Você está na página 1de 1

Ser me cantar e danar sentir tudo sem percber Ver a vida com tanta intensidade que assusta Tudo

do ter e nada ser capaz de nos ater Como absorver a brisa que refresca Como um medo onde em hora nos enfesta O amor virtuoso enobrece Em calor, grandezas e preces Ainda de ser me sabiencia procuro E insegura me recuo Porem da complexidade que me anseia Feliz sou, amada em dor Prazer e alegrias