Você está na página 1de 4

Conceito Formal

É a conduta abstrata descrita no tipo penal.

Conceito Material

CONCEITO DE CRIME

É o dano ou ameaça de dano de bens jurídicos fundamentais para a vida em sociedade.

Conceito Analítico

Tricotômico Fato Típico, Antijurídico e Culpável

Dicotômico Fato Típico e Antijurídico

Fato Típico (Núcleo do Tipo Elementar)

Conduta

-

Ação ou Omissão

-

Voluntária e Consciente

-

Dolosa ou Culposa (T. Finalista da Ação)

Resultado

Crime Conceito Analítico Dicotômico

- T. Jurídica ou Normativa = Resultado é a ameaça ou lesão ao bem jurídico

C.

de Dano/Lesão (Consuma-se com o dano)

C.

de Perigo (Consuma-se com o perigo, concreto ou abstrato)

- T. Naturalística = Resultado é a alteração da realidade fática

C.

Materiais (Tipo exige um resultado naturalístico)

C.

Formais (Tipo descreve conduta e resultado, mas não exige este)

C.

de Mera Conduta (Tipo descreve apenas a conduta)

Nexo de Causalidade

- Vínculo, Elo, Ligação, Liame entre Conduta e Resultado

(Por isso, não ocorre nos C. Formais e de mera conduta)

- Art. 13, CP. Conditio sine qua non: Equivalência dos antecedentes causais (Causa do crime é toda conduta que contribui para o resultado)

- Art. 13, §1º, CP. Superveniência de causa relativamente independente

- Art. 13,§2º, CP. Nexo de causalidade Normativo

Tipicidade

Antijurídico (Bem Jurídico Tutelado)

- Adequação típica por adequação direta (imediata) ou indireta (mediata)

(Na adequação indireta, há necessidade de norma de extensão típica, e.g. coautoria)

- Art. 18, I, CP. Fato Típico Doloso Dolo Direto: quer o resultado (T. da Vontade) Dolo Indireto - Dolo Alternativo: quer um ou outro resultado - Dolo Eventual: assume o risco (T. do Consentimento)

- Art. 18, II, CP. Fato Típico Culposo Conduta Voluntária Não é admitida a conpensação ou culpa concorrente Resultado Involuntário Culpa Inconsciente: não prevê resultado previsível Culpa Consciente: prevê, mas não quer o resultado Nexo Causal Tipicidade Regra: Só há C. Culposo se houver previsão legal É sempre um “tipo aberto”: conduta não é descrita Sendo “tipo aberto”, é inadimissível a participação Previsibilidade Objetiva: Conduta esperada do homem médio Subjetiva: Conduta esperado em dada circunstância *Ausência de previsibilidade exclui a culpabilidade Inobservância do dever objetivo de cuidado Imprudência: Sujeto age sem cautela Negligência: Sujeito omite cautela exigida Imperícia: Sujeto age com erro técnico

- Fato Típico Preterdoloso

(O sujeto age com dolo no antecedente e culpa no consequente)

Procedimento Comum

Ordinário Sumário Sumaríssimo 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 12
Ordinário
Sumário
Sumaríssimo
0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16 …
JECRIM
Infração de Menor
Potencial Ofensivo:
Pena Privativa de
Liberdade:
- Contravenções
- ≥ à 4 anos
- Pena Max ≤ 2 anos