P. 1
Musculos Do Dorso, Torax e Abdomen

Musculos Do Dorso, Torax e Abdomen

|Views: 1.325|Likes:

More info:

Published by: Suelly Noro Parreira on Nov 21, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/19/2013

pdf

text

original

Músculos do Dorso

Músculos do Dorso
• Região Posterior do Tórax Trapézio Latíssimo do Dorso Rombóide Levantador da Escápula Serrátil Póstero-Superior Serrátil Póstero-Inferior

Músculos do Dorso

Região Posterior do Tórax TRAPÉZIO
Inserção Medial: Linha nucal superior, ligamento nucal e processos espinhosos da C7 a T12 Inserção Lateral: : Borda posterior da clavícula, acrômio e espinha da escápula Inervação: Nervo Acessório (XI par craniano) e nervo do trapézio (C3 - C4) Ação: * Fixo na Coluna: Elevação do ombro, adução das escápulas, rotação superior das escápulas e depressão de ombro * Fixo na Escápula: Contração Unilateral: Inclinação homolateral e rotação contralateral da cabeça Contração Bilateral: Extensão da cabeça

Trapézio e Latíssimo do dorso .

Região Posterior do Tórax LATÍSSIMO DO DORSO Inserção Medial: Processos espinhosos da 6ª últimas vértebras torácicas e todas lombares. 1/3 posterior da crista ilíaca e face externa da 4 últimas costelas Inserção Lateral: Sulco intertubercular Inervação: Nervo Toracodorsal (C6 . crista do sacro. extensão e rotação medial do braço.C8) Ação: Adução. Depressão do ombro .

Trapézio e Latíssimo do dorso .

Inclinação e rotação homolateral da coluna cervical e extensão da cabeça .Região Posterior do Tórax ROMBÓIDE Inserção Medial: Processos espinhosos da C7 á T5 Inserção Lateral: Borda medial da escápula Inervação: Nervo dorsal da escápula (C5) Ação: Adução e rotação inferior das escápulas e elevação do ombro LEVANTADOR DA ESCÁPULA Inserção Inferior: Ângulo superior da escápula Inserção Superior: Processo transverso do atlas ate à C4 Inervação: Nervo dorsal da escápula (C5) Ação: Elevação e adução da escápula.

Músculos do Dorso .

Região Posterior do Tórax SERRÁTIL PÓSTERO-SUPERIOR Inserção Medial: Processos espinhosos da C7 à T3 Inserção Lateral: Borda superior e face externa da 2ª a 5ª costelas Inervação: Ramos dos 4 primeiros nervos intercostais Ação: Elevação das primeiras costelas (ação inspiratória) SERRÁTIL PÓSTERO-INFERIOR Inserção Medial: Processos espinhosos da T11 à L3 Inserção Lateral: Borda inferior e face externa da 4 últimas costelas Inervação: 9º ao 12º nervos intercostais Ação: Depressão das últimas costelas (ação expiratória) .

inclinação homolateral e rotação contralateral da cabeça Oblíquo Inferior da Cabeça – extensão e rotação homolateral do atlas .Músculos do Dorso Região Posterior do Pescoço Esplênio da cabeça.Extensão inclinação e rotação homolateral da cabeça Esplênio do Pescoço.Extensão inclinação e rotação homolateral da cabeça Semi-Espinhal da Cabeça – Extensão e inclinação homolateral da cabeça Semi-Espinhal do Pescoço– Extensão e rotação contralateral do pescoço Semi-Espinhal do Tórax – Extensão e rotação contralateral do pescoço Triângulo Suboccipital Reto Posterior Maior da Cabeça – extensão e rotação contralateral da cabeça Reto Posterior Menor da Cabeça – extensão da cabeça Oblíquo Superior da Cabeça – extensão.

Extensão e inclinação homolateral da coluna vertebral Rotadores– Extensão e rotação contralateral da coluna vertebral Multífidos – Estabilização e extensão da coluna vertebral Intertransversais– Inclinação homolateral da coluna vertebral Interespinhais– Extensão da coluna vertebral .Músculos do Dorso Goteira Vertebral Eretores da Espinha Espinhal.Extensão da coluna vertebral Dorsal longo.Extensão e inclinação homolateral da coluna vertebral Iliocostal.

Músculos do dorso – camada superficial .

Músculos do dorso – camada intermédia .

Músculos do dorso – camada profunda .

Músculos do dorso e ombro .

. lateralmente pelas costelas e posteriormente pela coluna vertebral. é definido anteriormente pelo osso esterno.Músculos do Tórax O Tórax se localiza na região superior do tronco.

Músculos do Tórax • Região Ântero-Lateral Peitoral Maior Peitoral Menor Serrátil Anterior Subclávio • Região Costal Intercostais Externos Intercostais Internos Levantadores das Costelas Subcostais Transverso do Tórax .

Peitoral maior .

PEITORAL MAIOR Tórax . flexão e flexão horizontal do ombro . rotação medial.Região Ântero-Lateral • Inserção Medial: 1/2 medial da borda anterior da clavícula. face anterior do esterno.T1) • Ação: Adução. face externa da 1ª a 6ª cartilagem costais e aponeurose do oblíquo externo do abdome • Inserção Lateral: Crista do tubérculo maior • Inervação: Nervo do Peitoral Lateral e Nervo do Peitoral Medial (C5 .

Peitoral menor .

PEITORAL MENOR Tórax . 4ª e 5ª costelas • Inervação: Nervo do Peitoral Medial (C8 .Região Ântero-Lateral • Inserção Superior: Processo coracóide • Inserção Inferior: Face externa da 3ª.T1) • Ação: * Fixo no Tórax: Depressão do ombro e rotação inferior da escápula * Fixo na Escápula: Eleva as costelas (ação inspiratória) .

abdução e depressão da escápula e propulsão do ombro .Serrátil anterior Porção Superior Origem: Ângulo superior da escápula Inserção: Face externa da 1ª e 2ª costelas Porção Média Origem: Borda medial da escápula Inserção: Face externa da 2ª a 4ª costelas Porção Inferior Origem: Ângulo inferior da escápula Inserção: Face externa da 5ª a 8ª costelas Ação: Fixo na Escápula: Ação inspiratória Fixo nas Costelas: Rotação superior.

C6) Ação: Depressão da clavícula e do ombro INTERCOSTAIS EXTERNOS Tórax .• SUBCLÁVIO Inserção Lateral: Face inferior da clavícula Inserção Medial: 1ª costela e cartilagem costal Inervação: Nervo do subclávio (C5 .Região Costal Inserção Superior: Borda inferior da costela suprajacente (superior) Inserção Inferior: Borda superior da costela infrajacente (inferior) Inervação: Nervos intercostais correspondentes Ação: Elevação das costelas (ação inspiratória) INTERCOSTAIS INTERNOS Tórax .Região Costal Inserção Superior: Borda inferior da costela suprajacente (superior) Inserção Inferior: Borda superior da costela infrajacente (inferior) Inervação: Nervos intercostais correspondentes • • Ação: Depressão das costelas (ação expiratória) .

LEVANTADORES DAS COSTELAS Inserção Superior: Processo transverso da 7ª vértebra cervical à 11ª torácica Inserção Inferior: Face externa da 1ª à 12ª costela Inervação: Nervos intercostais correspondentes Ação: Elevação das costelas (ação inspiratória) e estabilização intercostal SUBCOSTAIS Inserção Superior: Face interna da costela suprajacente Inserção Inferior: Face interna da 2ª ou 3ª costela infrajacente Inervação: Nervos intercostais correspondentes Ação: Estabilização intercostal TRANSVERSO DO TÓRAX (TRIANGULAR DO ESTERNO) Inserção Superior: Face interna do esterno Inserção Inferior: Face interna da 2 á 6ª cartilagem costais Inervação: Nervos intercostais correspondentes Ação: Estabilização da parte antero-inferior do tórax .

Tórax – vista anterior .

Músculos do Tórax .Vista Anterior (Dissecação Profunda ) .

Músculos do Tórax .Vista Interna .

Músculos do Abdomen .

Músculos do Abdomén • Região Ântero-Lateral Reto Anterior do Abdómen Piramidal do Abdómen Oblíquo Externo do Abdómen Oblíquo Interno do Abdómen Transverso do Abdómen Região Posterior Quadrado Lombar Iliopsoas Psoas Menor • Região Superior Diafragma • Região Inferior Levantado do Ânus Isquiococcígeo .

Defecação.30°) .Região Ântero-Lateral • Inserção Superior: Face externa e inferior da 5ª à 7ª cartilagens costais e processo xifóide Inserção Inferior: Corpo do púbis e sínfise púbica Inervação: 5 últimos nervos intercostais Ação: Aumento da pressão intra-abdominal (Expiração. Vômito. Micção e no Parto) * Fixo no Tórax: Retroversão da pelve * Fixo na Pelve: Flexão do tronco (+ ou .RETO ANTERIOR DO ABDOMÉN Abdomén .

nervo ílio-hipogástrico e ílio-inguinal Ação: * Contração Unilateral: Rotação com tórax girando para o lado oposto * Contração Bilateral: Flexão do tronco e aumento da pressão intraabdominal . EIAS.OBLÍQUO EXTERNO DO ABDOMÉN Abdomén .Região Ântero-Lateral • Inserção Superior: Face externa das 7 últimas costelas Inserção Inferior: ½ anterior da crista ilíaca. tubérculo do púbis e linha alba Inervação: 4 últimos nervos intercostais.

crista ilíaca e ligamento inguinal Inserção Anterior: Linha alba e crista do púbis Inervação: 5 últimos intercostais.Região Ântero-Lateral • Inserção Posterior: Face interna das últimas 6 cartilagens costais.TRANSVERSO DO ABDOME Abdomén . fáscia toracolombar. nervo íliohipogástrico e ílio-inguinal Ação: Aumento da pressão intra-abdominal e estabilização da coluna lombar .

PSOAS MENOR (Geralmente está ausente) Abdomén .Região Posterior • Inserção Superior: Corpo vertebral de T12 e L1 Inserção Inferior: Eminência iliopectínea Inervação: L1 Ação: Flexão da pelve e coluna lombar .

Região Posterior • Inserção Superior: 12ª costela e processo transverso de1ª a 4ª vértebras lombares Inserção Inferior: Crista ilíaca e ligamento ileolombar Inervação: 12º nervo intercostal e L1 Ação: Inclinação homolateral do tronco e depressão da 12ª costela .QUADRADO LOMBAR Abdomén .

ILIOPSOAS Abdomén .Região Posterior • Ilíaco Inserção Superior: 2/3 superiores da fossa ilíaca.L3) Ação: Flexão da coxa. corpos e discos intervertebrais das últimas torácicas e todas lombares Inserção Inferior: Trocânter menor Inervação: Nervo superior e inferior do músculo psoas maior (L1 . anteroversão da pelve e flexão da coluna lombar (30° 90°) • Psoas Maior Inserção Superior: Processo transverso das vértebras lombares. crista ilíaca e asa do sacro Inserção Inferior: Trocânter menor Inervação: Nervo Femural (L2 . flexão da coluna lombar (30° .L3) Ação: Flexão de quadril.90°) e inclinação homolateral .

face interna do processo xifóide e corpos vertebrais das vértebras lombares superiores Inserção: No tendão central (aponeurose) Inervação: Nervo Frênico (C3 . micção e parto) .Região Superior • Origem: Face interna das 6 últimas costelas.C5) e 6 últimos nervos intercostais (propriocepção) Ação: Inspiratório. pois diminui a pressão interna da caixa torácica permitindo a entrada do ar nos pulmões.DIAFRAGMA Abdomén . estabilização da coluna vertebral e expulsões (defecação. vômito.

.Diafragma • O diafragma é um músculo estriado esquelético em forma de cúpula e principal responsável pela respiração humana (também é auxiliado pelos músculos Intercostais e outros músculos acessórios) • Serve de fronteira entre a cavidade torácica e a abdominal • Está coberto pelo peritônio em sua face inferior. e é adjacente à pleura parietal em sua face superior.

.

mas mesmo assim a musculatura do . lateralmente às seis costelas inferiores (7ª. e ápices das 11ª e 12ª que são as costelas flutuantes) e às cartilagens costais correspondentes. • Dos ligamentos periféricos saiem feixes musculares que correm radialmente para unir-se no centro tendíneo. 8ª.• Possui tendões periféricos que se ligam anteriormente ao osso esterno ou ao processo xifóide do esterno. 9ª e 10ª costelas. e posteriormente às três vértebras lombares superiores. Os feixes musculares formam uma lâmina contínua.

fixada na parte posterior do processo xifóide do esterno. • a parte costal. que sobem para o centro tendíneo. há os ligamentos frenicopericárdicos. • Superiormente ao diafragma. cujos feixes se ligam às cartilagens costais inferiores e às costelas correspondentes. que se liga às três vértebras lombares superiores. que ligam a base do pericárdio à face superior do diafragma . • a parte lombar.Diafragma • A musculatura do diafragma é dividida em três partes: • a parte esternal. e forma os pilares diafragmáticos direito e esquerdo. A lâmina muscular da parte costal se arruma de modo a mostrar um desenho "semi-esférico" como uma concha. que forma as cúpulas diafragmáticas direita e esquerda.

Contudo. Este hiato não chega a perfurar a musculatura do diafragma. que se localiza no centro tendíneo do diafragma. • o hiato esofágico. e passa entre as vértebras torácicas inferiores e o diafragma. forma um esfíncter que retém o suco gástrico no estômago . existem algumas aberturas necessárias para permitir a passagem de certas estruturas. no trecho em que este corta o diafragma.Aberturas no diafragma • Caso não houvesse aberturas no corpo do diafragma. geralmente localizado no pilar direito do diafragma. A musculatura que envolve o esófago. estrutura que passa posteriormente ao ligamento arqueado mediano. são elas: • o forame da veia cava. • o hiato aórtico. o tórax seria totalmente isolado do abdómen.

espirros. Esta manobra auxilia a entrada do ar nos pulmões e também a circulação sanguínea na veia cava inferior (que passa pelo forame da veia cava no diafragma). o diafragma relaxa e sobe. . • Seus movimentos são importantes para a tosse.Movimentos diafragmáticos • Durante a inspiração. reduzindo a pressão intratorácica e comprimindo as vísceras abdominais. Além de poder determinar desordens respiratórias como o soluço — que consiste em espasmos involuntários do diafragma com consequente entrada rápida de ar nas vísceras respiratórias e fechamento espasmódico da glote (abertura da laringe). a cúpula diafragmática se contrai e desce. A descida do diafragma resulta também no aumento do diâmetro vertical do tórax. • Na expiração ocorre o processo inverso. gerando o som característico. aumentando a pressão intratorácica e expulsando o ar dos pulmões. parto e defecação.

Na ocorrência do estômago ou intestino penetrar através desses pontos de passagem. As principais terapias fazem o enfermo reeducar o diafragma por meio de fisioterapia respiratória.Distúrbios associados ao diafragma • As doenças respiratórias limitam seus movimentos. . originam-se hérnias diafragmáticas. o que por sua vez reduz a capacidade ventilatória dos pulmões.

.Vista Anterior (Camada Superficial) .

Músculos do Abdome .Vista Anterior (Camada Intermédia) .

Músculos do Abdômen .Iliopsoas .

Iliopsoas .ACÇÃO .

Vista Interna da Parede Posterior .Músculos do Abdome .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->