P. 1
Complexos Polinomios Geometria Plana

Complexos Polinomios Geometria Plana

4.0

|Views: 7.877|Likes:
Publicado porkbcnto

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: kbcnto on Feb 20, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX or read online from Scribd
See more
See less

06/17/2013

1.

Geometria Métrica
1.(UESB 04.1) Em um triângulo, o maior dos ângulos externos mede 140°, e as medidas dos ângulos internos estão em progressão aritmética. Sendo assim, o menor dos ângulos externos mede, em graus, a) 80 b)90 c)100 d)110 e)120 2.(UESB 04.1) Um círculo com área igual a 169πcm2 possui uma corda que mede 24cm. Portanto, o comprimento da menor circunferência tangente a essa corda e a esse círculo é igual, em cm, a a) 8π b)10π c)12π d)14π e)18π 3.(UESB 04.2) DESENHO Um pedaço de papel quadrado ABCD, de lado igual 43 u.c., é dobrado, segundo um ângulo de 90°,ao longo da diagonal AC. Uma pirâmide, cuja base coincide com o triângulo ABC e o vértice com o ponto D, tem volume, em u.v., igual a a)86 b)242 c)183 d)166 e)363 4.(UESB 05.1)DESENHO Na figura, está representada uma escada AB, de comprimento c, apoiada em um muro. Considerando-se essa informação, pode-se concluir que o valor de c é igual, em metros, a a)310/2 b)55/4 c)45/3 d)410/5 e)310/5 5.(UESB 05.1)DESENHO Na figura, todas as circunferências têm raio r = 1u.c., e a circunferência central passa pelos pontos de tangência das demais. Com base nessa informação, pode-se concluir que a área da região sombreada mede, em u.a., a)3π + 4 b)2π + 4 c)π + 4 d)4π − 2 e)4π − 1 6.(UEFS 05.1)DESENHO

A figura é composta por oito triângulos retângulos isósceles, sendo a área do triângulo menor igual de 1u.a. A partir dessa informação, pode-se afirmar que as áreas dos oitos triângulos formam uma progressão geométrica de razão igual a a)2, e a soma de todas elas é igual a 255u.a. b)2, e a soma de todas elas é igual a 128u.a. c)2, e a soma de todas elas é igual a 128u.a. d)2, e a soma de todas elas é igual a 1282u.a. e)22, e a soma de todas elas é igual a 1282u.a. 7.(UEFS 05.1)DESENHO Uma pessoa corre em uma planície, com velocidade de 350m/mim, em direção a um penhasco.Em determinado ponto, avista o cume do penhasco sob um angulo de 30° e, após correr durante 4 minutos, o avista sob um ângulo de 45°. Com base nesse dados, pode-se concluir que a altura do penhasco, em metros, é aproximadamente igual a a)1200 b)1500 c)2000 d)2200 e)2400 8.(UEFS 05.1)DESENHO Na figura, os três triângulos ABD, ACF e AEH são equiláteros. Se o segmento AB mede 6u.c.,então o segmento AH mede, em u.c., a)33 b)9/2 c)33/2 d)9/4 e)3/2 9.(UESC 05.1) DESENHO A figura cuja largura e altura medem 3cm e 4cm, respectivamente, foi elaborada no computador e, ao ser gravada, gerou um arquivo de tamanho 2KB. Sabendo-se que o tamanho do arquivo que se obtém ao gravar figuras semelhantes — figuras que mantêm a proporção entre a largura e a altura — é diretamente proporcional à largura da figura, pode-se concluir que, para gravar uma figura semelhante a essa, com área igual a 108cm² , o tamanho do arquivo deverá ser igual a a) 18KB b)12KB c) 9 K B d) 8 K B e) 6 K B 10.(UESC 05.1)DESENHO A figura representa 4 quadrados de uma seqüência de 8 quadrados construídos de tal forma que o primeiro quadrado (o maior deles) tem lado igual a 1u.c., e cada quadrado, a partir do segundo, tem seus vértices nos pontos médios dos lados do quadrado anterior. Considerando-se a área da região que se encontra no interior do primeiro quadrado e no exterior do segundo, e a área no interior do

terceiro quadrado e no exterior do quarto, e assim por diante, pode-se concluir que a soma de todas essas áreas é igual, em u.a., a a)171/256 b)85/128 c)43/64 d)21/32 e)11/16 11.(UESC 05.1)DESENHO No triângulo ABC, tem-se que AB=5EA , AC=5AD , FB=5FD' , FC=5FE’ . Nestas condições, pode-se concluir que FD' e EC são iguais, respectivamente, a a)DF e 5EF b)DF e 6EF c)DF e 4EF d)2DF e 5EF e)2DF e 6EF 12.(UESC 05.1)DESENHO Deseja-se construir uma escada, conforme indicado na figura, tendo comprimento igual a 10m, com degraus de mesmo tamanho, tal que a largura do degrau não seja menor que 30cm e também não exceda a 40cm. Nessas condições, o número, x, de degraus que a escada deve ter é tal que a)15 < x ≤ 20 b)20 < x ≤ 30 c) 30 < x ≤ 35 d) 35 < x ≤ 45 e) 45 < x ≤ 50 13.(UESB 06.1)DESENHO Uma folha de papel quadrada de lado 12cm é dobrada de modo que o seu vértice D fique sobre o lado AB, sendo Q a nova posição do vértice D, conforme a figura. Sabendo-se que o ângulo θ mede 30º, pode-se concluir que o segmento AQ mede, em cm, a)5 b)32 c)6 d)43 e)7 14.(UESC 06.1)DESENHO Num triângulo ABC de base b u.c. e altura igual a 10u.c. constroem-se 9 retângulos inscritos, como na figura, todos com altura de 1u.c. A diferença entre a área do triângulo ABC e a soma das áreas dos retângulos inscritos é igual a a)4b b)2b c)b d)b/2 e)b/5

15.(UEFS 07.1)Em um paralelogramo ABCD, tem-se que • AD = 3,0 cm; • DÂB = 30°; • P pertence ao segmeto DC; • DÂP e PÂB são iguais. Nessas condições, pode-se afirmar que o valor de E= 2- AP6+ 2 é a)1 b)1,5 c)2 d)2,5 e)3 16.(UESC 07.1) Em um triângulo ABC, tem-se • AD é a altura relativa ao lado BC. • A medida do segmento CD é o triplo da medida do segmento BD. • O ângulo CAD mede o dobro do ângulo BAD. Com base nessas informações, é correto afirmar que a medida do ângulo não-nulo CAD, em radianos, é a) π/15 b)π/12 c)π/6 d)π/4 e)π/3 17.(UESC 07.1) Considere-se um quadrado de lado L. Com vértices nos pontos médios dos seus lados, constrói-se um segundo quadrado. Com vértices nos pontos médios dos lados do segundo quadrado, constrói-se um terceiro quadrado e assim por diante. Com base nessa informação e no conhecimento de seqüências, é correto afirmar que o limite da soma dos perímetros dos quadrados construídos é igual a a)8L(1+ 2) b)4L(1+ 2) c)8L(2+ 2) d)4L(2- 2) e)4L(2+ 2) 18.(UESC 07.1)DESENHO Se o lado do quadrado da figura mede x cm, então a área, em cm², daregião sombreada é igual a a)x²/12 (33 - 2π) b) x²/12 (33 + π) c) x²/12 (33 - π) d) x²/4 (33 +π) e) x²/4 (33 - π) 19.(UEFS 07.2)Um operário apóia uma extremidade de uma escada de 4m de comprimento em uma parede vertical e a outra extremidade em um ponto P de um piso plano e horizontal, formando um ângulo ∝=30° entre a escada e a parede. Ao subir na escada, esta escorregou ao longo da parede vertical, tendo a

sua extremidade inferior se afastando 0,5m, passando a formar, com a parede, um ângulo cujo co-seno é igual a a)5/8 b)39/8 c)5/39 d)32/8 e)52/8 20.(UEFS 07.2) DESENHO Em uma praça retangular ABCD, no ponto médio de AB, é colocado, perpendicularmente a AB, um poste de iluminação, LM, de 4m de altura. Considerando-se 11=3,3 , pode-se afirmar que a distância da lâmpada L ao vértice C da praça mede, em metros, aproximadamente, a)18 b)17 c)16 d)14 e)13 13.(UEFS 07.2) Duas pessoa, J e L, fazem em uma praça circular cujo rio mede 6m. Certo dia, partindo do mesmo ponto P, J caminhou por PQ (diâmetro da praça), e L preferiu seguir o caminho em volta da praça (sobre a circunferência). No instante em que J se encontrava a 9m do ponto de partida, L se encontrava em um ponto da circunferência em que JL é perpendicular a PQ. Nessas condições, pode-se afirmar que o comprimento do arco PL percorrido por L é a)15π/4 b)11π/3 c)25π/6 d)4π e)9π/2 14.(UEFS 07.2)DESENHO Da figura,sabe-se que • ABC é um triângulo equilatero de lado medindo 4uc; • M é o ponto médio de AB; • AM e MB são diâmetros de duas semicircunferências com centro em B e raio BA; • AC é um arco de circunferência com centro em B e raio BA; • BC é um arco de circunferência com centro em A e raio AB. A medida da área da região sombreada,em u.a.,é igual a a)193-8π/3 b)19π-83/3 c)19π/3-83 d)19π/3+83 e)193+8π/3 15.(UESB 07.1)DESENHO A figura mostra uma rampa de 50 metros de comprimento que forma com o plano vertical um ângulo de 60º. Uma pessoa sobe

a rampa inteira e eleva-se x metros. Com base nessas informações, pode-se concluir que o valor de x é igual a a)15 b)20 c)25 d)253 e)303 16.(UESB 07.1)DESENHO O triângulo da figura tem a forma de um terreno que vai ser dividido em dois, por uma cerca que parte do ponto A e desce perpendicularmente ao lado BC. Com base nessas informações, pode-se afirmar que a área do terreno menor, em m2 , é igual a a)162 b)216 c)324 d)432 e)576 21.(UEFS 08.1)Em uma circunferência de centro O e raio 6cm, é marcado um arco AB cujo ângulo central AOB mede 50°. Se, em outra circunferência, de raio 10cm, é marcado um arco com a mesma medida de AB, o ângulo central correspondente mede, em radianos, a)π/3 b)3π/10 c)π/4 d)2π/9 e)π/6 22.(UESC 08.1) Se a soma dos comprimentos das diagonais de um losango é igual a 6u.c. e sua área A, dada em unidades de área, é a maior possível, podese afirmar: a) 5 < A ≤ 6 b) 4 < A ≤ 5 c) 3 < A ≤ 4 d) 2 < A ≤ 3 e) 1 < A ≤ 2 23.(UESC 08.1)DESENHO Na figura, AB = 8u.c., BC = 1u.c., e os triângulos sombreados são eqüiláteros. Sobre os triângulos sombreados, pode-se afirmar que o quociente entre o valor da área do triângulo maior e a área do triângulo menor é igual a a)64/49 b)49/64 c)8/7 d)7/8 e)1/8 24.(UESC 08.1)DESENHO A figura representa parte de uma espiral formada por infinitos semicírculos, tais que o primeiro, ABC, tem raio que mede 1cm e cada novo semicírculo, a partir do segundo, CDE, tem raio igual a 1/3 do raio

do semicírculo anterior. Pode-se afirmar que o comprimento da integral é igual a a)7π/2 b)3π c)5π/2 d)2π e)3π/2 25.(UEFS 08.2)DESENHO Na figura, M é o ponto médio da hipotenusa PR do triângulo retângulo PQR. Sendo a medida do ângulo QRP igual a 27°, pode-se afirmar que a medida do ângulo α=QMP, em radianos, é um valor pertencente ao intervalo a)[π/12, π/6] b)[π/6, π/4] c)[π/4, π/3] d)[π/3, 5π/12] e)[5π/12, π/12] 26.(UEFS 08.2)DESENHO O origami é uma técnica japonesa de dobradura de papéis através da qual se pode obter objetos de inúmeras formas. Para se construir um pássaro através dessa técnica, usou-se uma folha de papel, quadrada, com 2dm de lado, representada na figura 1. O primeiro passo foi dobrar o papel, fazendo os lados DA e DC do quadrado coincidirem com o segmento DG sobre a diagonal DB desse quadrado, obtendo-se um quadrilátero DEBF ,representado na figura 2. A área do quadrílatero DEBF,em dm²,mede a)42-4 b)8-42 c)22 d)1+2 e)2+42

d)3,4m e)3,8m

Números complexos
1.(UESB 04.1) Considerando-se os números complexos z = 1 – 3i e w = 2x + 4i, x∈R, pode-se afirmar que Re(zw) < Im(zw) para todos os valores de x pertencentes a a)]−∞, −1[ b)[−1, 2[ c)[2, 4[ d)[4, 5[ e)[5, +∞[ 2.(UESB 05.1)DESENHO Os pontos P e Q, na figura, são afixos dos números complexos z1 e z2. Sabendo-se que OP = 2u.c. e que OQ = 4u.c., pode-se afirmar que o argumento principal e o módulo de z1/ z2 são, respcetivamente, a)120° e 3 b)90° e 2 c)45° e 4 d)30° e 2 e)0° e 3 3.(UEFS 05.1)Considerando-se o número complexo z=1/2+3i/2 , pode-se afirmar que z7 é igual a a)z=1/2+3i/2 b) z=-1/2+3i/2 c)z=3/2+1i/2 d)z=- 3/2+1i/2 e) z=-1/2-3i/2 4.(UESC 05.1)DESENHO Na figura, está representado, no plano complexo, o número z∈C. Com base na análise do gráfico, pode-se afirmar que |z²| é igual a a)4/cosα² b)4/senα² c)4/tgα² d)cosα²/4 e)senα²/4 5.(UESB 06.1) Se f(x) = x³ + 2x²− 3x + 2, então f(i) é um número complexo cujos argumento principal e módulo são, respectivamente, a)π/4 e 4 b)π/3 e 1 c)π/2 e 4 d)π e 2 e)3π/4 e 4 6.(UESB 06.1) Dividindo-se o polinômio P(x) por x²−1 obtém-se o quociente 4x e resto 3x + k, em que k é constante real. Se x=0 é uma das raízes do polinômio, pode-se

27.(UEFS 09.1) Um trângulo possui vértices nos pontos A = (1,4), B = (4,4) e C = (4,7). Uma equação de reta que contém a bissetriz do ângulo B é a)y+x-8=0 b)y-x-8=0 c)2y-x-4=0 d)2y+x-12=0 e)y-2x+4=0 28.(UEFS 09.1)DESENHO A porta de uma sala quadrada cujo lado mede 4m, tem 0,80m de largura, está posicionada a 0,50m de um dos cantos, de acordocom a figura, e quando aberta para o interior da sala, tangencia no ponto T, um tapete circular colocado no centro da sala. Com base nessa informação, pode-se concluir que o diâmetro do tapete mede a)2,2m b)2,6m c)3,0m

afirmar que as outras raízes de P(x) são números a)pares b)ímpares c)racionais não inteiros d)irracionais e) complexos conjugados. 7.(UESC 06.1) Sendo i∈C , o valor da soma S=1+1+i²+i³+...+i330 é a)− i b)-1-i c)1 d)i e)1+i 8.(UESC 06.1)DESENHO Na figura, as imagens dos números complexos 0, z=1+2i e w estão representadas no plano complexo e são vértices de um triângulo retângulo de área 5u.a. Se o número complexo u é tal que u. z = w, então u é igual a a)2/2+2i/2 b)25i/5 c)i/2 d) 210/5+ 210i/5 e)2i 9.(UEFS 06.2) Considerando-se z=1+i, podese afirmar que a sequência de números complexos z2,z4, ...,z2n, ...com n inteiropositivo a)é uma expressão aritmética de razão i b)é uma expressão aritmética de razão 2i c)é uma expressão geometrica de razão i d)é uma expressão geométrica de razão 2i e)não é uma expressão geométrica nem aritmética 10.(UESB 07.1) Considerando-se o número complexo z=(−2i + 3)+(3x + i)(2−3xi) um imaginário puro, pode-se afirmar que o valor de x é a)3 b)2/3 c)1/3 d)0 e)-1/3 11.(UEFS 07.1) Considerando-se os números complexos z1 = 2.[cos(4π/3) + i.sen(4π/3)] e z2=2.[cos(π/4)+i.sen(π/4)], é correto afirmar que o valor de 22.z1/z2 é a)-1- 3 + i(1- 3) b)1- 3 + i(1- 3) c)-1- 3 + i(1- 3)/2 d)-1- 3 - i(1- 3)/2 e)-1-3 - i(1- 3) 12.(UEFS 07.1) Um hexágono regular, inscrito numa circunferência de centro na

origem, tem como um de seus vértices o afixo de z = 2i. Com base nessas informações, pode-se concluir que os números complexos representados pelos outros cinco vértices do hexágono pertencem ao conjunto a){32+i,- 32+i ,- 32-i , 32-i , -2i} b){1+3i , -1+3i , -1-3i , 1-3i , -2i} c){3+i ,- 3+i , - 3-i , 3-i , -2i} d){ 3+i ,- 3+i , - 3-i , 3-i ,-2i} e){ 3+2i ,- 3+2i , -3-2i , 3-2i ,2i} 13.(UESC 07.1) Na forma trigonométrica, o número complexo z = (1-i)²/1+i é representado por a)2.[cos(π/4) - i.sen(π/4)] b)2.[cos(π/4) + i.sen(π/4)] c) 2.[cos(5π/4) + i.sen(5π/4)] d) 2.[cos(3π/4) + i.sen(3π/4)] e) 2.[cos(7π/4) + i.sen(7π/4)] 14.(UEFS 07.2) Com relação aos números complexos z1 e z2,tais que z1+iz2=3 e z2+iz1=i+2, é correto afirmar : a)Re(z1)=2Re(z2) b)Re(z1-z2)=0 c) z1=z2 d)| z1|=| z2| e) z2 Є R 15.(UESC08.1)O conjunto {z∈C;zz−(Re(z))²−2Im(z)=−1} pode ser representado, no plano Argand-Gauss, por

TODAS AS ALTERNATIVAS É DESENHO

16.(UEFS 08.1) Seja z = -1 + i um número complexo e z, o seu conjugado. Sabe-se que os afixos dos números z, z² ,zz e z-z são vértices de um quadrilátero convexo cuja área mede, em u.a., a)2 b)3 c)5 d)6 e)8 17.(UEFS 08.1) Somando-se o sexto e o sétimo termos da sequência (2i,-2,-2i,...) obtém-se um número complexo cujo módulo e argumento principal são, respectivamente, iguais a a)2 e 3π/4 b) 2 e 5π/4 c)22 e 5π/4 d)4 e 3π/4 e)4 e 7π/4 18.(UEFS 08.2) Sendo w = 3i, pode-se afirmar que z = w²- 2iw + (1+i) é um número complexo, cujo módulo é igual a a)2 b)3 c)2

d)5 e)3 19.(UEFS 08.2) Os números complexos z = 2-i e w = -2+i são raíezes de um polinômio com coeficientes reais e de grau 10. Os números máximo de raízes reais que esse polinômio pode ter é igual a a)5 b)6 c)7 d)8 e)9 20.(UEFS 09.1) A sequência (zn) é uma progressão geométrica cujo primeiro termo e razão são, respectivamente, iguais a z1=1-i e q =i. Nessas condições, pode-se afirmar que z3/z5 é igual a a)-1 b)-i c)1 d)i e)1+i 21.(UEFS 09.1) Os afixos dos números complexos U=cos (π/4) + i.sen(π/4) V=cos(3π/4) + i.sen(3π/4) W=cos(3π/2) + i.sen(3π/2) são, no plano de Argand Gauss, a)pontos colineares b)vértices de um triângulo equilátero c)vértices de um triângulo retângulo d)pontos de uma circunferência com centro na origem e raio 1 e) pontos de uma circunferência com centro na origem e raio 2 22.(UNEB 09.1)Sabendo-se que o número z verifica a equação iz+2z+1-i=0, pode-se afirmar que o valor de 5|z| é igual a a)1 b)2 c)3 d)2 e)3

2x²+x–1 e resto R(x) = 4x+1. Portanto, o resto da divisão de P(x) por x+1 é igual a a)-3 b)-1 c)0 d)2 e)3 3.(UESB 04.1) No desenvolvimento do binômio (x/2 + 2/x²)8, o termo central é a)x-4 b)38x-3 c)70x-4 d)x4 e)70x4 4.(UESB 04.2) Se o resto da divisão do polinômio P(x)=ax³ + bx² -3x +2 por D(x)=x²-1 é 3, então P(x) é divisível por a)x²-1 b)x²-4 c)x d)x+2 e)x-2 5.(UESB 04.2) O coeficiente de x4 no polinômio P(x)=3x²(x+2)4 é a)72 b)48 c)24 d)12 e)6 6.(UESB 05.1) Sendo P(x)=3x2a- x³ + 2x² -12 divisível por Q(x)= x-2, pode-se concluir que P(x) tem exatamente a) uma raiz real de multiplicidade 3 b) uma raiz real de multiplicidade 4. c) três raízes reais e distintas. d) quatro raízes reais e distintas. e) uma raiz real e duas raízes complexas. 7.(UESC 05.1) Sejam os polinômios P(x)=(m²-2)x4 + m2.x3 - x² - 1 e Q(x)=x4x32 + 10x – n, sendo m e n números reais tais que o grau de P(x) +Q(x) é igual a 3, e 1 é uma raiz de P(x) + Q(x). Com base nesses dados, pode-se afirmar que m + n é igual a a)4 b)5 c)6 d)7 e)8 8.(UEFS 05.1) Considerando-se os polinômios P(x)=x³-3 x²+bx+c, M(x)=x²4x+5 e Q(x)=x+1 e sendo a relação entre os polinômios P(x)/M(x) = Q(x) verdadeira, então b+c é igual a a)0 b)2 c)4 d)5

Polinômios
1.(UESB 04.1) Um polinômio do segundo grau é divisível por (3x – 2) e por (x – 4) e assume um valor mínimo. Com base nessa informação, pode-se concluir que o valor numérico mínimo do polinômio ocorre para x igual a a)1/8 b)3/2 c)5/3 d)7/3 e)8/3 2.(UESB 04.1) A divisão do polinômio P(x) por D(x) = x²–2x+1 tem quociente Q(x) =

e)6 9.(UESC 06.1) Sendo i∈C , o valor da soma S = 1+ i + i² + i³ + ...+ i330 é a)-i b)1-i c)1 d)i e)1+i 10.(UEFS 06.2) Sabendo-se que o polinômio P(x)=2x³+mx²+nx-1 é divisivel por Q(x)=x²1, pode-se concluir que sua decomposição em um produto de fatores do 1° grau é a)(2x+1)(x-1)(x+1) b)(2x-1)(x-1)(x+1) c)(-2x+1)(x-1)(x+1) d)(x-2)(x-1)(x+1) e)(x-2)(x-1)(x-1) 11.(UEFS 06.2) A diferença entre os coeficientes de x e x³ no binômio (x+k)5 é igual a 15. Sabendo que k é um ´mero real,pode-se afirmar que k² é um número a)irracional b)racional não inteiro c)primo d)múltiplo de 4 e)múltiplo de 5 12.(UESB 07.1) Considerando-se que os polinômios P(x)=x³-2ax²+(3ª+b)x-3b e Q(x)=x³-(a+2b)x+2ªsão divisíveis por x + 1, é correto afirmar que o valor de a + b é a)-12 b)-4 c)-1 d)3 e)12 13.(UESC 07.1) A soma dos valores de m e n, de modo que o polinômio P(x)=2x4+3x³+mx²-nx-3 seja divisível pelo polinômio Q(x)=x²-2x-3,é a)4 b)23 c)42 d)-4 e)-19 14.(UESC 07.1) O valor do termo independente de x no desenvolvimento (1x² - x)15 é a)645 b)554 c)545 d)455 e)345 15.(UEFS 07.1) Sabendo-se que a soma de duas raízes do polinômio P(x)=x³+4x²-11x-k é -,é correto afirmar que o conjuto-solução de P(x)=0 é a){2,3,5} b){-5,2,3}

c){-2,3,5} d){-5,-3,3} e){-5,-3,-2} 16.(UEFS 07.2) O argumento e o módulo do número complexo z são respectivamente, iguais a σ = π/6 e OA=3. Sendo z uma das raízes do polinômio P(x) = 2x³-5x²+mx-n, m e n constantes, pode-se afirmar que o valor da única raiz real de P(x)=0 é a)-2 b)-1/2 c)3/2 d)2 e)5/2 17.(UESC 08.1) No desenvolvimento da expressão algébrica x²(x-1/x)6, o termo independente de x é igual a a)-6 b)0 c)6 d)15 e)30 18.(UESC 08.1) Sabendo-se que −1 + i é uma raiz do polinômio p(x)=x4+2x³+6x²+8x+8, pode-se concluir que esse polinômio a)não possui raízes reais. b)possui exatamente uma raiz real. c) possui duas raízes reais a e b, tais que a.b = 4. d) possui duas raízes reais a e b, tais que a +b=0 e) possui três raízes reais 19.(UEFS 08.1) Seja p(x)=mx²+nx+t, com m, n, t Є R, m≠ 0, um polinômio com duas raízes reais e distintas, tal que P(2)>0. Sendo-se assim pode-se afirmar: a)Para qualquer valor não nulo de m,as raíses de P(x) são menores que 2 b)Se m>0, então as raízes de P(x) são menores que2 c)Se m<0, então as raízes de P(x) são menores que2 d)Se m>0, então x=2 está entre as raízes de P(x) e)Se m<0, então x=2 está entre as raízes de P(x) 20.(UEFS 08.2) O resto da divisão do polinômio P(x)=x9+x pelo polinômio Q(x)=x²-1 é a) -x+1 b)2x+1 c)0 d)-x e)2x 21.(UEFS 09.1) A soma e o produto das raízes do polinômio P(x)=2x²+bx+c são, respectivamente, -6 e 5. Assim, o valor

mínino que P(x)pode assumir pertence ao conjunto a){-6,-4,-1} b){-5,-3,0} c){-8,1,6} d){2,4,5} e){3,7,8} 22.(UEFS 09.1) Um polinômio P, de graun, tem o coeficiente do termo de maior grau igual é a 1 e suas raízes formam uma progressão geométrica de razão 3 cujo primeiro termo r1=3. Sabendo-se que o termo independente de P igual a 315, podese concluir que o grau de P é igual a a)3 b)5 c)7 d)8 e)10 23.(UEFS 09.1) Desenvolvendo-se o binômio (5x-2/x4)6 , obtém-se uma expressão algébrica cujp termo médio é igual a a)(-2.104)/x9 b)(2.104)/x² c)(-5.10³)/x4 d)(5.10³)x5 e)104x9 24.(UNEB 09.1) O coeficiente do termo em x-3 no desenvolvimento de (x + 1/x)6 é igual a a)3 b)6 c)8 d)9 e)15

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->