Você está na página 1de 12

USO INTENCIONAL DE COERSÃO E/OU FORÇA EXCESSIVA

É D A VIOLÊNCIA N O S
É
D
A
VIOLÊNCIA
N
O
S

USO INTENCIONAL DE COERSÃO E/OU FORÇA EXCESSIVA

É D A VIOLÊNCIA N O S
É
D
A
VIOLÊNCIA
N
O
S

USO INTENCIONAL DE COERSÃO E/OU FORÇA EXCESSIVA

É D A VIOLÊNCIA N O S
É
D
A
VIOLÊNCIA
N
O
S

USO INTENCIONAL DE COERSÃO E/OU FORÇA EXCESSIVA

É

VIOLÊNCIA

USO INTENCIONAL DE COERSÃO E/OU FORÇA EXCESSIVA É VIOLÊNCIA

USO INTENCIONAL DE COERSÃO E/OU FORÇA EXCESSIVA

DOR

SOFRIMENTO

EXCLUSÃO

ANGÚSTIA

D

A

N

O

S

É

VIOLÊNCIA

ISOLAMENTO

 

VIOLÊNCIA INTRAFAMILIAR: FATORES DE RISCO

 
Autoridade e poder, desigual entre os sexos, gêneros, etnias, religiões posição

Autoridade e poder, desigual entre os sexos, gêneros, etnias, religiões posição

política, posição social e etc., com papéis e funções rígidas ou liberais (sem limite

entre seus membros), permeados pela agressividade e falta de diálogo;

 
Crise e/ou perdas ( separações, desemprego, morte, migração e etc.) gerando

Crise e/ou perdas ( separações, desemprego, morte, migração e etc.) gerando

baixo nível de desenvolvimento e autonomia dos membros da família;

 
Modelo familiar violento na origem das pessoas envolvidas (maus-tratos, abuso,

Modelo familiar violento na origem das pessoas envolvidas (maus-tratos, abuso,

abandono, uso de armas, antecedentes criminais, uso, abuso e dependência de

drogas);

 
Comprometimento psicológico/psiquiátrico dos indivíduos e dependência

Comprometimento

psicológico/psiquiátrico

dos

indivíduos

e

dependência

econômica/emocional, baixa auto-estima, levando à impotência e fracasso ao lidar

com situações de violência.

 
 

VIOLÊNCIA INTRAFAMILIAR: FATORES DE RISCO NA RELAÇÃO DO CASAL

   
Indicativos de violência em relacionamentos anteriores, com elevado nível de

Indicativos

de

violência

em

relacionamentos

anteriores,

com

elevado

nível

de

dependência econômica e/ou emocional dos parceiros;

 

Contexto e características do início da relação indicativos de violência (desapego, interesse econômico e etc.);

Contexto e características do início da relação indicativos de violência (desapego, interesse econômico e etc.);

Dinâmica agressiva, isolamento e fechamento da relação (dificuldade em lidar com terceiros);

Dinâmica agressiva, isolamento e fechamento da relação (dificuldade em lidar com terceiros);
Elevado tempo de convivência em situação de violência e desgaste acumulado;  

Elevado tempo de convivência em situação de violência e desgaste acumulado;

 
Baixa capacidade de negociação do casal quanto aos aspectos conflitantes da relação

Baixa capacidade de negociação do casal quanto aos aspectos conflitantes da relação

(dificuldade de lidar com terceiros);

 
Curva ascendente de grau, intensidade e frequência dos episódios de violência;  

Curva ascendente de grau, intensidade e frequência dos episódios de violência;

 

Baixa auto-estima e pouca autonomia dos parceiros, sentimento de posse exagerado por parte dos parceiros (ciúmes exacerbados), alcoolismo e/ou drogas de um dos membros do casal ou de ambos.

exagerado por parte dos parceiros (ciúmes exacerbados), alcoolismo e/ou drogas de um dos membros do casal

Referências Bibliográficas

Lima, S.F. (2011). Projeto de estágio em psicologia comunitária. Trabalho de graduação não publicado. Curso de Psicologia, Universidade de Caxias do Sul. Caxias do Sul. Brasil.