Você está na página 1de 9
Química – Frente II – Físico-Química Prof. Rogerio Ribas Lista 12 – Equilíbrio Químico –
Química – Frente II – Físico-Química
Prof. Rogerio Ribas
Lista 12 – Equilíbrio Químico – Constante de Equilíbrio Kc

1 – RESUMO

Reações reversíveis

Reações reversíveis são reações que ocorrem em ambos os sentidos.

Na reação reversível abaixo:

aA + bB cC + dD

ocorrem as seguintes reações:

aA

+ bB cC + dD (reação direta)

cD

+ dD aA + bB (reação inversa)

Equilíbrio Químico

Estabelece-se

constante. Tem-se equilíbrio químico quando as quantidades presentes de reagente e produtos não variam mais, e isso ocorre quando a velocidade da reação direta (formação dos produtos) é igual à velocidade da reação inversa (formação dos reagentes).

temperatura

em

sistemas

fechados

a

Constante de equilíbrio Kc

aA + bB cC + dD

Aplicamos a para os reagentes presentes numa mesma fase (porção homogênea) a seguinte relação:

Kc =

.

.

O valor de Kc depende da temperatura, por isso é

necessário que se mantenha a temperatura constante para se atingir o equilíbrio. Como os sólidos sempre constituem um sistema a parte, eles não entram na expressão. Essa expressão é mais usada em fases líquidas,

especialmente em fases aquosas. Mas nada impede que usemos para fases gasosas também, uma vez que também podemos definir concentração para gases. No entanto, para fases gasosas, é mais comum usar a expressão do Kp (será visto na próxima aula).

IMPORTANTE: A expressão do Kc vale para qualquer reação, seja ela elementar ou não.

2– EXERCÍCIOS PROPOSTOS

Resolver para a próxima aula e sem usar calculadora!

Os itens sublinhados você não precisa fazer agora, pois o conteúdo ainda não foi dado!!

01. (Unitau) Dada a reação: X 2 +3Y 2 2XY 3 , verificou-se

no equilíbrio, a 1000°C, que as concentrações em moles/

litro são:

[X 2 ] = 0,20; [Y 2 ] = 0,20; [XY 3 ] = 0,60

O

valor da constante de equilíbrio da reação química é

de

a)

2,5.

b)

25.

c)

175.

d)

225.

e)

325.

02. (Mackenzie) Na equação

aA + bB xC + yD,

após atingir o equilíbrio químico, podemos concluir a constante de equilíbrio

Kc = [C] x .[D] y /[A] a .[B] b ,

a respeito da qual é correto afirmar que:

a) quanto

rendimento da reação direta.

b) Kc independe da temperatura.

c) se as velocidades das reações direta e inversa forem

iguais, então Kc = 0.

d) Kc depende das molaridades iniciais dos reagentes.

e)

concentração dos produtos.

será

a

valor de Kc, menor será o

maior

for

o

quanto

maior

for

o

valor

de

Kc,

maior

03. (Fuvest) Em condições industrialmente apropriadas para se obter amônia, juntaram-se quantidades estequiométricas dos gases N 2 e H 2

N 2 (g) + 3H 2 (g)

2NH 3 (g)

Depois de alcançado o equilíbrio químico, uma amostra da fase gasosa poderia ser representada corretamente

por:

da fase gasosa poderia ser representada corretamente por: 04. (UEL) Num recipiente fechado misturam-se 2,0 mols

04.

(UEL) Num recipiente fechado misturam-se 2,0 mols

de

A 2 (g) com 3,0 mols de B 2 (g). Ocorrem as reações

2 (g) com 3,0 mols de B 2 (g). Ocorrem as reações Sendo v 1 e

Sendo v 1 e v 2 as velocidades das reações indicadas, [A 2 ]

e [B 2 ] as concentrações dos reagentes em mol/L, pode-

se afirmar que o sistema atinge o equilíbrio quando:

a) v 1 = v 2

b) v 1 = 2 v 2

c) [A 2 ] = 0

d) [B 2 ] = 0

e) [A 2 ] = [B 2 ]

05. (UFMG 2000) A figura representa dois recipientes de mesmo volume, interconectados, contendo quantidades iguais de I 2 (g) e H 2 (g), à mesma temperatura. Inicialmente, uma barreira separa esses recipientes, impedindo a reação entre os dois gases. Retirada essa barreira, os dois gases reagem entre si, até que o sistema atinja um estado de equilíbrio, como descrito na equação

H 2 (g) + I 2 (g) 2 HI (g)

Considerando o conceito de equilíbrio químico e as propriedades de moléculas gasosas, assinale a alternativa que contém a representação MAIS adequada do estado de equilíbrio nessa reação.

MAIS adequada do estado de equilíbrio nessa reação. 06. (FEI) A decomposição em fase gasosa, a

06. (FEI) A decomposição em fase gasosa, a 250°C,

representada pela equação PCl 5 (g) PCl 3 (g)+Cl 2 (g) apresenta uma constante de equilíbrio Kc = 0,04. A respeito da reação foram levantados os seguintes dados de concentrações molares no equilíbrio: [PCl 5 ] = 1,5 mol/L; [Cl 2 ] = 0,3 mol/L A concentração molar de PCl 3 no equilíbrio é :

a) 125 mol/L

b) 37,2 mol/L

c) 1,2 mol/L

d) 0,3 mol/L

e) 0,2 mol/L

07. (Fuvest) N 2 O 4 e NO 2 , gases poluentes do ar, encontram-se em equilíbrio, como indicado:

N 2 O 4 2NO 2

Em uma experiência, nas condições ambientes, introduziu-se 1,50 mol de N 2 O 4 em um reator de 2,0 litros. Estabelecido o equilíbrio, a concentração de NO 2 foi de 0,060 mol/L. Qual o valor da constante Kc, em termos de concentração, desse equilíbrio?

a) 2,4 x 10 -3

b)

c)

d) 5,2 x 10 -3

e) 8,3 x 10 -2

4,8 x 10 -3 5,0 x 10 -3

08. (FEI) Um dos processos industriais de obtenção do

gás hidrogênio é representado a seguir:

3 Fe(s) + 4H 2 O(g) Fe 3 O 4 (s) + 4H 2 (g) (H>0)

A 300°C, coloca-se 5 mol de

d'água. Ao se atingir o equilíbrio, observa-se a presença de 6 mol de vapor d'água. A constante de equilíbrio Kc, para a temperatura dada, vale aproximadamente:

a) 0,20

b) 1,00

c) 2,00

d) 6,50

e) 3,05

e 10 mol de vapor

Fe

09. (Fuvest) O íon complexo [Cr(C 2 H 8 N 2 ) 2 (OH) 2 ] + pode

existir na forma de dois isômeros geométricos A e B que estão em equilíbrio:

isômero A isômero B

Numa experiência, realizada a temperatura constante, em que se partiu do isômero A puro, foram obtidos os seguintes dados da concentração desse isômero em função do tempo, em segundos. Veja na tabela a seguir:

em função do tempo, em segundos. Veja na tabela a seguir: a) Obtenha os dados da

a) Obtenha os dados da concentração do isômero B e

construa uma tabela desses dados para todos os tempos

indicados.

b) Qual o valor da constante desse equilíbrio? Justifique.

10. (UFRJ) Em um recipiente de um litro foi adicionado

um mol de uma substância gasosa A, que imediatamente passou a sofrer uma reação de decomposição. As concentrações molares de A foram medidas em diversos momentos e verificou-se que, a partir do décimo minuto, a sua concentração se tornava constante, conforme os dados registrados no gráfico a seguir.

constante, conforme os dados registrados no gráfico a seguir. 2 Química – Equilíbrio Químico CASD Vestibulares

A decomposição de A ocorre segundo a equação:

2A(g) B(g) + C(g)

a) Determine a velocidade média de decomposição de A

durante os primeiros quatro minutos.

b) Calcule a constante de equilíbrio Kc.

11. (Fuvest) A 250°C, a constante de equilíbrio de dimerização do ciclopentadieno é 2,7(mol/L) -1 .

2 C 5 H 6 C 10 H 12

Nessa temperatura, foram feitas duas misturas do monômero com seu dímero. Dadas as concentrações iniciais das misturas em mol/litro

Mistura 1 - monômero = 0,800 e dímero = 1,728 Mistura 2 - monômero = 1,000 e dímero = 3,456

O que acontecerá com as concentrações do monômero e

do dímero ao longo do tempo?

a) na mistura 1? Justifique.

b) na mistura 2? Justifique

12. (Unicamp) A reação de íons de ferro (III) com íons

tiocianato pode ser representada pela equação:

Fe 3+ (aq) + SCN - (aq) FeSCN 2+ (aq)

Nesta reação a concentração dos íons varia segundo o gráfico a seguir, sendo a curva I correspondente ao íon

Fe

3+ (aq).

sendo a curva I correspondente ao íon Fe 3 + (aq). a) A partir de que

a) A partir de que instante podemos afirmar que o sistema entrou em equilíbrio? Explique.

b)

formação do FeSCN 2+ (aq).

Calcule a constante de equilíbrio para a reação de

13. (ITA) Dentro de um forno, mantido numa temperatura

constante, temos um recipiente contendo 0,50 mols de

Ag(c),

exercendo uma pressão de 0,20 atm. As três substâncias

estão

Ag 2 O(c) dentro do recipiente, na mesma temperatura,

fosse 0,40 mols, a pressão, em atm, do oxigênio no equilíbrio seria:

a) 0,10

b) 0,20

c) 0,40

d) (0,20) 1/2

e) 0,80

equilíbrio químico. Caso a quantidade de

de Ag 2 O(c) e oxigênio gasoso

0,20

em

mols

14. (Fuvest) Na síntese da amônia, pelo processo Haber, podem ser empregadas pressão de 200 atm e temperatura de 750K. O gráfico a seguir mostra a porcentagem, em volume, Q, de conversão dos reagentes (N 2 e H 2 ) em produto, no equilíbrio, em função da pressão P (em atm) a 750 K.

Utilizando 2,0x10 5 L de N 2

qual a

massa aproximada de amônia, em kg, que pode ser obtida no equilíbrio, nas condições especificadas acima?

e 6,0x10 5

L

de

H 2 ,

condições especificadas acima? e 6,0x10 5 L de H 2 , * Os volumes são medidos

* Os volumes são medidos a 200atm e 750K. Nessas

condições o volume molar de um gás é igual a 0,30L. * A massa molar da amônia é igual a 17g/mol.

a) 1,6 x 10 3

3,2 x 10 3 6,0 x 10 3

d) 9,0 x 10 3

e) 18 x 10 3

c)

b)

15. (ITA) Num recipiente de volume constante igual a

1,00 litro, inicialmente evacuado, foi introduzido 1,00 mol de pentacloreto de fósforo gasoso e puro. O recipiente foi

mantido a 250°C e no equilíbrio final foi verificada a existência de 0,47 mols de gás cloro. Qual das opções a seguir contém o valor aproximado da constante (Kc) do equilíbrio estabelecido dentro do cilindro e representado pela seguinte equação química:

PCl 5 (g) PCl 3 (g) + Cl 2 (g)?

a) 0,179.

b) 0,22.

c) 0,42.

d) 2,38.

e) 4,52.

16. (UEL) Para o equilíbrio químico N 2 (g) + O 2 (g)

2NO(g) foram encontrados os seguintes valores para a constante Kc, às temperaturas indicadas:

valores para a constante Kc, às temperaturas indicadas: CASD Vestibulares Química – Equilíbrio Químico 3

Há maior concentração molar do NO(g) em

a) I

b) II

c) III

d) IV

e) V

17. (FAAP) Atualmente, o processo industrial utilizado

para a fabricação de H 2 SO 4 é chamado "processo de contato". Nesse processo, o enxofre é queimado originando SO 2 (g). Este gás, juntamente com O 2 (g), é introduzido num conversor catalítico, quando ocorre a reação:

2 SO 2 (g) + O 2 (g)

2 SO 3 (g)

Supondo que o espaço livre do conversor seja de 400 litros e nele estejam confinados 80 mol SO 2 , 120 mol de O 2 e 200 mol de SO 3 sob dadas condições de pressão e

temperatura,

representada, é:

a) 20,8

b) 4,8 x 10 -2

c) 8,33

d) 0,12

e) 0,05

acima

o

valor

de

Kc

para

a

reação

18. (UFPE) O valor da constante de equilíbrio para a

reação

n-butano isobutano

é 2,5. São injetados 140 mol de n-butano num botijão de 20 litros. Quando o equilíbrio for atingido, quantos mols de n-butano restarão?

19. (UFV) A uma dada temperatura, a constante de

equilíbrio para a seguinte reação é igual a 50.

H 2 (g) + I 2 (g) 2HI(g)

Misturam-se 3,0 mol de HI, 2,0 mol de H 2 e 1,5mol de I 2 , num recipiente de 1 litro, na mesma temperatura. No

decorrer

da reação, até que seja estabelecido o

equilíbrio, verifica-se que:

a) a concentração de H 2 aumenta.

b) a concentração de I 2 aumenta.

c) as concentrações de H 2 e I 2 não variam.

d) a concentração de HI aumenta.

e) a concentração de HI não varia.

20. (Unesp) O equilíbrio gasoso N 2 O 4 2 NO 2 apresenta, a uma dada temperatura, constante de equilíbrio Kc = 2. Nesta temperatura foram feitas duas misturas diferentes, A e B, cada uma acondicionada em recipiente fechado, isolado e distinto. As condições iniciais estão mostradas na tabela seguir:

As condições iniciais estão mostradas na tabela seguir: a) Efetue os cálculos necessários e conclua se

a)

Efetue os cálculos necessários e conclua se a mistura

A

se encontra ou não em situação de equilíbrio

b)

Efetue os cálculos necessários e conclua se a mistura

B

se encontra ou não em situação de equilíbrio.

21. (Uece) São colocados 8,0 mols de amônia num recipiente fechado de 5,0 litros de capacidade. Acima de 450°C, estabelece-se, após algum tempo, o equilíbrio:

2NH 3 (g) 3H 2 (g) + N 2 (g)

Sabendo que a variação do número de mols dos participantes está registrada no gráfico, podemos afirmar que, nestas condições, a constante de equilíbrio, Kc, é igual a:

condições, a constante de equilíbrio, Kc, é igual a: a) 27,00 b) 5,40 c) 1,08 d)

a) 27,00

b) 5,40

c) 1,08

d) 2,16

22. (UFRS) O gráfico a seguir representa a evolução de

um sistema onde uma reação reversível ocorre até atingir

o equilíbrio.

uma reação reversível ocorre até atingir o equilíbrio. Sobre o ponto t 1 , neste gráfico,

Sobre o ponto t 1 , neste gráfico, pode-se afirmar que indica. a) uma situação anterior ao equilíbrio, pois as velocidades das reações direta e inversa são iguais.

b)

um instante no qual o sistema já alcançou o equilíbrio.

c)

uma situação na qual as concentrações de reagentes

e

produtos são necessariamente iguais.

d)

uma situação anterior ao equilíbrio, pois a velocidade

da reação direta está diminuindo e a velocidade da

reação inversa está aumentando.

e) um instante no qual o produto das concentrações dos

reagentes é igual ao produto das concentrações dos produtos.

23. (Fuvest) Um recipiente fechado de 1 litro contendo

inicialmente, à temperatura ambiente, 1 mol de I 2 e 1 mol de H 2 é aquecido a 300°C. Com isto estabelece-se o equilíbrio

H 2 (g) + I 2 (g) 2HI(g)

cuja constante é igual a 1,0 × 10 2 . Qual a concentração,

em mol/L, de cada uma das espécies H 2 (g), I 2 (g) e HI(g), nessas condições?

a) 0, 0, 2

b) 1, 1, 10

c) 1/6, 1/6, 5/3

d) 1/6, 1/6, 5/6

e) 1/11, 1/11, 10/11

24. (PUC-MG) O gráfico a seguir mostra a variação das

concentrações de H 2 , I 2 e HI, durante a reação de 1mol H 2 com 1mol I 2 , num balão de 1 litro, a uma temperatura

de 200°C, em função do tempo.

1 litro, a uma temperatura de 200°C, em função do tempo. A equação da reação é:

A equação da reação é:

H 2 (g) + I 2 (g) 2 HI(g).

A constante de equilíbrio (Kc) dessa reação é igual a:

a) 0,04

b) 0,06

c) 4,00

d) 14,56

e) 21,78

25. (Cesgranrio) Os gases provenientes da eletrólise da

água do mar foram recolhidos em um recipiente fechado de capacidade igual a 5 litros. A mistura recolhida apresentava 7,5 mol de hidrogênio e 5 mol de cloro, que reagiram de acordo com a seguinte equação: H 2 (g) + Cl 2

(g) 2 HCl(g). Sendo assim, a constante de equilíbrio, em termos de concentração molar (Kc) a uma dada

temperatura em que 5 mol de HCl(g) foram obtidos, será:

Dica: os gases provenientes da eletrólise são o H 2 e o Cl 2

a) 1,0

b) 2,0

c) 2,5

d) 4,0

e) 5,0

26. (Fuvest) O carbamato de amônio sólido, NH 4 OCONH 2 , se decompõe facilmente formando os gases NH 3 e CO 2 . Em recipiente fechado estabelece-se o equilíbrio:

NH 4 OCONH 2 (s) 2NH 3 (g) + CO 2 (g)

A 20°C, a constante desse equilíbrio, em termos de

concentração mol /L, é igual a 4 x 10

a)

apenas carbamato de amônio na quantidade de 4 x 10 -3

mol foi mantido a 20°C até não se observar mais variação de pressão. Nessas condições, resta algum sólido dentro do recipiente? Justifique com cálculos.

b) Para a decomposição do carbamato de amônio em

Um recipiente de 2L, evacuado, contendo inicialmente

-9

.

sistema fechado, faça um gráfico da concentração de NH 3 em função do tempo, mostrando a situação de equilíbrio.

27. (Fuvest) O equilíbrio

H 2 (g)

+

I 2 (g)

2HI (g)

[incolor]

[violeta]

[incolor]

tem, a 370°C, constante Kc igual a 64. Para estudar esse equilíbrio, foram feitas duas experiências independentes A e B:

A) 0,10 mol de cada gás, H 2 e I 2 , foram colocados em um

recipiente adequado de 1 L, mantido a 370°C até atingir

o equilíbrio (a intensidade da cor não muda mais).

B) 0,20 mol do gás HI foi colocado em um recipiente de

1L, idêntico ao utilizado em A, mantido a 370°C até atingir o equilíbrio (a intensidade da cor não muda mais).

a) Atingido o equilíbrio em A e em B, é possível distinguir

os recipientes pela intensidade da coloração violeta?

Justifique.

b) Para a experiência A, calcule a concentração de cada

gás no equilíbrio. Mostre, em um gráfico de concentração

(no quadriculado adiante), como variam, em função do tempo, as concentrações desses gases até que o equilíbrio seja atingido. Identifique as curvas no gráfico.

seja atingido. Identifique as curvas no gráfico. 28. (Mackenzie) Um recipiente fechado, contendo 3 mols de

28. (Mackenzie) Um recipiente fechado, contendo 3 mols

de substância A e 4 mols de B, é aquecido a uma

temperatura T. Estabelecido o equilíbrio A(g) + B(g) C(g) + D(g), resta ainda a metade do número de mols de

B. A constante de equilíbrio (Kc), nessa temperatura, é igual a:

a)

b) 1

c) 2

d) 3

e) 4

5

29. (UFRJ) O monóxido de carbono e o dióxido de

carbono coexistem em equilíbrio quando são colocados

em um recipiente fechado, a temperatura constante.

O gráfico a seguir representa a variação do número de

mols com o tempo quando a reação apresentada é realizada em um recipiente de 1 litro.

apresentada é realizada em um recipiente de 1 litro. Sabendo-se que, até atingir o equilíbrio, 1,5

Sabendo-se que, até atingir o equilíbrio, 1,5 mols de monóxido de carbono foram consumidos, calcule a razão entre as velocidades das reações I e II (v /v‚) no instante t indicado no gráfico.

30. (UEL) A constante Kc do equilíbrio representado por

FeO(s) + CO(g) Fe(s) + CO 2 (g)

a 1000°C é igual a 0,4.

Logo, a proporção entre o número de moléculas de CO e

CO 2 , no equilíbrio a essa temperatura, é

a) 1 de CO para 1 de CO 2

b) 1 de CO para 4 de CO 2

c) 2 de CO para 5 de CO 2

d) 4 de CO para 1 de CO 2

e) 5 de CO para 2 de CO 2

31. (UFU) A solução de iodo (I 2 ) tem propriedades anti-

inflamatórias e tem uso tópico. A constante de equilíbrio

(K) para a reação I 2 (água) I 2 (CCl 4 ) tem um valor aproximado de 100 à temperatura ambiente. Se em um determinado tempo a concentração de I 2 em água é 0,1mol/L e de I 2 em CCl 4 é 1mol/L, pode-se afirmar que

I - não ocorre nenhum movimento de I 2 entre os solventes.

II – I 2 se moverá da água para CCl 4 .

III - haverá redução da concentração de I 2 na solução de

CCl 4 .

IV - haverá redução da concentração de I 2 na solução de

água.

Assinale a alternativa em que se encontram somente afirmativas verdadeiras.

a) I, III e IV

b) I, II e IV

c) II e IV

d) I e III

e)

III

32. (UFSM 2000) O valor da constante de equilíbrio para reação

2NH 3 (g) N 2 (g) + 3H 2 (g),

quando 3 mol/L de NH 3 produzem 2 mol/L de N 2 e 3mol/L de H 2 , é, em mol/L,

a) 6.

b) 3.

c) 2.

d) 0,303.

e) 0,104.

33. (Fatec

equilíbrio, a 450°C, contida em um recipiente de 1,0L.

2002)

Considere

a

mistura

gasosa

em

H 2 (g) + I 2 (g) 2HI(g)

No instante t , o sistema sofreu uma perturbação que conduziu a um novo estado de equilíbrio:

perturbação que conduziu a um novo estado de equilíbrio: Analisando o gráfico e sabendo que a

Analisando o gráfico e sabendo que a temperatura e a pressão durante o experimento foram mantidas constantes, podemos afirmar que:

a) os valores da constante Kc nos instantes t e t 1 são

iguais.

b) a concentração de I 2 no equilíbrio inicial é 0,02 mol/L.

c) no instante t 1 , a concentração de HI é duplicada.

d) no instante t 1 , constata-se a presença de 0,07 mol/L

de H 2 . e) no instante t, a concentração de H 2 foi reduzida à metade.

34. (Unifesp 2002) A constante de equilíbrio para a

reação na fase gasosa

CO(g) + H 2 O(g) CO 2 (g) + H 2 (g)

vale 25, a 600K.

Foi feita uma mistura contendo 1,0 mol de CO, 1,0 mol de H 2 O, 2,0 mol de CO 2 e 2,0 mol de H 2 em um frasco de 1,0L, a 600K. Quais as concentrações de CO(g) e CO 2 (g), em mol/L, quando for atingido o equilíbrio?

a) 3,5 e 1,5.

b) 2,5 e 0,5.

c) 1,5 e 3,5.

d) 0,5 e 2,5.

e) 0,5 e 3,0.

35. (UFV 2001) Ao se misturar vapor de iodo (um gás violeta) com gás hidrogênio (incolor), ocorre uma reação química que resulta na formação do gás iodeto de hidrogênio (incolor).

I 2 (g) + H 2 (g) 2 HI (g)

O gráfico a seguir mostra a variação das concentrações

de reagentes e produtos durante um experimento em que foram utilizados 1,0 mol de I 2 e 1,0 mol de H 2 , a 400°C,

em um frasco de 1,0L.

2 e 1,0 mol de H 2 , a 400°C, em um frasco de 1,0L. Em

Em relação a este experimento, assinale a afirmativa CORRETA:

a) Ao final do experimento, o sistema gasoso contido no

recipiente se apresenta incolor.

b)

mol.L -1 .

c) Ao final do experimento, as concentrações de H 2 e I 2

são iguais a 0 (zero).

d) A constante de equilíbrio desta reação, a 400°C, é 64.

Ao final do experimento, a concentração de HI é 2,0

e) A reação atinge o estado de equilíbrio no tempo 2.

36. (UFC) Um estudante introduziu 0,4 mol de NH 3 gasoso em um recipiente fechado de 1,0 L, a 25°C e observou as variações de concentração das espécies

que

3H 2 (g)+N 2 (g), ilustradas no gráfico abaixo.

participam

do

equilíbrio

químico:

2NH 3 (g)

participam do equilíbrio químico: 2NH 3 (g) ⇄ Com base nestas observações, é correto afirmar que

Com base nestas observações, é correto afirmar que o equilíbrio é inicialmente estabelecido no tempo:

a) t = 10 s.

b) t = 0 s.

c) t = 13 s.

d) t = 16 s.

e) t = 27 s.

37. (UFRN) Observe o gráfico a seguir, relativo ao estabelecimento do equilíbrio de uma reação, a 298K, do tipo:

A + 3B C + 3D

de uma reação, a 298K, do tipo: A + 3B ⇄ C + 3D O valor

O valor da constante de equilíbrio (Kc) para essa reação, a 298K, é:

a) 3

b) 6

c) 12

d) 24

38. (UFRS 2001) Num vaso de reação a 45° C e 10 atm

foram colocados 1,0 mol de N 2 e 3,0 mol de H 2 . O equilíbrio que se estabeleceu pode ser representado pela

equação abaixo.

N 2 (g) + 3 H 2 (g) 2NH 3 (g)

Qual a composição da mistura no estado de equilíbrio se nessa condição são obtidos 0,08 mol de NH 3 ?

se nessa condição são obtidos 0,08 mol de NH 3 ? 39. (Fuvest 2003) Em uma

39. (Fuvest 2003) Em uma experiência, aqueceu-se, a

uma determinada temperatura, uma mistura de 0,40 mol de dióxido de enxofre e 0,20 mol de oxigênio, contidos em um recipiente de 1L e na presença de um catalisador. A equação química, representando a reação reversível que ocorre entre esses dois reagentes gasosos, é

2 SO 2 (g) + O 2 (g) 2 SO 3 (g)

As concentrações dos reagentes e do produto foram determinadas em vários tempos, após o início da reação, obtendo-se o gráfico:

tempos, após o início da reação, obtendo-se o gráfico: CASD Vestibulares Química – Equilíbrio Químico 7

Em uma nova experiência, 0,40 mol de trióxido de

enxofre, contido em um recipiente de 1L, foi aquecido à mesma temperatura da experiência anterior e na presença do mesmo catalisador. Acompanhando-se a reação ao longo do tempo, deve-se ter, ao atingir o equilíbrio, uma concentração de SO 3 de aproximadamente:

a) 0,05 mol/L

b) 0,18 mol/L

c) 0,20 mol/L

d) 0,35 mol/L

e) 0,40 mol/L

40. (PUC-PR 2004) A constante de equilíbrio pode ser determinada em termos das pressões parciais ou em termos das concentrações molares. Encontre o valor aproximado do Kc para a reação:

2 H 2 S(g) 2 H 2 (g) + S 2 (g)

sabendo

recipiente de 1 litro estão em equilíbrio 0,5 mol de gás

hidrogênio, 0,31 mol de enxofre e 17 g de sulfeto hidrogênio.

Dados: M(H) = 1,00 g/mol

a) 3,18 x 10

b) 2,10 x 10 -1

c) 1,09 x 10 -3

d) e) 3,10 x 10 -3

2,16 x 10 -3

de

um

que

na

temperatura

de

750°C

e

em

M(S) = 32,00 g/mol

-2

41. (UFG 2004) Os seguintes gráficos representam variáveis de uma reação química.

gráficos representam variáveis de uma reação química. Os gráficos indicam que a) no instante t 1

Os gráficos indicam que

a) no instante t 1 , a velocidade da reação direta é igual a

da inversa.

b) após t 2 , não ocorre reação.

c) no instante t 1 , a reação atingiu o equilíbrio.

d) a curva 4 corresponde à velocidade da reação inversa.

e) no ponto de intersecção das curvas 3 e 4, a concentração de produtos é igual à de reagentes.

42. (UFF 2005) Recomenda-se aos fumantes que abandonem o vício, já que, dentre os vários produtos formados pela queima do fumo está o monóxido de carbono. Esse composto não reage com a água, pois se trata de um óxido neutro; porém, reage com a hemoglobina que existe no sangue, impedindo-a de transportar o oxigênio para as várias partes do organismo. De acordo com a OMS, em ambientes fechados, o monóxido de carbono à concentração de 10% é fatal em dois minutos.

"Época", 09/06/2003 (adaptado)

O equilíbrio se estabelece com base na reação

HmO 2 (aq) + CO(g) HmCO(aq) + O 2 (g)

sendo o valor de Kc = 210.

Estima-se que os pulmões de um fumante estejam expostos a uma concentração de CO igual a 2,2 × 10 mol/L e de O 2 igual a 8,8 × 10 -3 mol/L. Nesse caso, a razão entre a concentração de hemoglobina ligada ao

-6

monóxido de carbono [HmCO] e a concentração de hemoglobina ligada ao oxigênio [HmO 2 ] está contida na opção:

a) 5,25 × 10 -2

b) 4,00 × 10 3

c) 4,00 × 10 -3

d) 2,50 × 10 -2

e) 5,75 × 10 -2

43. (UFLA 2006-modificada) O gás fosgênio (COCl 2 ) foi

utilizado como arma química na 1 a Guerra Mundial; em seguida, na Etiópia durante o seu conflito com a Itália. Esse gás foi abandonado como arma em razão de sua baixa toxicidade e por apresentar odor característico. O fosgênio pode ser obtido pela reação

CO(g) + Cl 2 (g) COCl 2 (g)

a) Represente a expressão da constante de equilíbrio

(Kc) da reação e a sua unidade.

b) Represente o gráfico da concentração de CO(g) e

COCl 2 (g) em função do tempo, considerando que a concentração do reagente é maior que a concentração do produto no equilíbrio.

44. (Fuvest) A altas temperaturas, N 2 reage com O 2 produzindo NO, um poluente atmosférico:

N 2 (g) + O 2 (g) 2NO(g)

À temperatura de 2000 kelvins, a constante do equilíbrio

acima é

concentrações

respectivamente, 4,0x10 de NO?

a) b) 4,0 x 10 -9 mol/L.

c) d) 4,0 x 10 -5 mol/L.

e) 1,6 x 10 -4 mol/L.

1,0 x 10 -5 mol/L.

1,6 x 10 -9 mol/L.

de equilíbrio de N 2 e O 2 forem,

igual a 4,0x10 -4 . Nesta temperatura, se as

-3

e 1,0x10 -3 mol/L, qual será a

3 – GABARITO

01 [D]

02. [E]

03. [E]

04. [A]

05. [D]

06. [E]

07. [C]

08. [A]

09.

a)

09. a)   b) Kc = 0,16 10.   a) V = 0,15 mol/min b) Kc
 

b)

Kc = 0,16

10.

 

a)

V = 0,15 mol/min

b)

Kc = 4

11.

 

a)

Não ocorrera alteração nas concentrações do

monômero e do dímero

b) A concentração do dímero diminuirá e a

concentração do monômero aumentará

12.

a)

t

=

400

milissegundos.

No

equilíbrio

as

concentrações

das

espécies

presentes

não

mais

se

alteram.

b) Kc = 312,5 (mol/l) -1

13.

[B]

14.

[D]

15.

[C]

16.

[E]

17.

[A]

18.

40 mol

19.

[D]

20.

 

a)

O sistema A se encontra em equilíbrio porque

Kc =

[NO 2 ] 2 /[N 2 O 4 ] = 2.

b)

O sistema B não se encontra em equilíbrio, pois a

relação [NO 2 ] 2 /[N 2 O 4 ] = 40 mol/L

21.

[C]

22.

[D]

23.

[C]

24.

[E]

25.

[B]

26.

 

a)

O

número

de

mols de

carbamato

de

amônio

gastado

é

2

.

10 -3

mol.

Como

foi

colocada

uma

quantidade

inicial

maior

que

essa

(4.10 -3

mol),

concluímos que, uma vez atingido o equilíbrio, ainda restará sólido dentro do recipiente.

b)

equilíbrio, ainda restará sólido dentro do recipiente. b) 27. Como nos dois equilíbrios A e B

27.

Como nos dois equilíbrios A e B a concentração de

I 2 é a mesma, não temos como distinguir os recipientes pela intensidade da coloração violeta do I 2 .

a)

b) Observe a figura a seguir

violeta do I 2 . a) b) Observe a figura a seguir 28. [C] 29. v

28. [C]

29. v 1 /v 2 = 18

30. [C]

31. [C]

32. [A]

33. [A]

34. [D]

35. [D]

36. [D]

37. [C]

38. [E]

39. [A]

40. [E]

41. [D]

42. [A]

43. a)

K = [COCl 2 ]/([CO].[Cl 2 ]) mol -1 .L.

b) c) Kc = (0,2 x 0,8)/(0,1) 2 = 16.
b)
c)
Kc = (0,2 x 0,8)/(0,1) 2 = 16.

44. [D]