 0,5% c/ vasoconstritor injetável (frasco-ampola 30mL) Neocaína Pesada 0,5% injetável (ampola 4mL) Neocaína Isobárica 0,5% (ampola 4mL)
42 Manual Farmacêutico 2011/2012

CINCHOCAÍNA Nupercainal pomada LIDOCAÍNA Xylestesin 2% c/ vasoconstritor injetável (frasco/ampola 20mL) Xylestesin 2% s/ vasoconstritor injetável (frasco/ampola 20mL) Xylestesin 2% isobárico injetável (ampola 5mL) Xylestesin 2% gel Xylestesin carpule 2% c/ vasoconstritor tubete injetável Xylestesin carpule 2% s/ vasoconstritor tubete injetável Xylestesin 10% SY LIDOCAÍNA + PRILOCAÍNA Emla creme (2,5% Lidocaína 2,5% Prilocaína) ROPIVACAÍNA Naropin 7,5mg/mL injetável (ampola 20mL)

ANESTÉSICO OFTÁLMICO
PROXIMETACAÍNA Anestalcon 0,5% colírio Visonest colírio

ANESTÉSICO VENOSO NÃO-OPIOIDE
CETAMINA Ketamin S 50mg/mL injetável (frasco 10mL) DIAZEPAM Valium 10mg (ampola 2mL) ETOMIDATO Hypnomidate 20mg injetável (ampola 10mL) FLUMAZENIL Lanexat 0,5mg injetável (ampola 5mL) MIDAZOLAM Dormonid 15mg injetável (ampola 3mL) PROPOFOL Fresofol/Diprivan 10mg/mL (ampola 20mL) Diprivan PFS (seringa 50mL) Fresofol injetável (frasco 100mL) TIOPENTAL Thiopentax 0,5g injetável (frasco-ampola)

ANESTÉSICO VENOSO OPIOIDE
ALFENTANILA Rapifen 0,5mg/mL injetável (ampola 5mL) FENTANILA Fentanil s/ conservante 50mcg/mL injetável (ampola 5mL) MEPERIDINA / PETIDINA Dolantina 50mg/mL injetável (ampola 2mL) REMIFENTANIL Ultiva 1mg injetável (frasco ampola) SUFENTANILA Sufenta 50mcg/mL injetável (ampola 1mL) Sufenta 5mcg/mL injetável (ampola 2mL)

Manual Farmacêutico 2011/2012

43

ANSIOLÍTICO/HIPNÓTICO
ALPRAZOLAM Frontal 0,25mg comprimido Frontal 0,5mg comprimido BROMAZEPAM Lexotan 3mg comprimido BUSPIRONA Ansitec 5mg comprimido CLOBAZAM Frisium 10mg comprimido DIAZEPAM Valium 5mg comprimido Compaz 10mg (ampola 2mL) FLUNITRAZEPAM Rohypnol 1mg comprimido FLURAZEPAM Dalmadorm 30mg comprimido HIDRATO DE CLORAL Cloral hidratado 100mg/mL solução (frasco 100mL) LORAZEPAM Lorax 1mg comprimido MIDAZOLAM Dormonid 15mg injetável (ampola 3mL) Dormonid 15mg comprimido Dormire 2mg/mL solução (frasco 10mL) OLANZAPINA Zyprexa 5mg comprimido ZOLPIDEM Stilnox 10mg comprimido ZOPICLONA Imovane 7,5mg comprimido

ANTIAGREGANTE PLAQUETÁRIO
ABCIXIMABE Reopro 10mg injetável (frasco-ampola 5mL) ÁCIDO ACETILSALICÍLICO Aspirina Infantil 100mg comprimido ÁCIDO ACETILSALICÍLICO TAMPONADO Aspirina Prevent 100mg comprimido Somalgin 325mg comprimido CLOPIDOGREL Plavix 75mg comprimido DIPIRIDAMOL Persantin 75mg comprimido Persantin 10mg injetável (ampola 2 mL) TICLOPIDINA Ticlid 250mg comprimido TIROFIBAN Agrastat 12,5mg injetável (frasco 50 mL)

44

Manual Farmacêutico 2011/2012

ANTIALÉRGICO
DESLORATADINA Desalex xarope 0,5mg/mL (frasco 60mL) DIFENIDRAMINA Difenidrin 50mg/mL AP 1mL FEXOFENADINA Allegra 60mg cápsula FEXOFENADINA + PSEUDOEFEDRINA Allegra D comprimido HIDROXIZINA Hixizine SO 2mg/mL (frasco 120mL) Hixizine 25mg comprimido LORATADINA Claritin 10mg comprimido MALEATO DE DEXCLORFENIRAMINA Polaramine 2mg comprimido Polaramine 0,4mg/mL solução oral PROMETAZINA Fenergan 25mg comprimido Fenergan 50mg injetável (ampola 2mL)

ANTIANGINOSO
ATENOLOL Atenol 25mg comprimido DILTIAZEM Cardizem 30mg comprimido Cardizem 60mg comprimido Balcor EV 25mg injetável (frasco-ampola) ISOSSORBIDA - Dinitrato Isocord 20mg comprimido Isordil 2,5mg comprimido sublingual Isordil 5mg comprimido sublingual ISOSSORBIDA - Mononitrato Monocordil 20mg comprimido Monocordil 40mg comprimido Monocordil 10mg injetável (ampola 1mL) NITROGLICERINA Nitroderm TTS 10mg disco Nitroderm TTS 5mg disco Nitronal spray Tridil 5mg/mL injetável (frasco ampola 10mL) PROPATILNITRATO Sustrate 10mg comprimido sublingual TRIMETAZIDINA Vastarel 35mg MR

ANTIARRÍTMICO
AMIODARONA Atlansil 150mg injetável (ampola 3mL) Atlansil 100mg comprimido Atlansil 200mg comprimido

Manual Farmacêutico 2011/2012

45

ADENOSINA Adenocard 3mg/mL injetável (ampola 2mL) CARVEDILOL Coreg 3,125mg comprimido Coreg 12,5mg comprimido ESMOLOL Brevibloc 100mg injetável (frasco ampola 10mL) LIDOCAÍNA Xylestesin 2% s/ vasoconstritor (frasco-ampola 20mL) Xylestesin 2% isobárica s/ vasoconstritor (ampola 5mL) NADOLOL Corgard 40mg comprimido PROPAFENONA Ritmonorm 300mg comprimido PROPRANOLOL Inderal 10mg comprimido Inderal 40mg comprimido QUINIDINA Quinicardine 200mg comprimido SOTALOL Sotacor 120mg comprimido Sotacor 160mg comprimido VERAPAMIL Vasoton 5mg (ampola 2mL) Vasoton 80mg comprimido

ANTIBACTERIANO TÓPICO
BACITRACINA + NEOMICINA Nebacetin pomada CLORANFENICOL + COLAGENASE Iruxol pomada CLORANFENICOL + DESOXIRRIBONUCLEASE + FIBRINOLISINA Fibrase cloranfenicol pomada CLOSTEBOL + NEOMICINA Trofodermin creme vaginal Trofodermin creme GENTAMICINA Garamicina creme HIALURONIDASE + LIDOCAÍNA + NEOMICINA Xilodase pomada MUPIROCINA Bactroban 2% creme NITROFURAZONA Furacin solução (frasco 30 mL) SULFADIAZINA DE PRATA Dermazine 1% creme pote 400g SULFADIAZINA DE PRATA + CÉRIO Dermacerium pomada

ANTICOAGULANTE
ENOXAPARINA SÓDICA Clexane 20mg injetável (seringa 0,2 mL) Clexane 40mg injetável (seringa 0,4 mL)

46

Manual Farmacêutico 2011/2012

Clexane 60mg injetável (seringa 0,6 mL) Clexane 80mg injetável (seringa 0,8 mL) HEPARINA Actparin 5000UI/mL (frasco ampola 5mL) Heparina 5000UI/mL injetável (frasco-ampola 5mL) Heparina 100UI/mL injetável Hemofol 5000UI/0,25mL (ampola) VARFARINA Marevan 2,5mg comprimido Marevan 5mg comprimido Coumadin 1mg comprimido Coumadin 2,5mg comprimido Coumadin 5mg comprimido

ANTICONVULSIVANTE
ÁCIDO VALPROICO Depakene xarope frasco Depakene 250mg cápsula CARBAMAZEPINA Tegretol CR 200mg comprimido Tegretol 200mg comprimido Tegretol 100mg/5mL suspensão CLONAZEPAM Rivotril 0,25mg comprimido Rivotril 0,5mg comprimido Rivotril 2mg comprimido Rivotril 2,5mg gotas FENITOÍNA Epelin 100mg/5mL suspensão oral Hidantal 100mg comprimido Hidantal 50mg/mL injetável (ampola 5mL) FENOBARBITAL Fenobarbital IV 10mg/mL injetável (ampola 5mL) Gardenal 100mg comprimido Gardenal Infantil 40mg/mL gotas GABAPENTINA Neurontin 300mg comprimido LAMOTRIGINA Lamictal 50mg comprimido OXCARBAZEPINA Trileptal 300mg comprimido Trileptal SS 6% suspensão oral (frasco 100mL) SULFATO DE MAGNÉSIO Sulfato de Magnésio 50% injetável (ampola 10mL) TOPIRAMATO Topamax 25 mg comprimido VALPROATO SÓDICO Valpakine 200mg/mL gotas Depakote 250mg comprimido Depakote 500mg ER comprimido VIGABATRINA Sabril 500mg comprimido

Manual Farmacêutico 2011/2012

47

ANTIDEPRESSIVO
AMITRIPTILINA Tryptanol 25mg comprimido CITALOPRAM Cipramil 20mg comprimido CLOMIPRAMINA Anafranil 25mg drágea DULOXETINA Cymbalta 30mg cápsula ESCITALOPRAM Lexapro 10mg comprimido Lexapro 10mg/mL (frasco 15mL) gotas FLUOXETINA Prozac 20mg cápsula Daforin gotas IMIPRAMINA Tofranil 25mg drágea CARBONATO DE LÍTIO Carbolitium 300mg comprimido MIRTAZAPINA Remeron Soltab 15mg comprimido Remeron Soltab 30mg comprimido NORTRIPTILINA Pamelor 10mg cápsula Pamelor 25mg cápsula PAROXETINA Aropax 20mg comprimido SERTRALINA Zoloft 50mg comprimido TRAZODONA Donaren 50mg comprimido VENLAFAXINA Efexor XR 37,5mg cápsula Efexor XR 75mg cápsula

ANTIDIARREICO
LACTOBACILLUS Lactofos envelope LOPERAMIDA Imosec 2mg comprimido RACECADOTRIL Tiorfan 100mg cápsula SACCHAROMYCES BOULARDII Floratil 100mg cápsula

ANTÍDOTO
ACETILCISTEÍNA Fluicistein / Fluimucil 10% injetável (ampola 3mL) DEFERASIROX Exjade 125mg comprimido

48

Manual Farmacêutico 2011/2012

FOLINATO CÁLCICO Prevax 50mg injetável Prevax 15mg comprimido SULFATO DE ATROPINA Atropion 0,25mg injetável (ampola 1mL) AZUL DE METILENO Azul de metileno 10% injetável (ampola 10mL) CARVÃO ATIVADO Carvão ativado DIGOXINA IMUNE FAB Digibind 38mg injetável (frasco-ampola) DIMENIDRINATO - Associação Dramin B6 injetável (ampola 1mL com 50mg de dimenidrinato) Dramin B6 DL injetável (ampola 10mL com 30mg de dimenidrinato) DIMERCAPROL Dimercaprol injetável (ampola 5mL) EDETATO DISSÓDICO DE CÁLCIO Edetato dissódico de cálcio 1g injetável (ampola 5mL) FITOMENADIONA Kanakion MM/Vita K 10mg/mL injetável (ampola 1mL) Kanakion MM 2mg/0,2mL injetável (ampola 0,2mL) FOLINATO CÁLCICO Fauldleuco/Legifol 50mg injetável Fauldleuco 300mg injetável FLUMAZENIL Lanexat 0,5mg injetável (ampola 5mL) MESILATO DE DEFEROXAMINA Desferal 500mg injetável (frasco ampola) NALOXONA Narcan 0,4mg injetável (ampola 1mL) NITRITO DE SÓDIO Nitrito de sódio 3% injetável (ampola 10mL) PRALIDOXIMA MESILATO (frasco ampola) Contrathion 200mg injetável PROTAMINA CLORIDRATO Protamina cloridrato injetável (ampola 5mL) HIDROXOCOBALAMINA Rubranova 5000mcg injetável (ampola 2mL) PIRIDOXINA Adermina 150mg/mL injetável (ampola 2mL) Vitamina B6 150mg/mL injetável (ampola 2mL) SUGAMADEX Bridion 100mg/mL frasco ampola 2mL TIOSSULFATO DE SÓDIO Tiossulfato de sódio 10% ampola 10 mL

ANTIEMÉTICO/PROCINÉTICO
APREPITANTE Emend 80/125mg comprimido BROMOPRIDA Digesan 10mg cápsula Digesan 4mg/mL gotas (frasco 20mL) Digesan injetável (ampola 2mL)

Manual Farmacêutico 2011/2012

49

DOMPERIDONA Motilium 1mg/mL suspensão (frasco 100mL) Motilium 10mg comprimido GRANISETRONA Kytril 1mg/mL injetável (ampola 1mL) MEBEVERINA Duspatalin 200mg cápsula METOCLOPRAMIDA Plasil 10mg injetável (ampola 2mL) Plasil 10mg comprimido Plasil infantil 4mg/mL gotas Metoclopromida 5 mg supositório ONDANSETRONA Zofran 4mg comprimido Zofran 8mg comprimido Ansentron/Zofran 2mg/mL injetável (ampola 2mL) Vonau Flash 4mg comprimido de desintegração oral PALONOSETRONA Onicit 0,25mg/5mL injetável (ampola)

ANTIENXAQUECOSO
ERGOTAMINA + PARACETAMOL + ATROPINA + CAFEÍNA + HIOSCIAMINA Ormigrein comprimido AMITRIPTILINA Tryptanol 25mg comprimido ISOMETEPTENO + CAFEÍNA + DIPIRONA Neosaldina drágea PROPRANOLOL Inderal 40mg comprimido Inderal 10mg comprimido NAPROXENO Naprosyn 500mg comprimido RIZATRIPTANO Maxalt RPD 10mg comprimido SUMATRIPTANA Sumax 6mg injetável (seringa 0,5 mL) Imigran 100 mg comprimido

ANTIESPASMÓDICO
ESCOPOLAMINA Buscopan 10mg drágea Buscopan 20mg/mL injetável (ampola 1mL) Buscopan 10mg/mL gotas (frasco 20mL) PINAVERIO Dicetel 100mg comprimido revestido

ANTIESPASMÓDICO URINÁRIO
DARIFENACINA BROMIDRATO Enablex 7,5mg comprimido de liberação prolongada

50

Manual Farmacêutico 2011/2012

ANTIFISÉTICO
DIMETICONA Luftal 75mg/mL gotas (frasco 15mL) Luftal 40mg comprimido Luftal Max 125mg cápsulas

ANTIFÚNGICO TÓPICO
AMOROLFINA Loceryl esmalte CETOCONAZOL Arcolan 20mg/g Xampu Candicort creme (tubo 15g) MICONAZOL Daktarin gel oral ISOCONAZOL Gyno-icaden creme vaginal NISTATINA Micostatin 100.000UI suspensão Micostatin 100.000UI creme vaginal TIOCONAZOL Tralen 1% creme Tralen 1% pó

ANTIFÚNGICO
ANFOTERICINA B Anforicin B 50mg injetável (frasco ampola) ANFOTERICINA B LIPOSSOMAL Ambisome 50mg injetável ANIDULAFUNGINA Ecalta 100mg (frasco ampola) CASPOFUNGINA Cancidas 50 mg injetável Cancidas 70 mg injetável FLUCONAZOL Zoltec 50mg cápsula Zoltec 200mg injetável ITRACONAZOL Sporanox 100mg cápsula VORICONAZOL Vfend 200mg injetável (frasco ampola) Vfend 200mg comprimido

ANTIGLAUCOMA
ACETAZOLAMIDA Diamox 250mg comprimido DORZOLAMIDA + TIMOLOL Cosopt colírio (frasco 5ml) LATANOPROST Xalatan colírio (frasco 2,5mL) PILOCARPINA Pilocarpina 2% colírio
Manual Farmacêutico 2011/2012 51

ANTIGOTOSO
ALOPURINOL Zyloric 100mg comprimido COLCHICINA Colchis 0,5mg comprimido

ANTI-HIPERTENSIVO
AMLODIPINA Cordarex 2,5mg comprimido Norvasc 5mg comprimido ATENOLOL Atenol 25mg comprimido CANDESARTANA Atacand 8mg comprimido CAPTOPRIL Capoten 12,5mg comprimido Capoten 25mg comprimido CLONIDINA Atensina 100mcg comprimido Clonidin 150mcg (ampola 1mL) CARVEDILOL Coreg 12,5mg comprimido Coreg 3,125mg comprimido DOXAZOSINA Carduran XL 4mg comprimido ENALAPRIL Eupressin 2,5mg comprimido Renitec 5mg comprimido Renitec 10mg comprimido Renitec 20mg comprimido FENTOLAMINA Regitine 10mg injetável (frasco-ampola 1mL) HIDRALAZINA Apresolina 25mg drágea Nepresol injetável (ampola 1mL) LISINOPRIL Prinivil/Zestril10mg comprimido LOSARTAN Cozaar 50mg comprimido METILDOPA Aldomet 250mg comprimido METOPROLOL Seloken 100mg comprimido Seloken 5mg injetável (ampola 5mL) Selozok 25mg comprimido NIFEDIPINO Adalat 10mg cápsula sublingual Adalat retard 10mg comprimido Adalat retard 20mg comprimido Adalat Oros 30mg comprimido NITROPRUSSIATO DE SÓDIO Nipride 50mg (ampola 2mL)

52

Manual Farmacêutico 2011/2012

OLMESARTANA Benicar 20mg comprimido PINDOLOL Visken 5mg comprimido PROPRANOLOL Inderal 10mg comprimido Inderal 40mg comprimido RAMIPRIL Triatec 2,5mg comprimido Triatec 5mg comprimido TELMISARTANA Micardis 40mg comprimido TOLAZOLINA Priscoline 25mg/mL (ampola 4mL) VALSARTAN Diovan 80mg comprimido Diovan 40mg comprimido

ANTIMICROBIANO + CORTICOSTEROIDE TÓPICO
BETAMETASONA (Dipropionato) + GENTAMICINA Diprogenta creme CETOCONAZOL + BETAMETASONA Candicort Creme OXITETRACICLINA + HIDROCORTISONA Terracortril otológico tubo 15g TRIANCINOLONA + GRAMICIDINA + NEOMICINA + NISTATINA Omcilon AM creme

ANTIMICROBIANO OFTÁLMICO
CIPROFLOXACINA Ciloxan 3mg/mL colírio CIPROFLOXACINA + DEXAMETASONA Cilodex pomada oftalmica CLORANFENICOL (ASSOCIAÇÃO) Epitezan pomada oftálmica GATIFLOXACINO Zymar colírio TOBRAMICINA Tobrex 3mg/mL colírio MOXIFLOXACINO Vigamox colírio TOBRAMICINA + DEXAMETASONA Tobradex colírio Tobradex pomada

ANTIMICROBIANO - MISCELÂNEA
ÁCIDO FUSÍDICO Verutex 2% Creme CLORANFENICOL Vixmicina 1g injetável (frasco mpola) Quemicetina 250mg drágea

Manual Farmacêutico 2011/2012

53

LINEZOLIDA Zyvox 600mg injetável Zyvox 600mg comprimido NITROFURANTOÍNA Macrodantina 100mg cápsula Hantina 5mg/mL suspensão (frasco 120mL) POLIMIXINA B Sulfato de Polimixina B (frasco ampola) TEICOPLANINA Targocid 200mg injetável (frasco ampola) TIGECICLINA Tygacil 50mg injetável (frasco ampola) VANCOMICINA Vancocina 500mg injetável (frasco ampola)

ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL
BETAMETASONA (Acetato/Fosfato) Celestone Soluspan injetável (ampola 1mL) BUDESONIDA Budecort aqua 32mcg/dose SY NA Budecort aqua 64mcg/dose SY NA Pulmicort 0,25mg/mL suspensão para nebulização Entocort 3mg cápsula Entocort 0,02mg/mL enema (frasco 100mL) DEFLAZACORTE Calcort 30mg comprimido Calcort 6mg comprimido DEXAMETASONA Decadron 2mg/mL injetável (ampola 1mL) Decadron 4mg/mL injetável (frasco-ampola 2,5mL) Decadron 0,1mg/mL elixir Decadron 0,5mg comprimido Decadron 4mg comprimido FLUDROCORTISONA Florinefe 0,1mg comprimido FLUTICASONA Flixotide 250mcg/dose spray Flixotide 50mcg/dose spray FORMOTEROL + BUDESONIDA Foraseq 12/400mcg cápsula HIDROCORTISONA Cortisonal/Hidrocortisona 100mg injetável (frasco ampola) Cortisonal/Hidrocortisona 500mg injetável (frasco ampola) METILPREDNISOLONA (ACETATO) Depo-medrol 40mg injetável (frasco-ampola 2mL) METILPREDNISOLONA (SUCCINATO SÓDICO) Solu-medrol 125mg injetável (frasco ampola) Solu-medrol 500mg injetável (frasco ampola) PREDNISOLONA Predsim solução oral (3mg/mL) Pred fort 10mg/mL Colírio PREDNISONA Meticorten 5mg comprimido Meticorten 20mg comprimido

54

Manual Farmacêutico 2011/2012

ANTI-INFLAMATÓRIO OFTÁLMICO
FLURBIPROFENO Ocufen Fr 5mL colírio CORTICOIDES CETOROLACO DE TROMETAMINA Acular sem conservante flaconete DEXAMETASONA Maxidex 0,1% colírio TRIANCINOLONA Triancinolona 40mg/mL (ampola 1mL)

ANTI-INFLAMATÓRIO TÓPICO
DICLOFENACO POTÁSSICO Cataflam emulgel 1% gel BENZIDAMINA Flogo Rosa pó

ANTIPARASITÁRIO
ALBENDAZOL Zentel 200mg comprimido IVERMECTINA Revectina 6mg comprimido METRONIDAZOL Flagyl 250mg comprimido Flagyl 400mg comprimido Flagyl pediátrico suspensão oral (frasco 120mL) Flagyl/Metroniflex 500mg (bolsa 100mL) PAMOATO DE PIRVÍNIO Pyr-Pam suspensão 10mg/mL PIPERAZINA Piperazina 100mg/mL solução PIRIMETAMINA Daraprin 25mg comprimido TIABENDAZOL Thiaben 500mg comprimido

ANTIPARKINSONIANO
AMANTADINA Mantidan 100mg comprimidos BENSERAZIDA + LEVODOPA Prolopa 250mg comprimido Prolopa 125mg cápsulas BIPERIDENO Akineton 2mg comprimido Akineton 5mg injetável (ampola 1mL) BROMOCRIPTINA Parlodel 2,5mg comprimido CARBIDOPA + LEVODOPA Cronomet comprimido Sinemet comprimido

Manual Farmacêutico 2011/2012

55

ENTACAPONE Comtan 200mg comprimidos revestidos PRAMIPEXOL Sifrol 0,125mg comprimido SELEGILINA Niar 5mg comprimido

ANTIPRURIGINOSO
MENTOL Andolba spray

ANTISSÉPTICO
ÁCIDO ACÉTICO Ácido acético 3% (frasco 5mL) ÁCIDO BÓRICO Água boricada 3% (frasco 100mL) BENZOCAÍNA + CETILPIRIDÍNIO Cepacaína pastilhas BENJOIM Tintura de Benjoim CLORETO DE CETILPIRIDÍNIO Cepacol pastilha Cepacol 0,5mg/mL solução (frasco 240mL) CLOREXIDINA Clorohexidine aquoso 0,2% FR 100ml Periogard solução oral HEXAMIDINA + TETRACAÍNA Hexomedine spray NITRATO DE PRATA Nitrato de prata 1% colírio IODETO DE POTÁSSIO + IODO ATIVO Lugol 5% gotas LISOZIMA + LACTOFERRINA + PEROXIDASE SALIVAR Biotene solução Oral balance - gel umidificador (tubo 42g) PERMANGANATO DE POTÁSSIO Permanganato de potássio 100mg comprimido POLIVIDONA PVP Iodo 5% colírio

ANTITIREOIDEANO
METIMAZOL Tapazol 5mg comprimido

ANTITUSSÍGENO
CLOPERASTINA Seki 120 ml xarope CODEÍNA + FENETILAMINA + HOMATROPINA + PENTETRAZOL Belacodid gotas (frasco 10mL)

56

Manual Farmacêutico 2011/2012

ANTIVIRAL TÓPICO
ACICLOVIR Zovirax creme

ANTIVIRAL
ACICLOVIR Zovirax 250mg injetável (frasco ampola) Zovirax 200mg comprimido CIDOFUVIR Vistide 75mg/mL injetável (frasco ampola 5mL) EFAVIRENZ Stocrin 600mg cápsula FOSCARNET Foscavir 24mg/mL FR 500mL injetável GANCICLOVIR Cymevene 500mg injetável (frasco ampola) INDINAVIR Crixivan 400mg comprimido INTERFERONA Interferon 3 milhões UI injetável (frasco ampola) Roferon-A 3 milhões UI injetável (frasco ampola) Interferon 10 milhões UI injetável (frasco ampola) Roferon-A 9 milhões UI injetável (frasco ampola) LAMIVUDINA Epivir 150mg comprimido Epivir solução oral LAMIVUDINA + ZIDOVUDINA Biovir comprimido OSELTAMIVIR Tamiflu 75mg cápsula Tamiflu 12mg/mL pó SS (frasco 30g) RIBAVIRINA Virazole 250mg cápsula VALACICLOVIR Valtrex 500mg comprimido VALGANCICLOVIR CLORIDRATO Valcyte 450mg comprimido revestido

BLOQUEADOR NEUROMUSCULAR
CISATRACÚRIO Nimbium 2mg/mL injetável (ampola 5 e 10 mL) MIVACÚRIO Mivacron 20mg injetável (ampola 10mL) PANCURÔNIO Pancuron 2mg/mL injetável (ampola 2mL) ROCURÔNIO Esmeron 50mg injetável (frasco-ampola 5mL) SUCCINILCOLINA Succinil Colin 100mg injetável (frasco ampola) VECURÔNIO BROMETO Vecuron 10mg injetável (frasco ampola)

Manual Farmacêutico 2011/2012

57

BRONCODILATADOR
AMINOFILINA Aminofilina 100mg comprimido Aminofilina 24mg/mL injetável (ampola 10mL) BAMIFILINA Bamifix 300mg drágea BROMETO DE IPRATRÓPIO Atrovent 0,025% solução Atrovent N aerosol 20mcg/ds (frasco 10mL) CAFEÍNA Cafeína citrato 20mg/mL solução oral Cafeína citrato 20mg/mL ampola FENOTEROL Berotec 5mg/mL gotas FORMOTEROL Foradil cápsula inalatória 12mcg FORMOTEROL + BUDESONIDA Foraseq 12/400mcg cápsula inalatória Vannair 6/200mcg tubo 120 doses SALBUTAMOL Aerolin 100mcg/dose spray Aerolin solução nebulização (frasco 10mL) SALMETEROL + FLUTICASONA Seretide Diskus 50/500mcg Seretide 25/125mcg spray Seretide 25/50mcg spray Seretide diskus 50/250mcg TEOFILINA Talofilina 100mg cápsula Talofilina 200mg cápsula TERBUTALINA Terbutil 0,5mg injetável (ampola 1mL) TIOTRÓPIO Spiriva Respimat (frasco 4mL)

CARBAPENEM
ERTAPENEM SÓDICO Invanz IV/IM 1g injetável (frasco ampola) MEROPENEM Meronem IV 1g injetável (frasco ampola) IMIPENEM + CILASTATINA Tienam Monovial 500mg injetável (frasco ampola)

CEFALOSPORINA 1ª GERAÇÃO
CEFADROXILA Cefamox 250mg suspensão (frasco 100mL) Cefamox 500mg cápsula CEFALEXINA Keflex 250mg suspensão (frasco 100mL) Keflex 500mg comprimido revestido CEFALOTINA Keflin 1g injetável (frasco ampola)
58 Manual Farmacêutico 2011/2012

CEFAZOLINA Kefazol 1g injetável (frasco ampola)

CEFALOSPORINA 2ª GERAÇÃO
CEFOXITINA Kefox 1g (frasco ampola) CEFUROXIMA Zinnat suspensão 250mg (frasco 50mL) Zinnat 250mg comprimido Zinacef 750mg injetável (frasco ampola)

CEFALOSPORINA 3ª GERAÇÃO
CEFOTAXIMA Claforan 1g injetável (frasco ampola) CEFTAZIDIMA Fortaz 1g injetável (frasco ampola) CEFTRIAXONA Rocefin 500mg IM injetável (frasco ampola) Rocefin 500mg IV injetável (frasco ampola) Rocefin 1g IM injetável (frasco ampola) Rocefin 1g IV injetável (frasco ampola)

CEFALOSPORINA 4ª GERAÇÃO
CEFEPIMA Maxcef 1g injetável (frasco ampola)

CICATRIZANTE
DEXPANTENOL + ALFA BISABOLOL Creme Regenerador Celular PAPAÍNA Papaína pó

CONSERVANTE DE ÓRGÃOS
SOLUÇÃO PARA CONSERVAÇÃO DE ÓRGÃOS Custodiol bolsa 1000mL Custodiol bolsa 2000mL Solução de Belzer Viaspan Solução Euro Collins (frasco 100mL) Soltan solução (bolsa 100mL)

CORTICOSTEROIDE TÓPICO
BETAMETASONA (Valerato) Betnovate pomada BETAMETASONA + NEOMICINA Novacort creme CLOBETASOL Psorex creme FLUDROXICORTIDA Drenison 0,125% creme
Manual Farmacêutico 2011/2012 59

HIDROCORTISONA Berlison 1% pomada TRIANCINOLONA Omcilon A orabase pomada TRIANCINOLONA + GRAMICIDINA + NEOMICINA + NISTATINA Omcilon AM creme

DESCONGESTIONANTE NASAL
CLORETO DE SÓDIO Salsep solução nasal (frasco 50mL) OXIMETAZOLINA Afrin Nasal Adulto 0,5mg/mL gotas (frasco 10mL) Afrin Nasal Infantil gotas (frasco 20mL) XILOMETAZOLINA Otrivina 0,1% gotas

DISFUNÇÃO ERÉTIL
FENILEFRINA Fenilefrina 1% injetável (ampola 1mL) PAPAVERINA Papaverina 0,1g injetável (ampola 2mL)

DISFUNÇÃO VESICOESFINCTERIANA
BETANECOL CLORETO Liberan 25mg comprimido OXIBUTININA Retemic 5mg comprimido TOLTERODINA Detrusitol 2mg comprimido

DIURÉTICOS
ACETAZOLAMIDA Diamox 250mg comprimido AMILORIDA + HIDROCLOROTIAZIDA Moduretic 25mg comprimido CLORTALIDONA Higroton 25mg comprimido ESPIRONOLACTONA Aldactone 100mg comprimido Aldactone 25mg comprimido FUROSEMIDA Lasix 20mg injetável (ampola 2mL) Lasix 40mg comprimido Furosemida 2mg/mL solução oral HIDROCLOROTIAZIDA Clorana 25mg comprimido MANITOL Manitol 20% solução injetável (frasco 250mL)

60

Manual Farmacêutico 2011/2012

EMOLIENTE, HIDRATANTE
FISIOGEL Creme Loção cremosa FÓRMULA OFICINAL Nutraderm loção GLICEROL - Associação Pasta D’Água pasta GLICEROL Glicerina líquida (frasco 1000mL) Glicerina estéril (ampola 10mL) ÓLEO DE AMÊNDOA Óleo de Amêndoas (frasco 60mL) ÓLEO MINERAL Nujol líquido VASELINA Vaselina estéril (ampola 10mL)

ENZIMA DIGESTIVA
PANCRELIPASE Creon 25.000UI cápsula Creon 10000UI cápsula

ESTIMULANTE CARDÍACO
DIGOXINA Digoxina 0,25mg comprimido Digoxina Infantil Elixir (frasco 60 mL) LEVOSIMENDAN Simdax 12,5mg (frasco ampola 5mL)

ESTIMULANTE UTERINO
ERGOMETRINA Ergotrate 0,2mg injetável (ampola 1mL) METILERGOMETRINA Methergin 0,125mg drágea

EXPANSOR DO VOLUME SANGUÍNEO
ALBUMINA HUMANA Albumina humana 20% solução (frasco 50mL) Flexbumin 20% (bolsa 50mL) GELATINA Hisocel solução (frasco 500mL) HETASTARCH Voluven 6% (frasco 500mL)

FATOR DE CRESCIMENTO HEMATOPOÉTICO
ERITROPOETINA HUMANA Eprex 4000UI injetável/Recormon 4000UI injetável/Hemax 4000UI (frasco ampola) Eprex 10000UI injetável/Recormon 10000UI injetável
Manual Farmacêutico 2011/2012 61

Eprex 40.000UI injetável FILGRASTIM Filgrastim 300mcg (frasco ampola) Granulokine 300mcg injetável (seringa 0,5mL)

G GLICOSÍDEO CARDÍACO E CARDIOTÔNICO
DESLANOSÍDEO Deslanol 0,4mg (ampola 2mL) MILRINONE Primacor 1mg/mL injetável (frasco ampola 20mL)

HEMOSTÁTICO
ÁCIDO AMINOCAPROICO Ipsilon 1g (frasco 20mL) injetável Ipsilon 500mg comprimido ÁCIDO TRANEXÂMICO Transamin 250mg (ampola 5mL) Transamin 250mg comprimido FIBRINOGÊNIO HUMANO Haemocomplettan 1g frasco ampola FATOR II + FATOR VII + FATOR IX + FATOR X Beriplex 500UI Prothromplex T 600UI FATOR VIII Immunate 250UI FATOR VII Novoseven injetável FITOMENADIONA Kanakion MM/Vita K 10ml (ampola 1mL) injetável Kanakion MM/Vita K 2mg/0,2mL (ampola 0,2mL) Injetável OCTREOTIDA Sandostatin 0,1mg (ampola 1mL) Sandostatin LAR 30mg (frasco ampola) SOMATOSTATINA Stilamin 3mg (ampola 1mL) TERLIPRESSINA Glypressin injetável 1mg (frasco ampola)

HEPATOPATIAS
ORNITINA Hepa Merz granulado envelope 5g Hepa Merz (ampola 10mL)

HIPERPLASIA BENIGNA DA PRÓSTATA
DOXAZOSINA Carduran XL 4mg comprimido DUTASTERIDA Avodart 0,5mg cápsula FINASTERIDA Proscar 5mg comprimido TAMSULOSINA Secotex ADV 0,4mg cápsula

62

Manual Farmacêutico 2011/2012

HIPOGLICEMIANTE
CLORPROPAMIDA Diabinese 250mg comprimido GLICLAZIDA Diamicron MR comprimido GLIBENCLAMIDA Daonil 5mg comprimido GLIMEPIRIDA Amaryl 1mg comprimido Amaryl 2mg comprimido GLIPIZIDA Minidiab 5mg comprimido METFORMINA Glucoformin 500mg comprimido Glucoformin 850mg comprimido PIOGLITASONA Actos 15mg comprimido REPAGLINIDA Novonorm 1mg comprimido Prandin 1mg comprimido SITAGLIPTINA Januvia 50mg comprimido

HIPOLIPIDÊMICO
ATORVASTATINA Lipitor 10mg comprimido/Lipitor 40mg comprimido EZETIMIBA Zetia 10mg comprimido EZETIMIBA + SINVASTATINA Vytorin 10/20mg comprimido GENFIBROZILA Lopid 600mg comprimidos revestidos ROSUVASTATINA Crestor 10mg comprimido SINVASTATINA Zocor 10mg comprimido

HORMÔNIO ANDROGÊNICO
NANDROLONA Deca-Durabolin 50mg injetável (ampola 1mL)

HORMÔNIO ANTIDIURÉTICO
DESMOPRESSINA DDAVP 0,1mg comprimido DDAVP 4mcg injetável (ampola 1mL) VASOPRESSINA Encrise 20U/mL injetável (ampola 1ml)

Manual Farmacêutico 2011/2012

63

HORMÔNIO CONTRARREGULADOR DA INSULINA
GLUCAGON Glucagen 1mg injetável

HORMÔNIO HIPOFISÁRIO
SOMATROPINA Saizem 4UI injetável

HORMÔNIO HIPOTALÂMICO
BUSERELINA Suprefact Depot 6,6mg injetável GOSERELINA Zoladex Depot 3,6mg injetável Zoladex Depot 10,8mg injetável LEUPRORRELINA Lupron Depot 3,75mg (frasco 2mL) OCITOCINA Syntocinon 5UI (ampola 1mL) Syntocinon spray

HORMÔNIO SEXUAL
MEGESTROL Megestat 160mg comprimido PROMESTRIENO Colpotrofine CR VA

HORMÔNIO TIREOIDEANO
LEVOTIROXINA SÓDICA Synthroid 0,5mg injetável (frasco-ampola 5mL) Synthroid 100 mcg comprimido Synthroid 25 mcg comprimido

IMUNOESTIMULANTE
FILGRASTIM Granulokine 300mcg injetável (seringa 0,5mL)

IMUNOSSUPRESSOR
ABATACEPTE Orência 250mg (frasco ampola) AZATIOPRINA Imuran 50mg comprimido CICLOSPORINA Sandimmun 50mg injetável (ampola 1mL) Sandimmun Neoral 100mg cápsula Sandimmun Neoral 100mg/mL solução (frasco 50mL) Sandimmun Neoral 25mg cápsula

64

Manual Farmacêutico 2011/2012

DACLIZUMABE Zenapax 5mg/mL (ampola 5mL) INFLIXIMAB Remicade 100mg injetável (frasco ampola) MICOFENOLATO Cellcept 500mg comprimido Myfortic 180mg comprimido Myfortic 360mg comprimido OMALIZUMABE Xolair 150mg (frasco ampola) SIROLIMUS Rapamune 1mg drágea TACROLIMUS Prograf 1mg cápsula Prograf 5mg cápsula Prograf 5mg injetável (ampola 1mL)

IMUNOTERÁPICO
IMUNOGLOBULINA ANTI RHO Rhophylac 300mcg seringa IMUNOGLOBULINA ANTITETÂNICA Tetanogamma 250UI (ampola 1mL) IMUNOGLOBULINA ANTITIMÓCITO Thymoglobulina 25mg injetável IMUNOGLOBULINA HUMANA Endobulin Kiovig 5g (frasco ampola) Flebogamma 0,5g (frasco 10mL) Flebogamma 5g (frasco 100mL) Sandoglobulina 1g Sandoglobulina 6g Beriglobina 320mg IM (frasco-ampola) IMUNOGLOBULINA HUMANA ANTI-HEPATITE B Gama anti-hepatite B Grifols 200UI/mL (intramuscular) Gama anti-hepatite B Grifols 1000UI/mL Hepatect 2000UI injetável (frasco ampola 40mL) INTERFERONA Roferon-A 3 milhões UI injetável Roferon-A 9 milhões UI injetável Interferona 3MUI injetável Interferona 10MUI injetável

INIBIDOR DO CATABOLISMO ÓSSEO
ÁCIDO ZOLEDRÔNICO Aclasta 5mg (frasco ampola 100ml) ALENDRONATO DISSÓDICO Fosamax 70mg cápsula CALCITONINA Miacalcic 100UI SGA 1mL PAMIDRONATO DISSÓDICO Pamidronato dissódico 30mg injetável (frasco ampola) RESIDRONATO SÓDICO Actonel 35mg comprimido revestido

Manual Farmacêutico 2011/2012

65

INSULINA
INSULINA Levemir flex pen INSULINA HUMANA MONOCOMPONENTE NPH Humulin N 100UI injetável (frasco-ampola 10mL) INSULINA HUMANA MONOCOMPONENTE REGULAR Humulin R 100UI injetável (frasco-ampola 10mL) INSULINA HUMANA ANÁLOGA GLARGINA Lantus 100UI (frasco ampola) Lantus Solostar 100UI/mL INSULINA LISPRO Humalog 100UI/mL (frasco ampola 10mL)

LAXANTE
ALCAÇUZ + CÁSSIA FÍSTULA + CORIANDRUM SATIVUM + FOLHAS DE SENA + TAMARINDO Tamarine cápsula Tamarine gel BISACODIL Dulcolax drágea DOCUSATO SÓDICO + BISACODIL Humectol D drágea FOSFATO DE SÓDIO MONOBÁSICO + FOSFATO DE SÓDIO DIBÁSICO Travad solução GLICEROL Glicerina 12% solução Glicerina adulto supositório Glicerina infantil supositório LACTULOSE Farlac 667mg/mL xarope MACROGOL + ELETRÓLITOS Muvinlax pó envelope MUCILOIDE + HIDRÓFILO PSILLIUM Metamucil pó ÓLEO MINERAL Nujol líquido PICOSSULFATO SÓDICO Guttalax 7,5mg/mL gotas SORBITOL + LAURILSULFATO DE SÓDIO Minilax bisnaga

LINCOSAMIDA
CLINDAMICINA Dalacin 300mg cápsula Fosfato de Clindamicina 150mg/mL (ampola 4mL)

LUBRIFICANTE OFTÁLMICO
ÁCIDO POLIACRÍLICO Refresh gel CARBOXIMETILCELULOSE Fresh Tears colírio (frasco 15mL)
66 Manual Farmacêutico 2011/2012

DEXTRANO 70 + HIPROMELOSE Lacrima Plus colírio HIDROXIPROPILMETILCELULOSE Visicrom 2% sga 2,5 mL METILCELULOSE Metilcelulose 2% colírio Vistagel 2% intra-ocular (seringa 2,5mL)

MACROLÍDEO
AZITROMICINA Azitromicina 500mg cápsula Zitromax 600mg suspensão CLARITROMICINA Klaricid 250mg comprimido Klaricid IV 500mg injetável (frasco ampola) Klaricid 250mg/5mL suspensão 60mL ERITROMICINA (lactobionato) Tromaxil 1g injetável

MEDICAMENTOS USADOS EM NEOPLASIA PROSTÁTICA
LEUPRORRELINA Lupron Depot 3,75mg (frasco 2mL)

MIDRIÁTICO E CICLOPLÉGICO
CICLOPENTOLATO Cicloplégico 1% colírio FENILEFRINA Fenilefrina 10% colírio Fenilefrina 2,5% colírio TROPICAMIDA Mydriacyl 1% colírio

MIÓTICO
CARBACOL Opthcol 0,01% intraocular (ampola 2mL)

MISCELÂNEA-DERMATOLOGIA
ÁCIDO MUCOPOLISSACÁRIDO-POLISSULFÚRICO Hirudoid pomada COLÓDIO ELÁSTICO Colódio Elástico solução DELTAMETRINA Deltacid 0,2mg/mL loção Deltacid 0,2mg/mL xampu DEXPANTENOL Bepantol pomada GEL LUBRIFICANTE Ky gel MANTEIGA DE CACAU Manteiga de Cacau batom
Manual Farmacêutico 2011/2012 67

ÓXIDO DE ZINCO - Associação Dermodex pomada Hipoglós pomada Pasta D’Água PROTETOR PARA OSTOMIA Stomahesive pasta Stomahesive pó

MISCELÂNEA-DIAGNÓSTICO
CARBOPOL 934 + TIMEROSAL Gel condutor CARBOXIMETILCELULOSE + NIPAGIN + ÁGUA + ÓLEO ESSENCIAL + SEQUESTRANTE + GLICEROL + TRIETANOLAMINA Ultragel FLUORESCEÍNA Fluoresceína colírio 1% (frasco 3mL) PROTIRELINA TRH 200mcg/mL injetável (ampola 1mL) TIROTROFINA ALFA (TSH) Thyrogen 1,1mg (frasco ampola

MISCELÂNEA-HEMATOLOGIA
PENTOXIFILINA Pentox 100mg injetável (ampola 5mL) Pentox 400mg comprimido

MISCELÂNEA-OFTALMOLOGIA
AZUL DE TRYPAN Azul de Trypan 0,1% (ampola 1mL) HIALURONIDASE Hyalozima 2000UTR injetável (ampola)

MISCELÂNEA-OUTROS
ÁCIDO ACÉTICO Ácido acético 3% (frasco 5mL) ÁLCOOL ETÍLICO Álcool Absoluto injetável (ampola 10mL) ÁCIDO URSODESOXICÓLICO Ursacol 50mg comprimido Ursacol 150mg comprimido BICARBONATO DE SÓDIO + CLORETO DE POTÁSSIO + GLICOSE Solução Cardioplégica (ampola 10mL) BUPROPIONA Zyban 150mg comprimido CABERGOLINA Dostinex 0,5mg comprimido DEXMEDETOMIDINA Precedex 100mcg/mL injetável (ampola 2 mL) DIMENIDRINATO + PIRIDOXINA Dramin B6 25mg/mL gotas (frasco 20mL)

68

Manual Farmacêutico 2011/2012

Dramin B6 comprimido Dramin B6 injetável (ampola 1mL) Dramin B6 DL injetável (ampola 10mL) DIOSMINA + HESPERIDINA Daflon 500 comprimido DROTRECOGINA ALFA Xigris 5mg injetável (frasco ampola) Xigris 20mg injetável (frasco ampola GALATO DE BISMUTO MONOBÁSICO Subgalato de bismuto pó HEPARINA Solução fisioheparinizada 30UI/mL (frasco 250mL) MONTELUCASTE Singulair 10mg comprimido NAFTIDROFURILA Iridux F 200mg cápsula NICOTINA Niquitin 14mg disco Niquitin 21mg disc SILDENAFIL Revatio 20mg comprimido

MUCOLÍTICO
ACETILCISTEÍNA Fluicistein/ Fluimucil 10% injetável (ampola 3mL) Fluimucil Adulto 200mg pó c/aspartame Fluimucil D 600mg pó c/aspartame

NEUROLÉPTICO
CLORPROMAZINA Amplictil 40mg/mL gotas (frasco 20mL) Amplictil 25mg injetável (ampola 5mL) DROPERIDOL Droperdal 2,5mg/mL (ampola 1mL) HALOPERIDOL Haldol 1mg comprimido Haldol 2mg/mL gotas (frasco 20mL) Haldol 5mg comprimido Haldol 5mg injetável (ampola 1mL) LEVOMEPROMAZINA Neozine Adulto 4% gotas (frasco 20mL) OLANZAPINA Zyprexa 5mg comprimido PERICIAZINA Neuleptil Adulto 4% gotas (frasco 20ml) Neuleptil Infantil 1% gotas frasco 20ml) QUETIAPINA Seroquel 25mg comprimido Seroquel 100mg cápsula RISPERIDONA Risperdal 1mg comprimido Risperdal 1mg solução frasco 30 mL

Manual Farmacêutico 2011/2012

69

TIORIDAZINA Melleril 25mg drágea

ONCOLÓGICO
ALEMTUZUMABE Campath 30mg/mL solução intravenosa ASPARAGINASE Elspar 10000UI (frasco ampola 10mL) AZACITIDINA Vidaza 100mg injetável) BEVACIZUMABE Avastin 25mg/mL injetável (ampola 4 e 16mL) BICALUTAMIDA Casodex 50mg comprimido BLEOMICINA Bonar 15mg ampola BORTEZOMIBE Velcade 3,5mg injetável BUSULFANO Myleran 2mg comprimido Busulflex 6mg/mL (ampola 10mL CAPECITABINA Xeloda 500mg comprimido CARBOPLATINA Paraplatin 450mg (frasco ampola 45mL) Paraplatin 50mg (frasco ampola 50ml) CARMUSTINA Becenun 100mg injetável CETUXIMABE Erbitux 2mg injetável (frasco ampola 50mL) CICLOFOSFAMIDA Genuxal 1g injetável Genuxal 200mg injetável Genuxal 50mg drágea CISPLATINA Fauldcispla 50mg (frasco ampola) CITARABINA Aracytin/Fauldcita100mg injetável CLADRIBINA Leustatin 10mg injetável (frasco ampola 10mL) DACARBAZINA Dacarb 100mg injetável Fauldacar 100mg injetável DAUNORRUBICINA Daunoblastina 20mg injetável DOCETAXEL Taxotere 20mg injetável (frasco ampola 0,5mL) Taxotere 80mg injetável (frasco ampola 2mL) DOXORRUBICINA Adriblastina RD 10mg injetável Biorrub 50mg injetável (frasco ampola) EPIRRUBICINA Farmorubicina 10mg injetável ERLOTINIBE Tarceva 150mg comprimido
70 Manual Farmacêutico 2011/2012

ETOPOSIDO Eposido 100mg injetável (ampola 5mL) Vepesid 100mg cápsula FLUDARABINA Fludara 50mg injetável FLUORO-URACIL Fluoro-uracil/Fauldfluor 500mg injetável (frasco ampola 10mL) FULVESTRANTO Faslodex 250mg injetável (ampola 5 mL) GEMCITABINA Gemzar 1g injetável Gemzar 200mg injetável GENTUZUMABE OZOGAMICINA Mylotarg 5mg injetável (frasco ampola) HIDROXIUREIA Hydrea 500mg cápsula IDARRUBICINA Zavedos 5mg injetável IFOSFAMIDA Holoxane 0,5g injetável Holoxane 1g injetável IMATINIBE Glivec 400mg comprimido IRINOTECANO Camptosar/Irinax 20mg/mL injetável (frasco ampola 5mL) MELFALANA Alkeran 2mg comprimido Alkeran 50mg injetável MERCAPTOPURINA Puri-nethol 50mg comprimido MESNA Mitexan 400mg injetável (ampola 4mL) METOTREXATO Metrexato 2,5mg comprimido Metrotex 500mg injetável (frasco ampola 20mL) Metrotex 50mg injetável (frasco ampola 2mL) Miantrex 500mg injetável (frasco ampola 20mL) Miantrex 50mg injetável (frasco ampola 2mL) MITOMICINA Mitocin 5mg injetável MITOXANTRONA Evomixan 20mg (frasco ampola) Mitaxis 20mg injetável (frasco ampola 10mL) OXALIPLATINA Eloxatin 100mg injetável Eloxatin 50mg injetável PACLITAXEL Taxol 30mg injetável (frasco ampola 5mL) Taxol 100mg injetável (frasco ampola) PEMETREXEDE Alimta 500mg injetável RALTITREXEDE Tomudex 2mg injetável RASBURICASE Fasturtec 1,5mg ampola

Manual Farmacêutico 2011/2012

71

RITUXIMABE Mabthera 100mg injetável Mabthera 500mg injetável TAMOXIFENO Nolvadex 10mg comprimido Nolvadex D 20mg comprimido TEMOZOLOMIDA Temodal 100mg cápsula Temodal 20mg cápsula Temodal 250mg cápsula TIOTEPA Thioplex 15mg injetável TOPOTECANO Evotecan 4 mg (frasco ampola) Hycamtin 4mg injetável TRASTUZUMAB Herceptin 440mg injetável TRETIONINA Vesanoid 10mg comprimido VIMBLASTINA Fauldblastina 10mg/10ml injetável VINCRISTINA Fauldvincri/Vincizina 1mg injetável VINORELBINA Evotabina 50mg injetável (frasco ampola 5mL) ZOLENDRONATO Zometa 4mg injetável

OUTROS - SISTEMA NERVOSO CENTRAL
METILFENIDATO Ritalina 10mg comprimido NEOSTIGMINA Prostigmine 0,5mg injetável (ampola 1mL) PIRIDOSTIGMINA Mestinon 60mg comprimido

PENICILINA
ÁCIDO CLAVULÂNICO + AMOXICILINA Clavulin 250mg suspensão Clavulin 500mg comprimido Clavulin 500mg injetável (frasco ampola) Clavulin BD 400mg suspensão AMOXICILINA Amoxil 250mg suspensão Amoxil 500mg cápsula AMPICILINA Amplacilina 1g injetável (frasco ampola) Uniampicilin 500mg injetável (frasco ampola) BENZILPENICILINA Benzetacil 1.200.000UI (frasco-ampola 4mL) Benzetacil 600.000UI (frasco-ampola 4mL) BENZILPENICILINA POTÁSSICA + BENZILPENICILINA PROCAÍNA Despacilina/Wycillin 400.000UI injetável

72

Manual Farmacêutico 2011/2012

FENOXIMETILPENICILINA POTÁSSICA Pen-Ve-Oral suspensão (frasco 60mL) OXACILINA Oxacilina 500mg (frasco ampola) PENICILINA G Benzilpenicilina potássica 5000000UI injetável (frasco ampola PIPERACILINA SÓDICA + TAZOBACTAM Tazocin 4,5g injetável (frasco ampola) SULBACTAM + AMPICILINA Unasyn 1,5 mg injetável

POLIVITAMÍNICO COM MINERAIS
Materna comprimido Supradyn drágea Sustacal pó Clusivol solução 240mL LUTEÍNA ASSOCIAÇÕES Ocuvite lutein comprimido

POLIVITAMÍNICO SEM MINERAIS
COMPLEXO B Beneroc drágea Hyplex B injetável (ampola 2 ml) Beneroc gotas POLIVITAMÍNICO SEM MINERAIS Citoneurin 5000 drágea Citoneurin 5000 injetável (ampola 3ml)

PREVENÇÃO DE PARTO PREMATURO
ATOSIBANA Tractocile 7,5mg/mL (frasco ampola 0,9mL e 5mL) ISOXSUPRINA Inibina 10mg (ampola 2mL) Inibina 10mg comprimido PIPERIDOLATO + HESPERIDINA + ÁCIDO ASCÓRBICO Dactil OB drágea PROGESTERONA MICRONIZADA Utrogestan 200mcg cápsula TERBUTALINA Terbutil 0,5mg injetável (ampola 1mL)

PROCTOLOGIA
CINCHOCAÍNA + CLEMIZOL + FLUOCORTOLONA Ultraproct pomada CINCHOCAÍNA + POLICRESULENO Proctyl tubo 30g LIDOCAÍNA + TRIBENOSÍDEO Procto-glyvenol PM

Manual Farmacêutico 2011/2012

73

PROSTAGLANDINAS
ALPROSTADIL (PGE) Bedfordalprost 500mcg injetável (ampola 1mL) Prostavasin 20mcg injetável (frasco ampola) DINOPROSTONA Propess 10mg (pressário vaginal) MISOPROSTOL Prostokos 25 mcg (comprimido) Prostokos 200 mcg (comprimido)

QUELANTE DE SAIS BILIARES
COLESTIRAMINA Questran Light pó (envelope 4g)

QUERATOLÍTICO
UREIA Ureadin 10% loção UREIA - ASSOCIAÇÃO Nutraplus creme

QUINOLONA
CIPROFLOXACINA Cipro 200mg injetável (frasco 100mL) Cipro 250mg comprimido Cipro 500mg comprimido LEVOFLOXACINA Levaquin/Tavanic 500mg comprimido Levaquin/Tavanic 500mg injetável (frasco 100 mL) MOXIFLOXACINO Avalox 400mg injetável (bolsa 250mL) Avalox 400mg comprimido NORFLOXACINO Floxacin 400mg comprimido

REDUTOR DA ACIDEZ GÁSTRICA
BICARBONATO DE SÓDIO Bicarbonato de sódio pó ESOMEPRAZOL Nexium 40 mg injetável Nexium 40 mg comprimido HIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO Pepsamar gel HIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO + HIDRÓXIDO DE MAGNÉSIO + DIMETICONA Mylanta Plus suspensão oral 240mL HIDRÓXIDO DE MAGNÉSIO Leite de Magnésia Phillips suspensão OMEPRAZOL Losec MUPS 10mg comprimido Losec MUPS 20mg comprimido Omeprazol 40mg injetável (frasco ampola)
74 Manual Farmacêutico 2011/2012

PANTOPRAZOL Pantozol 20mg comprimido Pantozol 40mg injetável RABEPRAZOL Pariet 20mg comprimido RANITIDINA CLORIDRATO Antak 150mg comprimido Antak 50mg injetável (ampola 2mL) Label 15 mg/mL solução (frasco 120mL) SUCRALFATO Sucrafilm 2g/10ml flaconet

RELAXANTE MUSCULAR
BACLOFENO Lioresal 10mg comprimido CICLOBENZAPRINA Miosan 5mg comprimido DANTROLENO Dantrolen 20mg injetável (frasco ampola) TIZANIDINA Sirdalud 2mg comprimido

REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA
BICARBONATO DE SÓDIO Bicarbonato de sódio 8,4% (1mEq/mL) solução injetável (ampola 10mL) Bicarbonato de sódio 8,4% (1mEq/mL) solução injetável (frasco 250mL) CITRATO DE POTÁSSIO + CITRATO DE SÓDIO + CLORETO DE SÓDIO + GLICOSE Pedialyte 45 solução CLORETO DE CÁLCIO Cloreto de cálcio 100mg/mL ampola 5mL CLORETO DE CÁLCIO + CLORETO DE POTÁSSIO + CLORETO DE SÓDIO Ringer fisiológico 500mL injetável CLORETO DE CÁLCIO + CLORETO DE POTÁSSIO + CLORETO DE SÓDIO + LACTATO DE SÓDIO Ringer lactato 500mL injetável CLORETO DE POTÁSSIO Cloreto de potássio 19,1% (2,56mEq/mL) injetável (ampola 10mL) Hypot. 6% xarope (0,8mEq/mL) Slow K drágea (8mEq) CLORETO DE SÓDIO Cloreto de sódio 20% (3,42mEq/mL) solução injetável (ampola 10mL) Soro fisiológico injetável FOSFATO DE SÓDIO MONOBÁSICO + DIBÁSICO + FOSFATO ÁCIDO POTÁSSIO Solução Fosfatada FOSFATO DIBÁSICO DE POTÁSSIO + FOSFATO DE POTÁSSIO MONOBÁSICO Fosfato de potássio 2mEq/mL solução injetável (ampola 10mL) GLICEROFOSFATO DE SÓDIO Glycophos frasco 20mL

Manual Farmacêutico 2011/2012

75

GLUCONATO DE CÁLCIO Gluconato de cálcio 10% solução injetável (ampola 10mL) PIDOLATO DE MAGNÉSIO Pidomag 150mg/mL solução SULFATO DE MAGNÉSIO Sulfato de Magnésio 10% solução injetável (ampola 10mL)

RESINA DE TROCA IÔNICA
POLIESTIRENO SULFONATO DE CÁLCIO Sorcal pó (envelope 30g)

SOLUÇÃO OFTÁLMICA
ATROPINA Atropina 0,5% colírio frasco 5mL HIALURONATO DE SÓDIO Provisc (seringa 0,85mL) HIALURONATO DE SÓDIO + SULFATO DE CONDROITINA Viscoat (seringa 0,5mL) NAFAZOLINA + FENIRAMINA Claril colírio ÓLEO DE SILICONE Arciolane 1300 CST e Arciolane 5500 CST (seringa 10mL) OLOPATADINA Patanol 0,1% colírio (frasco 5mL) PERFLUOROCTANO Eftiar octane (frasco 5mL) RIBOFLAVINA Riboflavina 0,1% 400mOsm (frasco 5mL)

SOLUÇÃO PARA DIÁLISE
SOLUÇÃO CONCENTRADA HD Solução bicarbonato HD 140 s/ potássio galão 3L SOLUÇÃO DE DIÁLISE CONTÍNUA PARA USO COM ANTICOAGULAÇÃO COM CITRATO Solução diálise para citrato (bolsa 3000 ml) SOLUÇÃO PARA CAPD Solução diálise peritoneal CAPD 1,5% (bolsa 1000mL/bolsa 2500mL) Solução diálise peritoneal CAPD 4,25% (bolsa 2000mL/bolsa 2500mL) SOLUÇÃO PARA DPI Solução diálise peritoneal DPI 1,5% (bolsa 5000mL) Solução diálise peritoneal DPI 4,25% (bolsa 5000mL) SOLUÇÃO DE REPOSIÇÃO PARA MÉTODO DIALÍTICO CONTÍNUO Solução cloreto sódio 0,45% diálise (bolsa 3000mL) SOLUÇÃO PARA ANTICOAGULAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DIALÍTICOS CONTÍNUOS Solução de citrato trissódico 4% (bolsa 3000mL)

SOLUÇÃO PARA INFUSÃO PARENTERAL
ÁGUA Água destilada (ampolas com 10mL e 20mL e frasco com 250mL)

76

Manual Farmacêutico 2011/2012

CLORETO DE CÁLCIO + CLORETO DE POTÁSSIO + CLORETO DE SÓDIO Ringer fisiológico 500mL injetável CLORETO DE CÁLCIO + CLORETO DE POTÁSSIO + CLORETO DE SÓDIO + LACTATO DE SÓDIO Ringer lactato 500mL injetável CLORETO DE SÓDIO Cloreto de Sódio 0,9% ecoflac plus 500mL Soro fisiológico injetável GLICOSE Glicose 5% solução injetável Glicose 10% solução injetável Glicose 50% solução injetável SÓDIO + CLORETO + POTÁSSIO + MAGNÉSIO + ACETATO + GLUCONATO Glicose 5% solução injetável

SOLUÇÃO PARA IRRIGAÇÃO
MANITOL + SORBITOL Purisole (frasco 2000mL) SOLUÇÃO SALINA BALANCEADA BSS solução salina balanceada

SULFA
SULFADIAZINA Sulfadiazina 500mg cápsula SULFAMETOXAZOL + TRIMETOPRIMA Bactrim comprimido Bactrim F comprimido Bactrim IV injetável (ampola 5 mL) Bactrim suspensão SULFASALAZINA Azulfin 500mg comprimido

SUPLEMENTO MINERAL
CÁLCIO (CARBONATO) Calcium Sandoz FF comprimido efervescente (associação) CÁLCIO (CARBONATO) + COLECALCIFEROL Os-cal D 500mg comprimido CÁLCIO (CLORETO) Cloreto de cálcio 10% injetável (ampola 10ml) CLORETO DE POTÁSSIO + CLORETO DE SÓDIO Dietasal pó FERRO QUELATO GLICINATO Neutrofer 300 mg comprimido HIDRÓXIDO FERROSO Noripurum 100mg comprimido mastigável Noripurum 10mg/ml xarope Noripurum 50mg/ml gotas Noripurum IV (ampola 5ml) OLIGOELEMENTOS Ad element ampola 2mL PIDOLATO DE MAGNÉSIO Pidomag 150mg/mL solução

Manual Farmacêutico 2011/2012

77

SURFACTANTE
FOSFOLÍPIDE DE PULMÃO SUÍNO Curosurf 80mg/mL (frasco 3mL)

TETRACICLINA
DOXICICLINA Vibramicina 100mg drágea

TÓPICO OTOLÓGICO
CIPROFLOXACINA Cipro HC otológico (frasco) HIDROXIQUINOLEÍNA TRIETANOLAMINA Cerumin gotas otológicas POLIMIXINA B + FLUOCINOLONA + LIDOCAÍNA + NEOMICINA Otomixyn gotas otológica

TROMBOLÍTICO
ALTEPLASE Actilyse 50mg (frasco ampola) ESTREPTOQUINASE Streptase 250.000UI (frasco ampola) Streptase 750.000UI (frasco ampola) TENECTEPLASE Metalyse 40mg injetável (frasco ampola)

TUBERCULOSTÁTICO
ISONIAZIDA Hidrazida 100mg cápsula Isoniazida 100mg cápsula RIFAMPICINA Rifaldin 300mg cápsula

VASODILATADOR CEREBRAL
BETAISTINA Labirin 8mg comprimido BUFLOMEDIL Bufedil 150mg cápsula Bufedil 50mg ampola (ampola 5 mL) CILOSTAZOL Cebralat 50mg comprimido CINARIZINA Stugeron 25mg comprimido Stugeron 75mg comprimido FLUNARIZINA Flunarin 10mg comprimido PROSTAGLANDINA E Prostavasin 20mcg injetável (frasco ampola)

78

Manual Farmacêutico 2011/2012

VITAMINA
ÁCIDO ASCÓRBICO Cewin 500mg comprimido Redoxon 200mg/mL gotas (frasco 20mL) Vitamina C 200mg/mL injetável (ampola 5mL) ÁCIDO FÓLICO Ácido fólico 0,1% injetável (ampola 1mL) Endofolin 5mg comprimido ÁCIDO FÓLICO + ÁCIDO ASCÓRBICO Endofolin gotas (frasco 30mL) CALCITRIOL Rocaltrol 0,25mcg cápsula COLECALCIFEROL Colecalciferol gotas 1000UI/gota (frasco 10g) FITOMENADIONA Kanakion MM/Vita K 10mg/mL injetável (ampola 1mL) Kanakion MM 2mg/0,2mL injetável (ampola 0,2mL) HIDROXOCOBALAMINA Rubranova 5000mcg injetável (ampola 2mL) MULTIVITAMÍNICO Cerne 12 (frasco ampola) Protovit gotas (frasco 20mL) PIRIDOXINA Adermina 150mg/mL injetável (ampola 2mL) Vitamina B6 150mg/mL injetável (ampola 2mL) Seis B 100mg comprimido RETINOL Arovit 50.000UI drágea RETINOL + COLECALCIFEROL Ad-til gotas (frasco 10mL) TIAMINA Benerva 300mg comprimido Vitamina B1 100mg/mL injetável (ampola 1mL) TOCOFEROL Ephynal 400mg cápsula (1UI/mg)

Manual Farmacêutico 2011/2012

79

10. Classificação dos medicamentos em função dos riscos potenciais de teratogenicidade
Nenhum medicamento está isento de riscos, independentemente da via de administração. O efeito potencial dos medicamentos sobre o feto e neonato varia de acordo com a idade gestacional. Portanto, antes de se administrar qualquer medicamento em uma mulher grávida, deve-se valorizar a relação risco-benefício, considerando que o fato de não tratar determinadas patologias poder ser tanto ou mais perigoso para o feto que o medicamento em questão. O FDA estabeleceu 5 categorias para indicar o potencial de teratogenicidade do medicamento.
CATEGORIA A DEFINIÇÃO
Estudos controlados em humanos não demonstraram risco para o feto durante o primeiro trimestre, e a possibilidade de malformações congênitas parece remota. a) Estudos em animais não demonstraram risco para o feto, no entanto não foram realizados estudos controlados em humanos. b) Estudos em animais demonstraram riscos para o feto, o que não foi confirmado por estudos controlados em humanos. a) Estudos em animais detectaram efeito teratogênico, mas não há disponibilidade de estudos controlados em humanos. b) Não foram realizados estudos em animais nem humanos. Existe evidência de risco fetal em humanos, no entanto o benefício do medicamento em determinadas circunstâncias pode superar o risco. Estudos em animais e humanos mostram clara evidência de efeitos teratogênicos e o risco do uso do medicamento supera o benefício.

B

C

D X

Para indicar o potencial de teratogenicidade dos medicamentos padronizados neste hospital e que não foram classificados pelo FDA (muitos não comercializados nos Estados Unidos), utilizamos as informações sobre teratogenicidade publicadas na literatura para adaptá-las às categorias definidas pelo FDA. Estes medicamentos estarão indicados com a letra correspondente à classificação do FDA mais um asterisco. Exemplo:

A*
Os dois asteriscos (**) indicam que a informação não foi localizada.

80

Manual Farmacêutico 2011/2012

11. classificação dos medicamentos em função da amamentação
O aleitamento materno é o principal meio de nutrição do recém–nascido e atualmente é preconizado como a alimentação exclusiva do lactente até seis meses de idade, dado os benefícios em termos do binômio mãe-filho, prevenção de alergias, infecções e distúrbios nutricionais. Pela possibilidade de passagem de substâncias presentes no organismo materno para o RN e lactente através do leite materno devemos estar atentos para a repercussão de medicamentos usados pela mãe que podem afetar o bebê. Diversas fontes compilaram dados da literatura médica que podem nos auxiliar a identificar quais drogas são passíveis de uso durante a amamentação porém até o momento não dispomos de uma referência completa, que abranja todas as drogas utilizadas no Brasil e exterior e que conte com um mecanismo de atualização dinâmica. Disponibilizamos de maneira simples, informações sobre essa relação, com o objetivo de auxiliar o profissional em condutas referentes aos medicamentos padronizados na Instituição.
Como as drogas estão classificadas em relação à amamentação CÓDIGO
1 2 3 X ?

CLASSIFICAÇÃO
Compatível Usar com Cautela Evitar – Perigoso Incompatível Não estabelecido Sem dados disponíveis

1s
O símbolo s ao lado do código indica que há alguma observação relativa à amamentação (ver no item “alerta”).

12. Indicação de medicamentos que contêm látex ou não
O Látex é uma substância presente na borracha natural, extraída da árvore Hevea brasiliensis e é composto de proteínas que podem estimular a produção de anticorpos. Indivíduos que desenvolvem anticorpos na primeira exposição podem desenvolver reações alérgicas quando sofrem uma reexposição, e o rápido diagnóstico é imprescindível para que se obtenha o tratamento correto para as reações de hipersensibilidade ou reações anafiláticas. O uso do látex é bem diversificado e é usado na fabricação de uma grande variedade de produtos utilizados na área da saúde. Com relação aos medicamentos, o látex pode estar presente nas embalagens destinadas ao envase de medicamentos injetáveis, como por exemplo, nas rolhas de borracha e êmbolos de seringas preenchidas. A medida mais segura que existe para um indivíduo alérgico ao látex é evitar a sua exposição, ressaltando a importância de conhecer a presença de látex em objetos presentes no ambiente hospitalar (equipamentos, produtos para a saúde e medicamentos). O ícone referente à presença de látex na composição das embalagens dos medicamentos foi excluído nesta edição por ser uma informação considerada dinâmica e passível de alterações em curto espaço de tempo. Em caso de dúvida, entrar em contato com o farmacêutico ou com o CIM.

Manual Farmacêutico 2011/2012

81

13. Indicação de medicamento com risco de flebite
A flebite é caracterizada por uma inflamação na íntima de uma veia cateterizada que em geral está associado a dor, eritema, endurecimento do vaso ou presença de cordão fibroso. Vários fatores têm sido associados ao desenvolvimento desta complicação. Estes fatores causais são classificados em físicos, químicos e infecciosos tais como: 1. Flebite mecânica: inflamação da parede do vaso causada por estimulação mecânica, principalmente relacionada à utilização de cateteres de tamanho inapropriado para o tamanho do vaso e fixação inadequada do cateter. 2. Flebite química: inflamação da parede do vaso decorrente da administração de substâncias irritantes, medicações não diluídas apropriadamente, administração de drogas com pH baixo, infusão muito rápida de substâncias e presença de partículas na solução. 3. Flebite bacteriana: inflamação da parede do vaso associada à contaminação microbiológica. Alguns aspectos podem influenciar o desenvolvimento de flebite: Material do cateter e calibre, a inserção, tempo de permanência do cateter, fatores intrínsecos ao paciente como idade, condição da rede venosa, local da punção, vulnerabilidade biológica individual e aspectos relacionados aos medicamentos e forma de infusão tais como: pH, Velocidade de infusão , concentração e osmolaridade da solução a ser infundida. Desta forma, nesta 14a. edição do Manual Farmacêutico estamos incluíndo o ícone indicativo de risco de flebite para os medicamentos injetáveis, ou seja, aqueles medicamentos em que há descrito como reações adversas a associação ao risco de desenvolvimento de flebite. Além disso também estão disponíveis os guias de diluição e infusão para os medicamentos injetáveis utilizados pelo Hospital nas páginas finais do Manual Farmacêutico 14a edição.

82

Manual Farmacêutico 2011/2012

14. relação de Medicamentos Padronizados abatacePte
IMUNOSSUPRESSOR

a
? 2

c c

b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Orência 250mg (frasco ampola)

abcIXIMabe

ANTIAGREGANTE PLAQUETÁRIO

Reopro 10mg injetável (frasco-ampola 5mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,25mg/kg em bolus, IV (acima de 5min), 10 a 60min antes da angioplastia. Dose de manutenção: 10mcg/min, por infusão IV, em 12h. ALERTA ORIENTAÇÕES: Evitar procedimentos cirúrgicos nas próximas 48h. REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Hipotensão arterial, dor torácica. • Náusea • Sangramento menor • Dor nas costas • SÉRIAS: • Hematológicas: hemorragia (1-4%), trombocitopenia (3-5%). MONITORIZAÇÃO: recomenda-se monitorização cardíaca nos primeiros 5 dias. Observar sinais e sintomas de sangramento. CONTRAINDICAÇÕES: uso de anticoagulante dentro de 7 dias. Hipertensão arterial severa não controlada.

acetIlcIsteÍna

ANTÍDOTO / MUCOLÍTICO

?

b

Fluicistein/ Fluimucil 10% injetável (ampola 3mL) – cada ampola contém 300mg de n–acetilcisteína e veículo qsp 3mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 300mg, via inalatória, 1 a 2 vezes ao dia, ou 300 a 400mg, IM profunda, 1 a 2 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 150mg, via inalatória, diluído em igual volume de soro fisiológico, 1 a 2 vezes ao dia. Intoxicação por acetaminofeno: Dose inicial: 140mg/kg, por infusão IV. Dose de manutenção: 140mg/Kg, por infusão IV a cada 4h (17 doses). ALERTA INDICAÇÕES: droga de eleição nas intoxicações por paracetamol. Recentemente tem sido usado como protetor de lesão renal por contraste iodado. PRECAUÇÕES: pacientes com peso menor que 40Kg. Pacientes com restrição hídrica. REAÇÕES ADVERSAS: • > 10%: • Reações anafiláticas • SÉRIAS: • Broncoespasmo. • Anafilaxia. MONITORIZAÇÃO: realizar controle de função hepática, eletrólitos e balanço de fluidos.
Manual Farmacêutico 2011/2012 83

acetIlcIsteÍna

MUCOLÍTICO

?

b

Fluimucil Adulto 200mg pó (com aspartame) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 200mg, VO, 3 vezes ao dia.

acetIlcIsteÍna

MUCOLÍTICO

?

b

Fluimucil D 600mg pó (com aspartame) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 600mg, VO, 1 vez ao dia.

acetazolaMIda

DIURÉTICO / ANTIGLAUCOMA

1

c

Diamox 250mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Tratamento do glaucoma simples: Dose usual: 250mg a 1g, VO, 1 vez ao dia. Tratamento de glaucoma secundário e pré-operatório de alguns casos de glaucoma agudo congestivo (ângulo fechado): Dose usual: 250mg, VO, em intervalos de 4 a 12h. Crianças e neonatos: Epilepsia e glaucoma: Dose usual: 8 a 30mg/kg/dia, VO, fracionados em 3 administrações. Diurético e alcalinizante urinário: Dose usual: 5mg/kg/dia, VO, 1 vez/dia. Hipertensão intracraniana/hidrocefalia: Dose usual: 25mg/kg/dia, VO, fracionados em 3 administrações, com aumento de 25mg/kg/dia até 100mg/kg/dia. Dose máxima: 1g/dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: ajustar a dose em pacientes com insuficiência renal e hepática. Reposição de bicarbonato pode ser requerida. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Endócrina / metabólica: acidose metabólica • Oftálmica: glaucoma de ângulo fechado. • Ótica: zumbido, em terapia precoce (frequente). • Outras: reações adversas da sulfonamida, incluindo anafilaxia, discrasias sanguíneas, eritema multiforme, necrose hepática fulminante, síndrome de StevensJohnson, necrólise epidérmica tóxica. • Em crianças: miopia transitória. CONTRAINDICAÇÕES: doença hepática ou renal severa. Hiponatremia / hipocalemia.

acIcloVIr

ANTIVIRAL

1

b

Zovirax 250mg injetável (frasco ampola) Zovirax 200mg comprimido POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: 10mg/kg, IV, 3 vezes ao dia. Tempo de infusão: 1h.
84 Manual Farmacêutico 2011/2012

Neonatos: Dose: < ou = 26 semanas gestação: 20mg/kg/dose, IV, a cada 12h. 27 a 34 semanas gestação: 20mg/kg/dose, IV, a cada 12h. 35 a 42 semanas gestação: 20mg/kg/dia, IV, a cada 8h. > ou = 43 semanas gestação: 20mg/kg/dia, IV, a cada 8h. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 5mg/kg q4h >80 8h 80-50 8h 50-10 12-24h <10 (anúria) 2,5mg/kg q4h

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z
85
2,5mg/kg

Dose em diálise
após hD dose diária diária em DP

ALERTA ORIENTAÇÕES: a administração IV deve ser em bomba de infusão por 1h. Manter hidratação adequada durante a terapia I.V. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hematológicas: púrpura trombocitopênica trombótica, pacientes imunocomprometidos, alguns casos fatais. • Neurológicas: confusão, alterações encefalopáticas, letargia, tremor. • Psiquiátrica: agitação. • Renais: síndrome hemolítica urêmica em pacientes imunocomprometidos com alguns casos fatais, insuficiência renal. PRECAUÇÕES: flebite cáustica se ocorrer infiltração. Pacientes idosos utilizando agentes nefrotóxicos concomitantemente. MONITORIZAÇÃO: urinária, ureia e creatinina.

acIcloVIr
Zovirax creme

ANTIVIRAL TÓPICO

1

b

POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: aplicar, via tópica, em intervalos de 4h. Duração do tratamento: 5 dias. Se não ocorrer cicatrização, o tratamento deverá ser prolongado por 10 dias. ALERTA PRECAUÇÕES: não deve ser usado em prevenção de infecções recorrentes HVS. Não usar nos olhos.

ácIdo acÉtIco MISCELÂNEA-OUTROS/ANTISSÉPTICO ?
Ácido acético 3% frasco 5mL
ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL ANTIAGREGANTE PLAQUETÁRIO

c c

ácIdo acetIlsalIcÍlIco

2

Aspirina infantil 100mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Analgésico e antipirético: Dose usual: 40 a 60mg/kg/dia, VO, 4 a 6 vezes ao dia. Antiagregante em pacientes arteriopatas (coronarianas,etc.) Dose usual: 81 a 500mg/dia. Artrite reumatoide: Dose usual: 3,2 a 6g/dia, VO.
Manual Farmacêutico 2011/2012

Crianças: Analgésico e antipirético: Dose usual: 10 a 15mg/kg, VO, 4 a 6 vezes ao dia. Anti-inflamatório: Dose usual: 60 a 100mg/kg/dia, VO, fracionados em 3 a 4 administrações. Antiagregante plaquetário: Dose usual: 3 a 5mg/kg/dia, VO, 2 vezes por semana. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Gastrointestinal: úlcera gastrointestinal • Hematológica: Sangramento • Ótica: zumbido • Respiratória: broncoespasmo • Renais: necrose papilar renal, nefrite intersticial. • Outras: angioedema, síndrome de Reye, hepatoxicidade. PRECAUÇÕES: evitar o uso no último trimestre da gravidez e em casos de falência renal, úlcera péptica. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com cetorolaco e anticoagulantes. MONITORIZAÇÃO: hemograma, pressão arterial, função hepática, após o início da terapia com anti-inflamatórios não esteroidais, a cada 6-12 meses e, posteriormente, com maior frequência em pacientes de risco para toxicidade hepática, renal, cardíaca, ou gastrointestinal (por exemplo, idade maior de 60 anos, história de insuficiência cardíaca, renal, hepática).

ácIdo acetIlsalIcÍlIco taMPonado
ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL / ANTIAGREGANTE PLAQUETÁRIO

2

c

Aspirina Prevent 100mg comprimido POSOLOGIA Analgésico e antipirético: Adultos: Dose usual: 1000mg/dia, VO. Anti-inflamatório: Adultos e crianças ( > 30kg): Dose usual: 500 a 1000mg, VO, 3 a 4 vezes ao dia. ALERTA Vide Ácido Acetilsalicílico. Cuidado - idosos.

ácIdo acetIlsalIcÍlIco taMPonado
ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL/ANTIAGREGANTE PLAQUETÁRIO

X

d

Somalgin 325mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Analgésico e Antipirético Dose usual: 325 a 650mg, VO, a cada 4 ou 6 horas. Dose máxima: 4g /dia. Antiagregante plaquetário Dose usual: 325 mg, VO, a cada 48 horas. Artrite Reumatoide Dose usual: 2,5 a 3,5 g/dia, VO, podem ser administrados em doses divididas.
86 Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA Vide Ácido Acetilsalicílico.

a
HEMOSTÁTICO

ácIdo aMInocaProIco

X

c

b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Ipsilon 1g injetável (frasco 20mL) POSOLOGIA Adultos: Inicialmente de 4 a 5g em 1h, IV, após 1g cada 8h. Crianças: Extração dentária e epistaxe: Dose de ataque: 100 - 200mg/kg. Dose de manutenção: 100mg/kg a cada 6h. Dose usual: 50 a 100mg/kg/dose a cada 6h, por 2 ou 3 dias (iniciar 4h antes do procedimento). Dose máxima: 30g/dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: não utilizar associado com qualquer outra droga. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: bradicardia, hipotensão. • Dermatológica: erupção cutânea. • Hematológica: desordem trombótica. • Musculoesqueléticas: miopatia induzida por drogas, rabdomiólise. • Renal: insuficiência renal crônica. CONTRAINDICAÇÕES: coagulação intravascular disseminada. Risco de trombose, sem heparina. MONITORIZAÇÃO: fibrinogênio, creatina fosfoquinase (com terapia prolongada).

ácIdo aMInocaProIco
Ipsilon 500mg comprimido

HEMOSTÁTICO

X

c

POSOLOGIA Dose usual: 2 a 4 comprimidos, VO, 3 a 4 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 100mg/kg a cada 6h. Dose máxima: 30g. ALERTA Vide Ácido Aminocaproico injetável.

ácIdo ascÓrbIco

VITAMINA

1

c

Cewin 500mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 500mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: 1 – 10%: • Hiperoxalúria. PRECAUÇÕES: diabéticos e pacientes com cálculo renal recorrente (ex: pacientes em diálises), não devem tomar doses excessivas por períodos prolongados (alguns estudos apontam doses de 100mg/dia). Doses de 500mg/dia ou mais podem interferir com os testes de glicose urinária.

Manual Farmacêutico 2011/2012

87

ácIdo ascÓrbIco

VITAMINA

1

c

Redoxon 200mg/mL gotas Fr 20mL – 20gts/mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 500mg (50 gotas), VO, 2 vezes ao dia. Crianças (> 4 anos): Dose usual: 20 a 50mg (2 a 5 gotas), VO, 1 vez ao dia. Acidificação urinária: Dose usual: 500mg a cada 6h. Neonatos: Suplemento diário: Dose usual: 35 a 50mg/dia, VO, 1 vez ao dia. ALERTA Vide Ácido Ascórbico comprimido.

ácIdo ascÓrbIco

VITAMINA

1

c

Vitamina C 200mg/mL injetável (ampola 5mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100 a 250mg, IM ou IV, 1 a 3 vezes ao dia. Crianças (> 4 anos): Dose usual: 100 a 300mg/dia, IM ou IV, em doses fracionadas. ALERTA Vide Ácido Ascórbico comprimido.

ácIdo claVulÂnIco + aMoXIcIlIna
PENICILINA

1

b

Clavulin 250mg suspensão oral – cada 5mL contém 250mg de Amoxicilina na forma triidratada e 62,50mg de Ácido Clavulânico Clavulin 500mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 500mg, VO, 3 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 50mg/kg/dia, VO, em 3 doses diárias. Dose máxima: 1,5g/dia, VO. Neonatos: Dose usual: 30mg/kg/dia, VO, de 12/12h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • > 10%: • Diarreia (3 a 34%). • SÉRIAS: • Reações de hipersensibilidade imune. PRECAUÇÕES: hipersensibilidade à cefalosporina. MONITORIZAÇÃO: hemograma e culturas apropriadas.

88

Manual Farmacêutico 2011/2012

ácIdo claVulÂnIco + aMoXIcIlIna
PENICILINA

1

c

a b c d e F G

Clavulin 500mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1g, IV, de 8/8h. Sepse: Dose usual: 1g, IV, de 6/6h. Crianças: Dose usual: 50mg/kg, IV, de 8/8h. ALERTA Vide Ácido Clavulânico + Amoxicilina VO.

ácIdo FÓlIco

VITAMINA

1

a

H I J K l M n o P

Ácido fólico 0,1% injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,25 a 1mg, IM, IV, ou SC profunda, 1 vez ao dia. Crianças (< 2 anos): Dose usual: 15mcg/kg/dose ou 50mcg/dia. Crianças (> 2 anos): Dose usual: 1mg/dia. Crianças (1 - 10 anos): Dose usual: 0,1 a 0,4mg/dia. Auxílio diagnóstico (deficiência de folato): Dose usual: 0,1 a 0,2mg, 1 vez ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Imunológicas: alergia CONTRAINDICAÇÕES: anemia normocítica, perniciosa ou aplástica.

ácIdo FÓlIco

VITAMINA

1

a

Q r s t u

Endofolin 5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA Vide ácido fólico injetável.

ácIdo FÓlIco + ácIdo ascÓrbIco
VITAMINA

1

a

V W X Y z

Endofolin gotas Fr 30mL – 20gts/mL (0,2mg de Ácido Fólico + 50mg de Ácido Ascórbico/mL) ATENÇÃO! Possui corante caramelo. ALERTA. Vide ácido fólico injetável.

Manual Farmacêutico 2011/2012

89

ácIdo FusÍdIco
Verutex 2% Creme

ANTIMICROBIANO

?

**

POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: Aplicar 2 a 3 vezes por dia, durante 7 dias. Acne Dose usual: As aplicações podem ser mais prolongadas.

ácIdo MucoPolIssacárIdoPolIssulFÚrIco MISCELÂNEA-DERMATOLOGIA
Hirudoid pomada POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2g de pomada na região afetada.

?

**

ácIdo PolIacrÍlIco
Refresh gel

LUBRIFICANTE OFTÁLMICO

?

**

POSOLOGIA Dose usual: 1 gota, 2 a 4 vezes ao dia.

ácIdo traneXÂMIco

HEMOSTÁTICO

?

b

Transamin 250mg (ampola 5mL) POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 ampolas, IV ou IM, 1 a 4 vezes ao dia. Antes, durante e após intervenções cirúrgicas e casos graves, 2 a 10 ampolas por infusão. Crianças: Dose usual: 10mg/kg, 3 a 4 vezes ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: reduzir dose em insuficiência renal. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Doenças trombóticas. CONTRAINDICAÇÕES: processo ativo de coagulação intravascular, visão colorida defeituosa, hemorragia subaracnóidea. MONITORIZAÇÃO: exame oftalmológico deve ser conduzido antes e após tratamento prolongado.

ácIdo traneXÂMIco

HEMOSTÁTICO

?

b

Transamin 250mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 15 a 20 mg/kg, VO, 2 a 3 vezes ao dia. ALERTA Vide Ácido Tranexâmico injetável.

90

Manual Farmacêutico 2011/2012

ácIdo ursodesoXIcÓlIco
MISCELÂNEA-OUTROS

?

b

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Ursacol 150mg comprimido Ursacol 50mg comprimido ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: pedras calcificadas de colesterol. MONITORIZAÇÃO: diminuição de testes da função hepática incluindo bilirrubina total, SGOT, fosfatase alcalina e IgM.

ácIdo ValProIco

ANTICONVULSIVANTE

d

Depakene solução oral – cada 5mL contém 250mg de ácido Valproico Depakene 250mg cápsula ALERTA * Monitorar reações adversas. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Sonolência, vertigem, nervosismo, insônia. • Alopécia. • Náusea, diarreia, vômito, dor abdominal, dispepsia, anorexia. • Trombocitopenia. • Tremor, fraqueza. • Infecção no trato respiratório. • SÉRIAS: • Cardiovasculares: palpitações (1% - 5%), taquicardia (1% - 5%). • Endócrino/metabólica: hiperamonemia. • Gastrointestinal: hematêmese (1% - 5%). • Hematológica: trombocitopenia, dose-relacionada (1% a 27%). • Imunológica: reação de hipersensibilidade imune (rara). • Neurológica: coma, hiperamonemia-induzida, encefalopatia hiperamônica. • Ótica: ototoxicidade - surdez (1% - 5%). CONTRAINDICAÇÕES: disfunção hepática. MONITORIZAÇÃO: testes de função hepática, especialmente nos primeiros seis meses. Contagens de plaquetas e testes de coagulação. Parâmetros da coagulação, durante a gravidez.

ácIdo zoledrÔnIco
INIBIDOR DO CATABOLISMO ÓSSEO

b

Aclasta 5mg (frasco ampola 100mL) POSOLOGIA Adulto Dose usual: 5mg, IV, por no mínimo 15 minutos. ALERTA * Segundo bula não utilizar durante o período de amamentação. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Artralgia • Necrose Asséptica óssea • Dor óssea • Hipercalemia • Hipocalcemia • Mialgia
Manual Farmacêutico 2011/2012 91

• Nefropatia • Efusão pleural CONTRAINDICAÇÃO: hipocalcemia. PRECAUÇÕES: ter cautela ao utilizar drogas nefrotóxicas concomitantemente, pois pode aumentar o risco de lesão renal. MONITORIZAÇÃO: no tratamento de osteoporose e câncer relacionado a hipercalcemia, avaliar o cálcio sérico.

adenosIna

ANTIARRÍTMICO

?

c

Adenocard 3mg/mL injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 6mg por bolus, IV. Após 1 a 2min da dose inicial, repetir mais 12mg por bolus, IV, se necessário. Crianças: Dose inicial: 0,1mg/kg/dose, IV. Dose máxima: 12mg/dose. Neonatos: Dose inicial: 50mcg/kg, pode repetir 2 vezes. O início da ação ocorre em 10 a 30seg da administração. Dose máxima: 250mcg/kg. ALERTA ORIENTAÇÕES: administrar rapidamente. Não diluir com soro fisiológico. Ação rápida e meia-vida extremamente curta. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Rubor facial, palpitação, dor torácica, hipotensão arterial • Dor de cabeça • Dispneia • Diaforese • SÉRIAS: • Cardiovasculares: bradicardia, arritmias cardíacas (1%), bloqueio atrioventricular parcial (2%) • Respiratória: Broncoespasmo, em asmáticos. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: evitar o uso concomitante com carbamazepina. Cafeína e teofilina são antagonistas competitivos: aumento da dose de adenosina pode ser necessário. MONITORIZAÇÃO: eletrocardiograma, frequência cardíaca, frequência respiratória, pressão arterial.

adIFenIna + ProMetazIna + dIPIrona ANALGÉSICO

?

c

Lisador comprimido – cada comprimido contém: 500mg de Dipirona Sódica, 5mg de Prometazina e 10mg de Adifenina, cloridratos POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 comprimidos, VO, 4 a 6 vezes ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: deve ser evitado no primeiro trimestre da gravidez. PRECAUÇÕES: em pacientes idosos o risco de alterações psíquicas é maior. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Agranulocitose • Apneia • Icterícia
92 Manual Farmacêutico 2011/2012

• • • •

Leucopenia Síndrome neuroléptica maligna Depressão respiratória Trombocitopenia

a b
?

adIFenIna + ProMetazIna + dIPIrona ANALGÉSICO

c

c d e F G H

Lisador gotas Fr 20mL – 40gts/1,5mL ( 500mg de Dipirona sódica + 5mg de Prometazina + 10mg de Adifenina, cloridratos / 1,5mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 30 a 60 gotas, VO, 4 a 6 vezes ao dia. ALERTA Vide Lisador comprimido.

adIFenIna + ProMetazIna + dIPIrona ANALGÉSICO

?

c

I J K l M

Lisador injetável (ampola 2mL) cada 2mL contém 750mg de dipirona sódica, 5mg de prometazina e 10mg de adifenina POSOLOGIA Dose usual: 2 a 4mL, IM, 4 a 6 vezes ao dia. ALERTA Vide Lisador comprimido.

áGua

SOLUÇÃO PARA INFUSÃO PARENTERAL

1

a

n o P Q r s t u V W X Y z

Água destilada (ampolas com 10mL e 20mL e frasco com 250mL) POSOLOGIA Dose usual: diluições de medicamentos em geral.

ácIdo bÓrIco

ANTISSÉPTICO

? 2

** c

Água Boricada 3% (frasco 100mL)

albendazol

ANTIPARASITÁRIO

Zentel 200mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 200mg, VO, 2 vezes ao dia. Dose máxima: 400mg, VO, 2 vezes ao dia. Crianças (> 2 anos): Dose usual: 400mg, VO, em dose única. Taenia sp ou Strongyloides stercoralis: Dose usual: 400mg, VO, 1 vez ao dia, por 3 dias. ALERTA ORIENTAÇÕES: pacientes com neurocisticercose devem receber terapia com corticoesteride e anticonvulsivante durante a primeira semana de terapia. Teratogênico.
Manual Farmacêutico 2011/2012 93

REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Dor de cabeça • Aumento das transaminases. • SÉRIAS: • Insuficiência renal aguda • Agranulocitose • Anemia aplástica • Eritema multiforme • Desordem granulocitopênica • Hepatotoxicidade, com valores elevados das enzimas. • Leucopenia • Pancitopenia • Síndrome de Stevens-Johnson • Trombocitopenia

albuMIna HuMana
EXPANSOR DO VOLUME SANGUÍNEO

?

c

Albumina humana 20% solução (ampola 50mL) Flexbumin 20% bolsa 50mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 3,5 a 7mL/kg/dia, por infusão IV. Crianças: Dose usual: 1 a 2g/kg/dia, por infusão IV. Neonatos: Hipoproteinemia: Dose usual: 0,5 a 1g/kg/dose, IV, repetir a cada 1 ou 2 dias. Hipovolemia: Dose usual: 0,5 a 1g/kg/dose, IV, em bolus, repetir SN. ALERTA INDICAÇÕES: De acordo com a resolução RDC nº 115, de 10 de maio de 2004, as indicações da albumina podem ser classificadas como: INDICAÇÕES FORMAIS 1. Preenchimento (priming) da bomba de circulação extracorpórea nas cirurgias cardíacas. 2. Tratamento de pacientes com ascites volumosas, por paracenteses repetidas. 3. Após paracenteses evacuadoras nos pacientes com ascites volumosas. 4. Como líquido de reposição nas plasmafereses terapêuticas de grande monta (retirada de mais de 20 ml/kg de plasma por sessão). 5. Prevenção da síndrome de hiperestimulação ovariana no dia da coleta do óvulo para fertilização in vitro. 6. Pacientes com cirrose hepática e síndrome nefrótica, quando houver edemas refratários aos diuréticos e que coloquem em risco iminente a vida dos pacientes. 7. Grandes queimados, após as primeiras 24 horas pós-queimadura. 8. Pós-operatório de transplante de fígado, quando a albumina sérica for inferior a 2,5g%. INDICAÇÕES DISCUTÍVEIS 1. Em pacientes críticos com hipovolemia, hipoalbuminemia e má-distribuição hídrica. 2. Hiperbilirrubinemia do recém-nato por dhpn. 3. Em pacientes com cirrose que apresentem peritonite bacteriana espontânea. INDICAÇÕES NÃO FUNDAMENTADAS 1. Correção de hipoalbuminemia. 2. Correção de perdas volêmicas agudas, incluindo choque hemorrágico. 3. Tratamento de pacientes com cirrose hepática ou com síndrome nefrótica. 4. Peri-operatório, exceto nos casos mencionados anteriormente.
94 Manual Farmacêutico 2011/2012

MONITORIZAÇÃO: todos os pacientes devem ser observados para sinais de hipervolemia, tal como edema pulmonar. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Imunológica: reação de hipersensibilidade imune (rara). • Em crianças: • Cardíacas: edema pulmonar, hipertensão (ou hipotensão arterial, secundária a reação de hipersensibilidade), taquicardia, hipervolemia. • Febre • Rash cutâneo PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com restrição sódica. Insuficiência renal crônica e anemia crônica. CONTRAINDICAÇÕES: pacientes em risco de sobrecarga circulatória aguda (falência cardíaca, edema pulmonar, anemia severa).

a b c d e F G H I J K l M

alcaçuz + taMarIndo + corIandruM satIVuM + FolHas de sena + cássIa FÍstula LAXANTE

?

c

Tamarine cápsula – cada cápsula contém 240mg de Cássia angustifólia Vahl, 11,70mg de Tamarindus indica L. 11,70mg de Cássia Fístula L. e 5,40mg de Coriandrum sativum L POSOLOGIA Adultos e crianças (acima de 8 anos): Dose usual: 1 a 2 cápsulas, VO, 1 vez ao dia (ao deitar). ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: Cólicas abdominais, vômitos e diarreia.

alcaçuz + taMarIndo + corIandruM satIVuM + FolHas de sena + cássIa FÍstula LAXANTE
Tamarine gel

?

c

n o P Q r s u V W X Y z

POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5g, VO, 1 vez ao dia (após a última refeição). Crianças (> 2 anos): Dose usual: 2,5g, VO, 1 vez ao dia (após a última refeição). Aumento da dose conforme a necessidade. ALERTA Vide Tamarine Cápsula.

álcool etÍlIco

MISCELÂNEA-OUTROS

?

d/X t

Álcool Absoluto injetável (ampola 10mL) POSOLOGIA Adultos: Hemorragia: Dose usual: 20 a 50mL, IV. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: euforia, confusão mental, sedação, coma.

Manual Farmacêutico 2011/2012

95

aleMtuzuMabe

ONCOLÓGICO

3 2

c c

Campath 30mg/mL solução intravenosa

alendronato dIssÓdIco
INIBIDOR DO CATABOLISMO ÓSSEO

Fosamax 70mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Osteoporose: Dose usual: 70mg, VO, 1 vez por semana. ALERTA ORIENTAÇÕES: deve ser tomado em jejum com muita água, na posição ortostática, e não deitar após a ingestão do mesmo pelo menos durante 30 minutos, gastrite/ esofagite. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológica: extrema reação na pele • Gastrointestinais: úlcera duodenal, erosões esofágicas, com hemorragia, perfuração esofágica, estenose esofágica, esofagite (1,5%), úlcera gástrica, faringite ulcerativa aguda, úlcera de esôfago (1,5%) • Imunológica: reação de hipersensibilidade • Musculoesqueléticas: artralgia, necrose asséptica do osso, da mandíbula (rara), dor óssea, mialgia. MONITORIZAÇÃO: níveis séricos de cálcio, eletrólitos e níveis de fosfato.

alFentanIla ANESTÉSICO VENOSO OPIÓIDE / ANALGÉSICO NARCÓTICO
Rapifen 0,5mg/mL injetável (ampola 5mL) POSOLOGIA Anestesia Balanceada: Dose inicial: 50 a 300mcg/kg, IV (bolus). Dose de manutenção: 0,5 a 15mcg/kg/min, IV.

X

c

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Bradicardia • Náusea e vômito • SÉRIAS: • Apneia • bradiarritmia • Arritmias cardíacas • Hipertensão • Hipotensão • Movimentos involuntários. • Rigidez muscular • Depressão respiratória • taquiarritmia PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com asma aguda e bradiarritmia.

96

Manual Farmacêutico 2011/2012

aloPurInol

ANTIGOTOSO

1

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Zyloric 100mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100 a 300mg, VO, 1 vez ao dia. Crianças (< 6 anos): Dose usual: 150mg/dia, VO, fracionados em 3 administrações. Crianças (6 a 10 anos): Dose usual: 300mg/dia, VO, fracionados em 2 a 3 administrações. ALERTA ORIENTAÇÕES: durante a terapia concomitante, reduzir as doses de azatioprima ou mercaptopurina, de 1/3 a 1/4 da dose usual. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Rash (se ocorrer esta reação ou qualquer sinal de sensibilidade, deve-se descontinuar o uso). • SÉRIAS: • Agranulocitose • Anemia • Hepatotoxicidade • Mielossupressão • Síndrome de Stevens-Johnson PRECAUÇÕES: em pacientes com diminuição do clearance de creatinina há risco aumentado de vasculite sistêmica. Cuidado – idosos. MONITORIZAÇÃO: níveis séricos de ácido úrico 6 mg/dL ou menos.

alPrazolaM

ANSIOLÍTICO/HIPNÓTICO

2

c

Frontal 0,25mg comprimido Frontal 0,5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,25 a 4mg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Crianças (< 40kg): Dose usual: 0,25mg. Crianças (> 40kg): Dose usual: 0,5mg. Dose máxima: 0,04mg/kg/dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Diminuição da libido, desordens menstruais. • Aumento/diminuição do apetite, diminuição da salivação, perda/ganho de peso, xerostomia. CONTRAINDICAÇÕES: em paciente com miastenia gravis. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com cetoconazol, itraconazol, indinavir, delavirdine, atazanavir. MONITORIZAÇÃO: plaquetária, urinária e hematológica.

Manual Farmacêutico 2011/2012

97

alProstadIl (PGe)

PROSTAGLANDINAS

?

b

Bedfordalprost 500mcg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Neonatos: Dose inicial: 0,05 a 0,1mcg/kg de peso, IV, em intervalos de 1min. Dose de manutenção: 0,01 a 0,4mcg/kg de peso, conforme resposta clínica. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Rubor • Febre • Apneia • SÉRIAS: • Cardiovasculares: insuficiência cardíaca congestiva, bloqueio atrioventricular parcial, taquicardia supraventricular, fibrilação ventricular (<1%). • Hematológica: coagulação intravascular disseminada (1%). • Musculoesqueléticas: Desordem de desenvolvimento ósseo, proliferação cortical dos ossos longos. • Neurológica: convulsão (4%). • Sexual: priapismo. • Respiratória: apneia no recém-nascido (10-12%). PRECAUÇÕES: não utilizar em síndrome de desconforto respiratório e usar com cautela em neonatos com tendência de sangramento. CONTRAINDICAÇÕES: predisposição à priapismo. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, frequência respiratória, temperatura, sinais de infecção.

altePlase

TROMBOLÍTICO

1

c

Actilyse 50mg (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Infarto agudo do miocárdio: Dose inicial: Bolus 15mg, IV. Dose usual: 0,75mg/kg, IV, em 30min (não exceder a 50mg). Dose usual: 0,50mg/kg, IV, em 60min (não exceder a 35mg). Crianças: Oclusão de catéteres: Dose usual: < 10kg: 0,5mg diluído, intracatéter. Dose usual: > 10kg: 1mg em 1mL SF, intracatéter. ALERTA ORIENTAÇÕES: a duração do hiperfibrinolítico termina após poucas horas da suspensão da administração, o tempo de trombina retorna ao normal em 4h. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: arritmias cardíacas. • Gastrointestinal: hemorragia gastrointestinal. • Imunológica: reação de hipersensibilidade imune (< 0,02%). • Neurológica: hemorragia intracraniana (0.4-0.7%). • Outras: sepse. CONTRAINDICAÇÕES: em paciente com miastenia gravis. Sangramento interno ativo. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, temperatura, hemograma completo. Reticulócitos, fibrinogênio, TP, TTPA.

98

Manual Farmacêutico 2011/2012

aMantadIna

ANTIPARKINSONIANO

2

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z
99

Mantidan 100mg comprimidos POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100mg, VO, 2 vezes ao dia. Dose máxima: 100mg, VO, 3 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Insuficiência respiratória aguda • Agranulocitose • Parada cardíaca • Arritmias cardíacas • Insuficiência cardíaca congestiva • Hipotensão • Reação de hipersensibilidade imune • Leucopenia • Síndrome neuroléptica maligna • Neutropenia • Edema pulmonar • Intenções suicidas • Taquicardia PRECAUÇÕES: cuidado com o uso em idosos, pode desenvolver quadro psicótico. MONITORIZAÇÃO: níveis plasmáticos da amantadina. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com cloridrato de potássio.

aMIcacIna

AMINOGLICOSÍDEO

1

d

Amicilon 500mg (ampola) Novamin 100mg injetável (ampola 2mL) Novamin 500mg injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 7,5mg/kg, IV ou IM, de 12/12h ou 1g, de 24/24h. Crianças: Dose usual: 15mg/kg/dia, IV ou IM, fracionados em 3 administrações. Recentes publicações preconizam a administração da dose diária total em administração única. Neonatos: < 26 semanas gestação: 7,5mg/kg/dose, IV ou IM, a cada 24h. 27 a 34 semanas gestação: 7,5mg/kg/dose, IV ou IM, a cada 18h. 35 a 42 semanas gestação: 10mg/kg/dose, IV ou IM, a cada 12h. > 43 semanas gestação: 10mg/kg/dose, IV ou IM, a cada 8h. Concentração sérica desejada: pico (20 a 30mcg/mL) - vale (< 10mcg/mL). AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 7,5mg/kg q12h >80 8-12h 80-50 12h 50-10 24-36h <10 (anúria) 36-48h

Dose em diálise
após hD 2,5 - 3,74mg/kg diária em DP 3-4mg/2L

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA ORIENTAÇÕES: a absorção IM é errática, especialmente no neonato com peso muito baixo. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Nefrotoxicidade • Bloqueio neuromuscular • Ototoxicidade • Paralisia do trato respiratório, concomitante anestesia e relaxantes musculares. PRECAUÇÕES: dose e frequência devem ser monitorados e modificados em casos de insuficiência renal. MONITORIZAÇÃO: monitorar o nível sérico em pacientes em choque e insuficiência renal ou tratamento com anti-inflamatórios associados.

aMIlorIda + HIdroclorotIazIda
DIURÉTICOS

1

b

Moduretic 25mg comprimido – cada comprimido contém: 25mg de Hidroclortiazida e 2,5mg de Cloridrato de Amilorida POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 25 a 50mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: possui a vantagem de poupar potássio. Não possui ação efetiva em pacientes com clearance de creatinina <50mL/min. PRECAUÇÕES: diabetes nefropática. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com dofetilida, eplerenom, trianteren. MONITORIZAÇÃO: eletrólitos séricos, especialmente o potássio.

aMInoácIdos
Ketosteril tablete

AMINOÁCIDOS

?

**

ALERTA INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: Deve ser tomado separado de medicamentos que formem complexos de cálcio (ex: tetraciclina). A ingestão com outros medicamentos contendo cálcio pode levar a hipercalcemia. CONTRAINDICAÇÕES: pacientes que apresentam hipercalcemia e distúrbios no metabolismo de aminoácidos. REAÇÕES ADVERSAS: • Hipercalcemia. MONITORIZAÇÃO: aparecimento de hipofosfatemia no decurso do tratamento. Verificar o nível de cálcio no plasma em intervalos regulares.

aMInoFIlIna

BRONCODILATADOR

1

c

Aminofilina 100mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100 a 200mg, VO, 2 a 3 vezes ao dia. Crianças (< 1 ano): Dose total: [0,3 x (idade em semanas) + 8]mg, VO, 4 vezes ao dia. Crianças (1 a 12 anos): Dose usual: 4 a 6mg/kg, VO, 4 vezes ao dia. Dose máxima: 24mg/kg, VO, 1 vez ao dia.

100

Manual Farmacêutico 2011/2012

Neonatos: Apneia da prematuridade: Dose de ataque: 4 a 6 mg/kg/dose, VO, a cada 8 ou 12h. Iniciar a manutenção, de 8 a 12h após dose de ataque. Dose de manutenção: 1,5 a 3,0mg/kg/dose a cada 8 ou 12h. ALERTA ORIENTAÇÕES: quando mudar a via de administração da aminofilina, IV para VO, considerar um aumento da dose em 20%. Se mudar aminofilina IV para teofilina VO, não ajustar a dose. Como broncodilatador é considerado droga de 3ª escolha. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: fibrilação atrial, bradicardia, rápida administração - parada cardíaca, taquiarritmias • Dermatológica: eritrodermia • Gastrointestinal: enterocolite necrosante no feto ou recém-nascido • Imunológica: reação de hipersensibilidade • Neurológicas: hemorragia intracraniana, convulsão. MONITORIZAÇÃO: controlar a frequência cardiaca, glicemia, nível sérico da teofilina. PRECAUÇÕES: idade: neonatos, crianças (<1ano) e idosos têm o clearance de teofilina reduzido.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

aMInoFIlIna

BRONCODILATADOR

1

c

Aminofilina 24mg/mL injetável (ampola 10mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 240 a 480mg (10 a 20mL), IV, 1 a 2 vezes ao dia. Crianças e Neonatos: Apneia neonatal: Dose de ataque: 4 a 6mg/kg/dose, IV, infundidos em 30min. Dose de manutenção: 1 a 3mg/kg/dose, IV, infundidos em 30min, a cada 8 a 12h. Broncodilatador: Dose inicial: 6mg/kg/dose (infusão em 30min), IV. Dose de manutenção: 0,2mg/kg/h, contínua. Dose intermitente: dividir a dose total da infusão contínua em 24h e administrar a cada 4 a 6h. Níveis terapêuticos: Apneia da prematuridade: 7 a 12mcg/mL. Broncodilatação: 10 a 20mcg/mL. ALERTA Vide Aminofilina comprimido.

aMIodarona

ANTIARRÍTMICO

X

d

Atlansil 150mg injetável (ampola 3mL) – cada 3mL contém 150mg de cloridrato de amiodarona POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5mg/kg, IV. Neonatos: Dose inicial: 5mg/kg, IV, infusão em 30 a 60min, preferencialmente em veia central. Infusão de manutenção: 7 a 15mcg/kg/min. Iniciar sempre com 7mcg/kg/min e aumentar conforme o desejado seja alcançado.

Manual Farmacêutico 2011/2012

101

ALERTA MONITORIZAÇÃO: monitorar para toxicidade pulmonar, hepática ou exacerbação de arritmia. Monitorar o intervalo QT através do ECG. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Arritmias cardíacas • Insuficiência cardíaca congestiva • Hepatotoxicidade • Reação de hipersensibilidade imune • Toxicidade pulmonar • Choque • Síndrome de Stevens-Johnson • Trombocitopenia PRECAUÇÕES: administrar com cautela em pacientes com bradicardia sinusial, bloqueio átrio-ventricular de 1º grau e outros distúrbios de condução. Cuidado-idosos. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: cisaprida, indinavir, nelfinavir, ritonavir, tipranavir.

aMIodarona

ANTIARRÍTMICO

X

d

Atlansil 100mg comprimido Atlansil 200mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100 a 1200mg, VO, em dose única ou fracionados em até 3 administrações. Crianças: Dose usual: 10 a 15mg/kg/dia, VO, fracionados em 1 a 2 vezes ao dia. Após, reduzir para 5mg/kg/dia, VO. Dose mínima efetiva: 2,5mg/kg/dia, VO, 5 dias/semana. ALERTA Vide Amiodarona injetável.

aMItrIPtIlIna
ANTIDEPRESSIVO / ANTIENXAQUECOSO

3

c

Tryptanol 25mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10 a 175mg, VO, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 1,0 - 3mg/kg/dia, em 3 doses diárias. Adolescentes: Dose usual: 25 a 50mg/dia, fracionados em 2 a 3 administrações. Aumentar gradualmente até 100mg/dia. Dose máxima: 200mg/dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: devido ao anticolinérgico, pode causar retenção urinária. Pode causar aumento de peso. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Agranulocitose, trombocitopenia, anemia aplástica, eosinofilia (induzida pela droga), leucopenia. • Arritmias cardíacas, acidente vascular cerebral, infarto do miocárdio • Diminuição da função hepática • Hipertensão, hipotensão ortostática • Icterícia • Pancitopenia
102 Manual Farmacêutico 2011/2012

• Convulsão • Pensamentos suicidas • Suicídio • Síncope INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com cisaprida e inibidores da MAO (selegilina).

a b c
c

aMlodIPIna

ANTI-HIPERTENSIVO

?

d e F G H I J K

Cordarex 2,5mg comprimido Atenção! Possui corante laca de alumínio amarelo nº 6 e corante laca de alumínio amarelo nº10 Norvasc 5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5 a 10mg, VO, 1 a 2 vezes ao dia. Crianças (de 6-17 anos): Dose usual: 2,5 a 5mg, 1 vez ao dia. Doses > 5mg não foram estudadas. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: > 10%. • Edema periférico. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial e enzimas hepáticas. PRECAUÇÃO: ajustar a dosagem para pacientes com disfunção hepática.

aMoXIcIlIna

PENICILINA

1

b

l M n o P Q r s t u V W X Y z

Amoxil 250mg suspensão – cada 5mL de ss contém 250mg de amoxicilina Atenção! Possui corante vermelho nº 40 Amoxil 500mg cápsula POSOLOGIA Adultos e crianças (> 12 anos): Dose usual: 500mg, VO, de 8/8h. Crianças e neonatos: Dose usual: 50mg/kg/dia, VO, em 3 doses diárias. Idade < ou = 3 meses: 20 a 30mg/kg/dia, VO, a cada 12h. Dose máxima: 1,5g/dia, VO. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 500mg q8h VO >80 8h 80-50 8h 50-10 12h <10 (anúria) 12-24h

Dose em diálise
após hD 250mg diária em DP Clcr<10

ALERTA ORIENTAÇÕES: alta incidência de reação cruzada com outros beta-lactâmicos e cefalosporina. Ajuste de dosagem em pacientes com insuficiência renal. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Imunológica: reação de hipersensibilidade imune. MONITORIZAÇÃO: febre, hemograma, função hepática, com terapia prolongada. Função renal em idosos e em pacientes com insuficiência renal, ou com terapia prolongada.

Manual Farmacêutico 2011/2012

103

aMoXIcIlIna + claVulanato
Clavulin BD 400mg/5mL suspensão

PENICILINA

1

b

POSOLOGIA Crianças: Dose usual: Peso (kg) 25/3,6 mg/kg/dia (ml/2 vezes ao dia) 45/6,4 mg/kg/dia (ml/2 vezes ao dia) >2 anos ALERTA Vide amoxicilina.

aMorolFIna
Loceryl esmalte

ANTIFÚNGICO TÓPICO

?

b

ALERTA MONITORIZAÇÃO: exames micológicos (microscopia, cultura).

aMPIcIlIna

PENICILINA

2

b

Uniampicilin 500mg injetável (frasco ampola) Amplacilina 1g injetável (frasco ampola) Posologia Adultos: Dose usual: 1 a 3g, IV, a cada 4 ou 6h. Crianças: Dose usual: 100 a 200mg/kg/dia, IV, fracionados a cada 4 ou 6h. Obs: Em infecções graves a dose pode ser de 300mg/kg/dia, IV, em 4 doses diárias. Neonatos: Dose usual: 25 a 50mg/kg/dose, IV. Meningite e sepse por streptococcus B: Dose usual: 100mg/kg/dose. Idade pós-menstrual < ou = 29 semanas: Tempo de vida 0 a 28 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 28 dias, intervalo 8 horas Idade pós-menstrual 30 a 36 semanas: Tempo de vida 0 a 14 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 14 dias, intervalo 8 horas Idade pós-menstrual 37 a 44 semanas: Tempo de vida 0 a 7 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 7 dias, intervalo 8 horas Idade pós-menstrual > ou = 45 semanas: Tempo de vida - todos, intervalo 6 horas AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 1-2g q4-6h >80 4-6h 80-50 6h 50-10 8h <10 (anúria) 12h

Dose em diálise
após hD 500mg diária em DP Clcr<10

ALERTA Vide amoxicilina.

104

Manual Farmacêutico 2011/2012

anFoterIcIna b

ANTIFÚNGICO

?

b

a b c d e F G H I J K l M n o P Q

Anforicin B 50mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose teste: 1mg/kg/dia, por infusão, IV, em 2 a 4h. Dose máxima: 50mg/dia, IV, em 24h. Crianças: Dose teste: 0,1mg/kg/dose, IV. Dose usual: 0,3 a 1mg/kg/dia, em infusão única, IV, em 4h. Neonatos: Dose inicial: 0,25 a 0,5mg/kg, por infusão, IV, em 2 a 6h. Dose de manutenção: 0,5 a 1mg/kg, a cada 24h, por infusão, IV, em 2 a 6h. AJUSTE RENAL Dose em diálise
Dose/intervalo 0,25-1mg/kg q24h <10 (anúria) 24h após hD Não diária em DP Clcr<10

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Febre, arrepios • Aumento da creatinina sérica • Falência múltipla de órgãos • SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas, hipotensão arterial, tromboflebite. • Endócrino/metabólica: hipocalemia. • Hematológicas: anemia, trombocitopenia. • Imunológica: anafilaxia. • Neurológica: convulsão. • Oftálmicas: visão turva, diplopia. • Renal: nefrotoxicidade. • Respiratória: taquipneia. ORIENTAÇÕES E MONITORIZAÇÃO (vide anfotericina B lipossomal).

anFoterIcIna b lIPossoMal
Ambisome 50mg injetável

ANTIFÚNGICO

?

b

r s t u V W X Y z

POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2 a 4mg/kg/dia, por infusão, IV, em 1 a 2h. Dose máxima: 250mg/dia, IV. Crianças: Dose usual: 2,5 a 5mg/kg/dia. Neonatos: Dose inicial: 1 a 5mg/kg/dose, a cada 24h, por infusão, IV, por 2h. Começar com 1mg/kg/dose e aumentar diariamente 1mg/kg. ALERTA ORIENTAÇÕES: reações agudas podem ocorrer 1 a 2hs após o inicio da infusão (febre). Não misturar com solução fisiológica – pode ocorrer precipitação. Concentração máxima de infusão: 0,1mg/mL. Suspender se ureia > 80mg/dL, creatinina sérica > 3mg/dL ou testes de função hepática anormais.

Manual Farmacêutico 2011/2012

105

REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Edema, taquicardia, hipotensão • Arrepios, insônia, enxaqueca • Rash, prurido • Hipocalemia, hipomagnesemia, hiperglicemia • Náusea, diarreia, dor abdominal • Anemia, trombocitopenia • Aumento das enzimas hepáticas • Flebite • Fraqueza • Aumento da creatinina, hematúria • Dispneia, desordens no pulmão, aumento da tosse • SÉRIAS: • Imunológica: anafilaxia • Renal: nefrotoxicidade MONITORIZAÇÃO: periodicamente monitorizar o ECG, funções hepática e renal e potássio.

anIdulaFunGIna

ANTIFÚNGICO

?

c

Ecalta 100mg (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose de ataque: 200mg no dia 1, IV, 1 vez ao dia. Dose de manutenção: 100mg, IV, 1 vez ao dia até o seu final. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • Sistema Hematológico e Linfático: trombocitopenia, coagulopatia • Metabolismo e Nutrição: hipercalemia, hipocalemia, hipomagnesemia • Sistema Nervoso: convulsão, cefaleia • Vasculares: rubor • Gastrintestinais: diarreia • Hepatobiliares: elevação da gama-glutamiltransferase, elevação da fosfatase alcalina plasmática, elevação do aspartato aminotransferase (TGO), elevação da alanina aminotransferase (TGP) • Pele e Tecidos Subcutâneos: rash, prurido • Alterações Laboratoriais: elevação da bilirrubina plasmática, redução na contagem de plaquetas, elevação na creatinina plasmática, prolongamento do intervalo QT no eletrocardiograma CONTRAINDICAÇÕES: pacientes com problemas hereditários raros de intolerância a frutose; gravidez. PRECAUÇÕES: A taxa de infusão não deve exceder o recomendado (máximo de 1,1 mg/minuto), pois pode desencadear eventos adversos que são infrequentes quando a medicação é infundida até a velocidade indicada. Contém açúcar, cautela em diabéticos.

aPrePItante

ANTIEMÉTICO/PROCINÉTICO

3

b

Emend 80/125mg comprimido POSOLOGIA Adultos Prevenção de náuseas e vômitos induzida pela quimioterapia: Dose usual: 125mg, VO, 1h antes da quimioterapia no primeiro dia; 80mg/dia, VO, no segundo e terceiro dia.

106

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Fadiga • Náusea • Fraqueza • Soluços • SÉRIAS: • Cardiovascular: taquicardia sinusal • Dermatológicas: angioedema, síndrome de Stevens-Johnson. • Hematológicas: neutropenia febril, sepse INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com: astemizol, cisaprida, pimozida e terfenadina.

a b c d e F
c d

asParaGInase

ONCOLÓGICO

3 2

G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Elspar 10000UI (frasco ampola(10mL)

atenolol

ANTIANGINOSO / ANTI-HIPERTENSIVO

Atenol 25mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 12,5 a 100mg, VO, 1 a 2 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 0,8 a 1mg/kg/dose, VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 2mg/kg/dia. Neonatos: Dose usual: 0,5mg/kg/dose, VO em intervalos de 12h. Dose máxima: 4mg/kg/dia. AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 24h 80-50 48h 50-10 96h

Dose em diálise
após hD Sim diária em DP Clcr<10

ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: choque cardiogênico, insuficiência cardíaca, bradicardia sinusial severa, bloqueio AV de 2º ou 3º. PRECAUÇÃO: cautela nos pacientes com depressão do miocárdio, bradiarritmia, doença vascular periférica, doença pulmonar obstrutiva crônica. Evitar suspensão abrupta do medicamento. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Outra: lúpus eritematoso. MONITORIZAÇÃO: ECG, frequência cardíaca, pacientes com hiperglicemia. Função hepática e renal. Sinais e sintomas de insuficiência cardíaca. Pressão arterial e frequência respiratória.

Manual Farmacêutico 2011/2012

107

atorVastatIna

HIPOLIPIDÊMICO

X

X

Lipitor 10mg comprimido Lipitor 40mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 10mg, VO, dose única diária. Dose máxima: 80mg/dia. Prevenção secundária: dose necessária para reduzir o LDL até 100. ALERTA ORIENTAÇÕES: deve ser administrado à noite, preferencialmente. Evitar a associação com gemfibrosil. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Enxaqueca • SÉRIAS: • Musculoesqueléticas: rabdomiólise (rara), ruptura do tendão. CONTRAINDICAÇÕES: hepatopatia MONITORIZAÇÃO: painel lipídico e função hepática. Posteriormente, nível sérico de creatina quinase em pacientes com dor muscular e naqueles recebendo outros fármacos associados com miopatia.

atosIbana

PREVENÇÃO DE PARTO PREMATURO

?

b*

Tractocile 7,5mg/mL (frasco ampola 0,9mL) Tractocile 7,5mg/mL (frasco ampola 5mL) POSOLOGIA Dose inicial: 6,75mg (0,9mL), IV lenta (1min). Dose manutenção: infusão contínua de 18mg/h, por 3h e 6mg/h até a inibição do trabalho de parto (máximo 45h). ALERTA PRECAUÇÕES: pode ser ineficiente se a dilatação cervical for de 3cm ou mais. Considerar a interrupção da droga se houver aumento da dilatação cervical de 1cm ou mais durante a terapia ,ou se as contrações uterinas persistirem após 6 horas, do início do tratamento. A duração total do tratamento não deve exceder 48h. Não é recomendável repetir o tratamento por mais de três vezes durante a gestação. Não utilizar antes da 24ª ou após a 33ª semana da gestação. CONTRAINDICAÇÕES: pré-eclâmpsia ou eclâmpsia, suspeita de corioamnionite, descolamento prematuro da placenta, sangramento vaginal de causa não diagnosticada, gestação múltipla, sofrimento ou morte fetal. MONITORIZAÇÃO: pressão materna / frequência cardíaca. Frequência cardíaca do feto. ECG em: pacientes com doença cardiovascular preexistente ou se apresentar sintomas cardíacos durante a perfusão (por exemplo, dor no peito)

atroPIna

ANTÍDOTO

1

b

Atropion 0,25mg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Bradicardia: 0,04mg/kg, IV Espasmos do TGI: 0,3 a 1,2mg, SC, IV ou IM, a cada 4 a 6h. Crianças e noenatos: Bradicardia: 0,02mg/kg, IV. A dose pode ser repetida a cada 10 a 15 min. ET= 0,01 a 0,03mg/kg/dose + 1mL de SF.

108

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA PRECAUÇÕES: doses em crianças, inferiores a 0,1mg podem causar bradicardia paradoxal. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: taquiarritmia. • Imunológica: reação de hipersensibilidade Imune. • Neurológica: coma. • Oftálmica: aumento da pressão intraocular. • Respiratória: depressão respiratória. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: Não administrar com outros agentes anticolinérgicos - podem alterar a resposta aos bloqueadores beta adrenérgicos. O uso concomitante com ambenonio e cloridrato de potássio é contraindicado. MONITORIZAÇÃO: (IV), controlar a pressão arterial e bradicardia, diminuição da secreção salivar e brônquica. Pressão arterial, taquiarritmias.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

atroPIna

SOLUÇÃO OFTÁLMICA

1 X 3

b d d

Atropina 0,5% colírio frasco 5mL

azacItIdIna

ONCOLÓGICO

Vidaza 100mg injetável

azatIoPrIna

IMUNOSSUPRESSOR

Imuran 50mg comprimido POSOLOGIA Transplante Renal: Dose inicial: 3 a 5mg/kg, EV ou VO, no dia do transplante e ocasionalmente 1 a 3 dias antes. Dose de manutenção: 1 a 3mg/kg, VO. Artrite reumatoide: Dose inicial: 1mg/kg, VO, em dose única ou fracionada em 2 administrações. Dose máxima: 2,5mg/kg, VO. ALERTA PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com disfunção hepática e insuficiência renal. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Gastrointestinal: pancreatite (2-12%). • Hematológicas: leucopenia (5-16%), anemia megaloblástica, trombocitopenia. • Hepática: hepatotoxicidade (3-10%). • Outras: doenças infecciosas, em pacientes com transplante renal (20%). INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: administração concomitante com alopurinol requer redução de aproximadamente 1/3 a 1/4 da dose usual de azatioprina. Uso concomitante com inibidores da ECA pode causar leucopenia. Não administrar concomitantemente com mercaptopurina. MONITORIZAÇÃO: hemograma, contagem de plaquetas; semanal durante o primeiro mês, duas vezes por mês durante o segundo e terceiro meses e, depois, mensalmente (com mais frequência quando houver alteração na dosagem). Função hepática; cada 2 semanas durante o primeiro mês, depois mensal.

azItroMIcIna

MACROLÍDEO

?

b

Azitromicina 500mg cápsula Zitromax 600mg suspensão – cada 5mL de suspensão reconstituída contém 209,64mg de azitromicina diidratada (equivalente a 200mg de azitromicina base). Volume total utilizável da suspensão reconstituída é 600mg - 15mL
Manual Farmacêutico 2011/2012 109

POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 500mg, VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 1g, VO, fracionados em 2 administrações. Crianças: Dose usual: 10 a 12mg/kg/dia, VO, 1 vez ao dia (máximo 500mg/dia). ALERTA ORIENTAÇÕES: melhor absorção oral e menor número de reações adversas gastrointestinais do que os macrolídeos de 1ª geração. Deve ser administrado fora das refeições. Dada à longa meia-vida, pode ser administrado uma vez ao dia. Deve ser administrado 1h ou 2h após as refeições. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Erosão da córnea. PRECAUÇÕES: indivíduos com intervalo QT prolongado. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com: dihidroergotamina, mesilato ergoloide, ergonovina, ergotamina, metilergonovina, pimozida. MONITORIZAÇÃO: número de glóbulos brancos.

azul de MetIleno

ANTÍDOTO

?

c

Azul de metileno 10% injetável (ampola 10mL) POSOLOGIA Dose inicial: 1 a 2mg/kg de peso, por infusão IV lenta. Dose de manutenção: a dose inicial pode ser repetida após 1h, de acordo com a necessidade. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: hipertensão, cianose, dor precordial • Endócrino/metabólica: hipertermia maligna • Hematológicas: anemia hemolítica, metemoglobinemia. CONTRAINDICAÇÕES: insuficiência renal. PRECAUÇÕES: não administrar via subcutânea ou intratecal. MONITORIZAÇÃO: níveis de metahemoglobina, hemograma, pressão arterial.

azul de trYPan

MISCELÂNEA - OFTALMOLOGIA

? ?

** c/d

Azul de Trypan 0,1% (ampola 1mL)

bacItracIna + neoMIcIna
ANTIBACTERIANO TÓPICO

Nebacetin pomada POSOLOGIA Dose usual: aplicar a pomada sobre a região afetada, 3 a 4 vezes ao dia.

bacloFeno

RELAXANTE MUSCULAR

1

c

Lioresal 10mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 5mg, VO, 3 vezes ao dia. Dose de manutenção: 40 a 80mg/dia, VO, fracionados em 3 administrações. Dose máxima: 80mg/dia, VO.
110 Manual Farmacêutico 2011/2012

Crianças (2 a 7 anos): Dose usual: 20 a 30mg/dia, VO, 3 vezes ao dia. Dose máxima: 60mg/dia, VO. Crianças (> 8 anos): Dose máxima: 120mg/dia, VO. ALERTA ORIENTAÇÕES: administrar com leite ou alimentos. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Fraqueza, vertigem, tonturas, distúrbios psiquiátricos, insônia, ataxia. • SÉRIAS: • Gastrointestinal: constipação (intratecal: 100%) • Neurológicas: meningite asséptica, com a administração intratecal, coma (rara), convulsão. MONITORIZAÇÃO: controlar função renal.

a b c d e F G H I J K l M
? 3©

baMIFIlIna

BRONCODILATADOR

?

b

Bamifix 300mg drágea POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 300 a 900mg, VO, 2 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 300 a 600mg, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: angina instável. Úlcera péptica.

benJoIM

ANTISSÉPTICO

** c

n o P Q r s t u V W X Y z

Tintura de Benjoim

benserazIda + leVodoPa
ANTIPARKINSONIANO

Prolopa 125mg cápsula POSOLOGIA Tratamento inicial Dose usual: 125mg, VO, 2 a 3 vezes ao dia. Tratamento de manutenção Dose usual: 125mg, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA * Levodopa pode inibir a lactação. CONTRAINDICAÇÕES: lesões de pele não diagnosticadas, história de melanoma. PRECAUÇÕES: a terapia deve ser interrompida pelo menos 8 horas antes da anestesia com narcóticos. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com clorgilina, iproniazida, isocarboxazida, linezolida, moclobemida, nialamida, pargilina, fenelzina, procarbazina, selegilina, toloxatona, tranilcipramina. MONITORIZAÇÃO: testes hematológicos de rotina, testes de função renal e hepática.

Manual Farmacêutico 2011/2012

111

benserazIda + leVodoPa
ANTIPARKINSONIANO

c*

Prolopa 250mg comprimido – cada comprimido contém: 200mg de Levodopa (L-dopa) e 57mg de Cloridrato de Benserazida (correspondente a 50mg de Benserazida). POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2 a 4 comprimidos, VO, por dia, fracionados em 2 a 4 tomadas diárias. ALERTA * Levodopa pode inibir a lactação. Vide Prolopa cápsula.

benzIdaMIna
Flogo Rosa pó

ANTI-INFLAMATÓRIO TÓPICO

1

**

POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: efetuar lavagens vaginais, 1 a 2 vezes ao dia.

benzIlPenIcIlIna

PENICILINA

1

b

Benzetacil 1.200.000UI (frasco-ampola 4mL) Benzetacil 600.000UI (frasco-ampola 4mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1.200.000 a 2.400.000UI, IM, em dose única. Crianças: Dose usual: 50.000 UI/kg, IM. Crianças (< 27kg): Dose usual: 300.000 a 600.000UI, IM, em dose única. Crianças (> 27kg): Dose usual: 900.000 a 1.200.000UI, IM, em dose única. Neonatos: Droga de escolha no tratamento da sífilis congênita assintomática: Dose: 50.000UI/kg, IM, em dose única. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 1,2-24x106U/dia >80 2-12h 80-50 2-12h 50-10 2-12h <10 (anúria) 1/3-1/2 dose diária

Dose em diálise
após hD 0,5x106U diária em DP Clcr<10

ALERTA Anafilaxia.

112

Manual Farmacêutico 2011/2012

benzIlPenIcIlIna PotássIca + benzIlPenIcIlIna ProcaÍna PENICILINA

1

b

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Despacilina/Wycillin 400.000UI injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 600.000 a 1.200.000UI, IM, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 25.000 a 50.000UI/kg, IM, 1 vez ao dia. Dose máxima: 4.800.000UI/dia. Neonatos: Dose: 50.000UI/kg/dose, a cada 24h, IM. ALERTA ORIENTAÇÕES: suspensão injetável é destinada apenas para administração via intramuscular. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: parada cardíaca, hipotensão, taquiarritmia. • Gastrointestinal: enterocolite pseudomembranosa. • Neurológicas: neuropatia, convulsão. • Psiquiátricas: distúrbios psicóticos transitórios. • Renal: insuficiência renal.

benzocaÍna + cetIlPIrIdÍnIo

ANTISSÉPTICO

?

b*

Cepacaína pastilhas – cada pastilha contém: 1,466mg de cloreto de cetilpiridínio e 10mg de benzocaína POSOLOGIA Adultos e crianças (> 6 anos): Dose usual: 1 pastilha, VO, 4 vezes ao dia. Dose máxima: 6 pastilhas/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: podem ocorrer metahemoglobinemia em crianças pequenas, dermatite de contato, urticária e edema.

betaIstIna

VASODILATADOR CEREBRAL

3

b

Labirin 8mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 8mg, VO, 3 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: usar com cautela em indivíduos com asma, úlcera e hepatopatias.

betaMetasona (acetato/FosFato)
ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

2

c

Celestone Soluspan injetável (ampola 1mL) – cada mL contém 3mg de acetato de betametasona em suspensão e 3,945mg de fosfato dissódico de betametasona em solução, equivalente a 3mg de fosfato de sódio monobásico POSOLOGIA Dose usual: 0,02 a 0,25mg/kg/dia, IM, 1 vez ao dia.
Manual Farmacêutico 2011/2012 113

ALERTA ORIENTAÇÕES: Eem doenças pulmonares a opção é evitar os coricoesteroides de depósito, optando-se por aqueles de ação intermediária como a prednisona e prednisolona. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Insônia, nervosismo • Aumento do apetite, indigestão. • SÉRIAS: • Endócrino/metabólicas: síndrome de Cushing, hiperglicemia, insuficiência adrenal primária. • Musculoesquelética: osteoporose • Oftálmicas: catarata, glaucoma. • Respiratória: tuberculose pulmonar CONTRAINDICAÇÕES: infecção fúngica sistêmica. PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com hipotireoidismo, cirrose, colite ulcerativa. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: uso concomitante com vacina contra rotavírus vivo.

betaMetasona (dIProPIonato) + GentaMIcIna
ANTIMICROBIANO + CORTICOSTEROIDE TÓPICO

2

c

Diprogenta creme POSOLOGIA Dose usual: aplicar sobre a área afetada 2 a 3 vezes ao dia. ALERTA Evitar uso prolongado na área da face e em crianças (corticoide fluorado).

betaMetasona (Valerato)
CORTICOSTEROIDE TÓPICO

2

c

Betnovate pomada POSOLOGIA Dose usual: aplicar o creme ou pomada sobre a área afetada 2 a 3 vezes ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: evitar o uso prolongado na área da face e em crianças

betaMetasona + neoMIcIna
CORTICOSTEROIDE TÓPICO

2

**

Novacort creme POSOLOGIA Dose usual: aplicar o creme ou pomada sobre a área afetada 2 a 3 vezes ao dia.

betanecol cloreto
DISFUNÇÃO VESICOESFINCTERIANA

3

c

Liberan 25mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 12,5 a 50mg, VO, 3 vezes ao dia.

114

Manual Farmacêutico 2011/2012

Criança: Retenção urinária: Dose usual: 0,6mg/kg/dia, 3-4 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Estenose brônquica CONTRAINDICAÇÕES: hipertireoidismo, hipotensão arterial, doença pulmonar obstrutiva, bradicardia.

a b c d
c c

beVacIzuMabe

ONCOLÓGICO

X ?

e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Avastin 25mg/mL (ampola 4 e 16mL)

bIcarbonato de sÓdIo
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA

Bicarbonato de sódio 8,4% (1mEq/mL) solução injetável (ampola 10mL) Bicarbonato de sódio 8,4% (1mEq/mL) solução injetável (frasco ampola 250mL) POSOLOGIA Adultos: Acidose metabólica: Dose usual: Bic. Sódio (mEq) = peso (kg) x BE x 0,3. Administrar metade da dose calculada, IV. Avaliar o paciente antes de administrar a outra metade calculada. Crianças: Reanimação PCR: Dose inicial: 1mEq/kg, IV. Acidose metabólica: Corrigir se pH < 7,10 ou Bicarbonato < 10mEq/L. Bicarbonato necessário = (15-Bic. Total) x peso (kg) x 0,3. Neonatos: Reanimação neonatal: Dose inicial: 1 a 2mEq/kg, IV, usando diluição 1:1 da solução a 8,4%. Administrar na velocidade de infusão de < 1mEq/min. ALERTA ORIENTAÇÕES: respeitar a velocidade de infusão de 1mEq/Kg/min; assegurar adequado suporte ventilatório antes da administração. CONTRAINDICAÇÕES: alcalose, hipernatremia, edema pulmonar severo, hipocalemia. Não misturar com sais de cálcio, catecolaminas ou atropina. PRECAUÇÕES: administração rápida em neonatos e crianças <2 anos pode ocasionar hipernatremia. Evitar extravasamento, pois levar à necrose tecidual devido a hipertonicidade do bicarbonato. MONITORIZAÇÃO: controlar gasometria e parâmetros respiratórios.

bIcarbonato de sÓdIo
REDUTOR DA ACIDEZ GÁSTRICA

?

c

Bicarbonato de sódio pó POSOLOGIA Acidose: Dose usual: 325mg a 2g, VO, 4 vezes ao dia Dose máx: 16g/dia

Manual Farmacêutico 2011/2012

115

bIcarbonato de sÓdIo + cloreto de PotássIo + GlIcose MISCELÂNEA-OUTROS
Solução Cardioplégica (ampola 10mL)

? ?

c c

bIPerIdeno

ANTIPARKINSONIANO

Akineton 2mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2 a 16mg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Crianças (1 a 5 anos): Dose usual: 0,5 a 1mg/dose, de 8/8h. Crianças (5 a 12 anos): Dose usual: 1 a 2mg até, 6 vezes ao dia. Crianças (12 a 16 anos): Dose usual: 2mg/dose, até 6 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Neurológica: toxicidade do agente anticolinérgico • Psiquiátricas: comportamento anormal, confusão. PRECAUÇÕES: avaliar o uso em idosos. Pode desenvolver quadro psicótico. Ter cautela ao utilizar concomitantemente com drogas que têm anticolinérgico secundário (ex: miperidina, fenotiazina, antidepressivos tricíclicos, quinidina e antihistamínicos). Cautela em pacientes com arritmia, epilepsia e hipertrofia prostática. CONTRAINDICAÇÕES: pacientes com glaucoma de ângulo fechado. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com cloridrato de potássio.

bIPerIdeno

ANTIPARKINSONIANO

?

c

Akineton/Cinetol 5mg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5 a 200mg/dia, IM, até 4 vezes ao dia. ALERTA Vide Biperideno comprimido.

bIsacodIl

LAXANTE

?

b

Dulcolax drágea POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10mg, VO, em dose única ao dia. Crianças (3 - 12 anos): Dose usual: 0,3mg/kg/dia ou 5 -10mg/dia, VO. Crianças (> 12 anos): Dose usual: 5 -15mg/dia, VO. Dose máxima: 30mg/dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: uso por mais de 7 dias não é recomendado. CONTRAINDICAÇÕES: apendicite, obstrução intestinal e gastroenterite.
116 Manual Farmacêutico 2011/2012

REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Gastrointestinal: atonia do cólon.

a
X

bleoMIcIna

ONCOLÓGICO

d

b c d

Bonar 15mg ampola ALERTA Cuidado - idosos.

bortezoMIbe

ONCOLÓGICO

3 2©

d c*

e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Velcade 3,5mg injetável

broMazePaM

ANSIOLÍTICO/HIPNÓTICO

Lexotan 3mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 1,5 a 12mg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. ALERTA * Compatível em dose única; cautela em uso crônico – monitorar sonolência no RN. CONTRAINDICAÇÕES: glaucoma de ângulo fechado. PRECAUÇÕES: insuficiência renal. MONITORIZAÇÃO: sedação excessiva, visão turva, comprometimento psicomotor, ataxia e hipotensão.

broMeto de IPratrÓPIo

BRONCODILATADOR

1

b

Atrovent 0,025% solução – cada mL da solução contém 0,250mg de brometo de ipratrópio Atrovent N aerosol 20mcg/ds (frasco 10mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,250 a 0,500mg (20 a 40 gotas), via inalatória, 4 a 6 vezes ao dia. Crianças (< 12 anos): Dose usual: 0,125 a 0,250mg (10 a 20 gotas), via inalatória, 4 a 6 vezes ao dia. Neonatos: Dose usual: 25mcg/kg/dose, via inalatória, a cada 6 a 8h, como solução para nebulização. Recém-nascidos intubados: 36 a 73mcg/vez com espaçador. ALERTA ORIENTAÇÕES: associação com dois agonistas tem sinergia; pico ocorre com 1 a 2h após a administração. Na crise asmática parece ter melhor resultado em crianças do que em adultos. PRECAUÇÕES: usar com cautela em paciente com miastenia gravis, glaucoma. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Bronquite, infecção do trato respiratório superior. • SÉRIAS: • Gastrointestinal: íleo paralítico (raro) • Imunológicas: reações de hipersensibilidade imune, angioedema, broncoespasmo, urticária, anafilaxia grave, edema orofaríngeo (raro).

Manual Farmacêutico 2011/2012

117

broMocrIPtIna

ANTIPARKINSONIANO

b

Parlodel 2,5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 1,25 a 2,5mg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Aumentar 2,5mg em intervalos de 1 a 4 semanas. Dose máxima: 60mg/dia. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: hipertensão não controlada. REAÇÕES ADVERSAS: • > 10% • Vertigem, enxaqueca. • Náusea. • SÉRIAS: • Cardiovasculares: infarto do miocárdio, pós-parto (rara). • Neurológicas: isquemia cerebral, acidente vascular cerebral, confusão, discinesia, convulsão (rara). • Psiquiátricas: alucinações, distúrbios psicóticos. • Respiratórias: possibilidade, com a utilização prolongada, de distúrbios nas vias aéreas inferiores, pleuropulmonar. MONITORIZAÇÃO: função renal, pressão arterial, hepática e hematopoética.

broMoPrIda

ANTIEMÉTICO/PROCINÉTICO

?

c*

Digesan 10mg cápsula Digesan 4mg/mL gotas Fr 20mL – 24gts/mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10mg, VO, fracionados em 3 administrações, 30 a 40min antes das refeições. Dose máxima: 60mg/dia. Crianças: Dose usual: 0,5 a 1mg (3 a 6 gotas)/kg/dia, VO, fracionados em 3 a 4 administrações. ALERTA PRECAUÇÕES: hipertensão (potencial exacerbação), doença de Parkinson ou distúrbios discinéticos (potencial exacerbação dos sintomas), insuficiência renal (risco de aumento de manifestações extrapiramidais). CONTRAINDICAÇÕES: epilepsia, obstrução gastrointestinal, perfuração e hemorragia. MONITORIZAÇÃO: prolactina sérica, aldosterona, exames de sangue de rotina (incluindo transaminases), durante longo período de terapia.

broMoPrIda

ANTIEMÉTICO/PROCINÉTICO

?

c*

Digesan injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10 a 20mg, IM ou IV, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 0,5 a 1mg/kg/dia, IM ou IV.

118

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA Manifestações extrapiramidais.

a
?

budesonIda

ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

b*

b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Entocort 0,02mg/mL enema FR 100mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2mg/dia, VR.

budesonIda

ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

?

b*

Entocort 3mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 9mg/dia, VO, 1 vez ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: o uso de espaçadores facilita a administração da droga. Após o uso fazer higiene oral e do espaçador. Tais medidas diminuem o risco de candidíase oral e rouquidão. REAÇÕES ADVERSAS: • >10% • Cefaleia • Náusea • Sintomas como acne, redistribuição de gorduras, edema. • SÉRIAS: • Cardiovasculares: síncope (inalação, 1% a 3%). • Endócrino/metabólica: síndrome de Cushing, hipocortisolismo secundário • Imunológicas: reação de hipersensibilidade imune (rara) • Oftálmicas: catarata, glaucoma (rara) MONITORIZAÇÃO: monitorar o crescimento dos pacientes pediátricos. Pode ocorrer supressão da velocidade do crescimento em doses >1000mc (durante a terapia prolongada).

budesonIda

ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

?

b*

Budecort aqua 32mcg/dose SY Budecort aqua 64mcg/dose SY Pulmicort 0,25mg/mL suspensão para nebulização POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,5 a 1mg, via inalatória, 2 vezes ao dia. Crianças e neonatos: Dose usual: 0,25 a 0,50mg, via inalatória, 2 vezes ao dia. ALERTA Vide Budesonida cápsula.

Manual Farmacêutico 2011/2012

119

buFloMedIl

VASODILATADOR CEREBRAL

3

c*

Bufedil 150mg cápsula POSOLOGIA Dose usual: 50 a 200mg/dia, IV. 150mg, VO, 6/6 ou 8/8h ou 300mg, VO, 12/12h. ALERTA PRECAUÇÕES: infarto do miocárdio agudo, sangramento e hipotensão severa.

buPIVacaÍna

ANESTÉSICO LOCAL

1

c

Neocaína 0,5% s/ vasoconstritor injetável (frasco-ampola 20mL) Neocaína 0,5% c/ vasoconstritor injetável (frasco ampola 30mL) Neocaína Pesada 0,5% injetável (ampola 4mL) Neocaína Isobárica 5mg (frasco ampola 4mL) POSOLOGIA Anestesia local, infiltração ou bloqueio de nervo periférico (0,25% a 0,5%): Adultos: Dose máxima: 150mg. Bloqueio de plexo braquial (0,375 a 0,5%): Adultos: Dose usual: 75 a 250mg. Crianças: Dose usual: 1 a 3,7mg/kg. Bloqueio epidural (0,25 a 0,5%): Adultos: Dose usual: 50 a 150mg. Crianças: Dose usual: 1,25mg/kg/dose. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Bradiarritmia • Depressão do sistema nervoso central, possivelmente precedente à parada respiratória • Estimulação do sistema nervoso central, possível processo de convulsões • Hipotensão arterial, até 10% na raquianestesia • Parada respiratória • Zumbido • Arritmia ventricular INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: ocorre interação com epinefrina. MONITORIZAÇÃO: níveis séricos durante infusão contínua.

buProPIona

MISCELÂNEA-OUTROS

3

b

Zyban 150mg comprimido POSOLOGIA Dose inicial: 150mg/dia, VO por 3 a 4 dias. Dose de manutenção: 150mg, VO, 2 vezes ao dia. Duração do tratamento: 8 a 12 semanas (média) ALERTA PRECAUÇÕES: respeitar o intervalo mínimo de 8hs para evitar convulsões. CONTRAINDICAÇÕES: em pacientes bulêmicos e anoréticos. Pacientes submetidos

120

Manual Farmacêutico 2011/2012

a interrupção abrupta do álcool ou sedativos (benzodiazepínicos); aumento do risco de convulsões. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: clorgilina, iproniazida, isocarboxazida, moclobemida, nialamida, pargilina, fenelzina, procarbazina, selegilina, toloxatone, tranilcipramina REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Fraqueza, cefaleia, insônia. • Náusea, xerostomia. • Faringite • SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas (5%). • Dermatológica: síndrome de Stevens-Johnson (rara). • Imunológica: anafilaxia • Neurológica: convulsão (0,1% - 0,4%) • Psiquiátricas: depressão, exacerbação, mania, distúrbios psicóticos, pensamentos suicidas MONITORIZAÇÃO: função renal e hepática, especialmente em adultos.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

buserelIna

HORMÔNIO HIPOTALÂMICO

X

d

Suprefact Depot 6,6mg injetável POSOLOGIA Dose usual: 6,6mg, SC, bimestralmente. ALERTA PRECAUÇÕES: tratamento prévio, que pode ter resultado na diminuição da densidade mineral óssea, ou nos pacientes com fatores de risco onde a perda da densidade mineral óssea pode estar acelerada. Nos pacientes com câncer de próstata com sinais de compressão aguda da medula espinhal ou alterações no funcionamento do trato urinário. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, cálcio urinário/creatinina e níveis plasmáticos de lipídios, se a terapia for longa.

busPIrona

ANSIOLÍTICO

2

b

Ansitec 5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5mg, VO, 3 vezes ao dia. Dose máxima: 60mg. ALERTA PRECAUÇÕES: evitar beber grandes quantidades de suco de toranja - grapefruit. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com isocarbozaxida, linezolida, fenelzina, tranilcipramina. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: insuficiência cardíaca congestiva, infarto do miocárdio (raro). • Neurológica: acidente vascular cerebral (raro).

busulFano

ONCOLÓGICO

X

d

Busulflex 6mg/mL injetável (frasco 10mL) Myleran 2mg comprimido

Manual Farmacêutico 2011/2012

121

caberGolIna

MISCELÂNEA-OUTROS

b

Dostinex 0,5mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 1 mg, VO, dose única. ALERTA PRECAUÇÕES: doses iniciais >1mg pode causar hipotensão ortostática. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia, vertigem. • Náusea. • SÉRIAS: • Cardíaca: valvulopatia cardíaca. • Sistema respiratório: derrame pleural, fibrose pulmonar. CONTRAINDICAÇÕES: história de distúrbios pulmonar, cardíaco, retroperitoneal ou fibrótico; aumento do risco de derrame pleural / fibrose pulmonar. MONITORIZAÇÃO: nível de prolactina sérica, eventos adversos em pacientes com comprometimento da função hepática preexistente, radiografia do tórax e creatinina sérica, em pacientes com aumento inexplicável na taxa de sedimentação dos eritrócitos.

caFeÍna cItrato

BRONCODILATADOR

1

c

Cafeína citrato 20mg/mL solução oral Cafeína citrato 20mg/mL (ampola) POSOLOGIA Apneia da prematuridade: Dose de ataque: 5-10mg/kg como cafeína base (10-20mg/kg de citrato de cafeína), IV, VO. Dose de manutenção: 2,5mg/kg/dia como cafeína base (5mg/kg/dia de citrato de cafeína), 1 vez ao dia, iniciando 24 horas após a dose de ataque. ALERTA ORIENTAÇÕES: o citrato de cafeína não deve ser trocado pela combinação cafeína e benzoato de sódio. REAÇÕES ADVERSAS: • Cardiovasculares: angina, extra sístoles, arritmia (ventricular), dor torácica, palpitação, rubor, taquicardia sinusal, taquicardia supraventricular, vasodilatação, dispneia. • Dermatológica: urticária, exantema, pele ressecada, atrofia cutânea e cicatrização anormal. • Gastrointestinais: gastrite, redução do tônus do esfíncter esofágico, enterocolite necrotizante, intolerância alimentar, náusea, vômito, hemorragia gastrointestinal. • Neuromusculares e esqueléticas: fasciculações e tremores. • Oculares: aumento da pressão intraocular (> 180 mg de cafeína), miose. • Renais: aumento da diurese. • SNC: convulsão, agitação, alucinações, cefaleia, delírio, inquietação, insônia, irritabilidade, psicose, tontura, ansiedade. • Endocrinológicas e metabólicas: hipoglicemia, hiperglicemia. CONTRAINDICAÇÕES: evitar o uso em pacientes com arritmias cardíacas sintomáticas, agitação, ansiedade ou tremores. MONITORIZAÇÃO: frequência cardíaca, número e gravidade de episódios de apneia, nível sérico de cafeína, desenvolvimento de enterocolite necrotizante. • Níveis séricos de referência: Terapêutico – apneia da prematuridade: 8-20 mcg/mL Potencialmente tóxico: >20 mcg/mL Tóxico: >50 mcg/mL

122

Manual Farmacêutico 2011/2012

cálcIo (carbonato)

SUPLEMENTO MINERAL

1

c

a b c d e F G H I J

Calcium Sandoz FF comprimido efervescente (associação) POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 comprimidos, VO, 1 vez ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Musculoesquelética: fraqueza muscular • Renal: hipercalciúria. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com digitoxina. CONTRAINDICAÇÕES: hipercalemia, cálculo renal, hipofosfatemia.

cálcIo (carbonato)

SUPLEMENTO MINERAL

1

c

Carbonato de cálcio pó 1g envelope ALERTA Vide Calcium Sandoz.

cálcIo (carbonato) + colecalcIFerol SUPLEMENTO MINERAL

c

K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Os-Cal D 500mg comprimido – cada comprimido contém: 1250mg de Carbonato de Cálcio de concha das ostras (correspondente a 500mg de cálcio elementar) e 200 UI de Colecalciferol (Vit. D) ALERTA * Monitorar Cálcio Sérico RN. Vide Calcium Sandoz.

cálcIo (cloreto)

SUPLEMENTO MINERAL

1

c

Cloreto de cálcio 10% injetável (ampola 10ml) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: de acordo com a gravidade da hipocalcemia do paciente, 10 a 20mL, IV lento, por dose. Crianças: Dose usual: 25mg/kg, IV lento, 1 vez ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: Evitar administração IV rápida (<1mL/minuto) e extravasamento. Usar com cautela em pacientes digitalizados, com falência respiratória ou acidose. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: bradicardia, parada cardíaca com aplicação IV rápida, arritmias cardíacas, hipertensão, hipotensão arterial, vasodilatação. • Endócrino/metabólicas: hipercalcemia, hipomagnesemia. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com digitoxina. MONITORIZAÇÃO: alteração no ECG.

Manual Farmacêutico 2011/2012

123

calcItonIna

INIBIDOR DO CATABOLISMO ÓSSEO

?

c

Miacalcic 100UI SGA 1mL POSOLOGIA Dose usual: 100 a 400U/dia, dependendo da patologia, SC ou IM. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anafilaxia • Anemia • Broncoespasmo, poucos casos. • Acidente Vascular Cerebral • Infarto do miocárdio • Tromboflebite MONITORIZAÇÃO: mensurar periodicamente os níveis séricos de fosfatase alcalina e hidroxiprolina urinária. Exames de urina periódicos, para os sedimentos de células granulares e células epiteliais tubulares renais, são recomendados. Eletrólitos séricos e cálcio.

calcItrIol

VITAMINA

b*

Rocaltrol 0,25mcg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 0,25mcg, VO, em intervalos de 24h. Crianças: Dose usual: 0,25 - 2mcg/dia, VO. ALERTA * Monitorar Cálcio Sérico. No tratamento de hipoparatireoidismo e raquitismo a dose deve ser administrada pela manhã. Controlar níveis de cálcio e fosfato.

candesartana

ANTI-HIPERTENSIVO

2

c/d

Atacand 8mg comprimido Atenção! Possui corantes: óxido férrico marrom-avermelhado POSOLOGIA Adultos: Hipertensão arterial: Dose usual: 4-32mg, VO, 1 vez ao dia. Dose inicial: 4mg, 1 vez ao dia. ICC: Inicial: 4mg, VO, 1 vez ao dia. Duplicar a dose em intervalos de 2 semanas, conforme tolerado. Dose alvo: 32 mg por dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • Cardiovasculares: hipotensão arterial (ICC: 19%), angina, infarto do miocárdio, palpitação, taquicardia • Dermatológicas: angiodema, rash cutâneo • Endócrinas e metabólicas: hiperglicemia, hipertrigliceridemia, hiperuricemia • Gastrintestinais: dispepsia, gastrenterite • Geniturinária: hematúria

124

Manual Farmacêutico 2011/2012

• Neuromusculares e esqueléticas: aumento de creatina fosfocinase, dorsalgia ou lombalgia, fraqueza, mialgia, parestesia • Renais: aumento da creatinina sérica (até 13% em pacientes com ICC) • Respiratórias: dispneia, epistaxe, faringite, infecção do trato respiratório superior, rinite • SNC: ansiedade, cefaleia, depressão, febre, sensação de desmaio, sonolência tontura, vertigem MONITORIZAÇÃO: pressão arterial em decúbito dorsal, eletrólitos, creatinina sérica, ureia, urinálise, hipotensão arterial sintomática e taquicardia; na ICC, potássio sérico durante o aumento da dose e, em seguida, periodicamente.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

caPecItabIna

ONCOLÓGICO

X 1

d d

Xeloda 500mg comprimido

caPtoPrIl

ANTI-HIPERTENSIVO

Capoten 12,5mg comprimido Capoten 25mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 6,25 a 50mg, VO, fracionados em 2 a 4 vezes ao dia. Crianças (até 10 anos): Dose usual: 0,5 a 1mg/kg/dia, fracionados em 3 a 4 vezes ao dia. Dose máxima: 6mg/kg/dia. Crianças (lactentes): Dose usual: 0,15 a 0,3mg/kg/dose, VO, fracionados em 3 a 4 vezes ao dia. Neonatos: Dose usual: 0,01 a 0,05mg/kg/dose, VO, em intervalos de 8/8h a 12/12h AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 80-50 50-10 50% dose

Dose em diálise
após hD Sim diária em DP Clcr<10

Sem correção

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS • Dermatológica: angioedema, face, lábios, laringe, glote. • Gastrointestinais: angioedema intestinal, insuficiência hepática. • Hematológicas: agranulocitose (rara), neutropenia (rara) • Outras: angioedema (0,1%). MONITORIZAÇÃO: insuficiência renal: contagem de células brancas com diferencial, no ínicio, a cada 2 semanas nos primeiros 3 meses, em seguida, periodicamente. Níveis séricos de potássio, periodicamente. PRECAUÇÕES: Administrar com cautela em pacientes com insuficiência renal, doenças vasculares, estenose valvular, estenose de artéria renal.

carbacol

MIÓTICO

?

c

Ophtcol 0,1mg/mL (ampola 2mL) POSOLOGIA Uso intraoperatório: Dose usual: irrigar suavemente a câmara anterior com 0,5ml para obter a miose necessária. A irrigação pode ser feita antes ou após as suturas.

Manual Farmacêutico 2011/2012

125

carbaMazePIna ANTICONVULSIVANTE
Tegretol 100mg/5mL suspensão Tegretol 200mg comprimido

d

POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 800 a 1200mg/dia, VO, fracionados em 3 administrações. Dose máxima: 1600mg/dia. Crianças: Dose usual: 10 a 20mg/kg/dia, VO, fracionados em 3 a 4 administrações. Neonatos: Dose inicial: 5 a 10mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Obs: a dosagem pode aumentar a cada 5 a 7 dias para 10mg/kg/dia, e se necessário, para 20mg/kg/dia. Nível sérico terapêutico: 4 a 12mcg/mL. AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 80-50 50-10 75% dose

Dose em diálise
após hD Não diária em DP Clcr<10

Sem correção

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: bloqueio atrioventricular, arritmias cardíacas, insuficiência cardíaca congestiva, síncope. • Dermatológicas: Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica. • Endócrino/metabólicas: hipocalcemia, hiponatremia (4% - 21,7%), síndrome de secreção do hormônio antidiurético inapropriado. • Hematológicas: porfiria intermitente aguda, agranulocitose, anemia aplástica, depressão da medula óssea, induzida por drogas, eosinofilia, leucocitose, leucopenia, pancitopenia, trombocitopenia. • Hepática: hepatite • Imunológica: lúpus eritematoso sistêmico (agravamento). • Renal: insuficiência renal aguda, nefrotoxicidade. • Outras: Angioedema MONITORIZAÇÃO: hemograma, incluindo plaquetas e possivelmente reticulócitos e ferro sérico. Urinálise completa e ureia. Níveis séricos de sódio. Testes da função hepática. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: O uso concomitante é contraindicado com: clorgilina, iproniazida, nefazodona, selegilina, toloxatone, tranilcipromina, voriconazol.

carbaMazePIna

ANTICONVULSIVANTE

d

Tegretol CR 200mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 200mg, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA Vide Tegretol suspensão e comprimido

126

Manual Farmacêutico 2011/2012

carbIdoPa + leVodoPa

ANTIPARKINSONIANO

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Cronomet comprimido – cada comprimido contém: 50mg de Carbidopa e 200mg de Levodopa Sinemet comprimido – cada comprimido contém: 25mg de Carbidopa e 250mg de Levodopa POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 comprimido, VO, 3 vezes ao dia. ALERTA * Levodopa pode inibir a lactação. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: cardiopatias, hipotensão ortostática (1%). • Neurológica: discinesia (frequente). • Psiquiátricas: distúrbios psicóticos. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com clorgilina, iproniazida, isocarboxazida, linezolida, nialamida, pargilina, fenelzina, procarbazina, selegilina, toloxatone, tranilcipramina. MONITORIZAÇÃO: função renal, hepática, hematopoética e função cardiovascular.

carbonato de lÍtIo

ANTIDEPRESSIVO

X

d

Carbolitium 300mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 600 a 900mg/dia, VO, em dose única diária. Crianças: Dose usual: 15 a 60mg/kg/dia, VO, fracionados em 3 ou 4 administrações. Não exceder a dose de adultos. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Ataxia • Visão turva • Bradiarritmia (grave) • Arritmias cardíacas • Coma • Irreflexão • Hipotensão • Poliúria • Pseudotumor cerebral, aumento da pressão intracraniana e papiledema • Convulsão • Zumbido, pode ser sinal de toxicidade grave. • Nefrotoxicidade. MONITORIZAÇÃO: controlar o nível sérico, intoxicação frequente. PRECAUÇÃO: cautela em doença cardíaca e tireoidiana. INTERAÇÃO MEDICAMENTOSA: diuréticos tiazídicos reduzem a excreção de lítio.

carboPlatIna

ONCOLÓGICO

X

**

Paraplatin/Platamine 450mg (frasco ampola 45mL) Paraplatin/Platamine 50mg (frasco ampola 5mL)

Manual Farmacêutico 2011/2012

127

carboPol 934 + tIMerosal
MISCELÂNEA-DIAGNÓSTICO

?

**

Gel condutor POSOLOGIA Dose usual: aplicar o gel sobre a área a ser avaliada.

carboXIMetIlcelulose
LUBRIFICANTE OFTÁLMICO

X

**

Fresh Tears colírio (frasco 15mL) POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 gotas no(s) olho(s) afetado(s), tantas vezes quantas forem necessárias.

carboXIMetIlcelulose + nIPaGIn + áGua + Óleo essencIal + seQuestrante ? + GlIcerol + trIetanolaMIna
MISCELÂNEA-DIAGNÓSTICO

**

Ultragel POSOLOGIA Dose usual: aplicar o gel sobre a área desejada.

carMustIna

ONCOLÓGICO

** 1

d **

Becenun 100mg injetável

carVão atIVado
Carvão ativado

ANTÍDOTO

POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 50g, VO, visando obter uma concentração de carvão: droga de pelo menos 10:1. Crianças: Dose usual: 1g/kg/dose, VO. ALERTA ORIENTAÇÕES: Associar laxante salino quando em doses repetidas. Diluir em água corrente. PRECAUÇÕES: Não utilizar em recém-nascidos, idosos, cirurgia abdominal recente, ruídos hidroaéreos diminuídos ou ausentes. REAÇÕES ADVERSAS: • Vômitos • Obstipação • Obstrução intestinal • Fezes pretas • Perda eletrolítica e de fluidos quando administrado com sorbitol

128

Manual Farmacêutico 2011/2012

carVedIlol

ANTIARRÍTMICO/ANTI-HIPERTENSIVO

2

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Coreg 12,5mg comprimido Coreg 3,125mg comprimido POSOLOGIA Insuficiência cardíaca: Dose usual: iniciar com 3,125mg, VO, 2 vezes ao dia, por 2 semanas. Aumentar progressivamente: 6,25mg, VO, 2 vezes ao dia, por 2 semanas; 12,5mg, VO, 2 vezes ao dia. Dose máxima: 25mg, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA REAÇOES ADVERSAS: • >10%: • Hipotensão • Vertigem, fadiga • Hiperglicemia, aumento de peso • Diarreia • Fraqueza • SÉRIAS: • Cardiovasculares: bloqueio atrioventricular (1% a 3%), insuficiência cardíaca, piora. • Dermatológicas: eritema multiforme, síndrome de Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica. • Hematológica: anemia aplástica. • Respiratória: asma com status asmático (rara). PRECAUÇÕES: administrar com cautela em pacientes com insuficiência cardíaca, feocromocitoma, angina de Prinzmetal. Contraindicado no choque cardiogênico MONITORIZAÇÃO: monitorar a frequência cardíaca, pressão arterial, ureia, creatinina, função hepática, glicemia, colesterol e triglicérides INTERAÇOES MEDICAMENTOSAS: evitar associação com outras drogas inotrópicas negativas e bradicardizantes.

casPoFunGIna

ANTIFÚNGICO

?

c

Cancidas 50 mg injetável Cancidas 70 mg injetável POSOLOGIA Aspergilose/Candidíase: Dose usual: 70mg, IV, no primeiro dia e 50mg, IV, a partir do 2º dia. Esofagite: Dose usual: 50mg a 70mg, IV, ao dia. ALERTA MONITORIZAÇÃO: testes de função hepática. REAÇOES ADVERSAS: >10%: • Cefaleia, febre, arrepios • Hipocalemia • Aumento da fosfatase alcalina sérica, aumento das transaminases • Flebite

ceFadroXIla

CEFALOSPORINA 1ª GERAÇÃO

1

b

Cefamox 250mg suspensão (frasco 100mL) – após a reconstituição cada 5mL contém 250mg de cefadroxil monoidratado. Atenção! Possui corante FD&C nº 6. Cefamox 500mg cápsula

Manual Farmacêutico 2011/2012

129

POSOLOGIA Adultos e crianças (> 12 anos): Dose usual: 1 a 2g/dia, VO, fracionados em 12/12h. Crianças: Dose usual: 30mg/kg/dia, VO, fracionados em 8/8h ou 12/12h. Dose máxima: 2g/dia. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 1-2g/dia q12-24h >80 12-24h 80-50 12-24h 50-10 24h <10 (anúria) 36-48h

Dose em diálise
após hD 500mg-1g diária em DP Clcr<10

ALERTA PRECAUÇÕES: pacientes com antecedentes de alergia mediada por IgE à penicilina (anafilaxia, edema angioneurótico e urticária imediata) não devem fazer uso de cefalosporina, que pode desencadear colite pseudomembranosa. MONITORIZAÇÃO: observar sinais e sintomas de anafilaxia durante a primeira dose.

ceFaleXIna

CEFALOSPORINA 1ª GERAÇÃO

1

b

Keflex 500mg comprimido revestido Keflex 250mg suspensão oral frasco 100mL – cada mL da solução contém 50mg de cefalexina. Atenção! Possui corante Amarelo Crepúsculo e Tartrazina. POSOLOGIA Adultos e crianças (> 12 anos): Dose usual: 500mg, VO, de 6/6h. Crianças: Dose usual: 50 a 100mg/kg/dia, VO, fracionados em intervalos de 6/6h. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 0,25-1g q6h >80 6h 80-50 6h 50-10 0,5g q12h <10 (anúria) 250mg q12h

Dose em diálise
após hD 250mg-1g diária em DP Clcr<10

ALERTA PRECAUÇÕES: ter cautela com pacientes com história de doença gastrointestinal, particularmente colite. MONITORIZAÇÃO: hemograma, testes de função renal e hepática. Sinais de diarreia associados ao antibiótico.

ceFalotIna

CEFALOSPORINA 1ª GERAÇÃO

1

b

Keflin 1g injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,5g, IV, de 6/6h. Dose máxima: 2g, IV, de 4/4h. Período de tratamento: 7 a 14 dias. Crianças: Dose usual: 80 a 160mg/kg/dia, IV, fracionados em 4/4 ou 6/6h. Período de tratamento: por 7 a 14 dias.
130 Manual Farmacêutico 2011/2012

Neonatos: Peso < 1200g: Idade de 0 a 4 semanas: 20mg/kg/dose, IV, em intervalos de 12h. Peso 1200 a 2000g: Idade 0 a 7 dias: 20mg/kg/dose, IV, em intervalos de 12h. Idade > 7dias: 20mg/kg/dose, IV, em intervalos de 8h. Peso > 2000g: Idade 0 a 7 dias: 20mg/kg/dose, IV, em intervalos de 8h. Idade > 7 dias: 20mg/kg/dose, IV, em intervalos de 6h. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 0,5-2g q4-6h >80 4-6h 80-50 6h 50-10 8h <10 (anúria) 500mg q6-8h

a b c d e F G H I J
Clcr<10

Dose em diálise
após hD 500mh diária em DP

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hematológica: trombocitopenia. Vide cefadroxila.

ceFazolIna

CEFALOSPORINA 1ª GERAÇÃO

1

b

K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Kefazol 1g injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,5 a 2g/dia, IV, de 6/6 ou 8/8h. Dose máxima: 12g/dia. Crianças: Dose usual: 50 a 100mg/kg/dia, IV, de 8/8h. Dose máxima: 6g/dia. Neonatos: Dose usual: 40mg/kg/dose, IV ou IM, divididos de 12/12h. Idade gestacional < ou = 29 semanas: De 0 a 28 dias de vida, intervalo de 12horas > de 28 dias de vida, intervalo de 8horas Idade gestacional de 30 a 36 semanas: De 0 a 14 dias de vida, intervalo de 12horas > de 14 dias de vida, intervalo de 8horas Idade gestacional de 37 a 44 semanas: De 0 a 7 dias de vida, intervalo de 12horas > 7 dias de vida, intervalo de 8horas Idade gestacional > ou = 45 semanas: Todas as idades, intervalo de 6horas ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anafilaxia • Encefalopatia • Hepatotoxicidade • Leucopenia • Enterocolite pseudomembranosa • Convulsão • Síndrome de Stevens-Johnson • Trombocitopenia Vide cefadroxila.
Manual Farmacêutico 2011/2012 131

ceFePIMa

CEFALOSPORINA 4ª GERAÇÃO

1

b

Maxcef 1g injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 a 2g, IM ou IV, 2 vezes ao dia. Dose máxima: 2g, IM ou IV, 2 ou 3 vezes ao dia. Crianças e neonatos: Dose usual: 50mg/kg(até 40kg), IV, 2 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: pacientes com antecedentes de alergia mediada por IgE à penicilina (anafilaxia, edema angioneurótico e urticária imediata) não devem fazer uso de cefalosporina que pode desencadear colite pseudomembranosa. REAÇÕES ADVERSAS: • >10% • Teste COMB´s positivo sem hemólise. • SÉRIAS: • Neurológicas: encefalopatia, mioclonia, convulsão. Sem ajuste de dose pode haver comprometimento renal (raro). MONITORIZAÇÃO: função hepática e renal, hemograma, monitorar os sinais de anafilaxia durante a primeira dose.

ceFotaXIMa

CEFALOSPORINA 3ª GERAÇÃO

1

b

Claforan 1g injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 a 2g, IV, a cada 6-8 horas. Dose máxima: 2g, IV, 6 vezes ao dia (12g/dia). Crianças: Dose usual: 100 a 200mg/kg/dia, IV, de 6/6 ou 8/8h. Neonatos: Dose usual: 100mg/kg/dose, 12/12 horas. Idade gestacional 29 semanas: Tempo de vida 0 a 28 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 28 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional 30 a 36 semanas: Tempo de vida 0 a 14 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 14 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional 37 a 44 semanas: Tempo de vida 0 a 7 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 7 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional 45 semanas: Tempo de vida - todos, intervalo 6 horas AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 1-2g q4-6h >80 4-8h 80-50 4-8h 50-10 6-12h <10 (anúria) 12h

Dose em diálise
após hD 1g diária em DP Clcr<10

ALERTA Vide cefadrofila ORIENTAÇÕES: Contém 2,3 mEq de Na/g de cefotixina (INJETÁVEL).
132 Manual Farmacêutico 2011/2012

ceFoXItIna

CEFALOSPORINA 2ª GERAÇÃO

1

b

a b c d e F G H I J K l

Kefox 1g injetável POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 a 2g, IV, de 6/6 ou 8/8h. Crianças: Dose usual: 80 a 160mg/kg/dia, IV, de 6/6 ou 8/8h. Neonatos: Dose usual: 90-100mg/kg/dose, IV. Dose máxima: (crianças / adultos) 12g/dia, IV. Idade pós-menstrual 29 semanas: Tempo de vida 0 a 28 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 28 dias, intervalo 8 horas Idade pós-menstrual 30 a 36 semanas: Tempo de vida 0 a 14 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 14 dias, intervalo 8 horas Idade pós-menstrual 37 a 44 semanas: Tempo de vida 0 a 7 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 7 dias, intervalo 8 horas Idade pós-menstrual 45 semanas: Tempo de vida - todos, intervalo 6 horas AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 1-3g q4-6h >80 4-6h 80-50 8h 50-10 12h <10 (anúria) 500mg-1g q12-24h

Dose em diálise
após hD 1g diária em DP Clcr<10

M n o P
b

ALERTA Vide cefadrofila ORIENTAÇÕES: contém 2,3 mEq de Na/g de cefotixina (injetável).

ceFtazIdIMa

CEFALOSPORINA 3ª GERAÇÃO

1

Q r s t u V W X Y z

Fortaz 1g injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 500mg a 2g, IV, a cada 8 ou 12 horas. Dose máxima: 6g/dia. Crianças: Dose usual: 100 a 150mg/kg/dia, IV, de 8/8h. Dose máxima: 6g/dia. Neonatos: Dose usual: 30mg/kg/dose, IM ou IV (correr em 30min). Idade gestacional < ou = 29 semanas: De 0 a 28 dias de vida, intervalo de 12horas > de 28 dias de vida, intervalo de 8horas Idade gestacional de 30 a 36 semanas: De 0 a 14 dias de vida, intervalo de 12horas > de 14 dias de vida, intervalo de 8horas Idade gestacional de 37 a 44 semanas: De 0 a 7 dias de vida, intervalo de 12horas > 7 dias de vida, intervalo de 8horas
Manual Farmacêutico 2011/2012 133

Idade gestacional > ou = a 45 dias de vida: Todas as idades, intervalo de 6horas AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 0,5-2g q8-12h >80 8-12h 80-50 8-12h 50-10 12-24h <10 (anúria) 500mg q24h

Dose em diálise
após hD 1g diária em DP Clcr<10

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Neurológicas: desordem da transmissão neuromuscular, encefalopatia, convulsão. Vide Cefadroxila.

ceFtrIaXona

CEFALOSPORINA 3ª GERAÇÃO

1

b

Rocefin 1g IM injetável (frasco ampola) Rocefin 1g IV injetável (frasco ampola) Rocefin 500mg IM injetável (frasco ampola) Rocefin 500mg IV injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 a 2g, IM ou IV, fracionado em 1 a 2 vezes ao dia. Dose máxima: 4g/dia, IM ou IV, fracionados em 2 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 50 a 100mg/kg/dia, IV ou IM, fracionados em 1 a 2 vezes ao dia. Neonatos: Peso < 2000g: Idade de 0 a 7 dias: 50mg/kg/dia, IM ou IV fracionados em intervalos de 24h. Idade 8 a 28 dias: 50mg/kg/dose, IM ou IV fracionados em intervalos de 24h. Peso > 2000g: Idade 0 a 7 dias: 50mg/kg/dose, IM ou IV fracionados em intervalos de 24h. Idade 8 a 28 dias: 75mg/kg/dose, IM ou IV fracionados em intervalos de 24h. Idade > 28 dias: 100mg/kg/dose, IM ou IV fracionados em intervalos de 8h. AJUSTE RENAL Dose em diálise
Dose/intervalo 0,5-1g q12-24h <10 (anúria) 12-24h após hD Não diária em DP Clcr<10

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Distúrbio da vesícula biliar, reversível • Eritema multiforme • Hemólise, imunomediada • Reação de hipersensibilidade imune • Icterícia no recém-nascido • Alterações renais e pulmonares • Síndrome de Stevens-Johnson • Necrólise epidérmica tóxica Vide cefadroxila.

134

Manual Farmacêutico 2011/2012

ceFuroXIMa

CEFALOSPORINA 2ª GERAÇÃO

1

b

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Zinacef 750mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 750mg a 1,5g, IM ou IV, de 8/8h. Dose máxima: 9g/dia. Crianças: Dose usual: 75 a 150mg/kg/dia, IV, de 8/8h. Dose máxima: 6g/dia. Neonatos: Dose usual: 50-100mg/kg/dia, IV ou IM, fracionados em intervalos de 12h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológicas: eritema multiforme (raro), síndrome de Stevens-Johnson (rara), necrólise epidérmica tóxica (rara). • Hematológica: trombocitopenia (rara). • Imunológica: anafilaxia (rara), reação de hipersensibilidade. • Renal: nefrite intersticial (rara). Vide Cefadroxila.

ceFuroXIMa

CEFALOSPORINA 2ª GERAÇÃO

1

b

Zinnat 250mg comprimido Zinnat 250mg suspensão (frasco 50ml) – cada 5mL contém 250mg de cefuroxima POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 250 a 500mg, VO, de 12/12h. Crianças: Dose usual: 30mg/kg/dia, VO, de 12/12h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológicas: eritema multiforme (raro), síndrome de Stevens-Johnson (rara), necrólise epidérmica tóxica (rara) • Hematológica: trombocitopenia (rara) • Imunológicas: anafilaxia (rara), reação de hipersensibilidade. • Renal: nefrite intersticial (rara) Vide Cefadroxila.

cetaMIna

ANESTÉSICO VENOSO NÃO-OPIOIDE

?

a*

Ketamin S 50mg/mL injetável (frasco 10mL) POSOLOGIA Hipnose: Dose usual: 0,5 a 1mg/kg, IV. Indução: Adultos: Dose usual: 1 a 4,5mg/kg, IV; 3 a 8mg/kg, IM. Crianças: Dose usual: 3 a 7mg/kg, IM; 0,5 a 2mg/kg, IV.

Manual Farmacêutico 2011/2012

135

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipertensão, taquicardia • Aumento da pressão intracraniana, alucinações visuais • Movimentos tônico-crônicos, tremor • SÉRIAS: • Cardiovasculares: aumento da pressão arterial (frequente), taquiarritmia (frequente). • Respiratória: depressão respiratória. PRECAUÇÕES: em alcoólatras e em pacientes com refluxo gastroesofágico. MONITORIZAÇÃO: efeitos cardiovasculares, pressão arterial, frequência respiratória, oximetria de pulso.

cetoconazol

ANTIFÚNGICO

1

**

Arcolan 20mg/g Xampu POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: aplicar o xampu nas áreas afetadas da pele ou cabelos, deixando-o agir por 3 a 5 minutos antes de enxaguar.

cetoconazol + betaMetasona
ANTIMICROBIANO

1

c

Candicort creme 15g POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: aplicar sobre a área afetada 2 a 3 vezes ao dia.

cetoProFeno ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL
Artrinid 50mg cápsula Profenid 50mg cápsula POSOLOGIA Anti-inflamatório: Dose usual: 50mg, VO, em intervalos de 8h. Dose máxima: 200mg/dia, VO.

?

b

ALERTA ORIENTAÇÕES: em pacientes com risco aumentado de sangramento do trato gastrointestinal é recomendável o uso concomitante de medicação inibidora da bomba de prótons (ex: idoso, sepses). REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Dispepsia • SÉRIAS: • Agranulocitose, anemia, hemorragia gastrointestinal, perfuração gastrointestinal, trombocitopenia, tendência trombótica • Icterícia, eczema, síndrome de Stevens-Johnson, melena • Anafilactoide, reação de hipersensibilidade imune • broncoespasmo • Acidente Vascular Cerebral • Infarto do miocárdio, insuficiência cardíaca congestiva, hipertensão. • Insuficiência renal, hepatite, insuficiência hepática, nefrite intersticial, insuficiência renal, aumento da função hepática, distúrbio inflamatório do aparelho digestivo.
136 Manual Farmacêutico 2011/2012

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com outros anti-inflamatórios não esteroides.

a b c d e F

cetoProFeno ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL
Profenid IV 100mg injetável POSOLOGIA Dose usual: 100 a 300mg/dia, IV. ALERTA Vide Cetoprofeno VO.

?

b

cetorolaco de troMetaMIna
ANTI-INFLAMATÓRIO OFTÁLMICO

1

c

G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Acular sem conservante flaconete POSOLOGIA Dose usual: 1 gota 4 vezes ao dia.
ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO,ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO HORMONAL

cetorolaco de troMetaMIna

1

c

Toragesic 10mg comprimido sublingual POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10mg, SL, 4 vezes ao dia. Dose máxima: 40mg/dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: não utilizar mais que 5 dias. REAÇÕES ADVERSAS: • > 10% • Cefaleia • Dor gastrointestinal, dispepsia, náusea • SÉRIAS: • Cardiovasculares: infarto do miocárdio, tendência à trombose. • Dermatológicas: palidez (<1%), eritema multiforme, eritrodermia, síndrome de Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica • Gastrointestinais: hemorragia gastrointestinal, perfuração gastrointestinal, úlcera gastrointestinal, melena, pancreatite (incidência inferior a 0,1%). • Hematológicas: hemorragia, distúrbio da coagulação sanguínea com tempo de sangramento prolongado, hematoma, hemorragia pós-operatória. • Hepáticas: hepatite, aumento da função hepática, icterícia, insuficiência hepática. • Imunológica: anafilactoide • Neurológicas: meningite asséptica, acidente vascular cerebral. • Oftálmicas: degeneração da córnea epitelial, erosão da córnea, adelgaçamento da córnea, perfuração de córnea. • Ótica: perda de audição • Renais: hematúria, síndrome hemolítica urêmica, nefrite intersticial, síndrome nefrótica, necrose papilar, proteinúria, insuficiência renal. • Respiratórias: asma, broncoespasmo, dispneia, edema pulmonar • Outras: Angioedema MONITORIZAÇÃO: hemograma, perfil bioquímico, pressão arterial, função hepática, após o início da terapia e cada 6-12 meses e depois, se prescrita por mais tempo do

Manual Farmacêutico 2011/2012

137

que o recomendado, 5 dias; monitorar com maior frequência em pacientes de risco para toxicidade hepática, renal, cardíaco ou gastrointestinal.

cetorolaco de troMetaMIna ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO,ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO HORMONAL
Toragesic 30mg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Dose máxima: 90mg/dia.

1

c

ALERTA ORIENTAÇÕES: duração máxima de tratamento de múltiplas doses IM ou IV (bolus), não deve exceder 2 dias e para infusão não deve exceder 24h. Vide cetorolaco de trometamina - comprimido.

cetuXIMabe

ONCOLÓGICO

3 3

c b

Erbitux 2mg injetável (frasco ampola 50mL)

cIclobenzaPrIna

RELAXANTE MUSCULAR

Miosan 5mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 10mg, VO, 3 vezes ao dia. Dose máxima: 60 mg/dia, VO ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: arritmias, distúrbios na condução cardíaca, falência cardíaca congestiva, bloqueio cardíaco, hipertireoidismo. REAÇÕES ADVERSAS: • >10% • Sonolência, tonturas • Xerostomia • SÉRIAS: • Anafilaxia • Arritmias cardíacas • Colestase • Hepatite • Hipersensibilidade imune • Icterícia INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com moclobemida, nialamida, pargilina, fenelzina, procarbazina, selegilina, toloxatone, isocarboxazida, clorgilina. MONITORIZAÇÃO: testes da função hepática, ECG (durante longo período de terapia).

cIcloFosFaMIda

ONCOLÓGICO

d

Genuxal 1g injetável Genuxal 200mg injetável Genuxal 50mg drágea ALERTA * Usar medicamento alternativo. Cuidado - idosos.

138

Manual Farmacêutico 2011/2012

cIcloPentolato

MIDRIÁTICO E CICLOPLÉGICO

2

c

a b c d e F G H

Cicloplégico 1% colírio POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 gotas, via ocular. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: glaucoma de ângulo fechado. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: taquiarritmia, vasodilatação. • Neurológicas: ataxia, confusão, convulsão. • Oftálmicas: conjuntivite, aumento da pressão intraocular. • Psiquiátricas: distúrbios psicóticos • Em crianças: após receber solução a 2% - taquicardia, hipertensão, perda da acomodação visual. PRECAUÇÕES: evitar dirigir ou exercer atividades perigosas. MONITORIZAÇÃO: indução de midríase e cicloplegia.

cIclosPorIna

IMUNOSSUPRESSOR

X

c

I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Sandimmun 50mg injetável (ampola 1mL) Sandimmun neoral 100mg cápsula Sandimmun neoral 25mg cápsula Sandimmun neoral 100mg/mL solução (frasco 50mL) POSOLOGIA A dose depende do tipo de transplante (órgão sólido ou medula óssea), do tratamento de doenças autoimunes ou da anemia aplástica severa. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: infecções oculares. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipertensão • Cefaleia • Hirsutismo, hipertricose • Triglicerídeos aumentados, desordens reprodutivas em mulheres • Náusea, diarreia, hiperplasia gengival, desconforto abdominal, dispepsia • Tremor • Disfunção renal/nefropatia, elevação da creatinina (> 50%) • Infecção do trato respiratório superior • Infecções. • SÉRIAS: • Cardiovascular: hipertensão (frequente) • Endócrino/metabólica: hipercalemia (rara), hipomagnesemia. • Gastrointestinais: hiperplasia gengival, pancreatite (rara). • Hepática: hepatotoxicidade. • Imunológicas: anafilaxia, com uso IV (rara), doença linfoproliferativa pós-transplante (rara). • Neurológicas: parestesias (1% a 11%) • Renais: síndrome hemolítica urêmica (raro), nefrotoxicidade (frequente) • Outras: doença infecciosa INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: uso concomitante com bosentan e sitaxsentan é contraindicado. MONITORIZAÇÃO: monitorar a pressão arterial e a creatinina sérica após qualquer alteração ou adição na dosagem, ou ao adicionar ou retirar outro medicamento do tratamento.

Manual Farmacêutico 2011/2012

139

cIdoFuVIr

ANTIVIRAL SISTÊMICO

X

c

Vistide 75mg/mL injetável (frasco ampola 5mL) POSOLOGIA Dose usual: 5mg/kg, EV, a cada 2 semanas. ALERTA ORIENTAÇÕES: administrar probenecida e solução salina, como pré-hidratação, a cada infusão, pode prevenir a toxicidade. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Febre, cefaleia, dor e arrepios • Alopécia e rash • Náusea, vômito, diarreia e anorexia • Anemia, neutropenia • Fraqueza • Pressão intraocular reduzida, hipotonicidade ocular • Aumento da creatinina, proteinúria, toxicidade renal • Tosse, dispneia • Infecção, redução do bicarbonato sérico. • SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: acidose metabólica. • Hematológicas: neutropenia. • Oftálmicas: diminuição da pressão intraocular, hipotonia do olho, iridociclite, irite. • Renal: nefrotoxicidade (grave) MONITORIZAÇÃO: função renal, a cada dois dias de tratamento, pressão intraocular. CONTRAINDICAÇÕES: creatinina sérica >1.5mg/dL, Clcr< 55mL/min.

cIlostazol

VASODILATADOR

3

c

Cebralat 50mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 50 a 100mg, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia • Fezes anormais, diarreia • Infecção • SÉRIAS: • Cardiovasculares: fibrilação atrial (< 2%), insuficiência cardíaca congestiva (< 2%), infarto do miocárdio (< 2%), taquicardia ventricular (< 2%) • Dermatológica: síndrome de Stevens-Johnson • Gastrointestinais: úlcera gastrintestinal, hematêmese (< 2%) • Hematológicas: agranulocitose, anemia aplástica, equimoses (< 2%), leucopenia, trombocitopenia • Respiratórias: epistaxe (< 2%), hemoptise (< 2%) CONTRAINDICAÇÕES: insuficiência cardíaca de qualquer severidade. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, hemograma, painel da coagulação, função renal. Sinais e sintomas de sangramento ou insuficiência cardíaca congestiva.

140

Manual Farmacêutico 2011/2012

cInarIzIna

VASODILATADOR CEREBRAL

b*

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t

Stugeron 25mg comprimido Stugeron 75mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 75mg/dia. ALERTA PRECAUÇÕES: pode ocasionar parkinsonismo. MONITORIZAÇÃO: nível plasmático da droga (1,2 a 7,9 mcg/mL considerada com terapia crônica; existe grande variação interindividual). Em pacientes idosos com história familiar positiva de doença de Parkinson ou tremor, em terapia crônica, acompanhar pacientes para sinais de efeitos extrapiramidais, especialmente se as doses ultrapassarem 150 mg / dia.

cIncHocaÍna

ANESTÉSICO LOCAL

?

b*

Nupercainal pomada POSOLOGIA Dose usual: aplicar sobre a área afetada 1 a 3 vezes ao dia. Dose máxima: Adultos: 30g/dia Crianças: 7g/dia ALERTA PRECAUÇÕES: preparações tópicas podem conter bisulfito de sódio, substância que tem sido relacionada com reações alérgicas, especialmente em asmáticos. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológicas: dermatite de contato, fotossensibilidade • Imunológica: reação de hipersensibilidade Imune

cIncHocaÍna + cleMIzol + Fluocortolona
PROCTOLOGIA

?

d*

Ultraproct pomada POSOLOGIA Dose inicial: 3 a 4 aplicações ao dia, via tópica. Dose de manutenção: após melhora, 1 a 2 aplicações ao dia, via tópica. ALERTA Vide Cinchocaína.

cIncHocaÍna + PolIcresuleno
PROCTOLOGIA

?

**

u V W X Y z

Proctyl pomada (tubo 30g) POSOLOGIA Dose inicial: 3 a 4 aplicações ao dia, via tópica. Dose de manutenção: após melhora, 1 a 2 aplicações ao dia, via tópica. ALERTA Vide Cinchocaína.

Manual Farmacêutico 2011/2012

141

cIProFloXacIna

ANTIMICROBIANO OFTÁLMICO

1

c

Ciloxan 3mg/mL colírio POSOLOGIA Conjuntivite: Adultos e crianças: Dose usual: 1 a 2 gotas, em intervalos de 4 a 6h. Podendo-se aumentar a frequência em até 15 ou 30min, conforme gravidade.

cIProFloXacIna

QUINOLONA

1

c

Cipro 200mg injetável (frasco 100mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 200mg, IV, a cada 12 horas. Dose máxima: 400mg, IV, 2 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 20 a 30mg/kg/dia, IV, fracionados em 2 administrações. Dose máxima: 800mg/dia. Fibrose cística: Dose usual: 30mg/kg/dia, IV, fracionados em 3 administrações. Dose máxima: 1,2g/dia. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 250-750mg q12h >80 12h 80-50 12h 50-10 0.5g q12h <10 (anúria) 500mg q24h

Dose em diálise
após hD 500mg diária em DP Clcr<10

ALERTA ORIENTAÇÕES: infusão durante 30minutos ou menos aumenta o risco de reações no local da infusão. Recomenda-se a infusão lenta durante 60 minutos. É necessário o ajuste de dose em insuficiência renal. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológicas: Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica. • Hematológicas: agranulocitose, anemia aplástica, depressão da medula óssea, anemia hemolítica, leucopenia, pancitopenia, trombocitopenia. • Imunológicas: reações de hipersensibilidade imune, grave (raras) • Musculoesqueléticas: tendinite, ruptura não traumática do tendão (rara) • Neurológicas: neuropatia periférica, convulsão. • Psiquiátrica: psicose droga induzida (rara). PRECAUÇÕES: luz solar excessiva pode causar fototoxicidade. Risco maior de ruptura de tendão e tendinite, com idade superior a 60 anos, e terapia concomitante com esteroide. Recomenda-se descontinuar a terapia com o primeiro sinal de inflamação, inchaço e dor no tendão. MONITORIZAÇÃO: febre, hemograma e função renal.

142

Manual Farmacêutico 2011/2012

cIProFloXacIna

QUINOLONA

1

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Cipro 250mg comprimido Cipro 500mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 500mg, VO, 2 vezes ao dia. Dose máxima: 750mg, VO, 2 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 20 a 30mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Dose máxima: 1,5g/dia. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 250-750mg q12h >80 12h 80-50 12h 50-10 0.5g q12h <10 (anúria) 500mg q24h

Dose em diálise
após hD 500mg diária em DP Clcr<10

ALERTA Vide Ciprofloxacina injetável.

cIProFloXacIna TÓPICO OTOLÓGICO
Cipro HC otológico (frasco)

?

c

POSOLOGIA Adultos e Crianças (acima de 1 ano): Dose usual: 3 gotas da suspensão no ouvido afetado, 2 vezes ao dia por 7 dias. ALERTA ORIENTAÇÕES: a suspensão deve ser aquecida segurando-se o frasco na mão por 1 a 2 minutos, para evitar a vertigem que pode resultar da instilação de uma solução fria no canal auditivo externo. O paciente deve deitar-se de lado, com a orelha afetada para cima, para a instilação das gotas. O paciente deve manter-se nesta posição por 30 a 60 segundos, para facilitar a penetração das gotas no canal auditivo externo. CONTRAINDICAÇÕES: infecções virais do canal auditivo externo, incluindo varicela e herpes simples.

cIProFloXacIna + deXaMetasona
ANTIMICROBIANO OFTÁLMICO

1

c

Cilodex pomada oftálmica Cilodex suspensão oftálmica frasco 5mL POSOLOGIA Colírio: Dose: instilar 1 ou 2 gotas, 4/4h, por um período aproximado de 7 dias. Durante as primeiras 24 a 48 horas, a dosagem pode ser aumentada para 1 ou 2 gotas a cada 2 horas. Pomada: Dose: aplicar uma pequena quantidade no saco conjuntival inferior, 3 a 4 vezes por dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: exclusivamente para uso tópico oftálmico. Não utilizar para injeção no olho.
Manual Farmacêutico 2011/2012 143

REAÇÕES ADVERSAS: • Ardência e/ou desconforto local. CONTRAINDICAÇÕES: hipersensibilidade a ciprofloxacina e dexametasona, infecções por herpes simples (ceratite dendrítica), vacínia, varicela e outras doenças virais da córnea e conjuntiva. Afecções micóticas e tuberculose das estruturas oculares. Glaucoma. Doenças com adelgaçamento da córnea e esclera.

cIsatracÚrIo

BLOQUEADOR NEUROMUSCULAR

?

b

Nimbium 2mg/mL injetável (ampola 5 e 10 mL) POSOLOGIA Adultos: Intubação: Dose usual: 0,15mg/kg. Dose de manutenção: 0,03mg/kg. Crianças (< 12 anos): Dose usual: 0,1mg/kg. Dose de manutenção: 0,03mg/kg. Infusão contínua: 1 - 4 mcg/kg/min. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: bradicardia, hipotensão (raras) • Respiratória: broncoespasmo (raro) PRECAUÇÕES: hipotermia, aumenta a intensidade/duração dos efeitos do bloqueador neuromuscular. Condições que podem antagonizar bloqueio neuromuscular (por exemplo, a exposição crônica ao bloqueador neuromuscular, sepse, queimaduras graves, e neuropatias periféricas). MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, frequência respiratória estimulação do nervo periférico, contração espasmódica muscular, gasometria.

cIsPlatIna

ONCOLÓGICO

3 1

d c

Fauldcispla 50mg (frasco ampola)

cItaloPraM

ANTIDEPRESSIVO

Cipramil 20mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 20mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Sonolência, insônia • Náusea, xerostomia • Diaforese • SÉRIAS: • Anemia • Acidente vascular cerebral • Depressão, piora • Epistaxe • Leucocitose • Leucopenia • Linfadenopatia • Infarto do miocárdio
144 Manual Farmacêutico 2011/2012

• Desordem purpúrica • Pensamentos suicidas INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com clorgilina, furazolidona, iproniazida, isocarboxazida, levometadil, moclobemide, nialamida, pargilina, fenelzina, procarbazina, selegilina, toloxatone, tranilcipramina. MONITORIZAÇÃO: acompanhamento periódico da frequência cardíaca e pressão arterial, teste de função hepática, e contagens sanguíneas completas, durante terapia prolongada.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

cItarabIna

ONCOLÓGICO

X

d a*

Aracytin/Fauldcita 100mg injetável

cItrato de PotássIo + cItrato de sÓdIo + cloreto de sÓdIo + GlIcose
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA

?

Pedialyte 45 solução – cada mL de solução contém: 2,05mg de Cloreto de Sódio, 2,16mg de Citrato de Potássio Monohidratado, 0,98mg de Citrato de Sódio e 22,75 de Glicose POSOLOGIA Dose usual: 100 a 150mL/kg/dia, VO, divididos em várias administrações.

cladrIbIna

ONCOLÓGICO

? 2

d c

Leustatin 10mg injetável (frasco ampola 10mL)

clarItroMIcIna

MACROLÍDEO

Klaricid 250mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 250mg, VO, 2 vezes ao dia. Dose máxima: 500mg, VO, 2 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 15mg/kg/dia, VO, 2 vezes ao dia. Dose máxima: 500mg, VO, 2 vezes ao dia. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 250-500mg q12h >80 12h 80-50 12h 50-10 24h <10 (anúria) 250mg q24h

Dose em diálise
após hD 250mg diária em DP Clcr<10

ALERTA ORIENTAÇÕES: melhor absorção oral e menor número de efeitos colaterais gastrointestinais do que os macrolídeos de 1ª geração. Pode ser administrado às refeições. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hepatite • Reação de hipersensibilidade imune (grave), anafilaxia, síndrome de StevensJohnson, necrólise epidérmica tóxica • Insuficiência hepática MONITORIZAÇÃO: hematológica e hepática.

Manual Farmacêutico 2011/2012

145

clarItroMIcIna

MACROLÍDEO

2

c

Klaricid 250mg/5mL suspensão 60mL POSOLOGIA Crianças (6 meses a 12 anos): Dose usual: 7,5 mg/kg, VO (correspondentes a 0,15 ml/kg de peso corporal, da suspensão reconstituída de 250 mg/5 ml), 2 vezes ao dia, Dose máxima: 500 mg, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA Vide Claritromicina uso oral.

clarItroMIcIna

MACROLÍDEO

2

c

Claritromicina 500mg (frasco ampola) Klaricid IV 500mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 500mg, IV, 2 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 7,5mg/kg, IV, 2 vezes ao dia. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 250-500mg q12h >80 12h 80-50 12h 50-10 24h <10 (anúria) 250mg q24h

Dose em diálise
após hD 250mg diária em DP Clcr<10

ALERTA Vide Claritromicina uso oral.

clIndaMIcIna

LINCOSAMIDA

1

b

Dalacin 300mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 300mg, VO, 3 vezes ao dia. Dose máxima: 600mg, VO, 4 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 20 a 30mg/kg/dia, VO, fracionados em intervalos de 6h. Dose máxima: 1,8g/dia. Neonatos: Dose usual: 5 a 7,5mg/kg/dose, VO. Idade gestacional < ou = 29 semanas: Tempo de vida 0 a 28 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 28 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional 30 a 36 semanas: Tempo de vida 0 a 14 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 14 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional 37 a 44 semanas: Tempo de vida 0 a 7 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 7 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional > ou = 45 semanas: Tempo de vida - todos, intervalo 6 horas
146 Manual Farmacêutico 2011/2012

AJUSTE RENAL Dose em diálise
Dose/intervalo 150-900mg q6-8h <10 (anúria) 6-8h após hD Não diária em DP Sem alt.

a b c d e F G H
b

ALERTA ORIENTAÇÕES: baixo potencial alergeno, muito ativo contra anaeróbios. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Diarreia, dor abdominal • SÉRIAS: • Aumento de enzimas hepáticas • Icterícia • Enterocolite pseudomembranosa MONITORIZAÇÃO: durante a terapia prolongada: testes periódicos de função hepática, renal e hematológica.

clIndaMIcIna

LINCOSAMIDA

1

I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Fosfato de clindamicina 150mg/mL (ampola 4mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 300 a 600mg, IV, 4 vezes ao dia. Dose máxima: 1200mg, IV, 3 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 25 a 40mg/kg/dia, IV, fracionados em intervalos de 6 a 8h. Dose máxima: 2,6g/dia, IV. Neonatos: Peso < 1200g: Idade de 0 a 4 semanas: 5mg/kg/dia, IV ou IM, fracionados em intervalos de 12h. Peso 1200 a 2000g: Idade 0 a 7 dias: 5mg/kg/dose, IV ou IM, em intervalos de 12h. Idade > 7 dias: 5mg/kg/dose, IV ou IM, em intervalos de 8h. Peso > 2000g: Idade 0 a 7 dias: 5mg/kg/dose, IV ou IM, em intervalos de 8h. Idade > 7 dias: 5mg/kg/dose, IV ou IM, em intervalos de 6h. Idade gestacional < ou = 29 semanas: Tempo de vida 0 a 28 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 28 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional 30 a 36 semanas: Tempo de vida 0 a 14 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 14 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional 37 a 44 semanas: Tempo de vida 0 a 7 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 7 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional > ou = 45 semanas: Tempo de vida - todos, intervalo 6 horas AJUSTE RENAL Dose em diálise
Dose/intervalo 150-900mg q6-8h <10 (anúria) 6-8h após hD Não diária em DP Sem alt.

Manual Farmacêutico 2011/2012

147

ALERTA ORIENTAÇÕES: infundir em 20 a 30min, IV. Hipotensão arterial quando infusão rápida. Nunca administrar em bolus. Baixo potencial alergeno, muito ativo contra anaeróbios. Vide Clindamicina oral.

clobazaM

ANSIOLÍTICO/HIPNÓTICO

c*

Frisium 10mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10 a 60mg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Crianças: Dose usual: 0,5 a 1,5mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 a 3 administrações. ALERTA * Compatível em dose única; cautela em uso crônico – monitorar sonolência no RN. CONTRAINDICAÇÕES: em paciente com miastenia gravis. PRECAUÇÕES: retirada abrupta pode promover epilepsia em pacientes com desordens convulsivas MONITORIZAÇÃO: hipotensão ortostática.

clobetasol
Psorex creme

CORTICOSTEROIDE TÓPICO

2

c

POSOLOGIA Dose usual: aplicar uma pequena quantidade do creme sobre a área afetada 1 a 2 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: evitar o uso prolongado na face e em crianças. Não utilizar em crianças menores de 12 anos. MONITORIZAÇÃO: endócrino/metabólica: hipocortisolismo secundário.

cloMIPraMIna

ANTIDEPRESSIVO

1

c

Anafranil 25mg drágea POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10 a 250mg/dia, VO. ALERTA PRECAUÇÕES: pode causar aumento de peso. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Vertigem, indisposição, cefaleia, insônia, nervosismo. • Alterações de libido • Xerostomia, constipação, aumento do apetite, náusea, ganho de peso, dispepsia, anorexia, dor abdominal • Fadiga, tremor, mioclonus • Diaforese aumentada • SÉRIAS: • Cardiovasculares:infarto do miocárdio (raro), hipotensão ortostática. • Hematológicas: agranulocitose, leucopenia, pancitopenia, trombocitopenia (raras) • Hepática: hepatotoxicidade (1-3%). • Neurológicas: convulsão (0,7%). • Psiquiátricas: depressão, piora (rara), pensamentos suicidas.
148 Manual Farmacêutico 2011/2012

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com bepridil, cisaprida, clorgilina, isocarboxazida, linezolida, moclobemida, fenelzina, selegilina, tranilcipramina. CONTRAINDICAÇÕES: infarto do miocárdio, durante o período agudo de recuperação. MONITORIZAÇÃO: controlar pressão arterial, ECG em pacientes com doença cardiovascular ou hipertireoidismo, função hepática em pacientes com insuficiência hepática.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

clonazePaM

ANTICONVULSIVANTE

3

d

Rivotril 0,25mg comprimido Rivotril 0,5mg comprimido Rivotril 2 mg comprimido Rivotril 2,5mg gotas – 1gt = 0,1mg POSOLOGIA Crianças (< 10 anos): Dose inicial: 0,01 - 0,03mg/kg/dia; aumentar até 0,5mg a cada 3 dias. Dose usual: 0,1 - 0,2mg/kg/dia, 3 vezes ao dia. Adultos e crianças (> 10 anos): Dose usual: 0,05 - 0,2mg/kg/dia, 3 vezes ao dia. Dose máxima: 20mg/dia. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: doença hepática severa. REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Amnésia, ataxia, problemas comportamentais, coma, depressão, vertigem, indisposição, psicose, sonolência MONITORIZAÇÃO: hemograma, testes de função hepática, observar o paciente para o excesso de sedação e depressão respiratória.

clonIdIna

ANTI-HIPERTENSIVO

?

c

Atensina 100mcg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 75mcg a 200mcg, VO, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 5mcg a 10mcg/kg/dia, VO, em intervalos de 8 a 12h. Aumentar gradualmente até 5-25mcg/kg/dia. Dose máxima: 900mcg/dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: recomenda-se a retirada gradual (1 semana) se o tratamento precisar ser interrompido. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Indisposição, vertigem • Reações transientes na pele caracterizadas por prurido e eritema • SÉRIAS: • Bloqueio atrioventricular • Depressão respiratória MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca. Considerar eletrocardiograma.

Manual Farmacêutico 2011/2012

149

clonIdIna

ANTI-HIPERTENSIVO

?

c

Clonidin 150mcg ampola 1mL ALERTA Vide Clonidina oral.

cloPerastIna

ANTITUSSÍGENO

X

**

Seki 120mL xarope com copo-medida dosado a 2,5, 5 e 7,5mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2 medidas de 7,5mL ao deitar, VO, 1 pela manhã e outra à tarde (total: 60 mg/dia). Crianças: Dose usual: 1-2 mg/kg/dia, VO, fracionados em 4 doses, das quais 2 ao deitar, 1 pela manhã e 1 à tarde.

cloPIdoGrel

ANTIAGREGANTE PLAQUETÁRIO

?

b

Iscover/Plavix 75mg comprimido POSOLOGIA Uso em insuficiência coronária: Dose usual: 1 comprimido (75mg) ao dia. Pós angioplastia coronária: Dose usual: 4 comprimidos em dose única no 1º dia, depois, um comprimido ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: recomenda-se a suspensão da droga por pelo menos 7 dias antes de cirurgia. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Dor abdominal, vômito, dispepsia, gastrite e constipação • SÉRIAS: • Dermatológica: eritema multiforme (raro) • Gastrointestinais: hemorragia gastrointestinal (2%, 2,7% com aspirina), úlceras gastrointestinais. • Hematológicas: agranulocitose (<1%), púrpura trombocitopênica trombótica (rara) • Hepáticas: hepatite, função hepática anormal (rara) • Imunológica: anafilaxia (rara). • Neurológicas: hematoma epidural, hemorragia intracraniana (0,5%). • Oftálmicas: hemorragias intraoculares (raras). • Respiratórias: dispneia, edema pulmonar não-cardiogênico. • Endócrino/Metabólica: hipercolesterolemia. CONTRAINDICAÇÕES: desordens na coagulação, hemorragia intracraniana. MONITORIZAÇÃO: hemograma com diferencial, tempo de sangramento, função hepática.

cloranFenIcol

ANTIMICROBIANO - MISCELÂNEA

3

c

Vixmicina 1g injetável (frasco ampola) Quemicetina 250mg drágea POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 500mg, VO, de 6/6h. Dose usual: 50 a 100mg/kg/dia, IV, fracionados em intervalos de 6h. Dose máxima: 4g/dia, IV.
150 Manual Farmacêutico 2011/2012

Crianças: Dose usual: 50 a 100mg/kg/dia, VO ou IV, fracionados em intervalos de 6h. Dose máxima: 4g/dia, VO ou IV. ALERTA Neonatos: contraindicado! REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anemia aplástica • Distúrbios de estrutura hematopoéticas, graves, alguns fatais • Síndrome do bebê cinzento em recém-nascidos PRECAUÇÕES: é necessário o ajuste de dosagem em casos de insuficiência renal e hepática. MONITORIZAÇÃO: controlar hemograma, plaquetas, avaliar a função hepática e renal.

a b c d e F G H I J K
c

cloranFenIcol (assocIação)
ANTIMICROBIANO OFTÁLMICO

3

c

Epitezan pomada oftálmica POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: cerca de 1cm da pomada, via ocular, em intervalos de 6 ou 8h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: discrasias sanguíneas.

cloranFenIcol + colaGenase
ANTIBACTERIANO TÓPICO

3

l M n o P Q r

Iruxol pomada POSOLOGIA Dose usual: aplicar a pomada sobre a área afetada, 2 a 3 vezes ao dia.

cloranFenIcol + desoXIrrIbonuclease + FIbrInolIsIna ANTIBACTERIANO TÓPICO
Fibrase cloranfenicol pomada

3

c

POSOLOGIA Dose usual: aplicar a pomada sobre a área afetada, 2 a 3 vezes ao dia.

cloreto de cálcIo
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA

?

**

s t u V W X Y z

Cloreto de cálcio 100mg/mL ampola 5mL

cloreto de cálcIo + cloreto de PotássIo + cloreto de sÓdIo
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA SOLUÇÃO PARA INFUSÃO PARENTERAL

1

**

Ringer fisiológico 500mL injetável POSOLOGIA Dose usual: 3000mL/dia, por infusão IV. Crianças: A dose deverá ser adequada para a idade e o peso. Reanimação: Dose usual: 10mL/kg por dose.
Manual Farmacêutico 2011/2012 151

cloreto de cálcIo + cloreto de PotássIo + cloreto de sÓdIo + lactato de sÓdIo
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA SOLUÇÃO PARA INFUSÃO PARENTERAL

1

**

Ringer lactato 500mL injetável POSOLOGIA Dose usual: 2500mL/dia, por infusão IV. Neonatos: Expansor de volume na reanimação: Dose usual: 10mL/kg, IV, infundir em 5 a 10min. Crianças: Expansor de volume: Dose: 10 a 20ml/kg, IV, correr em 20min e reavaliar. Dose máxima: 1L/dose.

cloreto de cetIlPIrIdÍnIo

ANTISSÉPTICO

3

**

Cepacol 0,5mg/mL solução (frasco 240mL) Cepacol pastilha POSOLOGIA Adultos e crianças (> 8 anos): Dose usual: 1 pastilha, VO, em intervalos mínimos de 4h, ou 20mL da solução diluída na proporção 1:4 para gargarejo, 4 a 6 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: soluções concentradas podem causar dano ou necrose esofágica. Sintomas tóxicos: dispneia e cianose.

cloreto de PotássIo
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA

1

a

Cloreto de potássio 19,1% (2,56mEq/mL) injetável (ampola 10mL) POSOLOGIA Neonatos e crianças: Hipopotassemia sintomática aguda: Dose usual: 0,5mEq/kg/hora, IV, diluído e administrado em 1h. Crianças: Dose de manutenção: 2 a 3mEq/kg/dia, IV. Adultos, crianças e neonatos: Concentração máxima via periférica: 40mEq/L de solução adequada. Concentração via central: 80mEq/L de solução adequada. Velocidade máxima: 0,5 a 0,7mEq/kg/h por 1 a 2h, com monitorização cardíaca. Máxima: 20mEq/hora. ALERTA ATENÇÃO: obrigatório diluir antes da administração. REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • SÉRIAS: • Cardiovasculares: ECG anormal, parada cardíaca. • Endócrino/metabólica: hipercalemia PRECAUÇÕES: risco de flebite para acesso periférico. Use com cautela em pacientes com doença cardíaca, insuficiência renal e hipercalemia. MONITORIZAÇÃO: controlar ECG e nível sérico de potássio.

152

Manual Farmacêutico 2011/2012

cloreto de PotássIo
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA

1

a

a b c d e F G H

Hypot 6% xarope (0,8mEq/mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,9 a 1,8g (15 a 30mL), VO, 3 vezes ao dia. Neonatos e crianças: Dose usual: 2 a 4mEq/kg/dia, VO, divididos em 2 a 3 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Diarreia, náusea, dor estomacal, flatulência e vômito • SÉRIAS: • Gastrointestinais: dor abdominal, úlceras gastrointestinais.

cloreto de PotássIo
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA

1

a

I J K l M n

Slow K (8mEq) POSOLOGIA Dose máxima: 2,7 a 7,2g/dia, VO. Crianças e recém-nascidos: Dose usual: 2 a 4mEq/kg/dia,VO, divididos em 2 a 3 vezes/dia. ALERTA Vide Cloreto de Potássio Xarope.

cloreto de PotássIo + cloreto de sÓdIo SUPLEMENTO MINERAL

1

a

o P Q r s t u V W X Y z

Dietasal pó – cada grama contém : 780mg de cloreto de potássio e 200mg de cloreto de sódio POSOLOGIA Dose máxima: 6g/dia, VO.
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA/SOLUÇÃO PARA INFUSÃO PARENTERAL

cloreto de sÓdIo

1

a

Cloreto de Sódio 0,9% Ecoflac Plus 500mL Soro fisiológico injetável

cloreto de sÓdIo REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA

1

a

Cloreto de sódio 20% (3,42mEq/mL) solução injetável (ampola 10mL) POSOLOGIA Dose usual: determinada de acordo com a necessidade do paciente. Crianças (até 12 anos) e neonatos: Dose usual: 2 a 4mEq/kg/dia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

153

ALERTA ATENÇÃO: obrigatório diluir antes da administração. REAÇÕES ADVERSAS: • Hipervolemia • Hipovolemia • Hipernatremia • Distúrbios hidroeletrolíticos • Hipertensão • Edema CONTRAINDICAÇÔES: pacientes com retenção de fluidos. PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com insuficiência renal, cirrose hepática, hipertensão, edema. MONITORIZAÇÃO: sódio, potássio e bicarbonato sérico.

cloreto de sÓdIo

DESCONGESTIONANTE NASAL

1

a

Salsep solução nasal (frasco 50mL) POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: instilação nasal, várias vezes ao dia, principalmente à noite ao deitar. ALERTA PRECAUÇÕES: o uso crônico pode ocasionar irritação local com hipersecreção.

cloreXIdIna

ANTISSÉPTICO

1

b/c c

Clorohexidine aquoso 0,2% (frasco 100mL) Periogard solução oral

clorProMazIna

NEUROLÉPTICO

3

Amplictil 25mg injetável (ampola 5mL) – cada ampola contém 25mg de clorpromazina POSOLOGIA Dose e frequência de acordo com a terapia. Crianças (> 2 anos): Dose usual: 0,5 - 1mg/kg/dose, EV, 3 ou 4 vezes ao dia. Dose máxima: 40mg/dia. Crianças (< 5 anos): Dose usual: 40mg/dia. Crianças (> 5 anos): Dose usual: 75mg/dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: efeitos extrapiramidais podem ocorrem em até 50% dos pacientes com idade superior a 60 anos. Hipotensão. Discinesia tardia (40% pacientes idosos). • SÉRIAS: • Agranulocitose • Síndrome de icterícia • Morte • Distúrbio da estrutura hematopoéticas • Lúpus eritematoso sistêmico (droga-induzido) • Ineficiência na termorregulação, insolação ou hipotermia • Leucopenia • Síndrome neuroléptica maligna • Obstipação
154 Manual Farmacêutico 2011/2012

• Íleo paralítico • Priapismo • Prolongamento do intervalo QT • Convulsão • Trombocitopenia • Torsades de pointes MONITORIZAÇÃO: idosos devem ser acompanhados de perto pelo excesso de efeitos parkinsonianos secundários, uma vez que alguns dados indicam que estes pacientes sofrem maior incidência desses efeitos e que estes são, muitas vezes, irreversíveis, e não respondem às drogas convencionais antiparkinsonianas.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

clorProMazIna

NEUROLÉPTICO

3

c

Amplictil 40mg/mL gotas (frasco 20ml) – 40gts/mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 25 a 100mg, VO, fracionados em 3 administrações. Dose máxima: 2g/dia. Crianças: Dose máxima (< 2 anos): 1mg/kg/dia, VO, a cada 6 - 8h. Dose máxima (2 a 5 anos): 40mg/dia. Dose máxima (5 a 12 anos): 75mg/dia. ALERTA Vide Clorpromazina injetável.

clorProPaMIda

HIPOGLICEMIANTE

3

c

Diabinese 250mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 125 a 500mg, VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 750mg, VO, 1 vez ao dia. AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 100% 80-50 50-10

Dose em diálise
após hD Não recomendado diária em DP

ALERTA PRECAUÇÕES: não utilizar em Diabete tipo I. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: hipoglicemia (grave). CONTRAINDICAÇÕES: insuficiência cardíaca congestiva. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, painel de lipídio, exame ocular, neuropatia, creatinina sérica, microalbuminúria.

clortalIdona

DIURÉTICOS

1

c*

Higroton 25mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 12,5 a 50mg, VO, 1 vez ao dia.
Manual Farmacêutico 2011/2012 155

Crianças: Dose usual: 1 a 2mg/kg/dia, VO, 1 vez ao dia. ALERTA MONITORIZAÇÃO: rotineiramente monitorar o potássio. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Arritmias cardíacas • Distúrbio da estrutura hematopoéticas • Hepatotoxicidade • Pancreatite • Edema pulmonar • Eczema • Síndrome de Stevens-Johnson • Lúpus eritematoso sistêmico • Necrólise epidérmica tóxica ORIENTAÇÕES: não possui ação efetiva em pacientes com CLcr <50mL/min.

clostebol + neoMIcIna
ANTIBACTERIANO TÓPICO

?

a*

Trofodermin creme Trofodermin creme vaginal POSOLOGIA Adultos: Uso tópico: aplicar sobre a área afetada, 2 vezes ao dia. Uso vaginal: aplicar 5g por via vaginal, 1 vez ao dia.

codeÍna

ANALGÉSICO OPIOIDE

1

c

Codein 3mg/mL solução oral – Atenção! Possui corante Vermelho Ponceau. POSOLOGIA Dor média e moderada: Adultos: Dose usual: 15 a 60mg, VO, a cada 4 ou 6h. Crianças: Dose usual: 0,5 a 1mg/kg/dose, VO, até 4/4 horas. Dose máxima: 60mg/mg/dose. ALERTA ORIENTAÇÕES: deve ser usado com parcimônia, já que a tosse é geralmente efeito e não a causa. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Indisposição • Constipação • SÉRIAS: • Imunológica: anafilactoide (rara). • Neurológica: convulsão, com doses excessivas. • Respiratória: depressão respiratória. MONITORIZAÇÃO: status respiratório e mental, pressão arterial e função cardíaca.

156

Manual Farmacêutico 2011/2012

codeÍna + ParacetaMol
ANALGÉSICO NARCÓTICO

1

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Tylex 30mg comprimido – cada comprimido contém: 500mg de Paracetamol e 30mg de Fosfato de Codeína Tylex 7,5mg comprimido – cada comprimido contém: 500mg de Paracetamol e 7,5mg de Fosfato de Codeína POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 7,5 a 30mg, VO, 6 vezes ao dia. Dose máxima: 60mg, VO, 6 vezes ao dia. Dor não oncológica: Dose usual: até 30mg, VO, de 6/6h. Crianças: Dose usual: 0,5 a 1mg de codeína/kg/dose,VO, a cada 4 a 6h. Dose máxima: 60mg/dose, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Respiratória: depressão respiratória, com altas doses. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com naltrexona. PRECAUÇÕES: pode ocorrer dependência física ou psíquica com o uso prolongado.

colcHIcIna

ANTIGOTOSO

3

c

Colchis 0,5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,5 a 1,5mg, VO, 1 a 3 vezes ao dia. Crianças (< 5 anos): Dose usual: 0,5mg/dia. Crianças (> 5 anos): Dose usual: 1 a 1,15mg/dia, divididos em 2 a 3 vezes. ALERTA ORIENTAÇÕES: a redução da dosagem pode ser necessária em pacientes que apresentarem fraqueza e sintomas gastrointestinais. Doses acima de 1,5mg/dia frequentemente causam diarreia. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Náusea, vômito, diarreia e dor abdominal • SÉRIAS: • Mielosupressão • Neuropatia MONITORIZAÇÃO: níveis sanguíneos de rotina a cada 4 a 6 meses e com maior frequência em pacientes com insuficiência renal ou hepática.

colecalcIFerol

VITAMINA

1

**

Colecalciferol gotas 1000UI/gota (frasco 10g)

Manual Farmacêutico 2011/2012

157

colestIraMIna ANTIDIARREICO/ QUELANTE DE SAIS BILIARES
Questran Light pó (envelope 4g) POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 4g, VO, 2 vezes ao dia. Dose máxima: 24g/dia, VO. Crianças: Dose usual: 60mg/kg, VO, 3 a 4 vezes ao dia. Dose máxima: < 10 anos: 4g. > 10 anos: 8g. Neonatos: Dose usual: 1 a 2g/dose, de 12/12h ou 6/6h.

1

c

ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: obstrução biliar completa; hiperlipidemia tipo III, IV e V. PRECAUÇÕES: pode interferir na absorção de gorduras e diminuir a absorção de vitaminas liposolúveis (A, D, E, K). Risco de obstipação e acidose hiperclorêmica. MONITORIZAÇÃO: painel lipídico, sinais de deficiência da vitamina K.

colÓdIo elástIco

MISCELÂNEA-DERMATOLOGIA

?

**

Colódio Elástico solução POSOLOGIA Dose usual: aplicar uma camada sobre a área afetada, em intervalos de 24h.

coMPleXo b
Beneroc drágea

POLIVITAMÍNICO SEM MINERAIS

1

c*

POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 drágeas, VO, 1 vez ao dia.

coMPleXo b

POLIVITAMÍNICO SEM MINERAIS

1

c*

Hyplex B injetável (ampola 2 ml) – cada ampola de 2mL contém: vit. B1 8mg, vit. B2 2mg, vit. B6 4mg, nicotinamida (vit PP) 40mg, D pantenol (pró-vitB5) 6MG POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 a 2 ampolas/dia, IV. Crianças (> 2 anos): Dose: 2mL/dia, IV. Crianças (< 2 anos): Dose: 1mL/dia, IV.

coMPleXo b

POLIVITAMÍNICO SEM MINERAIS

1

c*

Beneroc gotas – 20gts/mL (5mg de Vitamina B1 (mononitrato de tiamina), 2mg de Vitamina B2 (riboflavina), 20mg de Vitamina B3 (nicotinamida), 3mg de Vitamina B5 (pantotenato de cálcio), 2mg de Vitamina B6 (cloridrato de piridoxina) e 0,25mg de Vitamina B8 (biotina)/mL)

158

Manual Farmacêutico 2011/2012

POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 20 a 40 gotas, VO, 2 a 3 vezes ao dia. Lactentes e crianças: Dose usual: 10 a 20 gotas, VO, 2 a 3 vezes ao dia. Neonatos: Dose usual: 5 gotas,VO, 1 vez ao dia.

a b c
X

dacarbazIna

ONCOLÓGICO

c c

d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Dacarb 100mg injetável Fauldacar 100mg injetável

daclIzuMabe

IMUNOSSUPRESSOR

?

Zenapax 5mg/mL (ampola 5mL) POSOLOGIA Profilaxia de rejeição em transplante de órgãos: Dose usual: 1,0mg/kg. Diluir em 50mL de solução fisiológica 0,9%, administrar em 15 min. IV. A primeira dose deve ser administrada antes do transplante. A medicação deve ser repetida a cada 14 dias até completar um total de 5 doses. ALERTA ORIENTAÇÕES: deve ser usado em combinação com outras drogas imunossupressoras. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: edema, hipertensão, hipotensão, taquiarritmia. • Hematológicas: hemorragia, distúrbio da coagulação sanguínea, desordem trombótica. • Imunológica: anafilaxia. • Respiratória: dispneia. • Outras: febre, doenças infecciosas, doença linfoproliferativa. PRECAUÇÕES: as mulheres em idade fértil devem utilizar métodos contraceptivos eficazes antes, durante a terapia, e durante 4 meses após a conclusão da terapia. MONITORIZAÇÃO: função renal e hemograma.

dantroleno

RELAXANTE MUSCULAR

X

c

Dantrolen 20mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos e crianças: Hipertermia maligna: Dose usual: 1mg/kg, IV, repetindo quando necessário. Dose máxima: 10mg/kg, IV. Dose de manutenção: 4-8mg/kg/dia, VO, divididos de 6/6 horas por 3 dias. ALERTA ORIENTAÇÕES: administrar rapidamente. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Vertigem, indisposição, depressão • Rash • Diarreia e vômito • Fraqueza muscular • SÉRIAS: • Cardiovasculares: pressão arterial anormal, insuficiência cardíaca (rara), flebite, taquiarritmia.
Manual Farmacêutico 2011/2012 159

• Neurológicas: convulsões • Hematológicas: anemia aplástica, leucopenia, linfoma maligno - pequenos linfocíticos, trombocitopenia (rara). • Hepática: doença hepática. MONITORIZAÇÃO: função cardíaca, pressão arterial e função hepática periodicamente.

darIFenacIna broMIdrato
ANTIESPASMÓDICO URINÁRIO

2

c

Enablex 7,5mg comprimido de liberação prolongada POSOLOGIA Adultos: Tratamento inicial Dose usual: 7,5mg, VO, uma vez ao dia. Após duas semanas: Dose usual: 15mg, VO, uma vez ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: orientar o paciente a manter adequada hidratação para previnir desidratação e disfunção renal. REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Xerostomia, constipação CONTRAINDICAÇÕES: pacientes com retenção gástrica e retenção urinária, glaucoma de ângulo fechado não controlado.

daunorrubIcIna

ONCOLÓGICO

X 3

d b

Daunoblastina 20mg injetável

deFerasIroX

ANTÍDOTO

Exjade 125mg comprimido POSOLOGIA Adultos e crianças (maiores de 2 anos): Transfusão Hemosiderose Inicial Dose usual: 20mg/Kg, VO, uma vez ao dia. Manutenção Dose usual: 5 a 10mg/Kg, VO, a cada 3 a 6 meses. Dose máxima: 30mg/Kg/dia.

deFlazacorte

ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

?

c*

Calcort 30mg comprimido Calcort 6mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,1 a 2mg/kg/dia, VO 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 1 a 3mg/kg/dia, VO, 3 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: doses elevadas estão associadas com alterações no Sistema Nervoso Central. Em mulheres grávidas pode causar retardamento do crescimento uterino. CONTRAINDICAÇÕES: infecção viral fúngica.
160 Manual Farmacêutico 2011/2012

MONITORIZAÇÃO: quando adequado, monitorar glicose sérica, os níveis séricos de potássio e de glicose na urina. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com vacina contra rotavírus vivo.

a b c d e F G

deltaMetrIna

MISCELÂNEA-DERMATOLOGIA

?

c*

Deltacid 0,2mg/mL loção Deltacid 0,2mg/mL xampu POSOLOGIA Dose usual: aplicar nas áreas atingidas por 4 dias consecutivos. ALERTA PRECAUÇÕES: cuidado com a região ocular.

deslanosÍdeo
GLICOSÍDEO CARDÍACO E CARDIOTÔNICO

?

c

H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Deslanol 0,4mg (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Digitalização rápida (24 horas) em casos de urgência: Dose usual: 0,8-1,6mg = 4-8mL, EV ou IM, em 1-4 doses fracionadas. Digitalização lenta (3 a 5 dias): Dose usual: 0,6-0,8mg diariamente = 3–4mL, EV ou IM, pode ser fracionada. Terapia de manutenção: Dose diária média + variação nas doses: 0,4mg (0,2-0,6mg) = 2 ml (1-3mL), IM (EV é possível). Crianças: Digitalização rápida (24 horas) em casos de urgência: Dose usual: 0,02-0,04mg/kg diariamente em 1-3 doses fracionadas, EV ou IM. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • Distúrbios do SNC e gastrintestinais: anorexia, náusea e vômitos. • Distúrbios da frequência cardíaca, condução e ritmo: bradicardia acentuada e parada cardíaca. PRECAUÇÕES: Não se deve administrar cálcio por via parenteral a pacientes digitalizados. Em casos de medicação concomitante, a dose de glicosídios cardíacos deve ser reduzida. CONTRAINDICAÇÕES: bloqueio AV completo e bloqueio AV de 2° grau (especialmente 2:1), parada sinusal, bradicardia sinusal excessiva INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: administrar com cautela: cálcio em doses elevadas, medicamentos psicotrópicos incluindo o lítio e simpatomiméticos, pois podem aumentar o risco de arritmias cardíacas. Administrar com cautela concomitantemente com quinidina, antagonistas de cálcio (em especial verapamil), amiodarona, diuréticos depletores de potássio, corticosteróides, anfotericina B e espironolactona.

Manual Farmacêutico 2011/2012

161

desloratadIna

ANTIALÉRGICO

1

c

Desalex 0,5mg/mL xarope (frasco 60mL) POSOLOGIA Adultos e crianças > 12 anos: Dose usual: 5mg, VO, 1 vez ao dia Crianças (6 meses a 1 ano): Dose usual: 1mg, VO, 1 vez ao dia. Crianças (1 a 5 anos): Dose usual: 1,25mg, VO, 1 vez ao dia. Crianças (6 a 11 anos): Dose usual: 2,5mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: ajuste de dose em pacientes com insuficiência renal e hepática. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia • SÉRIAS: • Aumento das enzimas hepáticas

desMoPressIna

HORMÔNIO ANTIDIURÉTICO

1

b

DDAVP 0,1mg comprimido POSOLOGIA Diabetes insipidus central: Dose inicial: 0,1mg, VO, 3 vezes ao dia. Dose usual: 0,1 a 0,2mg, VO, 3 vezes ao dia. Enurese noturna primária (> 6 anos): Dose inicial: 0,2mg ao deitar. Dose de manutenção: A dose pode ser aumentada até 0,4mg, caso a dose menor não seja efetiva. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: hemofilia e doença de Von Willebrand. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: pressão arterial anormal (rara), aumento da frequência cardíaca. • Endócrino/metabólica: hiponatremia, hiposmolaridade (rara) • Hematológica: desordem tromboembólica. • Imunológicas: reações alérgicas, agudas, anafilaxia (rara) • Neurológica: convulsão (rara) MONITORIZAÇÃO: infusão IV: Pressão arterial e frequência cardíaca. Diabetes insípido: débito urinário, eletrólitos séricos.

desMoPressIna

HORMÔNIO ANTIDIURÉTICO

1

b

DDAVP 4mcg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Diabetes insípidus central: Adultos: Dose usual: 2 a 4mcg (0,5 a 1mL), IV ou SC, 1 a 2 vezes ao dia. Crianças (< 1 ano): Dose usual: 0,2 a 0,4mcg (0,05 a 0,1mL), IV ou SC, 1 a 2 vezes ao dia. Crianças (> 1 ano): Dose usual: 0,4 a 1mcg (0,1 a 0,25mL), IV ou SC, 1 a 2 vezes ao dia. ALERTA Vide Desmopressina oral.
162 Manual Farmacêutico 2011/2012

deXaMetasona ANTI -INFLAMATÓRIO HORMONAL

?

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Decadron 0,1mg/mL elixir – Atenção! Possui corante Eritrosina Decadron 0,5mg comprimido Decadron 4 mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Doenças crônicas, usualmente não-fatais: Dose inicial: 0,5 a 1mg, VO, 2 a 4 vezes ao dia. Dose de manutenção: diminuir gradualmente até a menor dose capaz de promover o efeito desejado. Hiperplasia supra-renal congênita: Dose usual: 0,5 a 1,5mg, VO, 1 vez ao dia. Doenças agudas não-fatais: Dose usual: 2 a 3mg, VO, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 2mg/kg/dia divididos 2 a 4 vezes/dia. ALERTA PRECAUÇÕES: doses elevadas estão associadas com alterações no Sistema Nervoso Central. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Endócrino/metabólicas: hiperglicemia, insuficiência adrenal primária. • Oftálmica: glaucoma ORIENTAÇÕES: em mulheres grávidas pode causar retardamento do crescimento uterino. CONTRAINDICAÇÕES: infecção viral fúngica. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com vacina contra rotavírus vivo. MONITORIZAÇÃO: (terapia sistêmica) pressão arterial, eletrólitos séricos, glicemia, estado mental. Exame oftalmológico (com terapia prolongada); Ensaio de supressão do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (HPA); periodicamente em pacientes que usam a medicação durante a terapia prolongada.

deXaMetasona

ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

?

c

Decadron/Unidexa 2mg/mL injetável (ampola 1mL) Decadron 4mg/mL injetável (ampola 2,5mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,5 a 20mg/dia, IM ou IV, 1 a 4 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 0,08 a 0,3mg/kg/dia, IV, fracionados em 2 a 4 administrações. Neonatos: Extubação: Dose usual: 0,1 a 0,25mg/kg/dose, cada 6h, SN para edema VAS. Iniciar 24h antes da extubação e continuar com 3 a 4 doses pós-extubação. Dose máxima: 1mg/kg/dia. Displasia broncopulmonar: Dose usual: 0,6mg/kg/dia, fracionados a cada 12h, por 3 dias, então 0,2mg/kg/dia fracionados a cada 12h, por 3 dias. Diminuir a dose em 0,1mg/kg/dia, a cada 72h, até alcançar 0,1mg/kg/dia. Então administrar em dias alternados por 1 semana e descontinuar. Todas as doses são administradas IV, a cada 12h. ALERTA Vide Dexametasona Oral.

Manual Farmacêutico 2011/2012

163

deXaMetasona
Maxidex 0,1% colírio

ANTI-INFLAMATÓRIO OFTÁLMICO

?

c

POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: 1 a 2 gotas via ocular, de 4 a 6 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: o uso prolongado pode predispor ao glaucoma, catarata e infecções secundárias.

deXMedetoMIdIna

MISCELÂNEA-OUTROS

3

c

Precedex 100mcg/mL injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Dose inicial: 1mcg/kg, IV, infundir em 10min. Dose de manutenção: 0,2 a 0,7mcg/kg/h, para atingir o efeito desejado. Crianças: Dose inicial: 0.5-1mcg/kg. Dose de manutenção: 0,2 a 0,7mcg/kg/hora. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipotensão • Náusea • SÉRIAS: • Cardiovasculares: fibrilação atrial (mais frequente), bloqueio atrioventricular (raro), bradicardia (mais frequente), parada cardíaca (rara), hipertensão arterial, hipotensão (mais frequente), taquicardia supraventricular, arritmia ventricular (rara), taquicardia ventricular (rara). • Endócrino/metabólicas: acidose, hipercalemia (raras) • Hematológicas: anemia, leucocitose (raras) • Renal: oligúria (rara) • Respiratórias: apneia (rara), broncoespasmo (raro), dispneia (rara), hipercapnia (rara), hipoventilação (rara), hipoxia (mais frequente), derrame pleural (raro), congestão pulmonar (rara), edema pulmonar (raro) , acidose respiratória (rara). • Outras: doença infecciosa (rara). MONITORIZAÇÃO: durante a infusão (pode ocorrer hipotensão e/ou bradicardia). Controlar pressão arterial, frequência cardíaca, especialmente na hipovolemia e idosos.

deXPantenol
Bepantol pomada

MICELÂNEA - DERMATOLOGIA

3 3

c **

deXPantenol + alFa bIsabolol
CICATRIZANTE

Creme Regenerador Celular POSOLOGIA Dose usual: a frequência das aplicações será determinada de acordo com a necessidade do paciente.

164

Manual Farmacêutico 2011/2012

deXtrano 70 + HIProMelose
LUBRIFICANTE OFTÁLMICO

3

c*

a b c d

Lacrima Plus colírio POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: 1 a 2 gotas, via ocular, quando necessário

dIazePaM

ANSIOLÍTICO/ HIPNÓTICO

3

d

e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Compaz 10mg (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2 a 20mg, IV. Pré-anestésico/sedação: Dose usual: 0,1 a 0,2mg/kg, IM ou IV. Crianças: Dose usual: 0,2 a 0,3mg/kg/dose, IV. Dose máxima: 10mg/dose, IV. Estado de epilepsia: Dose usual: 0,1 a 0,3mg/kg/dose, IV, a cada 15 a 30min. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: em paciente com miastenia gravis. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hematológica: neutropenia. PRECAUÇÕES: cuidado especial quando administrado via intravenosa: pode levar a parada respiratória. Não recomendado como droga de 1ª escolha para neonatos. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com atazanavir. MONITORIZAÇÃO: hemograma e função hepática; com terapia de longo prazo.

dIazePaM

ANSIOLÍTICO/HIPNÓTICO

3

d

Valium 5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 15 a 30mg/dia, VO. Crianças: Dose usual: 1mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 a 3 administrações. Sedação oral/relaxante muscular: Dose usual: 0,12 a 0,8 mg/kg/dia, VO, de 6/6h a 8/8h. ALERTA Vide Compaz ampola.
ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL

dIcloFenaco PotássIco

1

b

Cataflam 15mg/mL gotas Fr 20mL – 20gts/mL POSOLOGIA Crianças (acima de 1 ano): Dose usual: 2 a 3mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 a 4 administrações.

Manual Farmacêutico 2011/2012

165

ALERTA PRECAUÇÕES: ter cautela em pacientes com história de defeitos na coagulação, ulceração gastrointestinal, perfuração ou sangramento. Hipertensão, retenção de fluidos, asma e pacientes idosos. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: Insuficiência Cardíaca Congestiva (1% -3%), hipertensão arterial (1% -3%), infarto do miocárdio. • Dermatológicas: eritema multiforme (raro), eczema, síndrome de Stevens-Johnson (rara), necrólise epidérmica tóxica (<0,1%). • Gastrointestinais: hemorragia gastrointestinal, perfuração gastrointestinal (1% -3%), úlcera gastrointestinal (1% -3%), inflamação no aparelho digestivo, melena (1% -3%), vômitos (1% -3%). • Hematológicas: anemia (1% -3%), leucopenia (1% -3%), distúrbio purpúrico (1-3%), trombocitopenia (1-3%). • Hepáticas: cirrose do fígado (rara), necrose hepática (rara), hepatite (1% -3%), icterícia (1% -3%), insuficiência hepática (<0,1%). • Imunológicas: anafilactoides (raras) • Neurológicas: meningite asséptica, acidente vascular cerebral, convulsão (rara) • Oftálmica: visão turva (1% -3%). • Ótica: perda de audição (1% -3%). • Renais: insuficiência renal aguda (rara), nefrite intersticial (rara), síndrome nefrótica (rara), proteinúria (1% -3%). • Respiratória: broncoespasmo. • Outras: angioedema (1% -3%). INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com cetorolaco. MONITORIZAÇÃO: hemograma, perfil bioquímico, pressão arterial, função hepática, após o início da terapia a cada 6-12 meses e, posteriormente, com maior frequência, em pacientes de risco hepático, renal, cardíaco, ou com desordem gastrointestinal.

dIcloFenaco PotássIco
ANTI-INFLAMATÓRIO TÓPICO

1

b

Cataflam emulgel 1% gel POSOLOGIA Dose usual: aplicar sobre a área afetada, 3 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Prurido, rash, dermatite de contato, pele seca, dor, esfoliação e parestesia.

dIcloFenaco sÓdIco ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL
Voltaren 50mg comprimido

?

b

POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 50mg, VO, fracionados em intervalos de 8h. Dose de manutenção: 50mg, VO, fracionados em intervalos de 12h. Crianças: Dose usual: 2 a 3mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. ALERTA Vide diclofenaco potássico.

166

Manual Farmacêutico 2011/2012

dIcloFenaco sÓdIco ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL
Voltaren 50mg supositório

?

b

a b c d e F G H I J K l

POSOLOGIA Dose inicial: 50mg, VR, em intervalos de 8h. Dose de manutenção: 50mg, VR, fracionados em intervalos de 12h. ALERTA Vide diclofenaco potássico.

dIcloFenaco sÓdIco ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL
Voltaren 75mg injetável (ampola 3mL)

?

b

POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 75mg, IM, 1 vez ao dia. Dose máxima: 150mg/dia, IM, fracionados em 2 administrações. Crianças: Dose usual: 2 a 3mg/kg/dia, fracionados em 2 administrações. ALERTA Vide diclofenaco potássico.

dIFenIdraMIna

ANTIALÉRGICO

?

b

M n o P Q r s t u V W X Y z

Difenidrin 50mg/mL ampola 1mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10 a 100mg/dose, IV ou IM profundo, a cada 6 ou 8h. Crianças: Dose usual: 5mg/kg/dia, IV ou IM profundo, fracionados em 4 administrações. Dose máxima: 300mg/dia, IV ou IM profundo. AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 6h 80-50 6-9h 50-10 9-12h após hD -

Dose em diálise
diária em DP Sem correção

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anafilaxia INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: pode comprometer a absorção do AAS. MONITORIZAÇÃO: níveis sanguíneos de difenidramina de 1,1 a 1,6 mg/L foram associados com vítimas em bebês de 6 a 12 semanas de idade.

Manual Farmacêutico 2011/2012

167

dIGoXIna

ESTIMULANTE CARDÍACO

1

c

Digoxina 0,25mg comprimido Digoxina Elixir infantil (frasco 60mL) – cada mL contém 0,05mg de digoxina. Atenção! Possui corante Amarelo de Quinoleína. POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,125 a 0,5mg/dia, VO; 8 a 15mcg/kg, IV. Crianças e neonatos: Digitalização: Prematuros: Dose de ataque: 20 mcg/kg/dia VO e 15 mcg/kg/dia IM/IV Dose de manutenção: 5 mcg/kg/dia VO e 3 a 4 mcg/kg/dia IM/IV Termo: Dose de ataque: 30mcg/kg/dia VO e 20 mcg/kg/dia IM/IV Dose de manutenção: 8 a 10mcg/kg/dia VO e 6 a 8 mcg/kg/dia IM/IV Crianças < 2 anos: Dose de ataque: 40 a 50mcg/kg/dia VO e 30 a 40 mcg/kg/dia IM/IV Dose de manutenção: 10 a 12mcg/kg/dia VO e 7,5 a 9 mcg/kg/dia IM/IV Crianças de 2 a 10 anos: Dose de ataque: 30 a 40mcg/kg/dia VO e 20 a 30 mcg/kg/dia IM/IV Dose de manutenção: 8 a 10mcg/kg/dia VO e 6 a 8 mcg/kg/dia IM/IV Crianças > 10 anos: Dose de ataque: 10 a15mcg/kg/dia VO e 8 a 12 mcg/kg/dia IM/IV Dose de manutenção: 2,5 a 5mcg/kg/dia VO e 2 a 3 mcg/kg/dia IM/IV AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 24h 80-50 36h 50-10 36h <10 48h

Dose em diálise
após hD Não diária em DP Sem correção

ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: fibrilação ventricular. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: cuidado com medicamentos que causam hipocalemia (corticoesteroides, anfotericina, diuréticos depletores de potássio). Eritromicina aumenta a absorção da digoxina. Diltiazem, nifedipina e inibidores da ECA podem aumentar a concentração sérica. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: arritmia cardíaca. MONITORIZAÇÃO: controlar os níveis séricos de potássio, cálcio e magnésio.

dIGoXIna IMune Fab

ANTÍDOTO

1

c

Digibind 38mg injetável (frasco-ampola) POSOLOGIA Dose usual: a dosagem varia de acordo com a quantidade de digoxina ou digitoxina a ser neutralizada (38mg do antídoto neutralizam 0,5mg de digoxina ou digitoxina). A dose média utilizada durante o teste clínico foi de 10 frascos (380mg). ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Endócrino/metabólica: hipocalemia. MONITORIZAÇÃO: eletrocardiograma, potássio sérico, pressão arterial, temperatura, durante e após terapia.
168 Manual Farmacêutico 2011/2012

dIltIazeM

ANTIANGINOSO

1

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Balcor EV 25mg injetável (frasco-ampola) POSOLOGIA Injeção endovenosa direta (bolus) Adultos: Dose de ataque: 0,25mg/Kg (20mg para pacientes medianos), em bolus, durante dois minutos. Dose de manutenção: Após 15 minutos da dose inicial, 0,35mg/Kg (25mg para paciente mediano) , em bolus, durante 2 minutos. Infusão endovenosa contínua Dose inicial: 5 a 10mg/h, EV, durante até 24horas. Dose máxima: 15mg/h. ALERTA Vide Diltiazem comprimido.

dIltIazeM

ANTIANGINOSO

1

c

Cardizem 30mg comprimido Cardizem 60mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 30mg, VO, 2 a 4 vezes ao dia. Dose de manutenção: 30 a 360mg, VO, 2 a 4 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • 10%: • Edema • Cefaleia • SÉRIAS: • Arritmias cardíacas. ORIENTAÇÕES: o diltiazem é metabolizado e eliminado predominantemente pelo fígado. Esse agente pode induzir à insuficiência renal em pacientes com disfunção hepática. Demonstrou ser seguro em pacientes com cirrose hepática em doses que não excedam 90mg/dia. O ajuste de dose pode ser necessário. CONTRAINDICAÇÕES: taquicardia ventricular. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com cisaprida e ranolazina.

dIMenIdrInato + PIrIdoXIna
MISCELÂNEA-OUTROS

?

b*

Dramin B6 25mg/mL gotas Fr 20mL – 20gts/mL (25mg de Dimenidrinato + 5mg de Cloridrato de Piridoxina/mL). Atenção! Possui corante Vermelho Ponceau. POSOLOGIA Crianças: Dose usual: 5mg/kg/dia, VO, fracionados em 4 administrações. Crianças (2 a 6 anos): Dose máxima: 75mg/dia, VO. Crianças (6 a 12 anos): Dose máxima: 150mg/dia, VO.

Manual Farmacêutico 2011/2012

169

dIMenIdrInato + PIrIdoXIna
MISCELÂNEA-OUTROS

?

b*

Dramin B6 comprimido – cada comprimido contém: 50mg de Dimenidrinato e 10mg de Cloridrato de Piridoxina POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 comprimido, VO, até 4 vezes ao dia. Tratamento e prevenção da náusea e vômito pós-operatório: Dose usual: 2 comprimidos, VO.

dIMenIdrInato + PIrIdoXIna
ANTÍDOTO/MISCELÂNEA-OUTROS

?

b*

Dramin B6 DL injetável (ampola 10mL) – cada 10mL contém 30mg de dimenidrinato, 50mg de cloridrato de Piridoxina, 1000mg de glicose e 1000mg de frutose POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10mL, IV, a cada 8h. Crianças: Dose usual: 1mg/kg, IV lento, a cada 6h. Dose máxima: 30mg (dimenidrinato) ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: hipotensão arterial, palpitações, taquicardia.

dIMenIdrInato + PIrIdoXIna
ANTÍDOTO/MISCELÂNEA-OUTROS

?

b*

Dramin B6 injetável (ampola 1mL) – cada 1mL contém 50mg de dimenidrinato e 50mg de cloridrato de Piridoxina POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1mL, IM, até 6 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 1,25mg/kg, IM, até 4 vezes ao dia. ALERTA Vide Dramin B6 DL.

dIMercaProl

ANTÍDOTO

X

c

Dimercaprol injetável (ampola 5mL) ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipertensão, taquicardia (relacionadas à dose) • Cefaleia • SÉRIAS: • Cardiovasculares: hipertensão (frequente), aumento da frequência cardíaca (frequente). • Dermatológica: abscesso no local da injeção. • Outras: febre em 30% das crianças (frequente).
Manual Farmacêutico 2011/2012

170

CONTRAINDICAÇÕES: insuficiência hepática. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, função renal.

a
a*

dIMetIcona

ANTIFISÉTICO

?

b c d e F G H I J

Luftal 40mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 40mg, VO, 3 vezes ao dia.

dIMetIcona

ANTIFISÉTICO

?

a*

Luftal 75mg/mL gotas Fr 15mL – 30gts/mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 40mg (16 gotas), VO, 3 vezes ao dia. Crianças (até 12 anos): Dose usual: 15 a 30mg (6 a 12 gotas), VO, 3 vezes ao dia. Lactentes: Dose usual: 10 a 15mg (4 a 6 gotas), VO, 3 vezes ao dia.

dIMetIcona

ANTIFISÉTICO

?

a*

K l M n

Luftal Max 125mg cápsulas Atenção! Possui corante amarelo DC nº 10 laca POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 125mg, VO, 4 vezes ao dia.

dInoProstona

PROSTAGLANDINA

2

X

o P Q r s t u V W X Y z

Propess 10mg pessário vaginal POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 pessário/dia, via vaginal ALERTA ORIENTAÇÕES: condições de armazenamento: -10ºC a -20ºC (congelamento/ freezer). REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Cefaleia • Vômito, diarreia e náusea MONITORIZAÇÃO: indução do parto: contrações uterina, vitalidade fetal, dilatação cervical e esvaecimento do colo. Aborto: confirmar ausência de vitalidade do ovo/ embrião antes do início do tratamento. Controlar resposta uterina, hemorragia, Pós-parto: pressão arterial, freqüência cardíaca, resposta uterina, redução de sangramento uterino.

Manual Farmacêutico 2011/2012

171

dIosMIna + HesPerIdIna
MISCELÂNEA-OUTROS

?

a*

Daflon 500 comprimido – cada comprimido contém: 500mg de Fração flavonoica micronizada, 450mg de Diosmina e 50 mg de Hesperidina POSOLOGIA Dose usual: 500mg, VO, 2 vezes ao dia.

dIPIrIdaMol

ANTIAGREGANTE PLAQUETÁRIO

2

b/c

Persantin 10mg injetável (ampola 2 mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10 a 20 mg, IV em intervalos de 24h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Vertigem • SÉRIAS: • Cardiovasculares: angina, com a exacerbação IV (19,7%), infarto do miocárdio (raro), arritmia ventricular (rara). • Respiratória: broncoespasmo (raro). • Hepática: falência hepática (rara) PRECAUÇÕES: recomenda-se suspender o uso antes de cirurgia. Aumenta a incidência de sangramento em cirurgia. Usar com cautela em pacientes com hipotensão. MONITORIZAÇÃO: IV: ECG e os sinais vitais durante a infusão de 10 a 15 minutos após a infusão. Angina, hipotensão arterial, ECG anormal, função hepática.

dIPIrIdaMol

ANTIAGREGANTE PLAQUETÁRIO

2

b/c

Persantin 75mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 75 a 150mg, VO, 3 vezes ao dia. Dose máxima: 600mg/dia, VO. Crianças: Dose usual: 3-6mg/kg/dia divididos em 3 doses. ALERTA Vide Dipiridamol IV.

dIPIrona

ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO

?

b*

Novalgina 500mg comprimido POSOLOGIA Adultos e crianças (acima de 12 anos): Dose usual: 500 a 750mg, VO, 1 a 4 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 20 a 25mg/kg/dose, VO, em intervalos de 6/6h.

172

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA PRECAUÇÕES: história de ulceração gastrointestinal, sangramento e perfuração. Disfunção hepática e renal. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: Não administrar concomitantemente com ciclosporina. MONITORIZAÇÃO: temperatura e frequência cardíaca. Pressão arterial e frequência cardíaca, particularmente com administração parenteral.

a b c d e F G H I J K

dIPIrona

ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO

?

b*

Novalgina 500mg/mL gotas Fr 10mL – 20gts/mL Atenção! Possui corante Amarelo Tartrazina. POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 500 a 750mg (20 a 30 gotas), VO, 1 a 4 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 20 a 25mg/kg/dose, VO, de 6/6h. Dose máxima: 500mg. Neonatos: Dose usual: 10mg/kg/dose, VO, em intervalos de 6/6h. ALERTA Vide Dipirona comprimidos.

dIPIrona

ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO

?

b*

l M n o P Q r

Novalgina 500mg/mL injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1000 a 2500mg, IM ou IV, 1 a 4 vezes ao dia. Dose máxima: 3000mg/dia, IM ou IV. Crianças: Dose usual: 20 a 25mg/kg/dose, IM ou IV, de 6/6h. Dose máxima: 500mg. Neonatos: Dose usual: 10mg/kg/dose, IV, em intervalos de 6/6h. ALERTA Vide Dipirona comprimidos.

dIPIrona

ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO

?

b*

s t u V W X Y z

Novalgina 50mg/mL solução oral – Atenção! Possui corante Eritrosina. POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 500 a 1000mg (10 a 20mL), VO, 1 a 4 vezes ao dia. Dose máxima: 3000mg/dia (60mL), VO. Crianças: Dose usual: 20 a 25mg/kg/dose, VO, de 6/6h. Dose máxima: 500mg. Neonatos: Dose usual: 10mg/kg/dose, VO, em intervalos de 6/6h. ALERTA Vide Dipirona comprimidos.

Manual Farmacêutico 2011/2012

173

dIPIrona

ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO

?

b*

Novalgina infantil 300mg supositório POSOLOGIA Crianças (12 a 14 anos): Dose usual: 600mg, VR, 1 a 4 vezes ao dia. Crianças (8 a 11 anos): Dose usual: 300 a 600mg, VR, 1 a 4 vezes ao dia. Crianças (3 a 7 anos): Dose usual: 300mg, VR, 1 a 4 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: não administrar em crianças em tratamento com clorpromazina, pelo risco de hipotermia grave.

dobutaMIna

AMINA VASOATIVA

?

b/c

Dobutrex 250mg injetável (ampola 20mL) – cada mL da solução contém 12,5mg de dobutamina POSOLOGIA Adultos, crianças e neonatos: Dose usual: 2,5 a 15mcg/kg/min, IV. Dose máxima: 40mcg/kg/min, IV. ALERTA ORIENTAÇÕES: tolerância de 72h de infusão. Infundir em veia central, após correção de volemia. PRECAUÇÕES: arritmias cardíacas, hipovolemia, infarto do miocárdio, doença arterial coronariana severa. O extravasamento pode causar necrose tecidual. Concentração máxima é de 500mcg/mL. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, ECG, potássio sérico.

docetaXel

ONCOLÓGICO

3

d c*

Taxotere 80mg injetável (frasco ampola 2mL) Taxotere 20mg injetável (frasco ampola 0,5mL)

docusato sÓdIco + bIsacodIl
Humectol D drágea

LAXANTE

?

POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 a 2 drágeas, VO, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 5mg/kg/dia, VO, divididos em 1 a 4 doses. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS • Hepatotoxicidade • Atonia do colo PRECAUÇÕES: o uso por mais de 7 dias não é recomendado.

174

Manual Farmacêutico 2011/2012

doMPerIdona

ANTIEMÉTICO/PROCINÉTICO

b*

a b c d e F G H I J K l M n o P

Motilium 10mg comprimido Motilium 1mg/mL suspensão (frasco 100mL) POSOLOGIA Adultos: Síndromes dispépticas: Dose usual: 10 a 20mg, VO, fracionados em 3 administrações, 30min antes das refeições. Crianças: Dose usual: 0,25 - 0,5mg/kg/dose, 3 vezes ao dia. ALERTA INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: ajuste de dosagem pode ser necessário em pacientes que estão recebendo tratamento concomitantemente com cimetidina.

donePezIl

ALZHEIMER

2

c

Eranz 5mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 5 a 10mg, VO 1 vez ao dia ALERTA REAÇOES ADVERSAS: • Gastrointestinais: diarreia, perda de apetite, náuseas, vômitos. • Musculoesquelética: cãibra • Neurológicas: insônia e cefaleia. • Outras: fadiga MONITORIZAÇÃO: acompanhamento do nível plasmático (dados limitados sugerem melhora na doença de Alzheimer com níveis de cerca de 30 ng/ml após doses diárias 5 mg). PRECAUÇÕES: doença gastrointestinal, asma, e uso concomitante com antiinflamatórios não-esteroidais.

doPaMIna

AMINA VASOATIVA

?

c

Q r s t u V W X Y z

Revivan 50mg injetável (ampola 10mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2 a 20mcg/kg/min, IV. Dose máxima: 50mcg/kg/min. Crianças: Dose usual: 5 a 20mcg/kg/min, IV. Neonatos: Dose usual: 1 a 20mcg/kg/min, por infusão contínua IV. ALERTA PRECAUÇÕES: de 1 a 2mcg/kg/min – aumento do fluxo renal, de 2,5 a 10mcg/kg/ min – aumento do débito cardíaco, acima de 10mcg/kg/min.- aumento da resistência periférica e pulmonar. ORIENTAÇÕES: administrar em veias de grande calibre a fim de prevenir o extravasamento, que levaria a necrose tecidual. Corrigir inicialmente a volemia em crianças e neonatos. Infundir em veia central; não é recomendada infusão em artéria umbilical. Concentração máxima é de 3200mcg/mL.

Manual Farmacêutico 2011/2012

175

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com ergotamina, isocarboxazida, linezolida, fenelzina, tranilcipramina. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: arritmia ventricular. MONITORIZAÇÃO: ECG, pressão arterial, frequência cardíaca, débito urinário, função renal, pressão venosa central e débito cardíaco. Sinais e sintomas de extravasamento.

dorzolaMIda + tIMolol
Cosopt colírio (frasco 5ml)

ANTIGLAUCOMA

?

c

POSOLOGIA Dose usual: 1 gota, via ocular, duas vezes ao dia

doXazosIna
HIPERPLASIA BENIGNA DA PRÓSTATA

X

Carduran XL 4mg comprimido POSOLOGIA Dose inicial: 4mg/dia, VO Dose máxima: 8mg/dia, VO ALERTA * Evitar usar no período neonatal. PRECAUÇÕES: síncope / perda súbita de consciência. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipotensão postural • Vertigem, cefaleia • Impotência, diminuição da libido • Distúrbios da ejaculação • Fraqueza • SÉRIAS: • Distúrbio da estrutura hematopoética • Hepatite • Priapismo MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, estudos urodinâmicos (por exemplo, taxas de fluxo urinário, volume residual).

doXIcIclIna

TETRACICLINA

2

d

Vibramicina 100mg drágea POSOLOGIA Adultos e crianças (> de 9 anos): Dose de ataque: 200mg, VO, fracionados em 2 administrações. Dose usual: 100mg, VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 200mg/dia. AJUSTE RENAL Dose em diálise
Dose/intervalo 100mg q12-24h <10 (anúria) 12-24h após hD Não diária em DP Sem alt.

ALERTA ORIENTAÇÕES: administrar 1h antes ou 2h após os alimentos.
176 Manual Farmacêutico 2011/2012

REAÇÕES ADVERSAS: causa descoloração do esmalte dos dentes em crianças. • SÉRIAS: • Abaulamento de fontanela PRECAUÇÕES: evitar o uso em crianças < 8 anos.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z
177

doXorrubIcIna

ONCOLÓGICO

X

d c

Adriblastina RD 10mg injetável Biorrub 50mg injetável (frasco ampola)

droPerIdol

NEUROLÉPTICO

3

Droperdal 2,5mg/mL ampola 1ml POSOLOGIA Crianças: Dose usual: 0,01 - 0,06mg/kg/dose, IV, 1 vez. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Prolongação do intervalo QT (dose-dependente). • Agitação, anxiedade, sintomas extrapiramidais, reações distônicas, sinais e sintomas de pseudoparkinsonianismo, discinesia tardia, convulsão, regulação da temperatura central alterada, sedação e indisposição. • Inchaço nas mamas. • Ganho de peso e constipação. • SÉRIAS: • Síndrome neuroléptica maligna • Prolongamento do intervalo QT • Depressão respiratória • Torsades de pointes MONITORIZAÇÃO: ECG, previamente à administração e 2 – 3h após o término do tratamento. Depressão respiratória, sinais vitais (incluindo pressão arterial). INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com acetofenazina, bepridil, bromperidol, cisaprida, clozapina, levometadil, mesoridazina, molindone, perfenaxina, pimozida, pipamperona, ranolazine, remoxiprida, tioridazina, tiaprida, triflupromazina, ziprazidona.

drotrecoGIna alFa

MISCELÂNEA

?

c

Xigris 5mg injetável (frasco ampola) Xigris 20mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: 24mcg/kg/h, infusão, por 96h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hematoma • Sangramento gastrointestinal • SÉRIAS: • Hematológica: sangramento (3,5% a 16,7%). • Neurológica: hemorragia intracraniana. PRECAUÇÕES: uso com cautela em pacientes com risco de sangramentos, insuficiência renal crônica.

Manual Farmacêutico 2011/2012

CONTRAINDICAÇÕES: hemorragia recente (dentro de 3 meses), trauma cerebral recente (dentro de 2 meses), recente cirurgia intracranial ou intraespinhal, presença de cateter epidural. MONITORIZAÇÃO: INR e TP.

duloXetIna

ANTIDEPRESSIVO

3

c

Cymbalta 30 miligramas cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 30 a 60mg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Insônia, sonolência, vertigem, enxaqueca • Náusea, xerostomia, constipação e redução do apetite • SÉRIAS: • Hematológicas: hemorragia, anormal. • Hepática: hepatotoxicidade • Psiquiátricas: depressão (piora), pensamentos suicidas. • Outras: sinal ou sintoma de retirada (1% ou mais). ORIENTAÇÕES: as cápsulas devem ser deglutidas intactas, não abrir ou macerar. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, status da depressão, ansiedade, mania e ataque do pânico. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: inibidores da MAO (selegilina).

dutasterIda

HIPERPLASIA BENIGNA DA PRÓSTATA

?

X

Avodart 0,5mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,5mg, VO, 1 vez ao dia ALERTA ORIENTAÇÕES: o valor do PSA (antígeno prostático específico) com o uso desse medicamento fica reduzido à metade. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológica: hipersensibilidade cutânea • Imunológica: hipersensibilidade Imune • Outras: angioedema PRECAUÇÕES: pode ocorrer absorção cutânea, portanto não deve ser manipulado por mulheres grávidas.

edetato dIssÓdIco de cálcIo

ANTÍDOTO

X

b

Edetato dissódico de cálcio 1g injetável (ampola 5mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 50 a 75mg/kg, IV em 1h e a cada 12h, por 5 dias. Crianças: Dose usual: 15 a 35mg/kg, IM, a cada 8 ou 12h, por 3 a 5 dias. Dose máxima: 75mg/kg/dia, IM. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: insuficiência renal, anúria. Não indicado para o tratamento da
178 Manual Farmacêutico 2011/2012

arteriosclerose generalizada associada com a idade avançada. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: tromboflebite no local da injeção (frequente) • Dermatológica: eczema. • Endócrino/metabólica: hipocalcemia • Renal: nefrotoxicidade, com doses excessivas. MONITORIZAÇÃO: função renal e hepática e controle com hemograma (pode ocorrer supressão temporária da medula óssea).

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

eFaVIrenz

ANTIVIRAL

X 3©

d c

Stocrin 600mg cápsula

eFedrIna

AMINA VASOATIVA

Efedrin 5% injetável (ampola 1 mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 25 a 50mg, IV, em intervalos de 3 a 4h ou 25 a 50mg, SC. Crianças: Dose usual: 3mg/kg/dia, fracionados em 4 administrações, 3mg/kg/dia IV, IM, SC divididos 4 vezes/dia. ALERTA * Uso crônico. CONTRAINDICAÇÕES: diabetes, hipertensão ou outra desordem cardiovascular. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: antiácidos contendo cálcio ou sódio reduzem a excreção urinária da droga. É contraindicado o uso concomitante com ciclopropano, halotano, isovcarboxasida, rezagilina e selegilina. MONITORIZAÇÃO: frequência cardíaca, pressão arterial. Alterações eletrocardiográficas e do débito urinário.

enalaPrIl

ANTI-HIPERTENSIVO

1

d*

Eupressin 2,5mg comprimido Atenção! Possui corante Oxido de ferro amarelo Renitec 5mg comprimido Renitec 10 mg comprimido Renitec 20mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Hipertensão: Dose inicial: 2,5mg/dia, VO, 1 a 2 vezes ao dia. Dose de manutenção: 2,5 a 40mg/dia, VO, fracionados em 1 a 2 vezes ao dia. ICC: Dose inicial: 2,5mg, VO, fracionados em 1 a 2 vezes ao dia. Dose de manutenção: 2,5 a 20mg, VO, 1 a 2 vezes ao dia. Dose máxima: 40mg/dia. Crianças: Dose usual: 0,1mg/kg/dia, VO, aumentar lentamente 2 vezes por semana. Dose máxima: 0,5mg/kg/dia, VO. Neonatos: Dose inicial: 0,01 a 0,1mg/kg/dose, 1 vez. Dose máxima: 150mcg/kg/dose, VO, a cada 6h.

Manual Farmacêutico 2011/2012

179

ALERTA PRECAUÇÕES: administrar com cautela em pacientes com insuficiência renal. REAÇÕES ADVERSAS: tosse seca. • SÉRIAS: • Angioedema • Angioedema intestinal • Síncope MONITORIZAÇÃO: creatinina e potássio após sua introdução.

enoXaParIna sÓdIca ANTICOAGULANTE
Clexane 20mg injetável (seringa 0,2mL) Clexane 40mg injetável (seringa 0,4mL) Clexane 60mg injetável (seringa 0,6mL) Clexane 80mg injetável (seringa 0,8mL)

2

b

POSOLOGIA Adultos (Profilaxia): Pacientes com risco tromboembólico moderado: Dose usual em cirurgia geral: 40mg, SC, 2h antes da intervenção. Pacientes com alto risco tromboembólico: Dose usual em cirurgia ortopédica: 40mg, SC, 12h antes da intervenção. Angina instável e AVC: Dose usual: 1mg/kg, SC, fracionados em 2 administrações. Neonatos e < 2 meses: Profilaxia: 0,75mg/kg/dose SC 12/12h. Tratamento inicial de trombose: Dose: 1,5mg/kg/dose, SC, a cada 12h. > 2 meses de vida: 1mg/kg/dose, SC, a cada 12h. Profilaxia: 0,5mg/kg/dose, 12/12 horas. Pré-termo: 1mg/kg/dose, SC, a cada 12h. Ajustar a dose para manter nível do antifator Xa entre 0,1 a 0,4U/mL. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anafilactoide • Erupção eczematosa. • Hematoma. • Aumento da função hepática • Pneumonia • Edema pulmonar • Necrose da pele • Trombocitopenia MONITORIZAÇÃO: hemograma completo, incluindo contagem de plaquetas. Pesquisa de sangue oculto nas fezes. PRECAUÇÕES: o risco de sangramento pode aumentar em mulheres <45kg e homens <57kg. Usar com cautela em idosos (pode ocorrer eliminação retardada).

entacaPone

ANTIPARKINSONIANO

3

c

Comtan 200mg comprimidos revestidos POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 200mg, VO, a cada dose de levodopa/carbidopa. Dose máxima: 2g.

180

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Náusea • Discinesia • SÉRIAS: • Neurológicas: discinesia (frequente), comportamento hiperativo (frequente) • Psiquiátricas: alucinações (frequente). PRECAUÇÕES: usar com cautela em doença hepática e obstrução biliar. Pode exacerbar discinesia pré-existente e rabdomiólise. Cautela quando suspender a terapia. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com IMAO, isoprotenerol, epinefrina, norepinefrina, dopamina, dobutamina, metildopa, apomorfina, probenecida, colestiramina, eritromicina, rifampicina, ampicilina, cloranfenicol e drogas que interferem com a excreção biliar.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

ePIneFrIna

AMINA VASOATIVA

3

c

Adrenalina 1mg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Parada cardíaca: Dose usual: 0,5 a 5mg, IV, em intervalos de 3 a 5min, quando necessário. Anafilaxia: Dose usual: 0,3 a 0,5mg, IV ou SC, repetindo a cada 15min, quando necessário. Crianças: Dose usual: 0,01mg/kg (0,1mL/kg da solução 1:10.000), IV; ou 0,1mg/kg, 0,1mL da solução 1:1.000/kg) por via endotraqueal. Choque (infusão contínua): Dose usual: 0,1 a 1mcg/kg/min, por infusão IV. Anafilaxia: Dose usual: 0,01 a 0,3mg/kg/dose (0,01 a 0,3mL/kg da solução 1:1000), IV ou SC, repetindo a cada 15min, se necessário. Dose máxima: 500mcg. Neonatos: Concentração 1mg/mL (1:1000) diluir para 1:10.000. Dose EV bolus: 0,1 a 0,3mL/kg/dose (1:10.000) a cada 5min, se necessário. Dose infusão EV: iniciar com 0,1mcg/kg/mi. Máxima: 1,5mcg/kg/min. Dose endotraqueal: 0,1 a 0,3mL/kg/dose (1:10.000) diluída 1:1 com SF. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: arritmias cardíacas e glaucoma de ângulo-fechado. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas, crises hipertensivas. • Respiratória: edema pulmonar. PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes idosos, ou com diabetes mellitus, doenças cardiovasculares, doença na tireoide, aterosclerose cerebral. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com dihidroergotamina, isocarboxazida, linezolida, fenelzina. Evitar o uso concomitante com bicarbonato de sódio. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, frequência respiratória. Monitorização cardíaca contínua, ECG; basal e, em seguida, periodicamente. Testes de função pulmonar; periodicamente.

Manual Farmacêutico 2011/2012

181

ePIrrubIcIna

ONCOLÓGICO

X

d X*

Farmorubicina 10mg injetável – após a reconstituição cada 5mL contém 10mg de epirrubicina

erGoMetrIna

ESTIMULANTE UTERINO

2

Ergotrate 0,2mg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Hemorragia uterina: Dose usual: 0,2mg, IV ou IM, 2 a 3 vezes ao dia. Dose máxima: 0,6mg/dia, IV ou IM. ALERTA ORIENTAÇÕES: não usar por tempo prolongado (mais de 3 dias), pois pode causar ergotismo. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, resposta uterina, eletrocardiograma. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: desordem do sistema cardiovascular, angina, infarto do miocárdio, arritmia (menos frequente ou rara); hipertensão (rara). PRECAUÇÕES: sepse, insuficiência hepática e renal, pacientes com deficiência de cálcio podem não ser responsivos. Uso endovenoso apenas em emergências, como hemorragia uterina, pois os riscos de reações adversas aumentam.

erGotaMIna + ParacetaMol + atroPIna + caFeÍna + HIoscIaMIna ANTIENXAQUECOSO

X

X*

Ormigrein comprimido – cada comprimido contém: 1mg de Tartarato de Ergotamina, 100mg de Cafeína, 220mg de Paracetamol, 87,5mcg de Sulfato de Hiosciamina e 12,5 mcg de Sulfato de Atropina POSOLOGIA Dose: até 4 comprimidos por dia ou 8 comprimidos por semana. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: em doenças vasculares, renais e hepáticas, úlcera péptica, infecção. PRECAUÇÕES: evitar o uso diário.

erItroMIcIna lactobIonato
Tromaxil 1g injetável

MACROLÍDEO

1

b

POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: 15 a 20mg/kg/dose, IV, fracionados em intervalos de 6h. Dose máxima: 4g/dia, IV. Neonatos: Dose usual: 5 a 10mg/kg/dose, IV, a cada 6h, infusão lenta (60min).

182

Manual Farmacêutico 2011/2012

AJUSTE RENAL Dose em diálise
Dose/intervalo 250mg-1g q6h <10 (anúria) 6h após hD Não diária em DP Sem alt.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

ALERTA PRECAUÇÕES: ter cautela para o uso em pacientes com miastenia gravis, idosos com insuficiência renal e hepática. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anafilaxia • Arritmias cardíacas • Perda auditiva, altas doses. • Ototoxicidade • Estenose pilórica • Torsades de pointes MONITORIZAÇÃO: hepática.

erItroPoetIna HuMana
FATOR DE CRESCIMENTO HEMATOPOÉTICO

1

c

Eprex Recormon 10000UI injetável (seringa 1mL) Eprex Recormon 4.000UI injetável (seringa 0,4mL) Eprex 40.000UI injetável Hemax 4000UI (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos e crianças: Anemia da insuficiência renal crônica: Dose inicial: 50U/kg, IV ou SC, 3 vezes por semana. Dose máxima: 200U/kg, IV ou SC, 3 vezes por semana. Dose inicial pode ser aumentada em 25U/kg, IV ou SC, de cada vez, em intervalos de 4 semanas. Dose de manutenção: 100 a 300U/kg, IV ou SC, em intervalos de 1 semana, dividida em 2 ou 3 aplicações (quando a taxa de hemoglobina for de 10 a 12g/dl). Anemia do câncer/AIDS: Dose inicial: 100 a 200U/kg, IV ou SC, 3 vezes por semana. Dose máxima: 250U/kg, IV ou SC, após 6 a 8 semanas de tratamento, caso não haja resposta satisfatória. Dose de manutenção: a dose deve ser diminuída gradualmente em torno de 25U/ kg, IV ou SC, em intervalos de 4 semanas ou mais até uma dose mínima que mantenha o hematócrito no nível de 30 a 33%. Neonatos: Anemia da prematuridade: Dose: 25-100U/kg/dose 3 vezes/semana. Dose SC: 400U/kg, 3 vezes por semana. Administrada por 2 a 6 semanas. Se administrada IV, misturar com uma solução contendo proteína (albumina 5%, NPT), infundir em 4h. ALERTA Hipertensão, cefaleia, náusea, dor muscular, dor óssea, prurido ou erupção cutânea. Pode ocorrer neutropenia no recém-nascido prematuro. Comunicar ao médico se ocorrer taquicardia, dispneia, prurido ou erupções cutâneas.

Manual Farmacêutico 2011/2012

183

erlotInIbe

ANTINEOPLÁSICO

3 1

d b

Tarceva 150mg comprimido

ertaPeneM sÓdIco

CARBAPENEM

Invanz IV/IM 1g injetável (frasco-ampola) POSOLOGIA Adultos (>13 anos): Dose usual: 1g, IV, uma vez ao dia. Crianças (entre 3 meses e 12anos): Dose usual: 15mg/Kg, IV, duas vezes ao dia. Dose máxima: 1g. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10% • Dermatológica: reações no local da injeção • Gastrointestinais: diarreia, náusea, vômitos • Neurológicas: cefaleias • SÉRIAS • Neurológica: convulsão (rara) CONTRAINDICAÇÕES: reação anafilática aos antibióticos beta-lactâmicos. Hipersensibilidade aos anestésicos locais do tipo amida devido ao cloridrato de lidocaína, utilizada como um diluente (apenas para via intramuscular). PRECAUÇÕES: uso como profilaxia; risco aumentado de desenvolvimento de bactérias resistentes.

escItaloPraM

ANTIDEPRESSIVO

3

c

Lexapro 10mg comprimido Lexapro 10mg/mL (frasco 15mL) gotas - 20 gotas/mL POSOLOGIA Dose usual: 10mg/dia, VO. Dose máxima: 20mg/dia, VO ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia, sonolência, insônia • Náusea • Desordens na ejaculação • Retenção urinária • SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: síndrome da secreção inapropriada do hormônio antidiurético hiponatremia • Psiquiátricas: depressão (piora), pensamentos suicidas (raros). • Cardiovascular: hipotensão postural INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com inibidores da MAO (ex: selegilina). MONITORIZAÇÃO: sangramento anormal, controle de eletrólitos (sódio).

184

Manual Farmacêutico 2011/2012

escoPolaMIna

ANTIESPASMÓDICO

1

c

a b c d e F G H I J K l M n

Buscopan 10mg drágea POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 a 2dg, VO, em intervalos de 6 a 8h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Alterações do ritmo cardíaco, transiente • Psicose – droga induzida CONTRAINDICAÇÕES: doença pulmonar crônica; administração repetida pode aumentar o risco de eventos adversos. Insuficiência renal e hepática. PRECAUÇÕES: utilizar com cautela em lactentes (<2 anos) e em idosos. MONITORIZAÇÃO: monitorar toxicidade anticolinérgica; monitorar frequência cardíaca e pressão arterial.

escoPolaMIna

ANTIESPASMÓDICO

1

c

Buscopan 10mg/mL gotas Fr 20mL – 20gts/mL POSOLOGIA Adultos e crianças em idade escolar: Dose usual: 15mg (30 gotas), VO, em intervalos de 6 a 8h. Crianças: Dose usual: 0,5mg (1 gota)/kg, VO, em intervalos de 6 a 8h. Dose máxima: 10mg. ALERTA Vide Escopolamina drágea. Cuidado - idosos.

escoPolaMIna

ANTIESPASMÓDICO

1

c

o P Q r s t u

Buscopan 20mg/mL injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1mL, IV ou IM, 3 a 4 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 0,5mg/kg/dose, IV ou IM, em intervalos de 6 a 8h. Dose máxima: 10mg. ALERTA Vide Escopolamina drágea. Cuidado - idosos.

esMolol

ANTIARRÍTMICO

?

c

V W X Y z

Brevibloc 100mg injetável (frasco ampola 10mL) – cada mL contém 10mg de cloridrato de esmolol ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipotensão assintomática (25%), hipotensão sintomática (12%) • Diaforese

Manual Farmacêutico 2011/2012

185

• SÉRIAS: • Neurológicas: convulsão (menos de 1%) • Respiratórias: broncoespasmo (< 1%), edema pulmonar (< 1%). CONTRAINDICAÇÕES: asma brônquica (relativa), bradicardia, choque cardiogênico. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, ECG, frequência cardíaca e respiratória.

esPIronolactona

DIURÉTICOS

1

c/d

Aldactone 100mg comprimido Aldactone 25mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Hiperaldosteronismo: Dose usual: 25 a 100mg, VO, 1 vez ao dia. Insuficiência cardíaca: Dose usual: 25 a 100mg, VO, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 1,5 a 3mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 a 4 vezes ao dia. Dose máxima: 200mg Neonatos: Dose usual: 1 a 3mg/kg/dia, VO, a cada 12 a 24h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológica: ulcera da pele. • Endócrino/metabólica: hipercalemia (grave), acidose metabólica. • Gastrointestinais: hemorragia gástrica, gastrite. • Hematológica: agranulocitose. • Imunológica: lúpus eritematoso sistêmico. • Reprodutiva: câncer de mama, causa e efeito não estabelecida. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: pode potencializar a ação de agentes antihipertensivos. É contraindicado o uso concomitante com eplerenom, trianterom. MONITORIZAÇÃO: potássio sérico e urinário. PRECAUÇÕES: cuidado – idosos

esoMePrazol

REDUTOR DE ACIDEZ GÁSTRICA

1

b

Nexium 40mg comprimido Nexium 40mg injetável – cada fap contém 42,50mg de esomeprazol sódico (equivalente a 40mg de esomeprazol) POSOLOGIA Dose inicial: 20-40mg/dia, VO ou IV. ALERTA ORIENTAÇÕES: o esomeprazol injetável pode ser administrado pela via IV direto (>3min.) ou por infusão de 10-30min. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológica: eritema multiforme (raro), síndrome de Stevens-Johnson (raro), necrólise epidérmica tóxica (rara). • Gastrointestinal: pancreatite (rara). • Musculoesqueléticas: fratura do quadril, rabdomiólise.

186

Manual Farmacêutico 2011/2012

estrePtoQuInase

TROMBOLÍTICO

?

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Streptase 250.000UI (frasco ampola Streptase 750.000UI (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Infarto agudo do miocárdio: Dose usual: 1.500.000UI, IV, durante 30 a 60min. Crianças: Trombose venosa profunda: Dose de ataque: 2000UI/kg, IV, durante 30min. Dose de manutenção: 2000UI/kg/h, IV, a cada 6 - 12h. Neonatos: Trombose venosa profunda: Dose de ataque: 1500 a 2000UI/kg/h, IV, em soro glicosado 5% ou 10%, infundir em 30 a 60min. Dose de manutenção: 1000UI/kg/h, IV, como infusão contínua por 24 a 72h. Manter o TT 2 a 5 vezes os valores considerados normais. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipotensão • Sangramento no local da aplicação • SÉRIAS: • Cardiovasculares: bradicardia, arritmias cardíacas de reperfusão. • Hematológica: hemorragia (0,3% -0,5%). • Imunológicas: anafilaxia (0,1%). • Neurológicas: polineuropatia (raro). • Respiratória: edema pulmonar não-cardiogênico (raro). PRECAUÇÕES: doença cerebrovascular, trauma recente, defeitos hemostáticos, pacientes recebendo anticoagulantes. MONITORIZAÇÃO: hemograma, TT, TTPA, TP, na linha de base e 4hs após iniciar a terapia, e TT apenas 3 a 4h após o inicio da terapia.

etoMIdato

ANESTÉSICO VENOSO NÃO-OPIOIDE

?

c

Hypnomidate 20mg injetável (ampola 10mL) POSOLOGIA Indução: Adultos e crianças > 10 anos: Dose usual: 0,2 a 0,6mg/kg, EV em 30 segundos. Crianças: Dose usual: 0,2 a 0,4mg/kg, IV. Dose de manutenção: 10 - 20mcg/kg/min. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Náusea, vômito (em anestesia de emergência) • Dor no local da aplicação • Mioclonus, movimentos esqueléticos transientes, movimentos oculares descontrolados • SÉRIAS: • Cardiovascular: hipotensão • Neurológica: mioclonia (32%) MONITORIZAÇÃO: monitorização cardíaca e pressão arterial.

Manual Farmacêutico 2011/2012

187

etoPosIdo

ONCOLÓGICO

X

d c

Eposido 100mg injetável (ampola 5 mL) Vepesid 100mg cápsula

ezetIMIba

HIPOLIPIDÊMICO

2

Zetia 10mg comprimido POSOLOGIA Adultos e crianças > 10 anos: Dose inicial: 10mg/dia, VO. ALERTA PRECAUÇÕES: não é recomendado o uso em insuficiência hepática moderada ou severa. CONTRAINDICAÇÕES: doença hepática ou enzimas hepáticas persistentemente elevadas (quando coadministrado com uma estatina). REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hepática: aumento da função hepática (0,5% a 3%). • Imunológica: anafilaxia. • Musculoesquelética: rabdomiólise. MONITORIZAÇÃO: perfil do colesterol total previamente à terapia e periodicamente após o inicio.

ezetIMIba + sInVastatIna

HIPOLIPIDÊMICO

3

X

Vytorin 10/20mg comprimido – cada comprimido contém: 10mg de Ezetimiba e 20mg de Sinvastatina POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 comprimido, VO, dia ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hepática: hepatite, função hepática anormal. • Imunológica: anafilaxia, angioedema. • Musculoesqueléticas: miopatia (droga-induzida), rabdomiólise. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com fosamprenavir, itraconazol, lopinavir, mibefradil, tipranavir. MONITORIZAÇÃO: enzimas hepáticas

Fator II + Fator VII + Fator IX + Fator X HEMOSTÁTICO
Prothromplex T 600UI Beriplex 500UI

1

c

POSOLOGIA Hemorragias neo-natais causadas por deficiência de vitamina K: Dose inicial: 60UI/kg, IV, até que a administração de vitamina K se mostre efetiva. Dose de manutenção: 60UI/kg, IV, em intervalos de 8 a 12h, caso não se obtenha sucesso. Dano hepático e doença hepática severa: Dose inicial: 25 a 30UI/kg, IV. Dose de manutenção: 20 a 25UI/kg, IV, em intervalos de 6 a 12h, quando for necessário continuar o tratamento.

188

Manual Farmacêutico 2011/2012

Pacientes com atividade de protrombina anormal, antes da biópsia hepática: Dose usual: 20 a 25UI/kg, IV. ALERTA PRECAUÇÕES: potencial trombogênico.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Fator VII

HEMOSTÁTICO

?

c

NovoSeven 1,2mg (frasco ampola) NovoSeven 2,4mg (frasco ampola) NovoSeven 4,8mg (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos e crianças: Hemofilia A ou B com inibidores ou hemofilia adquirida Dose usual: 90mcg/kg de peso corpóreo, por injeção, IV. Intervalo de dose: inicialmente 2–3 horas até se obter a hemostasia. Episódios de sangramento de intensidade leve a moderada (incluindo tratamento ambulatorial): Dose usual: 90mcg/kg de peso corpóreo, IV, 1 a 3 doses em intervalos de 3 horas. Episódios de sangramento grave: Dose inicial: 90mcg/kg de peso corpóreo, IV, a cada 2 horas. Procedimento invasivo/Cirurgia: Dose inicial: 90mcg por kg de peso corpóreo, IV, imediatamente antes da intervenção. Deficiência de Fator VII: Dose usual: 15 a 30mcg/kg de peso corpóreo, por injeção, IV, a cada 4-6 horas. Trombastenia de Glanzmann Dose usual: 90mcg/kg de peso corpóreo (varia de 80 a 120mcg), por injeção, IV, em intervalo de 2 horas. ALERTA ORIENTAÇÕES: A primeira dose deve ser administrada o mais cedo possível após o início de um sangramento. Após a reconstituição, o medicamento deve ser injetado em uma veia durante 2 a 5 minutos (injeção em bolus). Não deve ser misturado com soluções para infusão e nem ser administrado através de gotejamento. PRECAUÇÕES: A duração do tratamento ambulatorial não deve exceder 24 horas. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Eventos trombóticos arteriais como infartos do miocárdio ou isquemia, distúrbios cerebrovasculares e infarto intestinal. • Eventos trombóticos venosos como tromboflebite, trombose de veia profunda e embolia pulmonar. CONTRAINDICAÇÕES: hipersensibilidade a proteínas de ratos, hamster ou bovinas. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: o uso simultâneo de concentrados complexos protrombínicos, ativados ou não, deve ser evitado. O uso de agentes antifibrinolíticos provoca a redução da perda sanguínea durante cirurgias em pacientes hemofílicos, especialmente em cirurgia ortopédica e cirurgia em regiões ricas em atividade fibrinolítica.

Manual Farmacêutico 2011/2012

189

Fator VIII

HEMOSTÁTICO

1

c*

Immunate 250UI POSOLOGIA Adultos e crianças: Em geral 1 unidade de atividade de AHF por kg aumenta o nível de AHF circulante em 2%. A dose pode ser calculada com a seguinte fórmula: Nº de UI de AHF = Peso x Aumento desejado x 0,5 de Fator VIII (% do requerido corporal (kg) normal). Hemorragias suaves: Dose usual: 1 infusão única para alcançar um nível de 30% ou mais. Hemorragias moderadas e cirurgias menores: Dose inicial: 15 a 25 UI/kg, IV. Dose de manutenção: 10 a 15 UI/kg, IV, em intervalos de 8 a 12h, para elevar em 30 a 50% os níveis do Fator VIII. Hemorragias severas: Dose inicial: 40 a 50 UI/kg, IV. Dose de manutenção: 20 a 25 UI/kg, IV, em intervalos de 8 a 12h, para elevar em 80 a 100% os níveis do Fator VIII. Cirurgias maiores: Dose usual: administrar uma dose suficiente para elevar em 80 a 100% os níveis do Fator VIII, 1h antes da cirurgia e outra dose de manutenção (metade da primeira) após 5h. Manter o nível do Fator VIII em 30% por um período pós-operatório de 10 a 14 dias. ALERTA Erupção cutânea, prurido, sibilos, opressão torácica e fraqueza.

FlutIcasona

ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

2

c

Flixonase 50mcg/dose spray nasal aquoso POSOLOGIA Adultos e crianças (>12 anos): Dose usual: 2 doses em cada narina, uma vez ao dia, de preferência pela manhã. Dose máxima: 4 doses em cada narina por dia. Crianças (4 a 11 anos): Dose usual: 1 dose em cada narina, uma vez ao dia, preferencialmente pela manhã. Dose máxima: 2 doses em cada narina por dia. ALERTA Vide Flixotide.

FolInato cálcIco

ANTÍDOTO

?

c*

Prevax 15mg comprimido Fauldleuco/Legifol 50mg injetável – cada fap contém 54mg de folinato de cálcio (equivalente a 50mg de ácido folínico) e veículo qsp 5mL Fauldleuco 300mg injetável – cada fap contém 324mg de folinato de cálcio (equivalente a 300mg de ácido folínico) e veículo qsp 30mL

190

Manual Farmacêutico 2011/2012

FenazoPIrIdIna
ANALGÉSICO DE VIAS URINÁRIAS

?

b

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Pyridium 100mg drágea POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100 a 200mg, VO, 3 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 12mg/kg/dia, VO, fracionados em 3 administrações. ALERTA ORIENTAÇÕES: não trata a infecção, atua apenas como analgésico. O uso deste agente é limitado em pacientes idosos e acúmulo da fenazopiridina pode ocorrer em pacientes com insuficiência renal. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hematológica: anemia hemolítica. • Hepática: hepatotoxicidade. • Renal: nefrotoxicidade. CONTRAINDICAÇÕES: em pacientes com CLcr <50ml/min.

FenIleFrIna

DISFUNÇÃO ERÉTIL

Fenilefrina 1% injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Ereções prolongadas ou priapismo: Dose usual: 0,1mg a cada 15min, via injeções intracavernosas. Dose máxima: 4 aplicações. ALERTA PRECAUÇÕES: a superdosagem pode acarretar isquemia peniana e hipertensão. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com clorgilina, iproniazida, isocarboxazida, nialamida, pargilina, fenelzina, procarbina, rasaglina, selegilina, tranilcipramina. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Infarto do miocárdio • Edema pulmonar • Arritmia ventricular • Acidente vascular cerebral MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca.

FenIleFrIna

MIDRIÁTICO E CICLOPLÉGICO

?

c

Fenilefrina 10% colírio Fenilefrina 2,5% colírio POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 gotas, via ocular, 1 a 3 vezes ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: em crianças utilizar a solução a 2,5%, 15 a 30 minutos antes do procedimento cirúrgico. PRECAUÇÕES: midriáticos podem precipitar crise de glaucoma agudo em pacientes com predisposição. Em crianças: visão borrada, lacrimejamento, fotofobia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

191

FenItoÍna

ANTICONVULSIVANTE

d

Epelin 100mg/5mL suspensão oral Atenção! Possui Corante Amarelo FD6 nº6. Hidantal 100mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 300 a 600mg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Crianças: Dose usual: 5 - 10mg/kg/dia, fracionados em 2 ou 3 administrações. Neonatos: Estado epilético: Dose de manutenção: 4 a 8mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Nível terapêutico: 10 a 20mcg/mL. ALERTA * Monitorar reações adversas. ORIENTAÇÕES: níveis terapêuticos usualmente estão entre 10 a 20mcg/mL. REAÇÕES ADVERSAS: vide fenitoína injetável. PRECAUÇÕES: pacientes com história de doença renal e hepática não devem receber doses orais de fenitoína.

FenItoÍna

ANTICONVULSIVANTE

d

Hidantal 50mg/mL injetável (ampola 5mL) POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 300 a 600mg, fracionados em 2 administrações. Dose de manutenção: 20mg/kg/dia em velocidade máxima de 50mg/min nas primeiras 24h. Crianças: Dose inicial: 20mg/kg. Dose de manutenção: 5-10mg/kg/dia divididos em 2-3 vezes/dia. Velocidade máxima: infusão 1mg/kg/min. Neonatos: Estado epilético: Dose de ataque: 15 a 20mg/kg/dose, IV, na velocidade de infusão Dose de manutenção: 4 a 8mg/kg/dia, IV, fracionados em 2 administrações. ALERTA * Monitorar reações adversas. ORIENTAÇÕES: níveis terapêuticos usualmente estão entre 10 a 20mcg/mL. Iniciar a dose de manutenção 12hs após a dose de ataque. CUIDADOS DE ADMINISTRAÇÃO: injetar lentamente : 50mg/min. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológicas: dermatoses bolhosas, erupção purpúrica, eczema, síndrome de Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica. • Hematológicas: agranulocitose, transtorno granulocitopênico, leucopenia, pancitopenia, trombocitopenia. • Hepáticas: lesão hepática, hepatite tóxica • Imunológica: lúpus eritematoso • Renal: nefrotoxicidade. PRECAUÇÕES: descontinuar o uso se rash ocorrer. Fenitoína é altamente instável em qualquer solução IV. Risco de precipitação. Droga cristaliza-se no músculo se administrada IM.

192

Manual Farmacêutico 2011/2012

FenobarbItal

ANTICONVULSIVANTE

2

d

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Fenobarbital IV 10mg/mL injetável (ampola 5mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 200 a 300mg, IV. Dose máxima: 100mg/min, IV. Crianças: Mal convulsivo: Dose inicial: 15 a 20mg/kg Dose de manutenção: 5mg/kg/dia, IV. Dose máxima: 20mg/kg. Neonatos: Convulsões: Dose de ataque: 20mg/kg/dose, IV, em 10min (< 1mg/kg/min). Repetir 10mg/kg/ dose mais 2 vezes, se convulsões se mantiverem. Dose de manutenção: 3 a 5mg/kg/dia, IV, fracionados em 2 administrações. Começar a terapia 12h após a dose de ataque. Dose máxima: 40mg/kg. Colestase: Dose usual: 4 a 5mg/kg/dia, IV, por 4 a 5 dias. Sedação: Dose usual: 1 a 3mg/kg, IV, cada 8 a 12h. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: em casos de obstrução das vias aéreas, dispneia, porfiria. PRECAUÇÕES: evitar retirada abrupta em pacientes em exposição prolongada. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com voriconazol. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: tromboflebite (rara). • Dermatológicas: eczema, síndrome de Stevens-Johnson (raras). • Hematológicas: agranulocitose, anemia megaloblástica, trombocitopenia (raras). • Hepática: lesões no fígado (raras). • Musculoesqueléticas: osteopenia, raquitismo (raras). MONITORIZAÇÃO: níveis séricos terapêuticos para convulsão são 10-40 mcg/mL.

FenobarbItal

ANTICONVULSIVANTE

2

d

Gardenal 100mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100 a 200mg/dia, VO. ALERTA Vide Fenobarbital IV.

FenobarbItal

ANTICONVULSIVANTE

2

d

Gardenal Infantil 40mg/mL gotas – 40gts/mL Atenção! Possui corante Novoccina. POSOLOGIA Crianças: Dose usual: 4 a 8mg/kg/dia, VO, 1 a 2 vezes ao dia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

193

Neonatos: Manutenção convulsão: Dose usual: 3 a 5mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Iniciar 12 a 24h após dose de ataque. Colestase: Dose usual: 4 a 8mg/kg/dia, VO, por 4 a 5 dias. Sedação: Dose usual: 1 a 3mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 a 3 administrações. ALERTA Vide Fenobarbital IV.

Fenoterol

BRONCODILATADOR

?

b

Berotec 5mg/mL gotas – 20gts/mL POSOLOGIA Via oral: Adultos: Dose usual: 2,5 a 5mg (10 a 20 gotas), VO, 3 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 0,25mg/kg/dose, VO. Dose máxima: 5mg/dose, VO. Via inalatória: Adultos e crianças (> 25kg): Dose usual: 2 a 2,5mg (8 a 10 gotas), via inalatória, diluídos em 5mL de soro fisiológico, 3 vezes ao dia. Crianças (< 25kg): Dose usual: 0,25mg (1gota)/3kg de peso, via inalatória, diluídos em 3 a 5mL de soro fisiológico, 3 a 6 vezes ao dia. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: taquiarritmia, cardiomiopatia obstrutiva hipertônica, hipertireoidismo. PRECAUÇÕES: ter cautela em pacientes com disfunção renal e hepática e com diabetes mellitus. MONITORIZAÇÃO: para efeitos tóxicos, monitor de frequência cardíaca, pressão arterial e potássio sérico.

FenoXIMetIlPenIcIlIna PotássIca
PENICILINA

1

b

Pen-Ve-Oral suspensão (frasco 60mL) – cada 1mL de solução oral reconstituída contém 80.000UI de fenoxmetilpenicilina potássica. Atenção! Possui Corante Vermelho e Amarelo. POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 200.000 a 500.000UI, VO, cada 6h. Crianças: Dose usual: 25.000 a 90.000UI/kg/dia, VO, cada 6 ou 8h. ALERTA ORIENTAÇÕES: na insuficiência renal a dose não deve exceder 250mg a cada 6h. Contém 2,6 mEq de Na+/g. Deve ser administrado pelo menos 1h antes ou 2h após a ingestão de alimentos. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anemia hemolítica • Reação de hipersensibilidade imune INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: pode diminuir a eficácia dos anticoncepcionais.
194 Manual Farmacêutico 2011/2012

FentanIla

ANALGÉSICO NARCÓTICO

1

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Durogesic D-trans 25mcg sistema transdérmico Durogesic D-trans 12,5mcg sistema transdérmico POSOLOGIA Dose usual: deve ser individualizada de acordo com o estado do paciente e deve ser avaliada em intervalos regulares após cada aplicação. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Bradicardia, hipotensão arterial, vasodilatação periférica • Sonolência, sedação, aumento da pressão intracraniana • Náusea, vômito • Liberação do hormônio antidiurético • Miose • SÉRIAS: • Apneia • Arritmias cardíacas • Dor no peito • Hipertensão • Hipotensão • Hipoventilação • Depressão respiratória INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: recomenda-se o acompanhamento dos pacientes que recebem inibidores potentes da CYP3A4 (por exemplo, antibióticos macrolídios, antifúngicos azólicos, inibidores da protease) que podem diminuir o clearance do fentanil, o que poderia levar a um aumento prolongado dos eventos adversos graves, incluindo depressão respiratória.

FentanIla
ANESTÉSICO VENOSO OPIOIDE/ANALGÉSICO NARCÓTICO

1

c

Fentanil s/ conservante 50mcg/mL injetável (ampola 5mL) POSOLOGIA Anestesia Balanceada: Dose inicial: 5 a 40mcg/kg, IV (bolus). Dose de manutenção: 0,25 a 2mcg/kg/min, IV. Neonato: Sedação e analgesia: 1 a 4 mcg/Kg/dose IV lento. Repetir se necessário. Infusão contínua: 0,1 a 3 mcg/kg/h Crianças: Dose usual: 1-2mcg/kg/dose ou conforme necessário. ALERTA ORIENTAÇÕES: 0,1mg de fentanila = 10mg de morfina ou 75mg de meperidina. PRECAUÇÕES: síndrome de abstinência pode ocorrer em pacientes tratados com infusão continua por 5 dias ou mais. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Bradicardia, hipotensão arterial, vasodilatação periférica • Sonolência, sedação, aumento da pressão intracraniana • Náusea, vômito • Parede torácica rígida (com alta dose IV) • Liberação do hormônio antidiurético

Manual Farmacêutico 2011/2012

195

• Miose • SÉRIAS: • Apneia • Dispneia • Neutropenia • Taquiarritmia INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: vide Fentanil transdérmico. MONITORIZAÇÃO: frequência cardíaca, pressão arterial, status respiratório e cardiovascular.

FentolaMIna

ANTI-HIPERTENSIVO

3

c

Regitine 10mg injetável (frasco-ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Feocromocitoma: Dose pré-cirúrgica: 5mg, IV, 1 a 2h antes da cirurgia. Crianças: Dose usual: 0,05-0,1mg/kg/dose. Dose máxima: 5mg/dose. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: pacientes com angina, insuficiência coronariana. PRECAUÇÕES: infarto do miocárdio, é geralmente relatado em associação com episódios hipotensivos após administração parenteral. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas, dores no peito, hipotensão arterial, infarto do miocárdio. • Neurológica: acidente vascular cerebral devido à oclusão arterial. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com sildenafil (>25mg), tadafafil e vardenafil. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, área de infiltração.

Ferro Quelato GlIcInato

VITAMINA

1

c

Neutrofer 300mg comprimido (60mg ferro elementar) POSOLOGIA Dose usual: 1 comprimido, VO, 1 vez ao dia

FeXoFenadIna

ANTIALÉRGICO

1

c

Allegra 60mg cápsula POSOLOGIA Adultos e crianças (>12 anos): Dose usual: 60 a 180mg/dia, VO. Crianças 6 a 11 anos: Dose usual: 30 mg 2 vezes/dia

196

Manual Farmacêutico 2011/2012

FeXoFenadIna + PseudoeFedrIna
ANTIALÉRGICO

1

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Allegra D comprimido – cada comprimido contém: 60mg de Cloridrato de Fexofenadina ( liberação imediata) e 120mg de Cloridrato de Pseudoefedrina POSOLOGIA Dose usual: 1 comprimido, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Cefaleia INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com dihidroergotamina, furazolidona, isocarboxazida, linezolida, fenelzina, procarbazina, rasagilina, selegilina. PRECAUÇÕES: segurança e eficácia em crianças < 6 anos não foram estabelecidas.

FIbrInoGÊnIo HuMano

HEMOSTÁTICO

?

c

Haemocomplettan 1g frasco ampola POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 30 a 100mg/kg, IV. Crianças: Dose usual: 15 a 30mg/kg, IV. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • Risco potencial de episódios tromboembólicos, incluindo infarto do miocárdio e embolia pulmonar. • Risco de alergias. PRECAUÇÕES: administrar com cautela em pacientes com história de doença coronariana ou de infarto de miocárdio, com doença hepática, no período pósoperatório, a neonatos ou a pacientes sob risco de apresentar tromboembolia. Contém cloreto de sódio e pode não ser apropriado para pacientes em dieta com baixo teor de sódio. CONTRAINDICAÇÕES: trombose manifesta ou infarto do miocárdio, exceto na presença de risco de vida.
IMUNOESTIMULANTE/ FATOR DE CRESCIMENTO HEMATOPOÉTICO

FIlGrastIM

?

c

Filgrastim 300mcg (frasco ampola) Granulokine 300mcg injetável (seringa 0,5mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,5 MU/kg (5mcg/kg), SC ou IV, em intervalos de 24h. Duração do tratamento: até 14 dias, podendo variar conforme o tipo, a dose e o esquema quimioterápico utilizado. Crianças: Dose usual: 5 - 10mcg/kg/dia, IV ou SC. Neonatos: Dose usual: 5 - 10mcg/kg/dia SC. ALERTA Dor óssea, febre, dores musculares, reações inflamatórias.

Manual Farmacêutico 2011/2012

197

FInasterIda

HIPERPLASIA BENIGNA DA PRÓSTATA

?

X

Proscar 5mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 5mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: o valor do PSA (antígeno prostático específico) com o uso desses medicamentos fica reduzido à metade. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Impotência, diminuição da libido • Fraqueza • SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: Tumores de mama masculina (raros - relacionamento atualmente desconhecido) PRECAUÇÕES: Administração com alimentos pode atrasar a absorção e reduzir a extensão oral da absorção.

FIsIoGel

EMOLIENTE, HIDRATANTE

?

**

Fisiogel creme POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: aplicar uma fina camada do produto, uma vez ao dia, no corpo todo. Se necessário, aplicar o produto várias vezes ao dia.

FIsIoGel

EMOLIENTE, HIDRATANTE

?

**

Fisiogel loção cremosa POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: aplicar uma fina camada do produto, uma vez ao dia, no corpo todo. Se necessário, aplicar o produto várias vezes ao dia.

FItoMenadIona
ANTÍDOTO / HEMOSTÁTICO / VITAMINA

1

c

Kanakion MM/Vita K 10mg/mL injetável (ampola 1mL) Kanakion MM 2mg/0,2mL injetável (ampola 0,2mL) POSOLOGIA Adultos: Tratamento da deficiência da Vit. K: Dose usual: 10mg, IV, por 3 dias. Hemorragias graves: Dose usual: 10 a 20mg, IV, em dose única. Dose de manutenção: 10mg, IV, em intervalos de 30 dias. Crianças: Intoxicação por anticoagulante oral: Dose usual: 0,5 a 10mg/dose, IV, (esta dose pode ser repetida 12 a 48h após, se necessário). Neonatos: Profilaxia hemorragia (ao nascimento): Dose usual: Peso < 1kg: 0,5mg, IM.
198 Manual Farmacêutico 2011/2012

Peso > 1kg: 1mg, IM. Recém-nascido termo, saudável, aleitamento materno exclusivo: 2mg, VO, no primeiro dia de vida, repetindo a dose após 1 semana e em 4 e 8 semanas de idade. Doença hemorrágica grave: Dose inicial: 1 a 10mg, IV, lentamente. Tratamento da deficiência da Vit. K: Dose usual: 1mg, IM, IV. Hipoprotrombinemia: Dose usual: 1 a 3mg, IM, em dose única. ALERTA Profilaxia VO é contraindicada em recém-nascidos que são prematuros, doentes, recebendo antibióticos, com colestase ou diarreia. Anemia hemolítica severa. Monitorizar bilirrubinas.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Fluconazol

ANTIFÚNGICO

1

c

Zoltec 50mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100mg/dia, VO, fracionados. Dose máxima: 400mg/dia, VO. Crianças: Dose usual: 3 a 6mg/kg/dose, VO, em dose única. Tabela dose/idade gestacional/idade pós-gestacional/intervalo. Idade gestacional < ou = 29 semanas: De 0 a 14 dias de vida, intervalo de 72 horas > de 14 dias de vida, intervalo de 48 horas Idade gestacional de 30 a 36 semanas: De 0 a 14 dias de vida, intervalo de 48 horas > de 14 dias de vida, intervalo de 24 horas Idade gestacional de 37 a 44 semanas: De 0 a 7 dias de vida, intervalo de 12 horas > 7 dias de vida, intervalo de 8 horas Idade gestacional > ou = a 45 dias de vida: Uma vez ao dia. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 200-400mg q24h >80 24h 80-50 24h 50-10 48h <10 (anúria) 72h

Dose em diálise
após hD Não diária em DP Clcr<10

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anafilaxia PRECAUÇÕES: deve ser usado com cautela em pacientes com disfunção renal e hepática ou hepatotoxicidade prévia de algum derivado azol. Usar com cautela em pacientes com risco de arritmia. MONITORIZAÇÃO: testes periódicos de função renal (AST, ALT, fosfatase alcalina) e testes de função renal, potássio.

Manual Farmacêutico 2011/2012

199

Fluconazol

ANTIFÚNGICO

1

c

Zoltec 200mg injetável (frasco 100mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 200 a 400mg/dia, IV. Dose máxima: 800mg/dia, IV. Crianças: Criptococose meníngea: Dose: 12mg/kg, uma vez. Dose usual: 3 a 6mg/kg/dia, IV, em dose única. Neonatos: Infecções sistêmicas, incluindo meningite: Dose de ataque: 12mg/kg Dose de manutenção: 6mg/kg/dose, IV, em bomba de seringa ou VO. Tabela dose/idade gestacional/idade pós-gestacional/intervalo. Idade gestacional < ou = 29 semanas: De 0 a 14 dias de vida, intervalo de 72 horas > de 14 dias de vida, intervalo de 48 horas Idade gestacional de 30 a 36 semanas: De 0 a 14 dias de vida, intervalo de 48 horas > de 14 dias de vida, intervalo de 24 horas Idade gestacional de 37 a 44 semanas: De 0 a 7 dias de vida, intervalo de 12 horas > 7 dias de vida, intervalo de 8 horas Idade gestacional > ou = a 45 dias de vida: Uma vez ao dia. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 200-400mg q24h >80 24h 80-50 24h 50-10 48h <10 (anúria) 72h

Dose em diálise
após hD Não diária em DP Clcr<10

ALERTA Vide fluconazol cápsula.

FludarabIna

ONCOLÓGICO

X

d

Fludara 50mg injetável – cada mL resultante da reconstituição contém 25mg de fosfato de fludarabina, 25mg de manitol

FludrocortIsona
ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

2

c

Florinefe 0,1mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Insuficiência adrenocortical: Dose usual: 0,1mg, VO, 3 vezes por semana. Síndrome adrenogenital: Dose usual: 0,1 a 0,2mg, VO, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 0,05 a 0,1mg, VO, 1 vez ao dia.

200

Manual Farmacêutico 2011/2012

Síncope vaso-vagal: Dose usual: 0,05mg, VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 0,2mg, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com doença de Addison, retenção de sódio e perda de potássio. MONITORIZAÇÃO: monitorar a pressão arterial e sinais de edema quando o paciente estiver em terapia crônica, monitorar os eletrólitos séricos, atividade sérica da renina, evidência de infecção, interromper o tratamento se houver aumento significante de peso ou pressão arterial, edema. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com vacina contra rotavírus, vivo. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: cardiomegalia, insuficiência cardíaca congestiva, hipertensão arterial, tromboflebite. • Endócrino/metabólica: hipocortisolismo secundário. • Neurológicas: hipertensão intracraniana, convulsão.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z
Manual Farmacêutico 2011/2012 201

FludroXIcortIda
Drenison 0,125% creme

CORTICOSTERÓIDE TÓPICO

?

c

POSOLOGIA Adultos: Lesões úmidas: Dose usual: aplicar uma pequena quantidade de creme, friccionando cuidadosamente sobre a área afetada, 2 vezes ao dia. Lesões secas e escamosas: Dose usual: aplicar o creme, em finas camadas, sobre a área afetada 2 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: a administração tópica do medicamento em crianças, deve ser limitada à menor quantidade compatível com regime terapêutico eficaz. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hipocortisolismo secundário PRECAUÇÕES: evitar uso prolongado em crianças e na face de adultos. Evitar o uso em lesões suspeitas de vírus.

FluMazenIl ANTÍDOTO/ANESTÉSICO VENOSO NÃO OPIOIDE
Lanexat 0,5mg injetável (ampola 5mL)

?

c

POSOLOGIA Adultos: Reversão de anestesia e superdosagem por benzodiazepínicos: Dose usual: 0,2mg, IV, repetindo a cada 30 a 60 segundos até o paciente acordar. Dose máxima: 3mg, IV. Crianças: Reversão de anestesia e superdosagem por benzodiazepínicos: Dose usual: 0,01mg/kg, IV, inicialmente 0,01mg/kg a cada minuto, até o paciente acordar. Dose máxima: 1mg, IV ou 0,05mg/kg (total) ou 0,2mg/dose.

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Vômito e náusea • SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas (raras) • Neurológicas: convulsões, em pacientes que utilizam benzodiazepínicos para controlar convulsões, são fisicamente dependentes dos benzodiazepínicos, ou que tenham ingerido grandes doses de outras drogas. PRECAUÇÕES: pode precipitar abstinência em pacientes dependentes de benzodiazepínicos. Pode induzir ataques do pânico em pacientes com história de síndrome do pânico. MONITORIZAÇÃO: monitorar os pacientes para o retorno da sedação ou depressão respiratória.

FlunarIzIna

VASODILATADOR CEREBRAL

X*

Flunarin 10mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 10 a 20mg/dia. ALERTA * Evitar o uso no período neonatal. PRECAUÇÕES: pode ocasionar parkinsonismo. Casos de insuficiência hepática. CONTRAINDICAÇÕES: em casos de história de depressão ou sintomas extrapiramidais pré-existentes. MONITORIZAÇÃO: nível sérico de 60 ng/mL para controle da convulsão.

FlunItrazePaM

ANSIOLÍTICO/HIPNÓTICO

1

d

Rohypnol 1mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 a 2mg/dia, VO. ALERTA PRECAUÇÕES: ter cautela ao com pacientes com doença cardiovascular severa, miastenia gravis, insuficiência hepática ou renal. Como qualquer outro benzodiazepínico, dependência física ou psicológica pode ocorrer, com o uso prolongado, esta droga não pode ser usada por mais de um mês no tratamento de insônia. ORIENTAÇÕES: sedação excessiva e fraqueza, em doses para pacientes com insônia, sugere a necessidade de redução da dose.

FluoresceÍna

MISCELÂNEA-DIAGNÓSTICO

2

c

Fluoresceína colírio 1% frasco 3mL POSOLOGIA Dose usual: aplicar uma gota ou mais, a critério médico. ALERTA Não utilizar com lentes de contato gelatinosas ou hidrofilícas.

202

Manual Farmacêutico 2011/2012

Fluoro-uracIl

ONCOLÓGICO

X ?

d/X a

Fauldfluor Fluoro-uracil 500mg injetável (frasco ampola 10mL)

b
c

FluoXetIna

ANTIDEPRESSIVO

c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Prozac 20mg cápsula Daforin gotas 20mg/mL 20gts/mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 20 a 80mg/dia, VO. Crianças e adolescentes: Dose usual: 10 a 20mg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Insônia, cefaleia, ansiedade, nervosismo, sonolência • Diminuição da libido • Náusea, diarreia, anorexia, xerostomia • Faringite, bocejo • SÉRIAS: • Cardiovascular: prolongamento do intervalo QT. • Endócrino/metabólica: hiponatremia. • Hematológica: sangramento. • Neurológica: convulsão (rara). • Psiquiátricas: depressão (piora), mania (rara), pensamentos suicidas INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com bepridil; clorgiina; dihidroergotamina; ergoloid mesilato; ergonovina; ergotamina; furazolidona; iproniazida; isocarboxazida; levometadil; mesoridazina; metilergonovina; metilsergida; moclobemida; nialamida; pargilina; fenelzina; pimozida; procarbazina; selegilina; terfenadina; tioridazina; toloxatone; tranilcipramina. MONITORIZAÇÃO: sangramento anormal.

FlurazePaM

ANSIOLÍTICO/HIPNÓTICO

2

X

Dalmadorm 30mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 30mg/dia, VO. Adolescentes >15 anos: 15mg VO à noite. ALERTA PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes recebendo outros depressores do sistema nervoso central, pacientes com baixa bilirrubina, disfunção hepática e idosos. Eficácia e segurança não foram estabelecidas em pessoas < 15 anos. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Desordem granulocitopênica • Leucopenia CONTRAINDICAÇÕES: pacientes com miastenia gravis.

Manual Farmacêutico 2011/2012

203

FlurbIProFeno
ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO HORMONAL

1

b

Ocufen 0,3mg/mL colírio POSOLOGIA: Miose transoperatória Adultos e crianças: Dose usual: 4 gotas, sendo uma gota a cada 30 minutos, começando duas horas antes da cirurgia. Após trabeculoplastia por laser Dose usual: Uma gota deve ser instilada no saco conjuntival cada 4 horas durante uma semana. Após outros procedimentos cirúrgicos Dose usual: Uma gota cada 4 horas durante duas a três semanas. Dose usual: Coadjuvante no preparo para cirurgia de catarata. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • Prurido e queimação, irritação ocular • Fibrose, miose • Tendência de sangramento aumentada • Abrandamento da cicatrização corneana • Leve ardor ocular INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: flurbiprofeno quando administrado concomitantemente com acetilcolina e carbacol, ambos podem se tornar inefetivos.

FlutIcasona

ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

2

c

Flixotide 250mcg/dose spray Flixotide 50mcg/dose spray POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100 a 1000mcg, por via inalatória, 2 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 50 a 100mcg, por via inalatória, 2 vezes ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: o uso de espaçadores facilita a administração da droga. Após o uso, fazer higiene oral e do espaçador. Tais medidas diminuem o risco de candidíase oral e rouquidão. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: hipocortisolismo secundário. • Imunológicas: anafilaxia, reação de hipersensibilidade imune (raras) • Oftálmica: glaucoma (raro) CONTRAINDICAÇÕES: alergia às proteínas do leite, episódios de asma aguda. MONITORIZAÇÃO: exame oftalmológico e densidade óssea (terapia prolongada), desenvolvimento do crescimento (crianças).

ForMoterol

BRONCODILATADOR

?

c

Foradil 12mcg cápsula inalatória POSOLOGIA Adultos e crianças (5 a 12 anos): Dose usual: 12 a 24mcg 2 vezes/dia

204

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Aumento da glicose sérica, redução do potássio sérico • Infecção viral • SÉRIAS: • Respiratória: exacerbação da asma. PRECAUÇÕES: não exceder a dose recomendada, eventos adversos graves (incluindo fatalidades), está associado com o uso excessivo de simpatomiméticos. Usar com cautela em pacientes com glaucoma, hipertireoidismo ou hipocalemia. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, estimulação do sistema nervoso central, glicose sérica e potássio sérico.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

ForMoterol + budesonIda
BRONCODILATADOR/ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

?

c

Vannair 6/200mcg tubo 120 doses POSOLOGIA Adultos e adolescentes (12 a 17 anos): Dose usual: 2 inalações uma ou duas vezes ao dia, fazendo higiene bucal após o uso. Dose temporária de manutenção: dose máxima de 4 inalações duas vezes ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: formoterol + budesonida deve ser usado como tratamento de manutenção dos sintomas, mesmo quando os pacientes estiverem assintomáticos, para obter o benefício máximo da terapia. REAÇÕES ADVERSAS: • Palpitações • Cefaleia, tremor • Candidíase na orofaringe • Rouquidão PRECAUÇÕES: deve ser administrado com cautela em pacientes com graves alterações cardiovasculares (incluindo anomalias do ritmo cardíaco), diabetes mellitus, hipocalemia não tratada ou tireotoxicose. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: não administrar concomitantemente com cetoconazol, procainamida, fenotiazina, agentes antihistamínicos (terfenadina), inibidor da monoaminooxidase (MAO), antidepressivos tricíclicos, substâncias adrenérgicas, L-DOPA, L-tiroxina, oxitocina, derivados de xantina, mineralocorticosteroides, diuréticos e glicosídeos digitálicos. MONITORIZAÇÃO: sinais de insuficiência adrenal.

ForMoterol + budesonIda
BRONCODILATADOR/ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

?

c

Foraseq 12/400mcg cápsula inalatória – cada cápsula contém: 12mcg de Fumarato de Fortemoterol diidratado e 400mcg de Budesonida POSOLOGIA Adultos e crianças (> 5 anos): Dose usual: 1 a 2 cápsulas/dia, via inalatória. ALERTA ORIENTAÇÕES: paciente deve enxaguar a boca com água após cada utilização para evitar infecções fúngicas orais. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Oftálmicas: catarata, glaucoma. • Respiratória: broncoespasmo paradoxal.

Manual Farmacêutico 2011/2012

205

MONITORIZAÇÃO: teste de função pulmonar, velocidade do crescimento em pacientes pediátricos durante uma terapêutica prolongada.

FÓrMula oFIcInal
Nutraderm loção

EMOLIENTE, HIDRATANTE

?

**

POSOLOGIA Dose usual: aplicar a loção nas partes do corpo a serem hidratadas, massageando suave e uniformemente 1 a 2 vezes ao dia.

FosFato de sÓdIo MonobásIco + dIbásIco + FosFato ácIdo PotássIo
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA

?

**

Solução fosfatada
Fosfato de sódio dibásico anidro (Na2HPO4) ...................................... 17,04g Fosfato de sódio monobásico monoidratado (NaH2PO4.H2O) ................ 2,06g Fosfato ácido Potassio .......................................................................... 3,1g Veículo oral aromatizado qsp............................................................... 100ml Fornece 500mg do elemento para cada 10ml da solução (50g para cada litro)

FosFato de sÓdIo MonobásIco + FosFato de sÓdIo dIbásIco LAXANTE

?

c

Travad solução – cada mL contém: 0,06g de Fosfato de sódio dibásico e 0,16g de Fosfato de sódio monobásico POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100 a 130mL, VR, em aplicação única. Repetir se o efeito for negativo. Crianças (> 2 anos): Dose usual: 25 a 50mL, VR, em aplicação única. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: nefropatia aguda. Não usar em quadro abdominal agudo. PRECAUÇÕES: em casos de distúrbios de eletrólitos (desidratação, hipernatremia, hiperfosfatemia, hipercalemia ou hipercalcemia); pode estar associado com fatalidades resultadas de severas anormalidades de eletrólitos, arritmia cardíaca, falência renal aguda, convulsões e/ou perda da consciência. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hiperfosfatemia, hipocalemia • Inchaço, dor abdominal, náusea • SÉRIAS: • Nefropatia aguda • Prolongamento do intervalo QT • Insuficiência renal • Convulsões

FosFato dIbásIco de PotássIo + FosFato de PotássIo MonobásIco
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA

?

c

Fosfato de potássio 2mEq/mL solução injetável (ampola 10mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual em mMol: 0,15mMol de fósforo/kg/dia, IV.
206 Manual Farmacêutico 2011/2012

Dose usual em mEq: 5 a 20mEq de fósforo/kg/dia, IV. Crianças: Dose usual em mMol: 0,2 a 0,8mMol de fósforo/kg/dia, IV. Dose usual em mEq: 2 a 8mEq de fósforo/kg/dia, IV. Neonatos: Manutenção de fosfato na NPT: Dose usual: 0,4 a 0,8mMol/kg/24h, IV. ALERTA ATENÇÃO: obrigatório diluir antes da administração. ORIENTAÇÕES: precipitação com solução contendo cálcio com relação >1:7. MONITORIZAÇÃO: monitorar cálcio, sódio, potássio e magnésio concomitante.

a b c d e F
**

FosFolÍPIde dez PulMão suÍno
SURFACTANTE

G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Curosurf 80mg/mL (frasco 3mL) POSOLOGIA Dose usual: 200mg/kg, via endotraqueal. Dose suplementar: 100mg/kg, via endotraqueal, após um intervalo de 12h, SN. ALERTA * Contraindicado. ORIENTAÇÕES: durante a administração pode ocorrer queda da saturação de O2, bradicardia e refluxo da solução pela cânula endotraqueal. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: dessaturação do sangue • Doenças respiratórias: bloqueio do tubo endotraqueal MONITORIZAÇÃO: monitorar, posição da cânula endotraqueal e, se necessário, aspirar a secreção traqueal antes de administrar a solução de surfactante. Monitorar saturação de oxigênio, frequência cardíaca e frequência respiratória, gasometria arterial, parâmetros do ventilador mecânico e Rx do tórax.

FulVestranto

ONCOLÓGICO

d

Faslodex 250mg ampola 5mL ALERTA * Pode inibir a lactação.

FuroseMIda

DIURÉTICOS

?

c

Furosemida 2mg/mL solução oral Lasix 40mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 20 a 80mg, VO, fracionados ACM. Dose de manutenção: 20 a 120mg, VO. Dose máxima: 600mg/dia. Crianças: Dose inicial: 1 a 2mg/kg/dose, VO, 2 a 4 vezes ao dia. Dose de manutenção: 0,5 a 2mg/kg/dose, VO, 2 a 4 vezes ao dia. Dose máxima: 6mg/kg/dia. Neonatos: Dose usual: 1 a 2mg/kg, de 12/12h.

Manual Farmacêutico 2011/2012

207

ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: anúria. PRECAUÇÕES: pacientes com hiperglicemia, hipocalemia e hiponatremia severa. Seu uso crônico pode levar a um aumento de ácido úrico. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: hipotensão arterial. • Dermatológicas: eritema multiforme, eczema, síndrome de Stevens-Johnson. • Gastrointestinais: pancreatite, hepatite isquêmica. • Hematológicas: agranulocitose, anemia aplástica (raras), anemia hemolítica, leucopenia, trombocitopenia. • Renal: nefrite Intersticial • Outros: ototoxicidade MONITORIZAÇÃO: eletrólitos séricos, função renal. Em altas doses, monitorar audição.

FuroseMIda

DIURÉTICOS

?

c

Lasix 20mg injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Edema: Dose inicial: 20 a 40mg, IV. Crianças: Edema, Oligúria, HIC, HAS: Dose inicial: 1 a 2mg/kg/dose, IV ou IM. Dose de manutenção: 0,5 a 2mg/kg/dose, IV ou IM, até 6 vezes ao dia. Infusão IV contínua: 0,05mg/kg/h. Dose máxima: 6mg/kg/dia ou 600mg/dia, IV ou IM. Neonatos: Dose usual: 1mg/kg/dose, IM ou IV, a cada 12 ou 24h. Aumentar a dose em 1mg/ kg, se necessário. Frequência: Neonato extremo: intervalos de 24h. Termo: intervalos de 12 a 24h. Termo > 1 mês: intervalos de 6 a 8h. Dose máxima: 6mg/kg/dose. Sobrecarga hídrica e PCA: Dose usual: 1mg/kg/dose, a cada 12 a 24h. ALERTA Vide Lasix comprimido.

GabaPentIna

ANTICONVULSIVANTE

?

c

Neurontin 300mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 300mg, VO, 3 vezes ao dia. Dose média: 900 a 1000mg/dia. Dose máxima: 3600mg/dia. Crianças de 3 a 12 anos: Dose inicial: 10-15mg/kg/dia, VO, 3 vezes ao dia. Dose média: 25-40mg/kg/dia, VO, 3 vezes ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: o intervalo máximo entre as doses não deve exceder 12hs; administrar a 1ª dose do 1º dia na hora de dormir, para evitar sonolência e vertigem.

208

Manual Farmacêutico 2011/2012

REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Sonolência, vertigem, ataxia, fadiga • Infecção viral • SÉRIAS: • Dermatológica: síndrome de Stevens-Johnson (rara) • Neurológica: convulsão (rara) PRECAUÇÕES: evitar retirada abrupta – pode precipitar convulsão.

a b c d
b

GalantaMIna

ALZHEIMER

3

e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Reminyl ER 8mg comprimido POSOLOGIA Adultos Dose usual: 8mg/dia, VO. Dose máxima: 24mg/dia, VO ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • Náusea, vômito e diarreia • Endócrina/metabólica: perda de peso (5% a 7%). • Gastrointestinais: diarreia (6% a 12%), perda de apetite (7% a 9%), náusea (13% a 24%), vômitos (6% a 13%). • Neurológicas: Tonturas (até 37%), cefaleia (8%). • SÉRIAS: • Bradiarritmia • Arritmias cardíacas • Morte • Perfuração esofágica • Hemorragia gastrointestinal • Insuficiência cardíaca • Hemorragia retal • Trombocitopenia PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com úlcera péptica e asma. CONTRAINDICAÇÕES: disfunção renal sistêmica (CLcr < 9mL/min).

Galato de bIsMuto MonobásIco
MISCELÂNEA-OUTROS

2 3

** c

Subgalato de bismuto pó

GancIcloVIr

ANTIVIRAL

Cymevene 500mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5mg/kg, IV, 2 vezes ao dia. Dose de manutenção: 500mg, IV, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 10mg/kg/dia, IV, em intervalos de 12h, por 7 a 14 dias. Recomendase infusão lenta. Dose de manutenção: 5mg/kg/dia. Neonatos: Dose usual: 15mg/kg/dia, divididos de12/12h.

Manual Farmacêutico 2011/2012

209

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Febre • Rash • Dor abdominal, diarreia, náusea, anorexia, vômito • Anemia, leucopenia CONTRAINDICAÇÕES: neutropenia severa. PRECAUÇÕES: ajustes de dosagem ou interrupção da terapia podem ser necessários em pacientes com neutropenia e/ou trombocitopenia e em pacientes com insuficiência renal. MONITORIZAÇÃO: hemograma com diferencial e contagem plaquetária, creatinina sérica, exames oftalmológicos.

GatIFloXacIno

ANTIMICROBIANO OFTÁLMICO

?

c

Zymar colírio 0,3% frasco 5mL POSOLOGIA Adultos e crianças (> 1 ano): 1º e 2º dia de tratamento: 1 gota no(s) olho(s) afetado(s), a cada 2 horas durante o período de vigília, até 8 vezes ao dia. 3º ao 7º dia de tratamento: 1 gota no(s) olho(s) afetado(s) até 4 vezes ao dia durante o período de vigília. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: 5-10%: • Irritação conjuntival, lacrimejamento aumentado, ceratite e conjuntivite papilar.

Gel lubrIFIcante
Ky gel

MISCELÂNEA-DERMATOLOGIA

?

**

POSOLOGIA Dose usual: espalhar 1 a 2cm na área a ser lubrificada.

GelatIna

EXPANSOR DO VOLUME SANGUÍNEO

?

**

Hisocel solução (frasco 500mL) – cada 100mL de solução contém 3,500g de gelatina, 0,850g de cloreto de sódio, 0,038g de cloreto de potássio e 0,070g de cloreto de cálcio POSOLOGIA Dose usual: varia de acordo com a gravidade do caso clínico.

GenFIbrozIla

HIPOLIPIDÊMICO

3

c

Lopid 600mg comprimidos revestidos POSOLOGIA Dose usual: 300 a 1200mg/dia, VO, 1 a 2 vezes ao dia. ALERTA INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com repaglinida. CONTRAINDICAÇÕES: doença preexistente na vesícula biliar, disfunção hepática, incluindo cirrose biliar primária. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Dispepsia
210 Manual Farmacêutico 2011/2012

• SÉRIAS: • Hepática: testes de função hepática anormais • Musculoesquelética: rabdomiólise, especialmente quando coadministrado com uma estatina. MONITORIZAÇÃO: células brancas sanguíneas, sinais e sintomas de infecção.

a b c d e F G H I J K l M n o

GeMcItabIna

ONCOLÓGICO

X

d d

Gemzar 1g injetável Gemzar 200mg injetável

GentaMIcIna

AMINOGLICOSÍDEO

1

Garamicina 40mg injetável (ampola 1mL) Garamicina 80mg injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 3 a 6mg/kg/dia, IV ou IM, de 8/8h. Recentes publicações preconizam a administração da dose diária total em administração única. Crianças: Dose usual: 5 a 7mg/kg, IV ou IM, 1 vez ao dia. Neonatos: = ou < 26 semanas gestação: 2,5mg/kg/dose, IV ou IM, a cada 24h. 27 a 34 semanas gestação: 2,5mg/kg/dose, IV ou IM, a cada 18h. 35 a 42 semanas gestação: 2,5mg/kg/dose, IV, ou IM, a cada 12h. = ou > 43 semanas gestação: 2,5mg/kg/dose, IV ou IM, a cada 8h. Concentração sérica desejada: pico (5 a 10mg/mL) - vale (< 2,5mg/mL). AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 1,5mg/kg q8h >80 8h 80-50 8-12h 50-10 12-24h <10 (anúria) 24-48h

Dose em diálise
após hD 1,5mg/kg diária em DP 1mg/2L

P Q r s t u V W X Y z

ALERTA ORIENTAÇÕES: a absorção IM é errática, especialmente no neonato com peso muito baixo. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Neurotoxicidade (vertigem, ataxia) • Marcha instável • Ototoxicidade • Nefrotoxicidade, redução do clearance da creatinina (pode ser potencializado pela furosemida) • SÉRIAS: • Nefrotoxicidade • Bloqueio neuromuscular • Ototoxicidade • Paralisia do trato respiratório, concomitante anestesia e relaxantes musculares. PRECAUÇÕES: não é indicado o uso prolongado, pode levar a ototoxicidade. MONITORIZAÇÃO: urinálise, função renal, audição deve ser testada antes, durante e após o tratamento, particularmente em dose de risco de ototoxicidade ou em caso de terapia prolongada (> 2 semanas).

Manual Farmacêutico 2011/2012

211

GentaMIcIna
Garamicina creme

ANTIBACTERIANO TÓPICO

1

c

POSOLOGIA Dose usual: aplicar o creme sobre a área afetada, 3 vezes ao dia.

GentuzuMabe ozoGaMIcIna

ONCOLÓGICO

d

Mylotarg 5mg injetável frasco ampola ALERTA * Contraindicado.

GlIbenclaMIda

HIPOGLICEMIANTE

c

Daonil 5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2,5 a 5mg, VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 20mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA * Monitorar glicemia. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: anti-inflamatórios não esteroidais podem potencializar a ação hipoglicemiante. É contraindicado o uso concomitante com bosentran. CONTRAINDICAÇÕES: pacientes com diabetes tipo I. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hipoglicemia (grave) PRECAUÇÕES: restrição de uso em hepatopatias.

GlIclazIda

HIPOGLICEMIANTE

?

c

Diamicron MR 30mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 30 a 120mg, VO, em única tomada. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: pacientes com diabetes tipo I (como única terapia). PRECAUÇÕES: doença hepática, insuficiência renal (moderada à severa), períodos de stress (ex: infecção, trauma, febre, cirurgia) insulina pode ser necessária.

GlIceroFosFato de sÓdIo
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA

?

c

Glycophos frasco 20mL – cada 1mL contém 1mmol de fosfato e 2mmol de sódio POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10-20mmol/dia – 10-20mL/dia, IV Crianças: Dose usual: 1,0 – 1,5mmol/kg/dia – 1,0 – 1,5mL/kg/dia, IV

212

Manual Farmacêutico 2011/2012

Glycophos poderá ser misturado com outros componentes desde que se tenha documentada a compatibilidade: • Até 10mL de Glycophos e 10mmol de cálcio (na forma de cloreto de cálcio) podem ser adicionados a 1000mL de glicose de 50mg/mL • Até 20mL de Glycophos e 20mmol de cálcio (na forma de cloreto de cálcio) podem ser adicionados a 1000mL de glicose de 200mg/mL • Até 60mL de Glycophos e 24mmol de cálcio (na forma de cloreto de cálcio) podem ser adicionados a 1000mL de glicose de 500mg/mL ALERTA ORIENTAÇÕES: não deve ser administrado sem diluição. CONTRAINDICAÇÕES: desidratação, hipernatremia, hiperfosfatemia, insuficiência renal severa, choque. PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com função renal comprometida. Monitorar regularmente os níveis de fosfato desses pacientes.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q

GlIcerol

LAXANTE

?

c

Glicerina 12% solução POSOLOGIA Dose usual: utilização como enema. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: anúria, desidratação severa, edema agudo pulmonar, descompensação cardíaca severa. MONITORIZAÇÃO: testes de função renal (toxicidade renal); osmolalidade sérica (hiperosmolalidade); glicemia (hiperglicemia); urinálise (hemoglobinúria); hemograma.

GlIcerol

LAXANTE

?

c

Glicerina adulto supositório Glicerina infantil supositório POSOLOGIA Dose usual: 1 supositório, VR, 1 vez ao dia. ALERTA Vide glicerol solução.

GlIcerol

EMOLIENTE, HIDRATANTE

?

c

r s t u V W X Y z

Glicerina estéril (ampola 10mL) POSOLOGIA Dose usual: aplicar o medicamento sobre as áreas afetadas 2 a 3 vezes ao dia.

GlIcerol

EMOLIENTE, HIDRATANTE

?

c

Glicerina líquida (frasco 1000mL) POSOLOGIA Dose usual: aplicar o medicamento sobre as áreas afetadas 2 a 3 vezes ao dia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

213

GlIcerol - assocIação
EMOLIENTE, HIDRATANTE

?

c

Pasta D’Água pasta POSOLOGIA Dose usual: aplicar o medicamento sobre as áreas afetadas 2 a 3 vezes ao dia.

GlIcose

SOLUÇÃO PARA INFUSÃO PARENTERAL

1

c

Glicose 10% solução injetável – cada mL contém 100mg de glicose anidra POSOLOGIA Dose usual: 1,5 a 3g de glicose/kg/dia, por infusão IV em gotejamento contínuo. Hipoglicemia neonatal: 2mL/kg, IV. ALERTA MONITORIZAÇÃO: acompanhar e avaliar os parâmetros clínicos de equilíbrio fluido, concentrações do eletrólito, equilíbrio ácido-base e as concentrações séricas de glicose durante a fluidoterapia intravenosa de glicose.

GlIcose

SOLUÇÃO PARA INFUSÃO PARENTERAL

1

c

Glicose 5% solução injetável – cada mL contém 50mg de glicose anidra POSOLOGIA Dose usual: diluições de medicamentos em geral. ALERTA Vide glicose solução injetável 10%.

GlIconato de cálcIo
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA

?

c

Gluconato de cálcio 10% solução injetável (ampola 10mL) POSOLOGIA Tratamento de emergência da hipocalcemia: Adultos: Dose inicial: 970mg, IV lentamente. Repetir a dose com base nos valores laboratoriais. Crianças: Dose inicial: 1mL/kg, IV lentamente. Repetir a dose com base nos valores laboratoriais. Hipermagnesemia: Adultos: Dose usual: 1 a 2g, IV lentamente. Hipercalemia: Adultos: Dose usual: 1 a 2g, IV lentamente. Neonatos e crianças: Hipocalcemia sintomática: Dose inicial: 1 a 2mL/kg/dose, IV, administrar em 10 a 30min, diluído. Dose de manutenção: 2 a 8mL/kg/dia, IV, como infusão contínua.

214

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA ORIENTAÇÕES: não administrar em artéria. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Bradiarritmia • Parada cardíaca com injeção IV rápida • Arritmias cardíacas • Hipercalcemia • Hipercalciúria • Hipertensão • Hipomagnesemia • Hipotensão • Fraqueza muscular • Vasodilatação CONTRAINDICAÇÕES: fibrilação cardíaca durante ressuscitação cardíaca, pacientes em risco de toxicidade digitálica, hipercalcemia, cálculo renal, hipofosfatemia. PRECAUÇÕES: evitar a administração IV rápida, evitar extravasamento. Uso com cuidado em neonatos digitalizados ou com hiperbilirrubinemia, insuficiência respiratória ou acidose. Respeitar o intervalo de 48 horas para administração concomitante com ceftriaxone.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

GlIcose

SOLUÇÃO PARA INFUSÃO PARENTERAL

1

c

Glicose 50% solução injetável – cada mL contém 500mg de glicose anidra POSOLOGIA Dose usual: 1,5 a 3g de glicose/kg/dia, por infusão IV em gotejamento contínuo. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: não utilizar soluções concentradas de glicose em pacientes com: anúria, hiperglicemia, hemorragia intracraniana, delírio; em pacientes desidratados, síndrome de má absorção de glucose-galactose. PRECAUÇÕES: quando a infusão de glicose altamente concentrada é abruptamente retirada, administrar glicose 5% ou 10% para evitar a hipoglicemia reativa. Risco de flebite.

GlIMePIrIda

HIPOGLICEMIANTE

3

c

Amaryl 1mg comprimido Atenção! Possui corante óxido férrico vermelho Amaryl 2mg comprimido POSOLOGIA Dose inicial: 1 a 2mg, VO, 1 vez ao dia. Dose de manutenção: 1 a 4mg, VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 8mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: hipoglicemia (grave), glicemia <60 mg/dL (0.9-1.7%). PRECAUÇÕES: pacientes idosos, insuficiência hepática. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: anti-inflamatórios não esteroidais podem potencializar a ação hipoglicemiante. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, painel lipídico, exame ocular, neuropatia, creatinina sérica, microalbuminúria.

Manual Farmacêutico 2011/2012

215

GlIPIzIda

HIPOGLICEMIANTE

2

c

Minidiab 5mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 5mg/dia, VO. Dose máxima: 40mg/dia. ALERTA Vide Glibenclamida.

GlucaGon
HORMÔNIO CONTRARREGULADOR DA INSULINA

1

b

Glucagen 1mg injetável POSOLOGIA Hipoglicemia: Dose usual: 0,5 a 1mg, SC, IM ou IV. Neonatos: Dose usual: 0,02-0,03mg/kg/dose, IV, IM ou SC. Dose máxima: 1mg. ALERTA ORIENTAÇÕES: 1UI = 1 mg. MONITORIZAÇÃO: hipoglicemia severa: glicemia, nível de consciência, pressão arterial.

GlucosaMIna + condroItIna
ANTI-INFLAMATÓRIO E ANTI-REUMÁTICO

?

**

Artrolive 500 + 400mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 cápsula, VO, 3 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: ter cautela em pacientes com alergia a mariscos. Se ocorrer eventualmente ulceração péptica ou sangramento gastrintestinal em pacientes sob tratamento, o medicamento deverá ser suspenso imediatamente. MONITORIZAÇÃO: avaliações periódicas da dor em repouso ou durante o movimento, capacidade de circular livremente, e de curta distância em pacientes com osteoartrite. Avaliações radiográficas.

GoserelIna

HORMÔNIO HIPOTALÂMICO

X

X/d

Zoladex Depot 3,6mg injetável Zoladex Depot 10,8mg injetável ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia, depressão, insônia • Ondas de calor, libido reduzida, aumento da mama, impotência (masculina) • Sintomas urinários, vaginite, dispareunia • SÉRIAS: • Cardiovascular: trombose venosa profunda.

216

Manual Farmacêutico 2011/2012

PRECAUÇÕES: em tratamento prévio, que pode ter resultado na diminuição da densidade mineral óssea, ou nos doentes com fatores de risco nos quais a perda da densidade mineral óssea pode estar acelerada. MONITORIZAÇÃO: excluir gravidez antes do início da terapia. No homem, com carcinoma da próstata: PSA sérico e níveis de testosterona.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

GranIsetrona

ANTIEMÉTICO/PROCINÉTICO

?

b

Kytril 1mg/mL injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Prevenção ou tratamento de emese associada à quimioterapia ou radioterapia: Adultos: Dose usual: 10mcg/kg, IV, 30min antes da quimioterapia. Dose máxima: 3mg/dose ou 9mg/dia. Crianças > 2 anos: Dose usual: 10 a 20mcg/kg, 15 a 60min antes da quimioterapia IV. ALERTA INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com apomorfina. REAÇÕES ADVERSAS: > 10% • Cefaleia • Constipação MONITORIZAÇÃO: transaminases hepáticas e pressão arterial.

HaloPerIdol

NEUROLÉPTICO

3

c

Haldol 1mg comprimido Haldol 5 mg comprimido Haldol 2mg/mL gotas (frasco 20mL) – 2mg/mL (pipeta graduada em mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 a 15mg/dia, VO. Crianças (3 anos): Dose inicial oral: 0,25 a 0,5mg/dia, 2 a 3 vezes ao dia. Acrescentar 0,25 a 0,5mg/ dia a cada semana. Dose máxima: 0,15mg/kg/dia. Dose de manutenção: 0,01 a 0,15mg/kg/dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: insuficiência hepática. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: prolongamento do intervalo QT, torsades de pointes. • Gastrointestinal: íleo paralítico (raro) • Hematológica: agranulocitose (rara) • Neurológicas: síndrome neuroléptica malígna (rara), convulsão (rara), discinesia tardia • Reprodutiva: priapismo (raro) CONTRAINDICAÇÕES: doença de Parkinson. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com bepridil, cisaprida, levometadil, mesoridazina, pimozida, terfenadina, tioridazina, ziprazidona. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca e sintomas de hipotensão. ECG no início e periodicamente durante a terapia, especialmente se administrado por via intravenosa.

Manual Farmacêutico 2011/2012

217

HaloPerIdol

NEUROLÉPTICO

3

c

Haldol 5mg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Dose e frequência de acordo com a terapia. Crianças (6 a 12 anos): Dose usual: 1 a 3mg/dose, IM, cada 4 a 8h. Dose máxima: 0,15mg/kg/dia. ALERTA Vide Haloperidol VO.

HeParIna

ANTICOAGULANTE

1

c

Heparina 5000UI/mL injetável (frasco-ampola 5mL) Actparin 5000UI/mL (frasco ampola 5mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5000UI em bolus, após 25000UI em 24h, de acordo com TTPA. Crianças: Bolus: 50 a 100UI/kg, IV. Infusão intermitente: 50 a 100UI/kg/dose, IV, de 4/4h. Infusão contínua: 10 a 25UI/kg/h, IV. Neonatos e menores de 1 ano: (1mg heparina = 100UI) Manutenção patente de veia periférica e cateter central: Dose usual: 0,5 a 1UI/mL da solução infundida em 24h. Trombose/ CIVD: Dose de ataque: 75UI/kg, IV em bolus. Dose de manutenção: 28UI/kg/h em infusão contínua. Após 4h do início da terapia, dosar TTP (manter em 60 a 85seg) e 1 vez ao dia após TTP em níveis terapêuticos. Antídoto: sulfato de protamina, 1mg para cada 100UI de Heparina administrada nas últimas 3 a 4h. Dose máxima: 50mg. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hematológicas: hemorragia, trombocitopenia com tromboses induzidas por heparina. • Hepática: aumento do nível da aminotransferase hepática. • Imunológicas: anafilaxia, reação de hipersensibilidade imune. • Musculoesqueléticas: osteoporose, longo prazo, com dose elevada de administração. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: Pode interagir com ácido valpróico, antiinflamatórios não esteroidais, cloroquina, dipiridamol, agentes trombolíticos e nitroglicerina. MONITORIZAÇÃO: contagem plaquetária, hemoglobina, hematócrito, sinais de sangramento, TTPA. CONTRAINDICAÇÕES: trombocitopenia.

HeParIna

ANTICOAGULANTE

1

c

Heparina 100UI/mL injetável (Ampola) POSOLOGIA Administrar a quantidade suficiente para evitar a formação de coágulos. ALERTA Vide Heparina/Actparin injetável.
218 Manual Farmacêutico 2011/2012

HeParIna

ANTICOAGULANTE

1

c

a b c d e

Hemofol 5000UI/0,25mL (ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5000UI, SC, 2 a 3 vezes ao dia. ALERTA Vide Heparina/Actparin injetável.

HeParIna

MISCELÂNEA-OUTROS

1

c

F G H

Solução fisioheparinizada 30UI/mL (frasco 250mL) POSOLOGIA Dose usual: utilizar a solução por via tópica.

HetastarcH

EXPANSOR DO VOLUME SANGUÍNEO

?

c

I J K l M n

Voluven 6% (frasco 500mL) POSOLOGIA Expansão plasmática: Dose usual: 500 a 1000mL, IV. Dose máxima: 1500mL/dia, IV. Choque: Dose usual: 20mL/kg/h. Crianças: Dose usual: 10mL/kg/dose Dose máxima: 20mL/kg

HeXaMIdIna + tetracaÍna
Hexomedine spray

ANTISSÉPTICO

?

c*

o P Q r s t u V W X Y z

POSOLOGIA Dose usual: 2 jatos, VO, em intervalos de, no mínimo, 4h. ALERTA PRECAUÇÕES: cuidado em crianças menores de 3 anos devido ao risco de laringoespasmo. Não ultrapassar 10 dias de tratamento. REAÇÕES ADVERSAS: Desequilíbrio da flora normal.

HIaluronato de sÓdIo
Provisc (seringa 0,85mL)

SOLUÇÃO OFTÁLMICA

?

**

POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: quantidade suficiente do produto na câmara anterior. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Oftálmicas: aumento da pressão intraocular pós-operatória, provavelmente se não houve remoção do hialuronato o mais completamente possível após a cirurgia. • Outras: inflamações pós-operatórias, incluindo irite, endoftalmite (rara).

Manual Farmacêutico 2011/2012

219

MONITORIZAÇÃO: pressão intraocular; segmento anterior durante procedimentos oftalmológicos.

HIaluronato de sÓdIo + sulFato de condroItIna SOLUÇÃO OFTÁLMICA
Viscoat (seringa 0,5mL)

1

**

POSOLOGIA Dose usual: 0,2 a 0,5mL, via intraocular, via câmara anterior. Uso intraoperatório. ALERTA Vide Hialuronato de Sódio.

HIaluronIdase

MISCELÂNEA-OFTALMOLOGIA

?

c

Hyalozima 2000UTR injetável (ampola) POSOLOGIA Utilizado para melhorar a difusão do anestésico local em cirurgia oftálmica. ALERTA PRECAUÇÕES: não deve ser aplicado diretamente na córnea, nem por via intravenosa; não deve ser injetado ou em torno de áreas infectadas ou em áreas agudamente inflamadas. Não utilizar para aumentar a absorção e dispersão de dopamina e/ou drogas alfa agonistas. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anafilaxia MONITORIZAÇÃO: pressão intraocular.

HIaluronIdase + lIdocaÍna + neoMIcIna ANTIBACTERIANO TÓPICO
Xilodase pomada POSOLOGIA Dose usual: aplicar sobre a área afetada, 1 vez ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: risco de fotossensibilização. Vide Hialuronidase.

?

c*

HIdralazIna

ANTI-HIPERTENSIVO

1

c

Apresolina 25mg drágea POSOLOGIA Adultos: Hipertensão: Dose usual: 10 a 50mg, VO, até 4 vezes ao dia. ICC: Dose usual: 50 a 100mg, VO, até 4 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 0,75 a 1mg/kg/dia, VO, 2 a 4 vezes ao dia. Dose máxima: 200mg/dia ou 7,5mg/kg/dia ou 25mg/dose. ALERTA ORIENTAÇÕES: alternativa para contraindicação de inibidores da ECA.

220

Manual Farmacêutico 2011/2012

REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hematológicas: agranulocitose, leucopenia. • Hepática: hepatotoxicidade. • Imunológicas: pneumonia, lúpus eritematoso sistêmico. PRECAUÇÕES: ter cautela em pacientes com história de doença cérebro vascular e insuficiência renal.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

HIdralazIna

ANTI-HIPERTENSIVO

1

c

Nepresol 20mg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 20 a 40mg/dose, IV. Crianças: Dose usual: 0,1 a 0,2mg/kg/dose, IV ou IM, 4 a 6 vezes ao dia. Dose máxima: 20mg/dose, IV ou IM. Neonatos: Dose usual: 0,1 a 0,5mg/kg/dose, IM ou IV, a cada 3 a 6h; aumentar a dose de 0,1mg/kg até manter o controle da PA. Dose máxima: 2mg/kg/dose, IV, a cada 6h. ALERTA Vide Hidralazina injetável.

HIdrato de cloral

ANSIOLÍTICO/HIPNÓTICO

1

c

Cloral hidratado 100mg/mL solução (frasco 100mL) POSOLOGIA Sedativo: Adultos: Dose usual: 8mg/kg, VO, 3 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 20 a 50mg/kg/dose, VO, 2 a 4 vezes ao dia. Dose máxima: 500mg/dose, VO. Neonatos: Dose usual: 25mg/kg/dose, VO, a cada 6 a 8h. A preparação deve ser diluída ou administrada após alimentação para reduzir irritação gástrica. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológica: hipersensibilidade cutânea (rara) • Neurológicas: confusão, excitação, não usual (rara) • Psiquiátricas: alucinações INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com bepridil, cisaprida, levometadil, mesoridazina, pimozida, tioridazina, ziprasidona. MONITORIZAÇÃO: sedação excessiva, coordenação prejudicada; idosos. PRECAUÇÕES: cautela em pacientes com insuficiência renal ou hepática.

HIdroclorotIazIda

DIURÉTICOS

1

b/d

Clorana 25mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Hipertensão: Dose usual: 12,5 a 50mg, VO, 1 vez ao dia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

221

Crianças: Dose usual: 1,5 a 3mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 a 4 vezes ao dia. Dose máxima: 200mg Neonatos: Edema moderado/leve e hipertensão: Dose usual: 2 a 5mg/kg/dia, VO, fracionados a cada 12h. Terapia diurética na DBP: Dose usual: 2-4mg/kg/dia, VO, divididos de 12/12h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Glaucoma de ângulo fechado • Arritmias cardíacas • Desordem da estrutura das hematopoéticas • Hepatotoxicidade • Pancreatite • Edema pulmonar • Eczema • Síndrome de Stevens-Johnson • Lúpus eritematoso sistêmico • Necrólise epidérmica tóxica • Anemia hemolítica • Hipocalemia INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com dofetilida. Evitar lítio. CONTRAINDICAÇÕES: anúria. MONITORIZAÇÃO: potássio. Eletrólitos séricos, ureia e creatinina.

HIdrocortIsona
Berlison 1% pomada

CORTICOSTEROIDE TÓPICO

?

d

POSOLOGIA Dose inicial: aplicar uma camada fina, por via tópica, 2 a 3 vezes ao dia. Dose de manutenção: aplicar uma camada fina, por via tópica, 1 vez ao dia.

HIdrocortIsona

ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

?

d

Cortisonal 100mg injetável (frasco ampola) cada ampola de diluente contém 2ml de água para injeção e cada fap contém 100mg de hidrocortisona (na forma de succinato sódico) Hidrocortisona 100mg injetável (frasco ampola) Cortisonal 500mg injetável (frasco ampola) cada ampola de diluente contém 4mL de água para injeção e cada fap contém 500mg de hidrocortisona (na forma de succinato sódico) Hidrocortisona 500mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Casos leves: Dose usual: 100 a 500mg, IV ou IM, a cada 2, 4 ou 6h. O tratamento não deve ultrapassar 72h, quando forem administradas altas doses. Casos graves: Dose usual: 50mg/kg, IV, em dose única ou 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 1 a 5mg/kg/dia, IV, fracionados em 2 a 4 doses. Neonatos: Hipoglicemia: Dose usual: 10mg/kg/dia, IV, IM ou VO, fracionados a cada 12h. Após manter
222 Manual Farmacêutico 2011/2012

normoglicemia por 48 a 72h, suspender fluidos IV e continuar a hidrocortisona até o RN estar estável por 48h sem fluidos. Descontinuar em dias alternados por uma semana e, após, suspender. ALERTA ORIENTAÇÕES: por causa do risco das reações adversas, deve ser usado cautelosamente em idosos, com a menor dose e menor tempo possível. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Insônia, nervosismo • Aumento do apetite, indigestão • SÉRIAS: • Insuficiência adrenal • Catarata • Síndrome de Cushing • Desordem do fluido e/ou eletrólito • Insuficiência adrenocortical (droga induzida) • Glaucoma • Hiperglicemia • Tuberculose pulmonar PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com hipertireoidismo, cirrose, colite ulcerativa, hipertensão, osteoporose, tendência tromboembólica, glaucoma. INTERAÇÃO MEDICAMENTOSA: é contraindicado o uso com vacina contra rotavírus vivo. MONITORIZAÇÃO: controlar pressão arterial, glicemia e eletrólitos séricos.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

HIdrÓXIdo de aluMÍnIo
REDUTOR DA ACIDEZ GÁSTRICA

?

b

Pepsamar gel POSOLOGIA Adultos: Úlcera gastroduodenal: Dose usual: 10 a 20mL, VO, a cada 2 ou 4h. Antiácido: Dose usual: 10mL, VO, 30 a 60min antes das refeições. Crianças: Dose usual: 5 a 15mL, VO, a cada 2 ou 4h. Neonatos: Dose usual: 1mL/kg/dose, VO, a cada 4h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: pode ocasionar obstipação. PRECAUÇÕES: administrar com cuidado em pacientes com insuficiência renal, pois pode causar intoxicação por alumínio, hipofosfatemia e osteomalácia. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: interfere na absorção de outros alimentos.

HIdrÓXIdo de aluMÍnIo + HIdrÓXIdo de MaGnÉsIo + dIMetIcona
REDUTOR DA ACIDEZ GÁSTRICA

?

b*

Mylanta Plus suspensão oral 240mL – cada 5mL contém: 400mg de Hidróxido de Alumínio (gelo seco), 400mg de Hidróxido de Magnésio e 30mg de Dimeticona. Atenção! Possui Corante Vermelho Ponceau 4R. POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10 a 20mL, VO, 4 vezes ao dia.
Manual Farmacêutico 2011/2012 223

Crianças: Dose usual: 5 a 15mL, VO, a cada 2 ou 4h. Neonatos: Dose usual: 1mL/kg/dose, VO, a cada 4h. ALERTA ORIENTAÇÕES: antiácido balanceado para evitar alteração do hábito intestinal. CONTRAINDICAÇÕES: em pacientes com insuficiência renal. REAÇÕES ADVERSAS: pode causar hiperfosfatemia e hipermagnesemia.

HIdrÓXIdo de MaGnÉsIo
REDUTOR DA ACIDEZ GÁSTRICA

?

b*

Leite de Magnésia Phillips suspensão POSOLOGIA Adultos: Laxante: Dose usual: 30 a 60mL, VO, em intervalos de 24h. Antiácido: Dose usual: 5 a 20mL, VO, em intervalos de 24h. Crianças (2 a 5 anos): Dose usual: 2,5 a 15mL, VO, até 4 vezes ao dia. Crianças (6 a 12 anos): Dose usual: 15 a 30mL, VO, até 4 vezes ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: catárticos salinos sem a devida reposição de fluido podem produzir desidratação. CONTRAINDICAÇÕES: em pacientes com insuficiência renal. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hipermagnesemia • Hipoventilação

HIdrÓXIdo Ferroso

SUPLEMENTO MINERAL

1

a*

Noripurum 100mg comprimido mastigável Noripurum 10mg/mL xarope Noripurum 50mg/mL gotas Fr 15mL – 20gts/mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100mg, VO, 1 vez ao dia. Crianças (4 a 12 anos): Dose usual: 2,5mg/kg, VO, 2 vezes ao dia. Neonatos: Dose usual: 2mg/kg/dia, VO, de ferro elementar para o prematuro em crescimento. Iniciar após 2 semanas de idade. Dose: 6mg/kg/dia, VO, de ferro elementar para o recém-nascido que está recebendo eritropoetina, em 1 ou 2 doses, preferencialmente diluído em fórmula. Anemia por deficiência de Ferro: Dose usual: 4 a 6mg/kg/dia de ferro elementar, VO, divididos em 3 vezes. Profilaxia da anemia: Prematuro: Dose usual: 2mg/kg/dia, VO, de ferro elementar. Termo: Dose usual: 1 a 2mg/kg/dia, VO, de ferro elementar.

224

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA Neonatos e crianças: constipação, diarreia, irritação gástrica. Antiácidos e cloranfenicol diminuem a absorção de ferro.

a
1

HIdrÓXIdo Ferroso
Noripurum IV (ampola 5ml)

SUPLEMENTO MINERAL

a*

b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t

POSOLOGIA Dose usual: 3mg Fe/kg de peso. A necessidade total depende da deficiência de ferro, determinada pela dosagem de hemoglobina e do peso do paciente. Calcula-se a dose total necessária no decorrer do tratamento completo, pela seguinte fórmula: N = kg x Dhb x 0,66 20 N = total de mL do medicamento a ser aplicado no tratamento. kg = peso do paciente em kg. Dhb = deficiência de hemoglobina (100% - % atual de Hb), considerando-se que o valor ideal de Hb é de 15g/100mL e portanto, correspondente a 100%, calcula-se em porcentagem o valor atual de Hb obtido no hemograma do paciente e substituise na fórmula acima descrita.

HIdroXIProPIlMetIlcelulose
LUBRIFICANTE OFTÁLMICO

?

** **

Visicrom 2% sga 2,5 mL

HIdroXIQuInoleÍna trIetanolaMIna
TÓPICO OTOLÓGICO

?

Cerumin gotas otológicas POSOLOGIA Dose usual: 3 a 5 gotas via otológica, 2 a 3 vezes ao dia. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: em situações de perfuração de membrana timpânica ou otite média aguda.

HIdroXIureIa

ONCOLÓGICO

X

d

Hydrea 500mg cápsula ALERTA Cuidado - idosos.

HIdroXIzIna

ANTIALÉRGICO

?

c

u V W X Y z

Hixizine solução oral 2mg/mL (fr. 120mL) Hixizine 25mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 25 a 100mg, VO, 3 a 4 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 0,5mg/kg/dose, VO, 4 vezes ao dia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

225

ALERTA MONITORIZAÇÃO: efeitos anticolinérgico excessivo. PRECAUÇÕES: asma e administração concomitante com depressores do sistema nervoso central.

HIdroXocobalaMIna

ANTÍDOTO/VITAMINA

1

c

Rubranova 5000 mcg injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Deficiência de vitamina B12: Dose inicial: 100mcg, IM, 1 vez ao dia, por 5 a 10 dias. Dose de manutenção: 100 a 200mcg, IM, 1 vez por mês. Anemia perniciosa: Dose usual: 30 a 50mcg, IM, 1 vez ao dia, por 14 dias. Dose de manutenção: 100mcg 1 vez por mês. Neuropatias menos pronunciadas: Dose usual: 5000mcg, IM, 1 vez ao dia, até a remissão da dor. Neuropatias com maior componente álgico: Dose inicial: 15.000mcg, IM, 1 vez ao dia. Dose de manutenção: diminuir a dose de acordo com a diminuição do componente doloroso. Intoxicação por cianeto: Dose usual: 50 a 100mg/kg, IM. Crianças: Deficiência de vitamina B12 Dose Usual: 100mcg/dia, IM, por 2 semanas ou dose total 1500 a 5000, IM. Intoxicação por cianeto: Iniciar com 25mg e aumentar se necessário ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipertensão • Eritema • Reações no local da aplicação • Rash • Náusea • Linfopenia • Cefaleia • Coloração anormal da urina (vermelho) • SÉRIAS: • Reação de alergia à droga • Anafilia • Angioedema PRECAUÇÕES: fotossensibilidade. MONITORIZAÇÃO: potássio (risco de hipocalemia).

IbuProFeno

ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL

1

b/d

Alivium/Maxifen 50mg/mL (frasco 30mL) – 10gts/mL POSOLOGIA Adultos Dose usual: 200 a 800mg/dose, VO. Dose máxima: 3200mg/dia, VO.
226 Manual Farmacêutico 2011/2012

Crianças Dose usual: 5 a 10mg/Kg, VO, 3 a 4 vezes ao dia. Dose máxima: 40mg/kg/dia, VO. Crianças > 30kg Dose máxima: 1200mg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: Insuficiência Cardíaca Congestiva (<1%), hipertensão arterial (<1%), infarto do miocárdio. • Dermatológica: eritema multiforme (<1%), eczema, síndrome de Stevens-Johnson (<1%), necrose epidérmica tóxica. • Gastrointestinais: hemorragias gastrointestinais (<1%), perfuração gastrointestinal (<1%), úlcera gastrointestinal, distúrbio inflamatório do aparelho digestivo, melena (<1%), pancreatite (<1%). • Hematológicas: agranulocitose (<1%), anemia (<1%), anemia hemolítica, neutropenia (<1%), trombocitopenia (<1%). • Hepáticas: hepatite (<1%), icterícia (<1%). • Imunológica: anafilactoide (<1%). • Neurológicas: meningite asséptica (rara), acidente vascular cerebral, confusão (<1%). • Oftálmicas: ambliopia (<1%). • Ótica: perda de audição (<1%). • Psiquiátrica: depressão (<1%). • Renal: insuficiência renal aguda (<1%), hematúria (<1%), azotemia renal (<1%). PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com hipertensão, desidratação, redução da função renal e hepática, história de doença GI.

a b c d e F G H I J K l M n
X

IdarrubIcIna

ONCOLÓGICO

X

d d

Zavedos 5mg injetável – após reconstituição cada 5mL contém 5mg de idarrubicina

IFosFaMIda

ONCOLÓGICO

o P Q

Holoxane 0,5g injetável Holoxane 1g injetável ALERTA Cuidado - idosos.

IMatInIbe

ONCOLÓGICO

X
CARBAPENEM

X c

r s t u V W X Y z

Glivec 400mg comprimido

IMIPeneM + cIlastatIna

?

Tienam Monovial 500mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 500mg, IV, de 6/6h. Dose máxima: 1g, IV, de 6/6h. Crianças: Dose usual: 50 a 100mg/kg/dia, IV, de 6/6h, máximo de 4g/dia. Neonatos: Peso < 1200g: Idade de 0 a 4 semanas: 20mg/kg/dia, IV, fracionados em intervalos de 18 a 24h. Peso >1200g: 20mg/kg/dose, IV ou IM, em intervalos de 12h.

Manual Farmacêutico 2011/2012

227

Peso > 2000g: 20mg/kg/dose, IV ou IM, em intervalos de 12h. Idade > 7 dias: 20mg/kg/dose, IV ou IM, em intervalos de 8h. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 0,5-1g q6-8h >80 6-8h 80-50 6-8h 50-10 8-12h <10 (anúria) 24h

Dose em diálise
após hD 500mg diária em DP Clcr<10

ALERTA PRECAUÇÕES: ajuste de dosagem é necessário em pacientes com insuficiência renal. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anafilaxia • Convulsão MONITORIZAÇÃO: testes periódicos de função renal, hepático e hematológico. Anafilaxia durante a primeira dose.

IMIPraMIna

ANTIDEPRESSIVO

3

d

Tofranil 25mg drágea POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10 a 250mg/dia, VO. Crianças: Enurese: > 6 anos Dose inicial: 10 a 25mg, VO, ao deitar. Dose máxima: 25mg/kg/dia. < 12 anos: 50mg ao deitar. > 12 anos: 75mg ao deitar. Depressão: Dose inicial: 1,5mg/kg/dia. Aumentar 1mg/kg/dia a cada 3 a 4 dias. Dose máxima: 5mg/kg/dia, VO, fracionados em 4 administrações. Adolescentes: Dose inicial: 25mg, VO, fracionados em 3 ou 4 administrações. Dose máxima: 300mg/dia. ALERTA PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com doença cardiovascular, distúrbios de condução, retenção urinária. Não descontinuar abruptamente em pacientes recebendo por tempo prolongado. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas, bloqueio cardíaco, hipertensão arterial, infarto do miocárdio (raro), hipotensão ortostática, palpitações, síncope. • Hematológica: agranulocitose (rara). • Hepáticas: diminuição da função hepática (rara), icterícia. • Neurológicas: acidente vascular cerebral (raro), convulsão (rara) • Psiquiátrica: depressão (piora), distúrbios psicóticos, pensamentos suicidas, suicidio (raro). INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com: Bepridil, Cisaprida, Clorgilina, Grepafloxacino, Isocarboxazida, Levometadil, Linezolida, Mesoridazina, Moclobemida, Fenelzine, Pimozida, Selegilina, Esparfloxacina, Terfenadina, Tioridazina, Tranilcyiromine.
228 Manual Farmacêutico 2011/2012

MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, previamente e durante a terapia inicial, ECG em idosos.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

IMunoGlobulIna antI rHo
IMUNOTERÁPICO

1

c

Rhophylac 300mcg seringa POSOLOGIA Púrpura trombocitopênica idiopática: Adultos e crianças: Dose usual: 50mcg/kg, IV Prevenção da doença hemolítica no feto, por sensibilização da mãe Rh- quando o RN for Rh+. Após abortamento em que a gestante for Rh-. Após episódio de sangramento de origem fetal durante a gestação, quando a gestante for Rh-. Gestantes: Dose Usual: Profilaxia pré-parto (durante a gestação): 300mcg, segundo protocolo da instituição e/ou em caso de sangramento materno de origem fetal. Profilaxia pré-parto: na vigência de sangramento materno realizar o teste KleihauerBetke para determinar a dose necessária. Profilaxia pós-parto: 300mcg, IM ou IV, em até 72 horas após o parto. Obs: 300mcg fornece anticorpos suficientes para prevenir a sensibilização ao Rh, se o volume de eritrócitos fetais que passa para circulação materna for ≤ 15mL. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • Cardiovasculares: hipertensão ou hipotensão arterial, palidez, taquicardia, vasodilatação • Dermatológicas: rash cutâneo, prurido • Gastrintestinais: diarreia, dor abdominal, náusea, vômito • Hematológicas: hemólise intravascular, redução da haptoglobina, redução da hemoglobina • Hepáticas: aumento de bilirrubinas, aumento de LDH • Locais: reação no local da infusão: desconforto, dor leve, edema, hiperemia, induração • Neuromusculares e esqueléticas: artralgia, dorsalgia ou lombalgia, fraqueza, hipercinesia, mialgia • Renais: insuficiência renal aguda • SNC: calafrios, cefaleia, febre, mal-estar, sonolência, tontura • Miscelânea: anafilaxia, diaforese, prova anti-anticorpo C positiva (passageira), reações relacionadas à infusão, tremores PRECAUÇÕES: administrar as injeções IM com cuidado em pacientes com trombocitopenia ou distúrbios da coagulação. Não administrar pelas vias IM ou subcutânea para o tratamento da púrpura trombocitopênica idiopática; administrar a dose apenas pela via IV. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: vacinas não devem ser administradas em até 3 meses após administração deste produto. MONITORIZAÇÃO: sinais e sintomas de hemólise intravascular, anemia e insuficiência renal.

IMunoGlobulIna antItIMÓcIto (coelHo) IMUNOTERÁPICO
Thymoglobulina 25mg injetável

?

c

ALERTA ORIENTAÇÕES: durante a infusão, monitorar o paciente para reações alérgicas.
Manual Farmacêutico 2011/2012 229

REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Dor abdominal, diarreia, náusea e vômito • Mialgia • Vertigem, cefaleia • Dispneia • Hipertensão, edema periférico, taquiarritmia • Hipercalemia, tremor • Leucopenia, trombocitopenia • Febre, doença infecciosa, incluindo citomegavirus, sepse • SÉRIAS: • Cardiovasculares: hipertensão (37%), edema periférico (34%), taquiarritmia (27%). • Endócrino/metabólicas: hipercalemia (27%), tremores (até 63%). • Hematológicas: leucopenia (57%), trombocitopenia (37%). • Outras: febre (até 63%), doenças infecciosas, incluindo infecção por citomegalovírus, sepse (12%). PRECAUÇÕES: pode causar imunossupressão resultando em infecção. A infusão pode causar febre e arrepios. MONITORIZAÇÃO: sinais e sintomas de rejeição, hemograma com diferencial, sinais vitais e função renal.

IMunoGlobulIna antItetÂnIca
IMUNOTERÁPICO

?

c

Tetanogamma 250UI (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos e crianças: Profilaxia simultânea com toxoide tetânico: Dose usual: 250UI do produto e 0,5mL de toxoide tetânico, IM, administrados em locais diferentes do corpo. Queimaduras extensas,ferimentos que não possam ser manejados por meio cirúrgico ou que tenham sido negligenciados: Dose usual: 500UI, IM. Segunda dose de 250UI, IM, ao final da fase exsudativa (cerca de 36h após a ocorrência da queimadura). Tratamento: Dose usual: 5000 a 10000UI, IM, no primeiro dia e prosseguir com 3000UI em cada dia subsequente. O intervalo entre as injeções e a duração do tratamento dependem do quadro clínico. ALERTA PRECAUÇÕES: trombocitopenia ou outra contraindicação para aplicações IM. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Imunológica: anafilaxia (rara) • Renais: síndrome nefrótica (rara) • Outras: angioedema (rara)

IMunoGlobulIna HuMana

IMUNOTERÁPICO

?

b*

Flebogamma 0,5g FR 10mL Endobulin Kiovig 5g / Flebogamma 5g Fr 100mL Sandoglobulina 1g (frasco ampola) Sandoglobulina 6g (frasco ampola) POSOLOGIA Reposição em imunodeficiência: Dose usual: 200mg/kg a cada 30 dias; se necessário 300mg/kg. Púrpura trombocitopênica idiopática: Dose usual: 400mg/kg por dia, de 2 a 5 dias. As infusões devem ser feitas em 6h.
230 Manual Farmacêutico 2011/2012

Neonatos: Citopenias: Dose: 500 a 750mg/kg/dose, IV, infusão em 2 a 6h. Sepse suspeita: Dose: 400 a 500mg/kg/dose, IV, em intervalos de 7 a 14 dias. Púrpura trombocitopênica idiopática: Dose: 400mg/kg/dose, IV, por 5 dias consecutivos. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Reação no local da aplicação • Náusea • Dor nas costas • Vertigem, cefaleia • SÉRIAS: • Cardiovascular: infarto do miocárdio. • Dermatológicas: dermatoses bolhosas, eritema multiforme, síndrome de StevensJohnson (rara). • Hematológicas: anemia hemolítica, transtorno trombótico (raro) • Hepática: hepatite • Imunológica: anafilaxia (rara) • Neurológica: meningite asséptica (rara). • Renal: insuficiência renal aguda, nefropatia hipocalemica, distúrbio tubular renal, proximal (raro), necrose tubular aguda (rara). • Respiratórias: síndrome da angústia respiratória aguda, edema pulmonar (raras) PRECAUÇÕES: pacientes recebendo drogas nefrotóxicas. A infusão rápida, maior que 20 gotas/min, pode induzir eritema facial, opressão torácica, calafrio, febre, tontura, náusea, hipotensão, taquicardia transitória. MONITORIZAÇÃO: hemograma e níveis séricos de IgG. Função renal; basal, periodicamente, em pacientes em risco. Sinais e sintomas de hemólise intravascular; considerar painel de hemólise, função hepática, renal, estado respiratório.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q
c

IMunoGlobulIna HuMana IMUNOTERÁPICO
Beriglobina 320mg IM (frasco ampola)

?

b

ALERTA Vide IMUNOGLOBULINA HUMANA – Endobulin Kiovig/Flebogamma

IMunoGlobulIna HuMana antI-HePatIte b IMUNOTERÁPICO
Hepatect 2000UI injetável (frasco ampola 40mL)

?

r s t u V W X Y z

ALERTA ORIENTAÇÕES: uso intravenoso. CONTRAINDICAÇÕES: reações anafiláticas graves ou sistemáticas à globulina humana parenteral. Deficiência de IgA; aumento do risco de reação anafilática.

IMunoGlobulIna HuMana antI-HePatIte b IMUNOTERÁPICO
Gama anti hepatite B Grifols 200UI/mL Gama anti hepatite B Grifols 1000UI/mL POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: 0,06mL/kg, IM. Dose máxima: 5mL.

?

c

Manual Farmacêutico 2011/2012

231

Neonatos (Filhos de mãe HbsAg positivo): Dose usual: 0,5mL, IM, dentro de 12h após o parto. ALERTA Reações urticariformes e choque anafilático.

IndInaVIr

ANTIVIRAL SISTÊMICO

X 1

c b/d

Crixivan 400mg comprimido

IndoMetacIna

ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL

Indocid 50 mg cápsula ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia. • SÉRIAS: • Agranulocitose, anemia, anemia aplástica, hematúria, leucopenia, neutropenia • Anafilactoide • Asma, broncoespasmo, hipertensão pulmonar persistente do recém-nascido, edema pulmonar • Visão turva, depósito da córnea • Arritmias cardíacas, acidente vascular cerebral, insuficiência cardíaca congestiva, infarto do miocárdio, hipertensão, dor no peito, neuropatia periférica • Dispneia • Epilepsia, agravamento; parkinsonismo, agravamento. Convulsão • Eritema multiforme • Hemorragia gastrointestinal, perfuração gastrointestinal, úlceras gastrointestinais, distúrbio inflamatório do aparelho digestivo • Perda de audição • Hepatite, insuficiência hepática, icterícia • Hiponatremia, edema • Nefrite intersticial, síndrome nefrótica, disfunção renal, insuficiência renal • Rash, eczema, síndrome de Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica PRECAUÇÕES: 60% dos pacientes idosos podem desenvolver úlcera péptica e/ou hemorragia assintomática. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com cetorolaco. MONITORIZAÇÃO: eletrólitos séricos e testes de função renal em recém-nascidos recebendo indometacina. Débito urinário, eletrólitos séricos, ureia, creatitina. Pressão arterial, ausculta cardíaca (presença de sopro/ intensidade), sangramentos do TGI.

IndoMetacIna ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL
Indocid PDA 1mg injetável

1

b/d

POSOLOGIA Tratamento de ducto arterial aberto: Dose usual: IV, infusão com bomba de seringa para correr por pelo menos 30 minutos para diminuir as reações adversas no cérebro, trato gastrointestinal e velocidade do fluxo sanguíneo renal. Monitorizar débito urinário e se anúria ou grave oligúria ocorrerem após administração da indometacina, doses subsequentes podem ser suspensas.

232

Manual Farmacêutico 2011/2012

Para idade menor que 48 horas: Dose inicial: 0,2mg/kg Segunda dose: 0,1mg/kg Terceira dose: 0,1mg/kg De 2 a 7 dias de vida: Dose inicial: 0,2mg/kg Segunda dose: 0,2mg/kg Terceira dose: 0,2mg/kg > 7 dias: Dose inicial: 0,2mg/kg Segunda dose: 0,25mg/kg Terceira dose: 0,25mg/kg Intervalo de 12 a 24h com observação rigorosa do débito urinário. ALERTA Vide indometacina cápsula PRECAUÇÕES: pode ocorrer redução do fluxo cerebral se infusão IV for <5min.

a b c d e F G H
b

InFlIXIMab

IMUNOSSUPRESSOR/INIBIDOR DE FATOR DE NECROSE TUMORAL

?

I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Remicade 100mg injetável (frasco ampola) – cada mL de solução reconstituída contém 10mg de Infliximab ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia • Rash • Náusea, diarreia, dor abdominal • Infecção do trato urinário • Reações no local da infusão • Artralgia, dor nas costas • Infecção no trato respiratório superior, tosse, sinusite, faringite • Desenvolvimento de anticorpos, infecção • SÉRIAS: • Cardiovasculares: síndrome coronariana aguda, insuficiência cardíaca congestiva, agravamento. • Dermatológica: eritema multiforme, síndrome de Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica devido ao consumo de droga. • Hematológicas: leucopenia, neutropenia, pancitopenia, trombocitopenia. • Hepática: hepatotoxicidade (rara) • Imunológicas: lúpus eritematoso (droga-induzida), reações de hipersensibilidade imune, linfoma maligno, linfoma de células T, hepatoesplenia (rara). • Neurológica: doença desmielinizante do sistema nervoso central • Doenças respiratórias: tuberculose • Outras: histoplasmose, micose, sepse, linfoma de células t, hepatoesplenia (rara). CONTRAINDICAÇÕES: insuficiência cardíaca moderada a grave; doses superiores a 5 mg/Kg; aumento da incidência de agravamento de insuficiência cardíaca, resultando em hospitalização e morte. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, temperatura, falta de ar, urticária (durante/após a infusão). Testes de função hepática, hemograma.

Manual Farmacêutico 2011/2012

233

InsulIna

HIPOGLICEMIANTE

1

c

Levemir flex pen ALERTA PRECAUÇÕES: alterações na dose de insulina devem ser feitas com cautela (dose concomitante de um medicamento antidiabético oral pode precisar ser ajustada). Não utilizar em bombas infusoras de insulina. Não ser diluído ou misturado com quaisquer outras preparações de insulina. MONITORIZAÇÃO: glicemia, periodicamente.

InsulIna HuMana análoGa GlarGIna INSULINA
Lantus 100UI/mL (frasco ampola 10mL) Lantus Solostar 100UI/mL

1

c

POSOLOGIA Obs: a dose deve ser individualizada e ajustada conforme as concentrações de glicose no sangue e na urina do paciente. AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 100% 80-50 75% 50-10 50%

Dose em diálise
após hD Não diária em DP Sem correção

ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: administração IV. PRECAUÇÕES: não diluir, não misturar com outros produtos ou soluções. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Endócrino/metabólicas: cetoacidose diabética, hipoglicemia (graves). MONITORIZAÇÃO: creatinina sérica, painel lipídico, pressão arterial.

InsulIna HuMana MonocoMPonente nPH

INSULINA

1

b

Humulin N 100UI injetável (frasco-ampola 10mL) POSOLOGIA Obs: a dose deve ser individualizada e ajustada conforme as concentrações de glicose no sangue e na urina do paciente. AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 100% 80-50 75% 50-10 50%

Dose em diálise
após hD Não diária em DP Sem correção

ALERTA Vide Insulina Humana Análoga Glargina.

234

Manual Farmacêutico 2011/2012

InsulIna HuMana MonocoMPonente reGular

INSULINA

1

b

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Humulin R 100UI injetável (frasco-ampola 10mL) POSOLOGIA Esquema de reposição de Insulina (Insulina R, SC): Medir glicemia capilar às 7, 12, 18 e 22h. Iniciar esquema após dois controles de glicemia (capilar ou laboratorial) maiores que 180mg/dl em 12h ou um controle de glicemia maior ou igual a 250mg/dl. Neonatos: Dose: 0,01 a 0,1U/kg/h, IV, infusão contínua. Para saturar os locais de ligação no frasco, encher com a solução de insulina e esperar pelo menos 20min antes de iniciar a infusão. Dose: 0,1 a 0,2U/kg, a cada 6 a 12h, SC, dose intermitente. Indicações e uso: hiperglicemia, hipercalemia e aumento do fornecimento calórico em recém-nascidos com intolerância a glicose na nutrição parenteral. Diluir com água estéril ou solução salina na concentração de 1U/mL. Glicemia (mg/dl) < 140: Adulto (12 a 75 anos e/ou > 40kg), – Idoso (acima de 75 anos), – Glicemia (mg/dl) 140 - 180: Adulto (12 a 75 anos e/ou > 40kg), 4U Idoso (acima de 75 anos), – Glicemia (mg/dl) 181 - 250: Adulto (12 a 75 anos e/ou > 40kg), 6U Idoso (acima de 75 anos), 4U Glicemia (mg/dl) 251 - 300: Adulto (12 a 75 anos e/ou > 40kg), 8U Idoso (acima de 75 anos), 6U Glicemia (mg/dl) > 300: Adulto (12 a 75 anos e/ou > 40kg), 10U Idoso (acima de 75 anos), 10U Glicemia (mg/dl) 22h, SE < 250: Adulto (12 a 75 anos e/ou > 40kg), – Idoso (acima de 75 anos), – Glicemia (mg/dl) 22h, SE > ou = 250*: Adulto (12 a 75 anos e/ou > 40kg), 5U Idoso (acima de 75 anos), 5U * Acima de 250mg/dl, reavaliar após 2h. Se glicemia maior que 250mg/dl, administrar 5U. AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 100% 80-50 75% 50-10 50%

Dose em diálise
após hD Não diária em DP Sem correção

ALERTA Pela IV ou IM, pode causar hipoglicemia severa rapidamente. Hipoglicemia dependente da dose. Reações de hipersensibilidade no local de aplicação. Urticária.

Manual Farmacêutico 2011/2012

235

InsulIna lIsPro

INSULINA

1

b

Humalog 100UI/mL (frasco ampola 10 mL) AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 100% 80-50 75% 50-10 50%

Dose em diálise
após hD Não diária em DP Sem correção

ALERTA Vide Insulina Humana Análoga Glargina

InterFerona IMUNOTERÁPICO/ANTIVIRAL
Interferon 10 milhões UI injetável (frasco ampola) Interferon 3 milhões UI injetável (frasco ampola) Roferon – A 3MUI injetável (frasco ampola) Roferon – A 9MUI injetável (frasco ampola)

?

c

POSOLOGIA Mieloma múltiplo: Dose inicial: 2 milhões de UI/m2 de área corporal, SC, em dias alternados (3 vezes por semana). Hepatite crônica do tipo B: Dose inicial: 5 milhões de UI diariamente ou 10 milhões em dias alternados. Duração do tratamento: 16 semanas. Hepatite crônica do tipo C: Dose usual: 3 milhões de UI, SC, 3 vezes/semana. Duração do tratamento: Genótipo 1: 48 semanas. Outros genótipos: 24 semanas. Leucemia mieloide crônica: Dose usual: 4 a 5 milhões de UI/m2 de área corporal, em intervalos de 24h. Condiloma acuminado: Dose usual: 1 milhão de UI por via intralesional, em intervalos de 3 vezes por semana (em dias alternados). Duração do tratamento: 3 semanas. Dose máxima: 15 milhões de UI por via intralesional, em intervalos de 1 semana. ALERTA Fadiga, mialgia, artralgia, febre, calafrio, sudorese, astenia, câimbras. Cefaleia, surdez, parestesia, confusão, perda de concentração, mudança do sabor e odor e depressão. Náusea, vômito, diarreia, anorexia, dor abdominal, flatulência, dor hepática, sangramento gengival. Rinite, sinusite e arritmias. Infecção no local de aplicação, exantema, pele seca, prurido, hematúria.

Iodeto de PotássIo + Iodo atIVo ANTISSÉPTICO
Lugol 5% gotas

1

d

236

Manual Farmacêutico 2011/2012

IrInotecano

ONCOLÓGICO

X ? ?

d ** c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Camptosar 20mg/mL injetável (frasco ampola 5mL)

Isoconazol

ANTIFÚNGICO TÓPICO

Gyno-icaden creme vaginal

IsoFlurano

ANESTÉSICO INALATÓRIO

Forane solução (frasco 100mL) POSOLOGIA CAM* (Concentração Alveolar Mínima na qual 50% dos pacientes não reagem em resposta a um estímulo cirúrgico) 100% O2: 1,15% 66% N2O: 0,50% ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: hipertermia maligna (rara) • Hepática: diminuição da função hepática (rara) • Respiratória: depressão respiratória (rara) INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com bepridil, cisaprida, mesoridazina, pimozida, terfenedina, tioridazina, ziprasidona. CONTRAINDICAÇÕES: hipertermia maligna, susceptibilidade genética conhecida ou suspeita. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, temperatura e frequência respiratória.

IsoMetePteno + caFeÍna + dIPIrona
ANTIENXAQUECOSO

?

c*

Neosaldina drágea – cada drágea contém: 30mg de Mucato de Isometerpeno, 300mg de Dipirona e 30mg de Cafeína anidra POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 drágea, VO, 3 vezes ao dia. Dose máxima: 6 drágeas, VO, por dia. ALERTA PRECAUÇÕES: cuidado em pacientes com hipertensão arterial, evitar o uso diário.

IsonIazIda

TUBERCULOSTÁTICO

1

c

Hidrazida/Isoniazida 100mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5mg/kg/dia, 1 vez ao dia. Dose máxima: 300mg/dia. Crianças: Dose usual: 10-15mg/kg/dia, 1 a 2 vezes ao dia. Dose máxima: 300mg/dia. Profilaxia: Dose usual: 10mg/kg/dia, 1 vez ao dia. Dose máxima: 300mg/dia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

237

AJUSTE RENAL Dose em diálise
Dose/intervalo 5mg/kg q24h <10 (anúria) 24h após hD 5mg/kg diária em DP Sem alt.

ALERTA ORIENTAÇÕES: associar posologia com vitamina B6, pois pode levar a neuropatia. REAÇÕES ADVERSAS: • >10% • Perda do apetite, náusea, vômito, dor estomacal • Fraqueza, neuropatia periférica (incidência com 10mg/kg/dia) • SÉRIAS: • Agranulocitose • Anemia • Anemia megaloblástica • Convulsão • Lúpus eritematoso sistêmico • Trombocitopenia MONITORIZAÇÃO: testes de função hepática.

IsoPrenalIna

AMINA VASOATIVA

?

c

Isoprenalina 0,2mg/mL injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2 a 20mcg/min, IV. Crianças: Bradicardia/Broncodilatação: Dose usual: 0,1 a 2mcg/kg/min, IV. Aumentar 0,1mcg/kg/min até obter o efeito desejado. Neonatos: Dose usual: 0,05 a 0,5mcg/kg/min em infusão contínua até o efeito desejado. Dose máxima: 2mcg/kg/min. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: casos de angina, taquiarritmias, taquicardia induzida por digitálicos ou bloqueio cardíaco. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Arteriosclerose coronariana INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com isocarboxazida. NEONATOS E CRIANÇAS: corrigir a acidose antes de iniciar a infusão. MONITORIZAÇÃO: na administração parenteral, os pacientes devem ser monitorizados para arritmias cardíacas. Pacientes cardíacos devem ser controlados com ECG.

IsossorbIda - dInItrato
Isocord 20mg comprimido

ANTIANGINOSO

2

c

POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10 a 40mg, VO, 2 a 4 vezes ao dia.

238

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA ORIENTAÇÕES: ingerir com água e com o estômago vazio. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: síncope. • Hematológica: metahemoglobinemia (rara). PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com aumento da pressão intracraniana, hipotensão arterial, hipovolemia, glaucoma. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, frequência de dor no peito.

a b c d e F G H I

IsossorbIda - dInItrato

ANTIANGINOSO

2

c

Isordil 2,5mg comprimido sublingual Isordil 5mg comprimido sublingual POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5 a 10mg, sublingual, em intervalos de 2 a 3h. ALERTA Vide Isossorbida comprimido.

IsossorbIda - MononItrato
ANTIANGINOSO

2

c

J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Monocordil 10mg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Bolus intracoronário: 10 a 20mg, IV. Infusão contínua: 0,4mg/kg, IV, 2 a 3 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia • SÉRIAS: • Episódios de hipotensão arterial (grave) PRECAUÇÕES: hipotensão postural, episódios de fraqueza, vertigem ou sincope pode ocorrer em pequenas doses. MONITORIZAÇÃO: síncope, delírio, cefaleia, e pressão arterial devem ser controladas para evitar a toxicidade. Se houver visão turva ou boca seca, o nitrato deve ser interrompido.

IsossorbIda - MononItrato
ANTIANGINOSO

2

c

Monocordil 20mg comprimido Monocordil 40mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 20 a 40mg, VO, 2 a 4 vezes ao dia. ALERTA Vide Isossorbida – mononidrato - injetável

Manual Farmacêutico 2011/2012

239

IsoXsuPrIna

PREVENÇÃO DE PARTO PREMATURO

?

c

Inibina 10mg (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 30mcg/min, IV. Para inibição de trabalho de parto prematuro diluir e administrar em infusão contínua. Dose máxima: 80mcg/min, IV. ALERTA PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com glaucoma e hipertireoidismo. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Respiratória: edema pulmonar. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: aumento da cardiotoxicidade com o uso concomitante de teofilina. CONTRAINDICAÇÕES: em hipertensão pulmonar, eclâmpsia, infecção intrauterina. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial e frequência cardíaca.

IsoXsuPrIna

PREVENÇÃO DE PARTO PREMATURO

?

c

Inibina 10mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10mg, VO, 2 a 4 vezes ao dia. ALERTA Vide Inibina IV.

Itraconazol

ANTIFÚNGICO

3

c

Sporanox 100mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100mg/dia, VO. Dose máxima: 400mg/dia, VO. Crianças: Dose usual: 3 a 8mg/kg/dia. AJUSTE RENAL Dose em diálise
Dose/intervalo 200-400mg q24h <10 (anúria) 24h após hD Não diária em DP Sem alt.

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Náusea • SÉRIAS: • Dermatológica: síndrome de Stevens-Johnson. • Hematológica: leucopenia. • Hepática: hepatotoxicidade. • Imunológica: anafilaxia.
240 Manual Farmacêutico 2011/2012

MONITORIZAÇÃO: função renal em pacientes com disfunção hepática preexistente, e em todos os pacientes sendo tratados por mais de um mês.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

IVerMectIna

ANTIPARASITÁRIO

1

c

Revectina 6mg comprimido ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Reação de Mazzotti. • Convulsão. MONITORIZAÇÃO: os pacientes devem ser monitorizados para o desenvolvimento de reação Mazzotti (reação imunológica grave generalizada, caracterizada por prurido, exantema, linfoadenopatia, febre, lesão ocular, e hipotensão). Deve ser realizado exame oftalmológico no início do tratamento e periodicamente.

lactobacIllus
Lactofos envelope

ANTIDIARREICO

?

**

POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 a 2 sachês ao dia Crianças: Dose usual: até 2 anos de ½ a 1 sachê ao dia. Acima de 2 anos, 1 a 2 sachês ao dia. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES : hipersensibilidade à lactose ou leite. PRECAUÇÕES: pacientes sensíveis ao leite não devem usar produtos contendo lactobacillus.

lactulose

LAXANTE

?

b

Farlac 667mg/mL xarope POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 15 a 30mL, VO, 1 vez ao dia. Encefalopatia portossistêmica, pré-coma e coma hepático: Dose usual: 60mL, VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 150mL, VO, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 5 a 15mL, VO, 1 a 3 vezes ao dia. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: galactosemia, pacientes que requerem dieta livre de galactose. PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com diabete mellitus. Se ocorrer diarreia na fase inicial, reduzir a dose imediatamente, e descontinuar se a diarreia persistir. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hipernatremia • Hipocalemia MONITORIZAÇÃO: monitorizar os eletrólitos quando é usado > 6 meses ou em pacientes pré-dispostos a anormalidades nos eletrólitos (ex: idosos).

Manual Farmacêutico 2011/2012

241

laMIVudIna

ANTIVIRAL SISTÊMICO

X

c

Epivir 150mg comprimido Epivir solução oral – cada mL de solução contém 10mg de lamivudina POSOLOGIA Hepatite B: Adultos: Dose usual: 100mg/dia, VO. Crianças: Dose usual: 3mg/kg, VO, 1 vez ao dia.

laMIVudIna + zIdoVudIna

ANTIVIRAL

?

c

Biovir comprimido - cada comprimido contém 150 mg de lamivudina e 300mg de zidovudina. POSOLOGIA Adultos e adolescentes maiores de 12 anos: Dose usual: 1 comprimido, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • Náusea, vômito, mudanças de coloração no interior da boca, dor no estômago, azia, perda de apetite, diarreia, flatulência • Anemia, neutropenia e redução nas plaquetas • Distúrbios no fígado: aumento do fígado, gordura no fígado, aumento de determinadas enzimas do fígado no sangue e de uma substância chamada bilirrubina • Inflamação do pâncreas • Dor nas juntas, dor muscular • Dor de cabeça, tontura, formigamento e dormência nos membros, sonolência, dificuldade para se concentrar, convulsões, depressão, sensação de ansiedade, dificuldade para dormir, fraqueza, falta de vigor • Dificuldade para respirar, tosse • Mudança na coloração da pele e unhas, erupções (manchas vermelhas e placas pelo corpo), coceira, suores, queda de cabelo • Sensação de estar gripado, febre, cansaço, calafrios, dor no peito, crescimento das mamas em pacientes do sexo masculino, mudanças no paladar, dores gerais, vontade de urinar com mais frequência CONTRAINDICAÇÕES: paciente com contagem de glóbulos brancos muito baixa (neutropenia), ou uma contagem de glóbulos vermelhos muito baixa (anemia). INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: não deve ser administrado junto com ribavirina, estavudina ou zalcitabina.

laMotrIGIna

ANTICONVULSIVANTE

3

c

Lamictal 50mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 300 a 500mg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Crianças > 17kg: Dose usual: 2 a 5mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia, vertigem, ataxia, sonolência
242 Manual Farmacêutico 2011/2012

• Náusea • Diplopia e visão embaçada • Rinite. • SÉRIAS: • Dermatológicas: eritema multiforme (raro), síndrome de Stevens-Johnson (0,08% a 0,8%), necrose epidérmica tóxica (0,08% a 0,8%). • Hematológicas: anemia, coagulação intravascular disseminada, aumento do número de eosinófilo, leucopenia, trombocitopenia. • Hepática: insuficiência hepática. • Neurológicas: amnésia (2% a 5%), convulsão. • Outras: angioedema (raro). PRECAUÇÕES: a retirada abrupta pode causar convulsões. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: evitar o uso concomitante com ácido valproico, que pode aumentar o risco de síndrome de Stevens-Johnson.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W

latanoProst

ANTIGLAUCOMA

? X

c X

Xalatan colírio (frasco 2,5mL)

leuProrrelIna HORMÔNIO HIPOTALÂMICO/ MEDICAMENTOS USADOS EM NEOPLASIA PROSTÁTICA
Lupron Depot 3,75mg (frasco 2mL) POSOLOGIA Adultos: Endometriose: Dose usual: 3,75mg, IM, mensalmente. Crianças: Puberdade precoce: Dose usual: 0,15 a 0,3mg/kg/dia, IM, a cada 28 dias.

ALERTA PRECAUÇÕES: aumento transiente dos níveis séricos da testosterona podem ocorrer no inicio do tratamento. Usar com cautela em pacientes com história de doença psiquiátrica. Alterações do humor, disfunção de memória e depressão, têm sido associadas ao uso. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: apoplexia pituitária. MONITORIZAÇÃO: verificar densidade óssea se o tratamento for superior a um período de 6 meses.

leVoFloXacIna

QUINOLONA

2

c

Levaquin/Tavanic 500mg comprimido Levaquin/Tavanic 500mg injetável POSOLOGIA Dose usual: 500mg, VO ou IV, 1 vez ao dia. Dose máxima: 750mg, VO ou IV, 1 vez ao dia. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 500mg q24h >80 24h 80-50 24h 50-10 500 início 250/24h <10 (anúria) 500 início 250/48h

Dose em diálise
após hD 250mg diária em DP 250mg

X Y z
243

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: prolongamento do intervalo QT, torsades de pointes, taquicardia ventricular (rara). • Dermatológicas: síndrome de Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica (rara). • Endócrino/metabólica: hipoglicemia (0,1% a 0,9%). • Hematológicas: anemia aplástica, anemia hemolítica, pancitopenia, trombocitopenia, púrpura trombocitopênica (rara). • Hepáticas: necrose hepática (rara), hepatite (raramente), hepatotoxicidade, insuficiência hepática (0,1% - 0,9%). • Imunológica: reação de hipersensibilidade imune (0,1% a 0,9%). • Musculoesquelética: ruptura não traumática do tendão (rara). • Neurológicas: polineuropatia (rara), convulsão (0,1% a 1%). • Renal: insuficiência renal aguda (0,1% a 0,9%). • Respiratória: alveolite alérgica (rara). PRECAUÇÕES: idosos têm maior risco de prolongamento do intervalo QT. Usar com cautela em pacientes com desordens do SNC ou disfunção renal. Usar com cautela para evitar reações de fotossensibilidade durante a terapia e alguns dias após. MONITORIZAÇÃO: febre e hemograma.

leVoMeProMazIna

NEUROLÉPTICO

?

**

Neozine Adulto 4% gotas (frasco 20mL) – 40gts/mL POSOLOGIA Dose usual: 6 a 50mg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Dose máxima: 75mg/dia. Crianças: Dose usual: 0,25mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Dose máxima: 40mg/dia. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: insuficiência hepática grave, discrasias sanguíneas. MONITORIZAÇÃO: quando é utilizada por período longo (superior a 30 dias), contagens periódicas de células sanguíneas e testes de função hepática devem ser doseados.

leVosIMendan

ESTIMULANTE CARDÍACO

1

**

Simdax 12,5 mg (frasco ampola 5mL) ALERTA PRECAUÇÕES: pacientes com hipotensão arterial (exarcebação), infarto do miocárdio recente, disfunção hepática (clearance reduzido), estenose hipertrófica. MONITORIZAÇÃO: eletrólitos séricos, testes de função renal e gases sanguíneos.

leVotIroXIna sÓdIca
HORMÔNIO TIREOIDEANO

1

a

Synthroid 100 mcg comprimido Atenção! Possui corante laca de alumínio Amarelo Synthroid 25mcg comprimido Synthroid 88 mcg comprimido Synthroid 112 mcg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 12,5 a 50mcg, VO, 1 vez ao dia.
244 Manual Farmacêutico 2011/2012

Dose de manutenção: 1,6 a 2,6mcg/kg/dia, VO. Crianças (0 a 6 meses): Dose usual: 8 a 10mcg/kg, VO, 1 vez ao dia. Crianças (6 a 12 meses): Dose usual: 6 a 8mcg/kg, VO, 1 vez ao dia. Crianças (1 a 5 anos): Dose usual: 5 a 6mcg/kg, VO, 1 vez ao dia. Crianças (6 a 12 anos): Dose usual: 4 a 5mcg/kg, VO, 1 vez ao dia. Crianças (> 12 anos): Dose usual: 2 a 3mcg/kg, VO, 1 vez ao dia. Neonatos: Dose inicial: 10 a 14mcg/kg/dose, VO, 1 vez ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: deve ser tomado em jejum, pelo menos 20 min.,antes das refeições. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: infarto do miocárdio, arritmias cardíacas. • Musculoesqueléticas: osteopenia. • Neurológicas: pseudotumor cerebral, convulsão. PRECAUÇÕES: usar com cautela e reduzir a dosagem em pacientes com angina ou outras doenças cardiovasculares. Pacientes com insuficiência adrenal, mixedema, diabetes podem ter sintomas agravados. MONITORIZAÇÃO: TSH (adultos) e neonato: após duas semanas de tratamento, o nível sérico de T4 deve estar entre 10 e 16mcg/dL. Para neonatos deve ser mantido nessa variável no primeiro ano de vida. Frequência cardíaca, pressão arterial e sinais clínicos de hipo e hipertireoidismo.

a b c d e F G H I J K l n o P Q r s t u V X Y z
245

lIdocaÍna

ANESTÉSICO LOCAL

1

b/c M

Xylestesin 2% ampola 5mL Xylestesin 2% gel Xylestesin carpule 2% c/ vasoconstritor tubete injetável Xylestesin carpule 2% s/ vasoconstritor tubete injetável Xylestesin 10% SY ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipotensão • Eritema • SÉRIAS: • Parada cardíaca, depressão respiratória • Arritmias cardíacas • Metahemoglobinemia • Convulsão INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com dihidroergotamina. MONITORIZAÇÃO: ECG e concentrações plasmáticas dever ser determinados para manter o nível terapêutico. Monitorar a função cardiovascular e respiratória.

lIdocaÍna

ANESTÉSICO LOCAL

1

b/c W

Xylestesin 2% c/ vasoconstritor injetável (frasco/ampola 20mL) POSOLOGIA Anestesia local, infiltração ou bloqueio de nervo periférico (0,5% a 2%): Dose usual: 0,5 a 5mg/kg.

Manual Farmacêutico 2011/2012

Regional intravenosa: Membro superior (0,5%): 200 a 250mg. Membro inferior (0,5%): 250 a 300mg. Bloqueio de plexo braquial (1% a 1,5%): Adultos: Dose usual: 300 a 750mg. Crianças: Dose usual: 5 a 7mg/kg. Bloqueio epidural (1% a 2%): Adultos: Dose usual: 200 a 400mg. Crianças: Dose usual: 7mg/kg. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipotensão • Eritema • SÉRIAS: • Parada cardíaca, depressão respiratória • Arritmias cardíacas • Metahemoglobinemia • Convulsão INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com dihidroergotamina. MONITORIZAÇÃO: ECG e concentrações plasmáticas dever ser determinados para manter o nível terapêutico. Monitorar a função cardiovascular e respiratória.

lIdocaÍna

ANESTÉSICO LOCAL/ANTIARRÍTMICO

1

b/c

Xylestesin 2% s/ vasoconstritor injetável (frasco/ampola 20mL) Xylestesin 2% isobárica s/ vasoconstritor injetável (ampola 5mL) POSOLOGIA Anestesia local, infiltração ou bloqueio de nervo periférico (0,5% a 2%): Dose usual: 0,5 a 5mg/kg. Regional intravenosa: Membro superior (0,5%): 200 a 250mg. Membro inferior (0,5%): 250 a 300mg. Bloqueio de plexo braquial (1% a 1,5%): Adultos: Dose usual: 300 a 750mg. Crianças: Dose usual: 5 a 7mg/kg. Bloqueio epidural (1% a 2%): Adultos: Dose usual: 200 a 400mg. Crianças: Dose usual: 7 a 9mg/kg. Antiarrítmico: Dose de ataque: 1mg/kg/dose, IV, repetindo em intervalos de 10 a 15min, por 2 vezes. Dose máxima: 3 a 5mg/kg na 1ª h. Dose endotraqueal: 2,0 a 2,5mg/kg/dose. Dose de infusão contínua: 20 a 50mcg/kg/min. Prematuros devem receber doses menores.

246

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipotensão • Eritema • SÉRIAS: • Parada cardíaca, depressão respiratória • Arritmias cardíacas • Metahemoglobinemia • Convulsão INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com dihidroergotamina. MONITORIZAÇÃO: ECG e concentrações plasmáticas devem ser determinados para manter o nível terapêutico. Monitorar a função cardiovascular e respiratória.

a b c d e F G H I J K l M

lIdocaÍna + PrIlocaÍna

ANESTÉSICO LOCAL

?

b

Emla creme (2,5% Lidocaína 2,5% Prilocaína) POSOLOGIA Analgesia tópica para circuncisão: Dose usual: 1 a 2g na parte inferior do pênis e manter com curativo oclusivo por 60 a 90min, remover e limpar a área completamente antes da circuncisão para evitar absorção sistêmica. Dose máxima: 2g/16cm2, via tópica, durante 4h. ALERTA PRECAUÇÕES: não deve ser usado em neonatos que estão recebendo outras drogas que possam induzir a metahemoglobinemia.

lInezolIda

ANTIMICROBIANOS-MISCELÂNEA

3

c

n o P Q r s t u V W X Y z

Zyvox 600mg injetável – cada mL de solução para infusão contém 2mg de linezolida Zyvox 600mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 600mg, 2 vezes ao dia, VO ou IV. Crianças: Dose usual: 10mg/kg/dose, 2 a 3 vezes ao dia, VO ou IV. Neonatos: Dose usual: 10mg/kg/dose EV de 8/8h. Correr de 30-120 minutos. PT < 1 semana de vida: 10mg/kg/dose EV de 12/12h. A dose oral é a mesma da dose endovenosa. ALERTA INTERAÇOES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com citalopram, pseudoefedrina, buspirona, clomipramina, desipramina, dobutamina, doxepin, imipramina, isocarboxazida, moclobemida, naratriptano, norepnefrina, nortriptilina, paroxetina, rizatriptano, selegilina, sumatriptano, zolmitriptano. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: acidose láctica • Hematológicas: mielosupressão • Neurológicas: neuropatia periférica, convulsão (2,8%) • Oftálmica: desordem do nervo óptico • Outras: síndrome serotoninérgica MONITORIZAÇÃO: semanalmente hemograma e contagem de plaquetas, particularmente em pacientes com risco aumentado de sangramento ou com mielosupressão preexistente.
Manual Farmacêutico 2011/2012 247

lIsInoPrIl

ANTI-HIPERTENSIVO

2

d

Prinivil/Zestril 10mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Hipertensão: Dose usual: 5 a 40mg/dia, VO, 1 a 2 vezes ao dia. ICC: Dose usual: 5 a 20mg/dia, VO, 1 a 2 vezes ao dia. Crianças > de 6 anos: Dose usual: 0,07mg/kg, VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 5mg/dia, VO. ALERTA PRECAUÇÕES: administrar com cautela em pacientes com insuficiência renal. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Gastrointestinal: angioedema intestinal. • Imunológica: reação de hipersensibilidade imune. • Renal: doença renal (2%). • Outras: angioedema, face, lábios, garganta; mais frequente em pacientes negros (rara), angioedema intestinal. MONITORIZAÇÃO: creatinina e potássio após a sua introdução.

lIsozIMa + lactoFerrIna + PeroXIdase salIVar ANTISSÉPTICO
Biotene solução oral Oral balance - gel umidificador tubo 42g

?

**

loPeraMIda

ANTIDIARRÉICO

1

b

Imosec 2mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Diarréia crônica: Dose inicial: 4mg, VO. Dose de manutenção: 2mg, VO, após cada evacuação fluida, até a diarreia ser controlada. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: diarreia resultando de infecções. Disenteria e distenção abdominal: risco de megacólon tóxico. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Enterocolite necrosante no feto ou recém-nascido. PRECAUÇÕES: não é indicado para tratamento de diarreia aguda ou persistente em crianças. MONITORIZAÇÃO: dor abdominal, cólica ou constipação.

loratadIna

ANTIALÉRGICO

1

b

Claritin 10mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10mg/dia, VO. Crianças > de 2 anos: Dose usual: 5mg/dia, VO.
248 Manual Farmacêutico 2011/2012

Crianças > de 6 anos: Dose usual: 10mg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia (12%); sonolência (8%) • SÉRIAS: • Hepática: diminuição da função hepática (rara). PRECAUÇÕES: ter cautela em pacientes com insuficiência renal e insuficiência hepática.

a b c d e
d

lorazePaM

ANSIOLÍTICO / HIPNÓTICO

3

F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Lorax 1mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2 a 6mg/dia, VO 2 vezes ao dia Crianças: Dose usual: 0,05mg/kg/dose, VO. Dose máxima: 2mg/dose. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Sedação • Depressão respiratória • SÉRIAS: • Acidose INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: ter cautela ao administrar concomitantemente com anestésicos, alto risco de sedação e possível obstrução das vias aéreas. Com escopolamina (injetável) podem aumentar a incidência de alucinação e sedação. MONITORIZAÇÃO: contagem completa de células sanguíneas e testes de função hepática, monitorar periodicamente em pacientes com terapia prolongada.

losartan

ANTI-HIPERTENSIVO

?

d

Cozaar 50mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Hipertensão: Dose usual: 12,5 a 100mg/dia, VO, 1 a 2 vezes ao dia. ICC: Dose usual: 12,5mg/dia, VO, 1 vez ao dia, podendo-se aumentar progressivamente até 100mg/dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: alternativa quando da contraindicação para IECAs (captopril, enalapril, etc) REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Dor torácica • Fadiga • Hipoglicemia • Diarreia • Infecção no trato urinário • Anemia
Manual Farmacêutico 2011/2012 249

• Fraqueza, dor nas costas • Tosse • SÉRIAS: • Hematológica: trombocitopenia (rara). • Musculoesquelética: rabdomiólise (rara). • Outras: angioedema, face, lábios, garganta (raras). PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com insuficiência renal. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, função renal, painel de eletrólitos (por exemplo, potássio, sódio).

luteÍna assocIações
POLIVITAMÍNICO COM MINERAIS

?

**

Ocuvite lutein comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: Um comprimido, VO, 1 a 2 vezes por dia.

MacroGol + eletrÓlItos
Muvinlax pó sachê

LAXANTE

? ?

c b

Maleato de deXclorFenIraMIna
ANTIALÉRGICO

Polaramine 0,4mg/mL solução oral Polaramine 2mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2mg/dose, VO, 4 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 0,15mg/kg/dia, VO, fracionados em 4 administrações. Dose máxima: 3mg/dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: sonolência.

ManItol

DIURÉTICOS

?

c

Manitol 20% solução injetável (frasco 250mL) POSOLOGIA Adultos: Oligúria: Dose usual: 50 a 100g/dia. Hipertensão intracraniana/intraocular: Dose usual: 1,5 a 2g/kg, IV, em 30 a 60min. Preparo de cólons para colonoscopia: Dose usual de acordo com a resposta do paciente, VO Dose máxima: 1000L/dia, VO. Crianças: Anúria, Oligúria, Mioglobinúria: Dose inicial: 0,5 a 1g/kg/dose, IV. 0,25 a 0,5g/kg/dose, IV, 4 a 6 vezes ao dia. Edema cerebral: Dose usual: 0,25g/kg/dose, IV, rápido em 20 a 30min, podendo aumentar até 1g kg/dose, aplicado até a cada 2h, se necessário.
250 Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: hipervolemia/congestão pulmonar. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: tromboflebite (rara). • Endócrino/metabólica: acidose. • Neurológica: convulsão. • Renais: insuficiência renal (rara), retenção urinária. • Doença respiratória: edema pulmonar (raro). PRECAUÇÕES: disfunção cardiopulmonar, desbalanço de eletrólitos e disfunção renal. MONITORIZAÇÃO: eletrólitos séricos e urina (p.ex., potássio, sódio). Função renal, função cardíaca e função pulmonar. Pressão arterial e frequência cardíaca.

a b c d e F G H I J K

ManItol + sorbItol
SOLUÇÃO PARA IRRIGAÇÃO

?

c

Purisole (frasco 2000mL) – Manitol 5,4g + Sorbitol 27g cada 1000mL

ManteIGa de cacau
MISCELÂNEA-DERMATOLOGIA

1

**

Manteiga de Cacau batom POSOLOGIA Dose usual: aplicar o medicamento em fina camada.

MebeVerIna

ANTIEMÉTICO / PROCINÉTICO

3

**

l M n o P Q r s t u V W X Y z

Duspatalin 200mg cápsula Atenção! Possui contém corantes dióxido de titânio e óxido de ferro preto POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 cápsula de 200mg, VO, 2 vezes ao dia (tomar 1 cápsula pela manhã e outra à noite). ALERTA ORIENTAÇÕES: Tomar as cápsulas com água. REAÇÕES ADVERSAS: • Reações alérgicas, principalmente, mas não limitadas exclusivamente à pele • Alterações de pele e de tecidos associados a ela (subcutâneo): manchas vermelhas (exantema), inchaço generalizado, inchaços no rosto e inchaço nas camadas mais profundas da pele (angioedema) • Reações alérgicas com envolvimento intenso do sistema imunológico CONTRAINDICAÇÕES: faixa etária de 0-18 anos

MeGestrol

HORMÔNIO SEXUAL

X

d

Megestat 160mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 160 a 320mg, VO, 1 vez ao dia. Anorexia em pacientes com AIDS: Dose usual: 400 a 800mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: ter cautela em pacientes com diabetes. Acetato de megestrol não se destina ao uso profilático para evitar a perda de peso.
Manual Farmacêutico 2011/2012 251

REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia • Rash alérgico • Diarreia • Impotência • SÉRIAS: • Insuficiência adrenal • Anemia • Trombose venosa profunda • Embolia pulmonar • Tromboflebite • Cardiomiopatias MONITORIZAÇÃO: observar sinais de tromboembolismo.

MelFalana

ONCOLÓGICO

X

d b

Alkeran 2mg comprimido Alkeran 50mg injetável

MeMantIna

ALZHEIMER

?

Ebix 10mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10mg, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: iniciar com 5mg e aumentar em intervalos semanais até 20mg. REAÇÕES ADVERSAS: • Endócrino/metabólica: perda de peso (5% a 7%). • Cardiovascular: hipertensão (4%). • Gastrointestinal: constipação (5%). • Neurológicas: tonturas (7%), cefaleia (6%), dor (3%). PRECAUÇÕES: condições geniturinárias, que aumentam o pH da urina, podem aumentar os níveis plasmáticos de memantina. Insuficiência renal moderada a grave.

Mentol

ANTIPRURIGINOSO

?

**

Andolba spray POSOLOGIA Dose usual: aplicar sobre a área afetada, quando necessário.

MePerIdIna/PetIdIna
ANESTÉSICO VENOSO OPIÓIDE

ANALGÉSICO NARCÓTICO /

?

c*

Dolantina 50mg/mL injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 25 a 150mg, IM, SC ou IV, com intervalos mínimos de 3 a 4h em relação à primeira administração. Dose máxima: 500mg/dia, IM, SC ou IV. Analgesia e tremores pós-operatórios: Dose usual: 0,5 a 2mg/kg, IV, ou 1 a 3mg/kg, IM. Crianças: Dose usual: 1 a 2mg/kg/dose, IM, SC ou IV, em intervalos mínimos de 3 a 4h.
252 Manual Farmacêutico 2011/2012

Dose máxima: 100mg/dose. Neonatos: Dose usual: 0,5 a 1,5mg/kg/dose, IM, IV ou SC. Dose máxima: 2mg/kg/dose, IM, IV ou SC. ALERTA ORIENTAÇÕES: efeitos adversos podem ser revertidos com administração de naloxona. O uso repetido pode levar a um acúmulo de normeperidina. É incompatível com aminofilina, heparina, fenobarbital, fenitoína e bicarbonato de sódio.

a b c d e F G
?

MercaPtoPurIna

ONCOLÓGICO

d

Puri-nethol 50mg comprimido ALERTA * Usar em períodos curtos.

MeroPeneM

CARBAPENEM

b

H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Meronem IV 1g injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 500mg a 1g, IV, 3 vezes ao dia. Dose máxima: 2g, IV, 3 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 60mg/kg/dia, IV, 3 vezes ao dia. Dose máxima: 6g/dia. Neonatos: Dose para sepse: 20mg/kg/dose a cada 12h, correr em 30min, IV. Meningite e infecções causadas por Pseudomonas: Dose usual: 40mg/kg/dose a cada 8h, correr em 30min, IV. Dose máxima: 2g/dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Agranulocitose • Angioedema • Sangramento • Eritema multiforme • Reação de hipersensibilidade • Leucopenia • Neutropenia • Síndrome de Stevens-Johnson • Necrólise epidérmica tóxica PRECAUÇÕES: cautela em pacientes que apresentam crises convulsivas. Ajustar a dose em pacientes com insuficiência renal. MONITORIZAÇÃO: controlar hemograma, plaquetas e função hepática.

MesalazIna ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL
Asalit 400mg comprimido Asalit 250mg supositório POSOLOGIA Dose usual: 1200 a 2400mg, VO, em intervalos ACM. Dose máxima: 4800mg/dia.

3

b

Manual Farmacêutico 2011/2012

253

ALERTA PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com predisposição a miocardite ou pericardite. REAÇÕES ADVERSAS: • > 10%: • Cefaleia, dor • Dor abdominal • Eructação • Faringite • SÉRIAS: • Agranulocitose • Anemia aplástica • Hepatotoxicidade • Leucopenia • Neutropenia • Pancreatite • Pancitopenia • Pericardite • Insuficiência renal • Trombocitopenia MONITORIZAÇÃO: hemograma e função renal, particularmente em pacientes idosos.

MesIlato de deFeroXaMIna

ANTÍDOTO

2

c

Desferal 500mg injetável (frasco ampola) – cada fap contém 500mg de mesilato de deferoxamina na forma liofilizada e cada ampola de diluente contém 5mL de água para injeção POSOLOGIA Adultos e crianças (> 3 anos): Intoxicação aguda: Dose inicial: 15mg/kg/hora IV. 50mg/kg/dose 6/6h IM. Dose de manutenção: 10mg/kg, cada 4-12h. Dose máxima: 6g, IM ou IV, a cada 24h. Intoxicação crônica: Dose inicial: 0,5 a 1g, IM, 1 vez ao dia. Dose de manutenção: de acordo com os níveis de excreção de ferro. Dose máxima: 15mg/kg/h, por um período de 12h. ALERTA PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com doença renal severa, distúrbios oculares e auditivas. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: hipotensão arterial, choque, taquiarritmia. • Imunológica: reação de hipersensibilidade imune (frequente). • Neuro-otológica: perda auditiva neurosensorial de alta frequência (frequente). • Oftálmica: complicações na visão (frequente). MONITORIZAÇÃO: ferro sérico, exame oftalmológico e audiometria com terapia crônica.

Mesna

ONCOLÓGICO

?

b

Mitexan 400mg injetável (ampola 4mL)

254

Manual Farmacêutico 2011/2012

Metadona

ANALGÉSICO NARCÓTICO

1

b/d a

Mytedon 10 mg comprimido Mytedon 10 mg injetável POSOLOGIA Neonatos: Dose inicial: 0,05 a 0,2 mg/kg/dose a cada 12 a 24 horas VO/VS. Reduzir a dose de 10 a 20% por semana em 4 a 6 semanas. Ajustar o desmame baseado em sinais e sintomas de abstinência. Crianças: Dose usual: 0,7 mg/kg/dia a cada 4-6 horas. Dose máxima: 10 mg/dose. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • ECG: extrasistólico • Edema • Prolongamento do intervalo QT • Acidose respiratória • Parada respiratória • Depressão respiratória • Torsades de pointes INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com cisaprida, mesoridazina, naltrexona, pimozida, ranolasina, rasagilina, selegilina, tioridazina, ziprazidona. PRECAUÇÕES: cautela ao administrar em idosos, em pacientes debilitados e em pacientes com risco de prolongação do intervalo QT.

b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z
Manual Farmacêutico 2011/2012 255

MetaraMInol

AMINA VASOATIVA

?

c/d

Aramin 10mg injetável (ampola 1mL) – cada mL contém 10mg de metaraminol POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2 a 10mg, IM ou SC (esperar 10min antes de aumentar a dose). 0,5 a 5mg em bolus, IV. 15 a 100mg por infusão IV. ALERTA INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com Isocarboxasida, ciclopropano ou anestesia com halotano. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: parada cardíaca e arritmias cardíacas. • Endócrino/metabólica: acidose metabólica, em administração prolongada. • Neurológica: hemorragia cerebral. • Renal: necrose tubular, aguda. • Respiratória: edema pulmonar. • Outras: malária. PRECAUÇÕES: extravasamento pode causar necrose tecidual. MONITORIZAÇÃO: ECG, pressão arterial, função cardíaca, frequência cardíaca, pressão capilar pulmonar, pressão venosa central.

MetForMIna

HIPOGLICEMIANTE

1

b

Glucoformin 500mg comprimido Glucoformin 850mg comprimido POSOLOGIA Adultos e adolescentes: Dose inicial: 500 a 850mg, VO, 2 vezes ao dia. Dose de manutenção: 2000mg, VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 2500mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Náusea/vômito, diarreia, flatulência • Fraqueza • SÉRIAS: • Acidose lática INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com ácido acetrizoico, balofloxanina, ciprofloxacina, cinafloxacin, diatrizoato, enoxacin, fleroxaxin, flumequina, iodamida, iodipamida, iodixanol. MONITORIZAÇÃO: hematológica (por exemplo, hemoglobina/hematócrito e índices de células vermelhas do sangue). Testes de função renal devem ser realizados antes do início da metformina e anualmente.

MetIlcelulose

LUBRIFICANTE OFTÁLMICO

?

**

Metilcelulose 2% colírio POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 gotas, via ocular, 2 a 3 vezes ao dia. Utilizado como lubrificante na forma de colírio, ou interposto a lentes de exame.

MetIlcelulose

LUBRIFICANTE OFTÁLMICO

1

**

Vistagel 2% intraocular (seringa 2,5mL) POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 gotas, via ocular, 2 a 3 vezes ao dia. Utilizado como lubrificante na forma de colírio, ou interposto a lentes de exame.

MetIldoPa

ANTI-HIPERTENSIVO

1

b

Aldomet 250mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 250mg, VO, 2 a 3 vezes ao dia. Dose de manutenção: 500 a 2000mg/dia, VO, fracionados em 2 a 3 administrações. Crianças: Dose inicial: 10mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 a 4 administrações. Dose máxima: 65mg/kg/dia ou 3g/dia, VO. Neonatos: Dose usual: 5 a 40mg/kg/dia, fracionados em 3 a 4 administrações.

256

Manual Farmacêutico 2011/2012

AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
>80 6h 80-50 9-18h 50-10 12-24h

a
Dose em diálise
após hD Sim diária em DP Clcr<10

b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z
257

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: Insuficiência Cardíaca Congestiva. • Dermatológica: necrólise epidérmica tóxica. • Gastrointestinais: colite, pancreatite. • Hematológicas: depressão da medula óssea, transtorno granulopênico (raro), anemia hemolítica, leucopenia, linfoma maligno, neutropenia, trombocitopenia. • Hepática: diminuição da função hepática, raramente fatal. • Imunológicas: reações de hipersensibilidade imune, lúpus eritematoso sistêmico. • Neurológicas: parkinsonismo, sedação. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com clorgilina, iproniazida, isocarboxazida, moclobemida, nialamida, pargilina, fenelzine, procarbazina, selegilina, toloxatone, tranilcipramina. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, hemograma, teste de Coombs direto: basal, em seguida, 6 e 12 meses após início da terapia. Função hepática; basal, periodicamente, especialmente durante as primeiras 6 a 12 semanas.

MetIlerGoMetrIna

ESTIMULANTE UTERINO

1

c

Methergin 0,125mg drágea POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,125mg, VO, 2 a 3 vezes ao dia. Dose máxima: 0,375mg/dia, VO. ALERTA INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com azitromicina, claritromicina, clotrimazol, diritromicina, eritromicina, fluconazol, fluoxetina, fluvoxamina, frovatriptano, indinavir, itraconazol, josamicin, ketoconazol, lopinavir, mepartricin, metronidazol, miocamicin, naratriptano, nefazodona, nelfinavir, ritonavir, roquitamicina, roxitromicin, saquinavir, zolmitriptano. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: angina, crise hipertensiva (grave), infarto do miocárdio (raro) • Neurológicas: convulsão. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, resposta uterina, redução de sangramento uterino. PRECAUÇÕES: não usar por tempo prolongado (mais que três dias), pois pode causar ergotismo. Uso endovenoso apenas em emergência, como hemorragia uterina.

MetIlFenIdato
OUTROS-SISTEMA NERVOSO CENTRAL

3

c

Ritalina 10mg comprimido POSOLOGIA Crianças >6 anos: Dose usual: 0,3 - 1mg/kg/dia, antes do café da manhã e almoço. Dose máxima: 60mg/dia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA PRECAUÇÕES: eficácia e segurança em crianças < 6 anos não estão estabelecidas. Uso estimulante está associado com supressão do crescimento. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Redução do apetite, náusea, vômito. • Xerostomia. • Cefaleia, insônia. • SÉRIAS: • Cardiovasculares: morte súbita, infarto do miocárdio. • Endócrino/metabólica: diminuição do crescimento corporal. • Gastrointestinais: obstruções gastrointestinais. • Neurológicas: acidente vascular cerebral, convulsão. • Oftálmicas: distúrbios visuais (1,7%). • Psiquiátricas: comportamento agressivo (1,7%), alucinações, mania. • Outras: toxicodependência. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com clorgilina, ipronizida, isocarboxazida, lazabemida, moclobemida, nialamida, pargilina, fenelzine, procarbazina, selegilina. MONITORIZAÇÃO: hemograma, diferencial e plaquetas; periodicamente durante o tratamento de longo prazo.

MetIlPrednIsolona (acetato)
ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

1

c*

Depo-medrol 40mg/mL injetável (frasco-ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10 a 80mg, IM, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 0,5 a 1mg/kg, IM, 1 vez ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com hipertireoidismo, cirrose, hipertensão, osteoporose, tendência tromboembólica, diabetes e tromboflebite. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: insuficiência cardíaca congestiva. • Endócrino/metabólicas: insuficiência adrenocortical (droga-induzida), hiperglicemia. • Musculoesquelética: osteoporose. • Neurológicas: aumento da pressão intracraniana, convulsão. • Oftálmica: glaucoma. • Respiratória: tuberculose pulmonar. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com vacina contra rotavírus, vivo. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, glicemia e eletrólitos.

MetIlPrednIsolona (succcInato sÓdIco) ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

1

c*

Solu-medrol 125mg injetável (frasco ampola) – cada fap (2mL após diluição) contém 125mg de succinato sódico de metilprednisolona Solu-medrol 500mg injetável (frasco ampola) – cada fap (8mL após diluição) contém 500mg de succinato sódico de metilprednisolona POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10 a 250mg, IV, 1 a 6 vezes ao dia.

258

Manual Farmacêutico 2011/2012

Crianças: Dose usual: 0,5 a 1,7mg/kg/dia, IV, 2 a 4 vezes ao dia. Crise de asma: Dose de ataque: 2mg/kg, IV. Dose de manutenção: 0,5 a 1mg/kg/dose,IV, 4 vezes ao dia. ALERTA Vide Depo-medrol injetável.

a b c
d

d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

MetIMazol

ANTITIREOIDEANO

1

Tapazol 5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 15 a 60mg, VO, dividos em 3 vezes ao dia, às refeições. Dose de manutenção: 5 a 15mg, VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 60mg/dia, VO. Crianças: Dose inicial: 0,4 a 0,7mg/kg/dia, VO, ou 15 a 20mg/m2/dia, VO, fracionados em 3 administrações. Dose de manutenção: 1/3 a 2/3 da dose inicial, VO, 3 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: pacientes > 40 anos, evitar doses >40mg/dia (aumento de mielosupressão). REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hematológicas: agranulocitose, anemia aplástica. • Hepática: hepatotoxicidade. MONITORIZAÇÃO: testes de função da tireoide, tempo de protrombina, hemograma e função hepática.

MetocloPraMIda

ANTIEMÉTICO/PROCINÉTICO

?

b

Metoclopramida 5mg supositório POSOLOGIA Dose usual: 0,1mg/Kg, VR. Dose máxima: 10mg, 4 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Agitação, vertigem, sintomas extrapiramidais • Diarreia • Fraqueza • SÉRIAS: • Arritmia cardíaca, reversível • Síndrome neuroléptica maligna MONITORIZAÇÃO: pressão arterial. PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com doença de Parkinson ou convulsão.

MetocloPraMIda

ANTIEMÉTICO/PROCINÉTICO

?

b

Plasil 10mg injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10mg, IM ou IV, 3 vezes ao dia.
Manual Farmacêutico 2011/2012 259

Crianças: Dose usual: 0,1mg/kg, IM ou IV, até 4 vezes ao dia. Dose máxima: 0,8mg/kg/dia. Neonatos: Dose usual: 0,033 a 0,1mg/kg/dose, IV, a cada 8h. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
>80 100% 80-50 75% 50-10 50%

Dose em diálise
após hD Não diária em DP Sem correção

ALERTA Vide Metoclopramida supositório.

MetocloPraMIda

ANTIEMÉTICO/PROCINÉTICO

?

b

Plasil infantil 4mg/mL gotas (frasco 10 mL) – 21 gts/mL Plasil 10mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10mg, VO, 3 vezes ao dia, administrados 30min antes das refeições. Crianças: Dose usual: 0,1 a 0,2mg/kg, V0, até 4 vezes ao dia. Dose máxima: 0,8mg/kg/dia, VO. Neonatos: Dose usual: 0,033 a 0,1mg/kg/dose, VO, a cada 8h. ALERTA Vide Metoclopramida supositório. Cuidado - idosos.

MetoProlol

ANTI-HIPERTENSIVO

2

c*

Seloken 100mg comprimido (tartarato) Selozok 25mg comprimido (succinato) POSOLOGIA Adultos: Hipertensão, angina: Dose usual: 25 a 400mg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. ALERTA ORIENTAÇÕES: sua biodisponibilidade aumenta se ingerido com alimentos. PRECAUÇÕES: cautela em pacientes com arteriopatia periférica e com doença pulmonar obstrutiva crônica. Evitar associação com outras drogas bradicardizantes. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Sonolência, insônia • Redução da habilidade sexual • SÉRIAS: • Broncoespasmo MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, frequência respiratória.

260

Manual Farmacêutico 2011/2012

MetoProlol

ANTI-HIPERTENSIVO

2

c*

a b c d e F G H I J K l M n

Seloken 5mg injetável (ampola 5mL) POSOLOGIA Adultos: Infarto agudo do miocárdio: Dose inicial: 5mg bolus, IV, em intervalo de até 5min, de acordo com PA e FC, dose total 15mg. ALERTA PRECAUÇÕES: cautela em pacientes com arteriopatia periférica e com doença pulmonar obstrutiva crônica. Evitar associação com outras drogas bradicardizantes. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Sonolência, insônia • Redução da habilidade sexual • SÉRIAS: • Broncoespasmo MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, frequência respiratória.

MetotreXato

ONCOLÓGICO

X

Metrexato 2,5mg comprimido Metotrexato/Metrotex/Miantrex 50mg injetável (frasco ampola 2mL) Metotrexato/Metrotex/Miantrex 500mg injetável (frasco ampola 20mL) ALERTA * Usar em períodos curtos. Cuidado - idosos.

MetronIdazol

ANTIPARASITÁRIO

b

o P Q r s t u V W X Y z

Flagyl/Metroniflex 500mg (bolsa 100mL) Flagyl 250mg comprimido Flagyl 400mg comprimido Flagyl pediátrico suspensão oral (frasco 120mL) – cada mL contém 40mg de benzoilmetronidazol POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 250 a 500mg, IV ou VO, de 8/8h. Crianças: Amebíase: Dose usual: 35 a 50mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 a 3 vezes. Anaeróbios: Dose usual: 30mg/kg/dia, IV ou VO, fracionados em 4 vezes. Dose máxima: 4g/dia. Neonatos: Dose de ataque: 15mg/kg, VO ou IV. Correr em 60mim quando administrado IV Dose de manutenção: 7,5mg/kg, VO ou IV a cada 12 horas. Tabela dose/idade gestacional/idade pós-gestacional/intervalo. Idade gestacional < ou = 29 semanas: De 0 a 28 dias de vida, intervalo de 48horas > de 28 dias de vida, intervalo de 24horas

Manual Farmacêutico 2011/2012

261

Idade gestacional de 30 a 36 semanas: De 0 a 14 dias de vida, intervalo de 24horas > de 14 dias de vida, intervalo de 12horas Idade gestacional de 37 a 44 semanas: De 0 a 7 dias de vida, intervalo de 24horas > 7 dias de vida, intervalo de 12horas Idade gestacional > ou = a 45 dias de vida: Todas as idades, intervalo de 8horas ALERTA * Pausar a amamentação para dose única; suspender se dose dividida. ORIENTAÇÕES: reduzir a dose em pacientes com disfunção renal severa. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hematológicas: leucopenia, trombocitopenia (raras) • Ótica: ototoxicidade (rara). CONTRAINDICAÇÕES: no 1º trimestre da gravidez. PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com desordens hepáticas devido ao potencial de acumulação, discrasias sanguíneas, história de convulsão, estado de retenção de sódio. MONITORIZAÇÃO: hematológica.

MIcoFenolato de MoFetIla
IMUNOSSUPRESSOR

X

c

Cellcept 500mg comprimido ALERTA INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com carvão ativado, carbonato de alumínio, hidróxido de alumínio, fosfato de alumínio, azatioprina, colestiramina, colesevelam, colestipol, REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Gastrointestinais: úlcera gástrica, hemorragia gastrointestinal (1,7% - 5,4%), perfuração gastrointestinal (rara). • Hematológica: anemia (transplante renal, 25,6% - 25,8%; transplante cardíaco, 42,9%; transplante hepático, 43%), leucopenia (23,2% - 45,8%), neutropenia (grave) (2% -3,6%), trombocitopenia ( 23,5% - 38,3%). • Imunológicas: neoplasia epitelial maligna da pele, não-melanoma (1,6% - 4,2%), linfoma maligno (0,4% - 1%), infecções oportunistas, sepse. • Neurológicas: leucoencefalopatia multifocal progressiva • Respiratórias: derrame pleural (transplante hepático, 34,3%), fibrose pulmonar. MONITORIZAÇÃO: hemograma semanal durante o primeiro mês, duas vezes por mês no segundo e a partir do terceiro mês, mensalmente ao longo do primeiro ano. Função renal, pressão arterial, frequência cardíaca, eletrólitos, função hepática, cardíaca e função pulmonar, periodicamente.

MIcoFenolato sÓdIco
Myfortic 180mg comprimido Myfortic 360mg comprimido ALERTA Vide micofenolato de mofetila.

IMUNOSSUPRESSOR

X

c

MIconazol

ANTIFÚNGICO TÓPICO

?

c

Daktarin gel oral POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: quantidade suficiente para cobrir a área afetada, 3 vezes ao dia.
262 Manual Farmacêutico 2011/2012

MIdazolaM

ANSIOLÍTICO/HIPNÓTICO

3

d

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Dormire 2mg/mL solução (frasco 10mL) – Atenção! Possui corante vermelho Ponceau 4R Dormonid 15mg comprimido POSOLOGIA Sedativo: Adultos: Dose usual: 0,5mg/kg, VO. Crianças: Dose usual: 0,25 a 0,5mg/kg, VO. Dose máxima: 20mg. ALERTA ORIENTAÇÕES: o aumento da dose pode ser necessário após alguns dias de terapia devido ao desenvolvimento de tolerância e/ou aumento de clearance. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Depressão respiratória, apneia, redução da frequência respiratória • SÉRIAS: • Agitação • Apneia • Parada cardíaca, normalmente em combinações com drogas depressoras do SNC • Dessaturação do sangue, pacientes pediátricos • Episódios hipotensores • Movimentos involuntários • Parada respiratória, com drogas depressoras do SNC. • Depressão respiratória • Obstrução respiratória INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com amprenavir, atazanavir, darunavir, delavirdina, enavirenz, fosamprenavir, indinavir, itraconazol, lopinavir, nelfenavir, ritonavir, saquinavir, tipranavir.

MIdazolaM

ANESTÉSICO VENOSO NÃO-OPIÓIDE/ANSIOLÍTICO/HIPNÓTICO

3

d

Dormonid 15mg injetável (ampola 3mL) – cada mL contém 5mg de midazolam POSOLOGIA Pré-anestésico: Adultos: Dose usual: 0,005 a 0,2mg/kg, IM. Crianças: (6 meses a 5 anos) Dose inicial: 0,05 a 0,1mg/kg, IM. 0,1 a 0,2mg/kg, IV. Dose máxima: 4mg Indução Anestésica: Adultos: Dose usual: 50 a 350mcg/kg, IV. ALERTA ORIENTAÇÕES: o aumento da dose pode ser necessário após alguns dias de terapia devido ao desenvolvimento de tolerância e/ou aumento de clearance. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Depressão respiratória, apneia, redução da frequência respiratória

Manual Farmacêutico 2011/2012

263

• SÉRIAS: • Agitação • Apneia • Parada cardíaca, normalmente em combinações com drogas depressoras do SNC. • Dessaturação do sangue, pacientes pediátricos • Episódios hipotensores • Movimentos involuntários • Parada respiratória, com drogas depressoras do SNC. • Depressão respiratória • Obstrução respiratória INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com amprenavir, atazanavir, darunavir, delavirdina, enavirenz, fosamprenavir, indinavir, itraconazol, lopinavir, nelfenavir, ritonavir, saquinavir, tipranavir. MONITORIZAÇÃO: status respiratório e cardiovascular, pressão arterial durante a administração IV.

MIlrInone
GLICOSÍDEO CARDÍACO E CARDIOTÔNICO

?

c

Primacor 1mg/mL injetável (frasco ampola 20mL) POSOLOGIA Neonatos: Tratamento de choque cardiogênico pós-cirurgia e/ou choque séptico: Dose de ataque: 75mcg/kg EV infundir em 60 min, imediatamente seguido por: Infusão de manutenção: 0,5 a 0,75 mcg/kg/min Ajustar a velocidade de infusão baseada na resposta hemodinâmica e clínica. Prematuros < 30 semanas de idade gestacional: Tratamento de choque cardiogênico pós-cirurgia e/ou choque séptico: Dose de ataque: 0,75 mcg/kg/min em 3 horas e imediatamente seguido de: Dose de manutenção: 0,2mcg/kg/min ALERTA ORIENTAÇÕES: è incompatível com furosemida e procainamida. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Arritmia ventricular • SÉRIAS: • Hematológica: trombocitopenia (0,4%). • Hepática: testes de função hepática anormais. MONITORIZAÇÃO: função cardíaca e pressão arterial, potássio sérico.

MIrtazaPIna

ANTIDEPRESSIVO

1

c

Remeron Soltab 15mg comprimido Remeron Soltab 30mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 30 a 45 mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: descontinuar imediatamente se sinais e sintomas de neutropenia/ agrunulocitose ocorrerem. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com clorgilina, iproniazida, isocarboxazida, linezolida, moclobemida, nialamida, pargilina, fenelzina, procarbazina, rasagilina, selegilina, toloxatone, tranilcipramina.

264

Manual Farmacêutico 2011/2012

REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Sonolência • Aumento do colesterol • Constipação, xerostomia, aumento do apetite e do peso • SÉRIAS: • Hematológicas: agranulocitose, neutropenia. • Neurológicas: epilepsia, grande mal (< 0,1%). • Psiquiátricas: depressão, exacerbação, mania (0,2%), pensamentos suicidas, suicídio (raro). MONITORIZAÇÃO: avaliar sinais e sintomas de agranulocitose ou severa neutropenia, tais como dor de garganta, estomatite ou outros sinais de infecção ou baixa quantidade de células brancas.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

MIsoProstol

PROSTAGLANDINAS

2

X

Prostokos 25mcg comprimidos vaginais Prostokos 200mcg comprimidos vaginais ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Diarreia, dor abdominal • Rubor facial PRECAUÇÕES: a segurança e eficácia não foram estabelecidas em pessoas < 18 anos.

MItoMIcIna

ONCOLÓGICO

X

X* d

Mitocin 5mg injetável – após a reconstituição (10mL para 5mg) a solução apresentará uma concentração de 0,05mg de mitomicina/mL

MItoXantrona

ONCOLÓGICO

X

Evomixan 20mg (frasco ampola) Mitaxis 20mg injetável (frasco ampola 10mL)

MIVacÚrIo
BLOQUEADOR NEUROMUSCULAR

1

c

Mivacron 20mg injetável (ampola 10mL) POSOLOGIA Adultos: Intubação: Dose usual: 0,15 a 0,25mg/kg, IV. Dose de manutenção: 5 a 10mcg/kg/min. Crianças: Dose usual: 0,2mg/kg, IV. Dose de manutenção: 10 - 30mcg/kg/min, IV. ALERTA ORIENTAÇÕES: não misturar barbitúrico na mesma seringa. Não causa alívio da dor ou produz sedação. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Rubor da face • SÉRIAS: • Cardiovasculares: bradicardia, arritmias cardíacas, hipotensão arterial, taquiarritmia. • Respiratória: broncoespasmo.
Manual Farmacêutico 2011/2012 265

• Neurológica: bloqueio neuromuscular prolongado. CONTRAINDICAÇÕES: arritmias preexistentes. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, contração espasmódica muscular, estimulação do nervo periférico, gases sanguíneos, respirações.

Montelucaste

MISCELÂNEA - OUTROS

?

b

Singulair 10mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10mg/dia, VO. ALERTA ORIENTAÇÕES: não é aprovado o uso pelo FDA para reverter broncoespasmo em ataque de asma agudo. Tomar a dose à noite. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia • SÉRIAS: • Hepática: hepatite colestática (rara). • Neurológicas: comportamento agressivo, agitação, alucinações. • Psiquiátricas: comportamento alterado, pensamentos suicidas. MONITORIZAÇÃO: bioquímica de sangue e monitorização da função hepática.

MorFIna

ANALGÉSICO NARCÓTICO

1

c

Dimorf 10mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5 a 30mg, VO, 1 a 6 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 0,2 a 0,5mg/kg, VO, 1 a 6 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Palpitações, hipotensão arterial, bradicardia • Sonolênia, vertigem, confusão • Prurido • Náusea, vômito, constipação, xerostomia • Retenção urinária • Dor no local da aplicação • Fraqueza • Liberação de histamina • SÉRIAS: • Anafilaxia • Parada cardíaca, fibrilação atrial • Dispneia • Disturbios da pressão intracraniana • Mioclonia, ataxia • Hipotensão ortostática • Distúrbio circulatório especificado, depressão cardiovascular • Depressão respiratória • Choque • Síncope INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com clorgilina, iproniazida, isocarboxazida, moclobemida, naltrexona, nialamida, pargilina,
266 Manual Farmacêutico 2011/2012

fenelzina, procarbazina, rasagilina, selegilina, toloxatone, tranilcipramina. OBSERVAÇÃO: administrado a parturiente causa depressão respiratória no neonato, ou seja, suporte avançado de vida e naloxone devem estar disponíveis nesta situação. CONTRAINDICAÇÕES: asma (severa ou aguda), insuficiência renal e hepática severas. MONITORIZAÇÃO: frequência respiratória; sintomas gastrointestinais, ou seja, náuseas, vômitos, constipação; depressão do sistema nervoso central, pressão arterial.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

MorFIna

ANALGÉSICO NARCÓTICO

1

c

Dimorf 10mg injetável (ampola 1mL) Dimorf 1mg/mL injetável (ampola 2mL) Dimorf 0,2mg/mL injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: deve ser individualizada de acordo com o estado do paciente e deve ser avaliada em intervalos regulares após cada aplicação. Analgesia: Dose usual: 2,5 a 15 mg IV Crianças: Dose usual: 0,1 a 0,2mg/kg/dose, IM, IV ou SC, a cada 2 a 4h. Dose inicial: 0,05mg/kg. Dose máxima: 15mg/dose. Infusão contínua: 0,025 a 0,1mg/kg/h. Neonatos: Dose: 0,05 a 0,2mg/kg/dose, IM, IV ou SC, a cada 2 a 4h ou administração contínua de 0,01 a 0,04mg/kg/h. ALERTA Vide Morfina comprimido.

MoXIFloXacIno

QUINOLONA SISTÊMICA

1

c

Avalox 400mg injetável (bolsa 250mL) Avalox 400mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 400mg/dia, VO ou IV. ALERTA PRECAUÇÕES: usar com cautela em pacientes com significante bradicardia ou isquemia miocardial aguda e paciente com risco de convulsão. Não exceder a taxa de infusão recomendada. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Insuficiência renal aguda • Reação anafilática • Anemia aplástica • Alveolite alérgica • Anemia hemolítica • Necrose hepática • Hepatite • Reação de hipersensibilidade imune • Icterícia • Insuficiência hepática • Pancitopenia • Neuropatia periférica
Manual Farmacêutico 2011/2012 267

• Prolongamento do intervalo QT • Síndrome de Stevens-Johnson • Trombocitopenia • Torsades de pointes • Necrólise epidérmica tóxica • Ruptura não traumática do tendão MONITORIZAÇÃO: febre.

MoXIFloXacIno
Vigamox colírio

ANTIMICROBIANO OFTÁLMICO

1 ?

c b

MucIloIde + HIdrÓFIlo PsIllIuM LAXANTE
Metamucil pó POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5,8g (1 envelope), VO, 1 a 3 vezes ao dia. Dose máxima: 15g/dia, VO. Crianças (6 a 12 anos): Dose usual: 2,6g (1/2 envelope), VO, 1 a 3 vezes ao dia.

ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: nas obstruções intestinais e megacólon. ORIENTAÇÕES: se persistir constipação por mais de uma semana após o uso do produto, entrar em contato com um médico.

MultIVItaMÍnIco

VITAMINA

?

**

Cerne 12 (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos e crianças (> 11 anos): Dose usual: 1 frasco/dia

MultIVItaMÍnIco

VITAMINA

?

**

Protovit gotas (frasco 20mL) – 24gts/mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 24 gotas/dia. Crianças: Dose usual: 12 gotas/dia.

MuPIrocIna

ANTIBACTERIANO TÓPICO

1

b

Bactroban 2% creme POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: aplicar sobre a área afetada, 3 vezes ao dia.

268

Manual Farmacêutico 2011/2012

nadolol

ANTIANGINOSO, ANTIARRÍTMICO

d

a b c d e F G H

Corgard 40mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 40mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA * Evitar o uso no período neonatal. REAÇÕES ADVERSAS: • > 10%: • Sonolência, insônia • Redução da habilidade sexual • SÉRIAS: • Arritmia cardíaca • Insuficiência cardíaca MONITORIZAÇÃO: frequência cardíaca, pressão arterial, peso e débito urinário.

naFazolIna + FenIraMIna
SOLUÇÃO OFTÁLMICA

?

**

I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Claril Colírio POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: 1 a 2 gotas, em intervalos de 3 a 4h. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: glaucoma. PRECAUÇÕES: não é recomendo o uso de lentes de contato durante o tratamento. REAÇÕES ADVERSAS: em crianças – midríase, aumento da pressão intraocular, borramento da visão, blefaroespasmo. MONITORIZAÇÃO: alívio da congestão ocular e da persistência de condições subjacentes oculares, que continuem a contribuir para a inflamação, podem requerer atenção médica.

naFtIdroFurIla

MISCELÂNEA-OUTROS

3

**

Iridux F 200mg cápsula POSOLOGIA Dose usual: 400mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: hiperoxalúria ou pedra nos rins recorrente contendo cálcio. PRECAUÇÕES: o elevado teor de oxalato poderá facilitar formação de urolitíase. Deverá ser tomado líquido suficiente para manter um nível adequado de diurese durante o tratamento. MONITORIZAÇÃO: testes da função hepática devem ser monitorizados periodicamente durante a terapia oral. Testes de função renal e urinálise são indicados durante a terapia intravenosa (potencial de oxalato de cristalúria). Frequência cardíaca e pressão arterial (administração intravenosa).

Manual Farmacêutico 2011/2012

269

nalbuFIna

ANALGÉSICO NARCÓTICO

1

b/d

Nubain 10mg/mL injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10mg, IM, SC ou IV, 4 a 6 vezes ao dia. Crianças: Pré-medicação: 0,2mg/kg (máximo 20mg/dose). Analgesia: 0,1 - 0,15mg/kg a cada 3 - 6 horas (se necessário). ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Fadiga, sonolência • Liberação de histamina • SÉRIAS: • Reação de hipersensibilidade imune (frequente) • Depressão respiratória (rara) MONITORIZAÇÃO: status mental e respiratório, pressão arterial.

naloXona

ANTÍDOTO

?

b

Narcan 0,4mg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Depressão respiratória induzida por narcóticos: Dose usual: 0,4 a 2mg, IV, SC, ou IM, repetindo a cada 2 a 3min, se necessário. Depressão narcótica no pós-operatório: Dose usual: 0,1mg/kg, IV a cada 2 a 3min, se necessário. Crianças < 5 anos ou > 20kg: 0,1 mg/kg Dose usual: 0,4 a 2mg, IV até 10mg. Dose manutenção: 0,4 a 0,8mg/kg/hora ou 2/3 da dose total inicial de hora em hora. Neonatos: Depressão narcótica: Dose usual: 0,1mg/kg, IV, IM, SC ou IT. Pode-se repetir em 5min. Início de ação em 1 a 2min se injeção IV, e de 2 a 5min se SC ou IM. Duração da ação de 45min a 4h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Arritmia cardíaca, hipotensão arterial, hipertensão, fibrilação ventricular. • Hepatotoxicidade. • Edema pulmonar. • Sintomas de retirada do opioide. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca e frequência respiratória.

nandrolona

HORMÔNIO ANDROGÊNICO

X

X

Deca-Durabolin 50mg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 25 a 50mg, IM, em intervalos de 3 semanas. Crianças (> 30kg): Dose usual: 15mg, IM, em intervalos de 3 semanas.
270 Manual Farmacêutico 2011/2012

Crianças (20 a 30kg): Dose usual: 7,5 a 10mg, IM, em intervalos de 3 semanas. Crianças (10 a 20kg): Dose usual: 5 a 7,5mg, IM, em intervalos de 3 semanas. Crianças (< 10kg): Dose usual: 5mg, IM, em intervalos de 3 semanas. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Acne. • Ginecomastia. • Irritabilidade na bexiga, priapismo. • SÉRIAS: • Edema. • Desbalanço de eletrólitos, intolerância à glicose. • Desordens na coagulação sanguínea, supressão de fatores da coagulação II, V, VII e X, alta deficiência da densidade lipídica, aumento dos níveis de LDL, redução do tempo de pró-trombina. • Icterícia (rara), necrose hepática, morte (rara), testes de função hepática anormal, peliose hepática. • Encerramento prematuro epifisária, em crianças. MONITORIZAÇÃO: raio-X e determinação da idade óssea do punho e da mão cada 6 meses em pacientes pediátricos, hemograma, testes de função hepática, glicose sérica (se diabético), HDL e LDL.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

naProXeno ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL/ANTIENXAQUECOSO
Naprosyn 500mg comprimido

1

d

POSOLOGIA Adulto: Dose usual: 500mg a 1g por dia em doses fracionadas de 12/12h. Dose máxima: 1000mg/dia. Crianças (> de 2 anos): Analgesia e efeito anti-inflamatório: Dose usual: 5 a 7mg/kg, VO, 2 a 3 vezes ao dia. Doença inflamatória: Dose usual: 10 - 15mg/kg/dia, 12/12h. Dose máxima: 1000mg/dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: GRAVES: • Falência cardíaca congestiva, infarto do miocárdio, edema pulmonar, vasculite. • Eczema, síndrome de Stevens-Johnson, necrose tóxica epidérmica. • Hemorragia gastrointestinal, perfuração gastrointestinal, desordem inflamatória do trato digestivo, pancreatite. • Agranulocitose, desordem granulocitopênica, trombocitopenia. • Hepatite, testes de função hepática aumentados (>15%), icterícia, insuficiência hepática. • Reações anafilactoides. • Meningite asséptica, acidente cérebro vascular, convulsão. • Nefrite intersticial, síndrome nefrótica, necrose papilar, insuficiência renal e aumento da creatinina sérica. MONITORIZAÇÃO: perda de sangue aguda, testes de função hepática periódicos, hemograma, creatinina sérica, diurese.

Manual Farmacêutico 2011/2012

271

neoMIcIna

AMINOGLICOSÍDEO

?

d

Sulfato de Neomicina 500mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 500mg, VO, de 6/6h. Crianças: Dose usual: 50 a 100mg/kg/dia, VO, fracionados em intervalos de 6/6h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Náusea, diarreia, vômito • SÉRIAS: • Bloqueio neuromuscular • Ototoxicidade • Nefrotoxicidade CONTRAINDICAÇÕES: doença ulcerativa/inflamatória gastrointestinal. Obstrução intestinal.

neostIGMIna
OUTROS-SISTEMA NERVOSO CENTRAL

?

c

Prostigmine 0,5mg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Miastenia gravis: Dose usual: 15 a 375mg, IV, ao dia. Reversão do bloqueio neuromuscular: Dose usual: 0,5 a 2,0mg, IV, repetindo quando necessário. Crianças: Miastenia gravis: Dose usual: 0,01 - 0,04mg/kg, cada 2-4horas. Reversão do bloqueio neuromuscular: Dose usual: 0,025-0,08mg/kg/dose. Neonatos: Miastenia gravis: Diagnóstico: 0,04mg/kg/dose, IM. Tratamento: 0,01 a 0,04mg/kg/dose, IM, IV, SC ou VO, a cada 2 a 3h, se necessário. Reversão do bloqueio neuromuscular: Dose usual: 0,025 a 0,1mg/kg/dose (uso com atropina: 0,4mg de atropina para cada 1mg de neostigmina). ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: obstrução do trato urinário ou intestinal. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Fibrilação atrial, bloqueio atrioventricular, bradiarritmia, parada cardíaca, arritmia cardíaca. • Perda da consciência, convulsão. • Broncoespasmo, parada respiratória, depressão respiratória.

272

Manual Farmacêutico 2011/2012

nIcotIna

MISCELÂNEA-OUTROS

X

d

a b c d e F G

Niquitin 14mg disco Niquitin 21mg disco POSOLOGIA Dose usual: 1 disco ao dia, por 3 semanas, em doses decrescentes ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Taquicardia • Cefaleia • Náusea, vômito, indigestão, salivação excessiva, arrotos, aumento do apetite • Dor na garganta ou boca, dor muscular na mandíbula, soluços. CONTRAINDICAÇÕES: Em doenças dermatológicas importantes, gestantes e nutrizes.

nIFedIPIno

ANTI-HIPERTENSIVO

1

c

H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Adalat 10mg cápsula sublingual POSOLOGIA Adultos: Angina, hipertensão: Dose inicial: 30 a 60mg/dia, VO, fracionados em até 3 a 4 administrações. Dose de manutenção: 20 a 90mg/dia, VO. Crianças: Hipertensão arterial: Dose usual: 0,25 a 0,5mg/kg/dose, por via sublingual ou VO, 4 a 6 vezes ao dia. Dose máxima: 10mg/dose ou de 1 a 2mg/kg/dia, por via sublingual ou VO. Cardiomiopatia Hipertrófica: Dose usual: 0,5 a 0,9mg/kg/dia, por via sublingual ou VO, fracionados em 3 a 4 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Rubor, edema periférico • Vertigem, irreflexão, cefaleia • Náusea, azia • Fraqueza • Elevação de enzimas hepáticas • SÉRIAS: • Angina, infarto do miocárdio (raro) MONITORIZAÇÃO: testes de função hepática, frequência cardíaca, sinais e sintomas de edema periférico.

nIFedIPIno

ANTI-HIPERTENSIVO

1

c

Adalat Oros 30mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Hipertensão arterial: Dose usual: 30 a 60mg/dia, VO, pela manhã. Doença coronariana: Dose usual: 30 a 60mg/dia, VO, pela manhã. Dose máxima: 120mg/dia, VO. ALERTA Vide Adalat cápsula sublingual.
Manual Farmacêutico 2011/2012 273

nIFedIPIno

ANTI-HIPERTENSIVO

1

c

Adalat retard 20mg comprimido Adalat retard 10mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Hipertensão arterial: Dose usual: 20mg, VO, a cada 12h. Dose de manutenção: aumentar para 40mg, VO, a cada 12h, se necessário. ALERTA Vide Adalat cápsula sublingual.

nIModIPIno

VASODILATADOR CEREBRAL

1

c

Nimotop 30mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 1 comprimido, VO, 3 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Desordem do sistema cardiovascular, insuficiência cardíaca, arritmia (rara). MONITORIZAÇÃO: pressão arterial e frequência cardíaca.

nIstatIna

ANTIFÚNGICO TÓPICO

1

c

Micostatin 100.000UI creme vaginal POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 medidas por via vaginal, 1 vez ao dia antes de deitar-se.

nIstatIna

ANTIFÚNGICO TÓPICO

1

c

Micostatin 100.000UI suspensão oral (frasco 50mL – cada mL contém 100.000UI de Nistatina POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: 100.000 a 600.000UI, VO, 4 vezes ao dia. Prematuros e crianças de baixo peso: Dose usual: 100.000UI, VO, 4 vezes ao dia. Lactentes: Dose usual: 100.000 a 200.000UI, VO, 4 vezes ao dia.

nItrato de Prata

ANTISSÉPTICO

1

a*

Nitrato de prata 1% colírio POSOLOGIA Neonatos: Dose usual: 1 a 2 gotas por via ocular em cada olho, no momento do parto. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: pode ocorrer irritação e queimadura da pele, metahemoglobinemia, conjuntivite química.

274

Manual Farmacêutico 2011/2012

nItrIto de sÓdIo

ANTÍDOTO

3

**

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Nitrito de sódio 3% injetável (ampola 10mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 300mg, IV lento. Crianças: Dose usual: 30 a 300mg, IV lento. Menores de 25kg: Dose inicial de acordo com concentração de hemoglobina: 5,8 - 11,6mg/kg ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: hipotensão (associada com rápida infusão). ORIENTAÇÕES: como antídoto deve ser utilizado antes do hipossultifo. Na falta de nitrito de sódio utilizar hidroxocobalamina.

nItroFurantoÍna
ANTIMICROBIANO - MISCELÂNEA

1

b

Hantina 5mg/mL suspensão (frasco 120mL) – Atenção! Possui corante guanitina Macrodantina 100mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100mg, VO, de 6/6h. Dose máxima: 400mg/dia, VO. Crianças: Dose usual: 5 a 7mg/kg/dia, VO, de 6/6h. Profilaxia: 1 a 2,5mg/kg/dia, VO, fracionados de 1 a 2 vezes ao dia. Dose máxima: 100mg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anemia hemolítica • Icterícia colestática (rara), necrose hepática, hepatite • Reação de hipersensibilidade imune • Neuropatia • Doença pulmonar intersticial (rara), fibrose pulmonar, toxicidade pulmonar CONTRAINDICAÇÕES: clearance da creatinina <60 mL/minuto; idade inferior a 1 mês de vida. ORIENTAÇÕES: deve ser administrado com alimentos, pois é melhor absorvido.

nItroFurazona

ANTIBACTERIANO TÓPICO

?

c

Furacin solução (frasco 30 mL) POSOLOGIA Dose usual: aplicar a solução na lesão, 1 vez ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: descontinuar se superinfecção, irritação ou sensibilização ocorrerem.

Manual Farmacêutico 2011/2012

275

nItroGlIcerIna

ANTIANGINOSO

?

c

Nitroderm TTS 10mg disco Nitroderm TTS 5mg disco POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5 a 10mg por via transdérmica, 1 vez ao dia. Trocar a cada 18h com intervalos de 6h. ALERTA ORIENTAÇÕES: tolerância ao medicamento (alternar uso). REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Cefaleia • Hipotensão arterial, aumento da angina, síncope • Vertigem

nItroGlIcerIna
Nitronal spray

ANTIANGINOSO

?

c

POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 doses (0,4 a 0,8mg) do spray ALERTA Precaução de uso em hipertensão, metahemoglobinemia.

nItroGlIcerIna

ANTIANGINOSO

?

c

Tridil 5mg/mL injetável (frasco-ampola 10mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5 a 20mcg/min, IV. Pode ser aumentada 5 a 10mcg/min a cada 5 a 10min, de acordo com a resposta terapêutica. ALERTA ORIENTAÇÕES: tolerância ao medicamento (alternar uso). REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Cefaleia • Hipotensão arterial, aumento da angina, síncope • Vertigem

nItroPrussIato de sÓdIo
ANTI-HIPERTENSIVO

3

c

Nipride 50mg (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: 0,5 a 8mcg/kg/min, IV. Dose máxima: 4mcg/kg/min em crianças Neonatos: Dose inicial: 0,25 a 0,5mcg/kg/min. Dobrar a dose a cada 15 a 20min até o efeito desejado, apresentar reações adversas ou alcançar a dose máxima. Dose de manutenção: < 2mcg/kg/min.

276

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA ORIENTAÇÕES: administrar sempre com auxílio da bomba de infusão. Em pacientes com restrição volêmica, diluir uma ampola em 125mL de soro glicosado. Manter nível de tiocinato < 50mg/L. ANTÍDOTO: tratar a toxicidade do tiocianato com tiossulfato de sódio 20% (10mg/kg/min.). PRECAUÇÕES: cuidado na insuficiência renal, hepática e no hipotireoidismo.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

norePIneFrIna

AMINA VASOATIVA

3

c

Hyponor/Levophed/Norepine 1mg/mL injetável (ampola 4mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,01 a 1mcg/kg/min. Ajustar posologia para alcançar a PA desejada. Crianças: Choque: Dose usual: 0,05 a 2mcg/kg/min, IV. ALERTA ORIENTAÇÕES: extravasamento produz necrose dos tecidos, se ocorrer extravasamento, fentolamina (5 a 10mg diluídos em 10mL a 15mL de solução salina). INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com dihidroergotamina, isocarboxazida, linesolida, fenelzine. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Parada cardíaca, arritmia cardíaca MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, a cada 2 minutos do início da administração até atingir a pressão arterial desejada, seguida de infusão a cada 5 minutos, até que seja interrompida. ECG, frequência cardíaca e débito urinário.

norFloXacIno

QUINOLONA

?

c

Floxacin 400mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 400mg, VO, 2 vezes ao dia. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 200-400mg q12h >80 12h 80-50 12h 50-10 12-24h <10 (anúria) 24h

Dose em diálise
após hD 200-400mg diária em DP Clcr<10

ALERTA ORIENTAÇÕES: não apresenta atividade antipseudomonas; recomendada principalmente para infecções do trato urinário. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: prolongamento do intervalo QT, arritmia ventricular (rara). • Imunológica: hipersensibilidade imune (rara). • Musculoesqueléticas: miastenia gravis, exacerbação, ruptura do tendão da perna ou pé • Neurológicas: neuropatia periférica (rara), convulsão (rara). MONITORIZAÇÃO: febre, hemograma.

Manual Farmacêutico 2011/2012

277

nortrIPtIlIna

ANTIDEPRESSIVO

3

c

Pamelor 10mg cápsula Pamelor 25mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 75mg/dia. Dose máxima: 150mg. Idosos e Adolescentes: Dose usual: 25mg, VO, 1 a 2 vezes ao dia. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: hipersensibilidade à benzodiazepínicos; risco de reações de sensibilidade cruzadas. PRECAUÇÕES: pode causar aumento de peso. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com bepridil, cisaprida, clorgilina, isocarboxazida, levometadil, linezolida, mesoridazina, moclobemida, fenelzina, pimozida, selegilina, esparfloxacina, terfenadina, tioridazina, tranilcipramina. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas, infarto do miocárdio (raro). • Hematológicas: agranulocitose, depressão da medula óssea, eosinofilia: droga induzida, trombocitopenia (rara). • Hepáticas: diminuição da função hepática (rara), icterícia (rara). • Neurológicas: acidente vascular cerebral (raro), convulsão (rara). • Psiquiátricas: depressão, piora (rara), pensamentos suicidas, suicídio. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial em pacientes idosos. ECG em pacientes com doença cardíaca ou hipertireoidismo.

ocItocIna

HORMÔNIO HIPOTALÂMICO

1

a*

Syntocinon 5UI (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Indução de parto: Dose usual: 0,5 a 2 mU/min, IV. Diluir a ocitocina e administrar por infusão na indução de parto. Dose máxima: 20 mU/min, IV. Sangramento pós-parto: Dose usual: 3 a 10U, IM. Dose máxima: 20 a 40 mU/min, IV ou IM. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas (mãe e feto), bradicardia fetal, episódios de hipertensão (mãe), sístoles ventriculares (mãe e feto). • Hematológica: afibrinogenemia fatal (mãe). • Hepática: icterícia neonatal. • Imunológica: anafilaxia (mãe). • Neurológicas: danos cerebrais permanentes, déficit do sistema nervoso central permanente, coma (mãe), convulsões no recém-nascido, hemorragia subaracnóidea (mãe). • Oftálmica: hemorragia retiniana neonatal • Renal: hematoma pélvico (mãe). • Reprodutiva: ruptura do útero (mãe), descolamento prematuro da placenta. MONITORIZAÇÃO: indução do parto: atividade uterina, vitalidade fetal, dilatação cervical e esvaecimento do colo. Aborto: resposta uterina, hemorragia, confirmar
278 Manual Farmacêutico 2011/2012

ausência de vitalidade do embrião. Pós-parto: pressão arterial, frequência cardíaca, resposta uterina, redução de sangramento uterino.

a b c d e F

ocItocIna

HORMÔNIO HIPOTALÂMICO

1

a*

Syntocinon spray POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 nebulização (4UI) por via nasal, 5min antes da amamentação. ALERTA Taquicardia, dor pré-cordial, contrações uterinas.

octreotIda

HEMOSTÁTICO

?

b

G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Sandostatin 0,1mg (ampola 1mL) Sandostatin LAR 30mg (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Acromegalia: Dose usual: 50 a 100mcg, SC, 3 vezes ao dia. Tumor carcinóide: Dose usual: 100 a 600mcg/dia, SC, divididos em 2 ou 4 vezes ao dia. Vipomas: Dose usual: 200 a 300mcg/dia, SC, divididos em 2 ou 4 vezes, por 2 semanas e então, 450mcg diariamente. Complicações após cirurgia pancreática: Dose usual: 0,1mg, SC, em intervalos de 8h. Duração do tratamento: 7 dias consecutivos. Varizes de esôfago sangrantes: Crianças = 1mcg/kg Dose inicial: 50 a 100mcg, em bolus, por injeção IV lenta. Dose de manutenção: 25 a 50mcg/h, por infusão IV. Crianças = 1mcg/kg/hora Duração do tratamento: infusão contínua durante 5 dias. Neonatos: Dose inicial: 1mcg/kg/dose, SC ou IV, a cada 6h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Bradicardia sinusial. • Hiperglicemia. • Diarreia, dor abdominal, flatulência, constipação, náusea. • SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas (10%), insuficiência cardíaca congestiva, bradicardia sinusal (25%). INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com bepridil, cisaprida, levometadil, mesoridazina, pimozida, terfenadina, tioridazina, ziprasidona. MONITORIZAÇÃO: periódica da função tiroideia, glicemia, ECG.

Manual Farmacêutico 2011/2012

279

olanzaPIna
ANSIOLÍTICO/ HIPNÓTICO/ NEUROLÉPTICO

3

c

Zyprexa 5mg comprimido POSOLOGIA Dose inicial: 2,5 a 5mg/dia, VO, à noite. Dose máxima: 20mg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia, sonolência, insônia, agitação, nervosismo, hostilidade, vertigem. • Dispneia, constipação, aumento de peso. • Fraqueza. • SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: cetoacidose diabética (0,1%) • Neurológica: discinesia tardia (rara) INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com levometadil. MONITORIZAÇÃO: ECG no início e periodicamente durante o tratamento. Testes de função hepática; periodicamente em pacientes com desordens hepática.

Óleo de aMÊndoas

EMOLIENTE, HIDRATANTE

?

**

Óleo de Amêndoas (frasco 60mL) POSOLOGIA Dose usual: aplicar o medicamento sobre as áreas afetadas 1 a 2 vezes ao dia.

Óleo de sIlIcone

SOLUÇÃO OFTÁLMICA

?

**

Arciolane 1300 CST (seringa 10mL) Arciolane 5500 CST (seringa 10mL) POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: aplicar o óleo de forma intraocular no transoperatório de cirurgia de retina. Deverá ser removido posteriormente

Óleo MIneral
Nujol líquido

LAXANTE/EMOLIENTE, HIDRATANTE

1

c

POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 15mL, VO, 2 vezes ao dia. Crianças (até 5 anos): Dose usual: 5mL, VO, 1 vez ao dia. Crianças (5 a 10 anos): Dose usual: 7,5mL, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA Em crianças: risco de aspiração Má absorção de vitaminas A, D, E, K e de ácidos graxos essenciais.

280

Manual Farmacêutico 2011/2012

olIGoeleMentos

SUPLEMENTO MINERAL

?

** c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Ad element ampola 2 mL – Contendo cada mL: Zinco 2,5mg, Cobre 0,8mg, Manganês 0,4mg, Cromo 10mcg

olMesartana

ANTI-HIPERTENSIVO

?

Benicar 20mg comprimido POSOLOGIA Dose única: 20 a 40 mg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Musculoesquelética: rabdomiólise (rara) • Outras: angioedema (raro) MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, função renal, eletrólitos (por exemplo, potássio, sódio)

oloPatadIna

SOLUÇÃO OFTÁLMICA

1

c

Patanol 0,1% colírio (frasco 5mL) POSOLOGIA Adultos e crianças (3 anos ou mais): Dose usual: 1 gota no(s) olho(s) afetado(s), 2 vezes ao dia, com intervalo de 6-8 horas entre as aplicações. ALERTA ORIENTAÇÕES: remover lentes de contato antes da administração e após instilar as gotas, aguardar pelo menos 10 minutos antes de recolocá-las. Não utilizar lentes de contato se ocorrer hiperemia ocular. REAÇÕES ADVERSAS: >5%: • Respiratórias: faringite • SNC: síndrome similar à gripe, cefaleia

oMalIzuMabe

IMUNOSSUPRESSOR

? ?

b c

Xolair 150mg (frasco ampola)

oMePrazol

REDUTOR DA ACIDEZ GÁSTRICA

Omeprazol 40mg injetável (frasco ampola) – cada fap contém 40mg de omeprazol e cada frasco de diluente contém 10mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 20 a 40mg, IV, 1 a 2 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 0,7 a 3,3mg/kg/dia, IV, 1 vez ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: maior eficácia quando administrado em jejum. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Gastrointestinais: pancreatite (rara) • Hepática: hepatotoxicidade (rara) • Musculoesqueléticas: fratura do quadril, rabdomiólise • Renal: nefrite intersticial (rara) MONITORIZAÇÃO: dosar TGO e TGP se duração da terapia for maior que 8 semanas.
Manual Farmacêutico 2011/2012 281

oMePrazol

REDUTOR DA ACIDEZ GÁSTRICA

?

c

Losec MUPS 10mg comprimido Atenção! Possui corante óxido férrico amarelo e óxido férrico marron-avermelhado Losec MUPS 20mg comprimido Atenção! Possui corante óxido férrico marrom-avermelhado POSOLOGIA Adultos: Úlcera gástrica duodenal: Dose usual: 20mg, VO, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 0,2 a 3,5mg/kg/dia, VO, 1 vez ao dia. Neonatos: Dose usual: 0,5 a 1,5mg/kg/dose, VO, 1 vez ao dia. ALERTA Vide Omeprazol IV.

ondansetrona

ANTIEMÉTICO/PROCINÉTICO

?

b

Ansentron/Zofran 2mg/mL injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Quimioterapia e radioterapia emetogênica: Dose única: 8mg, IV lentamente, imediatamente antes da quimioterapia. Crianças (> 4 anos): Quimioterapia e radioterapia emetogênica: Dose única: 5mg/m2, IV, durante 15min, imediatamente antes da quimioterapia. Vômito de outra causa: 0,1mg/kg ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Mal-estar, fadiga. • Cefaleia. • SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas • Imunológica: anafilaxia • Sistema respiratório: broncoespasmo INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com apomorfina, mesoridazina, pimozida, tioridazina.

ondansetrona

ANTIEMÉTICO/PROCINÉTICO

?

b

Vonau Flash 4mg comprimido de desintegração oral Atenção! Possui corante óxido de ferro vermelho POSOLOGIA Adultos: Quimioterapia emetogênica: Dose usual: 8mg, VO, 30 minutos antes do tratamento, e a seguir, 8mg, a cada 12hs, por 1 a 2 dias. Radioterapia emetogênica: Dose usual: 8mg, VO, 3 vezes ao dia. Náusea e vômito pós operatório: Dose usual: 16mg, VO, 1 hora antes da indução da anestesia.

282

Manual Farmacêutico 2011/2012

Crianças (4 a 11 anos): Quimioterapia emetogênica: Dose usual: 4mg, VO, 3 vezes ao dia. A primeira dose 30 minutos antes do tratamento, e a seguir, 4 e 8 horas após a primeira dose. Crianças (2 a 11 anos > 40kg): Náusea e vômito pós-operatório: Dose usual: 4mg, VO, 1 hora antes da cirurgia. Crianças (2 a 11 anos < 40kg): Náusea e vômito pós-operatório: Dose usual: 0,1mg/Kg, VO, 1 hora antes da cirurgia. ALERTA Vide Ondansetrona IV.

a b c d e F
b

ondansetrona

ANTIEMÉTICO/PROCINÉTICO

1

G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Zofran 4mg comprimido Atenção! Possui corante opaspray amarelo Zofran 8mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Quimioterapia e radioterapia emetogênica: Dose inicial: 8mg, VO, 1 a 2h antes do tratamento e, a seguir, 8mg, VO, 2 vezes ao dia, por 5 dias. Náusea e vômito pós-operatório: Dose inicial: 8mg, VO, 1h antes da anestesia e, a seguir, 2 doses de 8mg, VO, com intervalos de 8h. Crianças (< 4 anos): Quimioterapia e radioterapia emetogênica: Dose usual: 2mg, VO, a cada 4h. Crianças (4 a 11 anos): Quimioterapia e radioterapia emetogênica: Dose usual: 4mg, VO, a cada 4h. ALERTA Vide Ondansetrona IV.

ornItIna

HEPATOPATIAS

?

b

Hepa-Merz granulado em envelope 5g Atenção! Possui corante amarelo crepúsculo POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5g, VO, 1 a 2 vezes ao dia. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: em pacientes com disfunção renal severa (insuficiência renal) Insuficiência renal grave: o valor sérico da creatinina superior a 3 mg/100 ml pode-se tomar como referência. MONITORIZAÇÃO: Administração de altas doses requer monitoramento dos níveis de uréia sérica e creatinina.

ornItIna

HEPATOPATIAS

?

b

Hepa-Merz ampola 10mL (aspartato de ornitina 5g) ALERTA Vide Hepa-Merz envelope.
Manual Farmacêutico 2011/2012 283

oseltaMIVIr

ANTIVIRAL

?

c

Tamiflu 75mg cápsula Tamiflu 12mg/mL pó SS (frasco 30g) POSOLOGIA >12 anos e adultos: 1 cápsula 12/12 horas por 5 dias ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas • Dermatológicas: eritema multiforme (raro), edema facial, síndrome de StevensJohnson (rara), necrose epidérmica tóxica (rara) • Gastrointestinais: hemorragia gastrointestinal, colite hemorrágica • Hepática: hepatite • Imunológica: anafilaxia (rara) • Neurológica: convulsão • Psiquiátricas: comportamento anormal, delírio.

oXacIlIna

PENICILINA

1

b

Oxacilina 500mg (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,5 a 1g/dose, IV, cada 6h. Dose máxima: 2g, IV, 6 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 100 a 200mg/kg/dia, IV, cada 6h. Dose máxima: 12g/dia. Neonatos: Dose usual: 25 a 50mg/kg/dose, IV. Idade gestacional < ou = 29 semanas: Tempo de vida 0 a 28 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 28 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional 30 a 36 semanas: Tempo de vida 0 a 14 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 14 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional 37 a 44 semanas: Tempo de vida 0 a 7 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 7 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional > ou = 45 semanas: Tempo de vida - todos, intervalo 6 horas ALERTA ORIENTAÇÕES: indicado para Staphylococcus aureus e Streptococcus coagulase negativos. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Renal: nefrite intersticial (rara). PRECAUÇÕES: taxa de eliminação lenta em neonatos. Alterar a dosagem em pacientes com insuficiência renal e em idosos. MONITORIZAÇÃO: hemograma com diferencial; antes e durante a terapia (semanal). ALT e AST, periodicamente durante a terapia. Função renal,periodicamente durante a terapia.

284

Manual Farmacêutico 2011/2012

oXalIPlatIna

ONCOLÓGICO

d

a b c d e F G H I J K l M n o P Q

Eloxatin 100mg injetável – após reconstituição cada mL contém 2,5 a 5mg de oxaliplatina Eloxatin 50 mg injetável – após reconstituição cada mL contém 2,5 a 5mg de oxaliplatina ALERTA * Pausar amamentação.

oXcarbazePIna

ANTICONVULSIVANTE

?

c

Trileptal 300mg comprimido Trileptal SS 6% suspensão oral (frasco 100mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 900 a 1800mg/dia, VO, fracionados em 3 administrações. Dose máxima: 3g/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Crianças (4 - 16 anos): Dose usual: 8 a 10mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Dose máxima: 600mg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Vertigem, sonolência, cefaleia, ataxia, fadiga. • Náusea, dor abdominal. • Marcha anormal, tremor. • Diplopia, nistagmo, visão anormal. • SÉRIAS: • Dermatológica: Stevens-Johnson, necrose epidérmica tóxica • Endócrino/metabólica: hiponatremia (2,5% a 29,9%) • Imunológica: anafilaxia, reações de hipersensibilidade imune. • Outras: Angioedema INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com selegilina. MONITORIZAÇÃO: sódio sérico.

oXIbutInIna

DISFUNÇÃO VESICOESFINCTERIANA

?

b

r s t u V W X Y z

Retemic 5mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 5mg, VO, 1 a 4 vezes ao dia. Criança de 1 a 5 anos: 0,2 mg/kg/dose 2-3 vezes ao dia ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Vertigem, sonolência. • Xerostomia, constipação. • Retenção urinária. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com cloreto de potássio. CONTRAINDICAÇÕES: retenção gástrica, glaucoma de ângulo fechado (descontrolada), retenção urinária.

Manual Farmacêutico 2011/2012

285

oXIcodona

ANALGÉSICO NARCÓTICO

2

b

Oxycontin 10 mg comprimido ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • > 10%: • Fadiga, vertigem, sonolência, hipnestesia. • Prurido. • Náusea, vômito, constipação. • Fraqueza. • SÉRIAS: • Cardiovascular: hipotensão arterial, bradicardia. • Sistema respiratório: apneia, paradas respiratórias, depressão respiratória. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com naltrexona. MONITORIZAÇÃO: estado mental e respiratório; evacuações; sinais e sintomas de retirada, dor, pressão arterial.

ÓXIdo de zInco - assocIação
MISCELÂNEA-DERMATOLOGIA

1

**

Dermodex pomada POSOLOGIA Dose usual: aplicar uma camada da pomada sobre a área afetada, 1 a 2 vezes ao dia.

ÓXIdo de zInco - assocIação
MISCELÂNEA-DERMATOLOGIA

1

**

Hipoglós pomada POSOLOGIA Dose usual: aplicar uma camada da pomada sobre a área afetada, 1 a 2 vezes ao dia.

ÓXIdo de zInco - assocIação
MISCELÂNEA-DERMATOLOGIA

1

**

Pasta D’Água pasta POSOLOGIA Dose usual: aplicar uma camada da pomada sobre a área afetada, 1 a 2 vezes ao dia.

oXIMetazolIna

DESCONGESTIONANTE NASAL

?

c

Afrin Nasal Adulto 0,5mg/mL gotas (frasco 10mL) Afrin Nasal Infantil gotas (frasco 20mL) POSOLOGIA Adultos e Crianças (> 6 anos): Dose usual: 2 ou 3 gotas em cada narina, 2 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas, hipertensão arterial.

286

Manual Farmacêutico 2011/2012

oXItetracIclIna + HIdrocortIsona
ANTIMICROBIANO + CORTICOSTEROIDE TÓPICO

1 3

d d b

a b c d e F G H I

Terracortril otológico tubo 15g

PaclItaXel

ONCOLÓGICO

Taxol 30mg injetável (frasco ampola 5mL) Taxol 100mg (frasco ampola)

Palonosetrona

ANTIEMÉTICO

?

Onicit 0,25mg/5mL (ampola 5mL) ALERTAS REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Prurido. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com apomorfina.

PaMIdronato dIssÓdIco
INIBIDOR DO CATABOLISMO ÓSSEO

?

d

J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Pamidronato dissódico 30mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Tratamento da hipercalcemia induzida por tumor: Dose usual: 15 a 90mg, IV, em infusão única ou em infusões fracionadas durante 2 a 4 dias consecutivos. Metástases ósseas predominantemente líticas: Dose usual: 90mg, IV, em infusão única, em intervalos de 4 semanas. Tratamento da osteólise induzida por tumor sem hipercalcemia ou Doença de Paget: Dose usual: 30mg, IV, em intervalos de 1 semana ou 60mg, IV, em intervalos de 2 semanas. Crianças: Hipercalemia: 0,5 - 1mg/kg Osteogenese imperfecta: 0,5 - 3mg/kg/dia por 3 dias ALERTA ORIENTAÇÕES: Deve-se hidratar o paciente com soluções salinas antes e durante a infusão. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Febre, fadiga. • Hipofosfatemia, hipocalemia, hipomagnesemia, hipocalemia. • Náusea, anorexia. • Reação no local da aplicação. • SÉRIAS: • Musculosqueléticas: artralgia (13,6%), necrose óssea do maxilar, dor óssea (10% a 15%), mialgia (26%) • Neurológica: convulsão (2%) • Renal: Deterioração da função renal (8%). MONITORIZAÇÃO: níveis séricos de cálcio, eletrólitos, potássio, magnésio, fósforo. Hemograma com diferencial, hematócrito e / hemoglobina. Função renal (creatinina sérica), antes de cada tratamento. Albumina na urina; a cada 3 a 6 meses.

Manual Farmacêutico 2011/2012

287

PaMoato de PIrVÍnIo

ANTIPARASITÁRIO

?

c

Pyr-Pam suspensão 10mg/mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5 a 10mg/kg, VO, em dose única. Dose máxima: 600mg/dia, VO. Crianças: Dose usual: 10mg/kg, VO, em dose única. Dose máxima: 1g. ALERTA Pode causar rash, náuseas, vômitos, diarreia. Não usar em gestantes. Evitar exposição ao sol.

PancrelIPase

ENZIMA DIGESTIVA

3

c

Creon 10.000UI cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 3 a 8 cápsulas, VO, em doses fracionadas, administradas durante as refeições. Crianças (> 4 anos): Dose usual: 500U (lipase)/kg, VO, durante as refeições. Crianças (< 4 anos): Dose usual: 1000U (lipase)/kg, VO, durante as refeições. Lactentes: Dose usual: 2000 a 4000U (lipase)/120mL de leite ou leite materno. ALERTA ORIENTAÇÕES: não mastigar as microesferas. PRECAUÇÕES: não misturar com os alimentos macios com um pH superior a 5.5. Doses superiores a 6.000 unidades/ kg /alimento pode ser associada com colonopatia fibrosante (ou seja, estenose do cólon ascendente).

PancrelIPase

ENZIMA DIGESTIVA

3

c

Creon 25.000UI cápsula Atenção! Possui Corantes: óxido de ferro vermelho, óxido de ferro amarelo, dióxido de titânio e óxido de ferro preto POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 a 2 cápsulas, por refeição, e durante o lanche, 1 cápsula. ALERTA Vide Creon 10.000UI.

PancurÔnIo

BLOQUEADOR NEUROMUSCULAR

?

c

Pancuron 2mg/mL injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Intubação: Dose usual: 0,1mg/kg, IV.

288

Manual Farmacêutico 2011/2012

Crianças: Infusão contínua: 0,03 - 0,1 mg/kg/h. Neonatos: Dose usual: 0,1mg/kg (0,04 a 0,15mg/kg) IV. Dose relacionada com a necessidade de paralisia. Intervalo usual é de 1 a 2h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: hipertensão, taquiarritmia. • Neurológica: bloqueio neuromuscular prolongado • Respiratórias: apneia, broncoespasmo (raros), insuficiência respiratória. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: ter cautela com administração concomitante de furosemida, fenitoína, teofilina ou carbamazepina. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, a estimulação do nervo periférico, contração espasmódica muscular, gasometria, frequência respiratória.

a b c d e F G H I J K l M n o P
**

PantoPrazol

REDUTOR DA ACIDEZ GÁSTRICA

1

b

Pantozol 20mg comprimido Pantozol 40mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 20 a 40mg, VO ou IV, 1 vez ao dia. Crianças (6 - 13 anos): Dose usual: 20mg, 1 vez ao dia ou 0,5 - 1mg/kg/dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: > eficácia quando administrado em jejum. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Gastrointestinal: gastrite atrófica • Hematológica: trombocitopenia (< 1%) • Imunológicas: síndrome de Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica • Musculosqueléticas: fratura do quadril, rabdomiólise. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: utilização concomitante de atazanavir não recomendada.

PaPaÍna
Papaína pó

CICATRIZANTE

?

Q r s

POSOLOGIA Dose usual: aplicar sobre a área afetada, 1 vez ao dia.

PaPaVerIna

DISFUNÇÃO ERÉTIL

3

c

t u V W X Y z

Papaverina 0,1g injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Dose usual: 10 a 100mg, por via intracavernosa. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: acidose • Hepática: hepatotoxicidade • Neurológica: aumento da pressão intracraniana • Reprodutiva: priapismo. MONITORIZAÇÃO: função hepática, sinais vitais, durante o tratamento.

Manual Farmacêutico 2011/2012

289

ParacetaMol ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL
Paracetamol 200mg supositório

1

b

POSOLOGIA Crianças: Dose usual: 10 a 15mg/kg, VR, em intervalos de 6h (não exceder 5 doses em 24h). Neonatos: Dose de ataque: 30mg/kg, VR. Dose de manutenção: 20mg/kg, VR. Intervalos: Pré-termo: < 32 semanas IG, a cada 12h. Pré-termo: > 32 semanas IG, a cada 8h. Termo: a cada 6h. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: Em pacientes com deficiência de G6PD. PRECAUÇÕES: Não exceder 5 doses em 24hs. Tratamento da superdosagem com N-acetilcisteína. MONITORIZAÇÃO: testes da função hepática, em pacientes medicados com doses elevadas ou pré-disposição a toxicidade hepática. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Gastrointestinal: hemorragia gastrointestinal • Hepática: hepatotoxicidade • Renal: nefrotoxicidade • Respiratória: pneumonite.

ParacetaMol

ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL

1

b

Tylenol 200mg/mL gotas (frasco 15mL) – 15gts/mL. Atenção! Possui corante amarelo crepúsculo FDE 6 Tylenol criança 160mg/5mL solução oral – Possui corante FDC vermelho nº40 Tylenol 750mg comprimido - não contém corante POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 750mg, VO, em intervalos de até 4h, se necessário. Dose máxima: 3g/dia. Crianças: Dose usual: 10 a 15mg/kg, VO, em intervalos de 4 a 6h. Dose máxima: 5 doses/dia. Neonatos: Dose de ataque: 24mg/kg, VO. Dose de manutenção: 12mg/kg/dose, VO. Intervalos: Termo: a cada 6h. Pré-termo: = ou > 32 semanas IG, a cada 8h. Pré-termo: < 32 semanas IG, a cada 12h.

290

Manual Farmacêutico 2011/2012

AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 6-8h 80-50 6-8h 50-10 8-12h após hD 500mg

a
Dose em diálise
diária em DP Clcr<10

b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

ALERTA Vide Paracetamol supositório.

ParoXetIna

ANTIDEPRESSIVO

?

d

Aropax 20mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 20 a 50mg/dia, VO. ALERTA PRECAUÇÕES: exposição no 1º trimestre de gravidez pode aumentar o risco de malformação. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia, sonolência, vertigem, insônia. • Náusea, xerostomia, constipação, diarreia. • Distúrbios ejaculatórios. • Fraqueza. • Diaforese. • SÉRIAS: • Cardiovascular: hemorragia (rara) • Endócrino/metabólica: hiponatremia (rara) • Neurológica: convulsão (rara) • Psiquiátricas: depressão, exacerbação, hipomania (0,3 a 2,2%); mania (rara); pensamentos suicidas (raros); suicídio (raro) INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com clorgilina, furazolidona, iproniazida, isocarboxazida, linezolida, moclobemida, nialamida; pargilina, fenelzina, pimozida; procarbazine, selegilina, tioridazina, toloxatone, tranilcipramina.

PenIcIlIna G

PENICILINA

1

b

Benzilpenicilina potássica 5.000.000UI injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5 a 30 milhões UI/dia, IV, cada 4h. Crianças: Infecções leves: Dose usual: 25.000 a 50.000UI/kg/dia, IV ou IM, fracionados em 4 administrações. Infecções graves: Dose usual: 100.000 a 400.000UI/kg/dia, IV, fracionados em 6 doses diárias. Neonatos: Idade < 7 dia: Peso < 2kg: 50.000UI/kg/dia, IV, cada 12h. Meningite: 100.000UI/kg/dia, IV, cada 12h. Peso > 2kg: 75.000UI/kg/dia, IV, cada 8h. Meningite: 150.000UI/kg/dia, IV, cada 8h. Meningite por streptococcus B: 250.000UI/kg/dia, IV, cada 8h.

Manual Farmacêutico 2011/2012

291

Idade > 7 dias: Peso < 1,2kg: 50.000UI/kg/dia, IV, cada 12h. Meningite: 100.000UI/kg/dia, IV, cada 12h. Peso 1,2 a 2kg: 75.000UI/kg/dia, IV, cada 8h. Meningite: 150.000UI/kg/dia, IV, cada 8h. Peso > 2kg: 100.000UI/kg/dia, IV, cada 6h. Meningite: 200.000UI/kg/dia, IV, cada 6h. Meningite por streptococcus B: 450.000UI/kg/dia, IV, cada 6h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Diarreia, vômito, náusea, candidíase oral. • SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: hipercalemia. • Hematológica: anemia hemolítica, com doses altas IV • Imunológica: hipersensibilidade imune • Neurológicas: convulsão, principalmente em pacientes com insuficiência renal, crianças, idosos, meningite e antecedente convulsivo. • Renais: nefrite intersticial, com erupções cutâneas, febre, eosinofilia. MONITORIZAÇÃO: Níveis séricos de potássio, balanço eletrolítico. Função renal, em terapia prolongada com altas doses.

PentoXIFIlIna

MISCELÂNEA-HEMATOLOGIA

1

c

Pentox 100mg injetável (ampola 5mL) POSOLOGIA Dose e frequência de acordo com a terapia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: angina (< 1%), arritmias cardíacas (raras), edema (< 1%), hipotensão (< 1%) • Hematológicas: anemia aplástica (rara), leucopenia (rara),trombocitopenia (rara) • Hepática: hepatite, aumento da função hepática, icterícia (rara) • Neurológicas: confusão (< 1%), convulsão (< 1%) • Psiquiátrica: Depressão (< 1%) PRECAUÇÕES: coagulopatias, cirurgia recente, aumento do risco de hemorragia.

PentoXIFIlIna

MISCELÂNEA-HEMATOLOGIA

1

c

Pentox 400mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 1 comprimido 3 vezes ao dia. ALERTA Vide Pentoxifilina IV.

PerFluoroctano

SOLUÇÃO OFTÁLMICA

?

c*

Eftiar octane (frasco 5mL) Posologia Dose usual: uso e dosagem a critério médico. Em cirurgia de retina deverá ser removido imediatamente.

292

Manual Farmacêutico 2011/2012

PerIcIazIna

NEUROLÉPTICO

c*

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s

Neuleptil Adulto 4% gotas (frasco 20mL) – 40gts/mL Neuleptil Infantil 1% gotas (frasco 20mL) – 40gts/mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5 a 25mg/dia, VO, 2 a 3 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 1mg/kg/dia, VO, 2 a 3 vezes ao dia. ALERTA * Segundo bula, avaliar risco-benefício na amamentação. PRECAUÇÕES: ter cautela em pacientes com doença cardiovascular (hipotensão e taquicardia, podem ocorrer), constipação, retenção urinária e glaucoma (aumento do efeito anticolinérgico). MONITORIZAÇÃO: testes de função hepática, contagem das células do sangue com diferencial, periodicamente, em casos de terapia prolongada.

PerManGanato de PotássIo

ANTISSÉPTICO

1

**

Permanganato de potássio 100mg comprimido – antibacteriano, antisséptico e secativo, principalmente em lesões exsudativas. POSOLOGIA Dose: diluir 1 comprimido em 1 litro de água (1:10.000) ou 1 comprimido em 4 litros de água (1:40.000), uso externo ou tópico.

PIcossulFato sÓdIco

LAXANTE

**

Guttalax 7,5mg/mL gotas – 15gts/mL POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2,5 a 5mg (6 a 13 gotas), VO, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 1,25 a 2,5mg (3 a 6 gotas), VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 7,5mg/dia, VO. ALERTA * Segundo bula, é desaconselhável na amamentação. Cólicas abdominais, diarreia e distúrbios hidroeletrolíticos.
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA/ SUPLEMENTO MINERAL

PIdolato de MaGnÉsIo

?

a/b t

Pidomag 150mg/mL solução POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 3g (20mL), VO, 1 vez ao dia.

u V
?

PIlocarPIna

ANTIGLAUCOMA

c

W X Y z

Pilocarpina 2% colírio POSOLOGIA Dose usual: 1 gota via ocular, 4 vezes ao dia. A dose pode ser aumentada em caso de glaucoma agudo.
Manual Farmacêutico 2011/2012 293

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Oftálmica: descolamento da retina (raro). • Em crianças: miose, espasmo ciliar, visão borrada, fotofobia, irite aguda, ceratite, congestão conjuntival e ciliar. MONITORIZAÇÃO: pressão intraocular periodicamente durante a terapia.

PInaVerIo

ANTIESPASMÓDICO

**

Dicetel 100mg comprimido revestido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100 mg, VO, 2 vezes ao dia. Dose máxima: 100 mg, VO, 3 vezes ao dia. Preparações de enema opaco Dose usual: 2 comprimidos de 100mg, diários, nos três dias anteriores ao exame. ALERTA * Segundo bula, não utilizar durante o período de amamentação. ORIENTAÇÕES: devido às suas propriedades irritantes das mucosas, recomenda-se ser tomado com um copo de água durante as refeições ou lanches, e que não sejam engolidos comprimidos na posição deitada ou pouco antes de deitar. PRECAUÇÕES: ter cautela em pacientes com úlcera duodenal, gástrica ou esofágica. MONITORIZAÇÃO: testes gastrointestinais (por exemplo, endoscopia, cintilografia, e avaliação da motilidade colônica).

PIndolol

ANTI-HIPERTENSIVO

3

b

Visken 5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Angina: Dose inicial: 2,5 a 5mg/dia, VO. Dose de manutenção: 10 a 40mg/dia, VO, fracionados em até 3 vezes. Hipertensão: Dose inicial: 5mg, VO, 2 a 3 vezes ao dia. Dose máxima: 60mg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: insuficiência cardíaca (2%). INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com tioridazina. CONTRAINDICAÇÕES: asma brônquica ou doença pulmonar obstrutiva crônica, choque cardiogênico, manifestação de insuficiência cardíaca, bloqueio AV de segundo e terceiro grau, bradicardia sinusal severa.

PIoGlItasona

HIPOGLICEMIANTE

c

Actos 15mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 15mg, VO, uma vez ao dia.

294

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA * Segundo bula, não utilizar durante o período de amamentação. ORIENTAÇÕES: insuficiência cardíaca pode desenvolver ou ser exarcebada devido à retenção de fluidos. CONTRAINDICAÇÕES: Insuficiência cardíaca. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hepática: hepatotoxicidade (rara) • Musculoesquelética: fratura óssea (5,1%) • Oftálmica: edema macular da retina MONITORIZAÇÃO: Glicemia de jejum, pressão arterial, painel lipídico, exame ocular. Creatinina sérica, microalbuminúria. Hemoglobina, hematócrito. Função hepática.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

PIPeracIlIna sÓdIca + tazobactaM PENICILINA

b

Tazocin 4,5g injetável (frasco ampola) – cada fap contém pipercilina sódica equivalente a 4g de piperaclina e tazobactam sódica equivalente a 500mg de tazobactam POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 4,5g, IV, de 8/8h. Dose máxima: 4,5g, IV, de 6/6h. Crianças (< 6 meses): Dose usual: 150 a 300mg/kg/dia, fracionados em 3 a 4 administrações. Crianças (> 6 meses): Dose usual: 240 a 400mg/kg/dia, fracionados em 3 a 4 administrações. Neonatos: Dose usual: 50 a 100mg/kg/dose, IV, infundido em 30min. Idade gestacional < ou = 29 semanas: Tempo de vida 0 a 28 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 28 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional 30 a 36 semanas: Tempo de vida 0 a 14 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 14 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional 37 a 44 semanas: Tempo de vida 0 a 7 dias, intervalo 12 horas Tempo de vida > 7 dias, intervalo 8 horas Idade gestacional > ou = 45 semanas: Tempo de vida - todos, intervalo 6 horas AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 3-4g q4h >80 q4h 80-50 q6h 50-10 q8h <10 (anúria) q8h

Dose em diálise
após hD 3-4g diária em DP q8h

ALERTA * Compatível; pode causar diarreia no RN. ORIENTAÇÕES: contém 1,85 mEq de Na+/g. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Diarreia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

295

• SÉRIAS: • Anafilaxia. PRECAUÇÕES: manifestações hemorrágicas, especialmente em doentes com insuficiência renal; pacientes com fibrose cística; risco aumentado de febre e rash; pacientes que requerem restrição de sódio.

PIPerIdolato + HesPerIdIna + ácIdo ascÓrbIco PREVENÇÃO DE PARTO PREMATURO
Dactil OB drágea POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 drágea, VO, 4 vezes ao dia. ALERTA Contraindicações: Em glaucoma.

?

b*

PIrIdostIGMIna
OUTROS - SISTEMA NERVOSO CENTRAL

1

c

Mestinon 60mg comprimido POSOLOGIA Miastenia grave: Crianças: Dose usual: 7mg/kg/24horas, VO, divididos em 5-6 doses. Adultos: Dose usual: 60-1500mg/dia, VO, geralmente 600mg/dia divididos em 5-6 doses espaçadas para prover o alívio máximo. ALERTA O comprimido deve ser engolido inteiro REAÇÕES ADVERSAS: • Cardiovasculares: alterações eletrocardiográficas inespecíficas, arritmias (prinicipalmente bradicardia), bloqueio atrioventricular, hipotensão arterial, parada cardíaca, redução de monóxido de carbono, ritmo nodal, rubores, síncope, taquicardia • Dermatológicas: rash cutâneo, urticária, pele seca • Gastrintestinais: cólicas estomacais, diarreia, disfagia, dor abdominal, flatulência, hiperperistaltismo, náusea, salivação, vômito • Geniturinárias: urgência miccional • Neuromusculares e esqueléticas: artralgia, câimbras musculares, disartria, espasmos, fasciculações, fraqueza, mialgia • Oculares: ambliopia, lacrimejamento, miose, diplopia, hiperemia conjuntival • Respiratórias: aumento de secreções brônquicas, broncoespasmo, constrição bronquiolar, depressão respiratória, dispneia, apneia, laringoespasmo, paralisia de músculos respiratórios • SNC: cefaleia, convulsões, disfonia, perda de consciência, sonolência, tontura • Miscelânea: anafilaxia, aumento da diaforese, reações alérgicas CONTRAINDICAÇÕES: obstrução gastrintestinal ou geniturinária. PRECAUÇÕES: utilizar com cuidado em pacientes com epilepsia, asma, bradicardia, hipertireoidismo, arritmias cardíacas ou úlcera péptica.

296

Manual Farmacêutico 2011/2012

PIrIdoXIna

VITAMINA

a

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V

Seis B 100mg comprimido POSOLOGIA Adultos e crianças (> 2 anos): Dose usual: 25 - 600mg/dia, VO. Dose manutenção: 50mg/dia. ALERTA * Uso em altas doses. Cuidado - idosos.

PIrIdoXIna

VITAMINA/ANTÍDOTO

3

a

Adermina 150mg/mL injetável (ampola 2mL) Vitamina B6 150mg/mL injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 300 a 600mg, IV, 1 vez ao dia. Crianças: Deficiência vitamínica: Dose usual: 5 a 25mg/dia, por 3 semanas. Neonatos: Teste terapêutico de convulsões por deficiência vitamínica B6: Dose ataque: 50 a 100mg, IV. Dose manutenção: 50mg/dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: Administrar com EEG, se possível, em teste terapêutico. MONITORIZAÇÃO: Enzimas hepáticas e ácido fólico.

PIrIMetaMIna

ANTIPARASITÁRIO

3

c

Daraprin 25mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 25 a 50mg/dia, VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 200mg/dia, VO, dose de ataque. Crianças: Dose usual: 1 a 2mg/kg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológica: síndrome de Stevens-Johnson (rara) • Hematológicas: leucopenia, anemia megaloblástica. CONTRAINDICAÇÕES: anemia megaloblástica devida a deficiência de folato.

PolIestIreno sulFonato de cálcIo
RESINA DE TROCA IÔNICA

?

**

W X Y z

Sorcal pó (envelope 30g) POSOLOGIA Adultos e idosos: Dose usual: 15g, VO, em intervalos de 6 a 8h ou 30g, VR, em intervalos de 24h.

Manual Farmacêutico 2011/2012

297

Crianças: Hiperpotassemia aguda: Dose usual: 1g/kg/dia, VO, em doses fracionadas ou 1g/kg, VR, em intervalos de 24h. Dose usual: 1g/kg, VR, em intervalos de 24h. Neonatos: Hiperpotassemia: Dose usual: 1g/kg, VR, com o tempo mínimo de retenção de 30min. ALERTA ORIENTAÇÕES: diluir cada grama de resina em 4 mL de solução aquosa. Não usar sucos de frutas ou soluções que contenham K+. Sorbitol pode ser utilizado como diluente. REAÇÕES ADVERSAS: • Obstipação intestinal SÉRIAS: • Bronquite, aguda • Broncopneumonia • Eletrólitos anormais • Necrose Gastrointestinal. • Hipocalcemia • Hipocalemia

PolIMIXIna b

ANTIMICROBIANOS-MISCELÂNEA

1

b

Sulfato de Polimixina B (frasco ampola) POSOLOGIA Dose usual: 25.000UI/Kg/dia, IV. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 7500-12500 U/kg/dia q12h >80 12h 80-50 12h 50-10 5625-12500 U/kg/dia 12h <10 (anúria) 3750-6250 U/kg/dia q12h

Dose em diálise
diária em DP Clcr<10

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Nefrotoxicidade. • Neurotoxicidade, irritabilidade, fraqueza, ataxia, sonolência, extremidades com entorpecimento, visão turva. • Paralisia, bloqueio neuromuscular e depressão respiratória, especialmente quando administrado logo após a anestesia ou relaxantes musculares.

PolIMIXIna b + FluocInolona + lIdocaÍna + neoMIcIna TÓPICO OTOLÓGICO
Otomixyn gotas otológicas POSOLOGIA Dose usual: 3 a 4 gotas via otológica, 2 a 4 vezes ao dia.

?

c*

298

Manual Farmacêutico 2011/2012

PolIVIdona

ANTISSÉPTICO

2

c

a b c d

PVP Iodo 5% colírio POSOLOGIA Assepsia no intraoperatório: Dose usual: 1 a 2 gotas antes do procedimento.

PolIVItaMÍnIco coM MIneraIs
POLIVITAMÍNICO COM MINERAIS

?

**

e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Clusivol solução 240mL POSOLOGIA Crianças: Dose usual: 2,5 a 5mL, VO, dia (1 a 3 anos). 5mL, VO, dia (4 a 6 anos). 10 mL, VO, dia (7 a 11 anos). Adultos e adolescentes: Dose usual: 20mL, VO, dia

PolIVItaMÍnIco coM MIneraIs
POLIVITAMÍNICO COM MINERAIS

1

**

Materna comprimido - vitamina A (como betacaroteno, acetato de retinol), tiamina (vitamina B1) (como nitrato de tiamina), riboflavina (vitamina B2), piridoxina (vitamina B6) (como cloridrato de piridoxina), cianocobalamina (vitamina B12), nicotinamida, ácido ascórbico (vitamina C), colecalciferol (vitamina D3), acetato de racealfatocoferol (vitamina E), biotina, ácido fólico, ácido pantotênico (como pantotenato de cálcio), cálcio (como carbonato de cálcio), cromo (como cloreto de cromo hexaidratado), cobre (como óxido cúprico), ferro (como fumarato ferroso), iodo (como iodeto de potássio), magnésio (como óxido de magnésio), manganês (como sulfato de manganês), molibdênio (como molibdato de sódio), selênio (como selenato de sódio), zinco (como óxido de zinco). Atenção! Possui corante opadry rosa POSOLOGIA Dose usual: 1 comprimido, VO, 1 a 2 vezes ao dia.

PolIVItaMÍnIco coM MIneraIs
POLIVITAMÍNICO COM MINERAIS

?

**

Sustacal pó POSOLOGIA Dose usual: determinada pelo Departamento de Nutrição, conforme necessidade do paciente

PolIVItaMÍnIco seM MIneraIs
POLIVITAMÍNICO SEM MINERAIS

?

**

Citoneurin 5000 drágea POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 drágeas, VO, 3 vezes ao dia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

299

PolIVItaMÍnIco seM MIneraIs
POLIVITAMÍNICO SEM MINERAIS

?

**

Citoneurin 5000 injetável (ampola 3ml) – cada mL (ampola I) contém 100mg de Vita B1, 100mg de Vita B6 e cada mL (ampola II) contém 5.000mcg de Vita B12 POSOLOGIA Dose inicial: 3mL, IM, 1 vez ao dia. Dose de manutenção: 3 mL, IM, a cada 2 a 3 dias.

PralIdoXIMa MesIlato

ANTÍDOTO

X

c

Contrathion 200mg injetável (frasco ampola) – cada fap contém 200mg de pralidoxima e cada ampola de solvente contém 10mL de solução de cloreto de sódio 0,9% POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 a 2g (5 a 10 frascos), IV, 4 vezes ao dia, durante 72h. Crianças: Dose usual: 20 a 50mg/kg/dose, IV. Se não ocorrer melhora na fraqueza muscular, repetir em 1 a 2h, depois em intervalos de 10 a 12h se os sintomas colinérgicos retornarem. ALERTA ORIENTAÇÕES: usar em associação com atropina. MONITORIZAÇÃO: frequência cardíaca, frequência respiratória, pressão arterial, ECG contínuo, é requerido monitorar pressão arterial é requerido para administração IV.

PraMIPeXol

ANTIPARKISONIANO

3

c

Sifrol 0,125mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,375mg/dia, VO. Dose máxima: 4,5mg/dia VO ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipotensão postural. • Anestesia, vertigem, sonolência, insônia, alucinações, sonhos anormais. • Náusea, constipação. • Fraqueza, discinesia. • SÉRIAS: • Cardiovascular: hipotensão ortostática (frequente) • Neurológica: discinesia, pacientes com doença avançada (47%). MONITORIZAÇÃO: redução dos movimentos extrapiramidais, rigidez, tremor, distúrbios da marcha, pressão arterial, sonolência, função renal, sinais e sintomas semelhantes à síndrome de retirada abrupta ou redução da dose.

PrednIsolona

ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

1

b

Predsim solução oral (3mg/mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5 a 60mL/dia, VO, 1 vez ao dia.
300 Manual Farmacêutico 2011/2012

Crianças: Dose usual: 1 a 2mg/kg/dia, 2 vezes. Dose máxima: 60mg/dia. Neonatos: Dose usual: 0,5 a 1mg/kg/dia, VO, de 12/12h. AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 80-50 Sem correção 50-10 Após hD Sim

a b c
Dose em diálise
diária em DP Sem correção

d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z
301

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • > 10%: • Insônia, nervosismo. • Aumento do apetite, indigestão. • SÉRIAS: • Endócrino/metabólicas: insuficiência adrenal, síndrome de Cushing, desordem de fluido e/ou eletrólitos, insuficiência adrenocortical induzida pela droga, hiperglicemia. • Musculoesquelética: osteoporose, especialmente em idosos. • Oftálmicas: catarata, glaucoma. • Respiratória: tuberculose pulmonar. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com vacina contra rotavírus vivos. MONITORIZAÇÃO: Pressão arterial, glicemia e eletrólitos.

PrednIsolona

ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

1

c

Pred Fort 10mg/mL colírio – cada mL contém 10mg de Acetato de prednisolona POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: 1 a 2 gotas, em intervalos de 2 a 4h. Durante as 24 e 48 horas iniciais, a dosagem pode ser aumentada em 2 gotas cada hora. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: em infecções fúngicas, virais ou por microbactérias, ou ainda por infecções por herpes simples (pode exacerbar ou ativar a infecção). PRECAUÇÕES: uso prolongado pode resultar em glaucoma, catarata, defeitos visuais, elevação da pressão intraocular e aumento de infecções oculares secundárias. Cirurgia; pode retardar cicatrização e aumentar as chances de formação borbulha. MONITORIZAÇÃO: pressão intraocular com terapia prolongada (10 dias ou mais).

PrednIsona

ANTI-INFLAMATÓRIO HORMONAL

1

b

Meticorten 20mg comprimido Meticorten 5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5 a 80mg/dia, VO, 1 vez ao dia, pela manhã.

Manual Farmacêutico 2011/2012

Crianças: Imunossupressor: Dose usual: 0,05 a 2mg/kg/dia, VO, 1 a 4 vezes ao dia. Tratamento da asma: Dose usual: 1 a 2mg/kg/dia. Dose máxima: 60mg/dia. ALERTA Vide Prednisolona.

PeMetreXede

ONCOLÓGICO

X

d

Alimta 500mg injetável – após reconstituir os frascos de 500mg com 20mL de Cloreto de sódio inj 0,9%, a solução apresentará uma concentração de 25mg/mL de premetrexed

ProGesterona MIcronIzada
PREVENÇÃO DO PARTO PREMATURO

2

X

Utrogestan 200mcg cápsula ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Câncer de mama • Acidente vascular cerebral • Colecistectomia • Demência • Gravidez ectópica • Infarto do miocárdio • Embolia pulmonar • Tromboflebite • Trombose da artéria retiniana • Tromboembolismo venoso • Otosclerose. PRECAUÇÕES: o uso concomitante de tabaco aumenta o risco de doença vascular arterial. CONTRAINDICAÇÕES: neoplasia estrogênio-dependentes, sangramento vaginal (anormal ou não diagnosticado), doença hepática, história de doença tromboembólica, porfiria, colagenoses, otoesclerose. MONITORIZAÇÃO: exames ginecológicos (mama, pélvico), pelo menos, anualmente; mamografia a cada 1 ou 3 anos. Biópsia endometrial se apresentar espessamento endometrial.

ProMestrIeno
Colpotrofine CR VA

HORMÔNIO SEXUAL

?

**

ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: Neoplasia estrogênio-dependentes, sangramento vaginal (anormal ou não diagnosticado). MONITORIZAÇÃO: exames ginecológicos (mama, pélvico), pelo menos, anualmente; mamografia a cada 1 ou 3 anos. Monitorar espessura endometrial.

302

Manual Farmacêutico 2011/2012

ProMetazIna

ANTIALÉRGICO

?

c

a b c d e F G H I

Fenergan 25mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Antiemético: Dose usual: 12,5 a 25mg, VO, 4 a 6 vezes ao dia. Anti-histamínico: Dose usual: 10 a 12,5mg, VO, 2 vezes ao dia. Hiperemese gravídica: Dose usual: 12,5 a 25mg, VO a cada 24h. Crianças: Dose usual: 0,25 - 1mg/kg/dose. Dose máxima: 25mg, 4 - 6 vezes ao dia. Anti-histamínico: Dose usual: 0,1mg/kg/dose, VO, 4 vezes ao dia. ALERTA Vide prometazina injetável.

ProMetazIna

ANTIALÉRGICO

?

c

J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Fenergan 50mg injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Anti-histamínico: Dose usual: 25mg, IM ou IV, repetido em 2h, se necessário. Antiemético: Dose usual: 12,5 a 25mg, IM ou IV, 6 vezes ao dia. Hipnótico/sedativo: Dose usual: 25 a 50mg, IM ou IV. Hiperemese gravídica: Dose usual: 12,5 a 25mg, IM, a cada 24h. Crianças: Anti-histamínico: Dose usual: 0,1 - 0,2mg/kg/dose, IM, 4 vezes ao dia. Antiemético: Dose usual: 0,25 a 0,5mg/kg/dose, IM, 4 vezes ao dia. Hipnótico/sedativo: Dose usual: 0,5 a 1mg/kg/dose, IV ou IM. ALERTA ORIENTAÇÕES: evitar o uso endovenoso, quando necessário, fazer lento. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Agranulocitose • Apneia • Icterícia • Leucopenia • Síndrome neuroléptica maligna • Depressão respiratória • Trombocitopenia CONTRAINDICAÇÕES: pacientes pediátricos com menos de 2 anos de idade, injeção subcutânea ou intra-arterial. Sintomas do trato respiratório inferior, incluindo asma. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com cisaprida, grepafloxacin.

Manual Farmacêutico 2011/2012

303

ProPaFenona

ANTIARRÍTMICO

1

c

Ritmonorm 300mg comprimido POSOLOGIA Dose mínima: 150mg, VO, 3 vezes ao dia. Dose usual: 300mg, VO, 2 vezes ao dia. Dose máxima: 300mg, VO, 3 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Angina • Bloqueio atrioventricular • bradiarritmia • Broncoespasmo • Insuficiência cardíaca congestiva • Distúrbio da estrutura hematopoética • Hepatotoxicidade • Hipotensão • Lúpus eritematoso sistêmico MONITORIZAÇÃO: Controlar sintomas de hepatotoxicidade.

ProPatIlnItrato

ANTIANGINOSO

3

**

Sustrate 10mg comprimido sublingual POSOLOGIA Dose usual: 10 a 40mg/dia, SL, 4 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: No uso em pacientes com glaucoma e hipertensão intracraniana.

ProPoFol

ANESTÉSICO VENOSO NÃO-OPIOIDE

1

b

Diprivan/Fresofol 10 mg/mL (ampola 20mL) Diprivan PFS (seringa 50mL) – (1%) – cada mL contém 10mg de propofol Fresofol injetável (frasco 100mL) POSOLOGIA Adultos: Indução: Dose usual: 1,5 a 2,5mg/kg, IV. Hipnose: Dose usual: 100 a 200mcg/kg, IV. Sedação: Dose usual: 25 a 75mcg/kg, IV. Crianças: Dose usual: 2,5 a 3,5mg/kg. ALERTA ORIENTAÇÕES: uso com técnica asséptica. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipotensão. • Queimação no local da aplicação, dor. • Apneia, durante 30-60 segundos.

304

Manual Farmacêutico 2011/2012

• SÉRIAS: • Cardiovasculares: bradicardia (4,8%), insuficiência cardíaca (até 10%), hipertensão arterial. • Gastrointestinais: pancreatite • Imunológica: anafilaxia (rara) • Neurológica: convulsão • Renal: insuficiência renal aguda • Reprodutiva: priapismo • Respiratórias: apneia, acidose respiratória. • Outras: septicemia bacteriana, síndrome de infusão. PRECAUÇÕES: 2 a 2,5 mg/kg provocam perda de consciência. Pediátrica infusões prolongadas (18-115 horas) podem estar associadas à acidose metabólica, bradiarritmia e insuficiência miocárdica. CUIDADO: contraindicado em pacientes com hipersensibilidade a ovo, soja, amendoim. MONITORIZAÇÃO: frequência cardiorespiratória, pressão arterial, triglicerídeos séricos previamente ao inicio da terapia, e 3-7 dias após.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

ProPranolol
ANTI-HIPERTENSIVO/ANTIARRÍTMICO/ANTIENXAQUECOSO

1

c

Inderal 10mg comprimido Inderal 40mg comprimido POSOLOGIA Neonatos: Dose usual: 0,25mg/kg/dose, a cada 6 - 8h. Crianças: Dose usual: 0,5 - 1mg/kg/dia, a cada 6 - 8h. Dose máxima: 60mg/dia. Adultos: Angina: Dose usual: 10 a 320mg/dia, VO, fracionados em 2 a 3 administrações. Hipertensão: Dose de manutenção: 10 a 320mg/dia, VO, fracionados em 2 a 3 administrações. Infarto: Dose usual: 10 a 320mg/dia, VO, fracionados em 2 a 4 administrações. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: parada cardiorespiratória, insuficiência cardíaca congestiva, infarto do miocárdio. • Dermatológicas: eritema multiforme, síndrome de Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica • Respiratórias: asma, broncoespasmo. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com tioridazina. CONTRAINDICAÇÕES: asma, choque cardiogênico, bloqueio cardíaco, segundo e terceiro grau, bradicardia sinusal. MONITORIZAÇÃO: frequência cardíaca e pressão arterial.

ProstaGlandIna e

VASODILATADOR CEREBRAL

?

b

Prostavasin 20mcg ampola ALERTA Vide Alprostadil

Manual Farmacêutico 2011/2012

305

ProtaMIna clorIdrato

ANTÍDOTO

?

c

Protamina cloridrato injetável (ampola 5mL) POSOLOGIA Dose usual: 1mL de protamina neutraliza 1000UI de heparina. Dose máxima: 50mg, IV, em infusão, por 10 min. Neonatos: Dose usual: para cada 100UI de heparina (origem porcina) estimada, que permanece no paciente, administrar 1mg em infusão IV lenta (em 3 a 5min). Não exceder velocidade de infusão > 5mg/min. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: bradicardia, hipotensão. • Imunológicas: reações de hipersensibilidade MONITORIZAÇÃO: testes de coagulação, TTPA, pressão arterial e frequência cardíaca, durante a infusão.

Protetor Para ostoMIa
MISCELÂNEA-DERMATOLOGIA

?

**

Stomahesive pasta Stomahesive pó POSOLOGIA Dose usual: Aplicar sobre a área afetada.

ProtIrelIna

MISCELÂNEA-DIAGNÓSTICO

?

c

TRH 200mcg/mL injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Dose usual: 200 a 500mcg, IV. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Neurológicas: convulsão, em pacientes com condições predisponentes (rara) • Oftálmica: amaurose, em pacientes com tumores. MONITORIZAÇÃO: Pressão arterial antes da administração e em intervalos frequentes durante os 15 minutos após a administração.

ProXIMetacaÍna
Anestalcon 0,5% colírio Visonest colírio

ANESTÉSICO OFTÁLMICO

?

**

POSOLOGIA Adultos e crianças: Anestesia prolongada (cirurgias com anestesia tópica): Dose usual: 1 gota, cada 5 a 10min, 4 a 6 vezes. Utilização primariamente para exames/procedimentos. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Ceratite, sinal de reação grave de hiperalergia da córnea. PRECAUÇÕES: o uso prolongado não é recomendado, pode ocorrer necrose de córnea.

306

Manual Farmacêutico 2011/2012

QuetIaPIna

NEUROLÉPTICO

1

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Seroquel 100mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 25 a 150/dia. Dose máxima: 750mg/dia. Idosos: Dose usual: 25 a 50mg/dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Agitação, vertigem, cefaleia, sonolência. • Aumento do colesterol, aumento dos triglicéridos. • Aumento do peso, xerostomia. • SÉRIAS: • Cardiovascular: síncope • Hematológicas: agranulocitose, leucopenia, neutropenia (0,3%) • Imunológica: anafilaxia • Neurológicas: síndrome neuroléptica maligna (rara), convulsão, discinesia tardia • Psiquiátrica: pensamentos suicidas • Reprodutiva: priapismo INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com bepridil; cisaprida; mesoridazina; terfenadina; tioridazina. MONITORIZAÇÃO: Hemograma; basal e periodicamente durante a terapêutica, em pacientes com história de leucopenia/neutropenia fármaco-induzida. ECG; basal e periodicamente durante o tratamento. Glicemia de jejum; basal e periodicamente durante a terapêutica, em pacientes com fatores de risco (por exemplo, obesidade, histórico familiar) ou com diabetes mellitus preexistente.

QuetIaPIna

NEUROLÉPTICO

1

c

Seroquel 25mg comprimido POSOLOGIA Adultos Dose inicial: 25 a 50mg, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA Vide Quetiapina cápsula.

QuInIdIna

ANTIARRÍTMICO

1

c

Quinicardine 200mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Fibrilação atrial aguda: Dose usual: 200mg, VO, a cada 2h até reversão ou dose máxima de 1,2g. Dose de manutenção: 200mg, VO, 3 a 4 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 30mg/kg/dia, VO, fracionados em 5 administrações. Neonatos: Dose usual: 2 a 10mg/kg/dose a cada 2 a 6h até que se alcance o efeito desejado ou ocorra toxicidade.

Manual Farmacêutico 2011/2012

307

AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 80-50 Sem correção 50-10 Após hD Sim

Dose em diálise
diária em DP Sem correção

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Prolongação do intervalo QT. • Vertigem. • Diarreia, sabor amargo, anorexia, náusea, vômito, câimbra estomacal. • SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas, eventos pró-arrítmicos (2%), torsades de pointes (1% -8%) • Hematológica: mielossupressão (rara) • Hepática: hepatotoxicidade (rara) • Imunológica: lúpus eritematoso sistêmico • Renal: doença renal (rara) MONITORIZAÇÃO: testes de função hepática e renal. Deve ser periodicamente monitorado em administração prolongada. CONTRAINDICAÇÕES: defeitos da condução intraventricular, miastenia gravis.

rabePrazol

REDUTOR DA ACIDEZ GÁSTRICA

2

b

Pariet 20mg comprimido Atenção! Possui corante Óxido de Ferro Amarelo POSOLOGIA Adultos/idosos: Úlcera Duodenal Ativa e Úlcera Gástrica Benigna Ativa: Dose usual: 1 comprimido de 20mg, VO, uma vez ao dia, pela manhã. Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE), Erosiva ou Ulcerativa: Dose usual: 1 comprimido de 20mg, VO, uma vez ao dia, durante 4 a 8 semanas. Dose de manutenção: 10mg ou 20mg, VO, uma vez ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: O comprimido deve ser engolido inteiro e não deve ser mastigado nem triturado. REAÇÕES ADVERSAS: 1 a 10%: • Gastrintestinais: diarreia, flatulência, constipação, náusea • Respiratórias: faringite • SNC: cefaleia, dor • Miscelânea: infecção PRECAUÇÕES: ter cuidado no comprometimento hepático grave. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: É contraindicado o uso concomitante com citalopram, diazepam, fenitoína, inibidores da HMG-CoA redutase, metossuximida, metotrexato, propranolol, sertralina, amiodarona, paclitaxel, pioglitazona, repaglinida, rosiglitazona, atazanavir, cetoconazol, indinavir, itraconazol, sais de ferro orais, aminoglutetimida, carbamazepina, fenobarbital, nafcilina, nevirapina, rifampicina.

308

Manual Farmacêutico 2011/2012

racecadotrIl

ANTIDIARRÉICO

?

X

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Tiorfan 100mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100mg, 2 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: ter cautela em casos de distúrbios funcionais intestinais (potencial exacerbação), presença de desidratação (terapia de reidratação obrigatória).

raltItreXede

ONCOLÓGICO

3 2

c d

Tomudex 2mg injetável (frasco ampola)

raMIPrIl

ANTI-HIPERTENSIVO

Triatec 2,5mg comprimido Atenção! Possui corante óxido férrico amarelo Triatec 5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2,5 a 10mg, em dose única. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Angioedema, face, lábios, garganta; mais frequente em pacientes negros. • Angioedema intestinal • Insuficiência hepática, que começa com icterícia. MONITORIZAÇÃO: painel de eletrólitos séricos, níveis séricos de ureia sanguínea e creatinina, urinálise e antes de se iniciar a terapia.

ranItIdIna clorIdrato
REDUTOR DA ACIDEZ GÁSTRICA

1

b

Antak 150mg comprimido Label 15mg/mL solução oral (frasco 120mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 150mg, VO, 2 vezes ao dia. Dose profilática: 150mg, VO, 1 vez ao dia (ao deitar). Crianças: Dose usual: 4 a 5mg/kg/dia, fracionados em 2 a 3 administrações. Dose máxima: 6mg/kg/dia, VO. Neonatos: Dose usual: 2mg/kg/dose, VO, a cada 8h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Gastrointestinais: enterocolite necrosante no feto ou recém-nascido, pancreatite (rara) • Hematológica: anemia, trombocitopenia (rara).

Manual Farmacêutico 2011/2012

309

ranItIdIna clorIdrato
REDUTOR DA ACIDEZ GÁSTRICA

1

b

Antak 50mg injetável (ampola 2mL) – cada mL contém 28mg de cloridrato de ranitidina (equivalente a 25mg de ranitidina base) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 50mg, IM ou IV lentamente, em intervalos de 6 a 8h. Crianças: Dose usual: 2 a 4mg/kg/dia, IM ou IV lentamente, em intervalos de 6 a 12h. Infusão contínua: 0,08 - 0,17mg/kg/h. Neonatos: Dose usual: 0,5mg/kg/dose, a cada 12h. Infusão contínua IV: 0,04 a 0,08mg/kg/h. AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 8h 80-50 12h 50-10 24h Após hD Sim

Dose em diálise
diária em DP Clcr<10

ALERTA Vide Ranitidina Cloridrato VO.

rasburIcase ONCOLÓGICO
Fasturtec 1,5mg ampola

? ?

c c

reMIFentanIl

ANESTÉSICO VENOSO OPIOIDE

Ultiva 1mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Dose de indução: 0,5 a 1,0mcg/kg/min. Dose de manutenção: 0,1 a 1,0mcg/kg/min. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: bradicardia, hipotensão (frequente) • Respiratória: depressão respiratória (rara) CONTRAINDICAÇÕES: não utilizar para administração peridural ou intratecal; glicina na formulação pode causar neurotoxicidade.

rePaGlInIda

HIPOGLICEMIANTE

3

c

Prandin / Novonorm 1mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose: 0,5 a 2,0mg pré-refeição. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Cefaleia. • Hipoglicemia. • Infecção do trato respiratório superior.
310 Manual Farmacêutico 2011/2012

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com gemfibrosil. MONITORIZAÇÃO: glicemia de jejum, pressão arterial, exame ocular, creatinina sérica, microalbuminúria, sintomas de hiper ou hipoglicemia.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

resIdronato sÓdIco
INIBIDOR DO CATABOLISMO ÓSSEO

2

c

Actonel 35mg comprimido revestido Atenção! Possui corantes: óxido férrico amarelo e óxido de ferro vermelho POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 35mg, VO, por semana. ALERTA ORIENTAÇÕES: hipocalcemia; resolver antes de se iniciar a terapia. Tomar pelo menos 30 minutos antes da primeira alimentação ou bebida do dia (exceto água). REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas (2%), edema periférico (4% a 6%) • Dermatológica: reação de hipersensibilidade imune (rara) • Musculoesqueléticas: artralgia (até 24%), necrose asséptica do osso da mandíbula (rara), dor óssea (1% a 5%), mialgia (5% a 7%) • Renal: nefrolitíase (3%) • Reprodutiva: hiperplasia benigna da próstata (5%) MONITORIZAÇÃO: Cálcio sérico e função renal.

retInol

VITAMINA

2

a

Arovit 50.000UI drágea ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hipervitaminose A • Fadiga, mal estar, anorexia, náuseas, vômitos • Hepatoesplenomegalia, icterícia • Leucopenia • Secagem e rachaduras da pele • Aumento da pressão intracraniana • Artralgia, espessamento do osso

retInol + colecalcIFerol

VITAMINA

1

a*

Ad-til gotas (frasco10mL) – 20gts/mL (50.000UI Vit. A + 10.000UI Vit. D3) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10 gotas, VO, 3 vezes ao dia. Crianças (1 a 24 meses): Dose usual: 1 a 2 gotas, VO, 1 vez ao dia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

311

rIbaVIrIna

ANTIVIRAL

3

X

Virazole 250mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 400mg a 1.000mg, VO, dividida em duas tomadas ao dia, por no mínimo, dez dias. Crianças: Dose usual: 10mg/Kg. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: bradicardia, parada cardíaca, hipotensão. • Gastrointestinal: pancreatite. • Hematológicas: anemia hemolítica, eventos cardíaco e pulmonar têm ocorrido, púrpura trombocitopênica (< 1%). • Hepática: hepatotoxicidade, hiperamonemia, hiperbilirrubinemia, aumento da destruição dos eritrócitos, insuficiência hepática, por via oral, em combinação com interferon alfa-2a (2%). • Imunológica: doença infecciosa bacteriana, por via oral, em combinação com interferon alfa-2a (<1%). • Psiquiátrica: Suicídio, quando associado com interferon peguilado. • Respiratória: toxicidade pulmonar. MONITORIZAÇÃO: Febre, função respiratória e função pulmonar.

rIboFlaVIna

SOLUÇÃO OFTÁLMICA

1 1

** c

Riboflavina 0,1% 400mOsm (frasco 5mL)

rIFaMPIcIna

TUBERCULOSTÁTICO

Rifaldin 300mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 600mg/dia, VO (2 a 3 dias). Crianças: Dose usual: 10 a 20mg/kg/dia, VO, em intervalos de 12 ou 24h. Profilaxia meningite: Dose usual: 20mg/kg/dia, 2 vezes ao dia (3 dias). Meningocócica (2 dias) e por haemophilus (4 dias). Neonatos: Dose usual: 10 e 20mg/kg/dose, VO, a cada 24h. Pode ser administrada com a refeição. Profilaxia por contato com doença meningocócica: Dose usual: 5mg/kg/dose, VO, a cada 24h, por 2 dias. Profilaxia por contato com doença invasiva H. influenzae tipo b: Dose usual:10mg/kg/dose, VO, a cada 24h, por 4 dias. AJUSTE RENAL Dose em diálise
Dose/intervalo 600mg q24h <10 (anúria) 24h após hD Não diária em DP Sem alt.

312

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA Podem ocorrer distúrbios gastrointestinais, febre, erupções cutâneas, trombocitopenia entre outros. Hepatotoxicidade, principalmente quando associada a isoniazida. Contraceptivos orais, anticoagulantes, hipoglicemiantes e antiácidos diminuem a absorção. Alimentos gordurosos também diminuem absorção. Pode ocasionar redução dos níveis plasmáticos de digoxina, corticoides e teofilina. Ocasiona coloração alaranjada em urina, lágrima e suor. Pode manchar lentes de contato. Interação importante com alguns antirretrovirais.

a b c d e F G H I J K l M n

rIsPerIdona

NEUROLÉPTICO

2

c

Risperdal 1mg comprimido Risperdal 1mg/mL solução (frasco 30mL) – cada mL da solução contém 1mg de risperidona POSOLOGIA Dose usual: 1 a 8mg/dia, fracionados em 2 administrações. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: síncope (adultos, até 2%) • Endócrino/metabólica: hipotermia • Gastrointestinais: pancreatite • Hematológicas: leucopenia, distúrbio purpúrica, trombocitopenia • Neurológicas: síndrome neuroléptica maligna, convulsão, discinesia tardia • Psiquiátrica: intenções suicidas • Reprodutiva: priapismo. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com bepridil, cisaprida, levometadil, mesoridazina, pimozida, terfenadina, tioridazina. MONITORIZAÇÃO: ECG, basal e periodicamente durante a terapia.

rItuXIMabe

ONCOLÓGICO

3

c b

o P Q r s t u V W X Y z

Mabthera 100mg ou 500mg injetável – frasco de 100mg/10mL e frascos de 500mg/50mL

rIVastIGMIna

ALZHEIMER

3

Exelon 1,5 mg comprimido ALERTA ORIENTAÇÕES: o alimento diminui a absorção do medicamento. O uso de cigarro aumenta o clearance em 23%. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Vertigem, cefaleia. • Náusea, vômito, diarreia, anorexia, dor abdominal. • 2% a 10%: • Fadiga, insônia, confusão, depressão, mal-estar, sonolência, alucinação, agressividade. • Síncope, hipertensão. • Dispneia, constipação, flatulência, perda de peso. • Infecção no trato urinário. • Fraqueza, tremor. • Rinite. MONITORIZAÇÃO: Função cognitiva, em intervalos periódicos.

Manual Farmacêutico 2011/2012

313

rIzatrIPtano

ANTIENXAQUECOSO

?

c

Maxalt RPD 10mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 10mg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: angina, arritmias cardíacas (raras), infarto do miocárdio. • Renal: Insuficiência renal. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, sinais e sintomas sugestivos de angina ou diminuição de fluxo arterial. Função cardiovascular, no inicio do tratamento e periodicamente.

rocurÔnIo

BLOQUEADOR NEUROMUSCULAR

?

c

Esmeron 50mg injetável (frasco-ampola 5mL) – cada mL contém 10mg de brometo de rocurônio POSOLOGIA Adultos e adolescentes: Intubação: Dose usual: 0,6 a 1,2mg/kg, IV. Infusão contínua: 10 a 12mcg/kg/min. Crianças: Dose usual: 0,6mg/kg/dose, repetir a cada 20 - 30min (S/N). ALERTA ORIENTAÇÕES: Administrar apenas via IV, pode ser administrado sem diluição em bolus, ou via infusão continua, utilizando uma bomba de infusão. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anafilaxia • Arritmias cardíacas • Hipertensão • Hipotensão • Taquiarritmia

roPIVacaÍna

ANESTÉSICO LOCAL

?

b

Naropin 7,5mg/mL injetável (ampola 20mL) POSOLOGIA Adultos: (0,75% e 1%). Cirurgia ou cesárea: Dose usual: 115 a 200mg, administração via peridural lombar. Infiltração local: (0,75%). Dose usual: 7,5 a 225mg. ALERTA ORIENTAÇÕES: não recomendado em situações de emergência. Não usar agentes de desinfecção contendo metais pesados para a pele ou para desinfecção de mucosas; eles têm sido relacionadas a incidência de inchaço e edema. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: Parada cardíaca (rara) • Oftálmica: Síndrome de Horner´s pupil (rara) MONITORIZAÇÃO: mãe: pressão arterial, frequência cardíaca; feto: frequência cardíaca. Estado de consciência, sinais vitais cardiovasculares e respiratórios.

314

Manual Farmacêutico 2011/2012

rosuVastatIna

HIPOLIDÊMICO

X

X

a b c d e F G H I J K l M n

Crestor 10mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 10 a 40mg, VO, em dose única diária. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hepática: enzimas hepáticos anormais • Musculoesqueléticas: rabdomiólise, ruptura do tendão. CONTRAINDICAÇÕES: Amamentação. Pacientes com doença hepática ativa ou inexplicada, persistente elevação dos níveis séricos de transaminase. MONITORIZAÇÃO: painel lipídico, função hepática; basal, em 12 semanas após a terapia inicial ou aumento da dose, e a partir daí periodicamente quando indicado clinicamente, função renal; nível sérico de creatina quinase em pacientes com dor muscular e naqueles recebendo outros fármacos associados com miopatia.

saccHaroMYces boulardII
Floratil 100mg cápsula

ANTIDIARREICO

?

**

POSOLOGIA Colite pseudomembranosa/recidivante e profilaxia das diarreias por antibioticoterapia: Dose usual: 1 cápsula, VO. ALERTA INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: não deve ser usado conjuntamente com fungicidas ou imidazolínicos. PRECAUÇÕES: Em imunodeficiência poderá causar sepse.

salbutaMol

BRONCODILATADOR

1

c

o P Q r s t u V W X Y z

Aerolin 100mg/dose spray POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 a 2 puffs por aplicação, podendo repetir, se necessário a cada 4h. Crianças: Dose usual: 1 a 2 puffs por aplicação, podendo repetir, se necessário a cada 4h. Utilizar com espaçador e máscara. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • ECG anormal • Fibrilação atrial • Eritema multiforme • Infarto do miocárdio • Edema pulmonar • Síndrome de Stevens-Johnson MONITORIZAÇÃO: taquicardia, hipotensão, e mudanças no nível sérico de potássio ou glicose.

Manual Farmacêutico 2011/2012

315

salbutaMol

BRONCODILATADOR

1

c

Aerolin solução nebulização (frasco 10mL) POSOLOGIA Dose usual: 1 gota/2Kg peso Dose máxima: 10 gotas por inalação

salMeterol + FlutIcasona
BRONCODILATADOR

?

c

Seretide 25/125 spray frasco 120 doses Seretide 25/50 spray frasco 120 doses Seretide diskus 50/250mcg Seretide diskus 50/500mcg POSOLOGIA Adultos e adolescentes: Dose usual: uma dose de 50/250mg, duas vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia. • Aumento da glicose sérica, redução do potássio sérico. • Faringite, infecção do trato respiratório superior. • SÉRIAS: • Cardiovasculares: ECG anormal, fibrilação atrial, arritmias cardíacas, taquicardia. • Endócrino/metabólica: hipocortisolismo secundário. • Imunológicas: anafilaxia, reação de hipersensibilidade imune. • Musculoesqueléticas: osteoporose • Neurológica: convulsão. • Respiratórias: broncoespasmo, edema da faringe, exacerbação da asma (grave), pneumonia. CONTRAINDICAÇÕES: hipersensibilidade às proteínas do leite, severa. Estado asmático ou episódios agudos de asma, em que são necessárias medidas intensivas. MONITORIZAÇÃO: densidade mineral óssea, crescimento e desenvolvimento em crianças, exames oftalmológicos, sinais / sintomas clínicos de toxicidade (por exemplo, supressão suprarrenal) ou infecções (por exemplo, candidíase oral, pneumonia).

seleGIlIna

ANTIPARKINSONIANO

3

c*

Niar 5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 5 a 10mg/dia, VO, fracionados em 2 tomadas. ALERTA ORIENTAÇÕES: É um medicamento inibidor da MAO. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: crise hipertensiva • Psiquiátrica: pensamentos suicidas INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com amitriptilina, amoxapina, anfetamina, apraclonidina, atomoxetina, bensfetamina, brimonidina, bupropiona, carbamazepina, citalopram, clomipramina, ciclobenzaprina,

316

Manual Farmacêutico 2011/2012

ciproheptadina, desipramina, duloxetina, efedrina, escitalopram, fenfluramina, fluoxetina, imipramina, isometeptano, levodopa, linezolida, maprotiline, mazindol, meperidina, metadona, metanfetaminas, metotrimeprazina, metildopa, metilfenidato, mirtazapina, morfina, nortriptilina, opipramol, oxcarbazepina, paroxetina, fendimetrazina, fenelzina, fenmetrazina, fentermina, fenilanina, fenilefrina, fenilpropanolamina, propoxifeno, pseudoefedrina, rasagilina, reserpina, sertralina, sibutramina, tetrabenazina, tramadol, trimipramina, venlafaxina. PRECAUÇÕES: alimentos ou bebidas contendo tiramina, aumento do risco de crise hipertensiva.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

sertralIna

ANTIDEPRESSIVO

3

c

Zoloft 50mg comprimido POSOLOGIA Adultos e crianças (> de 12 anos): Dose usual: 50mg/dia, VO, 1 vez ao dia. Dose máxima: 200mg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Insônia, sonolência, vertigem, cefaleia, fadiga. • Xerostomia, diarreia, náusea. • Distúrbios ejaculatórios. • SÉRIAS: • Cardiovascular: hemorragia (rara) • Endócrino/metabólica: hiponatremia (rara) • Neurológica: convulsão (rara) • Psiquiátricas: depressão, piora (rara), hipomania (rara), mania (rara), pensamentos suicidas (raros), suicídio (raro). INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com clorgilina, furazolidona, iproniazida, isocarboxazida, levometadil, linezolida, moclobemida, nialamida, pargilina, fenelzina, pimozida, procarbazina, selegilina, toloxatone, tranilcipramina.

seVoFlurano

ANESTÉSICO INALATÓRIO

2

b

Sevorane (frasco 100mL) POSOLOGIA CAM* (Concentração Alveolar Mínima na qual 50% dos pacientes não reagem em resposta a um estímulo cirúrgico) 100% O2: 2,0%. 66% N2O: 0,66% ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: bradicardia (5%), hipotensão (4-11%), taquiarritmia (2-6%) • Endócrino/metabólica: hipertermia maligna (rara) • Hepática: necrose hepática (rara), insuficiência hepática (rara) • Neurológica: convulsão (rara) • Respiratórias: espasmo laríngeo (2-8%), depressão respiratória. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, temperatura, frequência cardíaca e ritmo cardíaco.

Manual Farmacêutico 2011/2012

317

sIldenaFIl

MISCELÂNEA-OUTROS

2

b

Revatio 20mg comprimido POSOLOGIA Neonatos: Hipertensão pulmonar: Dose inicial: 0,3mg/kg/dose, cada 8 - 12 horas Dose usual: 1 a 2mg/kg/dia de 6/6h, VS (via tubo orogástrico) Suspensão líquida (método trituração) Crianças: Dose usual: 0,25 - 2mg/kg/dose, cada 4 - 8 horas ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia • SÉRIAS: • Cardiovascular: infarto do miocárdio (raro). • Neurológica: convulsão. • Oftálmica: neuropatia óptica isquêmica não arterítica. • Ótica: diminuição da audição, início súbito (menos de 2%), perda auditiva súbita (menos de 2%). • Reprodutiva: priapismo (raro). • Respiratória: hemorragia pulmonar. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com nitritos, nitratos, dinitrato de isossorbida, mononitrato isossorbida, nitroglicerina, nitroprussiato, pentaeritritol tetranitrato.

sInVastatIna

HIPOLIPIDÊMICO

X

X

Zocor 10mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Hipercolesterolemia: Dose usual: 5 a 80mg, VO, 1 vez ao dia. Crianças (< de 10 anos): Dose usual: 5mg, 1 vez ao dia, se tolerar 10mg após 4 semanas. Crianças (> de 10 anos): Dose usual: 10mg, 1 vez ao dia, se tolerar 20mg após 4 semanas. ALERTA Monitorizar enzimas hepáticas. Mialgia - pode causar rabdomiólise. Deve ser administrado à noite, preferencialmente.

sIrolIMus

IMUNOSSUPRESSOR

?

c

Rapamune 1mg drágea Atenção! Possui corantes tinta Opacode vermelha e dióxido de titânio POSOLOGIA Transplante do rim: Adultos ou adolescentes: Dose inicial: 6mg, VO, Dose de manutenção: 2 a 3 mg, VO, por dia.

318

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA ORIENTAÇÕES: Se o paciente também estiver tomando ciclosporina, deverá tomar os dois medicamentos com um intervalo de aproximadamente 4 horas entre eles. REAÇÕES ADVERSAS: >20%: • Cardiovasculares: edema periférico, hipertensão arterial, dor torácica, edema • Dermatológicas: acne, rash cutâneo • Endócrinas e metabólicas: hiperlipidemia, hipercolesterolemia, hipofosfatemia, hipocalemia • Gastrintestinais: diarreia, constipação, dor abdominal, náusea, vômito, dispepsia, ganho de peso • Geniturinárias: ITU • Hematológicas: anemia, trombocitopenia • Neuromusculares e esqueléticas: fraqueza, artralgia, tremores, dorsalgia e/ou lombalgia • Renais: aumento da creatinina sérica • Respiratórias: dispneia, infecção de vias aéreas superiores, faringite • SNC: cefaleia, febre, dor, insônia PRECAUÇÕES: contém açúcar, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de diabetes. Ter cuidado com pacientes com comprometimento hepático, sendo a redução da dose recomendada. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: não se recomenda a administração concomitante de sirolimus com inibidores potentes da CYP3A4 (como cetoconazol, voriconazol, itraconazol, telitromicina ou claritromicina) ou indutores da CYP3A4 (como rifampicina ou rifabutina). MONITORIZAÇÃO: níveis de sirolimus em pacientes pediátricos, pacientes com 13 anos de idade ou mais pesando menos de 40kg, pacientes com comprometimento hepático ou em terapia concomitante com inibidores ou indutores potentes da CYP3A4, e/ou se a administração de ciclosporina for acentuadamente reduzida ou suspensa. Níveis séricos de colesterol e triglicerídeos, pressão arterial e creatinina sérica.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

sItaGlIPtIna

HIPOGLICEMIANTE

?

b

Januvia 50mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100mg/dia, VO. ALERTA PRECAUÇÕES: em pacientes com insuficiência renal, é necessário o ajuste da dose. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Imunológicas: anafilaxia, angioedema, dermatite esfoliativa generalizada, reações de hipersensibilidade, erupção cutânea, síndrome de Stevens-Johnson, urticária. MONITORIZAÇÃO: glicemia de jejum, glicemia e hemoglobina glicada. Função renal no início do tratamento e periodicamente.

soluções coM eletrÓlItos
REPOSIÇÃO E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA

Glicose 10% 1000ml + 40mL NaCl 20% + 10mL KCl 19,1% Glicose 5% 250ml + 20mL KCl19,1% Glicose 5% 500ml + 5mL NaCl 20% + 5mL KCl 19,1% Glicose 5% 1000ml + 10mL NaCl 20% +10mL KCl 19,1% Glicose 5% 1000ml + 20mL NaCl 20% + 10mL KCl 19,1% Glicose 5% 1000ml + 30mL NaCl 20% + 10mL 19,1% Glicose 5% 1000ml + 40mL NaCl 20% + 10mL KCl 19,1% Glicose 5% 1000ml + 10mL NaCl 20% Glicose 5% 1000ml + 20mL NaCl 20%
Manual Farmacêutico 2011/2012 319

Glicose 5% 1000ml + 30mL NaCl 20% Glicose 5% 1000ml + 40mL NaCl 20% Soro Fisiológico 0,9% 250ml + 10mL KCl 19,1% Soro Fisiológico 0,9% 250ml + 20mL KCl 19,1% Soro Fisiológico 0,9% 100ml +10mL KCl 19,1% Soro Fisiológico 0,9% 100ml + 20mL KCl 19,1%

solução concentrada Hd
SOLUÇÃO PARA DIÁLISE

?

**

Solução bicarbonato HD 140 s/ potássio galão 3L ALERTA Uso específico em diálise contínua.

solução conserVante de ÓrGãos
CONSERVANTE DE ÓRGÃOS

?

**

Custodiol solução (bolsa 1000mL) Custodiol solução (bolsa 2000mL) Solução Belzer Viaspan (bolsa 1000mL) Soltan solução (bolsa 100mL)

solução de aMInoácIdo coM GlutaMIna AMINOÁCIDO

c

Dipeptiven 20% (Frasco 100mL) – cada 100mL contém 20g de N(2) –L – alanil – L - glutamina POSOLOGIA Dose usual: determinada a partir da necessidade proteica, de acordo com o estado clínico de cada paciente. ALERTA * Segundo bula, é desaconselhável na amamentação.

solução de aMInoácIdos
Hepamino 8% frasco 500mL

AMINOÁCIDO

? ?

** c

solução de aMInoácIdos a 10%
AMINOÁCIDO

Aminoplasmal L 10% (frasco ampola 1000mL) POSOLOGIA Dose usual: determinada a partir da necessidade proteica, de acordo com o estado clínico de cada paciente.

solução de aMInoácIdos PedIátrIcos
AMINOÁCIDO

?

c

Trophamine 10% solução POSOLOGIA Dose usual: determinada a partir da necessidade proteica, de acordo com o estado clínico de cada paciente.

320

Manual Farmacêutico 2011/2012

solução de dIálIse contÍnua P/ uso coM antIcoaGulação c/ cItrato SOLUÇÃO PARA DIÁLISE
Solução diálise para citrato (bolsa 3000mL) ALERTA Uso específico em diálise contínua.

?

**

a b c d

solução Para caPd

SOLUÇÃO PARA DIÁLISE

?

**

e F G H I

Solução diálise peritoneal CAPD 1,5% Solução diálise peritoneal CAPD 4,25% POSOLOGIA Adultos: Dose usual: banhos com 500 a 2000mL, 3 a 6 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: banhos com 500 a 1500mL, 3 a 6 vezes ao dia.

solução Para dPI

SOLUÇÃO PARA DIÁLISE

?

**

J K l M n

Solução diálise peritoneal DPI 1,5% Solução diálise peritoneal DPI 4,25% POSOLOGIA Adultos: Dose usual: banhos com 500 a 2000mL, 10 a 20 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: banhos com 500 a 1500mL, 10 a 20 vezes ao dia.

solução salIna balanceada
SOLUÇÃO PARA IRRIGAÇÃO

?

**

o P Q r s t u V

BSS solução salina balanceada POSOLOGIA Dose usual: irrigação durante as intervenções cirúrgicas dos olhos, ouvidos, nariz e/ou garganta.

solução de rePosIção Para MÉtodo dIalÍtIco contÍnuo
SOLUÇÃO PARA DIÁLISE

?

**

Solução cloreto sódio 0,45% diálise (bolsa 3000mL) ALERTA Uso específico em diálise contínua.

solução Para antIcoaGulação dos ProcedIMentos dIalÍtIcos contÍnuos
SOLUÇÃO PARA DIÁLISE

?

**

W X Y z

Solução de citrato trissódico 4% (bolsa 3000mL) ALERTA Uso específico em diálise contínua.

Manual Farmacêutico 2011/2012

321

soMatostatIna

HEMOSTÁTICO

X

b

Stilamin 3mg (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos e crianças: Tratamento da hemorragia aguda severa do trato GI alto: Dose usual: 3,5mcg/kg/h por infusão IV lenta. Duração máxima do tratamento: 120h. Tratamento profilático de complicações pós-operatórias consequentes à cirurgia pancreática: Dose usual: 250mcg por infusão IV lenta, em intervalos de 1h, a partir do início da intervenção cirúrgica. Duração do tratamento: 5 dias. ALERTA PRECAUÇÕES: ter cautela com pacientes diabéticos. ORIENTAÇÕES: devido ao seu curto tempo de meia-vida plasmática, é recomendada a infusão intravenosa contínua. Há evidência de que significante adsorção da somatostatina pode ocorrer quando administrada via bolsa de polipropileno; este tipo de sistema deve ser evitado.

soMatroPIna

HORMÔNIO HIPOFISÁRIO

2

c

Saizem 4UI injetável – cada fap de Saizem contém 4UI de Somatrofina, 20mg de manitol e cada ampola de solvente contém 18mg de cloreto de sódio e água bidestilada qsp 1mL POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 0,018UI/kg, SC, 1 vez ao dia. Dose máxima: 0,036UI/kg, SC, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: até 0,18UI/kg, IM ou SC, 3 vezes/semana. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológica: maior crescimento dos nevos melanocíticos da pele, monitorar a transformação maligna. • Endócrino/metabólica: hiperglicemia (rara), hipotireoidismo (raro) • Gastrointestinal: pancreatite (rara) • Hematológica: leucemia (rara) • Neurológica: aumento da pressão intracraniana (raro). MONITORIZAÇÃO: diminuição da excreção de nitrogênio urinário e nitrogênio ureico sérico. Níveis de glicose, os níveis séricos de fósforo inorgânico, fosfatase alcalina, e hormônio paratireoide; testes da função tireoideia.

sorbItol + laurIlsulFato de sÓdIo
LAXANTE

?

**

Minilax bisnaga POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 bisnagas, VR, 1 vez ao dia.

322

Manual Farmacêutico 2011/2012

sotalol

ANTIARRÍTMICO

2

b

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Sotacor 120mg comprimido Sotacor 160mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 60mg, VO, 1 a 2 vezes ao dia, podendo aumentar para 160mg, VO, 1 a 2 vezes ao dia. Neonatos: Taquiarritmias ventriculares e supraventriculares refratárias: Dose inicial: 1mg/kg/dose, VO, a cada 12h. Gradualmente aumentar, se necessário a cada 3 a 5 dias até que o ritmo seja mantido estável. Dose máxima: 4mg/kg/dose, VO a cada 12h. Crianças: Dose usual: 30mg/m²/dose, cada 8h Dose máxima: 60mg/m²/dose ALERTA ORIENTAÇÕES: alimentos podem diminuir a adsorção. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas (5%), torsades de pointes (2% -4%) • Hematológica: hemorragia (2%). INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com bepridil, cisaprida, levometadil, mesoridazina, pimozida, ranolazine, esparfloxacina, terfenadina, tioridazina, ziprasidona. MONITORIZAÇÃO: magnésio sérico, potássio, ECG.

succInIlcolIna

BLOQUEADOR NEUROMUSCULAR

?

c

Succinil Colin 100mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Intubação: Dose usual: 0,6 a 1,2mg/kg, IV. Crianças: Dose usual: 2,5 a 4mg/kg, IM ou 1 a 2mg/kg, IV. Dose máxima: 150mg. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Aumento da pressão intraocular. • Rigidez pós-operatória. • SÉRIAS: • Cardiovasculares: bradicardia, especialmente em crianças, parada cardíaca, arritmias cardíacas, especialmente em crianças, taquiarritmia • Endócrino/metabólica: hipercaliemia, hipertermia maligna • Imunológica: reação de hipersensibilidade imune • Musculoesquelética: rabdomiólise, com mioglobinemia, em crianças • Neurológica: bloqueio neuromuscular prolongado • Respiratórias: apneia, depressão respiratória. CONTRAINDICAÇÕES: fase aguda de grande trauma/queimaduras; extensa desnervação do músculo esquelético; miopatias. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, estimulação do nervo periférico, contração espasmódica muscular. Gases sanguíneos, respiração.

Manual Farmacêutico 2011/2012

323

sucralFato

REDUTOR DA ACIDEZ GÁSTRICA

?

b

Sucrafilm 2g/10ml flaconete POSOLOGIA Adultos: Dose usual inicial: 1g, VO, 4 vezes ao dia. Dose de manutenção: 1g, VO, 2 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 40 a 80mg/kg/dia, VO, a cada 6 horas ou 0,5 a 1g, VO, 4 vezes ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: deve ser administrado 1h antes das refeições. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Gastrointestinal: bezoar. • Outras: toxicidade do alumínio, pacientes com insuficiência renal.

suFentanIla
ANALGÉSICO NARCÓTICO/ANESTÉSICO VENOSO OPIOIDE

?

c

Sufenta 50mcg/mL injetável (ampola 1mL) Sufenta 5mcg/mL injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Anestesia Balanceada: Dose inicial: 0,5 a 1mcg/kg, IV (bolus). Dose de manutenção: 0,1 a 0,5mcg/kg/min < 12 anos: Dose inicial: 10-25mcg/kg Dose de manutenção: 25-50mcg/kg ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Bradicardia, hipotensão. • Sonolência. • Náusea, vômito. • Depressão respiratória. • SÉRIAS: • Cardiovasculares: parada cardíaca, hipertensão arterial • Imunológica: anafilaxia • Musculoesquelética: rigidez muscular • Respiratória: depressão respiratória INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com naltroxona. PRECAUÇÕES: injetar lentamente (entre 3 e 5 minutos), pois a infusão rápida pode levar a laringoespasmo, desconforto respiratório, broncoespasmo CONTRAINDICAÇÕES: intolerância a agonistas opioides, hipertensão intracraniana.

suGaMadeX

ANTÍDOTO

?

b

Bridion 100mg/mL frasco ampola 2mL POSOLOGIA Adultos: Recomendação: uso de monitorização da junção neuromuscular para avaliação da profundidade do bloqueio

324

Manual Farmacêutico 2011/2012

Reversão de rotina: BLOQUEIO PROFUNDO (TOF = 0 e Contagem pós-tetânica em 1-2 respostas): Dose: 4mg/kg BLOQUEIO MODERADO (quando reaparece T2): Dose: 2mg/kg Reversão imediata: Necessidade clínica de reversão imediata após administração de rocurônio Dose: 16mg/kg ALERTA ORIENTAÇÕES: Se for necessária nova administração de rocurônio ou vecurônio, é recomendado tempo de espera de 24 horas. REAÇÕES ADVERSAS: disgeusia, rubor, erupção cutânea eritematosa. ADVERTÊNCIAS: usar com cuidado em pacientes com disfunção hepática e renal; idosos: maior tempo de reversão em função das alterações farmacocinéticas relacionadas com a idade; uso não recomendado em crianças abaixo de 2 anos. MONITORIZAÇÃO: função respiratória

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

sulbactaM + aMPIcIlIna

PENICILINA

?

b

Unasyn 1,5g injetável – cada fap contém o equivalente a 0,5g de sulbactam e 1,0g de ampicilina ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: dor torácica, edema, dor retroesternal • Gastrointestinal: enterocolite pseudomembranosa • Hematológica: tromboflebite (3%) • Renal: disúria (< 1%). MONITORIZAÇÃO: febre, hemograma.

sulFadIazIna

SULFA

2

b/c

Sulfadiazina 500mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 500mg, VO, 4 vezes ao dia. Dose máxima: 2g, VO, 4 vezes ao dia. Neonatos e crianças: Toxoplasmose congênita (com perimetomina): Dose usual: 100mg/kg/dia, VO, fracionados em intervalos de 12h, durante 1 ano. Toxoplasmose adquirida (com perimetomina): Dose usual: 120 a 200mg/kg/dia, fracionados de 6/6h. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: >10%: • Hematológica: desordem da estrutura hematopoética. • Imunológica: hipersensibilidade imune (grave). • Renal: cristalúria. CONTRAINDICAÇÕES: amamentação. MONITORIZAÇÃO: febre, hemograma.

Manual Farmacêutico 2011/2012

325

sulFadIazIna de Prata
ANTIBACTERIANO TÓPICO

2

b

Dermazine 1% creme pote 400g POSOLOGIA Dose usual: aplicar sobre a área afetada (uma camada de cerca de 1,5mm de espessura), após limpeza, 1 vez ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hematológicas: desordem da estrutura hematopoética (rara), leucopenia (rara). CONTRAINDICAÇÕES: prematuros ou recém-nascidos < 2 meses. MONITORIZAÇÃO: função renal, níveis séricos da sulfa, urinálise para possível cristalúria.

sulFadIazIna de Prata + cÉrIo
ANTIMICROBIANO TÓPICO

2

**

Dermacerium pomada (tubo 120g) ALERTA Vide Sulfadiazina de Prata

sulFaMetoXazol + trIMetoPrIMa

SULFA

2

c

Bactrim comprimido – cada comprimido contém: 80mg de Trimetoprima e 400mg de Sulfametoxazol Bactrin suspensão – cada 5mL contém: 40mg de Trimetoprima e 200mg de Sulfametoxazol POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2 comprimidos, VO, 2 vezes ao dia. Dose máxima: 2 comprimidos, VO, 4 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 8 a 10mg (trimetoprima)/kg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Pneumonia por Pneumocystis carinii: Dose usual: 20mg/kg/dia (trimetoprima), VO, em 4 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Hematológicas: agranulocitose, anemia aplástica, desordem da estrutura hematopoéticas. • Hepática: necrose hepática fulminante. • Imunológicas: reação de hipersensibilidade imune (grave), síndrome de StevensJohnson, necrólise epidérmica tóxica. CONTRAINDICAÇÕES: anemia megaloblástica devido a deficiência do folato. MONITORIZAÇÃO: febre, hemograma, função renal, potássio sérico.

sulFaMetoXazol + trIMetoPrIMa

SULFA

2

c

Bactrim F comprimido – cada comprimido contém: 160mg de Trimetoprima e 800mg de Sulfametoxazol POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1 comprimido, VO, 2 vezes ao dia. Dose máxima: 2 comprimidos, VO, 4 vezes ao dia.
326 Manual Farmacêutico 2011/2012

Crianças: Dose usual: 8 a 10mg (trimetoprima)/kg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Pneumonia por Pneumocystis carinii: Dose usual: 20mg/kg/dia (trimetoprima), VO, em 4 doses diárias. ALERTA Vide Bactrim comprimido.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

sulFaMetoXazol + trIMetoPrIMa

SULFA

2

c

Bactrim IV injetável (ampola 5 mL) – cada 5mL (ampola) contém 80mg de trimetoprima e 400mg de sulfametoxazol POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 20mg/kg/dia de trimetoprima, IV, fracionados em 4 doses. Crianças: Dose usual: 8 a 12mg/kg/dia (trimetoprima), IV, fracionados em 2 administrações. ALERTA Vide Bactrim comprimido.

sulFasalazIna

SULFA

2

b

Azulfin 500mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1000mg, VO, 2 vezes ao dia. Dose máxima: 1000mg, VO, 4 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 30 - 50mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. Dose máxima: 2g/dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia. • Fotossensibilidade. • Anorexia, náusea, vômito, diarreia, retenção gástrica. • Oligospermia. • SÉRIAS: • Hematológicas: leucopenia (3,7%), anemia macrocítica (<1%), macrocitose (9%), neutropenia (2%). • Hepática: hepatotoxicidade. • Imunológica: lúpus eritematoso sistêmico (raro). • Renal: nefrotoxicidade. • Respiratória: infiltrado pulmonar. CONTRAINDICAÇÕES: obstrução urinária ou intestinal, porfiria. MONITORIZAÇÃO: hemograma, urinálises, testes de função renal, temperatura.

Manual Farmacêutico 2011/2012

327

sulFato de MaGnÉsIo
REPOSITOR E SOLUÇÃO HIDROELETROLÍTICA

1

a/b

Sulfato de Magnésio 10% solução injetável (ampola 10mL) POSOLOGIA Dose usual: 10mL, IV, 4 a 6 vezes ao dia.

sulFato de MaGnÉsIo

ANTICONVULSIVANTE

1

a/b

Sulfato de Magnésio 50% injetável (ampola 10mL) POSOLOGIA Adultos: Pré-eclampsia ou Eclampsia: Dose de ataque: 4 a 6g, IV, em 15 a 20min; 2g, IV, suplementares na segunda convulsão. Dose de manutenção: 2 a 3g/h, IV. Dose máxima: 30 a 40g/dia, IV. Pacientes com insuficiência renal: Dose máxima: 20g, IV, a cada 2 dias ou mais. Neonatos: Hipomagnesemia: Dose usual: 0,1 a 0,2mL/kg/dose, IM ou IV. A dose pode ser repetida a cada 6 ou 12h. Obter dosagem do nível sérico de magnésio antes da próxima dose. ALERTA ATENÇÃO: obrigatório diluir antes da administração. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: ECG anormal, bloqueio cardíaco, hipotensão arterial, vasodilatação. • Hematológicas: distúrbio da coagulação sanguínea com tempo de sangramento prolongado. • Musculoesquelética: hiporreflexia. • Neurológica: depressão do sistema nervoso central. • Respiratória: paralisia trato respiratório. CONTRAINDICAÇÕES: em casos de bloqueio cardíaco e dano do miocárdio. MONITORIZAÇÃO: frequência respiratória, magnésio sérico. Anticonvulsivante: intervalo terapêutico é de 3 a 6 mg/100 mL (2,5 a 5 mEq / L).

suMatrIPtana

ANTIENXAQUECOSO

1

c

Imigran 100mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 100mg, VO. Dose máxima: 300mg, VO, em 24h. ALERTA PRECAUÇÕES: necrose tecidual quando aplicado de forma inadequada. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Sabor desagradável, náusea e vômito. • SÉRIAS: • Visão anormal. • Angina. • Arritmias cardíacas. • Acidente vascular cerebral. • Artéria coronária – espasmo.
328 Manual Farmacêutico 2011/2012

• Crises hipertensivas. • Infarto do miocárdio. • Convulsões. • Isquemia miocárdica transiente. CONTRA-INDICAÇÕES: hipertensão não controlada junto a doença cardiovascular subjacente, doenças cardiovasculares. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com almotriptano, clorgilina, dihidroergotamina, mesilato ergoloide, ergonovina, ergotamina, frovatriptano, iproniazida, isocarboxazida, linezolida, metilergonovina, metilsergida, moclobemida, naratriptano, nialamida, pargilina, fenelzine, procarbazina, rizatriptano, toloxatone, tranilcipramina, zolmitriptano.

a b c d e F G H I J

suMatrIPtana

ANTIENXAQUECOSO

1

c

Sumax 6mg injetável (seringa 0,5 mL) POSOLOGIA Dose usual: 6mg, SC. Dose máxima: 12mg em 24h. ALERTA Vide Sumatriptana VO.

tacrolIMus

IMUNOSSUPRESSOR

?

c

K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Prograf 1mg cápsula Prograf 5mg cápsula Prograf 5mg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Prevenção de rejeição aguda em transplante de órgãos. A dose pode variar dependendo do órgão transplantado. Dose usual: Via oral: 0,1 a 0,3mg/kg/dia, dividida em 2 doses a cada 12 horas (preferencialmente 30 min. antes ou depois das refeições). Via intravenosa: 0,025 a 0,075mg/kg/dia em SG 5% ou SF em concentração final entre 0,004mg/mL e 0,02mg/mL. Não utilizar frascos ou equipos de PVC. Crianças: Dose usual: 0,03 - 0,15mg/kg/dia ALERTA ORIENTAÇÕES: as reações adversas cefaleia e tremor estão associadas à alta concentração plasmática e pode responder à redução da dosagem. Substituição da apresentação IV para oral: aumentar a dose. Em casos de disfunção hepática reduzir a dose. Disfunção renal: não afeta a cinética; reduzir a dose para reduzir os níveis se a disfunção renal estiver relacionada à droga. REAÇÕES ADVERSAS: • >15%: • Dor torácica, hipertensão. • Vertigem, cefaleia, insônia, tremor. • Prurido, rash. • Diabete mellitus, hiperglicemia, hipercalemia, hiperlipemia, hipomagnesemia, hipofosfatemia. • Dor abdominal, constipação, diarreia, dispepsia, náusea, vômito. • Infecção no trato urinário. • Anemia, leucocitose, trombocitopenia. • Ascite. • Artralgia, dor nas costas, fraqueza, parestesia. • Função renal anormal, aumento da creatinina, oligúria.
Manual Farmacêutico 2011/2012 329

• SÉRIAS: • Cardiovasculares: cardiomegalia, hipertensão arterial, prolongamento do intervalo QT, (formulação sistêmica). • Endócrino/metabólicas: diabetes mellitus, pós-transplante, hiperglicemia (frequente), hipercalemia, hipomagnesemia, (formulações sistêmicas). • Imunológica: anafilaxia, injeção, linfoma maligno. • Neurológicas: leucoencefalopatia (rara (incidência < 0,1%).), convulsão (3% a 15%) • Renal: nefrotoxicidade (formulações sistêmicas). • Outras: doenças infecciosas. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com ziprasidona. MONITORIZAÇÃO: transplante de rim / fígado: pressão arterial, ECG, função hepática e renal, eletrólitos (em especial, magnésio e potássio), glicemia de jejum, hemograma.

taMoXIFeno

ONCOLÓGICO

X

d

Nolvadex 10mg comprimido Nolvadex D 20mg comprimido ALERTA Cuidado - idosos.

taMsulosIna
HIPERPLASIA BENIGNA DA PRÓSTATA

b

Secotex ADV 0,4mg cápsula POSOLOGIA Dose usual: 0,4mg, VO, 1 vez ao dia. ALERTA * Não indicada para mulheres ou crianças. ORIENTAÇÕES: as cápsulas devem ser ingeridas intactas, não abrir, não macerar. Tomar 30 minutos após alimentos. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipotensão ortostática. • Cefaleia, vertigem. • Ejaculação anormal. • Rinite. • SÉRIAS: • Oftálmica: Síndrome de intraoperativa íris (2%) • Sexual: priapismo (raro). MONITORIZAÇÃO: estudos urodinâmicos, Pressão arterial e frequência cardíaca.

teIcoPlanIna

ANTIMICROBIANO - MISCELÂNEA

c*

Targocid 200mg injetável (frasco ampola) – cada fap contém 200mg de teicoplamina e cada ampola de solvente contém 3mL de água para injetáveis POSOLOGIA Adultos: Dose de ataque: 200 a 400mg, IM ou IV, em intervalos de 12/12h durante 2 dias. Dose usual: 200 a 400mg/dia, IM ou IV, 1 vez ao dia. Crianças: Neuropenia febril:
330 Manual Farmacêutico 2011/2012

Dose usual: 10mg/kg/dia, IV ou IM, de 12/12h, por 3 doses, após 10 a 20mg/kg/ dia. Infecções por GO: 3 a 6mg/kg/dia, IV ou IM. Germes oportunistas AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 400mg q24h >80 24h 80-50 24h 50-10 48h <10 (anúria) 72h

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Dose em diálise
após hD Não diária em DP Clcr<10

ALERTA * Segundo bula, avaliar risco-benefício. ORIENTAÇÕES: pode ser usado por via IM, como alternativa à vancomicina. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Reação de hipersensibilidade. CONTRAINDICAÇÕES: insuficiência renal; necessária adaptação da dosagem e acompanhamento das concentrações séricas. Uso concomitante com medicamentos ototóxicos. MONITORIZAÇÃO: audiograma deve ser realizado em pacientes que recebem terapia a longo prazo.

telMIsartana

ANTI-HIPERTENSIVO

2

d

Micardis 40mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 40mg, VO, uma vez ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: aconselhar o paciente a levantar-se devagar da posição deitada, pois a droga pode causar hipotensão ortostática. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Musculoesquelética: rabdomiólise (rara). MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, função renal, níveis séricos de potássio; periodicamente.

teMozoloMIda

ONCOLÓGICO

X

d

Temodal 100mg cápsula Temodal 250mg cápsula Temodal 20mg cápsula

tenectePlase

TROMBOLÍTICO

c

Metalyse 40mg injetável ALERTA * Pausar amamentação. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anafilaxia • Sangramento. • Arritmias cardíacas de reperfusão. • Acidente vascular cerebral (AVC). CONTRAINDICAÇÕES: hipertensão severa não controlada. História de AVC.
Manual Farmacêutico 2011/2012 331

MONITORIZAÇÃO: parâmetros da coagulação, enzimas cardíacas, ECG, angiografia coronariana.

tenoXIcaM ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL
Teflan 20mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Dose usual: 20mg, VO, 1 vez ao dia.

?

c/d

ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: pacientes com história de angioedema ou pólipos nasais e broncoespasmo induzido pela aspirina ou outros agentes anti-inflamatórios. PRECAUÇÕES: história de coagulopatias, infecção preexistente, disfunção renal e hepática. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com cetorolaco. MONITORIZAÇÃO: Completa as contagens de plaquetas, testes de função hepática, renal e exames devem ser fiscalizados periodicamente durante a terapia.

tenoXIcaM ANALGÉSICO, ANTIPIRÉTICO, ANTI-INFLAMATÓRIO NÃO-HORMONAL

2

c/d

Tilatil 20mg injetável (frasco-ampola) – cada fap contém 20mg de tenoxicam e cada ampola de diluente contém 2mL de água para injeção POSOLOGIA Dose inicial: 20mg, IM ou IV, 1 vez ao dia. Dor no pós-operatório: Dose usual: 40mg, IM ou IV, 1 vez ao dia. ALERTA Vide Tenoxicam VO.

teoFIlIna

BRONCODILATADOR

1

c

Talofilina 100mg cápsula Talofilina 200mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 5mg/kg/dose, VO, de 6/6h. Dose de manutenção: 4mg/kg/dose, VO, de 6/6h. Crianças: Asma: Dose usual: 12 a 20mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 100% 80-50 100% 50-10 100% Após hD Sim

Dose em diálise
diária em DP Sem correção

332

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: fibrilação atrial, taquiarritmia. • Dermatológica: síndrome de Stevens-Johnson. • Neurológicas: hemorragia intracraniana, convulsão. MONITORIZAÇÃO: testes de função pulmonar. Intervalo terapêutico é de 10 a 20 mcg/mL. Teofilina sérica (colher sangue no pico terapêutico); após o início do tratamento, antes de qualquer aumento da dose, quando sinais ou sintomas de toxicidade teofilina estiverem presentes.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

terbutalIna
BRONCODILATADOR/PREVENÇÃO DE PARTO PREMATURO

1

b

Terbutil 0,5mg injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,25 a 0,5mg, SC, 4 vezes ao dia. Dose máxima: 2mg/dia, SC. Parto prematuro: Dose usual: 5mg, IV. Crianças: Dose usual: 0,005 - 0,01mg/kg/dose, SC, 3 doses a cada 15-20 minutos. Mal asmático: Dose usual: 0,01 a 0,07mcg/kg/min, IV, infusão contínua. Crise asmática: Dose de ataque: 2 - 10 mcg/kg Infusão contínua: 0,08 - 0,4 mcg/kg/min Pode-se aumentar 0,1 - 0,2 mcg/kg/min a cada 30 minutos. Dose máxima: 10 mcg/kg/min Neonatos: Dose inicial: 2 a 5mcg/kg, IV, infusão contínua. Dose de manutenção: 2 a 12mcg/kg/h, IV, infusão contínua. AJUSTE RENAL Correção pelo clearance de creatinina (ml/min)
>80 100% 80-50 50% 50-10 Após hD

Dose em diálise
diária em DP

Não recomendado

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Nervosismo, inquietação. • Aumento da glicose sérica, redução do potássio sérico. • SÉRIAS: • Cardiovascular: arritmias cardíacas. • Doença respiratória: broncoespasmo paradoxal. MONITORIZAÇÃO: testes de função pulmonar. ECG, pressão arterial, frequência cardíaca (pacientes com histórico cardíaco).

Manual Farmacêutico 2011/2012

333

terlIPressIna

HEMOSTÁTICO

?

X*

Glypressin 1mg frasco ampola – cada fap contém 1mg de acetato de terlipressina e cada ampola de diluente contém 5mL POSOLOGIA Dose usual: 2mg, IV direto. Dose manutenção: 1 a 2 mg, IV, a cada 4h. ALERTA PRECAUÇÕES: asma, hipertensão, arteriosclerose avançada, insuficiência coronária, arritmias cardíacas, insuficiência renal. MONITORIZAÇÃO: sódio e potássio sérico, balanço de fluidos e pressão arterial.

tIabendazol

ANTIPARASITÁRIO

?

c

Thiaben 500mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 50mg/kg, VO, em dose única. Dose máxima: 3g, VO, em dose única. Crianças: Dose usual: 50mg/kg/dia, VO, em 2 doses diárias. ALERTA ORIENTAÇÕES: não recomendado para o tratamento de infecções mistas com Ascaris. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológicas: eritema multiforme, síndrome de Stevens-Johnson. • Hepática: dano hepático. CONTRAINDICAÇÕES: tratamento profilático de infestação Enterobius. MONITORIZAÇÃO: testes de função renal e hepática periódicos.

tIaMIna

VITAMINA

1

c

Benerva 300mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 300mg, VO, 1 a 2 vezes ao dia.

tIaMIna

VITAMINA

1

c

Vitamina B1 100mg/mL injetável (ampola 1mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100mg/dia, IM ou IV lento, fracionados em 3 administrações. Crianças: (Tratamento da deficiência) Dose usual: 10 a 25mg, IM ou IV lento, 1 vez ao dia por 2 semanas. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Imunológica: reações de hipersensibilidade imune (administração parenteral) - (raras) PRECAUÇÕES: usar com cautela na administração via parenteral (especialmente IV). MONITORIZAÇÃO: toxidade de alumínio; na insuficiência renal e recém-nascidos prematuros.
334 Manual Farmacêutico 2011/2012

tIcloPIdIna

ANTIAGREGANTE PLAQUETÁRIO

3

b

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Ticlid 250mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose máxima: 250mg, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA ORIENTAÇÕES: Administrar com alimentos. REAÇÕES ADVERSAS: • >10: • Aumento do colesterol total. • Diarreia. • SÉRIAS: • Hematológicas: agranulocitose, anemia aplástica (rara), transtorno granulocitopênico, neutropenia (2,4%), pancitopenia, trombocitopenia, púrpura trombocitopênica (raras) CONTRAINDICAÇÕES: hemorragias ativas, neutropenia/trombocitopenia, insuficiência hepática grave. MONITORIZAÇÃO: hemograma com diferencial (especialmente neutrófilos e plaquetas). Função hepática, durante 4 primeiros meses de tratamento em pacientes com suspeita de disfunção hepática. Painel lipídico, sinais de hemorragia. Sinais/ sintomas de infecção.

tIGecIclIna

ANTIMICROBIANO - OUTROS

3

d

Tygacil 50mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Dose inicial: 100mg, IV. Dose de manutenção: 50mg, IV, a cada 12 horas. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Gastrointestinal: pancreatite aguda. PRECAUÇÕES: uso em recém-nascidos, lactentes e crianças menores de 8 anos de idade; risco de descoloração dos dentes. MONITORIZAÇÃO: hemograma, febre.

tIoconazol
Tralen 1% pó

ANTIFÚNGICO TÓPICO

?

c

POSOLOGIA Adultos e crianças: Dose usual: Aplicar 2 vezes ao dia, diretamente sobre as áreas afetadas da pele e regiões vizinhas.

tIoconazol
Tralen 1% creme

ANTIFÚNGICO TÓPICO

?

c

POSOLOGIA Dose usual: aplicar sobre as áreas afetadas e adjacentes 1 a 2 vezes ao dia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

335

tIoPental

ANESTÉSICO VENOSO NÃO-OPIOIDE

1

c

Thiopentax 0,5g injetável (frasco-ampola) POSOLOGIA Indução: Adultos: Dose usual: 3 a 5mg/kg, IV. Crianças: Dose usual: 5 a 6mg/kg, IV Neonatos: Dose usual: 3 a 4mg/kg, IV ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anafilaxia • Apneia • Pressão intracraniana • Anemia hemolítica • Espasmo laríngeo • Disfunção miocárdica • Depressão respiratória CONTRAINDICAÇÕES: ausência de veias adequadas para a administração intravenosa, porfiria. MONITORIZAÇÃO: frequência cardíaca, pressão arterial e frequência respiratória.

tIorIdazIna

NEUROLÉPTICO

?

c

Melleril 25mg drágea POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 25 a 600mg/dia. Crianças: Dose usual: 2 a 3mg/kg/dia, 2 a 3 doses. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Agranulocitose • Icterícia • Distúrbio da estrutura hematopoética • Lúpus eritematoso sistêmico induzido pela droga • Ineficiência na termorregulação, insolação ou hipotermia • Leucopenia • Síndrome neuroléptica maligna • Obstipação • Íleo paralítico • Priapismo • Prolongamento do intervalo QT • Convulsão • Trombocitopenia • Torsades de pointes INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com acecainide, acetilcolina, amiodarona, amisulprida, amitriptilina, amoxapina, aprindina, tioxido arsênico, astemizol, azimilida, bepridil, bretilium, hidrato de cloral, cloroquina, clorpromazina, cisaprida, claritromicina, desipramina, dibenzepin, dietilpropiona, disopiramida, dofetilida, dolasetron, doxepina, droperidol, duloxetina, encainida, eflurano, eritromicina, flecainida, fluconazol, fluoxetina, fluvoxamina, foscarnet, gemifloxaxin, haloperidol, hidroquinidina, ibutilida, imipramina, iopamidol, isoflurano,
336 Manual Farmacêutico 2011/2012

isradipina, levofloxaxino, lidoflazina, lubeluzol, metadona, moxifloxaxina, nortriptilina, octreotida, ondansetron, paroxetina, pentamidina, pindolol, procainamida, procaterol, propafenona, propranolol, quetiapina, quinidina, ranolazina, risperidona, roxitromicina, sotalol, sulfametoxazol, sultoprida, terfenadina, trimetoprima, trimipramina, vasopressina, ziprasidona e zolmitriptano. CONTRAINDICAÇÕES: concentração sérica de potássio anormal, história de arritmias cardíacas e prolongamento do intervalo QT. MONITORIZAÇÃO: completa contagem de plaquetas (a cada 6 meses). Testes de função hepática (a cada 6 meses). Níveis séricos de potássio no inicio do tratamento e com avaliações periódicas durante o tratamento, especialmente quando se fazem ajustes de dosagem.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

tIossulFato de sÓdIo

ANTÍDOTO

?

c

Tiossulfato de sódio 10% ampola 10 mL POSOLOGIA Intoxicação Nitroprussiato de sódio: Adultos: Dose usual: 12,5g, IV. Repetir a metade da dose em 30 a 60 min. se necessário. Crianças: Dose usual: 400mg/Kg, IV. Velocidade de infusão: 2,5 a 5mL/Min (máximo 50mL) Dose inicial de acordo com a concentração de hemoglobina: 0,95 - 1,95ml/kg ALERTA ORIENTAÇÕES: infusão deve ser lenta, acima de 10min.

tIotePa

ONCOLÓGICO

X ?

d c

Thioplex 15mg injetável

tIotrÓPIo

BRONCODILATADOR

Spiriva Respimat frasco 4mL/respimat POSOLOGIA Dose usual: inalação de 2 doses (uma seguida da outra), 1 vez ao dia, sempre no mesmo horário. ALERTA ORIENTAÇÕES: o frasco de Spiriva deve ser usado somente com o inalador respimat que acompanha o produto. REAÇÕES ADVERSAS: • Boca seca • Reações alérgicas PRECAUÇÕES: utilizar com cuidado em pacientes com glaucoma de ângulo fechado, aumento da próstata ou obstrução do colo da bexiga; pacientes com comprometimento moderado a grave da função renal. CONTRAINDICAÇÕES: casos agudos de estreitamento dos brônquios.

Manual Farmacêutico 2011/2012

337

tIroFIban

ANTIAGREGANTE PLAQUETÁRIO

X

b

Agrastat 12,5mg injetável (frasco 50 mL) – cada mL contem 0,25mg de tirofiban em base livre POSOLOGIA Dose inicial: 50mcg/mL, velocidade 0,4mcg/kg/min, por 30min. Infusão contínua: 0,1mcg/kg/min durante a angioplastia e por 12 a 42h após a angioplastia ou arterectomia. ALERTA ORIENTAÇÕES: não administrar via IV em Y com diazepam. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: aneurisma da artéria coronária (5%). • Hematológicas: hemorragia (1-2%), trombocitopenia (1,5%). CONTRAINDICAÇÕES: hipertensão (>180 mmHg/110 mmHg). MONITORIZAÇÃO: contagem de plaquetas, Hgb, HCT; antes do tratamento, 6h após infusão, diariamente durante a terapia. Tempo de tromboplastina parcial ativada (TTPa) antes do tratamento, 6 horas após o início da infusão de heparina; repetir enquanto estiver utilizando heparina. Intervenção coronária percutânea (ICP): tempo de coagulação ativada (ACT) durante a ICP, antes da remoção da bainha. Sinais de hemorragia.

tIrotroFIna alFa (tsH)
MISCELÂNEA-DIAGNÓSTICO

?

c

Thyrogen 1,1mg (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 0,9mg, IM, administrada a cada 24 horas, no total de duas doses. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • Náusea, dor de cabeça, fraqueza muscular, vômito, tontura, dormência nas mãos e pés, dor (incluindo dor no local do aparecimento de novos tumores), tremor, febre, sintomas de resfriado • Reações de hipersensibilidade: urticária, bolhas, prurido, vermelhidão e dificuldade de respiração CONTRAINDICAÇÕES: gravidez, lactação e pacientes pediátricos menores de 16 anos. PRECAUÇÕES: cuidado com pacientes que foram tratados anteriormente com TSH bovina e, em particular, pacientes que sofreram reações de hipersensibilidade ao TSH bovina. Cuidado deve ser tomado em pacientes com um histórico conhecido de doença coronária e com tecido residual da tireoide.

tIzanIdIna

RELAXANTE MUSCULAR

3

c

Sirdalud 2mg comprimido POSOLOGIA Espasmos musculares dolorosos: Dose usual: 2 a 4mg, VO, 3 vezes ao dia. Espasticidade por distúrbios neurológicos: Dose inicial: 6mg, VO, 3 vezes ao dia.

338

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipotensão. • Hipnestesia durante o dia, sedação, sonolência. • Xerostomia. • SÉRIAS: • Angina • Celulite • Hemorragia gastrointestinal • Insuficiência cardíaca • Hepatite • Leucopenia • Infarto do miocárdio • Hipotensão ortostática • Flebite • Embolia pulmonar • Síncope • Trombocitopenia PRECAUÇÕES: reduzir a dose em insuficiência renal e hepática. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com ciprofloxacina e fluvoxamina. MONITORIZAÇÃO: testes de função hepática e renal, níveis séricos de eletrólitos. Acompanhamento dos níveis de aminotransferase é recomendado no início e após 1, 3 e 6 meses de terapia, e a partir daí, periodicamente.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

tobraMIcIna

AMINOGLICOSÍDEO

1

d

Tobramina 75mg injetável (ampola 1,5mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 1,5 a 2mg/kg, IM ou IV, em intervalos de 8h. Crianças: Dose usual: 6 a 7,5mg/kg/dia, IV ou IM, em intervalos de 8h. Neonatos: = ou <26 semanas gestação: 2,5mg/kg/dose, IV ou IM, a cada 24h. 27 a 34 semanas gestação: 2,5mg/kg/dose, IV ou IM, a cada 18h. 35 a 42 semanas gestação: 2,5mg/kg/dose, IV ou IM, a cada 12h. = ou > 43 semanas gestação: 2,5mg/kg/dose, IV ou IM, a cada 8h. Concentração sérica desejada: pico (5 a 10mg/mL) - vale (< 2,5mg/mL). AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 1,5mg/kg q8h >80 8h 80-50 8-12h 50-10 12-24h <10 (anúria) 24-48h

Dose em diálise
após hD 1mg/kg diária em DP 1mg/2L

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Nefrotoxicidade • Bloqueio neuromuscular • Ototoxicidade • Paralisia do trato respiratório, associada com anestesia, relaxantes musculares, durante procedimentos anestésicos. MONITORIZAÇÃO: função renal. Alerta para ototoxicidade.

Manual Farmacêutico 2011/2012

339

tobraMIcIna

ANTIMICROBIANO OFTÁLMICO

1

d

Tobrex 3mg/mL colírio POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 gotas, via ocular, em intervalos de 4 a 6h. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: infecção dos olhos por micobactéria, doença fúngica das estruturas oculares.

tobraMIcIna + deXaMetasona
ANTIMICROBIANO OFTÁLMICO

?

d

Tobradex colírio Tobradex pomada ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Oftálmica: glaucoma. • Outra: infecção secundária. • Em crianças: edema de pálpebras, ceratite, lacrimejamento. MONITORIZAÇÃO: pressão intraocular, especialmente com o uso prolongado. Sinais de infecção secundária, especialmente com o uso prolongado.

tocoFerol

VITAMINA

?

a

Ephynal 400mg cápsula (1UI/mg) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 400 a 800mg, VO, 1 vez ao dia. Crianças: Dose usual: 1UI/kg/dia. Neonatos: Prevenção de hemólise: Dose usual: 5 a 25UI/dia, VO. Diluir com alimentação. Não administrar simultaneamente com ferro. ALERTA PRECAUÇÕES: neonatos: indução a deficiência de vitamina K, enterocolite necrosante (administração VO em altas doses – 200UI/dia). MONITORIZAÇÃO: fadiga, fraqueza, náuseas, dores de cabeça, visão turva, flatulência, diarreia e dermatites.

tolazolIna

ANTI-HIPERTENSIVO

?

c

Priscoline 25mg/mL (ampola 4mL) POSOLOGIA Crianças e neonatos: Hipertensão pulmonar: Dose inicial: 1 a 2mg/kg/dose, IV, em 10min. Dose de manutenção: 1 a 2mg/kg/h, por infusão, IV. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: arritmias cardíacas, infarto do miocárdio
340 Manual Farmacêutico 2011/2012

• Gastrointestinal: hemorragia gastrointestinal • Hematológicas: leucopenia, trombocitopenia • Hepática: hepatite • Renal: insuficiência renal crônica INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é recomendada precaução com o uso concomitante com epinefrina/norepinefrina (pode exacerbar hipotensão). MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, equilíbrio ácido-base, hemograma, função renal.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

tolterodIna

DISFUNÇÃO VESICOESFINCTERIANA

3

c

Detrusitol 2mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 2mg, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Xerostomia. • SÉRIAS: • Imunológica: anafilactoides • Neurológicas: demência, redução da memória • Outra: angioedema INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com cloreto de potássio. CONTRAINDICAÇÕES: retenção gástrica, glaucoma de ângulo fechado não controlado, retenção urinária.

toPIraMato

ANTICONVULSIVANTE

3

c

Topamax 25 mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 100 a 200mg/dia, VO, fracionados em 2 tomadas. Crianças: Dose usual: 1 - 3mg/kg/dia, em 1 tomada à noite. Dose de manutenção: 5 - 9mg/kg/dia, fracionados em 2 vezes. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipnestesia, ataxia, sonolência, atividade psicomotora lenta, nervosismo, dificuldade de memória, problemas na fala, fadiga. • Redução do bicarbonato sérico. • Náusea. • Parestesia, tremor. • Nistagmo, diplopia, visão anormal. • Infecção do trato respiratório superior. • SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: febre, hipohidrose, acidose metabólica (23-67%). • Gastrointestinal: pancreatite. • Hematológica: anemia, leucopenia (rara). • Hepáticas: hepatite, hiperamonêmia, com ou sem encefalopatia, insuficiência hepática. • Renais: hipercloremia, nefrolitíase (1,5%), acidose tubular renal • Respiratória: dispneia (rara)

Manual Farmacêutico 2011/2012

341

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: o uso concomitante com ácido valproico deve ser evitado, pois pode estar associado com hiperamonemia com ou sem encefalopatia. MONITORIZAÇÃO: eletrólitos e nível de amônia.

toPotecano

ONCOLÓGICO

X

d c

Evotecan 4mg (frasco ampola) Hycamtin 4mg injetável

traMadol

ANALGÉSICO NARCÓTICO

2

Tramal 100mg/mL gotas (frasco 10mL) – 40gts/mL Tramal 50mg cápsula POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 50mg, VO. Dose de manutenção: 50mg, VO, 30 a 60min após a dose inicial, SN. Dose máxima: 400mg/dia, VO. Crianças: Dose usual: 1 - 2mg/kg/dose, 4 - 6 vezes ao dia. Dose máxima: 400mg/dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Vertigem, cefaleia, sonolência. • Constipação, náusea. • SÉRIAS: • Cardiovasculares: Infarto do miocárdio (0,5% a 1%), palpitações (0,5% a 1%). • Gastrointestinal: pancreatite (0,5% a 1%). • Hepática: testes de função hepática anormais (0,5% a 1%), insuficiência hepática • Imunológica: anafilactoide. • Neurológicas: convulsão, alucinações, tendências suicidas. • Respiratório: dispneia (1% a 5%). CONTRA-INDICAÇÕES: situações em que os opioides são contraindicados, incluindo a intoxicação com álcool, hipnóticos, narcóticos, analgésicos de ação central, opioides, ou psicotrópicos. MONITORIZAÇÃO: Controle de dor, frequência respiratória, frequência cardíaca, pulso, sinais de tolerância medicamentosa, função renal e hepática, nível de consciência.

traMadol

ANALGÉSICO NARCÓTICO

2

c

Tramal 50mg/mL injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 50 a 100mg, IM ou IV, em dose única. Dose máxima: 400mg/dia, IM ou IV. ALERTA Vide Tramadol oral.

342

Manual Farmacêutico 2011/2012

traMadol + ParacetaMol
ANALGÉSICO NARCÓTICO

2

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Ultracet 325mg comprimido Atenção! Possui pigmento de óxido de ferro amarelo POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 300 a 400mg/dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Dermatológicas: síndrome de Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica (rara). • Hematológica: anemia (< 1%). • Imunológica: anafilactóide. • Neurológica: convulsão. • Renais: albuminúria (< 1%), oligúria (< 1%), retenção urinária (< 1%). • Respiratória: depressão respiratória (rara). INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com rasagilina e selegilina. MONITORIZAÇÃO: função renal e testes de função hepática, em pacientes medicados com doses elevadas cronicamente.

trastuzuMab

ONCOLÓGICO

2 3

d c

Herceptin 440mg injetável

trazodona

ANTIDEPRESSIVO

Donaren 50mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 150 a 400mg/dia, VO. Crianças > 6 anos: Dose usual: 1,5 - 2mg/kg/dia, 8/8h Dose máxima: 6mg/kg/dia ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Vertigem, cefaleia, sedação. • Náusea, xerostomia. • Visão embaçada. • SÉRIAS: • Arritmias cardíacas • Depressão, piora • Anemias hemolíticas • Hipertensão • Hipotensão • Leucocitose • Metahemoglobinemia • Priapismo • Convulsão • Pensamentos suicidas • Suicídio PRECAUÇÕES: pensamento suicida ou depressão pioram, especialmente em crianças e adolescentes, durante os primeiros meses de terapia. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com linezolida.
Manual Farmacêutico 2011/2012 343

MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, ECG em pacientes com doença cardíaca, contagem das células sanguíneas brancas, em pacientes com sinais de infecção.

tretIonIna

ONCOLÓGICO

? ? 2

c ** c

Vesanoid 10mg comprimido

trIancInolona

ANTI-INFLAMATÓRIO OFTÁLMICO

Triancinolona 40mg/mL (ampola 1mL)

trIancInolona

CORTICOSTEROIDE TÓPICO

Omcilon A orabase pomada POSOLOGIA Dose usual: aplicar uma pequena quantidade necessária para cobrir a lesão, com uma camada fina, 1 vez ao dia. Dose máxima: aplicar uma camada fina 2 a 3 vezes ao dia. ALERTA PRECAUÇÕES: evitar o uso prolongado em crianças e na face de adultos. Evitar o uso em lesões suspeitas de vírus.

trIancInolona + GraMIcIdIna + neoMIcIna + nIstatIna
ANTIMICROBIANO + CORTICOSTEROIDE TÓPICO

?

c*

Omcilon AM creme POSOLOGIA Dose usual: aplicar uma fina camada sobre a área afetada 2 a 3 vezes ao dia.

trIbenosÍdeo + lIdocaÍna
Procto-glyvenol PM

PROCTOLOGIA

?

**

POSOLOGIA Dose usual: 1 a 2 aplicações por dia.

trIMetazIdIna
Vastarel 35mg MR

ANTIANGINOSO

**

POSOLOGIA Dose usual: 35mg, VO, 2 vezes ao dia. ALERTA * Segundo bula, é desaconselhável. PRECAUÇÕES: insuficiência renal ou insuficiência hepática (a farmacocinética da trimetazidina nestes doentes não foram estudadas); angina instável;pacientes hipertensos. MONITORIZAÇÃO: contagem completa de plaquetas, testes de função hepática, renal e exames devem ser fiscalizados periodicamente durante a terapia (por exemplo, a cada 2 a 3 meses).

344

Manual Farmacêutico 2011/2012

troPIcaMIda

MIDRIÁTICO E CICLOPLÉGICO

?

c

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t

Mydriacyl 1% colírio POSOLOGIA Adultos e crianças: Refração cicloplégica: Dose inicial: 1 gota, via ocular. Dose de manutenção: 1 gota, via ocular, 5min após a primeira dose.

ureIa

QUERATOLÍTICO

?

c

Ureadin 10% loção POSOLOGIA: Adultos: Dose usual: aplicar sobre o rosto e pescoço, uma vez limpo e seco, realizando uma suave massagem até total absorção. Crianças: Dose usual: aplicar sobre o corpo. Evitar aplicar sobre o rosto.

ureIa - assocIação
Nutraplus creme

QUERATOLÍTICO

?

c

POSOLOGIA Dose usual: aplicar o creme sobre as áreas ressecadas da pele 2 vezes ao dia.

ValacIcloVIr

ANTIVIRAL

1

b

Valtrex 500mg comprimido POSOLOGIA Herpes I/II: Dose usual: 500mg, VO, de 8/8h. Duração do tratamento: 5 dias Herpes Zoster: Dose máxima: 1g, VO, de 8/8h. Duração do tratamento: 7 dias Crianças: Imunodeprimidos: Dose usual: 20 - 30 mg/kg/dose 8/8h. AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 500mg q12h 100mg q8h >80 q12h q8h 80-50 q12h q8h 50-10 500-100 <10 (anúria) 500 q24h 500 q24h

Dose em diálise
após hD 500-1000 500-1000 diária em DP 500-1000 500-1000

u V W X Y z
345

ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia. • SÉRIAS: • Hematológicas: púrpura trombocitopênica trombótica.
Manual Farmacêutico 2011/2012

• Neurológicas: meningite asséptica. • Renal: síndrome hemolítica urêmica. MONITORIZAÇÃO: Urinária, ureia e creatinina.

ValGancIcloVIr clorIdrato
Valcyte 450mg comprimido revestido

ANTIVIRAL

X

c

POSOLOGIA Adultos: Retinite por CMV: Tratamento de indução Dose usual: 900mg, VO, duas vezes ao dia, durante 21 dias. Tratamento de manutenção Dose usual: 900mg, VO, uma vez ao dia. Prevenção da doença pelo CMV no transplante de órgãos Dose usual: 900mg, VO, uma vez ao dia.

ValProato sÓdIco

ANTICONVULSIVANTE

1

d

Depakote 250mg comprimido POSOLOGIA > 10 anos e adultos: Dose inicial: 15mg/Kg/dia, VO, divididas em 3 doses Aumentar 5 ou 10mg(máx)/Kg/semana, até controle das crises e nível sérico estável. Dose máxima: 20 a 30 mg ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: Palpitações (1% a 5%), taquicardia (1% a 5%). • Endócrino/metabólica: hiperamonemia. • Gastrointestinal: pancreatite (1% a 5%). • Hematológicas: trombocitopenia, dose-relacionados (dose-relacionada?) (1% a 27%). • Hepática: insuficiência hepática. • Imunológica: reação de hipersensibilidade imune (rara). • Neurológica: encefalopatia hiperamonêmica. • Ótica: ototoxicidade - surdez (1% a menos de 5%). CONTRAINDICAÇÕES: doença hepática ou disfunção hepática significativa, distúrbios do ciclo da ureia. MONITORIZAÇÃO: testes da função hepática; início e em intervalos frequentes, especialmente durante os primeiros seis meses. Níveis plasmáticos de amônia, níveis séricos de amilase e sintomas de pancreatite, tais como dor abdominal, náuseas, vômitos e / ou anorexia. Contagem das plaquetas e testes de coagulação; basais, durante a terapia, e antes de cirurgias programadas.

ValProato sÓdIco

ANTICONVULSIVANTE

1

d

Depakote 500mg ER comprimido Atenção! Possui corante Azul POSOLOGIA Crises parciais complexas: Adultos e crianças (≥ 10 anos): Dose inicial (monoterapia): 10 a 15mg/kg/dia, VO Dose inicial (Conversão para monoterapia): 10 a 15mg/kg/dia. A dose deve ser aumentada de 5 a 10mg/kg/semana até atingir uma resposta clínica ótima. Dose inicial (Tratamento adjuvante): 10 a 15mg/kg/dia. A dose pode ser
346 Manual Farmacêutico 2011/2012

aumentada de 5 a 10mg/kg/semana até atingir uma resposta clínica ótima. Dose de manutenção: 30 - 60mg/kg/dia Crises de ausência simples e complexa: Adultos e crianças (> 10 anos): Dose inicial: 15mg/kg/dia, devendo ser aumentada de 5 a 10mg/kg/dia em intervalos de 1 semana até o controle das crises ou até que os efeitos colaterais impeçam aumento adicional da dose. Dose máxima: 60mg/kg/dia. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: > 10%: • Cardiológicas: precordialgia, hipertensão, palpitação, edema, taquicardia • Dermatológicas: alopecia, pele seca, eritema multiforme • Gastrintestinais: náusea, diarreia, vômito, dor abdominal, dispepsia, anorexia, obstipação, flatulência • Hematológicas: trombocitopenia, prolongamento do TS • Neuromusculares e esqueléticas: tremores, fraqueza • SNC: sonolência, tontura, insônia, nervosismo, irritabilidade, confusão mental, cefaleia • Miscelânea: infecção CONTRAINDICAÇÕES: não deve ser administrado em pacientes com doença hepática ou disfunção hepática significante. Está contraindicado a pacientes com distúrbio conhecido do ciclo da ureia. PRECAUÇÕES: os comprimidos são indicados para administração oral única diária e devem ser ingeridos inteiros, sem serem triturados ou mastigados. MONITORIZAÇÃO: função hepática e hemograma.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r

ValProato sÓdIco

ANTICONVULSIVANTE

1

d

Valpakine 200mg/mL solução (frasco 40mL) – 200mg/mL (pipeta graduada em mL). POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 10 a 15mg/kg/dia, VO. Crianças: Dose usual: 10 a 15mg/kg/dia, VO, 8/8h. ALERTA Ver Valproato sódico comprimido.

Valsartan

ANTI-HIPERTENSIVO

3

c/d s

Diovan 80mg comprimido Diovan 40mg comprimido POSOLOGIA Dose usual: 40 a 160mg/dia, VO, 1 a 2 vezes ao dia Dose máxima: 320mg/dia ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Renal: insuficiência renal aguda. • Outras: angioedema, face, lábios, garganta (raros). MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, insuficiência cardíaca, função renal, eletrólitos séricos (por exemplo, potássio, sódio).

t u V W X Y z
Manual Farmacêutico 2011/2012 347

VancoMIcIna

ANTIMICROBIANOS-MISCELÂNEA

?

c

Vancocina 500mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 15mg/kg/dose, IV, de 12/12h. Crianças: Dose usual: 40 a 60mg/kg/dia, IV, de 6/6h. Neonatos: Meningite: Dose usual: 15mg/kg/dose, IV, correr em 60min. Bacteremia: Dose usual: 10mg/kg/dose, IV. Para idade gestacional < ou = 29 semanas: De 0-14 dias de vida, intervalo de 18 horas > 14 dias de vida, intervalo de 12 horas Para idade gestacional de 30 a 36 semanas: De 0-14 dias de vida, intervalo de 12 horas > 14 dias de vida, intervalo de 8 horas Para idade gestacional de 37 a 44 semanas: De 0-7 dias de vida, intervalo de 12 horas > de 7 dias de vida, intervalo de 8 horas Para idade gestacional > ou = a 45 semanas de vida: Todas as idades, intervalo de 6 horas AJUSTE RENAL Ajuste da dose pelo clearance de creatinina
Dose/intervalo 1g q12h >80 12h 80-50 12h 50-10 1-4 dias <10 (anúria) 4-7 dias

Dose em diálise
após hD 1g q7dias diária em DP 1g q7dias

ALERTA ORIENTAÇÕES: evitar a administração intramuscular. Reações são frequentemente tratadas com anti-histamínicos ou corticoesteroides. Devido o seu longo tempo de meia-vida, a vancomicina deve ser dosada a cada 12hs, monitorando-se o pico e o nível sérico. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hipotensão acompanhada por rubor. • Rash eritematoso na face e na parte superior do corpo. • SÉRIAS: • Hematológicas: neutropenia (rara), trombocitopenia. • Imunológica: anafilaxia (rara). • Ótica: ototoxicidade (rara). • Renal: nefrotoxicidade (rara). MONITORIZAÇÃO: testes de função renal periódicos, urinálise, concentrações séricas da vancomicina e audiograma.

348

Manual Farmacêutico 2011/2012

VarFarIna

ANTICOAGULANTE

1

X

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Marevan 2,5mg comprimido Atenção! Possui corante amarelo quinoleína Marevan 5mg comprimido Atenção! Possui corante vermelho ponceau 4R Coumadin 1mg comprimido Atenção! Possui corante D&C vermelho nº 6 bário laca Coumadin 2,5mg comprimido Atenção! Possui corante D&C amarelo nº 10 alumínio laca e corante FD&C azul nº 1 alumínio laca Coumadin 5mg comprimido Atenção! Possui corante FD&C amarelo nº 6 alumínio laca POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 2,5 a 5mg/dia, VO. Dose de manutenção: de acordo com o tempo de protrombina ou INR. Crianças: Dose inicial: 0,1 - 0,2mg/kg/dia, VO. Dose de manutenção (dependente do INR): 0,05 a 0,34mg/kg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovascular: síndrome de embolia pelo colesterol, choque hemorrágico. • Dermatológica: necrose tecidual. • Hematológicas: hemorragia, agranulocitose, hematoma retroperitoneal. • Hepática: hepatite, insuficiência hepática. • Imunológicas: reação de hipersensibilidade (rara). • Oftálmica: hemorragias intraoculares (5% a 11%). • Respiratória: Hemorragia pulmonar. CONTRAINDICAÇÕES: • Aborto, eclampsia, pré-eclampsia. • Anestesia, bloqueio lombar ou em regiões maiores. • Aneurismas; cerebral, dissecante da aorta • Endocardite bacteriana • Tendências hemorrágicas gastrintestinais, genitourinárias e respiratórias • Discrasias sanguíneas • Hemorragia cerebral • Ulcerações gastrintestinais, geniturinárias e das vias respiratórias ou sangramento ostensivo. • Hemorragia vascular cerebral. • Tendências hemorrágicas • Hipertensão maligna • Punção e outros procedimentos com potencial de hemorragia incontrolável • Cirurgia do sistema nervoso central ou olhos, recente ou potencial. • Cirurgia traumática, resultando em grandes superfícies abertas, recentes ou potencial. MONITORIZAÇÃO: Tempo de pró-trombina, hematócrito e INR.

VaselIna

EMOLIENTE, HIDRATANTE

?

c

Vaselina estéril (ampola 10mL) POSOLOGIA Dose usual: aplicar o medicamento sobre a área afetada 1 a 2 vezes ao dia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

349

VasoPressIna
HORMONIO ANTIDIURÉTICO

1

c

Encrise 20U/ml injetável (ampola 1ml) POSOLOGIA Distensão abdominal: Adultos: Dose inicial: 5U (0,25ml), IM ou SC, em intervalos de 3 ou 4hs, se necessário. Dose de manutenção: 10U (0,5ml), IM ou SC, em intervalos de 3 ou 4hs, se necessário. Radiografia abdominal: Dose usual: duas injeções de 10U, IM ou SC. A 1ª, duas horas antes e a 2ª, meia hora antes da exposição aos filmes. Diabetes insipidus: Adultos: Dose usual: 5 a 10U, IM ou SC, duas a três vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 2,5 a 5U (0,125 a 0,25ml), IM ou SC, a cada 6 a 8hs. Hemorragia gastrointestinal: Adultos: Dose usual: 0,2U/minuto, EV, deve ser aumentada a cada hora de 0,2U/minuto, até que a hemorragia seja controlada. Dose máxima: 1U/minuto. Crianças: Dose usual: 0,01U/K/minuto. Choque Séptico Dose usual: 0,01 a 0,04 U/minuto, EV, durante 24 a 96 horas. Fibrilação ventricular ou ressuscitação cardíaca: Dose usual: 40U, EV em PCR, uma única vez, seguida de bolus de 20ml de água destilada ou soro fisiológico. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: parada cardíaca, arritmias cardíacas, arteriosclerose coronária, hipertensão, diminuição do débito cardíaco, distúrbios gangrenosos, trombose venosa. • Endócrino/metabólica: síndrome de intoxicação com água, hiponatremia. • Imunológica: anafilaxia. • Respiratórias: estenose do brônquio, broncoespasmo. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com bepridil, cisaprida, levometadil, mesoridazina, pimozida, terfenadina, tioridazina, ziprasidona. MONITORIZAÇÃO: ECG e eletrólitos, periodicamente durante a terapia.

VecurÔnIo broMeto
BLOQUEADOR NEUROMUSCULAR

?

c

Vecuron 10mg injetável (frasco ampola) POSOLOGIA Intubação: Dose usual: 0,08 a 0,1mg/kg, IV. Dose de manutenção: 0,6 a 2mcg/kg/min. Neonatos: Dose usual: 0,1mg/kg (0,03 a 0,15mg/kg) IV. Dose relacionada com a necessidade de paralisia. Intervalo usual é de 1 a 2h.

350

Manual Farmacêutico 2011/2012

ALERTA ORIENTAÇÕES: produz mínima, ou nenhuma, liberação de histamina. Não alivia a dor ou produz sedação; pode produzir efeito acumulativo na duração do bloqueio. REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Cardiovasculares: hipotensão (rara), taquiarritmia (rara). • Imunológica: anafilaxia (rara). • Musculoesquelética: fraqueza muscular prolongada. • Neurológica: bloqueio neuromuscular prolongado. • Respiratórias: apneia (rara), broncoespasmo (raro). PRECAUÇÕES: doses elevadas de certos antibióticos (aminoglicosídeos, tetraciclinas, bacitracina, polimixina B, colistina, colistimetato de sódio) podem intensificar bloqueio neuromuscular. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca.

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

VenlaFaXIna

ANTIDEPRESSIVO

2

c

Efexor XR 37,5mg cápsula Efexor XR 75mg cápsula POSOLOGIA > 10 anos e adultos: Dose usual: 37,5 a 150mg/dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Cefaleia, sonolência, vertigem, insônia, nervosismo. • Náusea, xerostomia, constipação, anorexia. • Ejaculação anormal. • Fraqueza. • Diaforese. • SÉRIAS: • Endócrino/metabólica: Hiponatremia. • Gastrointestinal: hemorragias gastrointestinais (raras). • Hematológica: hemorragia anormal. • Hepática: hepatite (rara). • Neurológicas: síndrome neuroléptica maligna, convulsão (0,3%), síndrome de serotonina. • Psiquiátricas: depressão, exacerbação (rara), hipomania, mania, pensamentos suicidas (raros). INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com furazolidona, iproniazida, isocarboxazida, linezolida, moclobemida, nialamide, pargilina, fenelzina, procarbazina, selegilina, toloxatone, tranilcipramina, trifluoperazina. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial, frequência cardíaca, lipídios. Tosse, dispneia progressiva, ou desconforto no peito, pode ser indicativo de doença intersticial pulmonar e pneumonia eosinofílica. Pressão ocular em pacientes com pressão ocular aumentada ou em risco de glaucoma agudo de ângulo estreito. Sintomas de privação (ex. disfóricos humor, irritabilidade, agitação), principalmente durante a interrupção abrupta da terapia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

351

VeraPaMIl

ANTIARRÍTMICO

1

c

Vasoton 5mg injetável (ampola 2mL) POSOLOGIA Adultos: Taquicardia paroxística supraventricular: Dose inicial: 5mg, IV lenta. Dose de manutenção: se necessário, administrar mais 5mg, IV lenta (sob controle eletrocardiográfico). Crianças (>1 ano): Dose usual: 0,1 a 0,2mg/kg, IV. Dose máxima: 5mg/dose. OBS: O medicamento deve ser administrado em 2 a 3min. e pode ser repetido em 30min. ALERTA ORIENTAÇÕES: em casos de insuficiência renal CLcr <10mL/minuto: administrar até 50 a 75% da dose normal. Doença hepática: reduzir a dose de 20% a 50% do normal e monitorar ECG. REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Hiperplasia gengival, constipação. • SÉRIAS: • Cardiovasculares: infarto do miocárdio, síncope (rara). CONTRAINDICAÇÕES: fibrilação atrial, choque cardiogênico, insuficiência cardíaca congestiva, bloqueio atrioventricular segundo ou terceiro grau (sem funcionamento de marcapasso artificial), taquicardia ventricular, de grande complexidade. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: é contraindicado o uso concomitante com dofetilida e ranolazine. MONITORIZAÇÃO: pressão arterial.

VeraPaMIl

ANTIARRÍTMICO

1

c

Vasoton 80mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Doença coronariana: Dose usual: 40 a 120mg, VO, 3 vezes ao dia. Taquicardia paroxística supraventricular: Dose usual: 240 a 480mg/dia, VO, 3 a 4 vezes ao dia. Hipertensão: Dose usual: 180 a 480mg/dia, VO, 2 vezes ao dia. Crianças: Dose usual: 4 a 8mg/kg/dia fracionados em 3 doses. ALERTA Vide Verapamil injetável.

352

Manual Farmacêutico 2011/2012

VIGabatrIna

ANTICONVULSIVANTE

2

X*

a b c d e F G

Sabril 500mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 2 a 5g, VO, fracionados em 2 administrações. Crianças: Dose usual: 40 a 80mg/kg/dia, VO, fracionados em 2 administrações. ALERTA PRECAUÇÕES: insuficiência renal (redução da dose pode ser requerida). MONITORIZAÇÃO: completar as contagens de plaquetas; insuficiência renal, hepática; os testes devem ser realizados periodicamente durante a terapia prolongada como medida de precaução.

VIMblastIna

ONCOLÓGICO

X

d

H I J

Fauldblastina 10mg/10ml injetável ALERTA Cuidado - idosos.

VIncrIstIna

ONCOLÓGICO

X

d

K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Fauldvincri/Vincizina 1mg injetável – cada mL contém 1mg de sulfato de vincristina ALERTA Cuidado - idosos.

VInorelbIna

ONCOLÓGICO

3 3

d d

Evotabina 50mg injetável (frasco ampola 5mL)

VorIconazol

ANTIFÚNGICO

Vfend 200mg comprimido Vfend 200mg injetável – após reconstituição com 19mL de água estéril para injeção cada mL da solução contém 10mg de voriconazol ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: • >10%: • Alterações visuais. • SÉRIAS: • Cardiovasculares: prolongamento do intervalo QT (< 2%), torsades de pointes (menos de 2%). • Dermatológicas: eritema multiforme, síndrome de Stevens-Johnson (< 2%.), necrose epidérmica tóxica (<2%.). • Gastrointestinal: pancreatite (<2%). • Hepática: hepatite, aumento da função hepática, insuficiência hepática • Imunológica: reação anafilática (<2%). • Neurológica: encefalopatia tóxica. • Renal: insuficiência renal crônica.

Manual Farmacêutico 2011/2012

353

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: contraindicado o uso concomitante com carbamazepina, CYP3A4 (terfenadina, astemizol, cisaprida, pimozida, ou quinidina), alcaloides da ergotamina, barbitúricos de ação prolongada, rifabutina, rifampicina, ritonavir, em doses altas (400 mg a cada 12 horas), sirolimus, ou St. John’s wort. MONITORIZAÇÃO: função hepática, função visual e renal. Função renal com clearance inferior a 50mL/min. preferível o uso por via oral, devido a acumulação tóxica do adjuvante endovenoso.

XIloMetazolIna
Otrivina 0,1% gotas

DESCONGESTIONANTE NASAL

1

c

POSOLOGIA Dose usual: 2 a 3 gotas em cada narina, 2 vezes ao dia. ALERTA CONTRAINDICAÇÕES: crianças menores de idade 6 anos. PRECAUÇÕES: doença cardiovascular, hipertensão, diabetes mellitus. MONITORIZAÇÃO: pacientes que recebem doses excessivas de Xilometazolina devem ser monitorizados para os efeitos adversos cardiovasculares e neurológicas, tais como palpitações, hipertensão arterial, arritmias, dor de cabeça, tonturas, sonolência ou insônia. Os pacientes que utilizam Xilometazolina intranasal por longos períodos devem ser monitorados para congestão nasal rebote, ou rinite medicamentosa.

zolendronato

ONCOLÓGICO

3

d b

Zometa 4mg injetável – cada 5mL contém 4,264mg de zolendronato (equivalente a 4mg ácido zolendrônico)

zolPIdeM

ANSIOLÍTICO/HIPNÓTICO

2

Stilnox 10mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose inicial: 5mg/dia 1 vez ao dia, VO. Dose usual: 10mg/dia 1 vez ao dia, VO. ALERTA REAÇÕES ADVERSAS: SÉRIAS: • Anafilaxia • Angioedema • Dor no peito • Depressão, piora • Pensamentos suicidas • Taquicardia PRECAUÇÕES: anafilaxia; pode ocorrer logo na primeira dose. MONITORIZAÇÃO: pacientes devem ser monitorizados pelo excesso de sedação, ressaca (sedação diurno), amnésia, tolerância e dependência, e sintomas de privação após a descontinuação. Cuidado - idosos.

354

Manual Farmacêutico 2011/2012

zoPIclona

ANSIOLÍTICO/HIPNÓTICO

1

c*

a b c d e F G H I J K l M n o P Q r s t u V W X Y z

Imovane 7,5mg comprimido POSOLOGIA Adultos: Dose usual: 7,5mg/dia, VO. ALERTA PRECAUÇÕES: ter cautela em pacientes com doença grave do fígado (eventual necessidade de ajuste de dose), pacientes idosos com moderada a grave doença hepática, desordens psiquiátricas.

Manual Farmacêutico 2011/2012

355

15. Desinfetantes/Antissépticos padronizados

356

Desinfetante: agentes químicos capazes de destruir microrganismos na forma vegetativa, em artigos hospitalares ou em superfícies. Toda manipulação de material ou superfície contaminada deve ser realizada com o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) adequados: luvas de borracha ou de procedimentos, avental impermeável e protetor facial.
Cuidados Especiais

Manual Farmacêutico 2011/2012

Germicida / Concentração de Uso

Emprego

Glutaraldeído a 2% * tempo de imersão de 30 minutos

Desinfecção de artigos semicríticos sensíveis ao calor (ex: endoscópios, broncoscópios, fibroscópios, sonda de ecotransesofágico, etc)

• Deve ser utilizado em ambiente com exaustão. Procurar o SCIH e a Segurança do Trabalho antes da padronização de uso no setor • Validade por 30 dias (conforme fabricante) • Avaliar diariamente a concentração do produto com fitas dosadoras • Enxaguar abundantemente evitando resíduos • Utilizar em recipiente plástico (não PVC) com tampa, de fácil higienização • Não é indicado para desinfecção de superfícies • Seguir Resolução SS 27 (DO SP, nº40 de 01/03/07) e Informe Técnico nº 04/07, ANVISA, março de 2007 • Friccionar o artigo ou superfície fixa até secar, com 3 aplicações consecutivas • Enrijece borracha, plásticos e danifica o cimento das lentes ópticas e acrílico • Solicitar gatilho spray rosca para adaptação no frasco original facilitando a utilização (código: 301950) • Produto padronizado no HIAE: Virex® • Nesta concentração não são corrosivos para metais

Álcool etílico 70% - Desinfetante de superfície

Desinfecção de artigos não críticos e semicríticos e desinfecção de superfícies ambientais (ex: termômetro, estetoscópio, lâmina de laringoscópio, bancada de preparo de medicações ou procedimentos, etc)

Hipoclorito de Sódio a 0,05% (500 ppm), associado a detergente

- Limpeza e desinfecção de superfícies (ex: box de banheiro, vaso sanitário, etc) - Descontaminação de superfícies fixas (ambiente) após remoção da matéria orgânica

Germicida / Concentração de Uso

Emprego

Cuidados Especiais

Ácido peracético 0,2% * tempo de ação de 30 minutos

Desinfecção de artigos semicríticos em setores do hospital onde não haja condições estruturais para o uso de Glutaraldeído 2% (toxicidade) ex: fibroscópio

• • • • • • • Diluição adequada • São instáveis reagindo à luz e temperatura • Devem ser diluídos a cada 6 horas • Tempo ação – 20 minutos

Produto padronizado no HIAE: Sterilife® Antes do uso deve-se adicionar o antioxidante recomendado pelo fabricante Datar e controlar prazo de validade: 30 dias após ativação Avaliar a concentração da solução semanalmente através de fitas dosadoras Utilizar recipiente protegido da luz e calor Não é indicado para desinfecção de superfícies

Manual Farmacêutico 2011/2012

Peróxido de hidrogênio e Ácido peracético

Hemodiálise - Desinfecção de capilares e linhas - Desinfecção de máquinas de hemodiálise

Hipoclorito de sódio a 0,02% (200 ppm)

Sanitização de utensílios de cozinha, no preparo de dieta enteral, frutas e legumes no SND

357

Lactário – mamadeiras e acessórios se houver necessidade

• Tempo de ação de 1 hora (60 minutos) – não há necessidade de enxágue

358

Antisséptico: são formulações germicidas hipoalergênicas e de baixa causticidade destinada ao uso em pele e mucosa. Os antissépticos podem ser divididos: Sabões antissépticos - combinam a ação antimicrobiana com a ação mecânica dos tensoativos, ou Soluções antissépticas tópicas atuam como antimicrobianos de uso tópico, devendo ser empregadas após a limpeza da pele/mucosa, para assegurar sua efetividade.
Cuidados Especiais

Produto

Utilização

Álcool etílico a 70% - antisséptico

Antissepsia em procedimentos de punção endovenosa, aplicação subcutânea e intramuscular. Antissepsia de coto umbilical

Manual Farmacêutico 2011/2012

Preparação alcoólica com emoliente para higiene das mãos Apresentações: • Sob forma de gel • Sob forma de espuma

Cinco momentos essenciais para a higiene das mãos: • Antes do contato com paciente • Antes de procedimentos assépticos • Após risco de exposição a fluídos corporais • Após contato com o paciente • Após contato com superfícies próximas ao paciente

• Na presença de sujidade visível nas mãos, lavar as mãos com água e sabonete líquido (contendo ou não antimicrobiano).

Veículo Aquoso tópico • • • •

• Parto vaginal • Antissepsia da inserção (curativos): dreno tórax, gastrostomia, cateter tenckoff, etc Necessita de 2 minutos de contato para liberação de iodo livre Possui ação residual de 2 a 4 horas Neutraliza-se em contato com matéria orgânica Não deve ser usado em recém-nascidos ou pacientes com alergia à iodo

Solução de PVP-I 10% com 1% de iodo ativo

Veículo detergente -degermante

• Pré-operatório: degermação cirúrgica das mãos, preparo do campo operatório, banho pré-operatório de pacientes • Higiene das mãos dos profissionais antes de procedimentos de alto risco (inserção de cateteres, etc)

Veículo alcoólico

• Antissepsia do campo operatório • Antissepsia de pele antes de procedimentos invasivos. • O colírio de Nitrato de Prata é de uso individual

Compostos à base de sais de prata

• Nitrato de Prata: profilaxia de conjuntivite gonocócica do Rn • Sulfadiazina de Prata: queimaduras

Produto

Utilização

Cuidados Especiais

Solução degermante de Clorexedina a 2%

• Pré-operatório: degermação cirúrgica das mãos, preparo do campo operatório, banho pré-operatório de pacientes • Preparo para parto vaginal • Higiene das mãos dos profissionais antes de procedimentos de alto risco (inserção de cateteres, etc) • Higiene das mãos dos profissionais que trabalham em áreas de risco (UTI, Oncologia, etc) • Preparo de pele para inserção de cateteres venosos centrais • • • • • • • •

Apresenta baixa toxicidade e irritabilidade podendo ser utilizada em recém-nascidos Pode ser utilizada em pacientes alérgicos ao iodo Não deve ser utilizada em olhos ou ouvidos ou irrigação de cavidade corpórea Pode causar manchas marrons em roupas lavadas com produtos a base de cloro

Solução alcoólica de Clorexedina a 0,5%

• Antissepsia de pele antes de procedimentos invasivos • Antissepsia da inserção (curativos) cateteres vasculares centrais, dreno de tórax, gastrostomia, etc • Antissepsia do campo operatório

Apresenta baixa toxicidade e irritabilidade podendo ser utilizada em recém-nascidos Pode ser utilizada em pacientes alérgicos ao iodo Não deve ser utilizada em olhos ou ouvidos ou irrigação de cavidade corpórea Pode causar manchas marrons em roupas lavadas com produtos a base de cloro

Solução de Clorexedina a 0,025% (veículo aquoso de uso oral)

• Antissepsia bucal pré e pós-procedimentos cirúrgicos bucais • Antissepsia bucal em pacientes sob ventilação mecânica (VM)

• Produto padronizado no HIAE: Solução de Periogard® • Pré-procedimentos: bochechos com 15 ml da solução não diluída, duas vezes ao dia • Em pacientes sob VM: com 15 ml da solução não diluída, quatro vezes ao dia • Utilizar previamente o clorexedina degermante

Solução aquosa de Clorexedina a 0,2% Uso ginecológico

• Toque ginecológico • Antissepsia de mucosa pré-sondagem vesical • Antissepsia de mucosa no parto vaginal

Manual Farmacêutico 2011/2012

Triclosan/Igarsan

• Concentrações habituais de uso: 0,3 a 2% (mais comum a 0,5% em sabões líquidos) • Indicado para lavagem básica das mãos

• Antisseptico de ação lenta, sem ação residual • Dissolver 1 comprimido (100 mg) em 4 litros de água fervida • Utilizar a solução de maneira tópica

359

Permanganato de Potássio

• Antissepsia e desodorização de áreas ulceradas e necrosadas

16. diagnóstico
CONTRASTE IODADO IÔNICO PRINCÍPIO ATIVO
ÁCIDO IOXITALÂMICO CALCIOEDETATO SÓDICO FOSFATO DE SÓDIO MONOBÁSICO MEGLUMINA POLIVIDONA SULFITO DE SÓDIO IOTALAMATO DE MEGLUMINA IOXAGLATO DE MEGLUMINA IOXAGLATO DE SÓDIO

APRESENTAÇÃO COMERCIAL

TELEBRIX HYSTERO FAP 20ML

CONRAY 60 FAP 50ML HEXABRIX 320 FAP 50ML (baixa osmolaridade) TELEBRIX 35 FAP 50ML TELEBRIX 35 FAP 20ML TELEBRIX CORONAR FAP 100ML TELEBRIX CORONAR FAP 50ML LIPIODOL AP 10ML

IOXITALAMATO DE MEGLUMINA IOXITALAMATO DE SÓDIO

ÓLEO DE PAPOULA IODADO

CONTRASTE IODADO NÃO IÔNICO PRINCÍPIO ATIVO APRESENTAÇÃO COMERCIAL
OMNIPAQUE 300 FAP 20ML OMNIPAQUE 300 FAP 50ML OMNIPAQUE 350 FAP 50ML OPTIRAY 240 Fr 50ML OPTIRAY 240 SGA 125ML OPTIRAY 320 FAP 20ML OPTIRAY 320 FAP 50ML OPTIRAY 320 FAP 100ML HENETIX 300 FAP 50ML HENETIX 350 FAP 50ML HENETIX 350 FAP 100ML HENETIX 350 FAP 500ML VISIPAQUE 270 FAP 50ML VISIPAQUE 320 FAP 50ML VISIPAQUE 320 FAP 100ML

IOEXOL

IOVERSOL

IOBITRIDOL

IODIXANOL

* Os medicamentos em negrito são similares/concorrentes.

360

Manual Farmacêutico 2011/2012

CONTRASTE BARITADO PRINCÍPIO ATIVO APRESENTAÇÃO COMERCIAL
BARIOTEST SS FR 150ML BARIOSPERSE SS FR 355ML BARIOPAQUE LIQUID FR 355ML EZEPAQUE LIQUID FR 150ML

SULFATO DE BÁRIO

CONTRASTE NÃO IODADO PRINCÍPIO ATIVO
GADOPENTETATO DIMEGLUMINICO GADOTERATO DE MEGLUMINA GADODIAMIDA GADOVERSETAMIDA

APRESENTAÇÃO COMERCIAL
MAGNEVISTAN FAP 15ML DOTAREN FAP 15ML OMNISCAN FAP 15ML OPTMARK FAP 15ML

Substância não radioativa que pode ser ligada quimicamente a um isótopo radioativo para uso diagnóstico ou terapêutico.

RADIOFÁRMACO

PRINCÍPIO ATIVO
TETRAFLUOBURATO DE COBRE (ISONITRILA) TETROFOSMIN CITRATO DE GÁLIO - 67Ga CLORETO DE TÁLIO - 201TI

APRESENTAÇÃO COMERCIAL
CARDIOLITE MYOVIW Ga67 TI201 DTPA-IPEN DTPA-MALLINCKRODT DISIDA DMSA ECD FDG-F18 FITATO GERADOR DE Tc99 I131 I123 MAA MDP OCTREOSCAN PYP SAH

ÁC. DIETILENOTRIAMINOPENTACÉTICO

ÁC. DIISOPROPILIMINODIACÉTICO ÁC. DIMERCAPTOSUCCÍNICO ETILENODICISTEÍNA FLUORDESOXIGLICOSE - 18F FITATO DE SÓDIO GERADOR DE PERTECNETATO - 99mTc IODETO DE SÓDIO 131I IODETO DE SÓDIO 123I MACRO AGREGADO DE ALBUMINA METILENODIFOSFONATO OCTREOTIDE - 111In PIROFOSFATO DE SÓDIO SORO ALBUMINA HUMANA

* Os medicamentos em negrito são similares/concorrentes. Manual Farmacêutico 2011/2012 361

CORANTE PRINCÍPIO ATIVO
AZUL DE METILENO FLUORESCEÍNA INDOCIANINA VERDE BRILHANTE VERMELHO DE FENOL AZUL PATENTE

APRESENTAÇÃO COMERCIAL
AZUL DE METILENO 10% FAP 10 ML FLUORESCEÍNA 20% AP 5ML INDOCIANINA 25MG INJETÁVEL VERDE BRILHANTE 10% SO FAP 5ML VERMELHO DE FENOL ALCÓLICO 1% SO FR 30ML AZUL PATENTE V AP 2ML

MISCELÂNIA PRINCÍPIO ATIVO
ACETOZOLAMIDA CARBOPOL 934 TIMEROSAL CARBOXIMETILCELULOSE + NIPAGIN + ÁGUA + ÓLEO ESSENCIAL + SEQUESTRANTE + GLICEROL + TRIETANOLAMINA INDOCIANINA CARBOPOL POLIDOCANOL ÁLCOOL ETÍLICO PROTIRELINA

APRESENTAÇÃO COMERCIAL
DIAMOX IV 500MG FAP

GEL CONDUTOR TB 100G

ULTRAGEL TB 300G

INDOCIANINA 25MG FAP GEL PARA ULTRA-SOM FR 300G AETHOXYSKLEROL 3% AP 2ML ÁLCOOL ABSOLUTO AP 10ML TRH 200MCG/ML AP 1ML

362

Manual Farmacêutico 2011/2012

17. Padronização de dietas nutricionais
PADRONIZAÇÃO DIETAS ENTERAIS - SISTEMA FECHADO (SF)
Características da dieta Fornecedor Abbott Frasco 1000 ml Normobalanceada 1 kcal/ml Proteínas até 16,7% do VCT Sem sacarose Support Pack 1000 mL Fresenius Easy bag 1000 ml Support Pack 1000 ml Padronização Osmolite HN 102020 Composição 1,06 Cal/ml, 16% Prot., 54% HC, 30% Lip, Sem sacarose 251 mOsm/l 1,0 Cal/ml, 16 % Prot., 49% HC, 35% Lip, Sem sacarose 265 mOsm/l 1,0 Cal/ml, 15 % Prot., 55% HC, 30% Lip, Sem sacarose 250 mOsm/l 1,5 Cal/ml, 16% Prot., 49% HC, 35% Lip. Sem sacarose 15g fibras/litro (polissacarídeo de soja, inulina, amido resistente, FOS, goma arábica e celulose) 335 mOsm/l 1,5 Cal/ml, 15% Prot., 50% HC, 35% Lip. Sem sacarose 20g fibras/litro (Fibra de aveia e amido resistente) 310 mOsm/l 1,25 Cal/ml, 20% Prot., 45% HC, 35% Lip Sem sacarose 15 g fibras/litro 280 mOsm/l 1,5 Cal/ml, 20% Prot., 45% HC, 35% Lip. Sem sacarose Sem fibras 300 mOsm/l 1,0 Cal/ml, 17% Prot., 33% HC, 50% Lip 300 mOsm/l 1,0 Cal/ml, 17% Prot., 45% HC, 38% Lip 300 mOsm/l

Nutrison Standart 102030 Fresubin Original 103001 Nutrison Energy Mult Fiber 102068

Hiperproteica Hipercalórica Com Fibras Para Normalização do TGI 1,5 Kcal/ml prot >16% do VCT Sem sacarose Com fibras

Fresenius Easy bag 1000 ml

Fresubin Energy Fibre 103003

Hiperproteica 20% de proteínas do VCT sem sacarose

Support Pack 1000ml

Nutrison Protein Plus Mult Fiber 102427 Fresubin HP Energy 103320 Glucerna 102019 Nutrison Advanced Diason 102048 Jevity Plus 102018

Fresenius Easy bag 1000 ml Abbott Frasco 1000ml Support Pack1000ml Abbott Frasco 1000 ml

Diabetes Mellitus descompensado

1,2 Cal/ml, 18,5% Prot., 52,5% HC, 29% Lip Fibras:12g/l e 10g FOS/l 365 mOsm/l 1,2 Cal/ml, 14% Prot., 56% HC, 30% Lip Fibras: 15g/l 50% Polissacarídeo de soja e 50% goma guar parcialmente hidrolisada 320 mOsm/l

Rica em fibras

Nestlé Frasco 1000 ml

Fibersource 102017

PSFnut 2011 – Padronização Sistema Fechado – revisado e validado em agosto/2010

Manual Farmacêutico 2011/2012

363

PADRONIZAÇÃO DIETAS ENTERAIS - SISTEMA FECHADO (SF)
características da dieta Fornecedor Nestlé Ultra Pak 1000ml Semielementar Fresenius Easy bag 500 ml Nestlé Ultra pak 1000ml Survimed OPD 103005 Peptamen 1,5 102067 Padronização Peptamen Prebio 102040 composição 1,0Cal/ml, 16%Prot, 51%HC, 33% Lip Proteina soro leite hidrolisada –100% Com prebióticos 4g/l (FOS e inulina) Sem sacarose 252 mOsm/l 1,0Cal/ml, 18%Prot, 60%HC, 22% Lip Hidrolisado de lactoalbumina (100%) Sem sacarose 350 mOsm/l 1,5 Cal/ml, 18% Prot, 49% HC, 33% Lip Sem sacarose, sem Fibras 423 mOsm/l 1,3 Cal/ml, 20,5% Prot, 54,5% HC, 25% Lip Sem sacarose, sem Fibras 304 mosm/l Nutrientes Imunomoduladores: TCM, ômega 3, Arginina, betacaroteno, vitamina C, zinco 304 mOsm/l 1,5 Cal/ml, 25% Prot, 36% HC, 39% Lip Sem sacarose e Fibras Nutrientes Imunomoduladores: TCM, ômega 3, Arginina, Glutamina, betacaroteno, vitaminas A e C, zinco 372 mOsm/l 1,0 Cal/ml, 22% Prot, 48% HC, 30% Lip Sem sacarose e Fibras Nutrientes Imunomoduladores: TCM, ômega 3, Arginina, Glutamina. 270 mOsm/l 1,0 Cal/ml, 23% Prot, 52% HC, 25% Lip Sem sacarose e Fibras Nutrientes Imunomoduladores: TCM, ômega 3, Arginina, nucleotídeos, EPA, DHA. 297 mOsm/l 1,0 Cal/ml, 11% Prot, 49% HC, 40% Lip Sem sacarose 200 mOsm/l água 1,0 Cal/ml, 10% Prot, 50% HC, 40% Lip Sem sacarose 180 mOsm/l

Semielementar Hipercalórica

Abbott Frasco 1000ml

Perative 102430

Nestlé Ultra pak 1000ml

Peptamen UTI 102429

Nutrientes Imunomoduladores

Fresenius Easy bag 500 ml

Reconvan 103322

Nestlé Frasco 1000 ml

Impact 103331

Support Pack 500 ml Para uso pediátrico Fresenius Easy bag 500 ml

Nutrini Standard 103006 Frebini Original 103332

PSFnut 2011 – Padronização Sistema Fechado – revisado e validado em agosto/2010

364

Manual Farmacêutico 2011/2012

PADRONIZAÇÃO DIETAS ENTERAIS - SISTEMA FECHADO (SF)
características da dieta Hiperproteica Para estímulo do processo de cicatrização Hipercalórica para pacientes sob ventilação mecânica Hepatopatia em Encefalopatia hepática, rica em AACR Fornecedor Support Pack 1000 ml Padronização Nutrison Advanced Cubison 103007 composição 1,0 cal/ml, 20,4% Prot, 49,6% HC, 30% Lip Sem sacarose, suplementada com arginina, zinco, vit. A, C e E, mix carotenoides e colina, 15g fibras/litro. 315 mOm/l 1,5 cal/ml, 16,7% Prot, 28,2% HC, 55,1% Lip Com 55% sacarose, suplementada com EPA+GLA e antioxidantes. 384 mOm/l 1,3 cal/ml, 12% Prot, 55% HC, 33% Lip 100% maltodextrina 75 mg Na+ /100 ml 330 mOsm/l

Abbott Frasco 500ml

Oxepa 104064

Fresenius Easy bag 500 ml

Fresubin Hepa

PSFnut 2011 – Padronização Sistema Fechado – revisado e validado em agosto/2010

Manual Farmacêutico 2011/2012

365

PADRONIZAÇÃO DE SUPLEMENTO VIA ORAL
Características do Produto Hipercalórico e hiperproteico Sabores Chocolate/ Morango Sem Glúten Com Sacarose 1,5 Cal/ml >26% proteína Hipercalórico e hiperproteico Baunilha Sem Glúten Com Sacarose 1,5 Cal/ml >26% proteína Hipercalórico e hiperproteico Sabor Abacaxi Sem Glúten Com Sacarose 1,5 Cal/ml >26% proteína Fornecedor Support Padronização Nutri Drink Protein Choc/Morango Emb. plástica 200 ml Fresubin Protein Energy Drink Choc/Frutas vemelhas EasyBottle 200 ml Nutri Drink Protein Baunilha Emb plástica 200 ml Fresubin Protein Energy Drink Baunilha EasyBottle 200 ml Fresubin Protein Energy Drink Abacaxi EasyBottle 200 ml Composição 1,5 Cal/ml, 26,7 % Prot, 41,3% HC, 32% Lip, 23% sacarose 470 mOsm/l 1,5 Cal/ml, 27 % Prot, 33% HC, 40% Lip, 52-57% sacarose 380 mOsm/l 1,5 Cal/ml, 26,7 % Prot, 41,3% HC, 32% Lip, 23% sacarose 470 mOsm/l 1,5 Cal/ml, 27 % Prot, 33% HC, 40% Lip, 52% sacarose 380 mOsm/l 1,5 Cal/ml, 27 % Prot, 33% HC, 40% Lip, 52% sacarose 380 mOsm/l

Fresenius

Support

Fresenius

Fresenius

Support Para Diabetes Mellitus ou restrição de açúcar livre Sabor Baunilha Sem Lactose, Glúten e Sacarose 1,0 Cal/ml Abbott

Diasip Emb plástica 200 ml 102086 Resource Diabetic Tetra prisma – 200 ml 102024 Glucerna SR Tetra pack 230 ml 102993 Diasip Morango Emb plástica 200 ml 102045 Resource Diabetic Chocolate/Morango Tetra prisma–200 ml 102042 Glucerna SR Chocolate Tetra pack 230 ml

1,0 Cal/ml, 19 % Prot, 47% HC, 34% Lip Fibras: 4g/200ml 365 mOsm/l 1,0 Cal/ml, 24 % Prot, 36% HC, 40% Lip Fibras: 2,4g/200ml 270 mOsm/l 0,93 Cal/ml, 20 % Prot, 47% HC, 33% Lip Fibras: 1,6g/230ml 421 mOsm/l 1,0 Cal/ml, 19 % Prot, 47% HC, 34% Lip Fibras: 4g/200ml 365 mOsm/l 1,0 Cal/ml, 24 % Prot, 36% HC, 40% Lip Fibras: 2,4g/200ml 270 mOsm/l 0,93 Cal/ml, 20 % Prot, 47% HC, 33% Lip, Fibras: 1,6g/230ml 421 mOsm/l

Nestlé

Support Para Diabetes Mellitus ou restrição de açúcar livre Sabor Chocolate/ Morango Sem Lactose, Glúten e Sacarose Abbott 1,0 Cal/ml

Nestlé

PMSnut 2011 – Padronização de Módulos e Suplementos – revisado e validado em agosto/2010

366

Manual Farmacêutico 2011/2012

PADRONIZAÇÃO DE SUPLEMENTO VIA ORAL
Características do Produto Hiperproteico com nutrientes imunomoduladores sabor Baunilha/ Chocolate/Morango Sem Glúten Com Sacarose 1,25 Cal/ml Support Forticare laranja limão Tetra pack 125 ml 102994 Forticare pêssego gengibre Tetra pack 125 ml 102996 Forticare Cappucino Tetra pack 125 ml 103333 Suplemento oral para problemas de má absorção, pancreatite. Isento de lipídeos e lactose Hipercalórico à base de emulsão de lipídeos Sabor: Morango e neutro Nestlé Resource Breeze Tetra pack 200 ml Fornecedor Support Padronização Cubitan Baunilha/ Chocolate/ Morango Emb plástica 200 ml 102424 Composição 1,25 Cal/ml, 30 % Prot, 45% HC, 25% Lip Isento de fibras, acrescido de 15% de arginina, mix de carotenoides e com micronutrientes (zinco, selênio, vitamina A,C e E) 500 mOsm/l 1,6 Cal/ml, 22,5 % Prot, 47,7% HC, 29,8% Lip Enriquecido com EPA, carnitina, taurina e colina, com mix de fibras solúveis e insolúveis (20,8g/litro), mix de carotenoides, antioxidantes (zinco, selenio, manganês, vitaminas C, E,B6 e ácido fólico) 730 mOsm/l 1,05 Cal/ml, 14 % Prot., 86% HC, 0% Lip 620 mOsm/l

Para paciente oncológico

Support

Calogen Embalagem plástica 200 ml

4,5 a 4,67 cal/ml, 100% TCL Relação omega 6:omega 3 = 5:1 Sabor Morango contém sacarose 150 mOsm/l/morango 0 mOsm/l/neutro 1,5cal/ml, 9 % Prot, 50% HC, 41% Lip Fibras: 3g/200ml 440 mOsm/l

Uso pediátrico a partir de 1 ano Sabor: Baunilha e Chocolate 1,5cal/ml Com fibras

Support

Fortini Multifiber Sabor Baunilha Embalagem plástica 200 ml Fortini Multifiber Sabor Chocolate Embalagem plástica 200 ml

PMSnut 2011 – Padronização de Módulos e Suplementos – revisado e validado em agosto/2010

Manual Farmacêutico 2011/2012

367

PADRONIZAÇÃO DE SUPLEMENTOS - MÓDULOS (PÓ)
Tipo Fornecedor Nestlé Padronização Resource Protein Lata de 240g 102054 Caseical Lata de 250g 102055 Glutamin Envelope – 10 g 102051 Resource Glutamina Envelope – 5 g 102052 Modulen Lata 400g 102999 Características do Produto 3,7 kcal/g, 90%Ptn Fonte proteica: Caseinato de Cálcio (100%) Osmolalidade: 120 mOsm/Kg de água 3,6 kcal/g, 90%Prot Fonte proteica: Caseinato de Cálcio (100%) 21 mOsm/l 100% Glutamina livre 328 mOsm/l

Suplementação Proteica Support

Support

Suplementação de Glutamina Nestlé

100% L-Glutamina Osmolalidade: 340 mOsm/Kg de água 1,0 Cal/ml 14% prot (100% caseína), 44% HC ( 73% xarope de milho e 27% sacarose), 42% lipídeos (57% gordura leite, 25% TCM, 4% lecitina soja) 270 mOsm/l 3,5 kcal/g, 0,89g HC, 0% Lip, 0% Ptn Isento de lactose e sacarose

Suplementação para Doença Inflamatória Intestinal

Nestlé

Nestlé

Espessante Fresenius

Resource Thicken-up Sachets – 5g 102049 Thick & Easy Sachets – 9g 102047 MF6 Lata 400G 101999

3,3kcal/g, 0, 9g HC, 0% Lip, 0% Ptn Isento de lactose e sacarose 064 kcal/g, 76% fibras: 60% Fibras Solúveis e 40% Fibras Insolúveis FOS, inulina, goma arábica, polissacarídeo de soja, amido resistente e celulose Fibra solúvel : Goma guar parcialmente hidrolizada (60%) inulina (40%) Produto a base de FOS, lactobacilos e bifidobactérias (probióticos): Lactobacillus paracasei, Lactobacillus rhamnosus, Lactobacillus acidophilus, Bifidobacterium lactis Produto a base de lactobacilos e bifidobactérias (probióticos): Lactobacillus paracasei, Lactobacillus rhamnosus, Lactobacillus acidophilus, Bifidobacterium lactis

Support Fibras

Fibra Solúvel

Nestlé

Fiber mais Sachets 5g 102950 Lactofos Sachet 6g

SKL Pharma Simbiótico

SKL Pharma Probiótico

Lacto - Pro

PMSnut 2011 – Padronização de Módulos e Suplementos – revisado e validado em agosto / 2010

368

Manual Farmacêutico 2011/2012

PADRONIZAÇÃO DIETAS ENTERAIS - SISTEMA ABERTO (SA)
Categoria HIAE Fornecedor Abbott Lata 237 ml Normobalanceada 1 - 1,2Kcal/ml Proteínas = até 16,7% do VCT Sem sacarose Nestlé Tetra Pack 1000 ml Support Frasco 500ml Support Frasco 500ml Isosource Standard 102029 Nutrison Standard 101969 Nutrison Energy Plus 101968 Produto Osmolite HN 102011 Composição 1,0 Cal/ml, 16% Prot, 54% HC, 30% Lip Sem sacarose 251 mOsm/l 1,2 Cal/ml, 14% Prot, 56% HC, 30% Lip, Sem sacarose 295 mOsm/l 1,0 Cal/ml, 16 % Prot, 49% HC, 35% Lip Sem sacarose 265 mOsm/l 1,5 Cal/ml, 16% Prot, 49% HC, 35% Lip Sem sacarose e sem fibras 385 mOsm/l

Hiper - Hiper 1,5 Cal/ml Prot.>16% do VCT Sem sacarose Nornalização do TGI 1,5 Cal/ml Com Fibras solúveis Sem sacarose

Nestlé Tetra prisma 200ml

Novasource GI Control 102090

1,5 Cal/ml, 16% Prot, 47% HC, 37% Lip Sem sacarose Com 20g de fibras solúveis/l 295 mOsm/l

Abbott Lata 237 ml Diabetes Mellitus Descompensado Support Frasco 500ml

Glucerna 102083 Nutrison Advaced Diason 102087 Nutrison Advanced Nefro (pó) 102035 Nefrodial 102033

1,0 Cal/ml, 17% Prot, 33% HC, 50%Lip Contém Fibras (14g/l) 300 mOsm/l 1,0 Cal/ml, 17% Prot, 45% HC, 38%Lip Contém Fibras (15g/l) 300 mOsm/l 1,3 Cal/ml, 10% Prot, 69% HC, 21% Lip Sem sacarose 4 mEq Na/l, 23,8 mEq K/l 322 mOsm/l 2,0 Cal/ml, 14% Prot, 43% HC, 43% Lip 10% sacarose 36,1 mEq Na/l, 27 mEq K/l 446 mOsm/l 2,0 Cal/ml, 15% Prot, 40% HC, 45% Lip Sem sacarose 70 mEq Na/l, 28 mEq K/l 496 mOsm/l 1,25 Cal/ml, 11% Prot, 67% HC, 22% Lip Sem sacarose, 38% aa cadeia ramificada 116 mg Na+ /100 ml 365 mOsm/l

Nefropatias Tratamento conservador

Support Env. 90g

Abbott Lata 237 ml Nefropatias em Tratamento Diálitico

Nestlé Tetra Brick 200ml Support Env. 90g

Novasource Renal 102093 Nutrison Advanced Hepato 102009

Hepatopatia em Encefalopatia hepática, rica em AACR

PSAnut 2011- Padronização Sistema Aberto – revisado e validado em agosto/2010

Manual Farmacêutico 2011/2012

369

PADRONIZAÇÃO DIETAS ENTERAIS - SISTEMA ABERTO (SP)
Categoria HIAE Para uso Pediátrico Acima de 1 ano Fornecedor Support Frasco 200ml Produto Nutrini Standard 102025 Composição 1,0 Cal/ml, 11% Prot, 49% HC, 40% Lip Sem sacarose 200 mOsm/l

Para uso Pediátrico com fibras Acima de 1 ano

Support Frasco 200ml

Nutrini MultiFiber 102092

1,0 Cal/ml, 11% Prot, 49% HC, 40% Lip Sem sacarose 7,5g Fibras/l ( Mix de fibras: polissacarídeo de soja, inulina, amido resistente, FOS, goma arábica e celulose sendo, 49% Solúvel e 51% Insolúvel) 205 mOsm/l 1,0 Cal/ml, 10,4% Prot,41,1% HC, 48,5% Lip Sem sacarose 8g/l FOS/GOS 295 mOsm/l 0,71cal/ml, 11% proteínas, 45% HC, 44% lip Sem sacarose 325 mOsm/l

Para uso pediátrico 0 a 1ano Fórmula de aminoácidos livres nutricionalmente completa para uso pediátrico

Support Frasco 100ml

Infatrini 103837

Support Lata 400g

Neocate 103010

PSAnut 2011- Padronização Sistema Aberto – revisado e validado em agosto/2010

370

Manual Farmacêutico 2011/2012

PADRONIZAÇÃO DE FÓRMULAS LÁCTEAS - 2011
Categoria HIAE Fabricante Nestlé Produtos Padronizados Pré Nan Composição Em 100ml / Produto Caloria: 80kcal Proteína: 2,3g Carboidrato: 8,6g Gordura: 4,2g Caloria: 80kcal Proteína: 2,5g Carboidrato: 7,6g Gordura: 4,4g Caloria: 67kcal Proteína: 1,2g Carboidrato: 7,5g Gordura: 3,6g Caloria: 66kcal Proteína: 1,5g Carboidrato: 7,5g Gordura: 3,3g Caloria: 67kcal Proteína: 1,4g Carboidrato: 7,0g Gordura: 3,7g Caloria: 67kcal Proteína: 2,1g Carboidrato: 8,1g Gordura: 2,9g Caloria: 67kcal Proteína: 1,8g Carboidrato: 7,9 Gordura: 3,1g Caloria: 67kcal Proteína: 1,7g Carboidrato: 8,1g Gordura: 3,1g Caloria: 67kcal Proteína: 1,8g Carboidrato: 7,4g Gordura: 3,4g Caloria: 67kcal Proteína: 1,7g Carboidrato: 7,6g Gordura: 3,3g Caloria: 66kcal Proteína: 1,8g Carboidrato: 6,8g Gordura: 3,5g Caloria: 68kcal Proteína: 1,9g Carboidrato: 6,9g Gordura: 3,8g

Prematuro

Danone

Aptamil Pré

Nestlé

Nan 1 PRO

Primeiro Semestre

Danone

Aptamil 1

Mead Johnson

Enfamil Premium 1

Segundo Semestre

Nestlé

Nan 2 PRO

Nestlé

Nan AR

Anti-Regurgitação

Danone

Aptamil AR

Nestlé Soja Nestlé Isento de Lactose Danone

Nan Soy

Nan sem Lactose

Pregomin Pepti

Hidrolisadas

Pregestimil Premium

Mead Johnson

Revisado em agosto/2010

Manual Farmacêutico 2011/2012

371

PADRONIZAÇÃO DE FÓRMULAS LÁCTEAS - 2011
Categoria HIAE Fabricante Nestlé Hipoalergênico Produtos Padronizados Nan HA Composição Em 100ml / Produto Caloria: 67kcal Proteína: 1,6g Carboidrato: 7,6g Gordura: 3,4g

Integral

Nestlé Nestlé De acordo com cotação Nestlé

Ninho Ninho Crescimento Leite Longa Vida FM 85

Caloria: 60-66 kcal Proteína: 2,4-3,4g Carboidrato: 4,9-7,5g Gordura: 2,9-3,5g 1gFM85+20ml leite materno: Caloria: 17kcal Proteína: 0,44g Carboidrato: 2,1g Gordura: 0,77g

Aditivo para Leite Materno

Revisado em agosto/2010

COMPLEMENTOS
CATEGORIA PRODUTOS PADRONIZADOS Farinha Láctea Neston Farinha de Aveia Mucilon de arroz e milho Maisena Mel Adoçante artificial Açúcar Nidex Nescau Camomila Erva Doce

Complemento calórico

Adoçantes

Achocolatado

Chá

372

Manual Farmacêutico 2011/2012

ProGraMa de IMunIzação do HosPItal IsraelIta albert eInsteIn VacInas - IMunIzação atIVa
A imunização ativa envolve a administração de microrganismos atenuados, parte de microrganismos ou produtos de microrganismos que provocam resposta imunológica para prevenir doenças. Recomendações quanto a dose, via, técnica de administração e esquemas de vacinação devem ser seguidas para uma efetiva imunização. Além disso, as vacinas devem ser estocadas e manipuladas corretamente para garantir a eficácia. Atualmente existem muitas vacinas disponíveis e vários esquemas de vacinação. O Departamento Materno-Infantil e Centro de Imunizações do Hospital Israelita Albert Einstein definiu o seguinte esquema de vacinação.

CALENDÁRIO DE IMUNIZAÇÕES - CRIANÇAS E ADOLESCENTES HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN - 2008
IDADE A partir do nascimento 2 meses 3 meses 4 meses 5 meses 6 meses 7 meses 12 meses 15 meses 18 meses 4 a 6 anos 11 a 12 anos 14 a 16 anos VACINA BCG-id e Hepatite B1 Pólio2, Tríplice3, Hemophilus, Hepatite B Pneumococo4, Rotavírus5 Meningococo C6 Pólio2, Tríplice3, Hemophilus, Pneumococo4, Rotavírus5 Meningococo C6 Pólio2, Tríplice3, Hemophilus, Hepatite B Pneumococo4, Influenza (Gripe)7 Influenza (Gripe)10 Tríplice viral8, Hepatite A9, Varicela, Meningococo C6 Pólio2, Tríplice3, Hemophilus, Pneumococo4 Hepatite A10 Pólio2, Tríplice3, Tríplice viral8, Varicela10 HPV (3 doses - apenas em meninas)11 Tríplice acelular tipo adulto12

Observações: 1) A segunda dose da hepatite B pode ser feita isoladamente, com 1 mês de idade, ou aos 2 meses utilizando-se vacina combinada. O intervalo mínimo entre a primeira e a segunda dose é de 1 mês. 2) Utilizar, de preferência, esquema todo com pólio inativada ou pólio inativada nas primeiras duas doses. 3) Difteria-coqueluche e tétano. Utilizar, de preferência, tríplice acelular para todas as doses. 4) Vacina antipneumocócica conjugada. Para crianças que recebem a primeira dose com 6 meses de idade ou menos são 3 doses, com 2 meses de intervalo entre as doses e um reforço aos 15 meses. Para crianças que recebem a primeira dose dos 7 aos 11 meses de idade são duas doses, com 2 meses de intervalo e um reforço aos 15 meses. Para crianças que recebem a primeira dose entre 12 a 23 meses de idade são duas doses com 2 meses de intervalo. 5) Na primeira dose a idade mínima é 1 mês e 15 dias e a idade máxima 3 meses e 7 dias. Na segunda dose a idade mínima é 3 meses e 7 dias e a idade máxima 5 meses e 15 dias. O intervalo mínimo entre a primeira e a segunda dose é de 1 mês. Manual Farmacêutico 2011/2012 373

6) Vacina antimeningocócica conjugada para o meningococo C. Para crianças que recebem a primeira dose abaixo de 12 meses de idade recomenda-se duas doses, com 2 meses de intervalo, e um reforço a partir de 12 meses de idade. Para as crianças vacinadas a partir de 12 meses de idade recomenda-se apenas uma dose, independente do produto utilizado. 7) Vacina para gripe. Todas as crianças de 6 meses a 5 anos de idade devem ser vacinadas. Na primeira vez que a criança estiver sendo vacinada são necessárias duas doses com 4 a 6 semanas de intervalo. A época ideal para vacinação é o outono. Nas crianças saudáveis, de 6 meses a 5 anos de idade, a revacinação deve ser anual. Nas crianças de risco (cardiopatas, pneumopatas ou com doenças crônicas) a revacinação deve ser anual, mesmo acima de 5 anos de idade. Pode ser utilizada também por crianças acima de 5 anos de idade e adultos saudáveis que desejem reduzir a incidência de gripe. 8) Sarampo-caxumba-rubéola. 9) Dependendo do produto utilizado deve ser iniciada a partir de 2 anos de idade. A segunda dose deve ser feita 6 meses após a primeira. 10) Para todas as crianças recomendam-se duas doses da vacina contra varicela. A primeira aos 12 meses e a segunda entre 4 a 6 anos de idade. 11) Vacina para o papilomavirus humano. Deve ser utilizada em meninas dos 11 aos 12 anos de idade. O esquema é de 3 doses: 0, 1 a 2 meses (dependendo do produto) e 6 meses. Pode ser utilizada dos 9 aos 26 de idade. 12) Pode ser utilizada a dupla (dT- difteria e tétano) tipo adulto. Reforços a cada 10 anos.

CALENDÁRIO DE IMUNIZAÇÕES - ADULTO HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN - 2008
VACINA
19 a 49 anos

IDADE
50 a 64 anos > 64 anos

Dupla (dT) 1 HPV 2 Tríplice viral Varicela 4 Hepatite A
5 3

1 dose cada 10 anos 3 doses (mulheres até 26 anos) 1 dose 2 doses 2 doses 3 doses – –
9

1 dose cada 10 anos – – – 2 doses 3 doses – dose anual dose única

1 dose cada 10 anos – – – –

Hepatite B 6 Pneum ocócica 7 Influenza 8 Meningocócica

1 dose dose anual dose única

dose única

Observações: 1) Dupla (dT) Vacina para difteria e tétano. Para os adultos com a vacinação básica completa recomendam-se reforços cada 10 anos. O reforço pode ser com a vacina dupla tipo adulto (difteria e tétano dT) ou com a tríplice bacteriana acelular tipo adulto (difteria, coqueluche e tétano dpaT). A vacinação básica é composta de 3 doses. Para os adultos sem vacinação prévia recomendam-se 3 doses: a segunda dose 1 a 2 meses após a primeira e a terceira dose 6 a 12 meses após a primeira. Na vacinação básica recomenda-se duas doses com a dT e uma dose com a dpaT. Após a vacinação básica os reforços devem ser feitos cada 10 anos. Para os adultos com a vacinação básica incompleta recomenda-se completar o esquema e programar reforços cada 10 anos. 2) Vacina para o Papilomavírus humano (HPV). Está indicada para mulheres até 26 anos de idade. O esquema é de 3 doses: a segunda dose 1 a 2 meses após a primeira e a terceira dose 6 meses após a primeira. A vacina está contraindicada na gestação. 3) Tríplice viral. Protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Recomenda-se uma dose para os adultos de 19 a 49 anos de idade. Acima dessa idade considera-se que os adultos estejam imunes. Vacina contraindicada na gestação e nos pacientes imunodeprimidos. 374 Manual Farmacêutico 2011/2012

4) Vacina indicada para os adultos de 19 a 49 anos de idade que não tenham diagnóstico anterior de varicela. O esquema é de duas doses com 2 meses de intervalo. Está contraindicada na gestante e nos imunodeprimidos. Pode ser utilizada também acima dessa idade caso não haja história anterior de varicela. 5) Vacina indicada para todos os adultos que não tenham diagnóstico anterior confirmado de Hepatite A ou que não tenham sido vacinados anteriormente. O esquema é de duas doses com 6 meses de intervalo. Caso se utilize a vacina combinada com a hepatite B o esquema é de 3 doses: a segunda um mês após a primeira e a terceira 6 meses após a primeira. 6) Vacina indicada para todos os adultos que não tenham diagnóstico anterior confirmado ou vacinação anterior. O esquema é de 3 doses: a segunda um mês após a primeira e a terceira 6 meses após a primeira. 7) Vacina antipneumocócica polissacarídica com 23 sorotipos. Indicada em dose única para todos os adultos com idade acima de 64 anos. Está indicado uma dose de reforço para os adultos que receberam a vacina há mais de 5 anos e que tinham menos de 65 anos na ocasião. 8) Vacina para a gripe. Está indicada a vacinação anual para todos os adultos com idade acima de 50 anos. A época ideal para vacinação é o outono. Os adultos de 19 a 49 anos também podem receber a vacina anualmente com o objetivo de reduzir a incidência da gripe. 9) Vacina antimeningocócica conjugada tipo C. Está indicada para todos os adultos que vivem em áreas de alta incidência de doença meningocócica tipo C. A dose é única.

1) Vacina contra Hepatite b
apresentação comercial / dose recomendada
Recombivax® HB (MSD) Dose mcg (mL) Engerix B® (Smith Kline) Dose mcg (mL) Euvax B® Sanofi Pasteur Dose mcg (mL)

Crianças e adolescentes até 19 anos Adultos > 20 anos Crianças em hemodiálise Adultos em hemodiálise e imunodeprimidos
* doses 0, 1, 2, 6 ou 12 meses

5 10 10 40

(0,5) (1,0) (1,0) (1,0)

10 20 20 40

(0,5) (1,0) (1,0)* (2,0)

10 20 10 40

0,5 1,0 1,0 2,0

Profilaxia pós-exposição
TIPO DE EXPOSIÇÃO Acidente percutâneo ou mucosa Contato doméstico - portador crônico Contato doméstico - caso agudo com exposição a sangue Perinatal Sexual – portador crônico Sexual – infecção aguda IMUNOPROFILAXIA Vacinação + HBIG Vacinação Vacinação + HBIG* Vacinação Vacinação + HBIG* Vacinação Vacinação + HBIG

HBIG – imunoglobulina contra hepatite B (dose = 0,06 ml/Kg, máximo 5ml) IM, assim que possível e antes de completar 14 dias do contato * ver tabela específica a seguir Manual Farmacêutico 2011/2012 375

exposição perinatal
Mãe HBsAg Positiva

DOSE DE VACINA E HBIG 1ª dose HBIG (0,5mL IM)* 2ª dose 3ª dose
* local diferente da vacina

IDADE Antes de 12h de vida Antes de 12h de vida 1- 2 meses 6 meses

Profilaxia após acidente percutâneo com sangue possivelmente contaminado por Hbsag
SANGUE PESSOA EXPOSTA HBSAG POSITIVO HBSAG NEGATIVO DESCONHECIDO Se contato de alto risco, tratar como HbsAg positivo. Caso contrário, vacinação. Se contato de alto risco, tratar como HbsAg positivo. Caso contrário, vacinação. Nada Testar resposta - se inadequada: HBIG + revacinação - se adequada: nada

Não-vacinada

HBIG + Vacinação

Vacinação

Vacinada com anti HbsAg < 10mUI/ml Vacinada com anti HbsAg > 10mUl/ml Vacinada com resposta desconhecida

HBIG + Vacina

Nada

Nada Testar resposta - se inadequada: HBIG + revacinação - se adequada: nada

Nada

Nada

HBIG = 0,06 mL/Kg (máximo 5ml), IM, até 1 semana após o contato.

efeitos colaterais
Dor local e febre. Reações alérgicas são raras.

uso combinado de vacinas
Hepatite B recombinante + Hepatite A = Twinrix – SKB Hepatite B + Pólio inativada + Tríplice acelular + Hemophilus = Infanrix Hexa – SKB

2) bcG
especificações (nomes comerciais)
BCG intradérmico: Ampola contendo 1,2 ou 5mg de BCG liofilizada correspondendo a 10, 20 ou 50 doses (Fundação Ataulpho de Paiva)

recomendações para vacinação
1 dose na criança de 0 a 1 mês de idade.

efeitos colaterais
Linfadenite regional pela vacina (ao redor de 1%).

contraindicação
Imunodeprimidos, queimaduras graves e gravidez. Peso < 2kg.
376 Manual Farmacêutico 2011/2012

3) Poliomielite
tipos de vacina disponíveis 1) oPV: vacina oral de vírus vivos atenuados = Sabin 2) IPV: vacina trivalente com vírus inativados. Recomendada a pessoas com imunidade
comprometida ou a seus contatos domiciliares e para adultos não-imunizados. Também pode ser utilizada na vacinação de rotina das crianças (vide calendário).

efeitos colaterais
Poliomielite paralítica associada à OPV (evento raro).

esquema de Imunização
Deve-se administrar 3 doses, com intervalos de 2 meses (mínimo de 45 dias), com 1º reforço 6 a 12 meses após a última dose e 2º reforço aos 5 a 6 anos. No caso de uso exclusivo da IPV, serão dadas 2 doses aos 2 e 4 meses, não sendo necessária a dose aos 6 meses. No caso do esquema associado IPV-OPV, deve ser dado IPV aos 2 e 4 meses e OPV nas doses subsequentes.

4) Vacina tríplice (difteria, coqueluche e tétano)
apresentações comerciais
Difteria, tétano, coqueluche de células inteiras + Haemophilus influenzae tipo B Difteria, tétano, coqueluche acelular (DPaT) Difteria, tétano, coqueluche acelular (DpaT maiores de 10 anos) Difteria, tétano, coqueluche acelular + Haemophilus influenzae + Pólio inativada Difteria, tétano, coqueluche acelular + Hepatite B Difteria, tétano, coqueluche acelular + Haemophilus influenzae + Pólio inativada + Hepatite B Tríplice acelular + Haemophilus influenzae Tetract-Hib (Sanofi-Pasteur)

Pertacel (Sanofi Pasteur)

Refortrix (GSK)

Infanrix IPV + Hib (GSK)

Infanrix HB (GSK)

Infanrix Hexa (GSK) Infanrix HIB (GSK)

definição
Existem a tríplice de células inteiras - DPT e a tríplice acelular - DpaT (antígenos purificados). A vacina dupla (difteria e tétano) é derivada da DPT. Existem 2 apresentações: Dupla tipo infantil (DT) e Dupla tipo adulto (dT).

esquema de imunização
Nas crianças, DPaT ou DPT deve ser usada por via IM aos 2, 4, 6, 15-18 meses e entre 4 a 6 anos. Reforços com dupla adulto (dT) cada 10 anos. Nos adultos não vacinados usar dT 0, 2 e 6-12 meses. Uma das doses pode ser substituída por Tríplice acelular tipo adulto.

recomendações para vacinação
DPaT (Tríplice Acelular) é preferível sobre DPT. Não usar DPT ou DPaT acima de 7 anos de idade. Nestes casos, utilizar Tríplice acelular para maiores de 10 anos ou dupla tipo adulto.

Manual Farmacêutico 2011/2012

377

Profilaxia do tétano conforme tipo de ferimento e estado vacinal prévio
Nº DE DOSES PRÉVIAS Desconhecida ou < 3 Maior ou igual a 3 FERIMENTO LIMPO VACINA Sim Não (1) IMUNOGLOBINA Não Não FERIMENTO CONTAMINADO VACINA Sim Não (2) IMUNOGLOBINA Sim Não

(1) Sim se última dose de vacina há mais de 10 anos. (2) Sim se última dose de vacina há mais de 5 anos. Imunoglobulina = Imunoglobulina humana específica para tétano 250 a 500 UI, IM, ou soro antitetânico 5.000 a 10.000U, IM, após teste. Obs.: aplicar vacina e imunoglobulina em locais diferentes.

efeitos colaterais
A Coqueluche é o componente que mais frequentemente causa efeitos colaterais. No uso de DPaT (tríplice acelular), as reações são menos frequentes. As principais reações são:
Reações adversas menores: eritema, nódulo e dor local, irritabilidade, anorexia e

febre baixa.
Reações adversas maiores: síndrome hipotônico-hiporesponsiva, choro persistente (> 3 horas), febre > 40º C , convulsões.

contraindicações
Reação anafilática com DPT ou DPaT. Encefalopatia sem causa identificável que tenha ocorrido até 7 dias após a vacinação com DPT ou DPaT. Doença neurológica que predisponha a convulsões e que esteja sem controle. Nestes últimos casos, utilizar a Dupla Infantil.

5) Vacinas anti-Haemophilus influenzae tipo b
VACINA Act-Hib (PRP-T) Aventis Pasteur Hiberix (PRP-T) Glaxo-Smith Kline TIPO DE VACINA Toxóide tetânico (polissacáride) Polissacáride capsular covalente COMPOSIÇÃO PRP: 10 mcg Toxóide: 24 mcg PRP: 10 mcg Toxóide: 30 mcg APRESENTAÇÃO Liofilizada Dose: 0,5 ml Liofilizada Dose: 0,5 ml

Indicações
Indicadas para todas as crianças de 2 meses a 5 anos de idade. Acima de 5 anos estão indicadas em crianças com asplenia, anemia falciforme ou outras imunodeficiências, inclusive HIV positivos.

esquema de vacinação
O número de doses varia conforme a idade de início e o tipo de vacina.

378

Manual Farmacêutico 2011/2012

IDADE DE INÍCIO 2 a 6 meses

Nº DE DOSES 4

ESQUEMA 3 doses de 2 em 2 meses com reforço entre 15 a 18 meses 2 doses com intervalo de 2 meses, com reforço entre 15 a 18 meses, no mínimo 2 meses após a segunda dose 2 doses com intervalo de 2 meses 1 dose

7 a 11 meses

3

12 a 14 meses 15 a 59 meses

2 1

reações adversas
Dor, eritema, induração, febre e irritabilidade são raras.

uso combinado de vacinas
No mercado estão disponíveis combinações com DPT, DPaT, Hepatite B e Pólio inativada. VACINA APRESENTAÇÃO Infanrix IPV+Hib (GSK) DPaT + Pólio inativada + Hib Poliacel (AP) DPaT + Pólio inativada + Hib + Hepatite B DPaT + Hib DPT + Hib Infanrix Hexa (GSK) Infanrix Hib (GSK) Tetract-Hib (GSK)

6) Vacina para Varicela
apresentações comerciais
Varivax® - Merck-Sharp&Dohme Varilrix® - SmithKline Varicela Biken®

recomendações para vacinação
Para vacinação de crianças sadias a partir dos 12 meses de idade. Crianças maiores de 12 anos e adultos sem história de Varicela devem receber 2 doses da vacina com intervalo de 8 semanas. Evitar uso de aspirina até 8 semanas após a vacinação.

Profilaxia pós-exposição
A vacina se mostra útil também na vacinação de contactantes do vírus, até 72 horas após o contágio com o caso índice.

efeitos colaterais
Os efeitos colaterais mais frequentes são febre e rash cutâneo, dor local, edema, eritema, prurido, hematoma no local da aplicação.

contraindicações
Gravidez, imunodeficiência, imunodepressão, AIDS, história familiar de imunodeficiência até comprovação do estado de competência imunológica e pacientes com história de Tuberculose ativa.

Manual Farmacêutico 2011/2012

379

7) Vacina tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola)
apresentações comerciais
MMR, Trimovax® e Priorix.

esquema de vacinação
Uma dose a partir de 12 meses de idade. Uma dose de reforço entre 4 e 6 anos de idade.

efeitos colaterais
Febre baixa a moderada, acompanhada ou não de exantema, pode ocorrer entre o 5º e o 12º dia. Nos adultos pode ocorrer artrite pós-vacinal.

contraindicações
Contraindicada durante a gravidez e para imunodeprimidos.

8) Vacina para Hepatite a
apresentações comerciais
Havrix pediátrico - Dose: 0,5mL - idade: 2 a 18 anos Vaqta pediátrico - Dose: 0,5mL - idade: 2 a 18 anos Havrix adulto - Dose: 1mL - idade: acima de 18 anos Vaqta adulto - Dose: 1mL - idade: acima de 18 anos Avaxim pediátrico e adulto - Dose: 0,5mL

associação Hepatite a + Hepatite b
Twinrix pediátrico - Dose: 0,5mL - idade: 2 a 15 anos Twinrix adulto - Dose: 1mL - idade: acima de 16 anos

esquema de vacinação
2 doses com 6 meses de intervalo, a partir de 1 ano de idade. Quando for utilizada a associação de Hepatite A+Hepatite B utilizar o esquema para Hepatite B: 3 doses - 0,1 mês e 6 meses após a primeira dose.

efeitos colaterais
Geralmente são discretos e resumem-se à dor local e, mais raramente, febre e mal-estar.

reações adversas
Dor e induração no local da injeção.

Profilaxia pós-exposição
TEMPO DE EXPOSIÇÃO < 2 semanas > 2 semanas
IG = imunoglobulina norma, IM. Obs.: contato domiciliar, em creche ou escola, com vários casos.

IDADE DO PACIENTE Todas as idades > 1 anos > 1 anos

PROFILAXIA IG (0,02 mL/Kg) IG (0,02 mL/Kg) + Vacina Vacina

contraindicações
Não deve ser administrada a pessoas com hipersensibilidade aos componentes da vacina, como alumínio e fenoxietanol.

9) Vacina para pneumococo
Existem dois tipos de vacinas antipneumocócicas: a vacina polissacarídica e a vacina conjugada. A vacina polissacarídica é composta por 23 sorotipos e está indicada nos grupos de risco. Nomes comerciais: Pneumovax 23 (Merck Sharp & Dohme) Pneumo 23 (Sanofi – Pasteur)
380 Manual Farmacêutico 2011/2012

A vacina conjugada protege contra sete sorotipos de pneumococo. No nosso calendário está indicada de rotina para todas as crianças abaixo de 24 meses. Nomes comerciais: Synflorix (GSK) com 10 sorotipos de pneumococos; Prevenar 13 (Wyeth) com 13 sorotipos de pneumococos.

esquema de vacinação
IDADE DE INÍCIO 2 a 6 meses 7 a 11 meses 12 a 15 meses 24 a 59 meses - Criança saudável - Criança imunodeprimida Nº DE DOSES 3 doses c/intervalo de 2 meses 2 doses c/intervalo de 2 meses 2 doses c/intervalo de 2 meses 1 única dose 2 doses c/intervalo de 2 meses REFORÇO 12 a 15 meses 12 a 15 meses não não não

efeitos colaterais
Os mais comuns são dor no local da aplicação, hiperemia local ou febre no primeiro ou segundo dia.

10) Vacina conjugada para o meningococo c
apresentações comerciais
Meningitec (Wyeth), Neisvac (Baxter) e Menjugate (Chiron)

esquema de vacinação
Para as crianças que receberam a primeira dose abaixo de 12 meses de idade recomendam-se duas doses, com 2 meses de intervalo e um reforço a partir de 12 meses de idade. Para as crianças acima de 12 meses de idade, adolescentes e adultos recomenda-se apenas uma dose.

efeitos colaterais
Dor, edema e hiperemia no local da aplicação em 5% dos casos. Febre nas primeiras 48 horas em 2% dos casos.

contraindicações
Doença febril aguda.

11) Influenza
apresentação comercial
Vaxigrip (Sanofi – Pasteur ) Fluarix (Smith Kline) Vacina de vírus inativado contra a gripe (Meizler Biopharma S/A)

esquema de vacinação
Pode ser utilizada a partir de 6 meses de idade.

esquema de vacinação para influenza
IDADE 6 a 35 meses 3 a 8 anos acima de 9 anos DOSE 0,25 ml 0,5 ml 0,5 ml Nº DE DOSES 1 ou 2 * 1 ou 2 * 1

* Na primeira vez aplicar duas doses com intervalo de 1 mês.

efeitos colaterais
Em 10% dos vacinados surge dor local ou febre nas primeiras 12 horas.

contraindicações
História de reação anafilática à proteína do ovo. A vacina deve ser evitada em pacientes com história de síndrome de Guillain-Barré.
Manual Farmacêutico 2011/2012 381

12) Vacina para rotavirus
apresentações comercias
Rotarix (GSK), cepa RIX 4415, sorotipo G1P[8]; RotaTeq (Merck) com 5 sorotipos.

recomendações para vacinação - rotarix
A vacina deve ser aplicada em 2 doses: aos 2 e aos 4 meses de idade. O intervalo mínimo entre as doses é de 4 semanas. Para a primeira dose a idade mínima é de 1 mês e meio e a idade máxima é de 3 meses e 7 dias. Para a segunda dose a idade mínima é de 3 meses e 7 dias e a idade máxima é de 5 meses e meio. Recomendações para vacinação – RotaTeq A vacina deve ser aplicada em 3 doses: aos 2, 4 e 6 meses de idade. O intervalo mínimo entre as doses é de 4 semanas. Para a primeira dose, a idade mínima é de 1 mês e meio e a idade máxima é de 3 meses e 7 dias. Para a segunda dose a idade mínima é 3 meses e 7 dias e a idade máxima é 5 meses e meio. A idade máxima da terceira dose é 7 meses e 29 dias.

eventos adversos
Nos estudos realizados a incidência de febre, diarreia, vômitos, irritabilidade, tosse ou coriza não foi diferente entre o grupo vacinado e o grupo placebo. Não houve aumento dos casos de intussuscepção.

contraindicações
Esta vacina está contraindicada nas seguintes situações: - imunodeficiência congênita ou adquirida; - uso de corticoides em doses imunossupressoras; - uso de imunossupressores; - presença de doença gastrointestinal crônica; - malformação congênita do trato digestivo; - história prévia de intussuscepção.

13) Vacina tetravalente Viral (sarampo – caxumba – rubéola – varicela)
apresentação comercial Priorix Tetra (GSK) recomendações para vacinação Vacina recomendada para utilizar na dose de reforço entre 4 a 6 anos de idade. efeitos adversos Quando utilizada na primeira dose para sarampo, caxumba, rubéola e varicela tem sido relatada uma incidência aumentada de febre elevada e crises convulsivas febris. contraindicações Vacina contraindicada para gestantes e imunodeprimidos.

14) Vacina para HPV
apresentação comercial
Gardasil (Merck) Cervarix (GSK)

esquema de vacinação
Vacina indicada para mulheres de 9 a 26 anos de idade. O esquema é de 3 doses: a segunda dose 1 a 2 meses após a primeira e a terceira dose 6 meses após a primeira.

efeitos colaterais
São discretos. Geralmente apenas dor local.

contraindicações
A vacina está contraindicada na gestação.

382

Manual Farmacêutico 2011/2012

ProFIlaXIa antIMIcrobIana
ÍNDICE 1. Endocardite bacteriana 2. Doença meningocócica ou meningite por Haemophilus influenzae 3. Em cirurgias

1. Prevenção da endocardite bacteriana
Baseado nas recomendações da American Heart Association - AHA . Wilson W et al. Circulation 2007;116(15):1736-54

As maiores mudanças nesta atualização das recomendações da AHA consistem em: 1. considerar que a bacteremia resultante de atividades diárias, tais como escovação dos dentes, mastigação, podem provavelmente causar mais casos de endocardite que procedimentos dentários; 2. considerar que apenas um número extremamente pequeno de casos de endocardite bacteriana pode ser prevenida com a utilização da profilaxia com antibióticos em procedimentos dentários, mesmo quando esta é 100% efetiva; 3. portanto, a profilaxia passa a ser recomendada apenas para pacientes com condições cardíacas associadas a pior evolução da endocardite; 4. para pacientes com estas condições cardíacas, a profilaxia está recomendada para todos os procedimentos dentários que envolvem a manipulação da gengiva, região periapical dos dentes ou perfuração de mucosa oral; 5. a administração de antibióticos com a finalidade de prevenção da endocardite bacteriana não é recomendada em pacientes submetidos a procedimentos genitourinários ou gastrintestinais.

tabela 1. condições cardíacas nas quais a profilaxia para procedimentos dentários é recomendada
Presença de prótese valvar Endocardite bacteriana prévia Doença cardíaca congênita* Doença cardíaca congênita cianótica, não corrigida, incluindo shunts paliativos Defeito congênito corrigido com dispositivo ou prótese, que pode ter sido implantado por cirurgia ou cateterização, durante os 6 meses precedentes o procedimento** Doença cardíaca congênita corrigida, com defeitos residuais no sitio adjacente à prótese Receptores de transplante cardíaco que desenvolveram valvulopatia
* A profilaxia é recomendada apenas para as doenças cardíacas congênitas listadas nesta tabela ** A profilaxia é recomendada porque a endotelização da prótese ocorre dentro de 6 meses após a intervenção

tabela 2. Procedimentos dentários nos quais a profilaxia para endocardite é recomendada, desde que o paciente possua alguma das condições listadas na tabela 1
INDICAÇÃO Todos os procedimentos que envolvem a manipulação da gengiva, região periapical dos dentes ou perfuração de mucosa oral OBSERVAÇÕES Está indicada em biópsias, remoção de suturas, colocação de bandas ortodônticas NÃO está indicada ao administrar injeções com anestésico, ao fazer radiografias, colocação de brackets ortodônticos, perda da primeira dentição, sangramento decorrente de trauma em mucosa oral ou lábios
Manual Farmacêutico 2011/2012 383

tabela 3. regimes antimicrobianos para procedimentos dentários
Situação Antimicrobiano Regime: dose única entre 30 e 60 minutos antes do procedimento Adultos Crianças

Via oral Impossibilidade de administração por via oral

Amoxacilina Ampicilina ou Cefazolina ou Ceftriaxona Cefalexina ou Clindamicina ou Azitromicina ou Claritromicina Cefazolina ou Ceftriaxona ou Clindamicina

2g 2g IM ou IV 1g IM ou EV 2g 600mg 500mg 1g IM ou EV 600mg IM ou EV

50mg/kg 50mg/kg IM ou EV 50mg/kg IM ou EV 50mg/kg 20mg/kg 15mg/kg

Alergia a penicilina ou ampicilina – via oral Alergia a penicilina ou ampicilina e impossibilidade de administração por via oral

50mg/kg IM ou EV 20mg/kg IM ou EV

2. Quimioprofilaxia para doença meningocócica ou meningite por Haemophilus influenzae
Recomendações da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

DOENÇA

INDICAÇÃO Para os comunicantes íntimos* que compartilham o mesmo domicílio do doente. Para os colegas comunicantes em creches e escolas. A quimioprofilaxia não está indicada rotineiramente para profissionais de saúde que atenderam caso de doença meningocócica. Exceto para os que participaram de manobras de ressuscitação ou aspiração de secreções antes de 24h de antibioticoterapia específica, sem uso de equipamentos de proteção individual (óculos e máscara cirúrgica). Para comunicantes íntimos, inclusive adultos, somente em situações que além do caso índice, houver na mesma residência outra criança <4 anos. Em caso de creche: se houver criança <24m ou diante da ocorrência de um segundo caso da doença.

DROGA DE ESCOLHA E DOSE

Doença meningocócica

Rifampicina** A cada 12h por 2 dias Adultos 600mg/dose* Crianças <1m: 5mg/kg/ dose Crianças de 1m a 12a.: 10mg/kg/dose (máx. 600mg/dose)

Doença invasiva por Haemophilus influenzae

Rifampicina Dose única diária por 4 d. Adultos 600mg/dia* Crianças <1m: 10mg/ kg/dia Crianças 1m a 12a.: 20mg/kg/d (máx. 600mg/ dia)

** É considerado comunicante íntimo: - aquele que teve contato com o paciente nos 7 dias que antecederam a doença, pelo menos 4 horas por dia ou - contato por 8 horas seguidas no dia anterior ao adoecimento ou - contato íntimo, com troca de secreções de orofaringe ** Alternativa: ciprofloxacina 500mg em dose única 384 Manual Farmacêutico 2011/2012

3. Profilaxia antimicrobiana em cirurgia

Parâmetros para profilaxia cirúrgica
COMENTÁRIO Não previne outras infecções

PARÂMETRO

RECOMENDAÇÃO

Objetivo da profilaxia

Prevenção da infecção de sítio cirúrgico

Início da profilaxia

O antimicrobiano deve ser administrado em até uma hora antes do início da cirurgia, se possível, na indução anestésica

Para maior eficácia da profilaxia antimicrobiana é necessário manter níveis séricos inibitórios da droga durante o período de maior risco de instalação de bactérias no sítio cirúrgico. Para alcançar este objetivo o início da profilaxia deve ocorrer momentos antes do início do procedimento*, preferencialmente no período de indução anestésica, mantendo níveis séricos adequados até 4 horas após o fechamento da incisão As cefalosporinas de 1ª ou 2ª geração são os antibióticos mais frequentemente utilizados Para pacientes com peso >80kg a primeira dose poderá ser o dobro da convencional

Manual Farmacêutico 2011/2012

Escolha do antimicrobiano

Deve apresentar baixa toxicidade. Não deve ser utilizado antimicrobianos de largo espectro, indicados para o tratamento de infecções hospitalares graves

385

Dose inicial do antimicrobiano

Deve ser a dose tradicional do antimicrobiano

PARÂMETRO

RECOMENDAÇÃO

COMENTÁRIO

386

Doses adicionais no intraoperatório

Devem ser administradas se houver perda maciça de sangue ou prolongamento da duração do procedimento (vide próxima tabela)

Diversas referências registram redução da taxa de eficácia da profilaxia antimicrobiana em procedimentos prolongados, indicando que doses suplementares devam ser administradas a intervalos de uma ou duas vezes a meia-vida da droga, de forma a obter níveis adequados durante toda a cirurgia

Manual Farmacêutico 2011/2012

Duração da profilaxia

Na maioria das situações não deve exceder o período intraoperatório

Diversos trabalhos indicam que a profilaxia é eficaz com uma única dose administrada corretamente no período pré-operatório. É provável que não se obtenha nenhum benefício adicional com a administração de doses suplementares além das primeiras 24 horas de pós-operatório Profilaxia não eficaz nestas situações

Duração da profilaxia em caso de manutenção de sondas, cateteres, cânulas e drenos

Não recomendada

* Existem duas exceções a este princípio fundamental: 1) nas cesarianas, onde a dose deve ser postergada até o pinçamento do cordão umbilical, para evitar interferência do antimicrobiano na evolução de eventual processo infeccioso no recém-nascido, retardando seu diagnóstico e 2) nas cirurgias colo-retais, onde a profilaxia pode ter inicio com a descontaminação seletiva do colon.

antimicrobianos de escolha para profilaxia cirúrgica
INTERVALO PARA REPETIÇÃO NO PÓSOPERATÓRIO, CASO NECESSÁRIO 3

ANTIMICROBIANO

DOSE PARA ADULTOS, ANTES DA CIRURGIA 1

INTERVALO PARA REPETIÇÃO INTRAOPERATÓRIA (CASO NÃO HAJA SANGRAMENTO INTENSO) 2

Para certas cirurgias limpas - tais como, cirurgias cardíacas, neurocirurgias ou cirurgias plásticas, ortopédicas e vasculares com inserção de próteses ou implantes, herniorrafias em pacientes com fatores de risco 4 Para cirurgias limpas-contaminadas - trato genital feminino (histerectomia vaginal ou abdominal, ooforectomia, miomectomia, cesareana), genitourinárias (abertas, ex. nefrectomia, ou laparoscópicas), torácicas, trato biliar, esôfago e gástricas 1a opção

Cefazolina 4 horas
2a opção

1-2 g

4 horas

8 horas 8 horas

Cefuroxima

1.5 g

Cefalotina

1-2g

2 horas

4 horas

Alternativa para alérgicos aos betalactâmicos

Clindamicina 8 horas 8 horas

600-900 mg

6 horas

6 horas 8 horas 12 horas

SMX-TMO 5

320 mg / 160 mg

Vancomicina 6

1g

Manual Farmacêutico 2011/2012 1a opção

Para cirurgias coloretais, apendicectomias (não perfuradas)

387

Cefoxitina

7

1-2 g

2 horas

8 horas

388 2a opção

ANTIMICROBIANO

DOSE PARA ADULTOS, ANTES DA CIRURGIA1 INTERVALO PARA REPETIÇÃO NO PÓSOPERATÓRIO, CASO NECESSÁRIO3

INTERVALO PARA REPETIÇÃO INTRA-OPERATÓRIA (CASO NÃO HAJA SANGRAMENTO INTENSO)2

Ampicilina/sulbactam 6 horas 4 horas 8 horas 3 horas 6 horas 8 horas 8 horas 8 horas 6 horas 8 horas 8 horas 6 horas 8 horas

3g

3 horas

6 horas

Clindamicina + gentamicina

600 mg 80 mg

Manual Farmacêutico 2011/2012 1a opção

Cefazolina + Metronidazol

1-2 g 500 mg

Ampicilina + Gentamicina + Metronidazol

2g 80 mg 500 mg

Para cirurgias genito-urinárias (cistoscopia com ou sem manipulação) 8

Ciprofloxacina
2a opção

400 mg

6 horas

12 horas

SMX-TMP 5

320 mg / 160 mg

8 horas

8 horas

Para cirurgias de cabeça e pescoço

Cefazolina 4 horas 8 horas

1-2 g

4 horas

8 horas 8 horas 8 horas

Cefazolina + Metronidazol

1-2 g 500 mg

Legenda: 1) O antibiótico deve ser administrado por via endovenosa em até 60 minutos antes da incisão. Se a profilaxia for realizada com vancomicina ou fluorquinolonas, estes ser administrados dentro de duas horas antes do procedimento 2) Para cirurgias com grande perda sanguínea (sangramento superior a 1 litro ou 20mL/kg em crianças) uma dose suplementar do antibiótico deve ser administrada. Esta suplementação também se aplica a cirurgias prolongadas, que excedem duas meias-vidas do antibiótico escolhido, neste caso deve ser repetida uma dose do antibiótico durante o procedimento 3) Para a maioria das cirurgias apenas as doses do intraoperatório são efetivas, não sendo recomendada a administração de doses do antibiótico no pós-operatório 4) Obesidade mórbida, diabetes descompensado, uso crônico de corticosteroides, uso de tela 5) Sulfametoxazol-trimetroprim 6) A infusão deve ser realizada em 1 hora 7) Devido ao potencial de indução de resistência em certas enterobactérias, o seu uso deve ser restrito a profilaxia cirúrgica e nesta situação, o seu uso não deve exceder 48 horas 8) Realizar urocultura antes do procedimento, a profilaxia aplica-se apenas para pacientes com urocultura negativa. Deve ser prescrito tratamento antimicrobiano se houver crescimento bacteriano na urocultura

Manual Farmacêutico 2011/2012

389

Referências AMB e CFM. Projeto Diretrizes. Infecção Hospitalar. http://www.projetodiretrizes.org.br/projeto_diretrizes/065.pdf (acessado em 10/09/2010) Bratzler DW et al. Antimicrobial prophylaxis for surgery: an advisory statement from the National Surgical Infection Prevention Project. Clin Infect Dis 2004;38:1706-15 Talbot TR, Kaiser AB. Postoperative infections and antimicrobial prophylaxis. In: Mandell GL, ed. Principles and practice of infectious diseases. Churchil-Livingstone, Philadelphia, 6th ed, 2005, vol 2, chapter 316:3533-3546 Treatment guidelines. Antimicrobial prophylaxis for surgery. Medical Letter 2009;7(82):48-9

aneXos 1. Medicamentos de uso restrito
Existem alguns medicamentos que, por necessitarem de monitorização contínua de uma ou mais variáveis fisiológicas e/ou por ocasionarem efeitos colaterais (que, caso não sejam detectados prontamente, podem levar a efeitos deletérios ao paciente), devem ter seu uso acompanhado por profissionais devidamente preparados para tal, em unidades que possuam equipamentos de monitorização. Baseada nessas considerações e visando garantir a segurança do tratamento do paciente, a Comissão de Farmácia e Terapêutica selecionou todos os medicamentos que se enquadram nessas características e normatizou que seu uso NÃO ESTÁ AUTORIZADO nas unidades de internação dos andares, exceto nas situações de emergência com condições de monitoração. Apresentamos a seguir uma lista com os medicamentos selecionados: APRESENTAÇÃO COMERCIAL Adenocard 3mg/mL ampola 2mL Adrenalina 1mg ampola 1mL Atlansil/Ancoron 150mg/3mL ampola1 Aramin 10mg ampola 1mL Atropina sulfato 0,25mg ampola 1mL2 Compaz 10mg ampola 2mL3 Curosurf 80mg/mL frasco-ampola 1,5mL Diprivan ampola 20mL/Diprivan PFS seringa 50mL Dobutrex 250mg ampola 20mL Dormonid 15mg ampola 3mL3 Efedrina Sulfato 5% ampola 1mL4 Esmeron 50mg frasco ampola 5mL Fentanil sem conservante ampola 5mL5 Forane/Isoflurane/Isothane inalatório frasco 100/240 Hyponor/Levophed 1mg/mL ampola 4mL Isoprenalina 0,02% ampola 1mL Kabiquinase/Streptase 250.000UI e 750.000UI frasco-ampola Ketamin S 50mg frasco-ampola 10mL5 Nimbium 2mg/mL ampola 10mL Nipride 50mg frasco-ampola 2mL Nitroglycerin/Tridil 50mg frasco-ampola 10mL Pavulon 2mg/mL ampola 2mL Precedex 100mcg/mL ampola 2mL Priscoline 25mg/mL ampola 4mL Quelicin 100mg frasco-ampola/ Succinil Colin 100mg Fap Rapifen ampola 5mL5 Regitine 10mg ampola 1mL Revivan 50mg ampola 1mL6 Sevorane inalatório frasco 100mL Sufenta 5mg/mL ampola 2mL Survanta 500mg Fap 8mL
cMc: Clínica Médico-cirúrgica uti: Unidade de Terapia Intensiva

PRINCÍPIO ATIVO Adenosina Adrenalina Amiodarona Metaraminol Atropina Diazepam Fosfolípide de pulmão porcino Propofol Dobutamina Midazolam Efedrina Rocurônio Fentanila Isoflurano Norepinefrina Isoprenalina Estreptoquinase Cetamina Cisatracúrio Nitroprussiato de sódio Nitroglicerina Pancurônio Dexmedetomidina Tolazolina Succinilcolina Alfentanila Fentolamina Dopamina Sevoflurano Sufentanila Fosfolípide de pulmão bovino

390

Manual Farmacêutico 2011/2012

Observações: 1. O uso na CMC é permitido para continuidade do tratamento iniciado na UTI na dose de até 10mg/Kg/dia 2. Na CMC, a atropina pode ser utilizada na dose de 0,25 a 0,50mg numa frequência mínima de 4h com indicação de Redução de secreções. Esta vetada a administração de atropina na CMC para indicações cardiológicas 3. Referente à administração de benzodiazepínicos pela via endovenosa (EV), não é recomendada a administração deste medicamento na CMC em pacientes de alto risco. Define-se alto risco para a administração deste medicamento: idade superior a 65 anos, presença de insuficiências renais, ou hepáticas, ou cardíacas severas e uso em associação com outras drogas depressoras do Sistema Nervoso Central 4. O uso na CMC é permitido somente para uso tópico 5. O uso na CMC é permitido somente nas bombas de PCA 6. O uso na CMC é permitido somente em doses inferiores a 5mg/kg/min

2. Infusão de eletrólitos
As informações sobre infusão de eletrólitos em pacientes foram adaptadas do Electrolyte Infusion Guidelines at University Kentuky Hospital e sugerem taxas de infusão de eletrólitos para pacientes adultos internados ou não em centros de terapia intensiva. Velocidade de infusão mais rápida ou mais lenta que as sugeridas podem ser indicadas para o tratamento de pacientes em situações específicas e devem ser supervisionadas pelo médico prescritor.

2. 1. Infusão de eletrólitos adultos - ctI
Cálcio (Ca)
Velocidade de infusão Ž 1g acima de 30 min.

Magnésio (Mg)
Ž 1g acima 30 min.

Fosfato (PO4)
Ž 1mMol (0,9mL)/h Ž 3mMol (2,7mL)/h se PO4 sérico >1mg/dl Ž 0,06mMol (0,05mL)/kg/h se PO4 sérico = 0,5-1,0mg/dl Ž 0,125mMol (0,114mL)/kg/h se PO4 sérico < 0,5mg/dl Ž Sim

Potássio (K)
Ž VP = 10mEq/h Ž VC = 10mEq/h

Velocidade máxima de infusão

Ž Cloreto = 1g acima 10 min. Ž Gluconato = 1g acima 3 min.

Ž 1g acima 7 min. ou 150 mg/mina.

Ž VP = 10mEq/h Ž VC = 40mEq/h

Sistema de infusão necessário

Ž Não

Ž Não, dose única. Ž Sim, dose múltipla ou infusão contínua. Ž 1g Mg diluído em > 10ml SF ou SG5% antes da infusão

Ž VP = Não Ž VC = Simb Ž VP = 50mEq/h Ž VC = 200mEq/L (grandes volumes)

Concentração máxima

Ž Diluir 2-10% p/ minimizar irritação periférica causada pelo Cloreto

Ž 6mMol/100ml

VP = via periférica / VC = via central / a Requer monitorização ECG; casos envolvendo arritmia ventricular potencialmente letal podem requerer altas doses e supervisão médica. / b Para concentrações maiores que 40mEq/L e velocidade de infusão maior que 10mEq/h.

Manual Farmacêutico 2011/2012

391

2. 2. Infusão de eletrólitos adultos – unidades de Internação
Cálcio (Ca)
Velocidade de infusão Velocidade máxima de infusão Sistema de infusão necessário Concentração máxima Ž 1g acima 30min.

Magnésio (Mg)
Ž 1g acima 30min.

Fosfato (PO4)
Ž 1mM (0,9mL)/h

Potássio (K)
Ž 10mEq/h

Ž 1g acima 10min.

Ž 1g acima 10min. Ž Não, dose única Ž Sim, múltipla dose ou infusão contínua Ž 1g Mg diluído em > 10ml SF ou SG5% antes da infusão

Ž 3mM (2,7mL)/h

Ž 10mEq/h

Ž Não Ž Diluir 2-10% para minimizar irritação periférica causada pelo Cloreto

Ž Sim

Ž Não

Ž 6mMol/100ml

Ž 50mEq/h

2. 3. eletrólitos injetáveis padronizados
Concentração da ampola
Cálcio (Ca) Cloreto 1g/10ml (10%) 1ml = 27,3mg Ca = 1,4mEq Ca Gluconato 1g/10ml (10%) 1ml = 8,9mg Ca = 0,45mEq Ca Sulfato 1g/10mL ml (10%) Sulfato 1g/2 ml (50%) 1g = 8mEq Mg 1mL = 0,81mEq Mg PO4 = 1,1mMol/mL(fosfato de potássio) K = 2mEq/mL (fosfato de potássio) K = 2,56mEq/mL (cloreto de potássio)

Observações
Gluconato é menos irritante por conter menor quantidade de Cálcio por mL, quando comparado ao Cloreto. Soluções compatíveis: SF e SG5% (para Cloreto e Gluconato). As recomendações de administração podem diferir quando usado em pacientes obstétricos. Soluções compatíveis: SF e SG5% Deve ser diluído antes da administração. Soluções compatíveis: SF e SG5% Deve ser diluído antes da administração. Soluções compatíveis: SF e SG5%

Magnésio (Mg)

Fosfato (PO4) Potássio (K)

3. normas para Prescrição de Medicamentos controlados (Portaria 344)
A partir de 31/12/98, os medicamentos controlados passaram a ser dispensados de acordo com a Portaria 344/98. Apresentaremos a seguir os pontos principais desta Portaria e, ao final deste tópico, uma tabela com o resumo das orientações para prescrição de medicamentos controlados. Os medicamentos controlados e padronizados neste hospital estarão indicados com o tipo de receita exigido pela portaria 344/98 e suas atualizações. Classe A1 e A2 - Entorpecentes: devem ser prescritos em Notificação de receita amarela Classe A3, B1 e B2 - Psicotrópicos: devem ser prescritos em Notificação de receita azul Classe C1 - Outras substâncias de controle especial: devem ser prescritos em receituário comum, em 2 vias

392

Manual Farmacêutico 2011/2012

Classe C2 - Retinoides para uso tópico: devem ser prescritos em receituário comum, em 2 vias Classe C 4 - Antirretrovirais: devem ser prescritos em receituário comum, em 2 vias Adendos A1, A2, B1 e B2: devem ser prescritos em receituário comum, em 2 vias

3. 1. resumo da Portaria 344/98
CLASSE
A1, A2 e A3 B1 e B2 C2 (Uso Sistêmico) C3

RECEITA
NR Amarela* NR Azul** NRE Branca em 2 vias** + TC NRE Branca em 2 vias** +TE + TR

VALIDADE
30 dias na UF 30 dias na UF 30 dias na UF 15 dias na UF

Quantidade máxima Receita
Ž 05 ampolas Ž Outras FF: 30 dias tratamento (#) Ž 05 ampolas Ž Outras FF: 60 dias tratamento (#) Ž 05 ampolas Ž Outras FF: 30 dias tratamento 01 medic. Ž 30 dias de tratamento Ž 05 ampolas Ž Outras FF: 60 dias de tratamento (C1,C5) 30 dias de tratamento (C2) 03 medicamentos (C1,C2) 6 meses tratamento (Antiparkinsonianos e Anticonvulsivantes) Ž05 medicamentos

C1C2 (Tópico), C5 e Adendos A1, A2, B1, B2

RM (2 vias)

30 dias em todo o Território Nacional

C4

RM + Form. Próprio Progr. DST/IADS

30 dias em todo o Território Nacional

* Fornecida pela Vigilância Sanitária Estadual (VS) ** Sequência numérica fornecida pela Vigilância Sanitária Estadual *** Medicamentos fornecidos pelas Farmácias da VS. # Acima destas quantidades, somente com autorização prévia da VS. NR: Notificação de Receita NRE: Notificação de Receita Especial RM: Receita Médica UF: Unidade Federativa FF: Formas Farmacêuticas TC: Termo de Consentimento Pós-Informação (fornecido pelos profissionais aos pacientes alertandoos que o medicamento é pessoal e intransferível, e quais as reações e restrições de uso), preenchido em 03 vias, ficando a 1ª com o paciente, a 2ª com o médico e a 3ª com a Farmácia. TE: Termo de Esclarecimento (fornecido pelos profissionais ao paciente alertando sobre o uso da Talidomida, suas ações e reações); em três vias, ficando a 1ª com o paciente, a 2ª com o médico e a 3ª com a Farmácia. TR: Termo de Responsabilidade preenchido e assinado pelo médico (3 vias), sendo a 1ª via encaminhada à Coordenação Estadual do Programa, a 2ª via para o paciente (prontuário) e a 3ª para a Farmácia.

Manual Farmacêutico 2011/2012

393

4. normas para Prescrição de Medicamentos controlados não-Padronizados
Os medicamentos não-padronizados constantes da Portaria 344/98, quando prescritos, deverão vir acompanhados, além da FICHA DE JUSTIFICATIVA PARA COMPRA DE MEDICAMENTO NÃO-PADRONIZADO, também do receituário ou notificação de receita correspondente, para que possam ser providenciados. O fornecimento do receituário/notificação é de responsabilidade do médico prescribente, que deverá deixá-lo preenchido no momento da prescrição. A informação de que o medicamento controlado é padronizado ou não e qual é o receituário/notificação correspondente, poderá ser verificada neste Manual. Em todos os casos em que não seja deixado preenchido o receituário/notificação, o farmacêutico deverá entrar em contato com o médico e solicitar o seu preenchimento. OBS: Nos casos em que o médico prescribente não se encontre no Hospital e o mesmo esteja impossibilitado de preencher a receita em tempo hábil para a aquisição, este poderá entrar em contato com um médico plantonista do CTI-A e solicitar o preenchimento da receita. O farmacêutico ficará responsável pelo encaminhamento da receita para o CTI-A.

5. orientações para o Preenchimento da Prescrição Médica Hospitalar
Para o bom atendimento da prescrição médica, é importante que as seguintes orientações sejam seguidas: 1. Prescrever COM LETRA LEGÍVEL OU DE FORMA. Os itens de difícil compreensão poderão ocasionar retardo na sua administração. 2. Utilizar o impresso apenas para prescrição (não evolução médica ou anotação para terceiros), segundo sua padronização: medicamento, dose, via de administração e frequência. 3. Prescrever na sequência padrão: dieta, soros, medicamentos (EV, IM, SC, VO...), exames complementares e cuidados específicos. 4. Enumerar todos os itens prescritos. 5. Prescrever sem rasuras e, ao suspender um medicamento, escrever “suspenso” sem rasurar. 6. Prescrever medicamentos padronizados. Na dúvida, consultar o farmacêutico pelo bip interno. 7. Preferir o nome genérico do medicamento. 8. As prescrições transcritas do receituário para a prescrição pela enfermeira devem ser rubricadas na próxima visita médica. O receituário ficará arquivado no prontuário. A enfermeira que transcrever a prescrição deverá assinar e carimbar (nome e COREN). 9. Evitar ordens telefônicas, porém, quando forem imprescindíveis, rubricar na próxima visita médica. 10. Ao finalizar a prescrição, deixar nome completo legível, CRM e/ ou carimbo e telefone para contato. 11. A ordem verbal, assim como a ordem realizada por terceiros, não será considerada como item da prescrição médica. 12. Atualizar os itens da prescrição diariamente, prescrever preferencialmente até as 11 horas. 13. Quando houver necessidade de fisioterapia, prescrever este procedimento todos os dias.

Prescrição telefônica
Para aumentar a segurança das ordens telefônicas para prescrição, a CFT (Comissão de Farmácia e Terapêutica) definiu que o seguinte fluxo deverá ser observado: Ž Médico identifica-se Ž A enfermeira checa o cadastro e pede ao colega que confirme:
394 Manual Farmacêutico 2011/2012

Seu número do CRM Ano de sua formatura Ž A enfermeira confirma os dados e, a seguir, confirma se o médico é assistente do paciente em questão Ž A ordem é aceita e a enfermeira registra que o fluxo foi seguido e os dados confirmados
w w

6. abreviações mais comuns utilizadas na Prescrição Médica
SIGLA SIGNIFICADO SIGLA SIGNIFICADO
AO ...............................................ambos olhos ACM ................................. a critério do médico AP/(amp) .......................................... ampola(s) Cáp ...................................................cápsulas Ca ......................................................... cálcio cm3/cc ................................ centímetro cúbico Col ........................................................ colírio CP/comp ...................................comprimido(s) CR ........................................................ creme d............................................................. dia(s) DG ................................................... drágea(s) DI............................................................disco ENV ...............................................envelope(s) EV................................................ endovenoso FAP........................................ frasco(s) ampola FL .................................................. flaconete(s) FR ..................................................... frasco(s) g........................................................ grama(s) Gt/gt .....................................................gota(s) h ...........................................................hora(s) IM ............................................... intramuscular IV .................................................. intravenoso KCI .................................... cloreto de potássio kg ............................................... quilograma(s) L ............................................................ litro(s) m2 ................................... metro(s) quadrado(s) mcg ...........................................micrograma(s) mEq ....................................... miliequivalente(s) mg ................................................ miligrama(s) Mg ................................................... magnésio min ..................................................minutos(s) mL ................................................. milimetro(s) mMol ...............................................milimol(es) NaCl .......................................cloreto de sódio NPT ............................. nutrição parenteral total OT ......................................... ordem telefônica OV .............................................. ordem verbal qsp ..........................quantidade suficiente para PM......................................................pomada QT .............................................. quimioterapia seg ...............................................segundos(s) S/N............................................ se necessário SC ................................................ subcutâneo SF .......................................solução fisiológica SG....................................... solução glicosada SGF ...................................soro glicofisiológico SL ................................................... sublingual SNE .................................... sonda nasoenteral SNG ..................................sonda nasogástrica Sol ...................................................... solução SP/Sup ....................................... supositório(s) SS/Susp ........................................ suspensão SY ..........................................................spray TB ........................................................tubo(s) TD .............................................. transdérmico TU ..................................................... tubete(s) UI.............................unidade(s) internacional(is) VD ....................................................... vidro(s) VO ........................................................via oral VR .......................................................via retal XP ........................................................xarope

7. Fórmulas Padronizadas de nPt
As vantagens de uma formulação padronizada são inúmeras, destacando-se: limitar o uso inadvertido de certos componentes (p.ex.: albumina), minimizar a manipulação e diminuir sensivelmente os custos. Abaixo relacionamos alguns aspectos que visam minimizar as complicações e manter o propósito inicial do projeto de padronização de formulações de dietas para uso parenteral. s Não serão permitidas quaisquer alterações nas formulações padronizadas. Caso haja necessidade de adequar alguma formulação padronizada, esta será considerada como uma prescrição individualizada e deverá ser solicitada através de impresso próprio (Prescrição de Nutrição Parenteral Adulto) e entregue na farmácia da unidade.

Manual Farmacêutico 2011/2012

395

s As embalagens NPT padronizadas apresentarão, além da descrição da fórmula, uma tarja com uma cor que corresponderá a uma única formulação (p. ex. NPT para nefropatas, cor amarela). s Os micronutrientes (vitaminas e oligoelementos) serão adicionados somente em uma bolsa/dia, e esta deverá ser administrada antes da(s) outra(s), sem vitaminas e oligoelementos. Pode-se identificar as bolsas com e sem vitaminas e oligoelementos pelo rótulo e pela cor: s Com vitaminas e oligoelementos: amarelo claro s Sem vitaminas e oligoelementos: branco s Em cada posto de enfermagem há disponível uma pasta com todas as formulações padronizadas, para eventual consulta de sua composição. As NPT padronizadas são solicitadas pela prescrição eletrônica, e as prescrições individualizadas (adulto e pediátrica), através do preenchimento do impresso próprio, sendo entregues nas farmácias das unidades. A seguir, relacionamos as fórmulas de todas as NPT padronizadas, com a diferenciação de cores utilizada para a confecção dos rótulos e um pequeno comentário a respeito das formulações especiais (Periférica, Hipercatabólica, Nefropata e Hepatopata).

Fórmula Parenteral nº 1 PerIFÉrIca
Nutrição Parenteral Periférica é um meio de suporte nutricional através do qual uma solução parenteral é administrada diretamente em uma via periférica. A formulação periférica fornece uma quantidade limitada de calorias, proteínas e outros nutrientes para pacientes que não podem se alimentar adequadamente pela via enteral. Caso seja usada exclusivamente, é bom ter em mente que o suporte parenteral periférico é bastante limitado, não devendo se constituir como único aporte calórico-proteico por períodos superiores a 7 dias. Quanto à composição, a formulação parenteral periférica apresenta alguns aspectos que a tornam compatível com administração em veia periférica, a saber: menor osmolaridade total, conseguida através de uma maior oferta calórica através de lípides e uma menor quantidade de potássio.

396

Manual Farmacêutico 2011/2012

PADRÃO 01 - periférica UNIDADE (por litro de solução)
g g g g g g g g g mEq mmol mEq mmol mEq mEq mmol mEq mmol mEq mmol mmol mmol mEq mmol TOTAL NÃO PROTEICA ENERGIA AMINOÁCIDOS GLICOSE LIPÍDEOS Kcal/g.N OSMOLARIDADE OUTROS pH APRESENTAÇÃO ACESSO *Pode ser usada em acesso central Kcal Kcal Kcal Kcal Kcal Kcal mOsm/l * ml *

PARÂMETRO
TOTAIS NITROGÊNIO ANIDRA MONO-H20 TCL TCL/TCM LIPÍDEO OLIVA SMOF LIPOPLUS SÓDIO

OLICLINOMEL N4-550
22 3,6 80 88 0 0 20 0 0 21 21 16 16 8,5 4,4 2,2 4 2 33 33 0 30,5 0 0 610 520 90 320 200 144 750 6 1000 periférico *

AMINOÁCIDO

GLICOSE

POTÁSSIO FÓSFORO (HPO4) MAGNÉSIO

CÁLCIO

CLORETO MALATO ACETATO ZINCO

Manual Farmacêutico 2011/2012

397

NUTRIÇÃO PARENTERAL PADRÃO 02 - Central - Industrializada UNIDADE (por litro de solução)
g g g g g g g g g mEq mmol mEq mmol mEq mEq mmol mEq mmol mEq mmol mmol mmol mEq mmol TOTAL NÃO PROTEICA AMINOÁCIDOS ENERGIA GLICOSE LIPÍDEOS Kcal/g.N GLIC/Kcal LIP/Kcal OSMOLARIDADE OUTROS pH APRESENTAÇÃO ACESSO Kcal Kcal Kcal Kcal Kcal Kcal % % mOsm/l * ml *

PARÂMETRO
TOTAIS NITROGÊNIO ANIDRA MONO-H20 TCL TCL/TCM LIPÍDEO OLIVA SMOF LIPOPLUS SÓDIO

OLICLINOMEL® N7-1000
40,0 6,6 0,0 160,0 0,0 0,0 40,0 0,0 0,0 32,0 32,0 24,0 24,0 10,0 8,8 4,4 4,0 2,0 48,0 48,0 0,0 57,0 0,0 0,0 1200,0 1040,0 160,0 640,0 400,0 158,0 45,0 40,0 1450,0 6,0 1000,0 central

AMINOÁCIDO

GLICOSE

POTÁSSIO FÓSFORO (HPO4) MAGNÉSIO

CÁLCIO

CLORETO MALATO ACETATO ZINCO

398

Manual Farmacêutico 2011/2012

Fórmula Parenteral nº 3 - HIPercatabÓlIca
O paciente hipercatabólico tem uma necessidade aumentada dos requerimentos calórico-proteicos. A formulação do suporte nutricional deve levar em conta consideráveis graus de depleção proteica e importantes anormalidades no metabolismo da glicose nesses pacientes (neoglicogênese ativa, resistência à insulina, etc). Na prática, é importante salientar que, embora as necessidades estejam aumentadas, o fornecimento de uma dieta hipercalórica no paciente grave deve ser evitada. Em função do perfil metabólico desses pacientes, a administração elevada de calorias é incapaz de ser metabolizada de forma adequada, sendo acompanhada de efeitos indesejáveis. Considerando esses aspectos, procuramos formular uma Nutrição Parenteral com um maior aporte proteico, traduzido por uma relação calorias não-proteicas/Nitrogênio em torno de 100:1; uma menor oferta de calorias na forma de glicose e um valor calórico total que não excedesse 1000Cal/frasco. NUTRIÇÃO PARENTERAL PADRÃO 03 - Pacs. Hipercatabólicos Emulsão Lipídica 20% ......................................................................................150mL Aminoácidos 10% ...........................................................................................500mL Glicose 50% ...................................................................................................300mL Cloreto de Sódio 20% .......................................................................................10mL Cloreto de Potássio 19,1% ................................................................................10mL Fosfato de Potássio 2mEq/mL ...........................................................................10mL Gluconato de Cálcio 10% ..................................................................................10mL Sulfato de Magnésio 10% ................................................................................... 5mL Acetato de Sódio 2mEq/mL .................................................................................2mL Multivitamina A .............................................................................................1 ampola Multivitamina B .............................................................................................1 ampola Oligoelementos ............................................................................................1 ampola COMPOSIÇÃO-PARÂMETRO
TOTAL NÃO PROTEICA AMINOÁCIDOS GLICOSE LIPÍDEOS Kcal/g.N GLIC/Kcal LIP/Kcal PROTEÍNA/Kcal TOTAIS NITROGÊNIO MONO-H20 TCL/TCM SÓDIO POTÁSSIO FÓSFORO (HPO4) MAGNÉSIO CÁLCIO CLORETO ACETATO ZINCO OSMOLARIDADE APRESENTAÇÃO ACESSO

UNIDADE
Kcal Kcal Kcal Kcal Kcal Kcal % % % g g g g mEq mEq mEq mEq mEq mEq mmol mEq mOsm/l ml *

QUANTIDADE (por litro de solução)
1010 810 200 510 300 101,25 50,5 29,7 19.8 50 8 150 30 37,6 44,8 19,7 3,9 4,4 59 3,9 0,1 1541 1019 central

ENERGIA

AMINOÁCIDO GLICOSE LIPÍDEO

ELETRÓLITOS

OUTROS

Manual Farmacêutico 2011/2012

399

Fórmula Parenteral nº 4 - renal
Os dois principais objetivos do suporte nutricional em pacientes com insuficiência renal são: satisfazer as necessidades proteicocalóricas e prevenir ou minimizar a toxicidade urêmica. Atualmente, o uso de aminoácidos essenciais na terapia nutricional de pacientes renais é preferível, uma vez que seu metabolismo gera menos ureia, tornando-se uma forma atrativa de suporte nutricional sem agravo da uremia. Contudo, tal formulação (Nº 4) não é recomendada em pacientes desnutridos, com insuficiência renal em tratamento dialítico ou que estejam hipercatabólicos. O seu uso exclusivo não deve exceder a duas semanas. Não incluímos potássio na formulação, uma vez que esses pacientes normalmente apresentam dificuldade em manter o seu balanço, com tendência a hiperpotassemia. NUTRIÇÃO PARENTERAL PADRÃO 04 - Pacs. Insuf. Renal Emulsão Lipídica 20% .....................................................................................200mL Aminoácidos essenciais com histidina ..............................................................350mL Glicose 50% ...................................................................................................500mL Cloreto de Sódio 20% .........................................................................................5mL Gluconato de Cálcio 10% ..................................................................................10mL Sulfato de Magnésio 10% ....................................................................................5mL Acetato de Sódio 2mEq/mL .................................................................................2mL Multivitamina A .............................................................................................1 ampola Multivitamina B .............................................................................................1 ampola Oligoelementos ............................................................................................1 ampola QUANTIDADE (por litro de solução)
1344 1250 94 850 400 325,5 63 30 7 23,4 3,75 250 40 19,4 3,7 4,1 15,6 3,7 0,1 1565 1094 central

COMPOSIÇÃO-PARÂMETRO
TOTAL NÃO PROTEICA AMINOÁCIDOS GLICOSE LIPÍDEOS Kcal/g.N GLIC/Kcal LIP/Kcal PROTEÍNA/Kcal TOTAIS NITROGÊNIO MONO-H20 TCL/TCM SÓDIO MAGNÉSIO CÁLCIO CLORETO ACETATO ZINCO OSMOLARIDADE APRESENTAÇÃO ACESSO

UNIDADE
Kcal Kcal Kcal Kcal Kcal Kcal % % % g g g g mEq mEq mEq mEq mmol mEq mOsm/l ml *

ENERGIA

AMINOÁCIDO GLICOSE LIPÍDEO

ELETRÓLITOS

OUTROS

400

Manual Farmacêutico 2011/2012

Fórmula Parenteral nº 5 - HePatoPata
O suporte nutricional em pacientes com insuficiência hepática é um elemento coadjuvante fundamental na terapia, havendo extensa literatura demonstrando que alterações no tipo de aminoácido (p.ex: aminoácidos ramificados) oferecido pode repercutir positivamente na evolução de pacientes com encefalopatia hepática. Em virtude do distúrbio na homeostase de sódio que esses pacientes possuem, restringimos ao máximo esse eletrólito na formulação. O uso de emulsões lipídicas tem sido bem tolerado nesses pacientes. NUTRIÇÃO PARENTERAL PADRÃO 05 - Pacs. Insuf. Hepática Emulsão Lipídica 20% ........................................................................................90mL Aminoácidos de cadeia ramificada ...................................................................500mL Glicose 50% ...................................................................................................500mL Cloreto de Sódio 20% .........................................................................................5mL Fosfato de Potássio 2mEq/mL ...........................................................................10mL Gluconato de Cálcio 10% ..................................................................................10mL Sulfato de Magnésio 10% ....................................................................................5mL Acetato de Sódio 2mEq/mL .................................................................................2mL Multivitamina A .............................................................................................1 ampola Multivitamina B .............................................................................................1 ampola Oligoelementos ............................................................................................1 ampola COMPOSIÇÃO-PARÂMETRO
TOTAL NÃO PROTEICA AMINOÁCIDOS GLICOSE LIPÍDEOS Kcal/g.N GLIC/Kcal LIP/Kcal PROTEÍNA/Kcal TOTAIS NITROGÊNIO MONO-H20 TCL/TCM SÓDIO POTÁSSIO FÓSFORO (HPO4) MAGNÉSIO CÁLCIO CLORETO ACETATO ZINCO OSMOLARIDADE APRESENTAÇÃO ACESSO

UNIDADE
Kcal Kcal Kcal Kcal Kcal Kcal % % % g g g g mEq mEq mEq mEq mEq mEq mmol mEq mOsm/l ml *

QUANTIDADE (por litro de solução)
1190 1030 160 850 180 161 71 15 14 40 6,4 250 18 18,6 17,5 17,5 3,5 3,9 14,9 3,5 0,1 1678 1144 central

ENERGIA

AMINOÁCIDO GLICOSE LIPÍDEO

ELETRÓLITOS

OUTROS

Manual Farmacêutico 2011/2012

401

8. tabela de compatibilidade Medicamento x recipiente de soros
Medicamentos
NITROGLICERINA (Tridil®/Nitroglycerin®) NIMOPIDINO (Oxigen®/Nimotop®)

P.V.C.
(bolsa plástica) Incompatível

Polietileno
(bolsa plástica) Compatível

Vidro
Compatível

Comentários
Não é necessário proteger da luz no momento da infusão. Sob luz diurna/difusa ou artificial, pode ser empregado sem proteção durante, no máximo, 10h. Não usar soro fisiológico. Não é necessário proteger da luz no momento da infusão. – –

Incompatível

Compatível

Compatível

AMIODARONA (Atlansil®/Ancoron®) CICLOSPORINA (Sandimmun®) CLORPROMAZINA (Amplictil®)

Incompatível

Sem dados

Compatível Compatível por 12 h Compatível

Compatível por 6 h Incompatível

Sem dados Compatível

1. Ptachcinski RJ, Logue LW, Burckart GJ, Venkataramanan R. Stability and availability of cyclosporine in 5% dextrose injection or 0,9% sodium chloride injection. Am J Hosp Pharm. 1986 Jan;43(1):94-7. 2. Trissel LA. Handbook on injectable drugs. 10 ed. Bethesda: ASHP; 1998. 3. Informações fornecidas pelos fabricantes.

9. tabela de conteúdo de sódio em antibióticos Intravenosos
MEDICAMENTOS
Ampicilina Aztreonam Cefalotina Cefazolina Cefodizima Cefotaxima Cefoxitina Ceftazidima Ceftriaxona Cefuroxima Clavulin Cloranfenicol Imipenem/Cilastatina Meropenem Oxacilina Penicilina G sódica Ticarcilina/Clavulanato MEQ DE SÓDIO (*) POR gRAMA 2,90 0,00 2,80 2,00 3,30 2,20 2,30 2,30 3,60 2,40 3,10 2,25 3,20 3,90 2,50 2,00 (em 1.000.000 UI) 4,75

1. Trissel LA. Handbook on injectable drugs. 10 ed. Bethesda: ASHP; 1998. 2. Parfitt K. Martindale: the complete drug reference. London: Pharmaceutical; 1999.

402

Manual Farmacêutico 2011/2012

10. tabela de Potências e doses equivalentes de corticosteroides sistêmicos
Composto
Betametasona Cortisona Dexametasona Fludrocortisona Hidrocortisona Metilprednisolona Prednisona Triancinolona *

Potência antiinflamatória relativa
25 0,8 25 10 1 5 4 5

Potência relativa de retenção de sódio
0 0,8 0 125 1 0,5 0,8 0

Duração da ação **
L C L C C I I I

Dose equivalente aproximada (mg)*
0,75 25 0,75 0 20 4 5 4

A relação de doses aplica-se somente para administração via oral e intravenosa. As potências relativas podem diferir quando administradas via intramuscular ou entre as articulações

** C = meia-vida biológica curta ou de 8 a 12h; I = meia-vida biológica intermediária ou de 12 a 36h; L = meia vida biológica longa de 36 a 72h. 1. Gilman AG, Goodman LS, Rall TW, Murad F, Silva P. As bases farmacológicas da terapêutica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 1991.

11. tabela de correspondência Iônica
Substância (gramas)
1g de sódio 1g de potássio 1g de magnésio 1g de cálcio 1g de bicarbonato 1g de sulfato 1g de fósforo 1g de fósforo 1g de cloreto de sódio 1g de cloreto de potássio 1g de cloreto de cálcio 1g de acetato de sódio 1g de bicarbonato de sódio 1g de sulfato de magnésio 1g gluconato de cálcio

Quantidade íon em mEq
43,5mEq de Na+ 26mEq de K+ 82mEq de Mg++ 50mEq de Ca++ 16,3mEq de HCO362,5mEq de SO4-64,5mEq de HPO4-32,2mEq de H2PO417mEq de Na+ 17mEq de CI13,4mEq de K+ 13,4mEq de CI13,6mEq de Ca++ 13,6mEq de CI7,3mEq de Na+ 7,3mEq de acetato 11,9mEq de Na+ 11,9mEq de HCO38,1mEq de Mg++ 4,5mEq de Ca++

Quantidade íon em mMol
43,5mMol 26,0mMol 41,0mMol 25,0mMol 16,3mMol 31,2mMol 32,2mMol 32,2mMol 17,0mMol 17,0mMol 13,4mMol 13,4mMol 6,8mMol 13,6mMol 7,3mMol 7,3mMol 11,9mMol 11,9mMol 4,1mMol 2,2 mMol

Manual Farmacêutico 2011/2012

403

12. tabela de correspondência para meq
Eletrólito
Acetato de Sódio Acetato de Zinco Bicarbonato de Sódio Cloreto de Cálcio Cloreto de Potássio Cloreto de Sódio Cloreto de Sódio Fosfato de Potássio Gluconato de Cálcio Sulfato de Magnésio Sulfato de Magnésio

Concentração da ampola
27,22% 5,49% 8,4% 10% 19,1% 10% 20% —* 10% 10% 50%

Fómula Química
CH3 CO Na3H20 (CH3CO2)2Zn.2H20 NaHCO3 CaCl2 KCl NaCl NaCl KH2PO4 monobásico* K2HPO4 dibásico* C12H22CaO14H20 MgSO4.7H20 MgSO4.7H50

Peso Molecular
136,10 219,50 84,10 110,99 74,55 58,44 58,44 136,10 monobásico 448,40 246,50 246,50

mEq/ml (cátion)
2,00 0,50 1,00 1,80 2,56 1,71 3,42 2,00 0,45 0,81 4,06

mEq/ml (ânion)
2,00 0,50 1,00 0,90 2,56 1,71 3,42 2,00 0,45 0,81 4,06

* A formulação de fosfato de potássio é composta de fosfato dibásico de potássio (156mg/mL), fosfato monobásico de potássio (30mg/mL) e 34,58mg/mL de fósforo.

13. algoritmo de tratamento e avaliação da dor no adulto
13. 1. avaliação da dor
Para pacientes adultos, sem déficit cognitivo significativo: s uso da Escala Visual Numérica (EVN) associada com Escala de Sedação Para pacientes com dificuldade de comunicação: s escala comportamentais ou critérios sugestivos de dor

13. 2. reavaliação da dor
Na presença de dor, o paciente deve ser reavaliado até no máximo em 1 hora.

13. 3. avaliação de intensidade de dor escala Visual numérica / eVn
sem dor a pior dor possível

(0)

1

2

3

4

5

6

7

8

9

(10)

404

Manual Farmacêutico 2011/2012

13. 4. avaliação de intensidade da dor – escala de Faces

13. 5. tratamento da dor – escada analgésica – oMs
Opioide forte + Não opioide +/Adjuvantes ENV 8 a 10 Opioide fraco + Não opioide +/Adjuvantes ENV 5 a 7 Não opioides +/Adjuvantes ENV até 4

DOR PERSISTENTE

DOR PERSISTENTE

13. 6. Intervenções farmacológicas – não opioides
s Paracetamol: 500-750mg vo q 6/8h; dose máxima até 3g/d (máx 2g/d para hepatopatas) s Dipirona 1g 6/6hs s Cetoptofeno, piroxican, tenoxican, e outros AINES – considerar sempre associação de protetor gástrico em uso prolongado, atenção em idosos e pacientes desidratados!!! s Cetorolaco – 30mg/dia (máx de 8/8hs) – mesmos efeitos colaterais dos AINES

13. 7. Intervenções farmacológicas – opioides
s Não devem ser associados entre si s Os agonistas não possuem efeito teto s Efeitos adversos: náuseas, constipação, sedação, prurido, retenção urinária, confusão mental e depressão respiratória

13. 8. analgésicos opioides fracos (dor score 5 a 7)
Codeína: s 30-60mg a cada 4-6 horas s Metabolização hepática Tramadol: s 1/10 da potência da morfina s Dose 50 a 100mg a cada 4-6 horas s Efeitos adversos menores com da velocidade de infusão lenta (30 minutos a 1 hora) Considerações sobre a Meperidina: s Contraindicada para tratamento das dores crônicas e agudas

Manual Farmacêutico 2011/2012

405

13. 9. Intervenções farmacológicas - opioides fortes eVn 8 a 10
Morfina oral e parenteral (Conversão 3:1) s Duração de ação de 4 horas (cuidado na I.renal e hepática) s Opção para dor aguda: 2 mg EV a cada 15 minutos até alívio da dor. Monitorar sedação Metadona (até 20x mais potente que morfina, boa opção para dor neuropática. Meia vida longa, eleito em casos de dependência a opioides) Mecanismos de ação: 1- agonista opioide 2- antagonista NMDA (N-metil-D-aspartato) 3- efeitos monoaminérgicos Farmacocinética: Início de ação: EV = 1 min e VO = 30 a 60min Pico plasmático: EV = 5 a 20min e VO = 60 a 90min Meia vida: EV = 4 a 6h e VO = 24 a 48h (fase de manutenção) Metabolização e excreção hepática Alta biodisponibilidade (80%), excelente absorção oral, duração de ação longa Fentanil transdérmico (100x mais potente que morfina) Oxicodona Único opioide forte que pode ser prescrito com receita branca carbonada).É um derivado sintético da tebaína e possui propriedades analgésicas semelhantes à morfina, com menos efeitos adversos, principalmente náuseas. O comprimido apresenta um modelo de absorção bifásica, com duas meias-vidas de absorção, de 0,6 horas e 6,9 horas; isso reflete a liberação inicial de oxicodona do comprimido, seguida de uma liberação controlada. Indicações: Dores agudas ou crônicas de intensidade moderada ou forte. Farmacologia: Conversão de oxicodona oral para morfina - 1:2 Início de ação - VO = 30min Pico plasmático = VO = 40 min Biodisponibilidade oral: 60 a 87% Posologia recomendada a cada 12 horas ATENÇÃO: Os comprimidos de oxicodona deverão ser deglutidos inteiros, não devendo ser fracionados, mastigados, triturados, já que tal ação ocasionaria uma liberação rápida do princípio ativo e a absorção de uma dose de oxicodona potencialmente fatal. Contraindicado em pacientes em uso de sonda naso-enteral

13. 10. Intervenções farmacológicas - opioides
Vias de administração: s Oral s Transdérmica s Subcutânea s Endovenosa

13. 11. uso correto de opioides
s Dose de resgate: 10 a 15% da dose total diária. Manter intervalos flexíveis de resgate s Ajustar doses às atividades do dia (sono, fisioterapia, banho, curativos) s Se doses de resgate maiores que 4/24hs, incorporar na dose diária de opioides

406

Manual Farmacêutico 2011/2012

13. 12. tabela de conversão de opioides
AgONISTA OPIOIDE
Morfina Morfina ação longa Oxicodona Oxicodona ação longa Tramadol Metadona Meperidina Fentanil Codeína 100 0.01 0.01 130 mg

PARENTERAL
10 100

ORAL
30 30 20 20 300 5 300

DURAÇÃO DO EFEITO (horas
3-4 8 - 12 4-5 8 - 12 4-6 4-8 3 1-2 3-4

13. 13. Qualidade de assistência ao tratamento da dor
Pela OMS, os critérios de qualidade são cumpridos quando seguimos as orientações: 1. Uso preferencial da VIA ORAL 2. Prescrever doses de horário e não só se necessário 3. Utilizar a escada analgésica para escolha correta do analgésico 4. Individualizar as doses analgésicas 5. Utilizar adjuvantes para potencializar efeito analgésico e tratar efeitos adversos 6. Atenção aos detalhes: profilaxia de efeitos adversos previsíveis e reavaliação sistemática do controle analgésico

13. 14. opioides fortes – efeitos colaterais
s Náuseas - efeito autolimitado em 3 a 7 dias - prescrever antieméticos s Constipação - prescrever dieta laxativa, estimular ingesta hídrica, laxativos s Sonolência - sintoma autolimitado. Atenção, pois quando intensa pode preceder depressão respiratória

13. 15. riscos do uso de opioides
Avaliação do estado de consciência do paciente - orienta sobre risco de depressão respiratória: 0 - alerta, consciente 1 - sonolento, acorda ao chamado verbal 2 - dormindo, só acorda com estímulo intenso 3 - confuso, desorientado, não acorda aos chamados 0/1 - baixo risco - monitoramento habitual 2 - risco intermediário - monitoramento intensivo 3 - alto risco - avaliação médica

Manual Farmacêutico 2011/2012

407

14. tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais

408 Volume de Diluição pH observações 100mL < 250mL ou 1:5 3mg/mL IV direto: < 1 min 1 a 10 mcg/min 24h ref ou 8h TA 24h ref Infusão: 60min nunca em bolus 6-7 7,3 2-4 4,5 - 7,5 uso Imediato IV lento:no mínimo 15 min 6-7 8 - 11 Em SG há aumento da formação de turbidez Não refrigerar devido a cristalização 2,5 - 5 Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão 250mL a 500mL (se infusão contínua) 24h a 5°C 200mL 24h TA 50mcg/mL 5,5 - 6,5 -

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Flebite

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Ácido Fólico® 0,1% Ap 1mL

Ácido Fólico1

-

-

SG5%, SF

Manual Farmacêutico 2011/2012

Aclasta® 5mg Fr 100mL

Ácido Zoledrônico ¹

-

-

-

Actemra® Fap

Tocilizumabe1

-

-

SF

Actilyse® 50mg Fap

Alteplase 1,2

50mL AD

24h ref ou 8h TA

SF

Adermina 150mg/mL Ap 2mL

Piridoxina (vitamina B6) 5

-

-

SF, SG5%

Adenocard® 3mg/mL Ap 2mL

Adenosina1

-

-

-

Adrenalina® 1mg Ap 1mL

Epinefrina1,2

-

-

SF, SG5%

Agrastat® 0,25mg/ mL Fr 50mL

Tirofiban1

-

-

SF, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão observações Flebite

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Flexbumin® 20% bol 50mL 1:4 6,4 - 7,4

Albumina Humana Grifols® 20% 50mL Fap

Albumina1

-

-

SF, SG5%

A Albumina deve ser utilizada em até 4h depois de ter sido aberta

-

Ambisome® 50mg Fap 6h 1 - 2 mg/ml

Anfotericina B Lipossomal1

12mL AD

24h ref

SG5%

25 a 250 mL (1:1 a 1:19 a partir do reconstituído)

Infusão: 30 - 60min Bomba de infusão: 2h

5-6

Incompatível com SF e eletrólitos

Amplacilina® 500mg Fap 17 - 250 mL 8h TA

Ampicilina1,2

2mL AD

1h TA

SF

IV direto: 250 mg/mL Infusão: 30 mg/mL 2,5mg/mL

IV direto: 3 - 5 min Infusão: > 30 min IV direto: lento Infusão: > 15 min

8 - 10

-

-

Ansentron® 2mg/ml Ap 2ml 50mL IV direto: 20mL Infusão: 100mL 500mL 24h

Ondansetrona1,2,5

-

-

SF, SG5%

7 dias TA ou ref

3,3 - 4 IV direto: 2 min Infusão: 20 min 6,7 - 7,3

-

-

Manual Farmacêutico 2011/2012 24h

Antak® 50mg Ap 2mL

Ranitidina1,2,3

-

-

SF, SG5%

Aramin® 10mg Ap 1mL

Metaraminol1

-

-

SF, SG5%

1mg/mL

-

3,2 - 4,5

No choque grave pode ser administrado IV direto 0,5 a 5mg

-

409

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH observações Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração 0,6 mg/mL IV direto: 3 min Infusão: 20 min a2h 4 60 min 4,1 - 4,6 Compatível em frasco de polietileno de baixa densidade Velocidade/ tempo de infusão Flebite

410 250 mL 5 dias TA 24h TA >50 mL 24h TA ou 3 dias ref IV direta: 167 mg/mL Infusão: 20 mg/mL 6,4mg/mL 30 - 60 min até 1:30h IV direto:3 a 5 min Infusão: 20 a 60 min 4,5 - 7,5 Na reconstituição o frasco deve ser agitado vigorosamente 125mL - 150mL 2h (para restrição de líquidos) ou 6h 10 Restrição hídrica: 1 ampola com 75mL SG5% ou SF ver anexo * 24h ver anexo* Iniciar a infusão com 0,05 a 0,1 mcg/kg de peso/min 0,8 mg/mL 60-90 min 2a3h 300-500mL 500mL 72h ref 5 - 7,5 3-5 -

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Atlansil® 150mg Ap 3mL

Amiodarona1,2

-

-

SG5%

Manual Farmacêutico 2011/2012

Avalox® 400mg 250mL

Moxifloxacino1

-

-

SF, SG5%

Azactam® 1g Fap

Aztreonam1,2

3mL AD

24h TA ou 3 dias ref

SF, SG5%

Bac - Sulfitrim® 480mg Ap 5mL

Sulfametoxazol + Trimetropima1,2

-

-

SF, SG5%

Bedfordalprost® 500mcg Ap 1mL

Alprostadil¹

-

-

SF, SG5%

Sulfato Polimixina B® 500.000UI Fap

Polimixina B1,2,3 (sulfato)

72h ref

SG5%

Bufedil® 50mg Ap 5 mL

Buflomedil1

-

-

SF, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH 20mg/mL IV direto lento Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão observações Flebite

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Buscopan® 20mg/ mL Ap 1mL

Brometo de N-butilescopolamina1

-

-

-

-

Cafeína Citrato Ap 1mL -

Cafeína Citrato5

-

-

SF, SG5%

Dose de ataque: 30 min. Dose de manutenção: >10 min

4,2 - 5,2

-

-

Cancidas® 50 e 70mg Fap 250mL 0,5mg/mL

Caspofungina1,3

10,5mL AD

24h TA

SF

24h até 25°C ou 48h ref (2 a 8ºC)

Infusão lenta por 1 hora

5-7

Podem ser usadas infusões de volume reduzido em 100mL, para as doses de 50mg ou 35mg. IV direto: 1 a 5 min -

Deslanol® 0,4mg Ap 2mL 48h ref ou TA

Deslanosídeo1,2

-

-

SF, SG5%

IV direto: 0,2 mg/mL

Manual Farmacêutico 2011/2012 50 a 100mL 24h TA ou 7dias ref 24h ref 100mL -

Cloridrato de Cefepima

Cloridrato de Cefepima 1

10mL AD

24h TA ou 7dias ref

SF,SG5%

IV direto: 90mg/mL Infusão: 40mg/ mL -

IV direto: 3-5 min Infusão: 30 min 60 min

4-6

-

Cerne® 12

Multivitaminas 1,5

5mL AD

-

SF, SG5%

3,9 - 4,5

-

-

411

Cipro® 200mg Fr 100mL

Ciprofloxacina

1,2

-

-

-

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH observações Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão Flebite

412 2g 40mL (infusão curta) 2g 100mL (gotejamento contínuo) 6h TA 4,5 - 6,5 IV direto: 3 a 5 min Infusão curta: 2g 20 min Infusão contínua: 2g 50 a 60 min IV direto: 3-4min Infusão: 30 a 40min VP = 10mEq/h e VC = 40mEq/h 8 - 10 50mL 4h TA ou 8h a 5°C 50 mg/mL o volume final após reconstituição é 10,5mL Nota Importante: diluir antes da administração 1mEq/Kg/h Nota Importante: diluir antes da administração 10mg/mL 1h 11 48h TA VP = 50mEq/L e VC = 200mEq/L 48h TA 50 - 1000mL 100mL 24h ref -

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Manual Farmacêutico 2011/2012

Claforan® 1g Fap

Cefotaxima1,2

4mL AD

12h TA ou 24h ref

SF, SG5%

Clavulin® 500mg - Fap

Ácido Clavulânico + Amoxicilina1

10mL AD

20 min

SF

Cloreto de Potássio 19,1% Ap

Cloreto de Potássio 3

-

-

SF, SG5%

Cloreto de Sódio 20% Ap

Cloreto de Sódio

-

-

SF, SG5%

Cristalpen® 5.000.000UI Fap

Benzilpenicilina1,2

10mL AD

24h TA ou 7 dias ref

SF, SG5%

Cymevene® 500mg Fap 10mL

Ganciclovir1,2

10mL AD

12h TA

SF, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração observações Velocidade/ tempo de infusão Flebite

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Dantrolen® 20mg Fap 60mL 6h TA 0,33mg/mL 1h 9,5

Dantrolene1

60mL AD

6h TA

AD (sem conservante)

As soluções reconstituídas são incompatíveis com o vidro. Incompatível com SG5%, SF e outras soluções ácidas 7- 8,5 -

Decadron® 2mg/mL Ap 1mL, 4mg/mL Fap 2,5mL 50mL 24h 4mg/mL 150mL 150 ou 250mL 24h 24h TA 5 mg/mL 2,5mg/mL 24h TA -

Dexametasona1,2

-

-

SF, SG5%

IV direto: lento Infusão: gota a gota

Desferal® 500mg Fap

Desferoxamina1

5mL diluente próprio

24h TA

SF, SG5%

3,7 - 5,5 4 - 6,5 IV direto: lento IV direto: 2min 4-7 4,1 - 6

-

-

Difenidrin 50mg/mL Ap 1mL

Difenidramina5

-

-

SF, SG5%

Digesan® 10mg Ap 2mL

Bromoprida1,5

-

-

SF, SG5%

Dilacoron® 5mg Ap 2mL -

Verapamil 1,2

-

-

SG5%

Manual Farmacêutico 2011/2012 48h (PCA) e imediato para solução decimal 24h TA > 50mL

Dimorf® 10mg/mL

Morfina1,3,5

-

-

SF, SG5%

0,1- 1mg/mL

IV direto: 3-5min

2,5 - 6,5

-

-

413

Dobutrex® 250mg Ap 20mL

Dobutamina1,2

-

-

SF, SG5%

5mg/mL

-

2,5 - 5,5 (SG5%)

-

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH observações 10mL 100-1000mL 24h TA ou 3 dias a 5°C ACM 3 3mg/mL IV direto: muito lento 1mL/min IV direto 2 - 5 min Infusão ≤ 1,1mg/min 5,5 - 6 IV direto:5mg/ mL uso imediato 10 mg/mL IV direto: 2 min 3,5 - 5,6 Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão Flebite

414 10mL 50 a 100mL 250mL 24h TA 7 dias TA 2,5mg/mL 3 - 3,8 4-6 50mL uso imediato 100mg/mL 0,5mL/kg/hora nos primeiros 30min, se bem tolerada aumentar gradualmente até máx 6mL/ kg/hora 24h TA 0,5 a 2mg/mL 4,6-5,1 Não utilizar SF como diluente 4,5 - 7 4 -

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Dolantina® 50 mg/ mL Ap 2mL

Meperidina1

-

-

SF, SG10%

Manual Farmacêutico 2011/2012

Dormonid® 5 mg/mL Ap 3mL

Midazolam1,2

-

-

SF, SG5%, SG10%

Dramin® B6 DL Ap 10mL

Dimenidrinato, Cloridrato de Piridoxina, Glicose e Frutose1,3

-

-

SF, SG5%

Droperdal 2,5mg/ml Ap 1ml

Droperidol1,3,6

-

-

SF , SG5%

Ecalta® 100mg Fap

Anidulafungina 1

30mL diluente próprio

3h TA 2h ref

SF, SG5%

Endobulin Kiovig® 5g/50mL

Imunoglobulina G Humana¹

-

-

SG5%

Efedrin® 5% Ap 1mL

Efedrina3

-

-

SF , SG5%

Esmeron® 50mg Fap 5mL

Rocurônio

3, 7

-

-

SF, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH 50mL 24h ref IV direto: 2 min 5,8 - 6,4 Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração observações Velocidade/ tempo de infusão Flebite

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Eprex® 4000UI Ser 0,4mL

Eritropoetina Humana3

-

-

-

-

Legifol® 50mg amp 5mL 10mg/mL IV direto: 3 a 5 min, não exceder 60mg/min > 25mg/min 9,2 10,2 4,5 - 7,5 4 - 5,5

Folinato de Cálcio¹

-

-

SF, SG5%

Fenobarbital® 10mg/ mL Ap 5mL 10 - 20mL 24h TA 25mg/mL 24h -

Fenobarbital1,2,3

-

-

SF , SG 5%

-

Fentanil® s/ cons. 50mcg/mL Ap 5mL

Fentanila3

-

-

SF, SG5%

-

Fenergan® 50mg Ap 2mL

Prometazina 3, 2

-

-

SF, SG5%

Flebogamma®

Imunoglobulina Humana 1 24h TA

Cada 1g em 20mL de diluente próprio 250 mL 24h TA

-

SF, SG5%

-

0,01 -0,02mL/ kg/min durante os primeiros 30min, aumentar para 0,04mL/kg/min > 1h

5-6

-

-

Manual Farmacêutico 2011/2012 24h TA

Flucistein® Ap 3mL

Acetilcisteína3

-

-

SG5%

6 - 7,5

-

-

Foscavir® 24mg/mL Fr 250mL e 500mL

Foscarnet Trissódico Hexahidratado 1,2

-

-

SF, SG5%

Acesso Periférico: 12mgmL. Acesso Central: 24mg/mL

> 2h

-

Não administrar em bolus

-

415

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH observações Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração 18mg/mL anexo 5,5 - 7 Não administrar em bolus Velocidade/ tempo de infusão Flebite

416 50mL 16 dias TA 32 dias ref 24h TA > 4h Nota Importante: diluir antes da administração 10mL (IV) e 50mL (infusão) 18h TA ou 7 dias ref IV direto: 90 mg/mL Infusão: 20 mg/mL IV direto: 3 a 5 min Infusão: 15 a 30 min 5- 8 500mL uso imediato 0,1 mg/mL (periférico) e 0,25 mg/mL (central) 2a6h 7,2 - 8,5 Infusões em concentrações > 0,25mg/mL devem ser limitadas a pacientes com grande necessidade de restrição de volume. 1mg/mL Infusão: 30min a 2 horas 60min 3 - 5,5 6 - 8,2 50 a 200mL 100mL 24h TA -

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Fosfato de Clindamicina 150mg/ mL Ap 4mL

Fosfato de Clindamicina1

-

-

SF, SG5%

Manual Farmacêutico 2011/2012

Fosfato de Potássio 2mEq

Fosfato de Potássio 7

-

-

SF, SG5%

Fortaz® 1g Fap

Ceftazidima1,2

10mL AD

18h TA ou 7 dias ref

SF, SG 5%

Anforicin® B 50mg Fap

Anfotericina B1,2,5

10mL AD

24h TA ou 1 semana ref

SG5%

Garamicina®

Gentamicina 1,2,3

-

-

SF, SG5%

Gluconato de Cálcio 10% Ap 10mL

Gluconato de Cálcio 3

-

-

SF, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH 20mL < 24h ref 15mcg/mL 30 min 4 Incompatível com SF Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão observações Flebite

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Glypressin® 1mg Fap

Acetato de Terlipressina3

5mL diluente próprio

12h ref

-

-

Granulokine® 300mcg/mL Fr 1mL 24 em TA 60min

Filgrastima1,2

-

-

SG5%

Hepa Merz® 5g 10mL amp

Aspartato de Ornitina 1,5

-

-

SF, SG5%

-

Não exceder 6 ampolas em 500ml de SF

-

Manual Farmacêutico 2011/2012 -

Hidantal® 50mg/mL Ap 5mL

Fenitoína1,3,5

-

-

-

-

IV direto: 50mg/ min

12-13

Não recomendada a diluição para infusão, baixa solubilidade e a consequente precipitação.Se necessário diluir, 25 a 50mL de SF para 100mg de fenitoína. Utilizar filtro de linha

Immunate® 250UI/5mL

Fator VIII1

5mL AD

uso imediato

água para injeção

50UI/mL 100UI/mL

2 mL/ min 2 mL/ min

-

-

-

417

Immunate® 500UI/5mL

Fator VIII1

5mL AD

uso imediato

água para injeção

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH observações Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração 0,2 mg/mL 20 - 50 gts/min 4,5 - 6 Velocidade/ tempo de infusão Flebite

418 50 mL (100mg/ 500mL) 10 dias (FAX fabricante) 6h TA 24h ref 6,8 Infusão: > 30 min 7-8 40mL 250mL IV direto: 10mL Infusão: 500 mL 24h a 5°C Adultos: 2 a 20 mcg/ min Crianças: 0,1 a 2mcg/ min (aumentar 0,1 mcg/kg/min) Neonatos: 0,05 a 0,5 mcg/min IV direto: > 30seg 100mg/mL IV direto: 3-5min Infusão: 30 60 min 50 a 100mL 12h TA ou 24 h ref 4,5 - 6 -

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Inibina® 10mg/ml Ap 2mL

Isoxsuprina 1,3

-

-

SF, SG5%

Manual Farmacêutico 2011/2012

Invanz®

Ertapenem1

10mL AD

6h TA

SF

Ipsilon® 1g Fap 20mL

Ácido AminoCapróico1,2

-

-

SF, SG 5%

Isoprenalina® 0,2mg/ mL Ap 1mL

Isoprenalina1,2

-

-

SF, SG5%

Kanakion® 10mg Ap 1mL

Fitomenadiona1,2

-

-

-

Kefazol® 1g Fap

Cefazolina1,2,3

10mL AD

12h TA ou 24h ref

SF, SG 5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão observações Flebite

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Keflin® 1g Fap 100mL 100mg/mL

Cefalotina1,3

10mL AD

96h ref ou 12h TA 6 - 8,5

SF, SG5%

12h TA 7 dias ref

IV direto: 3 a 5 min Infusão: durante 30 min IV direto: 3-5 min infusão: 20 30 min > 60 min 4,2 - 7

-

Kefox® 1g Fap

Cefoxitina1,2

10mL AD

6h TA ou 48h ref 50 a 1000mL 20mg/mL > 250mL 6h TA ou 48h a 5°C 2 mg/mL

SF, SG5%

18h TA ou 48h ref

-

Klaricid® 500mg Fap

Claritromicina1

10mL AD

24h TA ou 48h a 5°C

SF,SG 5%

4,8 - 6

-

Kytril® 1mg/mL Ap 1mL

Granisetrona1,2

-

-

SF, SG5%

IV direto: 1mg/5mL Infusão: 3mg de 20 a 50mL 24h TA protegido da luz 24h TA protegido da luz 10mg/mL 5mg/mL

0,2 mg/mL

IV direto: > 30s Infusão: 5min

4,7 a 7,3

-

-

Lasix® 20mg Ap 2mL

Furosemida1,2

-

-

SF

IV Direto: < 2min Infusão: 4mg/min 60min

8 - 9,3 4,3 -5,3

Apresentação pronta para uso em SG5%

-

Manual Farmacêutico 2011/2012 1000mL -

Levaquin® 500mg Fr 100mL

Levofloxacina1,2,5

-

-

-

Levophed® 1mg/mL Ap 4 mL

Norepinefrina1,2

-

-

SG5% SGF

-

Início: 2-3 mL/min Manutenção: 0,5 a 1mL/min

3 - 4,5

-

-

419

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH observações Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão Flebite

420 24h ref ou 12h TA 1/4mg/mL 6,5 - 6,8 Infusão: 50mg/h aumentando 50mg/h a cada 30 minutos até o máximo de 400mg/h 24h TA ou 7 dias ref IV direto: 90 mg/mL Infusão: 40 mg/mL IV direto: 3 - 5 min Infusão: 30 min 4-6 100mL SF: 10h TA ou 48h ref Infusão: 20mg/mL IV direto: 50 mg/mL 5mg/mL 100 UI/mL IV direto: 5 min Infusão: 15 a 30min IV direto: < 1 min 20 min (5mL/min) 6h 7,3 - 8,3 500mL 7 - 7,6 5-7 -

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Levothyroxine 200mcg Fap

Levotiroxina1

5mL SF

uso imediato

-

Manual Farmacêutico 2011/2012

Mabthera®

Rituximab1,5

-

-

SF, SG5%

Maxcef® 1g Fap

Cefepima1

10 mL AD

24h TA ou 7 dias ref

SF, SG5%

Meronem® IV 1g Fap

Meropenem1,2

20mL AD

8h TA ou 48h a 4°C

SF

Metalyse® 8000U (40mg) Fap

Tenecteplase1

8mL AD

24h ref ou 8h TA

-

Metroniflex® 500 mg Bolsa 100 mL

Metronidazol1,2

-

-

bolsa pronta para uso em SF

Miacalcic® 100UI Sga 1mL

Calcitonina Sintética1

-

-

SF

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH 50 - 100mL 2mL 100ml 24h TA 28 dias TA 5mg/mL anexo 3-4 24h TA 10 mg/mL IV Direto: <1min Infusão: 2 a 3 h 4,5 - 7 Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão observações Flebite

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Monocordil® 10mg Ap 1mL

Isossorbida1,5

-

-

SF, SG5%

-

-

Mytedon® 10mg/mL

Metadona 5

-

-

SF

Narcan® 0,4mg Ap 1mL 100mL 8mg/mL

Naloxona1,3

-

-

SF, SG5%

Nexium® 40mg Fap

Esomeprazol1

5mL SF

12h TA

SF

IV Direto: >3 min Infusão: 10 a 30 min

10 - 11

-

-

Nepresol® 20mg Ap 1 mL 50 mL

Hidralazina1,5

-

-

SF

10h TA Protegida da luz

-

IV Lento Infusão contínua: 50 - 200mcg/ min

3,4 - 4,4

-

-

Manual Farmacêutico 2011/2012 100mL uso imediato 250 - 1000 mL 4h TA (exposto a luz) ou 24h TA (protegido da luz)

Nimbium® 2mg/mL Ap 5mL

Cisatracúrio1,3

-

-

SF, SG5%

IV direto: 2mg/mL Infusão : 0,1mg/mL

-

3,0 - 3,8

-

-

Nipride® 50 mg Ap

Nitroprussiato de Sódio1,3,7

2mL SG5% (diluente próprio)

4h TA (protegido da luz)

SG5%

0,2 mg/mL

0,5 - 10 mcg/ kg/min

4-6

-

-

421

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH observações Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão Flebite

422 100mL 12h TA IV direto: 20 mg/mlL Infusão: 1mg/ mL Infusão: 1h 10,5 - 11 500mg/mL IV direto: < 1mL/ min 6-8 100 a 200mL 24h TA ou 60 dias a 4°C (0,25 a 5mg/ mL) 30- 60 min e 1 a 2h (em lactentes) 3 a 6KUI (60-120mcg) por Kg IV direto: em bolus(2-5 min) IV direto: 10 a 15 min IV direto: 2,5mL/ min - 4mL/min Infusão: 30min 1mg/min 35mcg/mL (pacientes com função renal normal) 4,5 100mL 100mL 24h TA 24h TA 3,5 - 3,7 8 - 10 7,2 - 7,8 6-7 -

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Noripurum® 20mg/ mL Ap 5mL

Sacarato de hidróxido Férrico1

-

-

SF

Manual Farmacêutico 2011/2012

Novalgina® 500mg/ mL Ap 2mL

Dipirona1,5

-

-

SF, SG5%

Novamin® 100mg e 500mg Ap 2mL

Amicacina1,2

-

-

SF, SG 5%

NovoSeven® 120KUI

Fator Recombinante de coagulação VIIa 1

4,3mL

24h ref. (2ºC a 8ºC)

água para injeção

Nubain® 10mg ap 1mL

Nalbufina1, 2

-

-

-

Omeprazol 40mg Fap

Omeprazol sódico1

10mL Diluente Próprio

4h TA

-

Orência®

Abatacept

1

-

-

SF

Pamidronato 30mg Fap

Pamidronato Dissódico1

10mL AD

24 ref.

SF, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH 100mL 24h TA 4mg/mL IV direto: > 2 min Infusão: 15 min 9 - 10,5 Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão observações Flebite

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Pantozol® 40mg Fap

Pantoprazol 1

10mL SF

12h TA

SF, SG5%

Pentox® 100mg Ap 5mL 250 a 500mL 24h TA 1,2 mg/mL

Pentoxifilina

1

-

-

SF, SG5%

IV direto: 5 min Infusão: 90 a 180min Infusão contínua: 24h < 0,2mg/min

4-8

-

-

Persantin® 10mg Ap 2 mL 20 a 50mL (mínimo 1:2) 24h TA -

Dipiridamol1

-

-

SF, SG5%

2,5 - 3,0

-

-

Plasil® 10mg Ap 2mL Infusão: 50mL 24h TA 5 mg/mL

Metoclopramida1,2

-

-

SF, SG5%

IV direto: 1 a 2 min Infusão: >15min

3 - 6,5

-

-

Manual Farmacêutico 2011/2012 100mcg/ mL= 180mL 150mcg/ mL= 113mL 200mcg/ mL=80mL 100 a 150mL 8h TA protegido da luz

Primacor® 1mg/mL Fap 20mL

Milrinona1

-

-

SF, SG5%

-

Dose de ataque: 50mcg/ kg em 10 minutos Dose de manutenção: 0,375 a 0,750mcg/kg/ min em infusão contínua 1mg/mL 20min

-

-

-

423

Profenid® 100mg Fap

Cetoprofeno1

5mL AD

2 dias protegido da luz

SF,SG5%

6,5 - 7,5

-

-

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH observações IV direto: bolus lento (3 minutos) 4,3 - 6 30UI/mL não exceder 2mL/min 6,5- 7,5 Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão Flebite

424 250mg 3h TA ou 24h ref >2h (não mais que 2ml/min) 6,9 - 7,5 A estabilidade é garantida durante o período de infusão. Utilizar equipo com filtro 12 h não exceder 24h (2º à 8ºC) IV direto (não diluir): <1min Infusão: 0,125 mcg/Kg/min, até máx 10mcg/ min 7,2 Utilizar filtro 0,22micra para a administração IV 100-250mL (100mg) 500mL (250mg) 24h TA 1,6mg/mL Inicial: 1 a 5 mcg/ kg/min podendo ser aumentada p/ 5 a 10 mcg/ kg/mim 3,3 Em soluções alcalinas a droga é inativada 40mL (para 2g de Rocefin) 24h TA IV direto: 100 mg/mL Infusão: 50 mg/mL IV direto: 2 a 4 min Infusão contínua: 30min 6,7 Não infundir em soluções que contenham cálcio

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Prothromplex® T 600UI Fr

Fator II + Fator VII + Fator X ¹

20mL AD

uso imediato

água para injeção

Manual Farmacêutico 2011/2012

Rapifen® 0,5 mg/mL Ap 5 mL

Alfentanila1

-

-

SF, SG5%

Remicade® 100mg Fap

Infliximab

1

10mL AD

-

SF

Reopro® 10 mg Fr 5mL

Abciximabe

1

-

-

SF, SG5%

Revivan® 50mg Ap 10mL

Dopamina

1,2

-

-

SF, SG5%

Rocefin® 500mg, 1g Fap

Ceftriaxona1,2

5mL e 10mL AD

6h TA ou 24h ref

SF, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH 19 a 99mL (1:20 a 1:100) 24h TA 2a6h 2,5mg/mL (1:20) Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão observações Flebite

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Sandimmun® 50mg Ap 1mL

Ciclosporina1

-

-

SF, SG5%

-

-

Sandoglobulina® 1, 3 e 6g 24h TA 120mg/mL

Imunoglobulina Humana2

Cada 1g/ 33mL de diluente próprio

uso imediato

SF, SG5%

Primeiros 15 minutos: 0,5 a 1mL/min . Após este período: 2 a 2,5mL/min

6,4 - 6,8

-

-

Sandostatin® 0,1mg Ap 1mL 0,5mg em 60mL 24h TA

Octreotida1,2,3,4

-

-

SF, SG5%

0,1mg/mL

IV direto: 10-20min Infusão: 2-4h (25-50mcg/h)

4 - 4,6

-

-

Manual Farmacêutico 2011/2012 500mL 24h TA

Simdax® 2,5mg/mL Fap 5mL

Levosimendana1

-

-

SG5%

-

8

A infusão via intravenosa periférica ou central

-

425

Início: 12µg/kg a 24µg/kg por 10 min seguida de infusão de 0,1µg/kg/min, se tolerado, pode aumentar para 0,2µg/kg/min

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH observações Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão Flebite

426 50mL 48h anexo mínimo 5 min (doses até 250mg) 30min (doses acima de 250mg) 7,0 a 8,0 IV direto: 10 min Infusão: até 6 h Infusão contínua 3,5 mcg/Kg/h 6,0 a 8,5 4,5 - 6,5 __ 250mL a 1000mL 500mL 24h TA 6h TA 2mg/mL 24h ref 500- 1000mL 24h TA e 3 dias ref IV direto: 50mg/mL Infusão:1mg/ mL IV direto: 50mg/mL Infusão:1mg/mL IV direto: 10min Infusão: > 30min 7-8 100 a 1000mL 24h TA e 3 dias ref IV direto: 30s Infusão: > 30min Infusão: 30-60min 7-8 250mL Nota Importante: diluir antes da administração -

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Manual Farmacêutico 2011/2012

Solu-Medrol® 125mg, 500mg Fap

Metilprednisolona (succinato sódico)1,4

125mg- 2mL 500mg- 8mL AD

48h TA

SF, SG5%

Staficilin® N 500mg Fap

Oxacilina sódica1

5mL AD

3 dias TA ou 1 semana ref

SF,SG5%

Stilamin® 3mg Ap 1mL

Somatostatina1,5

1mL SF

24h TA

SF, SG5%

Streptase® 250.000UI, 750.000UI Fap

Estreptoquinase1

5mL SF

24h ref

SF, SG5%

Succinato Sódico de Hidrocortsona 500mg Fap

Succinato Sódico de Hidrocortisona1,2

4mL AD, SF

24h TA

SF, SG5%

Succinato Sódico de Hidrocortsona 100 Fap

Succinato Sódico de Hidrocortisona1,2

2mL AD, SF

24h TA

SF, SG5%

Sulfato de Magnésio 50% Ap 10mL

Sulfato de Magnésio1

-

-

SF, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração observações Velocidade/ tempo de infusão Flebite

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Syntocinon® 5UI 500mL -

Oxitocina1

-

-

SF, SG5%

IV direto: lento Infusão: 2 a 8 gotas/ min e aumentar gradativamente a cada 20 minutos. Velocidade máx. 40 gotas/min IV direto 3 - 5 min Infusão: 30 min 60 min IV direto: 3-5 min Infusão: 30 min 7,2 - 7,8 4,3 - 5,3 1,8 -3

-

-

Targocid® 200mg Fap 50mL 50 - 150mL 3h TA 48h TA ou ref -

Teicoplanina1

3mL AD

48h TA ou 21 dias a 5ºC

SF,SG5%.

-

Tavanic® 500mg Fr 100mL

Levofloxacina1,2

-

-

-

Tazocin® 4,5g Fap

Piperacilina Sódica + Tazobactam1,2 100mL 12h TA

20mL AD, SF, SG5%

24h TA ou 48h ref

SF, SG5%

Manual Farmacêutico 2011/2012 100mL 4h TA ou 24h ref

Terbutil® 0,5mg AP 1mL

Terbutalina ¹, ²

-

-

SG 5%

5mcg/mL

20 - 30 gts/min

3,0 - 5

SF pode aumentar o risco de edema pulmonar

-

Tienam® Monovial 500mg Fr 100mL

Imipenem/Cilastatina1,2

-

-

SF, SG 5%

5 mg/mL

Dose ≤ 500mg: 20 a 30min Dose > 500mg: 40 a 60min

6,5 - 7,5

-

427

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH observações Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração IV direto 8,5 - 9,5 Não é recomendada a administração por Infusão Velocidade/ tempo de infusão Flebite

428 300mL (entre 10 e 100mg/mL) 72h a 4°C 24h TA ou 96h ref 20 a 60min 5 - 6,5 100mg/mL 30min 5,5 - 8 50 a 100mL IV Direto: bolus (mínimo de 15 segundos) 7,4 - 7,9 qsp 100mL Dose inicial em bolus: 7,5mg/mL Infusão contínua de dose elevada 300mcg/min durante 3h seguida por dose baixa de 100mcg/min até 45h após início do tratamento 4,5 -

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Teflan® 20mg Fap

Tenoxicam1

2mL de AD

uso imediato

-

Manual Farmacêutico 2011/2012

Timentin® 3,1g Fap

Ticarcilina + Ácido Clavulânico1,2

13mL de AD ou SF

72h ref

SF, SG5%

Tobramina® 75mg Ap 1,5mL

Tobramicina1,3,5,7

-

-

SF, SG5%

Toradol® 30mg Ap 1mL

Cetorolaco de Trometamol 1,5

-

-

SF, SG5%

Tractocile® 7,5 mg Fap 5mL

Atosibana1,3

-

-

SF, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração IV direto: 1mL/ min Infusão: por gotejamento 6,2 - 7 IV direto: 1ml/min 6,5 - 8 (5) Velocidade/ tempo de infusão observações Flebite

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição 100mL uso imediato

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Tramal® 50mg ap 1mL 100 mg ap 2 mL 50mg/mL

Tramadol1,4,5

-

-

SF, SG5%

-

Transamin® 250mg Ap 5mL 500mL 230 ou 480mL 100mL 6h TA 45h ref 1mg/mL 0,4% 48h TA e 7 dias ref Infusão: 60min Infusão: 30 a 60min

Ácido Tranexâmico1

-

-

SF, SG5%

-

-

Tridil® 5mg/mL Fap 10mL

Nitroglicerina1,2,5

-

-

SF , SG5%

3 - 6,5 6,5 - 7,5 4,5 - 5,5

Compatível em frasco de polietileno de baixa densidade -

Tromaxil® 1g Fap

Eritromicina1

20mL AD

8h de ref

SF

Tygacil® 50mg

Tigeciclina1

5,3 mL SF

6 h TA

SF, SG5%

Manual Farmacêutico 2011/2012 IV direto: 20mL Infusão: 100mL 24h TA 50ml -

Ulcimet® 300mg Ap 2mL

Cimetidina1,2,5

-

-

SF, SG 5%

IV direto: 15mg/mL Infusão: 3mg/mL

Infusão intermitente: > 30min Infusão contínua: < 75mg/h durante 24 h IV direto: > 2min

3,8 - 6

-

-

Unasyn® 1,5g Fap

Sulbactam + Ampicilina5

3,2 ml AD

-

SF

-

IV Direto: 3 mim Infusão: 15 a 30 min

8 a 10

-

429

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH observações Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão Flebite

430 5 mg/mL IV direto: 0,5 - 1 mL/min 6,2 - 6,9 Incompatível com soluções aquosas. Caso necessário, utilizar SF ou SG5% em volume > 250mL com filtro de linha 4,1 - 6 5,5 - 7,5 100mL 150 ou 250mL 20mL 24h ref 5mg/mL 24h 2,5 mg/mL IV direto: 2 min 3mg/Kg/h, durante 1 a 2h 14 dias ref 5mg/mL > 60 min IV direta: 100mg/mL IV direto:> 1min Infusão: >30 min (dose até 2g) e 60min (dose > 2g) 30 mg/mL 30 min 6,4 - 7 50 ou 100mL 24h a 25°C ou 72h ref 6 a 8,5 -

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Manual Farmacêutico 2011/2012

Valium® 10mg Ap 2mlL

Diazepam1,2

-

-

-

Vancocid® 500mg Fap

Vancomicina1,2

10mL AD

14 dias ref

SG5%, SF

Vasoton® 5mg Ap 2mL

Verapamil1,2

-

-

SG5%

Vfend® 200mg Fap

Voriconazol 1

19mL AD

24h ref

SF, SG5%

Vixmicina® 1g Fap

Cloranfenicol

1,2

10mL AD

3 dias ref

SF, SG5%

Zinacef® 750mg Fap

Cefuroxima1,2

6mL AD

5h TA e 48h ref

SF, SG 5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos gerais
Volume de Diluição pH 60min (200mg/h) 4 - 8 (em SF) 5,7 - 6,7 Estabilidade Diluído concentração Máxima de administração Velocidade/ tempo de infusão observações Flebite

apresentação comercial

Princípio ativo

Volume p/ reconstituição

Estabilidade reconstituído

Solução p/ infusão

Zoltec® 2 mg/mL 100mL 100mL 24h ref Infusão: no mínimo 15 minutos >1h IV direto: 2min Infusão: 20min 30-120 min

Fluconazol1,2

-

-

-

não exceder 10mL/ min Não diluir em soluções contendo cálcio 10,5 11,6 3-9 -

-

Zometa 4mg Fap

Ácido Zoledrônico ¹

-

-

SF, SG5%

-

Zovirax® 250mg - Fap 100mL (doses de 250-500mg) 12h TA 2,5mg/mL 25 mg/mL IV direto: 20mL Infusão:100mL -

Aciclovir1,2

10mL AD

12h TA

SF

Zylium® 50mg Ap 2mL

Ranitidina1,2,3

-

-

SF, SG5%

-

Manual Farmacêutico 2011/2012

Zyvox ® 600mg 300mL

Linezolida1

-

-

-

431

Referências Bibliográficas: 1- Bulas dos medicamentos 2 - Trissel L.A Handbook on Injetable Drugs.32º ed. Bethesda: American Society of Health-System Pharmacists; 1998 3 - Healthcare Series Micromedex.USA.2010 4 - Drug Information Handbook for Oncology. 3º ed. 2003 5 - Informação do fabricante 6 - Up to Date on line 7 - Lexi Comp de Medicamentos Manole 1ºed. 2009 8 - Experiência Clínica

anexos
*Referente ao Bedfordprost®
Adicionar 1 ampola (500mcg) de alprostadil para: 250mL 100mL 50mL 25mL Concentração aproximada da solução resultante (mcg/mL) 2 5 10 20 Taxa de infusão (mL/kg de peso corporal/min) 0,05 0,02 0,01 0,005

*Referente ao Mytedon
Via de administração IV Dose 20mg/dia PCA Dose inicial: 2,5-10mg Demanda: 0,5-2mg (10-20 minutos)

*Referente ao Fosfato de Clindamicina
Concentração 300mg/50mL 600mg/50mL 900mg/50-100mL 1200mg/100mL Tempo de infusão 10min 20min 30min 40min

*Referente ao Solu-Medrol®
Dose < 250mg > 500mg > 1g Tempo de infusão 30min 30-60min pulsoterapia

Legenda AD Ap Fap Fr g h IV Kg min mcg mg Água Destilada Ampola Frasco-ampola Frasco gramas hora Intravenoso Kilograma minutos micrograma miligramas mL Seg SF Sg5% Sga TA Ref UI

Legenda mililitro segundo Soro Fisiológico Soro glicosado 5% Seringa Temperatura Ambiente Refrigeração Unidade Internacional Existem relatos de flebite

432

Manual Farmacêutico 2011/2012

15. tabela de diluição para medicamentos intravenosos - utI neonatal

Tabela de diluição para medicamentos intravenosos - UTI Neonatal
Concentração Máxima de Administração Velocidade / Tempo de Infusão Observações Flebite

Princípio Ativo

Apresentação

Volume Reconstituição

Solução p/ Infusão Recomendada

aciclovir

2/4

Zovirax ® 250mg FAP 7mg/ml 1h

AD 10ml

SF SG5%

Concentrações > 10mg/ml aumentam o risco de flebite. IV direto não recomendado. Para diminuir a nefrotoxicidade => receber hidratação adequada durante a infusão. Em 250mg de aciclovir = 1,05mEq de sódio Após abertura do frasco, utilizar em até 4 horas. Não diluir com água destilada

sim pH=10,5 a 11,6

albumina 4

Albumina Humana® 20% FR 50ml 1:4 -

-

SF SG5% SG10%

-

amicacina 2/3/4 > 30 min.

Novamin® 100mg ap 2ml / Novamin® 500mg ap 2ml infusão: 5mg/ml. Não exceder 10mg/ml

-

SF SG5% SG10%

Administração de outros antibióticos deverá ser feita 1h antes ou 1h depois da amicacina. IV direto: não recomendado, mas pode ser feito de 3-5min Não administrar IM

-

aminofilina 4

Aminofilina® 24mg/ml ap 10ml

-

SF SG5% SG10% infusão: 1mg/ml até no máximo 25mg/ml

infusão: 30 min

-

Manual Farmacêutico 2011/2012 0,6mg/ml infusão: 45mg/ml (30mg ampicilina + 15mg sulbactam)

amiodarona

Atlansil® 150mg ap 3ml

-

SG5% exclusivo

IV direto: 3 min Infusão: 20 - 120min

Compatível em frasco de soro Ecoflac Plus (polietileno de baixa densidade). A injeção jamais deverá ser inferior a 3 min. Se possível, administrar em CVC.

sim Acima de 2,5mg/mLem infusão periférica infusão: > 15 - 30 min Administração de outros antibióticos deverá ser feita 1h antes ou 1h depois do Unasyn. Em 1,5g de Unasyn tem 115mg de sódio sim pH=8,0 a 10,0

433

ampicilina + sulbactam 1/2/4

Unasyn® 1,5g FAP (ampicilina 1g + sulbactam 0,5g)

AD 10ml

SF

Tabela de diluição para medicamentos intravenosos - UTI Neonatal
Concentração Máxima de Administração Velocidade / Tempo de Infusão Observações Flebite

434 infusão: 30mg/ml IV direto: não exceder 100mg/ml infusão: > 15 - 30 min IV direto: até 500mg: 3 a 5 min > 500mg: 10 - 15 min Não exceder 100mg/ min 0,1mg/ml (cateter venoso periférico) 0,5mg/ml (cateter venoso central) de 2 a 6 h Não fazer IV direto. Não usar em soluções salinas. Infusões em concentrações >0,25mg/ml devem ser limitadas a pacientes com grande necessidade de restrição de volume. Concentrações maiores aumentam o risco de flebite. Fazer flush de SG5% antes e após a infusão. 0,2 - 0,5 mg/ml acima 2h Incompatível fisicamente com SF e eletrólitos. Homogeneizar após 2h para evitar depósito. Não fazer IV direto. Fazer flush de SG5% antes e após a infusão ATENÇÃO: cada 1g de aztreonam reconstituído em 3ml de AD fornece 1g de aztreonam em um volume final de 4ml infusão: 20 - 60 min IV direto: 3 - 5 min IV direto: < 1 min sim pH= 5,0 a 6,0 infusão: < 20mg/ml IV direto: 66 mg/ml IV direto: 5mg/ml pH = 3 a 5 < 100mg/ml infusão: > 30 min IV direto: 3 - 5 min sim pH=4,5 a 7,0

Princípio Ativo

Apresentação

Volume Reconstituição

Solução p/ Infusão Recomendada

Manual Farmacêutico 2011/2012

ampicilina 4

Uni Ampicilin® 500mg e 1g FAP

AD 5ml

SF SG5%

anfotericina B 2/3/4

Fungison® 50mg FAP

AD 10ml

SG5% exclusivo

sim pH=7,2 a 8,5

anfotericina B lipossomal 4

Ambisome® 50mg FAP

AD 12ml

SG5% (exclusivo)

aztreonam 1/2/4

Azactam® 1g FAP

AD 3ml

SF SG5% SG10%

bromoprida

Digesan® 10mg 2ml

-

SF SG5%

cefalotina 1

Keflin® 1g FAP

AD 10ml

SF SG5%

Tabela de diluição para medicamentos intravenosos - UTI Neonatal
Concentração Máxima de Administração Velocidade / Tempo de Infusão Observações infusão: 20mg/ml IV direto: 100mg/ml infusão: > 10 a 60 min IV direto: 3 - 5 min. infusão: 20 - 30 min IV direto: 3 - 5 min. Pacientes com restrição hídrica = 138mg/ml EV direto Flebite

Princípio Ativo

Apresentação

Volume Reconstituição

Solução p/ Infusão Recomendada

cefazolina 2/4

Kefazol® 1g FAP

AD 2,5ml

SF SG5% SG10% infusão: 40mg/ml IV direto: 100mg/ml

sim pH=4,5 a 6,0 sim pH=4,0 a 6,0

cefepima 1/4

Maxcef® 1g FAP

AD 10ml

SF SG5% SG10%

ATENÇÃO: cada 1g de cefepima reconstituído com 10ml de AD, expande e obtém-se uma concentração final de 90mg/ml

cefotaxima 2/4

Claforan® 1g FAP

AD 4ml

SF SG5% SG10% infusão: 20-60mg/ml IV direto: 100mg/ml infusão: 15-30min IV direto: 3-5 min

Paciente c/ restrição hídrica: até 150mg/ ml EV direto. Incompatível com soluções de bicarbonato. EV direto < 1 minuto: pode causar arritmias. Não deve ser injetado em menos de 3 min. Em 1g de cefoxitina contém 53mg de sódio

sim

cefoxitina 1/4

Kefox® 1g FAP

AD 10ml

SF SG5% SG10% infusão: 40mg/ml IV direto: 200mg/ml infusão: > 10 - 60 min IV direto: 3 - 5 min. infusão: < 40mg/ml IV direto: 180mg/ml infusão: 40mg/ml IV direto: 40mg/ml

-

ceftazidima 4

Fortaz® 1g FAP

AD 10ml

SF SG5% SG10%

infusão: 15 - 30 min IV direto: 3 a 5 min.

Em 1g de ceftazidima contém 2,3mEq de sódio

sim pH=5,0 a 8,0 infusão: 30 min IV direto: 2 a 4 min. Não recomendado o uso em neonatos com hiperbilirrubinemia -

Manual Farmacêutico 2011/2012 infusão: 30mg/ml IV direto: 100mg/ml (em SF) 2mg/ml

ceftriaxona 2/3/4

Rocefin ® 500mg e 1g FAP

AD 5ml e 10ml

SF SG5% SG10%

cefuroxima 2/4

Zinacef® 750mg FAP

AD 6ml

SF SG5% SG10%

infusão: 15 - 30 min IV direto: 3-5 min. 60 min

Pacientes com restrição hídrica = 137mg/ml EV direto Solução pronta para uso

sim pH=6,0 a 8,5 -

435

ciprofloxacina 4

Cipro® 200mg FR 100ml

-

-

Tabela de diluição para medicamentos intravenosos - UTI Neonatal
Concentração Máxima de Administração Velocidade / Tempo de Infusão Observações infusão: 18mg/ml infusão: 10-60 min Não exceder 30mg/ min Eritema local, dor, tromboflebite infusão: 15 - 30 min IV direto: 5 min Administração IM não recomendada Flebite

436 sim pH=5,5 a 7,0 infusão: < 20mg/ml IV direto: 100mg/ml veia periférica: 50mEq/L veia central: 200mEq/L veia periférica:10mEq/h veia central: 40mEq/h 1mEq/Kg/h Nota importante: o cloreto de potássio deve ser diluído antes da administração Nota importante: o cloreto de sódio deve ser diluído antes da administração IV direto: 4mg/ml IV direto: 1 - 4 min pH = 7,0 a 8,5 Administração rápida pode causar apneia, depressão respiratória e hipotensão. Incompatível com as demais soluções aquosas A administração deve ser bem lenta. Administrar separadamente a outros medicamentos IV direto: < 1ml/min sim pH=6,2 a 6,9 5mg/ml IV lento:não exceder 1-2 mg/min 500mg/ml infusão: 1 - 2,5 mg/ml infusão: 20 - 60 min IV direto: não recomendado Não exceder 5mg/ml São reportadas bradicardia e hipotensão. Prolongamento da infusão para período > 60min diminuem os efeitos cardiotóxicos da eritromicina -

Princípio Ativo

Apresentação

Volume Reconstituição

Solução p/ Infusão Recomendada

clindamicina 4

Dalacin C ® 300mg Ap 2ml

-

SF SG5%

Manual Farmacêutico 2011/2012

cloranfenicol 4

Vixmicina® 1g FAP

AD 10ml

SF SG5% SG10%

cloreto de potássio

Cloreto de Potássio 19,1% ap 10ml

-

SF SG5% SG10%

cloreto de sódio

Cloreto de sódio 20% ap 10ml

-

SF SG5% SG10%

dexametasona 4

Decadron® 2mg/ml ap 1ml

-

-

diazepam 4

Valium® 10mg ap 2ml / Compaz® 10mg ap 2ml

-

-

dipirona 1/5

Novalgina® 500mg/ml Ap 2ml

-

SF SG5%

pH = 6 a 8

eritromicina lactobionato 1/2/4

Tromaxil® 1g FAP

AD 20ml

SF

Tabela de diluição para medicamentos intravenosos - UTI Neonatal
Concentração Máxima de Administração Velocidade / Tempo de Infusão Observações IV direto: 10.000UI/ml 1 - 3 minutos Flush com SF0,9%antes e após administração . Não administrar com outras drogas. Vem manipulada da Farmácia Flebite

Princípio Ativo

Apresentação

Volume Reconstituição

Solução p/ Infusão Recomendada

eritropoetina humana 4

Eprex® 4.000UI sga 0,4ml

-

SF exclusivo

sim pH=5,8 a 6,4

fenitoína 4

Hidantal® 50mg/ml ap 5ml

-

SF exclusivo 1 - 10mg/ml 0,5mg/Kg/min

Administração rápida pode ocasionar hipotensão, colapso cardiovascular e depressão do SNC. Pode causar irritação local e necrose. Correr com filtro de linha 0,22 micras -

sim pH=10,0 a 12,3

fenobarbital 4

Fenobarbital IV® 10mg/ml ap 5ml 10mg/ml

-

SF SG5% SG10% infusão contínua : 1 - 2 mcg/ kg/dose IV direto: 50mcg/ml IV direto: 1-3 min infusão: < 1mg/ml > ou = 5mcg/ml 30 min

IV direto: 3-5 min Não exceder 30mg/ min

sim pH=9,2 a 10,2 Injeção rápida pode ocasionar apneia sim pH=4,5 a 7,5 Reações no local da injeção pH = 12

fentanil 4

Fentanil® s/ conservante 50mcg/ml ap 5ml

-

SF SG5% SG10%

ferro 1

Noripurum® 20mg/ml Ap 5ml

-

SF exclusivo

filgrastima 4

Granulokine® 300mcg sga 0,5ml

-

SG5% exclusivo

infusão: 60min

SF 0,9% causa precipitação. Para administração SC, não diluir. Vem manipulado da Farmácia infusão: 1 - 2 horas Não exceder 200mg/hora IV direto: não recomendado . Solução pronta para uso 0,9ml/h a 2,7ml/h Nota importante: o fosfato de potássio deve ser diluído antes da administração

pH = 4,0

Manual Farmacêutico 2011/2012 infusão: 2mg/ml 5,4ml/100ml

fluconazol 4

Zoltec® 200mg FR 100ml

-

-

-

437

fosfato de potássio

Fosfato de Potássio 2mEq

-

SF SG5%

-

Tabela de diluição para medicamentos intravenosos - UTI Neonatal
Concentração Máxima de Administração Velocidade / Tempo de Infusão Observações 10mg/ml IV direto: 0,5 mg/ kg/min IV direto: 1 - 2 min infusão: 30 - 60 min Administração de outros antimicrobianos 1h antes ou 1h depois da gentamicina Flebite

438 pH = 8,0 a 8,3 infusão: 10mg/ml IV direto: 50mg/ml IV direto: 1min 5mg/ml dose < ou = 500mg: 15 a 30 min dose> 500mg: 40 a 60 min IV direto: não recomendado. Pacientes com restrição hídrica: 7mg/ml pH = 6,5 a 7,5 infusão: 0,5 - 1,0mg/ml infusão: 20 - 30 min Não administrar no catéter umbilical perto da artéria mesentérica superior (pode comprometer o fluxo de sangue dos intestinos). Não administrar intra-arterialmente Atenção: a solução contém açúcar. Não misturar com outras medicações. Solução pronta para uso. Lavar com SF 0,9% antes e depois da infusão 30 - 120 min infusão: 15-30 min. IV direto: 3 - 5min 30min Sistema fechado para doses de 1g. Vem manipulado pela Farmácia 2mg/ml pH = 3,0 a 9,0 50mg/ml pH = 7,3 a 8,3 -

Princípio Ativo

Apresentação

Volume Reconstituição

Solução p/ Infusão Recomendada

furosemida 4

Lasix® 20mg ap 2ml

-

-

Manual Farmacêutico 2011/2012

gentamicina 4

Garamicina® 40mg/ml ap 1ml

-

SF SG5% SG10%

hidrocortisona 4

Cortisonal® 100mg FAP

2ml AD

SF SG5% SG10%

imipenem / cilastatina 2/4

Tienam® 500mg FAP

SF 10ml

SF SG5% SG10%

indometacina 4

Indocid PDA® 1mg FAP

1 - 2 ml AD ou SF0,9% (sem conservantes)

AD SF

linezolida 3/4

Zyvox® 600mg FR 300ml

-

-

meropenem 4

Meronem® 1g FAP

AD 20ml

SF SG5% SG10%

metadona

Mytedon® 10mg Ap 1ml

-

SF

Tabela de diluição para medicamentos intravenosos - UTI Neonatal
Concentração Máxima de Administração Velocidade / Tempo de Infusão Observações Solução pronta para uso infusão: 30 - 60 min IV direto: 2 - 5min infusão contínua: 10 60 mcg/kg/h infusão: 5 mg/ml IV direto ou infusão: 1 - 5 mg/ml - máx.: 5mg/ml Flebite sim pH=3,0

Princípio Ativo

Apresentação

Volume Reconstituição

Solução p/ Infusão Recomendada

metronidazol 2/4

Flagyl ® 500mg FR 100ml

-

-

midazolan 4

Dormonid® 15mg ap 3ml

-

SF SG5%

milrinona < ou = 200mcg/ml

Primacor® IV FAP 20ml

-

SF SG5%

dose inicial: 75mcg/ kg - 60 min. dose manutenção: 0,50,75mcg/kg/min IV direto: 3-5 min

Incompatível com furosemida. Não administrar na mesma via (nem em Y)

-

morfina 4

Dimorf® 10mg ap 1ml

-

-

0,5 - 5 mg/ml

Administração rápida pode causar rigidez toráxica Pode causar cálculos biliares. Uso SC e EV

pH = 2,5 a 5,0 -

octreotida 4 0,1mg/ml

Sandostatin® 0,1mg ap 1ml

-

SF SG5% 0,4mg/ml

IV direto: 10-20 min Infusão: 2 - 4h (25-50 mcg/h) IV direto: 2,5 - 4ml/ min infusão: 15 - 30 min. IV direto: 10 min

omeprazol 1

Losar® 40mg FAP

10ml de diluente próprio infusão: < ou = 40mg/ml IV direto: 100mg/ml

-

OBS: esta apresentação não pode ser feita por infusão Administração muito rápida pode causar crises convulsivas

pH = 10,1 a 11,1 -

Manual Farmacêutico 2011/2012 50.000UI/ml

oxacilina 1/2/3/4

Staficilin® 500mg FAP

AD 5ml

SF SG5% SG10%

penicilina G potássica 4

Cristalpen® 5.000.000UI

AD 8ml

SF SG5%

15 - 30 min

ATENÇÃO: cada 5.000.000UI de penicilina reconstituído em 8ml de AD fornece 5.000.000UI de penicilina em um volume final de 10ml = 500.000UI/ml

-

439

Tabela de diluição para medicamentos intravenosos - UTI Neonatal
Concentração Máxima de Administração Velocidade / Tempo de Infusão Observações infusão: < 20mg/ml - ideal (máximo de 200mg/ml de piperacilina) infusão: 30 min IV direto: lento Não exceder 10mg/min IV direto: 2,5mg/ml As doses são calculadas sempre em relação à piperacilina. Administração de outros antimicrobianos 1h antes ou 1h depois do Tazocin Flebite

440 pH = 5,5 a 7,5 diluição mínima de 1:10 infusão: 60 - 90 min Contraindicado para prematuros e recémnascidos nas primeiras 6 semanas de vida A administração deve ser sempre diluída, na proporção mínima de 1:10 10mg/ml infusão: 30 min IV direto: 3 - 5 min. sim pH=7,2 a 7,8 infusão: 100mg/ml (ticarcilina). Ideal < ou = 50mg/ml infusão: 30 - 60 min Concentrações < 50mg/ml previnem o risco de flebite. Tem potencial de causar crises convulsivas. Administração de outros antimicrobianos 1h antes ou 1h depois do Timentin IV direto: não recomendado. Administração de outros antimicrobianos 1h antes ou 1h após a Tobramicina 60 min A infusão rápida pode gerar reações anafilactoides. O extravasamento pode levar a necrose do tecido sim pH=6,0 a 8,0 infusão: 10mg/ml infusão: 30 - 60 min 5mg/ml sim 3 - Neofax - eighteenth edition - 2005 4 - Pediatric Dosage Handbook 2005-2006

Princípio Ativo

Apresentação

Volume Reconstituição

Solução p/ Infusão Recomendada

piperacilina 4g + tazobactam 0,5g 4

Tazocin® 4,5g

AD 20ml

SF SG5%

Manual Farmacêutico 2011/2012

ranitidina 4

Antak® 50mg ap 2ml

-

-

sulfametoxazol + trimetoprima 1/4

Bactrim ap 5ml (sulfametoxazol 400mg + trimetoprima 80mg)

-

SG5% SG10%

teicoplanina 1

Targocid® 200mg FAP

AD 3ml

SF SG5% SG10%

ticarcilina + ác. Clavulânico 1/2/4

Timentim® 3,1g FAP (ticarcilina 3g + ác. clavulânico 0,1g)

AD 13ml

SF SG5%

tobramicina 1/4

Tobramina® 75mg ap 1,5ml

-

SF SG5%

vancomicina 1/2/4

Vancocina® 500mg FAP

AD 10ml

SF SG5%

Referências Bibliográficas: 1 - Bulas dos medicamentos 2 - Guidelines for Administration of Intravenous Medications to Pediatric Patients - fifth edition - 1996

16. tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração 150ml* > 1h 250ml* pH Observações

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Acetilcisteína

Flucistein® 10% AP 3ml (100mg/ml)

-

-

SG5%

5,8-6,4

-

Aciclovir

Zovirax® 250mg FAP

10ml AD

12h TA

SF 0,9%

4 mg/ml

7mg/ml

60 minutos

10,5 11,6

Para casos de restrição hídrica severa e presença de acesso venoso central a concentração de 10mg/ml pode ser usada.Esta droga possui alto risco de flebite quando usada na concentração de 10mg/ml

Manual Farmacêutico 2011/2012 10 mg/ml 50mg/ml 3 mg/ml

Ac. Clavulânico + Amoxicilina

Clavulin® 500mg FAP

10ml AD

4h TA

SF 0,9%

30-40 minutos

8-10

O volume final após recontituição é 10,5mL. Após diluição o medicamento possui estabilidade de 4h em TA ou 8h a 5°C IV Direto: 100 mg/minuto Bolus Rápido (1-2 segundos) -

Ácido Tranexâmico

Transamin® 250mg AP 5mL

-

-

SF 0,9%, SG5%

441

Adenosina

Adenocard® 3mg/ml AP 2ml

-

-

SF 0,9%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Observações

442 1:4 6,4-7,4 Hipoproteinemia: 2-4 horas; Hipovolemia: 30-60 minutos (porém administrações mais rápidas podem ser necessárias); Velocidade máxima para administração após a reposição de volume inicial: 1 ml/minuto Conforme Prescrição Médica (80 mcg/ml) 4-6 Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica. (2mcg/ml) Conforme Prescrição Médica. (20 mcg/ml) Conforme Prescrição Médica 5mg/ml 10 mg/ml (vide observações) 60-120 minutos 4,5

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Manual Farmacêutico 2011/2012

Albumina

Albumina Humana 20%® Solução Frasco 50mL

-

-

SF 0,9%, SG5%

A Albumina deve ser utilizada em até 4 horas após a abertura do frasco

Alfentanila

Rapifen® 0,5 mg/ml AP 5 ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Pode ser administrado IV Direto: lentamente de 3-5 minutos. Pode ser administrado em infusão contínua

Alprostadil

Prostin® 500mcg AP 1ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Amicacina

Novamin ® 500mg AP 2ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Para pacientes com restrição hídrica severa, função renal normal e acesso venoso central a concentração de 10mg/ml pode ser utilizada. Cefalosporinas e Penicilinas devem ser administrados 1h antes ou 1 h depois da administração de amicacina

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Observações

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Aminofilina 1 mg/ml 8,6-9 25 mg/ml

Hyfilina 24mg/ml AP 10ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Na concentração recomendada 20-30 minutos. Se concentração máxima 0,36mg/kg minuto Conforme Prescrição Médica 4

-

Amiodarona

Atlansil® 150mg AP 3mL

-

-

SG5%

Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica

Compatível em frasco soro Ecoflac Plus ® (polietileno de baixa densidade)

Anfotericina B

Fungizon ® 50mg FAP

10ml AD

24h TA

SG5%

0,1 mg/ml

0,25 mg/ml (acesso venoso periférico) 0,5mg/ml (acesso venoso central)

2-6 horas

7,2-8,0

A concentração de 0,5 mg/ml deve ser utilizada somente em casos de restrição hídrica severa

Manual Farmacêutico 2011/2012 0,2mg/ml (acesso venoso periférico) 1 mg/ml (acesso venoso central) 0,5mg/ml (acesso venoso periférico) 2 mg/ml (acesso venoso central)

Anfotericina B Lipossomal

Ambisome ® 50mg FAP

12ml AD

24h REF

2-3 horas

5-6

Incompatível com SF 0,9%. Após diluição o medicamento possui estabilidade de 6h em TA

443

SG5% (Atenção: usar filtro de linha, 5 mícron, para aspirar a dose prescrita do frasco reconstituído)

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Observações 30mg/ml 15-30 minutos 8,0-10,0 10 mg/ml

444 15 mg/ml 45 mg/ml 15-30 minutos 8,0-10,0 10 mg/ml** 20mg/ml 20-60 minutos 9,6 50.000 UI / ml (neonatos a 1 ano). 100.000 UI/ml (acima de 1 ano) 500.000 UI / ml (acima de 1 ano) 15-60 minutos 6,0-8,5 50.000 UI / ml (neonatos a 1 ano). 100.000 UI/ml (acima de 1 ano) 500.000 UI / ml (acima de 1 ano) 15-60 minutos 6,0-8,5 0,5 mEq/ml até 2 anos de idade; 1 mEq/ml acima de 2 anos de idade 2 mg/ml** 30-120 minutos 7-8,5 1 mg/ml** 10-30 minutos** 3,7-5,5 Pode ser administrado IV direto de 2 - 5 minutos

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Ampicilina

Amplacilina® 500mg FAP / Amplacilina 1000mg FAP

2ml AD / 3ml AD

1h TA

SF 0,9%

Após diluição o medicamento possui estabilidade de 8h em TA

Manual Farmacêutico 2011/2012

Ampicilina / Sulbactam

Unasyn® 1,5g FAP (Ampicilina 1g / 500mg Sulbactam)

3,2 ml AD

8h TA

SF 0,9%

Aztreonam

Azactam® 1g FAP

3ml AD

24h TA / 3 dias REF

SF 0,9%, SG5%

Benzilpenicilina Potássica

Cristalpen® 5.000.000UI FAP

8ml AD (vide observações)

24h TA / 7 dias REF

SF 0,9%, SG5%

Atenção: Medicamento sofre expansão portanto após reconstituição o volume final é de 10ml

Benzilpenicilina Potássica

Cristalpen® 5.000.000UI FAP

8ml AD (vide observações)

24h TA / 7 dias REF

SF 0,9%, SG5%

Atenção: Medicamento sofre expansão portanto após reconstituição o volume final é de 10ml

Bicarbonato de Sódio 8,4%

Bicarbonato de Sódio® 8,4% AP 10 ml (1mEq/ml)

-

-

SF 0,9%, SG5%

Realizar flush na via de administração antes e depois da infusão de bicarbonato de sódio

Brometo de Nbutilescopolamina

Buscopan® 20mg/ml AP 1ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH 1 mg/ml** 15 minutos** 3-5 0,5 mg/ml** Observações

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Bromoprida

Digesan® Ap 10mg 2ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Pode ser feito IV direto em 2 minutos

Caspofungina 0,2 mg/ml 0,47 mg/ml 1 hora

Cancidas® 50 e 70mg FAP

10,5ml AD

24h TA

SF 0,9%

5-7

Para restrição hídrica infusões com volume de 100mL podem ser utilizadas somente para as doses diárias de 50mg ou 35mg 4-5-7 4,5-6 -

Cefalotina 10 mg/ml 20 mg/ml 138 mg/ml 20 mg/ml

Keflin® 1g FAP

4ml AD

12h TA

SF 0,9%, SG5%

10-60 minutos 10-60 minutos

Cefazolina

Kefazol®1g FAP

10ml AD

12h TA / 24h REF 10 mg/ml 40mg/ml

SF 0,9%, SG5%

Cefepima

Maxcef® 1g FAP

10ml AD (vide observações)

24h TA / 7 dias REF

SF 0,9%, SG5%

20-30 minutos

4-6

Atenção: Medicamento sofre expansão portanto após reconstituição o volume final é de 11,11ml (90 mg/ml)

Manual Farmacêutico 2011/2012 20 mg/ml 60 mg/ml 10 mg/ml 10 mg/ml 40mg/ml 40 mg/ml

Cefotaxima

Claforan® 1g FAP

4ml AD

12h TA / 24h REF

SF 0,9%, SG5%

15-30 minutos

5-7,5

A administração rápida pode causar arritmias. Após diluição o medicamento possui estabilidade de 6h em TA e protegido da luz 10-60 minutos 15-30 minutos 4,2-7,0 5-8 -

Cefoxitina

Kefox® 1g IV FAP

10ml AD

6h TA / 48h REF

SF 0,9%, SG5%

445

Ceftazidima

Fortaz® 1g FAP

10ml AD

18h TA / 7 dias REF

SF 0,9%, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Observações

446 10 mg/ml 40mg/ml 30 minutos 6,7 7,5 mg/ml 30mg/ml 15-60 minutos 6-8,5 Conforme Prescrição Médica. (Infusão Contínua: 1mg/ml) Conforme Prescrição Médica. (Infusão Contínua: 2mg/ml) Conforme Prescrição Médica 3,5-5,5 0,66 mg/ml 1mg/ml 20-60 minutos** 6,5-7,5 0,6 mg/ml 15-30 minutos 6,5-7,5 Pode ser feito EV direto de 1 - 5 minutos

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Manual Farmacêutico 2011/2012

Ceftriaxona

Rocefin® 500mg FAP Rocefin® 1g FAP

5ml AD / 10ml AD

6h TA / 24h REF

SF 0,9%, SG5%

A administração do medicamento está relacionada ao risco de flebite. Rocefin® não deve ser misturado ou administrado simultaneamente com soluções ou produtos que contenham cálcio, mesmo por diferentes cateteres de infusão. Produtos ou soluções que contenham cálcio não devem ser administrados durante as últimas 48 horas da última administração de ceftriaxona Em pacientes com restrição hídrica severa a concentração de 137 mg/ml pode ser utilizada

Cefuroxima

Zinacef® 750mg FAP

6ml AD

5h TA / 48h REF

SF 0,9%, SG5%

Cetamina

Ketamin-S® 50mg/ml FAP 10ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Pode ser administrado IV direto na concentração máxima de 50 mg/ml lentamente (acima de 1 minuto). Não exceder 0,5 mg/kg/minuto

Cetoprofeno

Profenid® 100mg FAP

5ml AD

8h TA protegido da luz

SF 0,9%, SG5%

Após diluição possui estabilidade de 8h em TA, protegido da luz. Administrar separadamente de outros medicamentos

Cetorolaco de trometamina

Toradol® 30mg AP 1ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH 2,5mg/ml 6mg/ml 15-30 minutos 60 minutos 2-8 horas 6,5-8 3,8 - 6 3,9 - 4,5 0,5 mg/ml 3 mg/ml Observações

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Ciclosporina

Sandimmun ® 50mg AP 1ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Reações de anafilaxia podem ocorrer com o uso do medicamento A administração IV Direto não é recomendada para crianças Solução pronta para uso

Cimetidina -

Ulcimet® 300mg AP 2mL

-

-

SF 0,9%, SG5%

Ciprofloxacina

Cipro® 200mg FR. 100mL Infusão Contínua: 0,1 mg/ml Infusão Contínua: 0,4 mg/ml

-

-

Cisatracúrio

Nimbium® 2mg/ml AP 5ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

IV Direto: (Rápido) 5-10 segundos

3 - 3,8

-

Manual Farmacêutico 2011/2012 2 mg/ml 5mg/ml 6 mg/ml 10 mg/ml 18 mg/ml 20 mg/ml

Claritromicina

Klaricid ®500mg FAP

10ml AD

24h TA / 48h a 5°C

SF 0,9%, SG5%

60-120 minutos

4,8-6,0

Utilizar a concentração máxima somente em casos de restrição hídrica severa. Droga comumente relacionada a dor e flebite 10-60 minutos (não exceder 30mg/minuto) 30-60 minutos 5,5-7 6,4-7 Tromboflebite e eritema podem ocorrer com a administração -

Clindamicina

Dalacin C® 300mg AP 2ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

447

Cloranfenicol

Vixmicina® 1g FAP

5ml AD

-

SF 0,9%, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Observações

448 Conforme Prescrição Médica. Acesso Venoso Periférico: 0,08 mEq/ml; Acesso Venoso Central: 0,15 mEq/ml Conforme Prescrição Médica (Somente acesso venoso central: 0,2 mEq/ml) 0,3-0,5 mEq/kg/hora. (Dose máxima: 1mEq/ kg hora). Conforme Prescrição Médica 4-8 Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica 1 mEq / kg / hora. Conforme Prescrição Médica 60 minutos 0,33 mg/ml 5,0 Nota Importante: o cloreto de sódio deve ser diluido antes da administração 9,5 As soluções reconstituídas são incompatíveis com o vidro. Incompatível com SG5%, SF 0,9% 7-8,5 50ml* 20ml* 15-30 minutos 48ml* (qsp 50ml) Conforme Prescrição Médica 4,5-7 A estabilidade do medicamento após diluição é de 24h em TA. A administração do medicamento em bolus não é indicada IV Direto: 1-2 mg/minuto 6,2-6,9

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Manual Farmacêutico 2011/2012

Cloreto de potássio

Cloreto de potássio 19,1%® AP (2,56 mEq/ml)

-

-

SF 0,9%, SG5%

Nota Importante: o cloreto de potássio deve ser diluido antes da administração

Cloreto de sódio

Cloreto de sódio 20%® AP 10ml (200 mg/ml)

-

-

SF 0,9%, SG5%

Dantrolene

Dantrolen® 20mg FAP

60ml AD

6h TA

AD (sem conservante)

Dexametasona

Decadron® 2mg/ml AP 1ml; Decadron® 4mg/ ml FAP 2,5ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Doses de até 4mg podem ser realizadas IV direto de 1 - 4 minutos

Dexmetomidina

Precedex® 100mcg AP 2ml

-

-

SF 0,9%

Diazepam

Valium® 10mg AP 2mlL

-

-

Incompatível com soluções aquosas de outros medicamentos. Em casos específicos em que exista a necessidade de diluição, utilizar SF 0,9% ou SG 5% em volume > 250mL

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH 25 mg/ml 10-15 minutos 5-6 1 mg/ml ** Observações

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Difenidramina

Difenidrin® 50mg/ml AP 1ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Dimenidrinato 0,3 mg/ml** 3mg/ml** 20-60 minutos**

Dramin ® B6 DL 30mg AP 10ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

6,4- 7,2

A administração IV direto é permitida, porém em pacientes pediátricos é recomendada somente se administração em acesso venoso central. Existem relatos de ardor e queimação com infusão rápida em acesso periférico 2,5 - 3 6-8 Não deve ser misturado com outros medicamentos na mesma seringa Pode ser administrado IV direto lentamente, 1ml/minuto

Dipiridamol 0,5 mg/ml 25 mg/ml** 50mg/ml** 1,7 mg/ml

Persantin® 10mg AP 2 mL

-

-

SF 0,9%, SG5%

< 0,2mg/min 10-20 minutos**

Dipirona

Novalgina ® 500mg/ml AP 2ml Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica 2,5 mg/ml Conforme Prescrição Médica -

-

-

SF 0,9%, SG5%

Dopamina

Revivan® 50mg AP 10mL

-

-

SF 0,9%, SG5%

Conforme Prescrição Médica

3,3

Em soluções alcalinas a droga é inativada

Dobutamina

Dobutrex® 250mg AP 20mL

-

-

SF 0,9%, SG5%

Conforme Prescrição Médica IV Direto: (Lento) 2-5 minutos Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica

2,5 - 5,5 (SG5%) 3-3,8

Devido a meia vida curta deve-se administrar em infusão contínua -

Manual Farmacêutico 2011/2012 Conforme Prescrição Médica

Droperidol

Droperdal® 2,5mg/ml AP 1ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

449

Epinefrina

Adrenalina® 1mg AP 1mL

-

-

SF 0,9%, SG5%

2,5 - 5,0

Proteger da luz. IV Direto: Diluir na concentração máxima de 100 mcg/ml

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Observações 5 mg/ml 20-60 minutos 6,5-7,5 1-2,5 mg/ml

450 Administrar preferencialmente em 1h ou mais para diminuir os efeitos cardiotóxicos da eritromicina 5,8 a 6,4 IV Direto: 1-5 minutos 0,4mg/ml 10-30 minutos 10-11 2 mg/ml 4mg/ml 15-60 minutos** (1-3 mg / kg / minuto) 10,0 12,3 Devido à sua baixa solubilidade a diluição de Hidantal pode causar precipitação. USAR FILTRO DE LINHA PARA ADMINISTRAÇÃO. A administração rápida pode causar hipotensão severa e colapso cardiovascular 30 minutos** 9,2 10,2 Conforme Prescrição Médica 4,5-7,5 1 mg/ml** 5mg/ml** Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica A administração IV Direto deve ser realizada de 3-5 minutos

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Manual Farmacêutico 2011/2012

Eritromicina

Tromaxil® 1g FAP

20ml AD

8h REF

SF 0,9%, SG5%

Eritropoetina humana

Eprex® 4000UI SGA 0,4ml / Recormon 10.000UI FAP / Eprex 40.000UI SGA 1ml

-

-

Medicamento não possui conservante na formulação não acrescentar nenhum tipo de diluente. Não é recomendada a administração em infusão. Atenção: em TA o medicamento possui estabilidade de 1 hora Pode ser feito IV direto em 3 minutos

Esomeprazol

Nexium® 40mg EV FAP

5ml SF 0,9%

12h TA

SF 0,9%

Fenitoína

Hidantal® 50mg/ml AP 5 ml

-

-

SF 0,9%

Fenobarbital

Fenobarbital Sódico® 10mg/ml AP 5ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Fentanila

Fentanil® s/ cons. 50mcg/ml AP 5ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Observações

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Ferro (hidróxido de ferro III) 1 mg/ml

Noripurum® 100mg AP 5mL

-

-

SF 0,9%

100ml-15 min 200ml-30 min 300ml-1,5h 400ml-2,5 h 500ml-3,5 h 12

Após diluição possui estabilidade de 12h em TA. Podem ocorrer reações no local da injeção.

Fluconazol -

Zoltec® 2 mg/ml bolsa 100mL

-

-

1-2 horas

4,0-8,0 (em SF 0,9%) / 3,5-6,5 (em SG 5%)

Solução pronta para uso

Flumazenil

Lanexat® 0,5mg AP 5ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica

Conforme Prescrição Médica

4

Pode ser administrado em bolus rápido (15-30 segundos). Não exceder 0,2 mg/minuto. A administração em acesso central minimiza a ocorrência de dor e flebite. 30 minutos 4 Incompatível com SF 0,9%

Manual Farmacêutico 2011/2012 15 mcg/ml -

Filgrastima

Granulokine® SGA 300mcg/ml

-

-

SG5%

Fitomenadiona (Vitamina K)

Kanakion® 10mg AP 1ml

-

-

IV Direto: Acima de 30 segundos

3,5 - 7,0

451

Medicamento não possui conservante na formulação não acrescentar nenhum tipo de diluente. A administração em infusão não é recomendada

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Observações 1 mg/ml** 30 minutos** 6,5-8,5 0,5 mg/ml**

452 Não administrar via intratecal Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica 7-7,8 1-2 horas Acesso Periférico: 12mg/ml . Acesso central: 24mg/ml 1 mg/ml 2 mg/ml 10-15 minutos 8,0-8,3 5 mg/ml 10 mg/ml 1-2 horas 11 Medicamento deve ser reconstituído e diluído na Farmácia da Quimioterapia 30-120 minutos 3-5,5 5 mg/ml 10 mg/ml

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Folinato Cálcico

Fauldleuco® 10mg/ml FAP 5ml (Refr.)

-

-

SF 0,9%, SG5%

Manual Farmacêutico 2011/2012

Fosfato de Potássio

Fosfato de potássio 2mEq/ml® AP 10ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Nota Importante: o fosfato de potássio deve ser diluido antes da administração

Foscarnet

Foscavir® 24mg/ml FR 250ml e 500ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Furosemida

Lasix® 20mg AP 2ml

-

-

SF 0,9%

Pode ser feito IV direto respeitando-se a velocidade de 4 mg/minuto. Em pacientes com insuficiência renal administrar IV direto na velocidade de 2,5 mg/minuto. Não deve ser administrado em bolus

Ganciclovir

Cymevene® 500mg FAP 10ml

10ml AD

12h TA

SF 0,9%, SG5%

Gentamicina

Garamicina® 40mg AP 1ml / Garamicina® 80mg AP 2ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Conforme Prescrição Médica. Conforme Prescrição Médica 6-8,2 30-60 minutos 4,7-7,3 20 ml* Conforme Prescrição Médica. 50 ml* Observações

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Gluconato de Cálcio

Gluconato de Cálcio 10% AP 10ml (100mg/ ml)

-

-

SF 0,9%, SG5%

-

Granisetrona

Kytril® 1mg/ml AP 1ml

-

-

SF 0,9%, SG5% SF 0,9%: 0,75 mg/ml 20 mg/ml SF 0,9%: 1mg/ml SG 5%: 3 mg/ml IV Direto: (Lento) 2-5 minutos** Infusão: 10-15 minutos** IV Direto: 0,2 mg / kg / minuto. 20-30 minutos

Pode ser feito IV direto acima de 30 segundos 3-3,8 -

Haloperidol

Haldol® 5mg AP 1ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Hidralazina -

Nepresol® 20mg AP 1 ml 1mg/ml 5 mg/ml

-

-

SF 0,9%

3,4 - 4

SG5% causa decomposição com alteração da cor para amarelo. Reage com metais. 7,5-8,5 -

Hidrocortisona (succinato sódico)

Cortisonal® 100mg FAP

2ml AD

-

SF 0,9%, SG5%

Manual Farmacêutico 2011/2012 5mg/ml 7 mg/ml -

Imipenem / Cilastatina

Tienam® Monovial 500mg FR 100mL

-

-

SF0,9%, SG5%

15-30 minutos

6,5-7,5

Após diluição o medicamento possui estabilidade de 4h em TA ou 24h REF. Doses maiores que 500mg devem ser administradas de 40-60 minutos

Imunoglobulina Humana

Endobulin® 5g FAP (Refr.)

100 ml AD

-

SF0,9%, SG5%

Velocidade Inicial: 0,5ml/ kg/hora. Se bem tolerado: 8 ml/kg/hora até o término da infusão

6,4-6,8

O medicamento possui estabilidade de 24h em TA após diluição

453

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Observações

454 6,4-6,8 Velocidade Inicial: 0,01-0,02ml/kg/minuto durante 30 minutos. Se bem tolerado: 0,04 ml/ kg/minuto até o término da infusão 0,4 mg/ml 4 mg/ml 2-3 horas 7,2 Após diluição possui estabilidade de 3h em TA ou 24h REF. Não infundir em Y com outros medicamentos. Utilizar equipo com filtro 4,5 Solução pronta para uso em SG 5% 60-90 minutos IV Direto 2-3 minutos 10mg/ml 1mg/ml 50mg/ml 20mg/ml 30-120 minutos 15-30 minutos 15-30 minutos 3-9 7,3 - 8,3 6,5-8,5 Solução pronta para uso -

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Manual Farmacêutico 2011/2012

Imunoglobulina Humana

Flebogamma® 5g FAP

100 ml AD

-

SF0,9%, SG5%

O medicamento possui estabilidade de 24h em TA após diluição

Infliximab

Remicade® 100mg FAP

10ml AD

3h TA / 24h REF

SF 0,9%

Levofloxacina

Levaquin® 500mg FR 100ml

-

-

Levotiroxina

Levothyroxine® 200mcg FAP

5ml SF 0,9%

Uso Imediato

Não adicionar nenhum tipo de diluente para administração. A administração em infusão não é recomendada

Linezolida

Zyvox ® 600mg Bolsa 300mL

-

-

Meropenem

Meronem®IV 1g FAP

20ml AD

8h TA / 48h 4°C

SF0,9%, SG5%

Mesna

Mitexan® 400mg AP 4ml

-

-

SF0,9%, SG5%

Também pode ser administrado, quando prescrito, em infusão contínua por 24h

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH 5mg/ml** 15-30 minutos** 0,5mg/ml** Observações

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Metadona

Mytedon® 10mg AP 1 ml 1mg/ml 2,5mg/ml 20-60 minutos 7,0 - 8,0

-

-

SF0,9%, SG5%

-

Metilprednisolona (succinato sódico)

Solu-Medrol® 125mg FAP /Solu-Medrol® 500mg FAP

125mg - 2ml AD; 500mg - 8ml AD

48h TA

SF0,9%, SG5%

A estbilidade do medicamento após diluição é de 6h em TA

Metoclopramida 0,5 mg/ml** 1 mg/ml** 15-30 minutos

Plasil® 10mg AP 2ml

-

-

SF0,9%, SG5%

3,0 - 6,5

A administração IV Direto não é recomendado para crianças. Em adultos 10mg podem ser administrados de 1 - 2 minutos 5-7 -

Metronidazol -

Metroniflex® 500mg Bolsa 100ml Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica 5 mg/ml Conforme Prescrição Médica 0,5 mg/ml

-

-

30-60 minutos

Midazolam

Dormonid® 5mg/ml AP 3 ml

-

-

SF0,9%, SG5%, SG10%

-

3

Pode ser feito IV direto 1-5 mg/ml (concentração máxima 5mg/ml) de 2-5 minutos Conforme Prescrição Médica 3,2-4 -

Milrinone

Primacor® IV 1mg/ml FAP 20ml

-

-

SF0,9%, SG5%

Manual Farmacêutico 2011/2012 100 ml* -

Morfina

Dimorf® 10mg/ml AP 1ml

-

-

SF0,9%, SG5%

15-30 minutos

2,5 - 6,0

A administração rápida pode causar hipotensão e aumento dos efeitos adversos -

455

Multivitamina

Cerne® 12 FAP

5ml AD

-

SF0,9%, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Observações 1mg/ml** 15 minutos 3,5-3,7 0,5 mg/ml**

456 3-4 IV Direto: Acima de 30 segundos Conforme Prescrição Médica (Infusão Contínua: 50-100 mcg/ml) Conforme Prescrição Médica (Infusão Contínua: 400 mcg/ml) Conforme Prescrição Médica 3-6,5 Utilizar frasco Ecoflac Plus® para diluição e administração Conforme Prescrição Médica. (Infusão Contínua: 200mcg / ml) Conforme Prescrição Médica. (Infusão Contínua: 1000 mcg/ml) Conforme Prescrição Médica 4-6 Conforme Prescrição Médica (4 mcg/ml) Conforme Prescrição Médica. (16 mcg/ml) Conforme Prescrição Médica 3-4,5 Não é recomendada a diluição com SF 0,9%

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Nalbufina

Nubain® 10mg AP 1ml

-

-

SF 0,9%

Doses de até 10mg podem ser feitas IV direto de 5-10 minutos Pode ser administrado em Infusão Contínua com a concentração máxima de 4 mcg/ml

Manual Farmacêutico 2011/2012

Naloxona

Narcan® 0,4mg AP 1ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Nitroglicerina

Tridil® 5mg/mL FAP 10mL

-

-

SF 0,9%, SG5%

Nitroprussiato de Sódio

Nipride® 50 mg AP

2ml SG5%

4h TA

SG5%

Após diluição a solução é estável por 24 horas, protegido da luz.Somente o frasco contendo a solução deve ser protegido da luz. Pode causar irritação no local da aplicação

Norepinefrina

Levophed® 1mg/mL AP 4 mL

-

-

SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Observações

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Octreotida 200 ml* 50 ml* 15-30 minutos

Sandostatin® 0,1 mg/ml AP 1ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

3,9-4,5

Em casos de EMERGÊNCIA pode ser administrado IV direto em 3 minutos. Pode ser administrado, quando prescrito em infusão contínua por 24h. Por afetar a homeostase da glicose deve-se preferir a diluição em SF 0,9% 10,111,1 3,3-4,0 Não diluir após reconstituição. A administração por infusão não é recomendada Pode ser feito IV Direto de 2-5 minutos

Omeprazol -

Victrix® / Losar® 40mg FAP IV Direto: 3 minutos 50ml*

10ml - Diluente Próprio

-

Ondansentrona

Ansentron® 2mg/ml AP 2ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

15 minutos

Oxacilina Sódica 10 mg/ml

StaficilinN® 500mg FAP

5ml AD ou SF 0,9%

3 dias TA / 1 semana REF

SF 0,9%, SG5%

40 mg/ml. Somente em acesso venoso central

15-30 minutos

6-8,5

Após diluição o medicamento possui estabilidade de 6h em TA. Caso haja dor ou ardor durante a administração utilizar a concentração de 5 mg/ ml e aumentar o tempo de infusão para 1 hora 0,8 mg/ml 15 minutos 9,0-10,0 Pode ser feito IV Direto acima de 2 minutos 0,4 mg/ml 90-180 minutos 5-7 Pode ser utilizado em infusão contínua por 24 horas. Para infusão contínua não exceder 1200mg

Manual Farmacêutico 2011/2012 0,4mg/ml 0,2 mg/ml

Pantoprazol

Pantozol® 40mg FAP

10ml SF 0,9%

12h TA

SF 0,9%, SG5%

Pentoxifilina

Pentox® 100mg Ap 5mL

-

-

457

SF 0,9%, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Observações

458 1mg/ml 10 mg/ml 15-30 minutos 3,5-6,0 20 mg/ml 200 mg/ml 30 minutos 5,5-7,5 1000 UI / ml 1667 UI / ml 60-90 minutos 5-7,5 Conforme Prescrição Médica. Conforme Prescrição Médica. (2mg/ml) Conforme Prescrição Médica. 7-8,5 2,5 mg/ml 0,5 mg/ml 5 mg/ml 2,5 mg/ml 15 minutos** 15-30 minutos 4-5,5 6,7-7,3 A administração rápida pode causar hipotensão A administração rápida pode causar bradicardia

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Manual Farmacêutico 2011/2012

Petidina

Dolantina® 50mg/ml AP 2 ml

-

-

SF 0,9%

Para evitar precipitação em cateteres heparinizados realizar flush de SF antes e após administração. Soluções decimais devem ser administradas acima de 5 minutos

Piperacilina Sódica / Tazobactam

Tazocin® 4,5g FAP

20ml AD, SF 0,9% ou SG5%. (vide observações)

24h TA / 48h REF

SF 0,9%, SG5%

Atenção: Medicamento sofre expansão portanto após reconstituição o volume final é de 23ml (195 mg/ml). Caso haja prescrição de aminoglicosídeos administrar Tazocin® com um intervalo de 30-60 minutos Também pode ser administrado, quando prescrito, em infusão contínua por 24h

Polimixina B Sulfato

Bedfordpoly B® 500.000UI FAP

10ml SF 0,9%

72h REF

SG5%

Propofol

Diprivan® AP 20ml

-

-

SG5%

Pode ser administrado IV direto de 20-30 segundos. O medicamento não contém conservantes por isso deve ser utilizado imediatamente após a abertura do frasco. Quando diluído com SG 5% a solução possui estabilidade de 6 horas.

Prometazina

Fenergan® 50mg AP 2ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Ranitidina

Antak® 50mg AP 2ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Infusão Contínua: 1 mg/ml. 4 IV Direto: (Rápido) 5-10 segundos Infusão Contínua: 0,5 mg/ml Observações

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Rocurônio

Esmeron® 50mg FAP 5ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

As soluções para infusão contínua após diluição possuem estabilidade de 24 horas em TA

Sulfametoxazol (400mg) + Trimetoprima (80mg) 60-90 minutos 10

Bactrim® IV AP 5ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

30ml* de diluente para cada ml do medicamento 15 ml* de diluente para cada ml do medicamento

A diluição com concentração máxima está relacionada ao risco de flebite e tromboflebite

Sulfato de Magnésio

Sulfato de Magnésio® 10% AP 10mL (100 mg/ml)

-

-

SF 0,9%, SG5%

Conforme Prescrição Médica (60 mg/ml) Conforme Prescrição Médica (200 mg/ml) Conforme Prescrição Médica (2-4 horas)

5,5-7

-

Sulfato de Magnésio

Sulfato de Magnésio® 50% AP 10mL (500mg/ ml) Conforme Prescrição Médica

-

-

SF 0,9%, SG5%

Conforme Prescrição Médica (250 ml*)

Conforme Prescrição Médica (30-60 minutos)

5,5-7

Nota Importante: o sulfato de magnésio 50% deve ser diluido antes da administração

Manual Farmacêutico 2011/2012 0,004 mg/ml 0,02 mg/ml 4 mg/ml 10 mg/ml

Tacrolimus

Prograf 5mg AP

-

-

SF 0,9%, SG5%

Não há dados para tempo de infusão em administração intermitente

-

Conforme instruções do fabricante o medicamento deve ser administrado em infusão contínua. Devido à incompatibilidade do medicamento com materiais contendo PVC deve-se utilizar para administração frascos Ecoflac Plus® e Equipo Macro Sem PVC 30 minutos 7,2-7,8 -

459

Teicoplanina

Targocid® 200mg FAP

3ml AD

48h TA / 21 dias a 5ºC

SF 0,9%, SG5%

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH Observações IV Direto: 3-5 minutos 4-6 -

460 Não diluir após reconstituição. A administração por infusão não é recomendada Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica Conforme Prescrição Médica 3-5 50 mg/ml 100mg/ml 40-60 minutos 6-8 Caso haja prescrição de aminoglicosídeos administrar Timentin® com um intervalo de 30-60 minutos A solução deve ter cor amarelo alaranjada 100 ml* 30-60 minutos 0,75 mg/ml 1,5 mg/ml 30-60 minutos 5-6,5

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Manual Farmacêutico 2011/2012

Tenoxicam

Teflan® 20mg FAP / Tilatil® 20mg FAP

2ml AD

Uso Imediato

Terbutalina

Terbutil® 0,5mg AP 1mL

-

-

SG5%

Após diluição o medicamento possui estabilidade de 12h em TA. Pode ser administrado IV Direto de 5-10 minutos. A diluição com SF 0,9% pode aumentar o risco de edema pulmonar

Ticarcilina + Ácido Clavulânico1/2

Timentin® 3,1g FAP

13mL de AD ou SF 0,9%

72h REF

SF 0,9%, SG5%

Tigeciclina

Tygacil® 50mg FAP

5,3 ml SF 0,9% ou SG5%

-

SF 0,9%, SG5%

Tobramicina

Tobramina® 75mg AP 1,5mL

-

-

SF 0,9%, SG5%

Para pacientes com restrição hídrica severa, função renal normal e acesso venoso central a concentração de 10mg/ml pode ser utilizada. Administrar penicilinas e cefalosporinas com intervalo de 1 hora antes ou depois da tobramicina

Tabela de diluição de medicamentos intravenosos para pacientes pediátricos
Concentração Usual/Volume de Diluição Usual Concentração Máxima/Volume Mínimo p/ Diluição Velocidade de Administração pH 1 mg/ml 15-60 minutos** 5,5-6,5 Observações

Princípio Ativo

Apresentação Comercial

Volume p/ Reconstituição

Estabilidade Após Reconstituição

Solução p/ Infusão

Tramadol

Tramal® 100mg AP 1ml

-

-

SF 0,9%, SG5%

Pode ser feito IV Direto: 0,5 ml/ minuto**. Não armazenar após diluição, uso imediato

Verapamil IV Direto: 2-3 minutos

Dilacoron® 5mg AP 2mL

-

-

SG5%

Conforme Prescrição Médica (Infusão Contínua: 0,5 mg/ml) Conforme Prescrição Médica (Infusão Contínua: 2,5 mg/ml) 4,1-6,0

-

Vancomicina 2,5 mg/ml 5mg/ml

Vancocin® 500mg FAP

10ml AD

14 dias REF

SF 0,9%, SG5%

60 minutos

2,5-4,5

Para pacientes com restrição hídrica severa, função renal normal e acesso venoso central a concentração de 10mg/ml pode ser utilizada. Caso haja reação cutânea aumentar o volume de diluição e o tempo de infusão para 90 ou 120 minutos 1- 2 horas ou (3mg/kg/hora) 5,5-7,5 -

Manual Farmacêutico 2011/2012 0,5 mg/ml 5 mg/ml

Voriconazol

Vfend® 200mg Fap

19 ml AD

24h REF

SF 0,9%, SG5%

461

Referências Bibliográficas: 1- Bulas dos medicamentos 2 - Trissel L.A Handbook on Injetable Drugs.10º ed. Bethesda: American Society of Health-System Pharmacists; 1998 3 - Micromedex Healthcareseries. 117.USA 2008 4 - Pediatric Dosage Handbook. 12° ed. 2007 5 - Informação do fabricante 6 - Up to Date 7 - Pediatric Injectable Drugs (Teddy Bear Book). 1996

ÍndIce reMIssIVo
A
ABATACEPTE .................................................... 64, 83 ABCIXIMABE ............................................... 31, 44, 83 ACETATO DE SÓDIO .........30, 399, 400, 401, 403, 404 ACETATO DE ZINCO ..............................................404 ACETAZOLAMIDA .................................. 39, 51, 60, 84 ACETILCISTEÍNA ........................38, 39, 48, 69, 83, 84 ACICLOVIR ................................33, 35, 39, 57, 84, 85 ÁCIDO ACÉTICO .................................... 36, 56, 68, 85 ÁCIDO ACETILSALICÍLICO ...........31, 37, 41, 44, 85, 86 ÁCIDO AMINOCAPROICO ............................. 31, 62, 87 ÁCIDO ASCÓRBICO ....31, 73, 79, 87, 88, 89, 296, 299 ÁCIDO ASCÓRBICO + ÁCIDO FÓLICO ............ 31, 79, 89 ÁCIDO BÓRICO ........................................... 39, 56, 93 ÁCIDO CLAVULÂNICO ........................................ 88, 89 ÁCIDO CLAVULÂNICO + AMOXICILINA ..... 34, 72, 88, 89 ÁCIDO CLAVULÂNICO + TICARCILINA .......................34 ÁCIDO FÓLICO .................................... 31, 79, 89, 299 ÁCIDO FÓLICO + ÁCIDO ASCÓRBICO ............ 31, 79, 89 ÁCIDO FOLÍNICO .....................................................39 ÁCIDO FUSÍDICO ......................................... 33, 53, 90 ÁCIDO MUCOPOLISSACÁRIDO-POLISSULFÚRICO ........... ............................................................... 33, 67, 90 ÁCIDO PERACÉTICO ..............................................357 ÁCIDO POLIACRÍLICO .................................. 39, 66, 90 ÁCIDO TRANEXÂMICO ................................. 31, 62, 90 ÁCIDO URSODESOXICÓLICO .............................. 68, 91 ÁCIDO VALPROICO ............................................ 47, 91 ÁCIDO ZOLEDRÔNICO ................................. 36, 65, 91 ACLASTA ......................................................... 65, 91 ACTILySE ......................................................... 78, 98 ACTONEL ....................................................... 65, 311 ACTOS .......................................................... 63, 294 ACTPARIN ...................................................... 47, 218 ACULAR .......................................................... 55, 137 ADALAT ......................................................... 52, 273 ADALAT OROS ................................................ 52, 273 ADALAT RETARD ............................................ 52, 274 AD ELEMENT .................................................. 77, 281 ADENOCARD ............................................ 46, 92, 390 ADENOSINA ....................................... 32, 46, 92, 390 ADIFENINA ........................37, 42, 49, 79, 92, 93, 297 ADIFENINA + PROMETAZINA + DIPIRONA ..... 37, 92, 93 ADRENALINA .......................................... 40, 181, 390 ADRIBLASTINA RD .......................................... 70, 177 AD-TIL ........................................................... 79, 311

AEROLIN ................................................ 58, 315, 316 AFRIN NASAL ................................................. 60, 286 AGRASTAT ..................................................... 44, 338 ÁGUA .............................................................. 76, 93 ÁGUA BORICADA ....................................................93 ÁGUA DESTILADA ............................................. 76, 93 AKINETON ...................................................... 55, 116 ALBENDAZOL ............................................. 35, 55, 93 ALBUMINA HUMANA ................................... 32, 61, 94 ALCAÇUZ + CÁSSIA FÍSTULA + CORIANDRUM SATIVUM + FOLHAS DE SENA + TAMARINDO ............. 30, 66, 95 ÁLCOOL ABSOLUTO ......................................... 68, 95 ÁLCOOL ETÍLICO .............................. 68, 95, 356, 358 ALDACTONE ................................................... 60, 186 ALDOMET ...................................................... 52, 256 ALEMTUZUMABE .............................................. 70, 96 ALENDRONATO DISSÓDICO ......................... 36, 65, 96 ALFA BISABOLOL ..................................... 33, 59, 164 ALFENTANILA ................................37, 41, 43, 96, 390 ALIMTA .......................................................... 71, 302 ALIVIUM ......................................................... 42, 226 ALKERAN ....................................................... 71, 252 ALLEGRA ....................................................... 45, 196 ALLEGRA D .................................................... 45, 197 ALOPURINOL .............................................. 36, 52, 97 ALPRAZOLAM ............................................. 37, 44, 97 ALPROSTADIL ............................................ 32, 74, 98 ALTEPLASE ................................................ 31, 78, 98 AMANTADINA ............................................. 37, 55, 99 AMARyL ........................................................ 63, 215 AMBISOME .................................................... 51, 105 AMICACINA ................................................ 35, 40, 99 AMICILON ........................................................ 40, 99 AMILORIDA + HIDROCLOROTIAZIDA ........... 33, 60, 100 AMINOÁCIDO COM GLUTAMINA ................. 32, 40, 320 AMINOÁCIDOS ...31, 32, 100, 397, 398, 399, 400, 401 AMINOFILINA .................................... 38, 58, 100, 101 AMINOPLASMAL L .......................................... 40, 320 AMIODARONA ...................32, 45, 101, 102, 390, 402 AMITRIPTILINA .................................... 38, 48, 50, 102 AMLODIPINA ............................................ 33, 52, 103 AMOROLFINA ........................................... 33, 51, 104 AMOXICILINA .................34, 72, 88, 89, 103, 104, 384 AMOXICILINA + CLAVULANATO ........................ 34, 104 AMOXIL ......................................................... 72, 103 AMPICILINA ...............34, 72, 104, 325, 384, 388, 402 AMPICILINA + GENTAMICINA + METRONIDAZOL .....388 AMPLACILINA ................................................. 72, 104

462

Manual Farmacêutico 2011/2012

AMPLICTIL ..................................... 69, 154, 155, 402 ANAFRANIL .................................................... 48, 148 ANCORON .................................................... 390, 402 ANDOLBA ...................................................... 56, 252 ANESTALCON ................................................. 43, 306 ANFORICIN B .................................................. 51, 105 ANFOTERICINA B ...................................... 35, 51, 105 ANFOTERICINA B LIPOSSOMAL .................. 35, 51, 105 ANIDULAFUNGINA ........................................... 51, 106 ANSENTRON .................................................. 50, 282 ANSITEC ........................................................ 44, 121 ANTAK ................................................... 75, 309, 310 ANTÍDOTO ........................................................ 39, 48 APREPITANTE ........................................... 30, 49, 106 APRESOLINA .................................................. 52, 220 ARACyTIN/FAULDCITA ..................................... 70, 145 ARAMIN ................................................. 40, 255, 390 ARCIOLANE .................................................... 76, 280 ARCOLAN ...................................................... 51, 136 AROPAX ......................................................... 48, 291 AROVIT .......................................................... 79, 311 ARTRINID ....................................................... 41, 136 ARTROLIVE .................................................... 42, 216 ASALIT .......................................................... 42, 253 ASPARAGINASE ........................................ 36, 70, 107 ASPIRINA INFANTIL ..................................... 41, 44, 85 ASPIRINA PREVENT ..................................... 41, 44, 86 ATACAND ....................................................... 52, 124 ATENOL ................................................... 45, 52, 107 ATENOLOL ......................................... 33, 45, 52, 107 ATENSINA ...................................................... 52, 149 ATLANSIL ................................45, 101, 102, 390, 402 ATORVASTATINA ....................................... 31, 63, 108 ATOSIBANA .............................................. 34, 73, 108 ATROPINA ...................39, 50, 76, 108, 109, 182, 390 ATROPION ...................................................... 49, 108 ATROVENT ..................................................... 58, 117 AVALOX ......................................................... 74, 267 AVASTIN ........................................................ 70, 115 AVODART ....................................................... 62, 178 AZACITIDINA ............................................ 35, 70, 109 AZATIOPRINA ..................................... 35, 36, 64, 109 AZITROMICINA .................................. 35, 67, 109, 384 AZTREONAM .................................................. 35, 402 AZUL DE METILENO .......................... 39, 49, 110, 362 AZUL DE TRyPAN ...................................... 39, 68, 110 AZULFIN ........................................................ 77, 327

B
BACITRACINA + NEOMICINA ...................... 33, 46, 110 BACLOFENO ............................................. 36, 75, 110 BACTRIM ....................................................... 77, 326 BACTRIM F .................................................... 77, 326 BACTRIM IV .................................................... 77, 327 BACTROBAN .................................................. 46, 268 BALCOR ........................................................ 45, 169 BAMIFILINA .............................................. 38, 58, 111 BAMIFIX ......................................................... 58, 111 BECENUN ...................................................... 70, 128 BEDFORDALPROST ........................................... 74, 98 BELACODID ............................................................56 BENEROC ...................................................... 73, 158 BENERVA ....................................................... 79, 334 BENICAR ........................................................ 53, 281 BENJOIM ....................................................... 56, 111 BENSERAZIDA + LEVODOPA .............. 37, 55, 111, 112 BENZETACIL ................................................... 72, 112 BENZIDAMINA .......................................... 34, 55, 112 BENZILPENICILINA .............................. 34, 72, 73, 112 BENZILPENICILINA POTÁSSICA ....................... 113, 291 BENZILPENICILINA POTÁSSICA + BENZILPENICILINA PROCAÍNA ................................................. 72, 113 BENZOCAÍNA + CETILPIRIDÍNIO .................. 38, 56, 113 BEPANTOL ..................................................... 67, 164 BERIGLOBINA ................................................. 65, 231 BERIPLEX ....................................................... 62, 188 BERLISON ...................................................... 60, 222 BEROTEC ....................................................... 58, 194 BETAISTINA .................................................... 78, 113 BETAMETASONA ............33, 34, 39, 53, 114, 136, 403 BETAMETASONA (ACETATO/FOSFATO) .............. 54, 113 BETAMETASONA + CETOCONAZOL .................. 53, 136 BETAMETASONA (DIPROPIONATO) + GENTAMICINA ........ ............................................................. 33, 53, 114 BETAMETASONA + GENTAMICINA ............................33 BETAMETASONA + NEOMICINA ........................ 59, 114 BETAMETASONA (VALERATO) ........................... 59, 114 BETANECOL ...........................................................38 BETANECOL CLORETO .................................... 60, 114 BETNOVATE .................................................... 59, 114 BEVACIZUMABE ........................................ 36, 70, 115 BICALUTAMIDA .......................................................70 BICARBONATO DE SÓDIO ...... 30, 32, 74, 75, 115, 116, 403, 404 BICARBONATO DE SÓDIO + CLORETO DE POTÁSSIO + GLICOSE .................................................... 68, 116

Manual Farmacêutico 2011/2012

463

BIORRUB ........................................................ 70, 177 BIOTENE ........................................................ 56, 248 BIOVIR ........................................................... 57, 242 BIPERIDENO ............................................. 37, 55, 116 BISACODIL ............................................... 30, 66, 116 BLEOMICINA ............................................ 36, 70, 117 BONAR .......................................................... 70, 117 BORTEZOMIBE ......................................... 36, 70, 117 BREVIBLOC .................................................... 46, 185 BRIDION ........................................................ 49, 324 BROMAZEPAM ......................................... 37, 44, 117 BROMETO DE IPRATRÓPIO ........................ 38, 58, 117 BROMOCRIPTINA ................................ 34, 37, 55, 118 BROMOPRIDA .......................................... 30, 49, 118 BSS SOLUÇÃO SALINA BALANCEADA .............. 77, 321 BUDECORT .................................................... 54, 119 BUDESONIDA ..............................30, 38, 54, 119, 205 BUDESONIDA + FORMOTEROL ............ 38, 54, 58, 205 BUFEDIL ........................................................ 78, 120 BUFLOMEDIL ............................................ 33, 78, 120 BUPIVACAÍNA ..................................... 33, 37, 42, 120 BUPIVACAINA + EPINEFRINA .............................. 33, 37 BUPIVACAINA + GLICOSE ........................................33 BUPROPIONA ........................................... 38, 68, 120 BUSCOPAN .................................................... 50, 185 BUSERELINA ............................................ 36, 64, 121 BUSPIRONA ............................................. 37, 44, 121 BUSULFANO ............................................. 35, 70, 121 BUSULFLEX ................................................... 70, 121

CAPOTEN ....................................................... 52, 125 CAPTOPRIL .............................................. 32, 52, 125 CARBACOL .............................................. 38, 67, 125 CARBAMAZEPINA ..................................... 37, 47, 126 CARBIDOPA + LEVODOPA ......................... 37, 55, 127 CARBOLITIUM ................................................ 48, 127 CARBONATO DE CÁLCIO ................................. 31, 123 CARBONATO DE LÍTIO ............................... 37, 48, 127 CARBOPLATINA ........................................ 36, 70, 127 CARBOPOL .................................................. 128, 362 CARBOPOL 934 + TIMEROSAL ........................ 68, 128 CARBOXIMETILCELULOSE ....................... 66, 128, 362 CARBOXIMETILCELULOSE + NIPAGIN + ÁGUA + ÓLEO ESSENCIAL + SEQUESTRANTE + GLICEROL + TRIETANOLAMINA ............................... 68, 128, 362 CARDIZEM ..................................................... 45, 169 CARDURAN XL ......................................... 52, 62, 176 CARMUSTINA ........................................... 35, 70, 128 CARVÃO ATIVADO ..................................... 39, 49, 128 CARVEDILOL ...................................... 33, 46, 52, 129 CASODEX ..............................................................70 CASPOFUNGINA ............................................. 51, 129 CÁSSIA FÍSTULA ......................................... 30, 66, 95 CATAFLAM ....................................... 42, 55, 165, 166 CEBRALAT ..................................................... 78, 140 CEFADROXILA .......................................... 34, 58, 129 CEFALEXINA ..................................... 34, 58, 130, 384 CEFALOTINA ..................................... 34, 58, 130, 402 CEFAMOX ...................................................... 58, 129 CEFAZOLINA .............34, 59, 131, 384, 387, 388, 402 CEFAZOLINA + METRONIDAZOL .............................388 CEFEPIMA ................................................ 35, 59, 132 CEFODIZIMA .........................................................402 CEFOTAXIMA .................................... 35, 59, 132, 402 CEFOXITINA ...................................... 34, 59, 133, 402 CEFTAZIDIMA ................................... 34, 59, 133, 402 CEFTRIAXONA ...........................35, 59, 134, 384, 402 CEFUROXIMA ............................34, 59, 135, 387, 402 CELESTONE SOLUSPAN .................................. 54, 113 CELLCEPT ...................................................... 65, 262 CEPACAÍNA .................................................... 56, 113 CEPACOL ....................................................... 56, 152 CERNE 12 ...................................................... 79, 268 CERUMIN ....................................................... 78, 225 CETAMINA ........................................ 37, 43, 135, 390 CETILPIRIDÍNIO ......................................... 38, 56, 113 CETOCONAZOL ........................................ 33, 51, 136 CETOCONAZOL + BETAMETASONA .................. 53, 136

C
CABERGOLINA .......................................... 34, 68, 122 CAFEÍNA .......................................... 50, 58, 182, 237 CAFEÍNA CITRATO ........................................... 58, 122 CÁLCIO ..................................................................31 CÁLCIO (CARBONATO) .................................... 77, 123 CÁLCIO (CARBONATO) + COLECALCIFEROL ...... 77, 123 CÁLCIO (CLORETO) ......................................... 77, 123 CALCITONINA ........................................... 36, 65, 124 CALCITRIOL ............................................. 31, 79, 124 CALCIUM SANDOZ FF ..................................... 77, 123 CALCORT ....................................................... 54, 160 CAMPATH ........................................................ 70, 96 CAMPTOSAR .................................................. 71, 237 CANCIDAS ..................................................... 51, 129 CANDESARTANA ....................................... 32, 52, 124 CANDICORT ............................................. 51, 53, 136 CAPECITABINA .......................................... 35, 70, 125

464

Manual Farmacêutico 2011/2012

CETOPROFENO ................................. 36, 41, 136, 137 CETOROLACO DE TROMETAMINA ....... 42, 55, 137, 138 CETUXIMABE ............................................ 36, 70, 138 CEwIN ............................................................. 79, 87 CICLOBENZAPRINA ................................... 36, 75, 138 CICLOFOSFAMIDA ..................................... 35, 70, 138 CICLOPENTOLATO .................................... 39, 67, 139 CICLOPLÉGICO ............................................... 67, 139 CICLOSPORINA ................................. 36, 64, 139, 402 CIDOFUVIR ............................................... 35, 57, 140 CILASTATINA .................................... 35, 58, 227, 402 CILODEX ........................................................ 53, 143 CILOSTAZOL .................................................. 78, 140 CILOXAN ........................................................ 53, 142 CINARIZINA .................................................... 78, 141 CINCHOCAÍNA ................................................ 43, 141 CINCHOCAÍNA + POLICRESULENO ............. 33, 73, 141 CINETOL ..............................................................116 CIPRAMIL ....................................................... 48, 144 CIPRO .............................................. 74, 78, 142, 143 CIPROFLOXACINA ....35, 38, 53, 74, 78, 142, 143, 388 CIPROFLOXACINA + DEXAMETASONA .............. 53, 143 CISATRACÚRIO ................................. 36, 57, 144, 390 CISPLATINA .............................................. 36, 70, 144 CITALOPRAM ............................................ 38, 48, 144 CITARABINA ............................................. 35, 70, 145 CITONEURIN ........................................... 73, 299, 300 CITRATO DE POTÁSSIO + CITRATO DE SÓDIO + CLORETO DE SÓDIO + GLICOSE ..................... 30, 31, 75, 145 CLADRIBINA ............................................. 35, 70, 145 CLAFORAN ..................................................... 59, 132 CLARIL .......................................................... 76, 269 CLARITIN ....................................................... 45, 248 CLARITROMICINA .......................35, 67, 145, 146, 384 CLAVULIN ...................................72, 88, 89, 104, 402 CLEXANE ................................................. 46, 47, 180 CLINDAMICINA ..........35, 66, 146, 147, 384, 387, 388 CLINDAMICINA + GENTAMICINA .............................388 CLOBAZAM .............................................. 37, 44, 148 CLOBETASOL ........................................... 33, 59, 148 CLOMIPRAMINA ........................................ 38, 48, 148 CLONAZEPAM .......................................... 37, 47, 149 CLONIDIN ....................................................... 52, 150 CLONIDINA ....................................... 32, 52, 149, 150 CLOPERASTINA .............................................. 56, 150 CLOPIDOGREL .......................................... 31, 44, 150 CLORAL HIDRATADO ....................................... 44, 221 CLORANA ...................................................... 60, 221

CLORANFENICOL .....33, 34, 38, 46, 53, 150, 151, 402 CLORANFENICOL (ASSOCIAÇÃO) ..............................53 CLORANFENICOL + COLAGENASE ............. 33, 46, 151 CLORANFENICOL + DESOXIRRIBONUCLEASE + FIBRINOLISINA ...................................... 33, 46, 151 CLORETO DE CÁLCIO ..... 30, 31, 75, 77, 123, 151, 152, 404 CLORETO DE CÁLCIO + CLORETO DE POTÁSSIO + CLORETO DE SÓDIO ..................30, 31, 75, 77, 151 CLORETO DE CÁLCIO + CLORETO DE POTÁSSIO + CLORETO DE SÓDIO + GLICOSE + ACETATO DE SÓDIO + MAGNÉSIO .....................................................30 CLORETO DE CÁLCIO + CLORETO DE POTÁSSIO + CLORETO DE SÓDIO + LACTATO DE SÓDIO .. 30, 31, 75, 77, 152 CLORETO DE CETILPIRIDÍNIO ..................... 38, 56, 152 CLORETO DE POTÁSSIO .............................................. 30, 31, 32, 68, 75, 77, 116, 151, 152, 153, 399, 404 CLORETO DE POTÁSSIO + CLORETO DE SÓDIO 77, 153 CLORETO DE SÓDIO ..... 30, 31, 32, 38, 60,75, 77, 145, 151, 152, 153, 154, 404 CLOREXIDINA ..................................... 33, 38, 56, 154 CLOROHEXIDINE ............................................. 56, 154 CLORPROMAZINA ......................37, 69, 154, 155, 402 CLORPROPAMIDA ..................................... 31, 63, 155 CLORTALIDONA ........................................ 32, 60, 155 CLOSTEBOL + NEOMICINA ........................ 33, 46, 156 CLUSIVOL ...................................................... 73, 299 CODEIN ......................................................... 41, 156 CODEÍNA ............................................... 41, 156, 407 CODEÍNA + FENETILAMINA + HOMATROPINA + PENTETRAZOL ............................................. 38, 56 CODEÍNA + PARACETAMOL ............................... 37, 41 COLCHICINA ............................................. 36, 52, 157 COLCHIS ........................................................ 52, 157 COLECALCIFEROL ......................77, 79, 123, 157, 311 COLESTIRAMINA ....................................... 32, 74, 158 COLÓDIO ELÁSTICO ......................................... 67, 158 COLPOTROFINE .............................................. 64, 302 COMPAZ ................................................ 44, 165, 390 COMPLEXO B ........................................... 31, 73, 158 COMPOSTOS à BASE DE SAIS DE PRATA ................358 COMTAN ........................................................ 56, 180 CONDROITINA .............................39, 42, 76, 216, 220 CONTRATHION ............................................... 49, 300 CORDAREX .................................................... 52, 103 COREG .................................................... 46, 52, 129 CORGARD ...................................................... 46, 269 CORIANDRUM SATIVUM .............................. 30, 66, 95 CORTISONA .........................................................403 Manual Farmacêutico 2011/2012 465

CORTISONAL .................................................. 54, 222 COSOPT ........................................................ 51, 176 COUMADIN .................................................... 47, 349 COZAAR ........................................................ 52, 249 CREME REGENERADOR CELULAR .................... 59, 164 CREON .......................................................... 61, 288 CRESTOR ....................................................... 63, 315 CRIXIVAN ....................................................... 57, 232 CRONOMET .................................................... 55, 127 CUROSURF ............................................ 78, 207, 390 CUSTODIOL .................................................... 59, 320 CyMBALTA ..................................................... 48, 178 CyMEVENE ..................................................... 57, 209

DESLANOL ..................................................... 62, 161 DESLANOSÍDEO ........................................ 32, 62, 161 DESLORATADINA ...................................... 38, 45, 162 DESMOPRESSINA ..................................... 34, 63, 162 DESPACILINA/wyCILLIN .................................. 72, 113 DETRUSITOL .................................................. 60, 341 DEXAMETASONA ..... 34, 39, 53, 54, 55, 143, 163, 164, 340, 403 DEXMEDETOMIDINA .......................... 38, 68, 164, 390 DEXPANTENOL ............................................... 67, 164 DEXPANTENOL + ALFA BISABOLOL ........... 33, 59, 164 DEXTRANO 70 + HIPROMELOSE ...................... 67, 165 DIABINESE ..................................................... 63, 155 DIAMICRON MR .............................................. 63, 212 DIAMOX ...............................................................362 DIAMOX ..................................................... 51, 60, 84 DIAZEPAM ...................................37, 43, 44, 165, 390 DICETEL ......................................................... 50, 294 DICLOFENACO POTÁSSICO ...........36, 42, 55, 165, 166 DICLOFENACO SÓDICO ..................... 36, 42, 166, 167 DIETASAL ....................................................... 77, 153 DIFENIDRAMINA ........................................ 38, 45, 167 DIFENIDRIN .................................................... 45, 167 DIGESAN ........................................................ 49, 118 DIGIBIND ........................................................ 49, 168 DIGOXINA ................................................. 32, 61, 168 DIGOXINA IMUNE FAB ................................ 39, 49, 168 DILTIAZEM ................................................ 32, 45, 169 DIMENIDRINATO ...................................... 49, 169, 170 DIMENIDRINATO + PIRIDOXINA .......... 30, 68, 169, 170 DIMENIDRINATO + PIRIDOXINA + GLICOSE ...............30 DIMERCAPROL ......................................... 39, 49, 170 DIMETICONA ...............................30, 51, 74, 171, 223 DIMORF ................................................. 41, 266, 267 DINITRATO DE ISOSSORBIDA ................... 32, 238, 239 DINOPROSTONA ....................................... 34, 74, 171 DIOSMINA ...................................................... 69, 172 DIOSMINA + HESPERIDINA ........................ 33, 69, 172 DIOVAN .......................................................... 53, 347 DIPEPTIVEN .................................................... 40, 320 DIPIRIDAMOL ........................................... 31, 44, 172 DIPIRONA 37, 42, 50, 92, 93, 172, 173, 174, 237, 405 DIPIRONA + ADIFENINA + PROMETAZINA 37, 42, 92, 93 DIPIRONA + ISOMEPTENO + CAFEÍNA ................ 37, 50 DIPRIVAN ............................................... 43, 304, 390 DIPROGENTA .................................................. 53, 114 DOBUTAMINA ................................... 32, 40, 174, 390 DOBUTREX ............................................ 40, 174, 390

D
DACARB ........................................................ 70, 159 DACARBAZINA ......................................... 36, 70, 159 DACLIZUMABE ......................................... 36, 65, 159 DACTIL OB ..................................................... 73, 296 DAFLON 500 .................................................. 69, 172 DAFORIN ........................................................ 48, 203 DAKTARIN ...................................................... 51, 262 DALACIN ........................................................ 66, 146 DALMADORM ................................................. 44, 203 DANTROLEN .................................................. 75, 159 DANTROLENO .......................................... 36, 75, 159 DAONIL .......................................................... 63, 212 DARAPRIN ..................................................... 55, 297 DARIFENACINA .......................................................34 DARIFENACINA BROMIDRATO .......................... 50, 160 DAUNOBLASTINA ........................................... 70, 160 DAUNORRUBICINA .................................... 36, 70, 160 DDAVP ........................................................... 63, 162 DECADRON .................................................... 54, 163 DECADRON/UNIDEXA ............................................163 DECA-DURABOLIN .......................................... 63, 270 DEFERASIROX .......................................... 39, 48, 160 DEFLAZACORTE ....................................... 34, 54, 160 DELTACID ....................................................... 67, 161 DELTAMETRINA ......................................... 35, 67, 161 DEPAKENE ....................................................... 47, 91 DEPAKOTE ..................................................... 47, 346 DEPO-MEDROL .............................................. 54, 258 DERMACERIUM .............................................. 46, 326 DERMAZINE ................................................... 46, 326 DERMODEX .................................................... 68, 286 DESALEX ....................................................... 45, 162 DESFERAL ..................................................... 49, 254

466

Manual Farmacêutico 2011/2012

DOCETAXEL ............................................. 35, 70, 174 DOCUSATO SÓDICO + BISACODIL .............. 30, 66, 174 DOLANTINA .............................................. 41, 43, 252 DOMPERIDONA ........................................ 30, 50, 175 DONAREN ...................................................... 48, 343 DONEPEZIL .............................................. 38, 40, 175 DOPAMINA ....................................... 32, 40, 175, 390 DORMIRE ....................................................... 44, 263 DORMONID ...................................... 43, 44, 263, 390 DORZOLAMIDA + TIMOLOL ............................. 51, 176 DOSTINEX ...................................................... 68, 122 DOXAZOSINA ..................................... 32, 52, 62, 176 DOXICICLINA ............................................ 34, 78, 176 DOXORRUBICINA ...................................... 36, 70, 177 DRAMIN B6 ...................................... 49, 68, 169, 170 DRENISON ..................................................... 59, 201 DROPERDAL .................................................. 69, 177 DROPERIDOL ........................................... 37, 69, 177 DROTRECOGINA ALFA ............................... 31, 69, 177 DULCOLAX ..................................................... 66, 116 DULOXETINA ............................................ 38, 48, 178 DUROGESIC D-TRANS ..................................... 41, 195 DUSPATALIN ................................................... 50, 251 DUTASTERIDA .......................................... 34, 62, 178

EPELIN .......................................................... 47, 192 EPHyNAL ....................................................... 79, 340 EPINEFRINA ...................................32, 33, 38, 40, 181 EPIRRUBICINA .......................................... 36, 70, 182 EPITEZAN ....................................................... 53, 151 EPIVIR ............................................................ 57, 242 EPOSIDO ........................................................ 71, 188 EPREX ........................................................... 61, 183 ERANZ ........................................................... 40, 175 ERBITUX ........................................................ 70, 138 ERGOMETRINA ................................................ 61, 182 ERGOTAMINA + PARACETAMOL + ATROPINA + CAFEÍNA + HIOSCIAMINA .......................................... 50, 182 ERGOTRATE ................................................... 61, 182 ERITROMICINA ........................................................35 ERITROMICINA (LACTOBIONATO) ...................... 67, 182 ERITROPOETINA HUMANA ......................... 31, 61, 183 ERLOTINIBE .................................................... 70, 184 ERTAPENEM ..................................................... 35, 58 ESCITALOPRAM ........................................ 38, 48, 184 ESCOPOLAMINA ....................................... 30, 50, 185 ESMERON .............................................. 57, 314, 390 ESMOLOL ................................................ 33, 46, 185 ESOMEPRAZOL ........................................ 30, 74, 186 ESPIRONOLACTONA ................................. 33, 60, 186 ESTIMULANTE CARDÍACO ........................................61 ESTREPTOQUINASE .......................... 31, 78, 187, 390 ETOMIDATO ............................................. 37, 43, 187 ETOPOSIDO .............................................. 35, 71, 188 EUPRESSIN .................................................... 52, 179 EVOMIXAN ..................................................... 71, 265 EVOTABINA .................................................... 72, 353 EVOTECAN ..................................................... 72, 342 EXELON ......................................................... 40, 313 EXJADE ......................................................... 48, 160 EZETIMIBA ............................................... 32, 63, 188 EZETIMIBA + SINVASTATINA ...................... 32, 63, 188

E
EBIX .............................................................. 40, 252 ECALTA .......................................................... 51, 106 ECOFLAC PLUS .............................................. 77, 153 EDETATO DISSÓDICO DE CÁLCIO ............... 39, 49, 178 EFAVIRENZ ............................................... 35, 57, 179 EFEDRIN ........................................................ 40, 179 EFEDRINA ........................................ 38, 40, 179, 390 EFEXOR XR .................................................... 48, 351 EFTIAR OCTANE .............................................. 76, 292 ELETRÓLITOS ................................................. 66, 250 ELOXATIN ...................................................... 71, 285 ELSPAR ......................................................... 70, 107 EMEND .......................................................... 49, 106 EMLA CREME ................................................. 43, 247 EMULSÃO LIPÍDICA .......................... 32, 399, 400, 401 ENABLEX ....................................................... 50, 160 ENALAPRIL .............................................. 32, 52, 179 ENCRISE ........................................................ 63, 350 ENDOBULIN KIOVIG ......................................... 65, 230 ENDOFOLIN ...................................................... 79, 89 ENOXAPARINA SÓDICA .................................... 46, 180 ENTACAPONE ........................................... 37, 56, 180 ENTOCORT ..................................................... 54, 119

F
FARLAC ......................................................... 66, 241 FARMORUBICINA ............................................ 70, 182 FASLODEX ..................................................... 71, 207 FASTURTEC .................................................... 71, 310 FATOR II + FATOR VI + FATOR IX + FATOR X .............31 FATOR II + FATOR VII + FATOR IX + FATOR X .... 62, 188 FATOR IX .................................................. 31, 62, 188 FATOR VI ................................................................31 FATOR VII ............................................... 62, 188, 189 FATOR VIII ................................................ 31, 62, 190 Manual Farmacêutico 2011/2012 467

FATOR X .................................................. 31, 62, 188 FAULDACAR ................................................... 70, 159 FAULDBLASTINA ............................................. 72, 353 FAULDCISPLA ................................................. 70, 144 FAULDCITA ...........................................................145 FAULDFLUOR ................................................. 71, 203 FAULDLEUCO ................................................. 49, 190 FAULDVINCRI ................................................. 72, 353 FELIPRESSINA + PRILOCAÍNA ..................................33 FENAZOPIRIDINA ...................................... 34, 41, 191 FENERGAN ..................................................... 45, 303 FENILEFRINA .................................32, 39, 60, 67, 191 FENIRAMINA ................................................... 39, 269 FENITOÍNA ............................................... 37, 47, 192 FENOBARBITAL ........................................ 37, 47, 193 FENOBARBITAL IV .................................................193 FENOTEROL ............................................. 38, 58, 194 FENOXIMETILPENICILINA (PENICILINA V) ....................34 FENOXIMETILPENICILINA POTÁSSICA ................ 73, 194 FENTANIL ......................................... 41, 43, 390, 407 FENTANILA ..................................37, 41, 43, 195, 390 FENTANIL S/ CONSERVANTE ..................................195 FENTOLAMINA .................................. 33, 52, 196, 390 FERRO ...................................................................31 FERRO QUELATO ....................................................31 FERRO QUELATO GLICINATO ............................ 77, 196 FEXOFENADINA ................................ 38, 45, 196, 197 FEXOFENADINA + PSEUDOEFEDRINA ............... 45, 197 FIBRASE CLORANFENICOL .............................. 46, 151 FIBRINOGÊNIO HUMANO .................................. 62, 197 FIBRINOLISINA ................................................ 46, 151 FILGRASTIM ....................................... 36, 62, 64, 197 FINASTERIDA ............................................ 34, 62, 198 FISIOGEL ........................................................ 61, 198 FITOMENADIONA ...........................31, 49, 62, 79, 198 FLAGyL ......................................................... 55, 261 FLAGyL PEDIÁTRICO .............................................261 FLEBOGAMMA ............................................... 65, 230 FLEXBUMIN ...................................................... 61, 94 FLIXONASE ..........................................................190 FLIXOTIDE ...................................................... 54, 204 FLOGO ROSA ................................................. 55, 112 FLORATIL ....................................................... 48, 315 FLORINEFE ..................................................... 54, 200 FLOXACIN ...................................................... 74, 277 FLUCONAZOL ................................... 35, 51, 199, 200 FLUDARA ....................................................... 71, 200

FLUDARABINA .................................... 35, 36, 71, 200 FLUDROCORTISONA ......................... 34, 54, 200, 403 FLUDROXICORTIDA ................................... 33, 59, 201 FLUICISTEIN ............................................... 48, 69, 83 FLUICISTEIN/FLUIMUCIL ..........................................83 FLUIMUCIL ........................................... 48, 69, 83, 84 FLUIMUCIL D ..........................................................84 FLUMAZENIL ...................................... 39, 43, 49, 201 FLUNARIN ...................................................... 78, 202 FLUNARIZINA ........................................... 38, 78, 202 FLUNITRAZEPAM ...................................... 37, 44, 202 FLUOCINOLONA ............................................. 78, 298 FLUOCORTOLONA .................................... 33, 73, 141 FLUORESCEÍNA ................................ 39, 68, 202, 362 FLUORO-URACIL ...................................... 35, 71, 203 FLUOXETINA ............................................ 38, 48, 203 FLURAZEPAM ........................................... 37, 44, 203 FLURBIPROFENO ................................ 39, 42, 55, 204 FLUTICASONA .....................38, 54, 58, 190, 204, 316 FOLHAS DE SENA ....................................... 30, 66, 95 FOLINATO CÁLCICO .................................. 31, 49, 190 FORADIL ........................................................ 58, 204 FORANE ................................................. 42, 237, 390 FORASEQ ................................................. 54, 58, 205 FORMOTEROL .................................. 38, 58, 204, 205 FORMOTEROL + BUDESONIDA ............ 38, 54, 58, 205 FÓRMULA OFICINAL ........................................ 61, 206 FORTAZ ......................................................... 59, 133 FOSAMAX ........................................................ 65, 96 FOSCARNET ..................................................... 35, 57 FOSCAVIR ..............................................................57 FOSFATO ÁCIDO POTÁSSIO .............................. 75, 206 FOSFATO DE CLINDAMICINA ............................ 66, 147 FOSFATO DE POTÁSSIO ..................... 31, 32, 206, 404 FOSFATO DE POTÁSSIO MONOBÁSICO ............. 75, 206 FOSFATO DE SÓDIO DIBÁSICO ......................... 66, 206 FOSFATO DE SÓDIO DIBÁSICO ANIDRO ...................206 FOSFATO DE SÓDIO MONOBÁSICO .........................206 FOSFATO DE SÓDIO MONOBÁSICO + DIBÁSICO + FOSFATO ÁCIDO POTÁSSIO .......................... 75, 206 FOSFATO DE SÓDIO MONOBÁSICO + FOSFATO DE SÓDIO DIBÁSICO ................................................... 66, 206 FOSFATO DE SÓDIO MONOBÁSICO MONOIDRATADO 206 FOSFATO DIBÁSICO DE POTÁSSIO ..........................206 FOSFATO DIBÁSICO DE POTÁSSIO + FOSFATO DE POTÁSSIO MONOBÁSICO ............................. 75, 206 FOSFATO ENEMA ....................................................30 FOSFOLÍPIDE ........................................................207

468

Manual Farmacêutico 2011/2012

FOSFOLÍPIDE DE PULMÃO BOVINO .........................390 FOSFOLÍPIDE DE PULMÃO PORCINO ................. 38, 390 FOSFOLÍPIDE DE PULMÃO SUÍNO ..................... 78, 207 FRESH TEARS ................................................ 66, 128 FRESOFOL ..................................................... 43, 304 FRISIUM ......................................................... 44, 148 FRONTAL ......................................................... 44, 97 FULVESTRANTO .............................................. 71, 207 FURACIN ........................................................ 46, 275 FUROSEMIDA ................................... 32, 60, 207, 208

GRAMICIDINA ..................................... 33, 53, 60, 344 GRANISETRONA ....................................... 30, 50, 217 GRANULOKINE .......................................... 62, 64, 197 GUTTALAX ..................................................... 66, 293 GyNO-ICADEN ................................................ 51, 237

H
HAEMOCOMPLETTAN ...................................... 62, 197 HALDOL ................................................ 69, 217, 218 HALOPERIDOL .................................. 37, 69, 217, 218 HANTINA ........................................................ 54, 275 HEMAX .......................................................... 61, 183 HEMOFOL ...................................................... 47, 219 HEPA MERZ ................................................... 62, 283 HEPAMINO ..................................................... 40, 320 HEPARINA ...................................31, 47, 69, 218, 219 HEPATECT ...................................................... 65, 231 HERCEPTIN .................................................... 72, 343 HESPERIDINA ......................................... 73, 172, 296 HETASTARCH ........................................... 32, 61, 219 HEXAMIDINA ........................................................219 HEXAMIDINA + TETRACAÍNA ...................... 33, 56, 219 HEXOMEDINE ................................................. 56, 219 HIALURONATO DE SÓDIO .................. 39, 76, 219, 220 HIALURONATO DE SÓDIO + SULFATO DE CONDROITINA ............................................................. 39, 76, 220 HIALURONIDASE ....................................... 37, 68, 220 HIALURONIDASE + LIDOCAÍNA + NEOMICINA ............... ....................................................... 33, 37, 46, 220 HIDANTAL ...................................................... 47, 192 HIDRALAZINA ................................... 32, 52, 220, 221 HIDRATO DE CLORAL ................................ 37, 44, 221 HIDRAZIDA ..................................................... 78, 237 HIDRAZIDA/ISONIAZIDA .........................................237 HIDROCLOROTIAZIDA ........................ 32, 60, 100, 221 HIDROCORTISONA ...33, 34, 53, 54, 60, 222, 287, 403 HIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO .......................... 30, 74, 223 HIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO E MAGNÉSIO + DIMETICONA .. ...........................................................................30 HIDRÓXIDO DE ALUMÍNIO + HIDRÓXIDO DE MAGNÉSIO + DIMETICONA .............................................. 74, 223 HIDRÓXIDO DE MAGNÉSIO ................. 30, 74, 223, 224 HIDRÓXIDO FERROSO ....................... 31, 77, 224, 225 HIDROXIPROPILMETILCELULOSE ...................... 67, 225 HIDROXIQUINOLEÍNA TRIETANOLAMINA ...... 39, 78, 225 HIDROXIUREIA .......................................... 36, 71, 225 HIDROXIZINA ............................................ 37, 45, 225 HIDROXOCOBALAMINA ....................... 31, 49, 79, 226 HIGROTON ..................................................... 60, 155 HIPOCLORITO DE SÓDIO ............................... 356, 357 Manual Farmacêutico 2011/2012 469

G
GABAPENTINA .......................................... 37, 47, 208 GALANTAMINA ......................................... 37, 38, 209 GALATO DE BISMUTO MONOBÁSICO ................ 69, 209 GAMA ANTI-HEPATITE B GRIFOLS ..................... 65, 231 GANCICLOVIR ........................................... 35, 57, 209 GARAMICINA .................................... 40, 46, 211, 212 GARDENAL .................................................... 47, 193 GATIFLOXACINO ....................................... 38, 53, 210 GELATINA ................................................ 32, 61, 210 GEL CONDUTOR ..................................... 68, 128, 362 GEL LUBRIFICANTE ......................................... 67, 210 GEMCITABINA ........................................... 35, 71, 211 GEMZAR ........................................................ 71, 211 GENFIBROZILA ......................................... 32, 63, 210 GENTAMICINA ...... 33, 35, 38, 40, 46, 53, 114, 211, 212, 388

GENTUZUMABE OZOGAMICINA ........................ 71, 212 GENUXAL ....................................................... 70, 138 GLIBENCLAMIDA ....................................... 31, 63, 212 GLICERINA ............................................... 61, 66, 213 GLICEROFOSFATO DE SÓDIO ........................... 75, 212 GLICEROL .....................30, 61, 66, 68, 128, 213, 214 GLICLAZIDA ................................................... 63, 212 GLICOSE ...... 30, 33, 68, 75, 77, 116, 145, 214, 215, 319, 320 GLIMEPIRIDA ............................................ 31, 63, 215 GLIPIZIDA ....................................................... 63, 216 GLIVEC .......................................................... 71, 227 GLUCAGEN .................................................... 64, 216 GLUCAGON .............................................. 34, 64, 216 GLUCOFORMIN ............................................... 63, 256 GLUCONATO DE CÁLCIO ................... 31, 76, 214, 404 GLUCOSAMINA + CONDROITINA ...................... 42, 216 GLUTARALDEÍDO ..................................................356 GLyCOPHOS ................................................... 75, 212 GLyPRESSIN ................................................... 62, 334 GOSERELINA ............................................ 36, 64, 216

HIPOGLÓS ..................................................... 68, 286 HIRUDOID ........................................................ 67, 90 HISOCEL ........................................................ 61, 210 HIXIZINE ......................................................... 45, 225 HOLOXANE .................................................... 71, 227 HOMATROPINA ................................................. 38, 56 HUMALOG ..................................................... 66, 236 HUMECTOL D ................................................. 66, 174 HUMULIN N .................................................... 66, 234 HUMULIN R .................................................... 66, 235 HyALOZIMA .................................................... 68, 220 HyCAMTIN ..................................................... 72, 342 HyDREA ......................................................... 71, 225 HyPLEX B ...................................................... 73, 158 HyPNOMIDATE ............................................... 43, 187 HyPONOR .............................................. 40, 277, 390 HyPOT ........................................................... 75, 153

INSULINA HUMANA MONOCOMPONENTE REGULAR ....... ................................................................... 66, 235 INSULINA LISPRO ..................................... 31, 66, 236 INTERFERON .................................................. 57, 236 INTERFERONA .................................... 36, 57, 65, 236 INVANZ .......................................................... 58, 184 IODETO DE POTÁSSIO + IODO ATIVO ................ 56, 236 IPSILON ........................................................... 62, 87 IRIDUX ........................................................... 69, 269 IRINAX ...................................................................71 IRINOTECANO ........................................... 36, 71, 237 IRUXOL .......................................................... 46, 151 ISCOVER/PLAVIX ...................................................150 ISOCONAZOL ........................................... 34, 51, 237 ISOCORD ....................................................... 45, 238 ISOFLURANE ........................................................390 ISOFLURANO .................................... 37, 42, 237, 390 ISOMETEPTENO + CAFEÍNA + DIPIRONA .......... 50, 237 ISONIAZIDA .............................................. 35, 78, 237 ISOPRENALINA ............................32, 38, 40, 238, 390 ISORDIL ......................................................... 45, 239 ISOSSORBIDA - DINITRATO ...................... 45, 238, 239 ISOSSORBIDA - MONONITRATO ....................... 45, 239 ISOTHANE ............................................................390 ISOXSUPRINA ................................................. 33, 240 ITRACONAZOL .......................................... 35, 51, 240 IVERMECTINA ........................................... 35, 55, 241

I
IBUPROFENO ............................................ 36, 42, 226 IDARRUBICINA .......................................... 36, 71, 227 IFOSFAMIDA ............................................. 35, 71, 227 IGARSAN .............................................................359 IMATINIBE ...................................................... 71, 227 IMIGRAN ........................................................ 50, 328 IMIPENEM/CILASTATINA .........................................402 IMIPENEM + CILASTATINA ......................... 35, 58, 227 IMIPRAMINA ............................................. 38, 48, 228 IMMUNATE ..................................................... 62, 190 IMOSEC ......................................................... 48, 248 IMOVANE ....................................................... 44, 355 IMUNOGLOBULINA ANTI RHO ..................... 35, 65, 229 IMUNOGLOBULINA ANTITETÂNICA .................... 65, 230 IMUNOGLOBULINA ANTITIMÓCITO .............. 35, 65, 229 IMUNOGLOBULINA HUMANA .................... 65, 230, 231 IMUNOGLOBULINA HUMANA ANTI-HEPATITE B .............. ............................................................. 35, 65, 231 IMUNOGLOBULINA HUMANA ANTITETÂNICA ..............35 IMURAN ......................................................... 64, 109 INDERAL ............................................ 46, 50, 53, 305 INDINAVIR ...................................................... 57, 232 INDOCID ........................................................ 42, 232 INDOCID PDA .......................................................232 INDOMETACINA ........................................ 32, 42, 232 INFLIXIMAB .................................................... 65, 233 INIBINA .......................................................... 73, 240 INSULINA HUMANA ANÁLOGA GLARGINA .......... 66, 234 INSULINA HUMANA MONOCOMPONENTE NPH .. 66, 234

J
JANUVIA ........................................................ 63, 319

K
KABIQUINASE .......................................................390 KANAKION MM ................................... 49, 62, 79, 198 KEFAZOL ....................................................... 59, 131 KEFLEX .......................................................... 58, 130 KEFLIN ........................................................... 58, 130 KEFOX ........................................................... 59, 133 KETAMIN S ............................................. 43, 135, 390 KETOSTERIL ................................................... 40, 100 KLARICID ............................................... 67, 145, 146 Ky ................................................................. 67, 210 KyTRIL .......................................................... 50, 217

L
LABEL ........................................................... 75, 309 LABIRIN ......................................................... 78, 113 LACRIMA PLUS .............................................. 67, 165 LACTATO DE SÓDIO .......................30, 31, 75, 77, 152 LACTOBACILLUS ...................................... 30, 48, 241 LACTOFOS ..................................................... 48, 241

470

Manual Farmacêutico 2011/2012

LACTULOSE ............................................. 30, 66, 241 LAMICTAL ...................................................... 47, 242 LAMIVUDINA .................................................. 57, 242 LAMIVUDINA + ZIDOVUDINA ............................ 57, 242 LAMOTRIGINA .......................................... 37, 47, 242 LANEXAT ................................................. 43, 49, 201 LANTUS ......................................................... 66, 234 LANTUS SOLOSTAR ........................................ 66, 234 LASIX .................................................... 60, 207, 208 LATANOPROST ............................................... 51, 243 LEGIFOL ........................................................ 49, 190 LEITE DE MAGNÉSIA PHILLIPS ......................... 74, 224 LEUPRORRELINA ................................ 36, 64, 67, 243 LEUSTATIN ..................................................... 70, 145 LEVAQUIN ...................................................... 74, 243 LEVEMIR FLEX PEN ......................................... 66, 234 LEVOFLOXACINA ...................................... 35, 74, 243 LEVOMEPROMAZINA ................................. 37, 69, 244 LEVOPHED ............................................. 40, 277, 390 LEVOSIMENDAN ............................................. 61, 244 LEVOTIROXINA SÓDICA ............................. 34, 64, 244 LEXAPRO ....................................................... 48, 184 LEXOTAN ....................................................... 44, 117 LIBERAN ........................................................ 60, 114 LIDOCAÍNA ...32, 33, 37, 39, 43, 46, 78, 220, 245, 246, 247, 298, 344 LIDOCAÍNA + EPINEFRINA ................................. 33, 37 LIDOCAÍNA + PRILOCAÍNA ................... 33, 37, 43, 247 LIDOCAÍNA + TRIBENOSÍDEO ...................................73 LINEZOLIDA ............................................. 35, 54, 247 LIORESAL ...................................................... 75, 110 LIPITOR ......................................................... 63, 108 LISADOR .................................................... 42, 92, 93 LISINOPRIL ............................................... 32, 52, 248 LISOZIMA + LACTOFERRINA + PEROXIDASE SALIVAR ... ................................................................... 56, 248 LOCERyL ....................................................... 51, 104 LOPERAMIDA ........................................... 30, 48, 248 LOPID ............................................................ 63, 210 LORATADINA ............................................ 38, 45, 248 LORAX ........................................................... 44, 249 LORAZEPAM ............................................ 37, 44, 249 LOSARTAN ............................................... 32, 52, 249 LOSEC MUPS ................................................. 74, 282 LUFTAL .......................................................... 51, 171 LUGOL ..................................................... 33, 56, 236 LUPRON DEPOT ....................................... 64, 67, 243 LUTEÍNA ASSOCIAÇÕES .................................. 73, 250

M
MABTHERA .................................................... 72, 313 MACRODANTINA ............................................. 54, 275 MACROGOL + ELETRÓLITOS ..................... 30, 66, 250 MALEATO DE DEXCLORFENIRAMINA ........... 38, 45, 250 MANITOL ....................................30, 32, 60, 250, 251 MANITOL + SORBITOL .................................... 77, 251 MANTEIGA DE CACAU ..................................... 67, 251 MANTIDAN ....................................................... 55, 99 MAREVAN ...................................................... 47, 349 MATERNA ...................................................... 73, 299 MAXALT ......................................................... 50, 314 MAXCEF ........................................................ 59, 132 MAXIDEX ....................................................... 55, 164 MAXIFEN ........................................................ 42, 226 MEBEVERINA ............................................ 30, 50, 251 MEGESTAT ..................................................... 64, 251 MEGESTROL ...................................... 34, 36, 64, 251 MELFALANA ............................................. 35, 71, 252 MELLERIL ...................................................... 70, 336 MEMANTINA ................................................... 40, 252 MENTOL ........................................................ 56, 252 MEPERIDINA ................................37, 41, 43, 252, 407 MERCAPTOPURINA ................................... 35, 71, 253 MERONEM IV .................................................. 58, 253 MEROPENEM ................................... 35, 58, 253, 402 MESALAZINA ............................................ 37, 42, 253 MESILATO DE DEFEROXAMINA ......................... 49, 254 MESNA .................................................... 36, 71, 254 MESTINON ..................................................... 72, 296 METADONA ...................................... 38, 41, 255, 407 METALySE ...................................................... 78, 331 METAMUCIL ................................................... 66, 268 METARAMINOL ................................. 32, 40, 255, 390 METFORMINA ........................................... 31, 63, 256 METHERGIN ................................................... 61, 257 METICORTEN .................................................. 54, 301 METILCELULOSE ...................................... 39, 67, 256 METILDOPA .............................................. 32, 52, 256 METILERGOMETRINA ...................................... 61, 257 METILFENIDATO .............................................. 72, 257 METILPREDNISOLONA ...........................................403 METILPREDNISOLONA (ACETATO) ............... 34, 54, 258 METILPREDNISOLONA (SUCCINATO SÓDICO) ................ ............................................................. 34, 54, 258 METIMAZOL ............................................. 34, 56, 259 METOCLOPRAMIDA .......................... 30, 50, 259, 260 METOPROLOL .................................. 33, 52, 260, 261 Manual Farmacêutico 2011/2012 471

METOTREXATO ......................................... 35, 71, 261 METREXATO ................................................... 71, 261 METRONIDAZOL ............................... 35, 55, 261, 388 METRONIFLEX ......................................................261 METROTEX ..................................................... 71, 261 MIACALCIC .................................................... 65, 124 MIANTREX ..................................................... 71, 261 MICARDIS ...................................................... 53, 331 MICOFENOLATO .....................................................65 MICOFENOLATO DE MOFETILA ...............................262 MICOFENOLATO SÓDICO .......................................262 MICONAZOL ............................................. 33, 51, 262 MICOSTATIN ................................................... 51, 274 MIDAZOLAM ...............................37, 43, 44, 263, 390 MILRINONE .................................................... 62, 264 MINIDIAB ....................................................... 63, 216 MINILAX ......................................................... 66, 322 MIOSAN ......................................................... 75, 138 MIRTAZAPINA ........................................... 38, 48, 264 MISOPROSTOL ............................................... 74, 265 MITAXIS ......................................................... 71, 265 MITEXAN ........................................................ 71, 254 MITOCIN ........................................................ 71, 265 MITOMICINA ............................................. 36, 71, 265 MITOXANTRONA ....................................... 36, 71, 265 MIVACRON ..................................................... 57, 265 MIVACÚRIO .............................................. 36, 57, 265 MODURETIC ................................................... 60, 100 MOFETILA ...................................................... 36, 262 MONOCORDIL ................................................ 45, 239 MONONITRATO DE ISOSSORBIDA ..................... 32, 239 MONTELUCASTE ...................................... 38, 69, 266 MORFINA ..................................37, 41, 266, 267, 407 MOTILIUM ...................................................... 50, 175 MOXIFLOXACINO .........................39, 53, 74, 267, 268 MUCILOIDE + HIDROFILO PSILLIUM ............ 30, 66, 268 MULTIVITAMÍNICO ..................................... 31, 79, 268 MUPIROCINA ............................................ 33, 46, 268 MUVINLAX ..................................................... 66, 250 MyDRIACyL ................................................... 67, 345 MyFORTIC ...................................................... 65, 262 MyLANTA PLUS .............................................. 74, 223 MyLERAN ...................................................... 70, 121 MyLOTARG .................................................... 71, 212 MyTEDON ...................................................... 41, 255

NAFTIDROFURILA ..................................... 33, 69, 269 NALBUFINA .............................................. 37, 41, 270 NALOXONA .............................................. 39, 49, 270 NANDROLONA .......................................... 31, 63, 270 NAPROSyN .............................................. 42, 50, 271 NAPROXENO ...................................... 36, 42, 50, 271 NARCAN ........................................................ 49, 270 NAROPIN ....................................................... 43, 314 NEBACETIN .................................................... 46, 110 NEOCAÍNA ..................................................... 42, 120 NEOCAÍNA ISOBÁRICA ..................................... 42, 120 NEOCAÍNA PESADA ......................................... 42, 120 NEOMICINA ....33, 35, 39, 40, 46, 53, 60, 78, 110, 114, 156, 220, 272, 298, 344 NEOSALDINA .................................................. 50, 237 NEOSTIGMINA .......................................... 38, 72, 272 NEOZINE ........................................................ 69, 244 NEPRESOL ..................................................... 52, 221 NEULEPTIL ..................................................... 69, 293 NEURONTIN ................................................... 47, 208 NEUTROFER ................................................... 77, 196 NEXIUM ......................................................... 74, 186 NIAR .............................................................. 56, 316 NICOTINA ....................................................... 69, 273 NIFEDIPINO ...................................... 32, 52, 273, 274 NIMBIUM ............................................... 57, 144, 390 NIMOPIDINO ........................................... 32, 274, 402 NIMOTOP ..................................................... 274, 402 NIPAGIN ......................................................... 68, 128 NIPRIDE ................................................. 52, 276, 390 NIQUITIN ........................................................ 69, 273 NISTATINA .......................33, 34, 51, 53, 60, 274, 344 NITRATO DE PRATA ................................... 39, 56, 274 NITRITO DE SÓDIO .................................... 39, 49, 275 NITRODERM TTS ............................................. 45, 276 NITROFURANTOÍNA ................................... 34, 54, 275 NITROFURAZONA ...................................... 33, 46, 275 NITROGLICERINA .......................32, 45, 276, 390, 402 NITROGLyCERIN ............................................ 390, 402 NITRONAL ...................................................... 45, 276 NITROPRUSSIATO DE SÓDIO .............. 32, 52, 276, 390 NOLVADEX ..................................................... 72, 330 NOLVADEX D ........................................................330 NOREPINE ...................................................... 40, 277 NOREPINEFRINA ............................... 32, 40, 277, 390 NORFLOXACINO ....................................... 35, 74, 277 NORIPURUM ................................................... 77, 224 NORIPURUM IV .....................................................225

N
NADOLOL ................................................ 33, 46, 269 NAFAZOLINA + FENIRAMINA ...................... 39, 76, 269 472 Manual Farmacêutico 2011/2012

NORTRIPTILINA ............................................... 48, 278 NORVASC ..............................................................52 NOVACORT .................................................... 59, 114 NOVALGINA .................................... 42, 172, 173, 174 NOVAMIN ......................................................... 40, 99 NOVONORM ................................................... 63, 310 NOVOSEVEN ................................................... 62, 189 NUBAIN ......................................................... 41, 270 NUJOL ..................................................... 61, 66, 280 NUPERCAINAL ................................................ 43, 141 NUTRADERM ............................................ 33, 61, 206 NUTRAPLUS ................................................... 74, 345

ÓXIDO DE ZINCO ............................................ 33, 286 ÓXIDO DE ZINCO - ASSOCIAÇÃO ...................... 68, 286 OXIGEN ................................................................402 OXIMETAZOLINA ....................................... 38, 60, 286 OXITETRACICLINA + HIDROCORTISONA ...... 39, 53, 287 OXyCONTIN ................................................... 41, 286

P
PACLITAXEL ............................................. 35, 71, 287 PALONOSETRONA .......................................... 50, 287 PAMELOR ...................................................... 48, 278 PAMIDRONATO DISSÓDICO ........................ 36, 65, 287 PAMOATO DE PIRVÍNIO .............................. 35, 55, 288 PANCRELIPASE ......................................... 30, 61, 288 PANCURON .................................................... 57, 288 PANCURÔNIO ................................... 36, 57, 288, 390 PANTOPRAZOL ......................................... 30, 75, 289 PANTOZOL ..................................................... 75, 289 PAPAÍNA .................................................. 33, 59, 289 PAPAVERINA ....................................... 30, 33, 60, 289 PARACETAMOL ......37, 41, 42, 50, 157, 182, 290, 343 PARAPLATIN ................................................... 70, 127 PARIET .......................................................... 75, 308 PARLODEL ..................................................... 55, 118 PAROXETINA ............................................ 38, 48, 291 PASTA D’ÁGUA ............................33, 61, 68, 214, 286 PATANOL ....................................................... 76, 281 PAVULON .............................................................390 PEDIALyTE ..................................................... 75, 145 PEMETREXEDE ......................................... 35, 71, 302 PENICILAMINA ........................................................36 PENICILINA G ........................................... 34, 73, 291 PENICILINA G SÓDICA ........................................... 402 PENTETRAZOL ................................................. 38, 56 PENTOX ......................................................... 68, 292 PENTOXIFILINA ......................................... 33, 68, 292 PEN-VE-ORAL SUSPENSÃO ............................. 73, 194 PEPSAMAR .................................................... 74, 223 PERFLUOROCTANO ................................... 39, 76, 292 PERICIAZINA ................................................... 69, 293 PERIOGARD ................................................... 56, 154 PERMANGANATO DE POTÁSSIO ............... 56, 293, 359 PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO ...................................357 PERSANTIN .................................................... 44, 172 PETIDINA ....................................................... 43, 252 PETIDINA / MEPERIDINA ..........................................41 PICOSSULFATO SÓDICO ............................ 30, 66, 293 PIDOLATO DE MAGNÉSIO .................... 31, 76, 77, 293 PIDOMAG ................................................. 76, 77, 293 Manual Farmacêutico 2011/2012 473

O
OCITOCINA ....................................... 34, 64, 278, 279 OCTREOTIDA ...................................... 31, 34, 62, 279 OCUFEN ......................................................... 42, 204 OCUFEN FR ............................................................55 OCUVITE LUTEIN ............................................. 73, 250 OLANZAPINA ...................................... 37, 44, 69, 280 ÓLEO DE AMÊNDOAS ................................ 33, 61, 280 ÓLEO DE SILICONE ......................................... 76, 280 ÓLEO ESSENCIAL ........................................... 68, 128 ÓLEO MINERAL ........................................ 61, 66, 280 OLIGOELEMENTOS ......................................... 77, 281 OLMESARTANA .............................................. 53, 281 OLOPATADINA ................................................ 76, 281 OMALIZUMABE ............................................... 65, 281 OMCILON A ............................................................60 OMCILON AM ........................................... 53, 60, 344 OMCILON A ORABASE ...........................................344 OMEPRAZOL ..........................................................74 OMEPRAZOL .................................... 30, 74, 281, 282 ONDANSETRONA .............................. 30, 50, 282, 283 ONICIT ........................................................... 50, 287 OPHTCOL ...................................................... 67, 125 ORAL BALANCE .............................................. 56, 248 ORÊNCIA .......................................................... 64, 83 ORMIGREIN .................................................... 50, 182 ORNITINA ................................................. 30, 62, 283 OS-CAL D ...................................................... 77, 123 OSELTAMIVIR .................................................. 57, 284 OTOMIXyN ..................................................... 78, 298 OTRIVINA ....................................................... 60, 354 OXACILINA ....................................... 34, 73, 284, 402 OXALIPLATINA .......................................... 36, 71, 285 OXCARBAZEPINA ...................................... 37, 47, 285 OXIBUTININA ............................................ 34, 60, 285 OXICODONA ..................................... 37, 41, 286, 407

PILOCARPINA ........................................... 39, 51, 293 PINAVERIO ..................................................... 50, 294 PINDOLOL ................................................ 33, 53, 294 PIOGLITASONA ......................................... 31, 63, 294 PIPERACILINA SÓDICA + TAZOBACTAM ............ 73, 295 PIPERACILINA + TAZOBACTAM ................................34 PIPERAZINA ...........................................................55 PIPERIDOLATO ......................................................296 PIPERIDOLATO + HESPERIDINA + ÁCIDO ASCÓRBICO .... ................................................................... 73, 296 PIRIDOSTIGMINA ....................................... 38, 72, 296 PIRIDOXINA ..............30, 31 49, 68, 79, 169, 170, 297 PIRIMETAMINA .......................................... 35, 55, 297 PLASIL .................................................. 50, 259, 260 PLATAMINE ..........................................................127 PLAVIX ........................................................... 44, 150 POLARAMINE ................................................. 45, 250 POLICRESULENO ............................................ 73, 141 POLIESTIRENO SULFONATO DE CÁLCIO ............ 76, 297 POLIMIXINA B ........................................... 35, 54, 298 POLIMIXINA B + FLUOCINOLONA + LIDOCAÍNA + NEOMICINA .......................................... 39, 78, 298 POLISSULFÚRICO ...................................................90 POLIVIDONA ............................................. 39, 56, 299 POLIVITAMÍNICO COM MINERAIS ........ 31, 73, 250, 299 POLIVITAMÍNICO SEM MINERAIS ..31, 73, 158, 299, 300 PRALIDOXIMA MESILATO ................................. 49, 300 PRAMIPEXOL ............................................ 37, 56, 300 PRANDIN ....................................................... 63, 310 PRANDIN / NOVONORM .........................................310 PRECEDEX ............................................. 68, 164, 390 PRED FORT .................................................... 54, 301 PREDNISOLONA ..........................33, 34, 54, 300, 301 PREDNISONA ................................... 34, 54, 301, 403 PREDSIM ....................................................... 54, 300 PREVAX ......................................................... 49, 190 PRILOCAÍNA ............................................. 33, 43, 247 PRIMACOR ..................................................... 62, 264 PRINIVIL ......................................................... 52, 248 PRINIVIL/ZESTRIL ..................................................248 PRIORIX TETRA (GSK) ............................................382 PRISCOLINE ........................................... 53, 340, 390 PROCAINAMIDA ......................................................32 PROCTO-GLyVENOL PM .................................. 73, 344 PROCTyL ....................................................... 73, 141 PROFENID ...................................................... 41, 136 PROFENID IV .................................................. 41, 137 PROGESTERONA MICRONIZADA ....................... 73, 302

PROGRAF ...................................................... 65, 329 PROLOPA ............................................... 55, 111, 112 PROMESTRIENO ............................................. 64, 302 PROMETAZINA .........................38, 42, 45, 92, 93, 303 PROPAFENONA ......................................... 32, 46, 304 PROPATILNITRATO .................................... 32, 45, 304 PROPESS ....................................................... 74, 171 PROPOFOL ....................................... 37, 43, 304, 390 PROPRANOLOL .............................33, 46, 50, 53, 305 PROSCAR ...................................................... 62, 198 PROSTAGLANDINA E ....................................... 78, 305 PROSTAVASIN .......................................... 74, 78, 305 PROSTIGMINE ................................................ 72, 272 PROSTOKOS .................................................. 74, 265 PROTAMINA CLORIDRATO ............................... 49, 306 PROTETOR PARA OSTOMIA ............................. 68, 306 PROTHROMPLEX ............................................ 62, 188 PROTIRELINA ................................................. 68, 306 PROTOVIT ...................................................... 79, 268 PROVISC ........................................................ 76, 219 PROXIMETACAÍNA ............................................. 39, 43 PROZAC ........................................................ 48, 203 PSEUDOEFEDRINA .................................... 38, 45, 197 PSOREX ......................................................... 59, 148 PULMICORT ................................................... 54, 119 PURI-NETHOL ................................................. 71, 253 PURISOLE ...................................................... 77, 251 PVP IODO ....................................................... 56, 299 PyRIDIUM ...................................................... 41, 191 PyR-PAM ....................................................... 55, 288

Q
QUELICIN .............................................................390 QUEMICETINA ................................................. 53, 150 QUESTRAN .................................................... 74, 158 QUETIAPINA ............................................. 37, 69, 307 QUINICARDINE ................................................ 46, 307 QUINIDINA ................................................ 32, 46, 307

R
RABEPRAZOL ................................................. 75, 308 RACECADOTRIL ........................................ 30, 48, 309 RALTITREXEDE ......................................... 35, 71, 309 RAMIPRIL ................................................. 32, 53, 309 RANITIDINA ............................................................30 RANITIDINA CLORIDRATO ........................ 75, 309, 310 RAPAMUNE .................................................... 65, 318 RAPIFEN ............................................ 41, 43, 96, 390 RASBURICASE ................................................ 71, 310 RECORMON ................................................... 61, 183

474

Manual Farmacêutico 2011/2012

REDOXON ........................................................ 79, 88 REFRESH ......................................................... 66, 90 REGITINE ............................................... 52, 196, 390 REMERON SOLTAB ......................................... 48, 264 REMICADE ..................................................... 65, 233 REMIFENTANIL .......................................... 37, 43, 310 REMINyL ER ................................................... 40, 209 RENITEC ........................................................ 52, 179 REOPRO ........................................................... 44, 83 REPAGLINIDA ........................................... 31, 63, 310 RESIDRONATO SÓDICO ................................... 65, 311 RETEMIC ........................................................ 60, 285 RETINOL .................................................. 31, 79, 311 RETINOL + CALCIFEROL .........................................31 RETINOL + COLECALCIFEROL .......................... 79, 311 REVATIO ......................................................... 69, 318 REVECTINA .................................................... 55, 241 REVIVAN ................................................ 40, 175, 390 RHOPHyLAC .................................................. 65, 229 RIBAVIRINA .................................................... 57, 312 RIBOFLAVINA ................................................. 76, 312 RIFALDIN ....................................................... 78, 312 RIFAMPICINA .................................... 35, 78, 312, 384 RINGER FISIOLÓGICO ................................ 75, 77, 151 RINGER LACTATO ..................................... 75, 77, 152 RISPERDAL .................................................... 69, 313 RISPERIDONA ................................................. 69, 313 RITALINA ........................................................ 72, 257 RITMONORM .................................................. 46, 304 RITUXIMABE ............................................. 36, 72, 313 RIVASTIGMINA ................................................ 40, 313 RIVOTRIL ....................................................... 47, 149 RIZATRIPTANO ................................................ 50, 314 ROCALTROL ................................................... 79, 124 ROCEFIN ........................................................ 59, 134 ROCURÔNIO ..................................... 36, 57, 314, 390 ROFERON-A ............................................. 57, 65, 236 ROHyPNOL .................................................... 44, 202 ROPIVACAÍNA ..................................... 33, 37, 43, 314 ROSUVASTATINA ....................................... 31, 63, 315 ROTARIX (GSK) .....................................................382 RUBRANOVA ............................................ 49, 79, 226

SALMETEROL + FLUTICASONA ........................ 58, 316 SALSEP .......................................................... 60, 154 SANDIMMUN .......................................... 64, 139, 402 SANDOGLOBULINA ......................................... 65, 230 SANDOSTATIN ................................................ 62, 279 SANDOSTATIN LAR ...............................................279 SECOTEX ADV ................................................ 62, 330 SEIS B ........................................................... 79, 297 SEKI .............................................................. 56, 150 SELEGILINA .............................................. 37, 56, 316 SELOKEN ............................................... 52, 260, 261 SELOZOK ....................................................... 52, 260 SERETIDE ....................................................... 58, 316 SERETIDE DISKUS .................................................316 SEROQUEL ..................................................... 69, 307 SERTRALINA ............................................ 38, 48, 317 SEVOFLURANO ................................. 37, 42, 317, 390 SEVORANE ............................................. 42, 317, 390 SIFROL .......................................................... 56, 300 SILDENAFIL .................................................... 69, 318 SIMDAX ......................................................... 61, 244 SINEMET ........................................................ 55, 127 SINGULAIR ..................................................... 69, 266 SINVASTATINA .............................31, 32, 63, 188, 318 SIRDALUD ...................................................... 75, 338 SIROLIMUS .............................................. 36, 65, 318 SITAGLIPTINA ........................................... 31, 63, 319 SLOw K ......................................................... 75, 153 SÓDIO + CLORETO + POTÁSSIO + MAGNÉSIO + ACETATO + GLUCONATO ...................................................77 SOLTAN SOLUÇÃO .......................................... 59, 320 SOLUÇÃO ALCOÓLICA DE CLOREXEDINA ................359 SOLUÇÃO AQUOSA DE CLOREXEDINA ....................359 SOLUÇÃO BELZER VIASPAN ..................................320 SOLUÇÃO BICABORNATO SEM POTÁSSIO .................32 SOLUÇÃO BICARBONATO HD .................................320 SOLUÇÃO CARDIOPLÉGICA ............................. 68, 116 SOLUÇÃO CLORETO SÓDIO ............................. 76, 321 SOLUÇÃO COM BAIXO CÁLCIO ................................32 SOLUÇÃO CONCENTRADA HD ......................... 76, 320 SOLUÇÃO CONSERVANTE DE ÓRGÃOS ...................320 SOLUÇÃO DE AMINOÁCIDO COM GLUTAMINA .... 40, 320 SOLUÇÃO DE AMINOÁCIDOS ........................... 40, 320 SOLUÇÃO DE AMINOÁCIDOS A 10% ................. 40, 320 SOLUÇÃO DE AMINOÁCIDOS PEDIÁTRICOS ....... 40, 320 SOLUÇÃO DE BELZER VIASPAN ................................59 SOLUÇÃO DE CITRATO TRISSÓDICO ................. 32, 321 SOLUÇÃO DE CLORETO DE SÓDIO ...........................32 Manual Farmacêutico 2011/2012 475

S
SABRIL .......................................................... 47, 353 SACCHAROMyCES BOULARDII ................... 30, 48, 315 SAIZEM .......................................................... 64, 322 SALBUTAMOL .................................. 38, 58, 315, 316 SALMETEROL ................................................. 38, 316

SOLUÇÃO DE CLOREXEDINA ..................................359 SOLUÇÃO DE DIÁLISE COM POTÁSSIO .....................32 SOLUÇÃO DE DIÁLISE CONTÍNUA PARA USO COM ANTICOAGULAÇÃO COM CITRATO ........................76 SOLUÇÃO DE DIÁLISE CONTÍNUA P/ USO COM ANTICOAGULAÇÃO ...........................................321 SOLUÇÃO DEGERMANTE DE CLOREXEDINA ............359 SOLUÇÃO DE PVP ................................................358 SOLUÇÃO DE REPOSIÇÃO PARA MÉTODO DIALÍTICO CONTÍNUO ................................................. 76, 321 SOLUÇÃO DIÁLISE PARA CITRATO .................... 76, 321 SOLUÇÃO DIÁLISE PERITONEAL CAPD .............. 76, 321 SOLUÇÃO DIÁLISE PERITONEAL DPI ................. 76, 321 SOLUÇÃO EURO COLLINS .......................................59 SOLUÇÃO FISIOHEPARINIZADA ......................... 69, 219 SOLUÇÃO FOSFATADA .................................... 75, 206 SOLUÇÃO PARA ANTICOAGULAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DIALÍTICOS CONTÍNUOS .... 76, 321 SOLUÇÃO PARA CAPD .................................... 76, 321 SOLUÇÃO PARA CONSERVAÇÃO DE ÓRGÃOS ...........59 SOLUÇÃO PARA DIÁLISE .........................................32 SOLUÇÃO PARA DPI ........................................ 76, 321 SOLUÇÃO SALINA BALANCEADA ............... 32, 77, 321 SOLUÇÕES COM ELETRÓLITOS .............................319 SOLUÇÕES PARA NUTRIÇÃO PARENTERAL ...............32 SOLU-MEDROL .............................................. 54, 258 SOMALGIN ................................................. 41, 44, 86 SOMATOSTATINA ................................ 31, 34, 62, 322 SOMATROPINA ......................................... 34, 64, 322 SORBITOL ........................................ 30, 77, 251, 322 SORBITOL + LAURILSULFATO DE SÓDIO ................322 SORCAL ........................................................ 76, 297 SORO FISIOLÓGICO ........................... 75, 77, 153, 320 SOTACOR ...................................................... 46, 323 SOTALOL ................................................. 33, 46, 323 SPIRIVA RESPIMAT .......................................... 58, 337 SPORANOX .................................................... 51, 240 STILAMIN ....................................................... 62, 322 STILNOX ........................................................ 44, 354 STOCRIN ........................................................ 57, 179 STOMAHESIVE ................................................ 68, 306 STREPTASE ............................................ 78, 187, 390 STUGERON .................................................... 78, 141 SUBGALATO DE BISMUTO ............................... 69, 209 SUCCINIL COLIN ..................................... 57, 323, 390 SUCCINILCOLINA .................................... 57, 323, 390 SUCRAFILM ................................................... 75, 324 SUCRALFATO ........................................... 30, 75, 324 SUFENTA ......................................... 41, 43, 324, 390 476 Manual Farmacêutico 2011/2012

SUFENTANILA ..............................37, 41, 43, 324, 390 SUGAMADEX .................................................. 49, 324 SULBACTAM ................................................ 325, 388 SULBACTAM + AMPICILINA ....................... 34, 73, 325 SULFADIAZINA .......................................... 35, 77, 325 SULFADIAZINA DE PRATA .......................... 33, 46, 326 SULFADIAZINA DE PRATA + CÉRIO ................... 46, 326 SULFAMETOXAZOL ....................................... 326, 327 SULFAMETOXAZOL + TRIMETOPRIMA ...... 77, 326, 327 SULFASALAZINA ....................................... 30, 77, 327 SULFATO DE ATROPINA ...................................... 39, 49 SULFATO DE CONDROITINA ....................... 39, 76, 220 SULFATO DE MAGNÉSIO .........31, 32, 47, 76, 328, 404 SULFATO DE NEOMICINA ................................. 40, 272 SULFATO DE POLIMIXINA B .............................. 54, 298 SUMATRIPTANA ................................ 37, 50, 328, 329 SUMAX .......................................................... 50, 329 SUPRADyN ............................................................73 SUPREFACT DEPOT ........................................ 64, 121 SURVANTA ...........................................................390 SUSTACAL .............................................................73 SUSTRATE ..................................................... 45, 304 SyNTHROID ................................................... 64, 244 SyNTOCINON ......................................... 64, 278, 279

T
TACROLIMUS ........................................... 36, 65, 329 TALOFILINA .................................................... 58, 332 TAMARINDO ............................................... 30, 66, 95 TAMARINE ........................................................ 66, 95 TAMIFLU ........................................................ 57, 284 TAMOXIFENO ............................................ 36, 72, 330 TAMSULOSINA ......................................... 34, 62, 330 TAPAZOL ....................................................... 56, 259 TARCEVA ....................................................... 70, 184 TARGOCID ...................................................... 54, 330 TAVANIC ......................................................... 74, 243 TAXOL ........................................................... 71, 287 TAXOTERE ..................................................... 70, 174 TAZOBACTAM ........................................... 34, 73, 295 TAZOCIN ........................................................ 73, 295 TEFLAN ...............................................................332 TEGRETOL ..................................................... 47, 126 TEICOPLANINA ......................................... 35, 54, 330 TELMISARTANA .............................................. 53, 331 TEMODAL ...................................................... 72, 331 TEMOZOLOMIDA ...................................... 35, 72, 331 TENECTEPLASE .............................................. 78, 331 TENOXICAM ............................................. 36, 42, 332

TEOFILINA ................................................ 38, 58, 332 TERBUTALINA ..................................... 38, 58, 73, 333 TERBUTIL ................................................. 58, 73, 333 TERLIPRESSINA ........................................ 34, 62, 334 TERRACORTRIL .............................................. 53, 287 TETANOGAMMA ............................................. 65, 230 TETRACAÍNA .................................................. 56, 219 THIABEN ........................................................ 55, 334 THIOPENTAX .................................................. 43, 336 THIOPLEX ...................................................... 72, 337 THyMOGLOBULINA ......................................... 65, 229 THyROGEN .................................................... 68, 338 TIABENDAZOL .......................................... 35, 55, 334 TIAMINA ................................................... 31, 79, 334 TICARCILINA ................................................... 34, 402 TICLID ........................................................... 44, 335 TICLOPIDINA ............................................ 31, 44, 335 TIENAM MONOVIAL ......................................... 58, 227 TIGECICLINA ................................................... 54, 335 TILATIL .......................................................... 42, 332 TIMEROSAL .................................................... 68, 128 TIMOLOL ........................................... 33, 39, 51, 176 TIMOLOL + DORZOLAMIDA .....................................39 TINTURA DE BENJOIM ..................................... 56, 111 TIOCONAZOL ............................................ 33, 51, 335 TIOPENTAL ............................................... 37, 43, 336 TIORFAN ........................................................ 48, 309 TIORIDAZINA ............................................ 37, 70, 336 TIOSSULFATO DE SÓDIO ................................. 49, 337 TIOTEPA ................................................... 35, 72, 337 TIOTRÓPIO ..................................................... 58, 337 TIROFIBAN ............................................... 31, 44, 338 TIROTROFINA ALFA (TSH) ................................ 68, 338 TIZANIDINA .............................................. 36, 75, 338 TOBRADEX ..................................................... 53, 340 TOBRAMICINA .......................35, 39, 40, 53, 339, 340 TOBRAMICINA + DEXAMETASONA ................... 53, 340 TOBRAMINA .................................................... 40, 339 TOBREX ......................................................... 53, 340 TOCOFEROL ............................................. 31, 79, 340 TOFRANIL ...................................................... 48, 228 TOLAZOLINA .................................... 33, 53, 340, 390 TOLTERODINA ................................................ 60, 341 TOMUDEX ...................................................... 71, 309 TOPAMAX ...................................................... 47, 341 TOPIRAMATO ................................................. 47, 341 TOPOTECANO .......................................... 36, 72, 342 TORAGESIC ............................................ 42, 137, 138

TRACTOCILE .................................................. 73, 108 TRALEN ......................................................... 51, 335 TRAMADOL ...............................37, 41, 342, 343, 407 TRAMADOL + PARACETAMOL ......................... 41, 343 TRAMAL ........................................................ 41, 342 TRANSAMIN ..................................................... 62, 90 TRASTUZUMAB .............................................. 72, 343 TRAVAD SOLUÇÃO .......................................... 66, 206 TRAZODONA .................................................. 48, 343 TRETIONINA ................................................... 72, 344 TRH ............................................................... 68, 306 TRIANCILONA + GRAMICIDINA + NEOMICINA + NISTATINA .....................................33 TRIANCINOLONA ....................33, 39, 55, 60, 344, 403 TRIANCINOLONA + GRAMICIDINA + NEOMICINA + NISTATINA ...................................... 33, 53, 60, 344 TRIATEC ......................................................... 53, 309 TRIBENOSÍDEO ............................................... 73, 344 TRIBENOSÍDEO + LIDOCAÍNA .................................344 TRICLOSAN ..........................................................359 TRIDIL ........................................... 45, 276, 390, 402 TRIETANOLAMINA ........................................... 68, 128 TRILEPTAL ..................................................... 47, 285 TRILEPTAL SS ........................................................47 TRIMETAZIDINA ........................................ 32, 45, 344 TRIMETOPRIMA ...................................... 77, 326, 327 TROFODERMIN ............................................... 46, 156 TROMAXIL ..................................................... 67, 182 TROPHAMINE ................................................. 40, 320 TROPICAMIDA .......................................... 39, 67, 345 TRyPTANOL ............................................. 48, 50, 102 TyGACIL ........................................................ 54, 335 TyLENOL ....................................................... 42, 290 TyLEX ........................................................... 41, 157

U
ULTIVA ........................................................... 43, 310 ULTRACET ...................................................... 41, 343 ULTRAGEL ...................................................... 68, 128 ULTRAPROCT ................................................. 73, 141 UNASyN ........................................................ 73, 325 UNIAMPICILIN ................................................. 72, 104 UNIDEXA ..............................................................163 UREADIN ........................................................ 74, 345 UREIA ...................................................... 33, 74, 345 URSACOL ........................................................ 68, 91 UTROGESTAN .........................................................73

V
VALACICLOVIR ................................................ 57, 345 Manual Farmacêutico 2011/2012 477

VALCyTE ........................................................ 57, 346 VALGANCICLOVIR CLORIDRATO ....................... 57, 346 VALIUM .................................................... 43, 44, 165 VALPAKINE ..................................................... 47, 347 VALPROATO SÓDICO ......................... 37, 47, 346, 347 VALSARTAN ................................................... 53, 347 VALTREX ........................................................ 57, 345 VANCOCINA ................................................... 54, 348 VANCOMICINA .......................................... 35, 54, 348 VANNAIR ........................................................ 58, 205 VARFARINA .............................................. 31, 47, 349 VASELINA ................................................ 33, 61, 349 VASELINA ESTÉRIL ................................................349 VASOPRESSINA .............................................. 63, 350 VASOTON ...................................................... 46, 352 VASTAREL ...................................................... 45, 344 VECURON ...................................................... 57, 350 VECURÔNIO ...........................................................36 VECURÔNIO BROMETO ................................... 57, 350 VEÍCULO ORAL AROMATIZADO ...............................206 VELCADE ....................................................... 70, 117 VENLAFAXINA ................................................. 48, 351 VEPESID ........................................................ 71, 188 VERAPAMIL .............................................. 32, 46, 352 VERUTEX ......................................................... 53, 90 VESANOID ...................................................... 72, 344 VFEND ........................................................... 51, 353 VIBRAMICINA .................................................. 78, 176 VIDAZA .......................................................... 70, 109 VIGABATRINA ........................................... 37, 47, 353 VIGAMOX ....................................................... 53, 268 VIMBLASTINA ........................................... 36, 72, 353 VINCIZINA ...................................................... 72, 353 VINCRISTINA ............................................ 36, 72, 353 VINORELBINA ........................................... 36, 72, 353 VIRAZOLE ...................................................... 57, 312 VISCOAT ........................................................ 76, 220 VISICROM ...................................................... 67, 225 VISKEN .......................................................... 53, 294 VISONEST ...................................................... 43, 306 VISTAGEL ....................................................... 67, 256 VISTIDE .......................................................... 57, 140 VITA K ...................................................... 62, 79, 198 VITAMINA B1 .................................................. 79, 334

VITAMINA B6 ............................................ 49, 79, 297 VITAMINA C ...................................................... 79, 88 VIXMICINA ...................................................... 53, 150 VOLTAREN .............................................. 42, 166, 167 VOLUVEN ....................................................... 61, 219 VONAU FLASH ................................................ 50, 282 VORICONAZOL ............................................... 51, 353 VyTORIN ........................................................ 63, 188

W
wyCILLIN ....................................................... 72, 113

X
XALATAN ....................................................... 51, 243 XELODA ......................................................... 70, 125 XIGRIS ........................................................... 69, 177 XILODASE ...................................................... 46, 220 XILOMETAZOLINA ..................................... 38, 60, 354 XOLAIR .......................................................... 65, 281 XyLESTESIN ..................................... 43, 46, 245, 246

Z
ZAVEDOS ....................................................... 71, 227 ZENAPAX ....................................................... 65, 159 ZENTEL ........................................................... 55, 93 ZESTRIL ......................................................... 52, 248 ZETIA ............................................................ 63, 188 ZIDOVUDINA .........................................................242 ZINACEF ........................................................ 59, 135 ZINNAT .......................................................... 59, 135 ZITROMAX ...................................................... 67, 109 ZOCOR ........................................................... 63, 318 ZOFRAN ................................................. 50, 282, 283 ZOLADEX ....................................................... 64, 216 ZOLENDRONATO ............................................ 72, 354 ZOLOFT ......................................................... 48, 317 ZOLPIDEM ............................................... 38, 44, 354 ZOLTEC ................................................. 51, 199, 200 ZOMETA ........................................................ 72, 354 ZOPICLONA .............................................. 38, 44, 355 ZOVIRAX .................................................... 57, 84, 85 ZyBAN ........................................................... 68, 120 ZyLORIC ........................................................... 52, 97 ZyMAR ........................................................... 53, 210 ZyPREXA ................................................. 44, 69, 280 ZyVOX ........................................................... 54, 247

478

Manual Farmacêutico 2011/2012

anotações _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________
Manual Farmacêutico 2011/2012 479

anotações _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________ _______________________________________________________
480 Manual Farmacêutico 2011/2012