P. 1
Guia Do Aluno Basquetebol

Guia Do Aluno Basquetebol

4.0

|Views: 9.560|Likes:
Publicado porPedro Bessa

More info:

Published by: Pedro Bessa on Mar 02, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/11/2012

pdf

text

original

Escola Secundária Abel Salazar

Departamento de Expressões

Núcleo de Estágio 2008/2009

Pedro Filipe Silva Bessa

GUIA DO ALUNO

CARACTERIZAÇÃO DA MODALIDADE
O Basquetebol é um Jogo Desportivo Colectivo, praticado por duas equipas, cada uma delas com 5 jogadores efectivos e 5 jogadores suplentes, que têm como objectivo, introduzir a bola no cesto do adversário, tentando impedir que este faça o mesmo, ganhando a equipa que obtiver o maior numero de pontos.  Terreno de Jogo O terreno de jogo é um espaço rectangular, estável e com todas as medidas e sinalizações perfeitamente estabelecidas e determinadas, no qual se desenvolve a confrontação entre duas equipas. O campo de Basquetebol tem em termos de dimensões máximas 28m de comprimento e 15 de largura, podendo ter até menos de 4m de comprimento e 2m de largura. Possui ainda duas áreas restritivas, um círculo central e duas tabelas com cestos, cujas características e medidas estão estabelecidas pelas regras oficiais do jogo. Ainda podemos salientar a linha de meio campo, que divide o campo em meio campo ofensivo e meio campo defensivo.

 Os jogadores No sentido de melhor coordenar esforços no ataque e na defesa, os jogadores devem conhecer as suas disposições relativamente ao campo de jogo e aos seus colegas de equipa.

Escola Secundária Abel Salazar
Departamento de Expressões

Núcleo de Estágio 2008/2009

Pedro Filipe Silva Bessa Desta forma as posições que os jogadores ocupam no campo têm regras bem claras e bem definidas, que cada jogador deverá assumir enquanto ocupante dessa mesma posição. Mudança de posição, mudança de tarefa.  Equipa de arbitragem A equipa de arbitragem é constituída por 2 árbitros. Existem ainda 3 oficiais de mesa: 1 marcador que regista os pontos obtidos pelas equipas e as faltas, 1 cronometrista que controla o tempo de jogo e os descontos de tempo, e 1 operador de 24 segundos.

 Regras de jogo Sistema de pontuação

Uma equipa pontua cada vez que a bola entra no cesto adversário. Cada cesto tem valores diferenciados conforme a zona de onde é efectuado o lançamento. Nos lances livres, executados após faltas em lançamentos, cada cesto vale 1 ponto. Qualquer outro tipo de lançamento vale 2 pontos, exceptuando se for efectuado fora da zona dos 6,25m, neste caso vale 3 pontos. Ganha como já foi referido a equipa de obtiver maior número de pontos e em caso de igualdade no final do encontro, haverá tantos prolongamentos necessários de 5 minutos, até que uma equipa termine em vantagem pontual. Duração

A duração de um jogo de Basquetebol é de 40 minutos, divididos por 4 períodos de 10 minutos cada. O intervalo maior é de 15 minutos e acontece entre o segundo e o terceiro período, enquanto os restantes intervalos têm a duração de 2 minutos. Cada treinador dispõe de 1 minuto de repouso nos primeiros 3 períodos. Inicio e recomeço do jogo

Em cada um dos períodos e em todos os períodos suplementares o jogo inicia-se com o lançamento da bola ao ar pelo árbitro. Nesse momento a bola é disputada por 2 jogadores adversários, os únicos que podem estar no círculo central.

Escola Secundária Abel Salazar
Departamento de Expressões

Núcleo de Estágio 2008/2009

Pedro Filipe Silva Bessa

Bola fora / Reposição da bola em jogo

A bola é considerada fora de jogo quando: - Um jogador na posse de bola está sobre ou para lá das linhas limites do campo; - A bola bate no solo sobre ou para lá das linhas limite do campo; - A bola toca nos suportes ou na parte exterior da tabela; A reposição da bola em jogo é feita pela linha lateral ou pela linha final, no local onde a bola saiu. Faltas e incorrecções

- Falta pessoal – falta cometida por um jogador quando envolve um contacto pessoal com um adversário, como tocar, agarrar, empurrar ou impedir qualquer movimento do adversário. - Falta técnica – é cometida quando um jogador tem uma atitude anti desportiva ou usa linguagem imprópria. - Contacto com a bola A bola é jogada com as mãos, não podendo ser pontapeada, socada nem transportada na mão. No entanto, se o contacto com um membro inferior ocorrer de forma intencional não é considerada falta. - Passos Um jogador só pode efectuar 2 apoios com a bola nas mãos sem driblar. - Dribles Um jogador não pode efectuar dois dribles consecutivos, ou seja, não pode driblar a bola, agarrá-la com as duas mãos e voltar a driblar, assim como também não pode driblar com as duas mãos em simultâneo. - Bola presa È bola presa quando 2 jogadores ou mais agarram a bola em simultâneo. Nesta situação a bola é posta em jogo com um lançamento de bola ao ar. - Violações de campo Um jogador que está na sua zona de ataque, não pode passar nem driblar para a sua zona defensiva.

Escola Secundária Abel Salazar
Departamento de Expressões

Núcleo de Estágio 2008/2009

Pedro Filipe Silva Bessa - Restrições de campo Um jogador não poderá permanecer mais de 3 segundos dentro da área restritiva do adversário, enquanto a sua equipe está na posse da bola. Cada jogador dispõe de 5 segundos para repor a bola em jogo. Após a conquista da posse da bola a equipe atacante tem 8 segundo para abandonar o seu meio campo defensivo. Quando uma equipa entra na posse de bola tem no máximo 24 segundos para lançar a bola ao cesto adversário.

 Simbologia da arbitragem

Tentativa de Lançamento dos 3 pontos Lançamento de 3 pontos convertido Penalização com lances livres Substituições

Passos

Drible ilegal

Transporte ilegal

Parar o cronómetro de jogo

Falta técnica

DEFESA Á ZONA 3 segundos

Violação da regra dos

Cesto anulado ou jogo interrompido

Falta desqualificante

Na defesa à zona, cada defensor fica responsável por uma determinada zona do campo, próxima do cesto, e por marcar o atacante que nela aparecer. Na defesa à zona, os deslocamentos da bola é que irão servir de referência para a movimentação dos defensores. Neste tipo de defesa, é importante não abrir espaços no interior da zona – pressionando o portador da bola, movimentando-se em bloco – e haver uma permanente ajuda defensiva para com os colegas de equipa, através da recuperação defensiva e da comunicação verbal acerca das movimentações dos adversários.

Escola Secundária Abel Salazar
Departamento de Expressões

Núcleo de Estágio 2008/2009

Pedro Filipe Silva Bessa No basquetebol utilizam-se fundamentalmente quatro formas de defesa à zona : • • • • 2: 1: 2; 2: 3; 3: 2; 1: 2: 2.

Defesa à Zona

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->