P. 1
Apostila Gestão de Segurança Ago 2008

Apostila Gestão de Segurança Ago 2008

4.5

|Views: 7.616|Likes:
Publicado porfegnus

More info:

Published by: fegnus on Mar 02, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/07/2013

pdf

text

original

ProGrama certificação interna em conhecimentos

146

Universidade Corporativa BB

SIGILO bancário. Disponível em: www.direitonet.com.br/dicionario_juridico/x/68/99/689/..
Acesso em 28 jul 2008.
TRIBUNAL de Contas da União. Boas práticas em segurança da informação. Brasí-
lia: TCU – Secretaria de Fiscalização de Tecnologia da Informação, 2007.

Outras fontes de consulta

BCI – The Business Continuity Institute..Good Practices Guidelines – A Framework
for Business Continuity Management..2005.
BIS – Bank for International Settlements..High-Level Principles for Business Con-
tinuity..2006.
BRASILIANO, Antonio Celso Ribeiro. Manual de Análise de Risco..São.Paulo:.Si-
curezza, 2003.
BRASILIANO, Antonio Celso Ribeiro. Manual de Planejamento – Gestão de Riscos
Corporativos. São Paulo: Sicurezza, 2003.
BRASILIANO, Antonio Celso Ribeiro. Manual de Planejamento Tático e Técnico
em Segurança Empresarial
. São Paulo: Sicurezza, 2003.
BRASILIANO, Antonio Celso Ribeiro. Planejamento da Segurança Empresarial..
São Paulo: Sicurezza, 1999.
BSI – British Standards Institute. BS 25999-1. Business Continuity Management.
– Part 1: Code of Practice..2006.
CUNHA, Sérgio Sérvulo da. Dicionário Compacto do Direito – 2ª ed. rev. e ampl
– São Paulo: Saraiva, 2003.
CURSOS do Banco do Brasil: Agente de Registro. Certifcação Digital. Grafoscopia.
Introdução à Gestão de Riscos. Segurança da Informação. Segurança de Pes-

soas.e.Ambientes.

DANTAS FILHO, Diógenes. Segurança e Planejamento. Rio de Janeiro: Ciência
Moderna, 2004.
DANTAS FILHO, Diógenes. Segurança Pessoal. Rio de Janeiro: Ciência Moderna,

2002.

FONTES, Edison. Segurança da informação: o usuário faz a diferença. São Paulo:
Saraiva, 2006.
GIL, Antonio de Loureiro. Segurança Empresarial e Patrimonial. São Paulo: Atlas,

1995,

GODOY, Max Bianchi. A segurança da informação e sua importância para o su-
cesso das organizações
. Rio de Janeiro: Kirios, 2004.
HILES, Andrew. Business Continuity:.Best Practices – World-Class Business Con-
tinuity management 2nd Edition. Rothstein Associates Inc. – Brookfeld, Connec-
ticut USA..2004.

Gestão de seGurança

147

Universidade Corporativa BB

LOPES JUNIOR, Rubens e SOUZA, Marcelo B. de. Segurança Eletrônica Prote-
ção Ativa
. São Paulo: Sicurezza, 2000;
PEIXOTO, Mário César Pintaudi. Engenharia social e segurança da informação
na gestão corporativa
. Rio de Janeiro: Brasport, 2006.
PORTELLA, Paulo Roberto Aguiar. Gestão de Segurança – História, Prevenção e
Sistemas de Proteção. Rio de Janeiro: Editora Rio, 2005.
REVISTA Proteger. Edição 2006 – Ano IX – nº 53 – julho/agosto de 2006.
REVISTA Veja. Edição 1990 – ano 40 – 10 de janeiro de 2007.
SANTOS, Wilson dos. Manual Anti-seqüestro e Assalto. Curitiba-PR: Juruá, 2004.
SERASA. Guia de orientação ao cidadão.
SHARP, John. The Route Map to Business Continuity Management – Meeting the
Requirements of BS 25999. BSI – British Standards Institute..2008.
STROHL Systems..Business Continuity Planning Guide, 1995.
www.abgs.org.br
www.abnt.org.br
www.bcb.gov.br
www.bis.org
www.bsonline.bsi-global.com
www.cert.org
www.contasabertas\uol
www.defesacivil.gov.br
www.dji.com.br/codigos/1940_dl_002848_cp/cp107a120.htm
www.drj.com
www.pcnbb.bb.com.br/site
www.portaldomarketing.com.br/Artigos/Maslow%20e%20Marketing.htm
www.receita.fazenda.gov.br
www.thebci.org
www.unodc.org
www.vademecum.com.br/iatros/incerteza.htm

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->