Você está na página 1de 25

Julho, 2009 - Aula 1

Conheça a sua Bíblia


Conheça a sua Bíblia
Aula 1 - Índice

1 – O que é a Bíblia?
2 – Singularidade e importância
3 – Coerência textual
4 – Traduções
5 – Formação do Cânon
6 – Os livros Apócrifos
O que é a Bíblia?

A Bíblia de Gutenberg
1450-1455
O que é a Bíblia?
O que é a Bíblia?

A Bíblia Protestante é dividida em Velho e Novo Testamento e possui 66 livros.

A palavra portuguesa "testamento" corresponde à palavra hebraica berith que


significa aliança, pacto, contrato.

berith diatheke testamento

- Hebraica - Grega - Latina


- Aliança - Finalidade dos - Testamento
- “Bilateral” próprios bens - “Unilateral”
O que é a Bíblia?
Livros Canônicos (ou Protocanônicos).
Antigo Testamento – 39 livros Novo Testamento – 27 livros
Livros da Lei - Gênesis, Êxodo, Levítico, Evangelhos - Mateus, Marcos, Lucas, João
Números, Deuteronômio Livro Histórico - Atos
Livros Históricos - Josué, Juízes, Rute, I Espístolas Paulinas - Romanos, I e II Coríntios,
Samuel, II Samuel, I Reis, II Reis, I Crônicas, II Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossenses, I e II
Crônicas, Esdras, Neemias, Ester Tessalonicenses, I e II Timóteo, Tito, Filemom,
Livros de Sabedoria - Jó, Salmos, Provérbios, Hebreus (?)
Eclesiastes, Cantares Epístolas Gerais - Tiago, I Pedro, II Pedro, I
Profetas Maiores - Isaías, Jeremias, João, II João, III João, Judas
Lamentações, Ezequiel, Daniel Livro Profético - Apocalipse
Profetas Menores - Oséias, Joel, Amós,
Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque,
Sofonias, Ageu, Zacarias, Malaquias
O que é a Bíblia?
•  Escrita durante um período de mais de 1.500 anos;
BRASIL
•  Escrita durante mais de 40 gerações;
•  Escrita por mais de 40 “autores”, envolvidos nas mais diferentes
Os primeiros
atividades, registros
inclusive reis, camponeses,da filósofos,
traduçãopescadores,
de trechos poetas,
da Bíblia
estadistas, médicos, para o português
guerreiros etc. remontam ao final do
•  Escrita em diferentes
século lugares
XIII, por Dom(no deserto,
Dinis. Masna a
prisão, no palácio
primeira Bíbliaetc.)
•  Escrita em diferentes condições políticas e sociais;
completa
•  Escrita emcircunstâncias
em diferentes língua portuguesa
emocionaisfoi(no
publicada
auge da alegria ou em
profunda somente
tristeza); em 1753, na tradução de João Ferreira
deemAlmeida
•  Escrita (1628-1691),
três continentes feitae apenas
(Ásia, África Europa); do Antigo
•  Escrita em três idiomas
Testamento, até(hebraico,
o livro aramaico e grego);
de Ezequiel.
•  Escrita em diferentes estilos (história, lei, poesia, biografia, profecia etc.)
Conheça a sua Bíblia
Aula 1 - Índice

1 – O que é a Bíblia?
2 – Singularidade e importância
3 – Coerência textual
4 – Traduções
5 – Formação do Cânon
6 – Os livros Apócrifos
Singularidade e importância
Dos cerca de 3.200 Aproximadamente 2.550 já possuem
idiomas existentes pelo menos parte da Bíblia traduzida.

De cada 10 pessoas 8 possuem a Bíblia inteira traduzida


no mundo para sua língua

São vendidas cerca de 7 milhões de


No Brasil Bíblias por ano

Patrimônio Literário Relevância atemporal, sustentabilidade


Universal argumentativa e qualidade textual
Singularidade e importância
Distribuição mundial de traduções da Bíblia
Continente
Porções  Testamentos  Bíblias  Total 
/ Região 

África   318  322  163  803 

Ásia e Oceania   363  495  171  1029 

Europa 112  39  61 212 

América 153  312 42  507 

Línguas artificiais 2  0  1  3 

Total  848  1168 438  2554 


Singularidade e importância
Credibilidade histórica
Diferença, em anos, entre
Data em que foi Documento
Nome da obra e autor  a data da confecção e o Número de cópias 
escrita  mais antigo 
documento mais antigo 
Obras de Aristóteles  340 a.C.   1.100 d.C.   1.400   5  
Obras de Platão  427-347 a.C.   900 d.C.  1.200  7 

Guerras Gálicas de César  58-50 a.C.   850 d.C.  900  10 

História de Roma de Biny  59 a.C – 17 d.C.   350 d.C.  368  20 

História de Tácito  100 d.C.   850 d.C.  750  2 

Novo Testamento  50-90 d.C.   130 d.C.  40  24.000  


Conheça a sua Bíblia
Aula 1 - Índice

1 – O que é a Bíblia?
2 – Singularidade e importância
3 – Coerência textual
4 – Traduções
5 – Formação do Cânon
6 – Os livros Apócrifos
Coerência textual – Velho Testamento
Coerência textual – Novo Testamento
Conheça a sua Bíblia
Aula 1 - Índice

1 – O que é a Bíblia?
2 – Singularidade e importância
3 – Coerência textual
4 – Traduções
5 – Formação do Cânon
6 – Os livros Apócrifos
Traduções

Os idiomas bíblicos originais são três:


o hebraico, o aramaico e o grego.
Antigo Testamento: Totalmente escrito em hebraico.
Novo Testamento: Escrito em sua maior parte no idioma grego popular e
uma pequena parte em aramaico (um dialeto do hebraico).

Hebraico Grego Koinè Aramaico


Traduções
As mais importantes traduções históricas são:
Foi a primeira tradução da Bíblia. Compreendia só o AT.
A mais antiga cópia da Septuaginta está na biblioteca do Vaticano (data de 325 dC).
A Septuaginta Local: Alexandria, no Egito.
Tempo: cerca de 285 dC.
Tradução feita do hebraico para o grego.

É uma tradução da Bíblia toda, feita por Jerônimo, concluída em 405 dC.
Jerônimo foi um notável erudito da igreja, que a raduziu quando esteve em Roma.
A Vulgata É ela a versão oficial da Igreja Romana desde o Concílio de Trento (1546 AD.)
Latina Local: Belém, Palestina.
Tradução foi feita do hebraico para o latim - a língua oficial do Império Romano.

Essa versão é até hoje a predileta dos povos de fala inglesa. Ela formou a mentalidade
das comunidades saxãs. É a tradução oficial da Igreja Anglicana.
King James James (1566-1625) foi Rei da Inglaterra, Irlanda e Escócia e apaixonado por Teologia.
Local da tradução: Inglaterra.
Tempo: 1611 dC.
Conheça a sua Bíblia
Aula 1 - Índice

1 – O que é a Bíblia?
2 – Singularidade e importância
3 – Coerência textual
4 – Traduções
5 – Formação do Cânon
6 – Os livros Apócrifos
Formação do Cânon

Cânon do Velho Testamento


Durante o perído de diáspora a Bíblia foi traduzida do hebraico para o
grego. Alguns escritos recentes foram-lhe acrescentados sem que os
judeus de Jerusalém os reconhecessem como inspirados.

Somente no final do século I d.C. foi fixado o Cânon (=medida) hebraico,


portanto numa época em que a diferenciação entre Judaísmo e o
Cristianismo já era bem acentuada.

Os escritos acrescentados (NT) não foram aceitos no cânon hebraico.


Formação do Cânon

Cânon do Novo Testamento


Foi no Concílio de Cartago (397 dC.) que a primeira lista com os livros
inspirados do Novo Testamento (com os 27 que temos hoje) foi acolhida.

Motivos para Canonização: Critérios para Canonização:


- Cânone de Marcião (110 dC.), - Apostolicidade,
- Falsas nomeações de Cartas - Conteúdo,
(100dC. até Concílios de Cartago e Hipona), - Universalidade.
- Edito do imperador Diocleciano (303 dC.).
Conheça a sua Bíblia
Aula 1 - Índice

1 – O que é a Bíblia?
2 – Singularidade e importância
3 – Coerência textual
4 – Traduções
5 – Formação do Cânon
6 – Os livros Apócrifos
Os livros Apócrifos ou Deuterocanônicos
Inseridos na Vulgata Latina (Sec V).

Os livros apócrifos são:


–  Eclesiástico,
–  1, 2, 3 e 4 Esdras, –  Baruque,
–  Tobias, –  Adições a Daniel (Dn 13-14)
–  Judite, –  Carta de Jeremias,
–  Sabedoria de Salomão, –  1 e 2 Macabeus,
–  Adições a Ester (Est 10,4-16,24) –  Oração de Manassés.
Os livros Apócrifos
A palavra apócrifo significa “oculto” ou “escondido.
Deuterocanônico significa “do segundo cânon”.
Não são aceitos no Cânone Protestante por 3 motivos principais:

Reconhecimento Incoerência
Erros básicos
Histórico contextual
- Não reconhecidos pelos -  Falhas de localização -  Discrepância teórica e
primeiros cristãos geográfica narrativa

- Não possuem referência - Erros e incoerência - Ensino e prática de


no NT ou tradição histórica preceitos pagãos
Evangelhos não canônicos (gnósticos):
“Se eu a coloco (a Bíblia) abaixo de todos
os livros, ela é a que mantêm todos eles,
se eu a coloco no meio dos outros livros,
ela é a coração desses livros, e se eu a
coloco em cima dos outros livros, ela é a
cabeça e autoridade de todos os livros em
minha biblioteca”.
( Rui Barbosa )

Você também pode gostar