Você está na página 1de 56

A reprodução por qualquer meio, inteira ou em parte, venda, exposição à venda, aluguel, aquisição, ocultamento, empréstimo, troca ou manutenção em depósito sem autorização do detentor dos direitos autorais é crime previsto no Código Penal, Artigo 184, parágrafo 1 e 2, com multa e pena de reclusão de 01 a 04 anos.

Língua Portuguesa
Língua Portuguesa

Morfologia

I - Classes de Palavras

4

II - A Relação Determinante/Determinado

5

Estudo do Nome

I O

-

Substantivo

13

II O

-

Adjetivo

17

III - O Advérbio

19

Concordância Nominal

17 III - O Advérbio 19 Concordância Nominal I - Introdução 25 II - Concordância do

I - Introdução 25

II - Concordância do Adjetivo com

 

mais de um Substantivo

26

III - Concordância de dois ou mais Adjetivos com um Substantivo

28

IV - Casos Especiais de Concordância Nominal

28

O Pronome

 

I -

Classificação

37

II - Pronomes Pessoais

37

III - Pronomes Possessivos

Pronomes

Relativos

45

IV - Pronomes Demonstrativos V -

46

49

VI - Pronomes Indefinidos

53

NIRLEY OLIVEIRA

Relativos 45 IV - Pronomes Demonstrativos V - 46 49 VI - Pronomes Indefinidos 53 NIRLEY

Anotações

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

Caro Vestibulando,

Este material apresenta um conteúdo e uma forma de organização calcados, sobretudo, na nova realidade do Português Instrumental. Um enfoque moderno que, conforme você deve saber, privilegia o desempenho final do usuário da língua e não mais a mera aprendizagem de tópicos gramaticais.

De modo prático, o que isso significa? Significa que os conteúdos aqui abordados foram selecionados em virtude da sua real contribuição dentro do processo de formar competentes usuários da língua, ou seja, indivíduos que sejam capazes de ler e escrever satisfatoriamente. Há aqui, também, um significativo espaço destinado à interpretação de textos, pois entendemos que não é possível separar este outro componente da disciplina, sob o risco de oferecer uma visão “capenga” do Português.

Assim sendo, trabalharemos apenas com temas que tenham efetiva aplicação, estreita relação com a melhoria do seu desempenho como leitor e produtor de textos. Por isso, não estranhe se, neste livro, você não precisar classificar uma “Oração Subordinada Adverbial Final Reduzida de Infinitivo” (Ufa!!!).

Um abraço carinhoso.

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

MORFOLOGIA

I. CLASSES DE PALAVRAS

“Palavras não são más Palavras não são quentes Palavras são iguais Sendo diferentes Palavras não são frias Palavras não são boas

Os números para os dias E os nomes para as pessoas Palavras eu preciso Preciso com urgência Palavras que se usem Em casos de emergência.”

(BRITO, SÉRGIO. TITÃS. 1989)

As palavras da Língua Portuguesa (mais de 200.000!!) pertencem, por natureza, a dez diferentes classes gramaticais. Cada uma delas apresenta características próprias. Para facilitar o seu reconhecimento, veja o esquema abaixo:

Classes de palavras

Função

Exemplo

 

Substantivo

nomeia seres, coisas e idéias; o substantivo concreto nomeia seres e objetos; o substantivo abstrato nomeia ações, estados, qualidades, sensações e sentimentos.

Fogo // amor // beleza

VariáveisInvariáveis

Artigo

precede o substantivo, ao mesmo tempo determina-o ou generaliza-o.

O amor // Uma saudade

Adjetivo

modifica o substantivo; atribuindo-lhe um estado ou qualidade.

Homem livre

Numeral

indica a quantidade dos seres.

Três noites

Pronome

substitui ou acompanha o substantivo, limitando sua significação.

Aquela casa

Verbo

indica ação, estado ou fenômeno da natureza.

Amanhece // nasceu

 

Advérbio

modifica o verbo, o adjetivo ou outro advérbio, exprimindo uma circunstância (que pode ser de tempo, de lugar, de modo, etc.)

Acordo tarde.

Preposição

liga termos de uma oração, estabelecendo variadas relações entre eles.

Cena de novela

Conjunção

liga termos de mesma função, ou orações.

Pare e pense.

 

Interjeição

exprime emoções ou sentimentos.

Nossa!

(Quadro adaptado de: NICOLA, José de. Língua, Literatura e Redação. V.2. Scipione. P.17)

Obs.: Locuções: chama-se locução à reunião de duas ou mais palavras com valor de uma só.

Loc. adjetiva

Loc. adverbial

palavras com valor de uma só. Loc. adjetiva Loc. adverbial Duas ou mais palavras equivalentes a

Duas ou mais palavras equivalentes a um adjetivo. • O governo do Brasil agiu mal.

Duas ou mais palavras equivalentes a um advérbio. • Ele saiu às pressas.

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS
Tecnologia ITAPECURSOS Um termo isolado, muitas vezes, não oferece condições de uma análise morfológica segura. Tudo

Um termo isolado, muitas vezes, não oferece condições de uma análise morfológica segura. Tudo depende do contexto em que ele se insere. Veja, como exemplo, o texto a seguir. Nele a expressão grifada ora modifica o verbo - Loc. adverbial - ora modifica o substantivo - Loc. adjetiva.

“Todo dia o sol levanta

E

a gente canta

O

sol de todo dia.

Fim da tarde a terra cora

E a gente chora

porque finda a tarde.

Quando a noite a lua amansa

E a gente dança

Venerando a noite.”

Observe:

Todo dia o sol levanta.”

a noite.” Observe: “ Todo dia o sol levanta.” Loc. Adv. ( V E L O

Loc. Adv.

(VELOSO, CAETANO. CANTO DO POVO DE UM LUGAR)

“O sol de todo dia.”

( V E L O S O , C A E T A N O .

Loc. Adj.

II - A RELAÇÃO DETERMINANTE / DETERMINADO

O contexto em que a palavra é empregada, já vimos, é fundamental para a identificação da sua classe gramatical. Portanto, perceber a relação que as palavras mantêm entre si, dentro da frase, é o caminho mais curto para a correta análise gramatical. É sobre isso que falaremos neste capítulo.

NUMERAL ADJETIVO
NUMERAL ADJETIVO
sobre isso que falaremos neste capítulo. NUMERAL ADJETIVO ARTIGO 2345678901234567890 2345678901234567890

ARTIGO

2345678901234567890 2345678901234567890 2345678901234567890 2345678901234567890 2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
2345678901234567890
SubstantivoSubstantivo
PRONOME ADJETIVO
PRONOME ADJETIVO
ADJETIVO
ADJETIVO
LOCUÇÃO ADJETIVA
LOCUÇÃO ADJETIVA

Substantivo: é determinado pelo artigo, adjetivo, locução adjetiva, pronome adjetivo e numeral adjetivo.

Subst. Subst. Aquelas cenas tristes justificavam a primeira impressão de abandono. pron.adj. adj. verbo artigo
Subst.
Subst.
Aquelas
cenas
tristes justificavam a primeira
impressão
de abandono.
pron.adj.
adj.
verbo
artigo
numeral
loc. adj.
Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS
12345678901234 12345678901234 12345678901234 234567890123 12345678901234 234567890123 12345678901234 234567890123
12345678901234
12345678901234
12345678901234
234567890123
12345678901234
234567890123
12345678901234
234567890123
12345678901234
234567890123
12345678901234
234567890123
12345678901234
234567890123
ADVÉRBIO
12345678901234
234567890123
12345678901234
VERBO
234567890123
12345678901234
234567890123
12345678901234
234567890123
12345678901234
234567890123
12345678901234
234567890123
123456789012
123456789012
123456789012
123456789012
123456789012
123456789012
123456789012
ADJETIVO
123456789012
123456789012
123456789012
123456789012
123456789012
ADVÉRBIOADVÉRBIOADVÉRBIOADVÉRBIOADVÉRBIO

Advérbio: determina o verbo, o adjetivo ou outro advérbio. É invariável.

Cantava mal.

verbo advérbio
verbo
advérbio

Cidade bastante velha.

advérbio adj.
advérbio
adj.
Mora muito longe. advérbio advérbio
Mora muito longe.
advérbio advérbio

Obs.:

Numeral Substantivo

Pronome Substantivo

advérbio Obs .: Numeral Substantivo Pronome Substantivo Substitui o substantivo. Substitui o substantivo. Dois é

Substitui o substantivo.

Substitui o substantivo.

Substitui o substantivo. Substitui o substantivo. Dois é pouco. Todos eram péssimos. Numeral Adjetivo

Dois é pouco.

Todos eram péssimos.

Numeral Adjetivo

Pronome Adjetivo

Todos eram péssimos. Numeral Adjetivo Pronome Adjetivo Acompanha o substantivo. Acompanha o substantivo. Dois

Acompanha o substantivo.

Acompanha o substantivo.

Adjetivo Acompanha o substantivo. Acompanha o substantivo. Dois filhos é pouco. Todos os livros eram péssimos.

Dois filhos é pouco.

Todos os livros eram péssimos.

Dois filhos é pouco. Todos os livros eram péssimos. 1) Nas frases a seguir, identifique a
Dois filhos é pouco. Todos os livros eram péssimos. 1) Nas frases a seguir, identifique a

1) Nas frases a seguir, identifique a classe gramatical das palavras sublinhadas. Faça as setas.

a) A sua atitude não parecia bastante nobre.

b) Em seu escritório, foi encontrado bastante material suspeito.

c) Era preciso que o conferencista falasse bastante alto.

d) Falaram bastante durante a reunião anual.

e) Quando os alunos saíram do ônibus, já era meio dia e meia.

f) A poltrona do ônibus era meio desconfortável.

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

g) Ele possui meio quarteirão desta rua e muito terreno no bairro.

h) O ministro pareceu muito empenhado em descobrir um meio de resolver a questão.

i)

Achei a sua namorada meio chata.

j)

Lá da Lua, ele observava, triste, a superfície da Terra.

l)

Lá da Lua, ele observava, tristemente, a superfície da Terra.

m) O paciente adulto é mais compreensivo diante das restrições médicas.

n) Um adulto é mais paciente com as restrições médicas.

2) (ICÉS) Que frase abaixo foi estruturada usando-se adjetivo?

a) Inácio era um adolescente.

b) Inácio não falava alto com o Borges.

c) A beleza de D. Severina encantava Inácio.

d) O Borges era um homem muito severo. e) Para bater, o adulto usa vara-de-marmelo.

3) (PUC-MG) O nome sublinhado modifica o verbo, funcionando, portanto, como advérbio em todas as opções, EXCETO em:

a) As primeiras mulheres pelas quais meu coração bateu forte foram as estudantes da USP.

b) Vestem solene as calças ou as calcinhas.

c) O olhar vazio da maioria, deitada num sofá, diz: “eu sou bela, você não é.”

d) O jeito da maioria diz: “eu sou bela, você não é.”

e) Que tanto tomam banho, mudam de roupa, passam creme e fazem charme para as câmeras.

4) (UFMG) As expressões destacadas correspondem a um adjetivo, EXCETO em:

a) Noite fechada sobre aqueles ermos perdidos da caatinga sem fim.

b) E ainda me vem com essa conversa de homem da roça.

c) João Fanhoso anda amanhecendo sem entusiasmo.

d) Demorava-se, de propósito, naquele banho.

e) Os bichos da terra fugiam em desabalada carreira.

5) (PUC-MG) O termo sublinhado modifica o termo apontado pela seta em todas as opções, EXCETO em:

a) Bocas rindo de usineiros perdoados.

EXCETO em: a) Bocas rindo de usineiros perdoados. b) Operários em greve lutam com a polícia.

b) Operários em greve lutam com a polícia.

perdoados. b) Operários em greve lutam com a polícia. c) Presidente sozinho põe a cabeça entre

c) Presidente sozinho põe a cabeça entre as mãos.

c) Presidente sozinho põe a cabeça entre as mãos. d) Milhares de crianças abandonadas descem uma

d) Milhares de crianças abandonadas descem uma rampa sem fim.

Milhares de crianças abandonadas descem uma rampa sem fim. e) Um velho professor fala tristemente. Língua

e) Um velho professor fala tristemente.

crianças abandonadas descem uma rampa sem fim. e) Um velho professor fala tristemente. Língua Portuguesa -
Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

6) Observe os quadrinhos:

Hagar

DIK BROWNE

(FOLHA DE S. PAULO)
(FOLHA DE S. PAULO)

Níquel Náusea

FERNANDO GONSALES

(FOLHA DE S. PAULO)
(FOLHA DE S. PAULO)

Os vocábulos “bem” e “mal”, pertencem, aqui, à mesma classe gramatical? Comprove sua resposta através de setas indicativas da relação determinante/ determinado.

de setas indicativas da relação determinante/ determinado. Classes de Palavras - Relação Determinante - Determinado

Classes de Palavras - Relação Determinante - Determinado

1) (ICÉS) O vocábulo destacado só não tem valor de adjetivo em:

a) Aqueles homens gostam de ficar sós.

b) Já lhe falei, bastantes vezes, que não irei.

c) No Natal, as lojas vendem muito caro.

d) Após a greve de fome, ela ficará macérrima.

e) Espera-se que todos façam uma hora extra.

2) (M. Campos) Em todas as opções, o termo sublinhado modifica um substantivo, EXCETO em:

a) esse efeito, por sua vez, estimula respostas de alta magnitude.”
b) ”

c) “

d) são a aprendizagem social, a desinibição da agressão e o despertar emocional.”

e) “Vários estudos têm provado que as crianças ficam de fato despertas

passou por testes rigorosos de laboratório

isso

faz com que o comportamento agressivo se torne mais freqüente

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

3) (PUC-MG) O adjetivo está substantivado em:

a) A beleza das plantas estava nas suas cores vivas.

b) Estavam bastante tristes e não sabiam a razão.

c) O rio passava silencioso, calmo nas suas dores.

d) Ouviu-se, no profundo da terra, a voz

ameaçadora

e) Por aquele tempo, o homem andava muito

desesperado.

4) (UFMG) Há correlação entre os termos destacados em todas as opções, EXCETO em:

a) Ele era um indivíduo que nem estava satisfeito.

b) Aquele caminho antes estreito, estava com muita modificação.

c) As mulheres organizavam festas muito satisfeitas.

d) Crianças, que são reprimidas pelos pais, ficam

revoltadas.

e) Mariana e Luísa encontraram seus pais nervosas.

5) (UFLA) O adjetivo sublinhado está em função substantiva na opção:

a) cumpre a sua missão humana”.

“(

)

b) o barro vil da própria vida (

“(

)

)”.

c) que tanto pode ser o tosco abrigo (

“(

)

)”.

d) ao comezinho conforto material (

“(

)

)”.

“(

e) )

o pote em que se coze o alimento dos simples”.

6) (FUVEST) Assinale a opção onde a palavra destacada é um advérbio:

a) Um som de clarineta tremula perdido no ar.

b) A canção se recolhe dolorida.

c) Loucas, as fontes falarão de amor.

d) Devagar, o raio tecerá ninhos.

e) Rápidos, os vaga-lumes quebrarão a sombra.

7) (M. Campos) Apresenta um termo substantivado a estrutura:

“Dagoberto estirou o olhar por cima das ”

a)

mangueiras

b) “Uma ressurreição de cemitérios antigos

c) “Não tinham pressa em chegar

d) e o sol guiava-os nesse forçado nomadismo

e) eram comidos pela própria fome

8) (PUC-MG) Em todas as alternativas, há correlação entre os termos destacados, EXCETO em:

a) A situação foi considerada gravíssima.

b) Todos procederam educados.

c) Estas casas devem ter custado caro.

d) Alegre e comunicativo, o menino chegou.

e) Meu tio foi nomeado embaixador.

9) (CEFET) Em que caso a palavra destacada não tem valor de adjetivo?

a) Um branco, velho, pedia esmolas.

b) Um velho, branco, pedia esmolas.

c) Só Deus, onipotente, me pode socorrer.

d) Os viajantes dormiram tranqüilos.

e) O sabão usado desbotou o verde da camisa.

10) (PUC-MG) Assinale a frase em que o meio funciona como advérbio.

a) Só quero meio quilo de lingüiça.

b) Achei-o meio triste.

c) Descobri o meio de acertar.

d) Parou no meio da rua.

e) Comprou um metro e meio de tecido.

11) (UFMG) Em todas opções, há correlação entre os termos destacados, EXCETO em:

a) Tinham passado a noite em claro, ouvindo

Pedro remexer-se inquieto.

b) O índio sentou-se pachorrento, junto da porta,

e contou-lhes uma história.

c) Chegou a noite e as duas mulheres atiraram-

se no chão, extenuadas.

d) Os castelhanos têm tudo que querem, fácil e

ligeiro.

e) Amaral, brincava, meio impaciente, com a

argola do rebenque.

12) (PUC-MG) O termo destacado é um nome desempenhando função de adjetivo em:

a) Às vezes, iam com ele alguns companheiros;

às vezes, ele ia .

b) Dentro em pouco uma fumacinha apontava longe.

c) Ele apanhou a estrada bastante movimentada.

d) Então, ganhava rápido a superfície, sabendo

que um segundo mais morreria.

e) Olhava para o próprio sexo que mal tocava a

superfície.

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

13) (M. Campos) “Os leigos sempre se medicaram por conta própria, já que de médico e louco todos temos um pouco, mas esse problema jamais adquiriu ”

contornos tão preocupantes no Brasil

Geraldo - Veja, 18 dezembro, 1985) Sobre os termos do trecho acima, podemos afirmar, EXCETO:

(MEDEIROS,

a) “jamais” modifica o vocábulo “adquiriu”

b) “tão” modifica o vocábulo “preocupantes”

c) “preocupantes” modifica o vocábulo “contornos”

d) “própria” modifica o vocábulo “conta”

e) “sempre” modifica o vocábulo “leigos”

14) (UFMG) Em todas opções há correlação entre os termos em destaque, EXCETO em:

a) Era uma mulher extremamente bela e

maliciosa.

b) Nunca ele sabia por que era tão confuso e

nervoso.

c) Deixaram todos os homens, daquele lugar,

completamente surpresos.

d) Certamente nós haveríamos de vencer,

corajosos, a tal batalha.

e) Ninguém, naquele fim de mundo, poderia ser

singelo.

15) (Fac. Medicina do Triângulo) INSTRUÇÃO: O texto abaixo servirá de base para esta questão:

“Os dois meninos espiavam os lampiões e adivinhavam casos extraordinários. Não sentiam curiosidade, sentiam medo, e por isso pisavam devagar, receando chamar a atenção das pessoas. Supunham que existiam mundos diferentes da fazenda, mundo maravilhosos na serra azulada. Aquilo, porém, era esquisito. Como podia haver tantas casas e tanta gente! Com certeza os homens iriam brigar.”

A palavra “tanta”, que aparece na expressão “tanta gente”, deve ser classificada como:

a) advérbio, porque indica quantidade.

b) adjetivo, porque indica qualidade.

c) numeral, porque indica quantidade.

d) pronome-adjetivo, porque concorda com o

substantivo.

e) pronome demonstrativo, porque varia em gênero

e número.

16) (Univ. Itaúna) Há um adjetivo substantivado em:

a) Aos poucos foi sentindo crescer o estranho

predomínio de Joaquim José sobre o seu espírito,

foi sentindo o peso daquela censura silenciosa.

b) Meia légua adiante, Joaquim José deixava o

trilho e ganhava de novo a estrada, para ficar à

espera do irmão, tiritando de frio.

c) Sua coragem era instintiva, enfrentava o perigo inconscientemente, obedecia a uma força interior, desconhecida e misteriosa.

d) Os grandes olhos úmidos de meiguice, o doce

sorriso, a tez delicada em que o moreno se misturava ao róseo, tudo nela enlouquecia-o.

e) Compreendia a revolta do filho e admirava-lhe o

espírito de justiça, a bondade inata, o horror à violência.

17) (M. Campos) Sublinhou-se um termo de natureza substantiva em todas as alternativas, EXCETO em:

a) “Quem fala aqui é o homem do 1003.”

b) “Todos esses números são comportados

c) o senhor ainda teria a seu lado a polícia.”

d) apenas eu e o Oceano Atlântico fazemos ”

algum ruído

e) “

onde ele trabalha na sala 305.”

18) (UFMG) Em todas as alternativas, o termo destacado expressa idéia de circunstância, EXCETO:

a) Ontem, Vanda Lopes procurou-me na secretaria do colégio.

b) As questões colocadas sobre a mesa, afinal,

não eram muitas.

c) Na verdade, o nome, assim solene, assenta-

lhe como uma luva.

d) Apesar de nosso esforço, as represálias não

tardaram, porém.

e) Talvez, também não gostem de mim nem de

minhas aulas

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS
Importância da Norma Culta Diálogo difícil do professor de Português com os alunos é convencê-los

Importância da Norma Culta

Diálogo difícil do professor de Português com os alunos é convencê-los a falar e a escrever conforme as normas da língua culta.

Para muitos representam esses padrões uma imposição das classes dominantes e devem ser, como outras formas de opressão, abolidos, em benefício do sofrido povo brasileiro. Existe em tal argumentação uma convergência de elementos heterogêneos. Ressalve-se, de logo, que a língua, toda língua, é sempre uma propriedade coletiva, um bem socializado, um patrimônio nacional. Nenhuma classe é donatária exclusiva do idioma. Mas a grande confusão está mesmo no entendimento deficiente do processo de comunicação. Vivendo em comunidade, todo falante é naturalmente entendido pelos parentes. Há, porém, outros estratos na vida social: a escola, a igreja, o clube, o trabalho que proporcionam momentos informais e formais. O falante civilizado não deve se expressar, em toda parte, em todo momento, com a linguagem da tribo ou do clã. Seria uma inadequação a ser repelida pela sociedade como um comportamento inconveniente. Ao instruir o estudante no manejo oral e escrito das modalidades cultas não está o professor de Português impondo-lhe um código arbitrário, mas simplesmente habilitando-o a que, em qualquer situação, possa utilizar o extraordinário instrumento que é uma língua de civilização. O conhecimento do idioma é então necessário como o de outras normas de convivência social. Se não se aceitam as normas de educação, de higiene, de trânsito etc., o recurso é o retorno às selvas. Mas, ainda nesse caso extremo, porque o homem não vive isolado, sempre haverá alguma regra a ser seguida. O acesso à língua culta, por ser esta uma certidão de cidadania, constitui-se numa aspiração legítima. Cumpre ao professor de Português assegurar a seus alunos esse direito.

CARVALHO, JAIRO DIAS DE - JORNAL DOS SPORTS - 20/11/1992.

(TEXTO ADAPTADO)

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

1) Segundo o texto, o conhecimento do idioma, em seus diferentes registros, é:

a) privilégio das classes de maior poder econômico.

b) imposição tanto das classes dominantes quantos dos professores de Português.

c) domínio exclusivo dos detentores de “status” intelectual.

d) fator tão importante quanto quaisquer outras normas sociais.

e) necessidade menos relevante do que algumas regras de convivência social.

2) O autor afirma, no 3º parágrafo, que existe uma “convergência de elementos heterogêneos”. Assinale a opção que apresenta equivalência semântica com essa expressão:

a) influência de elementos semelhantes para fins variados.

b) associação de alguns elementos para o mesmo fim.

c) mistura de diversos elementos para fins variados.

d) divisão de vários elementos para o mesmo fim.

e) concorrência de elementos diversos para o mesmo fim.

3) O texto aponta-nos algumas razões relativas à dificuldade de diálogo entre o professor de Português e os alunos. Assinale a opção que identifica, na visão do autor, a razão fundamental para essa dificuldade:

a) imposição das classes dominantes.

b) carência econômica da população brasileira.

c) falha no entendimento do processo de comunicação.

d) fragilidade das normas de convivência social.

e) pouca familiaridade dos alunos com os autores clássicos.

4) Da leitura do texto, conclui-se que, na visão do autor, o conhecimento da norma culta da língua:

a) constitui um direito do cidadão.

b) revela-se mais importante do que outros conhecimentos.

c) contribui para a ascensão social do indivíduo.

d) representa uma imposição das classes dominantes.

e) assegura todos os direitos dos cidadãos.

5) Assinale a alternativa em que o vocábulo grifado tem o mesmo valor gramatical que aquele identificado em:

“Ressalve-se, de logo, que a língua, toda língua, é sempre uma propriedade coletiva, um bem socializado

a) A distância existente entre a língua falada e a escrita é bem grande.

b) Nas manchetes só há escândalos. Por que o bem não serve como notícia?

c) Era inquestionável que o criminoso trabalhara bem.

d) Nem sempre fomos bem interpretados nas nossas atitudes.

e) Se bem o conheço, ele não deve demorar a cruzar aquela porta.

(EXERCÍCIO ADAPTADO DA PROVA DO VESTIBULAR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO.)

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

ESTUDO DO NOME

I. O SUBSTANTIVO

 

De gramática e de linguagem

E

havia uma gramática que dizia assim:

“Substantivo (concreto) é tudo quanto indica Pessoa, animal ou cousa: João, sabiá, caneta”. Eu gosto é das cousas. As cousas, sim! As pessoas atrapalham. Estão em toda parte. Multiplicam-se em excesso.

As cousas são quietas. Bastam-se. Não se metem com ninguém. Uma pedra. Um armário. Um ovo. (Ovo, nem sempre, Ovo pode estar choco: é inquietante ) As cousas vivem metidas com as suas cousas.

E

não exigem nada.

Apenas que não as tirem do lugar onde estão.

E

João pode neste mesmo instante vir bater à nossa porta.

Para quê? não importa: João vem!

E

há de estar triste ou alegre, reticente ou falastrão,

Amigo ou adverso

João só será definitivo

Quando esticar a canela. Morre, João Mas o bom, mesmo, são os adjetivos, Os puros adjetivos isentos de qualquer objeto. Verde. Macio. Áspero. Rente. Escuro. Luminoso. Sonoro. Lento. Eu sonho Com uma linguagem composta unicamente de adjetivos Como decerto é a linguagem das plantas e dos animais. Ainda mais:

Eu sonho com um poema Cujas palavras sumarentas escorram Como a polpa de um fruto maduro em tua boca, Um poema que te mate de amor Antes mesmo que tu saibas o misterioso sentido:

Basta provares o seu gosto

 

(QUINTANA, MÁRIO. PROSA & VERSO, 2. ED. PORTO ALEGRE, GLOBO, 1980)

O substantivo é a palavra com que nomeamos os seres em geral e que pode sempre ser precedida por um artigo.

Procure lembrar:

Toda palavra diante da qual podemos colocar o artigo é um substantivo. Inteligência é a nossa marca registrada.

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

1.CLASSIFICAÇÃO

Comuns

designam uma espécie.

aluno - cidade - rio

Próprios

individualizam os seres da espécie.

André - Recife - Amazonas

Concretos

designam seres reais ou fictícios, materiais ou espirituais que tenham existência independente.

livro - Deus - criança - fada - doente

o

Abstratos

designam qualidades, ações, estados, sensações e sentimentos.

beleza - viagem - morte - frio - amor

Coletivos

exprimem coleção de seres. Mesmo na forma singular, traduzem idéia de pluralidade.

bando - elenco - dúzia - batalhão

de pluralidade. bando - elenco - dúzia - batalhão 1) (UFMG) Em todas as alternativas, a

1) (UFMG) Em todas as alternativas, a palavra destacada expressa a idéia indicada, EXCETO em:

a) Ela é bonita e inteligência é o que não lhe falta. (QUALIDADE)

b) Todos se aproximaram da família para oferecer-lhe consolo. (AÇÃO)

c) Ninguém tem satisfação em pensar na própria morte. (ESTADO)

d) Ele só pensava, inexoravelmente, numa coisa: vingança. (AÇÃO)

e) Alguém notou a palidez da velhinha e tentou socorrê-la. (ESTADO)

2) Observe:

FRANCIE ®

BY SHERRIE SHEPHERD

(ESTADO) 2) Observe: FRANCIE ® BY SHERRIE SHEPHERD (R EVISTA C LÁUDIA . S ET .

(REVISTA CLÁUDIA. SET. 96)

O substantivo abstrato que aparece no quadrinho acima dá nome a:

a) uma qualidade.

b) uma ação.

c) uma sensação

d) um estado.

e) um sentimento.

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

2. AS FLEXÕES DO SUBSTANTIVO

A - Flexão de Gênero

BIFORMES

filho - filha / cantor - cantora

UNIFORMES

o colega - a colega / jacaré-macho - jacaré-fêmea / a testemunha

B - Flexão de Grau

 

DIMINUTIVO

NORMAL

AUMENTATIVO

Menininho

Menino

Meninão

C - Flexão de Número

 
 

SINGULAR

PLURAL

Jornal

Jornais

Plural dos Substantivos Compostos

Jornal Jornais Plural dos Substantivos Compostos G LAUCO , G ERALDÃO . S ÃO P AULO

GLAUCO, GERALDÃO. SÃO PAULO, CIRCO, 1986. P. 51.

Regra Geral: são variáveis o substantivo, o adjetivo e o numeral.

CASOS ESPECIAIS Só varia o 1º elemento Só varia o 2º elemento a) quando as
CASOS ESPECIAIS
Só varia o 1º elemento
Só varia o 2º elemento
a)
quando as palavras do composto forem ligadas
quando o composto for uma onomatopéia.
por preposição.
tico-ticos
pés-de-chinelo
pingue-pongues
chefes-de-seção
b)
quando o segundo elemento determina o primeiro,
dando-lhe idéia de finalidade ou semelhança.
cartas-bomba
homens-rã
Obs.: A tendência moderna, porém, é de pluralizar
os dois elementos.
cartas-bombas
homens-rãs
Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS
Tecnologia ITAPECURSOS 1) Escreva no plural os seguintes substantivos compostos: a) medida-provisória b) arranha-céu c)

1) Escreva no plural os seguintes substantivos compostos:

a) medida-provisória

b) arranha-céu

c) primeiro-ministro

d) mão-de-obra

e) vice-presidente

f) guarda-roupa

g) quebra-mola

h) mola-mestra

i) saca-rolha

j) cachorro-quente

2) (ESPM - SP) Passe para o plural a frase abaixo, fazendo as adaptações necessárias.

“O livre-docente, em seu abaixo-assinado, pediu demissão do cargo.”

3) Veja os quadrinhos:

pediu demissão do cargo.” 3) Veja os quadrinhos: (M AGO DE I D . A NO

(MAGO DE ID. ANO 1 Nº 6. ED. ARTENOVA S. A.)

A correta flexão de plural dos substantivos compostos usados no texto acima é:

a) obra-primas – terças- feiras

b) obras-prima – terças-feiras

c) obras-primas – terça-feiras

d) obra-primas – terças-feira

e) obras-primas – terças-feiras

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

II. O ADJETIVO

“A vida não tem roteiro.

Tudo permanece fiel a um comando invisível.

Há um eixo, uma linha básica.

O talvegue que entre os vales espera o curso do rio.

Mais largo, menos largo.

Mais fundo, menos fundo.

Garganta estreita, pedra, queda.

Remanso com sombra, tempestade, cheia.

Água suja, água limpa.

De águas sujas e águas revoltas se faz um rio.

(

)

Lá vou eu entre montanhas, pelo caminho anterior a mim.

Passo indiferente pela paisagem insensível à minha passagem.

Não escolhi a fonte de que provenho, como não escolhi as escarpas por que desço.

Sei que lá vou indo, porque não sei como não ir.

Sei dos silêncios e dos sigilos que ligam as pequenas peripécias, peça por peça,

à compulsória aventura.

Escolhi eu? Não.

Vou recolhendo o que vejo e o que vivo,

para conferir no coração.”

(OTTO LARA RESENDE)

Adjetivos são palavras que expressam as qualidades ou características dos seres.

• Homens serenos caminhavam pela rua vazia.

1. AS FLEXÕES DO ADJETIVO

As flexões de gênero e número do adjetivo simples são idênticas às do substantivo.

Homem mau – Homens maus Mulher – Mulheres más

A flexão de grau do adjetivo pode ser assim sintetizada:

Comparativo

Superlativo

• Superioridade Clara é mais alta que André.

• Absoluto Clara é altíssima - SINTÉTICO Clara é muito alta - ANALÍTICO

• Igualdade Clara é tão alta quanto André.

• Inferioridade Clara é menos alta que André.

• Relativo Clara é a mais alta de todas. - SUPERIORIDADE Clara é a menos alta de todas - INFERIORIDADE

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

O Plural dos Adjetivos Compostos

Regra Geral: nos adjetivos compostos, somente o último elemento varia, concordando com o substantivo.

• Emissoras todo-poderosas.

• Bolsas azul-escuras.

 

Casos Especiais

1. Se no adjetivo composto que foi usado para dar cor aparecer um substantivo, o composto fica invariável.

• Blusas azul-petróleo

• Sapatos verde-limão

2. Os adjetivos compostos azul-marinho, azul-celeste e furta-cor são invariáveis.

3. O adjetivo composto surdo-mudo tem flexionados os seus dois elementos.

Meninas surdas-mudas.

Obs.: Os substantivos empregados com valor de adjetivo são invariáveis.

• Homens monstro.

• Gravatas cinza.

• Blusas laranja.

Homens monstro. • Gravatas cinza. • Blusas laranja. 1) Passe os substantivos abaixo para o plural,

1) Passe os substantivos abaixo para o plural, efetuando a correta concordância com os termos sublinhados:

a) Reunião latino-americana

g)

Calça marrom-escura

b) Discurso político-econômico

h)

Saia azul-pavão

c) Medida sócio-econômica

i)

Blusa amarelo-ouro

d) Olho verde-claro

j)

Almofada rosa

e) Gravata amarelo-palha

l)

Sapato creme

f) Blusa vermelho-sangue

2) (F. C. Chagas- BA) Selecione a alternativa que completa corretamente as lacunas da frase apresentada:

Os acidentados foram encaminhados a diferentes clínicas

a) médicas-cirúrgicas.

b) médica-cirúrgicas.

c) médico-cirúrgicas.

d) médicos-cirúrgicas.

e) médica-cirúrgicos.

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

III. O ADVÉRBIO

Há que se afinar o corpo até o último sempre. Exercer-se como instrumento capaz de receber a poesia do mundo. Poesia suspensa em rotação e translação. Movimentos moderados alinhavando dias e

luares, estações e colheitas, minutos

e

milênios, provisoriamente.

 

(

)

Há que se aprender do rio o ritmo.

Ao buscar o sol, seu curso não desfaz paisagem, mas se refaz em paisagem. Percorrendo o exato limite das montanhas e planícies, o rio cumpre

rota original esculpida pelo tempo, pacientemente.

a

Há que se existir sem sede como a chuva. Crina e cauda de nuvem em relâmpago e galope, destilando macios espinhos de cristais. Chicote acariciando pétalas, pontuando flores na superfície dos mares. Desprender-se pautando o nada. Enxaguar cansaços e entremear-se, sem incômodo, nos poros da terra. Regar raízes e outros mistérios sigilosos do nascimento, silenciosamente.

Há que se somar à natureza até o último sempre.

 

(QUEIRÓS. BARTOLOMEU CAMPOS DE. MINERAÇÕES, RHJ. 1991)

Advérbio é a palavra invariável que modifica o verbo, o adjetivo ou ainda outro advérbio, exprimindo determinada circunstância.

Não se esqueça de que quando a circunstância é expressa por um conjunto de palavras temos uma locução adverbial.

Tecnologia ITAPECURSOS 1. CLASSIFICAÇÃO
Tecnologia
ITAPECURSOS
1. CLASSIFICAÇÃO

Tanto os advérbios como as locuções adverbiais classificam-se de acordo com a circunstância que expressam.

Circunstância

 

Advérbio

   

Locução adverbial

1. Afirmação

sim,

certamente,

deveras,

realmente,

com certeza, por certo, sem dúvida, de fato, etc.

incontestavelmente etc.

2. Dúvida

talvez, acaso, porventura, provavelmente, quiçá, decerto etc.

 

3. Intensidade

bastante, bem, demais, mais, menos, muito, pouco, assaz, quase, tão, demasiado, meio, todo, demasiadamente, excessivamente, apenas etc.

de muito, de pouco, de todo, em demasia, em excesso, por completo, etc.

4. Lugar

abaixo, acima, adiante, aí, aqui, além, ali, aquém, cá, acolá, atrás, através, dentro, fora, perto, longe, junto, onde, defronte, detrás etc.

à

direita, à esquerda, à distância, ao

lado, de longe, de perto, para dentro, por aqui, em cima, por fora, para onde,

 

por ali, por dentro etc.

 

assim, bem, mal, depressa, devagar, pior,melhor,

às cegas, às claras, à toa, à vontade, às pressas, a pé, ao léu, às escondidas, em geral, em vão, passo a passo, de cor, frente a frente, lado a lado etc.

5. Modo

como, alerta, suavemente, lentamente, e quase todos os advérbios terminados em -mente.

6. Negação

não, absolutamente.

 

de forma alguma, de jeito algum, de modo algum, de jeito nenhum etc.

7. Tempo

hoje, ontem, amanhã, agora, depois, antes, já, anteontem, sempre, nunca, tarde, jamais, outrora, raramente, sucessivamente, presentemente etc.

noite, à tarde, às vezes, de repente, de manhã, de vez em quando, de súbito, de quando em quando, em breve, de tempos em tempos, vez por outra, hoje em dia etc.

à

(QUADRO ADAPTADO DE: FARACO & MOURA, GRAMÁTICA. ÁTICA, 1992)

2. PALAVRAS DENOTATIVAS

Algumas palavras e locuções, que eram consideradas advérbios, na verdade não se enquadram em nenhuma das dez classes gramaticais. A NGB faz uma classificação à parte dessas palavras e locuções, chamando-as de palavras denotativas. Tais palavras e locuções denotam:

1. inclusão: até, inclusive, também etc.

5. realce: cá, lá, é que etc.

• Ele é que não pôde comparecer.

6. situação: afinal, agora, então etc.

• Ele também foi.

2. exclusão: salvo, menos, exceto etc.

• Todos, exceto eu, foram à festa.

• Afinal, quem está falando?

3. explicação: isto é, por exemplo, a saber, ou seja,

etc.

Ele, por exemplo, não pôde comparecer.

7. limitação: só, apenas, somente, unicamente etc.

• Só um aluno obteve nota máxima.

4. retificação: aliás, ou melhor, ou seja etc.

• Amanhã, aliás, depois de amanhã iremos à festa.

As Cobras

LUÍS FERNANDO VERÍSSIMO

de amanhã iremos à festa. As Cobras LUÍS FERNANDO VERÍSSIMO 2 0 2 0 2 0

2020202020

Língua Portuguesa - M1

de amanhã iremos à festa. As Cobras LUÍS FERNANDO VERÍSSIMO 2 0 2 0 2 0
de amanhã iremos à festa. As Cobras LUÍS FERNANDO VERÍSSIMO 2 0 2 0 2 0
Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS
Tecnologia ITAPECURSOS 1) Identifique as palavras modificadas pelos advérbios ou locuções adverbiais destacados. A

1) Identifique as palavras modificadas pelos advérbios ou locuções adverbiais destacados. A seguir, indique a circunstância expressa por eles.

a) Convoquei imediatamente a família.

b) O argumento apresentado por ele foi ridicularizado, de tão absurdo.

c) Assinou depressa o tal documento.

d) Vi muito claramente a intenção dos patrões.

e) Ele nunca cumpria os compromissos assumidos.

f) Conseguimos, à força, a cessão do terreno.

g) Na certa, ele ainda viria reclamar conosco.

h) Era um homem culto, evidentemente.

i) A paisagem, na Antártida, é completamente insólita.

j) Escrevia contos e falava inglês muito bem.

2) (UFMG) Em todas as alternativas, o emprego dos termos destacados está corretamente identificado, EXCETO em:

a) para ficarmos somente em um dos mitos que o espírito humano infelizmente ainda abriga.” (inclusão)

b) mesmo que seja apenas um interesse sem conteúdo material

(limitação)

c) num país onde falta tudo, até água.” (inclusão)

d) “O governo é que é o responsável pela manutenção dos direitos individuais.” (realce)

3) (ITA) Assinale a alternativa em que o termo destacado expressa a mesma circunstância que se verifica em:

“O tema apresentado aos debatedores era bem complexo.”

a) Durante a passeata dos sem-terra as avenidas ficaram completamente lotadas.

b) A sua conduta certamente traria prejuízos a toda a família.

c) É sabido que o relógio psicológico da infância anda devagar. Muito mais do que o dos adultos.

d) Ninguém ousou contestar que ele agira muito bem no caso dos documentos sumidos.

e) Eu absolutamente, em nenhum momento, autorizei tal manifestação de desagrado.

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

4) (Cegalla) Assinale a frase em que há uma expressão denotativa de retificação:

a) Os mais espertos é que saíram lucrando.

b) Lerei o livro todo, ou melhor, as passagens que me agradarem.

c) O sol, isto é, a mais próxima das estrelas, comanda a vida terrestre.

d) Prometeu desempenhar bem as suas tarefas, ou seja, agir conforme os padrões da empresa.

5) (UFMG) Em todas as opções, a forma destacada indica circunstância de modo, EXCETO em:

a) É extremamente sóbria no que toca às suas despesas pessoais.

b) Devo ter-me enrubescido ridiculamente, como donzela pudica.

c) Lucas Lesma passava repetidamente os dedos pela calva reluzente.

d) Da repartição foi diretamente para casa, evitando passar pelo bar.

e) Um pouco maldosamente, observou que ela estava muito feliz.

pouco maldosamente , observou que ela estava muito feliz. O Advérbio 1) (Fund. Carlos Chagas) ela

O Advérbio

1) (Fund. Carlos Chagas)

ela foi por muitos séculos tão rica e poderosa que

muitos acreditavam que Ubar, na verdade, não passava de uma lenda

As palavras grifadas acima exprimem, respectivamente, as circunstâncias de:

a) intensidade, afirmação.

b) designação, intensidade.

c) tempo, dúvida

d) modo, afirmação.

e) realce, dúvida.

2) (UFMG) As circunstâncias apresentadas estão corretamente explicadas em todos os itens, EXCETO:

a) Andavam sempre desesperadamente tristes

e revoltados. (intensidade)

b) De repente, não mais que de repente do riso

fez-se o pranto. (tempo)

c) Não queria nunca ter que voltar à estabilidade

das idéias pré-fabricadas. (negação)

d) Apesar de você, amanhã há de ser outro dia.

(tempo)

e) Sua família morava muito longe, mas era longe

mesmo. (intensidade)

3) Assinale a alternativa em que apareçam dois advérbios, expressando circunstância de tempo e negação respectivamente:

a) Talvez eles voltem hoje.

b) Agora tudo está mais calmo aqui.

c) Jamais poderíamos supor que ele não voltaria.

d) Atualmente ele está mais preocupado com a

vida.

e) Elas realmente não estavam enganadas.

4) (PUC-MG) Assinale a alternativa em que o sentido da expressão denotativa NÃO está corretamente explicado.

a) Dissera, também, que o anel lhe chegara às

mãos por um comerciante espanhol. (inclusão)

b) Maria Bráulia, por exemplo, sofre de

enxaquecas. (explicação)

c) Ele então lhe respondera que, com as gemas

de grande valor, era usual a imitação. (situação)

d) Àquela altura, Maria Bráulia queria

descansar. (restrição)

e) No dia seguinte, aliás, agora mesmo ela iria à

delegacia. (explicação)

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS
Tecnologia ITAPECURSOS 1 5 10 15 20 25 30 35 40 NÃO TENHO curso superior. O

1

5

10

15

20

25

30

35

40

NÃO TENHO curso superior. O que eu sei foi a vida que me ensinou, e como eu não prestava muita atenção e faltava muito, aprendi pouco. Sei o essencial, que é amarrar os sapatos, algumas tabuadas e como

distinguir um bom Beaujolais pelo rótulo. E tenho um certo jeito – como comprova este exemplo – para usar frases entre travessões, o que me garante o sustento. No caso de alguma dúvida maior, recorro ao bom senso. Que sempre me responde da mesma maneira:

“Olha na enciclopédia, pô!” Este naco de autobiografia é apenas para dizer que nunca tive que passar pelo martírio de um vesti- bular. É uma experiência que jamais vou ter, como a dor do parto. Mas isto não impede que todos os anos,

por esta época, eu sofra com o padecimento de amigos que se submetem à terrível prova, ou até de estranhos que vejo pelos jornais chegando um minuto atrasados, tendo insolações e tonturas, roendo metade do lápis durante o exame e no fim olhando para o infinito com

aquele ar de sobrevivente da Marcha da Morte de Batan. Enfim, os flagelados do unificado. Só lhes posso oferecer a minha simpatia. Como ofereci a uma conhecida nossa que este ano esteve no inferno.

– Calma, calma. Você pode parar de roer as

unhas. O pior já passou.

– Não consigo. Vou levar duas semanas para me acalmar.

– Bom, então roa as suas próprias unhas.

Essas são as minhas

– Ah, desculpe. Foi terrível. A incerteza, as

noites sem sono. Eu estava de um jeito que calmante me excitava. E quando conseguia dormir sonhava com

escolhas múltiplas, a) fracasso, b) vexame, c)

desilusão. E acordava gritando, NENHUMA DESTAS !

NENHUMA DESTAS ! Foi horrível.

– Só não compreendo por que você inventou

de fazer vestibular a esta altura da vida

– Mas quem é que fez vestibular? Foi meu filho!

E o cretino está na praia enquanto eu fico aqui, à beira

do colapso.

Mãe de vestibulando. Os casos mais dolorosos.

O inconsciente do filho às vezes nem tá, diz pra coroa

que cravou coluna do meio em tudo e está matematicamente garantido. E ela ali, desdobrando

45

fila por fila o gabarito. Não haveria um jeito mais humano de fazer a seleção para as universidades? Por exemplo, largar todos os candidatos no ponto mais remoto da floresta amazônica e os que voltassem à civilização estariam automaticamente

50

classificados? Afinal, o Brasil precisa de desbravadores. E as mães dos reprovados, quando indagadas sobre a sorte do filho, poderiam enxugar uma lágrima e dizer com altivez:

 

Ele foi um dos que não voltaram

55

Em vez de:

É um burro!

Os candidatos à Engenharia no Rio de Janeiro

 

poderiam ser postos a trabalhar no Metrô dia e noite, quem pedisse água seria desclassificado. O Estado acabaria

60

com poucos engenheiros novos, aliás, uma segurança para a população – mas as obras do Metrô progrediriam como nunca. Na direção errada, mas que diabo.

 

O

certo é que do jeito que está não pode continuar.

 

E

ainda por cima, há os cursinhos pré-vestibulares. Em

65

São Paulo os cursinhos estão usando helicópteros na guerra pela preferência dos vestibulandos, que terão que repetir tudo ano que vem. Daí para o napalm, o bombardeio estratégico, o desembarque anfíbio e, pior, uma visita do Kissinger para negociar a paz, é um pulo. Em São Paulo

70

há cursinhos tão grandes que o professor, para se

comunicar com as filas de trás, tem que usar o correio. Se todos os alunos de cursinhos do centro de São Paulo saíssem para a rua ao mesmo tempo, ia ter gente caindo no mar em Santos. O vestibular virou indústria. E os robôs

75

que saem das usinas pré-vestibulares só têm dois movimentos: marcar cruzinha e rezar.

 

O

filho da nossa nervosa amiga chegou em

 

casa meio pessimista com uma das suas provas.

 

Sei não. Acho que tubulei. O inglês não

80

estava mole.

– Mas meu filho, hoje não era inglês! Era Física e Matemática!

– Oba! Então acho que fui bem.

(VERÍSSIMO. LUIZ FERNANDO. AMOR BRASILEIRO, PORTO ALEGRE, L & PM, 1987)

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

1) Todas as alternativas destacam posições assumidas pelo narrador do texto, EXCETO:

a) Crítica à preparação dos candidatos ao vestibular.

b) Crítica aos critérios de seleção para a Universidade.

c) Desprezo pelo ensino de nível superior.

d) Sensibilidade para os problemas das pessoas envolvidas.

e) Tratamento irreverente do vestibular.

2) Todas as alternativas apresentam posturas do narrador em relação àqueles que padecem o vestibular, EXCETO:

a) Conivência.

b) Hilaridade.

c) Indignação.

d) Troça.

e) Solidariedade.

3) Todas as alternativas apresentam características associadas ao tom humorístico que prevalece no texto, EXCETO:

a) Atribuir ao vestibular proporções de calamidade pública.

b) Caricaturar a atuação desastrosa dos cursinhos pré-vestibulares.

c) Descrever métodos absurdos para selecionar candidatos à Universidade.

d) Dizer, freqüentemente, o contrário daquilo que o leitor espera.

e) Referir-se, de maneira inusitada, às falhas da escolaridade superior.

4) Todas as alternativas caracterizam a experiência de se fazer vestibular, EXCETO:

a) Uma guerra.

b) Um inferno.

c) Um martírio.

d) Um padecimento.

e) Uma terrível prova.

5) Em relação ao segundo parágrafo, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO:

a) Apenas indica realce. (linha 11)

b) Mas contrapõe uma informação a outra. (linha 14)

c) Até indica inclusão. (linha 16)

d) Enfim introduz uma síntese. (linha 21)

e) indica uma limitação. (linha 21)

(EXERCÍCIO ADAPTADO DA PROVA DO VESTIBULAR DA UFMG)

(ANÚNCIO PUBLICADO NA REVISTA VEJA, ANO 30 Nº 09)

Tecnologia ITAPECURSOS CONCORDÂNCIA NOMINAL
Tecnologia
ITAPECURSOS
CONCORDÂNCIA NOMINAL

I. INTRODUÇÃO

Ao conceituarmos Concordância Nominal, faz-se necessário lembrar que os nomes (substantivos, adjetivos, numerais, artigos e pronomes) se harmonizam em suas flexões. Portanto, guarde:

1. O artigo, o numeral, o pronome e o adjetivo concordam com o substantivo a que se referem em gênero e número.

infância
infância

“A primeira

personalidade
personalidade

determina a nossa

afetiva.”

2. Os advérbios são palavras invariáveis, sem relação de concordância com os termos a que se referem.

A população ficou meio decepcionada com o decreto.

, sem relação de concordância com os termos a que se referem. A população ficou meio
A população ficou meio decepcionada com o decreto. 1) (PUC - MG) O termo destacado está

1) (PUC - MG) O termo destacado está flexionado incorretamente em:

a) Havia bastantes sepulturas no cemitério.

b) Tenho-as ouvido muita vez.

c) Eu própria sentia-me feliz.

d) Tantas lutas para não serem felizes.

e) Acrescentou, em voz meia surda, esta palavra

de agradecimento.

2) (F. C. Chagas - RJ) Ainda

mas com

furiosa,

violência, proferia injúrias para escandalizar os mais arrojados.

a) meia - menas - bastantes

b) meia - menos - bastante

c) meio - menos - bastante

d) meio - menos - bastantes

e) meio - menas - bastantes

3) Observe:

AgrEvo Uma empresa de Hoechst e Schering Quanto mais alimento conseguirmos tirar da terra, menos

AgrEvo

Uma empresa de Hoechst e Schering

AgrEvo Uma empresa de Hoechst e Schering Quanto mais alimento conseguirmos tirar da terra, menos terra

Quanto mais alimento conseguirmos tirar da terra, menos terra iremos tirar da natureza.

“Palavra de valor adjetivo sempre concorda com o substantivo.” O texto do anúncio acima confirma ou contraria essa afirmação?

10/09/96)

(FOLHA DE S. PAULO.

Tecnologia ITAPECURSOS II. CONCORDÂNCIA DO ADJETIVO COM MAIS DE UM SUBSTANTIVO
Tecnologia
ITAPECURSOS
II. CONCORDÂNCIA DO ADJETIVO COM MAIS
DE UM SUBSTANTIVO
Adjetivo Posposto Adjetivo Anteposto Concorda com o substantivo mais próximo Concorda com o conjunto -
Adjetivo Posposto
Adjetivo Anteposto
Concorda com o substantivo mais próximo
Concorda com o conjunto
- Concorda com o substantivo mais próximo
• Comprou apartamento e carro novo.
• Comprou novo apartamento e carro.
• Comprou apartamento e carro novos.
Obs. 1.: Se os substantivos formarem uma
gradação ou forem sinônimos, o adjetivo só
poderá concordar com o substantivo mais
próximo.
Obs. 1: Se o adjetivo for usado na função de predicativo
do sujeito (com verbo de ligação), a concordância poderá
ser feita com o substantivo mais próximo ou com o
conjunto.
• Com um olhar, um sorriso, um beijo terno,
despediram-se.
• Era bonita a roupa e o sapato.
• Eram bonitos a roupa e o sapato.
• Era visível o seu talento, o seu engenho
raro para a música.
Obs. 2: Se os substantivos forem nomes próprios, a
concordância será feita com o conjunto.
• Os célebres Chico e Caetano.
feita com o conjunto. • Os célebres Chico e Caetano. 1) Nas frases abaixo, faça a

1) Nas frases abaixo, faça a corcordância com a palavra entre parênteses:

a) Escolheu

 

hora e momento para

g)

Era possuidor de uma força e uma fé de mover montanhas. (capaz)

falar. (péssimo)

 

b)

Encontrou

revistas e livros

h)

 

o colégio e a faculdade.

   

na prateleira. (velho)

 

(estava fechado)

 

c)

Comprou

 

quadros e livros.

i)

 

o aluno e a aluna. (parecia

   

(moderno)

 

calmo)

 

d) Respondia com gesto e expressão

.

j)

Considerou

 

o argumento

 

(irônico)

 

e a decisão. (perigoso)

 

e)

Possuía simplicidade e franqueza .(raro)

l)

 

.

 

f)

Manifestava um respeito e uma dignidade . (frio)

Comeu peixe e banana (maduro)

 

m) Trouxeram cerveja e lombo

 

2) Observe:

para a festa. (assado)

Em busca de um tempo e de um mundo perdidos.

Antônio Carlos Villaça traça novo livro de memórias com casos deliciosos e gente célebre.

Justifique a concordância nominal efetuada na manchete acima.

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

3) (UFMG) Em todas as opções, a lacuna pode ser preenchida por apenas uma das formas entre parênteses, EXCETO em:

a) Possuíam

b) Escolheu

c) Tinham gênio e postura

d) Conhecia lugares e paisagens

e) Aguardávamos

a barba e o cabelo. (branca/brancas)

lugar e hora. (mau/males)

demais. (arrogante/arrogantes)

em Paris. (maravilhosa/maravilhosos)

ocasião e local. (adequada/adequadas)

4) (UFMG) A palavra destacada admite outra flexão em todas as opções, EXCETO em:

a) Evitaria, de qualquer maneira, reencontrar tristes, em demasia, os filhos e a jovem esposa.

b) Revendo livros e fotos, cuidadosamente colecionadas conseguia vivenciar o passado.

c) O júri considerou o homem e as mulheres inteiramente culpados pelo assassinato.

d) Pareciam claras as referências e os desejos manifestados pela dama.

e) Solicitou argumentos e opiniões sólidas, imbatíveis.

5) (UFMG) Todas as sentenças estão corretas, segundo padrões da língua culta, EXCETO:

a) Ao entrarem na cidade, encontraram destruído o bar e a praça.

b) Logo que acordaram, viram o carro e a lancha sonhadas no jardim.

c) O diretor revelou um interesse e uma atitude mais que suspeita.

d) Os homens daquele lugar tinham o saber e a inteligência mais que expressivos.

e) Eram crianças e animais completamente tranqüilos e amigos.

6) Observe os quadrinhos:

tranqüilos e amigos. 6) Observe os quadrinhos: Se alterássemos: I. “Só há uma coisa pior ”

Se alterássemos:

I. “Só há uma coisa pior

” para

Só há uma coisa e um desastre

II. “Ficar com a cabeça presa Ficar com o braço e a cabeça

” para

Em relação à Concordância Nominal, teríamos:

(SCHULZ. CHARLES M. UNITED FEATURE SYNDICATE. 1988)

a) pior e presa completando corretamente as lacunas.

b) piores e presos como única concordância possível.

c) piores e presos completando corretamente as lacunas.

d) as alternativas a e c completando corretamente as lacunas.

Tecnologia ITAPECURSOS III. CONCORDÂNCIA DE DOIS OU MAIS ADJETIVOS COM UM SUBSTANTIVO
Tecnologia
ITAPECURSOS
III. CONCORDÂNCIA DE DOIS OU MAIS
ADJETIVOS COM UM SUBSTANTIVO

1. O substantivo fica no singular e coloca-se o artigo antes do último elemento.

• O crime envolveu a polícia civil e a militar.

2. O substantivo fica no plural e omite-se o artigo antes do adjetivo.

• O crime envolveu as polícias civil e militar.

• O crime envolveu as polícias civil e militar. 1) Reescreva as frases que seguem, de

1) Reescreva as frases que seguem, de acordo com o modelo:

MODELO: Estudo as literaturas portuguesa e americana. Estudo a literatura portuguesa e a americana.

a) Valeu-se dos recursos americano e japonês.

b) Inspirou-se nas obras italiana e francesa.

c) No acidente, foram cortados os dedos indicador e médio.

d) A atitude prejudicou os comércios brasileiro e americano.

e) Fizeram referência aos artigos 5º e 8º.

f) Este livro será usado pelo 2º e 3º anos.

g) O elevador pára no 7º e 8º andares.

IV. CASOS ESPECIAIS DE CONCORDÂNCIA NOMINAL

1. Obrigado, quite, anexo, incluso, próprio, nenhum.

Determinantes de substantivo; têm valor adjetivo e são variáveis, concordando com o termo a que se referem.

Obs.: “em anexo” é expressão invariável.

• Muito obrigada, disse ela.

• Enfim, estava quite com o banco.

• Segue anexa a fotografia.

• Vão inclusos os documentos

• Eu própria pinto o meu cabelo.

• Vocês não são nenhuns coitados.

• As certidões seguirão em anexo.

Hagar DIK BROWNE 2828282828 Língua Portuguesa - M1
Hagar
DIK BROWNE
2828282828
Língua Portuguesa - M1
Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

2. Mesmo, só, meio, bastante, longe, barato, caro.

Quando funcionam como advérbio, essas palavras são invariáveis. Quando têm função adjetiva, concordam com o termo a que se referem. Obs.: a locução adverbial “a sós” é invariável.

• As ruas pareciam bastante tumultuadas.

• O prefeito efetuou bastantes melhorias na região.

• Os operários moram longe da fábrica.

• Conhecera longes cidades.

• A reforma custou caro/barato.

• A calça estava cara/barata.

• Os políticos estipularam mesmo seus próprios salários?

• Os políticos mesmos estipulam seus próprios salários.

• Depois da investigação, restaram suspeitas.

• Crianças raramente gostam de brincar sós.

• A nação parece meio atormentada.

• Não gostava de meias verdades.

Big Bang-Bang

ADÃO ITURRUSGARAI

de meias verdades. Big Bang-Bang A DÃO I TURRUSGARAI F OLHA DE S. P AULO 02/05/97

FOLHA DE S. PAULO 02/05/97

3. Menos, alerta, abaixo

 

São palavras invariáveis.

• Houve menos abstenções neste ano.

• Os seguranças estavam alerta.

• As abaixo-assinadas reivindicam aumento de salário.

4. É proibido, É necessário, É permitido, É bom

Se, nessas expressões, o sujeito vier determinado por artigo, pronome ou adjetivo,

É proibida a entrada.

É necessária muita coragem.

São permitidas as perguntas.

tanto o verbo como o adjetivo concordam com ele.

• Nossa água é boa.

Se o sujeito não vier determinado, tanto o verbo como o adjetivo ficam invariáveis.

É proibido saídas durante a aula.

É necessário cautela.

 

• Música nos intervalos não foi permitido.

• Água é bom para a saúde.

5. O mais

possível, O menos

possível

 

Nessas expressões, a palavra possível concorda com o artigo que inicia a expressão.

 

• Quero um carro o mais barato possível.

• Usava ternos os mais caros possíveis.

• Selecione candidatas o menos burras possível.

 

• Comprei presentes os menos fúteis possíveis.

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS
Tecnologia ITAPECURSOS 1) Nas frases abaixo, faça a concordância com a palavra entre parênteses: 1) Ela

1) Nas frases abaixo, faça a concordância com a palavra entre parênteses:

1) Ela mesma falou:

2) Ele estava 3) A receita segue 4) Os cartazes seguem 5) Os documentos vão 6) Os formulários seguem 7) Ela 8) Eles não parecem ser 9) Ela

10) É possível que ela tenha acreditado

.(obrigado) com o banco. (quite) . (anexo) (anexo) . (incluso) . (em anexo)

confeccionou o vestido. (próprio) coitados. (nenhum) entregou o requerimento. (mesmo)

na história. (mesmo)

11) Naquela tarde, elas preferiram ficar 12) Depois de tudo, 13) Ela estava

14) Deve haver alguns 15) São pessoas

16)

17) Esses privilégios custam 18) A reforma da loja acabou ficando 19) Comprou a casa e não pagou

20) Na sala, havia 21) Os estudantes devem ficar 22) Os

. (só) restaram lembranças. (só) aborrecida com o caso. (meio) mais eficientes. (meio)

agradáveis. (bastante)

motivos obrigaram-no a falar. (bastante)

. (caro)

. (caro) . (barato) moças a atender. (menos) para a data das provas. (alerta)

-assinados foram encaminhados ao Secretário. (abaixo)

23) Ainda

 

24)

muita prudência. (é necessário) a instalação de indústrias na região. (era proibido) saídas durante o feriado. (foi permitido)

25)

26) Enfrentamos pessoas o mais arrogantes 27) Encontrou argumentos os mais razoáveis

. (possível)

. (possível)

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

2) Para o exercício a seguir, adote o seguinte código:

a) se apenas a sentença nº 1 estiver correta.

b) se apenas a sentença nº 2 estiver correta.

se apenas a sentença nº 3 estiver correta.

c)

1) I - O livreto segue anexo à carta.

II - Seguem anexo os livretos.

III - Vai incluso à carta a minha procuração.

2) I - Estão incluso os meus documentos.

II - Vão anexo à procuração os meus documentos.

III - Vai incluso à carta a minha fotografia.

3) Leia os quadrinhos:

Hagar

d) se todas estiverem corretas.

e) se nenhuma estiver correta.

3) I - Ela mesmo disse: obrigado.

II - Ela próprio falou: obrigado.

III - Muito obrigado, respondeu a baronesa.

4) I - Aquelas mercadorias eram baratas.

II - Aquelas mercadorias custaram caras.

III - Eles pagaram caros aqueles sapatos.

DIK BROWNE

III - Eles pagaram caros aqueles sapatos. D IK B ROWNE (F OLHA DE S. P

(FOLHA DE S. PAULO, 12/05/97)

a) Justifique a concordância nominal de “mesmo” no quadrinho acima.

b) Se fosse Helga (a personagem feminina) a autora da fala, como ficaria a concordância do termo em

questão?

4) (UFMG) As lacunas podem ser preenchidas por apenas uma das formas entre parênteses, EXCETO:

a) Comprou duas camisas e dois sapatos que custaram

b) Envio-lhe

c) Eles

d) Não se esqueça de enviar, hoje,

e) Estava

. (caro/caros)

os documentos que você solicitou. (incluso/inclusos)

prestaram tais depoimentos contra o réu. (próprio/próprios)

, os seus retratos. (anexos/em anexo)

desconfiada de que havia se enganado. (meio/meia)

5) (UFMG) Todas as opções apresentam sentenças incorretas, segundo normas cultas da língua padrão, EXCETO em:

a) Etelvina estava meio irritada e, a meia voz, porém com bastante razões, dizia desaforos.

b) Elas mesmas escolheram as fotos, que enviariam anexas aos envelopes, como provas bastantes de sua

inocência.

c) Conhecia mulheres meio loucas que nunca estavam alertas aos perigos e nem bastantes informadas.

d) Há crianças sem educação que são o mais insuportáveis possíveis e meio desajustadas.

e) Anexo ao envelope, vai a minha carta que tem revelações as mais prováveis corretas.

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

6) (FUMEC) Assinale a alternativa em que a concordância nominal esteja de acordo com a norma culta:

a) Para combater o tráfico de drogas, foi necessário a intervenção do exército.

b) Fica proibido por prazo indeterminado a formação de novos consórcios.

c) Serão distribuídos entre os Estados de mais baixa renda per capita o restante da verba destinada à

aquisição de materiais escolares.

d) Para se lidar com bancos é necessário, antes de mais nada, paciência.

7) (FCMMG) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas da frase abaixo:

“É

da discussão, ainda que

acalorada, nasce a luz.”

discussão entre homens e mulheres

ao mesmo ideal, pois já se disse

a) bom - voltados - bastantes - meio.

b) bom - voltadas - bastante - meia.

c) boa - voltadas - bastantes - meio.

d) boa - voltados - bastante - meia.

e) bom - voltadas - bastantes - meia.

vezes que

8) (UFMG) Em todas as opções, o termo em destaque pode ser considerado correto quanto à concordância, EXCETO:

a) Elas estavam quando foram abordadas pelos desconhecidos.

b) Convidamos a todos, mas vieram as mulheres.

c) Eles mesmos pagaram suas despesas do restaurante.

d) Muitos prometeram que viriam, e vieram mesmo.

e) Elas próprias têm conhecimento de seus erros.

mesmo . e) Elas próprias têm conhecimento de seus erros. Concordância Nominal 1) (M. Campos) Assinale

Concordância Nominal

1) (M. Campos) Assinale a alternativa inaceitável quanto à concordância:

a) Na hora e ocasião adequada direi o que penso.

b) Ele tem uma educação e uma cultura invejável.

c) O candidato tinha limpos os bolsos e as mãos.

d) Filha, não pense apenas em si mesmo.

2) (UFMG) Os termos destacados estão corretamente flexionados, EXCETO em:

a) Foi-me penosa a indecisão, o medo e a fraqueza.

b) Embora fosse tarde, saíram apressadas e sós.

c) Vinha com bolso e mãos cheios de dinheiro.

d) Felizmente, hoje está quites com seus credores.

e) Apesar da idade, não era homem de meias palavras.

3) (UFMG) Todas as concordâncias são referenciadas pela norma culta, EXCETO:

a) Estavam bastante desertas a vila, os bares e o tempo.

b) É necessário manter bastante limpas as ruas e os jardins.

c) Considerava as razões bastantes para acusar de corrupto o rei e a rainha.

d) Terão bastantes razões para considerar simpáticos o diretor e sua filha?

e) Serão bastante importantes as máquinas para que os homens se encantem com elas?

Tecnologia ITAPECURSOS
Tecnologia
ITAPECURSOS

4) (PUC - Campinas) Até agora, já foram encontradas oito torres e um pedaço do grande muro que protegia a cidade.

Ocorreu um caso de concordância equivalente ao grifado acima em:

a) Mandou-me, pelo emissário, livros e frutas maduras.

b) Perdido o orgulho e a fé, nada mais lhe restou senão a morte.

c) Foram reconhecidos, pelas famílias, o corpo e as vestes do morto no acidente.

d) São necessárias todas as providências, para que fatos dessa natureza não mais ocorram.

e) A rudez e a violência alheia assustam mais do que as nossas próprias.

5) Assinale a opção INCORRETA quanto à concordância do termo em destaque:

a) Existem meios bastantes para resolver os problemas mais difíceis.

b) Ela ficou meio envergonhada pelas acusações graves.

c) Bebia sozinha meia garrafa de cachaça Januária.

d) Certamente, eles se encontrariam ao meio dia e meio em ponto.

e) As mães sempre estavam meio preocupadas com seus filhos.

6) (ESA) Assinale a opção em que NÃO há erro:

a) Seguem anexo os formulários pedidos.

b) Não vou comprar esta camisa. Ela está muito caro!

c) Estas questões são bastantes difíceis.

d) Eu lhes peço que as deixem sós.

e) Estando pronto os preparativos para o início da corrida, foi dada a largada.

7) Todas as sentenças são corretas conforme prescreve a língua padrão, EXCETO:

a) Muito obrigado, respondeu ao motorista a senhora tão bem educada.

b) É proibida a entrada de estranhos no gabinete do presidente.

c) Escolheu o momento e a hora adequada para o ataque.

d) Aqueles fatos eram importantes para a resolução do conflito.

e) Bastantes motivos obrigaram-no a faltar às aulas de natação.

8) O termo sublinhado está corretamente empregado em:

a) Buscaram os empregados mesmo a solução para o problema surgido.

b) Adquirindo o carnet de inscrição, vocês levarão anexas todas as informações necessárias.

c) A eleição estadual trouxera bastante problemas para os municípios distantes.

d) Já era tarde e ainda se ouviam os rangidos das camas dos meninos que estavam meios acordados.

e) Com tanta tecnologia, o homem perceberá a dor de estar caminhando sós num futuro muito breve.

9) (ICÉS) Palavra de valor adjetivo sempre concorda com o substantivo. Que frase abaixo não confirma essa afirmação?

a) Havia menos gente na rua ontem.

b) Ele chegou exatamente ao meio-dia e meia.

c) Algumas pessoas saíram sós e envergonhadas.

d) Havia bastantes razões para eu não ir lá.

e) Para ganhar um pouco mais, ele fez horas extras.

Tecnologia ITAPECURSOS 10) (UFMG) A flexão masculina do adjetivo só é admissível em: 14) (ICÉS)
Tecnologia
ITAPECURSOS
10) (UFMG) A flexão masculina do adjetivo só é
admissível em:
14) (ICÉS) Em que frase, substituindo-se a palavra
destacada pela indicada entre parênteses, o vocábulo
determinante NÃO flexiona?
a) Foi o dinheiro que as tornou ambiciosas.

b) Seguem inclusas as fotografias e as revistas.

c) Segue anexa a declaração e a certidão.

d) Declararam criminosa a ré.

e) Ela usava vestido, sapato e luva branca.

11) A palavra indicada entre parênteses preenche, corretamente, as lacunas, EXCETO na opção:

a) Os guardas-civis continuavam apreensivos e

muito

b) Quando ela chegou, a porta estava

aberta. (meia)

c) Ainda

se ausentar. (meio)

d) Toda aquela mercadoria custou muito (caro)

e) Falava sem pensar, usando

que não convenciam. (meias)

(alerta)

preocupada, ela precisou de

palavras,

12) Todas as concordâncias são aceitas pelos padrões gramaticais, EXCETO:

a) Água é bom para se viver bem em quaisquer

lugares.

b) Quando te vi, senti minha cabeça e meu

coração disparado.

c) Nunca cri em tuas palavras, pois tu só sabes

expressar-te através de meios termos.

d) Está sendo iniciado o trabalho e a apresentação

das turmas de ginástica olímpica.

e) Não é necessário a sua entrada no gabinete

do presidente da Ilha dos Prazeres.

13) (PUC-MG) Aponte a alternativa em que a concordância é inaceitável:

a) No alto da porta se lia: “Entrada proibida”

b) Nesta repartição, entrada é proibido.

c) Para quem esta entrada é proibida?

d) A entrada é proibida nesta repartição.

e) N. D. A.

a) Havia bastante gente na rua. (pessoas)

b) Quem falou foi ele mesmo. (ela)

c) Elas estavam quites com o colégio. (ela)

d) Temos muita pena de vocês. (dó)

e) Hoje há menos carros na rua. (gente)

15) Se levássemos as frases para o plural, a única cujo termo NÃO sofreria flexão é:

a) A ambição quando desenfreada é prejudicial

ao bem comum.

b) Existe bastante argumento para justificar a injustiça.

c) Pretendia realizar um evento grandioso e

inesquecível.

e

energicamente.

d)

Emitia

sua

consideração

pausada

e) A criança, entristecida, não sabia o que dizer.

16) (ICÉS) Em todas as frases, a concordância do adjetivo com o substantivo está correta, EXCETO em:

a) É preciso que se mantenham limpas as ruas e

os jardins.

b) Chegou com mãos e bolso cheios de dinheiro.

c) É proibido entrada de pessoas estranhas.

d) Anexo ao ofício estavam as certidões dos réus.

e) Vi sentada na escada Sônia e seus dois irmãos.

Tecnologia ITAPECURSOS