Você está na página 1de 1

No sei mais como fazer isso, no existe mais nada disso dentro de mim.

O poder que havia, ou algo que eu acreditava chegar perto de um poder de sabedoria prpria em lidar com as palavras, mas no. Depois que se descobre que no o nico no mundo, se deixa de ser especial, claro que sim. Hoje, dentre todas as minhas palavras perdidas eu gostaria de enteder o que se passa em minha mente, dores de cabea um senso de humor insatisfatriamente prprio, como se eu estivesse mendinto para meu prprio eu dizendo que estou bem quando no estou e vice-versa. De olhos vendados ao escuro do meu quarto, minhas palpebras se negam a permanecerem abertas para meu prprio entendimento. Porque eu me sindo dessa forma hoje, porque me sobrecarrego de tanto estresse, so dvidas das quais eu gostaria de uma resposta, mais no sei o que responder. Afinal sou eu o questinado aqui. Falo comigo mesmo, isso um problema ou no? Sentir-se infeliz por no poder ajudar quem amamos um grande problema? Pois bem assim que me sinto. No tenho mais total controle sobre minha calma e/ou esteria ....

E assim as palavras somem, a dor de cabea desparece e eu volto a ser quem um dia jamais fui. Um estranho dentro de mim.