Você está na página 1de 1

Ttulo - Problematizar um objeto em processo: as medicinas alternativas e a biomedicina.

Resumo: No projeto de investigao inicial foi elaborada uma problemtica sobre as medicinas alternativas e a biomedicina enquanto modelos epistemolgicos, no mbito da sociologia da cincia. No incio do trabalho de campo, em 2007, tornou-se evidente que os agentes sociais estavam implicados no processo de criao de normas sancionadas pelo estado a Lei das teraputicas no convencionais, de 2003, estava em regulamentao, o que conduzia ocultao de estratgias e mesmo de elementos das prticas, que poderiam definir os termos da regulamentao. Este processo de mudana social, tornou-se assim o objeto da investigao, tendo havido necessidade de reequacionar a problemtica e o enquadramento terico, mas igualmente de diversificar as fontes devido opacidade prpria de um processo de institucionalizao em que mdicos e terapeutas se defrontavam no espao pblico pela apropriao de um mercado da sade.

Nota biogrfica Lusa Franco nasceu em Lisboa, a 5 de Julho de 1969. doutorada em Sociologia do desenvolvimento e da Mudana Social pela Faculdade de Cincias Sociais e Humanas da Universidade Nova (2011). Realizou igualmente nesta instituio o mestrado em Sociologia, (2003), assim como a licenciatura (1994). Em 1996 iniciou actividades de investigao cientfica nos centros de investigao do Departamento de Sociologia, sobre reas diversas como o ensino superior ou a violncia domstica e actualmente investigadora no CesNova, na rea da educao. Interesses de Investigao: Sociologia da educao; Sociologia dos problemas sociais; Sociologia da sade e da medicina; Sociologia das profisses e Metodologias.