P. 1
3 Objectivos e Públicos das Relaçôes Publicas

3 Objectivos e Públicos das Relaçôes Publicas

|Views: 1.245|Likes:
Publicado porSidantas

More info:

Published by: Sidantas on Mar 17, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/05/2013

pdf

text

original

3.

OBJECTIVOS E PÚBLICOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
I. OBJECTIVOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS II. PÚBLICOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS

3. OBJECTIVOS E PÚBLICOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
Graças à comunicação nos dois sentidos, as RP são uma técnica ideal para estabelecer o diálogo entre uma organização e os seus públicos, visando esclarecê-los das políticas e acções que são levadas a cabo. O objectivo fundamental é a humanização interna e externa da organização, para que esta não apareça aos olhos da opinião pública unicamente como uma entidade jurídica. Para tal há uma preocupação máxima em veicular informações rigorosamente verdadeiras, das quais até a mentira por omissão é excluída.

I. OBJECTIVOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS

O objectivo geral das Relações Públicas é promover a aceitação geral da empresa ou organização, dar a conhecer ao público os serviços que presta ou os bens que produz e dele recolher opiniões no sentido de aconselhar a Administração nas políticas a seguir. Assim sendo, o serviço de Relações Públicas deverá contribuir para a prossecução dos objectivos da instituição.

I. OBJECTIVOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS

Naturalmente, a forma como os serviços de Relações Públicas se estruturam e contribuem para levar a cabo a política da instituição varia de acordo com o tipo de instituição, as características socioculturais, políticas, económicas, etárias, sexuais, etc., do público mais directamente interessado pelas realizações da instituição, com o tipo de bens e serviços produzidos, em função do tempo e espaço históricos, etc.

I. OBJECTIVOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
As RP não visam a venda, uma vez que não utilizam uma

argumentação nesse sentido, e, se a viessem a utilizar, seriam poucas as probabilidades de êxito em virtude das restrições impostas pelo seu código de ética. É óbvio que, ultrapassando estas restrições, já não se trataria de RP, mas de outra técnica qualquer. No que respeita aos objectivos específicos das Relações Públicas, os autores não são unânimes e cada autor define uma lista de objectivos essenciais.

I. OBJECTIVOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
Segundo J. Martins Lampreia são três as etapas fundamentais de uma mensagem de RP: 1º Chamar a atenção 2º Despertar o interesse 3º Informar o destinatário No entanto, é difícil estabelecer um número restrito de objectivos, pois estes podem variar consoante o ramo da organização ou empresa e dependem do próprio profissional de RP. Não se podem estabelecer a priori, de forma meramente teórica, objectivos de RP. Cada caso é um caso e cada profissional é um profissional, daí que apenas se possam formular objectivos genéricos.

I. OBJECTIVOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
Muitos autores elaboraram listas de objectivos das RP. Michael Bland no seu Novo Manual de RP defende que os objectivos dos RP são: aumento das vendas;  aumentar / recuperar confiança  estabelecer identidade  mudar as coisas  outros objectivos (destruir velhos mitos e preconceitos, atrair novos clientes..)

I. OBJECTIVOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
Por outro lado, Philipp Lesly organizou outra lista de objectivos com 16 itens:  Obter prestígio e todas as vantagens que daí advêm;  Promover vendas;  Estimular a boa vontade dos empregados;  Prevenir e solucionar as questões laborais;  Criar e sustentar a boa vontade na comunidade onde a empresa opera;  Obter a boa vontade dos accionistas;

I. OBJECTIVOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
Superar mal-entendidos e combater falsos preconceitos que possam prejudicar a empresa; Obter a boa vontade dos fornecedores; Obter a boa vontade do governo; Obter a boa vontade dos demais industriais do ramo; Aumentar as vendas através da boa vontade dos revendedores; Educar o público quanto ao perfeito uso do produto vendido; Educar o público quanto a qualquer ponto de vista de interesse da empresa; Obter a boa vontade dos consumidores;

I. OBJECTIVOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
Investigar as atitudes dos diversos grupos sociais, internos e externos, para com a empresa; Formular e orientar a política da empresa, atendendo ao Bem Comum.

II. PÚBLICOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
No âmbito das RP, a forma de dividir os públicos é muito diferente da utilizada nas outras técnicas de informação. Note-se que apesar da denominação Relações Públicas esta função, dentro da organização, não tem por objectivo relacionar-se com o público em geral, mas com cada público em particular, isto é, com aqueles cujas especificidades os tornam parte do universo da organização. Desta forma, é importante efectuar-se uma classificação dos públicos em: Internos e Externos - caracterizando-se os primeiros, como o próprio nome indica, por se encontrarem dentro do âmbito da organização, e os segundos por estarem fora da mesma;

II. PÚBLICOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
O público interno é constituído por todos os trabalhadores efectivos da empresa, desde os empregados até à administração. Para um profissional de RP o público interno é o mais importante. Sobre ele devem incidir os principais esforços para criar uma boa imagem da empresa. É impossível conseguir uma boa campanha externa de RP se não existirem boas RP internas. Se uma empresa tiver 100 empregados contentes tem 100 RP que dão uma óptima imagem da empresa para o exterior.

II. PÚBLICOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS

O público externo engloba todos os restantes públicos que se podem subdividir em vários grupos.  Público governamental, do qual fazem parte todos os membros do governo, corpo diplomático, forças armadas, partidos políticos...  Órgãos de comunicação social são considerados não só os jornalistas como também os redactores e directores de jornais. São todas as pessoas ligadas aos órgãos de informação. Este é, evidentemente um dos grupos mais importantes pois pode ajudar ou comprometer toda uma campanha de RP.

II. PÚBLICOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS

 Consumidores ou utentes são o grupo que faz “viver” uma empresa, consomem ou utilizam de alguma forma os produtos oferecidos pela empresa.  Comunidade é composta por todos quantos vivem na área da empresa. Este é também um público importante, com o qual convém ter uma boa relação.

II. PÚBLICOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
Podemos fazer uma correspondência entre os públicos internos e externos e os objectivos essenciais das Relações Públicas.
OBJECTIVOS - Aumentar a credibilidade, quer da empresa, quer dos seus produtos e serviços - Manter os colaboradores da empresa bem informados sobre as suas actividades, contribuindo para o seu envolvimento - Criar um sentimento de pertença - Gerar a partilha de valores comuns entre colaboradores - Estimular a força de vendas e os distribuidores - Melhorar a imagem da empresa e das suas marcas - Criar ou aumentar a notoriedade da empresa e dos seus produtos/serviços INTERNOS EXTERNOS

X X X X X X

X

X X X

II. PÚBLICOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
Podemos fazer uma correspondência entre os públicos internos e externos e os objectivos essenciais das Relações Públicas.
OBJECTIVOS - Desenvolver uma atmosfera de confiança com os órgãos de comunicação social - Prevenir e minimizar o impacto de eventuais crises - Orientar a gestão da empresa em função do feedback recebido dos públicos - capitalizar o goodwill da empresa junto das entidades governamentais, fornecedores e comunidade financeira - Atrair fornecedores - Criar boas relações de vizinhança com a comunidade local - Relevar os contributos da empresa para o desenvolvimento do país ou da região INTERNOS EXTERNOS

X X X X X X

X X X

II. PÚBLICOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
Primários, Secundários e Marginais - diferenciando-se cada um deles pelo maior ou menor grau de importância que possuem para a organização (maior importância conferida aos públicos primários e menor aos marginais); Apoiantes, Opositores e Indiferentes - em relação aos apoiantes, deve exercer-se um esforço constante que vise reforçar as suas crenças; face aos opositores, a comunicação a utilizar deve ser suficientemente persuasiva para mudar a sua opinião sobre a organização; finalmente, é importante conquistar os indiferentes dado, por norma, representarem a maioria da opinião pública excepto em casos em que existe uma afectividade cultural (exemplo: CocaCola, McDonalds' ou clubes de Futebol).

II. PÚBLICOS DAS RELAÇÕES PÚBLICAS
Uma outra forma de classificar os públicos é ordená-los de acordo com a proximidade à empresa.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->