Você está na página 1de 9

Figuras de linguagem

Professora Andreia Cordeiro

Anttese
Quando ideias opostas esto associadas sem que entre elas haja contradio, ocorre a anttese. o que vimos na cano do Lulu Santos e Nelson Mota, Certas coisas: som/silncio; luz/escurido; dia/noite; no/sim; cala/fala.

Os contrastes do nfase: a Bela fica ainda mais deslumbrante ao lado da Fera. Assim funciona a anttese.

Soneto da separao Vincius de Moraes


De repente do riso fez-se o pranto Silencioso e branco como a bruma E das bocas unidas fez-se a espuma E das mos espalmadas fez-se o espanto. De repente da calma fez-se o vento Que dos olhos desfez a ltima chama E da paixo fez-se o pressentimento E do momento imvel fez o drama. De repente, no mais que de repente Fez-se de triste o que se fez amante E de sozinho o que se fez contente Fez-se do amigo prximo o distante Fez-se da vida uma aventura errante De repente, no mais que de repente.

Metfora
A metfora consiste em retirar uma palavra de seu contexto convencional (denotativo) e transport-la para um novo campo de significao (conotativa), por meio de uma comparao implcita, de uma similaridade existente entre as duas:

Buscava o corao do Brasil.


Ora, o Brasil no possui o rgo biolgico em questo. Portanto, corao significa a o centro vital, a essncia, o mago do pas.

Personificao ou prosopopeia
Atribuio de aes, qualidades ou sentimentos prprios do ser humano a seres inanimados. A noite estava triste A noite no possui sentimentos. Sentimentos so prprios de pessoas (personas).

O furaco espalhava sua fria.


Comparam-se aqui os estragos causados pelo furaco aos que uma pessoa em fria pode causar. O furaco no possui esse sentimento.

Personificao no ttulo do filme

Em O beijo da morte atribuda a morte uma condio prpria do ser humano: a de beijar.

Hiprbole
o exagero puro e simples.

Era louco por seu time.


Com isso, quer se dizer que o sujeito gostava muitssimo de seu time. Por voc eu danaria tango no teto, Eu limparia os trilhos do metr, Eu iria a p do Rio a Salvador... [...]
(Frejat, Por voc)

O eu lrico exagera nas aes que poderia fazer por seu amor.

Bibliografia
TORRALVO, Izete Fragata. MINCHILLO, Carlos Cortez. Linguagem em movimento, volume 1. SP: FTD, 2010. <http://educacao.uol.com.br/portugues/anti tese-figura-que-explora-a-ideia-doscontrarios.jhtm> acessado em 15/06/2011.