Você está na página 1de 25

Disciplina: Biologia

Questões de Exames Nacionais sobre Fixismo e Evolucionismo

Grupo I (Prova Modelo 2000)

Na figura 1 estão representados o cavalo actual e dois ancestrais da sua história evolutiva,
referentes a épocas diferentes, assim como algumas características estruturais dos mesmos.

Figura 1

1 - Utilizando os dados da figura 1 relativos à evolução do cavalo, refira, justificando, se


houve:

1.1- alteração no tipo de alimentação.

1.2- melhoria da capacidade de fugir dos predadores.

2 - Como interpreta, de acordo com o Neodarwinismo, a evolução considerada em 1.2?


3 - Considerando a alteração verificada, ao longo do tempo, no tamanho do corpo dos
animais esquematizados na figura 2, indique qual dos gráficos (I, II, III, IV) abaixo
representados corresponde ao modo como a selecção natural actuou.

Figura 2

Nota: Curva ------ população ancestral Curva _________ população actual

3.1 - Justifique a resposta dada na questão anterior.

4 - A menor unidade biológica que pode evoluir ao longo do tempo é:

A - uma determinada célula.


B - um organismo individual.
C - uma população.
D - uma espécie.
E - um ecossistema.
(Transcreva a letra da opção correcta.)

5 - Se uma população for pequena, verificar-se-á uma maior probabilidade de


ocorrer:

A - fluxo de genes;
B - deriva genética;
C - selecção natural;
D — mutações.
(Transcreva a letra da opção correcta.)
Grupo II (Exame 1ª fase – 1ª chamada – 2000 – via Ensino)

O esquema da figura 3 mostra a evolução convergente dos membros anteriores de uma Ave c
de um Mamífero (morcego).

Figura 3

1 - Explique em que consiste uma evolução convergente.

2 - Embora a asa da ave e a membrana alar do morcego sejam convergentes na forma,


também podem ser consideradas estruturas homólogas. Explique esta aparente contradição.

3 - A figura evidencia argumentos anatómicos a favor das ideias evolucionistas.


3.1 - Indique outros dois tipos de argumentos que também apoiem estas ideias.

4 - Todos os animais da figura 3 pertencem ao mesmo filo.

4.1 - Identifique o referido filo.


4.2 - Indique duas características exclusivas do respectivo filo.

Grupo III (Exame 1ª fase – 2ª chamada – 2000 – via Ensino)

O esquema da figura 4 mostra o procedimento experimental realizado por Redi, no século


XVII, sobre o tema "A origem da vida".
Figura 4

l - O que pretendia Redi demonstrar com esta experiência?

2 - Explique a função do frasco B.

3 - Os resultados desta experiência apoiam a:

a) abiogénese
b) biogénese
c) geração espontânea
d) hipótese autotrófica
e) hipótese heterotrófica
(Transcreva a opção correcta)

4 - Escolha, de entre os seguintes, os dois pressupostos apoiados pela hipótese heterotrófica:

a) a evolução biológica foi precedida de uma evolução química.


b) os primeiros seres vivos a surgir na Terra seriam heterotróficos.
c) os primeiros seres vivos a surgir na Terra seriam autrotróficos.
d) seres complexos surgiram num meio simples.

Grupo IV (Exame 1ª fase – 1ª chamada – 2000 – Agrupamento 1)

Com Darwin surgiu uma nova visão dos seres e do mundo.


1. Faça corresponder, a cada uma das letras das afirmações que se seguem, um dos
números romanos (I, II) da chave.
Afirmações:

A – A adaptação ao meio resulta da interacção entre as variações


resultantes da expressão dos genes e as condições ambientais.
B – A observação e a experimentação são usadas para testar hipóteses
acerca da evolução.
C – As variações são imperfeições sem consequências.
D – Cada espécie resulta de uma criação especial.
E – As características genéticas permitem estabelecer relações
filogenéticas entre as espécies.

Chave:

I – Visão pré-darwiniana
II – Visão pós-darwiniana

2. Nas ilhas do arquipélago das Galápagos, Darwin observou a existência de espécies


diferentes de tartarugas gigantes, ocupando cada espécie a sua ilha. Estas espécies de
tartarugas apresentavam grandes semelhanças entre si. Refira em que medida estes factos
foram utilizados por Darwin para apoiar as suas ideias sobre a evolução.

3. De entre as condições a seguir mencionadas, transcreva as letras das que estão


relacionadas com o processo evolutivo proposto por Darwin.

A – Sobrevivência diferencial
B – Manutenção do fundo genético
C – Reprodução diferencial
D – Variações entre os indivíduos de uma população
E – Formação de clones

4. Numa experiência foram usadas duas populações de moscas da fruta:

– a população Y, constituída por moscas homozigóticas em relação à


generalidade das suas características;
– a população Z, produzida por intercruzamento de duas populações
homozigóticas, relativamente à maioria dos caracteres e diferentes entre si.
Colocou-se, separadamente, igual número de moscas de cada uma das
populações, Y e Z, em dois recipientes de cultura iguais.

O gráfico da figura 5 representa a variação do tamanho de cada uma das populações, durante
cerca de 25 gerações.
Figura 5

4.1. Com base nos resultados desta experiência, qual das populações apresenta maior
capacidade de sobrevivência?

4.1.1. Apresente uma explicação para o diferente crescimento das duas


populações consideradas na experiência.

Grupo V (Exame 1ª fase – 2ª chamada – 2000 – Agrupamento 1)

A evolução é condicionada por vários factores que podem alterar o fundo genético das
populações.
1. Na figura 6 está representado, esquematicamente, um tipo de selecção natural observado
nas chitas (Acinonyx jubatus).

Figura 6

1.1. Com base nos dados do gráfico da figura 1, faça corresponder a cada uma das letras das
afirmações seguintes um dos números da chave.

Afirmações

A - A selecção natural favoreceu os alelos responsáveis pelo aumento de peso.


B - Ao longo do tempo foi variando o fenótipo predominante nas chitas,
C - Actualmente a diversidade fenotípica, relativa ao peso, observada nas chitas é
maior.
D - As chitas de maior peso foram eliminadas ao longo do tempo,
E - A evolução verificada no peso das chitas contribuiu para um maior sucesso
reprodutor.

Chave

1 - Apoiada pelos dados.


2 - Contrariada pelos dados.
3 - Não há dados suficientes.

1.2. Admita que as chitas actuais estão em perigo de extinção e apresentam reduzida
variabilidade genética. Estabeleça uma relação entre estes dois dados.

1.3. Explique, de acordo com a teoria neodarwinista, a evolução observada no peso das
chitas.

2. O estudo comparado de embriões de diferentes seres levou alguns evolucionistas a


pronunciarem-se de forma distinta.

Karl von Baer afirmou que: «os embriões passam por fases em que se
assemelham a embriões de animais considerados em degraus infeiriores da
Scala Naturae.»

Thomas Huxley afirmou que: «todo o animal, no decurso do seu


desenvolvimento, trepa a sua árvore filogenética.»

2.1. Explique em que diferem as afirmações feitas por Karl von Baer e por Huxley.

2.2. Qual das duas afirmações é, actualmente, mais aceite?

Grupo VI (Exame 2ª fase – 2000 – Agrupamento 1)


A enorme diversidade de seres vivos actuais resulta de um processo de evolução biológica ao
longo do tempo.

1 - Com base na teoria evolucionista de Darwin, critique a seguinte frase:

"Nos trópicos, para o homem poder suportar a intensa radiação solar, as células
da sua pele adquiriram a capacidade de fabricar grande quantidade de melanina,
resultando daí o permanente tom escuro da sua pele."

2 - De acordo com a moderna teoria da evolução, são considerados factores evolutivos:

A - mutação, crossing-over e cruzamento ao acaso.


B - mitose, deriva genética e fecundação.
C - mutação, recombinação génica e selecção natural.
D - mitose, segregação cromossómica e selecção natural.
E - mitose, fecundação e selecção natural.
(Transcreva a letra da opção correcta.)

Grupo VII (Exame 1ª fase – 1ª chamada – 2001 – Via Ensino)

Leia com atenção o seguinte texto:

"O ambiente afecta a forma e a organização dos animais, o que significa que,
quando o ambiente se torna muito diferente, produz no decurso do tempo as
correspondentes modificações na forma e na organização dos animais.

Se um novo ambiente, que se tornou permanente para determinada raça de


animais, induz novos hábitos nesses animais, isto é, se os conduz a novas
actividades que se lhes tornam habituais, o resultado será o uso de uma parte do
animal em prejuízo de outra e, em alguns casos, o total desuso de uma parte não
mais necessária."

1 - Este texto deverá ter sido escrito por:

a) Buffon.
b) Maupertuis.
c) Lamarck.
d) Danvin.
(Transcreva a opção correcta.)
1.1. Justifique a sua escolha, apresentando duas razões.

2 - Refira uma diferença entre fixismo e evolucionismo.

3 - "Os peixes que vivem no fundo escuro dos oceanos são cegos."

3.1 - Explique o facto acima exposto de acordo com o neodarwinismo.

Grupo VIII (Exame 1ª fase – 2ª chamada – 2001 – Via Ensino)

Pensa-se que os mamíferos actuais descendem de uma única espécie ancestral, um pequeno
insectívoro, a partir do qual os mamíferos evoluíram e se espalharam rapidamente. Hoje são
um grupo com formas muito variadas, tal como demonstra o esquema da figura 7.

Figura 7

1 - De acordo com os dados fornecidos sobre a diversificação dos mamíferos, faça


corresponder V (de verdadeiro) e F (de falso) a cada uma das afirmações que se seguem:

A - O isolamento geográfico foi um factor fundamental na diversificação.


B - A selecção natural actuou sobre todas as mutações de igual modo.
C - Ocorreu a colonização de nichos ecológicos diferentes.
D - As trocas de genes entre as várias populações impossibilitaram o isolamento
reprodutivo.
E - O processo esquematizado é uma radiação adaptativa.

2 - A diversidade de aspecto entre a baleia e o morcego poderá ser explicada por:

a) convergência evolutiva.
b) divergência evolutiva.
c) paralelismo evolutivo.
d) analogia.
(Transcreva a opção correcta.)

3 - Justifique a opção efectuada na pergunta 2.

4 - Faça corresponder a cada afirmação uma letra da chave:

AFIRMAÇÕES:

I - A transmissão dos caracteres adquiridos foi importante para a evolução das


espécies.
II - As espécies de seres vivos foram criadas tal como se nos apresentam.
III - A natureza fornece variações e aquelas que são prejudiciais são eliminadas.
IV - O desuso dos órgãos leva ao seu atrofiamento.
V - As mutações são seleccionadas e transmitidas à descendência.

CHAVE:

A - Darwinismo; B - Lamarckismo; C - Neodarwinismo; D - Fixismo

Grupo IX (Exame 2ª fase – 2001 – Via Ensino)

As borboletas da espécie Biston betularia sofreram nos últimos 130 anos uma evolução muito
grande em relação à cor. Essas borboletas existem sob duas formas: uma é clara, com leves
manchas escuras, e a outra é escura, de cor uniforme. As borboletas claras são nocturnas e
repousam durante o dia nos troncos das árvores cobertos de líquenes, sendo praticamente
invisíveis por se confundirem com o substrato. O aparecimento da variedade de cor uniforme
(designada por variedade carbonária) foi registado por volta de 1850. Com a industrialização
crescente de várias regiões inglesas, a fuligem produzida pelas fábricas enegreceu
lentamente muros e troncos de árvores. Progressivamente, nas regiões industriais, a
variedade escura aumentou, substituindo a variedade clara.

1 - Como explicaria Lamarck a predominância de borboletas escuras nas regiões


industrializadas?

2 - Refira, segundo Lamarck, qual o agente transformador das borboletas claras em


borboletas escuras.

3 - Explique o aparecimento de borboletas escuras segundo a teoria neodarwinista.

4 - Para Darwin, um dos factores fundamentais para explicar a evolução era(m)...

a) ...as migrações.
b) ...a deriva genética.
c) ...a selecção natural.
d) ...as mutações.
(Transcreva a opção correcta.)

5 - Mencione uma diferença entre fixismo e evolucionismo.

6 - Indique qual das seguintes expressões é um argumento paleontológico a favor da


evolução:

a) A membrana alar dos morcegos e as asas das Aves são órgãos homólogos.

b) Os fenómenos de mitose e meiose são muito semelhantes nos vários reinos.


c) As Pteridospérmicas são formas de transição entre Filicíneas e
Gimnospérmicas.
d) O golfinho e o tubarão são exemplo de evolução convergente.
(Transcreva a opção correcta.)

Grupo X (Exame 1ª fase – 1ª chamada – 2001 – Agrupamento 1)

Segundo Dobzhansky (geneticista do século XX), nada em Biologia faz sentido a não ser à
luz da evolução.

1 - A cada uma das letras que identificam as afirmações que se seguem, faça corresponder
um dos números romanos da chave.

AFIRMAÇÕES:
A - As alterações climáticas desempenham um papel importante na evolução dos
organismos.
B - As cobras, pelo hábito de rastejarem e passarem através de orifícios,
aumentaram o seu comprimento.
C - O tamanho de uma população de organismos está relacionado com a luta
pela sobrevivência.
D - O uso indiscriminado de antibióticos pode conduzir à proliferação de bactérias
resistentes.
E - As modificações nos seres vivos são explicadas pela necessidade de
adaptação ao meio.

CHAVE:

I - De acordo com o pensamento de Lamarck.


II - De acordo com o pensamento de Darwin.
III - De acordo com o pensamento de Lamarck e de Darwin.

2 - Fundamente a resposta dada à pergunta anterior, relativamente à afirmação A.

3 - Na figura 8 está representada graficamente a distribuição percentual de espécies de


plantas poliplóides por diferentes latitudes em algumas regiões do hemisfério Norte. Das
afirmações seguintes, transcreva as letras que identificam aquelas que estão de acordo com
dados do gráfico.
Figura 8

A - Entre os 50° e os 60° de latitude existe a maior percentagem de espécies


formadas por duplicação cromossómica.
B – A percentagem mais elevada de espécies poliplóides encontra-se nas regiões
de latitude superior a 60°.
C - O isolamento geográfico entre populações de diferentes ilhas deu origem à
formação de espécies poliplóides.
D - As regiões de temperaturas mais elevadas não são favoráveis à existência de
uma grande percentagem de espécies poliplóides.
E - Relativamente às latitudes consideradas no gráfico, a percentagem de
espécies poliplóides aumenta com a latitude.

4 - Sementes de uma planta com 2n = 24 cromossomas foram embebidas numa solução de


colchicina, solução que inibe a formação das fibras do fuso acromático nas células em
divisão. Após a germinação dessas sementes, as plantas apresentaram:

A - 2 cromossomas.
B - 24 cromossomas.
C - 36 cromossomas.
D - 48 cromossomas.
(Transcreva a letra da opção correcta.)
5 - Fundamente a resposta dada à pergunta anterior.

Grupo XI (Exame 1ª fase – 2ª chamada – 2001 – Agrupamento 1)

Na Europa existem borboletas da espécie Biston betularia, que apresentam duas variedades,
uma de cor clara e outra de cor escura. Esta espécie habita nas árvores cobertas de líquenes
de cor clara e são presas de aves insectívoras.
Em zonas industriais, o aumento da poluição pode conduzir ao enegrecimento dos troncos
das árvores. Esta situação altera a facilidade com que os predadores detectam cada uma das
variedades de borboletas.
O gráfico da figura 9 representa a variação da percentagem de borboletas de cor escura em
zonas industriais da Inglaterra, durante um certo período de tempo.

Figura 9

1 - Com base nos dados fornecidos, explique a variação da frequência das borboletas de cor
escura no período compreendido entre 1970 e 1980.

2 - Faça uma previsão da variação da frequência das borboletas de cor clara, no período
compreendido entre 1970 e 1980, usando como referência os dados do gráfico.

3 - Pode afirmar-se que, nas borboletas, a selecção natural ocorreu devido:

A - unicamente à interacção entre as diferentes condições ambientais.


B - unicamente às diferenças genéticas entre as borboletas de cor clara e as de
cor escura.
C - à variabilidade genética nas borboletas e à diferente interacção destas com o
meio.
D - à diferente resistência ao fumo manifestada pelas borboletas de cor clara e
pelas de cor escura.
(Transcreva a letra da opção correcta.)

4 - As asas das borboletas e as asas das aves podem considerar-se resultantes de uma
evolução convergente. Justifique esta afirmação.

5 - Como explica, de acordo com a teoria lamarckista, a elevada percentagem de borboletas


de cor escura registada no gráfico, no período compreendido entre 1960 e 1965?
Grupo XII (Exame 2ª fase – 2001 – Agrupamento 1)

Reproduziram-se plantas da mesma espécie por autopolinizaçao durante várias gerações. No


gráfico da figura 10 está representada a variação da percentagem de homozigotia, para
algumas características, durante várias gerações.

Figura 10

1 - Com base nos dados do gráfico, faça corresponder a cada uma das letras que identificam
as afirmações seguintes, um dos números da chave.

A - A curva do gráfico traduz um aumento da variabilidade genética.


B - A medida que o número de gerações aumenta, as plantas apresentam maior
uniformidade nas suas características.
C - O tipo de cruzamento realizado é útil para o homem.
D - À medida que o número de gerações aumenta, a capacidade de resposta a
eventuais alterações do meio aumenta também.

Chave:

1 - Apoiada pelos dados.


2 - Contrariada pelos dados.
3 - Sem relação com os dados.

2 - Justifique a resposta dada à pergunta anterior relativamente à afirmação D.

3 - Em algumas espécies de seres só são conhecidos fenómenos de reprodução assexuada.


3.1. Refira qual o conceito de espécie que não pode ser aplicado às espécies referidas em 3.
3.2. Justifique a resposta dada à pergunta 3.1.

4 - As afirmações abaixo indicadas traduzem alguns dos factores que podem ser
responsáveis pela mudança lenta das frequências dos genes das populações. Faça
corresponder a cada um dos números (I, II e III) o nome do respectivo factor evolutivo.

I - Ocorrem alterações do material genético, introduzindo novas variações


genéticas.
II - De uma população podem entrar ou sair indivíduos, alterando a frequência dos
genes dessa população.
III - Alguns alelos tornam-se mais frequentes quando em determinado ambiente,
representam uma vantagem para as populações que os possuem.

Grupo XII (Exame 1ª fase – 1ª chamada – 2002 – Agrupamento 1)

A evolução manifesta-se através de modificações ocorridas ao longo do tempo, algumas das


quais podem ser deduzidas a partir de dados actuais.

1- Considere os seguintes dados:

- duas famílias de plantas (cactos e eufórbias), com origens evolutivas diferentes,


invadiram desertos em dois locais diferentes do globo terrestre;
- os cactos e as eufórbias actuais apresentam espinhos, caules com tecidos que
armazenam água e, superficialmente, parecem semelhantes; no entanto,
apresentam flores diferentes.

Com base nos dados referidos, faça corresponder V (de verdadeiro) ou F (de falso) a cada
uma das letras que identificam as afirmações seguintes.

A - Os cactos e as eufórbias apresentam estruturas análogas.


B - As duas famílias de plantas sofreram evolução divergente.
C - A selecção natural favoreceu a existência de semelhanças fenotípicas entre
cactos e eufórbias.
D - As duas famílias de plantas sofreram pressões selectivas semelhantes.
E - Os cactos e as eufórbias apresentam o mesmo fundo genético.

2. Justifique a escolha que efectuou para a afirmação B da pergunta anterior.

3. Com a finalidade de estabelecer relações de parentesco entre várias espécies da família


Bovidae, observaram-se as reacções entre os soros sanguíneos de diferentes animais e
alguns anti-soros (soros que contêm anticorpos, relativamente aos antigénios dos animais
considerados).

Os resultados estão registados no quadro da figura 11.


Figura 11

3.1. Com base nos dados fornecidos pelo quadro, refira qual o animal que está
filogeneticamente mais...

a) ... próximo da cabra.


b) ... afastado do gado bovino.
c) ... afastado do boi almiscarado.

3.2. Justifique a resposta dada às alíneas a) e b) da pergunta 3.1.

4. Refira em que aspectos os dados fornecidos pela Bioquímica e pela Genética têm
contribuído par; a reformulação da Teoria Darwinista.

Grupo XIII (Exame 1ª fase – 2ª chamada – 2002 – Agrupamento 1)


A variação contínua da diversidade e da adaptação das populações de seres vivos ao longo
do tempo constitui o processo evolutivo.
1. As afirmações abaixo indicadas referem algumas das observações e conclusões que
permitiram a Darwin desenvolver a sua teoria sobre a evolução.

A – Os organismos têm grande potencial de fertilidade, havendo assim a


tendência para o crescimento exponencial das populações.
B – Muitas das variações dos indivíduos são hereditárias.
C – Os recursos naturais são limitados.
D – A existência de reprodução e sobrevivência diferenciais numa população
favorece os indivíduos portadores de características vantajosas no meio onde
vivem.
E – Todos os organismos de uma população apresentam variações.

Transcreva a(s) letra(s) que corresponde(m):


1.1. às constatações baseadas nos trabalhos de Malthus.
1.2. ao conceito de selecção natural.

2. A comparação entre a estrutura da cadeia alfa da hemoglobina do sangue do homem e a


cadeia correspondente de alguns animais permitiu concluir que:

– no homem e no chimpanzé, as cadeias alfa da hemoglobina são idênticas.


– no macaco Rhesus, a cadeia alfa difere da do homem em três aminoácidos.
– no gorila, a cadeia alfa difere da do homem num aminoácido.

2.1. Estabeleça as relações de parentesco entre o homem e os outros animais


mencionados e fundamente a sua resposta com base nos dados fornecidos.
2.2. Refira qual o tipo de argumento que permitiu estabelecer as relações de
filogenia propostas em 2.1.

3. O lobo-tigre, que outrora habitava grande parte da superfície do globo, na actualidade


encontra-se apenas em certas zonas de África e está ameaçado de extinção. Em 1983, uma
epidemia viral dizimou os lobos-tigre de um parque nos Estados Unidos. Esse mesmo vírus
atingiu todos os outros felinos, tendo provocado nestes um número limitado de vítimas.
Nestas espécies de felinos foi estudada a variabilidade genética (frequência dos loci
heterozigóticos).

O gráfico da figura 12 representa o resultado desse estudo.

Figura 12

3.1. Com base nos dados do gráfico, indique o nome dos dois animais felinos que poderão
apresentar maior capacidade de adaptação a diferentes meios.
3.2. Refira, em termos evolutivos, qual a importância da variabilidade genética para uma
população.
3.3. A hipótese mais provável sobre a causa das particularidades genéticas do lobo-tigre é:
«A espécie sofreu uma importante diminuição da sua população, conduzindo a cruzamentos
consanguíneos.»
Relacione esta hipótese com a variabilidade genética registada no gráfico, relativamente ao
lobo-tigre actual.

Grupo XIV (Exame 2ª fase – 2002 – Agrupamento 1)

O registo fóssil é a fonte de informação mais importante sobre a vida no passado e constitui
um contributo para apoiar a evolução.
1. Refira a explicação dada por Cuvier para a discrepância existente entre os fósseis de
diferentes estratos e as espécies actuais.

2. A selecção natural é um importante factor evolutivo e podemos afirmar que actua nos/nas
........X........ mas só os/as ......Y...... evoluem. Nesta afirmação, X e Y correspondem
respectivamente a:

A - indivíduos; espécies
B - populações; espécies
C - indivíduos; populações
D - populações; indivíduos
(Transcreva a letra da opção correcta.)

3. Na figura 13 estão representados esquematicamente, em x, y e z, os cariótipos de três


espécies diferentes e, em 1, 2 e 3, os respectivos gâmetas. Foram realizados os cruzamentos
A, B, C e D abaixo indicados.

Figura 13
Cruzamentos:

A - autofecundação de x
B - autofecundação de y
C - autofecundação de z
D - cruzamento de x com z

De entre os cruzamentos mencionados, indique a letra que se refere a um cruzamento que


poderá dar origem a:
3.1. um zigoto tetraplóide.
3.2. um híbrido estéril.

4. Proponha um mecanismo possível para explicar a formação do tetraplóide referido na


pergunta 3.1.

5. Comparando duas populações da mesma espécie, aquela que apresenta maior


variabilidade genética tem um maior número de:

A - genes.
B - alelos por gene.
C - membros na população.
D - genótipos diferentes.
E - genes homozigóticos.
(Transcreva as letras das duas opções correctas.)

Grupo XV (Exame 1ª fase – 1ª chamada – 2003 – Agrupamento 1)


1. Os Cetáceos constituem uma ordem de mamíferos aquáticos que inclui animais como as
baleias e os golfinhos. A figura 14 apresenta uma possível relação filogenética entre os
Cetáceos e um ancestral terrestre tetrápode.

Figura
14

1.1. Faça corresponder V (afirmação verdadeira) ou F (afirmação falsa) a cada uma das letras
que identificam as afirmações seguintes, relativas aos dados da figura 14.

A - O início da exploração do ambiente aquático pêlos ancestrais dos Cetáceos


ocorreu há menos de 50 milhões de anos.
B - As diferenças encontradas entre os dois grupos de Cetáceos actuais estão
relacionadas com a ocupação de diferentes nichos ecológicos.
C - Ambulocetus natans corresponde a uma forma intermédia entre o ancestral
terrestre e os Cetáceos actuais.
D - A selecção natural privilegiou animais com corpo hidrodinâmico.
E - Na evolução dos Cetáceos, os membros anteriores deixaram de ter significado
morfo-funcional.
F - Ao longo da evolução, foram preservados os conjuntos génicos que
determinaram a regressão dos membros posteriores.
G - Os ossos da pélvis das baleias actuais são exemplos de estruturas vestigiais.
H - É possível reconstituir inequivocamente a filogenia dos Cetáceos a partir do
registo fóssil.

1.2. A cada uma das letras que identificam as afirmações seguintes, faça corresponder um
dos números da chave.
Afirmações

A - Enquanto as baleias com barbas são animais filtradores, as baleias com


dentes capturam activamente as suas presas.
B - Os membros anteriores dos Cetáceos e as barbatanas peitorais dos tubarões
são estruturas utilizadas na locomoção.
C - As barbas das baleias e as brânquias dos bivalves são estruturas filtradoras.
D - Os membros anteriores dos Cetáceos e os membros superiores do Homem
apresentam idêntica organização estrutural e idêntica posição relativa.

Chave

I - Divergência evolutiva
II - Homologia
III - Analogia

1.3. Explique a existência de estruturas vestigiais nos Cetáceos actuais, de acordo com a
teoria darwinista.

2. Refira dois fenómenos responsáveis pela evolução das espécies, comuns às teorias
darwinista e neodarwinista.

Grupo XVI (Exame 1ª fase – 2ª chamada – 2003 – Agrupamento 1)


1. Os diagramas I e II da figura 15 esquematizam dois modelos explicativos da evolução das
espécies.
De acordo com o modelo apresentado no diagrama I, as espécies mais simples surgem por
geração espontânea. Cada círculo representa uma espécie diferente.
No diagrama II, os traços horizontais assinalam modificações que ocorreram em espécies
ancestrais.

Figura 15

1.1. Faça corresponder V (afirmação verdadeira) ou F (afirmação falsa) a cada uma das letras
que identificam as afirmações que se seguem, relativas aos dados da figura 15.

A – Em ambos os modelos, o tempo foi um factor importante na evolução das


espécies.
B – De acordo com o modelo I, a evolução ocorre no sentido de uma maior
complexidade.
C – No modelo II, a taxa de modificação é constante ao longo do tempo.
D – Segundo o modelo I, os seres vivos podem surgir a partir do mundo
inanimado.
E – O modelo I admite a existência de um ancestral comum a várias espécies
actuais.
F – No modelo II, o aparecimento de novas espécies ocorre por transformação de
espécies preexistentes.
G – De acordo com o modelo II, é possível encontrar fósseis que reúnem
características que, na actualidade, se observam em grupos distintos.
H – De acordo com o modelo II, as espécies apresentam origens independentes.

1.2. O registo fóssil fornece importantes pistas sobre a história dos seres vivos que povoaram
a Terra. Explique, recorrendo a duas evidências fornecidas pela Paleontologia, em que
medida o registo fóssil contraria o modelo explicativo da evolução esquematizado no
diagrama I.

2. No início do século XX, com o objectivo de controlar uma praga em citrinos, foi utilizado um
insecticida contendo cianeto. Posteriormente, estudos genéticos efectuados em insectos
sobreviventes revelaram a presença de um gene que lhes possibilitava a decomposição do
cianeto em compostos inofensivos. Pouco tempo depois, verificou-se que toda a população
era resistente ao insecticida.
Explique, de acordo com o Neodarwinismo, a evolução verificada na população de insectos,
relativamente à resistência ao insecticida.

3. As afirmações seguintes referem-se a um mecanismo de especiação a partir de uma


espécie com 2n = 24 e de outra com 2n = 28.
Coloque por ordem as letras que identificam as afirmações, de modo a reconstituir a
sequência cronológica dos acontecimentos que conduzem à formação de um poliplóide com
52 cromossomas.

A – Desenvolvimento de um indivíduo cujas células contêm 26 cromossomas.


B – Formação de um indivíduo tetraplóide.
C – União de gâmetas provenientes de indivíduos com cariótipos distintos.
D – Produção de gâmetas com 26 cromossomas.
E – Não ocorrência da disjunção dos cromossomas durante a meiose nas células
da linha germinativa.

Grupo XVIII (Exame 1ª fase – 2004 – Agrupamento 1)


1. O grou americano (Grus americana) é a ave pernalta migradora de maior porte na fauna da
América do Norte. Em 1860, a população era estimada entre 1300 e 1400 indivíduos. Em
menos de um século, esta população sofreu uma diminuição drástica do número de
indivíduos, devido, essencialmente, à destruição das áreas de nidificação e à caça
indiscriminada. Em 1941, recensearam-se 22 indivíduos no estado selvagem, dos quais se
pensa que apenas 16 deram origem à população actual. Graças a medidas de conservação
(criação de áreas protegidas e proibição da caça), o número de grous americanos tem vindo a
aumentar, tendo sido recenseados cerca de 150 indivíduos em 1993.

1.1. Identifique o factor de evolução que, de acordo com o texto, contribuiu para a
redução da variabilidade genética da população do grou americano, que terá
ocorrido entre 1860 e 1941.

1.2. Explique de que modo a reduzida variabilidade genética da população actual


do grou americano pode contribuir para a extinção desta espécie.

Grupo XIX (Exame 2ª fase – 2004 – Agrupamento 1)


1. A figura 16 ilustra dois modelos explicativos da evolução das espécies (l e II) em que, a
partir de uma forma ancestral, se obtêm dois ramos distintos, com representação na
actualidade. Considere que a evolução representada ocorre ao longo de milhões de anos.
Figura 16

1.1. Faça corresponder V (afirmação verdadeira) ou F (afirmação falsa) a cada uma das
letras que identificam as afirmações seguintes, relativas aos dados da figura 16.

A - De acordo com o modelo II, a forma ancestral deu origem a duas formas
distintas.
B - A noção de fóssil vivo pode ser ilustrada pelo modelo I.
C - Segundo os dois modelos, a diversidade de fenótipos aumentou ao longo do
tempo.
D - De acordo com o modelo l, o número de indivíduos em cada ramo
permaneceu constante.
E - No modelo II, os dois ramos existentes na actualidade correspondem a
espécies distintas.
F - O modelo l permite explicar a extinção de espécies, de acordo com Cuvier.
G - No modelo II, é possível a utilização de argumentos paleontológicos para
estabelecer relações filogenéticas.
H - No modelo l, o fundo genético de ambos os ramos permaneceu inalterado.

1.2. Nas questões 1.2.1., 1.2.2. e 1.2.3., transcreva a letra correspondente à opção correcta.
1.2.1. A menor unidade evolutiva na qual pode ocorrer fluxo de genes é:

A - a subespécie.
B - a espécie.
C - o género.
D - a população.

1.2.2. É inevitável a ocorrência de especiação quando:

A - se estabelece isolamento reprodutor entre duas populações.


B - se submetem duas populações a diferentes pressões selectivas.
C - duas populações ocupam diferentes nichos ecológicos.
D - os factores de evolução actuam durante um longo período de tempo.

1.2.3. Dois dos factores responsáveis pela divergência genética entre duas populações
isoladas geograficamente são:

A - a mutação e a panmixia.
B - o fluxo de genes e a selecção natural.
C - a mutação e a selecção natural.
D - o fluxo de genes e a panmixia.

1.3. Identifique o factor de evolução responsável pela ocorrência de fluxo de genes entre duas
populações que se encontram isoladas geograficamente.