Você está na página 1de 1

Mquina simples

Tbua de mquinas simples, de Cyclopedia de Chambers, 1728. Mquinas simples constituem, numa analogia, um como que "vocabulrio bsico" do qual de compem todas as demais mquinas, mais complexas. As mquinas simples so dispositivos que, apesar de sua absoluta simplicidade, trouxeram grandes avanos para a humanidade e se tornaram base para todas as demais mquinas (menos ou mais complexas) criadas ao longo da histria. As mquinas simples so dispositivos capazes de alterar foras, ou simplesmente de mudlas de direo e sentido. A ideia de uma mquina simples foi criada pelo filsofo grego Arquimedes, no sculo III a.C., que estudou as mquinas "Arquimedianas": alavanca, polia, e parafuso. Arquimedes tambm descobriu o princpio da alavancagem. Mais tarde outros filsofos gregos definiram as cinco mquinas clssicas (excluindo o plano inclinado) e foram capazes de calcular sua alavancagem. Heron de Alexandria (ca. 1075 AD), em seu trabalho Mecnica lista estes cinco mecanismos que podem colocar uma carga em movimento: alavanca, molinete, polia, cunha e parafuso, e descreve sua fabricao e usos. Porm o conhecimento grego se limitava a mquinas simples, que operavam atravs do balano de foras, sem incluir a dinmica, comparaes entre fora e distncia, ou o conceito de trabalho. Comumente, o termo "mquina simples" refere-se s seis mquinas simples clssicas, conforme definidas pelos cientistas renascentistas: 123456Alavanca Cunha Engrenagem Mola Polia Rodas e eixo

No se tem segurana cientfica at o presente, seno conjeturas apenas, para afirmar-se sobre a cronologia do seu aparecimento.