Treinamento de Operador de Guindastes

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL
1

• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Gerência de Treinamentos Paschoal da Silveira Nunes Filho Carlos Dell Nery Coordenação Editorial Márcia Nunes Paschoal da Silveira Nunes Filho Carlos Dell Nery Elaboração Paschoal da Silveira Nunes Filho / Especialidade em Guindastes e Instrutor Carlos Dell Nery / Técnico Segurança do Trabalho / Instrutor Claudinei da Silveira Nunes / Técnico em Segurança do Trabalho e Meio Ambiente) Instrutores Credenciados (Carlos Dell Nery Paschoal da Silveira Nunes Filho Edição Centro de Treinamento e Consultoria CENTERCABO & GUINDASTE BRASIL AV. Dona Francisca , 799 – Vila Rezende -Piracicaba – SP APOIO: CRANE INSTITUTE OF AMERICA HAND SIGNAL COMMUNICATION ®2001 CENTERCABO & GUINDASTE BRASIL Treinamento e Consultoria – SP É vedada a reprodução total ou parcial desta obra sem a autorização expressa da CENTERCABO. Crime Editorial.
CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 2

Sumário
• • • • • Noções gerais do equipamento ( identificações de peças e componentes ). Interpretação do gráfico de carga ( cálculo de carga ). Esquema básico de funcionamento do sistema hidráulico ( identificação das válvulas de segurança, bomba hidráulica, tomada de força, mangueiras, conexões e comando hidráulico). Operação – aula prática ( regras de operação ) estabilidade, segurança e manuseio dos equipamentos e acessórios. Segurança na operação, orientação para estabilizar o equipamento em operação, visualização de acidentes e incidentes mais freqüentes, danos e erros de operação e posição correta para suspender a carga. Manutenção simples (verificação de pressão de trabalho, verificação de troca de óleo hidráulico). Informações Gerais.
CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 3

• •
• •

• • • •

Operador de Guindaste
• - APRESENTAÇÃO DO CURSO (INTRODUÇÃO)
• Para que você possa desfrutar da alta eficiência do equipamento, procurando utilizá-lo de maneira correta, obtendo desta forma sua plena eficiência e longevidade é com este objetivo que apresentamos ao prezado aluno o presente curso. A inobservância das instruções aqui contidas, poderá causar sérios riscos e graves problemas. Neste curso falaremos sobre os GUINDASTES. instalados em caminhões veiculares, embora existam muitos modelos de Guindastes que possam se assemelhar em aplicação e utilização.
CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 4

evitar acidentes ou diminuir as conseqüências de um acidente inevitável. (Ergonomia) • NR 18 Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção • Direção Defensiva: Conscientizar o condutor quanto a disciplina em dirigir. transporte. manuseio e armazenamento de cargas diversas. CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 5 . • NR 12: Norma regulamentadora que Rege os tipos e características dos equipamentos adequados para esta atividade. apesar dos erros.LEGISLAÇÃO • NR 6: Norma regulamentadora que Rege equipamentos de proteção individual. • NR 11: Norma regulamentadora que Rege a movimentação. das condições adversas e da responsabilidade de outros condutores e pedestres. • NR 17: Norma regulamentadora que Rege adaptar o homem de forma segura e confortável ao seu local de trabalho e lazer.

Operador de Guindaste • Requisitos para o Operador •  A operação do guindaste requer perícia. não sob a influência do álcool.    CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 6 . Possam provar que receberam à necessária informação para operar o guindaste aqui descrito e estejam familiarizado com o conteúdo destas instruções de operação. Por isso deve ser confiada apenas a pessoas que: estejam física e mentalmente capazes de efetuar o trabalho(tranqüilos. certificado de operador de guindaste). Isto também se aplica aos acessórios utilizados. Proibido o uso de cigarro na Operação do guindaste. drogas ou medicamentos). Trabalhem com guindaste de forma responsável e com segurança. Estejam devidamente qualificadas (cursos de operação. É necessário exame de saúde . habilidade e experiência.

Operador de Guindaste Requisitos • • • • • • • • • Serenidade nas decisões Calma em momento conturbados Maturidade nos seus atos Liderança com seus comandos Preparo intelectual Visão espacial Meticulosidade no trabalho Realização profissional Espírito de equipe CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 7 .

em qualquer acidente. ocorre pelo menos uma desta três falhas humanas.É importante saber que. NEGLIGÊNCIA IMPRUDÊNCIA IMPERÍCIA CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 8 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 9 .

OPERACÃO CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 10 .

tendo em mente trabalho com segurança e eficiência operacional. requer alterações.OPERACÃO Introdução – Estes procedimentos foram estabelecidos pelo uso experiência e conhecimento do equipamento. mais o procedimento básico não mudam na seqüência de operação. CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 11 . Os acessórios opcionais do guindaste ou qualquer outro acessório especial criado pelo próprio usuário.

Preparativo para operação do guindaste Estabilidade do guindaste 10 kgf = 100 N CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 12 .

Preparativo para operação do guindaste ÁREA DE APOIO CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 13 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 14 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 15 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 16 .

PATOLAMENTO CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 17 .

RISCO DE ACIDENTE CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 18 .

PERIGO CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 19 .

45 TON CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 20 .GROVER MOD.

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 21 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 22 .

SEGURANÇA NA OPERAÇÃO • Recomendamos operar sempre com a máxima prudência pois a distração e o descuido são freqüentes causas de acidentes. CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 23 .

SEGURANÇA NA OPERAÇÃO CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 24 .

sem receber ordem daquele que coordena os trabalhos. CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 25 .Liderança / Coordenação • Não iniciar manobra alguma.

Evitar que a carga fique balançando na extremidade do cabo de aço erguendo-a fora da vertical de levantamento. deve-se colocar sinalização de advertência por toda área de trabalho. Evitar fazer manobras com a carga erguida sobre áreas de trabalho ou trânsito. CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 26 . OBS. Cuidado quando atingir o mínimo e o máximo das posições do comando. principalmente quando tiver sustentando a carga. Existindo uma dessas anormalidades. Se isso não puder ser evitado.Segurança na operação Não provocar movimentos brusco de saída ou parada.: Se o operador forçar o comando no final de trabalho ocorrerá aquecimento excessivo no fluído hidráulico. consulte o revendedor mais próximo. Prestar atenção em qualquer ruído anormal ou folga excessiva no equipamento. verificar o equipamento e tomar as precauções necessárias. Se for necessário.

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 27 . • • • • Nunca permitir que alguém fique na área de movimentação de carga. quando queremos que fique parada. Assim evita-se que a carga fique movimentando (tipo pêndulo). Quanto mais pesada for a carga a ser movimentada. com toda atenção. Use sempre as lanças corretamente. Ou atinjam o fim de curso com muita velocidade causando desgastes e quebras prematura. Observar se a carga está bem posicionada e amarrada (com corda ou corrente que tenha resistência adequada) para que a carga possa ser levantada.Segurança na operação Procurar Ter um perfeito conhecimento da capacidade do equipamento: portanto. leia atentamente e procure observar rigorosamente todas as instruções do presente manual. Observar sempre. • Levantar a carga pouco acima do local que se encontra e traga o mais próximo possível da coluna do guindaste para a elevação ou movimento necessário. o gráfico de carga do equipamento. mais lentos deverão ser os movimentos do equipamento. Nunca arrastar cargas pelo movimento de Giro. o mau uso acarretará danos que diminuem a vida útil das mesmas e do equipamento.

Segurança na operação • Antes de abandonar o posto de manobras. CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 28 . desligar o interruptor geral do equipamento. deixar zero os órgãos de comando e jamais deixar a carga suspensa na ponta da lança.

..........5 m • Entre 1....5....TRABALHANDO COM SEGURANÇA • Para cabos aéreos de alta tensão e cabos de contato elétricos para linhas férreas............500V...3...0 m • Acima de 1...1.000V e 380....... aplicam-se as seguintes mínimas: • Até 1....0 m CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 29 ..................000V....500v.........1......000V e 10............4.....000V.000 e 220...5.........0 m • Entre 11...........000V.0 m • Voltagem desconhecida.........0 m • Entre 220.

leia atentamente e procure observar rigorosamente todas as instruções do presente manual.Manual de operação • Procurar Ter um perfeito conhecimento da capacidade do equipamento: portanto. CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 30 .

etc. caçamba ou situações suspensa contra estruturas. usando sinal. devido ao risco de descarga elétrica por indução. b) Aproximação do cabo. relacionado abaixo. sempre que houver obstáculos que dificultem a visibilidade do Operador . • Deve ser escalado um sinaleiro.SINAIS/COMUNICAÇÕES • Confirmar o inicio da manobra. plataformas de proteção. CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 31 . caçamba ou carga a menos de 1 metro de redes de alta tensão. torres. Os sinais devem ser usados conforme norma universal de instruções.. • O operador de grua ou guindaste deve ser orientado para evitar: a) Choques das lanças.

IV •SINAIS •ACESSÓRIOS CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 32 .PLANO DE RIGGER CAP.

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 33 .

SEGURANÇA Acessórios • • • • • • Cabo de Aço Manilhas Lingas Grampo de Fixação Cintas de Cargas Laços CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 34 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 35 . • Exemplo: Cabo 6 x 19 : compõe-se de 6 pernas de 19 fios cada.CABO DE AÇO • Construção de cabo de aço entende-se o número de pernas e o numero de fios de cada perna.

Estrutura de cabo de aço –ALMA • AF = Alma de fibra Naturais – Normalmente de sisal ou rami • AFA = Alma de Fibra Artificiais – Geralmente de polipropileno (vantagem contra a corrosão interna do cabo) • AA = Alma de Aço (quando formada por perna) – Maior resistência aos amassamentos e maior resistência à tração • AACI = Alma de aço com Cabo Independente CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 36 .

Substituição de cabos de Aço CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 37 .

GANCHO • Construção Forjado de aço carbono CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 38 .

comprometem seriamente a sua resistência . • Boca curvada para fora. desgaste visiveis. pequenas fendas.GANCHO Importante • Inspecionar visualmente os ganchos. Atenção : A ABERTURA DO GANCHO NÃO PODE SER SUPERIOR A 15% CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 39 .

ELEVAÇÃO DE CARGA CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 40 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 41 .

TABELA CAPACIDADE CLIPS CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 42 .

CINTAS DE CARGA TIPO ANEL FATOR DE SEGURANÇA 5.1 CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 43 .

CINTA DE CARGA TIPO BAG CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 44 .

• GUINDASTE TELESCÓPICO CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 45 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 46 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 47 .

COMPONENTES BÁSICOS DO GUINDASTE TRELIÇADO CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 48 .

COMPONENTES BÁSICOS DO GUINDASTE HIDRÁULICO SOBRE RODAS CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 49 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 50 .

DEFINIÇÃO DOS TÊRMOS APLICADOS NO GUINDASTE CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 51 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 52 .

GUINDASTE 1954 CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 53 .

GUINDASTE DE ESTEIRA GUINDASTE AUTO PROPELIDO CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 54 .

GRUA GUINDASTE PORTUÁRIO CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 55 .

GUINDASTES VEICULARES CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 56 .

Guindaste Telescópico CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 57 .

GUINDASTE SKY HOUSE CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 58 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 59 .

acompanhamento e execução).. • Operadores Qualificados . • Planejamento em todas as fases (RIGGING). Verificação do solo . • Executar as verificações técnicas necessárias. MATS • Certificação ( Cabo de Aço.. manilhas etc.1 -GESTÃO DE RISCO • Pessoas capacitadas ( planejamento. • Seguro do transporte. CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 60 .

Peso total a ser movimentado. Velocidade do vento. Equipamento ou peça a ser transportada movimentada ou montada.Local de movimentação. Local de operação. 5. 4. 6. 2. Elevação de Carga (Altura de montagem). Peso dos acessórios .2 . (aproximado) / CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 61 . Peso e Centro de Carga . Dimensões . 3.GESTÃO DE RISCO • Movimentação de Carga Riscos envolvidos 1.

INDICADOR DE MOMENTO DE CARGA CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 62 .

.

PAT _ Instrumento de carga CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 64 .

• O operador deverá conhecer a CAPACIDADE NOMINAL de sua máquina.GRÁFICO DE CARGA • COMO ENTENDER O GRÁFICO DE CARGA . CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 65 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 66 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 67 .

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 68 .

PLANO DE RIGGER CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 69 .

Comprimento da Lança • Figura A – Comprimento da Lança CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 70 .

Raio de Operação • Figura B _ É o raio de operação que é o centro do guindaste. CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 71 . ao centro da carga. à ser içada ou o eixo da mesma.

Altura da Ponta da Lança

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL

72

Altura do topo da montagem ao solo

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL

73

Ponta da lança

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL

74

Distância do centro Lança ao centro da peça

CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL

75

Desenho Completo do Plano de Rigger CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 76 .

Desenho Completo do Plano de Rigger CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 77 .

48) – (30.B) = √x (48.30) (2.304) – (900) = √ 1.Exercício Plano de Rigger • Formula para achar o calculo do Altura do solo à ponta da lança.47m A C A = 48 m B = 30 m C = 37.47m CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL B 78 .404 X = 37. (A.A) – (B.

• A = 48 m (A-D).200 1.Exercício Plano de Rigger • Formula para achar o calculo da distância do centro da carga ao centro da lança / calculo para não haver choque da carga na lança .0 m (48 – 8) = 40 . 30 = 1.200 : 48 = 25m • F = 25m CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 79 . B = X • B = 30 m X÷A = Y • D = 8.

DESENHO DE RIGGER CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 80 .

SE Não é o grande que devora o pequeno.Fim LEMBRE. Boa Sorte CENTERCABO/GUINDASTEBRASIL 81 . Obrigado por você ter acreditado na gente . É o veloz que devora o lerdo ou ignorante.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful