Você está na página 1de 1

Art.

209 - O ensino livre iniciativa privada, atendidas as seguintes condies: I - cumprimento das normas gerais da educao nacional; II - autorizao e avaliao de qualidade pelo Poder Pblico O Estado assume de fato um papel de relevncia, tanto verdade que em diversos dispositivos, o ECA menciona o dever do Estado nos artigos acima citados 53 a 55 CULTURA, DESPORTOS E LAZER, incluindo ainda o art. 57 o estimulo a pesquisa, novas propostas de currculo, calendrio etc.., assim como Arts. 208, 211 e 214 todos da CRFB/88 Art. 57 - O Poder Pblico estimular pesquisas, experincias e novas propostas relativas a calendrio, seriao, currculo, metodologia, didtica e avaliao, com vistas insero de crianas e adolescentes excludos do ensino fundamental obrigatrio Art. 208 - Regem-se pelas disposies desta Lei as aes de responsabilidade por ofensa aos direitos assegurados criana e ao adolescente, referentes ao no-oferecimento ou oferta irregular: I - do ensino obrigatrio; Il - de atendimento educacional especializado aos portadores de deficincia; lII - de atendimento em creche e pr-escola s crianas de zero a seis anos de idade; IV - de ensino noturno regular, adequado s condies do educando; V - de programas suplementares de oferta de material didtico-escolar, transporte e assistncia sade do educando do ensino fundamental; Vl - de servio de assistncia social visando proteo, famlia, maternidade, infncia e adolescncia, bem como ao amparo s crianas e adolescentes que dele necessitem; Vll - de acesso s aes e servios de sade; VIII - de escolarizao e profissionalizao dos adolescentes privados de liberdade. IX - de aes, servios e programas de orientao, apoio e promoo social de famlias e destinados ao pleno exerccio do direito convivncia familiar por crianas e adolescentes. 1 As hipteses previstas neste artigo no excluem da proteo judicial outros interesses individuais, difusos ou coletivos, prprios da infncia e da adolescncia, protegidos pela Constituio e pela Lei. 2 A investigao do desaparecimento de crianas ou adolescentes ser realizada imediatamente aps notificao aos rgos competentes, que devero comunicar o fato aos portos, aeroportos, Polcia Rodoviria e companhias de transporte interestaduais