Você está na página 1de 2

DISCURSO DE MARCO ANTNIO

Amigos, romanos, patrcios. Prestai-me ateno. Eu vim para enterrar Csar. No para elogi-lo. O mal que os homens fazem vive depois deles. O bem quase sempre enterrado com seus ossos. Seja assim com Csar. O nobre Brutus vos disse que Csar era ambicioso. Se isto verdade, era um defeito grave. E gravemente Csar o pagou. Aqui. Com permisso de Brutus e do resto. Pois Brutus um homem honrado. Como eles todos so. A todos homens honrados eu venho falar no funeral de Csar. Ele foi meu amigo. Fiel e justo. Mas Brutus diz que era ambicioso. E Brutus um homem honrado! Trouxe para Roma uma multido de cativos cujos resgates encheram nosso tesouro. Isto em Csar parecia ambicioso. Sempre vez que os pobres choravam, Csar se lastimava. A ambio deveria ser de matria mais dura. Mas Brutus diz que era ambicioso. E Brutus um homem honrado! Eu no falo para desaprovar do que Brutus disse. Estou aqui apenas para falar do que sei. Todos vs o amastes. E no sem motivo. Que motivo vos impede agora de chorar por ele? Ah, Justia foste morar com os animais selvagens, pois os homens perderam o raciocnio. Ainda ontem a palavra de Csar podia enfrentar o mundo. Mas agora a jaz. E ningum to humilde que o reverencie. Se tendes lgrimas, preparai-vos agora para derram-las. Todos vs conheceis este manto. Eu me lembro da primeira vez em que Csar o usou. Olhai. Por aqui penetrou a adaga de Cssio. Vede o rasgo que fez o invejo Casca. Por aqui passou o punhal do bem-amado Brutus. E ao retirar seu ao maldito notai que o sangue de Csar o seguiu como correndo a porta a fim de convencer-se de que era Brutus mesmo quem batia de modo to cruel. Pois Brutus, como sabeis, era o anjo de Csar. Julgais, oh, deuses, como Csar o amava. Este foi o golpe mais cruel de todos. Pois quando o nobre Csar o viu apunhalando, a ingratido mais forte que a mo dos traidores o derrotou completamente. A seu poderoso corao partiu-se. Escondendo o rosto neste manto, o grande Csar caiu aos ps da esttua de Pompeu que escorria sangue o tempo todo. Ah, que queda foi aquela, camaradas! Eu, vs, ns todos camos neste instante enquanto a traio sangrenta crescia sobre ns. 1

No vim aqui para acirrar paixes! Apenas falo reto. E digo somente o que todos sabeis. Mas fosse eu Brutus e Brutus, Antonio e haveria aqui um Antonio capaz de sacudir as almas, colocando uma lngua em cada ferida de Csar, para erguer em revoltas Tebas e Roma. Pois este era um Csar. Como ele que outro haver.