Você está na página 1de 1

DURKHEIM, mile. Representaes Individuais e Representaes Coletivas. Sociologia e Filosofia. Rio de Janeiro: Forense Universitria, 1970.

Resumo Durkheim tenta diferenciar os dois tipos de fenmenos, so eles: as representaes individuais e representaes coletivas. Onde, segundo ele uma representao individual produzida pelas aes e reaes entre os elementos nervosos do indivduo, ou seja, ela tem origem nas sensaes. E as representaes coletivas so produzidas pelas aes e reaes trocadas entre as conscincias elementares que compem a sociedade. Segundo o autor, as idias que so aparentemente de propriedade individual, s tem significado e so conscientes a partir do ponto de vista coletivo. Os indivduos e suas idias carregam a marca da realidade social de onde nascem e estabelecem os vnculos sociais com seus conviventes. Ao mesmo tempo em que existe um ser humano individual, que tem sua base no seu prprio organismo, existe tambm um ser que social, adquirindo-se assim um conceito de humano que apresenta um componente de duplicidade. Enfim, a obra refere-se ao processo de entendimento da realidade dos indivduos e dos grupos.