P. 1
Salmo 126_Grandes Coisas Fez o Senhor

Salmo 126_Grandes Coisas Fez o Senhor

|Views: 2.915|Likes:
Publicado porELI ROCHA SILVA

More info:

Published by: ELI ROCHA SILVA on Feb 13, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC or read online from Scribd
See more
See less

05/10/2014

GRANDES COISAS FEZ O SENHOR.

Salmo 126 Alguns entendem este Salmo como pós-exílico, outros não, devido o verso 4. I - AOS QUE DEUS FAZ GRANDES COISAS, SÃO COMO OS QUE SONHAM. 1. Afinal, como anda um sonhador? Anda com os pés e a cabeça nas nuvens. 2. A alegria do retorno ao lar era motivo de muita alegria. Realidade ou visão? Não me belisque senão eu acordo! Exclama aquele que está em momento de muita alegria. 3. É preciso que cada pessoa tenha um conceito adequado sobre "grandes coisas". 4. O sonho das grandes coisas muitas vezes nos leva a menosprezar as menores coisas. As menores coisas acontecem, às vezes, de modo imperceptível. VERSO 1 (Aplicação para a alegria da salvação) 1. Os salvos como aqueles que sonham. (a) Na estranheza de sua experiência. (b) No êxtase de sua alegria. 2. Os salvos como diferentes dos que sonham. (a) Pela realidade de sua experiência. Sonhos são coisas insubstanciais, mas "o Senhor restaurou"- um fato real. (b) Por estarem libertos de desapontamentos. Nada de acordar e descobrir que isso "era apenas um sonho". (c) Pela persistência de sua alegria. A alegria dos sonhos é logo esquecida, mas essa é a "alegria sempiterna" (W. H. J. P.). II - AOS QUE DEUS FAZ GRANDES COISAS, SÃO RISONHOS E CANTADORES. 1. Os repatriados de Babilônia agora tinham motivos para cantar.
1

2. Babilônia é passada, as expressões do Salmo 137.1-4. 3. Como é importante que se reconheça a atuação do Senhor. 4. O testemunho dos de fora. Os que os vêm regozijantes dizem: "Grandes coisas fez o Senhor por estes". 5. A quem nós poderíamos nomear de 'estes'? Existe em nosso círculo de amizade ou eclesiástico, alguém alvo das grandes coisas enviadas por Deus? VERSO 2 Receita para riso santo. 1. Fique encarcerado algumas semanas. 2. Ouça o Senhor dando volta na chave. 3. Siga-o à estrada alta. 4. Seu céu explodirá de luz solar, e seu coração com cântico e riso. 5. Se essa receita lhe parece muito cara, tente manter-se na estrada alta. (W. B. H.) III - AOS QUE DEUS FAZ GRANDES COISAS, SENTEM ALEGRIA PERMANENTE.
1.

2. 3. 4. 5.
6.

"Por isso, estamos alegres" (Verso 3). O que é preciso para o servo do Senhor ser alegre? É preciso ser servo. O servo é alegre e contagiante. Durante a vida cristã, certamente há muitas coisas para contarmos. Talvez algumas não tão alegres; mas após a fase aguda, "tira-se as harpas dos salgueiros". No Senhor há alegria. Temporais? Não, eternas!

VERSO 3. Grandes coisas fez o Senhor por nós. Nesse reconhecimento e confissão há três pontos de gratidão dignos de nota. 1. Foram "grandes coisas" as que foram feitas. 2. Quem foi que as fez: "o Senhor". 3. Como foram feitas: não contra nós, mas sim "por nós" (Alexander Henderson, 1583-1646).

2

IV - AOS QUE DEUS FAZ GRANDES COISAS, DERRAMAM-SE EM SÚPLICAS VERSO 4 – “Faze-nos regressar outra vez do cativeiro, Senhor, como as correntes do Sul” (ARC) 1. Sendo o Salmo pós-exílico, havia muita coisa a se feita, restaurada, em Jerusalém. Era preciso por a mão na massa, mas não esquecer-se que quem de fato restaura, é o Senhor. 2. Para o viajante no deserto, a coisa mais salutar era encontrar correntes de água para dessedentar-se. O Neguebe ficava em uma região árida, ladeado pelo Mar Morto e o Deserto de Zim. 3. Parte dos cativos permanece na Babilônia, por isso, o salmista pede o retorno do remanescente. V – AOS QUE DEUS FAZ GRANDES COISAS, SEMEIAM ATÉ COM LÁGRIMAS, MAS A COLHEITA SERÁ ABUNDANTE COM ALEGRIA. VERSO 5 1. Precisa haver a semeadura antes da colheita. 2. O que os homens semeiam eles colherão. Se semeiam semente preciosa, colherão semente preciosa. 3. Na proporção em que semeiam, colherão. "Aquele que semeia pouco". 4. A semeadura pode ser com tristeza, mas a colheita será de alegria. 5. Na proporção da tristeza da semeadura haverá a alegria da colheita (G. R.). VERSO 6 1. Uma parada no caminho: "Aquele que sai no seu caminho". 2. Uma tristeza: "chorando". 3. Um semear "e produz boa semente". No retorno há três opostos a esses. 4. Retornando: "Ele sem dúvida virá de novo". 5. Um regozijo: "com cantos de alegria". 6. Um recolher: "trazendo consigo os seus feixes" (John Hume).
3

VERS. 6. "Sem dúvida". Ou seja, as razões pelas quais nosso trabalho no Senhor não pode ser em vão. Trazendo consigo os seus feixes. O retorno do semeador fiel ao seu Senhor. Bem-sucedido, sabendo disso, pessoalmente honrado, abundantemente recompensado. VERSO 6. (Esboço de um Sermão de Spurgeon): "Semeadura com lágrimas e colheita jubilosa". 1. O semeador triste (a) Sua atividade - "ele sai". (b) Sua humildade - "e chora". (c) Sua fidelidade - "levando semente preciosa". 2. O ceifeiro feliz. (a) Seu tempo certo de colheita - "sem dúvida voltará". (b) Sua alegria abundante - "com cantos de alegria". (c) Com rica recompensa - "trazendo os seus feixes" (W. H. J. P.).

CONCLUSÃO O retorno dos abençoados é de muito júbilo. Os tementes a Deus são abençoados conforme a promessa (Sal. 128.4) A Oração que o Salmo Inspira: “Senhor, como os filhos de Israel, nos te louvamos porque nos trouxeste do nosso exílio de pecado e ignorância espiritual para o estado glorioso de filhos teus... E agora que somos teus filhos, ensina-nos a semear sabiamente, lembrando-nos de que estamos semeando para a eternidade. Amém!” (Pr. Almir dos Santos Gonçalves – O livro dos Salmos – Juerp).

Obras consultadas (Base: Tesouros de Davi- Spurgeon) 1. Comentário sobre os Salmos de Spurgeon 2. Bíblia Shedd Pr. Eli Rocha Silva Igreja Batista em Jardim Helena – 05/03/2008 – Quarta-feira
4

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->