Você está na página 1de 6

Princípios básicos do Behaviorismo e implicações educacionais.

O behaviorismo na educação Nos anos 1960 e 1970, os interesses econômicos do Brasil voltavam-se para aexportação de produtos industrializados. A educação seria um fator de incremento da produtividade, pois a mão-de-obra escolarizada se tornaria mais quali¿cada. Na intenção de quali¿car a mão-deobra especializada que trabalharia nas indústrias ede garantir a rapidez e a e¿ciência da escolarização, o tecnicismo passou a dominar ocampo educacional.As técnicas educacionais valorizadas neste período basearam-se nocomportamentalismo e nas estratégias de ensino propostas por Skinner. As máquinas deensinar e a instrução programada conquistaram prestígio. O condicionamento operantena escola foi largamente utilizado e o planejamento do ensino levava em consideraçãoos estímulos a serem aplicados no alunado para atingir objetivos determinados.Os behavioristas procuram estudar os aspectos objetivos,observáveis e mensuráveis da atividade psicológica, deixando delado aspectos subjetivos, considerados não mensuráveis. Por isso,seus partidários deixaram de lado o estudo da mente e voltaram-se para o estudo do comportamento.O estudo do comportamento animal é parte importante do behaviorismo. Ocomportamento dos animais não pode ser pesquisado por introspecção, já que osanimais, naturalmente, não podem narrar o que estão sentindo se questionados sobreisso. Para conhecer a psicologia animal, o método da observação, defendido pelos behavioristas, acabou sendo o caminho possível. Tal método foi também usado pelos pesquisadores para o estudo dos seres humanos.Para conhecer esta escola da Psicologia, é interessante evidenciar que, desde 1860, pesquisadores russos chamados de reÀexologistas, como I. M. Sechenov (1829-1905),Ivan P. Pavlov (1849-1936) e Vladimir Bechterev (1857-1927), já sustentavam que ocaminho adequado para estudar a aprendizagem era a investigação ¿siológica dosreÀexos. Desses pesquisadores, o que ¿cou mais conhecido foi Ivan Pavlov.Estudando secreções digestivas em seu laboratório, Pavlov observou eventosinteressantes que ocorriam com a salivação dos cães utilizados em seus experimentos e,a partir disso, passou a pesquisar o que chamou de r eÀexos* condicionados. *Reflexo é o nome dado a comportamentos que disparam quando o indivíduo seencontra e determinadas situações. No bebê, por exemplo, o desconforto dispara ochoro. Nos animais em geral, a presença do alimento dispara a salivação. Em seu experimento mais famoso, demonstrou que um estímulo inicialmente neutro,como o som de uma campainha, que não está associado à salivação dos cães, poderia passar a produzir esta resposta se a campainha fosse tocada juntamente com aapresentação do alimento por repetidas vezes.O processo de associação da campainha (estímulo - S) à salivaçãoresposta - R) foi denominado condicionamento.John B. Watson (1878-1958) foi o principal divulgador do behaviorismo. Ele entendiaque se a observação objetiva era um método adequado para conhecer o comportamentoanimal, por que não utilizála com seres humanos?Para Watson, o processo de condicionamento, isto é, a associação de um estímuloinicialmente neutro a uma resposta, por meio do treinamento ou repetição, era a chave para a compreensão do comportamento. A a¿rmação a seguir é famosa, e foi feita por este pesquisador em um de seus livros ± O behaviorismo (1925):Dêem-me uma dúzia de crianças sadias e bem formadas e o

é muito usado com os alunos naeducação. Observando as conseqüências de seus comportamentos anteriores.Comportamentos indesejáveis tendem a extinguir-se quando não são premiados ouquando a conseqüência deles se apresenta como um estímulo aversivo.mundo por mim especi¿cado dentro do qual criá-las. por exemplo. deixando de lado as respostas próximas.com. antes da realização doexperimento. 1989. No condicionamento operante. originadas no Behaviorismo clássico de Watson e nas pesquisas sobre condicionamento de Pavlov. o rato passava a pressionar a barra com mais freqüência do que antes. como as recompensas. Em seguida. Skinner utilizou-se de experimentos que ¿caram famosos. comerciante. chamado de reforçamento.Suas idéias. e nenhuma outra variável éincluída. como você pôde veri¿car estudando as idéias de Pavlov e de Watson. premiam-se somente respostas mais especí¿cas e relacionadas aoobjetivo.que costuma fazer com que eles se repitam. dentre os behavioristas. Aretirada de estímulos aversivos é chamada de reforço negativo. Figura 1. . na medida emque pressionasse numa pequena barra existente no interior do equipamento. umcastigo ou punição. na teoria.Você compreenderá melhor isso se entender o conceito de reforço.A associação é feita diretamente entre estímulos e respostas.Skinner ultrapassou o condicionamento clássico.str. que se constituem numa terceira variável. 7) escrevem que. (apud WERTHEIMER. dereforços positivos. em situações que antes não produziam estas reações.br Mas como ensinar o rato a pressionar a barra?A estratégia era deixá-lo privado de água.Quando desejamos que um organismo tenha um comportamento que não lhe é peculiar.Para chegar a estes conceitos. A água lheera oferecida cada vez que este realizava comportamentos que se aproximavam da pressão à barra. buscava-se treinar o rato para pressionar a barra. é possível também reforçar umcomportamento pela retirada de um estímulo aversivo da situação em questão. Esta retirada tambémaumenta a probabilidade de a resposta desejada ocorrer. isto é.Este tipo de método. Mais adiante.Posteriormente.7 ± Caixa de Skinner Fonte: http://www. Prêmios são denominados. Cada rato era colocado sozinho no interior da caixa.quaisquer que sejam seus talentos. premiando-o. É aconseqüência dos comportamentos.realizados com ratos de laboratório em um equipamento que ganhou o nome de Caixade Skinner. para .começamos por reforçar o desempenho que se aproxime do esperado. e garanto que tomarei umadelas ao acaso e treiná-la-ei para que se torne um especialista emqualquer tipo que eu escolha ± médico. p. e estão vivasaté hoje.Bazzo e Carvalho Neto (2003. O condicionamento clássico.Burrhus Frederic Skinner (1904-1990) foi o pesquisador behaviorista mais conhecido. porém não exatas. desenvolvendo o que chamou decondicionamento operante. diz respeito à reprodução de respostasnaturais. p. como salivação ou medo.A premiação tende a funcionar muito bem.tendências. o comportamento do sujeito é modelado por suas conseqüências. No condicionamento operante de Skinner. o trabalho de Skinner é o que tem maisimplicações educacionais. com sede.154). a água era oferecida ao rato somente se ele pressionasse a barra de fato. isto é. capacidade ou vocação. dentista. advogado. bem como mendigo ou ladrão. a qual era equipadacom um bebedouro acionável pelo experimentador ou pelo próprio rato.Reforço é tudo aquilo que aumenta a probabilidade de uma respostaassociada anteriormente a um estímulo acontecer novamente. aprimoraram o estudo do comportamento b. Aliás. alémdo estímulo e da resposta.

Os professores costumam. permitindo potencialmente um planejamentofamiliar racional. e não o interesse ou a atividade do aluno. o aluno não é recompensado pelos seus esforços um mêsdepois. O sujeito que se submete a estetipo de instrução vai passando por etapas curtas de exposição a conteúdos com grau dedi¿culdade crescente. Éfundamental entender que o organismo humano. ou ascaracterísticas do conteúdo.A instrução programada pode ser realizada por meio das chamadas máquinas de ensinar. O planejamento do professor torna-se fundamental para o sucesso do processo deensino e aprendizagem. por exemplo). O resultado das respostas.Site :http://www. a natureza e as conseqüências de umaciência do comportamento).1974)Assim. ine¿ciente e amadora com que o comportamento humano é tratado por aqueles que teriam a função de compreender e regular as relações humanas. mas enquanto está trabalhando na lição. utilizar punições para modelar ocomportamento dos sujeitos.br/faced/slomp/maquina%2Dde %2Densinar/ Em entrevista dada a uma revista brasileira. Recebe o conteúdo. a aprendizagem se refere amudanças observáveis no comportamento das pessoas. em programar omaterial didático de maneira que o estudante seja recompensado pelos seusesforços não no ¿m do curso ou de seus estudos ± o que é causa de baixa produtividade ±. para o behaviorismo. (SKINNER. vai se tornandodesnecessário utilizar estímulos aversivos ou punições para levar o aluno adesenvolver o comportamento desejado. pois ele mesmo vai modelando suasrespostas de acordo com o que é solicitado pelo material instrucional. responde exercícios e veri¿ca os resultadosobtidos com suas respostas para. O conteúdo das ¿chas pode ser apresentado também em programas de computador. você pôde concluir que. em 1974. é reforçado pela sua capacidade de efetividade. quando recebe a nota X. Skinner de¿niu sua máquina deensinar da seguinte maneira:Minha ³máquina de ensinar´ consiste. funciona como incentivo para continuar o estudo. ter à disposição uma tecnologia biológica e¿caz de controle da natalidade (uma pílula anticoncepcional. Com a instrução programada. mas em cada uma das etapas de sua aprendizagem. É o material instrucional que orienta todo o processo de aprendizagem. em relação com o seucomportamento.A abordagem de Skinner teve profundo impacto nas tecnologias de ensino. passar à etapa seguinte. entre tantas outras possibilidades.ufrgs. muito simplesmente. Nelas. causadas unilateralmente pelaação sobre elas do . Isto é. que deve ter um valor punitivo. Para criar um espaço de reÀexãodessa natureza (pensando as possibilidades.especialmente no que se refere à instrução programada.um reforço positivo. aoaprender uma lição. só então. ele não temverdadeiras razões positivas para se interessas por problemas matemáticos. positivo ou negativo. Skinner criou uma ¿losofia de uma ciência docomportamento. isto é. Se umaluno pode ver a resposta de um problema matemático apenas quando terminoude resolvê-lo. O objetivo é levar o aluno a acumular o maior número possível derespostas corretas em seu ³repertório´. Dessemodo. conhecida como Behaviorismo. são apresentadas ¿chas com sentenças que contêm lacunas a serem preenchidascom a resposta correta. seria inútil se não houvesse uma tecnologia comportamentalequivalente para tornar mais provável que as pessoas adotassem tais controles e passassem efetivamente a se planejar para ter ¿ lhos. Se ele ¿caesperando a nota do professor.Skinner:as raízes dos problemas humanos mais relevantes e desa¿adores estariam na formaequivocada. ele é estimulado por vários fatores: o triunfo de ter resolvido o problema corretamente ou o descobrimento da resposta correta. tradicionalmente.

Skinner é criticado até hoje por sua visão ambientalista da aprendizagem. Ascríticas tomam a proposta de Skinner de modelagem do comportamento comoalgo autoritário.A concepção comportamentalista do desenvolvimento e da aprendizagem está muitoligada à teoria behaviorista. impondoa ele o desenvolvimento dos comportamentos socialmente valorizados. presente no estruturalismo e. para a modi¿cação do seu comportamento. Skinner responde que aliberdade é um mito. Nas práticas pedagógicas comportamentalistas. éfazer com que os alunos reproduzam respostas consideradas corretas para as questõesapresentadas pelos professores. sendo estes os aspectoscentrais do processo. a ênfase é dada ao planejamento e àorganização das condições em que se dará a aprendizagem. Gestaltismo . ³o conteúdoentrou (ou não entrou) na cabecinha dele´. de acordocom os incentivos que recebe.Entre as tantas frases ouvidas no cotidiano que podem ilustrar esse pensamento. ouaprendizagens acumuladas.Para o behaviorismo. nesta concepção. São as mudanças de comportamento. entre outras. programando-o de modo a atender aos objetivos que almeja alcançar em termos derespostas dos alunos. controlar e conduzir ocomportamento. Assim. O papel do professor é organizar a seqüência do ensino.de outro modo. pois compreende a aprendizagem como um processo peloqual o comportamento dos indivíduos é modi¿cado pelos estímulos recebidos do meioem que está inserido. Este passa a produzir respostas. A escola gestaltista da Psicologia deu grande relevo ao estudo sistemático da percepção.ambiente material e social. quando a relação entre estímulo e o campo é percebida pelo aprendiz. Por causadestas idéias e da contribuição que elas deram para o ensino tecnicista no Brasil.Enfatiza a percepção ao invés da resposta. pois se referem aomesmo processo coordenado por agentes externos ao sujeito. que desconsidera o que se passa na mente do aprendiz. em um texto muito importante publicado em 1971. no funcionalismo e no behaviorismo.Contribuiu para aprofundar o conhecimento sobre o papel da percepção na organizaçãoda aprendizagem. a se comportar. os quais podem ser planejados a ¿m de reforçar ocomportamento considerado adequado para cada situação. como alternativa para manutenção da qualidade de vida. e nenhuma importância à atividade do sujeito. mas o contexto ou campo no qual o estímuloocorre e o insight tem origem. estudante ou aprendiz. Foi uma reação à visão associacionista. é a organização das condições externas que determina ocomportamento dos sujeitos.Aos críticos. que correspondem ao desenvolvimento do sujeito.As teorias associacionistas vêem os fenômenos psicológicos .nesta teoria. ³você vai escrever esta palavra repetidasvezes até aprender´. O objetivo das situações de aprendizagem.Skinner ¿cou associado ao posicionamento político de direita. isto é. O professor deve escolher os reforçadores positivos enegativos que serão utilizados com o objetivo de estimular os alunos a produziremrespostas adequadas. podemos pinçar as seguintes: ³é de pequenino que se torce o pepino´. Istoretiraria do sujeito a sua liberdade de escolha. você percebe que nelas é dada umagrande importância ao ambiente externo. Nãoenfatiza a seqüência estímulo-resposta. Lendo estas frases. e que cabe à sociedade planejar. 3 Psicologia da Gestalt e implicações na aprendizagem. A resposta é consideradacomo o sinal de que aprendizagem ocorreu e não como parte integral do processo. aprendizagem e desenvolvimento são termos sinônimos.

o insight provoca a sensação agradável da descobertarepentina da solução de um problema. nem ocondicionamento. sendo que aforma a ser percebida depende das características do cérebro em . e age em conformidade com as relações percebidas. pois o todo psicológico é mais do que a soma de suas partes.O insight é o momento em que o campo perceptivo se reorganiza frente aum conhecimento novo.Para os psicólogos da Gestalt.Kohler e Ko  ka. os estímulos não atingem o córtex cerebral de modo isolado.O conceito de Gestalt. 1978. o animal compreende asrelações entre as partes da situação-problema que lhe é apresentada. p.17). que explica a aprendizagem. 1997. não há nada em cada um dos pontos que remeta a tal ¿gura geométrica.Para Kohler. Estudouchimpanzés em situações de resolução de problemas práticos e dos resultados obtidoscom esses animais derivou idéias sobre a aprendizagem humana. o cérebro é que os organiza em formas que os inter-relacionam. não se pode analisar os fenômenos mentais ecomportamentais em elementos pré-determinados arbitrariamente. massim o fenômeno do insight. Wertheimer pesquisou os processos de percepção visual. Nos seres humanos. Você pode interpretá-la como um triângulo. Amaneira de ser de cada parte depende da estrutura do conjunto e das leis que oregem (CAMPOS. Assim. que leva a essa percepção total.comoresultantes da soma de pequenas sensações.Qualquer estado de consciência tem propriedades estruturais semelhantesno córtex. Nesse fenômeno. haveria uma parte topologicamenteigual formada de quatro lados no córtex visual. não é otreino ou o hábito.(. como proposto pelo funcionalismo de William James. estabelecida peloobservador. No entanto. p. É a relação entre os pontos. reações. como proposto pelo behaviorismo. enfim. Se vemos um quadrado. se apóiam e se determinam reciprocamente. forma ou estrutura foi expresso como um conjunto decoisas que se prendem. 32). Eledemonstrou a idéia de que o todo é mais do que a soma das partes nos fenômenos psicológicos por meio de experimentos como o que segue.de um somatório de partes que se combinam de maneira mecânica.(ENGELMANN. os fenômenos psicológicosmerecem ser compreendidos em sua totalidade. aodar-se conta do todo.A Psicologia da Gestalt defende que o funcionamento psicológicoapresenta propriedades semelhantes às do funcionamento cerebral.) Gestaltsigni¿ca um padrão ou todo organizado. Pelocontrário. ao invés de uma soma de partes. percepções. Wolfgang Kohler (1887-1967) concentrou-se no estudo do desenvolvimento da inteligência e da aprendizagem..Para os gestaltistas.A Psicologia da Gestalt é representada historicamente pelos pesquisadores Wertheimer..

quando falamos em percepção oucompreensão de uma situação-problema. . ouinatista. haveria uma propensão dosujeito para perceber as ¿guras ou situações desta ou daquela forma. é mais importante do que ascaracterísticas do estímulo. para esta linha de pesquisa. Ela éapresentada como apriorista. Assim. neste caso. de aprendizagem ede resolução de problemas. na medida em que características inatas do cérebrodeterminariam as diferenças individuais de percepção. os aspectos maisimportantes para que ocorra a aprendizagem pré-existem no sujeito e se manifestarãoquando acontecer o insight.O olhar do observador.Os autores da Psicologia que pesquisam as teorias da aprendizagem na atualidade citamas idéias da Psicologia da Gestalt para situar seu próprio ponto de vista.questão e não dosestímulos recebidos.É por isso que a Psicologia da Gestalt é apontada como apriorista. pois.