P. 1
A Gramatica e o Texto No Ensino Da

A Gramatica e o Texto No Ensino Da

|Views: 19|Likes:
texto
texto

More info:

Published by: Claudia Maris Tullio on Feb 26, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/03/2013

pdf

text

original

A gramática e o texto no ensino da Língua Portuguesa

 GÊNEROS TEXTUAIS. .   .LETRAMENTO..LÍNGUA. ..Ensino da língua exige interlocução.

. .GÊNEROS TEXTUAIS  .  .parte de processos organizadas..emergem nos processos sociais em que pessoas tentam compreender umas às outras suficientemente bem para coordenar atividades e compartilhar significados com vistas a seus propósitos práticos.....são fatos sociais sobre os tipos de atos de fala que as pessoas podem realizar e sobre o modo como elas os realizam. de atividades socialmente  .

trata-se de uma extensão do conceito de alfabetização ao conceito de letramento: do saber ler e escrever em direção ao ser capaz de fazer uso da leitura e da escrita. simultaneamente. em Portugal. da literacia. a invenção do letramento no Brasil.Letramento  Devido à necessidade de reconhecer e nomear práticas sociais de leitura e de escrita mais avançadas e complexas que as práticas do ler e escrever resultantes da aprendizagem do sistema de escrita. que. do illetrisme.  . se dá. na França. em meados dos anos 1980. para nomear fenômenos distintos do denominado alfabetização.

que desenvolvemos nosso sentimento de pertencimento a um grupo.Gramática  Cabe à gramática especificar.recurso para o sentido que s pessoas atribuem a si mesmas. ao mundo.   .. . A língua apresenta mais de um componente (léxico e gramática). às coisas todas.   . e seu uso está sujeito a diferentes tipos de regras e normas (textuais e sociais)..Língua . que interagimos. determinando qual a ordem possível.parte de nós mesmos... a uma comunidade. desde a formação de palavras até a formação de frases. de nossa identidade cultural. EU SOU DAQUI..por meio dela que nos socializamos. .. histórica e social.

LOGO… O trabalho com os gêneros textuais é uma extraordinária oportunidade de se lidar com a língua em seus mais diversos usos autênticos no dia-a-dia. É NECESSÁRIO.RENOVAÇÕES METODOLÓGICAS   segundo os PCNs .TEXTO = UNIDADE DE ENSINO ... de modo a desenvolver competências lingüísticas. … é necessário que o ensino de língua portuguesa gire em torno do texto. uma grande variedade de textos é exigida pelas múltiplas e complexas relações sociais….  ERROS – ACERTOS     MUDANÇAS . Pois nada do que fizermos lingüisticamente pode ser tratado apenas em um ou outro gênero.GÊNEROS TEXTUAIS = OBJETOS DE ENSINO na sociedade atual. textuais e comunicativas dos alunos. possibilitando-lhes uma convivência mais inclusiva no mundo letrado de hoje.

E a heterogeneidade e a flexibilidade dos usos?  ...Como a língua tem sido vista na escola?    Equívocos: . para se garantir eficiência nas atividades de falar.NÃO É PARA SE ENSINAR GRAMÁTICA.. . BASTA ESTUDAR GRAMÁTICA. de ler e de escrever..

com 3 anos de idade..” PERGUNTA: Fala-se da mesma gramática? .”(Scherre..... qualquer criança de qualquer parte do mundo se comunica com estruturas lingüísticas complexas. 2005:9) O professor: “os alunos chegam à 4ª série e não conhecem regras de gramática.Para pensar. gramática   “...

uma gramática. . a composição de textos.. uma situação de interação.      Um léxico. A gramática sozinha é incapaz de preencher as necessidades interacionais de quem fala. escuta..Como professor é preciso aceitar que a língua é constituída de. lê ou escreve textos.

pois tudo estava atrasado.. não pôde participar do passeio. substituindo as palavras sublinhadas por: ele – ela – eles – elas Pedro estava arranjando o carro. porque Fátima. alguém tucanou. Manchete de jornal “A rede não balançou para o São Paulo neste final de semana” “. Inês e Marcos também vieram ajudar. porém.. Bernardo.. Reescreva no seu caderno o trecho da história a seguir. porque estava adoentado e cheio de preguiça. enquanto Lígia fazia as malas. Julinho queria ajudar na arrumação da bagagem de Lígia.  .. Pedro conseguiu arrumar o carro.A interação verbal requer.  Conhecimento do real ou do mundo.” Conhecimento das normas de textualização.

não pôde participar do passeio. assim. Ele queria ajudar na arrumação da bagagem dela. -usar expressões que demonstram atitudes de polidez ou usar de tolerância frente a determinados tipos de interlocutores é comportamento socialmente prestigiado. porque estava adoentado e cheio de preguiça. porque eles também vieram ajudar. Como ficaria o entendimento deste texto: Ele estava arranjando o carro. enquanto ela fazia as malas. regulada. Ele conseguiu arrumar o carro. Conhecimento das normas sociais de uso da língua.  . pois tudo estava atrasado. Ele. porém. -qualquer atividade de linguagem é uma atividade socialmente normatizada e.

PENSAR SOBRE A LINGUAGEM.            De modalidade de uso da língua. de funções. . SERIA BEM MAIS PRODUTIVO PENSAR A LINGUAGEM.UMA FUNÇÃO DA ESCOLA NA AMPLIAÇÃO DA COMPETÊNCIA COMUNICATIVA DOS ALUNOS É CULTIVAR O APREÇO PELA DIVERSIDADE. de suportes. de norma. TENTAR ENTENDER O ENCAIXE DAS PEÇAS QUE FAZEM SEU FUNCIONAMENTO INTERATIVO. de complexidade desses textos. de interlocutores. diversidade. enfim. TENTAR VÊ-LA POR DENTRO. de universos de referência. de tipos e de gêneros de texto. de registro.

de compreensão e análise de textos orais e escritos. de diferentes registros e finalidades.. . . .. de diferentes gêneros. .de elaboração de textos orais e escritos. ASSIM..Novas concepções de língua e suas repercussões  Prioridade conteúdos. objetivos e práticas pedagógicas..de reflexão e debate em torno de temas que põem em relação as variedades linguísticas e a realidade social e política do país. a escola irá se concentrar em atividades: ..de convivência com o patrimônio literário da região e do país. com ênfase nos procedimentos de planejamento e de revisão.

     Ler e entender um texto..ESTAREMOS PREPARANDO OS ALUNOS PARA. conforme a solicitação do momento.. de forma clara. . de qualquer dimensão.. coerente e relevante. para relacionar as informações dos textos verbais com outras expressas em outras linguagens.. precisa. coesa.. para se expressar por escrito. para usufruir do gosto estético das produções literárias. como falante ou como ouvinte. para interagir em público. em contextos menos ou mais formais. de qualquer tipo ou gênero.

Aula de Língua Portuguesa (sugestão)          Leitura. estudo de vocabulário. análise linguística do texto. reescrita de texto. produção textual. Literatura. sistematização do conteúdo. compreensão do texto. interpretação do texto. .

contemplar a articulação dos vários componentes da língua. na forma em que ela funciona.O QUE PRECISA MUDAR NA ESCOLA?   Rever os objetivos do ensino. a pesquisa. às salas de debates e de outros recursos midiáticos. a procura. às salas de leitura. ter professores que pensam e ensinam a pensar.     . a investigação. Foco das aulas: deixar de ser a correção para ser o ensino. a exploração. redefinir os programas – eixo: questões do texto falado e escrito. dar maior destaque e funcionalidade ao espaço destinado à biblioteca.

     QUAL A RELAÇÃO LETRAMENTO? ENTRE GÊNEROS – LÍNGUA – . os desafios que propõe aos outros. para todos os efeitos.POR FIM. Ser uma pessoa que sabe fazer aquilo que ensina.  O professor de português deve ser.. funcionalmente múltiplo e “amante” de textos literários e nãoliterários. um leitor assíduo. que experimenta. Ser alguém que produz conhecimento. como “eterno aprendiz”.. Deve ser alguém que sabe escrever e que o faz com freqüência. Conhecer bem a gramática para usá-la como instrumento analítico e explicativo da linguagem de seus próprios alunos.

   Para pensar. muito além da gramática: muito além até mesmo da língua. Língua e gramática podem ser uma solução se soubermos ir adiante. da história. dos discursos todos que teceram e tecem os versos de cada um.. para alcançar a nós mesmos e aos vestígios mais sutis da cultura.. Teríamos cumprido a missão sonhada de fazer a travessia do ensino de línguas sem tantas pedras no caminho! .

discutir e reescrever. como ler e escrever. para escrever e ler de forma sempre mais sofisticada...” (Irandé.. reler e reescrever mais.Possenti (1996:32-33)  “No dia em que. Sobrariam apenas coisas inteligentes para fazer na aula.2007:37) ..

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->