P. 1
TÉCNICAS PARA PONTEIO - BRAZ DA VIOLA

TÉCNICAS PARA PONTEIO - BRAZ DA VIOLA

4.0

|Views: 5.469|Likes:
Publicado porLing Shu

More info:

Published by: Ling Shu on Oct 30, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/06/2014

pdf

text

original

Técnicas de Ponteio - Braz da Viola

Braz da Viola

A VIOLA CAIPIRA
Técnicas para Ponteio

RICORDI

-1-

Técnicas de Ponteio - Braz da Viola

Prefácio

Êta “viola de pinho”... Esse instrumento de grande potencial sonoro e harmônico, vem se limitando cada vez mais às manifestações folclóricas ou aos virtuoses da música que lidam com facilidade nas suas cordas de aço. Com a preocupação primeira de popularizar esse instrumento tão nosso, vão aqui algumas sugestões e exercícios para mão esquerda e direita que se executados com atenção e dedicação, darão bons resultados. BRAZ DA VIOLA

-------------------------------------

Este método ensina a tocar viola na afinação cebolão, a partir daí você conhecerá um mundo de acordes e ponteios, um rio de modas que corre pelo braço da viola! Instrumento místico da cultura autêntica, a viola possibilita o seu tocador um encontro com as emoções mais íntimas de nossa raça! Recomendo o método do "Braz da Viola" pela sua exatidão e pelo carinho que foi concebido. E da próxima vez que nos encontrarmos, espero te ver violeiro, mais um Brasileiro enfeitiçado pela magia atávica das dez cordas. Boa sorte,

RENATO TEIXEIRA

-2-

Técnicas de Ponteio - Braz da Viola

Braz da de Violanatural de Consolaçãodos;Campos (SP), desde 1991. Viola, (MO), é regente-fundador da Orquestra Caipira de São José
Implantou também oficinas com o objetivo de ensinar 11 fabricar a Viola Caipira. Vi oleiro e compositor, é também autor do livro "A Viola Caipira técnicas para ponteio" (Ricordi, 1992) e também das primeiras vídeo aulas para aprendizado deste instrumento. Discografia - Paraíba vivo, o rio da minha terra Orquestra de Viola Caipira (1994) - Modas e violas do vale Orquestra de Viola Caipira (1995) - Crisálida Roberto Corrêa/Orquestra Juvenil (1996) - Clarão do luar Braz da Viola (1997) - Violeiros do Brasil Vários artistas (1998) - Feito na roça Orquestra de Viola Caipira (1998)
-3-

Técnicas de Ponteio - Braz da Viola

ÍNDICE TEMÁTICO
Prefácio ............................................................................................................................. 3 Agradecimentos................................................................................................................. 4 Biografia ............................................................................................................................ 5 Índice................................................................................................................................. 7 A Anatomia da Viola .......................................................................................................... 9 Nomenclatura das Cordas ............................................................................................... 10 Como Afinar a Viola......................................................................................................... 11 O Preparo da Viola .......................................................................................................... 12 Sistema de Cifragem ....................................................................................................... 13 O Preparo da Mão Direita ................................................................................................ 14 Exercícios Para a Mão Esquerda..................................................................................... 17 Escalas Duetadas............................................................................................................ 20 Técnica de Ponteio Para a Mão Direita............................................................................ 23 Pequeno Dicionário de Acordes (simplificado) ................................................................. 28 Dicionário de Acordes...................................................................................................... 34

-4-

Braz da Viola ANATOMIA DA VIOLA -5- .Técnicas de Ponteio .

Braz da Viola NOMENCLATURA DAS CORDAS -6- .Técnicas de Ponteio .

Afina-se o 1º par solto (SI) com o 5º par solto (SI).Técnicas de Ponteio . Afina-se o 1º par solto (MI) com o 4º par solto (MI).Braz da Viola COMO AFINAR A VIOLA 1. 4º e 5º par. com o diapasão (LÁ). 2. são oitavados -7- . 5. Ou pode-se adotar outro método: * 1) Afina-se o 1º na 5a casa (LÁ) com o diapasão (LÁ). 3. 4.: o 3º. Afina-se o 1º par solto (SOL SUSTENIDO) com o 1º par na 4ª casa (SOL SUSTENIDO). Afina-se o 2º par na 5ª casa (MI) com o 1º par solto (MI). * Obs. Afina-se o 1º par na 5ª casa (LÁ).

Braz da Viola O PREPARO DA VIOLA Nas violas que são feitas em série (compradas em lojas de instrumentos) em alguns casos são necessários alguns pequenos reparos que o próprio comprador poderá fazer. o que facilitará a execução de dedilhados e ponteios.Técnicas de Ponteio . vão aqui alguns detalhe que devemos observar no instrumento: A Distância Das Cordas nos Pares Note que se os pares estiverem abertos. As medidas aqui apresentadas foram baseadas numa viola de marca Xadrez. -8- .. Para conseguirmos aplicar as técnicas aqui apresentadas ou até mesmo um simples dedilhado. fabricada em Catanduva-SP. Já com as coras mais próximas uma das outras (no par) além de facilitar o toque nas duas cordas do par teremos uma distância maior entre um par e outro. e que melhorarão em muito o instrumento tanto no som quanto na facilidade de execução. que sai da fábrica com um bom padrão por ser construída artesanalmente. será muito difícil o toque em duas cordas do par ao mesmo tempo.

pois seu uso é constante: A= B= C= D= E= F= G= Exemplo: LÁ SI DÓ RÉ MI FÁ SOL = = = Corda Solta Sustenido Bemol -9- .Técnicas de Ponteio . para juntarmos os pares de cordas faremos um pequeno sulco no rastilho. obtendo assim à distância desejada de uma corda para a outra no par. O Sistema de Cifragem Aqui aparecem alguns sinais que devem ser memorizados. Ao rebaixarmos o rastilho obteremos uma ação mais baixa. uma viola mais macia.Braz da Viola A Altura da Ação Outra adaptação que geralmente se faz necessário é o rebaixamento do rastilho (pecinha branca encaixada no cavalete). ou seja.

Técnicas de Ponteio . As unhas devem ter o seguinte formato: O Ataque da unha deve ser semi-frontal. .Braz da Viola O PREPARO DA MÃO DIREITA Para conseguirmos explorar ao máximo a sonoridade da viola. indicador... médio e anular. vamos usar as unhas da mão direita dos dedos polegar.10 - .

Braz da Viola .11 - . com semi apoio no próximo par: Consequentemente vamos ter esta posição na mão direita: ...Técnicas de Ponteio .

Braz da Viola Antes de começar o trabalho na prática.Técnicas de Ponteio . adotemos alguns sinais: Os dedos da mão Esquerda: Para indicarmos com qual dedo da mão esquerda vamos prender a corda usaremos o número de cada dedo: Os dedos da mão Direita: Quanto à mão direita.12 - . usaremos a letra que indica o nome de cada dedo: .

3 4.4.1 DEDO 4 4.4.1.2 1.4.2.2 3.3.1 Como Executar Tomaremos como referência sempre uma das seqüências.3. por exemplo: Seqüência 1.3 1.Técnicas de Ponteio .4.2.2 4.3.13 - .4 3.1 3.3.2 4.2.1.2 1.4.2 3.1. Vamos ferir as cordas com os dedos indicador e médio da mão direita. quanto mais praticarmos.4.3 4.1.1. mais agilidade conseguirá nas mãos esquerda e direita: Mão Esquerda DEDO 1 1. Pegaremos como referência da seqüência escolhida sempre o primeiro dedo da seqüência.4. Dando uma batida para cada dedo da mão esquerda.2.1.4 1.4.3.4.1. apresentamos aqui alguns exercícios que.2.1 4.4.1.3.2.1.1.3.2.3.2.3 2.1 2. no caso o dedo 1.4.3 DEDO 2 2. Os números que aparecem nos exercícios são os números dos dedos da mão esquerda.3.4 1.2.1.4.2.4 2. percorreremos o braço da viola da seguinte forma: .Braz da Viola Para conseguirmos cada vez mais destreza nas mãos.4 3.2.2.2.1 DEDO 3 3.3.4.1.3.3 2.3.3.4 2.

adiantaremos novamente uma casa para subirmos novamente ao quinto par. Ao chegarmos ao quinto. adiantaremos meio tom. ou seja. Procederemos assim até a quinta casa. a partir de onde voltaremos até a primeira casa da mesma forma. Ao chegarmos no primeiro par. Desta vez descendo do quinto ao primeiro par.Braz da Viola Par a par subiremos até o quinto par pegando uma nota de cada dedo da mão esquerda. .Técnicas de Ponteio . uma casa adiante.14 - .

Braz da Viola ESCALAS DUETADAS .Técnicas de Ponteio .15 - .

As escalas duetadas juntamente com as técnicas de mão direita para ponteio. facilitarão a execução de solos e ponteios na viola. Mi Maior.16 - . um dos mais importantes na arte de "tocar" a viola. Escalas Duetadas . As escalas aqui apresentadas são usadas para tocar no tom das cordas soltas.Técnicas de Ponteio . ou seja. no entanto.Braz da Viola AS ESCALAS DUETADAS O menor capítulo em páginas deste método é.

Forma de execução: Os braços de viola que irão aparecer nesta fase. entraremos na prática com alguns exercícios para ponteio de viola. um ponto por vez. subindo e descendo a escala. virão com as escalas ductadas ou pontos marcados para mão esquerda.17 - .Técnicas de Ponteio . *** As setas aparecerão sempre em frente à corda que deverá ser tocada. Exemplo: • Prenderemos a corda. a segunda batida no 2º par e a terceira batida no 1º par. Neste caso temos a primeira batida no 4º par. . usaremos o seguinte método: * Aqui indicamos com qual dedo da mão direita vamos ferir a corda ** Estes números indicam a seqüência que devemos executar o dedilhado da mão direita. indicando em que sentido o dedo vai ferir a corda.Braz da Viola Assim que as escalas ductadas tenham sido memorizadas. Quanto à mão direita.

Exemplo: Ponteio de Três Ou seja Com a mão direita ferimos as cordas na seqüência indicada: 1ª batida no 4º par ↓ com o dedo polegar 2ª batida no 1º par ↓ com o dedo indicador 3ª batida no 3º par ↓ com o dedo polegar Fazendo sempre uma seqüência completa de Mão direita para cada Posição Da Escala na mão esquerda iremos até o fim do braço e voltaremos ao começo.18 - .Técnicas de Ponteio . .Braz da Viola Executaremos os exercícios da seguinte forma: Para cada ponto ou Posição Na Escala Duetada faremos uma seqüência completa do dedilhado sugerido.

19 - . Nesse caso. cada violeiro achará seu melhor ponto de apoio. 4º e 1º par: Ponteio de Três (2ª inversão): Esse ponteio.Técnicas de Ponteio . se forem executadas com destreza. é um dedilhado bem simples onde para cada nota ou batida no polegar damos uma batida com o indicador e outra com o médio. na verdade. O ideal é trabalhar o ponteio com o máximo de · rapidez para se conseguir um efeito bonito. podendo também executar o ponteio sem esse recurso. Só então pegaremos outra nota com o polegar. darão um "molho'" todo especial à viola: Na maior parte desses ponteias podemos usar o dedo anular da mão direita apoiado no tampo da viola. enquanto trabalhamos as notas presas no terceiro par.Braz da Viola TÉCNICAS PARA PONTEIO DE VIOLA Vão aqui algumas técnicas para o ponteio de viola que são muito usadas e que. . Ponteio de Três (1ª inversão): Podemos usar o mesmo processo no 5º. Ponteio de Três Observe que o primeiro e o quarto par estão soltos.

Note que a partir dessa variação podemos criar batidas diferentes conforme a música que se vai tocar. Podemos também variar os pares: ou Ponteio de Quatro Para o ponteio de quatro teremos variações: Note que. teremos uma batida do indicador de baixo para cima para cada batida do polegar.Técnicas de Ponteio . .20 - . uma variação do ponteio de três com detalhe: os dedos do indicador e médio da mão direita tocam nos dois sentidos.Braz da Viola Ponteio de Três (3ª inversão): Aqui. nesse ponteio.

Ponteio de Quatro (2ª inversão): A partir desta variação entramos numa fase de técnicas específicas para viola.21 - . onde trabalharemos a digitação conforme os números dos dedos da mão esquerda indicados nos desenhos. No ponteio acima teremos uma batida para cima e outra para baixo com o indicador (na mesma corda) Para cada duas batidas do polegar. . para obtermos maior rapidez na execução. onde os dedos da mão direita trabalham tanto para cima quanto para baixo. Ponteio de Quatro (3ª inversão): ou Nesta variação note que abrimos as batidas do polegar em duas cordas.Técnicas de Ponteio .Braz da Viola Ponteio de Quatro (1 ª inversão): Nesse ponteio temos uma batida de indicador e outra do médio para cada batida do polegar. Aqui aparece uma escala duetada na mão esquerda.

Ponteio de Quatro (6ª inversão): .Técnicas de Ponteio . Apesar de apresentarmos esse ponteio junto com uma escala duetada. Aconselho que se pratique bem devagar mantendo sincronia de tempo. A velocidade vem com a prática e a paciência. ou então podemos recorrer ao uso da dedeira. Esse é o ponteio de mais difícil execução.22 - .Braz da Viola Ponteio de Quatro (4ª inversão): Nesta variação teremos uma batida de polegar (3º par) e uma do indicador (1º par) para cada duas batidas do polegar no 4º par solto: Ponteio de Quatro (5ª inversão): Com essa técnica de ponteio conseguiremos o trêmulo em dois pares de corda ao mesmo tempo. até que se consiga certa agilidade para depois pegar as notas presas na mão esquerda. pode-se praticar o exercício no 3º e 1º par soltos. objetivando a limpeza do som. Nele precisaremos que a unha do polegar esteja num bom tamanho.

Braz da Viola PEQUENO DICIONÁRIO DE ACORDES (SIMPLIFICADO) .23 - .Técnicas de Ponteio .

Técnicas de Ponteio .24 - .Braz da Viola .

Técnicas de Ponteio .Braz da Viola .25 - .

Técnicas de Ponteio .26 - .Braz da Viola .

Braz da Viola .Técnicas de Ponteio .27 - .

Técnicas de Ponteio .Braz da Viola .28 - .

Braz da Viola DICIONÁRIO DE ACORDES .Técnicas de Ponteio .29 - .

Técnicas de Ponteio .: Os algarismos romanos que irão aparecer nos desenhos. .Braz da Viola EM DÓ MAIOR Obs.30 - .referem-se a localização no braço da viola.

Braz da Viola EM RÉ MAIOR .31 - .Técnicas de Ponteio .

32 - .Braz da Viola EM MI MAIOR .Técnicas de Ponteio .

33 - .Técnicas de Ponteio .Braz da Viola EM FÁ MAIOR .

34 - .Braz da Viola EM SOL MAIOR .Técnicas de Ponteio .

Técnicas de Ponteio .35 - .Braz da Viola EM LÁ MAIOR .

Técnicas de Ponteio .Braz da Viola EM SI MAIOR .36 - .

37 - .Braz da Viola EM DÓ COM SÉTIMA MAIOR .Técnicas de Ponteio .

Técnicas de Ponteio .38 - .Braz da Viola EM RÉ COM SÉTIMA MAIOR .

Técnicas de Ponteio .39 - .Braz da Viola EM MI COM SÉTIMA MAIOR .

Técnicas de Ponteio .40 - .Braz da Viola EM FÁ COM SÉTIMA MAIOR .

Técnicas de Ponteio .41 - .Braz da Viola EM LÁ COM SÉTIMA MAIOR .

42 - .Técnicas de Ponteio .Braz da Viola EM SOL COM SÉTIMA MAIOR .

Braz da Viola EM SI COM SÉTIMA MAIOR .Técnicas de Ponteio .43 - .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->