P. 1
Relatório III Farmacognosia II - Heterosídeos Cardiotônicos- Extração e Caracterização

Relatório III Farmacognosia II - Heterosídeos Cardiotônicos- Extração e Caracterização

|Views: 1.710|Likes:

More info:

Published by: Gleison De Souza Alves on Nov 12, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/07/2013

pdf

text

original

1. INTRODUÇAO A espirradeira (Nerium oleander L.

) é uma planta originária do Mediterrâneo, muito cultivada para fins ornamentais em países tropicais e subtropicais. É um arbusto ou arvoreta de 2-4 metros de altura, com folhas lactescentes, longas e estreitas, acuminadas e de bordos lisos, de 6-14 cm de comprimento. Flores simples ou dobradas, odoríferas, de coloração variada conforme a variedade de cultivo, reunidas em panículas terminais. Os frutos são capsulas deiscentes e alongadas como vagens (LORENZI, H.; MATOS, F.J.A., 2008). A análise fotoquímica desta planta mostrou que as folhas, cascas do caule, raízes, sementes e flores contem vários glicosídeos cardioativos, sendo o principal deles a oleandrina, considerada seu princípio ativo (LORENZI, H.; MATOS, F.J.A., 2008). Os glicosídeos cardioativos ou cardíacos são glicosídeos esteroidais que possuem alta especificidade e poderosa ação no musculo cardíaco. Essas substâncias constituem um grupo químico perfeitamente individualizado e de grande homogeneidade estrutural e farmacológica. A estrutura química dos glicosídeos cardioativos é constituída por resíduos de açúcar, núcleo esteroide e anel lactônico. (SIMÕES, C.M.O. et.al., 2001). 2. OBJETIVOS Os objetivos desta aula prática foram à extração e a realização das reações de caracterização de heterosídeos cardiotônicos presentes na planta Nerium oleander.

3. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL 3.1. Materiais e Métodos Para a extração e a realização das reações de caracterização de heterosídeos cardiotônicos presentes na planta Nerium oleander se fizeram necessário o uso dos materiais e reagentes descritos abaixo: - Balança analítica; - Papel para pesagem; - Espátula metálica; - Erlenmeyer 125ml; - Algodão; - 2 Provetas 50ml; - Bastão de vidro; - Suporte para tubo de ensaio; - 4 Pipetas Pasteur; - 4 Tubos de ensaio grandes; - Banho-maria;
3

foi adicionado 2ml do extrato clorofórmico em um tubo de ensaio II . . Dentro do funil de separação ficou o extrato e etanol. foi adicionado no tubo de ensaio II dez gotas de anidrido acético e em seguida foi transferido aos poucos o conteúdo o tubo de ensaio II para outro tubo de ensaio contendo 1ml de H2SO4 concentrado. Com auxílio de uma pipeta de Pasteur.Papel de filtro. em seguida com auxilio de um Becker foi medido 30 ml de clorofórmio.Etanol 95%. Em seguida foi adicionado 40 ml de etanol a 95% e levado ao banho-maria a 60ºC por 15 minutos e após foi deixado para esfriar. . Depois de esfriado foi filtrado.Funil de separação 125ml. . Parte experimental A extração consistiu de três etapas: Na primeira etapa com o auxílio de uma balança.Folhas em pó de Nerium oleander (espirradeira). Depois foi fechada a torneirinha do funil de separação colocando-o de volta no suporte universal. . de posse de pisseta com água destilada fui espirrada mais ou menos um dedo de água dentro do funil de separação.Cloreto de ferro II 2%. Na segunda etapa (Reação de Keller-Killiani). A fração de clorofórmio cuja a coloração ficou verde ficou na parte de baixo do funil de separação onde o mesmo foi escorrido para um Becker. . com auxílio de um funil simples e um pedaço de algodão.2.Pisseta com água destilada. . onde metade foi colocado dentro do funil de separação onde o mesmo foi tampado e virado de cabeça para baixo para tirar o gás agitando de leve.Clorofórmio. Não agitar.Ácido sulfúrico concentrado. . foi adicionado no tubo de ensaio I duas gotas de cloreto de ferro II 2% e em seguida foi transferido cuidadosamente o conteúdo o tubo de ensaio I para um outro tubo de ensaio contendo 2ml de H2SO4 concentrado. tarou-se o Erlenmeyer e pesou-se aproximadamente 5g do pó das folhas de Espirradeira (Nerium oleander). Não agitar. Com auxílio de uma pipeta de Pasteur. o extrato filtrado onde o mesmo foi conduzido pelo funil simples até o funil de separação.Anidrido acético.Funil simples. . 4 .Ácido acético glacial. . Na terceira etapa (Reação de Libermann-Burchard). . 3.2 Anéis de ferro.2 Suportes universais.. foi adicionado 2ml do extrato clorofórmico e 1ml de ácido acético glacial em um tubo de ensaio I . . . Logo após.

A planta produz heterosídeos cardiotônicos porque os resultados foram positivos. no caso 95% de etanol que é uma molécula polar e 5% de água que também é uma molécula polar. mas neste caso o anel ficou vermelho-pardo devido ao anidrido acético (reagente específico para esteroide derivado de cardiotônicos). pois na primeira reação deu positivo para o açúcar e na segunda reação deu positivo para núcleo esteroidal com anel lactônico. CONCLUSÃO Em vista do experimento pode-se concluir que o objetivo de extração e realização das reações de caracterização de heterosídeos cardiotônicos presentes na planta Nerium oleander foi atingido totalmente. logo foi colocado em um tubo de ensaio I 2ml desse extrato junto com 1ml de ácido acético e duas gotas de cloreto de ferro II a 2% e em seguida foi transferido para outro tubo de ensaio com 2ml de H2SO4 concentrado. 5.4. 5 . onde todos os heterosídeos cardiotônicos presente no extrato ou simplesmente só a genina passaram para o clorofórmio e os outros interferentes passaram para a água. No tubo de ensaio II foi colocado também 2ml de extrato junto com dez gotas de anidrido acético e em seguida foi transferido para outro tubo de ensaio com 1ml de H2SO4 concentrado. O clorofórmio arrastou os heterosídeos extraídos para ele. 2010. RESULTADOS E DISCUSSÃO A extração foi feita com uma solução hidroalcóolica. Na segunda reação (Reação de Libermann-Burchard) também foi formado um anel vermelho-pardo caracterizando também a presença de heterosídeos cardiotônicos através da detecção de núcleo esteroidal. De posse destes resultados pode-se afirmar que a planta produz heterosídeos cardiotônicos porque na primeira reação deu positivo para o açúcar e na segunda reação deu positivo para núcleo esteroidal com anel lactônico. As duas reações deram positivas. na primeira reação (Reação de Keller-Killiani) formou-se um anel vermelho-pardo (ficou vermelho devido à presença de ferro) na intersecção dos núcleos indicando a presença de desóxi-acúcares (açúcar sem oxigênio) e a solução acética adquiriu uma coloração esverdeada conforme descrito em SIMÕES. formando assim uma mistura polar que extraiu os heterosídeos cardiotônicos da planta Nerium oleander. Para tirar os interferentes da reação foi feito uma partição com clorofórmio.

R..6. Plantas Medicinais no Brasil: Nativas e Exóticas. E. SIMÕES.. REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS LORENZI. Porto Alegre: Editora UFRGS. P..A. MELLO. G.A...C.. 1102p.. MATOS. F. SCHENKEL.M. C. 6 .. GOSMANN.P. 2010. 2ª ed. 6º ed. Farmacognosia: da planta ao medicamento. MENTZ. 576p. H.P.O. Nova Odessa: Instituto Plantarum. PETROVICK. L.J. 2008. J.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->