P. 1
PCNs para o Ensino de Ciências

PCNs para o Ensino de Ciências

4.5

|Views: 9.768|Likes:

More info:

Published by: Dalvania Pinho Domingues on Mar 14, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/13/2013

pdf

text

original

O planejamento de atividades práticas deve ser acompanhado por uma profunda
reflexão não apenas sobre sua pertinência pedagógica, como também sobre os riscos reais
ou potenciais à integridade física dos estudantes.

Experimentos com fogo devem ser evitados. Quando realizados, em classe ou no
laboratório, devem ser planejados com todos os cuidados para evitar e contornar possíveis

3

Um ano-luz é igual à distância que a luz percorre em um ano, cerca de trilhões de quilômetros.

125

acidentes. O equipamento de segurança da escola, como extintor de incêndio e saídas de
emergência, deverá ser previamente verificado. O professor deverá estar atento a
recomendações de tais experimentos em materiais impressos, como apostilas e livros
didáticos. Os textos devem ser acompanhados de recomendações expressas de
acompanhamento por adultos, com instruções precisas de como realizar montagens e de
como lidar com os combustíveis envolvidos, em especial garrafas de álcool, panelas quentes
e fogareiros. As instruções devem ser acompanhadas de advertências que possam transmitir
a real periculosidade das situações retratadas.

Experimentos que envolvam a manipulação de substâncias, mesmo as diluídas,
devem ser acompanhados de recomendação de material de segurança, como proteção para
os olhos, mãos, braços e tronco, e a utilização de local apropriado, principalmente no caso
de manipulação de substâncias voláteis. Em todos os casos, deve-se evitar a sugestão de
experimentos com substâncias concentradas, em especial ácidos e bases, bem como
substâncias tóxicas ou de elevada periculosidade, inclusive metais pesados e seus sais.

Sugestões de montagens e experimentos com eletricidade devem se restringir ao
uso de pilhas e baterias, com corrente contínua e tensão máxima de 9 Volts, sem a sugestão
de manipulação da rede elétrica domiciliar. Ao lidar com textos impressos, é importante
que as lâmpadas, soquetes e demais elementos estejam retratados como componentes
característicos de lanternas e aparelhos do gênero, deixando explícito que não devem ser
realizadas improvisações com elementos de maior tensão.

Não devem ser realizados, sob qualquer hipótese ou justificativa, experimentos ou
demonstrações que envolvam a manipulação de sangue humano, tal como tipagem
sanguínea e confecção de esfregaços para observação microscópica. Atividades de observação
microscópica que envolvam tecidos humanos devem ser realizadas apenas com material
devidamente fixado, em lâminas previamente preparadas.

É importante que o ambiente escolar tenha, de forma amplamente acessível,
recomendações de primeiros socorros por autoridade médica devidamente identificada,
ou fonte bibliográfica reconhecida pelas entidades médicas credenciadas no país. Entre as
recomendações de primeiros socorros, não pode figurar, em nenhuma hipótese, a sugestão
de realização de torniquete, em texto ou ilustração, para estancar sangramentos ou atender
ferimentos ofídicos. Acidentes que poderiam requerer sua aplicação são altamente
improváveis no ambiente escolar e, mesmo assim, seria duvidoso que uma criança pudesse
aplicá-lo corretamente sem sujeitar-se a contaminações ou prejudicar o próprio atendido.
Não devem constar, em nenhuma hipótese, incentivos a contato direto com o sangue de
acidentados, especialmente em acidentes ofídicos. As recomendações para atendimento
de emergência a acidentados com ofídios devem seguir as diretrizes do Instituto Butantã,
de São Paulo, SP.

126

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->