Você está na página 1de 20

Banco de Dados I

4º Período - 2008/02
UNIPAC - Ipatinga
Prof. Christiano Colen Venancio
MER

• Relacionamento Ternário
• Generalização e Especialização
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização
– Imagine um ambiente hospitalar:
■ MÉDICOS
■ PACIENTES
■ QUARTOS
■ SALAS DE CIRURGIA

– Cada conjunto destes possuirá diversos


elementos associados a ele e isso indicará a
criação de entidades no modelo.
Christiano Colen
3
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização
– Suponha que os MÉDICOS são divididos em
categorias:
■ MÉDICOS RESIDENTES
■ MÉDICOS EFETIVOS

– Cada uma dessas categorias, além de


características comuns, possui atributos distintos
■ Especialidade, Nome do Médico, Local de atuação,
Tempo de Permanência, Data de Efetivação, Data de
Início da Residência, Nome do Orientador, Data de
avaliação Prevista, Tempo de Experiência na Função
Christiano Colen
4
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização
ATRIBUTO MÉDICO RESIDENTE MÉDICO EFETIVO
Especialidade X X
Nome do Médico X X
Local de Atuação X
Tempo de Permanência X
Data de Efetivação X
Data de Início da Residência X
Nome do Orientador X
Data de Avaliação Prevista X
Tempo de Experiência na Função X X

Christiano Colen
5
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização
Generalização

MÉDICO

MÉDICO MÉDICO
RESIDENTE EFETIVO

Especialização
Christiano Colen
6
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização
– Através deste conceito é possível atribuir
propriedades particulares a um subconjunto das
ocorrências (especializadas) de uma entidade
genérica.
– Herança de propriedades: cada ocorrência da
entidade especializada possui, além de seus
próprios atributos e relacionamentos, também
as propriedades da entidade “mãe”, a entidade
generalizada.
Christiano Colen
7
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização
– No DER, o símbolo é um triângulo;
Nome
CIDADE (1,1) (0,n)
PESSOA
Código

CPF PESSOA PESSOA CGC


Sexo FÍSICA JURÍDICA

Christiano Colen
8
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização
– Pode ser classificada em dois tipos:

■ Parcial : nem toda ocorrência da entidade genérica


possui uma ocorrência correspondente em uma
entidade especializada.
■ Total : para cada ocorrência da entidade genérica
existe sempre uma ocorrência em uma das entidades
especializadas.

Christiano Colen
9
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização - Parcial
Indica que nem todo
Tipo de FUNCIONÁRIO FUNCIONÁRIO é
funcionário
MOTORISTA ou
p SECRETÁRIA

MOTORISTA SECRETÁRIA

Christiano Colen
10
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
Generalização/Especialização - Total

Indica que todo


CLIENTE CLIENTE é ou
PESSOA FÍSICA ou
t PESSOA JURÍDICA

PESSOA PESSOA
FÍSICA JURÍDICA

Christiano Colen
11
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
❚ Generalização/Especialização- Especialização
Única
cargo de FUNCIONÁRIO
funcionário
p

SECRETÁRIA

Christiano Colen
12
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização - Especializações
Múltiplas VEÍCULO

VEÍCULO VEÍCULO
TERRESTRE AQUÁTICO

AUTOMÓVEL VEÍCULO ANFÍBIO BARCO

Christiano Colen
13
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização
■ Podem ser:
– Mutuamente exclusivas: sempre que uma
ocorrência de um entidade generalizada pertencer
a somente uma entidade especializada.

– Não (Mutuamente) Exclusivas: uma ocorrência da


entidade generalizada pode pertencer a mais de
um subconjunto ( entidade especializada).
Christiano Colen
14
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização - Mutuamente
Exclusiva
VEÍCULO

TREM AVIÃO AUTOMÓVEL

Christiano Colen
15
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
Generalização/Especialização - Não Exclusiva

PESSOA

PROFESSOR ALUNO FUNCIONÁRIO

Christiano Colen
16
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização - Quando
Utilizar ???
Fita retira CLIENTE
Vídeo (1,n) (0,n)

FITA FITA
LANÇAMENTO NORMAL

Christiano Colen
17
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização - Quando
Utilizar ???
– Regra 1 : Existe algum atributo que seja
aplicável a somente uma entidade especializada
e não a todas?
– Regra 2 : Existe algum relacionamento que
seja aplicável a somente uma entidade
especializada e não a classe generalizada ?
– Regra 3 : Não estaremos “poluindo” o modelo
com a inserção de detalhes desnecessários?
Christiano Colen
18
Unipac - 2008
Modelo Entidade-Relacionamento
■ Generalização/Especialização - Quando
Utilizar ???
Situação em que a especialização deve ser
explicitada
Regra 1 e Regra 2

Situação em que a especialização pode ser


explicitada
Regra 3
Christiano Colen
19
Unipac - 2008
A clinica oftalmológica “Stevie Wonder & Ray Charles”
deseja fazer um sistema para registrar o trabalho dos
médicos e para controlar as consultas, exames e
pagamentos dos pacientes. Uma consulta envolve um
médico da clínica e um paciente numa determinada data
(eventualmente o paciente pode se consultar com vários
médicos ou com o mesmo médico em diferentes datas).
Um paciente pode ser submetido a exames em diferentes
datas, que são classificados em 2 tipos: laboratoriais
(sangue ou urina) ou clínicos (pressão olhos ou acuidade
visual), estes últimos necessitando a presença de um
médico da clínica. Um cliente pode possuir ou não um
plano médico. O médico pode ser identificado pelo seu
CRM e o paciente pelo seu CPF. O plano de saúde é
identificado pela sua sigla.Christiano Colen 20
Unipac - 2008