Você está na página 1de 38

FACULDADE BOA VIAGEM

Aula No. 1-ALGUNS PROBLEMAS ECONOMICOS
Exemplo de problemas econômicos: 1. Por que o nordestino é mais pobre que o paulista? 2. Por que a expansão da moeda e do crédito pode gerar inflação? 3. Por que a taxa de juros de mercado e o preço esperado de venda do produto são dados importantes para as decisões de investimento das empresas? 4. Por que a alta no preço do cafezinho reduz a demanda de açúcar? 5. Por que a renda dos agricultores se eleva quando ocorre uma estiagem que reduz a produção? 6.
2/28/2013 1

Aula No.1: Métodos de Investigação da Ciência Econômica
1. Teoria e Método de Investigação Científica
a) Definição Teoria pode ser entendida como um conjunto de “ idéias” sobre a realidade,sempre analisadas de forma independente. Toda teoria tem um caráter ideológico b) Componentes da Teoria “Definições”- dizem respeito ao significado dos termos (idéias) da teoria; “Argumentos”- referem-se às condições sob as quais a teoria se sustenta; “Hipóteses”- são conjecturas relativas à maneira como as coisas da realidade se comportam.
2/28/2013 2

Aula No. 1-Método de Investigação da C.Econômica ModelosRepresentação das principais características dos componentes de uma teoria. Exemplo: o modelo keynesiano simples Y= C + I + G + X - M C= Co + a Yd Yd= Y - t Y I= Io G= Go X= Xo; M = M* + m Y
2/28/2013 3

1-Método de Investigação da Ciência Econômica Método de Análise Os métodos científicos se caracterizam pelo raciocínio lógico e são classificados em: IndutivoParte dos fatos específicos para se chegar a conclusões gerais. Ex: o aumento de tributos reduz a renda disponível e logo a demanda.Aprendese com a experiência do dia-a-dia. Tal conclusão pode ser válida. 2/28/2013 4 . maximiza lucro. DedutivoMétodo que parte das conclusões gerais para explicar o particular. mas não necessariamnete verdadeira. o que por sua vez ajuda a frear a inflação. Ex: empresa capitalista maximiza lucro. e como a Ford é uma empresa capitalista.Aula No.

Netto) 2/28/2013 5 . “Economia é a arte de pensar” ( A . D. 2.Definição da Ciência Econômica 1. Definição“Economia é uma ciência social que estuda a administração dos recursos escassos entre usos alternativos e fins competitivos” ( Paul Samuelson). 1. A Economia repousa sobre os atos humanos e é por excelência uma ciência social.Aula No.

As idéias que constroem as teorias são formuladas num contexto histórico onde se desenvolvem as atividades e as instituições econômicas. República. 2) Industriais que querem tarifas aduaneiras elevadas para evitar a competição externa.Inter-relação com as demais ciências 1. pois sendo a política a arte de governar. 3) Oligarquia nordestina que vem se locupletando com as transferências de renda inter-regionais 2. 2/28/2013 6 . Economia e Política Essa interdependência é secular. ou o exercício do poder. é natural que esse poder tente exercer o domínio sobre a coisa econômica Exemplos: 1) política do café com leite na 1a.1a Aula. Economia e História Os sistemas econômicos estão condicionados à evolução histórica da civilização.

todas as atividades econômicas têm um conteúdo espacial. Na verdade.políticas salariais e também gastos sociais 2/28/2013 7 . a dinâmica da mobilidade social entre as diversas classes de renda. Economia e Geografia Os acidentes geográficos interferem no desempenho das atividades econômicas.1a Aula. 4. que muitas vezes não se refere apenas aos custos de transporte.Inter-relação com as demais ciências 3. Exemplo. Economia e Sociologia Quando a política econômica visa atingir os indivíduos de certas classes sociais. isto é. interfere diretamente no objetivo da sociologia.

Econometria é uma espécie de mistura de economia.1a Aula. Muitas relações de comportamento econômico podem ser expressas através de funções matemáticas. Todavia a Economia não é uma ciência exata em que se pode programar os resultados sem erro.Inter-relação com as demais ciências 5) Economia. 2/28/2013 8 . matemática e estatística. Matemática e Estatística A Economia faz uso da lógica matemática e das probabilidades estatísticas.

Inter-relação com as demais ciências ESTATÍSTICA HISTÓRIA SOCIOLOGIA ECONOMIA GEOGRAFIA CIÊNCIA POLÍTICA 2/28/2013 MATEMÁTICA 9 .Aula No.1.

produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física. Aula.materiais e imateriais.capacidade que tem um bem de satisfazer uma necessidade humana. Todos os bens seriam livres ( sem preço). Tipos de bens . Utilidade . 3. 2. 2/28/2013 10 . Não havendo escassez não haveria bens econômicos. Por que os bens são procurados (desejados)? Um bem é procurado porque é útil.isto é.Objeto da Ciência Econômica-Lei da Escassez 1.2a.a lei da escassez.

Problemas econômicos básicos 1.Aula No. Como produzir? Por que serão os bens e serviços produzidos. 2. Para quem produzir? Para que se destinará a produção 2/28/2013 11 . qual o processo técnico 3.com que recursos. O que e quanto produzir? Quais os produtos que deverão ser produzidos e em que quantidades? 2.

Ao decidir “O QUE” produzir e “ COMO” produzir.etc) e uma técnica de produção.Aula No. Suponha-se uma economia com uma determinada população. matérias-primas. 2. certo número de fábricas e instrumentos de produção e um conjunto de recursos naturais ( terras. Conceitos de Curva de Transformação e Custos de oportunidade. o sistema econômico terá realmente decidido como alocar e distribuir os recursos disponíveis entre as milhares de diferentes possíveis linhas de produção 2/28/2013 12 .As opções tecnológicas. O problema da escolha A análise conjunta da escassez dos recursos e das ilimitadas necessidades humanas conduz à conclusão de que a Economia é uma ciência ligada a problemas de escolha. 3. 2. 1.

Escassez e Escolha: A Curva de Transformação 1. Da escassez até a Curva Essa Curva mostra o que se pode produzir com as quantidades disponíveis de Terra.Aula No. Trabalho e Capital e com a Tecnologia existente 13 Problema da Escassez Explicado pela Curva de Possibilidade de Produção 2/28/2013 .2.

2.Aula No.Um exemplo de C.P.P. Opção A B C D E F 2/28/2013 Roupa Comida Unidades de comida (metros) (Toneladas sacrificadas para obter mais ) uma unidade de roupa(custo de Oportunidade) 0 20 1 2 1 19 2 17 4 5 3 13 4 8 8 5 0 14 .

Formato da Curva trigo Algodão 1. TEM A CONCAVIDADE VOLTADA PARA A ORIGEM. P. O Custo de Oportunidade explica o formato da Curva 15 .2. 2/28/2013 2. P. A C.Aula No.

P.A C.Aula No.P.P.P. 1. É UMA FRONTEIRA Impossível Trigo o T 0 U REFLETE A PRODUÇÃO MÁXIMA POSSÍVEL DE 2 BENS 2/28/2013 Roupa Desemprego 16 .2. A CURVA C.

Avanço Tecnológico 2. Um aumento na quantidade de Capital 3.O Crescimento 1. Um aumento na força de Trabalho 2/28/2013 CPP 1 Após o AVANÇO TECNOLÓGICO Roupa 17 .Aula No.P.3.P. O DESLOCAMENTO PARA FORA DA C. Comida 1.

Capital B.Consumo CPP 1990 2/28/2013 18 .2.O crescimento: a escolha entre bens de consumo e bens de capital CPP 2020 B.Consumo B.Capital CPP 1990 CPP 2020 B A B.Aula No.

000.00 Produto Nacional é o valor em cruzeiros dos bens e serviços finais produzidos durante o ano.00 Total 12.000.3. O Mercado como uma maneira de medir a produção Laranja . 2/28/2013 19 .000 x 1.00 = 2.000 x 10.2.Aula No. 1.00=10.1.000.Produto Nacional e Renda Nacional.00 Mercado produz bens e serviços Como somar laranja com carro? Carro .

Movimento dos preços Problemas que existem na mensuração do Produto 2/28/2013 20 Dupla Contagem .Aula No.2.Produto Nacional O conhecimento do Produto Nacional é fundamental para avaliar o desempenho da economia durante vários anos.

00 20. Preço Valor de Quantid.00 15 2.00 100.00 15.00 175.00 30.00 10. Preço Valor de Mercado Mercado 10 1.00 5 10.2.00 20 5.00 75.00 21 Mangas Laranjas Carros Teatro TOTAL 2/28/2013 .00 265.Produto Nacional Produtos 1990 2003 Quantid.00 50.00 5 15.00 10 2.00 20 7.00 140.00 15 1.Aula No.

2.150/50 = 183 22 Peso (2) 100 Mangas 100 Laranjas 100 Carros 100 Teatro TOTAL Variação nos preços ( índice) 2/28/2013 .Aula No.150 9.Produto Nacional-Índice de Preços Produtos 1990 Anos 2003 (1) 200 200 140 150 Preço x Peso (3) 20 4000 15 3000 10 1400 5 750 50 9.

Construindo um Índice de Preços. 2. 2/28/2013 23 .Produto Nacional 1. é essencial separar o incremento desejável na quantidade de produto do incremento indesejável nos preços. Para julgar o desempenho da economia.Aula No. Como resolver esse problema? Resposta.

Aula No.2.Trigo que entrou na produção de farinha. Farinha que foi utilizada na produção do pão 24 2/28/2013 . PONTOS IMPORTANTES : A) para calcular o fluxo do Produto Nacional. O PÃO DA PADARIA É O BEM FINAL Retirar 2. todos os bens e serviços devem ser contados uma e uma única vez. 1.Produto Nacional 1.

00 2.AULA No.00 8. na padaria 10.PRODUTO NACIONAL 1.00 ADICIONADO 2/28/2013 25 .00 SOMA DO VALOR 10.00 4. CÁLCULO DO VALOR ADICIONADO Estágios de Valor das Vendas Custo dos Produtos Valor Produção Intermediários Adicionado Bens Intermediários 2.00 2.00 Trigo 4.00 Pão no atacado BEM FINAL Pão.00 4.00 Farinha 8.00 2.00 2.00 0. 2 .

Conceitos básicos: Valor Adicionado É o valor do produto da empresa menos o custo dos produtos intermediários comprado pela empresa dos seus fornecedores. PRODUTOS INTERMEDIÁRIOS Todos os bens e serviços que entram na produção do bem final mas que são excluídos da contagem do Produto 2/28/2013 26 . 2.Aula No. PRODUTOS FINAIS Todos os bens e serviços contabilizados no Produto.Produto Nacional 1.

2. Pagamentos monetários por bens e serviços de Consumo FAMÍLIAS 1. 2/28/2013 27 . Fornecem insumos às empresas Bens e Serviços de Consumo Recursos econômicos: Terra.Capital EMPRESAS 1.Produto Nacional-Fluxo Circular de Riqueza. salários.Aula No. Consomem bens e serviços finais produzidos pelas empresas 2.Trabalho.juros e lucros. Utilizam os recursos das famílias Pagamentos monetários por recursos:aluguéis. Fornecem bens e serviços aos consumidores 2.

IMPORTAÇÕES 2/28/2013 28 .Produto Nacional 1. PRINCIPAIS COMPONENTES-DESPESA CONSUMO GOVERNO PRODUTO NACIONAL INVESTIMENTO PRIVADO EXPORTAÇÕES .Aula No.2 .

Bens Não-Duráveis( alimentação.2 .Gastos pessoais em consumo. ( C ) .barbeiro. Definição de Produto Nacional pelo lado da despesa: Elementos da despesa. Serviços( cinema.vestuário) 3.geladeira) 2.Produto Nacional 1.saúde) 2/28/2013 29 . Bens Duráveis (automóveis.Aula No. Tipos de Bens: 1.

Aula No. Tipos de Gastos: 1. Construção de estradas.2 . 2. ( G ) . São consideradas transferências. serviços de justiça. saúde. IMPORTANTE: Previdência Social ( aposentadorias e pensões) não são contabilizados no Produto Nacional. etc. segurança nacional. 2/28/2013 30 .Produto Nacional 1. educação.Gastos do Governo em Bens e Serviços. Definição de Produto Nacional pelo lado da despesa: Elementos da despesa.

( I ) . 2/28/2013 31 .Investimento Privado Nacional. Edificações e Equipamentos: nova fábrica e novas máquinas entram na contagem do Produto.Produto Nacional 1.Aula No.2 . Categorias mais importantes: 1. 2. Variação nos Estoques: Mercadorias que foram produzidas mas que não foram consumidas. Definição de Produto Nacional pelo lado da despesa: Elementos da despesa.

( M ).IMPORTAÇÃO DE BENS E SERVIÇOS Compra de bens e serviços produzidos em outros países.EXPORTAÇÕES DE BENS E SERVIÇOS Venda de bens e serviços para o resto do mundo. 2/28/2013 32 .Aula No. ( X ) .Produto Nacional 1. Definição de Produto Nacional pelo lado da despesa: Elementos da despesa.2 .

Aula No.Produto Nacional 1.M Despesa Nacional ( Y) = C + I + G + X .M 2/28/2013 33 .2. Produto Nacional-Sumário Produto Nacional ( Y) = C + I + G + X .

em depreciaram. . . Máquinas e equipamentos foram durante o ano e. Essa sistemática gera um outro grupo de definições. 2/28/2013 34 utilizados consequência. A depreciação têm que ser abatida do cálculo do Produto a fim de refletir a produção real de bens e serviços.Produto Nacional A questão da depreciação. se .Aula No.2. .

mais a variação de estoques. 1) Investimento Privado Bruto ( Ib) - 2) Investimento Privado Líquido ( Il ) É igual ao investimento privado bruto menos a depreciação.Depreciação 2/28/2013 35 . novas máquinas e novos equipamentos. Il = Ib .Produto Nacional .2.Aula No. Representa os gastos com novas edificações. Definições e a questão da depreciação.

2) Produto Interno Bruto ( PIB) A soma de todos os bens e serviços finais produzidos em uma economia em um ano.Renda Líquida enviada ao exterior. 2/28/2013 36 .Aula No.2. Outras definições 1) Produto Nacional Bruto ( PNB ) Produto Interno Bruto ( PIB ) + .Produto Nacional .

CONCEITOS BÁSICOS RENDA NACIONAL = PRODUTO NACIONAL retira IMPOSTOS INDIRETOS RENDA NACIONAL É A SOMA DE TODAS AS RENDAS RECEBIDAS PELOS PROPRIETÁRIOS DOS FATORES DE PRODUÇÃO 2/28/2013 37 .2.RENDA NACIONAL .Aula No.

lucros retidos. 2.2.Aula No.OUTROS CONCEITOS DE RENDA . INSS TRANSFERÊNCIAS RENDA PESSOAL é igual a RENDA NACIONAL subtraída os impostos sobre a renda das empresas. Impostos sobre a Renda das Empresas.RENDA PESSOAL RENDA PESSOAL Retira = RENDA NACIONAL 1. 2/28/2013 38 . Lucros Retidos 3. recolhimentos para a Previdência Social e somada as Transferências.