Você está na página 1de 1

Bicho do Mês, Março 2013

Quati

Nasua nasua

Bicho do Mês, Março 2013 Quati Nasua nasua É uma espécie exclusiva da América do Sul,

É uma espécie exclusiva da América do Sul, ocorrendo nos biomas Amazônia, Cerrado, Caatinga, Pantanal, Mata Atlântica e Campos Sulinos.

O corpo mede 40,0 a 65,0 cm de

comprimento e a cauda 42,0 a 55,0 cm, sendo os machos maiores que as fêmeas. O peso varia de 2,7 a 10,0 kg. Possuem uma cabeça alargada que termina em um estreito e prolongado focinho muito saliente, pontiagudo e de grande.

A coloração básica do animal é

alaranjada ou avermelhada para

marrom escuro, sobrepondo-se com o amarelo. A cauda é

Museu de História Natural, Itapira

anelada, com coloração marrom

escuro

ou

avermelhado,

intercalada

com

amarelo

ou

marrom

posteriores são maiores que os

membros

claro.

Os

anteriores, e

as

patas

são

escuras

com

garras

bem

desenvolvidas.

São essencialmente diurnos e podem viver em grupos de mais de 30 indivíduos. As fêmeas andam em grupos com os mais jovens, enquanto os machos são freqüentemente solitários.

Sua dieta é constituída, principalmente, de invertebrados, frutos, bromélias e pequenos vertebrados e/ou uma dieta necrófaga. Devido ao consumo de frutos e sementes defecadas intactas, os quatis podem ser considerados dispersores de sementes.

O período de gestação das

fêmeas é de dez a 11 semanas, nascendo de dois a sete filhotes.

O desmatamento e conseqüente

fragmentação de florestas pode

ser o principal fator de ameaça à

espécie, aliado ao atropelamento

em rodovias e à caça

Março 2013