Você está na página 1de 1

DECRETO N 9.845 DE 20 DE NOVEMBRO DE 2012. Decreta Estado de Calamidade Pblica na rede municipal de assistncia sade.

. O PREFEITO DO MUNICPIO DE NATAL, no uso das atribuies que lhe so conferidas pela Lei Orgnica do Municpio de Natal, artigo 55, IV, VI e VIII; e Considerando o que foi decidido na ao civil pblica n. 0023766-04.2010.8.20.0001 e na suspenso de segurana n. 2012.015424-5, ambas em trmite perante a Justia Estadual; Considerando a iminncia do trmino da interveno judicial determinada nos autos da Ao Cautelar n. 0803701-81.8.20.0001, responsvel pelo gerenciamento da Unidade de Pronto Atendimento Dr. Ruy Pereira dos Santos (UPA Paju ara) Considerando que a interrupo das atividades da referida Unidade de Pronto Atendimento agravar a sobrecarga das demais unidades de sade da rede municipal e estadual, que prestam atendimento populao de Natal e municpios adjacentes; Considerando o Comunicado de Suspenso referente ao Edital n. 007/2012, publicado no Dirio Oficial do Municpio de 17 de novembro de 2012; Considerando a necessidade imediata de contratao de profissionais de diversas especialidades para a continuidade do atendimento de urgncia e emergncia prestado pela Unidade de Pronto Atendimento Dr. Ruy Pereira dos Santos; DECRETA: Art. 1. Fica decretado, pelo perodo de 90 (noventa) dias, prorrogvel por igual perodo, estado de calamidade em toda a rede pblica de sade do Municpio de Natal. Art. 2. Fica autorizada a contratao direta dos profissionais necessrios continuidade dos servios pblicos de sade, mediante procedimento de Chamada Pblica a cargo da Secretaria Municipal de Sade. Art. 3. De acordo com o art. 24, IV, da Lei Nacional n 8.666/1993, e considerando a urgncia da situao vigente, ficam dispensados de licitao os contratos de aquisio de bens, de prestao de servios e de obras relacionadas com a manuteno dos servios pblicos de sade, desde que possam ser concludas no prazo mximo de 180 (cento e oitenta) dias consecutivos e ininterruptos. Art. 4. As obras, contrataes e licitaes que ultrapassarem o prazo previsto no art. 6 deste Decreto respeitaro as demais normas contidas na Lei Nacional n 8.666/1993. Art. 5. Este Decreto entrar em vigor na data de sua publicao. Palcio Felipe Camaro, em Natal, 20 de novembro de 2012 Paulo Eduardo da Costa Freire Prefeito