Você está na página 1de 47

Guia Mangá

ÁLGebra Linear

Shin Takahashi, iroha inoue e Trend-Pro Co., Ltd.

Guia Mangá ÁLGebra Linear Shin Takahashi, iroha inoue e Trend-Pro Co., Ltd. novatec

novatec

The Manga Guide to Linear Algebra is a translation of the Japanese original, Manga de wakaru senkeidaisuu, published by Ohmsha, Ltd. of Tokyo, Japan, © 2008 by Shin Takahashi and TRENDPRO Co., Ltd. The English edition is co- published by No Starch Press, Inc. and Ohmsha, Ltd. Portuguese-language rights arranged with Ohmsha, Ltd. and No Starch Press, Inc. for Guia Mangá Álgebra Linear ISBN 978-85-7522-293-5, published by Novatec Editora Ltda.

Edição original em japonês Manga de wakaru senkeidaisuu, publicado pela Ohmsha, Ltd., de Tóquio, Japão, © 2008 por Shin Takahashi e TRENDPRO Co., Ltd. Edição em inglês The Manga Guide to Linear Algebra, copublicação da No Starch Press, Inc. e Ohmsha, Ltd. Direitos para a edição em português acordados com a Ohmsha, Ltd. e No Starch Press, Inc. para Guia Mangá Álgebra Linear ISBN 978-85-7522-293-5, publicado pela Novatec Editora Ltda.

Copyright © 2012 da Novatec Editora Ltda.

Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610, de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial, por qualquer processo, sem prévia autorização, por escrito, do autor e da editora.

Editor: Rubens Prates Ilustração: Iroha Inoue Tradução: Rafael Zanolli Revisão gramatical: Patrizia Zagni Editoração eletrônica: Carolina Kuwabata

ISBN: 978-85-7522-293-5

Histórico de impressões:

Dezembro/2012

Primeira edição

Novatec Editora Ltda. Rua Luís Antônio dos Santos 110 02460-000 – São Paulo, SP – Brasil Tel.: +55 11 2959-6529 Fax: +55 11 2950-8869 E-mail: novatec@novatec.com.br Site: www.novatec.com.br Twitter: twitter.com/novateceditora Facebook: facebook.com/novatec LinkedIn: linkedin.com/in/novatec

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)

(Câmara

Brasileira do

Livro, SP, Brasil)

Takahashi, Shin Guia mangá álgebra linear / Shin Takahashi, Iroha Inoue, Trend-pro Co ; [tradução Rafael Zanolli]. -- São Paulo : Novatec Editora, 2012. -- (The manga guide)

Título original: The manga guide to linear algebra. ISBN 978-85-7522-293-5

1. Álgebra linear - Histórias em quadrinhos

12-07743

2. Histórias em quadrinhos I. Inoue, Iroha.

II. Trend-pro Co

III. Título. IV. Série.

CDD-512.5

Índices para catálogo sistemático:

1. Álgebra linear : Matemática : Histórias em

quadrinhos

OG20121126

512.5

Sumário

Prefácio

xi

Prólogo Que comece o treinamento!

1

1

O que é álgebra linear?

9

Uma visão geral de álgebra linear

14

2

Noções fundamentais

21

Sistemas numéricos

25

Implicação e equivalência

27

Proposições

27

Implicação

28

Equivalência

29

Teoria dos conjuntos

30

Conjuntos

30

Símbolos de conjuntos

32

Subconjuntos

33

Funções

35

Imagens

40

Domínio e intervalo

44

Funções sobrejetoras e injetoras

46

Funções inversas

48

Transformações lineares

50

Combinações e permutações

55

Nem todas as “regras para ordenamento” são funções

61

3

Introdução às matrizes

63

O que é uma matriz?

66

Cálculos com matrizes

70

Adição

70

Subtração

71

Multiplicação escalar

72

Multiplicação de matrizes

73

Matrizes especiais

77

Matrizes zero

77

 

Matrizes transpostas

78

Matrizes simétricas

79

Matrizes triangulares superiores e inferiores

79

Matrizes diagonais

80

Matrizes identidade

82

4

Mais matrizes

85

Matrizes inversas

86

Cálculo de matrizes inversas

88

Determinantes

95

Cálculo de determinantes

96

Cálculo de matrizes inversas utilizando cofatores

108

 

M ij

108

C ij

109

Cálculo de matrizes inversas

110

Uso de determinantes

111

Resolução de sistemas lineares com a regra de Cramer

111

5

Introdução aos vetores

113

O

que são vetores?

116

Cálculos com vetores

125

Interpretações geométricas

127

6

Mais vetores

131

Independência linear

132

Bases

140

Dimensões

149

Subespaços

150

Base e dimensão

156

Coordenadas

161

7

Transformações lineares

163

O

que é uma transformação linear?

166

Por que estudamos transformações lineares?

173

Transformações especiais

178

Dimensionamento

179

Rotação

180

Translação

182

Projeção 3D

185

viii Sumário

Algumas dicas preliminares

188

Núcleo, imagem e o teorema da dimensão para transformações lineares

189

Posto matricial

193

Cálculo do posto de uma matriz

196

A

relação entre transformações lineares e matrizes

203

8

Autovalores e autovetores

205

O

que são autovalores e autovetores?

211

Cálculo de autovalores e autovetores

216

Cálculo da potência p de uma matriz n × n

219

Multiplicidade e diagonalização

224

Uma matriz diagonalizável com um autovalor de multiplicidade 2

225

Uma matriz não diagonalizável com um autovalor real de multiplicidade 2

227

Epílogo

231

Recursos online

243

Os apêndices

243

Atualizações

243

 

Índice

245

Prólogo

Que comece o treinamento!

Prólogo Que comece o treinamento!
Prólogo Que comece o treinamento!

Iááááá!

Ei!

* Clube de Caratê Hanamichi.

Não há nada a temer

Universidade

Hanamichi

Muito

bem!

*

É agora ou nunca!

Bump

TUM-TUM TUM-TUM ESTRONDO
TUM-TUM
TUM-TUM
ESTRONDO

O que temos aqui?

com licen—

o qu—

PUXÃO

REVERÊ NCIA

Uau o Martelo da Hanamichi em pessoa!

quero fazer parte do clube de Caratê!

4 Prólogo

em pessoa! quero fazer parte do clube de Caratê! 4 Prólogo Eu Eu sou um calouro

Eu Eu sou um calouro Meu nome é Reiji Yurino.

Você por acaso seria Tetsuo Ichinose, o capitão do clube de Caratê?

h-hum

Isso

mesmo.

Não tenho nenhuma experiência, mas acho que–

?

Não posso desistir agora!

Você está falando sério? Meus alunos acabariam com você.

CHACOALHA

CHACOALHA

Ahá!

Por favor!

Eu –

já não vi seu rosto em algum lugar?

hum

Eu quero ficar mais forte!

Hum?

Você não é aquele cara? Aquele do livro de matemática da minha irmã?

Então é você!

6 Prólogo

S-sim.

Matemática para todos Autor: Reiji Yurino Por alunos para alunos – Ah, você já viu
Matemática para todos
Autor: Reiji Yurino
Por alunos
para
alunos –
Ah, você já viu
meu livro?

posso não ser o cara mais forte

Entendo

Talvez possa pensar em deixar você fazer parte do clube

Mas sempre fui muito bom com números.

humm

O qu–?

Sério?!

Você tem que ensinar matemática para minha irmãzinha.

Sério?!
Sério?!

Você tem

que ensinar

matemática

para minha

irmãzinha.

Ela reclamou ontem mesmo que estava tendo problemas na aula de álgebra linear
Ela reclamou
ontem
mesmo que
estava tendo
problemas na
aula de álgebra
linear

Então, se eu der aulas para sua irmã, você me deixará fazer parte do clube?

sob uma condição!

Isso seria

aceitável para

você?

Se você tentar dar uma cantada nela Mesmo uma só vez Snap
Se você tentar dar
uma cantada nela
Mesmo uma só
vez
Snap

Nesse caso

Venha

comigo.

8 Prólogo

Não vamos pegar leve com você, viu?

É claro!

Crack
Crack

É claro!

Vamos começar imediatamente!

Acho que devo lhe dar um conselho de amigo

Eu

nem

pensaria

nisso!

Estou dentro!

3

Introdução às matrizes

3 Introdução às matrizes

heheh

Ei!

Utilizem

suas

costas!

Não confie apenas em suas mãos.

pensei que ele ia desistir logo de cara

64 capítulo 3 Introdução às matrizes

Ei!

Acho que estava errado.

Yurino!

Use sua

cintura!

Ossu!

NHAM

NHAM

NHAM NHAM Você deve estar realmente cansado depois de todo esse exercício! Nossa! Mas nunca seria
NHAM NHAM Você deve estar realmente cansado depois de todo esse exercício! Nossa! Mas nunca seria

Você deve estar realmente cansado depois de todo esse exercício!

Nossa! Mas

nunca seria

capaz de

comer algo

tão bonito!

não sei o que dizer obrigado!

ALEGRIA NHAM NHAM
ALEGRIA
NHAM
NHAM

Misa, de

verdade

obrigado!

Demais!

Bom

demais!

Hehe, não seja bobo!

Obrigada!

Não se

preocupe

com isso!

Introdução às matrizes 65

BásicoPreipal

Ah

Eu me sinto bem melhor agora. Você está pronta para começar?

Nós vamos

falar sobre

matrizes hoje.

Diagrama do curso

Noções

fundamentais

Matrizes

Vetor

Transformações

Autovalores e

lineares

autovetores

O que é uma matriz?

Uma matriz é uma série de números organizada em m linhas e n colunas, e colocada entre parênteses desta forma.

Linha 1

Linha 2

Linha M

Coluna

1

gostaria muito de ir com calma nesse caso, já que elas aparecem na maioria dos assuntos em álgebra.

Coluna

2

Coluna

n

66 capítulo 3 Introdução às matrizes

Claro,

por que

não!

não acho que você terá nenhum problema com o básico desta vez também.

Mas falarei brevemente sobre matrizes inversas perto do fim e elas podem ser um pouco complicadas.

Ok!

Esses são

os chamados

subscritos.

Uma matriz com m linhas e n colunas é chamada de uma "matriz m por n".

Matriz 2×3

Matriz 4×1

Os itens dentro de uma matriz são chamados de seus elementos.

Elemento
Elemento

destaquei os elementos (2, 1)

destas três matrizes para

você!

Linha 1

col col col

2

1

3

Linha 2

Linha 1

Linha 2

Linha 3

Linha 4

col

1

Linha 1

Linha 2

Linha m

Matriz m ×n

col

1

Ah!

Entendi.

col

2

col

n

Uma matriz que tem um mesmo número de linhas e colunas é chamada de matriz quadrada.

Hã-hã

Matriz quadrada com duas linhas

Matriz quadrada com n linhas

Os elementos marcados em cinza nessa matriz são parte do que é chamado de sua diagonal principal.

O que é uma matriz? 67

Hum matrizes não são tão empolgantes como elas parecem no cinema.

hUm
hUm

É. São só números, nenhum

Keanu

*

* N.T.: Aqui, os personagens se referem ao filme Matrix (1999), protagonizado por Keanu Reeves. A palavra "matrix", em inglês, é traduzida como "matriz", em português.

Empolgantes ou não, matrizes são muito úteis!

Por quê?

Então as pessoas as utilizam por que elas são práticas, é?

68 capítulo 3 Introdução às matrizes

• Elas são ótimas para escrever sistemas lineares de modo mais compacto.

• Como permitem sistemas mais compactos, também ajudam a tornar textos matemáticos mais compactos.

• E ajudam professores a escrever mais rápido na lousa durante as aulas.

Bem, essas são algumas das vantagens.

Sim.

RABISCA

RABISCA

Em vez de escrever este sistema linear desta forma

Realmente

parece bem

mais simples!

Exatamente!

Então isto

Poderíamos escrevê-lo assim, utilizando matrizes.

Se torna isto?

Nada mal!

escrevendo sistemas de equações como matrizes

a 11 x 1 + a 12 x 2 +

a 21 x 1 + a 22 x 2 +

a m 1 x 1 + a m 2 x 2 +

a 11 x 1 + a 12 x 2 +

a 21 x 1 + a 22 x 2 +

a m 1 x 1 + a m 2 x 2 +

+

+

a 1 n x n = b 1 a 2 n x n = b 2

+ a m n x n = b m

+ a 1 n x n

+ a 2 n x n

+ a m n x n

se escreve

se escreve

a 11 a 12 a 21 a 22 a m 1 a m 2 a
a
11
a 12
a
21
a 22
a
m 1
a m 2
a
11
a 12
a
21
a 22
a
m 1
a m 2
a x b 1 n 1 1 a x b 2 n 2 = 2
a
x
b
1 n
1
1
a
x
b
2 n
2
=
2
a
x
b
m n
n
m
a
x
1 n
1
a
x
2 n
2
a
x
m n
n

O que é uma matriz? 69

Cálculos com matrizes

Agora, vamos dar uma olhada em alguns cálculos.

Os quatro operadores relevantes são:

• adição

• subtração

• multiplicação

escalar

• multiplicação de matrizes

Adição 1 2 Vamos somar a matriz 3×2 3 4 5 6 6 5 A
Adição
1
2
Vamos somar a matriz 3×2
3
4
5
6
6
5
A esta matriz 3×2
4
3
2
1
1
2
6
5
Ou seja,
3
4
+
4
3
5
6
2
1
1
+ 6
2
+ 5
Os elementos seriam
somados elemento a
elemento desta forma:
3
+ 4
4
+ 3
5
+ 2
6
+ 1
a elemento desta forma: 3 + 4 4 + 3 5 + 2 6 + 1
Exemplos Exemplos 1 2 6 5 1 + 6 2 + 5 7 7 •
Exemplos
Exemplos
1
2
6
5
1
+ 6
2
+ 5
7
7
3
4
+
4
3
=
3
+ 4
4
+ 3
=
7
7
5
6
2
1
5
+ 2
6
+ 1
7
7
• (10, 10) + (−3,
−6) = (10 + (−3), 10 + (−6))
• −3
10
10
+ (−3)
7
+
=
=
10
−6
10
+ (−6)
4
Note que a adição e a subtração funcionam apenas com matrizes que têm as mesmas
Note que a adição e a
subtração funcionam
apenas com matrizes que
têm as mesmas dimensões.
=
(7,
4)

70 capítulo 3 Introdução às matrizes

Subtração Subtração 6 5 Vamos subtrair a matriz 3×2 4 3 2 1 1 2
Subtração
Subtração
6
5
Vamos subtrair a matriz 3×2
4
3
2
1
1
2
Desta matriz 3×2
3
4
5
6
1
2
6
5
Ou seja:
3
4
4
3
5
6
2
1
De modo semelhante, os
elementos seriam subtraídos
elemento a elemento
desta forma:
1
− 6
2
− 5
3
− 4
4
− 3
5
− 2
6
− 1
Exemplos
Exemplos

1

2

6

5

1

6

2

5

5 3

 

3

4

4

3

=

3

4

4

3

=

1

1

5

6

2

1

5

2

6

1

3

5

(10,

10) (3, 6)

=

(10 (3),

10 (6))

=

(13, 16)

10

3

10

(3)

 

13

 

=

=

10

6

10

(6)

 

16

10 − 3 10 − ( − 3)   13   − = = 10 −

Cálculos com matrizes 71

Multiplicação escalar

Multiplicação escalar

1 2 Vamos multiplicar a matriz 3×2 3 4 5 6 1 2 Por 10.
1
2
Vamos multiplicar a matriz 3×2
3
4
5
6
1
2
Por 10. Ou seja,
10
3
4
5
6
10
· 1
10
· 2
Os elementos seriam, cada
um, multiplicados por 10
desta forma:
10
· 3
10
· 4
10
· 5
10
· 6
Exemplos
Exemplos
 

1

2

10

· 1

10

· 2

10

20

10

3

4

=

10

· 3

10

· 4

=

30

40

 

5

6

10

· 5

10

· 6

50

60

2 (3, 1) = (2 · 3, 2 · 1) = (6, 2)

 
 

3

2

· 3

6

2

=

=

 

1

2

· 1

2

= (2 · 3, 2 · 1) = (6, 2)     3 2 · 3

72 capítulo 3 Introdução às matrizes

Multiplicação de matrizes

Multiplicação de matrizes

Multiplicação de matrizes Multiplicação de matrizes 1 2 1 x 1 + 2 x 2 1
1 2 1 x 1 + 2 x 2 1 y 1 + 2 y
1 2
1
x 1 + 2 x 2
1
y 1 + 2 y 2
O produto
3
4
x 1 y 1
x 2 y 2
=
3
x 1 + 4 x 2
3
y 1 + 4 y 2
5
6
5
x 1 + 6 x 2
5
y 1 + 6 y 2
Pode ser derivado separando-se temporariamente as
x 1
y 1
duas colunas
e
, que formam os dois produtos
x 2
y 2
1
2
1
x 1 + 2 x 2
1
2
1
y 1 + 2 y 2
y
x 1
1
3
4
=
3
x 1 + 4 x 2
e 3
4
=
3
y 1 + 4 y 2
y
x 2
2
5
6
5
x 1 + 6 x 2
5
6
5
y 1 + 6 y 2
e, depois, reunindo-se as colunas resultantes:
1
x 1 + 2 x 2
1
y 1 + 2 y 2
3
x 1 + 4 x 2
3
y 1 + 4 y 2
5
x 1 + 6 x 2
5
y 1 + 6 y 2
Exemplo Exemplo 1 2 x y 1 1 • 3 4 = x y 2
Exemplo
Exemplo
1
2
x
y
1
1
3
4
=
x
y
2
2
5
6

1

x 1 + 2 x 2

1

y 1 + 2 y 2

3

x 1 + 4 x 2

3

y 1 + 4 y 2

5

x 1 + 6 x 2

5

y 1 + 6 y 2

Tem mais!
Tem mais!

Cálculos com matrizes 73

8

Autovalores e autovetores

z

y vezes 4 x para trás vezes 4
y
vezes 4
x
para trás
vezes 4

Prontos!

Yurino, da

Universidade

Hanamichi!

ENCARA
ENCARA
E Jumonji, da Universidade Nanhou!
E Jumonji, da
Universidade
Nanhou!

Ele parece

durão.

Comecem!

206 Capítulo 8 Autovalores e autovetores

Vou ter que dar tudo que tenho.

SPAF

PAFF

S e y a a a a

ARREPIO

Pow

PUFF

á á á á á i

Tenho que mostrar para eles como posso ser forte!

Pow PUFF á á á á á i Tenho que mostrar para eles como posso ser

Ungh

Pow PUFF á á á á á i Tenho que mostrar para eles como posso ser

Gah

Eu tenho

que vencer

isso!

chega!

Muito

obrigado

Universidade

Nanhou!

208 Capítulo 8 Autovalores e autovetores

Droga

Boa luta.

Sinto muito sobre a luta

É

Não se

preocupe com

isso.

Você se sairá melhor da próxima vez.

Desculpe-me!

Você está

totalmente certa!

Eu sei

disso!

Meu irmão disse que você lutou bem, no entanto.

Sério?

Ficar chateado não ajudará em nada.

Autovalores e autovetores 209

Básico

De qualquer

modo

hoje é

nossa última aula.

pensei em trabalharmos com autovalores e autovetores.

Estudar autovalores e autovetores vem a calhar quando trabalhamos com Física e Estatística, por exemplo.

Eles também tornam problemas deste tipo muito mais fáceis.

Eles também tornam problemas deste tipo muito mais fáceis. Vetores Transformações Autovalores e lineares
Vetores Transformações Autovalores e lineares autovetores
Vetores
Transformações
Autovalores e
lineares
autovetores

Ok. Estou pronta para qualquer coisa!

É um tópico bastante abstrato, mas vou tentar ser o mais concreto possível.

Encontrar a potência p de uma matriz n×n.

210 Capítulo 8 Autovalores e autovetores

Eu

agradeço!

O que são autovalores e autovetores?

O que você me diz de começarmos com alguns problemas?

Ok, primeiro problema:

Encontre a imagem de

c 1

3

1

+ c 2

1

2

utilizando a transformação linear determinada pela matriz 2×2

8 3

1

2

(onde c 1 e c 2 são números reais.)

Hum

Hum,

assim?

Então

a resposta

pode ser expressa utilizando-se múltiplos dos dois vetores originais?

Claro!

Dessa

forma?

Passou

perto!

Exatamente!

O que são autovalores e autovetores? 211

I o mesmo!

A im, você poderia

dizer que a transformação linear igual à matriz

8

2

3

1

212 Capítulo 8 Autovalores e autovetores

transforma todos os pontos no plano x 1 x 2

Desta forma.

Oh

Hum

Vamos avançar para outro problema

Encontre a imagem de

c

1

1

0

0

0 0 1 + c 3 0 0 1 4 0 0 2 0 0
0
0
1
+ c 3
0
0
1
4 0
0 2
0 0

+ c 2

a transformação linear determinada pela matriz 3×3

utilizando

0

0

−1

(onde c 1 , c 2 e c 3 são números reais.)

Dessa

forma?

Correto!

Então essa solução também pode ser expressa com múltiplos

O que são autovalores e autovetores? 213

Logo você poderia dizer que a transformação linear igual à matriz

4

0

0

0

2

0 −1

0

0

transforma todos os pontos no espaço

Desta

forma.

x 1 x 2 x 3

Entendi!

Vezes 4 Olhando para trás Vezes 2
Vezes 4
Olhando
para trás
Vezes 2

214 Capítulo 8 Autovalores e autovetores

es

or

t

e

ov

e aut

or

s

Vamos dar uma olhada na definição

e

considerando

aqueles

exemplos.

Autovalores e autovetores

x 1 x 2 Se a imagem de um vetor por meio da transformação linear
x
1
x
2
Se a imagem de um vetor
por meio da transformação linear determinada pela matriz
a
a
x
x n
a 11
12
1n
1
a
a
x
a 21
22
2n
2
é igual a λ
, λ é chamado de um autovalor da matriz
a
a
x
a n1
n2
nn
n
x
1
x
2
e
é chamado de um autovetor correspondente ao autovalor λ.
x
n

O vetor zero não pode nunca ser um autovetor.

R n R n x x 1 1 x x 2 2 λ x x
R n
R n
x
x
1
1
x
x
2
2
λ
x
x n
n

Então os dois exemplos poderiam ser resumidos desta forma?

Exatamente!

   

4

0

0

Matriz

 

8

3

 

0

2

0

   

2

1

 

0

0

1

Autovalor

 

λ = 7, 2

λ = 4, 2, 1

   

O

vetor

1

O

vetor

co espondente

3 0

co espondente

a

λ = 7

0

1 0

λ = 4

O

vetor

a

Autovetor

co espondente

1

O

vetor

co espondente

a

λ = 2

1 0

a

λ = 2

2 0

0

O

vetor

co espondente

a

λ = 1

1

Em geral, você nunca pode encontrar mais do que n autovalores e autovetores diferentes para qualquer

matriz n×n.

Em geral, você nunca pode encontrar mais do que n autovalores e autovetores diferentes para qualquer

Ah

E aí,

esperando

há muito

tempo?

Parem

com isso!

Deixem-me

ir!

ÁÁÁI!

Ah, não seja assim!

Parece que

cheguei um

pouco cedo

Nós só queremos conhecê-la melhor.
Nós só
queremos
conhecê-la
melhor.

Reij—

Essa

voz!

Misa!

!

tenho

que fazer

alguma

coisa

mas

E

rápido!

Em meu primeiro encontro com Yuki, minha namorada no ensino fundamental

Ei, me

soltem!

Aqueles idiotas

Nós só queremos bater um papo

TREMENDO
TREMENDO

E se acontecer tudo de novo?

já tenho um encontro.

Yuki!

Crash

Aqueles

Você

pare

idiotas

com isso!

tenho

que fazer

quem é

alguma

você?

coisa!

Ugh?

Haha

Fala

sério! Um

chute? Que

fracote

CHUTE

Me solta!

Hora de

ir!

Vocês aí!

Parem. Não conseguem ver que ela não quer ir com vocês?

“O martelo

Hanamichi!” Ungh
Hanamichi!”
Ungh

Caramba,

quem é

agora?

ah, não!

Mexer com esse cara é suicídio!

Martelo

Hanamichi?

V-você é

Vamos dar o fora daqui!

O lendário líder do clube de caratê Hanamichi.

Em carne e osso. O-obrigada! Não se preocupe com isso Mas acho que seu namorado
Em carne e
osso.
O-obrigada!
Não se
preocupe com
isso
Mas
acho que seu
namorado precisa
de cuidados
médicos
GEMIDO
GEMIDO

Yank

Escute

eu

estou feliz de você ter tentado me defender, mas

Isso

simplesmente

não foi

suficiente.

Vou mostrar

para eles–

Vem cá,

docinho

Socorro!

Isso

simplesmente

não foi

suficiente.

eu

não acho que posso mais sair com você.

Não desta vez!

Estou muito

mais forte

agora–

Desta vez vai ser diferente!

SOLTEM-nA!

Epílogo 235

SPLAF

Venha, vamos

embora.

Reiji!

Fiquem longe

dela, todos

vocês!

Ei!

Pode parar

aí mesmo.

Quem você

pensa que

é?

O qu–?

Haha, olha só! Ele pensa que é um herói!

! POF
!
POF

Vamos

pegá-lo!

AGARRA

Corre!

Tenha cuidado,

Reiji!

Parem com

isso!

Me

solta!

Uff!

Teimoso,

hein?

SPAF TUMP
SPAF
TUMP

Seu

pequeno

Por favor!

Já chega!

Crack

Atacando minha irmãzinha, é?

Tetsuo!

 

não gosto

de violência

excessiva

mas,

ao atacarem Misa,

vocês não me deram escolha

É o

Ichinose!

Manhê!

Sensei?

 

Ele apagou!

escolha É o Ichinose! Manhê! Sensei?   Ele apagou! O M a r t e l

O Martelo

Hanamichi!

Corre!

Reiji?

Yurino Misa me contou o que aconteceu.

Obrigado!

Você está bem!

Hum

Sem

problema.

Reiji,

acorde!

Reiji!

Opa!

Mas não

mereço seu

agradecimento

Epílogo 239

não pude ajudar

Misa

não pude

ajudar nem a mim

mesmo

Bem, você pode não ser ainda um faixa preta

Mas certamente não é nenhum fracote.

Ele está certo.

não sei o que dizer Obrigada!

240 Epílogo

Colocar a segurança de Misa antes de sua própria mostra grande coragem.

não mudei nada! Continuo sendo um fracote!

Esse tipo de coragem é admirável, ainda que a luta em si tenha sido desnecessária.

Você deveria

estar

orgulhoso!

Mas–

Reiji!

Misa

Obrigada

por tudo!

pensei ter

sido bastante

claro sobre

as regras

Hehe

Bem, acho que tudo

a Misa não é

bem

mais uma criança.

Ah

Obrigado,

sensei

Mas o qu–?

Hã?! Eu,

ah

A propósito, será que você poderia me fazer outro favor?

C-claro!

Epílogo 241

também gostaria que você me ensinasse.

Quê?

Então, o

que me

diz?

242 Epílogo

Isso

também

significaria

muito para

mim.

Claro!

Com

certeza!

Matemática,

quer dizer.

Ele bem que poderia usar a ajuda, estando em seu sexto ano e tudo o mais.

Ótimo! Vamos começar com contas de mais e de menos, então!

Se ele não se formar logo

Hum contas de mais e de menos?

Parece que

vocês vão

precisar de

mais almoços!