Você está na página 1de 77

INFORMAÇÃO

PROFISSIONAL
Ipaussu - 2009

Prof. Engº Especialista


José Augusto Coeve Florino
Objetivo:
• Apresentar uma visão geral sobre
energia, eletricidade e circuitos
elétricos, com ênfase à segurança das
instalações e às características das
lâmpadas focando na profissão do
Engenheiro Eletricista.
Conteúdo:
1 - O que é ENERGIA - O que é energia e qual a sua importância para a
nossa vida.
2 - Quais são as formas de ENERGIA - A energia existe sob diversas formas:
humana, química, elétrica, calorífica, mecânica, etc.
3 - Como se usa a ENERGIA - Como a energia é empregada na nossa casa,
nas lojas, nas ruas e nas indústrias.
4- Os campeões de consumo no mundo - Um quadro que mostra quais são
os países que mais consomem energia no mundo. Dizem que o consumo per
capita é sinônimo de progresso.
5 - Quem consome mais ENERGIA no Brasil - Um quadro que mostra os
grupos que mais consomem energia no Brasil. São as residências? O
comércio? Os serviços públicos como iluminação de rua, trens e metrô?
6 - Quadro das fontes de ENERGIA - Veja quais são as fontes de energia,
isto é, de onde vem e como ela é utilizada.
6a - Quadro das fontes de ENERGIA no Brasil - Veja de onde vem toda
energia consumida no Brasil.
7 -Quais são da FONTES de ENERGIA - Veja quais são as fontes tradicionais
e as fontes alternativas para a produção de ENERGIA. As vantagens e as
desvantagens de cada tipo de fonte de energia
8 - Usina Termo-Elétrica - Veja como é o funcionamento de uma Usina
Termo-Elétrica.
9 - Usina Nuclear - Veja como é o funcionamento de uma Usina Nuclear ou
Atômica.
10 - Usina Hidro-Elétrica - Veja como é o funcionamento de uma Usina
Hidro-Elétrica.
11 - Curiosidades sobre a Eletricidade - Veja alguns dados curiosos sobre a
eletricidade. Custo médio do kWh em diversos países e custo de produção
dos diversos tipos de usinas.
12 - Usina Eólica - Veja como é o funcionamento de uma Usina Eólica,
aquela que é movida pela força dos ventos.
13 - Caminho da Eletricidade - Veja aqui o trajeto feito pela energia elétrica,
desde a usina onde ela é gerada até chegar na sua casa.
14 - Veja a eficiência das Lâmpadas.
1 - O que é ENERGIA

Energia

Não tem peso nem cor... ...tampouco cheiro!

Mas pagamos por ela!

Não podemos vê-la diretamente...

... Mas podemos percebê-la nas


mudanças e transformações por
ela produzidas.
1 - O que é ENERGIA

A energia esta envolvida


em todas as ações que
ocorrem no Universo.
1 - O que é ENERGIA

Origem da palavra ENERGIA

enérgeia

ENERGIA

Capacidade de um
agente para realizar Produção de
trabalho movimento contra
uma resistência
1 - O que é ENERGIA

Revolução Industrial
Motor a vapor
J. Watts (início sec. XVIII) Como gerar forças?
Mover máquinas,
mercadorias, pessoas,
efetivamente?
Conceito de Energia

Perfuração de um canhão
Geração de calor
Rumford (final sec. XVII)
1 - O que é ENERGIA

Energia é habilidade para


realização de certo trabalho.

Iluminação
Crescimento
Aquecimento
Movimento
Comunicação
1 - O que é ENERGIA

A ENERGIA é a
base da vida.
Sem a energia
não haveria
nenhuma forma
de vida.
A energia é que
dá movimento
às coisas, ao
vento, às ondas
do mar, às
marés.
A energia é que nos permite
viver, respirar, sentir, amar.
A energia é que permite a
realização de tarefas, de
plantar, de fabricar, de
transportar.
A energia é que permite que
nós possamos sentir a vida,
as sensações, as emoções.

Segundo o dicionário, ENERGIA é a capacidade que os corpos têm de desenvolver


uma força, a capacidade de produzir trabalho.
2 - Como são as
formas de ENERGIA

A primeira e mais primitiva forma


de energia é a energia humana, a
energia produzida pelos músculos
humanos.
A primeira demonstração de
inteligência do ser humano
acontece quando ele passa a
utilizar o fogo (energia térmica).
Essa fase é chamada de Idade do
Fogo.
Num segundo instante, o ser humano aprende a tirar
vantagens da energia humana de outros seres humanos. Cria
a escravatura e ganha muito dinheiro com isso. Essa fase é
muito triste e durou muitos milhares de anos. Os faraós no
Egito, os grandes descobrimentos. Até nos dias de hoje
encontramos esse tipo de exploração.
Depois ele descobre a energia dos animais (bois, vacas,
cavalos) e passa a explorar esses coitados. Menos mal.
Descobre a energia dos ventos e cria o moinho. Dom Quixote
vê nos moinhos uma ameaça para a raça humana e resolve
combater os moinhos.
Vem o Watson e cria a Máquina a Vapor e começa a Era
Industrial. Surge também os veículos, o automóvel, o barco a
vapor, etc. Surge a Era Industrial. Consumo, emprego para
todos, desenvolvimento, conforto.
O grau de utilização de energias na escala acima demonstra
o grau de desenvolvimento das nações.
2 - Como são as
formas de ENERGIA
As energias existem em diversas formas:
Energia Cinética - Aquela que está contida em um corpo em movimento. Imagine um carro em
alta velocidade. Ele possui uma grande quantidade de energia cinética. Quando ele bate em uma
parede e pára, toda a energia cinética é utilizada para amassar o carro.
Energia Térmica - É conhecida também como energia calorífica.
Energia Potencial - Aquela produzida pelo corpo por estar em alturas diferentes. Segure uma
pedra em determinada altura. Ela possui uma certa energia potencial. Ao largar, o corpo cai e vai
se espatifar no chão. Quem espatifou a pedra foi a energia potencial nela contida.
Energia Elétrica - Aquela que está presente na eletricidade. Um fio elétrico transporta energia
elétrica que poderá fazer girar o eixo de um motor.
Energia Calorífica - Aquela que é desenvolvida através do calor. Uma panela de água no fogão
vai produzir muito vapor de água que sai sob pressão. Veja uma panela de pressão. O valor sai
pela válvula com muita força.
Energia Atômica - Aquela que é produzida a partir da desintegração do núcleo do átomo. O
núcleo do átomo, ao se desintegrado, libera uma quantidade muito grande de calor.
Energia Nuclear - A mesma que energia atômica.
Energia Química - Aquela que é liberada em uma reação química. Jogue uma colherinha de Sal
de Fruta em um copo com água. Vai sair um monte de bolhas produzida pela energia química que
está sendo liberada.
Energia Humana - Aquela que é produzida pela pessoa. Quando você transporta uma cadeira de
um local para outro está utilizando a energia humana.
Energia Animal - Aquela que é produzida pelos animais. Quando você quer levar um saco de
batata de um local para outro, você pode utilizar um cavalo para isso. Neste caso você estará
utilizando a energia do animal (cavalo).
2 - Como são as
formas de ENERGIA

A Energia pode se tornar presente sob diversas formas

Energia Mecânica
•Potencial Gravitacional
•Cinética

Energia Radiante
ou Energia Elétrica
Luminosa Energia Interna

Energia Química
Energia Nuclear
Energia Eólica
3 - Os USOS da
energia.

Conversores Conversores de Energia


2.500 a. C - Barco a vela
100 a. C – Moinho hidráulico
950 D.C – Moinho de vento
1769 – Máquina vapor
1800 – Pilha elétrica
mecanismos, 1814 – Locomotiva a vapor
1827 – Turbina hidráulica
naturais ou inventados, 1831 – Indução eletromagnética
1866 – Dinamo
1878 – Lampada incandescente
1882 – Central hidroelétrica
transformam energia 1884 – Turbina a vapor
1893 – Motor diesel
de uma forma para outra. 1933 – Fissão nuclear
1953 – Célula fotovoltaica
3 - Os USOS da
energia.

Lei da Conservação da Energia


1o Princípio da Termodinâmica

O uso da energia implica


em transforma-la
de uma forma para outra... porém ela, a energia, não é
criada nem destruída.

Energia total antes Energia total após


da explosão = a explosão

Sejam quantas forem as transformações,


a quantidade total de energia no Universo permanece constante.
3 - Os USOS da
energia.
2o Princípio da Termodinâmica

As transformações não alteram a quantidade de energia do


Universo. Embora permaneça inalterada, ...

... em cada transformação, a parcela da


energia disponível torna-se cada vez menor.

Na maioria das transformações parte da energia


converte em calor...
... que ao se dissipar caoticamente pela vizinhança
torna-se , cada vez menos disponível, para realização
de trabalho.

A energia total do Universo não muda, mas a parcela disponível


para realização de trabalho, torna-se cada vez menor.
3 - Os USOS da
energia.

Fontes de energia

Recursos energéticos disponíveis


na natureza ou que dela podem
Fontes Primárias ser obtidos de forma direta.
Ex. PETRÓLEO

Transformação

Produtos energéticos oriundos de


Fontes Primárias mediante
Fontes Secundárias processo de transformação.
Ex. ÓLEO DIESEL
3 - Os USOS da
energia.

Fontes Primárias
de Energia

Petróleo
Fontes Não Renováveis
Gás Natural •Milhões de ano para a formação
Carvão mineral •Suprimento limitado
Minério de Urânio

Biomassa
Sol Fontes Renováveis
Vento Recompostas em curto espaço de tempo
Hidráulica
3 - Os USOS da
energia.

Várias formas:
biomassa; hídraulica; eólica;
Renováveis Solares solar direta; solar
fotovoltaica;
Recursos que se ondas marítimas.
recuperam cíclica e
Mecânica: marés.
naturalmente.
Não solares Calor: geotérmica.
Processos nucleares por fusão.

Gasosa: gás natural.

Líquida: petróleo cru.


Não renováveis Sólida:
Solares petróleo pesado; areia
Recursos que se esgotam
betuminosa;
xisto; série lignocelulósica (turfa,
com o uso.
linhito, hulha ou carvão e
antracito).

Não solares Combustíveis nucleares.


3 - Os USOS da
energia.

Fontes secundárias de energia

Centro de
Fonte Primária Transformação Fonte Secundária

Gasolina
Óleo combustível
Petróleo Refinarias GLP
Óleo Diesel
...

Cana
Açucar
de Destilarias Alcool
açucar Bagaço
3 - Os USOS da
energia.

Energia Primária, Secundária e Final

Centro de
Fonte Primária Fonte Secundária
Transformação

Energia Centro de Energia


Primária Transformação Secundária

Energia útil Conversor Energia Final


3 - Os USOS da
energia.

Energia Renovável

Obtidas de fontes primárias renovavéis

Hidroeletricidade Produzida a partir da Energia Potencial Gravitacional da


água
Energia da biomassa Proveniente da combustão ou de combustível extraido
de detritos animais e vegetais (madeira, óleo vegetal,
etc)
Energia solar Capturada da radiação solar.Coletores solares. Células
solares transforma energia solar diretamente em
energia elétrica.
Energia eólica Gerada pelo vento
Energia geotérmica Uso do calor do planeta Terra
Energia maremotriz Capturada das marés
3 - Os USOS da
energia.

Energia não renovável


Combustíveis fósseis Combustíveis nucleares

Oleo Combustível
Urânio
Oleo Diesel
Gasolina Plutônio
Propano
Gás Natural
Carvão Mineral
3 - Os USOS da
energia.
3 - Os USOS da
energia.
3 - Os USOS da
energia.
3 - Os USOS da
energia.
3 - Os USOS da
energia.
3 - Os USOS da
energia.
3 - Os USOS da
energia.
3 - Os USOS da
energia.

Uso Industrial Uso Público


3 - Os USOS da
energia.

Uso Residencial Uso Comercial e Serviços


4 - Maiores
consumidores de
energia no mundo.

EM MILHÕES DE kWh (kilowatt)

1 Estados Unidos 2.900


2 Bloco da ex URSS 1.700
3 Japão 750
4 China 550
5 Canadá (ai que frio) 500
Alemanha (ai que frio
6 500
também)
7 França 400
8 Grã-Bretanha 350
9 Itália 200
1
Brasil 200
0
4 - Maiores
consumidores de
energia no mundo.
4 - Maiores
consumidores de
energia no mundo.
5 - Quem mais
consome energia no
Brasil.

1 Indústrias 39%

2 Uso Público e Transportes 19%

3 Residências 16%

4 Setor Energético 9%

5 Comércio e Serviços 8%

6 Outros 9%
6 - Energias segundo as
suas fontes e seus usos.
FONTE CLASSE TIPO DE ENERGIA EMPREGO (para que serve)

Açucar renovável transformação Energia humana

Alcool renovável térmica (queima) Veículos em geral - motor a explosão interna

Carroça - cavalo, burro, jumento


mecânica (força
Animal renovável Moinho de cana, farinha - vaca, jumento
muscular)
Antigamente era usado para puxar bondes.

Caldeira, forno, estufa

Usina térmica - produção de eletricidade


Calor renovável térmica
Chuveiro, torneira, forno elétrico.

Fogão, forno

Motor elétrico em geral

Ônibus Elétrico

mecânica Trem elétrico

Metrô, Bonde

Eletrodoméstico - liquidificador, batedeira, relógio

Iluminação domestica - Lâmpada

Iluminação Pública - Ruas e avenidas

luminosa Segurança Pública - farol, semáforo de trânsito, placas

Navegação aérea/marítima - farol, sinalizadores


Eletricidade renovável
Propaganda - letreiros luminosos

chuveiro, torneira elétrica

térmica forno elétrico, forno microondas

Equipamentos médicos - Estufas, banhos térmicos

Eletrodomésticos - rádio, TV, computador

carregador de baterias - Telefone celular, notebook


elétrica
Equipamentos hospitalares - raio X, tomógrafo, ressonância, ultrassom

tortura de presos - pau de arara

química Eletrólise - fábrica de alumínio, galvanoplastia, cromeação


6 - Quais são as
FONTES de energia.
A ENERGIA é um dos insumos básicos que é de fundamental importância para o
desenvolvimento e a autosuficiência econômica de uma nação. Uma nação que
não tenha a produção própria de energia não é uma nação independente. Uma
nação que necessite importar petróleo é uma nação dependente.
Onde e como as energias estão sendo produzidas no Brasil.

FONTES
Hidráulicas
1 (Produzidas em Usinas 37%
Hidrelétricas)
8
6 7
Derivados do Petróleo 5
Gás Engarrafado (GLP)
4 1
Gasolina
2 32%
Querozene
Óleo Diesel
Óleo Combustível

3 Carvão Vegetal e Lenha 9% 3

4 Bagaço de Cana 7%
5 Álcool 4% 2

6 Carvão Mineral 3%
7 Gás Natural 2%
8 Outras Fontes 6%
6 - Quais são as
FONTES de energia.
6 - Quais são as
FONTES de energia.
Ainda há lugares no mundo
que dependem quase que
exclusivamente da energia
produzida pela queima do
carvão mineral.

e, de todas as formas de energia, a eletricidade é a energia mais limpa, barata,


não polui o meio ambiente, não deixa nenhum tipo de resíduo além de ser a de
mais fácil controle.
7 - As vantagens e
desvantagens das diversas
Esta página apresenta um quadro de fontes de energia, em função do tipo de uso.
formas de energia.
As formas de obtenção em AZUL são as formas habituais. Em VERDE as fontes alternativas.
Viabilidade: Existem 2 aspectos que devem ser considerados: A viabilidade técnica e a viabilidade econômica. A viabilidade técnica vai estudar a forma de se conseguir fazer a transformação, isto é, se é possível ou não a obtenção de energia a partir
daquela fonte. A viabilidade econômica vai tentar produzir a energia nos patamares de preços em que são comercializadas as energias de fontes habituais.

TIPO DE USO TIPO DE ENERGIA COMO É OBTIDA VANTAGENS DESVANTAGENS

Queima de derivados de Petróleo Polui o ar com fuligem preta e CO2.

Polui o ar com CO2 e produz muita fuligem preta e


Queima de Carvão Mineral
deixa muitas cinzas que vão poluir os rios.

Acaba com as florestas, polui o ar com CO2 e produz


Queima de Carvão Vegetal
muita fuligem preta.

Acaba com as florestas, polui o ar com fuligem preta e


Queima de Lenha É barato, basta pegar no mato.
CO2.
Fornos, Caldeiras
1 Energia Térmica
e Água Quente.
Queima de Gás GLS Polui o ar com com CO2 provoca efeito estufa.

Queima de Gás Natural Polui o ar com com CO2 provoca efeito estufa.

Resistência Elétrica e Bobinas de Indução Não polui o meio ambiente.

Queima do Bagaço de Cana Polui o ar com com CO2 provoca efeito estufa.

Caro, rendimento baixo e só funciona de dia e sem


Aquecimento Solar (serpentinas) Não polui o meio ambiente.
nuvens.

Usina Térmica Constrói-se em pouco tempo. Polui muito o ar com CO2. Contribui com o efeito estufa.

Custo proibitivo, polui o solo e apresenta risco de


Usina Nuclear Nenhuma.
contaminação ambiental por radiação nuclear.

Não polui o meio ambiente e baixíssimo


Usina Hidráulica Demora para ser construída.
Residências, custo de produção.
Comércio,
Indústrias, Energia Solar (células foto-elétricas) Não polui o meio ambiente. Custo proibitivo, só funciona durante o dia.
2 Iluminação Energia Elétrica
Pública, Trens de Energia dos Ventos (eólica) Não polui o meio ambiente. Custo proibitivo, só funciona quando tem vento.
Carga, Trens de
Metrôs
Energia das Marés (Usina Maremotriz) Não polui o meio ambiente. Baixa capacidade e só funciona onde há maré forte.

Polui muito o ar com CO2. Contribui com o efeito estufa


Queima do Bagaço de Cana e outras biomassas. Baixo custo
e não se sabe o que fazer com tanta cinza.

Baixo poder Calorífico, polui o meio ambiente, e


Lixo (gás metano) Baixo custo
aumenta o efeito estufa.

Gasolina Fonte Esgotável, polui o ar com CO2.

Óleo Diesel Fonte Esgotável, polui o ar com CO2.

Álcool de Cana Fonte Renovável, polui pouco o ar. Ainda Polui o meio ambiente.
Automóveis,
Veículos
Rodoviários e Energia Química Álcool de Madeira Fonte Renovável, polui pouco o ar. Ainda Polui o meio ambiente.
Motores
3
Estacionários de Gás GLP Fonte esgotáve. Ainda polui o meio ambiente.
Combustão
Interna Poucos locais para abastecimento e processo muito
(Geradores). Gás Natural Temos em abundância no Brasil.
lento de carga.

Nenhum tipo de poluição, inclusive


Energia Elétrica Através de células foto-elétricas ou foto-voltaicas. Caro e de autonomia limitada
sonora.
8 - Como é o
funcionamento de uma
Usina Termo-Elétrica.
As Usinas Termo-Elétricas mais conhecidas como Usinas Térmicas são as preferidas no
mundo todo, pela sua versatilidade. São de construção simples e rápida, podem ser
instaladas junto aos centros de consumo e dispensam Linhas de Transmissão de longo
percurso.
Nos países de primeiro mundo, cerca de 70% da energia elétrica é produzida em usinas
desse tipo.
O custo de produção do kilowatt é maior que o de uma usina hidro-elétrica porém bem menor que o de uma usina nuclear.
A grande desvantagem da usina térmica é a grande produção de gás carbônico. Este gás produz o efeito estufa que está
aumentando a temperatura média da terra.

A Energia Elétrica é
1
produzida por um Gerador.
O Gerador possui um eixo
2 que é movido por uma
Turbina.
A Turbina é movida por um
Jato de Vapor sob forte
3 pressão. Depois do uso, o
vapor é jogado fora na
atmosfera.
O Vapor é produzido por um
Chamam-se Termo-Elétricas por que 4
Caldeira.
são constituídas de 2 partes, uma A Caldeira é Aquecida com a
térmica onde se produz muito vapor a queima de óleo
5 combustível. A queima do
altíssima pressão e outra elétrica onde óleo vai poluir o meio
se produz a eletricidade. ambiente.
8 - Como é o
funcionamento de uma
Usina Termo-Elétrica.
8 - Como é o
funcionamento de uma
Usina Termo-Elétrica.
9 - Como é o
funcionamento de uma
Usina Nuclear.
As Usinas Nucleares mais conhecidas como Bombas-Relógio foram o resultado de uma precipitação da
ciência. Lançadas como a solução definitiva da fonte de energia, demonstraram depois que trazem mais
malefícios do que vantagens.
Depois do acidente em Chernobyl, percebeu-se o perigo que são e estão sendo desativadas rapidamente
no mundo todo. A humanidade é meio lerda para certos assuntos. As bombas atômicas atiradas nas
cidades de Hiroshima e Nagazaki em 1945, onde foram covardemente assassinados quase 200.000 civis
e deixaram outros tantos aleijados e com câncer, não foi suficiente para os cientistas perceberam que a
energia atômica não era uma coisa segura. Muitos países saíram construindo usinas nucleares.
Mas, felizmente, alguns governos perceberam o êrro e estão tratando de desativar rapidamente suas bombas relógios.
Mesmo assim, alguns países dependem quase que exclusivamente desse tipo de usina. Na França, por exemplo, cerca de
80% de toda energia elétrica produzida é de origem nuclear. No Japão é pior, chega a 90%.
Os países que não têm recursos hídricos nem petrolíferos não têm outra alternativa. Necessitam descobrir um novo processo
nuclear seguro. Caso contrário terão que fechar as portas.
A Energia Elétrica é
1 produzida por um
Gerador.

O Gerador possui um eixo


2 que é movido por uma
Turbina.

A Turbina é movida por


um Jato de Vapor sob
3 forte pressão. Depois do
uso, o vapor é jogado fora
na atmosfera.
Chamam-se Nucleares por que utilizam a fissão nuclear, isto é, os átomos são
quebrados numa máquima chamada reator, emitindo uma grande quantidade de O Vapor é produzido por
4
calor. Esse calor é usado para aquecer a água. um Caldeira.
Além do calor, produzem um produto chamado Rejeito Nuclear, material que
A Caldeira é aquecida com
contém altíssimas quantidade de radioatividade, extremamente nociva para todas
a fissão nuclear. O
as formas de vida, cancerígena, causa leucemia e outras formas de câncer e
5 resíduo da reação vai
demoram cerca de 100.000 anos para diminuirem sua carga tóxica.
poluir o meio ambiente
durante 150.000 anos.
9 - Como é o
funcionamento de uma
Usina Nuclear.
10 - Como é o
funcionamento de uma
Usina Hidro-Elétrica.

PCH
Pequena Central Elétrica

PCH’s
Geração de eeletricidade de
baixo impacto no ecossistema.

Potência entre 1 e 30 MW
10 - Como é o
funcionamento de uma
Usina Hidro-Elétrica.
As Usinas Hidro-Elétricas são coistituídas de 2 partes. Uma onde fica o gerador e que é
encarregado de produção da energia elétrica. Outra onde fica a turbina e que é movida
pela água.
O custo de produção do kilowatt é o menor do que todas as outras formas de produção
de energia elétrica. A razão é muito simples: a matéria prima é a água que cai de graça
do céu.
Outra grande vantagem, além do custo, é que não existe nenhum tipo de poluição. O cenário mundial, o Brasil ocupa uma
posição privilegiada: É o único país do mundo que domina a tecnologia de produção de energia hidro-elétrica e reuni
condições geo-climáticas para a instalação de Usinas Hidráulicas. Talvez seja essa a razão de tantas iniciativas oriundas dos
países desenvolvidos contra a construção de usinas hidráulicas no Brasil.
De toda energia elétrica produzida na Brasil, quase 97% é produzida em usinas hidráulicas. De todas as formas de produção
de energia, a energia hidro-elétrica é a mais limpa, não polui o ar e é ecológicamente correta.
De todas as formas de produção de energia EM GRANDE ESCALA, a hidro-elétrica é a única totalmente renovável e que não
produz nenhuma poluição atmosférica.
A Energia Elétrica é produzida
1 por um Gerador, na Casa de
Força.

O Gerador possui um eixo que é


2
movido por uma Turbina.

A Turbina é movida por um Jato


de Água. Depois do uso, a água
3
continua o seu percurso rio
abaixo.

A água fica armazenada em um


Reservatório para ser usada nos
períodos de estiagem. Quando o
4
reservatório já está cheio, o
excesso de água é jogada fora
através do vertedouro.
10 - Como é o
funcionamento de uma
Usina Hidro-Elétrica.
10 - Como é o
funcionamento de uma
Usina Hidro-Elétrica.
Chamam-se Hidro-Elétricas por que são constituídas de 2 partes,
uma hidráulica onde se armazena água para os períodos de estiagem
(períodos sem chuva) e outra elétrica onde se produz a eletricidade.

Um dos efeitos colaterais da construção de uma usina hidro-elétrica é a Regularização


da Vazão do Rio. Isto quer dizer que o rio passa a ter água o ano todo e nas épocas de
chuva não provoca inundações e enchentes.
Para poder dispor de água (matéria prima da usina hidro-elétrica) mesmo nos períodos de estiagem (meses secos entre
maio e novembro), é construído um reservatório de acumulação onde a água do verão (meses com muita água) é guardada
até a chegada do inverno.
O reservatório propricia a preservação da fauna e da flora. Nos meses de estiagem é muito comum alguns rios ficarem
secos, destruindo totalmente a sua fauna e flora. O reservatório propicia também o desenvolvimento da piscicultura
garantindo a sobrevivência dos profissionais da pesca. Por fim, o reservatório é um ótimo local para o nosso lazer.
O tamanho (capacidade) do reservatório é calculado de forma muito criteriosa (os estudos levam em consideração 10.000
anos de chuvas) para que mesmo nos períodos de grande estiagem o reservatório não chegue ao mínimo.
10 - Como é o
funcionamento de uma
Usina Hidro-Elétrica.

Central Hidroelétrica

ITAIPU Potência: 12.600 MW


Reservatório:1.350 km2
Comprimento: 1.234 m
Altura: 196 m
Vazão diária média: 12.370
m3/s
10 - Como é o
funcionamento de uma
Usina Hidro-Elétrica.

Energia Maremotriz

Primeira Usina Maremotriz - 1966 As marés que animam os oceanos é


Estuário do rio Rance – França fonte de energia mecânica, limpa e
Diferença de altura média: 8,2 m inesgotável que pode ser captada por
Potencia: 240 MW turbinas para gerar eletricidade.
11 - Curiosidades sobre a
eletricidade.
A tabela abaixo apresenta alguns valores de custo de produção de
energia elétrica nos diversos tipos de usinas. A eletricidade
produzida em usinas hidráulicas são as mais baixas do mundo e
ainda vale a máxima em que a escala diminui o custo.

TARIFA MÉDIA DAS CONCESSIONÁRIAS


CUSTO MÉDIO DE PRODUÇÃO, EM US$, (custo do kilowatt hora)
POR KILOWATT INSTALADO
Tarifa média na Europa US$ 0,115
Energia Nuclear US$ 10.000
Tarifa média nos Estados
US$ 0,080
Energia Térmica US$ 5.000 Unidos

Energia Hidráulica (micro Pegue a sua


US$ 1.600 Conta de Luz e
usina) Tarifa média no Brasil
descubra você
Energia Hidráulica (mini mesmo
US$ 800
usina)
Na sua conta de luz, pegue o que você
Energia Hidráulica (grades pagou (Total Pago) e divida pelo consumo
US$ 400
usinas) (Consumo do Mês)

Como você pode verificar acima, o custo de produção de eletricidade a partir da energia
hidráulica é a mais baixa de todas as formas de geração de eletricidade. No Brasil, cerca de
97% da eletricidade é gerada em usinas hidro-elétricas.
Na economia globalizada que vivemos no mundo de hoje, deveríamos tirar proveito disso e
dar preferência a produtos com alto valor agregado de eletricidade. Seríamos imbatíveis no
mundo.
11 - Curiosidades sobre a
eletricidade.
Saiba diferenciar o fornecimento monofásico do fornecimento
trifásico.

Quando se fala em 110 e 220 volts, estamos falando de Tensões


Nominais. A voltagem real vai depender do tipo de transformador
que é empregado para abaixar a tensão de distribuição. Veja os
esquemas abaixo:

Veja a diferença entre uma ligação estrela e delta (ou triângulo ):


11 - Curiosidades sobre a
eletricidade.
Saiba diferenciar o fornecimento monofásico do fornecimento
trifásico.

Veja a diferença entre uma ligação estrela e delta (ou triângulo ):


12 - Como é o
funcionamento de uma
Usina Eólica.
As Usinas Eólicas aproveitam a força da velocidade dos ventos para gerar eletricidade.
São grandes hélices (como cataventos gigantes) instaladas em altas torres ou em locais
altos. Esses locais devem ser privilegiados do ponto de vista de ventos. É necessário que
haja vento, de preferência fortes, o tempo todo.
No dia em que não tiver vento não será possível a geração de energia elétrica.
A grande vantagem da usina eólica é que não existe nenhum tipo de poluição.

Chamam-se eólicas
porque são
acionadas pela
energia do vento.

A Energia Elétrica é
1 produzida por um Gerador,
na Casa de Força.
O Gerador possui um eixo
2 que é movido por uma
enorme hélice.
A Hélice é movida pela
3
velocidade do vento.
12 - Como é o
funcionamento de uma
Usina Eólica.
13 - O Caminho da
Eletricidade
13 - O Caminho da
Eletricidade
13 - O Caminho da
Eletricidade
13 - O Caminho da
Eletricidade
13 - O Caminho da
Eletricidade
13 - O Caminho da
Eletricidade
13 - O Caminho da
Eletricidade

Tipos de Sistemas de Distribuição


13 - O Caminho da
Eletricidade
13 - O Caminho da
Eletricidade

Tipos de Condutores Elétricos


13 - O Caminho da
Eletricidade

Tipos de Condutores Elétricos


13 - O Caminho da
Eletricidade
Veja aqui o trajeto da energia elétrica desde a usina onde ela é
gerada até chegar na sua casa.
Os desenhos abaixo apresentam de forma esquemática os equipamentos
que existem ao longo da linha.

A TURBINA é a máquina que é movimentada por alguma força externa. Essa força externa pode ser
água em movimento ou vapor sob pressão.
No caso da água, teremos as Usinas Hidro-Elétricas. Ainda assim, pode haver 2 tipos de usinas.
Aquelas que se utilizam da Energia Potencial, isto é, aproveitam grandes alturas como na Usina Henry Borden, em Cubatão, que aproveita
uma queda de quase 800 metros. Havendo grandes alturas não há a necessidade de grandes volumes de água. Nestas, a turbina é do tipo
KAPLAN, que é formada por uma enorme roda de aço que tem na recipientes na forma de concha que recebem o impacto do jato de água
sob grande pressão. O impacto é tão grande que ocorrem fenêmenos conhecidos como cavitação que vai "comendo" a superfície do aço.
Outro tipo de usina hidro-elétrica são aquelas que se utilizam da Energia da Vazão de água, isto é, aproveitam grandes volumes de água
como em Ilha Solteira, Itaipú e na maior parte das hidrelétricas brasileiras. Nestas, a turbina é do tipo FRANCIS com enormes pás para
captar melhor a água. Algumas turbinas como as de Itaipú chegam a medir 20 metros de diâmetro. Estas usinas são relativamente baixas,
em torno de 60 metros de altura. Excessão é Itaipu que apresenta um desnível de quase 115 metros. Veja uma em
http://www.itaipu.gov.br/dtport/unidade2.htm.
No caso do vapor, este vapor pode ser produzido por diversos tipos de fontes: Queima de óleo, queima de gás natural, queima de carvão,
queima do bagaço de cana.
Em todos os casos há a necessidade de calor, muito calor, para produzir o vapor sob presssão. Então essas usinas são conhecidas como
Termo-Elétricas.
As Usinas Nucleares também produzem vapor sob pressão. Mas o calor não é obtido pela QUEIMA de algum material, por isso elas não são
consideradas Termo-Elétricas.
A turbina possui um EIXO acoplado a um gerador elétrico. O GERADOR transforma a Energia Mecânica em Energia Elétrica. A Energia
Elétrica é conhecida também como Eletricidade. Essa energia gerada é de baixa tensão por questões de segurança operacional. Então a
tensão gerada precisa ser elevada para poder ser transmitida a longas distâncias. Veja um deles em
http://www.itaipu.gov.br/dtport/unidade1.htm.
13 - O Caminho da
Eletricidade

As Usinas Hidro-Elétricas são construídas em locais que tem rio caudaloso ou grandes quedas e esses
locais nem sempre ficam perto das cidades. Então a eletricidade gerada precisa ser transmitidas (ou
transportadas) pelas linhas de transmissão até as cidades. O TRANSFORMADOR tem a função de elevar
a tensão. Os transformadores de Itaipú, pela potência que devem transformar, são enormes e pesam
mais de 400 toneladas. Veja um deles em http://www.itaipu.gov.br/dtport/gis.htm
A BOBINA DE BLOQUEIO é um equipamento que serve para fazer a mixagem dos sinais de comando e
controle.
Explicando melhor: A operação do sistema elétrico envolve comunicação entre os diversos componentes e essas comunidações não são
realizadas pelos meios convencionais. Não se usa ondas de rádio nem o telefone. Estes sistemas são muito vulneráveis. As ondas de rádio
sofrem interferência atmosférica e a telefonia é sujeita a panes e também a interferências atmosféricas. Então, o sistema elétrico
possuem um meio próprio de comunicação que é a própria linha de transmissão.
Expliando melhor, a Linha que é utilizada para transportar Energia Elétrica é utilizada também para transportar sinais de comunicação.
Por exemplo: A Usina de Três Marias envia energia elétrica para Belo Horizonte. O quanto ela deve produzir é determinada pela
quantidade de pessoas, comercio e de fábricas que estão precisando de eletricidade. Isso se chama DEMANDA. Então, o valor desse total
de energia é enviado de Belo Horizonte para Três Marias pelo próprio cabo que traz a energia elétrica.
Quem injeta e retira esses sinais de comunicação é a bobina de bloqueio.
O TRANSFORMADOR DE CORRENTE e o TRANSFORMADOR DE POTENCIAL são 2 aparelhos que servem para medir, respectivamente, a
corrente e a tensão que estão saindo da usina. Esses dois parâmetros fornecem a quantidade de energia que está sendo enviada. Esses
valores sãu utilizados pelo departamente financeiro para efetuar a cobrança da conta de luz.
O PÁRA-RAIOS é um equipamento de proteção que tem a função de absorver os ráios que caem nas linhas de transmissão. Ao longo da
linha ocorrem chuvas e tempestades com relâmpagos e trovoadas. Os raios que caem nas linhas caminham pelas próprias linhas até
chegar nas subestações. Logo na entrada (ou saída) existem esses pára-raios que absorvem os raios, desviando-os para a terra.
13 - O Caminho da
Eletricidade

A Linha de Transmissão começa no Algumas torres como as do Linhão da


CESP que liga Ilha Solteira com São
pára-raios da Subestação da Usina e Paulo, são do tipo DUPLA, ou seja,
termina no pára-raios da Subestação carregam 2 circuitos trifásicos. É uma
de Distribuição. Cada linha é torre inovadora, muito bonita. Na
época em que foram construídas não
composta de 3 fases identificadas havia igual em outro lugar do mundo.
pelas letras A, B e V que significam Na parte de cima dos circuitos existe
Azul, Branca e Vermelha, que são as um cabo fino. Este cabo não é fase e
3 fases da corrente trifásica. não conduz eletricidade. É um cabo de
proteção chamado Cabo Pára-Raios e
A tensão de transmissão é elevada para
ficando por cima dos cicuitos formam
diminuir as perdas pelo efeito Joule (o uma espécie de guarda-chuva
cabo esquenta pela passagem da eletrostático que vai absorver os ráios
eletricidade). provenientes dos relâmpagos que
Quanto mais alta a tensão, menor serão as perdas. A linha entre Itaipú e
Tijuco Preto tem um comprimento de 700 kilometros e a tensão é de
ocorrem em dias de chuvas e
750.000 Volts. Nas proximidades de centros urbanos não é seguro se tempestades.
operar com tensõs tão elevadas. Então as linhas operam com tensão de Os cabos Pára-Raios são muito finos e em dias nublados
230.000 Volts. Dentro da cidade a tensão é menor ainda. Pode ser em quase não são visíveis pelos pilotos de aeronaves de
138.000 Volts ou 69.000 Volts. pequeno porte que voam a baixas altitudes. Essas aeronaves
As torres são bem altas para a segurança das pessoas e veículos que não dispõem de radar ou outra aparelhagem de navegação e
passam debaixo das linhas. As linhas formam uma "barriga" por causa do seu vôo é visual, isto é, o piloto precisar ver por onde ele vai.
seu peso. As torres da travessia do rio Tocantins em Tucuruí, chegam a Geralmente o trajeto é determinado por alguma estrada ou
medir 116 metros de altura. As torres muito altas, por questões de rio. Por exemplo, para ir de São Paulo para Panorana o piloto
segurança da navegação aérea, devem ser pintadas de laranja e branco. pode escolher entre ir pelo rio Tietê ou pela rodovia
Os cabos elétricos ficam bem esticados. Em cada cabo pode haver uma Washinton Luis.
força de 2.000 kilogramas para mantê-lo esticado. A distância média Para a segurança do vôo, as linhas que atravessam estradas
entre uma torre e outra é de 500 metros. Os cabos ficam tão esticados e rios devem possuir sinalizadores. Os mais utilizados são
que na passagem do vento, eles podem vibrar como as cordas de um esferas de plástico pintadas na cor laranja. Esses
violão. Isso é muito perigoso pois o cabo pode entrar em ressonância e sinalizadores são instalados no cabo mais alto da linha que é
rebentar. Então são instalados dispositivos chamados de o Cabo Pára-Raios. Existem também sinalizadores elétricos
AMORTECEDORES de vibração. que tem a vantagem de serem visíveis mesmo à noite.
13 - O Caminho da
Eletricidade

A SUBESTAÇÃO DE O DISJUNTOR parece uma enorme chave


DISTRIBUIÇÃO tem de liga e desliga. São operadas a gás. No
como função abaixar a seu movimento de liga ou de desliga, a
elevada tensão de chave ocasiona o surgimento de uma
transmissão e de formar faísca grande e forte. Esta faísca é tão
os diversos circuitos de forte que pode derreter o próprio
distribuição. Uma disjuntor. Então, durante a manobra, é
circuito para o bairro do injetado um gás especial que vai apagar a
Tatuapé, outro para o faísca. É como a gente assoprando uma
bairro da Penha, etc. vela para apagar a sua chama.
Na entrada da subestão O TRANSFORMADOR vai transformar a tensão
encontramos os de transmissão, geralmente elevada, para um
equipamentos PR, TP, TC e tensão de distribuição em torno de 10.000 a
BB cuja função já vimos. 15.000 Volts.
Na saída de subestação temos também os TC, TP e PR já conhecidos. Pelos registros
Os equipamentos principais da subestação são o
dos valores medidos no TC e TP, sabe-se quanto de energia elétrica foi fornecido ao
disjuntor e o transformador.
bairro do Tatuapé.
13 - O Caminho da
Eletricidade

A rede de distribuição é Quem faz o abaixamento da tensão é o


feita nas ruas do bairro. transformador instalado no poste da
Existem, basicamente 2 tipos rua.
de circuitos nos postes da rua: Veja outros detalhes na página:
A Rede Primária e a Rede http://www.ebanataw.com.br/roberto/ene
Secundária. rgia/ener11.thm.
A Rede Primária é de tensão um pouco elevada (em Em regiões de grande concentração de consumo. As normas de saúde e
torno de 10.000 a 15.000 Volts) e a sua trajetória é pelo segurança obrigam que as redes sejam subterrâneas. É a passagem de uma
ponto mais alto dos postes. corrente elétrica elevada pode provocar doenças nas pessoas.
A Rede Secundária é na tensão de fornecimento, em 110 Assim, na região central das grandes cidades a rede de distribuição é
Volts e 220 volts. Há variações podendo-se encontrar subterrânea e não se vê postes com fios, cabos e transformadores nas ruas e
tensão de 440 Volts ou mais dependendo das avenidas.
necessidades. Você que gosta de filme de peseguição de aumomóveis preste atenção nos
Nos grandes consumidores como fábricas, o próximos filmes Norte Americanos. Não existe poste nas ruas dos Estados
fornecimento pode ser feito diretamente pela rede Unidos. Uma perseguição nunca acaba com a colisão do carro em um poste. Ao
primária. Nestes casos, a fábrica precisar ter uma contrário do que acontece nas cidades brasileiras, uma grande parcela de
Cabine Primária para fazer, eles mesmos, o abaixamento acidentes de trânsito acaba com uma colisão no poste, geralmente fatal.
para as tensões de consumo.
14 - Eficiência de uma
Lâmpada
14 - Eficiência de uma
Lâmpada
14 - Eficiência de uma
Lâmpada

Nem toda a energia fornecida para uma lâmpada vira luz. Boa parte é
transformada em calor.
Eficiência luminosa é o coeficiente obtido pela quantidade de luz (energia
luminosa) dividida pela quantidade de eletricidade fornecida à lâmpada.

EFICIÊNCIA DE UMA LÂMPADA INCANDESCENTE


14 - Eficiência de uma
Lâmpada

Nem toda a energia fornecida para uma lâmpada vira luz. Boa parte é
transformada em calor.
Eficiência luminosa é o coeficiente obtido pela quantidade de luz (energia
luminosa) dividida pela quantidade de eletricidade fornecida à lâmpada.

EFICIÊNCIA DE UMA LÂMPADA FLUORESCENTE