P. 1
QUESTÕES RESOLVIDAS DA UEFS

QUESTÕES RESOLVIDAS DA UEFS

|Views: 1.327|Likes:
Publicado porAndre Luis

More info:

Published by: Andre Luis on Nov 29, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/06/2014

pdf

text

original

Se hoje Rafael tem 20 anos e Patrícia tem 18 anos, então ela terá 92% da idade dele daqui a

quantos anos?
(18 + x) = 92%(20 + x)

(18 + x) = (92/100)*(20 + x)

100(18 + x) = 92(20 + x)

1800 + 100x = 1840 + 92x

100x - 92x = 1840 - 1800

8x = 40

x = 40/8

x = 5

Ela terá 92% daqui a 5 anos, ou seja, ela com 23 anos e ele com 25 anos

por ocasiao do natal uma empresa gratificara seus funcionários com um certo numero de
cedulas de 50 reais. se cada funcionario receber 8 cedulas sobrarao 45 delas, se cada um
receber 11 cedulas, faltarao 27. o montante a ser distribuido qual será?

Suponhamos que existem x funcionários para receberem este prêmio.
se cada funcionário receber 8 cédulas, então 8x representa o total de cédulas distribuídas aos
funcionários. Mas desta distribuição o problema diz que sobram 45 cédulas. Então podemos
concluir que o número total de cédulas é: 8x + 45

se cada funcionário receber 11 cédulas, então 11x representa o total de cédulas distribuídas
aos funcionários. Mas desta distribuição o problema diz que faltam 27 cédulas. Então
podemos concluir que o número total de cédulas é: 11x – 27
Igualando as expressões: 8x + 45 = 11x – 27
resolvendo a equação temos que x = 24. Para descobrir o número de cédulas basta substituir
o valor de x na 1 ou na 2 equação.
8x + 45 = 8.24 + 45 = 192 + 45 = 237 cédulas.
Montante = 237 x R$ 50,00 = R$ 11.850 OK?!
3- Um dos ângulos internos de um triângulo isósceles mede 100°. Qual é a medida do
ângulo agudo formado pelas bissetrizes dos outros ângulos internos?
Os angulos de um Triangulos somados tem que dar 180°.
A + B + C = 180°
100°+B+C = 180°
80°= B + C

Como no caso é um triangulo isóceles, B e C vão ter o mesmo angulo. Você divide
80°por 2
Resultado = 40°


4- Uma produtora pretende lançar um filme em fita de vídeo e prevê uma venda de 20.000
cópias. O custo fixo de produção do filme foi R$ 150.000,00 e o custo por unidade foi de R$
20,00 (fita virgem, processo de copiar e embalagem). Qual o preço mínimo que deverá ser
cobrado por fita, para não haver prejuízo?
O custo do filme foi R$150.000,00 e cada unidade teve custo de R$20,00. Como
tivemos 20.000 cópias, o custo pode ser expresso:



Logo, o gasto foi de R$550.000. Agora, precisamos que as 20.000 cópias cubram o
valor gasto, logo, dividiremos 550.000 pelo número de cópias para que se tenha o
valor de cada fita:


5- Ao redor de uma piscina retangular com 10 m de comprimento por 5 m de largura, será
construído um revestimento de madeira com x metros de largura, representado na figura a
seguir.
link da figura:


Existe madeira para revestir 87,75 m². Qual deverá ser a medida x para que toda a madeira
seja aproveitada?

A1 = Area da piscina = 10*5 = 50 m2
A2 = area total = (10 + 2)*(5 + 2) = 4x2 + 30x + 50
area de madeira = A2 - A1 = 4x2 + 30x

Como tenho 87,75 disponivel de area 4x2 + 30x = 87,75
resulta x = 2, 25 m para x



Na figura a seguir está representada uma circunferência com centro no ponto C e raio
medindo 1 unidade de comprimento.

A medida do segmento de reta AB nesta unidade de comprimento é igual a

a) 1/2
b) √(3)/2
c) 3/2
d) 1 + √(3)/2
e) √3

Vamos dizer que o terceiro vértice do triângulo é D.
Vamos prolongar o segmento AB (x) para a direita até encontrar a circunferência no
ponto E. Note que AD mede 2 unidades e BD mede (2 − x).

Observe que o segmento BC é altura (h) do triângulo ACD inscrito na circunferência e
sua base AD é diâmetro. Assim podemos aplicar a relação da média geométrica,
também estudada nas relações métricas no triângulo retângulo:

h² = x·(2 − x) ①

Aplicando as relações trigonométricas no triângulo retângulo ABC, temos que:

h
— = tg 30°
x

Vamos calcular h² e substituir na equação ①.

h √3
— = ——
x 3

√3
h = —— · x
3

3
h² = —— · x²
9


h² = —— ②
3

Substituindo ② em ①:
h² = x·(2 − x)







— = x·(2 − x)
3

x
— = 2 − x
3

x
x + — = 2
3

4x
— = 2
3

6
x = ——
4

3
x = ——
2
Questão 01 – Se x representa um número natural qualquer de dois algarismos
distintos, escrevendo-se o algarismo 8 à esquerda de x, obtém-se um novo número
que tem a mais do que x
(01) 8 unidades
(02) x unidades
(03) 8x unidades
(04) 80 unidades
(05) 800 unidades
SOLUÇÃO:
Seja ab o número x, composto dos algarismos a e b, com a = b.
O novo número, com a inserção à esquerda do algarismo 8 será: 8ab
Utilizando o princípio do valor posicional de um algarismo num número, poderemos
escrever:
ab = 10.a + b
8ab = 8.100 + 10.a + b
Efetuando a diferença, vem:
8ab – ab = 8.100 + 10.a + b – (10.a + b) = 800
Portanto, alternativa (05).



Questão 02 – Sendo A = {x e R
*
+
; 2 < 8/x < 20} e B = { x e R; \ (x-1)
2
> 2}, pode-se
afirmar:
(01) A = (1/4,2/5)
(02) B = (-· ,2)
(03) A· B = [3,4]
(04) A – B = (2/5,3)
(05) A = (-· , 2/5]
SOLUÇÃO:
Teremos:
Para o conjunto A:
2 < 8/x < 20 2x < 8 < 20x
A passagem acima foi possível, devido ao fato de x ser positivo, conforme dado do
problema. Lembrem-se que uma desigualdade não muda de sentido quando
multiplicamos os membros por um número positivo.
Temos então: 2x < 8 e 8 < 20x
Logo, x < 4 e 20x > 8. Portanto, x < 4 e x > 2/5.
Então o conjunto A é o intervalo aberto (2/5, 4) . Percebemos de imediato que as
alternativas (01) e (05) são FALSAS.
Para o conjunto B:
\ (x-1)
2
> 2 | x – 1| > 2 x –1 > 2 ou x – 1 s -2
Nota: lembre-se que \ a
2
= | a| , ou seja: a raiz quadrada de a
2
é igual ao módulo de
a . Reveja o capítulo sobre Módulo no Grupo 1 nesta página.
Assim é que: x > 3 ou x s - 1. Portanto, o conjunto B é igual a:
B = (-· , -1] [3, · )
Deste resultado, concluímos que a alternativa (02) é FALSA.
Logo, a resposta correta será (03) ou (04). Prossigamos:
Vamos determinar A· B:
A = (2/5, 4) e B = (-· , -1] [3, · )
A· B = (2/5, 4) · {(-· , -1] [3, · )} = [3,4)
Veja a figura abaixo:

Portanto, a alternativa (03) é FALSA. Só nos restou a alternativa (04). Vejamos se
realmente ela é a correta:


A – B = (2/5, 3). Veja a figura abaixo:
Lembrem-se que a diferença entre dois conjuntos é um novo conjunto cujos
elementos pertencem ao primeiro conjunto, mas não pertencem ao segundo.

Portanto a alternativa correta é a (04).
Questão 03 – Um comerciante resolve fazer as seguintes promoções para as
compras de Natal:
- Pague 2 e leve 3
- Pague 3 e leve 5
- Pague 5 e leve 7
Se uma peça custa R$12,00, então o menor preço que uma pessoa pode pagar para
levar 13 peças é
(01) R$84,00
(02) R$93,60
(03) R$96,00
(04) R$104,00
(05) R$108,00
SOLUÇÃO:
Se a pessoa levou 13 peças, então:
13 = 2.5 + 3; Portanto, 5 peças foram pagas ao preço de 3, duas vezes e três peças
foram pagas ao preço de duas.
Daí, teremos: O total a ser pago será igual a P = (2.3 + 2).12 = 96.
Portanto, a resposta é R$96,00 – alternativa (03).
Outras combinações dos tipos 13 = 7 + 5 + 1 ou 13 = 4.3 + 1, por exemplo, não
levariam ao menor preço. Verifiquem.
Questão 04 – Um tanque, em forma de um cilindro circular reto, teve a sua
capacidade aumentada, quando foi acrescida em 2m a sua altura e em 16t m
3
o seu
volume, mantendo-se o raio constante.
Com base nessa informação, pode-se concluir que o raio do tanque é igual a
(01) 1m


(02) \ 2m
(03) 2\ 2m
(04) 3\ 2m
(05) 8m
SOLUÇÃO:
Seja V o volume do cilindro reto. Temos: V = t R
2
h. Dos dados do problema podemos
escrever:
V + 16t = t R
2
(h+2) t R
2
h +16t = t R
2
(h+2) t R
2
h +16t = t R
2
h + 2t R
2

Simplificando, vem:
16t = 2t R
2
¬ R
2
= 8 ¬ R = \ 8 = \ (4.2) = 2\ 2, o que nos leva à alternativa (03).
Questão 05 – O valor numérico da expressão (x + y)/4 – (x
2
– y
2
)/5 + (y – x)
2
, para
x = -1 e y = -2 é igual a
(01) 0,35
(02) 0,6
(03) 0,85
(04) 1,6
(05) 2,3
SOLUÇÃO: solução imediata, por mera substituição dos valores. Vem:
VN = valor numérico = (-1 – 2)/4 – [(-1)
2
– (-2)
2
]/5 + [-2 – (-1)]
2

Teremos: VN = -3/4 – (-3/5) + 1 = -3/4 + 3/5 + 1 = -0,75 + 0,6 + 1 = 0,85, o que nos
leva à alternativa (03).
Questão 06 – Fazendo x biquínis por dia, uma costureira consegue entregar uma
encomenda em 5 dias. Se fizesse x + 4 biquínis por dia, nas mesmas condições, a
encomenda seria entregue em 3 dias. O valor de x está compreendido entre
(01) 5 e 8
(02) 9 e 12
(03) 14 e 17
(04) 18 e 21
(05) 22 e 24



SOLUÇÃO:
Problema de regra de três simples.

Observe que aumentando a produção de biquínis por dia, o tempo de entrega se
reduz. Logo, as grandezas são inversamente proporcionais.
Logo:
x + 4 = x(5/3) x + 4 = (5x)/3 3(x + 4) = 5x 3x + 12 = 5x x = 6
Logo, a alternativa correta é a de número (01).
Questão 07 – Uma pessoa gasta 30% do seu salário com alimentação e 40% do que
resta com saúde e educação. Se ainda lhe sobra R$1050,00, o seu salário é igual a
(01) R$1900,00
(02) R$2050,00
(03) R$2500,00
(04) R$3050,00
(05) R$3500,00
SOLUÇÃO: Sendo S o salário, podemos escrever:
0,30S = despesa com alimentação
Restaram 0,70S. Logo, o gasto com saúde e educação será 40% desse restante ou
seja: 0,40.0,70S = 0,28S
Portanto, podemos escrever agora: 0,28S + 1050 = 0,70S
1050 = 0,70S - 0,28S = 0,42S S = 1050/0,42 = 2500
Portanto, S = R$2500,00, o que nos leva à alternativa (03).
Questão 08 – Se o resto da divisão do polinômio P(x) = 2x
n
+ 5x – 30 por
Q(x) = x – 2 é igual a 44, então n é igual a
(01) 2
(02) 3
(03) 4
(04) 5
(05) 6
SOLUÇÃO: Sabemos pelo teorema do resto, que o resto da divisão do polinômio P(x)
por x – a é igual a P(a). Logo, com os dados do problema, podemos escrever:


P(2) = 44 = 2.2
n
+ 5.2 – 30 64 = 2.2
n
2
n
= 32 e, portanto, n = 5, o que nos leva à
alternativa (04).
Questão 09 – Sabendo-se que o e R e que a parte real do complexo
z = (2+o i)/(-4-3i) é zero, o valor de o é
(01) –8/3
(02) –3/8
(03) 2/3
(04) 3/2
(05) 4
SOLUÇÃO: Teremos:
Como a parte real do complexo é nula, teremos:

Logo: -8 - 3o = 0 de onde conclui-se: o = -8/3, o que nos leva à alternativa (01).
Se necessário, reveja o capítulo sobre números complexos nesta página.
Questão 10 – A expressão é igual a:
(01) 1
(02) 2
(03) 4
(04) 6
(05) 8
SOLUÇÃO: Efetuando o produto dos dois primeiros fatores indicados, lembrando que
(a+b)(a-b) = a
2
– b
2
, vem:
[4 – (2 + \ 3)] . (4 + 2\ 3) = (2 - \ 3)(4 + 2\ 3) = 8 + 4\ 3 - 4\ 3 – 6 = 2, o que nos leva
à alternativa (02).
Questão 11 – Sabendo-se que, entre os números 13 e 694, existem x múltiplos de
11, x é igual a:
(01) 64
(02) 63
(03) 62



(04) 61
(05) 60
SOLUÇÃO:
Ora, os múltiplos de 11, formam uma PA de razão 11. O primeiro múltiplo de 11 maior
do que 13 é 22; Precisamos saber qual o maior múltiplo de 11, menor do que 694.
Dividindo 694 por 11 obtemos quociente 63 e resto 1. Logo, o múltiplo procurado será
igual a 63x11 = 693.
Logo, temos a PA:
(22, 33, 44, ... , 693)
Usando a fórmula do termo geral da PA, ou seja: a
n
= a
1
+ (n – 1) r e substituindo os
valores conhecidos, vem:
693 = 22 + (n – 1).11, onde n é o número de termos procurado e, portanto igual ao x
do problema. Efetuando os cálculos, vem: n = 62, o que nos leva à alternativa (03).
Questão 12 – As medidas, em metros, dos lados de um triângulo são expressas por x
+ 1, 2x e x
2
e estão em progressão geométrica, nessa ordem. O perímetro do
triângulo, em metros, mede:
(01) 9
(02) 9,5
(03) 19
(04) 28
(05) 30
SOLUÇÃO:
Temos a seguinte PG: (x + 1, 2x, x
2
). Usando o conceito de PG, podemos escrever:
2x/(x+1) = x
2
/(2x) [reveja PG nesta página, se necessário].
Daí, vem, usando as propriedades de proporção: (produto dos meios = produto dos
extremos). Lembram-se?
4x
2
= (x+1).(x
2
) ; para x = 0, podemos simplificar a expressão anterior, dividindo
ambos os membros por x
2
, resultando: 4 = x + 1 x = 3.
Sendo x = 3, os lados do triângulo serão:
4, 6, 9 (uma PG de razão 3/2)
Sendo o perímetro de um triângulo, igual à soma das medidas dos seus lados, vem:
Perímetro = 4 + 6 + 9 = 19, o que nos leva à alternativa (03).



Questão 13 – Se f é uma função tal que f(x + 2) = x
3
– 8, para todo x e R, então f(x) é
igual a
(01) x
3
+ 2x
2
+ 2x
(02) x
3
– 6x
2
+ 12x – 16
(03) x
3
+ 6x
2
+ 12x
(04) x
3
– 3x
2
+ 3x – 9
(05) x
3
+ 3x
2
+ 3x – 7
SOLUÇÃO:
Façamos x + 2 = t. Daí, vem: x = t – 2
Substituindo, fica:
f(t) = (t – 2)
3
– 8
f(t) = t
3
– 3.t
2
.2 + 3.t.2
2
– 2
3
– 8 = t
3
– 6t
2
+ 12t – 8 – 8 = t
3
– 6t
2
+ 12t – 16
Portanto, f(x) = x
3
– 6x
2
+ 12x – 16, o que nos leva à alternativa (02).
Questão 14 – O domínio da função é o conjunto
(01) (-· , -1) [3, · )
(02) (-1, 3) [4, · )
(03) (-1, 3] (4, · )
(04) (-· , -1) (4, · )
(05) (4, · )
SOLUÇÃO:
Como só existe raiz quadrada real de número positivo ou nulo, deveremos ter:
(2
x
– 8)/(x
2
– 3x – 4) > 0
Esta é uma inequação quociente. Vamos resolve-la:
Inicialmente, vamos determinar os zeros (ou raízes) do numerador e denominador.
2
x
– 8 ÷ raiz = 3, pois 2
3
– 8 = 0
x
2
– 3x – 4 ÷ raízes: 4 e – 1
Vamos então construir a seguinte tabela, observando os sinais do numerador e
denominador da desigualdade acima:



O sinal do quociente Q é positivo conforme tabela acima.
Observe que os números –1 e 4 anulam o denominador x
2
– 3x – 4, portanto não
podem pertencer ao domínio da função.
Portanto, o domínio da função dada será:
D = (-1, 3] (4, · ), o que nos leva a alternativa (03).
Questão 15 – Se então f(-3) é igual a:
(01) –11
(02) –7
(03) 7
(04) 11
(05) 12
SOLUÇÃO:
Observe que a expressão que define a função, pode ser escrita como:
f(x) = x
6/3
– 6/x = x
2
– 6/x (Lembram-se de potências de expoentes fracionários?)
Portanto, f(-3) = (-3)
2
– 6/(-3) = 9 + 2 = 11, o que nos leva à alternativa (04).
Questão 16 – Duas irmãs possuem 4 saias e 3 blusas. O número de maneiras
distintas que elas podem se vestir é:
(01) 12
(02) 24
(03) 72
(04) 144
(05) 144732
SOLUÇÃO:
Sejam s
1
, s
2
, s
3
e s
4
as saias e b
1
, b
2
e b
3
as blusas.
Sejam I
1
e I
2
, as irmãs detentoras deste grande vestuário. (eh eh eh ...)
Observe que podemos determinar as seguintes partições no conjunto das saias:




Portanto, relativo às saias, existem 12 possibilidades, obtido da contagem direta dos
elementos acima.
Já com relação ao conjunto das blusas, teremos:

Portanto, em relação às blusas, existem 6 possibilidades.
Logo, pela regra do produto, o número total de possibilidades será:
N = 12 x 6 = 72, o que nos leva à alternativa (03).
Questão 17 – Sendo uma função real, pode-se afirmar que:
(01) f é injetora
(02) f é crescente
(03) f(2) = 16
(04) f assume o seu valor máximo em x = 0
(05) D(f) = R
*

SOLUÇÃO:
A função f não é injetora, pois f(x) = f(-x).
f(2) = 1/16.
O domínio de f(x) é R.
A função f não é crescente, pois, por exemplo, f(2) = 1/16 e f(3) = 1/512.
Resta a alternativa (04). Para provar que a função assume o valor máximo para
x = 0, teríamos que recorrer à teoria dos máximos e mínimos, utilizando derivadas,
assunto não constante do programa. Portanto, por exclusão, temos que a alternativa
verdadeira é a de número (04).
Questão 18 – Os valores de x que satisfazem a equação log
x
(mx+n) = 3 são
2 e 3. Logo, o valor de m + n é:
(01) – 49
(02) – 30
(03) – 11



(04) 0
(05) 34
SOLUÇÃO:
Teremos, pelo enunciado:
x = 2 : log
2
(2m + n) = 3. Logo, 2
3
= 2m + n = 8 (eq. 1)
x = 3 : log
3
(3m + n) = 3. Logo, 3
3
= 3m + n = 27 (eq. 2)
Subtraindo membro a membro as igualdades acima, vem:
(3m + n) – (2m + n) = 27 – 8
m = 19
Substituindo o valor de m na eq. 1, vem:
2.19 + n = 8
Logo, n = 8 – 38 = - 30
Daí, vem finalmente que m + n = 19 + (- 30) = - 11.
Portanto, a alternativa correta é a de número (03).
Questão 19 – Um curral retangular, com 600 metros quadrados de área, em que o
comprimento é igual a dois terços da largura, tem o perímetro, em metros, igual a:
(01) 100
(02) 120
(03) 140
(04) 200
(05) 250
SOLUÇÃO:
Sejam x e y as dimensões dos lados do retângulo.
A área do retângulo será igual a x.y = 600
Podemos escrever, tendo em vista o enunciado da questão:
y = (2/3).x
Substituindo, vem: x[(2/3).x] = 600
Portanto: x
2
= 900 de onde conclui-se x = 30.
Portanto, y = (2/3).30 = 20
O perímetro do retângulo será então igual a P = 30 + 30 + 20 + 20 = 100, o que nos
leva à alternativa (01).




Questão 20 -

Na figura, AB = BC, DE = BE e CF = CE.
Se o ângulo A mede 50
º
, então a medida, em graus, do ângulo DEF é:
(01) 90
(02) 95
(03) 100
(04) 105
(05) 130.
SOLUÇÃO:
Para resolver este simples problema, basta lembrar que os ângulos da base de
um triângulo isósceles (aquele que possui dois lados com medidas iguais) , possuem
a mesma medida.
Nota: indicaremos o ângulo de lados OX e OY com vértice em O, como XÔY.
Observe na figura dada no problema, que o triângulo ABC é isósceles, pois AB = BC.
Daí vem que os ângulos da base são de mesma medida e, como  = 50º, vem que C
= 50º.
Como CF = CE, o triângulo CFE é isósceles e os ângulos da base são iguais.
Portanto, F = E. Logo, 50 + 2F = 180 F = E = 65º
Como o triângulo EDB é isósceles com DE = BE, os ângulos da base B e D possuem
a mesma medida. Além disso, A = 50º e C = 50º. Pela lei angular de Tales, vem que
A+B+C = 180º B = 80º.
Portanto, como B = D, vem que D = 80º.
Novamente pelo teorema angular de Tales, no triângulo DEB, teremos:
D + E + B = 180º Ê = DÊB = 20º
Teremos então:
CÊF + FÊD + DÊB = 180º
65º + FÊD + 20º = 180º FÊD = 95º
Portanto, alternativa correta = (02).



Questão 21 - O menor ângulo formado pelos ponteiros de um relógio circular, ao
marcar 15 h e 24 min., é:
(01) 72
º

(02) 60
º
(03) 48
º
(04)42
º
(05) 30º
SOLUÇÃO:


Portanto, a alternativa correta é a de número (04).
Questão 22 -O maior valor de com x e R, é
(01) 1
(02) 2/3
(03) 3/5



(04) 2/5
(05)1/3
SOLUÇÃO:
A fração dada terá valor máximo, quando o denominador tiver valor mínimo. Portanto,
deveremos ter cosx = 1(máximo valor do coseno), para que a diferença 4-cosx seja
mínima. Substituindo, vem: 2/(4-1) = 2/3, o que nos leva à alternativa (02).
Questão 23 - A reta r passa pelo ponto C (1, 3) e é perpendicular à reta AB, em que A
( 0,0 ) e B é centro da circunferência x
2
+ y
2
– 4x – 2y = 11.
A equação de r é igual a:
(01)2y + x = 10
(02)y + 2x = 10
(03)y + 2x = 5
(04)y – 2x = 5
(05)2y – x = 10
SOLUÇÃO:
Vamos determinar o ponto B (centro da circunferência):
Revendo os capítulos de Geometria Analítica nesta página, não será difícil perceber
que as coordenadas do centro da circunferencia, que é o ponto B serão:
x
o
= -(-4)/2 = 2
y
o
= -(-2)/2 = 1
Vamos determinar a equação da reta AB, onde A(0,0) e B(2,1):
Como a reta passa na origem, a sua equação será do tipo y = ax
Portanto, 1 = a . 2 a = ½
Logo, a reta AB tem equação y = (1/2)x
A reta r é perpendicular à reta AB; logo, o produto dos coeficientes angulares dessas
duas retas será igual a (– 1) .
Portanto, o coeficiente angular da reta r será: m
r
= -2.
Daí, vem:
y – y
1
= m
r
(x – x
1
)
y – 3 = -2 (x – 1) y + 2x = 5, que é a equação da reta r procurada. Portanto, a
alternativa correta é a de número (03).




Questão 24 - O comprimento de um arco AB definido em uma circunferência – de
diâmetro 12 cm – por um ângulo central AOB de 3 radianos é igual a:
(01) 3cm
(02) 4cm
(03) 12cm
(04) 18cm
(05) 36cm
SOLUÇÃO: diâmetro = 12 cm ¬ raio = 6 cm.
Sabemos que neste caso, é válida a relação: L = o . R
Daí, vem: L = 3.6 = 18 cm.
Obs: a fórmula acima somente é válida para o expresso em radianos.
Portanto, a alternativa correta é a de número (04).
Questão 25 - Um vaso tem a forma de um paralelepípedo retângulo com base
quadrada de diagonal igual 15\ 2 cm e altura 8 cm.
A capacidade desse vaso, em litros, é:
(01)1,2
(02) 1,5
(03) 1,8
(04) 12
(05) 18
SOLUÇÃO: O comprimento D da diagonal de um quadrado de lado L é dado por:
D = L.\ 2 . Portanto, vem: 15\ 2 = L.\ 2 L = 15 cm
O volume do paralelepípedo retângulo de base quadrada, será dado por:
V = S
b
. h
Onde Sb = L
2
= 15
2
= 225 cm
2
(área da base quadrada).
Portanto V = 225cm
2
. 8cm = 1800 cm
3

E como 1 litro = 1000 cm
3
, teremos V = 1,8 litros.
A resposta correta é a de número (03).

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->