Você está na página 1de 1

A pequena povoao de Curitiba fez com que fosse eleita uma cmara de vereadores no ano de 1963, sendo que

os registros do crescimento da cidade puderam ser analisados dois sculos depois com relatos de Saint-Hilaire (grande botnico francs) que a descreve como sendo de forma mais ou menos circular, casas cobertas por telhas, maioria de um pavimento, muitas construdas de pedra. Nesta fonte, Curitiba retratada como um espao pouco amplo, mesmo j sendo capital do Paran desde 1853. O cartgrafo desenhou uma cidade cujo modelo urbanstico era tipicamente colonial, a comear pela localizao determinante da capela ao centro e os demais edifcios ao seu redor. Mas depois de 1860 que grandes levas de imigrantes vo povoar os vazios demogrficos da cidade. Fica evidente o crescimento da cidade comparado ao 1 mapa, seis anos anterior. Fato interessante: o mapa pronuncia 3000 hab. Enquanto dados do IPPUC so de 5819 hab. e 308 casas na mesma poca citada. ( considerado como sentido de aumentar ou diminuir a relevncia do determinado perodo da histria da cidade). Quanto ao 3 mapa podemos perceber a prosperidade da cidade de Curitiba atravs da ampliao do numero de quadras e vias, sendo o ncleo ao centro e a expanso habitacional aos seus redores. Exibia-se como jia a Universidade Federal do Paran UFPR concluda em 1912, sendo a primeira do Brasil. Dois socilogos criaram uma ferramenta de anlise sociolgica que definiram como os estabelecidos e os outsiders que no permitiam que um indivduo entrasse em relaes sociais com membros do grupo considerado estrangeiros, vistos como ameaa identidade e coeso do grupo estabelecido regida por rgidas normas criada pelos insiders. Para os socilogos isso gerou um equilbrio instvel no poder reflexo na urbanizao curitibana, distino entre estabelecidos e outsiders. Ainda mais quando essa grande imigrao campo/cidade foi considerada uma ameaa.