P. 1
DIMENSIONAMENTO - Sistema de Irrigacao Por Aspersão Convencional

DIMENSIONAMENTO - Sistema de Irrigacao Por Aspersão Convencional

|Views: 647|Likes:

More info:

Published by: Rodolfo Senna da Silva on Feb 08, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as XLSX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/23/2014

pdf

text

original

Planilha Como Calcular A Capacidade De Suporte.

Gerenciando O Uso Da Sua Forragem com o Excel
Por Joalan Vitoriano De Sousa
Atenção: Ao inserir os dados certifique-se de que TODOS OS DADOS PEDIDOS (todas as células de cor AMARELA ),
estejam corretos e que não falte nenhum dado importante. A planilha lhe auxiliará no entendimento e
interpretação dos dados, leia atentamente os comentários das células correspondente.
DICA: Antes de inserir seus dados, zere a planilha digitando 0 (zero) em todas as células que estiverem em amarelo.
LEGENDA: Variáveis.
Resultados.
CENTEC - SERTÃO CENTRAL
Células Em Amerelo
Células Em Azul
CALCULOS
Qualquer Dúvida: Joalan13@hotmail.com
Tecnologo em Agronegócios
Planilha Como Calcular A Capacidade De Suporte.
Atenção: Ao inserir os dados certifique-se de que TODOS OS DADOS PEDIDOS (todas as células de cor AMARELA ),
estejam corretos e que não falte nenhum dado importante. A planilha lhe auxiliará no entendimento e
interpretação dos dados, leia atentamente os comentários das células correspondente.
DICA: Antes de inserir seus dados, zere a planilha digitando 0 (zero) em todas as células que estiverem em amarelo.
Projeto:
Propriedade:
Proprietario:
Cultura cultivada: CC (%): 20
Profundidade efetiva (cm): PMP (%): 12
Etp (mm/dia)
Da (g/cm³)
1.5
VIB (mm/h): 15
IRN (mm): 0
DIMENSIONAMENTO - Sistema de Irrigacao Por Aspersão Convencional
30
DADOS
Exemplo
Exemplo
Exemplo
7.7
Cultura:
Solo:
Milho
Fator de Reposição de
água do solo ( f %):
70
Comprimento 300
Largura 200


Altura de sucção (m): 2
Em (%) 92 C (pvc-Hw):
C (aço-Hw):
Comp. (m):
Variação do nível d’água (m):
DIMENSIONAMENTO - Sistema de Irrigacao Por Aspersão Convencional
DADOS
Exemplo
Exemplo
Exemplo
Tempo diário de irrigação (h/dia):
(tempo de funcionamento do conjunto
motobomba)
12
Moto-Bomba
Eficiência do conjunto moto-
bomba (%):
70
Area do Projeto:
Dados Gerais:
Ventos (m/s):
Tubulação Comprimento da tubulação de
sucção (m):
6
Horas de trabalho disponível (h):
Eficiêncio de Aplicação do Sistema (%):
Distância do início da área do
projeto à moto-bomba (m):
5
Topografia (%):
0
5
60000
6
12
75
2
150
120
6
DIMENSIONAMENTO - Sistema de Irrigacao Por Aspersão Convencional
DADOS
Exemplo
Exemplo
Exemplo
Dados Gerais:
IRN (mm): 25.2
ITN (mm): 33.6
Irrigação Total Necessaria (ITN):
Irrigação Real Necessaria (IRN):
OU
f Pef ds
Pm Cc
IRN × × ×
÷
=
100
Pe f Pef ds
100
Pm Cc
IRN ÷ |
.
|

\
|
× × ×
÷
=
Ea
IRN
ITN=
Pe f Pef ds
100
Pm Cc
IRN ÷ |
.
|

\
|
× × ×
÷
=
15 mm/h
Bocal (mm): 6 x 7,5
Pressão de serviço (mca): 30
Vazão (m³/h): 6.06
Diâmetro irrigado (m): 30
Esp. Aspersores (m): 18
Esp. Linhas (m): 24
Área irrigada por Asp. (m²): 432
Altura do aspersor (m): 1.5
Disposição dos aspersores no campo:
Seleção do Aspesor
O aspersor mais adequado é o que possui o valor mais proximo da
Intensidade de Precipitação ( IP , quadro ao lado),
NÃO PODENDO SER MAIOR DO QUE A "VIB" =
Intensidade de
Precipitação IP (mm/h):
14.04
Modelo do Aspesor:
Agropolo
NY-30
Digite aqui as caracteristica do
aspesor de acordo ou não com os
dados do quadro ao lado:
Intensidade de precipitação:chuva fornecida pelo aspersor no tempo (mm/h)
Intensidade de precipitação efetiva: representa a chuva distribuída por aspersor isolado.
m³/s m³/s
Intensidade de precipitação média: representa a chuva distribuída por um sistema de irrigação.
OU
2 – 4
> 4
Espaçamento entre aspersores
55 a 65% do Dc do aspersor
65 a 70% do Dc do aspersor
(m)
Velocidade do
vento
Sem vento
0 – 2
Dc = Diâmetro de cobertura.
30 a 45% do Dc do aspersor
45 a 55% do Dc do aspersor
EL x EA
Qa
Ip =
m³/s
m³/s
TR (dias): 3
PI (dias): 2 PI< TR
2 Ti (horas): 2 :24
horas : minutos
3 Tm (horas): 1 :0
NID :
tempo de mudança dos ramais
Reajuste no Nº de irrigações por dia:
12 horas, ou seja,
NID : Valor aceito
NIP : 8
3.54
Número de Irrigações Possível (NIP):
Turno de Rega (TR):
Período de Irrigação (PI):
4
Se o valor acima (cel. C19) não for inteiro, faça o reajuste do "Nº de irrigações"
de maneira que não ultrapasse as horas disponível que é de
Tempo de Irrigação (Ti):
Número de Irrigações Por Dia (NID):
Se não for o caso, DIGITE 0 (zero).
Tempo de Mudança Total - das linhas lalaterais (Tm):
ETPc
IRN
T
R
=
300 0
200 5 O sentido da LL é obtida a partir do sentido do "desnível topográfico da área", para não comprometer a "uniformidade da irrigação".
m² 60000 Assim, o sentido da LL tem que ser "perpendicular" o sentido do desnível topografico da área com maior relevancia.
há 6
CLL (m): 150
LL Direita:
Em que o 1º aspersor ficará distânte da linha principal de: 12 metros.
Nº Asp /LLD: 8
Reajuste no comprimento da LLD - De acordo com o espaçamento entre aspesores:
CLL (m): 138 = 23 Unidades de Cano (6m cada)
LL Esqueda:
Em que o 1º aspersor ficará distânte da linha principal de: 6 metros.
Nº Asp /LLD: 9
Reajuste no comprimento da LLE - De acordo com o espaçamento entre aspesores:
CLL (m): 150 = 25 Unidades de Cano (6m cada)
Número de Aspesores e Reajuste do Comprimento da LL Esqueda (Nº Asp/LLE):
Número de Aspesores e Reajuste do Comprimento da LL Esqueda (Nº Asp/LLE):
Determinação Número de Linhas Laterais Necessárias ao Projeto
Comprimento da Linha Lateral (CLL):
Comprimento
Largura
Area do Projeto:
Principal carácteristica para o Sentido da Linha lateral (LL):
AiLL (m²): 3600
Aph (m²): 7500
Ai/dia (m²): 30000
Ai/dia (ha): 3.00
NPI/LLxdia: 4
Nº LL: 3
Número de LL:
Área Irrigada Por Dia (Ai/dia):
Área Irrigada Por Cada Linha Lateral (AiLL):
Área Irrigada em Cada Irrigação (área de projeto hidráulico) Aph:
Número de Posições irrgadas por LL por dia (NPI/LLxdia):
2
h
m 17575
16
m 380 740
subáreas de Número
total Área
Ap =
×
= =
14 , 5
m 3420
m 17575
Ai
Ap
N
2
2
LL
h
LL
= = =
O sentido da LL é obtida a partir do sentido do "desnível topográfico da área", para não comprometer a "uniformidade da irrigação".
Assim, o sentido da LL tem que ser "perpendicular" o sentido do desnível topografico da área com maior relevancia.
Espaçamentos aceito
Número de Aspesores e Reajuste do Comprimento da LL Esqueda (Nº Asp/LLE):
Número de Aspesores e Reajuste do Comprimento da LL Esqueda (Nº Asp/LLE):
Determinação Número de Linhas Laterais Necessárias ao Projeto
Principal carácteristica para o Sentido da Linha lateral (LL):
Número de Posições irrgadas por LL por dia (NPI/LLxdia):
2
h
m 17575
16
m 380 740
subáreas de Número
total Área
Ap =
×
= =
Comprimento da LL: Coêficiente de atrito: Limite de hfa na LL:
0 CLL (m): 138 C: 150
pvc hfa (mca):
Pressão serviço (m³/h):
Ps (m³/h): 30
QLL (m³/h): 48.48
QLL (m³/s): 0.01347
9 F : 0.408
Fator de Christiansen ajustado (Fr):
R : 0.667
Fr: 0.385
DLL (m): 0.0902
DLL (mm): 90.15
DLL (pol) ± 3.55
Reajuste do DIÂMETRO da LL - Digite o diâmetro comercial interno:
DIMENSIONAMENTO DAS LINHAS LATERAIS (LL)
Dimensionamento da LL (DLL):
Vazão da LL (QLL):
Determinação do fator de Christiansen ajustado (Fr):
Considerdo automaticamente quando o espaçamento do 1º Aspesor em relação
a Linha Principal seja diferênte dos espaçamentos entre eles:
1 N R
1 F N R
F
r
÷ +
÷ × +
=
EA
EA
R
0
=
2
N 6
1 m
N 2
1
1 m
1
F
×
÷
+
×
+
+
=
87 , 4
852 , 1
646 , 10
D
C
Q
D
|
.
|

\
|
× =
Dcom (mm): 106 >> DIÂMETRO ACEITO
hfa (mca): 6.00
hf (mca): 1.0113845
J (m/m): 0.0190202
V (m/s): 1.5241887
Declive: Aclive:
Pin (mca): 29.259 Pin (mca): 35.259
Pin = Ps + 0,75 x hf
LL
+ 0,5 AZ + Aa
Pin = Ps + 0,75 x hf
LL
- 0,5 AZ + Aa
Altura dos aspesores.
Pressão no inicio da LL (mca):
Cálculo da perda de carga unitaria: Hazen-Williams
Perda de Carga Admissível da LL (hfLL):
Em termos práticos, considera-se que a variação de pressão ao longo de uma LL não poderá exceder a
20% da pressão de serviço do aspersor somada a diferença de nível entre os extremos da linha .
Perda de Carga da LL (hfLL):
Cálculo das velocidades: Hazen-Williams
87 , 4
852 , 1
D
C
Q
646 , 10 J
|
.
|

\
|
× =
54 , 0 63 , 0
J D C 355 , 0 V × × × =
F L
D
C
Q
646 , 10 hf
87 , 4
852 , 1
× ×
|
.
|

\
|
× =
s AZ = 0
Limite de hfa na LL:
Nivel: limite de hf = 0,20 x Ps
6
6.00 Declive:
limite de hf = 0,20 x Ps - AZ
6
Aclive: limite de hf = 0,20 x Ps + AZ 6
DIMENSIONAMENTO DAS LINHAS LATERAIS (LL)
Determinação do fator de Christiansen ajustado (Fr):
Pin = Ps + 0,75 x hf
LL
+ 0,5 AZ + Aa
Altura dos aspesores.
Perda de Carga Admissível da LL (hfLL):
Em termos práticos, considera-se que a variação de pressão ao longo de uma LL não poderá exceder a
20% da pressão de serviço do aspersor somada a diferença de nível entre os extremos da linha .
Perda de Carga da LL (hfLL):
F L
D
C
Q
646 , 10 hf
87 , 4
852 , 1
× ×
|
.
|

\
|
× =
Pressão serviço (m³/h): Coêficiente de atrito: Limite de hfa na LP:
6 Ps (m³/h): 30 C: aço zincado hfa (mca):
Velocidade média: Vazão total das duas LL:
V (m/s): 1.5 Qt (m³/s):
A primeira posição do primeiro ramal ficará a 18 m do início da área.
Assim o ultimo ramal ficará a uma distância de 14 m do limite da área.
Nº PLP: 16 8 Posições de cada lado.
Reajuste no comprimento da linha principal:
CLP (m): 186
= 31 Unidades de Cano (6m cada)
e
16
"TE" de Derivação.
DLP (m): 0.1852
DLP (mm): 185.23
DLP (pol)± 7.29
Reajuste do DIÂMETRO da LP - Digite o diâmetro comercial interno:
Dcom (mm): 181 >> DIÂMETRO ACEITO
hf (mca): 3.02
Nº de Posições na Linha Principal (Nº PLP):
DIMENSIONAMENTO DAS LINHAS PRINCIPAL (LP)
120
Dimensionamento da LP:
0.0404
Perda de Carga da LL (hfLL):
( )
L
4,87
D
1,852
C
Q
10,646 hf × × =
J (m/m): 0.0162
V (m/s): 1.57
Cálculo da perda de carga unitaria: Hazen-Williams
Cálculo das velocidades: Hazen-Williams
87 , 4
852 , 1
D
C
Q
646 , 10 J
|
.
|

\
|
× =
54 , 0 63 , 0
J D C 355 , 0 V × × × =
( )
L
4,87
D
1,852
C
Q
10,646 hf × × =
Limite de hfa na LP:
6.00
DIMENSIONAMENTO DAS LINHAS PRINCIPAL (LP)
Coêficiente de atrito: Altura da LR:
6 CR (m): 5 C: 120
aço zincado HLR (m): 0.25
Velocidade média: Vazão total das duas LL: Limite de hfa na LR:
V (m/s): 1.5 Qt (m³/s): 0.0269 hfa (mca): 6.00
DLR (m): 0.1512
DLR (mm): 151.24
DLR (pol)± 5.95
Reajuste do DIÂMETRO da LR - Digite o diâmetro comercial interno:
Dcom (mm): 181 >> DIÂMETRO ACEITO
hf (mca): 0.038
J (m/m): 0.0077
V (m/s): 1.05
DIMENSIONAMENTO DA LINHAS RECALQUE (LR)
Comprimento do inicil da área
até moto-bomba:
Dimensionamento da LR:
Perda de Carga da LL (hfLL):
Cálculo da perda de carga unitaria: Hazen-Williams
Cálculo das velocidades: Hazen-Williams
87 , 4
852 , 1
D
C
Q
646 , 10 J
|
.
|

\
|
× =
54 , 0 63 , 0
J D C 355 , 0 V × × × =
( )
L
4,87
D
1,852
C
Q
10,646 hf × × =
DIMENSIONAMENTO DA LINHAS RECALQUE (LR)
( )
L
4,87
D
1,852
C
Q
10,646 hf × × =
DIÂMETRO da Ls - Digite o diâmetro comercial interno:
Dcom (mm): 206
hf (mca): 0.0162
J (m/m): 0.0027
V (m/s): 0.81

Cálculo das velocidades: Hazen-Williams
A tubulação de sucção deverá trabalhar com o diâmetro comercial imediatamente
superior a tubulação de recalque.
DIMENSIONAMENTO DA LINHA DE SUCÇÃO (Ls)
Dimensionamento da Ls:
Perda de Carga da Ls (hfLs):
Cálculo da perda de carga unitaria: Hazen-Williams
87 , 4
852 , 1
D
C
Q
646 , 10 J
|
.
|

\
|
× =
54 , 0 63 , 0
J D C 355 , 0 V × × × =
( )
L
4,87
D
1,852
C
Q
10,646 hf × × =
DIMENSIONAMENTO DA LINHA DE SUCÇÃO (Ls)
( )
L
4,87
D
1,852
C
Q
10,646 hf × × =
Pin (mca): 35.26
hfLP (mca): 3.02 DZ (m): 10.00
hfLR (mca): 0.038 HR (m): 0.25
hfLs (mca): 0.016 Hs (m): 2.00
hfLoc (%): 4 hfLoc (mca): 2.023
Hmt (mca): 52.608
Cálculo Da Altura Manômetrica Total (Hmt):
Perda de Carga Localizada (hfLoc):
CÁLCULO DA ALTURA MANÔMETRICA TOTAL (Hmt):
Pressão no inicio da LL e Diferência de Nível da LL (hfLL):
Perda de Carga da LP (hfLP):
Perda de Carga e Diferência de Nível da LR (hfLR):
Perda de Carga e Diferência de Nível da Ls (hfLs):
CÁLCULO DA ALTURA MANÔMETRICA TOTAL (Hmt):
Pot (cv): 13.4943
Pot (cv): 14.67
Cálculo da energia consumida por essa potência (cv):
Potência Moto-bomba (Pot):
Verificar a POTÊNCIA COMERCIAL mais proxima
da que foi encontrada acima, obrigatoriamente
superior caso não seja igual.
POTÊNCIA DO CONJUNTO MOTO-BOMBA (Pot)
MB
man
R 75
H Q
Pot
×
×
=
POTÊNCIA DO CONJUNTO MOTO-BOMBA (Pot)
18 X 24
,
sendo 150
24
2 : 24
mm. 23
31 aço zincado
181 mm.
17 por linha lateral.
14.67 cv.
Tempo de irrigacao (h):
Vazão total (m³):
N º de emissores por linha:
A area total irrigada em (m²), e de
Frequencia de Irrigacao (dias):
PS (mca):
Vazao (L/h):
Emissor:
2
8
30
6.06
Agropolo NY-30
Projeto Aspersão Convencional
3600
m de comprimento, por
m de largura.
Milho
246.54
tubos serao utilizados para dimensionar a linha lateral.
Para a LP, sera preciso tubos de , com diametro de
O numero total de aspersores e de
O sistema exige um conjunto moto-bomba com potencia de
A linha de lateral sera de 150 , com diametro de 106
Cultura: Espacamento (mxm):

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->