Você está na página 1de 5

Ano Biografia Bibliografia Factos Históricos

1936 Manuel Alegre de Melo Duarte nasce Adolf Hitler assina aliança
em Águeda, a 12 de Maio. com o ditador italiano
fascista Benito Mussolini.
Estudou Direito na Universidade de Assinatura do Pacto Anti-
Coimbra, onde foi um activo dirigente Komintern pela Alemanha
estudantil. e o Japão, acordo que tinha
como objectivo a oposição
ao desenvolvimento do
comunismo.
Apoiou a candidatura do General O Rei Eduardo VIII do
Humberto Delgado. Reino Unido abdica da
coroa para o irmão Jorge
VI.
Foi fundador do CITAC – Centro de Período marcado pela 2ª
Iniciação Teatral da Academia de Grande Guerra Mundial
Coimbra, membro do TEUC – Teatro de
Estudantes da Universidade de Coimbra,
campeão nacional de natação e atleta
internacional da Associação Académica
de Coimbra. Dirigiu o jornal A Briosa,
foi redactor da revista Vértice e
colaborador de Via Latina.
1961 A sua tomada de posição sobre a Assalto à cadeia de Luanda
ditadura e a guerra colonial levam o e a uma esquadra da
regime de Salazar a chamá-lo para o polícia por parte de
serviço militar, sendo colocado nos militantes do MPLA,
Açores, onde tenta uma ocupação da causando alguns mortos, e
ilha de S. Miguel, com Melo Antunes. que marcou o início da luta
armada pela independência
daquela antiga colónia
portuguesa, e o ínicio da
Guerra Colonial
Portuguesa.
1962 É mobilizado para Angola, onde dirige Fim da Crise dos Mísseis,
uma tentativa pioneira de revolta militar. Kennedy levanta a
quarentena em Cuba.
1963 É preso pela PIDE em Luanda, durante Início dos confrontos do
6 meses. Partido Africano para a
Independência da Guiné e
Na cadeia conhece escritores angolanos Cabo Verde com Portugal,
como Luandino Vieira, António Jacinto marcando o começo da
e António Cardoso. Guerra da Libertação da
Guiné-Bissau, abrindo
mais uma frente na Guerra
Colonial Portuguesa.
1964 Colocado com residência fixa em Início das campanhas da
Coimbra, acaba por passar à FRELIMO para a luta
clandestinidade e sair para o exílio. armada de independência.
moçambicana de Portugal,
abrindo mais uma frente na
Guerra Colonial
Portuguesa.
1965 Praça da Canção Fundação do Grupo de
(Poesia) Teatro de Letras em
Lisboa.
1967 O Canto e as Armas Grandes cheias da região
(Poesia) de Lisboa. As inundações,
associadas às precárias
condições de habitação e à
falta de ordenamento
causam cerca de 500
mortos e deixam milhares
de pessoas sem abrigo.
1971 Um Barco para Guerra do Vietname.
Ítaca (Poesia)
Passa dez anos exilado em Argel, onde é Final da Guerra do Yom
dirigente da Frente Patriótica de Kippur.
Libertação Nacional.
Aos microfones da emissora A Voz da Final da Guerra do
Liberdade, a sua voz converte-se num Vietname.
símbolo de resistência e liberdade.
Entretanto, os seus dois primeiros livros, O Governo Português,
Praça da Canção e O Canto e as Armas sobre a Guerra Colonial,
são apreendidos pela censura, mas revoga os polémicos
passam de mão em mão em cópias diplomas sobre as carreiras
clandestinas, manuscritas ou no Exército (decretos de
dactilografadas. Sá Viana Rebelo sobre os
milicianos) e nomeia uma
comissão para estudar o
assunto.
Poemas seus, cantados por Zeca Afonso Crise do petróleo.
e Adriano Correia de Oliveira, tornam-
se emblemáticos da luta pela liberdade.
1974 Regressa finalmente a Portugal a 2 de Portugal reconhece a
Maio, dias após o 25 de Abril. incorporação de Goa,
Damão e Diu na União
Indiana.

Portugal reconhece a
independência da Guiné-
Bissau.
1975 Deputado por Coimbra em todas as Várias tentativas de golpe
eleições (até 2002). de estado, tanto da direita
como da esquerda.
1976 Entra no Partido Socialista onde, ao lado Coisa Amar (Coisas Mário Soares torna-se
de Mário Soares, promove as grandes do Mar) (Poesia) primeiro-ministro de
mobilizações populares que permitem a Portugal, substituindo José
consolidação da democracia e a Baptista Pinheiro de
aprovação da Constituição desse ano, de Azevedo.
cujo preâmbulo é redactor.
1979 Nova do Achamento Portugal estabelece
(Poesia) relações diplomáticas com
a República Popular da
China.
1981 Atlântico (Poesia) A Grécia adere à União
Europeia.
1983 Babilónia (Poesia) A RTP 1 exibe Origens, a
segunda telenovela
portuguesa.
1984 Chegar Aqui O Reino Unido e a
(Poesia) República Popular da
China assinam o tratado
Aincha Conticha inicial para a devolução do
(Poesia) território de Hong Kong à
China.
1989 O Homem do País Revolução Romena.
Azul (Ficção)

Jornada de África
(Ficção)
1991 A Rosa e o Início da primeira Guerra
Compasso (Poesia) do Golfo.
1992 Com que Pena – António Guterres é eleito
Vinte Poemas para secretário-geral do Partido
Camões (Poesia) Socialista Português
1993 Sonetos do Obscuro Portugal na "lista negra" da
Quê (Poesia) Amnistia Internacional
devido à violência
repressiva dos agentes de
autoridade.
1995 É Vice-Presidente da Assembleia da Coimbra Nunca Áustria, Finlândia e Suécia
República. Vista (Poesia) juntam-se à União
Européia.
Alma (Ficção)
1996 É membro do Conselho de Estado. As Naus de Verde ETA assassina, em Madrid,
Pinho (Poesia) o presidente do Tribunal
Constitucional espanhol,
Alentejo e Ninguém Francisco Tomás e
(Poesia) Vallente.
1997 Che (Poesia) É assinado o Tratado da
União Europeia, na cidade
Contra a Corrente holandesa de Maastricht.
(Discursos e Textos
Políticos)
1998 Pico (Poesia) Inauguração da Expo 98,
em Lisboa.
A Terceira Rosa
(Ficção)
1999 Uma Carga de O Euro começa a ser usado
Cavalaria (Ficção) em transacções
electrónicas em Portugal.
2001 Livro do Português Atentados terroristas ao
Errante (Poesia) World Trade Center em
Nova Iorque e no
Pentágono em Washington,
EUA.
2002 Volta a ser membro do Conselho de Cão Como Nós Entram em circulação as
Estado. (Ficção) notas e moedas de euro.

Deputado por Lisboa. Participa Arte de Marear


esporadicamente no I Governo (Ensaios)
Constitucional de Mário Soares.
2003 Rafael (Ficção) A União Europeia chega a
acordo sobre "o primeiro
instrumento de «imigração
legal», projeto de directiva
comunitária sobre o direito
de reunificação familiar de
imigrantes.
2004 É candidato a Secretário-geral do PS, Pedro Santana Lopes toma
naquele que foi o mais participado posse como primeiro-
Congresso partidário de sempre. ministro do XVI Governo
Constitucional em
Portugal.
2005 Candidata-se à Presidência da Eleições legislativas em
República, como independente e Portugal, com a vitória do
apoiado por cidadãos, tendo obtido mais PS de José Sócrates.
de 1 milhão de votos nas eleições
presidenciais de 22 de Janeiro de 2006,
ficando em segundo lugar e derrotando
o candidato oficial apoiado pelo PS.

É sócio correspondente da Classe de


Letras da Academia das Ciências eleito
em Março.

Volta a ser membro do Conselho de


Estado.
2006 O Futebol e a Vida, Aníbal Cavaco Silva é
Do Euro 2004 ao eleito Presidente da
Mundial 2006 República Portuguesa.
(Crónicas)
2008 Nambuangongo, Maior manifestação de
Meu Amor (Poesia) professores da história de
Portugal em Lisboa, contra
Sete Partidas as políticas de educação
(Poesia) vigentes.

Você também pode gostar